Diário de Classe. Educação Infantil - creche 0 a 3 anos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diário de Classe. Educação Infantil - creche 0 a 3 anos"

Transcrição

1

2 Diário de Classe Educação Infantil - creche 0 a 3 anos

3

4 DIÁRIO DE CLASSE Instituição: CRE: Ato de Inscrição: / / Grupo: Ano litivo: Turno: ( ) matutino ( ) vespertino ( ) integral Turma: Professor (a):

5 APRESENTAÇÃO O Diário de Classe para a etapa da Educação Infantil tem por objetivo sistematizar a ação pedagógica desenvolvida ao longo do ano letivo, possibilitando o registro das observações feitas pelo professor em torno do desenvolvimento apresentado pelas crianças, no processo de construção do conhecimento. Este documento constitui-se em fonte permanente de consulta no âmbito da instituição, pois através dele é possível obter informações sobre o processo vivenciado por cada criança, transformando-se, assim, num valioso instrumento que subsidia as intervenções pedagógicas por parte dos professores, bem como orienta os pais no acompanhamento da aprendizagem das crianças. Para que o Diário de Classe cumpra com o seu objetivo ele deverá ser atualizado cotidianamente e, os registros realizados tomarão por base as habilidades definidas pela SMED para esta etapa da Educação Básica. Ressalta-se que as vivências definidas neste documento fundamentam-se no Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (Brasil, 1998), e em estudos relacionados ao processo de aprendizagem nessa área, considerando a faixa etária das crianças avaliadas. O que se pretende com este documento é auxiliar a equipe pedagógica através de referenciais teóricos a sistematizarem suas propostas e processo avaliativo, favorecendo o desenvolvimento e as aprendizagens típicas da faixa etária das crianças que freqüentam a Educação Infantil. Para isso, o professor deve se apoiar nas diretrizes aqui dispostas em cada linguagem para produzir seus projetos e sequencias, além de registrar ao final de cada semestre correspondente como foi a evolução das crianças diante das propostas (projetos e sequências) realizados. Dessa forma, é possível selecionar as vivências que se relacionam com o processo de desenvolvimento das crianças, em cada fase realizada.

6

7 ORIENTAÇÕES 1. O Diário de Classe é um dos instrumentos de acompanhamento e registro do desempenho das crianças da Educação Infantil. Além dele, o professor pode utilizar na sua prática cotidiana, outros instrumentos que auxiliem na coleta diária de informações, que retratem o processo vivenciado pelas crianças, tais como: portfólio (coletânea reflexiva e contextualizada das produções); caderno de registro das observações realizadas; diários de campo, dentre outros. 2. A avaliação da aprendizagem deve pautar-se nas aprendizagens definidas para a Educação Infantil, considerando os conteúdos desenvolvidos e a faixa etária das crianças. Ressalta-se que nesta etapa da Educação Básica a Avaliação não tem fins de promoção, mas sim de acompanhamento e prevenção de possíveis dificuldades a serem enfrentadas futuramente pela criança. 3. A avaliação proposta responde a duas funções importantes: adaptação da intervenção pedagógica às características individuais das crianças, mediante observações sistemáticas freqüentes e determinação do grau de eficácia das intenções previstas no planejamento. 4. A avaliação será sempre da criança em relação a si mesma e não comparativamente com as outras crianças. O olhar que busca captar o desenvolvimento, as expressões, a construção do pensamento e do conhecimento (etc.) deve identificar, também, seus potenciais, interesses, necessidades, pois, esses elementos serão cruciais para o professor planejar atividades ajustadas ao momento que a criança vive. A avaliação ocorre permanentemente e nunca como ato formal de teste, comprovação, atribuição de notas e atitudes que sinalizem punição.(diretrizes Curriculares Municipais para a Educação Infantil/SECULT/2012,pag.148). 5. As funções da avaliação acima referidas serão alcançadas a partir da: Avaliação inicial: situa o ponto de partida de cada uma das crianças para realizar Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 13

8 novas aprendizagens (diagnóstico inicial); este deverá ser realizado no momento em que a criança chega ao grupo. Avaliação formativa: proporciona a ajuda pedagógica mais adequada em cada momento, ou seja, acompanhamento da proposta (sequência ou projeto) adequando à realidade concreta do grupo, caso necessário. Esta prática traduz-se na observação sistemática do processo de aprendizagem da criança. Estas deverão ser registradas no espaço destinado para o Plano individual de Trabalho (PIT). O PIT é um plano individual de trabalho, que consiste em elaborar propostas complementares de acordo com a demanda da criança de forma individualizada. Este plano deverá ser estruturado pelo professor após o diagnóstico inicial ou em qualquer tempo em que se observem necessárias mediações específicas com o objetivo de que a criança se desenvolva de forma plena. Avaliação cumulativa: possibilita a visualização do percurso de aprendizagem trilhado por cada criança, já que neste instrumento constará a descrição evolutiva desde a avaliação diagnóstica, passando pelo Plano individual de trabalho (PIT) e propostas desenvolvidas (sequências e/ou projetos) durante o semestre. A finalidade deste instrumento não consiste na valoração quantitativa, no êxito ou no fracasso da criança na realização das propostas, mas ao contrário. Este instrumento visa retratar como a criança se portou na construção desse conhecimento, com base nas observações feitas pelo professor através de relatos que partam da proposta feita. 6. O processo de avaliação na Educação Infantil deve contar com a participação da família a partir da explicitação dos critérios de avaliação adotados pelo professor, ou seja, é necessário compartilhar o que se espera da criança em cada fase do processo, bem como os seus resultados. 7. Para cumprir com a sua função, o professor deve manter o Diário de Classe sempre atualizado, sem emendas e rasuras, e com registros diários, pois este é um documento oficial da escola, que guarda informações do processo educativo das crianças. Todas as observações referentes a atestados, faltas, suspensão de atividades ou qualquer intercorrência na frequência da criança deverá ser registrada no espaço destinado à observações no verso da ficha de frequência. 14 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

9 8. Os registros do desenvolvimento das crianças deverão ser realizados através do diagnóstico inicial, das observações para o plano individual de trabalho (PIT) que se darão no decorrer do desenvolvimento das sequências e/ou projetos, e por fim da elaboração de um relatório ao final de cada semestre. Este deverá ser feito em duas vias sendo entregue uma cópia para a família, proporcionando aos pais das crianças da Educação Infantil, uma visão do desenvolvimento de seus filhos. Considerando os seguintes âmbitos: Formação pessoal e social da criança Este âmbito deverá promover vivências que favorecerão, prioritariamente, a construção do sujeito. Tratando-se de questões que envolvem o desenvolvimento de capacidades que dirão respeito ao autoconhecimento (reconhecer-se enquanto sujeito), construindo assim a sua identidade, seus esquemas simbólicos de interação com os outros e com o meio, bem como a relação consigo mesmas. Conhecimento de mundo Neste âmbito a construção das diferentes linguagens se dará através de vivências pelas quais as crianças estabelecerão relações entre si e com os objetos de conhecimento, enfatizando aspectos culturais. É preciso que a avaliação seja coerente com o planejamento e seja proposta em diferentes momentos, já que esta também é um instrumento de suporte reflexivo para o professor sobre a sua prática pedagógica. As observações e os registros são dois grandes instrumentos que devem ser utilizados para avaliar e acompanhar o desenvolvimento das crianças. As observações poderão acontecer em momentos não programados sendo que estes sejam oriundos de uma situação espontânea e significativa para a criança observada, ou ainda poderá se dar de forma sistemática, quando são previamente traçados objetivos a serem atingidos pelas crianças, nos registros deverão conter a proposta feita à criança, suas reações às atividades e mediações realizadas pelo professor, revelando assim o percurso da criança até o final do semestre. 9. O registro da assiduidade das crianças deve ser realizado diariamente, de modo que o professor e o grupo possam acompanhar sua freqüência. É importante que identificada a ausência providências possam ser tomadas para que ela retorne a instituição, pois ao freqüentar o espaço institucional os vínculos da criança com a instituição e com o grupo são fortalecidos, dando à mesma a segurança para se desenvolver plenamente. Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 15

