Diário de Classe. Educação Infantil - Pré-escola 4 a 5 anos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diário de Classe. Educação Infantil - Pré-escola 4 a 5 anos"

Transcrição

1

2 Diário de Classe Educação Infantil - Pré-escola 4 a 5 anos

3

4 DIÁRIO DE CLASSE Instituição: CRE: Ato de Inscrição: / / Grupo: Ano letivo: Turno: ( ) matutino ( ) vespertino ( ) integral Turma: Professor (a):

5

6 APRESENTAÇÃO O Diário de Classe para a etapa da Educação Infantil tem por objetivo sistematizar a ação pedagógica desenvolvida ao longo do ano letivo, possibilitando o registro das observações feitas pelo professor em torno do desenvolvimento apresentado pelas crianças, no processo de construção do conhecimento. Este documento constitui-se em fonte permanente de consulta no âmbito da instituição, pois através dele é possível obter informações sobre o processo vivenciado por cada criança, transformando-se, assim, num valioso instrumento que subsidia as intervenções pedagógicas por parte dos professores, bem como orienta os pais no acompanhamento da aprendizagem das crianças. Para que o Diário de Classe cumpra com o seu objetivo ele deverá ser atualizado cotidianamente e os registros realizados tomarão por base as habilidades definidas pela SMED para esta etapa da Educação Básica. Ressalta-se que as vivências definidas neste documento fundamentam-se no Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (BRASIL, 1998), e em estudos relacionados ao processo de aprendizagem nessa área, considerando a faixa etária das crianças avaliadas. O que se pretende com este documento é auxiliar a equipe pedagógica através de referenciais teóricos a sistematizarem suas propostas e processo avaliativo, favorecendo o desenvolvimento e as aprendizagens típicas da faixa etária das crianças que frequentam a Educação Infantil. Para isso, o professor deve se apoiar nas diretrizes aqui dispostas em cada linguagem, para produzir seus projetos e sequencias, além de registrar ao final de cada semestre correspondente como foi a evolução das crianças diante das propostas (projetos e sequências) realizados. Dessa forma, é possível selecionar as vivências que se relacionam com o processo de desenvolvimento das crianças, em cada fase realizada.

7

8 ORIENTAÇÕES 1. O Diário de Classe é um dos instrumentos de acompanhamento e registro do desempenho das crianças da Educação Infantil. Além dele, o professor pode utilizar na sua prática cotidiana, outros instrumentos que auxiliem na coleta diária de informações, que retratem o processo vivenciado pelas crianças, tais como: portfólio (coletânea reflexiva e contextualizada das produções); caderno de registro das observações realizadas; diários de campo, dentre outros. 2. A avaliação da aprendizagem deve pautar-se nas vivências definidas para a Educação Infantil, considerando os conteúdos desenvolvidos e a faixa etária das crianças. Ressalta-se que, nesta etapa da Educação Básica, a Avaliação não tem fins de promoção, mas sim de acompanhamento e prevenção de possíveis dificuldades a serem enfrentadas, futuramente, pela criança. 3. A avaliação proposta responde a duas funções importantes: adaptação da intervenção pedagógica às características individuais das crianças, mediante observações sistemáticas frequentes e determinação do grau de eficácia das intenções previstas no planejamento. 4. A avaliação será sempre da criança em relação a si mesma e não comparativamente com as outras crianças. O olhar que busca captar o desenvolvimento, as expressões, a construção do pensamento e do conhecimento (etc.) deve identificar, também, seus potenciais, interesses, necessidades, pois, esses elementos serão cruciais para o professor planejar atividades ajustadas ao momento que a criança vive. A avaliação ocorre permanentemente e nunca como ato formal de teste, comprovação, atribuição de notas e atitudes que sinalizem punição.(diretrizes Curriculares Municipais para a Educação Infantil/SECULT/2012,pag.148). 5. As funções da avaliação acima referidas serão alcançadas a partir da: Avaliação inicial: situa o ponto de partida de cada uma das crianças para realizar novas aprendizagens (diagnóstico inicial); este deverá ser realizado no momento Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 13

9 em que a criança chega ao grupo. Avaliação formativa: proporciona a ajuda pedagógica mais adequada em cada momento, ou seja, acompanhamento da proposta (sequência ou projeto) adequando à realidade concreta do grupo, caso necessário. Esta prática traduz-se na observação sistemática do processo de aprendizagem da criança. Estas deverão ser registradas no espaço destinado para o Plano individual de Trabalho (PIT). O PIT é um plano individual de trabalho, que consiste em elaborar propostas complementares de acordo com a demanda da criança de forma individualizada. Este plano deverá ser estruturado pelo professor após o diagnóstico inicial ou em qualquer tempo em que se observem necessárias mediações específicas com o objetivo de que a criança se desenvolva de forma plena. Avaliação cumulativa: possibilita a visualização do percurso de aprendizagem trilhado por cada criança, já que neste instrumento constará a descrição evolutiva desde a avaliação diagnóstica, passando pelo Plano individual de trabalho (PIT) e propostas desenvolvidas (sequências e/ou projetos) durante o semestre. A finalidade deste instrumento não consiste na valoração quantitativa, no êxito ou no fracasso da criança na realização das propostas, mas ao contrário. Este instrumento visa retratar como a criança se portou na construção desse conhecimento, com base nas observações feitas pelo professor, através de relatos que partam da proposta feita. 6. O processo de avaliação na Educação Infantil deve contar com a participação da família a partir da explicitação dos critérios de avaliação adotados pelo professor, ou seja, é necessário compartilhar o que se espera da criança em cada fase do processo, bem como os seus resultados. 7. Para cumprir com a sua função, o professor deve manter o Diário de Classe sempre atualizado, sem emendas e rasuras, e com registros diários, pois este é um documento oficial da escola, que guarda informações do processo educativo das crianças. Todas as observações referentes a atestados, faltas, suspensão de atividades ou qualquer intercorrência na frequência da criança deverá ser registrada no espaço destinado à observações no verso da ficha de frequência. 14 Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos

10 8. Os registros do desenvolvimento das crianças deverão ser realizados através do diagnóstico inicial, das observações para o plano individual de trabalho (PIT) que se darão no decorrer do desenvolvimento das sequências e/ou projetos, e por fim, da elaboração de um relatório ao final de cada semestre. Este deverá ser feito em duas vias, sendo entregue uma cópia para a família, proporcionando aos pais das crianças da Educação Infantil, uma visão do desenvolvimento de seus filhos. Considerando os seguintes âmbitos: Formação pessoal e social da criança Este âmbito deverá promover vivências que favorecerão, prioritariamente, a construção do sujeito. Tratando-se de questões que envolvem o desenvolvimento de capacidades que dirão respeito ao autoconhecimento (reconhecer-se enquanto sujeito), construindo, assim, a sua identidade, seus esquemas simbólicos de interação com os outros e com o meio, bem como a relação consigo mesmas. Conhecimento de mundo Neste âmbito a construção das diferentes linguagens se dará através de vivências, pelas quais as crianças estabelecerão relações entre si e com os objetos de conhecimento, enfatizando aspectos culturais. É preciso que a avaliação seja coerente com o planejamento e seja proposta em diferentes momentos, já que esta também é um instrumento de suporte reflexivo para o professor sobre a sua prática pedagógica. As observações e os registros são dois grandes instrumentos que devem ser utilizados para avaliar e acompanhar o desenvolvimento das crianças. As observações poderão acontecer em momentos não programados, sendo que estes sejam oriundos de uma situação espontânea e significativa para a criança observada, ou ainda poderá se dar de forma sistemática, quando são previamente traçados objetivos a serem atingidos pelas crianças, nos registros deverão conter a proposta feita à criança, suas reações às atividades e mediações realizadas pelo professor, revelando, assim, o percurso da criança até o final do semestre. 9. O registro da assiduidade das crianças deve ser realizado diariamente, de modo que o professor e o grupo possam acompanhar sua frequência. É importante que identificada a ausência, providências possam ser tomadas, para que ela retorne à instituição, pois ao frequentar o espaço institucional os vínculos da criança com a instituição e com o grupo são fortalecidos, dando à mesma a segurança para se desenvolver plenamente. Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 15

11 ASPECTOS A SEREM OBSERVADOS NO ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM Crianças de 4 a 5 anos e 11 meses Os professores deverão organizar sua prática de forma que possibilite vivências geradoras de aprendizagens para as crianças. Estas aprendizagens estão organizadas da seguinte forma: Cuidar de si APRENDIZAGENS VOLTADAS À FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL Participar de vivências que possibilitem às crianças: Familiarizar-se com a própria imagem corporal. Reconhecer progressivamente o próprio corpo e as diferentes sensações que produz. Realizar pequenas ações cotidianas ao seu alcance, adquirindo maior independência. Usar adequadamente o sanitário. Expressar a necessidade de urinar e/ou defecar. Escolher brinquedos, objetos e espaços para brincar. Fazer a higiene das mãos em situações que haja necessidade. Apropriar-se de hábitos regulares de higiene pessoal (interessar-se por lavar as mãos, limpar o nariz sozinho, escovar os dentes, etc., apropriando-se progressivamente da forma correta). 16 Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos

12 Comunicar que está com fome, sede, dor, frio, etc. Alimentar-se com autonomia, experimentando novos tipos de alimentos. Escolher o que quer comer ao servir-se de comida. Comer sem ajuda e usar talheres adequadamente. Expressar preferências em relação a cheiros e paladares. Executar movimentos colaborativos ao vestir-se ou desnudar-se, como colocar (ou tirar) os sapatos, desabotoar, etc. Identificar produtos que não devem ser ingeridos. Tomar cuidados necessários à proteção do corpo conforme manipula tintas, objetos pontiagudos e ao brincar. Reconhecer situações de potencial perigo e tomar precauções para evitá-las. Explorar espaços e praticar ações físicas como: subir, descer,pular, saltar,rolar, etc. Reconhecer alguns elementos da sua identidade cultural, regional e familiar. Ter uma atitude ativa diante de uma dificuldade superada e ficar satisfeito com suas conquistas. Aprender a Relacionar-se Participar de vivências que possibilitem às crianças: Pedir ajuda nas situações em que isso se faz necessário. Resolver dúvidas e conflitos a partir de diálogo com outras crianças e adultos. Expressar seus desejos, desagrados, necessidades, preferências e vontades em brincadeiras e nas atividades cotidianas, com diferentes parceiros. Identificar, progressivamente, algumas singularidades próprias, das pessoas com as quais convive, cotidianamente, em situações de interação. Participar de jogos interativos com adultos e crianças. Exercitar os papeis de cuidar dos companheiros e de ser cuidado por eles. Respeitar regras simples de convívio social. Participar, com interesse, de situações que envolvem a relação com o outro. Identificar elementos que lhe provocam medo. Buscar ajuda para superar medos. Respeitar as características físicas e culturais de seus colegas ao interagir com eles. Denunciar qualquer forma de discriminação, explicando aos colegas porque isso é importante. Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 17

13 Sobre o Meio Ambiente Participar de vivências que possibilitem às crianças: Guardar brinquedos e materiais nos devidos lugares depois de utilizá-los nas atividades. Cuidar do entorno próximo e ter iniciativa de limpar o que está sujo. Identificar situações onde haja o desperdício de água e de energia. Cuidar e preservar plantas em hortas e jardins. Cuidar de animais domésticos. Perceber o impacto do lixo no meio ambiente (a produção de lixo e doenças). Separar o lixo em recipientes próprios para envio a centros de reciclagem. APRENDIZAGENS VOLTADAS AO BRINCAR E IMAGINAR Participar de vivências que possibilitem às crianças: Aperfeiçoar suas maneiras de interagir com parceiros nas brincadeiras tradicionais, no jogo simbólico e nos jogos de regras. Criar com outras crianças novos jogos a partir de brincadeiras tradicionais: de pula-sela, amarelinha, corda, pega-pega, sem esquecer das valiosas oportunidades de aprendizagem criadas pela participação em jogos de outras tradições culturais. Criar e dramatizar um enredo usando bonecos como atores. Escolher indumentária para compor um personagem para si ou para um colega. Maquiar-se ou a um colega para desempenhar certo papel. Criar a sonoplastia para uma encenação. Construir cenários para o faz de conta. Discutir as intenções dos personagens de um enredo encenado. 18 Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos

14 Criar estratégias para participar de jogos de tabuleiro como: loto, damas, memória, dominó, etc. Explicar as regras de um jogo e brincadeiras conhecidas para outra criança. Construir brinquedos com sucata, preferencialmente sem seguir modelo. Construir casa/castelos de cartas, de cartolina, de panos e outros materiais. Fazer dobraduras simples, elaborar máscaras, fazer bonecas de pano, ou de espiga de milho. Construir e empinar pipas com a ajuda do professor, de um pai ou de outra pessoa da comunidade. Verbalizar como fizeram para construir determinados brinquedos e a nomeálos, como forma de atribuir um sentido pessoal a eles. Usar palavras, ideias e argumentos de modo não convencional na comunicação com os colegas ou com o professor. Usar a mímica como forma de comunicar-se com os colegas. Sugerir modificações nos personagens, enredo ou regras de uma brincadeira. Descrever na roda de conversa o enredo de um faz de conta que assistiu e/ou participou. Antecipar, oralmente, ações que devem ocorrer no jogo dramático e inferir as intenções dos personagens de um enredo encenado. Cooperar com um colega em um jogo. Planejar as tarefas para uma gincana e o modo de organizá-la. Apontar que alterações devem ser feitas em uma brincadeira, para adaptá-la ao número de participantes, ao espaço e material disponíveis etc. Construir e consertar brinquedos (móbiles, carrinhos, castelos com diferentes materiais, pipas, máscaras, ursos ou bonecas, etc.). Participar de outras formas de brincar que podem ser observadas em nossa cultura. Descrever como uma brincadeira foi realizada. Registrar a brincadeira vivenciada de maneira não convencional. Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 19

15 APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM VERBAL ORALIDADE Participar de vivências que possibilitem às crianças: Expressar seus desejos, necessidades, ideias, opiniões e sentimentos. Ouvir com atenção e respeito a fala do outro. Narrar fatos em sequência temporal e causal. Elaborar perguntas e respostas de acordo com os diversos contextos em que participa. Recontar histórias conhecidas com aproximação às características da história original. Conhecer, apreciar e reproduzir oralmente jogos verbais: trava-línguas, parlendas, adivinhas, quadrinhas, poemas e canções. Formalizar oralmente instruções específicas: regras de jogos, receitas, etc. Participar de situações em que necessite explicar suas ideias e pontos de vista. Responder à solicitações, compreendendo contextos de significação. Comunicar-se oralmente com colegas e adultos de forma clara e organizada. Compartilhar a apreciação de uma obra literária. LEITURA Participar de vivências que possibilitem às crianças: Reconhecer o seu nome escrito, identificando-o nas diversas situações do cotidiano. Reconhecer o próprio nome entre os dos demais colegas. Compreender os textos lidos pelo professor. Valorizar a leitura como fonte de prazer e entretenimento. 20 Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos

16 Participar de situações de leitura de diferentes gêneros feita pelos adultos: histórias, poesias, quadrinhos, músicas, adivinhações, brincadeiras cantadas. Distinguir os diferentes portadores textuais lidos em sala (poesia, histórias, parlendas, trava-língua, receitas, etc.). Manusear, com interesse, materiais impressos como livros, revistas, etc., previamente apresentadas ao grupo. Ler diferentes textos, ainda que não seja de forma convencional (placas, símbolos, músicas, reportagens, textos produzidos pelo grupo). Manifestar opiniões sobre os diferentes textos lidos. Reconhecer o nome de alguns colegas e do professor em diversas situações. Identificar e nomear diferentes características comuns em diferentes textos do mesmo autor. Comentar textos literários, e não literários levando em conta sua função social. Desenvolver procedimentos de leitura, apoiando-se em modelos adultos, ainda que não leia de forma convencional. Realizar leitura por meio de gravuras. Narrar histórias, utilizando recursos expressivos próprios. ESCRITA Participar de vivências que possibilitem às crianças: Produzir textos a partir de seus desenhos e/ ou temas vivenciados, ditando-os ao professor para diversos fins. Produzir textos (parlendas, histórias, poesias, bilhetes...) utilizando o conhecimento de que dispõe, no momento, sobre o sistema de escrita em língua materna. Participar de situações cotidianas, nas quais se faz necessário o uso da escrita com significação, isto é, com função social (escrita de convites, bilhetes para os pais, etc.) utilizando o traçado da letra bastão. Reconhecer diferentes textos, suportes textuais e suas funções na sociedade (carta, documentos, convites, listas, textos literários, receitas culinárias, manuais, regras de jogo, jornais, enciclopédias, histórias em quadrinhos, etc.). Estabelecer relação entre o que fala e o que está escrito (mesmo que ainda não saiba ler convencionalmente). Escrever o próprio nome, utilizando o traçado da letra bastão, sem consulta, em Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 21

17 situações em que seja necessário (identificar as suas produções, assinar um cartão...). Diferenciar o desenho da escrita. Diferenciar as letras dos números. Produzir escrita pensando na quantidade de letras. Reconhecer a função social da escrita. Relacionar a escrita com a pauta sonora da fala (fonetização da escrita), do próprio nome e de algumas palavras estáveis. Produzir escritas aproximando-se da hipótese silábica. Produzir listas e textos memorizados. Fazer uso de escritas espontâneas em situações cotidianas. APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM CORPORAL EXPRESSIVIDADE Participar de vivências que possibilitem às crianças: Expressar-se corporalmente por meio da dança, brincadeiras e de outros movimentos. Explorar o corpo como instrumento fundamental de expressão na linguagem teatral. Perceber as sensações, limites, potencialidades, sinais vitais e integridade do próprio corpo. Manifestar uma atitude positiva em relação ao próprio corpo e do outro e prazer ao movimentar-se. Apreciar apresentações de dança de diferentes gêneros e outras expressões da cultura corporal (circo, esportes, mímica,teatro, etc.). 22 Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos

18 EQUILÍBRIO E COORDENAÇÃO Participar de vivências que possibilitem às crianças: Ampliar, gradativamente, o conhecimento e controle sobre o corpo e o movimento, participando de brincadeiras e jogos que envolvam correr, subir, descer, escorregar, etc. Utilizar recursos de deslocamento e das habilidades de força, velocidade, resistência e flexibilidade nos jogos e brincadeiras. Aperfeiçoar as habilidades manuais através da manipulação de materiais, objetos e brinquedos diversos. Realizar movimentos de dupla, trio, quarteto, etc. Participar de circuitos que envolvam habilidade de locomoção. Demonstrar controle corporal nas atividades de equilíbrio (ao andar sobre bases pequenas de bancos, pneus empilhados, caminhar sobre latas ou outros objetos). Participar de atividades de arremessar, chutar, receber, quicar e rebater. Conhecer as potencialidades e limites do próprio corpo(força, resistência, flexibilidade, além da coordenação motora e organização espaço-temporal). APRENDIZAGENS VOLTADAS ÀS LINGUAGENS ARTÍSTICAS MUSICAL Fazer Musical Participar de vivências que possibilitem às crianças: Reconhecer e utilizar, de forma expressiva, em contextos musicais, as diferentes características geradas pelo silêncio e pelos sons: altura, duração, intensidade e timbre. Construir brinquedos sonoros com sucata. Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 23

