Apresentamos-lhe umas ferramentas confortáveis e gratuitas para publicar e compartilhar informações.

Volume ilimitado

Carregue tanto quanto você quiser! O volume de arquivos carregados é ilimitado. Você pode publicar qualquer número de documentos em formatos eletrônicos PDF, Microsoft Word e PowerPoint.

HTML5, sem Flash

Todos os arquivos carregados no site serão automaticamente adaptados para leitura no iPad, iPhone, Android e outras plataformas.

Exibir na janela do navegador

Oportunidade para exibir os documentos sem baixar - direito na janela do browser. É realmente cômodo!

Quais as tarefas podem ser resolvidas usando o nosso site?

Ao utilizar o nosso site você pode encontrar facilmente livros para ajudar a se preparar para o exame, bem como os ensaios completos, trabalhos de curso e tutoriais sobre diversos temas. A Biblioteca deste Recursos de Formação tem milhares de manuais, artigos e livros em uma variedade de disciplinas acadêmicas.

Publicar catálogos com os produtos em nosso website, tornando-os disponíveis a um público mais vasto. Anuncie seu negócio, colocando folhetos, brochuras e materiais promocionais. Encontre ideias interessantes e soluções para negócio que compartilham nossos usuários do recurso.

Comprou uma lavadora, mas não têm manual? Tente procurá-lo no nosso recurso. Você tem o mais recente modelo? Ajude aos outros - enriqueça a base, adicionando manual que ainda não está disponível no site.

Faça sua pesquisa disponível não apenas para os colegas, mas também a um público mais vasto. Publique e discuta seus artigos. Mantenha-se atualizado com os últimos desenvolvimentos científicos através de nosso website. Encontre materiais de pesquisa sobre o tema que lhe interessa e compartilhe-los com os colegas.

Conte sobre suas obras para as pessoas, publicando elas no nosso website. A coleção de cenários para os feriados, poesia, coletâneas de contos e outras obras de autores menos conhecidos e independentes.

Documentos procurados

Morfoanatomia foliar de azevém no sub-bosque de espécies arbóreas em sistemas agroflorestais

Morfoanatomia foliar de azevém no sub-bosque de espécies arbóreas em sistemas agroflorestais 368 Denise Schmidt et al. Morfoanatomia foliar de azevém no sub-bosque de espécies arbóreas em sistemas agroflorestais Denise Schmidt 1, Braulio Otomar Caron 1, Janine Pilau 1, Maicon Nardino 1, Elvis

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Influência da Densidade Populacional e do Espaçamento nos Parâmetros Agronômicos e Produtivos na Cultura do Milho

Leia mais

1. Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo (CEDESP) Convênio PMSP / SMADS. 146 pessoas concluíram os cursos de:

1. Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo (CEDESP) Convênio PMSP / SMADS. 146 pessoas concluíram os cursos de: Relatório Despertar 2017 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

[Labirintos: realidades aumentadas,

[Labirintos: realidades aumentadas, [Labirintos: realidades aumentadas, realidades inclusivas] [CEIP Heroínas de Sálvora e CEIP plurilingüe de Frións] Febreiro de 2015 0. Introdución necesaria O código QR (quick response code) é unha imaxe

Leia mais

2018/19 Grandes Destinos Viajamos juntos pelo Mundo

2018/19 Grandes Destinos Viajamos juntos pelo Mundo 2018/19 Grandes Destinos Viajamos juntos pelo Mundo lusanovatours.pt Viajamos juntos pelo Mundo 2 Info 1959 Estimados Clientes e Agentes, A Lusanova, fundada em 1959, é reconhecida por ser uma empresa

Leia mais

Férias Lazer PERNAMBUCO. onde sol, mar e arte se encontram. Pra Conhecer ESPÍRITO SANTO, DA PRAIA À SERRA

Férias Lazer PERNAMBUCO. onde sol, mar e arte se encontram. Pra Conhecer ESPÍRITO SANTO, DA PRAIA À SERRA Férias Lazer EDIÇÃO 56 NOVEMBRO 2017 Turismo Viagem Gastronomia Cultura Entretenimento PERNAMBUCO onde sol, mar e arte se encontram Pra Conhecer ESPÍRITO SANTO, DA PRAIA À SERRA Da Web TURISMO ESPORTIVO,

Leia mais

Regulador de tensão TAPCON 260

Regulador de tensão TAPCON 260 Regulador de tensão TAPCON 260 Folha suplementar 2531975/00 Descrição do protocolo para IEC 60870-5-103 Todos os direitos da Maschinenfabrik Reinhausen Salvo quando expressamente autorizadas, ficam proibidas

Leia mais

Registo de Alunos Inscritos e Diplomados do Ensino Superior. Documento Metodológico

Registo de Alunos Inscritos e Diplomados do Ensino Superior. Documento Metodológico Registo de Alunos Inscritos e Diplomados do Ensino Superior Documento Metodológico INTRODUÇÃO I CARACTERIZAÇÃO GERAL 1. Código/Versão/Data 2. Código SIGINE 3. Designação 4. Actividade Estatística 5. Objectivos

Leia mais

Escreva uma história com esportes, cultura e arte.

Escreva uma história com esportes, cultura e arte. Escreva uma história com esportes, cultura e arte. Formar cidadãos plenos de suas habilidades, com autonomia e capacidade de dialogar com diferentes realidades, são princípios da Educação Marista. Para

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS ALTERAÇÕES INFLAMATÓRIAS E FUNCIONAIS DO PULMÃO NO CURSO DA PANCREATITE AGUDA EXPERIMENTAL INDUZIDA POR CERULEÍNA.

AVALIAÇÃO DAS ALTERAÇÕES INFLAMATÓRIAS E FUNCIONAIS DO PULMÃO NO CURSO DA PANCREATITE AGUDA EXPERIMENTAL INDUZIDA POR CERULEÍNA. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FARMACOLOGIA AVALIAÇÃO DAS ALTERAÇÕES INFLAMATÓRIAS E FUNCIONAIS DO PULMÃO NO CURSO

Leia mais

Proposta da Nova Forma de Atuação da Wiz junto à Caixa Seguridade e Seus Parceiros

Proposta da Nova Forma de Atuação da Wiz junto à Caixa Seguridade e Seus Parceiros Proposta da Nova Forma de Atuação da Wiz junto à Caixa Seguridade e Seus Parceiros [Material de apoio para a Assembleia Geral Extraordinária] Agosto/2018 DISCLAIMERS Ressalvas Esta apresentação contém

Leia mais

TRANSCREVA, EM ESPAÇO DETERMINADO NO SEU CARTÃO DE RESPOSTAS, A FRASE DE PAULO COELHO PARA EXAME GRAFOTÉCNICO

TRANSCREVA, EM ESPAÇO DETERMINADO NO SEU CARTÃO DE RESPOSTAS, A FRASE DE PAULO COELHO PARA EXAME GRAFOTÉCNICO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DE SEGURANÇA PARA GRANDES EVENTOS EDITAL Nº 35/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO para Técnico Especializado de Suporte Nível III Engenharia Civil T CÓDIGO

Leia mais

DOE Nº DE

DOE Nº DE DOE Nº 33.689 DE 29.08.2018. GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO (SEAD) AGÊNCIA ESTADUAL DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ (ADEPARÁ) CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO

Leia mais

Análise pelo Método dos Elementos Finitos - Integral de Fronteira

Análise pelo Método dos Elementos Finitos - Integral de Fronteira Ana Cristina ds Sants da Silva Prt Antenas Tip Fenda em Cavidades Análise pel Métd ds Elements Finits - Integral de Frnteira Dissertaçã de Mestrad Dissertaçã apresentada cm requisit parcial para btençã

Leia mais

COMPORTAMENTO DO GIRASSOL EM RELAÇÃO À ACIDEZ DO SOLO O

COMPORTAMENTO DO GIRASSOL EM RELAÇÃO À ACIDEZ DO SOLO O COMPORTAMENTO DO GIRASSOL EM RELAÇÃO À ACIDEZ DO SOLO O MARIA REGINA GONÇALVES UNGARO( 2 ' 6 ), JOSÉ ANTÓNIO QUAGGIOÍ 3,6 ), PAULO BOLLER GALLOC 4 ' 6 ), SÓNIA CARMELA FALCI DECHEN( 5 ' 6 ), FRANCISCO

Leia mais

Algoritmos Probabilsticos. Jair Donadelli

Algoritmos Probabilsticos. Jair Donadelli Algoritmos Probabilsticos Jair Donadelli \Numbers that fool the Fermat test are called Carmichael numbers, and little is known about them other than that they are extremely rare. There are 255 Carmichael

Leia mais

Representação para Programação Orientada a Objetos

Representação para Programação Orientada a Objetos 1 Representação para Programação Orientada a Objetos Profª. Juliana Pinheiro Campos E-mail: jupcampos@gmail.com ENG10082 Programação II Créditos: Prof. Gustavo Willam Pereira e Prof. Clayton Vieira Fraga

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2006

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2006 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2006 INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Junho 2007 Ficha Técnica RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO - 2007 EDIÇÃO CONSELHO DIRECTIVO DO IST COORDENAÇÃO DA EDIÇÃO,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE BIOLOGIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE BIOLOGIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE BIOLOGIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA CARACTERIZAÇÃO E EFICIÊNCIA DE UM NOVO PIRETRÓIDE SINTÉTICO (FMC 65318) NO CONTROLE DO

Leia mais

SI05 A EMPRESA E OS SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

SI05 A EMPRESA E OS SISTEMAS DE INFORMAÇÕES 1 2 Descrever o contexto de negócios, no qual as empresas estão inseridas na atualidade e a importância dos sistemas de informações para auxiliar o processo decisório das mesmas. 3 1 Componentes da empresa

Leia mais

Porto, 27 de Outubro de 2010

Porto, 27 de Outubro de 2010 DEPA RTAMENTO DE E N G E NHA RIA I N FORMÁTICA DEPA RTAMENTO DE E N G E NHA RIA I N DUSTRIAL E G E STÃ O Porto, 7 de Outubro de 1 1 UM OUTRO PANORAMA DA FEUP Ângelo Oliveira Catarina Morgado Cristiano

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2007 INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2007 INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2007 INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Março, 2008 Ficha Técnica Relatório de Actividades de 2007 do Instituto Superior Técnico Edição Conselho Directivo do IST Gabinete de Estudos e

Leia mais

Preferência do pulgão-preto e da cigarrinha-verde em diferentes genótipos de feijão-caupi em Roraima

Preferência do pulgão-preto e da cigarrinha-verde em diferentes genótipos de feijão-caupi em Roraima Revista Agro@mbiente On-line, v. 9, n. 1, p. 79-85, janeiro-março, 2015 Centro de Ciências Agrárias - Universidade Federal de Roraima, Boa Vista, RR www.agroambiente.ufrr.br DOI: 10.5327/Z1982-8470201500011998

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES DO CONSELHO DIRECTIVO ANO DE 2006

PLANO DE ACTIVIDADES DO CONSELHO DIRECTIVO ANO DE 2006 PLANO DE ACTIVIDADES DO CONSELHO DIRECTIVO ANO DE 2006 Janeiro de 2006 Plano de Actividades do Conselho Directivo para o Ano de 2006 1. INTRODUÇÃO De acordo com as nossa expectativas o ano de 2006 ficará

Leia mais

Bibliotecas Escolares: Modelo de Auto - Avaliação

Bibliotecas Escolares: Modelo de Auto - Avaliação Bibliotecas Escolares: Modelo de Auto - Avaliação 0 ÍNDICE PARTE I - INTRODUÇÃO 1. A avaliação da Biblioteca Escolar: pressupostos 2. O modelo de auto-avaliação 3. Descrição do modelo 3.1 Domínios que

Leia mais

Problemas de Decisão em Redes

Problemas de Decisão em Redes Problemas de Decisão em Redes Transparências de apoio à leccionação de aulas teóricas Versão 3 c 2010, 2001, 1997 José Fernando Oliveira Maria Antónia Carravilla FEUP Problemas de fluxos em redes Rede:

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Camada de enlace: introdução Redes de Computadores Parte III: Camada de Enlace Professor: Reinaldo Gomes reinaldo@computacao.ufcg.edu.br Hospedeiros e roteadores são nós Canais de comunicação que conectam

Leia mais

UM ALGORITMO BASEADO NO MÉTODO SIMPLEX PARA REDES APLICADO NO PROBLEMA DE FLUXO DE CUSTO MÍNIMO COM INCERTEZAS

UM ALGORITMO BASEADO NO MÉTODO SIMPLEX PARA REDES APLICADO NO PROBLEMA DE FLUXO DE CUSTO MÍNIMO COM INCERTEZAS UM ALGORITMO BASEADO NO MÉTODO SIMPLEX PARA REDES APLICADO NO PROBLEMA DE FLUXO DE CUSTO MÍNIMO COM INCERTEZAS Felipe Ribas Forbeck, João Paulo M. K. Katayama, Fábio Hernandes Departamento de Ciência da

Leia mais

ADUBAÇÃO FOSFATADA RESIDUAL EM MILHO SAFRINHA

ADUBAÇÃO FOSFATADA RESIDUAL EM MILHO SAFRINHA 122 ADUBAÇÃO FOSFATADA RESIDUAL EM MILHO SAFRINHA Patricia Haas (1), Aildson Pereira Duarte (2) e Claudinei Kappes (3) 1. Introdução Produtores que adotam a combinação soja e milho safrinha em sucessão,

Leia mais

(j//,}~ Jl-f~PoR.n (;uf;;z/\

(j//,}~ Jl-f~PoR.n (;uf;;z/\ \:o-'.'rlli.\ \Tl li\ l ' \H\ 11111rn l i \I.. Uil,O.\ l \S r 111n 11;r1-;z \!' t-; m ;:-.1.\\IH \unu, "illt r.:1.,. S1 mp,\n. t;\ijij 11 1' Tri ntl't l rt', 1 j I) rpis (j//,} Jl-fPoR.n (;uf;;z/\ Hif'4:tiõr.

Leia mais

Projeto Integrado 7º. Semestre

Projeto Integrado 7º. Semestre 2017 Projeto Integrado 7º. Semestre π7 Objetivo geral do PI7 Construção de um mecanismo paralelo com acionamento por motor CC, com controle realizado por computador. Disciplinas PMR2400::Controle e Automação

Leia mais

Edital de Estágio Interno para Alunos da Faculdade de Tecnologia de Itaquera 001/2018-1

Edital de Estágio Interno para Alunos da Faculdade de Tecnologia de Itaquera 001/2018-1 São Paulo, 28 de fevereiro de 2018. Prezados Alunos, Edital de Estágio Interno para Alunos da Faculdade de Tecnologia de Itaquera 001/2018-1 As coordenações dos cursos de Tecnologia em Mecânica: Processos

Leia mais

Orientador: Antonio Carlos Siqueira de Lima, D.Sc. ANÁLISE DE FALHAS EM TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA. Ana Carolina Nantes Pinheiro

Orientador: Antonio Carlos Siqueira de Lima, D.Sc. ANÁLISE DE FALHAS EM TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA. Ana Carolina Nantes Pinheiro ANÁLISE DE FALHAS EM TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA Ana Carolina Nantes Pinheiro Projeto de Graduação apresentado ao Curso de Engenharia Elétrica da Escola Politécnica, Universidade Federal do Rio de Janeiro,

Leia mais

TRANSFORMADOR TRIFÁSICO SECO PARA CABINE FIGURA 1 - TRANSFORMADOR TRIFÁSICO SECO PARA INSTALAÇÃO EM CABINE /127 VOLTS.