10 ASPECTOS A SEREM OBSERVADOS NO ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM Crianças de 0 a 1 ano Os professores deverão organizar sua prática de forma que possibilite vivências geradoras de aprendizagens para as crianças. Estas aprendizagens estão organizadas da seguinte forma: Cuidar de si APRENDIZAGENS VOLTADAS À FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL Familiarizar-se, gradativamente, com a própria imagem corporal. Reconhecer, progressivamente, o próprio corpo e as diferentes sensações que produz. Realizar pequenas ações cotidianas ao seu alcance, adquirindo maior independência. Interessar-se pelas brincadeiras e exploração de diferentes brinquedos. Participar de brincadeiras de esconder e achar e brincadeiras de imitação Escolher brinquedos, objetos e espaços para brincar. Fazer a higiene das mãos, ainda que com ajuda. Expressar desconforto relativo à presença de urina e fezes nas fraldas ou roupas pessoais. Interessar-se em desprender-se de fraldas. Apropriar-se, progressivamente, de hábitos regulares de higiene pessoal (interessar-se por lavar as mãos, limpar o nariz sozinho, escovar os dentes, etc.). 16 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

11 Comunicar que está com fome, sede, dor, frio, etc. Alimentar-se com progressiva autonomia, experimentando novos tipos de alimentos. Escolher, gradativamente, o que quer comer ao servir-se ou ser servido. Aprender a relacionar-se Pedir ajuda nas situações em que isso se faz necessário. Expressar seus desejos, desagrados, necessidades, preferências e vontades em brincadeiras e nas atividades cotidianas. Solicitar aconchego em situações cotidianas. Participar de situações com crianças de diferentes faixas etárias. Sobre o Meio Ambiente Guardar brinquedos e materiais, gradativamente, nos devidos lugares depois de utilizá-los nas atividades. Cooperar para que o entorno (ambiente que frequenta) esteja limpo. APRENDIZAGENS VOLTADAS AO BRINCAR E IMAGINAR Brincar com os professores de esconder e descobrir o rosto. Procurar e achar objetos que foram escondidos. Esconder-se em algum canto da sala e ser encontrado. Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 17

12 Encaixar peças de madeira. Empilhar cubos. Imitar gestos e vocalizações do professor, dos colegas, animais. Imitar sons de objetos (o som do relógio, o movimento de um carro, etc.). Bater com as mãos sobre uma superfície. Entrar e sair de espaços pequenos. Brincar de roda ou de ciranda imitando gestos e cantos do professor e dos colegas. Brincar de esconde-esconde, pega-pega, de jogar bola, de correr, com a supervisão do professor. Envolver-se em turnos de troca de objetos. APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM VERBAL ORALIDADE Compreender mensagens curtas (pedidos, comandos, perguntas, breves informações) que lhe são dirigidas. Estabelecer relações gradativas entre os objetos, acontecimentos, pessoas e os nomes que lhes são atribuídos. Substituir, gradualmente, a comunicação não verbal (gestos, mímicas) pela comunicação verbal (sons, palavras, frases). Nomear as pessoas, objetos e eventos mais familiares. Brincar de produzir sons com o professor, com outras crianças e sozinha. Distinguir a entonação da voz do professor quando ele conta histórias e quando se comunica em situações cotidianas. Expressar suas necessidades e desejos através de gestos, vocalizações, grito ou choro. Participar de situações mais coletivas de comunicação. 18 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

13 LEITURA Interessar-se pela leitura de histórias. Participar de situações de leitura de diferentes gêneros feita pelos adultos: quadrinhos, músicas, receitas, etc. ESCRITA Manusear e folhear materiais impressos (livros, jornais, revistas, histórias em quadrinhos, etc). Observar e participar de atos de escrita com função real, realizados pelo professor (construção de blocão com letras de músicas, quadrinhas, receitas). APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM CORPORAL EXPRESSIVIDADE Imitar gestos simples (agitar os braços, por exemplo). Seguir movimentos com os olhos e mover a cabeça na direção de sons. Apropriar-se da própria imagem (principalmente em fotos e espelhos). Observar-se fazendo movimentos diante do espelho. Explorar diferentes partes do corpo (pé, cabeça, mão, etc.). Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 19

14 EQUILÍBRIO E COORDENAÇÃO Segurar objetos por um tempo maior, inclusive segurar um alimento para comer. Sentar em diferentes inclinações. Deitar em diferentes posições. Tirar objetos de um recipiente e colocar em outro; Envolver-se em brincadeiras de esconder, atirar uma pequena bola, etc. Manter-se em pé, apoiando-se em algo ou na planta dos pés, sem ajuda. Deslocar-se no espaço engatinhando,correndo, andando ou saltando. Manipular objetos de diferentes formas (peso, texturas, tamanhos, que produzam sons, etc), usando movimentos como pegar, levar à boca, chutar, empilhar, encaixar, lançar em várias direções e de diferentes modos, etc. APRENDIZAGENS VOLTADAS ÀS LINGUAGENS ARTÍSTICAS EM RELAÇÃO À LINGUAGEM MUSICAL Fazer Musical Manusear objetos que produzem sons (ex: pequenos tambores, chocalhos, recipientes de plásticos cheios de diferentes materiais). Explorar materiais sonoros diversos. Participar de situações de construção de brinquedos sonoros com sucata. Participar de situações que envolvam brincadeiras e jogos cantados. Explorar as possibilidades expressivas da própria voz. 20 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

15 Apreciação musical Escutar músicas. Escutar obras musicais variadas. Escutar diversos tipos de sons (Ex: telefone, campanhia, a água correndo, a chuva, o cachorro latindo, o avião, etc.). Participar de situações que integrem músicas, canções e movimentos corporais. EM RELAÇÃO À LINGUAGEM TEATRAL Imitar gestos, movimentos e expressões de outras crianças, adultos ou personagens de histórias diversas que forem lidas, contadas ou dramatizadas. Brincar de ser coisas diferentes fazendo uso de maquiagem, adereço e fantasia. Apreciar teatro com animação de objetos, de fantoche, de bonecos e de sombras. Participar de situações onde possa ser ator ou espectador. Expressar gosto ou desagrado, alegria, medo ou tensão em relação a uma apresentação. EM RELAÇÃO À LINGUAGEM VISUAL O fazer artístico Manipular diferentes materiais, sentindo, rasgando, amassando, juntando, separando, sobrepondo, colando, etc. Usar diversas consistências de tintas para pintura. Utilizar as mãos para pintar. Movimentar o corpo no espaço, produzindo marcas na areia, pintando partes do corpo, reconhecendo a impressão das mãos e dos pés. Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 21

