Apresentamos-lhe umas ferramentas confortáveis e gratuitas para publicar e compartilhar informações.

Volume ilimitado

Carregue tanto quanto você quiser! O volume de arquivos carregados é ilimitado. Você pode publicar qualquer número de documentos em formatos eletrônicos PDF, Microsoft Word e PowerPoint.

HTML5, sem Flash

Todos os arquivos carregados no site serão automaticamente adaptados para leitura no iPad, iPhone, Android e outras plataformas.

Exibir na janela do navegador

Oportunidade para exibir os documentos sem baixar - direito na janela do browser. É realmente cômodo!

Quais as tarefas podem ser resolvidas usando o nosso site?

Ao utilizar o nosso site você pode encontrar facilmente livros para ajudar a se preparar para o exame, bem como os ensaios completos, trabalhos de curso e tutoriais sobre diversos temas. A Biblioteca deste Recursos de Formação tem milhares de manuais, artigos e livros em uma variedade de disciplinas acadêmicas.

Publicar catálogos com os produtos em nosso website, tornando-os disponíveis a um público mais vasto. Anuncie seu negócio, colocando folhetos, brochuras e materiais promocionais. Encontre ideias interessantes e soluções para negócio que compartilham nossos usuários do recurso.

Comprou uma lavadora, mas não têm manual? Tente procurá-lo no nosso recurso. Você tem o mais recente modelo? Ajude aos outros - enriqueça a base, adicionando manual que ainda não está disponível no site.

Faça sua pesquisa disponível não apenas para os colegas, mas também a um público mais vasto. Publique e discuta seus artigos. Mantenha-se atualizado com os últimos desenvolvimentos científicos através de nosso website. Encontre materiais de pesquisa sobre o tema que lhe interessa e compartilhe-los com os colegas.

Conte sobre suas obras para as pessoas, publicando elas no nosso website. A coleção de cenários para os feriados, poesia, coletâneas de contos e outras obras de autores menos conhecidos e independentes.

Documentos procurados

PAULA SUZIN TRUBIAN INFLUÊNCIA DO OCTREOTIDE NA CICATRIZAÇÃO DE SUTURA GÁSTRICA EM RATOS: ESTUDO TENSIOMÉTRICO E DA MORFOMETRIA DO COLÁGENO

PAULA SUZIN TRUBIAN INFLUÊNCIA DO OCTREOTIDE NA CICATRIZAÇÃO DE SUTURA GÁSTRICA EM RATOS: ESTUDO TENSIOMÉTRICO E DA MORFOMETRIA DO COLÁGENO PAULA SUZIN TRUBIAN INFLUÊNCIA DO OCTREOTIDE NA CICATRIZAÇÃO DE SUTURA GÁSTRICA EM RATOS: ESTUDO TENSIOMÉTRICO E DA MORFOMETRIA DO COLÁGENO Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Clínica

Leia mais

Boletim Técnico. CIAP Crédito ICMS sobre Ativo Permanente. Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais, Versão 11. Chamado : TPIEEV-TPEHKU-THYK12

Boletim Técnico. CIAP Crédito ICMS sobre Ativo Permanente. Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais, Versão 11. Chamado : TPIEEV-TPEHKU-THYK12 CIAP Crédito ICMS sobre Ativo Permanente Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais, Versão 11 Chamado : TPIEEV-TPEHKU-THYK12 Data da publicação : 02/06/14 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

Leia mais

Biomecânica. Autoras: Profa. Katia Brandina Profa. Ana Paula da Silva Azevedo

Biomecânica. Autoras: Profa. Katia Brandina Profa. Ana Paula da Silva Azevedo Biomecânica Autoras: Profa. Katia Brandina Profa. Ana Paula da Silva Azevedo Professor conteudista: Katia Brandina / Ana Paula da Silva Azevedo Profa. Katia Brandina É graduada em Educação Física pela

Leia mais

Saúde ASPECTOS BIOMECÂNICOS DO EXERCÍCIO AGACHAMENTO PROFUNDO RELACIONADOS À ARTICULAÇÃO DO JOELHO. Científica Fagoc

Saúde ASPECTOS BIOMECÂNICOS DO EXERCÍCIO AGACHAMENTO PROFUNDO RELACIONADOS À ARTICULAÇÃO DO JOELHO. Científica Fagoc ASPECTOS BIOMECÂNICOS DO EXERCÍCIO AGACHAMENTO PROFUNDO RELACIONADOS À ARTICULAÇÃO DO JOELHO Anselmo Gomes de Moura a * Taffarel Michel Moreira Souza b Leonardo Mateus Teixeira de Rezende a Aurora Corrêa

Leia mais

INTRODUÇÃO. Resumo: Palavras-chave: Publicações, Artigos, Biomecânica, Revista Brasileira de Biomecânica. Abstract:

INTRODUÇÃO. Resumo: Palavras-chave: Publicações, Artigos, Biomecânica, Revista Brasileira de Biomecânica. Abstract: O ESTUDO DA BIOMECÂNICA DO MOVIMENTO HUMANO NO BRASIL ATRAVÉS DA ANALISE DA DISTRIBUIÇÃO DAS PUBLICAÇÕES DA REVISTA BRASILEIRA DE BIOMECÂNICA NO PERIODO 2000-2006 F. M. Acquesta 1,2, J. S. Iwamizu 1, I.

Leia mais

Enfermería Global E-ISSN: Universidad de Murcia España

Enfermería Global E-ISSN: Universidad de Murcia España Enfermería Global E-ISSN: 1695-6141 eglobal@um.es Universidad de Murcia España Malheiro Oliveira, P.; Arruda Soares, D. Percepciones de las personas con insuficiencia renal crónica sobre la calidad de

Leia mais

Revista Brasileira de Enfermagem ISSN: Associação Brasileira de Enfermagem Brasil

Revista Brasileira de Enfermagem ISSN: Associação Brasileira de Enfermagem Brasil Revista Brasileira de Enfermagem ISSN: 0034-7167 reben@abennacional.org.br Associação Brasileira de Enfermagem Brasil Costa Ramos, Islane; Oliveira Queiroz, Maria Veraci; Bessa Jorge, Maria Salete Cuidado

Leia mais

Coordenação Salette Marchi. Projeto Gráfico e Capa Lisiane Lopes. Diagramação Fabricio Spanevello Pergher. Revisão Maria de Lourdes Pereira Godinho

Coordenação Salette Marchi. Projeto Gráfico e Capa Lisiane Lopes. Diagramação Fabricio Spanevello Pergher. Revisão Maria de Lourdes Pereira Godinho 1 Coordenação Salette Marchi Projeto Gráfico e Capa Lisiane Lopes Diagramação Fabricio Spanevello Pergher Revisão Maria de Lourdes Pereira Godinho E79 Estudos das Mídias : da produção ao consumo / organizadoras

Leia mais

Pulsações e Questões Contemporâneas

Pulsações e Questões Contemporâneas 157 Pulsações e Questões Contemporâneas A QUESTÃO FAVELA EM ANGRA DOS REIS: CONTRIBUIÇÕES PERIFÉRICAS DE UMA PESQUISA LONGITUDINAL EM ALFABETIZAÇÃO Rodrigo Torquato da Silva 53 Danielle Tudes Pereira Silva

Leia mais

Revista de Ciências Empresariais, Políticas e Sociais Nº 8

Revista de Ciências Empresariais, Políticas e Sociais Nº 8 Revista de Ciências Empresariais, Políticas e Sociais Nº 8 Canoas - 2002 1 UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL Reitor Ruben Eugen Becker Vice-Reitor Leandro Eugênio Becker Pró-Reitor de Graduação Nestor Luiz

Leia mais

RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO PATELOFEMORAL MEDIAL ESTUDO COMPARATIVO DAS ATUAIS ABORDAGENS CIRÚRGICAS

RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO PATELOFEMORAL MEDIAL ESTUDO COMPARATIVO DAS ATUAIS ABORDAGENS CIRÚRGICAS RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO PATELOFEMORAL MEDIAL ESTUDO COMPARATIVO DAS ATUAIS ABORDAGENS CIRÚRGICAS MIBIELLI, Marco Antonio Naslausky.-Docente do curso de Medicina Unifeso TRABONE, Luis Frederico- Docente

Leia mais

Anatomia Patológica

Anatomia Patológica Anatomia Patológica 30.03.2011 RIM DOENÇAS QUÍSTICAS E CARCINOMA DE CÉLULAS RENAIS As doenças mal-formativas a conhecer são: Displasia quística renal Rim poliquístico do adulto Rim poliquístico da infância

Leia mais

IVSC

IVSC In Car Video IVSC-3302 7 607 003 552 Instruções de serviço e de montagem http://www.blaupunkt.com ÍNDICE Informações gerais... 47 Instruções de instalação e segurança... 47 Acessórios... 47 Componentes

Leia mais

Esparsidade, Estrutura, Estabilidade e Escalamento em Álgebra Linear Computacional

Esparsidade, Estrutura, Estabilidade e Escalamento em Álgebra Linear Computacional Esparsidade, Estrutura, Estabilidade e Escalamento em Álgebra Linear Computacional IX Escola de Computação 24 a 31 de Julho de 1994, Recife. Julio M. Stern Departamento de Ciência de Computação do Instituto

Leia mais

Concurso Público Nacional de Arquitetura para Revitalização do Calçadão de Canoas Rio Grande do Sul Brasil

Concurso Público Nacional de Arquitetura para Revitalização do Calçadão de Canoas Rio Grande do Sul Brasil Concurso Público Nacional de Arquitetura para Revitalização do Calçadão de Canoas Rio Grande do Sul Brasil A Prefeitura Municipal de Canoas/RS, PROMOTORA, tendo como ORGANIZADORA a Secretaria Municipal

Leia mais

Art. 3º - O V Campeonato Brasileiro Escolar de Futsal será realizado no período de 28 de novembro a 05 de dezembro de 2017 em Natal - RN.

Art. 3º - O V Campeonato Brasileiro Escolar de Futsal será realizado no período de 28 de novembro a 05 de dezembro de 2017 em Natal - RN. V CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE FUTSAL - 2017 CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES REGULAMENTO GERAL Art. 1º - O V Campeonato Brasileiro Escolar de Futsal é uma competição intercolegial que tem por objetivo

Leia mais

Uma abordagem genômica no estudo da história demográfica da população de baleias jubarte (Megaptera novaeangliae) do Atlântico sul ocidental

Uma abordagem genômica no estudo da história demográfica da população de baleias jubarte (Megaptera novaeangliae) do Atlântico sul ocidental PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOLOGIA Uma abordagem genômica no estudo da história demográfica da população de baleias jubarte

Leia mais

Programa de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC E PIBITI (Graduação) - IFSP/CNPq EDITAL N 343, DE 09 DE MAIO DE 2017

Programa de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC E PIBITI (Graduação) - IFSP/CNPq EDITAL N 343, DE 09 DE MAIO DE 2017 ~~dii~ CiIM_ ~ CNPq Programa de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC E PIBITI (Graduação) - IFSP/CNPq EDITAL N 343, DE 09 DE MAIO DE 2017 A Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (PRP) do Instituto

Leia mais

O gráfico a seguir ilustra a evolução do consumo de eletricidade no Brasil, em GWh, em quatro setores de consumo, no período de 1975 a 2005.

O gráfico a seguir ilustra a evolução do consumo de eletricidade no Brasil, em GWh, em quatro setores de consumo, no período de 1975 a 2005. TEXTO: - Comum à questão: O gráfico a seguir ilustra a evolução do consumo de eletricidade no Brasil, em GWh, em quatro setores de consumo, no período de 975 a 2005. Habilidades / Habilidade 03 Questão

Leia mais

SUCESSÃO VEGETAL EM UMA ENCOSTA REFLORESTADA COM LEGUMINOSAS ARBÓREAS EM ANGRA DOS REIS, RJ 1

SUCESSÃO VEGETAL EM UMA ENCOSTA REFLORESTADA COM LEGUMINOSAS ARBÓREAS EM ANGRA DOS REIS, RJ 1 801 SUCESSÃO VEGETAL EM UMA ENCOSTA REFLORESTADA COM LEGUMINOSAS ARBÓREAS EM ANGRA DOS REIS, RJ 1 Sylvia de Souza Chada 2, Eduardo Francia Carneiro Campello 3 e Sérgio Miana de Faria 4 Resumo Em uma encosta

Leia mais

Revista Árvore ISSN: Universidade Federal de Viçosa Brasil

Revista Árvore ISSN: Universidade Federal de Viçosa Brasil Revista Árvore ISSN: 0100-6762 r.arvore@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Chada Souza, Sylvia de; Campello Francia de Carneiro, Eduardo; Faria, Sérgio Miana de Sucessão vegetal em uma encosta

Leia mais

Fortalecendo a Cooperação Sul-Sul para a saúde Universal: Programa Mais Médicos no Brasil

Fortalecendo a Cooperação Sul-Sul para a saúde Universal: Programa Mais Médicos no Brasil Fortalecendo a Cooperação Sul-Sul para a saúde Universal: Programa Mais Médicos no Brasil O Brasil prevê em sua Constituição Federal a saúde como direito, por meio de um sistema de saúde público e universal,

Leia mais

BASES PARA UM REFERENCIAL TEÓRICO SOBRE O FENÔMENO DA COGNIÇÃO Adelson Fernandes Moreira 1 Oto Borges 2

BASES PARA UM REFERENCIAL TEÓRICO SOBRE O FENÔMENO DA COGNIÇÃO Adelson Fernandes Moreira 1 Oto Borges 2 BASES PARA UM REFERENCIAL TEÓRICO SOBRE O FENÔMENO DA COGNIÇÃO Adelson Fernandes Moreira 1 Oto Borges 2 RESUMO Apresentamos um referencial teórico para investigar a sala de aula, que articulamos a partir

Leia mais

O BEM-ESTAR DO DOENTE EM CUIDADOS PALIATIVOS: PERSPETIVA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE. José Luís Pais-Ribeiro 1 e Ana Carolina Silva L. C.

O BEM-ESTAR DO DOENTE EM CUIDADOS PALIATIVOS: PERSPETIVA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE. José Luís Pais-Ribeiro 1 e Ana Carolina Silva L. C. Citação: Pais-Ribeiro, J., & Ponte, A.C. (2014). O bem-estar do doente em cuidados paliativos: perspetiva dos profissionais de saúde. In J.Pais Ribeiro, I. Silva, R. Meneses, e I Leal (Edts). Atas do 10º

Leia mais

Maria Goretti Alves. O Desafio da Sustentabilidade e da Solidariedade na Prática dos Profissionais de Turismo. O Turismo de Voluntariado no Brasil.

Maria Goretti Alves. O Desafio da Sustentabilidade e da Solidariedade na Prática dos Profissionais de Turismo. O Turismo de Voluntariado no Brasil. Universidade do Minho Instituto de Ciências Sociais O Desafio da Sustentabilidade e da Solidariedade na Prática dos Profissionais de Turismo. O Turismo de Voluntariado no Brasil. Maria Goretti Alves O

Leia mais

TRANSPARÊNCIA NOS PORTAIS DOS MUNICÍPIOS MAIS POPULOSOS DO ESTADO DO PERNAMBUCO

TRANSPARÊNCIA NOS PORTAIS DOS MUNICÍPIOS MAIS POPULOSOS DO ESTADO DO PERNAMBUCO TRANSPARÊNCIA NOS PORTAIS DOS MUNICÍPIOS MAIS POPULOSOS DO ESTADO DO PERNAMBUCO José Honorato da Silva Neto 1 José Ribamar Marques de Carvalho 1 Edjane Esmerina Dias da Silva 1 RESUMO A transparência como

Leia mais

a regionalista, só um pouco depois ganharia feição mais nítida. No momento, impressionou muito mais a novidade do Mulato sob muitos aspectos

a regionalista, só um pouco depois ganharia feição mais nítida. No momento, impressionou muito mais a novidade do Mulato sob muitos aspectos PROVA OBJETIVA PRIMEIRA FASE MANHÃ LÍNGUA PORTUGUESA Texto I 1 O ano de 1881 foi dos mais significativos e importantes para a ficção no Brasil, pois que nele se publicaram as Memórias Póstumas de Brás

Leia mais

NOME DO CURSO NOME DO(S) AUTOR(ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO, SE HOUVER

NOME DO CURSO NOME DO(S) AUTOR(ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO, SE HOUVER NOME DO CURSO NOME DO(S) AUTOR(ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO, SE HOUVER Pitanga - Paraná Ano da Entrega NOME DO(S) AUTOR(ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO:

Leia mais

Revalidação de Cathorops arenatus e Cathorops agassizii (Siluriformes, Ariidae), bagres marinhos das regiões norte e nordeste da América do Sul

Revalidação de Cathorops arenatus e Cathorops agassizii (Siluriformes, Ariidae), bagres marinhos das regiões norte e nordeste da América do Sul 360 MARCENIUK Revalidação de Cathorops arenatus e Cathorops agassizii (Siluriformes, Ariidae), bagres marinhos das regiões norte e nordeste da América do Sul Alexandre P. Marceniuk Museu de Zoologia da

Leia mais

Universidade do Sul de Santa Catarina Sociedade, Segurança e Cidadania

Universidade do Sul de Santa Catarina Sociedade, Segurança e Cidadania Universidade do Sul de Santa Catarina Sociedade, Segurança e Cidadania Livro I - Paz Social Sociedade, Segurança e Cidadania Livro I - Paz Social Universidade do Sul de Santa Catarina Núcleo de Estudos

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA EMPRESARIAL PROFISSIONAL. Aa confiança SALVAGUARDAR

CÓDIGO DE CONDUTA EMPRESARIAL PROFISSIONAL. Aa confiança SALVAGUARDAR CÓDIGO DE CONDUTA EMPRESARIAL PROFISSIONAL Aa confiança SALVAGUARDAR Caro colega: Nos laboratórios Abbott, construímos a nossa reputação dia após dia. É o resultado das decisões individuais tomadas pelos

Leia mais

Efetividade da comunicação no processo de transferência de tecnologia em um evento de extensão: um estudo de caso

Efetividade da comunicação no processo de transferência de tecnologia em um evento de extensão: um estudo de caso Ciência et Praxis v. 5, n. 9, (2012) 59 Efetividade da comunicação no processo de transferência de tecnologia em um evento de extensão: um estudo de caso Effectiveness of communication in the process of

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS DADOS DE PRECIPITAÇÃO SOBRE O BRASIL PROVENIENTES DE DIFERENTES FONTES DE DADOS RESUMO

AVALIAÇÃO DOS DADOS DE PRECIPITAÇÃO SOBRE O BRASIL PROVENIENTES DE DIFERENTES FONTES DE DADOS RESUMO AVALIAÇÃO DOS DADOS DE PRECIPITAÇÃO SOBRE O BRASIL PROVENIENTES DE DIFERENTES FONTES DE DADOS Ana Carolina Vasques 1, Sérgio Henrique Franchito 2, Vadlamudi Brahmananda Rao 3 e Clóvis Monteiro do Espírito

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA PROFISSIONAL

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA PROFISSIONAL SONILS LDA LUANDA ANGOLA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA PROFISSIONAL SONILS LDA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA PROFISSIONAL PUBLICADO OUTUBRO 2013 ÍNDICE Página INTRODUÇÃO 4 APLICAÇÃO 6 1. Relações Internas 6 2.