TRANSFORMADOR TRIFÁSICO SECO PARA CABINE FIGURA 1 - TRANSFORMADOR TRIFÁSICO SECO PARA INSTALAÇÃO EM CABINE /127 VOLTS. FIGURA 1 - TRANSFORMADOR TRIFÁSICO SECO PARA INSTALAÇÃO EM CABINE 13.200-220/127 VOLTS. LEGENDA: 1) Terminais de AT: H1, H2, H3 2) Terminais de BT: X0 (NEUTRO), X1, X2 E X3 3) Rodas bidirecionais da base

Leia mais

Noise Measurement in Electrical Power Distribution Transformers

Noise Measurement in Electrical Power Distribution Transformers IEEE LATIN AMERICA TRANSACTIONS, VOL. 14, NO. 8, AUG. 2016 3695 Noise Measurement in Electrical Power Distribution Transformers J. G. Ferreira, M. A. F. Finocchio, M. Mendonça and L. H. Geromel 1 Abstract

Leia mais

Avaliação, de um estudo comparativo de alternativas para o Sistema de

Avaliação, de um estudo comparativo de alternativas para o Sistema de /) MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOL VIMENTO REGIONAL - DECLARAÇAO DE IMP ACTE AMBIENTAL (DIA) "CENTRAL TERMOELÉCTRICA DE CICLO COMBINADO DA FIGUEIRA DE Foz" (ANTEPROJECTO)

Leia mais

Produção industrial IBGE x sondagem FGV I "" -

Produção industrial IBGE x sondagem FGV I  - SETORIAL Indústria de trat!sformaçiio A plena carga Prevê-se crescimento da prodnção fisica para janeiro-março de 1995, em comparaçlio com igual período de 1994, acima de 6%. A i~~~~e~::::u~~u1r;~:se~~u~~:

Leia mais

ELEMENTOS PROJETUAIS PARA ELEVAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO DO NÍVEL DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM CONJUNTOS HABITACIONAIS DO PMCMV NO RIO DE JANEIRO 1

ELEMENTOS PROJETUAIS PARA ELEVAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO DO NÍVEL DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM CONJUNTOS HABITACIONAIS DO PMCMV NO RIO DE JANEIRO 1 XVI ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO Desafios e Perspectivas da Internacionalização da Construção São Paulo, 21 a 23 de Setembro de 2016 ELEMENTOS PROJETUAIS PARA ELEVAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

ABSTRACT. Keywords: RTQ-R, computer simulation, adaptive comfort, envelope

ABSTRACT. Keywords: RTQ-R, computer simulation, adaptive comfort, envelope XIII Encontro Nacional e IX Encontro Latino-americano de Conforto no Ambiente Construído DESEMPENHO TÉRMICO DA ENVOLTÓRIA DE EDIFÍCIOS NA ZONA BIOCLIMÁTICA 08: COMPARAÇÃO ENTRE OS MÉTODOS DE SIMULAÇÃO

Leia mais

55.34T. SÉRIE 55 Relés para aplicação ferroviária 7 A. Conexões em base 4 contatos, 7 A

55.34T. SÉRIE 55 Relés para aplicação ferroviária 7 A. Conexões em base 4 contatos, 7 A SÉRIE Relés para aplicação ferroviária 7 A SÉRIE Conexões em base 4 contatos, 7 A.34T De acordo com a EN 445-2:2013 materiais anti-chama), EN 61373 (resistência contra vibrações e choques, categoria 1,

Leia mais

UNIVERSITETI I GJAKOVËS FEHMI AGANI FAKULTETI I FILOLOGJISË DEGA: GJUHË SHQIPE PUNIM DIPLOME

UNIVERSITETI I GJAKOVËS FEHMI AGANI FAKULTETI I FILOLOGJISË DEGA: GJUHË SHQIPE PUNIM DIPLOME UNIVERSITETI I GJAKOVËS FEHMI AGANI FAKULTETI I FILOLOGJISË DEGA: GJUHË SHQIPE PUNIM DIPLOME Mentori: Prof.ass.dr. Muharrem GASHI Studentja: Drinalda ISUFI Gjakovë, 2018 UNIVERSITETI I GJAKOVËS FEHMI AGANI

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS CÂMPUS DE JABOTICABAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS CÂMPUS DE JABOTICABAL UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS CÂMPUS DE JABOTICABAL PARÂMETROS ECOCARDIOGRÁFICOS E VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA EM FÊMEAS

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2 REGIÃO. Caderno de Prova TJ01, Tipo 001 INSTRUÇÕES

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2 REGIÃO. Caderno de Prova TJ01, Tipo 001 INSTRUÇÕES Colégio Sala Ordem 00001 0001 0001 TRT SÃO PAULO a TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2 REGIÃO Julho/2018 Concurso Público para provimento de cargos de Técnico Judiciário Área Administrativa Nome do Candidato

Leia mais

_~_C&~ PROF. ANGELA DA ROCHA PRESIDENTE

_~_C&~ PROF. ANGELA DA ROCHA PRESIDENTE M~TODOS DE SEGMENTACÃO DE MERCADO: UMA ANÁLSE DO MERCADO DE CARTÕES DE CR~DTO DO RO DE JANERO CARLA SABA TESE SUBMETDA AO CORPO DOCENTE DO NSTTUTO DE PÓS-GRADUACÃO E PESQUSA EM ADMNSTRACÃO DA UNVERSDADE

Leia mais

MENSAGEM DA COMISSÃO CIENTÍFICA

MENSAGEM DA COMISSÃO CIENTÍFICA MENSAGEM DA COMISSÃO CIENTÍFICA Dr. Antônio Geraldo da Silva Coordenador Dr. Antônio Egídio Nardi Dr. Itiro Shirakawa Dra. Maria Dilma Dra. Maria Alice Chegou o momento de vivermos 4 dias de imersão científi

Leia mais

UFRJ - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE ECONOMIA MONOGRAFIA DE BACHARELADO

UFRJ - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE ECONOMIA MONOGRAFIA DE BACHARELADO UFRJ - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE ECONOMIA MONOGRAFIA DE BACHARELADO ALÉM DA GANÂNCIA E DO MEDO*: A ABORDAGEM DAS FINANÇAS COMPORTAMENTAIS NO CONTEXTO DAS DECISÕES ECONÔMICAS Aluno:

Leia mais

IV CONGRESSO REGIONAL DE PSICOLOGIA (IV COREP-ES) CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DA 16ª REGIÃO-ES REGULAMENTO INTERNO

IV CONGRESSO REGIONAL DE PSICOLOGIA (IV COREP-ES) CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DA 16ª REGIÃO-ES REGULAMENTO INTERNO IV CONGRESSO REGIONAL DE PSICOLOGIA (IV COREP-ES) CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DA 16ª REGIÃO-ES REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - São objetivos do IV Congresso Regional de Psicologia

Leia mais

PAUTA DE NEGOCIAÇÕES PARA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE 2017/2018

PAUTA DE NEGOCIAÇÕES PARA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE 2017/2018 PAUTA DE NEGOCIAÇÕES PARA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE 2017/2018 O SINDICATO DOS(AS) PSICÓLOGOS(AS) NO ESTADO DA BAHIA - SINPSI-BA, entidade sindical profissional, inscrito no CNPJ sob o nº. 11168977/0001-39,

Leia mais

EXCELENTÍSSIMA SENHORA MORGANA RICHA DD. CONSELHEIRA DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA BRASÍLIA

EXCELENTÍSSIMA SENHORA MORGANA RICHA DD. CONSELHEIRA DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA BRASÍLIA EXCELENTÍSSIMA SENHORA MORGANA RICHA DD. CONSELHEIRA DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA BRASÍLIA DF. Ref. DEPOIMENTO SEM DANO Expediente 000606067201002000000 ASSOCIAÇÃO DOS ASSISTENTES SOCIAIS E PSICÓLOGOS

Leia mais

PUBLICATIO UEPG CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS APPLIED SOCIAL SCIENCES

PUBLICATIO UEPG CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS APPLIED SOCIAL SCIENCES PUBLICATIO UEPG CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS APPLIED SOCIAL SCIENCES Universidade Estadual de Ponta Grossa/Ponta Grossa State University Reitor/President Carlos Luciano Sant Ana Vargas Pró-reitor de Pesquisa

Leia mais

REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO BM&F

REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO BM&F REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO BM&F Aprovado pelo Banco Central do Brasil em 25/06/2008 REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE

Leia mais

Potencial neutralizante de C arbonatos da Plataforma C ontinental como corretivos agrícolas, Nordeste do Brasil, C eará

Potencial neutralizante de C arbonatos da Plataforma C ontinental como corretivos agrícolas, Nordeste do Brasil, C eará 198 Revista de Geologia, Vol. 22, nº 2, 198-20, 2009 www.revistadegeologia.ufc.br Potencial neutralizante de C arbonatos da Plataforma C ontinental como corretivos agrícolas, Nordeste do Brasil, C eará

Leia mais

VESTIBULAR - MANUAL DO CANDIDATO

VESTIBULAR - MANUAL DO CANDIDATO VESTIBULAR - MANUAL DO CANDIDATO 1. INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO SELETIVO 2019/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO FAG/ FACULDADE DOM BOSCO 1.1 PERÍODO DE INSCRIÇÃO A partir das 00:00 hs do dia 01 de setembro até às

Leia mais

7 Referências Bibliográficas

7 Referências Bibliográficas 7 Referências Bibliográficas ABRAMSON, L.W., THOMAS, S.L., SHARMA, S., BOYCE, G.M. Slope Stability am Stabilization Methods. J.Wiley & Sons, New York. 1995. BACZYNSKI, N. R. P. STEPSIM4 "Step-Path" Method

Leia mais

Referencial Europeu para Gestão de Catástrofes Centrado nas Crianças

Referencial Europeu para Gestão de Catástrofes Centrado nas Crianças Referencial Europeu para Gestão de Catástrofes Centrado nas Crianças Produzido pelo projeto europeu H2020 CUIDAR Culturas de Resiliência à Catástrofe entre Crianças e Jovens www.lancaster.ac.uk/cuidar

Leia mais

9 REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

9 REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS 9 REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1. ANTON HOWARD and RORRES CHRIS, Álgebra Linear com Aplicações, 8ª ed., Editora Bookman, Porto Alegre, Cap 6, 2001. 2. BEIS, J. and LOWE, D.G Shape indexing using approximate

Leia mais

Uma análise de experiências associativas em agricultura ecológica. The greening process of agriculture consists of the introduction of new

Uma análise de experiências associativas em agricultura ecológica. The greening process of agriculture consists of the introduction of new 1 AÇÃO COLETIVA E TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA. Uma análise de experiências associativas em agricultura ecológica Costabeber, J.A. (EMATER-RS, Brazil) Garrido, F. and Moyano, E. (IESAA-CSIC, Spain) ABSTRACT

Leia mais

PROGRAMAÇÃO 2017 JANEIRO LEGENDA. Comum às Unidades de Ensino. Recesso/Feriados Ponte. Direção/Feriados. Início do Semestre

PROGRAMAÇÃO 2017 JANEIRO LEGENDA. Comum às Unidades de Ensino. Recesso/Feriados Ponte. Direção/Feriados. Início do Semestre PROGRAMAÇÃO 2017 LEGENDA Comum às Unidades de Ensino Direção/Feriados Unidade de Ensino I Educação Infantil e Ensino Fundamental I Unidade de Ensino II Ensino Fundamental II e Ensino Médio Pastoral Formaturas

Leia mais

FARMÁCIA POPULAR E SEGURANÇA Vereador Bê busca melhorias para São João do Sobrado Pág.4

FARMÁCIA POPULAR E SEGURANÇA Vereador Bê busca melhorias para São João do Sobrado Pág.4 Pág.4 Mucurici Montanha Ponto Belo Pedro Canário Pinheiros PINHEIROS, QUARTA-FEIRA, 20 DE FEVEREIRO DE 2013 FARMÁCIA POPULAR E SEGURANÇA Vereador Bê busca melhorias para São João do Sobrado Pág.4 Pág.2

Leia mais

Transexual espancada por quatro homens

Transexual espancada por quatro homens Colabore com nossa redação. Envie fotos e vídeos para nosso WhatsApp. 21 98037-1338 www.jornalhorah.com.br Hora H em Foco Marcio Madeira volta a cantar no TopShopping 2 Presidente: josé de lemos PRESIDENTE:

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica CALENDÁRIO ESCOLAR - ANO LETIVO DE 2018

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica CALENDÁRIO ESCOLAR - ANO LETIVO DE 2018 Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica CALENDÁRIO ESCOLAR - ANO LETIVO DE 2018 1. Período de Matrículas 1º Semestre 2º Semestre 1.1. Divulgação do horário escolar Até 20/12/2017 Até 30/05/2018

Leia mais

Fatores de risco para doenças não-transmissíveis em área metropolitana na região sul do Brasil. Prevalência e simultaneidade *

Fatores de risco para doenças não-transmissíveis em área metropolitana na região sul do Brasil. Prevalência e simultaneidade * Fatores de risco para doenças não-transmissíveis em área metropolitana na região sul do Brasil. Prevalência e simultaneidade * Risk factors for non communicable diseases in a metropolitan area in South

Leia mais

FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA

FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA RISK FACTORS FOR DEVELOPING CARDIOVASCULAR DISEASE IN ACADEMIC PHYSICAL THERAPY Kelly Pereira de Oliveira

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 22 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Pulvex Spot, solução para unção punctiforme para cães. 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Substância ativa:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus de Sorocaba. Segmentação

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus de Sorocaba. Segmentação UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus de Sorocaba Segmentação A separação dos pixeis relativos a cada objeto, ou região, é uma etapa fundamental para o sucesso do processo de análise da imagem. Embora

Leia mais

JOSÉ ADRIÃO ARQUITECTOS

JOSÉ ADRIÃO ARQUITECTOS JOSÉ ADRIÃO ARQUITECTOS JOSÉ ADRIÃO ARQUITECTOS RUA GILBERTO ROLA, 41 1350-154 LISBOA TEL: +351 213 620 762 WWW.JOSEADRIAO.COM José Adrião Arquitecto Sociedade Unipessoal, Lda é uma estrutura que funciona

Leia mais

SCC Capítulo 3 - Linguagens Sensíveis ao Contexto, Linguagens Recursivamente Enumeráveis e Máquinas de Turing

SCC Capítulo 3 - Linguagens Sensíveis ao Contexto, Linguagens Recursivamente Enumeráveis e Máquinas de Turing SCC-5832 - Capítulo 3 - Linguagens Sensíveis ao Contexto, Linguagens Recursivamente Enumeráveis e João Luís Garcia Rosa 1 1 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo -

Leia mais

OPERAÇÃO CAFÉ PASSADO: UMA PERSPECTIVA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA PARA O ENSINO EM ENGENHARIA QUÍMICA

OPERAÇÃO CAFÉ PASSADO: UMA PERSPECTIVA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA PARA O ENSINO EM ENGENHARIA QUÍMICA Quim. Nova, Vol. 40, No. 8, 957-962, 2017 http://dx.doi.org/10.21577/0100-4042.20170056 OPERAÇÃO CAFÉ PASSADO: UMA PERSPECTIVA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA PARA O ENSINO EM ENGENHARIA QUÍMICA Crissiê Dossin Zanrosso*,

Leia mais

Noções de Lógica Matemática. Domingos Moreira Cardoso Maria Paula Carvalho

Noções de Lógica Matemática. Domingos Moreira Cardoso Maria Paula Carvalho Noções de Lógica Matemática Domingos Moreira Cardoso Maria Paula Carvalho Janeiro, 2007 Índice 1 Introdução................................. 2 2 Noções Fundamentais de Lógica Matemática.............. 3

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

5 Philip Pettit: a defesa do microfisicalismo e o conceito de sujeitos recursivamente representacionais

5 Philip Pettit: a defesa do microfisicalismo e o conceito de sujeitos recursivamente representacionais 5 Philip Pettit: a defesa do microfisicalismo e o conceito de sujeitos recursivamente representacionais Philip Pettit nasceu em 1945 na Irlanda. É tido atualmente como um dos mais influentes pensadores

Leia mais

Nome: Assinatura: Prova de Matemática. 1. Pode-se afirmar que o gráfico da função y = 2 + 1

Nome: Assinatura: Prova de Matemática. 1. Pode-se afirmar que o gráfico da função y = 2 + 1 Exame de Seleção para Pós-graduação em Ciência da Computação - Poscomp 1 Nome: Assinatura: RG: Prova de Matemática 1. Pode-se afirmar que o gráfico da função y = 2 + 1 x 1 é o gráfico da função y = 1 x

Leia mais

formais e autómatos Linguagens g recursivas e recursivamente enumeráveis Gramáticas não-restringidas

formais e autómatos Linguagens g recursivas e recursivamente enumeráveis Gramáticas não-restringidas Capítulo 11 Uma hierarquia de linguagens formais e autómatos 11.1. Linguagens g recursivas e recursivamente enumeráveis. 11.2. Gramáticas não-restringidas 11.3. Gramáticas e linguagens dependentes do contexto

Leia mais

Linguagens recursivamente enumeráveis

Linguagens recursivamente enumeráveis Linguagens recursivamente enumeráveis Uma palavra x Σ é aceite por uma máquina de Turing M ( x L(M)) se M iniciando com a palavra x na fita e no estado inicial, pára num estado final. Caso contrário, M

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARQUE CAMPISMO MUNICIPAL DA PRAIA DA TOCHA

REGULAMENTO INTERNO PARQUE CAMPISMO MUNICIPAL DA PRAIA DA TOCHA PARQUE DE CAMPISMO MUNICIPAL PRAIA DA TOCHA BURGOTERTULIA Lda NIPC 510688675 Rua dos Pescadores Nossa Senhora da Tocha 3060-691 - Praia da Tocha -Tocha REGULAMENTO INTERNO PARQUE CAMPISMO MUNICIPAL DA

Leia mais

Acachaça é a terceira das bebidas alcoólicas mais consumidas no

Acachaça é a terceira das bebidas alcoólicas mais consumidas no 5 Análise de Poluentes Orgânicos Tóxicos na Cachaça Haroldo Silveira Dórea* Maria das Graças Cardoso** Sandro Navickiene*** Elissandro Soares Emídio**** Tamires Cruz Santos Silva***** Marcell Mendes Santos

Leia mais

REGULAMENTO DE GESTÃO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FECHADO RENDA PREDIAL. ( 23 de junho de 2015)

REGULAMENTO DE GESTÃO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FECHADO RENDA PREDIAL. ( 23 de junho de 2015) REGULAMENTO DE GESTÃO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FECHADO RENDA PREDIAL ( 23 de junho de 2015) A autorização do fundo significa que a CMVM considera a sua constituição conforme com a legislação aplicável,

Leia mais

CRÍTICA SOCIAL EM MORTE E VIDA SEVERINA

CRÍTICA SOCIAL EM MORTE E VIDA SEVERINA CRÍTICA SOCIAL EM MORTE E VIDA SEVERINA José Neres i INTRODUÇÃO Escrito entre 1954 e 1955, Morte e Vida Severina é um dos mais belos poemas do Modernismo brasileiro e um dos mais bem elaborados da Língua