16 Explorar e manipular materiais como lápis e pincéis de diferentes texturas e espessuras, brochas, carvão, carimbo, entre outros, em tintas, água, areia, terra, argila, etc., e de variados suportes gráficos como jornal, papel, papelão, parede, chão, caixas, madeiras, etc. Articular visualmente as diferentes relações de claro e escuro em situações de brincadeira. Observar as transformações das cores das misturas de composições não tóxicas, mais especificamente sucos, mingaus de beterraba, gelatinas, etc. Apreciação Observar imagens diversas. Entrar em contato com a diversidade de produções artísticas, como desenhos, pinturas, fotografias, ilustrações, etc. Apreciar suas produções e a dos outros, por meio da observação. APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM MATEMÁTICA Números e Sistema de Numeração Explorar objetos que contenham números como telefone, relógio, etc. Participar de vivências onde o professor recite a contagem numérica. Forma 22 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

17 Manipular e explorar objetos e brinquedos com diferentes características. Fazer tentativas de jogar objetos de formas diferentes (cilindros, cubos, quadrados, triângulos, etc). Espaço Manipular e explorar objetos que possibilitem situações de empilhar, rolar e construir. Explorar os espaços da instituição. Brincar de encontrar objetos, gradativamente, antecipar onde eles podem estar escondidos e fazer o deslocamento necessário para procurá-lo. Explorar espaços bidimensionais e tridimensionais, utilizando materiais e ferramentas diferentes, a exemplo de caixas de tamanhos e alturas variadas. Grandezas e medidas Participar de atividades de exploração e manipulação (agrupar objetos, empilhar, colocar um dentro do outro, encher, etc). Explorar as relações de peso, tamanho, volume e direção das formas tridimensionais. APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM DA CULTURA E DA NATUREZA Participar de atividades que envolvam histórias, brincadeiras e canções relacionadas às tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos. Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 23

18 Explorar diferentes objetos, suas propriedades e relações simples de causa e efeito. Explorar o ambiente, estabelecendo contato com pequenos animais e plantas, manifestando curiosidade e interesse. ASPECTOS A SEREM OBSERVADOS NO ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM Crianças de 1 a 3 anos Os professores deverão organizar sua prática de forma que possibilite vivências geradoras de aprendizagens para as crianças. Estas aprendizagens estão organizadas da seguinte forma: Cuidar de si APRENDIZAGENS VOLTADAS À FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL Comer sem ajuda e usar talheres adequadamente, de forma gradativa. Expressar preferências em relação a cheiros e paladares. Executar movimentos colaborativos ao vestir-se ou desnudar-se, como colocar (ou tirar) os sapatos, desabotoar, etc. Identificar produtos que não devem ser ingeridos. Tomar cuidados necessários à proteção do corpo conforme manipula tintas, objetos pontiagudos e ao brincar. Reconhecer situações de potencial perigo e tomar precauções para evitá-las. 24 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

19 Dormir sozinho sem a utilização de objeto de transição (chupeta, e/ou paninho). Apreciar os sabores, as cores, as texturas e a consistência de diferentes alimentos. Perceber a vontade, ir ao banheiro e ter progressivo controle dos esfíncteres. Lavar as mãos, limpar o nariz, escovar os dentes, usar o sabonete e enxugar-se com a toalha, com a ajuda do adulto. Localizar, no ambiente, objetos habituais e acessá-los com progressiva autonomia. Aprender a relacionar-se Identificar, progressivamente, algumas singularidades próprias das pessoas com as quais convive, cotidianamente, em situações de interação. Respeitar regras simples de convívio social. Cooperar, solidarizar-se com os companheiros e outras pessoas. Participar, com interesse, de situações que envolvem a relação com o outro, incluindo diferentes faixas etárias. Conviver com todas as crianças, respeitando as diferenças referentes a: etnia, gênero, religião, condição sócio cultural, ou em razão de necessidades educacionais especiais. Comunicar-se com diferentes parceiros, em duplas ou em pequenos grupos, usando gestos, expressões faciais e movimentos corporais. Resolver conflitos a partir de diálogo com outras crianças e adultos. Identificar elementos que lhe provocam medo e buscar ajuda para superá-lo. Sobre o Meio Ambiente Identificar, progressivamente, situações onde haja o desperdício de água e de energia. Perceber a necessidade de cuidar e preservar plantas em hortas e jardins. Reconhecer que os animais domésticos necessitam de cuidados. Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 25

20 Perceber, progressivamente, o impacto do lixo no meio ambiente. Participar de situações de organização de materiais e brinquedos. Separar o lixo em recipientes próprios, entrando em contato progressivo com ações voltadas para construção de procedimentos e atitudes. APRENDIZAGENS VOLTADAS AO BRINCAR E IMAGINAR Participar com os companheiros de brincadeiras de roda e ciranda, cantando e fazendo os gestos esperados, sem precisar ter o professor como modelo. Assumir papeis ao reproduzirem situações cotidianas no faz de conta, mediado por objetos e indumentárias. Imitar as ações de um personagem de uma história lida (Ex.: imitar o lobo da história, caminhar como os sete anões cantando na floresta, etc). Brincar com marionetes, reproduzindo falas simples de personagens que memorizaram ou inventaram. Construir, com o auxílio do professor, brinquedos com sucatas, a partir de modelos, casas ou castelos com areia, tocos de madeira e outros materiais. Brincar com a sonoridade de palavras, com variações de um gesto, ou de uma postura corporal. Brincar de seguir o mestre, de lenço atrás, de caça ao tesouro, etc. Montar quebra-cabeça com ajuda. Explicar a um ou mais colegas como se participa de uma brincadeira com regra, usando suas palavras e a sua forma de entender a brincadeira e seu funcionamento. Dramatizar um enredo, usando bonecos como atores, dizer aos colegas ou ao professor quais devem ser os personagens, os objetos e adereços necessários ao faz de conta de um determinado tema. Brincar de cantar, de dançar, de desenhar, de escrever, de jogar futebol, etc. Demonstrar interesse e aprender novas brincadeiras. 26 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

21 Prolongar cada vez mais seu tempo em brincadeiras. Descrever uma brincadeira vivenciada. APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM VERBAL EM RELAÇÃO À LINGUAGEM ORAL Oralidade Ouvir com atenção ( atenção a opinião dos colegas, a contação de histórias, as conversas na roda, as orientações do professor, etc.). Ouvir histórias e reconhecer elementos das histórias nas ilustrações. Responder a perguntas, utilizando palavras e frases conhecidas. Relatar pequenos fatos e experiências significativas, descrevendo situações e objetos com a ajuda de outras crianças e do adulto. Participar, embora por breves períodos de rodas de conversa, nas quais as seguintes atividades são desenvolvidas: cantar canções acompanhadas de movimentos, escutar histórias curtas, escutar poesias, contar novidades. Reproduzir, oralmente, pequenos textos como canções, quadrinhas, parlendas, histórias, etc. Expressar desejos, necessidades e sentimentos, através da linguagem oral e/ ou linguagem gestual, interagindo nas situações cotidianas de comunicação. Participar de diferentes momentos verbais, comunicando-se em diferentes contextos e com diversidade de interlocutores. Ampliar seu vocabulário a partir da incorporação de termos advindos das experiências vivenciadas. Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 27

22 Leitura Interessar-se pela leitura de histórias. Participar de situações de leitura de diferentes gêneros feitas pelos adultos: quadrinhos, músicas, receitas, etc. Desenvolver, progressivamente, procedimentos leitores apoiados em modelos adultos, de forma não convencional. Manusear, com progressivo interesse, materiais impressos como livros, revistas, etc (previamente apresentados ao grupo). Escrita Vivenciar situações de escrita em suas brincadeiras. Reconhecer a escrita do seu próprio nome. Compreender a função do nome como identificadora de suas atividades e pertences. Familiarizar-se com diferentes portadores textuais (contos, notícias de jornal, adivinhações, poesias, etc.). Identificar e escrever seu nome a partir de uma ficha modelo. Desenhar livremente. Identificar a letra inicial do seu nome e de outras palavras significativas. Participar de situações de escrita com função social real, com a ajuda do professor (textos coletivos, bilhetes para os pais, descrição de gravuras, combinados). Imitar comportamento escritor em suas brincadeiras simbólicas; assinar documentos, anotar recados, fazer listas de compras, etc. 28 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