19 Desenvolver memória musical através de repertório de canções. Participar de jogos e brincadeiras que envolvam a dança e/ou a improvisação musical. Explorar o corpo como matéria expressiva na música. Sonorizar histórias acompanhando as narrativas com objetos sonoros e instrumentos musicais. Apreciação musical Participar de vivências que possibilitem às crianças: Explorar diferentes objetos e suas possibilidades sonoras (latas, garrafas cheias e vazias...). Conhecer obras musicais de diversos gêneros, estilos, épocas e culturas, da produção musical brasileira e de outros povos e países. Dar informações sobre as obras ouvidas e seus compositores. Perceber e identificar o universo sonoro ao redor. LINGUAGEM TEATRAL Participar de vivências que possibilitem às crianças: Construir pequenos textos, coletivamente, com a ajuda da professora, a partir de histórias conhecidas para encenação. Confeccionar fantoches, cenários e figurinos para os enredos a serem dramatizados. Conhecer textos teatrais. Refletir sobre as características dos personagens: gestos, movimentos, voz e caráter. Pesquisar modos de ser dos personagens (voz, figurino,gestualidade, biografia). Expressar-se por meio do teatro de maneira lúdica, individual e coletivamente. Criar, improvisar situações cênicas em jogos de faz de conta. 24 Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos

20 LINGUAGEM VISUAL Fazer artístico Participar de vivências que possibilitem às crianças: Produzir trabalhos de arte, utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da modelagem, da colagem, da construção, desenvolvendo o gosto, o cuidado e o respeito pelo processo de produção e criação. Explorar e utilizar alguns procedimentos necessários para desenhar, pintar, modelar, etc. Respeitar e cuidar dos objetos produzidos individualmente e em grupo. Ter contato com os processos de produção de artistas. Apreciação Participar de vivências que possibilitem às crianças: Conhecer a diversidade de produções artísticas como desenhos, pinturas, esculturas, fotografias, cinemas, construções, etc. Apreciar suas próprias produções e dos outros, por meio da observação e leitura de alguns dos elementos da linguagem plástica. Observar os elementos constituintes das linguagens visuais: ponto, linha, forma, cor, volume, luz, textura, contrastes. Fazer leitura de obras de arte a partir da observação, narração, descrição e interpretação de imagens e objetos. Compreender as produções culturais do passado e presente. Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 25

21 Números e Sistema de Numeração APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM MATEMÁTICA Participar de vivências que possibilitem às crianças: Utilizar contagem oral nas brincadeiras e em situações nas quais as crianças reconheçam sua necessidade. Identificar números nos diferentes contextos em que se encontra. Identificar a posição de um objeto ou número numa série, explicitando a noção de sucessor e antecessor. Comparar escrita de números, identificando algumas regularidades. Relacionar à ideia de número à quantidade correspondente. Utilizar noções simples de cálculo mental como ferramenta para resolver problemas. Investigar números significativos como a idade, número do sapato, altura, coleção de figuras ou objetos, etc. Comparar quantidades, utilizando recursos pessoais como desenho e correspondência um a um. Justificar respostas e o processo de resolver problemas. Utilizar as linguagens oral e pictórica, para comunicar ideias matemáticas. Organizar materiais como recurso para a realização de contagem: separar os objetos contados, organizar espacialmente os objetos para facilitar a contagem, sincronizar gesto e o recitado da série numérica sem pular objetos ou contá-los mais de uma vez. Terminar contagem com um número. Comparar e identificar a maior quantidade de um grupo de objetos. Identificar a maior quantidade através da sobrecontagem. Grandezas e Medidas Participar de vivências que possibilitem às crianças: 26 Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos

22 Utilizar instrumentos de medidas de comprimento, peso, volume e tempo, pela utilização de unidades convencionais. Calcular quantidades a partir de experiências do cotidiano. Iniciar-se na prática de medir como forma de explorar a realidade. Participar de situações que possibilitem realizar comparações entre medidas de comprimento: grande, pequeno/ alto, baixo/ maior que, menor que. Participar de situações que possibilitem realizar comparações entre massas: leve, pesado. Participar de situações que possibilitem realizar comparação direta de diferentes recipientes: cheio, vazio. Desenvolver a percepção de: antes, depois, dia, noite, ontem, hoje, amanhã, agora. Fazer estimativas de medições. Localizar datas no calendário. Forma Participar de vivências que possibilitem às crianças: Explorar e identificar propriedades geométricas de objetos e figuras como formas, tipos de contorno, bidimensionalidade e tridimensionalidade, faces planas, lados retos, etc. Identificar e explicitar algumas características de certas figuras e corpos geométricos. Visualizar figuras em diferentes posições: círculo, quadrado, triângulo e retângulo. Reconhecer e apreciar a geometria no mundo cotidiano. Nomear, comparar e desenhar formas geométricas planas, em especial: círculo quadrado, triângulo e retângulo. Espaço Participar de vivências que possibilitem às crianças: Identificar pontos de referência para situar-se e deslocar-se no espaço. Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 27

23 Identificar relações de posição entre os objetos no espaço. Explicitar e / ou representar posição de pessoas e objetos, utilizando vocabulário pertinente (em cima, embaixo, ao lado, na frente, atrás, direita, esquerda) nos jogos, nas brincadeiras e nas diversas situações em que se torne necessário. Descrever pequenos trajetos, observando pontos de referência, falando como fez para chegar, descrevendo o ambiente. Organizar objetos no espaço apoiado em critérios estabelecidos por outros. Desenhar e interpretar imagens de objetos a partir de diferentes pontos de vista. Descrever e interpretar a posição de objetos e pessoas. Identificar e explicitar algumas características de certas figuras e corpos geométricos. APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM DA CULTURA E DA NATUREZA Organização dos grupos e seu modo de ser, viver e trabalhar. Participar de vivências que possibilitem às crianças: Participar das atividades, interagindo com os elementos do grupo. Considerar as regras do convívio social construída no grupo. Ter boa aceitação no grupo. Ter atitude de atenção para ouvir. Apresentar atitude de solidariedade e cooperação. Participar de atividades que envolvam histórias, brincadeiras, jogos e canções. Valorizar o patrimônio cultural do seu grupo social. Conhecer e valorizar diferentes formas de expressão cultural. Interessar-se em conhecer diferentes formas de expressão cultural. Identificar alguns papeis sociais existentes em seus grupos de convívio, dentro e fora da instituição. 28 Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos

24 Lugares e suas paisagens Participar de vivências que possibilitem às crianças: Utilizar, com ajuda dos adultos, fotos, relatos e outros registros para a observação de mudanças ocorridas nas paisagens ao longo do tempo. Valorizar atitudes de manutenção e preservação dos espaços coletivos e do meio ambiente. Observar e registrar semelhanças e diferenças entre diversos ambientes (casa, sala, bairro, cidade, etc.). Reconhecer-se como agente modificador do ambiente. Objetos e processos de transformação Participar de vivências que possibilitem às crianças: Participar de atividades que envolvam confecção de objetos. Ter cuidado no uso de objetos do cotidiano relacionados à segurança e prevenção de acidentes e à sua conservação. Reconhecer algumas características de objetos produzidos em diferentes épocas e por diferentes grupos sociais. Os seres vivos Participar de vivências que possibilitem às crianças: Estabelecer relação entre diferentes espécies de seres vivos, caracterizando-os. Manifestar comportamento de cuidado com o corpo. Demonstrar atitudes de respeito e preservação à vida e ao meio ambiente. Valorizar atitudes relacionadas à saúde e ao bem-estar individual e coletivo. Demonstrar atitudes de respeito e preservação à vida e ao meio ambiente. Cuidar de plantas e observar o seu crescimento, suas transformações e participar dos cuidados que exigem como regar, verificar a presença de pragas, etc. Pesquisar hábitos e necessidades básicas dos animais. Diário de Classe: Educação Infantil - Pré-escola de 4 a 5 anos 29

25 Conhecer cuidados básicos de alimentação e abrigos necessários à sua sobrevivência. Perceber pequenas alterações ocorridas em seu próprio corpo: a perda de roupas e sapatos, o crescimento e o número de dentes, altura, tamanho das mãos, dos pés, outras. Fenômenos da Natureza Participar de vivências que possibilitem às crianças: Estabelecer relação entre os fenômenos naturais de diferentes regiões, as formas de vida dos grupos sociais que ali vivem. Participar de diferentes atividades, envolvendo a observação e a pesquisa. Utilizar objetos e equipamentos simples (lupas, binóculos, máquinas fotográficas, etc.). Reconhecer mudanças climáticas, analisando e comparando algumas mudanças de hábitos, costumes e pessoas, animais e plantas. Observar e criar explicações para fenômenos e elementos da natureza presentes no seu dia a dia (calor, chuva, claro, escuro, quente, frio), comparando diferenças e semelhanças, estabelecendo regularidades, relacionando-os à necessidade de abrigos e cuidados básicos.

26 PROJETO E/OU SEQUÊNCIA Este espaço é destinado ao registro das propostas (nome dos projetos e/ou sequências). 1º SEMESTRE

27 PROJETO E/OU SEQUÊNCIA Este espaço é destinado ao registro das propostas (nome dos projetos e/ou sequências). 2º SEMESTRE

28

29 OBSERVAÇÕES REFERENTES À FREQUÊNCIA

30 REGISTRO DO PERCURSO DA CRIANÇA NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO Nome: Idade: anos e meses. DIAGNÓSTICO INICIAL DATA: / /

31 Professora:

32 OBSERVAÇÕES DO ACOMPANHAMENTO DURANTE O 1º SEMESTRE PIT - Plano Individual de Trabalho

33

34 Instituição: Nome: Grupo: Turma: RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 1º SEMESTRE (frente e verso, data e assinatura no verso)

35 Data: / / Professora: Coordenador Pedagógico ou Gestor:

36 Instituição: Nome: Grupo: Turma: RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 1º SEMESTRE (frente e verso, data e assinatura no verso)

37 Data: / / Professora: Coordenador Pedagógico ou Gestor:

38 OBSERVAÇÕES DO ACOMPANHAMENTO DURANTE O 2º SEMESTRE PIT - Plano Individual de Trabalho

39

40 Instituição: Nome: Grupo: Turma: RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 2º SEMESTRE (frente e verso, data e assinatura no verso)

41 Data: / / Professora: Coordenador Pedagógico ou Gestor:

42 Instituição: Nome: Grupo: Turma: RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 2º SEMESTRE (frente e verso, data e assinatura no verso)

43 Data: / / Professora: Coordenador Pedagógico ou Gestor:

44

45

46

47

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Pré-Escola 4 e 5 anos

Pré-Escola 4 e 5 anos PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC DIÁRIO DE CLASSE Educação Infantil Pré-Escola 4 e 5 anos DIÁRIO DE CLASSE ESCOLA: CRE: ATO DE CRIAÇÃO DIÁRIO OFICIAL / /

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL II OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 4 e 5 Anos

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 4 e 5 Anos Prefeitura Municipal do Salvador Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 4 e 5 Anos COMPETÊNCIA CONTEÚDO

Leia mais

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 1º VOLUME ARTES VISUAIS O FAZER ARTÍSTICO Criação de desenhos, pinturas e colagens, com base em seu próprio repertório. Exploração das possibilidades oferecidas por diferentes

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES Disciplina: Linguagem. Períodos: Infantil 4 1º, 2º, 3º. Conteúdo

DIRETRIZES CURRICULARES Disciplina: Linguagem. Períodos: Infantil 4 1º, 2º, 3º. Conteúdo Linguagem Letras do alfabeto Nome próprio, nome da escola, histórias Nome das profissões, histórias, músicas Histórias, nome das plantas Histórias em quadrinho, brincadeiras, nome dos brinquedos Nome dos

Leia mais

PLANEJAMENTO DO TRIMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL III

PLANEJAMENTO DO TRIMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL III 1ª ETAPA COMPONENTE CURRICULAR - BRINCAR Objetos e Significados na brincadeira Participar das brincadeiras exploradas. Utilizar os brinquedos de maneira cuidadosa. Participar de jogos com ou sem a intervenção