Leia mais

out/2018, n. 2, a. 8 Periódico literário independente feito em Curitiba-PR desde set/2010 ISSN

out/2018, n. 2, a. 8 Periódico literário independente feito em Curitiba-PR desde set/2010 ISSN out/2018, n. 2, a. 8 Periódico literário independente feito em Curitiba-PR desde set/2010 ISSN 2525-2704 instagram.com facebook.com twitter.com medium.com /JORNALRELEVO.COM Assine/Anuncie: O RelevO não

Leia mais

RESULTADO DA PRIMEIRA CHAMADA DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS A DISTÂNCIA DA UFPB

RESULTADO DA PRIMEIRA CHAMADA DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS A DISTÂNCIA DA UFPB UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB PRÓ- REITORIA DE GRADUAÇÃO - PRG COORDENAÇÃO DE ESCOLARIDADE CODESC RESULTADO DA PRIMEIRA CHAMADA DO PROCESSO SELETIVO 2019.1 DOS CURSOS A DISTÂNCIA DA UFPB RESERVA

Leia mais

UPS United Problem Solvers

UPS United Problem Solvers UPS United Problem Solvers Na UPS, a nossa missão é simples: ajudá-lo a alcançar os seus objetivos empresariais, trabalhando consigo para solucionar os seus desafios logísticos. Nós vamos mais além! E

Leia mais

INFORMAÇÕES ÚTEIS. Leonardo Lorentz Ribeiro. Flávia Maria Orsine Silva Carvalhais. José Costa Sá Júnior. Liliane Leal Lorentz. Anne de Oliveira Duarte

INFORMAÇÕES ÚTEIS. Leonardo Lorentz Ribeiro. Flávia Maria Orsine Silva Carvalhais. José Costa Sá Júnior. Liliane Leal Lorentz. Anne de Oliveira Duarte NOSSA HISTÓRIA Nasce uma ideologia, realiza-se um sonho, e duas irmãs, Yara Coelho de Sant Anna e Amélia de Coelho Sant Anna, acreditam que o essencial é invisível aos olhos. Em fevereiro de 1967, Yara

Leia mais

Cursos oferecidos Cursos de Formação e Especialização Curso de Formação 2º Ciclo Curso de Formação 3º Ciclo... 3

Cursos oferecidos Cursos de Formação e Especialização Curso de Formação 2º Ciclo Curso de Formação 3º Ciclo... 3 ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO TOM JOBIM Edital de 9 de agosto de 2018 Processo Seletivo Interno para alunos bolsistas dos Grupos Artísticos matriculados na EMESP em 2018 ÍNDICE Dispõe sobre o

Leia mais

FILOLOGIA Ç LINGÜÍSTICA OUTRñ V6Z*

FILOLOGIA Ç LINGÜÍSTICA OUTRñ V6Z* Filol. lingüíst. port., n. 6, p. 161-198, 2004. FILOLOGIA Ç LINGÜÍSTICA OUTRñ V6Z* Cristina ñltm on** RESUMO: O presente texto revisita os contornos que assumiram as disciplinas Filologia e Lingüística

Leia mais

Eu,, me comprometo a aplicar os 10 passos descritos neste livro e assumo a responsabilidade sobre o sucesso de sua aplicação.

Eu,, me comprometo a aplicar os 10 passos descritos neste livro e assumo a responsabilidade sobre o sucesso de sua aplicação. Eu,, me comprometo a aplicar os 10 passos descritos neste livro e assumo a responsabilidade sobre o sucesso de sua aplicação. Por meio de seu canal no YouTube e agora com este livro, Nathalia Arcuri desenvolve

Leia mais

ZENA EcoNox MSN 24 MI

ZENA EcoNox MSN 24 MI ZENA EcoNox MSN 24 MI fr pt Chaudière murale à gaz haut rendement Notice d installation, d utilisation et d entretien Caldeira mural a gás de alto rendimento Instruções de instalação, utilização e manutenção

Leia mais

TÍTULO: CARACTERIZAÇÃO TERMOELETRICA DE TERMOPARES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

TÍTULO: CARACTERIZAÇÃO TERMOELETRICA DE TERMOPARES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU TÍTULO: CARACTERIZAÇÃO TERMOELETRICA DE TERMOPARES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: FÍSICA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU AUTOR(ES): FELIPE PEREIRA E SILVA ORIENTADOR(ES):

Leia mais

14.Julho Dia do Propagandista A FENAVENPRO e seus 26 Filiados parabenizam aos milhares de propagandistas do Brasil e dos vários cantos do mundo

14.Julho Dia do Propagandista A FENAVENPRO e seus 26 Filiados parabenizam aos milhares de propagandistas do Brasil e dos vários cantos do mundo julho : agosto 2013 ano 18 n o 60 Federação Nacional dos Empregados Vendedores e Viajantes do Comércio, Propagandistas, Propagandistas-Vendedores e Vendedores de Produtos Farmacêuticos 14.Julho Dia do

Leia mais

O Programa Iberoamericano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento, CYTED, é um programa internacional e multilateral de cooperação científica e

O Programa Iberoamericano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento, CYTED, é um programa internacional e multilateral de cooperação científica e JUSTIFICATIVA ANTECEDENTES GERAIS DO CYTED O Programa Iberoamericano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento, CYTED, é um programa internacional e multilateral de cooperação científica e tecnológica,

Leia mais

Conversor mv/4-20ma. Monitoração de Defeitos:

Conversor mv/4-20ma. Monitoração de Defeitos: Cversor Exi para Este instrumento é um cversor analógico com entrada intrinsecamente segura para termopares, instaladas em atmosferas potencialmente explosivas, livrando-as do risco explosão, quer por

Leia mais

Todos os direitos reservados. Desenvolvido e produzido com orgulho no Brasil

Todos os direitos reservados. Desenvolvido e produzido com orgulho no Brasil .. XM118 - Microcontroladores PIC18 Revisão Principais Autores Descrição da Versão Término A José Domingos Adriano Versão inicial 01/06/2009 B Raffael De Oliveira Marçano Alteração do esquema elétrico

Leia mais

Francisco Roberto Caporal José Antônio Costabeber

Francisco Roberto Caporal José Antônio Costabeber @@ Francisco Roberto Caporal José Antônio Costabeber ++ ++,,,, -- --.... // // 00 00 11 11 22 22 33 33 44 44 55 55 66 66 77 77 88 88 99 99 88 88 :: :: ;; ;; >>???? @@ AA AA BB BB CC CC DD

Leia mais

Santiago de Compostela, tres de xullo de dous mil trece REUNIDOS

Santiago de Compostela, tres de xullo de dous mil trece REUNIDOS Convenio entre a Consellería de Cultura, Educación e Ordenación Universitaria e FEPROHOS para a implantación dun sistema de formación profesional dual polo réxime de bolsas Santiago de Compostela, tres

Leia mais

1A;ECA CG/D 2/;6;5/D 3: D3:3/2FC/ 26C3E/* B/C/ /D 1F8EFC/D 23 DA7/ (2E,1A- UMH (8,) :N\\RTT 3 EC64A ).B1B1,C6 MNQaRcbU

1A;ECA CG/D 2/;6;5/D 3: D3:3/2FC/ 26C3E/* B/C/ /D 1F8EFC/D 23 DA7/ (2E,1A- UMH (8,) :N\\RTT 3 EC64A ).B1B1,C6 MNQaRcbU 1A;ECA83 23 3CG/D 2/;6;5/D 3: D3:3/2FC/ 26C3E/* B/C/ /D 1F8EFC/D 23 DA7/ (2E,1A- UMH (8,) :N\\TT 3 EC64A ).B1B1,C6 MNQacbU / _NUNIMb\I M\NaI ZbIVMW \NITeIMI LWU I akvli ajl VLI NU _WTW NU X\WJTNUI_ MN

Leia mais

"MOKO" OU MURCHA BACTERIANA DA BANANEIRA NO BRASIL1 INTRODUÇÃO

MOKO OU MURCHA BACTERIANA DA BANANEIRA NO BRASIL1 INTRODUÇÃO "MOKO" OU MURCHA BACTERIANA DA BANANEIRA NO BRASIL1 Charles F. Robbs2 INTRODUÇÃO No contexto da Fruticultura Tropical, o Brasil se de_s taca como maior produtor mundial de banana, apresentando também o

Leia mais

Número SDS: S SECÇÃO 1: Identificação da substância/mistura e da sociedade/empresa

Número SDS: S SECÇÃO 1: Identificação da substância/mistura e da sociedade/empresa SECÇÃO 1: Identificação da substância/mistura e da sociedade/empresa 1.1 Identificador do produto Nome comercial : Código do produto : A7254B Número de registo do produto : 3356 1.2 Utilizações identificadas

Leia mais

BANVEL Versão 4 - Esta versão substitui todas as versões anteriores. Data de revisão Data de impressão

BANVEL Versão 4 - Esta versão substitui todas as versões anteriores. Data de revisão Data de impressão SECÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA SUBSTÂNCIA/MISTURA E DA SOCIEDADE/EMPRESA 1.1 Identificador do produto Nome do produto : Design Code : A7254B 1.2 Utilizações identificadas relevantes da substância ou mistura

Leia mais

Utilização de Manipuladores em Ambientes Não Estruturados

Utilização de Manipuladores em Ambientes Não Estruturados Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Utilização de Manipuladores em Ambientes Não Estruturados Luís Filipe Pinto Cunha e Silva Dissertação realizada no âmbito do Mestrado Integrado em Engenharia

Leia mais

Município de Arroio dos Ratos /RS CONCURSO PÚBLICO Nº 002/ GERAL. Edital nº 001/2018 Edital de Abertura das Inscrições

Município de Arroio dos Ratos /RS CONCURSO PÚBLICO Nº 002/ GERAL. Edital nº 001/2018 Edital de Abertura das Inscrições Município de Arroio dos Ratos /RS CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2018 - GERAL Edital nº 001/2018 Edital de Abertura das Inscrições O MUNICIPIO DE ARROIO DOS RATOS, representado pelo Prefeito Municipal, o Excelentíssimo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GASPAR SECRETARIA DA EDUCAÇÃO SEFOPPE

PREFEITURA MUNICIPAL DE GASPAR SECRETARIA DA EDUCAÇÃO SEFOPPE PREFEITURA MUNICIPAL DE GASPAR SECRETARIA DA EDUCAÇÃO SEFOPPE De acordo com o art. 6º do código de ética profissional do psicólogo, este documento é de caráter confidencial e cabe ao profissional que recebê-lo

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL. Annual Report

RELATÓRIO ANUAL. Annual Report RELATÓRIO ANUAL 2014 Annual Report Patrocinadores Másters / Masters Sponsors COMISSÃO EUROPEIA Ajuda Humanitária e Proteção Civil RELATÓRIO ANUAL 2014 Annual Report CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO / BOARD OF

Leia mais

1 a SÉRIE. BIOLOGIA Ciências da Natureza CADERNO DO PROFESSOR. ENSINO MÉDIO Volume 2

1 a SÉRIE. BIOLOGIA Ciências da Natureza CADERNO DO PROFESSOR. ENSINO MÉDIO Volume 2 1 a SÉRIE ENSINO MÉDIO Volume 2 BIOLOGIA Ciências da Natureza CADERNO DO PROFESSOR governo do estado de são paulo secretaria da educação MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO PAULO CADERNO DO

Leia mais

ATIVO IMOBILIZADO - Procedimentos Contábeis - Pequenas e Médias Empresas - Resolução CFC nº 1255/2009

ATIVO IMOBILIZADO - Procedimentos Contábeis - Pequenas e Médias Empresas - Resolução CFC nº 1255/2009 ATIVO IMOBILIZADO - Procedimentos Contábeis - Pequenas e Médias Empresas - Resolução CFC nº 1255/2009 Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 04/12/2012. Sumário: 1 - Introdução 2 - Conceitos

Leia mais

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição SEMANA 1 ESTRUTURA DA PETIÇÃO INICIAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO... (observar art. 319, I, do CPC e Código de Organização e Divisão Judiciária do seu Estado) (NOME COMPLETO DA PARTE AUTORA),

Leia mais

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma?

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma? O que é um Pocket Show? Apesar de não ter limite de tempo, definimos Pocket Show como uma apresentação curta, em média 40 minutos, ou, em caso de bandas com muitos membros, uma apresentação com número

Leia mais

GESTÃO PÚBLICA E INSTRUMENTOS DE CONTROLE SOCIAL: O USO DA PREVIOUS ACCOUNTABILITY PARA EFETIVAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

GESTÃO PÚBLICA E INSTRUMENTOS DE CONTROLE SOCIAL: O USO DA PREVIOUS ACCOUNTABILITY PARA EFETIVAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO REPAE Revista Ensino e Pesquisa em Administração e Engenharia Volume 1, número 1 2015 ISSN: Editor Científico: Vitória Catarina Dib Avaliação: Melhores práticas editoriais da ANPAD GESTÃO PÚBLICA E INSTRUMENTOS

Leia mais

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

O SPED E SEUS REFLEXOS NA PROFISSÃO CONTÁBIL

O SPED E SEUS REFLEXOS NA PROFISSÃO CONTÁBIL O SPED E SEUS REFLEXOS NA PROFISSÃO CONTÁBIL SASSO, Alexandra (TCC Ciências Contábeis) FECILCAM, allekassandra@hotmail.com ROSA, Ivana Carla da (TCC Ciências Contábeis) FECILCAM, ivanacrosa@hotmail.com

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

5 a SÉRIE 6 o ANO. ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3. CIÊNCIAS Ciências da Natureza

5 a SÉRIE 6 o ANO. ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3. CIÊNCIAS Ciências da Natureza 5 a SÉRIE 6 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3 CIÊNCIAS Ciências da Natureza Governador Geraldo Alckmin Vice-Governador Guilherme Afif Domingos Secretaria da Educação do Estado de São

Leia mais

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL Para arquivo eletrônico utilize o atalho CTRL+F e digite o modelo do veículo desejado. LINHA GM Monza e Monza Classic Kadett e Kadett

Leia mais

O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS

O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS Maria Adelia Teixeira Baffi Petrópolis, 2002. Pedagoga - PUC-RJ. Mestre em Educação - UFRJ Doutoranda em Pedagogia Social

Leia mais

PERCURSO 16 Rússia: a perda de hegemonia e a questão energética. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS

PERCURSO 16 Rússia: a perda de hegemonia e a questão energética. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS PERCURSO 16 Rússia: a perda de hegemonia e a questão energética. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS 1 A perda da hegemonia Durante a existência da URSS, a Rússia foi a principal república. Moscou foi o

Leia mais

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

Função Social da Escola. Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB

Função Social da Escola. Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB Função Social da Escola Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB Esquema de Apresentação 1. Quem é a CONTEE 1.1. Princípios e Bandeiras 2. Função Social da Escola 2.1. Constituição Federal/1988

Leia mais

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL 1) Há algum tempo atrás, os livros, as revistas, os jornais, as fotografias, o cinema e a televisão eram em preto e branco. Hoje as cores fazem

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 7 a SÉRIE 8 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 CIÊNCIAS Ciências da Natureza CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS

QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS LENIMAR NUNES DE ANDRADE INTRODUÇÃO À ÁLGEBRA: QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS 1 a edição ISBN 978-85-917238-0-5 João Pessoa Edição do Autor 2014 Prefácio Este texto foi elaborado para a disciplina Introdução

Leia mais

APOSTILA PLANTAS MEDICINAIS. Prof. José Carlos Viana

APOSTILA PLANTAS MEDICINAIS. Prof. José Carlos Viana APOSTILA DE PLANTAS MEDICINAIS Prof. José Carlos Viana Esta Apostila foi elaborada pelo Professor José Carlos Viana e destina-se aos alunos dos Cursos Profissionais Técnicos em Farmácia e Nutrição do Colégio

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Estequiometria RELAÇÃO: MOLS MOLS EXERCÍCIOS RESOLVIDOS (UFBA-BA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

CEFET = 2011 / 2012 (GABARITO COMENTADO) COMPLETO 1ª E 2ª FASE

CEFET = 2011 / 2012 (GABARITO COMENTADO) COMPLETO 1ª E 2ª FASE CEFET = 011 / 01 (GABARITO COMENTADO) COMPLETO 1ª E ª FASE L. PORTUGUESA Leia os textos com atenção e, em seguida, responda às questões: TEXTO I: ATRAVESSADOS NO MUNDO REAL A internet está mudando nossa

Leia mais

6 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

6 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

Gestão de pessoas. Marcia Eloisa Avona

Gestão de pessoas. Marcia Eloisa Avona Gestão de pessoas Marcia Eloisa Avona 2015 por Editora e Distribuidora Educacional S.A. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida de qualquer modo

Leia mais

6 a SÉRIE 7 o ANO. ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3. CIÊNCIAS Ciências da Natureza

6 a SÉRIE 7 o ANO. ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3. CIÊNCIAS Ciências da Natureza 6 a SÉRIE 7 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3 CIÊNCIAS Ciências da Natureza Governador Geraldo Alckmin Vice-Governador Guilherme Afif Domingos Secretaria da Educação do Estado de São

Leia mais

6 a SÉRIE 7 o ANO MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

6 a SÉRIE 7 o ANO MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 6 a SÉRIE 7 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO PAULO CADERNO

Leia mais

CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 CAPÍTULO 3. O conhecimento Histórico, 12. Os primeiros passos da humanidade, 31

CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 CAPÍTULO 3. O conhecimento Histórico, 12. Os primeiros passos da humanidade, 31 Operários, Tarsila de Amaral CAPÍTULO 1 O conhecimento Histórico, 12 CAPÍTULO 2 Os primeiros passos da humanidade, 31 Murais, Di Cavalcanti. CAPÍTULO 3 O povoamento da América e os primeiros habitantes

Leia mais

PORTUGUÊS ANÁLISE SINTÁTICA. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos Análise Sintática de Análise Morfológica.