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Declarativas para TV Digital Interativa

Desenvolvimento de Aplicações Declarativas para TV Digital Interativa Capítulo 1 Desenvolvimento de Aplicações Declarativas para TV Digital Interativa Carlos de Salles Soares Neto, Simone Diniz Junqueira Barbosa, Luiz Fernando Gomes Soares, Rogério Ferreira Rodrigues Abstract

Leia mais

NA TRAMA DA URDIDURA POÉTICA DE PATRIZIA CAVALLI (In the fabric of Patrizia Cavalli s poetic weave)

NA TRAMA DA URDIDURA POÉTICA DE PATRIZIA CAVALLI (In the fabric of Patrizia Cavalli s poetic weave) NA TRAMA DA URDIDURA POÉTICA DE PATRIZIA CAVALLI (In the fabric of Patrizia Cavalli s poetic weave) Patricia Peterle * Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Abstract: This paper proposes a reflection

Leia mais

EDITAL PIBIC / CNPq/ UFF 2016/2017

EDITAL PIBIC / CNPq/ UFF 2016/2017 EDITAL PIBIC / CNPq/ UFF 2016/2017 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação PROPPI torna públicas as normas para apresentação de propostas

Leia mais

código de ética e conduta

código de ética e conduta código de ética e conduta Elekeiroz 01. INTRODUÇÃO Este Código de Ética e Conduta é compatível com os princípios de sustentabilidade empresarial e reforçarmos a nossa atuação ética, transparente e legal

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA 01. INTRODUÇÃO Este Código de Ética e Conduta é compatível com os princípios de sustentabilidade empresarial e reforça a atuação ética, transparente e legal da Oki Brasil no relacionamento

Leia mais

Código de Ética e Conduta Profissional

Código de Ética e Conduta Profissional Código de Ética e Conduta Profissional ÍNDICE DISPOSIÇÕES INTRODUTÓRIAS 1 ARTIGO 1º. - Âmbito de Aplicação 1 ARTIGO 2º. Princípios Aplicáveis 2 ARTIGO 3º. Relação com os clientes/consumidores 3 ARTIGO

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA PROFISSIONAL GRUPO AUSTRAL

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA PROFISSIONAL GRUPO AUSTRAL CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA PROFISSIONAL GRUPO AUSTRAL 1 O Grupo Austral, formado pela Austral Participações S.A., Austral Resseguradora S.A. e Austral Seguradora S.A., foi criado pautado em princípios e

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA PROFISSIONAL VERSÃO 1 JULHO/2014

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA PROFISSIONAL VERSÃO 1 JULHO/2014 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA PROFISSIONAL VERSÃO 1 JULHO/2014 Página 1 Conduta Profissional 1 Apresentação Prezado(a) Colaborador(a): O sucesso de uma empresa não depende, exclusivamente, da qualidade de

Leia mais

Trabalhar na Italia. Guia completo para conseguir um emprego e se aposentar pela Itália

Trabalhar na Italia. Guia completo para conseguir um emprego e se aposentar pela Itália Trabalhar na Italia Guia completo para conseguir um emprego e se aposentar pela Itália CONTATO DE TODAS AS AGÊNCIAS QUE CONTRATAM PESSOAL AINDA NO BRASIL PARA TRABALHAR NA ITÁLIA Manual atualizado 2012

Leia mais

ENGEMAN - MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS COM. E IND. LTDA. CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA PROFISSIONAL

ENGEMAN - MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS COM. E IND. LTDA. CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA PROFISSIONAL 1- INTRODUÇÃO A ética é um princípio que orienta todo ser humano sobre o que é bom e correto e o que pode favorecer a sua relação com seu semelhante, promovendo o bem comum. No ambiente de trabalho, a

Leia mais

1 de 19. Código de ética e de conduta profissional do grupo everis

1 de 19. Código de ética e de conduta profissional do grupo everis 1 de 19 Código de ética e de conduta profissional do grupo everis 2 de 19 Menu Introdução Missão e visão Âmbito de aplicação Valores da everis - Talento - Atitude Positiva Guia de conduta - Condutas relacionadas

Leia mais

HORÁRIO - ANO LETIVO 2017/2018 CURSO: TÉCNICO DE FOTOGRAFIA - 1º ANO. 2ª FEIRA sala 3ª FEIRA sala 4ª FEIRA sala 5ª FEIRA sala 6ª FEIRA sala

HORÁRIO - ANO LETIVO 2017/2018 CURSO: TÉCNICO DE FOTOGRAFIA - 1º ANO. 2ª FEIRA sala 3ª FEIRA sala 4ª FEIRA sala 5ª FEIRA sala 6ª FEIRA sala HOÁIO - NO LIVO 2017/2018 CUSO: ÉCNICO D FOOGFI - 1 NO 2ª FI sala 3ª FI sala 4ª FI sala 5ª FI sala 6ª FI sala 1 F O FIS./QUIM. (LM).I.C. (CC) C.COM.(FP) FOOGFI (M) LF FIS./QUIM. (LM) C.PLI. (WW).I.C. (CC)

Leia mais

Para os melhores desempenhos na lavandaria. As novas máquinas de lavar roupa PERFORMANCE e PERFORMANCE PLUS para cargas de 10 a 20 kg

Para os melhores desempenhos na lavandaria. As novas máquinas de lavar roupa PERFORMANCE e PERFORMANCE PLUS para cargas de 10 a 20 kg Para os melhores desempenhos na lavandaria As novas máquinas de lavar roupa PERFORMANCE e PERFORMANCE PLUS para cargas de 10 a 20 kg Tecnologia de excelência para utilizadores exigentes Qualidade, desempenho

Leia mais

O detalhe como ornatus e o medo do outro em "O coração denunciador"

O detalhe como ornatus e o medo do outro em O coração denunciador O detalhe como ornatus e o medo do outro em "O coração denunciador" Paloma Lima 1 RESUMO: Esse trabalho resulta da minha dissertação de mestrado defendida no início deste mês na UFES, intitulada Flores

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Química. Aproveitamento energético dos efluentes da Lavandaria/Tinturaria

Mestrado Integrado em Engenharia Química. Aproveitamento energético dos efluentes da Lavandaria/Tinturaria Mestrado Integrado em Engenharia Química Aproveitamento energético dos efluentes da Lavandaria/Tinturaria Tese de Mestrado De Ana Sofia Rodrigues de Oliveira desenvolvida no âmbito da unidade curricular

Leia mais

DESCUBRA A LINHA LAVANDARIA. ESTE CATÁLOGO CONTÉM EXCLUSIVAMENTE PRODUTOS PARA LAVANDARIA

DESCUBRA A LINHA LAVANDARIA.  ESTE CATÁLOGO CONTÉM EXCLUSIVAMENTE PRODUTOS PARA LAVANDARIA DESCUBRA A LINHA LAVANDARIA www.disarp.com ESTE CATÁLOGO CONTÉM EXCLUSIVAMENTE PRODUTOS PARA LAVANDARIA > SOLUÇÕES GLOBAIS DE HIGIENE Instalação e Benefícios OPINIÃO DO UTILIZADOR DISARP

Leia mais

DEZEMBRO DE 2015 Nº 53

DEZEMBRO DE 2015 Nº 53 DEZEMBRO DE 2015 Nº 53 Um Weiterbildungsjahr na Alemanha A disciplina de introdução à tradução no currículo de Letras: um relato de experiência docente e discente na Uerj Das Genus von Nomina als Lernschwierigkeit

Leia mais

FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER

FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER 1 COMO EU ENTENDO ENCONTRO DE PAZ FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER Valentim Neto (anotações) 2014 vale.aga@hotmail.com 2 ENCONTRO DE PAZ INDICAÇÕES 3 DORES ESTÍMULOS 4 JUNTO DE NÓS 6 PÁGINA DE AMOR 8 PÉS E PAZ

Leia mais

O F I L H O D A M E N T E,

O F I L H O D A M E N T E, PLE NILÚNIO D E LEÃO (Lua Cheia 18/08/2016 às 6h27 hora local de Argentina e Brasil) O F I L H O D A M E N T E, I N S T R U M E N T O D O A M O R D E D E U S Fogo interno, inerente e latente; fogo irradiatório

Leia mais

Novos Negócios. Porto de Santos. Mercado e Infraestrutura. A gente nunca pára.

Novos Negócios. Porto de Santos. Mercado e Infraestrutura. A gente nunca pára. Porto de Santos Mercado e Infraestrutura Agosto/2010 Agenda 1 - Mercado Captável 2 - Projetos de Infraestrutura Interior 3 - Projetos de Infraestrutura Serra Milhares Mercado Captável Santos Grãos - Açúcar

Leia mais

JUSTIFICAçÃO NOTARIAL - usucapião 6I>>o

JUSTIFICAçÃO NOTARIAL - usucapião 6I>>o 11-9-2007 Acordãos da Relação de Lisboa Secção Cível 11-9-2007 tv-81 com a confirmação, através de médico especialista' de rue - sofre de cancro. Logo lhe surgiram, certamente, a angústia.e medo Je umã

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO (Passiflora cincinnata Mast.) EM DIFERENTES NÍVEIS DE SOMBREAMENTO.

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO (Passiflora cincinnata Mast.) EM DIFERENTES NÍVEIS DE SOMBREAMENTO. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA CAMPUS VITÓRIA DA CONQUISTA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM FITOTECNIA DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO (Passiflora

Leia mais

Hortic. bras., v. 30, n. 2, (Suplemento - CD Rom), julho 2012 S 4070

Hortic. bras., v. 30, n. 2, (Suplemento - CD Rom), julho 2012 S 4070 Desenvolvimento de mudas de abobrinha em diferentes profundidades de plantio e posições de semente Wilson Itamar Godoy 1 ; Flavia C. Borsatti 1 ; Fabiana C. Borsatti 1 ; Mateus Bedin 1 ; Heloísa Thomazi

Leia mais

CALAGEM E ADUBAÇÃO FOSFATADA NO CRESCIMENTO DE MUDAS DE

CALAGEM E ADUBAÇÃO FOSFATADA NO CRESCIMENTO DE MUDAS DE Ciência Florestal, Santa Maria, v. 23, n. 1, p. 89-98, jan.-mar., 2013 ISSN 0103-9954 CALAGEM E ADUBAÇÃO FOSFATADA NO CRESCIMENTO DE MUDAS DE Mimosa caesalpiniifolia Benth. EM LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO

Leia mais

De onde vêm as mudas para a restauração de Restinga e de onde deveriam vir?

De onde vêm as mudas para a restauração de Restinga e de onde deveriam vir? Esse artigo está originalmente publicado em inglês na revista Natureza & Conservação e a publicação em português nessa página foi autorizada pela ABECO, detentora dos direitos autorais. Como citar o artigo

Leia mais

FISIOLOGIA DE MUDAS DE MORANGUEIRO PRODUZIDAS EM SISTEMA CONVENCIONAL E EM VASOS SUSPENSOS 1

FISIOLOGIA DE MUDAS DE MORANGUEIRO PRODUZIDAS EM SISTEMA CONVENCIONAL E EM VASOS SUSPENSOS 1 524 FISIOLOGIA DE MUDAS DE MORANGUEIRO PRODUZIDAS EM SISTEMA CONVENCIONAL E EM VASOS SUSPENSOS 1 MARCELO FONTANETTI VERDIAL 2, JOÃO TESSARIOLI NETO 3, KEIGO MINAMI 4, JOÃO ALEXIO SCARPARE FILHO 3,6, PEDRO

Leia mais

Curso: Engª Mecânica Disciplina: Termodinâmica A Prof. Tárik Linhares Tebchirani. Capítulo 1 Alguns Comentários Preliminares

Curso: Engª Mecânica Disciplina: Termodinâmica A Prof. Tárik Linhares Tebchirani. Capítulo 1 Alguns Comentários Preliminares Curso: Engª Mecânica Disciplina: Termodinâmica A Prof. Tárik Linhares Tebchirani Capítulo 1 Alguns Comentários Preliminares Exemplo clássico da conversão de calor em trabalho. A usina termoelétrica utiliza

Leia mais

UM RAIO-X DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO SOBRE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: ANÁLISE DE PERIÓDICOS DE 2006 A 2012

UM RAIO-X DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO SOBRE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: ANÁLISE DE PERIÓDICOS DE 2006 A 2012 ENSAIO UM RAIO-X DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO SOBRE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: ANÁLISE DE PERIÓDICOS DE 2006 A 2012 AN X-RAY OF KNOWLEDGE PRODUCTION ON SCHOOL PHYSICAL EDUCATION: ANALYSIS OF JOURNALS PUBLISHED

Leia mais

Caderno Profissional de Administração UNIMEP Mestrado Profissional e Doutorado em Administração

Caderno Profissional de Administração UNIMEP Mestrado Profissional e Doutorado em Administração Caderno Profissional de Administração UNIMEP Mestrado Profissional e Doutorado em Administração PROJETO DE HABITAÇÃO POPULAR NO BRASIL E MUDANÇAS NOS MODELOS DE NEGÓCIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL Alberto Augusto

Leia mais

Turismo e Voluntariado: um estudo sobre as publicações em revistas científicas nacionais e internacionais

Turismo e Voluntariado: um estudo sobre as publicações em revistas científicas nacionais e internacionais Turismo e Voluntariado: um estudo sobre as publicações em revistas científicas nacionais e internacionais 265 Tourism and Volunteering: a study about the publications in national and international scientific

Leia mais

O PROFISSIONAL DE SECRETARIADO EXECUTIVO: GESTOR DE INFORMAÇÕES NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DA ESTRATÉGIA

O PROFISSIONAL DE SECRETARIADO EXECUTIVO: GESTOR DE INFORMAÇÕES NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DA ESTRATÉGIA O PROFISSIONAL DE SECRETARIADO EXECUTIVO: GESTOR DE INFORMAÇÕES NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DA ESTRATÉGIA SECRETARIAL ASSISTANT PROFESSIONAL: INFORMATIONMANAGER IN THE STRATEGY FORMATION PROCESS Luci Mari

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO DIVULGAÇÃO 002/2017. São Paulo, 11 de Outubro de 2017

ATO CONVOCATÓRIO DIVULGAÇÃO 002/2017. São Paulo, 11 de Outubro de 2017 ATO CONVOCATÓRIO DIVULGAÇÃO 002/2017 São Paulo, 11 de Outubro de 2017 AdventureClub - Associação dos Esportistas de Corrida de Aventura, CNPJ nº 09.417.564/0001-07, sediada na Rua Jose Piragibe nº 185,

Leia mais

A TUTELA INIBITÓRIA NA VIOLAÇÃO DO DIREITO AUTORAL

A TUTELA INIBITÓRIA NA VIOLAÇÃO DO DIREITO AUTORAL IDP INSTITUTO BRASILIENSE DE DIREITO PÚBLICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROCESSO CIVIL SÉRGIO ROSSI JÚNIOR A TUTELA INIBITÓRIA NA VIOLAÇÃO DO DIREITO AUTORAL Brasília DF 2010 SÉRGIO ROSSI JÚNIOR A TUTELA

Leia mais

Homo sapiens Classificação. Animal

Homo sapiens Classificação. Animal Luci Freitas Homo sapiens Classificação Pertence ao reino: Animal Quanto ao nº de células: pluricelular Quanto ao tipo de nutrição: heterótrofo Quanto ao tipo de célula: eucariota Relembrando Célula procariota

Leia mais

ENFERMEIRA COMO PROTAGONISTA DO GERENCIAMENTO DO CUIDADO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: DIFERENTES OLHARES ANALISADORES 1

ENFERMEIRA COMO PROTAGONISTA DO GERENCIAMENTO DO CUIDADO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: DIFERENTES OLHARES ANALISADORES 1 Artigo Original http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072017001090016 ENFERMEIRA COMO PROTAGONISTA DO GERENCIAMENTO DO CUIDADO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: DIFERENTES OLHARES ANALISADORES 1 Simone Santana

Leia mais

Supplied - Fourni - Im Lieferumfang enthalten - Incluye - Fornecido - Fornito - - M10 x 30. M10 Nut

Supplied - Fourni - Im Lieferumfang enthalten - Incluye - Fornecido - Fornito - - M10 x 30. M10 Nut Bulletin 93 E PLUS Overload Relay Application and Installation Application et installation du relais de surcharge Famille 93 E PLUS Überlastrelais Bulletin 93 E PLUS, Anwendung und Installation Aplicación

Leia mais

Desempenho de porta-enxertos em diferentes sistemas de cultivo na produção de mudas do pessegueiro Chimarrita 1

Desempenho de porta-enxertos em diferentes sistemas de cultivo na produção de mudas do pessegueiro Chimarrita 1 293 Comunicação Desempenho de porta-enxertos em diferentes sistemas de cultivo na produção de mudas do pessegueiro Chimarrita 1 Juliano Dutra Schmitz 1, Mateus da Silveira Pasa 2, Doralice Lobato de Oliveira

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica UF: DF ASSUNTO: Aprecia a Indicação CNE/CEB nº 4/2008, que propõe a constituição

Leia mais

ECA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ECA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ECA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE 01. Segundo a ECA (Estatuto da Criança e Adolescente) a creche e a pré-escola será gratuita para: (A) Crianças até 3 anos. (B) Crianças de 0 a 6 anos de idade.