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 3 PROGRAMAÇÃO DE CONTEÚDOS 2º. VOLUME. Programação de conteúdos/conhecimentos privilegiados

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 3 PROGRAMAÇÃO DE CONTEÚDOS 2º. VOLUME. Programação de conteúdos/conhecimentos privilegiados EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 3 PROGRAMAÇÃO DE CONTEÚDOS 2º. VOLUME Programação de conteúdos/conhecimentos privilegiados Unidade 4 O mundo secreto das tocas e dos ninhos Unidade 5 Luz, sombra e ação! Unidade

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades: OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL V - 2012 A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO TÉCNICA - PEDAGÓGICA PROINFÂNCIA 2009

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO TÉCNICA - PEDAGÓGICA PROINFÂNCIA 2009 EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA EDUCAÇÃO INFANTIL I - CONHECENDO A SI MESMO E APRENDENDO A SE RELACIONAR Com relação à aprendizagem sobre si mesmo e sobre as relações espera-se que as crianças aprendam:

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011. Educação Infantil III

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011. Educação Infantil III Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2011 Educação Infantil III Área de conhecimento: Linguagem Série: Infantil III Educação Infantil Competências Habilidades a serem desenvolvidas Eixo/Conteúdos

Leia mais

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem.

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem. Brasília, 24 de fevereiro de 2014. Senhores Pais e/ou Responsáveis, Neste documento, listamos os conteúdos e objetivos referentes às aprendizagens pretendidas para os alunos do Maternal II, durante o 1º

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Revelar curiosidade e desejo de saber; Explorar situações de descoberta e exploração do mundo físico; Compreender mundo exterior mais próximo e do

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL. PRÉ I Professoras Caroline e Ana Lucia Habilidades vivenciadas no 2º bimestre 2011

EDUCAÇÃO INFANTIL. PRÉ I Professoras Caroline e Ana Lucia Habilidades vivenciadas no 2º bimestre 2011 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezados Pais e/ou Responsáveis, Estamos vivenciando o segundo bimestre letivo e o processo de aprendizagem representa pra nós, motivo de alegria e conquistas diárias. Confiram as habilidades

Leia mais

VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil

VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil NOSSA MISSÃO: Por meio da educação formar cidadãos felizes, independentes, éticos e solidários VALORES: Respeito, honestidade, boa moral

Leia mais

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos Prefeitura Municipal do Salvador Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos COMPETÊNCIA CONTEÚDO

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS GERAIS Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e expressão, interessando-se por conhecer

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS GERAIS Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e

Leia mais

Maternal 3 anos Educação Infantil

Maternal 3 anos Educação Infantil Maternal 3 anos Educação Infantil Eixo temático: Tema: Joca e suas aventuras As crianças, nesta fase, caracterizam-se pelo movimento e pela ação. Agem ativamente em seu entorno, acompanhando seus movimentos

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE

PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE DISCIPLINA CONTEÚDO HABILIDADES/COMPETÊNCIAS PORTUGUÊS - Construção da identidade social e do grupo; Linguagem oral Linguagem oral Desenvolver a coordenação visomotora, a criatividade

Leia mais

Diário de Classe. Educação Infantil - creche 0 a 3 anos

Diário de Classe. Educação Infantil - creche 0 a 3 anos Diário de Classe Educação Infantil - creche 0 a 3 anos DIÁRIO DE CLASSE Instituição: CRE: Ato de Inscrição: / / Grupo: Ano litivo: Turno: ( ) matutino ( ) vespertino ( ) integral Turma: Professor (a):

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 4

INFORMATIVO 2015 GRUPO 4 INFORMATIVO 2015 GRUPO 4 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Expressar curiosidade e desejo de saber; Reconhecer aspetos do mundo exterior mais próximo; Perceber a utilidade de usar os materiais do seu quotidiano;

Leia mais

Planejamento. Educação infantil Ciranda Nível 3. Unidade 1: Cirandando

Planejamento. Educação infantil Ciranda Nível 3. Unidade 1: Cirandando Linguagem oral e escrita Planejamento Educação infantil Ciranda Nível 3 Unidade 1: Cirandando Formas textuais Conhecer diferentes tipos de textos. Conhecer um texto instrucional e sua função social. Priorizar

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL APRONIANO MARTINS DE OLIVEIRA

CENTRO EDUCACIONAL APRONIANO MARTINS DE OLIVEIRA OBJETIVOS GERAIS: Rua Emílio Castelar, 32 Fone/Fax: (0 84) 3316-9509 / 3314-0076 Mossoró/RN PROPOSTAS CURRICULARES EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma independente,

Leia mais

Área de Formação Pessoal e Social

Área de Formação Pessoal e Social Área de Formação Pessoal e Social Identidade/ Auto-estima Independência/ Autonomia Convivência democrática/ Cidadania Brincar com o outro (s); Ouvir os outros; Saber identificar-se a si e o outro; Esperar

Leia mais

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA ESCOLA ESTADUAL ALMIRANTE TOYODA-2014 PROJETO IDENTIDADE MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA TURMA: 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL (AZALÉIA E ACÁCIA) PROFESSORAS: GENISMEYRE E LUCILEILA Projeto Identidade Público

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM

EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM COMUNICAÇÃO FASE I FASE II ORALIDADE Transmitir recados simples. Formar frases com seqüência. Argumentar para resolver conflitos. Verbalizar suas necessidades e

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO

INFORMATIVO 2015 GRUPO INFORMATIVO 2015 GRUPO 5 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezado(a) aluno(a): Novo ano, novas expectativas, novos desejos, novos anseios e um novo caminho

Leia mais

1 o Período Educação Infantil

1 o Período Educação Infantil 1 o Período Educação Infantil Eixo temático: O tema Imaginação visa a estimular as distintas áreas de desenvolvimento integral das crianças, bem como favorecer o crescimento de suas habilidades e competências.

Leia mais

Plano de Estudo 3ª Etapa

Plano de Estudo 3ª Etapa Plano de Estudo 3ª Etapa NÍVEL DE ENSINO: ENSINO FUNDAMENTAL I ANO: 1º Srs. Pais, SAÚDE E PAZ! Esse plano de estudo tem como finalidade levá-los a conhecer melhor a proposta desenvolvida no 1º ano. Nele

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Segundo o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil : Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidados, brincadeiras e aprendizagens

Leia mais

PROJETO RECICLAGEM. 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: 2. Duração: 01 /03 a 31/03

PROJETO RECICLAGEM. 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: 2. Duração: 01 /03 a 31/03 PROJETO RECICLAGEM 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza

Leia mais

Língua Portuguesa. Expectativas de aprendizagem. Expressar oralmente seus desejos, sentimentos, idéias e pensamentos.