PORTUGUÊS ANÁLISE SINTÁTICA. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos Análise Sintática de Análise Morfológica. PORTUGUÊS Prof. Valladares ANÁLISE SINTÁTICA A Gramática normalmente nos é apresentada em três divisões que são: Fonologia; Morfologia; Sintaxe. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2

MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2 MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2 Parabéns pela escolha de microsystem da linha Philco. Para garantir o melhor desempenho do produto, é importante ler atentamente as recomendações a seguir. Devido

Leia mais

INTRODUÇÃO Á FISICA...6 DIVISÃO DA FÍSICA...6 A FÍSICA DO ENEM...7

INTRODUÇÃO Á FISICA...6 DIVISÃO DA FÍSICA...6 A FÍSICA DO ENEM...7 SUMÁRIO INTRODUÇÃO Á FISICA...6 DIVISÃO DA FÍSICA...6 A FÍSICA DO ENEM...7 PARTE I CONCEITOS BASICOS SISTEMA INTERNACIONAL DE UNIDADES...8 GRANDEZAS PADRÃO DO S.I.:...9 NUMEROS DECIMAIS...9 DEFINIÇÃO DE

Leia mais

Exercícios de Matemática Matemática Financeira e Porcentagem

Exercícios de Matemática Matemática Financeira e Porcentagem Exercícios de Matemática Matemática Financeira e Porcentagem 1) (VUNESP-2009) A freqüência cardíaca de uma pessoa, FC, é detectada pela palpação das artérias radial ou carótida. A palpação é realizada

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F6 Leis de Newton

Física. Resolução das atividades complementares. F6 Leis de Newton Resolução das atividades complementares 3 Física F6 Leis de Newton p. 7 (UFI) O nome e o símbolo de força no Sistema Internacional de Unidades são, respectivamente: a) Newton, N b) newton, n c) Newton,

Leia mais

AUGUSTO CURY. treine o seu. cérebro. provas. para

AUGUSTO CURY. treine o seu. cérebro. provas. para AUGUSTO CURY treine o seu cérebro para provas UM SONHADOR QUE NUNCA DESISTIU DE SEUS SONHOS 1 Vou começar este livro contando uma história que provavelmente inspirará muitos a ter grandes sonhos, a lutar

Leia mais

PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES

PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES OBJETIVOS DO TRABALHO A SER DESENVOLVIDO Vivenciar estratégias de leitura que ajudem as crianças a: Antecipar a leitura apoiando se no título e nas ilustrações;

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESTÂNCIA DE ATIBAIA 2015-2025

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESTÂNCIA DE ATIBAIA 2015-2025 - 2025 Saulo Pedroso de Souza Prefeito Municipal Mario Inui Vice-Prefeito Márcia Aparecida Bernardes Secretária de Educação 2 Conselho Municipal de Educação Representantes da Secretaria de Educação Eliane

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Marina Ribeiro, brasileira, casada, desempregada, filha de Laura Santos, portadora da identidade 855, CPF 909, residente e domiciliada na Rua Coronel Saturnino, casa

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO - SEC

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO - SEC GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO - SEC Universidade para Todos MÓDULO IV Salvador - BA 01 FICHA CATALOGRÁFICA Elaboração: Biblioteca Central da UNEB Bahia. Secretaria da Educação. Universidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016/1 - CPS Curso de Graduação em Medicina

PROCESSO SELETIVO 2016/1 - CPS Curso de Graduação em Medicina PROCESSO SELETIVO 016/1 - CPS Curso de Graduação em Medicina PROVA 1 Nome do Candidato: INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA 1. Abra este caderno somente quando autorizado.. Esta prova terá duração de 0

Leia mais

UPF. Provas e Resoluções

UPF. Provas e Resoluções UPF Provas e Resoluções 2002 a 2015 1 UPF/2002-1 1- Têm-se as seguintes misturas: I. areia e água II. etanol e água III. sal de cozinha e água, numa mistura homogênea. Cada uma delas foi submetida a uma

Leia mais

Rendida (Livro 4 da Série Segredos) Nana Pauvolih

Rendida (Livro 4 da Série Segredos) Nana Pauvolih Rendida (Livro 4 da Série Segredos) Nana Pauvolih Série Segredos: Livro 1 Proibida. Livro 2 Ferida. Livro 2.5 Ferida 2. Livro 3 Seduzida. Livro 4 Rendida. Copyright 2015 Nana Pauvolih 1ª Edição Maio de

Leia mais

QUESTÕES DE FILOSOFIA

QUESTÕES DE FILOSOFIA QUESTÕES DE FILOSOFIA 1) (UEL) Leia o texto a seguir. Homero, sendo digno de louvor por muitos motivos, é-o em especial porque é o único poeta que não ignora o que lhe compete fazer. De fato, o poeta,

Leia mais

R-5-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR. 3ª Edição. Tiragem: 1.000 exemplares

R-5-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR. 3ª Edição. Tiragem: 1.000 exemplares R-5-PM Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR 3ª Edição Tiragem: 1.000 exemplares 1996 Setor Gráfico do CSM/MInt - 1 - POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

Vestibular CESAMA 2005/2 1 19/06/2005

Vestibular CESAMA 2005/2 1 19/06/2005 Vestibular CESAMA 2005/2 1 19/06/2005 2 PORTUGUÊS 03. Quanto às palavras em negrito (linhas 8, 11, 13, 14), podese dizer que As questões de 01 a 05 referem-se ao texto seguinte. 1 3 5 7 9 11 13 15 17 19

Leia mais

ONDA A ÚLTIMA ESTRELA RICK YANCEY

ONDA A ÚLTIMA ESTRELA RICK YANCEY A 5 ª ONDA A ÚLTIMA ESTRELA RICK YANCEY Dedicatória Para Sandy O mundo termina. O mundo recomeça. Que ninguém se desespere, mesmo que na noite mais escura a última estrela de esperança desapareça. Friedrich

Leia mais

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO Planejamento Tributário Setembro de 2011 QUESTÃO 1 - RESPONDA AS QUESTÕES APRESENTADAS A SEGUIR: I - Cite algumas situações em que a pessoa jurídica estará obrigada à tributação

Leia mais

Exercícios de Matemática Probabilidade

Exercícios de Matemática Probabilidade Exercícios de Matemática Probabilidade TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES. (Enem) Um apostador tem três opções para participar de certa modalidade de jogo, que consiste no sorteio aleatório de um número

Leia mais

Transtorno do Espectro Autista (TEA): definição, características e atendimento educacional

Transtorno do Espectro Autista (TEA): definição, características e atendimento educacional 191 Transtorno do Espectro Autista (TEA): definição, características e atendimento educacional Amanda Cristina dos Santos PEREIRA 1 Marily Oliveira BARBOSA 2 Glorismar Gomes da SILVA 3 Rosimeire Maria

Leia mais

Scientific Report 2016

Scientific Report 2016 Scientific Report 2016 Lisbon, March 2017 Contents Contents... 2 Structure and Organization... 5 Organigram... 7 Evaluation Reports 2016... 9 2013 Evaluation of FCT Research and Development Labs... 9 Research

Leia mais

Grupo de exercícios II.2 - Geometria plana- Professor Xanchão

Grupo de exercícios II.2 - Geometria plana- Professor Xanchão Grupo de exercícios II. - Geometria plana- Professor Xanchão 1. (Pucrj 015) A medida da área, em círculo de raio igual a 5 cm é? a) 0 b) 5 c) 5 d) 50 e) 50 cm, de um quadrado que pode ser inscrito em um.

Leia mais

MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA

MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA ENCONTRO TREMENDO É LUGAR DE ESTAR FACE A FACE COM DEUS O PRÉ ENCONTRO A ESCADA DO SUCESSO NA VISÃO DO M.D.A. Enviar Ganhar 1. Projeto Natanael 3 2. Grupo de

Leia mais

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio.

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Manual de Operação do Century BR2014 Slim O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Parabéns pela aquisição da mais moderna tecnologia em receptores analógicos de sinais de TV via satélite.

Leia mais

PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO HERMES

PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO HERMES PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO HERMES Elaborado em cumprimento ao artigo 53 da Lei nº 11.101/05, para apresentação nos autos do processo de recuperação nº 0398439-14.2013.8.19.0001, em trâmite perante

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2019 Aracaju Junho, 2014

Leia mais

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras.

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Ao iniciar este capítulo, é preciso saber o que vem a ser juro. Você sabe o que

Leia mais

ATIVIDADE DE REVISÃO PARA O 7º ANO Língua Portuguesa Professores Aline Bithencourt e Renato Fogaça

ATIVIDADE DE REVISÃO PARA O 7º ANO Língua Portuguesa Professores Aline Bithencourt e Renato Fogaça ATIVIDADE DE REVISÃO PARA O 7º ANO Língua Portuguesa Professores Aline Bithencourt e Renato Fogaça CONTEÚDOS: Substantivos e seus determinantes e modificadores. Pronomes: pessoais, de tratamento, retos,

Leia mais

Segunda Etapa. Literatura Espanhol LEIA COM ATENÇÃO

Segunda Etapa. Literatura Espanhol LEIA COM ATENÇÃO LEIA COM ATENÇÃO Segunda Etapa Literatura Espanhol 01. Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. 02. Preencha os dados pessoais. 03. Autorizado o

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM E INSTRUÇÕES DE USO BERÇO SONHO ENCANTADO / PREMIUM

MANUAL DE MONTAGEM E INSTRUÇÕES DE USO BERÇO SONHO ENCANTADO / PREMIUM WWW.FIORELLO.COM.BR SAC@FIORELLO.COM.BR ENTRADA PRINCIPAL S/N - DISTRITO IND. II - BAIRRO CARAMURU TEL: (46) 3547-3547 CEP: 85880-000 - ITAIPULÂNDIA - PR MANUAL DE MONTAGEM E INSTRUÇÕES DE USO BERÇO SONHO

Leia mais

ESTRATÉGIA DE MARKETING O BOTICÁRIO RESUMO

ESTRATÉGIA DE MARKETING O BOTICÁRIO RESUMO 1 ESTRATÉGIA DE MARKETING O BOTICÁRIO Adriana Fussiger Silveira 1 Aline Florisbal 2 Camila Pinzon 3 Dilson Borges 4 João Antonio Jardim Silveira 5 RESUMO O presente trabalho busca traçar um plano estratégico

Leia mais

MARIA ANTONIA MALAJOVICH

MARIA ANTONIA MALAJOVICH MARIA ANTONIA MALAJOVICH BIOTECNOLOGIA Segunda Edição (2016) ISBN: 978-85-921077-0-3 MARIA ANTONIA MALAJOVICH BIOTECNOLOGIA 2ª EDIÇÃO Rio de Janeiro Maria Antonia Muñoz de Malajovich 2016 BIOTECNOLOGIA:

Leia mais

Exercícios de Matemática Funções Função Afim

Exercícios de Matemática Funções Função Afim Exercícios de Matemática Funções Função Afim TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufsm) Recomendações Da frieza dos números da pesquisa saíram algumas recomendações. Transformadas em políticas públicas, poderiam

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS MECÂNICA DOS SÓLIDOS I

LISTA DE EXERCÍCIOS MECÂNICA DOS SÓLIDOS I LISTA DE EXERCÍCIOS MECÂNICA DOS SÓLIDOS I A - Tensão Normal Média 1. Exemplo 1.17 - A luminária de 80 kg é sustentada por duas hastes, AB e BC, como mostra a Figura 1.17a. Se AB tiver diâmetro de 10 mm

Leia mais

A realidade grega como parteira da filosofia: uma exposição didática sobre o nascimento e os primeiros passos da filosofia

A realidade grega como parteira da filosofia: uma exposição didática sobre o nascimento e os primeiros passos da filosofia A realidade grega como parteira da filosofia: uma exposição didática sobre o nascimento e os primeiros passos da filosofia Marcos Francisco Martins 1 Paulo Romualdo Hernandes 2 Toda a vida social é essencialmente

Leia mais

Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito

Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito 1) (Vunesp-2008) Um rebocador puxa duas barcaças pelas águas de um lago tranqüilo. A primeira delas tem massa de 30 toneladas e a segunda,

Leia mais

GEOMETRIA PLANA - FUVEST. Triângulos

GEOMETRIA PLANA - FUVEST. Triângulos GEOMETRIA PLANA - FUVEST Triângulos... Teorema de Tales... 8 Semelhança de Triângulos... Pontos Notáveis... Triângulos Retângulos... 5 Triângulos 0. (Fuvest/96) Na figura, as retas r e s são paralelas,

Leia mais

Esquema de pinagem ECU-TEST REV 02 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013

Esquema de pinagem ECU-TEST REV 02 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013 01 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013 MONTADORAS: SISTEMAS FIAT: PINAGEM DA ECU: IAW 1G7...3-4 PINAGEM DA ECU: IAW 59FB IAW 49FB IAW 4AF COM BC...5-6 PINAGEM DA ECU: IAW 59FB IAW 49FB IAW

Leia mais

TABELA DE DILUIÇÃO DE MEDICAMENTOS INJETÁVEIS

TABELA DE DILUIÇÃO DE MEDICAMENTOS INJETÁVEIS Forma Farmacêutica Via de diluído em Abelcet 5mg/mL 20mL (Anfotericina B Lipídica) 2,5mg/Kg/h Suspensão estéril injetável (pronto para o uso) IV infusão Concentração 1mg/mL Exclusivamente em SG 5% 100mg/100mL

Leia mais

SENTINEL S50 S70 S100 MANUAL INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO VERSÃO: 1 DE FEVEREIRO DE

SENTINEL S50 S70 S100 MANUAL INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO VERSÃO: 1 DE FEVEREIRO DE SENTINEL S50 S70 S100 MANUAL INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO VERSÃO: 1 DE FEVEREIRO DE 2016 1 Obrigado por comprar um sistema da Concept Smoke Screen. Sua escolha de proteger seus bens e instalações com este equipamento

Leia mais

Resolução -Vestibular Insper 2015-1 Análise Quantitativa e Lógica. Por profa. Maria Antônia Conceição Gouveia.

Resolução -Vestibular Insper 2015-1 Análise Quantitativa e Lógica. Por profa. Maria Antônia Conceição Gouveia. Resolução -Vestibular Isper 0- Aálise Quatitativa e Lógica Por profa. Maria Atôia Coceição Gouveia.. A fila para etrar em uma balada é ecerrada às h e, quem chega exatamete esse horário, somete cosegue

Leia mais

Exercícios de Revisão para avaliação AC2 2º trimestre Física Osvaldo.

Exercícios de Revisão para avaliação AC2 2º trimestre Física Osvaldo. Exercícios de Revisão para avaliação AC2 2º trimestre Física Osvaldo. "Em breve nós teremos que escolher entre o que é fácil e o que é certo". Alvo Dumbledore. Harry Potter. Boas Férias Questão 01 (94994)

Leia mais

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS:

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: Romantismo Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: 1. ( C ) Foi a primeira e forte reação ao Neoclassicismo. 2. ( E ) O romantismo não valorizava a

Leia mais

MEZOMO, I. B. Os serviços de alimentação: planejamento e administração. 5 ed. São Paulo: Manole, 2002. 413 p.