Leia mais

(Cat 193-EE_F, -EE_G, -EE_H) Installation Instalación Instalação Installazione

(Cat 193-EE_F, -EE_G, -EE_H) Installation Instalación Instalação Installazione Installation Instalación Instalação Installazione Bulletin 93 E PLUS Overload Relay Application and Installation Application et installation du relais de surcharge Famille 93 E PLUS Überlastrelais Bulletin

Leia mais

Efeitos da educação formal, categorias ocupacionais e posição social

Efeitos da educação formal, categorias ocupacionais e posição social Efeitos da educação formal, categorias ocupacionais e posição social Recebido: 27.07.12 Aprovado: 11.05.13 Odaci Luiz Coradini* Resumo: Este artigo apresenta resultados de um estudo sobre as relações entre

Leia mais

JORNAL DA REGIÃO CASCAIS PROMOVE SEMANA DA PROTECÇÃO CIVIL MERCADO DE CARCAVELOS VAI RENASCER DAS CINZAS. Mariza CASCAIS

JORNAL DA REGIÃO CASCAIS PROMOVE SEMANA DA PROTECÇÃO CIVIL MERCADO DE CARCAVELOS VAI RENASCER DAS CINZAS. Mariza CASCAIS CASCAIS C68-95-0919 JORNAL DA REGIÃO Director: Paulo Parracho 2 a 8 de Março de 2016 Série IV Edição N.º 69 Ano XXI DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Mariza Portugal é um país de artistas A desempenhar o papel de

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS, ÉTICA, PLURALISMO METODOLÓGICO E O PNT i

POLÍTICAS PÚBLICAS, ÉTICA, PLURALISMO METODOLÓGICO E O PNT i POLÍTICAS PÚBLICAS, ÉTICA, PLURALISMO METODOLÓGICO E O PNT i PUBLIC POLICY, ETHICS, METHODOLOGICAL PLURALISM AND THE NTP Recebido em 01.03.2013 Aprovado em 18.03.2013 Avaliado pelo sistema double blind

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA VIABILIDADE ENERGÉTICA DA OPERAÇÃO DE MOTORES A BIOGÁS ACOPLADOS A SISTEMA DE REMOÇÃO DE GÁS CARBÔNICO

Leia mais

AULA 5. Gustavo Franchetto Pereira. 30 de agosto de 2012

AULA 5. Gustavo Franchetto Pereira. 30 de agosto de 2012 AULA 5 Gustavo Franchetto Pereira 30 de agosto de 2012 0 Ementa 11) Noções de especificação; 12) Instalação; 13) Operação e controle; 14) Manutenção; 15) Fotos e vídeos; 16) Referências. 1 a) Manutenção

Leia mais

DESCOMPLICA AO VIVO (7/6/2013) PROJETO UERJ LÚCIA DEBORAH E MARCOS LAURINDO

DESCOMPLICA AO VIVO (7/6/2013) PROJETO UERJ LÚCIA DEBORAH E MARCOS LAURINDO DESCOMPLICA AO VIVO (7/6/2013) PROJETO UERJ LÚCIA DEBORAH E MARCOS LAURINDO Texto I EVOLUÇÃO NÃO É PROGRESSÃO por Daniel Lopes Quem nunca viu a famosa imagem que pretende ser a explicação definitiva de

Leia mais

Sandra Fischer 1. Palavras-chave: telenovela e personagem; figurino e estereótipo; Paraíso tropical; Duas caras.

Sandra Fischer 1. Palavras-chave: telenovela e personagem; figurino e estereótipo; Paraíso tropical; Duas caras. Os bons e os maus vestidos: figurino e estereótipo na novela das oito Sandra Fischer Resumo Este artigo, focado no produto audiovisual constituído pela telenovela brasileira contemporânea, tem o propósito

Leia mais

EDUCAÇÃO EM SAÚDE: PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE AUDITIVA NO CONTEXTO ESCOLAR

EDUCAÇÃO EM SAÚDE: PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE AUDITIVA NO CONTEXTO ESCOLAR ANGELA DOS SANTOS COSTA EDUCAÇÃO EM SAÚDE: PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE AUDITIVA NO CONTEXTO ESCOLAR Dissertação apresentada ao curso de pósgraduação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de

Leia mais

ARQUIVEM-SE? da Silva, vereador eleito pelo movimento cívico CIDADÃOS POR COIMBRA, no

ARQUIVEM-SE? da Silva, vereador eleito pelo movimento cívico CIDADÃOS POR COIMBRA, no ARQUIVEM-SE? Cópia dos requerimentos e propostas apresentados por José Augusto Ferreira da Silva, vereador eleito pelo movimento cívico CIDADÃOS POR COIMBRA, no exercício das suas competências legais,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA CACHOEIRA DO SUL IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: CÓDIGO NOME ( T - P ) CSEM4034 MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO MECÂNICA II (2-2) OBJETIVOS - ao término

Leia mais

PROGRAMA. CONCEITOS E PROPRIEDADES TERMODINÂMICAS & TRABALHO E CALOR (Parte 1) 1ª, 2ª, 3ª e 4ª semanas. PRIMEIRA LEI DA TERMODINÂMICA (Parte 2)

PROGRAMA. CONCEITOS E PROPRIEDADES TERMODINÂMICAS & TRABALHO E CALOR (Parte 1) 1ª, 2ª, 3ª e 4ª semanas. PRIMEIRA LEI DA TERMODINÂMICA (Parte 2) PROGRAMA CONCEITOS E PROPRIEDADES TERMODINÂMICAS & TRABALHO E CALOR (Parte 1) 1ª, 2ª, 3ª e 4ª semanas. PRIMEIRA LEI DA TERMODINÂMICA (Parte 2) 5ª, 6ª, 7ª, 8ª e 9ª semanas; 1ª prova individual. SEGUNDA

Leia mais

MÉTODO DE OTIMIZAÇÃO MULTIVARIADA PARA UM PROCESSO QUÍMICO

MÉTODO DE OTIMIZAÇÃO MULTIVARIADA PARA UM PROCESSO QUÍMICO MÉTODO DE OTIMIZAÇÃO MULTIVARIADA PARA UM PROCESSO QUÍMICO Carlos Eduardo Appollo Unterleider (UFRGS) - eduardo@pirisa.ind.br Carla Schwengber ten Caten (UFRGS) - tencaten@producao.ufrgs.br RESUMO A otimização

Leia mais

7 PONTOS CRÍTICOS DA GESTÃO DE ESTABELECIMENTOS DE ALIMENTAÇÃO

7 PONTOS CRÍTICOS DA GESTÃO DE ESTABELECIMENTOS DE ALIMENTAÇÃO 7 PONTOS CRÍTICOS DA GESTÃO DE ESTABELECIMENTOS DE ALIMENTAÇÃO Brasília-DF AMCHAM SAMUEL GONDIM BRUNA GALIZA 07/07/2016 EQUIPE SAMUEL GONDIM Sócio-Consultor, Engenheiro de Produção com mais de 8.500 horas

Leia mais

Algoritmos Genéticos: a otimização aplicando a teoria da evolução

Algoritmos Genéticos: a otimização aplicando a teoria da evolução Algortmos Genétcos: a otmzação aplcando a teora da evolução Sezmára F. Perera Saramago Faculdade de Matemátca Unversdade Federal de Uberlânda saramago@ufu.br Resumo. Este artgo apresenta um texto ntrodutóro

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PROGRAMA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE WESLEY GOMES DA SILVA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PROGRAMA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE WESLEY GOMES DA SILVA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PROGRAMA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE WESLEY GOMES DA SILVA BANCO DE CÉREBROS DO BRASIL CENTRAL (BCBC): PREVALÊNCIA DE DEMÊNCIAS E CORRELAÇÃO

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DINÂMICOS

INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DINÂMICOS INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DINÂMICOS Ese maerial é uma revisão sobre algus coceios e resulados da eoria dos sisemas diâmicos, com o objeivo de faciliar a melhor compreesão dese ema para esudaes de ecoomia,

Leia mais

Servidores da Unesp dão exemplo de garra e disposição de luta!

Servidores da Unesp dão exemplo de garra e disposição de luta! Nº 110 Agosto de 2013 NÃO À DISCRIMINAÇÃO! NÃO SOMOS CIDADÃOS DE SEGUNDA CLASSE! PARIDADE, JÁ! ÓRGÃO INFORMATIVO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DA UNESP GESTÃO TRABALHO PERSEVERANÇA (2012-2015) Paridade,

Leia mais

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO ESCOLA DE COMUNICAÇÃO, EDUCAÇÃO E HUMANIDADES Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO ESCOLA DE COMUNICAÇÃO, EDUCAÇÃO E HUMANIDADES Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO ESCOLA DE COMUNICAÇÃO, EDUCAÇÃO E HUMANIDADES Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social VANDA DE SOUZA MACHADO O DISCURSO DE HUMANIZAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE APROXIMAÇÃO

Leia mais

Equiparação dos pisos salariais entre os servidores das três universidades é tema central na campanha deste ano

Equiparação dos pisos salariais entre os servidores das três universidades é tema central na campanha deste ano Nº 105 Abril de 2012 NÃO À DISCRIMINAÇÃO! NÃO SOMOS CIDADÃOS DE SEGUNDA CLASSE! PARIDADE, JÁ! ÓRGÃO INFORMATIVO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DA UNESP GESTÃO TRABALHO, UNIÃO, PERSEVERANÇA E LUTA (2009-2012)

Leia mais

Conference Call Resultado 4T13. Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A.

Conference Call Resultado 4T13. Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Conference Call Resultado 4T13 Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. 25 de fevereiro de 2014 1 Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Esta apresentação

Leia mais

PRECARIEDADE LABORAL NA COLETA DE LIXO DOMICILIAR URBANO EM PRESIDENTE PRUDENTE/SP: RISCOS E AGRAVOS À SAÚDE DOS TRABALHADORES

PRECARIEDADE LABORAL NA COLETA DE LIXO DOMICILIAR URBANO EM PRESIDENTE PRUDENTE/SP: RISCOS E AGRAVOS À SAÚDE DOS TRABALHADORES PRECARIEDADE LABORAL NA COLETA DE LIXO DOMICILIAR URBANO EM PRESIDENTE PRUDENTE/SP: RISCOS E AGRAVOS À SAÚDE DOS TRABALHADORES PRECARIEDAD LABORAL EN LA RECOLECCIÓN DE BASURA DOMESTICA URBANA EN PRESIDENTE

Leia mais

Soluções de Alimentação Eléctrica para Redes e Centros de Dados

Soluções de Alimentação Eléctrica para Redes e Centros de Dados 230V TM Legendary Reliability Soluções de Alimentação Eléctrica para Redes e Centros de Dados Smart-UPS DP (6,8,10 kva) Protecção de alimentação eléctrica centralizada para vários servidores, salas informáticas

Leia mais

Mestrado em Finanças e Economia Empresarial EPGE - FGV. Derivativos

Mestrado em Finanças e Economia Empresarial EPGE - FGV. Derivativos Mestrado em Finanças e Economia Empresarial EPGE - FGV Derivativos Parte 1: Revisão de apreçamento de Ativos & Renda Fixa 1 Derivativos - Alexandre Lowenkron Pág. 1 Descrição geral de ativos Ativos financeiros

Leia mais

MARCELA DIAS ALBARNAZ

MARCELA DIAS ALBARNAZ UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM MARCELA DIAS ALBARNAZ EFETIVIDADE DO GUARANÁ (Paullinia cupana) PARA MANEJO DA FADIGA EM MULHERES COM CÂNCER

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL CURSO DE DOUTORADO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL CURSO DE DOUTORADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL CURSO DE DOUTORADO ANÁLISE DE POLIMORFISMOS NO GENE prnp EM RAÇAS BOVINAS NO BRASIL Cristiane Camargo Sanches CAMPO

Leia mais

PR4 Vine Terraces.Amphitheatre - PR4 L'.Amphiteatre de

PR4 Vine Terraces.Amphitheatre - PR4 L'.Amphiteatre de PR4 J\nfiteatro da Vinha PR4 Vine Terraces.Amphitheatre - PR4 L'.Amphiteatre de ~ Tro«o alternativo X.lnicio 1. Balsa e Desejosa 2. paisagem Vinhateira - Wine re9ion landscape - paysage vi9noble 3. Soca1cos

Leia mais

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição SEMANA 1 ESTRUTURA DA PETIÇÃO INICIAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO... (observar art. 319, I, do CPC e Código de Organização e Divisão Judiciária do seu Estado) (NOME COMPLETO DA PARTE AUTORA),

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F6 Leis de Newton

Física. Resolução das atividades complementares. F6 Leis de Newton Resolução das atividades complementares 3 Física F6 Leis de Newton p. 7 (UFI) O nome e o símbolo de força no Sistema Internacional de Unidades são, respectivamente: a) Newton, N b) newton, n c) Newton,

Leia mais

F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A

F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A A) F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 FACULDADES PEQUENO PRÍNCIPE VESTIBULAR DE INVERNO JUNHO DE 2016 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A Pág. 1/38 V E S T

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - Código genético Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - Código genético Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - Código genético Prof. Enrico Blota Biologia Moléculas, células e tecidos - Código Genético O núcleo é de fundamental importância para grande parte

Leia mais

DESAFIO PROFISSIONAL CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS 6ª SÉRIE

DESAFIO PROFISSIONAL CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS 6ª SÉRIE DESAFIO PROFISSIONAL CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS 6ª SÉRIE DISCIPLINAS NORTEADORAS: CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA GERENCIAMENTO ESTRATÉGICO DE CUSTOS LABORATÓRIO DE GESTÃO CONTÁBIL LEGISLAÇÃO SOCIAL, TRABALHISTA

Leia mais

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL Para arquivo eletrônico utilize o atalho CTRL+F e digite o modelo do veículo desejado. LINHA GM Monza e Monza Classic Kadett e Kadett

Leia mais

MAUS-TRATOS NA INFÂNCIA: CARACTERIZAÇÃO DESTE FENÔMENO EM ADOLESCENTES DO SEXO FEMININO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO DO SEMIÁRIDO

MAUS-TRATOS NA INFÂNCIA: CARACTERIZAÇÃO DESTE FENÔMENO EM ADOLESCENTES DO SEXO FEMININO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO DO SEMIÁRIDO MAUS-TRATOS NA INFÂNCIA: CARACTERIZAÇÃO DESTE FENÔMENO EM ADOLESCENTES DO SEXO FEMININO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO DO SEMIÁRIDO Michele Carneiro Vasconcelos Santa Casa de Misericórdia de Sobral Eliany

Leia mais

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Professora do CEFET-SP e Mestre em Educação Este artigo parte de um panorama resumido da evolução tecnológica e sua incorporação gradativa na sociedade,

Leia mais

Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre.

Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre. Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre. ISBN 85-363-0366-2 Resenhado por Margarita Victoria Gómez Universidade Vale do Rio Verde Dezembro

Leia mais

BIOLOGIA 2ª Série. Plantão Dirigido Biologia 2º ano 2º período

BIOLOGIA 2ª Série. Plantão Dirigido Biologia 2º ano 2º período E n s i n o M é d i o Plantão Dirigido Biologia 2º ano 2º período 1. (Fuvest) Atualmente, os seres vivos são classificados em três domínios: Bacteria, Archaea e Eukarya. Todos os eucariotos estão incluídos

Leia mais

Ensino Médio ALFA RESOLUÇÃO PGB-2. I. Linguagens e códigos e suas tecnologias:

Ensino Médio ALFA RESOLUÇÃO PGB-2. I. Linguagens e códigos e suas tecnologias: Nome: Disciplina: PGB- Classe: Ensino Médio Prova: PE Nº de Matrícula: Série: 3ª- Bimestre: º- Data: 30/05/01 Código da Prova: RESOLUÇÃO Versão: ALFA I. Linguagens e códigos e suas tecnologias: Texto para

Leia mais

QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009

QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009 Universidade Federal Fluminense Oficina de Trabalho Elaboração de Provas Escritas Questões Objetivas Profª Marcia Memére Rio de Janeiro, janeiro de 2013 QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009 Cada uma das

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS (ATUALIDADES)

CONHECIMENTOS GERAIS (ATUALIDADES) CONHECIMENTOS GERAIS (ATUALIDADES) Caro candidato, você tem em mãos uma apostila que contempla todos os conhecimentos que estão sendo cobrados nos atuais concursos públicos. Os itens das provas objetivas

Leia mais

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Parte 1 Aspectos Físicos Uma vez, quando eu estava a andar pelo centro da cidade, de repente me deparei com um ser em um longo caftan com side-locks

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA: UM GUIA PRÁTICO

METODOLOGIA DA PESQUISA: UM GUIA PRÁTICO METODOLOGIA DA PESQUISA: UM GUIA PRÁTICO Conselho Cientifico / Editorial Prof. Dr. Auner Pereira Carneiro Faculdade Metropolitana São Carlos - FAMESC Prof. Dr. Ed Porto Bezerra Programa de Mestrado em

Leia mais

Engenharia Ambiental: Conceitos, Tecnologia e Gestão

Engenharia Ambiental: Conceitos, Tecnologia e Gestão Engenharia Ambiental: Conceitos, Tecnologia e Gestão FALSO ROSTO PROVISÓRIO engenharia ambiental book.indb 1 28/8/2012 15:37:44 Preencha a ficha de cadastro no final deste livro e receba gratuitamente

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Geografia Brasil - Natural - Clima

Exercícios com Gabarito de Geografia Brasil - Natural - Clima Exercícios com Gabarito de Geografia Brasil - Natural - Clima 1) (Cesgranrio-1994) A interpretação dos dados contidos nos climogramas 1 e 2, a seguir, nos permite afirmar corretamente que se trata dos

Leia mais

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA Leitura de Códigos de Falhas do motor. Apaga Códigos de Falhas do motor. Leitura

Leia mais

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

As questões numeradas de 01 a 10 referemse ao TEXTO 1 abaixo. TEXTO 1 Como prevenir a violência dos adolescentes LÍNGUA PORTUGUESA

As questões numeradas de 01 a 10 referemse ao TEXTO 1 abaixo. TEXTO 1 Como prevenir a violência dos adolescentes LÍNGUA PORTUGUESA LÍNGUA PORTUGUESA As questões numeradas de 01 a 10 referemse ao TEXTO 1 abaixo TEXTO 1 Como prevenir a violência dos adolescentes () Quando deparo com as notícias sobre crimes hediondos envolvendo adolescentes,

Leia mais

VESTIBULINHO ETEC - 2º SEM/12 CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIA TÉCNICO EM SECRETARIADO EXAME: 17/06/12 (DOMINGO), ÀS 13H30MIN CADERNO DE QUESTÕES

VESTIBULINHO ETEC - 2º SEM/12 CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIA TÉCNICO EM SECRETARIADO EXAME: 17/06/12 (DOMINGO), ÀS 13H30MIN CADERNO DE QUESTÕES VESTIBULINHO ETEC - 2º SEM/12 CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIA TÉCNICO EM SECRETARIADO EXAME: 17/06/12 (DOMINGO), ÀS 13H30MIN CADERNO DE QUESTÕES Nome do(a) candidato(a): Nº de inscrição: Prezado(a) candidato(a):

Leia mais

Esquema de pinagem ECU-TEST REV 02 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013

Esquema de pinagem ECU-TEST REV 02 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013 01 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013 MONTADORAS: SISTEMAS FIAT: PINAGEM DA ECU: IAW 1G7...3-4 PINAGEM DA ECU: IAW 59FB IAW 49FB IAW 4AF COM BC...5-6 PINAGEM DA ECU: IAW 59FB IAW 49FB IAW

Leia mais

Reunião Pública PMH Subprefeitura Capela do Socorro Prefeitura de SP- Habitação

Reunião Pública PMH Subprefeitura Capela do Socorro Prefeitura de SP- Habitação Reunião Pública PMH Subprefeitura Capela do Socorro Prefeitura de SP- Habitação Data: 16/05/2011 Hora: Transcrição: Alessandra SP- Habitação Página 1 Lista de presença: Ricardo Sampaio Violêta Kubrusly

Leia mais

F Í S I C A. Questões de 1 a 5

F Í S I C A. Questões de 1 a 5 F Í S I C A Questões de 1 a 5 Na solução da prova, use quando necessário: g = 10 m/s 2, k= 9x10 9 N m 2 /C 2, c=3,0x10 8 m/s QUESTÃO 1 Pedro é músico e estudante de Física. Certo dia, Pedro estava no alto

Leia mais

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO Planejamento Tributário Setembro de 2011 QUESTÃO 1 - RESPONDA AS QUESTÕES APRESENTADAS A SEGUIR: I - Cite algumas situações em que a pessoa jurídica estará obrigada à tributação

Leia mais

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Deus nos alerta pela profecia de Oséias de que o Povo dele se perde por falta de conhecimento. Cf. Os 4,6 1ª Tm 4,14 Porque meu povo se perde

Leia mais

PAPEL DA LIDERANÇA NA IGREJA

PAPEL DA LIDERANÇA NA IGREJA PAPEL DA LIDERANÇA NA IGREJA Em qualquer organização social existe a necessidade de um líder ou de uma equipe de liderança. A Igreja, não diferente das demais organizações, surgiu a partir de um líder.