23 APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM CORPORAL EXPRESSIVIDADE Explorar as possibilidades de gestos e ritmos corporais para expressarem-se nas brincadeiras e nas demais situações de interação. Explorar as partes do corpo, conhecendo e identificando as qualidades do próprio corpo e do corpo dos outros, e de suas semelhanças e diferenças. Observar-se e observar o outro, fazendo movimentos diante do espelho. Participar de danças de diferentes gêneros e outras expressões de cultura corporal (mímica, teatro). EQUILÍBRIO E COORDENAÇÃO Empurrar carrinhos e caixas, marchar, dançar, rolar, subir e descer de cadeiras, etc. Empilhar blocos ou outros objetos. Explorar e utilizar os movimentos de preensão, encaixe, lançamento, etc., para uso de objetos diversos. Saltar longe e em profundidade. Avançar na segurança e na agilidade dos movimentos. Caminhar levando objetos. Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 29

24 APRENDIZAGENS VOLTADAS ÀS LINGUAGENS ARTÍSTICAS Fazer Musical Manusear objetos que produzem sons (ex: pequenos tambores, chocalhos, recipientes de plásticos cheios de diferentes materiais). Explorar materiais sonoros diversos. Construir brinquedos sonoros com sucata. Interpretar músicas e canções diversas. Participar de brincadeiras cantadas e rítmicas. Seguir o ritmo das músicas com movimentos corporais. Criar canções e letras. Explorar diferentes maneiras de produzir sons com o próprio corpo. APRECIAÇÃO MUSICAL Escutar músicas. Escutar obras musicais variadas (clássicas, populares, cantadas, étnicas e instrumentais). Escutar diversos tipos de som (Ex: telefone, campainha, a água correndo, a chuva, o cachorro latindo, o avião, etc.). Participar de situações que integrem músicas, canções e movimentos corporais. Participar de situações que envolvam o contato com as qualidades sonoras (intensidade, duração, timbre, altura) de objetos e instrumentos musicais diversos, mesmo sem reconhecê-los convencionalmente. Participar de situações em que a música, canções ou sons produzidos por brinquedos sonoros se façam presentes em contações de histórias. Ampliar ritmos diferentes de músicas e canções. Demonstrar sua preferência por músicas instrumentais, canções, acalantos, 30 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

25 cantigas de roda, brincos, parlendas, trava-línguas, mnemônicas, adivinhas, etc. EM RELAÇÃO À LINGUAGEM TEATRAL Imitar gestos, movimentos e expressões de outras crianças, adultos ou personagens de histórias diversas que forem lidas, contadas ou dramatizadas. Brincar de ser coisas diferentes, fazendo uso de maquiagem, adereço e fantasia. Apreciar teatro com animação de objetos, de fantoche, de bonecos e de sombras. Participar de situações onde possa ser ator ou espectador. Participar da teatralização de histórias conhecidas, com ou sem uso de máscaras, fantasias, maquiagem ou adereços. Reconhecer algumas características de personagens socializados. Criar histórias e enredos para dramatizar. Improvisar situações e personagens, usando bonecos, brinquedos e objetos. Apreciar as apresentações, destacando aspectos como: sons, luzes, cenários, fantasias e falas dos personagens. Descrever os sentimentos de agrado ou desagrado, de medo ou de felicidade em relação à apresentação. EM RELAÇÃO À LINGUAGEM VISUAL O fazer artístico Manipular diferentes materiais, sentindo, rasgando, amassando, juntando, separando, sobrepondo, colando, etc. Usar diversas consistências de tintas para pintura. Utilizar as mãos para pintar. Movimentar o corpo no espaço, produzindo marcas na areia, pintando partes do corpo, reconhecendo a impressão das mãos e dos pés. Explorar e manipular materiais como lápis e pincéis de diferentes texturas e espessuras, brochas, carvão, carimbo, etc, de meios como tintas, água, areia, Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos 31

26 terra, argila, etc., e de variados suportes gráficos como jornal, papel, papelão, parede, chão, caixas, madeiras, etc. Cuidar do próprio corpo no contato com os suportes e materiais de artes. Cuidar do corpo dos colegas no contato com os suportes e materiais de artes. Cuidar dos materiais, dos trabalhos e objetos produzidos individualmente. Cuidar dos materiais, dos trabalhos e objetos produzidos coletivamente. Criar pinturas com consistências diferentes (dura ou mole); temperatura variada (quente ou frio); pesos diversos (leve ou pesado). Identificar sua produção, dentre outras. Explorar os materiais experimentados. Observar e interagir com os processos de produção das demais crianças, incluindo as de outras faixas etárias. APRECIAÇÃO Observar imagens diversas. Identificar imagens diversas Conhecer a diversidade de produções artísticas, como desenhos, pintura, fotografias, ilustrações, etc. Apreciar suas produções e a dos outros, por meio da observação. APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM MATEMÁTICA Números e Sistema de Numeração Recitar, oralmente, sequências numéricas em brincadeiras e músicas junto com o professor e nos diversos contextos nos quais as crianças reconheçam essa utilização como necessária. Dominar, progressivamente, a sucessão ordenada dos números através de 32 Diário de Classe: Educação Infantil - Creche de 0 a 3 anos

27 procedimentos de contagem. Utilizar diferentes formas de representação de quantidades. Entrar em contato, com situações do dia-a-dia, favorecendo a construção de noções matemáticas referentes à construção do conceito de número. Comunicar quantidades através do nome dos números. Registrar, ainda que de maneira não convencional, controle de material, quantidade de crianças que irão lanchar, pontuação de brincadeiras, quantidade de crianças presentes no dia. Forma Separar objetos de acordo com uma de suas características (cor, espessura ou tamanho). Construir objetos com diferentes materiais. Descrever algum atributo (pequeno/grande; comprido/curto; redondo/ quadrado) de objetos diversificados. Espaço Representar o espaço em outra dimensão através de brincadeiras de construir torres, pistas para carrinhos e cidades com blocos de encaixe ou madeira. Explorar o espaço, realizando deslocamento de objetos e de si mesmo. Deslocar-se em meio a obstáculos dispostos ao longo do trajeto (passando por cima, por baixo, rodeando, equilibrando, etc.). Identificar algumas posições dos objetos no espaço. Explorar percursos verticais, horizontais e em círculos (andar em cima da corda, bambolê, etc.). Conhecer os espaços da instituição e suas funções, compreendendo as noções de dentro, fora, em cima, perto, longe e explorando caminhos diversos para chegar a um lugar. Construir formas planas e volumosas considerando suas relações com os espaços tridimensionais, por meio de esculturas, modelagens, etc.