MEZOMO, I. B. Os serviços de alimentação: planejamento e administração. 5 ed. São Paulo: Manole, 2002. 413 p. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: ALIMENTAÇÃO COLETIVA TITULARIDADE: MESTRE 1- Controle de qualidade em UAN (APPCC, POP s, BPF, AQNS); 2- Segurança Alimentar e Nutricional (LOSAN, Aplicações na área); 2- Programa

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA

METODOLOGIA CIENTÍFICA GRUPO Educação adistância Caderno de Estudos METODOLOGIA CIENTÍFICA ORGANIZAÇÃO Prof. Antonio José Müller UNIDADE I Prof. André Bazzanella UNIDADES II E III Profª. Elisabeth Penzlien Tafner Prof. Everaldo

Leia mais

Banco de Questões. 1. Cinemática. Prof. Farlei Roberto Mazzarioli www.farlei.net

Banco de Questões. 1. Cinemática. Prof. Farlei Roberto Mazzarioli www.farlei.net Banco de Questões Prof. Farlei Roberto Mazzarioli www.farlei.net 1. Cinemática 1.1. Um motorista bêbado tromba em um poste. O motorista, ainda alcoolizado, tenta se explicar com o guarda dizendo: Eu estava

Leia mais

8 a SÉRIE 9 o ANO EDUCAÇÃO FÍSICA CADERNO DO ALUNO. Linguagens. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

8 a SÉRIE 9 o ANO EDUCAÇÃO FÍSICA CADERNO DO ALUNO. Linguagens. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 8 a SÉRIE 9 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 EDUCAÇÃO FÍSICA Linguagens CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

I-21-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo Instrução Policial Militar

I-21-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo Instrução Policial Militar I-21-PM Polícia Militar do Estado de São Paulo Instrução Policial Militar INSTRUÇÕES PARA CONTINÊNCIAS, HONRAS, SINAIS DE RESPEITO E CERIMONIAL MILITAR NA POLÍCIA MILITAR Setor Gráfico do CSM/M Int Impresso

Leia mais

Questão 01 - (UNCISAL/2015)

Questão 01 - (UNCISAL/2015) SERETARIA DE SEGURANÇA PÚBLIA/SERETARIA DE EDUAÇÃ PLÍIA MILITAR D ESTAD DE GIÁS MAND DE ENSIN PLIIAL MILITAR LÉGI DA PLÍIA MILITAR SARGENT NADER ALVES DS SANTS SÉRIE/AN: 3 TURMA(S): A, B, DISIPLINA: QUÍMIA

Leia mais

Exercícios de Matemática Análise Combinatória

Exercícios de Matemática Análise Combinatória Exercícios de Matemática Análise Combinatória 1) (FUVEST-2010) Seja n um número inteiro, n 0. a) Calcule de quantas maneiras distintas n bolas idênticas podem ser distribuídas entre Luís e Antônio. b)

Leia mais

VINDE, ADOREMOS! Antigos princípios para adoradores de todas as épocas viverem PROCLAMANDO

VINDE, ADOREMOS! Antigos princípios para adoradores de todas as épocas viverem PROCLAMANDO 2015 VINDE, ADOREMOS! Antigos princípios para adoradores de todas as épocas viverem PROCLAMANDO Copyright 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total sem autorização da

Leia mais

CURRICULUM VITAE: Claudio de Moura Castro. Instrução

CURRICULUM VITAE: Claudio de Moura Castro. Instrução CURRICULUM VITAE: Claudio de Moura Castro Nascido: Rio de Janeiro (Brasil) 29/11/1938. E- Mail: claudio&moura&castro@cmcastro.com.br Instrução l. Graduado em Economia pela Universidade Federal de Minas

Leia mais

Utilize o texto para responder às questões de número 1 e 2.

Utilize o texto para responder às questões de número 1 e 2. QiD 4 6º ANO PARTE 4 CIÊNCIAS Utilize o texto para responder às questões de número 1 e 2. O povo chinês Hanis, que vive na província de Yunnan, no sul da China, desenvolveu técnicas de cultivo de arroz

Leia mais

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral Data: / / 1 [ 112885 ]. (Uncisal 2012) Observe o trecho da música Admirável Gado Novo, de Zé Ramalho,

Leia mais

FUNÇÕES ORGÂNICAS. 2- A vanilina (essência de baunilha) possui fórmula plana como se vê abaixo:

FUNÇÕES ORGÂNICAS. 2- A vanilina (essência de baunilha) possui fórmula plana como se vê abaixo: FUNÇÕES RGÂNICAS 1- (UNESP) Na tabela estão relacionados, na coluna da esquerda, diversos compostos orgânicos e, na coluna da direita, as possíveis funções orgânicas a que aqueles compostos podem pertencer.

Leia mais

VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO

VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO THIAGO CONCER VENDAS NÃO OCORREM POR ACASO O GUIA DE VENDAS DA EQUIPE COMERCIAL 2ª EDIÇÃO REVISADA E AMPLIADA 2015 BAURU, SP Rua Machado de Assis, 10-35 Vila América CEP 17014-038

Leia mais

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL ISSN 677-7042 Ano CXLVIII 82 Brasília - DF, quarta-feira, 2 de setembro de 20.. Atos do Poder Judiciário Sumário PÁGINA Atos do Poder Judiciário... Atos do Poder Legislativo... Atos do Poder Executivo...

Leia mais

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito 1) (PUC-RS-003) A energia de um fóton é diretamente proporcional a sua freqüência, com a constante de Planck, h, sendo o fator de proporcionalidade.

Leia mais

DICIONÁRIO DE ALUSÕES Referências para provas de redação

DICIONÁRIO DE ALUSÕES Referências para provas de redação DICIONÁRIO DE ALUSÕES Referências para provas de redação Projeto Vestgeek Bruna Guedes 24/04/2017 AUTORIA Este dicionário foi produzido pela vestibulanda Bruna Guedes. Somos responsáveis apenas pela disponibilização

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F8 Trabalho e Energia

Física. Resolução das atividades complementares. F8 Trabalho e Energia Resolução das atividades complementares 4 Física F8 Trabalho e Energia p. O que requer mais trabalho: erguer um saco de 0 kg a uma distância vertical de m ou erguer um saco de kg a uma distância vertical

Leia mais

São Luís MA Maio 2012. Categoria: E Gerenciamento e Logística. Setor Educacional: Educação Universitária

São Luís MA Maio 2012. Categoria: E Gerenciamento e Logística. Setor Educacional: Educação Universitária LOGÍSTICA EDUCACIONAL: um estudo de caso na distribuição dos livros no curso de Administração Pública desenvolvido pela Universidade Estadual do Maranhão São Luís MA Maio 2012 Categoria: E Gerenciamento

Leia mais

ELETRICIDADE PARTE I. Capítulo 1- Carga elétrica...03 Exercícios de fixação...08 Sessão leitura...11 Pintou no ENEM...12

ELETRICIDADE PARTE I. Capítulo 1- Carga elétrica...03 Exercícios de fixação...08 Sessão leitura...11 Pintou no ENEM...12 Sumário ELETRICIDADE PARTE I Capítulo 1- Carga elétrica...03 Exercícios de fixação...08 Sessão leitura...11 Pintou no ENEM...12 Capítulo2- Força elétrica...14 Exercícios de fixação...14 Sessão leitura...17

Leia mais

Unidade V Prestando contas dos recursos do PDDE

Unidade V Prestando contas dos recursos do PDDE Unidade V Prestando contas dos recursos do PDDE Unidade IV Ações complementares no âmbito do PDDE Será que é necessário ser profissional especializado ou recorrer a empresas para prestar contas ao FNDE

Leia mais

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Projeto e Instalação Prof. Deivson de Freitas Introdução Nenhuma área de tecnologia cresceu tanto como a de redes locais (LANs) A velocidade passou de alguns

Leia mais

2 a SÉRIE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA CADERNO DO ALUNO. Linguagens. ENSINO MÉDIO Volume 2

2 a SÉRIE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA CADERNO DO ALUNO. Linguagens. ENSINO MÉDIO Volume 2 2 a SÉRIE ENSINO MÉDIO Volume 2 LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA Linguagens CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO PAULO CADERNO

Leia mais

Ensaio Sobre a Mentira e a Inveja

Ensaio Sobre a Mentira e a Inveja Ensaio Sobre a Mentira e a Inveja O Caso Moçambicano Filimone Meigos homini mendax ab initio (o Homem é mentiroso desde o início) 1.Amentiraeainvejasua irmã siamesa A mentira ocorre nas re l a ç õ e s

Leia mais

5ª LISTA DE EXERCÍCIOS PROBLEMAS ENVOLVENDO FLEXÃO

5ª LISTA DE EXERCÍCIOS PROBLEMAS ENVOLVENDO FLEXÃO Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Construção e Estruturas Professor: Armando Sá Ribeiro Jr. Disciplina: ENG285 - Resistência dos Materiais I-A www.resmat.ufba.br 5ª LISTA

Leia mais

GABARITO DA QUINTA AVALIAÇÃO DA UNIDADE

GABARITO DA QUINTA AVALIAÇÃO DA UNIDADE 1 ALUNO(A): N.: 3ª SÉRIE-E.M. TURMA: DATA: / /2014 PROFESSORES: TARCIO, TACYANA, ZÉ BASTOS, DUDU, DANILO, CARIBÉ E SÍLVIO. UNIDADE I GABARITO DA QUINTA AVALIAÇÃO DA UNIDADE INSTRUÇÕES: 01. Verifique se

Leia mais

Exercícios de Matemática Funções Função Quadrática

Exercícios de Matemática Funções Função Quadrática Exercícios de Matemática Funções Função Quadrática TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufsm) Recomendações Da frieza dos números da pesquisa saíram algumas recomendações. Transformadas em políticas públicas,

Leia mais

O Tecido Urbano da Cuaso Texto preparado pelo Professor da FAUUSP Arquiteto e Urbanista Candido Malta Campos Filho Outubro 2001

O Tecido Urbano da Cuaso Texto preparado pelo Professor da FAUUSP Arquiteto e Urbanista Candido Malta Campos Filho Outubro 2001 Texto preparado pelo Professor da FAUUSP Arquiteto e Urbanista Candido Malta Campos Filho Outubro 2001 Introdução: O sentido principal próprio da idéia da criação de uma Cidade Universitária transcende

Leia mais

Publicação Científica do Curso de Bacharelado em Enfermagem do CEUT. Ano 2009. Edição 15

Publicação Científica do Curso de Bacharelado em Enfermagem do CEUT. Ano 2009. Edição 15 Publicação Científica do Curso de Bacharelado em Enfermagem do CEUT. Ano 2009. Edição 15 Ariane Guerra Fernandes 1 Layanne Kelly Lima de Carvalho Rego 1 Liessia Thays de Araújo 1 Selonia Patrícia Oliveira

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL. Annual Report

RELATÓRIO ANUAL. Annual Report RELATÓRIO ANUAL 2014 Annual Report Patrocinadores Másters / Masters Sponsors COMISSÃO EUROPEIA Ajuda Humanitária e Proteção Civil RELATÓRIO ANUAL 2014 Annual Report CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO / BOARD OF

Leia mais

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição SEMANA 1 ESTRUTURA DA PETIÇÃO INICIAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO... (observar art. 319, I, do CPC e Código de Organização e Divisão Judiciária do seu Estado) (NOME COMPLETO DA PARTE AUTORA),

Leia mais

1 a SÉRIE. BIOLOGIA Ciências da Natureza CADERNO DO PROFESSOR. ENSINO MÉDIO Volume 2

1 a SÉRIE. BIOLOGIA Ciências da Natureza CADERNO DO PROFESSOR. ENSINO MÉDIO Volume 2 1 a SÉRIE ENSINO MÉDIO Volume 2 BIOLOGIA Ciências da Natureza CADERNO DO PROFESSOR governo do estado de são paulo secretaria da educação MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO PAULO CADERNO DO

Leia mais

ATIVO IMOBILIZADO - Procedimentos Contábeis - Pequenas e Médias Empresas - Resolução CFC nº 1255/2009

ATIVO IMOBILIZADO - Procedimentos Contábeis - Pequenas e Médias Empresas - Resolução CFC nº 1255/2009 ATIVO IMOBILIZADO - Procedimentos Contábeis - Pequenas e Médias Empresas - Resolução CFC nº 1255/2009 Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 04/12/2012. Sumário: 1 - Introdução 2 - Conceitos

Leia mais

PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO HERMES

PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO HERMES PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO HERMES Elaborado em cumprimento ao artigo 53 da Lei nº 11.101/05, para apresentação nos autos do processo de recuperação nº 0398439-14.2013.8.19.0001, em trâmite perante

Leia mais

6 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

6 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL Para arquivo eletrônico utilize o atalho CTRL+F e digite o modelo do veículo desejado. LINHA GM Monza e Monza Classic Kadett e Kadett

Leia mais

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma?

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma? O que é um Pocket Show? Apesar de não ter limite de tempo, definimos Pocket Show como uma apresentação curta, em média 40 minutos, ou, em caso de bandas com muitos membros, uma apresentação com número

Leia mais

PERCURSO 16 Rússia: a perda de hegemonia e a questão energética. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS

PERCURSO 16 Rússia: a perda de hegemonia e a questão energética. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS PERCURSO 16 Rússia: a perda de hegemonia e a questão energética. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS 1 A perda da hegemonia Durante a existência da URSS, a Rússia foi a principal república. Moscou foi o

Leia mais

Função Social da Escola. Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB

Função Social da Escola. Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB Função Social da Escola Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB Esquema de Apresentação 1. Quem é a CONTEE 1.1. Princípios e Bandeiras 2. Função Social da Escola 2.1. Constituição Federal/1988

Leia mais

6 a SÉRIE 7 o ANO MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

6 a SÉRIE 7 o ANO MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 6 a SÉRIE 7 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO PAULO CADERNO

Leia mais

O SPED E SEUS REFLEXOS NA PROFISSÃO CONTÁBIL

O SPED E SEUS REFLEXOS NA PROFISSÃO CONTÁBIL O SPED E SEUS REFLEXOS NA PROFISSÃO CONTÁBIL SASSO, Alexandra (TCC Ciências Contábeis) FECILCAM, allekassandra@hotmail.com ROSA, Ivana Carla da (TCC Ciências Contábeis) FECILCAM, ivanacrosa@hotmail.com

Leia mais

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL 1) Há algum tempo atrás, os livros, as revistas, os jornais, as fotografias, o cinema e a televisão eram em preto e branco. Hoje as cores fazem

Leia mais

Gestão de pessoas. Marcia Eloisa Avona

Gestão de pessoas. Marcia Eloisa Avona Gestão de pessoas Marcia Eloisa Avona 2015 por Editora e Distribuidora Educacional S.A. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida de qualquer modo

Leia mais

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 7 a SÉRIE 8 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 CIÊNCIAS Ciências da Natureza CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE

Leia mais

5 a SÉRIE 6 o ANO. ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3. CIÊNCIAS Ciências da Natureza

5 a SÉRIE 6 o ANO. ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3. CIÊNCIAS Ciências da Natureza 5 a SÉRIE 6 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3 CIÊNCIAS Ciências da Natureza Governador Geraldo Alckmin Vice-Governador Guilherme Afif Domingos Secretaria da Educação do Estado de São

Leia mais

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras.

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Ao iniciar este capítulo, é preciso saber o que vem a ser juro. Você sabe o que

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Estequiometria RELAÇÃO: MOLS MOLS EXERCÍCIOS RESOLVIDOS (UFBA-BA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS

O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS Maria Adelia Teixeira Baffi Petrópolis, 2002. Pedagoga - PUC-RJ. Mestre em Educação - UFRJ Doutoranda em Pedagogia Social

Leia mais

Plano de trabalho Mediação Escolar e Comunitária 2015

Plano de trabalho Mediação Escolar e Comunitária 2015 Plano de trabalho Mediação Escolar e Comunitária 2015 Plano de Trabalho 2015 - Mediação Escolar e Comunitária 1 Hoje em dia é de vital importância desenvolvermos uma educação que vise à construção de uma

Leia mais

GESTÃO PÚBLICA E INSTRUMENTOS DE CONTROLE SOCIAL: O USO DA PREVIOUS ACCOUNTABILITY PARA EFETIVAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

GESTÃO PÚBLICA E INSTRUMENTOS DE CONTROLE SOCIAL: O USO DA PREVIOUS ACCOUNTABILITY PARA EFETIVAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO REPAE Revista Ensino e Pesquisa em Administração e Engenharia Volume 1, número 1 2015 ISSN: Editor Científico: Vitória Catarina Dib Avaliação: Melhores práticas editoriais da ANPAD GESTÃO PÚBLICA E INSTRUMENTOS

Leia mais

TABELA DE ALÍQUOTAS DE ISS - MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO/SP **Recomenda-se a confirmação das informações**

TABELA DE ALÍQUOTAS DE ISS - MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO/SP **Recomenda-se a confirmação das informações** Cidade Legislação Base de Cálculo Alíquota Resumo Analândia Lei Municipal 1.472/2004 Cód. 17.04 Cód. 17.05 Cód. 17.04 Cód. 17.05 prestadas pela Sr. André - Fiscal ISS Última Atualização Fonte Endereço

Leia mais

CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 CAPÍTULO 3. O conhecimento Histórico, 12. Os primeiros passos da humanidade, 31

CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 CAPÍTULO 3. O conhecimento Histórico, 12. Os primeiros passos da humanidade, 31 Operários, Tarsila de Amaral CAPÍTULO 1 O conhecimento Histórico, 12 CAPÍTULO 2 Os primeiros passos da humanidade, 31 Murais, Di Cavalcanti. CAPÍTULO 3 O povoamento da América e os primeiros habitantes

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS - AMB/92

INSTRUÇÕES GERAIS - AMB/92 INSTRUÇÕES GERAIS - AMB/92 AMB/92 01. A presente TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS foi elaborada com base em critérios uniformes para todas as especialidades e tem como finalidades estabelecer ÍNDICES MÍNIMOS

Leia mais

INTRODUÇÃO Á FISICA...6 DIVISÃO DA FÍSICA...6 A FÍSICA DO ENEM...7

INTRODUÇÃO Á FISICA...6 DIVISÃO DA FÍSICA...6 A FÍSICA DO ENEM...7 SUMÁRIO INTRODUÇÃO Á FISICA...6 DIVISÃO DA FÍSICA...6 A FÍSICA DO ENEM...7 PARTE I CONCEITOS BASICOS SISTEMA INTERNACIONAL DE UNIDADES...8 GRANDEZAS PADRÃO DO S.I.:...9 NUMEROS DECIMAIS...9 DEFINIÇÃO DE

Leia mais

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora:

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora: ERRO E-4 O erro ocorre quando o sensor de imersão da serpentina da evaporadora informa à placa principal da própria evaporadora que a serpentina está numa temperatura anormal (ou muito fria ou muito quente

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2019 Aracaju Junho, 2014

Leia mais

A realidade grega como parteira da filosofia: uma exposição didática sobre o nascimento e os primeiros passos da filosofia

A realidade grega como parteira da filosofia: uma exposição didática sobre o nascimento e os primeiros passos da filosofia A realidade grega como parteira da filosofia: uma exposição didática sobre o nascimento e os primeiros passos da filosofia Marcos Francisco Martins 1 Paulo Romualdo Hernandes 2 Toda a vida social é essencialmente

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE AVALIAÇÃO SERIADA (PAS)

PROCESSO SELETIVO DE AVALIAÇÃO SERIADA (PAS) UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DIRETORIA DE PROCESSOS SELETIVOS PROCESSO SELETIVO DE AVALIAÇÃO SERIADA (PAS) PRIMEIRA ETAPA (GRUPO XV TRIÊNIO 2014 2016) - QUESTÕES OBJETIVAS - GEOGRAFIA, HISTÓRIA, FILOSOFIA/SOCIOLOGIA,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Marina Ribeiro, brasileira, casada, desempregada, filha de Laura Santos, portadora da identidade 855, CPF 909, residente e domiciliada na Rua Coronel Saturnino, casa

Leia mais

Apostila de ESTUDO ORIENTADO. Ensino Fundamental

Apostila de ESTUDO ORIENTADO. Ensino Fundamental Apostila de ESTUDO ORIENTADO Ensino Fundamental Material Estruturado para o Professor do Estudo Orientado das Escolas em Tempo Integral O Ensino Fundamental tem como objetivo geral para a sua estruturação

Leia mais

ÍNDICE. Classes e emprego de palavras. Morfologia. Vozes do Verbo. Emprego de tempos e modos verbais... 18

ÍNDICE. Classes e emprego de palavras. Morfologia. Vozes do Verbo. Emprego de tempos e modos verbais... 18 Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas SUSAM Agente Administrativo ÍNDICE LÍNGUA PORTUGUESA: Leitura, interpretação e compreensão de texto... 01 Ortografia oficial... 15 Acentuação gráfica... 16 Emprego

Leia mais

PORTUGUÊS ANÁLISE SINTÁTICA. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos Análise Sintática de Análise Morfológica.