Leia mais

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 7 a SÉRIE 8 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 CIÊNCIAS Ciências da Natureza CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Ricardo, cantor amador, contrata Luiz, motorista de uma grande empresa, para transportá-lo, no dia 2 de março de 2017, do Município Canto Distante, pequena cidade

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE Emissora: START ME UP CROWDFUNDING SISTEMAS PARA INVESTIMENTO COLABORATIVO LTDA. EPP, Pessoa jurídica de direito

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M5 Análise combinatória

Matemática. Resolução das atividades complementares. M5 Análise combinatória Resolução das atividades complemetares Matemática M Aálise combiatória p. 6 Ao laçarmos um dado duas vezes, quatas e quais são as possibilidades de ocorrêcia dos úmeros? Ao laçarmos um dado duas vezes,

Leia mais

MANUAL DE SINDICÂNCIA POLICIAL MILITAR: NORMAS TÉCNICAS DE ELABORAÇÃO DE SINDICÂNCIA PM

MANUAL DE SINDICÂNCIA POLICIAL MILITAR: NORMAS TÉCNICAS DE ELABORAÇÃO DE SINDICÂNCIA PM RHAYGINO SARLY RODRIGUES SETÚBAL MAJ PM MANUAL DE SINDICÂNCIA POLICIAL MILITAR: NORMAS TÉCNICAS DE ELABORAÇÃO DE SINDICÂNCIA PM Colaboradores: Adriana de Souza Metello Maj PM Jairo de Morais Pessoa Maj

Leia mais

MANUTENÇÃO CENTRADA EM CONFIABILIDADE APLICADA NA REDUÇÃO DE FALHAS: UM ESTUDO DE CASO

MANUTENÇÃO CENTRADA EM CONFIABILIDADE APLICADA NA REDUÇÃO DE FALHAS: UM ESTUDO DE CASO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO VII CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO INDUSTRIAL PRODUÇÃO E MANUTENÇÃO LEANDRO ROBERTO BARAN MANUTENÇÃO CENTRADA EM CONFIABILIDADE

Leia mais

Questão 25. Questão 27. Questão 26. alternativa D. alternativa C

Questão 25. Questão 27. Questão 26. alternativa D. alternativa C Questão 25 O regime pluviométrico na região mediterrânea caracteriza-se por a) ser permanentemente chuvoso, com totais pluviométricos inferiores a 1 500 mm. b) apresentar estação seca durante o inverno.

Leia mais

Manual do Segurado - Bradesco Seguro Auto

Manual do Segurado - Bradesco Seguro Auto BRADESCO SEGURO AUTO PROCESSO SUSEP Nº 15414.002757/2004-85 APÓLICE, CONDIÇÕES GERAIS E INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Prezado Segurado, Este Manual contém as informações sobre a sua apólice descrição dos

Leia mais

EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO 1º SEMESTRE / 2011 FOLHA DE RESPOSTAS

EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO 1º SEMESTRE / 2011 FOLHA DE RESPOSTAS EXAMES SUPLETIVOS DO ENSINO MÉDIO º SEMESTRE / FOLHA DE RESPOSTAS Nº DE INSCRIÇÃO DO CANDIDATO NOME DO CANDIDATO DATA DE NASCIMENTO Nº DO DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO SRE MUNICÍPIO ESTABELECIMENTO DE ENSINO

Leia mais

O DIREITO DOS IDOSOS: CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 E ESTATUTO DO IDOSO

O DIREITO DOS IDOSOS: CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 E ESTATUTO DO IDOSO O DIREITO DOS IDOSOS: CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 E ESTATUTO DO Resumo IDOSO 125 Emílio César Miranda Léia Comar Riva A Constituição Federal de 1988 assegura a todos a defesa dos direitos fundamentais

Leia mais

Revista Observatório da Diversidade Cultural Volume 3 Nº1 (2016)

Revista Observatório da Diversidade Cultural Volume 3 Nº1 (2016) 1 Revista Observatório da Diversidade Cultural Índice Expediente...4 Editorial...5 ARTE A OBRA PARA PIANO SOLO DE CLAUDIO SANTORO: Ideologia, diversidade cultural e idiossincrasia estilística...8 ARTE-EDUCAÇÃO

Leia mais

UM MODELO DE SIMULAÇÃO NO ARENA PARA O SEQUENCIAMENTO E REDUÇÃO DO TEMPO DAS VIAGENS DOS CAMINHÕES EM UMA MINA A CÉU ABERTO

UM MODELO DE SIMULAÇÃO NO ARENA PARA O SEQUENCIAMENTO E REDUÇÃO DO TEMPO DAS VIAGENS DOS CAMINHÕES EM UMA MINA A CÉU ABERTO UM MODELO DE SIMULAÇÃO NO ARENA PARA O SEQUENCIAMENTO E REDUÇÃO DO TEMPO DAS VIAGENS DOS CAMINHÕES EM UMA MINA A CÉU ABERTO GUIDO PANTUZA JR guido.junior@ifmg.edu.br INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS -

Leia mais

A transformação social na visão da sociologia clássica

A transformação social na visão da sociologia clássica A transformação social na visão da sociologia clássica José Otacílio da Silva 1 Resumo: O propósito deste artigo é mostrar como os clássicos da sociologia Karl Marx, Èmile Durkheim e Max Weber concebem

Leia mais

TIPOS DE SUJIDADES O QUE É SUJIDADE?

TIPOS DE SUJIDADES O QUE É SUJIDADE? TIPOS DE SUJIDADES O QUE É SUJIDADE? A sujidade é um residual físico, químico ou biológico considerado estranho ao produto original, que pode ser capaz de provocar efeitos deterioráveis, detectados visualmente

Leia mais

PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES

PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES Álvaro Urcelino Diniz Silva - alvaro.urcelino@yahoo.com.br Danielle Stéfany Pereira Nunes - danispnunes@hotmail.com Luciane Ruffato

Leia mais

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio.

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Manual de Operação do Century BR2014 Slim O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Parabéns pela aquisição da mais moderna tecnologia em receptores analógicos de sinais de TV via satélite.

Leia mais

Texto 7: Políticas públicas: educação, habitação, saneamento, saúde, transporte, segurança, defesa, desenvolvimento sustentável;

Texto 7: Políticas públicas: educação, habitação, saneamento, saúde, transporte, segurança, defesa, desenvolvimento sustentável; Texto 7: Políticas públicas: educação, habitação, saneamento, saúde, transporte, segurança, defesa, desenvolvimento sustentável; 1- A cidade como mercadoria A vida nas cidades se transformou numa mercadoria.

Leia mais

LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO

LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO PROCESSO SELETIVO TURNO CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO CONCOMITANTES OU SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO NOME DO CANDIDATO Nº DE INSCRIÇÃO ESCOLA SALA ORDEM INSTRUÇÕES GERAIS Verifique se seus dados estão

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Física Espanhol

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Física Espanhol Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Física Espanhol 1 Psicopata ao volante David Neves passava de carro às onze horas de certa noite de Sábado por

Leia mais

70 Quantos litros de água cabem em um cubo de aresta 8 dm? 71 Determine o volume de um cubo cuja diagonal é D 5 2 3 m.

70 Quantos litros de água cabem em um cubo de aresta 8 dm? 71 Determine o volume de um cubo cuja diagonal é D 5 2 3 m. p. 70 Quntos litros de águ cbem em um cubo de rest 8 dm? 8 dm,, 7 etermine o volume de um cubo cuj digonl é m. m m 8 m 8 m 7 Um piscin tem s seguintes dimensões: m de lrgur, 7 m de comprimento e m de profundidde.

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA Sirlei de Fátima Albino 1 Marouva Fallgatter Faqueti 2

PROJETO DE PESQUISA Sirlei de Fátima Albino 1 Marouva Fallgatter Faqueti 2 PROJETO DE PESQUISA Sirlei de Fátima Albino 1 Marouva Fallgatter Faqueti 2 1 O QUE É PESQUISA? "Pesquisa é um conjunto de ações, propostas para encontrar a solução de um problema, que têm por base procedimentos

Leia mais

Tutorial para EDITORES DE SEÇÃO. Bem-vindo ao tutorial para Editores de Seção do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER (versão 2)

Tutorial para EDITORES DE SEÇÃO. Bem-vindo ao tutorial para Editores de Seção do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER (versão 2) Tutorial para EDITORES DE SEÇÃO Bem-vindo ao tutorial para Editores de Seção do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER (versão 2) Elaborado por: Fernanda Moreno Consultora Ibict Junho/ / 2007

Leia mais

A INTENÇÃO PEDAGÓGICA NA INCLUSÃO DE ALUNOS COM TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO

A INTENÇÃO PEDAGÓGICA NA INCLUSÃO DE ALUNOS COM TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO A INTENÇÃO PEDAGÓGICA NA INCLUSÃO DE ALUNOS COM TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO Vivian Missaglia 1 Sarai Sánchez de León Fernández 2 RESUMO Os Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD) manifestam-se

Leia mais

MANUAL DO ACE. (Agente de Combate a Endemias)

MANUAL DO ACE. (Agente de Combate a Endemias) MANUAL DO ACE (Agente de Combate a Endemias) Versão1 Ano 2012 Os textos que compõem estes cursos, não podem ser reproduzidos sem autorização dos editores Copyright by 2012 - Editora IFPR IFPR - INSTITUTO

Leia mais

TESTES SOBRE RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA

TESTES SOBRE RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA TESTES SOBRE RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA Caros Alunos da TURMA INTENSIVO 2: este é mais um simulado do nosso projeto de estudo. Ele versa sobre a Responsabilidade Tributária. O material anexo contém importantes

Leia mais

HISTÓRIA OCUPAÇÃO PRÉ-COLONIAL DO ATUAL ESTADO DE PERNAMBUCO

HISTÓRIA OCUPAÇÃO PRÉ-COLONIAL DO ATUAL ESTADO DE PERNAMBUCO OCUPAÇÃO PRÉ-COLONIAL DO ATUAL ESTADO DE PERNAMBUCO O período que vai de 1500, data da chegada da esquadra de Pedro Álvares Cabral, até 1530; é denominado pelos historiadores de período pré-colonial. Nestes

Leia mais

PROGRAMAÇÃO LINEAR 5

PROGRAMAÇÃO LINEAR 5 PROGRAMAÇÃO LINEAR 5 I N T R O D U Ç Ã O À P R O G R A M A Ç Ã O L I N E A R Um problema geral de Programação Matemática pode apresentar-se na forma seguinte: Maximizar (ou Minimizar) F ( X1, X2, X3,...,

Leia mais

A IGREJA CATÓLICA E A ESCOLA NOVA: O CASO ANÍSIO TEIXEIRA

A IGREJA CATÓLICA E A ESCOLA NOVA: O CASO ANÍSIO TEIXEIRA Título: A IGREJA CATÓLICA E A ESCOLA NOVA: O CASO ANÍSIO TEIXEIRA Área Temática: História da Educação Autor: ROSIMAR SERENA SIQUEIRA ESQUINSANI Instituição: Universidade de Passo Fundo - Mestrado em Educação

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE QUÍMICA SEÇÃO REGIONAL DE MATO GROSSO XI OLIMPÍADA MATO-GROSSENSE DE QUÍMICA FASE II 08/10/2016 PROVA 1ª SÉRIE

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE QUÍMICA SEÇÃO REGIONAL DE MATO GROSSO XI OLIMPÍADA MATO-GROSSENSE DE QUÍMICA FASE II 08/10/2016 PROVA 1ª SÉRIE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE QUÍMICA SEÇÃO REGIONAL DE MATO GROSSO XI OLIMPÍADA MATO-GROSSENSE DE QUÍMICA FASE II 08/10/2016 PROVA 1ª SÉRIE Prezado(a) estudante, Você está participando da Fase II da XI Olimpíada

Leia mais

QUESTÕES DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA PROVA PRÁTICO- PROFISSIONAL DA OAB

QUESTÕES DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA PROVA PRÁTICO- PROFISSIONAL DA OAB QUESTÕES DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA PROVA PRÁTICO- PROFISSIONAL DA OAB ORGANIZADO POR LEONARDO PESSOA 1 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 25.07.2012 1 Leonardo Ribeiro Pessoa Advogado e Professor de Direito Empresarial

Leia mais

SISTEMAS SENSORIAS PROPRIEDADES GERAIS DA RECEPÇÃO SENSORIAL. Profa. Dra. Márcia do Nascimento Brito

SISTEMAS SENSORIAS PROPRIEDADES GERAIS DA RECEPÇÃO SENSORIAL. Profa. Dra. Márcia do Nascimento Brito SISTEMAS SENSORIAS PROPRIEDADES GERAIS DA RECEPÇÃO SENSORIAL Profa. Dra. Márcia do Nascimento Brito SISTEMAS SENSORIAIS Definição: conjunto de estruturas e processos que pode captar e interpretar certos

Leia mais

ESTUDO SOBRE A ADEQUAÇÃO HOTELEIRA PARA ATENDER O SEGMENTO DA TERCEIRA IDADE

ESTUDO SOBRE A ADEQUAÇÃO HOTELEIRA PARA ATENDER O SEGMENTO DA TERCEIRA IDADE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Centro de Excelência em Turismo Pós-graduação Lato Sensu Curso de Especialização em Gestão de Negócios em Turismo ESTUDO SOBRE A ADEQUAÇÃO HOTELEIRA PARA ATENDER O SEGMENTO DA

Leia mais

Exercícios de Biologia sobre Invertebrados com Gabarito

Exercícios de Biologia sobre Invertebrados com Gabarito Exercícios de Biologia sobre Invertebrados com Gabarito 1) (UFla/ PAS-2000) São células de defesa dos Celenterados a) cnidoblastos. b) coanócitos. c) escleroblastos. d) solenócitos. e) pinacócitos. 2)

Leia mais

PROVA ESCRITA CARGO: QUÍMICA I QUÍMICA ANALÍTICA E ANÁLISE INSTRUMENTAL

PROVA ESCRITA CARGO: QUÍMICA I QUÍMICA ANALÍTICA E ANÁLISE INSTRUMENTAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO DE DOCENTES DO QUADRO EFETIVO EDITAL

Leia mais

CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015

CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015 CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015 REDAÇÃO TEMA 1 Uma das consequências involuntárias da revolução informática foi a fragilização das fronteiras entre o público e o privado,

Leia mais

TRABALHANDO A DIVERSIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM NOVO OLHAR SOBRE AS DIFERENÇAS

TRABALHANDO A DIVERSIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM NOVO OLHAR SOBRE AS DIFERENÇAS TRABALHANDO A DIVERSIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM NOVO OLHAR SOBRE AS DIFERENÇAS EIXO: Práticas Pedagógicas, Culturas Infantis e Produção Cultural para crianças pequenas METZNER, Andreia C. ; FERREIRA,

Leia mais

Reconhecer a estrutura do texto; relação de ideias intra e extra texto. Inferências a partir do texto.