28 Grandezas e medidas Manipular instrumentos de medida em situações de brincadeiras, onde seja necessário mensurar comprimento, peso, volume e tempo. Explorar relações de peso, tamanho e volume das formas bidimensionais ou tridimensionais ao construir formas planas e volumosas. APRENDIZAGENS VOLTADAS À LINGUAGEM DA CULTURA E DA NATUREZA ӹ Participar de atividades que envolvam histórias, brincadeiras e canções relacionadas às tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos. Cuidar de pequenos animais por meio de atividades que envolvam a observação, a troca de ideias entre as crianças e a criação com ajuda do professor. Cuidar de plantas e observar o seu crescimento, sua transformação e participar dos cuidados que exigem como regar, verificar a presença de pragas, etc. Mostrar interesse e curiosidade pelo ambiente físico e social à sua volta, fazendo perguntas, movimentando-se, gradativamente, com independência, expondo suas idéias. Participar de atividades que envolvam processo de culinária ou de confecção de objetos para ajudar a levantar questões relativas a transformação de elementos. Aprender a agir sobre objetos e materiais, com ajuda do professor, fazendo e criando misturas (massinha, mingau grosso de água e maisena, etc.). Reconhecer diferenças e semelhanças entre sua organização familiar e de outras crianças. Observar fenômenos e elementos da natureza presentes no dia-a-dia e reconhecer algumas características (calor produzido pelo sol, chuva, claro e escuro; quente e frio).

29 PROJETO E/OU SEQUÊNCIA Este espaço é destinado ao registro das propostas (nome dos projetos e/ou sequencias). 1º SEMESTRE

30 PROJETO E/OU SEQUÊNCIA Este espaço é destinado ao registro das propostas (nome dos projetos e/ou sequências). 2º SEMESTRE

31

32 OBSERVAÇÕES REFERENTES À FREQUÊNCIA

33 REGISTRO DO PERCURSO DA CRIANÇA NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO Nome: Idade: anos e meses. DIAGNÓSTICO INICIAL DATA: / /

34 Professora:

35 OBSERVAÇÕES DO ACOMPANHAMENTO DURANTE O 1º SEMESTRE PIT - Plano Individual de Trabalho

36

37 Instituição: Nome: Grupo: Turma: RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 1º SEMESTRE (frente e verso, data e assinatura no verso)

38 Data: / / Professora: Coordenador Pedagógico ou Gestor:

39 Instituição: Nome: Grupo: Turma: RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 1º SEMESTRE (frente e verso, data e assinatura no verso)

40 Data: / / Professora: Coordenador Pedagógico ou Gestor:

41 OBSERVAÇÕES DO ACOMPANHAMENTO DURANTE O 2º SEMESTRE PIT - Plano Individual de Trabalho

42

43 Instituição: Nome: Grupo: Turma: RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 2º SEMESTRE (frente e verso, data e assinatura no verso)

44 Data: / / Professora: Coordenador Pedagógico ou Gestor:

45 Instituição: Nome: Grupo: Turma: RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 2º SEMESTRE (frente e verso, data e assinatura no verso)

46 Data: / / Professora: Coordenador Pedagógico ou Gestor:

47

48

49

50

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos Prefeitura Municipal do Salvador Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos COMPETÊNCIA CONTEÚDO

Leia mais

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem.

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem. Brasília, 24 de fevereiro de 2014. Senhores Pais e/ou Responsáveis, Neste documento, listamos os conteúdos e objetivos referentes às aprendizagens pretendidas para os alunos do Maternal II, durante o 1º

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS De acordo com o PCN e o Referencial Curricular da Educação Infantil, a instituição deve criar um ambiente

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL. PRÉ I Professoras Caroline e Ana Lucia Habilidades vivenciadas no 2º bimestre 2011

EDUCAÇÃO INFANTIL. PRÉ I Professoras Caroline e Ana Lucia Habilidades vivenciadas no 2º bimestre 2011 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezados Pais e/ou Responsáveis, Estamos vivenciando o segundo bimestre letivo e o processo de aprendizagem representa pra nós, motivo de alegria e conquistas diárias. Confiram as habilidades

Leia mais

Pré-Escola 4 e 5 anos

Pré-Escola 4 e 5 anos PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC DIÁRIO DE CLASSE Educação Infantil Pré-Escola 4 e 5 anos DIÁRIO DE CLASSE ESCOLA: CRE: ATO DE CRIAÇÃO DIÁRIO OFICIAL / /

Leia mais

COLÉGIO MAGNUM BURITIS

COLÉGIO MAGNUM BURITIS COLÉGIO MAGNUM BURITIS ENSINO FUNDAMENTAL PROGRAMAÇÃO 1ª ETAPA / 2013 MATERNAL III PROGRAMAÇÃO DA 1ª ETAPA 2013 MATERNAL 3 ANOS Organize suas atividades de forma ordenada, dando a cada uma o seu tempo

Leia mais

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 3 PROGRAMAÇÃO DE CONTEÚDOS 2º. VOLUME. Programação de conteúdos/conhecimentos privilegiados

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 3 PROGRAMAÇÃO DE CONTEÚDOS 2º. VOLUME. Programação de conteúdos/conhecimentos privilegiados EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 3 PROGRAMAÇÃO DE CONTEÚDOS 2º. VOLUME Programação de conteúdos/conhecimentos privilegiados Unidade 4 O mundo secreto das tocas e dos ninhos Unidade 5 Luz, sombra e ação! Unidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO TÉCNICA - PEDAGÓGICA PROINFÂNCIA 2009

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO TÉCNICA - PEDAGÓGICA PROINFÂNCIA 2009 EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA EDUCAÇÃO INFANTIL I - CONHECENDO A SI MESMO E APRENDENDO A SE RELACIONAR Com relação à aprendizagem sobre si mesmo e sobre as relações espera-se que as crianças aprendam:

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 1º VOLUME ARTES VISUAIS O FAZER ARTÍSTICO Criação de desenhos, pinturas e colagens, com base em seu próprio repertório. Exploração das possibilidades oferecidas por diferentes

Leia mais

AVALIAÇÃO SEMESTRAL DO ALUNO Maternal I

AVALIAÇÃO SEMESTRAL DO ALUNO Maternal I Departamento Pedagógico Seção de Educação Infantil AVALIAÇÃO SEMESTRAL DO ALUNO Maternal I...a mudança da avaliação é fundamental para que deixe de atrapalhar a prática pedagógica e ajude a qualificá-la.

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO

INFORMATIVO 2015 GRUPO INFORMATIVO 2015 GRUPO 5 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar Departamento Educação Pré Escolar Ano letivo 2013/2014 A avaliação do processo permite reconhecer a pertinência e sentido

Leia mais

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de Vale de Ovil Escola Básica e Secundária do Vale de Ovil Código 345702 CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é qualitativa e contínua com o objectivo de reconhecer

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, 1621 - CEP 85.901-150 Toledo - Paraná

Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, 1621 - CEP 85.901-150 Toledo - Paraná Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, 1621 - CEP 85.901-150 Toledo - Paraná Plano de Trabalho Docente 2014 Educação Infantil Estimulação

Leia mais

Competências Gerais a Desenvolver no Pré-Escolar

Competências Gerais a Desenvolver no Pré-Escolar Competências Gerais a Desenvolver no Pré-Escolar ÁREA DA FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL SOCIALIZAÇÃO Desenvolver atitudes procedimentos e conceitos Interiorizar valores espirituais morais e críticos Desenvolver

Leia mais

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM CURRÍCULO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM ORALIDADE Formar frases com seqüência e sentido. Relacionar palavras que iniciam com vogais. Associar primeira letra/som em palavras iniciadas por vogal. Falar

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL II OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Propiciar a socialização da criança através da participação numa comunidade mais ampla, onde descubra e domine regras próprias do convívio social.