PORTUGUÊS ANÁLISE SINTÁTICA. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos Análise Sintática de Análise Morfológica. PORTUGUÊS Prof. Valladares ANÁLISE SINTÁTICA A Gramática normalmente nos é apresentada em três divisões que são: Fonologia; Morfologia; Sintaxe. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos

Leia mais

6 a SÉRIE 7 o ANO. ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3. CIÊNCIAS Ciências da Natureza

6 a SÉRIE 7 o ANO. ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3. CIÊNCIAS Ciências da Natureza 6 a SÉRIE 7 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL II Caderno do Aluno Volume 3 CIÊNCIAS Ciências da Natureza Governador Geraldo Alckmin Vice-Governador Guilherme Afif Domingos Secretaria da Educação do Estado de São

Leia mais

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA Leitura de Códigos de Falhas do motor. Apaga Códigos de Falhas do motor. Leitura

Leia mais

APOSTILA PLANTAS MEDICINAIS. Prof. José Carlos Viana

APOSTILA PLANTAS MEDICINAIS. Prof. José Carlos Viana APOSTILA DE PLANTAS MEDICINAIS Prof. José Carlos Viana Esta Apostila foi elaborada pelo Professor José Carlos Viana e destina-se aos alunos dos Cursos Profissionais Técnicos em Farmácia e Nutrição do Colégio

Leia mais

MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA

MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA ENCONTRO TREMENDO É LUGAR DE ESTAR FACE A FACE COM DEUS O PRÉ ENCONTRO A ESCADA DO SUCESSO NA VISÃO DO M.D.A. Enviar Ganhar 1. Projeto Natanael 3 2. Grupo de

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE Emissora: START ME UP CROWDFUNDING SISTEMAS PARA INVESTIMENTO COLABORATIVO LTDA. EPP, Pessoa jurídica de direito

Leia mais

DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO:

DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO: DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO: É a distancia, em projeção horizontal, entre o centro de massa de uma camada do pavimento e o(s) centro(s) de massa da(s) jazidas(s) que fornecerá(ão) materiais

Leia mais

Exercícios de Matemática Probabilidade

Exercícios de Matemática Probabilidade Exercícios de Matemática Probabilidade TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES. (Enem) Um apostador tem três opções para participar de certa modalidade de jogo, que consiste no sorteio aleatório de um número

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS

QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS LENIMAR NUNES DE ANDRADE INTRODUÇÃO À ÁLGEBRA: QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS 1 a edição ISBN 978-85-917238-0-5 João Pessoa Edição do Autor 2014 Prefácio Este texto foi elaborado para a disciplina Introdução

Leia mais

NORMATIVO SARB 005/2009, de 09 de novembro de 2009.

NORMATIVO SARB 005/2009, de 09 de novembro de 2009. O Conselho de Autorregulação Bancária, com base no art. 1 (b), do Código de Autorregulação Bancária, sanciona as regras abaixo dispostas, formalizando preceitos comuns a todas as signatárias (as "Signatárias")

Leia mais

Exercícios de Matemática Matemática Financeira e Porcentagem

Exercícios de Matemática Matemática Financeira e Porcentagem Exercícios de Matemática Matemática Financeira e Porcentagem 1) (VUNESP-2009) A freqüência cardíaca de uma pessoa, FC, é detectada pela palpação das artérias radial ou carótida. A palpação é realizada

Leia mais

Usurpação de Terra para Celulose. Novo projecto de Portucel Moçambique. Documento de Discussão Novembro Environmental Paper Network

Usurpação de Terra para Celulose. Novo projecto de Portucel Moçambique. Documento de Discussão Novembro Environmental Paper Network Usurpação de Terra para Celulose Novo projecto de Portucel Moçambique Documento de Discussão Novembro 2017 Environmental Paper Network USURPAÇÃO DE TERRA PARA CELULOSE Novo Projecto de Portucel Moçambique

Leia mais

Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito

Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito 1) (Vunesp-2008) Um rebocador puxa duas barcaças pelas águas de um lago tranqüilo. A primeira delas tem massa de 30 toneladas e a segunda,

Leia mais

REVISTA SOLUÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS

REVISTA SOLUÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS REVISTA SOLUÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS Atendimento: sodebras@sodebras.com.br Acesso: http://www.sodebras.com.br VOLUME 10 - N 111 - Março/ 2015 XXXII International Sodebras Congress Curitiba 05

Leia mais

5 a SÉRIE 6 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

5 a SÉRIE 6 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 5 a SÉRIE 6 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 CIÊNCIAS Ciências da Natureza CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE

Leia mais

Dicionário de Dados de Exportação Versão 8.1. NOTIVISA - Sistema Nacional de Notificações para a Vigilância Sanitária

Dicionário de Dados de Exportação Versão 8.1. NOTIVISA - Sistema Nacional de Notificações para a Vigilância Sanitária Versão 8.1 NOTIVISA - Sistema Nacional de Notificações para a Vigilância SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Definições, Acrônimos e Abreviações...Erro! Indicador não definido. 1.2. Referências...Erro! Indicador

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Ricardo, cantor amador, contrata Luiz, motorista de uma grande empresa, para transportá-lo, no dia 2 de março de 2017, do Município Canto Distante, pequena cidade

Leia mais

Caderno de Exercícios Resolvidos de Física

Caderno de Exercícios Resolvidos de Física Caderno de Exercícios Resolvidos de Física Nuno Sousa Universidade Aberta 2013 Âmbito deste documento O presente caderno de exercícios contém as atividades formativas e orientações de resposta das unidades

Leia mais

Índice. 1.01 CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES CFOP (ENTRADAS E SAIDA)... Pág. 12. 1.02 CST (CODIGO DE SITUAÇÃO TRIBUTARIA)... Pág.

Índice. 1.01 CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES CFOP (ENTRADAS E SAIDA)... Pág. 12. 1.02 CST (CODIGO DE SITUAÇÃO TRIBUTARIA)... Pág. Índice 1. DEPARTAMENTO FISCAL ESTADUAL SP... Pág. 10 1.01 CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES CFOP (ENTRADAS E SAIDA)... Pág. 12 1.02 CST (CODIGO DE SITUAÇÃO TRIBUTARIA)...... Pág. 55 1.03 APLICAÇÃO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016/1 - CPS Curso de Graduação em Medicina

PROCESSO SELETIVO 2016/1 - CPS Curso de Graduação em Medicina PROCESSO SELETIVO 016/1 - CPS Curso de Graduação em Medicina PROVA 1 Nome do Candidato: INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA 1. Abra este caderno somente quando autorizado.. Esta prova terá duração de 0

Leia mais

GIFUG/RJ Gerência de Filial do Fundo de Garantia Rio de Janeiro/RJ

GIFUG/RJ Gerência de Filial do Fundo de Garantia Rio de Janeiro/RJ GIFUG/RJ Gerência de Filial do Fundo de Garantia Rio de Janeiro/RJ Período Dezembro/2010 a Agosto/2012 1 A) APRESENTAÇÃO/RESUMO INICIAL / RELEASE INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE A ORGANIZAÇÃO Razão Social: GIFUG/RJ

Leia mais

Transtorno do Espectro Autista (TEA): definição, características e atendimento educacional

Transtorno do Espectro Autista (TEA): definição, características e atendimento educacional 191 Transtorno do Espectro Autista (TEA): definição, características e atendimento educacional Amanda Cristina dos Santos PEREIRA 1 Marily Oliveira BARBOSA 2 Glorismar Gomes da SILVA 3 Rosimeire Maria

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2

MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2 MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2 Parabéns pela escolha de microsystem da linha Philco. Para garantir o melhor desempenho do produto, é importante ler atentamente as recomendações a seguir. Devido

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico

Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico 1) (AFA-001) Baseando-se na Lei de Coulomb e na definição de campo elétrico de uma carga puntiforme, podemos estimar, qualitativamente, que o campo elétrico

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO - SEC

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO - SEC GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO - SEC Universidade para Todos MÓDULO IV Salvador - BA 01 FICHA CATALOGRÁFICA Elaboração: Biblioteca Central da UNEB Bahia. Secretaria da Educação. Universidade

Leia mais

GUIA MÉDICO AMERON PORTO VELHO

GUIA MÉDICO AMERON PORTO VELHO REDE PRÓPRIA AMERON HOSPITAL SAMARITANO Avenida: Calama, Nº. 2615 Bairro: Liberdade Fone: (069) 3211-7162 / 3211-7114 / 3211-7155 ESPECIALIDADES MÉDICAS: Angiologia, Cirurgia Vascular, Cardiologista, Cirurgião

Leia mais

UNNA. manual do credenciado. regras gerais

UNNA. manual do credenciado. regras gerais UNNA manual do credenciado regras gerais índice página UNNA institucional 1 2 3 4 5 6 Apresentação Grupo OdontoPrev Rede UNNA Comunicação Diferenciais Canais de comunicação operacional 7 7 8 9 10 10 12

Leia mais

AUGUSTO CURY. treine o seu. cérebro. provas. para

AUGUSTO CURY. treine o seu. cérebro. provas. para AUGUSTO CURY treine o seu cérebro para provas UM SONHADOR QUE NUNCA DESISTIU DE SEUS SONHOS 1 Vou começar este livro contando uma história que provavelmente inspirará muitos a ter grandes sonhos, a lutar

Leia mais

Banco de Questões. Um convite: se você tem soluções diferentes das apresentadas no BQ envie para famf@impa.br que nós as publicaremos em nosso site.

Banco de Questões. Um convite: se você tem soluções diferentes das apresentadas no BQ envie para famf@impa.br que nós as publicaremos em nosso site. Caros alunos e professores Desde a sua primeira edição em 005 o Banco de Questões (BQ) mostrou ser um material motivante para alunos e professores O seu objetivo é divulgar nas escolas públicas problemas

Leia mais

Na ética do interesse próprio, você proporciona algo ao outro, porque é de seu interesse fazê-lo.

Na ética do interesse próprio, você proporciona algo ao outro, porque é de seu interesse fazê-lo. Revisão TGA IV 01 - Ética e Responsabilidade Social MORAL E ÉTICA MORAL é, basicamente, uma ordenação, uma hierarquia de valores. O que é realmente mais importante para mim? Qual é o ideal, quais são as

Leia mais

LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS

LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS 000. COMBUSTIVEIS - NCM 22071000 NOME ST ICMS TIPO TRIBUTAÇÃO CST ETANOL COMUM 60 18% MONOFÁSICO COMPRA 70 VENDA 04 000. COMBUSTIVEIS - NCM 27101159 GASOLINA ADITV 60 28%

Leia mais

LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA

LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA 1 LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA Para desenvolver e consolidar as Competências/Habilidades e avançar na aprendizagem SEE/MG Maio/2014 2 Caro Professor, Cara Professora, É com grande prazer que apresentamos

Leia mais

TABELA DE DILUIÇÃO DE MEDICAMENTOS INJETÁVEIS

TABELA DE DILUIÇÃO DE MEDICAMENTOS INJETÁVEIS Forma Farmacêutica Via de diluído em Abelcet 5mg/mL 20mL (Anfotericina B Lipídica) 2,5mg/Kg/h Suspensão estéril injetável (pronto para o uso) IV infusão Concentração 1mg/mL Exclusivamente em SG 5% 100mg/100mL

Leia mais

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio.

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Manual de Operação do Century BR2014 Slim O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Parabéns pela aquisição da mais moderna tecnologia em receptores analógicos de sinais de TV via satélite.

Leia mais

Quatro alunos do 6º ano de uma escola, em uma aula de matemática, fizeram as seguintes afirmativas:

Quatro alunos do 6º ano de uma escola, em uma aula de matemática, fizeram as seguintes afirmativas: ATIVIDADE PROVÃO 2º BIMESTRE 6º ANO MAT PROVA DIA 09/07 QUESTÃO 01 (Descritor: estabelecer uma conclusão baseando-se nas definições de divisores e múltiplos de um número natural e números primos) Quatro

Leia mais

PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES

PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES OBJETIVOS DO TRABALHO A SER DESENVOLVIDO Vivenciar estratégias de leitura que ajudem as crianças a: Antecipar a leitura apoiando se no título e nas ilustrações;

Leia mais

Exercícios. 1. No alcatrão da hulha são encontradas, entre outras, as substâncias A e B. Tais substâncias são, ou não, álcoois? Justifique.

Exercícios. 1. No alcatrão da hulha são encontradas, entre outras, as substâncias A e B. Tais substâncias são, ou não, álcoois? Justifique. FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS, FCAV UNESP Jaboticabal CURSO: Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado) DISCIPLINA: Química Orgânica DOCENTE RESPONSÁVEL: Prof a. Dr a. Luciana Maria

Leia mais

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito 1) (PUC-RS-003) A energia de um fóton é diretamente proporcional a sua freqüência, com a constante de Planck, h, sendo o fator de proporcionalidade.

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo pág.: 1/4 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos referentes à utilização do cartão de crédito corporativo para pagamento das despesas de viagem e deslocamento dos empregados a serviço da COPASA

Leia mais

CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS RELATIVOS AOS TRIBUTOS FEDERAIS E À DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO

CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS RELATIVOS AOS TRIBUTOS FEDERAIS E À DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO 29/02/2016 MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil Procuradoria Geral da Fazenda Nacional CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS RELATIVOS AOS TRIBUTOS FEDERAIS E À DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO Nome:

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F8 Trabalho e Energia

Física. Resolução das atividades complementares. F8 Trabalho e Energia Resolução das atividades complementares 4 Física F8 Trabalho e Energia p. O que requer mais trabalho: erguer um saco de 0 kg a uma distância vertical de m ou erguer um saco de kg a uma distância vertical

Leia mais

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral Data: / / 1 [ 112885 ]. (Uncisal 2012) Observe o trecho da música Admirável Gado Novo, de Zé Ramalho,

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA

METODOLOGIA CIENTÍFICA GRUPO Educação adistância Caderno de Estudos METODOLOGIA CIENTÍFICA ORGANIZAÇÃO Prof. Antonio José Müller UNIDADE I Prof. André Bazzanella UNIDADES II E III Profª. Elisabeth Penzlien Tafner Prof. Everaldo

Leia mais

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Parte 1 Aspectos Físicos Uma vez, quando eu estava a andar pelo centro da cidade, de repente me deparei com um ser em um longo caftan com side-locks

Leia mais

Lista de fundadores do Partido NOVO na ordem em que assinaram a ata:

Lista de fundadores do Partido NOVO na ordem em que assinaram a ata: Lista de fundadores do Partido NOVO na ordem em que assinaram a ata: 1 - João Dionisio Filgueira Barreto Amoêdo engenheiro - RJ 2 - Carlos Eduardo Tonissi Nasser engenheiro - MS 3 - Augusto César de Araújo

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F6 Leis de Newton

Física. Resolução das atividades complementares. F6 Leis de Newton Resolução das atividades complementares 3 Física F6 Leis de Newton p. 7 (UFI) O nome e o símbolo de força no Sistema Internacional de Unidades são, respectivamente: a) Newton, N b) newton, n c) Newton,

Leia mais

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO Planejamento Tributário Setembro de 2011 QUESTÃO 1 - RESPONDA AS QUESTÕES APRESENTADAS A SEGUIR: I - Cite algumas situações em que a pessoa jurídica estará obrigada à tributação

Leia mais

( ) ( ) ( ) Questão 02 Das afirmações abaixo sobre números complexos z

( ) ( ) ( ) Questão 02 Das afirmações abaixo sobre números complexos z ITA i z z conjunto dos números naturais conjunto dos números inteiros conjunto dos números racionais conjunto dos números reais conjunto dos números complexos unidade imaginária i = conjugado do número

Leia mais

R-5-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR. 3ª Edição. Tiragem: 1.000 exemplares

R-5-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR. 3ª Edição. Tiragem: 1.000 exemplares R-5-PM Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR 3ª Edição Tiragem: 1.000 exemplares 1996 Setor Gráfico do CSM/MInt - 1 - POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

UPF. Provas e Resoluções

UPF. Provas e Resoluções UPF Provas e Resoluções 2002 a 2015 1 UPF/2002-1 1- Têm-se as seguintes misturas: I. areia e água II. etanol e água III. sal de cozinha e água, numa mistura homogênea. Cada uma delas foi submetida a uma

Leia mais

História Geral 04 História do Brasil 12 Literatura 22 Espanhol 32 Comp. Textual 37 Português 44 Geografia 51 Química 67 Física 81 Matemática 108

História Geral 04 História do Brasil 12 Literatura 22 Espanhol 32 Comp. Textual 37 Português 44 Geografia 51 Química 67 Física 81 Matemática 108 História Geral 04 História do Brasil Literatura Espanhol Comp. Textual 7 Português 44 Geografia 5 Química 67 Física 8 Matemática 08 Biologia - 54 ) UFPEL VERÃO 007 - ROMA) Os animais da Itália possuem

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015.