Reconhecer a estrutura do texto; relação de ideias intra e extra texto. Inferências a partir do texto. ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA Nome: Nº 6º ano Data / / Professor(a): Nota: 3º Bimestre A - Introdução No 3º bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

Balança Digital para Uso Pessoal com Medição de Água e Gordura Corporal

Balança Digital para Uso Pessoal com Medição de Água e Gordura Corporal Balança Digital para Uso Pessoal com Medição de Água e Gordura Corporal Modelo Glass 1 FW Importado por: ACCUMED PRODUTOS MÉDICO-HOSPITALARES LTDA R. São Jorge, nº 119 / Quadra 70 - Lote 19 a 21 / Parte

Leia mais

PROTEÇÃO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NA IMPLANTAÇÃO DE ATERRO SANITÁRIO

PROTEÇÃO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NA IMPLANTAÇÃO DE ATERRO SANITÁRIO PROTEÇÃO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NA IMPLANTAÇÃO DE ATERRO SANITÁRIO Geraldo Antônio Reichert 1, Adriane Alves Silva 1 e Eduardo Fleck 1 Resumo - O tratamento do volume crescente de resíduos sólidos é um

Leia mais

HISTÓRIA 7ºano 3º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

HISTÓRIA 7ºano 3º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES HISTÓRIA 7ºano 3º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. (Uece 2010) O processo de colonização da América Espanhola foi intenso e violento. Os espanhóis utilizaram largamente de agressividade,

Leia mais

O ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DOCENTE: da teoria a prática, ação-reflexão

O ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DOCENTE: da teoria a prática, ação-reflexão O ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DOCENTE: da teoria a prática, ação-reflexão Berenice Lurdes Borssoi 1 Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE bereborssoi@bol.com.br RESUMO: A formação do professor vem

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA POESIA NA FORMAÇÃO DO LEITOR

A IMPORTÂNCIA DA POESIA NA FORMAÇÃO DO LEITOR A IMPORTÂNCIA DA POESIA NA FORMAÇÃO DO LEITOR Thanisa Aparecida de Souza Camargo De Dordi Tres 1 Me. Andréia de Oliveira A. Iguma 2 RESUMO: Este trabalho tem por objetivo analisar a importância da poesia

Leia mais

Processo de COAGULAÇÃO-FLOCULAÇÃO

Processo de COAGULAÇÃO-FLOCULAÇÃO Mestrado Integrado de Engenharia do Ambiente Processo de COAGULAÇÃO-FLOCULAÇÃO # Projecto FEUP # Ano Lectivo 2012/2013 Grupo MIEA102_02: Catarina Seabra Cacheira João Pedro Sousa Santos José Pedro Neto

Leia mais

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora:

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora: ERRO E-4 O erro ocorre quando o sensor de imersão da serpentina da evaporadora informa à placa principal da própria evaporadora que a serpentina está numa temperatura anormal (ou muito fria ou muito quente

Leia mais

Criminalística Victor Paulo Stumvoll

Criminalística Victor Paulo Stumvoll Nota do Organizador O saudoso Desembargador e jurista Adalberto José Q. de Camargo Aranha, apregoava em seu livro Da Prova no Processo Penal (Saraiva, 2 a edição, 1987), que a perícia ou o laudo pericial

Leia mais

CURSO DE NEUROLOGIA. Prof. Dr. Vitor Tumas. Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto -USP

CURSO DE NEUROLOGIA. Prof. Dr. Vitor Tumas. Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto -USP CURSO DE NEUROLOGIA 2010 Prof. Dr. Vitor Tumas Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto -USP II A SÍNDROME DE PARKINSON A síndrome de Parkinson,

Leia mais

O PENSAMENTO DE PAULO FREIRE SOBRE A TECNOLOGIA: TRAÇANDO NOVAS PERSPECTIVAS

O PENSAMENTO DE PAULO FREIRE SOBRE A TECNOLOGIA: TRAÇANDO NOVAS PERSPECTIVAS O PENSAMENTO DE PAULO FREIRE SOBRE A TECNOLOGIA: TRAÇANDO NOVAS PERSPECTIVAS Anderson Fernandes de Alencar 1 RESUMO Este artigo é resultado da investigação inicial da dissertação de mestrado intitulada

Leia mais

DECLARAÇÃO DE GENEBRA 1924

DECLARAÇÃO DE GENEBRA 1924 LEVANTAMENTO DO MARCO LÓGICO E LEGAL DAS MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS - UNIDADE DE INTERNAÇÃO 1. Marco Lógico Publicação/Origem NORMATIVAS INTERNACIONAIS DECLARAÇÃO DE GENEBRA 1924 DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS

Leia mais

LIVRO DE INSTRUÇÕES 1B 20 1B 27 1B 30 1B 40 1B POR Printed in Germany

LIVRO DE INSTRUÇÕES 1B 20 1B 27 1B 30 1B 40 1B POR Printed in Germany LIVRO DE INSTRUÇÕES 1B 20 1B 27 1B 30 1B 40 1B 50 433805 07-POR-12.05-0.03 Printed in Germany 33 Um novo motor HATZ diesel está pronto a trabalhar para si Este motor é indicado apenas para utilização e

Leia mais

Prevalência de sintomas de ansiedade e depressão em docentes do curso de Medicina da Universidade Federal da Bahia

Prevalência de sintomas de ansiedade e depressão em docentes do curso de Medicina da Universidade Federal da Bahia I UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE MEDICINA DA BAHIA Fundada em 18 de fevereiro de 1808 Monografia Prevalência de sintomas de ansiedade e depressão em docentes do curso de Medicina da Universidade

Leia mais

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão 1 Questão 2 Cada um deve observar as religiões e os costumes, as leis e as convenções, os dias festivos e as comemorações que observavam nos dias de Dario. Cada um deve permanecer persa em seu

Leia mais

Problemas relatados na transmissão de declarações com Certificado Digital

Problemas relatados na transmissão de declarações com Certificado Digital Problemas relatados na transmissão de declarações com Certificado Digital Primeiro: executar os passos do Manual de Instalação do Java e Certificado Digital.pdf. Se os problemas persistirem, as telas com

Leia mais

SUSTENTABILIDADE E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS OBTIDOS POR EMPRESAS QUE ADOTARAM TI VERDE

SUSTENTABILIDADE E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS OBTIDOS POR EMPRESAS QUE ADOTARAM TI VERDE SUSTENTABILIDADE E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS OBTIDOS POR EMPRESAS QUE ADOTARAM TI VERDE Guilherme Lerch Lunardi (FURG) gllunardi@furg.br Ricardo Saraiva Frio (PUCRS)

Leia mais

terras localizadas na margem esquerda do rio São Francisco, evitando assim mais um descaso territorial brasileiro.

terras localizadas na margem esquerda do rio São Francisco, evitando assim mais um descaso territorial brasileiro. 16 INTRODUÇÃO A posse das ilhas do rio São Francisco pelo Estado da Bahia é assunto já discutido em várias situações pelos políticos e estudiosos tanto do Estado de Alagoas quanto da Bahia e demais Estados,

Leia mais

Raquel Raichelis ESFERA PÚBLICA E CONSELHOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. caminhos da construção democrática. 7ª edição NOVA EDIÇÃO COM POSFÁCIO DA AUTORA

Raquel Raichelis ESFERA PÚBLICA E CONSELHOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. caminhos da construção democrática. 7ª edição NOVA EDIÇÃO COM POSFÁCIO DA AUTORA Raquel Raichelis ESFERA PÚBLICA E CONSELHOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL caminhos da construção democrática 7ª edição NOVA EDIÇÃO COM POSFÁCIO DA AUTORA 7 SUMÁRIO Relação de Siglas... 9 Nota à 2ª edição... 13

Leia mais

Análise semiótica de campanha publicitária O Boticário

Análise semiótica de campanha publicitária O Boticário Análise semiótica de campanha publicitária O Boticário Jacqueline Calisto Costa Raquel de Paula Pinto Soares RESUMO A abordagem semiótica entende o texto como uma unidade de sentido, independente da linguagem.

Leia mais

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio Transmissão das Ondas Eletromagnéticas Prof. Luiz Claudio Transmissão/Recebimento das ondas As antenas são dispositivos destinados a transmitir ou receber ondas de rádio. Quando ligadas a um transmissor

Leia mais

DIREITO DIGITAL. 1. São princípios expressos no Marco Civil da Internet:

DIREITO DIGITAL. 1. São princípios expressos no Marco Civil da Internet: DIREITO DIGITAL 1. São princípios expressos no Marco Civil da Internet: a) proteção da privacidade, liberdade de expressão, preservação da neutralidade de rede. b) preservação da neutralidade de rede,

Leia mais

Definições contemporâneas de validade de testes psicológicos

Definições contemporâneas de validade de testes psicológicos Definições contemporâneas de validade de testes psicológicos Ricardo Primi, Monalisa Muniz & Carlos Henrique Sancineto Nunes Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Psicologia, Universidade São Francisco

Leia mais

0379 TECNÓLOGO EM IRRIGAÇÃO E DRENAGEM

0379 TECNÓLOGO EM IRRIGAÇÃO E DRENAGEM PORTUGUÊS QUESTÃO 01 Assinale a afirmativa correta sobre a expressão comer asfalto : A) Está sendo usada no sentido denotativo; B) Está sendo usada no sentido literal; C) Está sendo usada no sentido conotativo;

Leia mais

CÁPSULAS 1- DEFINIÇÃO

CÁPSULAS 1- DEFINIÇÃO 1 CÁPSULAS 1- DEFINIÇÃO 2- VANTAGENS Fácil deglutição, formulação; idendificação Boa aceitação; Mascara fármacos com sabor desagradáveis; Número de adjuvantes reduzido; Conteúdo pode ser disperso; * cuidado

Leia mais

FIFA Trívia Perguntas e Respostas das Regras de jogo

FIFA Trívia Perguntas e Respostas das Regras de jogo FIFA Trívia Perguntas e Respostas das Regras de jogo Regra 1 O Campo de jogo 1 Qual a distância mínima da publicidade em relação à linha lateral? 1. 2m. 2. 3m. 3. 1m. 4. 5m. 2 O que pode medir 90m do no

Leia mais

ABNT NBR 8890 NORMA BRASILEIRA. Tubo de concreto de seção circular para águas pluviais e esgotos sanitários Requisitos e métodos de ensaios

ABNT NBR 8890 NORMA BRASILEIRA. Tubo de concreto de seção circular para águas pluviais e esgotos sanitários Requisitos e métodos de ensaios NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 8890 Segunda edição 22.10.2007 Válida a partir de 22.11.2007 Versão Corrigida 24.03.2008 Tubo de concreto de seção circular para águas pluviais e esgotos sanitários Requisitos

Leia mais

FUNÇÕES CENTRAIS DAS EMPRESAS

FUNÇÕES CENTRAIS DAS EMPRESAS FUNÇÕES CENTRAIS DAS EMPRESAS Prof. Ruy Alexandre Generoso www.ruyalexandre.co.nr ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - INTRODUÇÃO Trata da maneira pela qual as organizações produzem bens e serviços. A maioria das

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO DE RIBEIRÃO PRETO O CONTRATO DE FRANCHISING: OBRIGAÇÕES DO FRANQUEADO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO DE RIBEIRÃO PRETO O CONTRATO DE FRANCHISING: OBRIGAÇÕES DO FRANQUEADO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO DE RIBEIRÃO PRETO O CONTRATO DE FRANCHISING: OBRIGAÇÕES DO FRANQUEADO Isabela Brockelmann de Faria Orientador: Prof. Dr. Gustavo Saad Diniz Ribeirão Preto

Leia mais

1 Conversões Incentivadas Nº1283 Sermão pregado na manhã do Domingo, 12 de março de 1876, Por C.H.Spurgeon No Tabernáculo Metropolitano, Newington, Londres. Mas de lá buscarás Jeová teu Deus, e o acharás,

Leia mais

Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Situar o tema dentro do contexto geral da sua área de trabalho

Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Situar o tema dentro do contexto geral da sua área de trabalho PROJETO DE PESQUISA INTRODUÇÃO (O QUE É O TEMA?) Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Desenvolver genericamente o tema Anunciar a idéia básica Delimitar o foco da pesquisa

Leia mais

Turma da Lua - TAT. Educação Infantil. Relatório do Segundo Semestre de 2008 1

Turma da Lua - TAT. Educação Infantil. Relatório do Segundo Semestre de 2008 1 Relatório do Segundo Semestre de 2008 1 Turma angelo riccetto bernardo de moraes correa manso bernardo garcia thiré carolina grinberg limoncic cecilia lessa macedo cecilia vila maior teixeira estela cerqueira

Leia mais

MANUAL TÉCNICO 2014 PROGÁS

MANUAL TÉCNICO 2014 PROGÁS MANUAL TÉCNICO 2014 PROGÁS A Progás/Braesi apresenta a todos o novo Manual Técnico 2014. Mais completo e prático, sua finalidade é prestar um suporte técnico aos nossos representantes para contribuir ainda

Leia mais

SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO PENAL CADERNO DE RASCUNHO

SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO PENAL CADERNO DE RASCUNHO SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO PENAL CADERNO DE RASCUNHO Leia com atenção as instruções a seguir: Você está recebendo do fiscal de sala, além deste caderno de rascunho contendo o enunciado da

Leia mais

Resolução CFP 007/2003. Manual de Elaboração de Documentos Escritos por psicólogos, decorrentes de avaliações psicológicas

Resolução CFP 007/2003. Manual de Elaboração de Documentos Escritos por psicólogos, decorrentes de avaliações psicológicas Resolução CFP 007/2003 Manual de Elaboração de Documentos Escritos por psicólogos, decorrentes de avaliações psicológicas Este Manual compreende os seguintes itens: I. Modalidades de documentos; II. Conceito,

Leia mais

Metodologia e Prática do Ensino de Ciências Naturais

Metodologia e Prática do Ensino de Ciências Naturais Regiane Dias Bertolini Metodologia e Prática do Ensino de Ciências Naturais Adaptada por Edmilson Brito Nazareno APRESENTAÇÃO É com satisfação que a Unisa Digital oferece a você, aluno(a), esta apostila

Leia mais

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição SEMANA 1 ESTRUTURA DA PETIÇÃO INICIAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO... (observar art. 319, I, do CPC e Código de Organização e Divisão Judiciária do seu Estado) (NOME COMPLETO DA PARTE AUTORA),

Leia mais

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL 1) Há algum tempo atrás, os livros, as revistas, os jornais, as fotografias, o cinema e a televisão eram em preto e branco. Hoje as cores fazem

Leia mais

JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA

JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA Fonte:mozafricaview.com [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] Ariadine Rodrigues Barbosa

Leia mais

F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A

F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A A) F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 FACULDADES PEQUENO PRÍNCIPE VESTIBULAR DE INVERNO JUNHO DE 2016 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A Pág. 1/38 V E S T

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Ricardo, cantor amador, contrata Luiz, motorista de uma grande empresa, para transportá-lo, no dia 2 de março de 2017, do Município Canto Distante, pequena cidade

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR EMÍLIA AMARAL MAURO FERREIRA RICARDO LEITE SEVERINO ANTÔNIO HINO NACIONAL

MANUAL DO PROFESSOR EMÍLIA AMARAL MAURO FERREIRA RICARDO LEITE SEVERINO ANTÔNIO HINO NACIONAL Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heroico o brado retumbante, E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos, Brilhou no céu da Pátria nesse instante. Deitado eternamente em berço esplêndido,

Leia mais

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Professora do CEFET-SP e Mestre em Educação Este artigo parte de um panorama resumido da evolução tecnológica e sua incorporação gradativa na sociedade,

Leia mais

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral Data: / / 1 [ 112885 ]. (Uncisal 2012) Observe o trecho da música Admirável Gado Novo, de Zé Ramalho,

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora:

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora: ERRO E-4 O erro ocorre quando o sensor de imersão da serpentina da evaporadora informa à placa principal da própria evaporadora que a serpentina está numa temperatura anormal (ou muito fria ou muito quente

Leia mais

SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES

SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES Para responder às questões abaixo leia a frase em inglês e marque a alternativa em que esteja a tradução correta da palavra em negrito. 1) My car is black. a) ( ) azul.

Leia mais

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL Para arquivo eletrônico utilize o atalho CTRL+F e digite o modelo do veículo desejado. LINHA GM Monza e Monza Classic Kadett e Kadett

Leia mais

A resposta correta é: um ir e vir de altos e baixos que requer alegria perene e coragem..

A resposta correta é: um ir e vir de altos e baixos que requer alegria perene e coragem.. Questão 1 Todo caminho da gente é resvaloso. Mas também, cair não prejudica demais A gente levanta, a gente sobe, a gente volta!... O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: Esquenta e esfria, aperta

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009

QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009 Universidade Federal Fluminense Oficina de Trabalho Elaboração de Provas Escritas Questões Objetivas Profª Marcia Memére Rio de Janeiro, janeiro de 2013 QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009 Cada uma das

Leia mais

DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO:

DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO: DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO: É a distancia, em projeção horizontal, entre o centro de massa de uma camada do pavimento e o(s) centro(s) de massa da(s) jazidas(s) que fornecerá(ão) materiais

Leia mais

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA Leitura de Códigos de Falhas do motor. Apaga Códigos de Falhas do motor. Leitura

Leia mais

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio Transmissão das Ondas Eletromagnéticas Prof. Luiz Claudio Transmissão/Recebimento das ondas As antenas são dispositivos destinados a transmitir ou receber ondas de rádio. Quando ligadas a um transmissor

Leia mais

A IGREJA CATÓLICA E A ESCOLA NOVA: O CASO ANÍSIO TEIXEIRA

A IGREJA CATÓLICA E A ESCOLA NOVA: O CASO ANÍSIO TEIXEIRA Título: A IGREJA CATÓLICA E A ESCOLA NOVA: O CASO ANÍSIO TEIXEIRA Área Temática: História da Educação Autor: ROSIMAR SERENA SIQUEIRA ESQUINSANI Instituição: Universidade de Passo Fundo - Mestrado em Educação

Leia mais

TABELA DE ALÍQUOTAS DE ISS - MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO/SP **Recomenda-se a confirmação das informações**

TABELA DE ALÍQUOTAS DE ISS - MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO/SP **Recomenda-se a confirmação das informações** Cidade Legislação Base de Cálculo Alíquota Resumo Analândia Lei Municipal 1.472/2004 Cód. 17.04 Cód. 17.05 Cód. 17.04 Cód. 17.05 prestadas pela Sr. André - Fiscal ISS Última Atualização Fonte Endereço

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS 01. O SUS foi implantado com um conceito ampliado de saúde. Este conceito foi resultado de embate político que fez cair por terra a idéia de que

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em junho de 2009, Soraia, adolescente de 13 anos, perde a visão do olho direito após explosão de aparelho de televisão, que atingiu superaquecimento após permanecer

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Paulo foi empregado da microempresa Tudo Limpo Ltda. de 22/02/15 a 15/03/16. Trabalhava como auxiliar de serviços gerais, atuando na limpeza de parte da pista de

Leia mais

M-14-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo MANUAL BÁSICO DE POLICIAMENTO OSTENSIVO POLÍCIA MILITAR. 3ª Edição. Setor Gráfico do CSM/MInt

M-14-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo MANUAL BÁSICO DE POLICIAMENTO OSTENSIVO POLÍCIA MILITAR. 3ª Edição. Setor Gráfico do CSM/MInt M-14-PM Polícia Militar do Estado de São Paulo MANUAL BÁSICO DE POLICIAMENTO OSTENSIVO DA POLÍCIA MILITAR 3ª Edição Tiragem: exemplares 1997 Setor Gráfico do CSM/MInt 1 POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

Ensino Médio ALFA RESOLUÇÃO PGB-2. I. Linguagens e códigos e suas tecnologias:

Ensino Médio ALFA RESOLUÇÃO PGB-2. I. Linguagens e códigos e suas tecnologias: Nome: Disciplina: PGB- Classe: Ensino Médio Prova: PE Nº de Matrícula: Série: 3ª- Bimestre: º- Data: 30/05/01 Código da Prova: RESOLUÇÃO Versão: ALFA I. Linguagens e códigos e suas tecnologias: Texto para

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em 30 de abril de 2017, Hamilton ajuizou reclamação trabalhista em face da sociedade empresária Loteria Alfa Ltda., distribuída para a 50ª Vara de João Pessoa, sob

Leia mais

Working Paper Transposição do rio São Francisco: Análise de oportunidade do projeto

Working Paper Transposição do rio São Francisco: Análise de oportunidade do projeto econstor www.econstor.eu Der Open-Access-Publikationsserver der ZBW Leibniz-Informationszentrum Wirtschaft The Open Access Publication Server of the ZBW Leibniz Information Centre for Economics Nunes de

Leia mais

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

7 a SÉRIE 8 o ANO CIÊNCIAS CADERNO DO ALUNO. Ciências da Natureza. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 7 a SÉRIE 8 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 CIÊNCIAS Ciências da Natureza CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE

Leia mais

REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A. POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991

REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A. POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991 REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991 ANALISES CLINICAS - CITOLOGIA - PATOLOGIA CLINICA ACIL -

Leia mais

Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre.

Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre. Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre. ISBN 85-363-0366-2 Resenhado por Margarita Victoria Gómez Universidade Vale do Rio Verde Dezembro

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE Emissora: START ME UP CROWDFUNDING SISTEMAS PARA INVESTIMENTO COLABORATIVO LTDA. EPP, Pessoa jurídica de direito

Leia mais

F Í S I C A. Questões de 1 a 5

F Í S I C A. Questões de 1 a 5 F Í S I C A Questões de 1 a 5 Na solução da prova, use quando necessário: g = 10 m/s 2, k= 9x10 9 N m 2 /C 2, c=3,0x10 8 m/s QUESTÃO 1 Pedro é músico e estudante de Física. Certo dia, Pedro estava no alto

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL A Associação Alfa, constituída há 3 (três) anos, cujo objetivo é a defesa do patrimônio social e, particularmente, do direito à saúde de todos, mostrou-se inconformada

Leia mais

EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS

EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS Prova: Auxiliar de Patologia Clínica Nível Fundamental (FUNIVERSA 2009) 1- Acerca do modelo de atenção à saúde, atualmente preconizado e implantado pelo Sistema Único

Leia mais

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras.

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Ao iniciar este capítulo, é preciso saber o que vem a ser juro. Você sabe o que

Leia mais

ISSN Secretaria de Estado de Educação SIMAVE PROEB Revista Pedagógica Língua Portuguesa 9º ano do Ensino Fundamental

ISSN Secretaria de Estado de Educação SIMAVE PROEB Revista Pedagógica Língua Portuguesa 9º ano do Ensino Fundamental ISSN 1983-0157 Secretaria de Estado de Educação SIMAVE PROEB 2013 Revista Pedagógica Língua Portuguesa 9º ano do Ensino Fundamental ISSN 1983-0157 2013 PROEB Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação

Leia mais

A transformação social na visão da sociologia clássica

A transformação social na visão da sociologia clássica A transformação social na visão da sociologia clássica José Otacílio da Silva 1 Resumo: O propósito deste artigo é mostrar como os clássicos da sociologia Karl Marx, Èmile Durkheim e Max Weber concebem

Leia mais

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma?

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma? O que é um Pocket Show? Apesar de não ter limite de tempo, definimos Pocket Show como uma apresentação curta, em média 40 minutos, ou, em caso de bandas com muitos membros, uma apresentação com número

Leia mais

Questões de Direito Constitucional do ENADE

Questões de Direito Constitucional do ENADE Questão 1 Questões de Direito Constitucional do ENADE ENADE 2006 Prof. Carlos Eduardo B. Nascimento A ação direta de inconstitucionalidade é instrumento de controle I concentrado e produz efeitos erga

Leia mais

CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015

CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015 CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 8/novembro/2015 REDAÇÃO TEMA 1 Uma das consequências involuntárias da revolução informática foi a fragilização das fronteiras entre o público e o privado,

Leia mais

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Parte 1 Aspectos Físicos Uma vez, quando eu estava a andar pelo centro da cidade, de repente me deparei com um ser em um longo caftan com side-locks

Leia mais

MATEMÁTICA Geometria Espacial 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma:

MATEMÁTICA Geometria Espacial 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma: Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Geometria Espacial º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 1º Bimestre/01 Aluno(a): Número: Turma: 1) Dado um paralelepípedo

Leia mais

ORÇAMENTO DE DESPESAS ADMINISTRATIVAS E DESPESAS DE VENDAS. Jéssica Pacheco Kayro Felix

ORÇAMENTO DE DESPESAS ADMINISTRATIVAS E DESPESAS DE VENDAS. Jéssica Pacheco Kayro Felix ORÇAMENTO DE DESPESAS ADMINISTRATIVAS E DESPESAS DE VENDAS Jéssica Pacheco Kayro Felix Orçamento de Despesas Operacionais Orçamento das Despesas Administrativas Orçamento das Despesas Comerciais / Vendas

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL - C002055 Antônio Augusto, ao se mudar para seu novo apartamento, recém-comprado, adquiriu, em 20/10/2015, diversos eletrodomésticos de última geração, dentre os

Leia mais

DESAFIO PROFISSIONAL CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS 6ª SÉRIE

DESAFIO PROFISSIONAL CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS 6ª SÉRIE DESAFIO PROFISSIONAL CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS 6ª SÉRIE DISCIPLINAS NORTEADORAS: CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA GERENCIAMENTO ESTRATÉGICO DE CUSTOS LABORATÓRIO DE GESTÃO CONTÁBIL LEGISLAÇÃO SOCIAL, TRABALHISTA

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF APLICATIVO DE FORMULÁRIOS GUIA DE NAVEGAÇÃO PERFIL MUNICÍPIO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Abril de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares { } {( )} ( ) ( ). M4 Sistemas lineares

Matemática. Resolução das atividades complementares { } {( )} ( ) ( ). M4 Sistemas lineares Resolução das atividades complementares Matemática M4 Sistemas lineares p. 8 Verifique se (, 4, ) é solução da equação x y z 4. x y z 4 x ; y 4; z? (4) 6 0 Não é solução. Dê duas soluções da equação linear

Leia mais

10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula

10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasprofessores 10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula Apresentamos o especial do site Esoterikha.com e Redemotivacao.com.br

Leia mais

MANUAL DE SINDICÂNCIA POLICIAL MILITAR: NORMAS TÉCNICAS DE ELABORAÇÃO DE SINDICÂNCIA PM

MANUAL DE SINDICÂNCIA POLICIAL MILITAR: NORMAS TÉCNICAS DE ELABORAÇÃO DE SINDICÂNCIA PM RHAYGINO SARLY RODRIGUES SETÚBAL MAJ PM MANUAL DE SINDICÂNCIA POLICIAL MILITAR: NORMAS TÉCNICAS DE ELABORAÇÃO DE SINDICÂNCIA PM Colaboradores: Adriana de Souza Metello Maj PM Jairo de Morais Pessoa Maj

Leia mais

Quais foram as evidências anatômicas presentes que permitiram reconhecer a estrutura como:

Quais foram as evidências anatômicas presentes que permitiram reconhecer a estrutura como: 1)Analisando-se ao microscópio óptico uma lâmina contendo um corte transversal de uma estrutura vegetal, chegou-se a conclusão de que se tratava de um caule de Monocotiledônea típico. Quais foram as evidências

Leia mais

Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA

Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA 20.00.04.300 IMPACTO DE PESSOA CONTRA OBJETO PARADO 20.00.04.600 IMPACTO DE PESSOA CONTRA OBJETO

Leia mais

CNIS. Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

CNIS. Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL CNIS Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 2009 O que é? É o extrato cronológico de todas as informações laborais e previdenciárias do trabalhador, que o qualifica como

Leia mais

ATIVIDADES. 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: 4 (Fuvest-SP) O esquema a seguir representa o ciclo de vida

ATIVIDADES. 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: 4 (Fuvest-SP) O esquema a seguir representa o ciclo de vida ATIVIDADES 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: ( c ) Vaso condutor ( a ) Gametófito ( d ) Sistema caulinar ( f ) Esporófito ( b ) Gimnosperma ( g ) Cone ( h ) Fanerógama ( i ) Criptógama

Leia mais

Padrões de Desempenho Estudantil

Padrões de Desempenho Estudantil Padrões de Desempenho Estudantil Abaixo do Básico Básico Proficiente Avançado Os Padrões de Desempenho são categorias definidas a partir de cortes numéricos que agrupam os níveis da Escala de Proficiência,

Leia mais

Fundamentos Filosóficos para o Serviço Social

Fundamentos Filosóficos para o Serviço Social Sônia Maria de Almeida Figueira Fundamentos Filosóficos para o Serviço Social Adaptada/Revisada por Sônia Maria de A. Figueira APRESENTAÇÃO É com satisfação que a Unisa Digital oferece a você, aluno(a),

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em 31/10/2012, quarta-feira, Peçanha, domiciliado e residente na Rua X, casa Y, nº 1, na cidade de São Lourenço/MG, adquiriu eletrodomésticos no valor de R$ 100.000,00

Leia mais

O valor da tensão máxima de compressão na viga prismática de concreto armado da figura após a cura do concreto, só com o peso próprio, vale:

O valor da tensão máxima de compressão na viga prismática de concreto armado da figura após a cura do concreto, só com o peso próprio, vale: ESTUDOS DISCIPLINARES DA DISCIPLINA DE COMPLEMENTO DE RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS CONSISTE NA RESOLUÇÃO DE EXERCICIOS, COM SUAS DEVIDAS JUSTIFICATIVAS. Exercício 1: O valor da tensão máxima de compressão

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F11 Ondulatória

Física. Resolução das atividades complementares. F11 Ondulatória Resolução das atividades complementares 4 Física F11 Ondulatória p. 3 1 (UFPB) Considere o texto: São ondas aquelas em que a direção de propagação é perpendicular à direção de vibração, enquanto ondas

Leia mais

6 a SÉRIE 7 o ANO MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2

6 a SÉRIE 7 o ANO MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO. ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 6 a SÉRIE 7 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS Volume 2 MATEMÁTICA CADERNO DO ALUNO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO PAULO CADERNO

Leia mais

CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO

CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO Bem-vindo a bordo de seu novo RENAULT Este Manual de Utilização e Manutenção coloca à sua disposição as informações que permitirão: conhecer bem o seu RENAULT, para utilizá-lo

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Português Sintaxe - Regência

Exercícios com Gabarito de Português Sintaxe - Regência Exercícios com Gabarito de Português Sintaxe - Regência 1) (ITA-2002) Leia com atenção a seguinte frase de um letreiro publicitário: Esta é a escola que os pais confiam. A) Identifique a preposição exigida

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F9 Refração da luz

Física. Resolução das atividades complementares. F9 Refração da luz Resolução das atividades complementares 3 Física F9 Refração da luz p. 46 Quais são as leis da refração? a lei: os raios incidente e refratado são coplanares; a lei: para uma refração com incidência oblíqua

Leia mais

CONTROLAR POUPAR GANHAR

CONTROLAR POUPAR GANHAR Visto na TV Sucesso mundial e também em Portugal KAKEBO O livro de contas da poupança doméstica 2015 CONTROLAR POUPAR GANHAR O QUE É O KAKEBO? Se nunca ouviu falar do Kakebo, aqui tem uma pequena aula

Leia mais

PROVA ESCRITA PRELIMINAR

PROVA ESCRITA PRELIMINAR PROVA ESCRITA PRELIMINAR 31/01/2016 1ª Questão Direito Penal (Valor: 4 pontos) Cássio, assíduo cliente do Supermercado Prime, quando se encontrava promovendo suas compras do mês, foi surpreendido pelo

Leia mais

FATOR DE EQUIVALÊNCIA (FEq) ou CORREÇÃO (Fc)

FATOR DE EQUIVALÊNCIA (FEq) ou CORREÇÃO (Fc) LISTA DE FATORES DE EQUIVALÊNCIA E CORREÇÃO DE INSUMOS FARMACÊUTICOS ATIVOS REFERÊNCIAS CONSULTADAS: USP COMPÊNDIO MÉDICO Dicionário Brasileiro de Medicamentos ( DEF ) USP-DI MARTINDALE PDR Physician s

Leia mais

EXERCÍCIOS PARA TREINAMENTO GESTÃO DE OPERAÇÕES e GPPQ

EXERCÍCIOS PARA TREINAMENTO GESTÃO DE OPERAÇÕES e GPPQ EXERCÍCIOS PARA TREINAMENTO GESTÃO DE OPERAÇÕES e GPPQ 1) Escreva uma definição para Administração da Produção. 2) Conceitue Produtos e Serviços. 3) Marque P para Produtos e S para Serviços: ( ) restaurante

Leia mais

MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA

MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA MANUAL DO ENCONTRO COM DEUS NA VISÃO DO MDA ENCONTRO TREMENDO É LUGAR DE ESTAR FACE A FACE COM DEUS O PRÉ ENCONTRO A ESCADA DO SUCESSO NA VISÃO DO M.D.A. Enviar Ganhar 1. Projeto Natanael 3 2. Grupo de

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS:

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: Romantismo Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: 1. ( C ) Foi a primeira e forte reação ao Neoclassicismo. 2. ( E ) O romantismo não valorizava a

Leia mais

AULA 02: Variações Patrimoniais: Variações Ativas e Passivas Orçamentárias e Extraorçamentárias.

AULA 02: Variações Patrimoniais: Variações Ativas e Passivas Orçamentárias e Extraorçamentárias. AULA 02: Variações Patrimoniais: Variações Ativas e Passivas Orçamentárias e Extraorçamentárias. SUMÁRIO PÁGINA 1. Apresentação 1 2. Variações Patrimoniais 2 2.1. Fatos modificativos e fatos permutativos

Leia mais

70 Quantos litros de água cabem em um cubo de aresta 8 dm? 71 Determine o volume de um cubo cuja diagonal é D 5 2 3 m.

70 Quantos litros de água cabem em um cubo de aresta 8 dm? 71 Determine o volume de um cubo cuja diagonal é D 5 2 3 m. p. 70 Quntos litros de águ cbem em um cubo de rest 8 dm? 8 dm,, 7 etermine o volume de um cubo cuj digonl é m. m m 8 m 8 m 7 Um piscin tem s seguintes dimensões: m de lrgur, 7 m de comprimento e m de profundidde.

Leia mais

EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - FISIOLOGIA

EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - FISIOLOGIA EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - FISIOLOGIA 1. Lipases são enzimas relacionadas à digestão dos lipídios, nutrientes que, em excesso, levam ao aumento da massa corporal. Certos medicamentos para combate à obesidade

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015.

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015. TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE 103203 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), COM 103204 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), SEM EXAME 2.525,0000

Leia mais

RELAÇÃO DE FATORES DE CORREÇÃO E ÍNDICE DE CONVERSÃO (COCÇÃO) DE ALIMENTOS

RELAÇÃO DE FATORES DE CORREÇÃO E ÍNDICE DE CONVERSÃO (COCÇÃO) DE ALIMENTOS RELAÇÃO DE FATORES DE CORREÇÃO E ÍNDICE DE CONVERSÃO (COCÇÃO) DE ALIMENTOS Elaboração: Profª. Mônica de Caldas Rosa dos Anjos Nutrição UFPR 1 Abacate 1,14 1,34 1,33 1,68 1,46* Abacaxi 1,41 1,50 1,89 1,93*

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO

DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO Eu, abaixo assinado, Sr (a) portador (a) do RG e CPF, declaro para todos os fins de direito e sob as penas da Lei, que ALUGO ATUALMENTE o imóvel sito à Rua /Av: Nº: Bairro:

Leia mais

MATEMÁTICA Vestibular UFU 1ª Fase 05 Junho 2011

MATEMÁTICA Vestibular UFU 1ª Fase 05 Junho 2011 QUESTÃO 31 O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais comum e o que mais mata mulheres no mundo. Pesquisadores da Universidade de Brasília (UNB) investigam propriedades antitumorais de extratos vegetais

Leia mais

MIDIA KIT 2016 JOVEM PAN

MIDIA KIT 2016 JOVEM PAN MIDIA KIT 2016 JOVEM PAN MISSÃO Desenvolvimento constante da multiplataforma Jovem Pan, em busca de soluções criativas e interativas com credibilidade para clientes e ouvintes. TERRITÓRIOS PRESTAÇÃO DE

Leia mais

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL No dia 23 de fevereiro de 2016, Roberta, 20 anos, encontrava-se em um curso preparatório para concurso na cidade de Manaus/AM. Ao final da aula, resolveu ir comprar

Leia mais

Exercícios de Biologia sobre Invertebrados com Gabarito

Exercícios de Biologia sobre Invertebrados com Gabarito Exercícios de Biologia sobre Invertebrados com Gabarito 1) (UFla/ PAS-2000) São células de defesa dos Celenterados a) cnidoblastos. b) coanócitos. c) escleroblastos. d) solenócitos. e) pinacócitos. 2)

Leia mais

01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é:

01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: 01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: a) Halogênios b) Calcogênios c) Metais Alcalinos Terrosos d) Metais Alcalinos e) Gases Nobres 02) (UFF-RJ)

Leia mais

GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE

GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE 01) A partir do século XVI, artistas estrangeiros, integrantes das diversas expedições artísticas e científicas que percorreram o território brasileiro, produziram imagens documentando,

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NATURA COSMÉTICOS S/A

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NATURA COSMÉTICOS S/A SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NATURA COSMÉTICOS S/A Mariana B. Noguti nogutinha@gmail.com Simone Volkmann B. Campos simonevbc@yahoo.com.br Tamara M. Rodrigues tamaramonteiro@yahoo.com.br Thiago Pullig pullig@gmail.com

Leia mais

Existem três categorias básicas de processos empresariais:

Existem três categorias básicas de processos empresariais: PROCESSOS GERENCIAIS Conceito de Processos Todo trabalho importante realizado nas empresas faz parte de algum processo (Graham e LeBaron, 1994). Não existe um produto ou um serviço oferecido por uma empresa

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE. PEDIDO DE TUTELA DE EVIDÊNCIA (Art.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE. PEDIDO DE TUTELA DE EVIDÊNCIA (Art. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA PEDIDO DE TUTELA DE EVIDÊNCIA (Art. 311, II, do NCPC) Nome e prenome da requerente, nacionalidade,

Leia mais

1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo.

1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo. 1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo. A B C Homens 42 36 26 Mulheres 28 24 32 Escolhendo-se uma aluna desse curso, a probabilidade de ela ser da turma A é:

Leia mais

PORTARIA Nº 046 - DGP, DE 27 DE MARÇO DE 2012.