Propiciar a socialização da criança através da participação numa comunidade mais ampla, onde descubra e domine regras próprias do convívio social. EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

COLÉGIO MAGNUM BURITIS

COLÉGIO MAGNUM BURITIS COLÉGIO MAGNUM BURITIS ENSINO FUNDAMENTAL PROGRAMAÇÃO 3ª ETAPA / 2014 MATERNAL III Srs. pais ou responsáveis, caros alunos, Vocês estão recebendo a programação da 3ª Etapa de 2014. Este material serve

Leia mais

ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE

ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE Unidade II ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL Profa. Ana Lucia M. Gasbarro A formação pessoal e social da criança, áreas de conhecimento e desenvolvimento da criança Introdução A importância

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Infantil II Segmento I

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Infantil II Segmento I Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2010 Infantil II Segmento I PLANO DE CURSO 2009 INFANTIL II Disciplina: ARTES Série: INFANTIL II Segmento: I COMPETÊNCIAS HABILIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS -

Leia mais

Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam?

Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam? Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam? Profª. Ms. Cláudia Yazlle Profª. Ms. Gabriela Maffei 5 e 6 de junho Objetivos da aula de hoje As crianças de 4

Leia mais

COLÉGIO MAGNUM BURITIS

COLÉGIO MAGNUM BURITIS COLÉGIO MAGNUM BURITIS ENSINO FUNDAMENTAL PROGRAMAÇÃO 3ª ETAPA / 2014 MATERNAL II Srs. pais ou responsáveis, caros alunos, Vocês estão recebendo a programação da 3ª Etapa de 2014. Este material serve de

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 TURMA: Nível 3 PERÍODO: 23/02 a 22/05 DISCIPLINA/PROFESSOR/A OBJETIVO CONTEÚDOS Maria Helena Walber Criar desenhos, pinturas, modelagens, colagens a partir do próprio repertório;

Leia mais

Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, 1621 - CEP 85901-150 Toledo Paraná

Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, 1621 - CEP 85901-150 Toledo Paraná Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, 1621 - CEP 85901-150 Toledo Paraná Plano de Trabalho Docente 2014 Educação Infantil Pré Escolar

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL Disciplina: NATUREZA e SOCIEDADE Ano: INFANTIL IV Educação Infantil Competências Habilidades a serem desenvolvidas Eixo/Conteúdos

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Revelar curiosidade e desejo de saber; Explorar situações de descoberta e exploração do mundo físico; Compreender mundo exterior mais próximo e do

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016 Critérios de Avaliação da Educação Pré-Escolar Página 1 Introdução O princípio consensualmente partilhado de que a avaliação é um elemento integrante e regulador

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular/Ciclo: 1º Ciclo Disciplina: Expressões Artísticas e Físico-Motora Ano de escolaridade: 4º ano Ano letivo: 2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala

Leia mais

PLANEJAMENTO DO TRIMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL III

PLANEJAMENTO DO TRIMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL III 1ª ETAPA COMPONENTE CURRICULAR - BRINCAR Objetos e Significados na brincadeira Participar das brincadeiras exploradas. Utilizar os brinquedos de maneira cuidadosa. Participar de jogos com ou sem a intervenção

Leia mais

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo.

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo. Centro Educacional Mundo do Saber Maternal II Ano Letivo: 2013 Tema: A fazenda do tio Chico Professora: Heloiza Regina Gervin Plano Anual Eu sou tio Chico, um menino muito esperto e que adora brincar e

Leia mais

A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL

A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL Por que a criança de seis anos no ensino fundamental? Porque, pelo que entendi, em minha vida inteirinha, para umas coisas serei grande, para outras, pequenininha.

Leia mais

Planificação Anual da Sala dos 5anos

Planificação Anual da Sala dos 5anos Nome do Aluno: Janine Colaço Reis Planificação Anual da Sala dos 5anos Calendarizaçã o (mês) Áreas de conteúdo/ Conteúdos Curriculares Competências Situações de aprendizagem/ Estratégias Recursos Humanos/

Leia mais

Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS

Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS e Comunicação Formação Pessoal e Social Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS Nome: Idade: 3 anos Sala: Educação pré-escolar Ano letivo / 1º período Assiduidade Presenças: Faltas: Sabe o seu primeiro nome.

Leia mais

Exposição e relato de experiências de Objetos Educacionais Construção de Instrumentos Musicais Artesanais. Rio Verde GO

Exposição e relato de experiências de Objetos Educacionais Construção de Instrumentos Musicais Artesanais. Rio Verde GO EMEFTI PROFESSOR WALDYR EMRICH PORTILHO GESTORA: GERLIANESANTANA GOUVEIA CABRAL COORD. ÁREA: ARISTÓTELES MESQUITA DE LIMA NETTO PROFESSORA SUPERVISORA: ELIZANGELA F. RODRIGUES Exposição e relato de experiências

Leia mais

ATIVIDADE PERMANENTE DE BERÇÁRIO

ATIVIDADE PERMANENTE DE BERÇÁRIO ATIVIDADE PERMANENTE DE BERÇÁRIO EIXO: MOVIMENTO PROFESSORA: Hanilene Prust P. Vernizzi DURAÇÃO: 1º semestre de 2013 NÍVEL: B III ORIENTADORA DE ESCOLA: CÁSSIA MARIA VIEIRA CONTEÚDO: Aperfeiçoamento dos

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO

CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO Falar de educação é em primeiro lugar falar de ser humano. E falar de ser humano é pensar e sentir, deslocar-se de lugares e posições

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Critérios Gerais de Avaliação Educação Pré-Escolar 2014/15 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa em cada nível de educação e

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES Disciplina: Linguagem. Períodos: Infantil 4 1º, 2º, 3º. Conteúdo

DIRETRIZES CURRICULARES Disciplina: Linguagem. Períodos: Infantil 4 1º, 2º, 3º. Conteúdo Linguagem Letras do alfabeto Nome próprio, nome da escola, histórias Nome das profissões, histórias, músicas Histórias, nome das plantas Histórias em quadrinho, brincadeiras, nome dos brinquedos Nome dos

Leia mais

Planificação Curricular Pré-escolar

Planificação Curricular Pré-escolar PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ciclo/ Área/ Disciplina: Pré-escolar Ano Letivo 2012/2013 Área de Formação pessoal e Social Esboço Curricular para a Educação de Infância (segundo as Orientações Curriculares

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE CHAPECÓ SC

A CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE CHAPECÓ SC A CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE CHAPECÓ SC FIGUEIREDO, Anelice Maria Banhara - SME / Chapecó/SC anelicefigueiredo@gmail.com LORENZET, Simone Vergínia - SME

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades: OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL V - 2012 A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

Leia mais

Composição de pequenas músicas a partir de outras já existentes e de versos; a partir de objetos, da voz, do corpo, do silêncio.

Composição de pequenas músicas a partir de outras já existentes e de versos; a partir de objetos, da voz, do corpo, do silêncio. MÚSICA A música é uma linguagem expressiva importante a ser incentivada desde os primeiros anos de vida. O trabalho com música na escola de Educação Infantil deve respeitar as diferenças regionais e suas

Leia mais

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA BÁRBARA Departamento Pré-Escolar/1º Ciclo 151 956 Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar Área

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE

PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE Disciplina Eixos temáticos (conteúdos) Habilidades prioritárias a serem desenvolvidas pelo educando. Matemática Natureza e Arte Ampliação do vocabulário; Coordenação motora; Linguagem

Leia mais

A Prática Pedagógica no Berçário. Maria Carmen Silveira Barbosa

A Prática Pedagógica no Berçário. Maria Carmen Silveira Barbosa A Prática Pedagógica no Berçário "As pequenas atividades quotidianas tornam-se hábitos sobre os quais a criança fundamenta a sua autonomia" Tonucci Maria Carmen Silveira Barbosa As creches durante muitos

Leia mais

CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013. Telef: 238490000 Fax: 238490003 Av. Cidade da Covilhã Apto. 52 6290-322 Gouveia - www.abpg.

CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013. Telef: 238490000 Fax: 238490003 Av. Cidade da Covilhã Apto. 52 6290-322 Gouveia - www.abpg. CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013 Unidade 1 Vamos à escola PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2012/2013 Unidade 2 Uma árvore de Natal muito familiar Mês: Outubro/Novembro/Dezembro Objetivos

Leia mais

O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA UNIDADE 5 ANO 2

O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA UNIDADE 5 ANO 2 O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA UNIDADE 5 ANO 2 O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA INICIANDO A CONVERSA APROFUNDANDO O TEMA Por que ensinar gêneros textuais na escola? Registro

Leia mais

COLÉGIO MARISTA SANTA MARIA - EDUCAÇÃO INFANTIL- PROJETO ADAPTAÇÃO: VAI COMEÇAR A BRINCADEIRA

COLÉGIO MARISTA SANTA MARIA - EDUCAÇÃO INFANTIL- PROJETO ADAPTAÇÃO: VAI COMEÇAR A BRINCADEIRA COLÉGIO MARISTA SANTA MARIA - EDUCAÇÃO INFANTIL- PROJETO ADAPTAÇÃO: VAI COMEÇAR A BRINCADEIRA NIVEL 1 TURMAS: 1, 2, 3 E 4. PROFESSORAS: ALINE, DANIELE, JOCELAINE E ROSEMARI. Projeto adaptação: Vivências,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA 1ª ETAPA MATERNAL 3 ANOS

PROGRAMAÇÃO DA 1ª ETAPA MATERNAL 3 ANOS Programação da 1ª Etapa Maternal 3 Educação Infantil PROGRAMAÇÃO O FATO DE DAR JÁ SUPÕE O MÉRITO DE RECEBER. Sto. Agostinho DA 3ª ETAPA Prezados Pais: Vocês estão recebendo a programação do trabalho pedagógico

Leia mais

Anexos I. Objetivos para a Educação Pré-Escolar

Anexos I. Objetivos para a Educação Pré-Escolar Anexos I Objetivos para a Educação Pré-Escolar Domínio da Matemática CONHECI MENTO DO MUNDO FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 3 ANOS 1.º PERÍODO Independência/Autonomia Saber o seu nome Conhecer e utilizar o seu

Leia mais

Programação da 1ª Etapa Maternal 3 anos Educação Infantil

Programação da 1ª Etapa Maternal 3 anos Educação Infantil Programação da 1ª Etapa Maternal 3 anos Educação Infantil Prezados Pais: Nunca falamos tanto em autonomia, quando tratamos da educação dos mais novos. Está muito claro para nós que o processo de construção

Leia mais

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 1. Tema: Boa alimentação Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza e Sociedade (x) Matemática 2. Duração:

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS GERAIS Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e expressão, interessando-se por conhecer

Leia mais

Departamento das Educação Pré-escolar

Departamento das Educação Pré-escolar Departamento das Educação Pré-escolar A melhoria da qualidade das aprendizagens, a avaliação implica, no quadro da relação entre o jardim-de-infância, a família e a escola, uma construção partilhada que

Leia mais

Salas: 12 aos 24 Meses - Sala de 1 ano (1) Educador: Gilberto Carmo

Salas: 12 aos 24 Meses - Sala de 1 ano (1) Educador: Gilberto Carmo Salas: 12 aos 24 Meses - Sala de 1 ano (1) Educador: Gilberto Carmo SETEMBRO Adaptação A escola e o grupo Outono Observar o meio Explorar o meio envolvente Adaptar-se ao espaço e ao grupo Deslocar-se autonomamente

Leia mais

Presença das artes visuais na educação infantil: idéias e práticas correntes

Presença das artes visuais na educação infantil: idéias e práticas correntes Capítulo 15 - Artes Visuais Introdução As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentido a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por meio da organização de linhas, formas, pontos, tanto

Leia mais

EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA...

EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA... EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA... JUSTIFICATIVA Desde o nascimento a criança está imersa em um contexto social, que a identifica enquanto ser

Leia mais

COLÉGIO MAGNUM BURITIS

COLÉGIO MAGNUM BURITIS COLÉGIO MAGNUM BURITIS ENSINO FUNDAMENTAL PROGRAMAÇÃO 1ª ETAPA / 2013 1º ANO PROGRAMAÇÃO DA 1ª ETAPA 2013 1º ANO A verdadeira unidade entre os homens é produzida, reforçada e protegida pela comunhão no

Leia mais

Maternal 3 anos Educação Infantil

Maternal 3 anos Educação Infantil Maternal 3 anos Educação Infantil Eixo temático: Tema: Joca e suas aventuras As crianças, nesta fase, caracterizam-se pelo movimento e pela ação. Agem ativamente em seu entorno, acompanhando seus movimentos

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015. Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Departamento do Pré Escolar 1

Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015. Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Departamento do Pré Escolar 1 Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015 Departamento do Pré Escolar 1 Introdução O princípio consensualmente partilhado de que a avaliação é um elemento integrante e regulador da prática

Leia mais

A LINGUAGEM ESCRITA COMO UMA DAS MÚLTIPLAS

A LINGUAGEM ESCRITA COMO UMA DAS MÚLTIPLAS A LINGUAGEM ESCRITA COMO UMA DAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS DA CRIANÇA Professor(a), no tema anterior, A criança de seis anos no ensino fundamental, falamos sobre quem são e como são essas crianças que ingressam

Leia mais

PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS

PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS SÉRIE: Berçário A Berçário

Leia mais

O TRABALHO COM BEBÊS

O TRABALHO COM BEBÊS O TRABALHO COM BEBÊS FREITAS, Clariane do Nascimento de UFSM, Projeto Uma interlocução entre pesquisadores, acadêmicos e o processo educacional vivido no Núcleo de Educação Infantil Ipê Amarelo clarianefreitas@bol.com.br

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

PROJETO: CASA DE BRINQUEDO 1 RELATO DO PROCESSO

PROJETO: CASA DE BRINQUEDO 1 RELATO DO PROCESSO PROJETO: CASA DE BRINQUEDO 1 RELATO DO PROCESSO Áreas: Matemática, Artes Plásticas Transversal: Meio Ambiente Faixa etária: 4 a 5 anos Turma com 30 crianças Duração: agosto a outubro/2004 Produto final:

Leia mais

INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano LÍNGUA PORTUGUESA

INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano LÍNGUA PORTUGUESA INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano Com o objetivo de promover avanços no desenvolvimento dos educandos, tendo em vista a aquisição de novos conhecimentos, habilidades e a formação de atitudes e valores

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Expressar curiosidade e desejo de saber; Reconhecer aspetos do mundo exterior mais próximo; Perceber a utilidade de usar os materiais do seu quotidiano;

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 1

INFORMATIVO 2015 GRUPO 1 INFORMATIVO 2015 GRUPO 1 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Maria dos Prazeres Nunes 1 INTRODUÇÃO No Brasil a expansão da educação ocorre de forma lenta, mas, crescente nas últimas décadas. Com base nas determinações