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015. TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE 103203 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), COM 103204 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), SEM EXAME 2.525,0000

Leia mais

HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO Marcela Lie Kawasaki Disciplina de Gastroenterologia Departamento de Pediatria Escola Paulista de Medicina Universidade Federal de São Paulo

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR Ensino Fundamental MATERIAL PARA O PROFESSOR BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR Ensino Fundamental MATERIAL PARA O PROFESSOR APRESENTAÇÃO A proposta de criação de uma base comum

Leia mais

2 a SÉRIE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA CADERNO DO ALUNO. Linguagens. ENSINO MÉDIO Volume 2

2 a SÉRIE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA CADERNO DO ALUNO. Linguagens. ENSINO MÉDIO Volume 2 2 a SÉRIE ENSINO MÉDIO Volume 2 LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA Linguagens CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO PAULO CADERNO

Leia mais

RESOLUÇÃO UFPR 2ª FASE 2016/2017 PROFESSORES: DIEGO, EDUARDO, FABIO, JULIO E SKIBA

RESOLUÇÃO UFPR 2ª FASE 2016/2017 PROFESSORES: DIEGO, EDUARDO, FABIO, JULIO E SKIBA RESOLUÇÃO UFPR 2ª FASE 2016/2017 PROFESSORES: DIEGO, EDUARDO, FABIO, JULIO E SKIBA COMENTÁRIO GERAL A prova de segunda fase da UFPR se mostrou de nível alto, sendo coerente com a proposta de realizar uma

Leia mais

ENEM- QUESTÕES DE QUÍMICA SELECIONADAS, GABARITADAS E IDENTIFICADAS POR CONTEÚDO.

ENEM- QUESTÕES DE QUÍMICA SELECIONADAS, GABARITADAS E IDENTIFICADAS POR CONTEÚDO. ENEM- QUESTÕES DE QUÍMICA SELECIONADAS, GABARITADAS E IDENTIFICADAS POR CONTEÚDO. Capítulo Questões PROPRIEDADES 2-6-24-29-35-40-68-74-92-112-123-124-140-147-148-160-180 MATERIAIS ESTRUTURA ATÔMICA 20-89-152-167-171

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO. Extra AG1/AG4 Executivo AG1/AG4 Executivo Plus AG1/AG4 Master AG1/AG4

MANUAL DE ORIENTAÇÃO. Extra AG1/AG4 Executivo AG1/AG4 Executivo Plus AG1/AG4 Master AG1/AG4 4 EMPRESAS DO GRUPO Maior e melhor empresa de planos de saúde do Brasil em número de associados. Acesse www.intermedica.com.br ou consulte o seu corretor. MANUAL DE ORIENTAÇÃO Rede Própria e Credenciada

Leia mais

Gestão e Controlo de Medicamentos:Manual de Formação para Unidades Sanitárias Participante

Gestão e Controlo de Medicamentos:Manual de Formação para Unidades Sanitárias Participante REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA SAÚDE DIRECÇÃO NACIONAL DE MEDICAMENTOS E EQUIPAMENTOS PROGRAMA DE MEDICAMENTOS ESSENCIAIS Gestão e Controlo de Medicamentos:Manual de Formação para Unidades Sanitárias

Leia mais

Ella Princesa da Inocência. Lani Queiroz

Ella Princesa da Inocência. Lani Queiroz Ella Princesa da Inocência Lani Queiroz Copyright 2017 Lani Queiroz Capa: Zilda Colares Revisão: Valéria Avelar Diagramação Digital: Valéria Avelar Esta é uma obra de ficção. Seu intuito é entreter as

Leia mais

Banco de Questões. 1. Cinemática. Prof. Farlei Roberto Mazzarioli www.farlei.net

Banco de Questões. 1. Cinemática. Prof. Farlei Roberto Mazzarioli www.farlei.net Banco de Questões Prof. Farlei Roberto Mazzarioli www.farlei.net 1. Cinemática 1.1. Um motorista bêbado tromba em um poste. O motorista, ainda alcoolizado, tenta se explicar com o guarda dizendo: Eu estava

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR EMÍLIA AMARAL MAURO FERREIRA RICARDO LEITE SEVERINO ANTÔNIO HINO NACIONAL

MANUAL DO PROFESSOR EMÍLIA AMARAL MAURO FERREIRA RICARDO LEITE SEVERINO ANTÔNIO HINO NACIONAL Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heroico o brado retumbante, E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos, Brilhou no céu da Pátria nesse instante. Deitado eternamente em berço esplêndido,

Leia mais

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05 QUESTÃO 01 Arte abstrata é uma arte: a) que tem a intenção de representar figuras geométricas. b) que não pretende representar figuras ou objetos como realmente são. c) sequencial, como, por exemplo, a

Leia mais

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: um campo de direito à diversidade e de responsabilidade das políticas públicas educacionais

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: um campo de direito à diversidade e de responsabilidade das políticas públicas educacionais EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: um campo de direito à diversidade e de responsabilidade das políticas públicas educacionais Natalino Neves da Silva 1 Introdução As questões que apresento neste artigo estão

Leia mais

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição SEMANA 1 ESTRUTURA DA PETIÇÃO INICIAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO... (observar art. 319, I, do CPC e Código de Organização e Divisão Judiciária do seu Estado) (NOME COMPLETO DA PARTE AUTORA),

Leia mais

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL 1) Há algum tempo atrás, os livros, as revistas, os jornais, as fotografias, o cinema e a televisão eram em preto e branco. Hoje as cores fazem

Leia mais

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL. Annual Report

RELATÓRIO ANUAL. Annual Report RELATÓRIO ANUAL 2014 Annual Report Patrocinadores Másters / Masters Sponsors COMISSÃO EUROPEIA Ajuda Humanitária e Proteção Civil RELATÓRIO ANUAL 2014 Annual Report CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO / BOARD OF

Leia mais

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora:

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora: ERRO E-4 O erro ocorre quando o sensor de imersão da serpentina da evaporadora informa à placa principal da própria evaporadora que a serpentina está numa temperatura anormal (ou muito fria ou muito quente

Leia mais

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL Para arquivo eletrônico utilize o atalho CTRL+F e digite o modelo do veículo desejado. LINHA GM Monza e Monza Classic Kadett e Kadett

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR EMÍLIA AMARAL MAURO FERREIRA RICARDO LEITE SEVERINO ANTÔNIO HINO NACIONAL

MANUAL DO PROFESSOR EMÍLIA AMARAL MAURO FERREIRA RICARDO LEITE SEVERINO ANTÔNIO HINO NACIONAL Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heroico o brado retumbante, E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos, Brilhou no céu da Pátria nesse instante. Deitado eternamente em berço esplêndido,

Leia mais

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma?

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma? O que é um Pocket Show? Apesar de não ter limite de tempo, definimos Pocket Show como uma apresentação curta, em média 40 minutos, ou, em caso de bandas com muitos membros, uma apresentação com número

Leia mais

6 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

6 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras.

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Ao iniciar este capítulo, é preciso saber o que vem a ser juro. Você sabe o que

Leia mais

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Parte 1 Aspectos Físicos Uma vez, quando eu estava a andar pelo centro da cidade, de repente me deparei com um ser em um longo caftan com side-locks

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS 01. O SUS foi implantado com um conceito ampliado de saúde. Este conceito foi resultado de embate político que fez cair por terra a idéia de que

Leia mais

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA Leitura de Códigos de Falhas do motor. Apaga Códigos de Falhas do motor. Leitura

Leia mais

TABELA DE ALÍQUOTAS DE ISS - MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO/SP **Recomenda-se a confirmação das informações**

TABELA DE ALÍQUOTAS DE ISS - MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO/SP **Recomenda-se a confirmação das informações** Cidade Legislação Base de Cálculo Alíquota Resumo Analândia Lei Municipal 1.472/2004 Cód. 17.04 Cód. 17.05 Cód. 17.04 Cód. 17.05 prestadas pela Sr. André - Fiscal ISS Última Atualização Fonte Endereço

Leia mais

DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO:

DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO: DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO: É a distancia, em projeção horizontal, entre o centro de massa de uma camada do pavimento e o(s) centro(s) de massa da(s) jazidas(s) que fornecerá(ão) materiais

Leia mais

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio.

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Manual de Operação do Century BR2014 Slim O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Parabéns pela aquisição da mais moderna tecnologia em receptores analógicos de sinais de TV via satélite.

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Ricardo, cantor amador, contrata Luiz, motorista de uma grande empresa, para transportá-lo, no dia 2 de março de 2017, do Município Canto Distante, pequena cidade

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015.

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015. TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE 103203 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), COM 103204 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), SEM EXAME 2.525,0000

Leia mais

REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A. POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991

REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A. POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991 REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991 ANALISES CLINICAS - CITOLOGIA - PATOLOGIA CLINICA ACIL -

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula

10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasprofessores 10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula Apresentamos o especial do site Esoterikha.com e Redemotivacao.com.br

Leia mais

QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009

QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009 Universidade Federal Fluminense Oficina de Trabalho Elaboração de Provas Escritas Questões Objetivas Profª Marcia Memére Rio de Janeiro, janeiro de 2013 QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009 Cada uma das

Leia mais

F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A

F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A A) F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 FACULDADES PEQUENO PRÍNCIPE VESTIBULAR DE INVERNO JUNHO DE 2016 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A Pág. 1/38 V E S T

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF APLICATIVO DE FORMULÁRIOS GUIA DE NAVEGAÇÃO PERFIL MUNICÍPIO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Abril de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 CAPÍTULO 3. O conhecimento Histórico, 12. Os primeiros passos da humanidade, 31

CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 CAPÍTULO 3. O conhecimento Histórico, 12. Os primeiros passos da humanidade, 31 Operários, Tarsila de Amaral CAPÍTULO 1 O conhecimento Histórico, 12 CAPÍTULO 2 Os primeiros passos da humanidade, 31 Murais, Di Cavalcanti. CAPÍTULO 3 O povoamento da América e os primeiros habitantes

Leia mais

GUIA MÉDICO AMERON PORTO VELHO

GUIA MÉDICO AMERON PORTO VELHO REDE PRÓPRIA AMERON HOSPITAL SAMARITANO Avenida: Calama, Nº. 2615 Bairro: Liberdade Fone: (069) 3211-7162 / 3211-7114 / 3211-7155 ESPECIALIDADES MÉDICAS: Angiologia, Cirurgia Vascular, Cardiologista, Cirurgião

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE Emissora: START ME UP CROWDFUNDING SISTEMAS PARA INVESTIMENTO COLABORATIVO LTDA. EPP, Pessoa jurídica de direito

Leia mais

Apostila de ESTUDO ORIENTADO. Ensino Fundamental

Apostila de ESTUDO ORIENTADO. Ensino Fundamental Apostila de ESTUDO ORIENTADO Ensino Fundamental Material Estruturado para o Professor do Estudo Orientado das Escolas em Tempo Integral O Ensino Fundamental tem como objetivo geral para a sua estruturação

Leia mais

CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO

CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO Bem-vindo a bordo de seu novo RENAULT Este Manual de Utilização e Manutenção coloca à sua disposição as informações que permitirão: conhecer bem o seu RENAULT, para utilizá-lo

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Estequiometria RELAÇÃO: MOLS MOLS EXERCÍCIOS RESOLVIDOS (UFBA-BA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Professora do CEFET-SP e Mestre em Educação Este artigo parte de um panorama resumido da evolução tecnológica e sua incorporação gradativa na sociedade,

Leia mais

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral Data: / / 1 [ 112885 ]. (Uncisal 2012) Observe o trecho da música Admirável Gado Novo, de Zé Ramalho,

Leia mais

Função Social da Escola. Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB

Função Social da Escola. Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB Função Social da Escola Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS CONTEE e CTB Esquema de Apresentação 1. Quem é a CONTEE 1.1. Princípios e Bandeiras 2. Função Social da Escola 2.1. Constituição Federal/1988

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO

DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO Eu, abaixo assinado, Sr (a) portador (a) do RG e CPF, declaro para todos os fins de direito e sob as penas da Lei, que ALUGO ATUALMENTE o imóvel sito à Rua /Av: Nº: Bairro:

Leia mais

Plano de trabalho Mediação Escolar e Comunitária 2015

Plano de trabalho Mediação Escolar e Comunitária 2015 Plano de trabalho Mediação Escolar e Comunitária 2015 Plano de Trabalho 2015 - Mediação Escolar e Comunitária 1 Hoje em dia é de vital importância desenvolvermos uma educação que vise à construção de uma

Leia mais

Aula 3 e 4 - Navegação Internet, conceitos de URL, links, sites, impressão de páginas.

Aula 3 e 4 - Navegação Internet, conceitos de URL, links, sites, impressão de páginas. Aula 3 e 4 - Navegação Internet, conceitos de URL, links, sites, impressão de páginas. Hierarquia oficial de nomes na Internet A hierarquia de nomes pode ser utilizada em qualquer ambiente, e as autoridades

Leia mais

O VINHO NOVO É MELHOR.

O VINHO NOVO É MELHOR. O VINHO NOVO É MELHOR. Capítulo 1. Um Pobre Menino Rico Meu nome é Robert Thom, e sou um milagre vivo; embora não passe de uma pessoa muito vulgar que descobriu que a vida não precisa ser a chocha monotonia

Leia mais

SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES

SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES Para responder às questões abaixo leia a frase em inglês e marque a alternativa em que esteja a tradução correta da palavra em negrito. 1) My car is black. a) ( ) azul.

Leia mais

A DEMOCRACIA REPRESENTATIVA E A DEMOCRACIA PARTICIPATIVA

A DEMOCRACIA REPRESENTATIVA E A DEMOCRACIA PARTICIPATIVA Doutrina Nacional A DEMOCRACIA REPRESENTATIVA E A DEMOCRACIA PARTICIPATIVA PAULO MÁRCIO CRUZ *** RESUMO: O presente artigo aborda a Democracia Representativa e sua insuficiência para enfrentar sociedades

Leia mais

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS:

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: Romantismo Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: 1. ( C ) Foi a primeira e forte reação ao Neoclassicismo. 2. ( E ) O romantismo não valorizava a

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Marina Ribeiro, brasileira, casada, desempregada, filha de Laura Santos, portadora da identidade 855, CPF 909, residente e domiciliada na Rua Coronel Saturnino, casa

Leia mais

Aulas de ESTUDO ORIENTADO. Ensino Médio

Aulas de ESTUDO ORIENTADO. Ensino Médio Aulas de ESTUDO ORIENTADO Ensino Médio Material Estruturado para o Professor do Estudo Orientado das Escolas em Tempo Integral O Ensino Médio tem como propósito situar o sujeito como produtor do conhecimento

Leia mais

Experiência do Usuário e Designde Interfaces no Contexto Universitário

Experiência do Usuário e Designde Interfaces no Contexto Universitário Experiência do Usuário e Designde Interfaces no Contexto Universitário User Experience and Interface Design in the University Context Santa-Rosa, José Guilherme; Doutor em Educação em Ciências e Saúde

Leia mais

5. (FEEVALE-RS) Marque a alternativa correta que apresenta classificação da cadeia carbônica da essência de abacaxi, cuja fórmula estrutural é:

5. (FEEVALE-RS) Marque a alternativa correta que apresenta classificação da cadeia carbônica da essência de abacaxi, cuja fórmula estrutural é: 2ª LISTA DE EXERCÍCIOS QUIMICA ORGÂNICA Profº. Sandro Lyra 1. (UECE) A "nicotina" pode ser representada pela fórmula abaixo. Quantos átomos de carbono E quantos hidrogênios existem em uma molécula desse

Leia mais

MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA

MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA ENCONTRO TREMENDO É LUGAR DE ESTAR FACE A FACE COM DEUS O PRÉ ENCONTRO A ESCADA DO SUCESSO NA VISÃO DO M.D.A. Enviar Ganhar 1. Projeto Natanael 3 2. Grupo de

Leia mais

Direito empresarial. Danylo Augusto Armelin

Direito empresarial. Danylo Augusto Armelin Direito empresarial Danylo Augusto Armelin 2015 por Editora e Distribuidora Educacional S.A. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida de qualquer

Leia mais

MATEMÁTICA Geometria Espacial 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma:

MATEMÁTICA Geometria Espacial 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma: Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Geometria Espacial º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 1º Bimestre/01 Aluno(a): Número: Turma: 1) Dado um paralelepípedo

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F9 Refração da luz

Física. Resolução das atividades complementares. F9 Refração da luz Resolução das atividades complementares 3 Física F9 Refração da luz p. 46 Quais são as leis da refração? a lei: os raios incidente e refratado são coplanares; a lei: para uma refração com incidência oblíqua

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS - AMB/92

INSTRUÇÕES GERAIS - AMB/92 INSTRUÇÕES GERAIS - AMB/92 AMB/92 01. A presente TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS foi elaborada com base em critérios uniformes para todas as especialidades e tem como finalidades estabelecer ÍNDICES MÍNIMOS

Leia mais

Impressionismo. a) Apenas o item IV está correto. b) Apenas os itens II, III e V são corretos. c) Apenas os itens II, III e V estão incorretos.