PORTARIA Nº 046 - DGP, DE 27 DE MARÇO DE 2012. MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL (DIRETORIA GERAL DO PESSOAL/1860) DEPARTAMENTO BARÃO DE SURUHY PORTARIA Nº 046 - DGP, DE 27 DE MARÇO DE 2012. Aprova as Normas Técnicas

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Estequiometria RELAÇÃO: MOLS MOLS EXERCÍCIOS RESOLVIDOS (UFBA-BA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

MANUAL DO ACE. (Agente de Combate a Endemias)

MANUAL DO ACE. (Agente de Combate a Endemias) MANUAL DO ACE (Agente de Combate a Endemias) Versão1 Ano 2012 Os textos que compõem estes cursos, não podem ser reproduzidos sem autorização dos editores Copyright by 2012 - Editora IFPR IFPR - INSTITUTO

Leia mais

QUESTÕES DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA PROVA OBJETIVA DA OAB/RJ

QUESTÕES DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA PROVA OBJETIVA DA OAB/RJ QUESTÕES DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA PROVA OBJETIVA DA OAB/RJ ORGANIZADO POR LEONARDO RIBEIRO PESSOA 1 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 10.09.2012 1 Leonardo Ribeiro Pessoa Advogado e Professor de Direito Empresarial

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Marina Ribeiro, brasileira, casada, desempregada, filha de Laura Santos, portadora da identidade 855, CPF 909, residente e domiciliada na Rua Coronel Saturnino, casa

Leia mais

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito 1) (PUC-RS-003) A energia de um fóton é diretamente proporcional a sua freqüência, com a constante de Planck, h, sendo o fator de proporcionalidade.

Leia mais

Exercícios Resolvidos sobre probabilidade total e Teorema de Bayes

Exercícios Resolvidos sobre probabilidade total e Teorema de Bayes Exercícios Resolvidos sobre probabilidade total e Teorema de Bayes Para ampliar sua compreensão sobre probabilidade total e Teorema de Bayes, estude este conjunto de exercícios resolvidos sobre o tema.

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA: UM GUIA PRÁTICO

METODOLOGIA DA PESQUISA: UM GUIA PRÁTICO METODOLOGIA DA PESQUISA: UM GUIA PRÁTICO Conselho Cientifico / Editorial Prof. Dr. Auner Pereira Carneiro Faculdade Metropolitana São Carlos - FAMESC Prof. Dr. Ed Porto Bezerra Programa de Mestrado em

Leia mais

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio.

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Manual de Operação do Century BR2014 Slim O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Parabéns pela aquisição da mais moderna tecnologia em receptores analógicos de sinais de TV via satélite.

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.a TEORIAS EVOLUTIVAS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.a TEORIAS EVOLUTIVAS BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.a TEORIAS EVOLUTIVAS ORIENTAÇÕES Esta lista contém exercícios sobre as teorias evolutivas, um assunto bastante importante e presente nos vestibulares de todo

Leia mais

Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa PROJETO APLICATIVO:

Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa PROJETO APLICATIVO: Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa PROJETO APLICATIVO: Nova perspectiva na construção de modelo padrão de Termo de Referência para otimização dos processos de compras do LACEN-DF. Analda Lima

Leia mais

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO Planejamento Tributário Setembro de 2011 QUESTÃO 1 - RESPONDA AS QUESTÕES APRESENTADAS A SEGUIR: I - Cite algumas situações em que a pessoa jurídica estará obrigada à tributação

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES

ARQUITETURA DE COMPUTADORES 01001111 01110010 01100111 01100001 01101110 01101001 01111010 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01100100 01100101 00100000 01000011 01101111 01101101 01110000 01110101 01110100 01100001 01100100

Leia mais

9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas

9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasparaprimeirodiadeaula 9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas Apresentamos o especial do site Esoterikha.com e Redemotivacao.com.br

Leia mais

10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula

10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasprofessores 10 Dinâmicas de Grupo para Professores Reuniões e Sala de Aula Apresentamos o especial do site Esoterikha.com e Redemotivacao.com.br

Leia mais

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição

PRÁTICA SIMULADA I - CCJ0045 Título SEMANA 1. Descrição SEMANA 1 ESTRUTURA DA PETIÇÃO INICIAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO... (observar art. 319, I, do CPC e Código de Organização e Divisão Judiciária do seu Estado) (NOME COMPLETO DA PARTE AUTORA),

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR EMÍLIA AMARAL MAURO FERREIRA RICARDO LEITE SEVERINO ANTÔNIO HINO NACIONAL

MANUAL DO PROFESSOR EMÍLIA AMARAL MAURO FERREIRA RICARDO LEITE SEVERINO ANTÔNIO HINO NACIONAL Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heroico o brado retumbante, E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos, Brilhou no céu da Pátria nesse instante. Deitado eternamente em berço esplêndido,

Leia mais

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL 1) Há algum tempo atrás, os livros, as revistas, os jornais, as fotografias, o cinema e a televisão eram em preto e branco. Hoje as cores fazem

Leia mais

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL

TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL TABELA DE IDENTIFICAÇÃO DAS CORES DOS FIOS DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL Para arquivo eletrônico utilize o atalho CTRL+F e digite o modelo do veículo desejado. LINHA GM Monza e Monza Classic Kadett e Kadett

Leia mais

PORTAL DO SERVIDOR - ÁREA PRIVADA PROCEDIMENTOS PARA GERAÇÃO DE SENHA

PORTAL DO SERVIDOR - ÁREA PRIVADA PROCEDIMENTOS PARA GERAÇÃO DE SENHA PREFEITURA DO MUNICIPIO DE SÃO PAULO PMSP SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SEMPLA COORDENADORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COGEP DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS DERH DIVISÃO DE GESTÃO

Leia mais

MINHA VIDA DE MENINA Helena Morley

MINHA VIDA DE MENINA Helena Morley MINHA VIDA DE MENINA Helena Morley 5ª reimpressão - 1999 Copyright (c) 1979, 1998 by Sara Caldeira Brant e Ignez Caldeira Brant Renault Preparação: Rosemary Cataldi Machado Revisão: Beatriz Moreira e Ana

Leia mais

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasdiadasmaes 6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Apresentamos uma seleção com 6 dinâmicas de grupo para o Dia das Mães, são atividades que podem

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO

DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO DECLARAÇÃO DE ALUGUEL SEM CONTRATO Eu, abaixo assinado, Sr (a) portador (a) do RG e CPF, declaro para todos os fins de direito e sob as penas da Lei, que ALUGO ATUALMENTE o imóvel sito à Rua /Av: Nº: Bairro:

Leia mais

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora:

ERRO. Ao ligar e se deparar com o erro E4, devem ser feitos os testes abaixo indicados antes de trocar a placa da evaporadora: ERRO E-4 O erro ocorre quando o sensor de imersão da serpentina da evaporadora informa à placa principal da própria evaporadora que a serpentina está numa temperatura anormal (ou muito fria ou muito quente

Leia mais

GUIA DO MOBILIZADOR SOCIAL DIGITALIZAÇÃO DA TV ABERTA NO BRASIL

GUIA DO MOBILIZADOR SOCIAL DIGITALIZAÇÃO DA TV ABERTA NO BRASIL GUIA DO MOBILIZADOR SOCIAL DIGITALIZAÇÃO DA TV ABERTA NO BRASIL Apresentação A TV digital está se consolidando no Brasil, o que nos faz chegar cada vez mais perto de países como Japão, Alemanha, França,

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

Projeto Quem sou eu? Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas

Projeto Quem sou eu? Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas Projeto Quem sou eu? Image URI: http://mrg.bz/q6vqo3 Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas Justificativa: Tendo em vista a

Leia mais

CNIS. Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

CNIS. Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL CNIS Cadastro Nacional de Informações Sociais EXTRATO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 2009 O que é? É o extrato cronológico de todas as informações laborais e previdenciárias do trabalhador, que o qualifica como

Leia mais

5. (FEEVALE-RS) Marque a alternativa correta que apresenta classificação da cadeia carbônica da essência de abacaxi, cuja fórmula estrutural é:

5. (FEEVALE-RS) Marque a alternativa correta que apresenta classificação da cadeia carbônica da essência de abacaxi, cuja fórmula estrutural é: 2ª LISTA DE EXERCÍCIOS QUIMICA ORGÂNICA Profº. Sandro Lyra 1. (UECE) A "nicotina" pode ser representada pela fórmula abaixo. Quantos átomos de carbono E quantos hidrogênios existem em uma molécula desse

Leia mais

Projeto - Profissões. Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos. Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia

Projeto - Profissões. Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos. Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia Projeto - Profissões Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia Duração: 5 semanas Justificativa: Este projeto visa apresentar às crianças

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO

CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO CLIO MANUAL DE PROPRIETÁRIO Bem-vindo a bordo de seu novo RENAULT Este Manual de Utilização e Manutenção coloca à sua disposição as informações que permitirão: conhecer bem o seu RENAULT, para utilizá-lo

Leia mais

CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL

CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL COLÉGIO NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO Amado seja por toda parte o Sagrado Coração de Jesus CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL Ensinar não é construir conhecimento, mas criar as possibilidades para

Leia mais

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio.

Manual de Operação do Century BR2014 Slim. O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Manual de Operação do Century BR2014 Slim O Conteúdo deste manual pode ser alterado sem aviso prévio. Parabéns pela aquisição da mais moderna tecnologia em receptores analógicos de sinais de TV via satélite.

Leia mais

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

8 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras.

Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Operações Financeiras: juros ativos, juros passivos, descontos financeiros obtidos e concedidos, Aplicações Financeiras. Ao iniciar este capítulo, é preciso saber o que vem a ser juro. Você sabe o que

Leia mais

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma?

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma? O que é um Pocket Show? Apesar de não ter limite de tempo, definimos Pocket Show como uma apresentação curta, em média 40 minutos, ou, em caso de bandas com muitos membros, uma apresentação com número

Leia mais

MATEMÁTICA Geometria Espacial 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma:

MATEMÁTICA Geometria Espacial 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma: Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Geometria Espacial º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 1º Bimestre/01 Aluno(a): Número: Turma: 1) Dado um paralelepípedo

Leia mais

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy

Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Como reconhecer e identificar um judeu Por John Doe Goy Parte 1 Aspectos Físicos Uma vez, quando eu estava a andar pelo centro da cidade, de repente me deparei com um ser em um longo caftan com side-locks

Leia mais

A DEMOCRACIA REPRESENTATIVA E A DEMOCRACIA PARTICIPATIVA

A DEMOCRACIA REPRESENTATIVA E A DEMOCRACIA PARTICIPATIVA Doutrina Nacional A DEMOCRACIA REPRESENTATIVA E A DEMOCRACIA PARTICIPATIVA PAULO MÁRCIO CRUZ *** RESUMO: O presente artigo aborda a Democracia Representativa e sua insuficiência para enfrentar sociedades

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015.

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015. TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE 103203 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), COM 103204 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), SEM EXAME 2.525,0000

Leia mais

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA

TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA TABELA DE APLICAÇÃO DE VEÍCULOS SUGERIDA SUPER SCAN SCANNER PORTÁTIL COM BUSCA AUTOMÁTICA DOS PROTOCOLOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA Leitura de Códigos de Falhas do motor. Apaga Códigos de Falhas do motor. Leitura

Leia mais

PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES

PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES PROJETO DIDÁTICO BOM DIA TODAS AS CORES OBJETIVOS DO TRABALHO A SER DESENVOLVIDO Vivenciar estratégias de leitura que ajudem as crianças a: Antecipar a leitura apoiando se no título e nas ilustrações;

Leia mais

Planejamento Anual. Creche I. Educação Infantil. Prof. Maria Dilza

Planejamento Anual. Creche I. Educação Infantil. Prof. Maria Dilza Planejamento Anual Creche I Educação Infantil Prof. Maria Dilza Características Marcantes das Crianças 2 Características marcantes das crianças nessa idade O desenvolvimento de uma criança não ocorre de

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF APLICATIVO DE FORMULÁRIOS GUIA DE NAVEGAÇÃO PERFIL MUNICÍPIO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Abril de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS

EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS EXERCÍCIOS GABARITADOS & COMENTADOS Prova: Auxiliar de Patologia Clínica Nível Fundamental (FUNIVERSA 2009) 1- Acerca do modelo de atenção à saúde, atualmente preconizado e implantado pelo Sistema Único

Leia mais

F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A

F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A A) F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 FACULDADES PEQUENO PRÍNCIPE VESTIBULAR DE INVERNO JUNHO DE 2016 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A Pág. 1/38 V E S T

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE INVESTIMENTO COLETIVO EM EMPRESA DE PEQUENO PORTE Emissora: START ME UP CROWDFUNDING SISTEMAS PARA INVESTIMENTO COLABORATIVO LTDA. EPP, Pessoa jurídica de direito

Leia mais

TÍTULO: Plano de Aula SÍLABAS. Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano. Língua Portuguesa. Gramática. 2 aulas (50 min cada ) Educação Presencial

TÍTULO: Plano de Aula SÍLABAS. Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano. Língua Portuguesa. Gramática. 2 aulas (50 min cada ) Educação Presencial Org.: Claudio André - 1 TÍTULO: SÍLABAS Nível de Ensino: Ano/Semestre de Estudo Componente Curricular: Tema: Duração da Aula: Ensino Fundamental I / Anos Iniciais 3 ano Língua Portuguesa Gramática 2 aulas

Leia mais

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral

Resposta: Resposta: 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE. Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS FILOSOFIA 3º BIMESTRE Nome: N o Turma: 2º Ano Prof.: Heleno Licurgo do Amaral Data: / / 1 [ 112885 ]. (Uncisal 2012) Observe o trecho da música Admirável Gado Novo, de Zé Ramalho,

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM PROCESSO. Matemática

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM PROCESSO. Matemática AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM PROCESSO Matemática 04 9 o ano do Ensino Fundamental Turma GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO 1 o semestre de 2014 Data / / Escola Aluno Questão 01 Numa

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS 01. O SUS foi implantado com um conceito ampliado de saúde. Este conceito foi resultado de embate político que fez cair por terra a idéia de que

Leia mais

SUGESTÕES DE AULAS DE ENSINO RELIGIOSO 1º AO 5º ANO TEMA O SAGRADO

SUGESTÕES DE AULAS DE ENSINO RELIGIOSO 1º AO 5º ANO TEMA O SAGRADO SUGESTÕES DE AULAS DE ENSINO RELIGIOSO 1º AO 5º ANO TEMA O SAGRADO *SÍMBOLOS DAS QUATORZE MAIORES RELIGIÕES DO MUNDO ORGANIZADOR: Professor - Luiz Antonio Burim Padrão em Ensino Religioso NÚCLEO REGIONAL

Leia mais

Esquema de pinagem ECU-TEST REV 02 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013

Esquema de pinagem ECU-TEST REV 02 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013 01 MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 26/09/2013 MONTADORAS: SISTEMAS FIAT: PINAGEM DA ECU: IAW 1G7...3-4 PINAGEM DA ECU: IAW 59FB IAW 49FB IAW 4AF COM BC...5-6 PINAGEM DA ECU: IAW 59FB IAW 49FB IAW

Leia mais

DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO:

DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO: DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE - DMT CONCEITO: É a distancia, em projeção horizontal, entre o centro de massa de uma camada do pavimento e o(s) centro(s) de massa da(s) jazidas(s) que fornecerá(ão) materiais

Leia mais

NOMENCLATURA DE CADEIAS RAMIFICADAS DOS HIDROCARBONETOS

NOMENCLATURA DE CADEIAS RAMIFICADAS DOS HIDROCARBONETOS NOMENCLATURA DE CADEIAS RAMIFICADAS DOS HIDROCARBONETOS Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (Vunesp-SP) Os nomes corretos dos compostos orgânicos: 02

Leia mais

CÁLCULOS TELHADO. Prof. Eliseu Figueiredo Neto

CÁLCULOS TELHADO. Prof. Eliseu Figueiredo Neto CÁLCULOS TELHADO Prof. Eliseu Figueiredo Neto TELHADO 1) Conhecer o peso de cada telha; 2) Calcular quantas telhas vão. Telhado de meia água de 50 m2, quantas telhas de cerâmica eu usarei e qual o peso

Leia mais

HONDA CATÁLOGO DE APLICAÇÃO DE ROLAMENTOS PARA MOTOCICLETAS. Dimensões principais (mm) Modelo. DREAM 100 cc

HONDA CATÁLOGO DE APLICAÇÃO DE ROLAMENTOS PARA MOTOCICLETAS. Dimensões principais (mm) Modelo. DREAM 100 cc CATÁLOGO DE APLICAÇÃO DE ROLAMENTOS PARA MOTOCICLETAS HONDA DREAM 100 cc 6000 10 26 8 Placa de acionamento 1 6001 12 28 8 Árvore principal lado esq. 1 6201 12 32 8 Árvore secundária lado esq. 1 6203 17

Leia mais

1. (Ufsm 2012) Observe as projeções cartográficas: Numere corretamente as projeções com as afirmações a seguir.

1. (Ufsm 2012) Observe as projeções cartográficas: Numere corretamente as projeções com as afirmações a seguir. 1. (Ufsm 2012) Observe as projeções cartográficas: Numere corretamente as projeções com as afirmações a seguir. ( ) Na projeção cilíndrica, a representação é feita como se um cilindro envolvesse a Terra

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XXI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Paulo foi empregado da microempresa Tudo Limpo Ltda. de 22/02/15 a 15/03/16. Trabalhava como auxiliar de serviços gerais, atuando na limpeza de parte da pista de

Leia mais

VESTIBULAR UEMS 2010 - PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS. Questão. Questão. C) I, II e III. Questão.

VESTIBULAR UEMS 2010 - PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS. Questão. Questão. C) I, II e III. Questão. LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Considere o texto Apelo, para responder às questões 1 a 6. 01 Apelo Amanhã faz um mês que a Senhora está longe de casa. Primeiros dias, para dizer a verdade, não

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 2014-1 INSPER. POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 2014-1 INSPER. POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 0- INSPER POR PROFA MARIA ANTÔNIA C GOUVEIA ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA Por um terminal de ônibus passam dez diferentes linhas A mais movimentada delas

Leia mais

ANATOMIA HUMANA I. Acidentes Ósseos. Prof. Me. Fabio Milioni. Características Anatômicas de Superfície dos Ossos

ANATOMIA HUMANA I. Acidentes Ósseos. Prof. Me. Fabio Milioni. Características Anatômicas de Superfície dos Ossos ANATOMIA HUMANA I Acidentes Ósseos Prof. Me. Fabio Milioni Características Anatômicas de Superfície dos Ossos As superfícies dos ossos possuem várias características estruturais adaptadas a funções específicas.