Língua Portuguesa. Expectativas de aprendizagem. Expressar oralmente seus desejos, sentimentos, idéias e pensamentos. Língua Portuguesa As crianças do 1º ano têm o direito de aprender e desenvolver competências em comunicação oral, em ler e escrever de acordo com suas hipóteses. Para isto é necessário que a escola de

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III OBJETIVOS GERAIS Construção da autoimagem e desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do próprio

Leia mais

Apresentação do projeto:

Apresentação do projeto: Apresentação do projeto: Este projeto tem o intuito do conhecimento global do ser humano: conhecendo seu corpo, ampliando conceitos de higiene e saúde, descobrindo que o indivíduo está presente em todas

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Os PCNs indicam como objetivos da Educação Infantil que os alunos sejam capazes de: Expressar, manifestar

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I SÉRIE: EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL

Leia mais

ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE

ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE Unidade II ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL Profa. Ana Lucia M. Gasbarro A formação pessoal e social da criança, áreas de conhecimento e desenvolvimento da criança Introdução A importância

Leia mais

COLÉGIO MAGNUM BURITIS

COLÉGIO MAGNUM BURITIS COLÉGIO MAGNUM BURITIS ENSINO FUNDAMENTAL PROGRAMAÇÃO 1ª ETAPA / 2013 MATERNAL III PROGRAMAÇÃO DA 1ª ETAPA 2013 MATERNAL 3 ANOS Organize suas atividades de forma ordenada, dando a cada uma o seu tempo

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 DISCIPLINA: LINGUAGEM

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar Departamento Educação Pré Escolar Ano letivo 2013/2014 A avaliação do processo permite reconhecer a pertinência e sentido

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300 CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO. 1. Dados de identificação PLANO

Leia mais

A Arte e as Crianças

A Arte e as Crianças A Arte e as Crianças A criança pequena consegue exteriorizar espontaneamente a sua personalidade e as suas experiências inter-individuais, graças aos diversos meios de expressão que estão à sua disposição.

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Educação Infantil I Segmento I

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Educação Infantil I Segmento I Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2010 Educação Infantil I Segmento I Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Ano: Infantil I Segmento: I COMPETÊNCIAS HABILIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS - ALUNOS EIXOS TEMÁTICOS/CONTEÚDOS

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Conhecer diferentes termos espaciais (em pé, deitado, em cima, em baixo, à frente, atrás, dentro, fora ) Descrever itinerários diários (exemplos:

Leia mais

O mundo da gente. Educação Infantil 1 (3 ou 4 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares

O mundo da gente. Educação Infantil 1 (3 ou 4 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares O mundo da gente Educação Infantil 1 (3 ou 4 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares Célia Cúnico Sandra Korso Kutzke 1 SUMÁRIO 1. Organização da coleção... 3 2.

Leia mais

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM CURRÍCULO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM ORALIDADE Formar frases com seqüência e sentido. Relacionar palavras que iniciam com vogais. Associar primeira letra/som em palavras iniciadas por vogal. Falar

Leia mais

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves TEMA : BRINCANDO E APRENDENDO NA ESCOLA Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves Autora: Prof a Cássia de Fátima da S. Souza PÚBLICO ALVO Alunos de 04 anos TEMA: BRINCANDO E

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas:

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas: EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil, enquanto segmento de ensino que propicia um maior contato formal da criança com o mundo que a cerca, deve favorecer a socialização da criança, permitir a interação

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS De acordo com o PCN e o Referencial Curricular da Educação Infantil, a instituição deve criar um ambiente

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO

CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO Falar de educação é em primeiro lugar falar de ser humano. E falar de ser humano é pensar e sentir, deslocar-se de lugares e posições

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE

PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE Disciplina Eixos temáticos (conteúdos) Habilidades prioritárias a serem desenvolvidas pelo educando. Matemática Natureza e Arte Ampliação do vocabulário; Coordenação motora; Linguagem

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL Disciplina: NATUREZA e SOCIEDADE Ano: INFANTIL IV Educação Infantil Competências Habilidades a serem desenvolvidas Eixo/Conteúdos

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III OBJETIVOS GERAIS Construção da auto-imagem e desenvolvimento da auto-estima; Reconhecimento e descoberta do

Leia mais

O mundo da gente. Educação Infantil 3 (5 ou 6 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares

O mundo da gente. Educação Infantil 3 (5 ou 6 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares O mundo da gente Educação Infantil 3 (5 ou 6 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares Célia Cúnico Beatriz Müller Maria do Rocio Torres Sônia Marangon Veima Vecchiatto

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV OBJETIVOS GERAIS Construção da autoimagem e do desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do

Leia mais

PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS

PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS SÉRIE: Berçário A Berçário

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V OBJETIVOS GERAIS. Desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do próprio corpo; Desenvolvimento

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 1

INFORMATIVO 2015 GRUPO 1 INFORMATIVO 2015 GRUPO 1 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA BÁRBARA Departamento Pré-Escolar/1º Ciclo 151 956 Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar Área

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA CLAINES KREMER GENISELE OLIVEIRA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POR UMA PERSPECTIVA DE RELAÇÕES ENTRE

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL - EXPRESSÕES. Ano letivo 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL - EXPRESSÕES. Ano letivo 2015/2016 EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO PLÁSTICA Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL - EXPRESSÕES Ano letivo 2015/2016 3.º Ano Descoberta e organização progressiva de volumes Modelagem

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA. Sequência Didática II Brincadeira Amarelinha

RELATO DE EXPERIÊNCIA. Sequência Didática II Brincadeira Amarelinha ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA Sequência Didática II Brincadeira Amarelinha Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Silvana Bento de Melo Couto. Público Alvo: 3ª Fase

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE PROINFÂNCIA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A

Leia mais

Planificação Anual da Sala dos 5anos

Planificação Anual da Sala dos 5anos Nome do Aluno: Janine Colaço Reis Planificação Anual da Sala dos 5anos Calendarizaçã o (mês) Áreas de conteúdo/ Conteúdos Curriculares Competências Situações de aprendizagem/ Estratégias Recursos Humanos/