Impressionismo. a) Apenas o item IV está correto. b) Apenas os itens II, III e V são corretos. c) Apenas os itens II, III e V estão incorretos. Impressionismo Questão 01 - Como os artistas realistas, que com a ciência haviam aprendido a utilizar determinados conhecimentos, os impressionistas se viram na necessidade de interpretar com maior vivacidade

Leia mais

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito 1) (PUC-RS-003) A energia de um fóton é diretamente proporcional a sua freqüência, com a constante de Planck, h, sendo o fator de proporcionalidade.

Leia mais

Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto

Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto O Ponto Secullum 4 comunica diretamente com os equipamentos de marcação de ponto informatizados de vários fabricantes. Desta forma,

Leia mais

GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE

GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE 01) A partir do século XVI, artistas estrangeiros, integrantes das diversas expedições artísticas e científicas que percorreram o território brasileiro, produziram imagens documentando,

Leia mais

PROGRAMA DE BIOLOGIA. 7ª, 8ª e 9ª classes 1º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO

PROGRAMA DE BIOLOGIA. 7ª, 8ª e 9ª classes 1º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO PROGRAMA DE BIOLOGIA 7ª, 8ª e 9ª classes 1º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO Ficha Técnica Título Programa de Biologia - 7ª, 8ª e 9ª classes Editora Editora Moderna, S.A. Pré-impressão, Impressão e Acabamento

Leia mais

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasdiadasmaes 6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Apresentamos uma seleção com 6 dinâmicas de grupo para o Dia das Mães, são atividades que podem

Leia mais

PORTUGUÊS ANÁLISE SINTÁTICA. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos Análise Sintática de Análise Morfológica.

PORTUGUÊS ANÁLISE SINTÁTICA. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos Análise Sintática de Análise Morfológica. PORTUGUÊS Prof. Valladares ANÁLISE SINTÁTICA A Gramática normalmente nos é apresentada em três divisões que são: Fonologia; Morfologia; Sintaxe. Para iniciarmos nosso estudo, faz-se necessário que diferenciemos

Leia mais

1. (Ufsm 2012) Observe as projeções cartográficas: Numere corretamente as projeções com as afirmações a seguir.

1. (Ufsm 2012) Observe as projeções cartográficas: Numere corretamente as projeções com as afirmações a seguir. 1. (Ufsm 2012) Observe as projeções cartográficas: Numere corretamente as projeções com as afirmações a seguir. ( ) Na projeção cilíndrica, a representação é feita como se um cilindro envolvesse a Terra

Leia mais

EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS

EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS Prova: Auxiliar de Patologia Clínica Nível Fundamental (FUNIVERSA 2009) 1- Acerca do modelo de atenção à saúde, atualmente preconizado e implantado pelo Sistema Único

Leia mais

Catálogo. Linha 25 Linha 30 Linha 42 Suprema. Visite nosso website: www.alsev.com.br

Catálogo. Linha 25 Linha 30 Linha 42 Suprema. Visite nosso website: www.alsev.com.br Catálogo 2 Linha 25 Linha 30 Linha 42 Suprema Janelas e Portas de Correr Linha 25 Z-115 0,634 Kg/m P-157 1,355 Kg/m P-254 1,323 Kg/m Janelas e Portas de Correr Linha 25 Desenvolvido por WLD E-186 1,043

Leia mais

CNIS. Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

CNIS. Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL CNIS Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 2009 O que é? É o extrato cronológico de todas as informações laborais e previdenciárias do trabalhador, que o qualifica como

Leia mais

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 4. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa;

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 4. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa; NOÇÕES DE INFORMÁTICA: CONFORME ITEM 4 DO EDITAL 4. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa; NAVEGADORES OU WEB-BROWSER Também conhecidos

Leia mais

PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES

PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES OBJETIVOS DO TRABALHO A SER DESENVOLVIDO Vivenciar estratégias de leitura que ajudem as crianças a: Antecipar a leitura apoiando se no título e nas ilustrações;

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES CARDIOLOGIA 20010010 ELETROCARDIOGRAMA - ECG R$ 165,00 20010028 TESTE ERGOMÉTRICO R$ 330,00 20010141 ECODOPPLERCARDIOGRAMA R$ 385,00 20010052 HOLTER 24 HORAS R$ 385,00 20020058 MAPA 24 HORAS R$ 385,00

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2

MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2 MANUAL DE INSTRUÇÃO HOME THEATER PHT660N2 Parabéns pela escolha de microsystem da linha Philco. Para garantir o melhor desempenho do produto, é importante ler atentamente as recomendações a seguir. Devido

Leia mais

perdição em roma sylvain reynard Tradução de Ester Cortegano

perdição em roma sylvain reynard Tradução de Ester Cortegano perdição em roma sylvain reynard Tradução de Ester Cortegano A Florença, Roma e Praga, Com gratidão Agradecimentos Tenho uma enorme dívida para com as cidades de Florença, Roma e Praga, os seus habitantes

Leia mais

W19. JUVENTUDE Marcos Madaleno

W19. JUVENTUDE Marcos Madaleno W19. JUVENTUDE Marcos Madaleno Marcos Madaleno UMA JUVETUDE QUE ELEVA E INSPIRA Vocês foram ressuscitados com Cristo. Portanto, ponham o seu interesse nas coisas que são do céu, onde Cristo está sentado

Leia mais

HONDA CATÁLOGO DE APLICAÇÃO DE ROLAMENTOS PARA MOTOCICLETAS. Dimensões principais (mm) Modelo. DREAM 100 cc

HONDA CATÁLOGO DE APLICAÇÃO DE ROLAMENTOS PARA MOTOCICLETAS. Dimensões principais (mm) Modelo. DREAM 100 cc CATÁLOGO DE APLICAÇÃO DE ROLAMENTOS PARA MOTOCICLETAS HONDA DREAM 100 cc 6000 10 26 8 Placa de acionamento 1 6001 12 28 8 Árvore principal lado esq. 1 6201 12 32 8 Árvore secundária lado esq. 1 6203 17

Leia mais

LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS

LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS 000. COMBUSTIVEIS - NCM 22071000 NOME ST ICMS TIPO TRIBUTAÇÃO CST ETANOL COMUM 60 18% MONOFÁSICO COMPRA 70 VENDA 04 000. COMBUSTIVEIS - NCM 27101159 GASOLINA ADITV 60 28%

Leia mais

JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA

JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA Fonte:mozafricaview.com [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] Ariadine Rodrigues Barbosa

Leia mais

CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015

CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015 CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015 REDAÇÃO TEMA 1 Uma das consequências involuntárias da revolução informática foi a fragilização das fronteiras entre o público e o privado,

Leia mais

QUESTÕES DE GEOMETRIA - OBMEP - 2005. OBMEP 2005 - Nível 1

QUESTÕES DE GEOMETRIA - OBMEP - 2005. OBMEP 2005 - Nível 1 QUESTÕES DE GEOMETRIA - OBMEP - 2005 OBMEP 2005 - Nível 1 1. (2005 - N1Q8-1 a fase) Daniela quer cercar o terreno representado pela figura. Nessa figura dois lados consecutivos são sempre perpendiculares

Leia mais

Sistema Nacional de Registro Mercantil (SINREM) Ex Vi Legis www.exvilegis.wordpress.com REGISTRO DE EMPRESA

Sistema Nacional de Registro Mercantil (SINREM) Ex Vi Legis www.exvilegis.wordpress.com REGISTRO DE EMPRESA REGISTRO DE EMPRESA Afirma o artigo 967 do Código Civil: É obrigatória a inscrição do empresário no Registro Público de Empresas Mercantis da respectiva sede, antes do início de sua atividade. O Registro

Leia mais

Esquema de pinagem ECU-TEST REV 02 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013

Esquema de pinagem ECU-TEST REV 02 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013 01 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013 MONTADORAS: SISTEMAS FIAT: PINAGEM DA ECU: IAW 1G7...3-4 PINAGEM DA ECU: IAW 59FB IAW 49FB IAW 4AF COM BC...5-6 PINAGEM DA ECU: IAW 59FB IAW 49FB IAW

Leia mais

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 7 a SÉRIE 8 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 CIÊNCIAS Ciências da Natureza CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE

Leia mais

HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO Marcela Lie Kawasaki Disciplina de Gastroenterologia Departamento de Pediatria Escola Paulista de Medicina Universidade Federal de São Paulo

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Sergipe PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2019 Aracaju Junho, 2014

Leia mais

BIOLÓGICAS. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta. Resposta

BIOLÓGICAS. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta. Resposta Questão 1 BIOLÓGICAS Em uma prova de biologia, um aluno deparou-se com duas figuras de células. Uma figura representava uma célula vegetal e outra representava uma célula animal. Identifique qual das figuras,

Leia mais

VESTIBULAR UEMS 2010 - PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS. Questão. Questão. C) I, II e III. Questão.

VESTIBULAR UEMS 2010 - PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS. Questão. Questão. C) I, II e III. Questão. LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Considere o texto Apelo, para responder às questões 1 a 6. 01 Apelo Amanhã faz um mês que a Senhora está longe de casa. Primeiros dias, para dizer a verdade, não

Leia mais

VESTIBULAR UEMS 2010 - PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS. Questão. Questão. 225 Km. A) 350 Km. B) 475 Km. C) 675 Km. D) Questão

VESTIBULAR UEMS 2010 - PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS. Questão. Questão. 225 Km. A) 350 Km. B) 475 Km. C) 675 Km. D) Questão 2 Eta, nóis / Brincando com Leminsk Menina, vou trabalhar em uma usina de cana pra alimentar os carros de uma família americana Menina, só vou poder te namorar no final de semana só vou poder te namorar

Leia mais

FATOR DE EQUIVALÊNCIA (FEq) ou CORREÇÃO (Fc)

FATOR DE EQUIVALÊNCIA (FEq) ou CORREÇÃO (Fc) LISTA DE FATORES DE EQUIVALÊNCIA E CORREÇÃO DE INSUMOS FARMACÊUTICOS ATIVOS REFERÊNCIAS CONSULTADAS: USP COMPÊNDIO MÉDICO Dicionário Brasileiro de Medicamentos ( DEF ) USP-DI MARTINDALE PDR Physician s

Leia mais

NEURODYN III Manual de Operação

NEURODYN III Manual de Operação NEURODYN III Manual de Operação Estimulação Elétrica Nervosa Trascutânea (TENS e FES) (Registro Anvisa nº 10360310012) 9 a edição (09/2009) 2 ATENÇÃO: ESTE MANUAL DE INSTRUÇÕES FAZ MENÇÃO AO EQUIPAMENTO

Leia mais

1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo.

1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo. 1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo. A B C Homens 42 36 26 Mulheres 28 24 32 Escolhendo-se uma aluna desse curso, a probabilidade de ela ser da turma A é:

Leia mais

R-5-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR. 3ª Edição. Tiragem: 1.000 exemplares

R-5-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR. 3ª Edição. Tiragem: 1.000 exemplares R-5-PM Polícia Militar do Estado de São Paulo REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR 3ª Edição Tiragem: 1.000 exemplares 1996 Setor Gráfico do CSM/MInt - 1 - POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 2014-1 INSPER. POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 2014-1 INSPER. POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 0- INSPER POR PROFA MARIA ANTÔNIA C GOUVEIA ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA Por um terminal de ônibus passam dez diferentes linhas A mais movimentada delas

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico

Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico 1) (AFA-001) Baseando-se na Lei de Coulomb e na definição de campo elétrico de uma carga puntiforme, podemos estimar, qualitativamente, que o campo elétrico

Leia mais

LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA

LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA 1 LIÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA Para desenvolver e consolidar as Competências/Habilidades e avançar na aprendizagem SEE/MG Maio/2014 2 Caro Professor, Cara Professora, É com grande prazer que apresentamos

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q1 Dispersões e soluções

Química. Resolução das atividades complementares. Q1 Dispersões e soluções Resolução das atividades complementares Química Q Dispersões e soluções p. 8 (UFPR) Uma solução é uma mistura homogênea de duas ou mais substâncias, não importando seu estado físico. Quando algum dos componentes

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em junho de 2009, Soraia, adolescente de 13 anos, perde a visão do olho direito após explosão de aparelho de televisão, que atingiu superaquecimento após permanecer

Leia mais

CB300R CB300R A CATÁLOGO DE PEÇAS PARTS CATALOGUE CATÁLOGO DE PIEZAS 00X1B-KVK-001

CB300R CB300R A CATÁLOGO DE PEÇAS PARTS CATALOGUE CATÁLOGO DE PIEZAS 00X1B-KVK-001 CB00R CB00R CTÁLOGO DE PEÇS PRTS CTLOGUE CTÁLOGO DE PIEZS Moto Honda da mazônia Ltda. 2009 00XB-KVK-00 ÍNDICE INDEX ÍNDICE INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS INSTRUCCIONES GRUPO DO MOTOR ENGINE GROUP GRUPO DE MOTOR

Leia mais

Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito

Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito Exercícios sobre Aplicação de Leis de Newton em Blocos com Gabarito 1) (Vunesp-2008) Um rebocador puxa duas barcaças pelas águas de um lago tranqüilo. A primeira delas tem massa de 30 toneladas e a segunda,

Leia mais

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO Planejamento Tributário Setembro de 2011 QUESTÃO 1 - RESPONDA AS QUESTÕES APRESENTADAS A SEGUIR: I - Cite algumas situações em que a pessoa jurídica estará obrigada à tributação

Leia mais

GABARITO OFICIAL PROVÃO VIVERDE (1ºANO) MARÇO 31/03/2015

GABARITO OFICIAL PROVÃO VIVERDE (1ºANO) MARÇO 31/03/2015 GABARITO OFICIAL PROVÃO VIVERDE (1ºANO) MARÇO 31/03/2015 Disciplina Questão A B C D E Pontos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39

Leia mais

Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre.

Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre. Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre. ISBN 85-363-0366-2 Resenhado por Margarita Victoria Gómez Universidade Vale do Rio Verde Dezembro

Leia mais

Lisa Kleypas - Travis 04 - A garota de olhos côr de café (TM)

Lisa Kleypas - Travis 04 - A garota de olhos côr de café (TM) Lisa Kleypas - Travis 04 - A garota de olhos côr de café (TM) SINOPSE Avery Crosslin é uma designer de moda jovem talentosa comum futuro brilhante. Mas quando a empresa para a qual trabalha fecha, Avery

Leia mais

ATIVIDADES. 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: 4 (Fuvest-SP) O esquema a seguir representa o ciclo de vida

ATIVIDADES. 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: 4 (Fuvest-SP) O esquema a seguir representa o ciclo de vida ATIVIDADES 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: ( c ) Vaso condutor ( a ) Gametófito ( d ) Sistema caulinar ( f ) Esporófito ( b ) Gimnosperma ( g ) Cone ( h ) Fanerógama ( i ) Criptógama

Leia mais

5 a SÉRIE 6 o ANO LÍNGUA PORTUGUESA. Caderno do Professor Volume 1. Linguagens ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS

5 a SÉRIE 6 o ANO LÍNGUA PORTUGUESA. Caderno do Professor Volume 1. Linguagens ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS 5 a SÉRIE 6 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Caderno do Professor Volume 1 LÍNGUA PORTUGUESA Linguagens GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO

Leia mais

Rede social

Faça o seu material acessível ao maior número de pessoas, publicando-lo aqui. Descubra o que as pessoas pensam sobre o seu trabalho.

E-biblioteca

Carregue número ilimitado de documentos, agora e sempre completamente gratuito!

Pesquisa e partilha de conhecimentos

Encontre materiais úteis e compartilhe-los com amigos e colegas, enviando-lhes o link para o material.