Leia mais

REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A. POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991

REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A. POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991 REDE DE ATENDIMENT0 DE IPATINGA / VITALLIS SAÚDE S/A POSTO DE ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO Rua Nova Almeida, 46 Vila Ipanema Ipatinga 31 3821-9991 ANALISES CLINICAS - CITOLOGIA - PATOLOGIA CLINICA ACIL -

Leia mais

QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009

QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009 Universidade Federal Fluminense Oficina de Trabalho Elaboração de Provas Escritas Questões Objetivas Profª Marcia Memére Rio de Janeiro, janeiro de 2013 QUESTÃO 11 ENADE Administração/2009 Cada uma das

Leia mais

ATIVIDADES. 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: 4 (Fuvest-SP) O esquema a seguir representa o ciclo de vida

ATIVIDADES. 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: 4 (Fuvest-SP) O esquema a seguir representa o ciclo de vida ATIVIDADES 1 Relacione cada conceito com sua respectiva definição: ( c ) Vaso condutor ( a ) Gametófito ( d ) Sistema caulinar ( f ) Esporófito ( b ) Gimnosperma ( g ) Cone ( h ) Fanerógama ( i ) Criptógama

Leia mais

HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO HIPERPLASIA NODULAR LINFÓIDE: IDE: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO Marcela Lie Kawasaki Disciplina de Gastroenterologia Departamento de Pediatria Escola Paulista de Medicina Universidade Federal de São Paulo

Leia mais

Rua Jaceguai, 164 Prado BH-MG 31 2104 5899 www.sindeac.org.br sindeac@sindeac.org.br. convenção coletiva empregados em conservadoras 2014

Rua Jaceguai, 164 Prado BH-MG 31 2104 5899 www.sindeac.org.br sindeac@sindeac.org.br. convenção coletiva empregados em conservadoras 2014 SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EDIfícios e condomínios, em empresas de prestação de serviços em asseio, conservação, higienização, desinsetização, portaria, vigia e dos cabineiros de belo horizonte Rua Jaceguai,

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PERIODO: JULHO E AGOSTO JUSTIFICATIVA: A educação Ambiental não deve ser tratada como algo distante do cotidiano dos alunos,

Leia mais

Maternal B. A adaptação foi um período bastante especial para a turma do Maternal, com muitas novidades.

Maternal B. A adaptação foi um período bastante especial para a turma do Maternal, com muitas novidades. Relatório de Grupo Maternal B 2013 Neste relatório, desejamos compartilhar com vocês o início da história do nosso grupo, contando como foram os primeiros dias e as primeiras descobertas. A adaptação foi

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA

PLANEJAMENTO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA SÉRIE: 7º ANO PROFESSORA:

Leia mais

GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE

GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE 01) A partir do século XVI, artistas estrangeiros, integrantes das diversas expedições artísticas e científicas que percorreram o território brasileiro, produziram imagens documentando,

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM E INSTRUÇÕES DE USO BERÇO SONHO ENCANTADO / PREMIUM

MANUAL DE MONTAGEM E INSTRUÇÕES DE USO BERÇO SONHO ENCANTADO / PREMIUM WWW.FIORELLO.COM.BR SAC@FIORELLO.COM.BR ENTRADA PRINCIPAL S/N - DISTRITO IND. II - BAIRRO CARAMURU TEL: (46) 3547-3547 CEP: 85880-000 - ITAIPULÂNDIA - PR MANUAL DE MONTAGEM E INSTRUÇÕES DE USO BERÇO SONHO

Leia mais

JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA

JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA JOGOS E BRINCADEIRAS DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA Fonte:mozafricaview.com [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] Ariadine Rodrigues Barbosa

Leia mais

SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES

SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES SIMULADO DE INGLÊS SESSENTA QUESTÕES Para responder às questões abaixo leia a frase em inglês e marque a alternativa em que esteja a tradução correta da palavra em negrito. 1) My car is black. a) ( ) azul.

Leia mais

São considerados objetivos do ensino da Língua Inglesa na Educação Infantil e primeiros anos do Ensino Fundamental:

São considerados objetivos do ensino da Língua Inglesa na Educação Infantil e primeiros anos do Ensino Fundamental: Blumenau, 04 de fevereiro de 2014 Colégio Castelo Castelinho Disciplina: Língua Inglesa Professora: Samantha Bernardo PLANEJAMENTO ANUAL DE INGLÊS EDUCAÇÃO INFANTIL Justificativa Nos dias atuais, a aquisição

Leia mais

Catálogo. Linha 25 Linha 30 Linha 42 Suprema. Visite nosso website: www.alsev.com.br

Catálogo. Linha 25 Linha 30 Linha 42 Suprema. Visite nosso website: www.alsev.com.br Catálogo 2 Linha 25 Linha 30 Linha 42 Suprema Janelas e Portas de Correr Linha 25 Z-115 0,634 Kg/m P-157 1,355 Kg/m P-254 1,323 Kg/m Janelas e Portas de Correr Linha 25 Desenvolvido por WLD E-186 1,043

Leia mais

LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS

LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS LISTA DE PRODUTOS CST PIS/COFINS 000. COMBUSTIVEIS - NCM 22071000 NOME ST ICMS TIPO TRIBUTAÇÃO CST ETANOL COMUM 60 18% MONOFÁSICO COMPRA 70 VENDA 04 000. COMBUSTIVEIS - NCM 27101159 GASOLINA ADITV 60 28%

Leia mais

SUGESTÕES DE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL

SUGESTÕES DE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL SUGESTÕES DE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL Coordenação de Vigilância Nutricional GVE/SUVISA/SES-GO 2015 0 SUGESTÕES DE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL Marconi Perillo Governador

Leia mais

PROJETO RECICLAGEM. 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: 2. Duração: 01 /03 a 31/03

PROJETO RECICLAGEM. 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: 2. Duração: 01 /03 a 31/03 PROJETO RECICLAGEM 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza

Leia mais

Aulas de Projeto de Vida Ensino Fundamental 6º ao 9º ano

Aulas de Projeto de Vida Ensino Fundamental 6º ao 9º ano PROJETO DE VIDA Aulas de Projeto de Vida Ensino Fundamental 6º ao 9º ano Material Estruturado para o Professor de Projeto de Vida Para o Ensino Fundamental 6º ao 9º ano I bimestre 2013 Caro Professor,

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

Desafios contemporâneos. Lara Campos. Comunicação. 01 Laureate- International Universities

Desafios contemporâneos. Lara Campos. Comunicação. 01 Laureate- International Universities Desafios contemporâneos Lara Campos Comunicação 01 Laureate- International Universities Sumário CAPÍTULO 4 - Técnicas de comunicação oral para o meio acadêmico e profissional...05 Introdução...05 4.1

Leia mais

Macetes e defeitos Elias Bernabé Turchiello

Macetes e defeitos Elias Bernabé Turchiello Macetes e defeitos Elias Bernabé Turchiello Rádio toca fitas SANYO M2709F: som roco falhando= C701. Receptor de parabólica QUASAR QA 9800L: sem vídeo, áudio normal = T1(SMD) BC 547 e T2(SMD) BC 557. Telefone

Leia mais

Apostila de ESTUDO ORIENTADO. Ensino Fundamental

Apostila de ESTUDO ORIENTADO. Ensino Fundamental Apostila de ESTUDO ORIENTADO Ensino Fundamental Material Estruturado para o Professor do Estudo Orientado das Escolas em Tempo Integral O Ensino Fundamental tem como objetivo geral para a sua estruturação

Leia mais

Guia do Usuário DVR H.264. DVR Stand Alone H.264. Manual do Usuário em Português

Guia do Usuário DVR H.264. DVR Stand Alone H.264. Manual do Usuário em Português DVR Stand Alone H.264 Manual do Usuário em Português Junho de 2009 1 ÍNDICE Data: 18/06/2009 - Versão 1.0.00 Cuidados Especiais... 4 Conteúdo da Embalagem... 4 Especificações Técnicas... 5 Capítulo 1 Aspecto

Leia mais

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR

7 o ano TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA MANUAL DO PROFESSOR TECENDO LINGUAGENS LÍNGUA PORTUGUESA TANIA AMARAL OLIVEIRA Formada em Letras, Pedagogia e Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo

Leia mais

PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES NA EJA: UMA EXPERIÊNCIA ENVOLVENDO A HISTÓRIA E A MATEMÁTICA

PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES NA EJA: UMA EXPERIÊNCIA ENVOLVENDO A HISTÓRIA E A MATEMÁTICA PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES NA EJA: UMA EXPERIÊNCIA ENVOLVENDO A HISTÓRIA E A MATEMÁTICA RESUMO Luciane Cechin Mario - luciane.mario@ifsc.edu.br Adriano Larentes da Silva adriano.silva@ifsc.edu.br Instituto

Leia mais

PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES

PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES 2012 Trabalhando com as capacidades O sucesso de um projeto pedagógico de alfabetização depende, crucialmente, do envolvimento dos profissionais comprometido

Leia mais

PORTARIA Nº 046 - DGP, DE 27 DE MARÇO DE 2012.

PORTARIA Nº 046 - DGP, DE 27 DE MARÇO DE 2012. MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL (DIRETORIA GERAL DO PESSOAL/1860) DEPARTAMENTO BARÃO DE SURUHY PORTARIA Nº 046 - DGP, DE 27 DE MARÇO DE 2012. Aprova as Normas Técnicas

Leia mais

Metodologia e Prática do Ensino de Ciências Naturais

Metodologia e Prática do Ensino de Ciências Naturais Regiane Dias Bertolini Metodologia e Prática do Ensino de Ciências Naturais Adaptada por Edmilson Brito Nazareno APRESENTAÇÃO É com satisfação que a Unisa Digital oferece a você, aluno(a), esta apostila

Leia mais

TABELA DE ALÍQUOTAS DE ISS - MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO/SP **Recomenda-se a confirmação das informações**

TABELA DE ALÍQUOTAS DE ISS - MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO/SP **Recomenda-se a confirmação das informações** Cidade Legislação Base de Cálculo Alíquota Resumo Analândia Lei Municipal 1.472/2004 Cód. 17.04 Cód. 17.05 Cód. 17.04 Cód. 17.05 prestadas pela Sr. André - Fiscal ISS Última Atualização Fonte Endereço

Leia mais

Manual de instruções Banco Imobiliário e Banco Imobiliário Luxo Documento eletrônico criado e revisado em 01/04/2006

Manual de instruções Banco Imobiliário e Banco Imobiliário Luxo Documento eletrônico criado e revisado em 01/04/2006 Manual de instruções Banco Imobiliário e Banco Imobiliário Luxo Documento eletrônico criado e revisado em 01/04/2006 Um pouco de história: Em 1934, Charles B. Darrow da cidade de Germantown no estado da

Leia mais

Planejamento Anual. 2º Ano. Ensino Fundamental

Planejamento Anual. 2º Ano. Ensino Fundamental Planejamento Anual 2º Ano Ensino Fundamental Língua Portuguesa 2 Objetivos: 1. Estimular o gosto de contar histórias; 2. Favorecer a linguagem oral em todo conteúdo a ser estudado durante o ano escolar;

Leia mais

Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto

Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto O Ponto Secullum 4 comunica diretamente com os equipamentos de marcação de ponto informatizados de vários fabricantes. Desta forma,

Leia mais

VESTIBULAR UEMS 2010 - PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS. Questão. Questão. 225 Km. A) 350 Km. B) 475 Km. C) 675 Km. D) Questão

VESTIBULAR UEMS 2010 - PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS. Questão. Questão. 225 Km. A) 350 Km. B) 475 Km. C) 675 Km. D) Questão 2 Eta, nóis / Brincando com Leminsk Menina, vou trabalhar em uma usina de cana pra alimentar os carros de uma família americana Menina, só vou poder te namorar no final de semana só vou poder te namorar

Leia mais

VESTIBULAR DE VERÃO 2011 LÍNGUA PORTUGUESA

VESTIBULAR DE VERÃO 2011 LÍNGUA PORTUGUESA VESTIBULAR DE VERÃO 2011 LÍNGUA PORTUGUESA QUESTÕES DE 1 A 10 TEXTO: A ideia de se poder definir o gênero homo atribuindo-lhe a qualidade de sapiens, ou seja, de um ser racional e sábio, é sem dúvida uma

Leia mais

FATOR DE EQUIVALÊNCIA (FEq) ou CORREÇÃO (Fc)

FATOR DE EQUIVALÊNCIA (FEq) ou CORREÇÃO (Fc) LISTA DE FATORES DE EQUIVALÊNCIA E CORREÇÃO DE INSUMOS FARMACÊUTICOS ATIVOS REFERÊNCIAS CONSULTADAS: USP COMPÊNDIO MÉDICO Dicionário Brasileiro de Medicamentos ( DEF ) USP-DI MARTINDALE PDR Physician s

Leia mais

MANUAL DE SERVIÇOS LAVADORAS DE ROUPAS TOP LOAD ELETROMECÂNICAS LTE09/LTE12 SERVICE MANUAL ELETROMECHANIC TOP-LOADEWASHING MACHINES REVISÃO 4

MANUAL DE SERVIÇOS LAVADORAS DE ROUPAS TOP LOAD ELETROMECÂNICAS LTE09/LTE12 SERVICE MANUAL ELETROMECHANIC TOP-LOADEWASHING MACHINES REVISÃO 4 MANUAL DE SERVIÇOS SERVICE MANUAL LAVADORAS DE ROUPAS TOP LOAD ELETROMECÂNICAS LTE09/LTE12 ELETROMECHANIC TOP-LOADEWASHING MACHINES REVISÃO 4 REVISION 4 ÍNDICE 1. INFORMAÇÕES GERAIS...3 2.NOMENCLATURA...3

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Estequiometria RELAÇÃO: MOLS MOLS EXERCÍCIOS RESOLVIDOS (UFBA-BA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

AULA 02: Variações Patrimoniais: Variações Ativas e Passivas Orçamentárias e Extraorçamentárias.

AULA 02: Variações Patrimoniais: Variações Ativas e Passivas Orçamentárias e Extraorçamentárias. AULA 02: Variações Patrimoniais: Variações Ativas e Passivas Orçamentárias e Extraorçamentárias. SUMÁRIO PÁGINA 1. Apresentação 1 2. Variações Patrimoniais 2 2.1. Fatos modificativos e fatos permutativos

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE. PEDIDO DE TUTELA DE EVIDÊNCIA (Art.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE. PEDIDO DE TUTELA DE EVIDÊNCIA (Art. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA PEDIDO DE TUTELA DE EVIDÊNCIA (Art. 311, II, do NCPC) Nome e prenome da requerente, nacionalidade,

Leia mais

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO

EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO EXERCÍCIOS DE AVALIAÇÃO Planejamento Tributário Setembro de 2011 QUESTÃO 1 - RESPONDA AS QUESTÕES APRESENTADAS A SEGUIR: I - Cite algumas situações em que a pessoa jurídica estará obrigada à tributação

Leia mais

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito

Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito Exercícios sobre Impulso e Quantidade de Movimento com Gabarito 1) (PUC-RS-003) A energia de um fóton é diretamente proporcional a sua freqüência, com a constante de Planck, h, sendo o fator de proporcionalidade.

Leia mais

BIOLÓGICAS. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta. Resposta

BIOLÓGICAS. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta. Resposta Questão 1 BIOLÓGICAS Em uma prova de biologia, um aluno deparou-se com duas figuras de células. Uma figura representava uma célula vegetal e outra representava uma célula animal. Identifique qual das figuras,

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES CARDIOLOGIA 20010010 ELETROCARDIOGRAMA - ECG R$ 165,00 20010028 TESTE ERGOMÉTRICO R$ 330,00 20010141 ECODOPPLERCARDIOGRAMA R$ 385,00 20010052 HOLTER 24 HORAS R$ 385,00 20020058 MAPA 24 HORAS R$ 385,00

Leia mais

1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo.

1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo. 1) A distribuição dos alunos nas 3 turmas de um curso é mostrada na tabela abaixo. A B C Homens 42 36 26 Mulheres 28 24 32 Escolhendo-se uma aluna desse curso, a probabilidade de ela ser da turma A é:

Leia mais

As questões de números 01 a 05 tomam por base uma passagem de um romance de Autran Dourado (1926-2012). A gente Honório Cota

As questões de números 01 a 05 tomam por base uma passagem de um romance de Autran Dourado (1926-2012). A gente Honório Cota Questão UNESP 1ª Fase 01 dia 16/11 As questões de números 01 a 05 tomam por base uma passagem de um romance de Autran Dourado (1926-2012). A gente Honório Cota Quando o coronel João Capistrano Honório

Leia mais

Sistema Nacional de Registro Mercantil (SINREM) Ex Vi Legis www.exvilegis.wordpress.com REGISTRO DE EMPRESA

Sistema Nacional de Registro Mercantil (SINREM) Ex Vi Legis www.exvilegis.wordpress.com REGISTRO DE EMPRESA REGISTRO DE EMPRESA Afirma o artigo 967 do Código Civil: É obrigatória a inscrição do empresário no Registro Público de Empresas Mercantis da respectiva sede, antes do início de sua atividade. O Registro

Leia mais

3 a SÉRIE. ENSINO MÉDIO Caderno do Professor Volume 1. HISTÓRIA Ciências Humanas

3 a SÉRIE. ENSINO MÉDIO Caderno do Professor Volume 1. HISTÓRIA Ciências Humanas 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO Caderno do Professor Volume 1 HISTÓRIA Ciências Humanas governo do estado de são paulo secretaria da educação MATERIAL DE APOIO AO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO PAULO CADERNO DO PROFESSOR

Leia mais

VESTIBULAR DE VERÃO 2011 SOCIOLOGIA

VESTIBULAR DE VERÃO 2011 SOCIOLOGIA VESTIBULAR DE VERÃO 2011 SOCIOLOGIA QUESTÃO 1 Uma série de mudanças políticas e econômicas ocorreu na Europa, a partir do fim da Idade Média. O quadro A liberdade guiando o povo (1830), de Eugène Delacroix,

Leia mais

Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre.

Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre. Macedo, Lino de. (2005). Ensaios pedagógicos: Como construir uma escola para todos? ArtMed. Porto Alegre. ISBN 85-363-0366-2 Resenhado por Margarita Victoria Gómez Universidade Vale do Rio Verde Dezembro

Leia mais

Rede social

Faça o seu material acessível ao maior número de pessoas, publicando-lo aqui. Descubra o que as pessoas pensam sobre o seu trabalho.

E-biblioteca

Carregue número ilimitado de documentos, agora e sempre completamente gratuito!

Pesquisa e partilha de conhecimentos

Encontre materiais úteis e compartilhe-los com amigos e colegas, enviando-lhes o link para o material.