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGISTO DE OBSERVAÇÃO / AVALIAÇÃO Nome Data de Nascimento / / Jardim de Infância de Educadora de Infância AVALIAÇÃO

Leia mais

CURRÍCULO UNIFICADO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA BERÇÁRIO e INICIAL 1º BIMESTRE - BERÇÁRIO e INICIAL

CURRÍCULO UNIFICADO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA BERÇÁRIO e INICIAL 1º BIMESTRE - BERÇÁRIO e INICIAL CUÍCULO UNFCDO P DUCÇÃO BÁC BÇÁO e NCL 1º BM - BÇÁO e NCL Á OND CHG CONÚDO / VDD MMÁC o estabelecimento de aproximações a algumas noções matemáticas presentes no cotidiano. equência numérica por meio da

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 1º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/RECURSOS MODALIDADES

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2014 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV OBJETIVOS GERAIS Construção da autoimagem e do desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do

Leia mais

Marilia Leite Conceição

Marilia Leite Conceição Marilia Leite Conceição Introdução Presença dos conhecimentos sobre natureza e sociedade na Educação Infantil: idéias e práticas correntes A criança, a natureza e a sociedade Objetivos Crianças de zero

Leia mais

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II 1 A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II Donizeth Henrique Aleluia Vieira 1 Paula Rodrigues de Souza 2 Suely Miranda Cavalcante Bastos 3 Resumo: Juntamente com o campo dos Números

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PORTUGUESA DE LÍNGUA. Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) MARÇO

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PORTUGUESA DE LÍNGUA. Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) MARÇO EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA MARÇO 2013 Expectativas de Aprendizagem de Língua Portuguesa dos anos iniciais do Ensino Fundamental 1º ao 5º ano Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º

Leia mais

INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano LÍNGUA PORTUGUESA

INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano LÍNGUA PORTUGUESA INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano Com o objetivo de promover avanços no desenvolvimento dos educandos, tendo em vista a aquisição de novos conhecimentos, habilidades e a formação de atitudes e valores

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS 13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS A importância da formação pessoal e social da criança para o seu desenvolvimento integral e para a

Leia mais

Estudos da Natureza na Educação Infantil

Estudos da Natureza na Educação Infantil Estudos da Natureza na Educação Infantil Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Infantil (RCNEI) parte 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Infantil II Segmento I

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Infantil II Segmento I Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2010 Infantil II Segmento I PLANO DE CURSO 2009 INFANTIL II Disciplina: ARTES Série: INFANTIL II Segmento: I COMPETÊNCIAS HABILIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS -

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida.

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida. Disciplina: História Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL - 2012 Série: 2º ano Turma: 21, 22, 23 e 24 CONTEÚDOS HABILIDADES AVALIAÇÕES Unidade 1 Cada um tem um jeito de ser. Descobrindo a minha história. Eu

Leia mais

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de Vale de Ovil Escola Básica e Secundária do Vale de Ovil Código 345702 CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é qualitativa e contínua com o objectivo de reconhecer

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 5 EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 5 EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 5 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezado(a) aluno(a): Novo ano, novas expectativas, novos desejos, novos anseios e um novo caminho

Leia mais

2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS Professoras regentes: Ana Paula, Kellen, Maristela e Waléria

2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS Professoras regentes: Ana Paula, Kellen, Maristela e Waléria COLÉGIO NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO IRMÃS DOMINICANAS Curitiba, 15 de março de 2012. Senhores pais ou responsáveis, Enviamos-lhes o cronograma do que vai ser trabalhado nesta 1ª Etapa no 2º ano. O cronograma

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S) O Desfile a fantasia. 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio O desfile a

Leia mais

Histórias em Sequência

Histórias em Sequência Histórias em Sequência Objetivo Geral Através das histórias em sequência fazer com que os alunos trabalhem com a oralidade, escrita, causalidade e vivências pessoais. Objetivos Específicos Trabalho envolvendo

Leia mais

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez.

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. PROJETO DE LEITURA E ESCRITA Era uma vez... E conte outra vez. CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO TEMA; PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. INSTITUIÇÃO Escola Estadual Lino Villachá

Leia mais

Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam?

Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam? Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam? Profª. Ms. Cláudia Yazlle Profª. Ms. Gabriela Maffei 5 e 6 de junho Objetivos da aula de hoje As crianças de 4

Leia mais

O Ensino de Matemática na Educação Infantil

O Ensino de Matemática na Educação Infantil Débora de Oliveira O Ensino de Matemática na Educação Infantil No Brasil, desde 1996, a Educação Infantil é considerada a primeira etapa da educação básica e tem como guia de reflexão de cunho educacional

Leia mais

Plano de Trabalho Docente - 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente - 2014. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2014 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Linguagens, códigos e suas tecnologias. Componente Curricular: Artes Série:

Leia mais

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I EDUCAÇÃO INFANTIL Maceió, 12 de março de 2015. GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I Senhores pais ou responsáveis Iniciamos esta semana os projetos pedagógicos do 1 Trimestre letivo. As turmas de Jardim

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular/Ciclo: 1º Ciclo Disciplina: Expressões Artísticas e Físico-Motora Ano de escolaridade: 4º ano Ano letivo: 2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala

Leia mais

VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA

VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA Gabriela Arcas de Oliveira¹; Joice Gomes de Souza²; Giana Amaral Yamin³. UEMS- CEP, 79804970- Dourados-MS, ¹Bolsista

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 132, Toledo PR Fone: 3277-150 PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS SÉRIE: 1 ANO PROFESSOR: KELLY GISLAINE

Leia mais

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE FLORESTA ISEF PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO FLORESTA PE 2013 SUMÁRIO I. JUSTIFICATIVA II. OBJETIVO A. GERAIS B. ESPECIFICOS III. DESENVOLVIMENTO IV. CRONOGRAMA

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 II A Jogos As crianças da Turma dos Amigos, desde os primeiros dias de aula, têm incluídos em sua rotina as brincadeiras com jogos de encaixe. Vários jogos estão disponíveis

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO EDUCACIONAL

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO EDUCACIONAL ORIENTAÇÃO PARA A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DA AVALIAÇÃO QUALITATIVA DA APRENDIZAGEM SEMESTRAL Educação Infantil Estimulação Essencial e Pré-Escolar O relatório da Educação Infantil - Estimulação Essencial

Leia mais