Leia mais

Conhecendo o Aluno com Deficiência Múltipla

Conhecendo o Aluno com Deficiência Múltipla I - [FICHA DE AVALIAÇÃO SOBRE O ALUNO COM DEFICIÊNCIA MÚLTIPLA] Usar letra de forma É importante considerarmos que o aluno com deficiência múltipla da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro possui

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013 Atividades Pedagógicas Outubro 2013 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO IV A GRUPO IV B GRUPO IV C GRUPO IV

Leia mais

CURRÍCULO UNIFICADO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA BERÇÁRIO e INICIAL 1º BIMESTRE - BERÇÁRIO e INICIAL

CURRÍCULO UNIFICADO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA BERÇÁRIO e INICIAL 1º BIMESTRE - BERÇÁRIO e INICIAL CUÍCULO UNFCDO P DUCÇÃO BÁC BÇÁO e NCL 1º BM - BÇÁO e NCL Á OND CHG CONÚDO / VDD MMÁC o estabelecimento de aproximações a algumas noções matemáticas presentes no cotidiano. equência numérica por meio da

Leia mais

VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil

VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil NOSSA MISSÃO: Por meio da educação formar cidadãos felizes, independentes, éticos e solidários VALORES: Respeito, honestidade, boa moral

Leia mais

Diário de Classe. Educação Infantil - Pré-escola 4 a 5 anos

Diário de Classe. Educação Infantil - Pré-escola 4 a 5 anos Diário de Classe Educação Infantil - Pré-escola 4 a 5 anos DIÁRIO DE CLASSE Instituição: CRE: Ato de Inscrição: / / Grupo: Ano letivo: Turno: ( ) matutino ( ) vespertino ( ) integral Turma: Professor

Leia mais

Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down

Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down Resumo Esse vídeo pretende oferecer instrumentos aos professores da educação infantil e do ensino fundamental para as tarefas da educação

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011. Educação Infantil III

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011. Educação Infantil III Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2011 Educação Infantil III Área de conhecimento: Linguagem Série: Infantil III Educação Infantil Competências Habilidades a serem desenvolvidas Eixo/Conteúdos

Leia mais

METODOLOGIA: O FAZER NA EDUCAÇÃO INFANTIL (PLANO E PROCESSO DE PLANEJAMENTO)

METODOLOGIA: O FAZER NA EDUCAÇÃO INFANTIL (PLANO E PROCESSO DE PLANEJAMENTO) METODOLOGIA: O FAZER NA EDUCAÇÃO INFANTIL (PLANO E PROCESSO DE PLANEJAMENTO) Celi Terezinha Wolff 24 de Junho de 2014 Em trios caracterizar e apresentar para o grande grupo: processo de planejamento; plano

Leia mais

Este informativo tem como objetivo apresentar aos pais e responsáveis as características e o

Este informativo tem como objetivo apresentar aos pais e responsáveis as características e o Educar-se é impregnar de sentido cada momento da vida, cada ato do cotidiano. PAULO FREIRE Este informativo tem como objetivo apresentar aos pais e responsáveis as características e o funcionamento do

Leia mais

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES 1.º PERÍODO PLANIFICAÇÃO DA ATIVIDADE DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES. Reconhecimento da importância das artes plásticas;. Desenvolvimento progressivo das possibilidades

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Segundo o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil : Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidados, brincadeiras e aprendizagens

Leia mais

EMEB. "ADELINA PEREIRA VENTURA" PROJETO: DIVERSIDADE CULTURAL

EMEB. ADELINA PEREIRA VENTURA PROJETO: DIVERSIDADE CULTURAL EMEB. "ADELINA PEREIRA VENTURA" PROJETO: DIVERSIDADE CULTURAL Cuiabá/2015 Escola: Adelina Pereira Ventura. Cuiabá, 15 de Setembro de 2015. Professora: Suzana Garcia de Arruda Coordenadora: Regina Pereira

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS GERAIS Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e

Leia mais

Creche Municipal Prof. Rafael Rueda PROJETO 1º BIMESTRE CONSTRUINDO A IDENTIDADE E AUTONOMIA

Creche Municipal Prof. Rafael Rueda PROJETO 1º BIMESTRE CONSTRUINDO A IDENTIDADE E AUTONOMIA Creche Municipal Prof. Rafael Rueda PROJETO 1º BIMESTRE CONSTRUINDO A IDENTIDADE E AUTONOMIA Diretora: Simone de Oliveira Sousa Coordenadora: Zilmari Barbalho Araujo Educadores: Ana Paula Pereira, Demilson

Leia mais

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS 13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS A importância da formação pessoal e social da criança para o seu desenvolvimento integral e para a

Leia mais

PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA

PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA ANO LETIVO 2015/ 2016 1 Índice Introdução... 3 Definindo Projeto Curricular de Jardim de Infância... 4 Projeto Curricular de Jardim de Infância MENINO DO MUNDO Intencionalidades...

Leia mais

Atividade Pedagógica Teatro de fantoches. Junho 2013

Atividade Pedagógica Teatro de fantoches. Junho 2013 Atividade Pedagógica Teatro de fantoches Junho 2013 III D Teatro de fantoches A criança que ainda não sabe ler convencionalmente pode fazê-lo por meio da escuta da leitura do professor, ainda que não possa

Leia mais

Orientações Curriculares Nacionais para a Educação Infantil

Orientações Curriculares Nacionais para a Educação Infantil Orientações Curriculares Nacionais para a Educação Infantil Secretaria de Educação Básica Ministério da Educação Processo de revisão DCNEI Encontros Nacionais Reuniões Seminários Audiências Parcerias Perspectivas

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150.

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150. COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150. PROJETO PRIMEIRAS SENSAÇÕES SÉRIE: Berçário A Berçário B PROFESSORAS:

Leia mais

Elementos da Prática Pedagógica na Educação Infantil

Elementos da Prática Pedagógica na Educação Infantil Elementos da Prática Pedagógica na Educação Infantil Claudia Maria da Cruz Consultora Educacional FEVEREIRO/2015 AMOSC-EGEM-FECAM Cuidar e educar como aspectos integrados; Construção de um currículo que

Leia mais

A importância da leitura na fase infantil.

A importância da leitura na fase infantil. EDIÇÃO II VOLUME 3 01/04/2011 A importância da leitura na fase infantil. O desenvolvimento de interesses e hábitos permanentes de leitura é um processo constante, que principia no lar, aperfeiçoa-se sistematicamente

Leia mais

MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 2º BIMESTRE 1º ANO

MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 2º BIMESTRE 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL Cruzeiro 3213-3838 Octogonal 3213-3737 www.ciman.com.br MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 2º BIMESTRE 1º ANO Formação Pessoal e Social Identidade e Autonomia Posturas de Estudante Conteúdos

Leia mais

LIVRO DO PROFESSOR LIBRAS 1 O ANO 35. Espaços da escola. Encaminhamento

LIVRO DO PROFESSOR LIBRAS 1 O ANO 35. Espaços da escola. Encaminhamento Atividade 9 Espaços da escola Encaminhamento Leve os alunos para conhecer os espaços da escola: sala de leitura, informática, refeitório, quadra de futebol, parque, etc. Peça para os alunos registrarem

Leia mais

CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO 1

CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO 1 . PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR Secretaria Municipal de Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Educação Infantil I Segmento I

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Educação Infantil I Segmento I Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2010 Educação Infantil I Segmento I Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Ano: Infantil I Segmento: I COMPETÊNCIAS HABILIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS - ALUNOS EIXOS TEMÁTICOS/CONTEÚDOS

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300 CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO. 1. Dados de identificação PLANO

Leia mais