Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, CEP Toledo Paraná

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, 1621 - CEP 85901-150 Toledo Paraná"

Transcrição

1 Escola Bem-Me-Quer - Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial Rua Bonfim, CEP Toledo Paraná Plano de Trabalho Docente 2014 Educação Infantil Pré Escolar ( 4 anos a 5 anos e 11 meses) Formação Social e Pessoal Identidade e Autonomia Objetivo Geral: Participar e interagir com o outro através de atividades lúdicas, percebendo e expressando seus sentimentos e desejos, na busca de sua autonomia e independência. OBJETIVOS ESPECÍFICOS CORPO HUMANO Reconhecer e identificar progressivamente os diversos segmentos do corpo Conhecer sua unidade corporal VÍNCULOS AFETIVOS Estabelecer e construir vínculos afetivos Compreender e respeitar regras básicas de convivência Interagir com as pessoas e diversos ambientes HIGIENE CORPORAL ACADEMICO FUNCIONAL Identificação Nomeação Reconhecimento Auto-imagem Auto estima Hábitos Atitudes Comunicação Interação ACADEMICO FORMAL Conhecimento do corpo Hábitos de higiene ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS Exploração Imitação Observação Representação INSTRUMENTOS AVALIATIVOS Quebra- cabeça Representações em Figuras, brinquedos, Miniaturas Espelho Objetos variados AVALIAÇAO Realiza-se através da observação do desempenho na execução das atividades verificando a participação, interesse e aprendizagem, por meio de exercícios e atividades propostas, realizadas pelos alunos, no qual se verifica a assimilação e compreensão dos mesmos, por meio de registros contínuos sobre o desenvolvimento da criança na interação e execução das atividades

2 Adotar hábitos de higiene Fazer uso adequado de materiais de uso pessoal necessários para executar ações simples relacionados a higiene Escovação Aparência pessoal Controle dos esficteres Hábitos saudáveis Hábitos de higiene propostas e no relacionamento com os colegas, onde o professor faça intervenções que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento de todas elas.

3 Conhecimento do Mundo Movimento e expressividade Objetivo Geral: conhecer o próprio corpo por meio da exploração dos movimentos, expressando-se através de gestos e ritmos diversificados em jogos e brincadeiras produzidos. OBJETIVOS ESPECÍFICOS MOVIMENTOS Desenvolver habilidades físicas e motoras Explorar diferentes formas e posturas Deslocar-se nos diferentes espaços, respeitando suas capacidades motoras Explorar e utilizar movimentos de apreensão e lançamento Realizar atividades com movimentos coordenados Executar diferentes dinâmicas de movimentos Conhecer o próprio corpo por meio da exploração de suas habilidades físicas Reconhecer sua lateralidade. Reconhecer e identificar partes e segmentos do próprio corpo Explorar as possibilidades do próprio corpo para fazer o que deseja e o que lhe é solicitado Executar diferentes dinâmicas do movimento, força, velocidade, resistência, ACADEMICO FUNCIONAL Equilíbrio Ritmo Expressão do próprio movimento Dinâmico Estático Encaixe Lançamento Óculo manual Óculo pedal Imagem e consciência corporal Atividades de direita e esquerda Conhecimento e controle sobre o seu corpo Espaço, tempo e forma Limites Potencialidades ACADEMICO FORMAL Coordenação ampla e fina Condutas neuro motoras Esquema corporal Lateralidade perceptivo- Condutas motoras ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS Através de práticas funcionais e protegidas dos movimentos Manuseio e exploração de diferentes materiais INSTRUMENTOS AVALIATIVOS Jogos de montar Brinquedos Objetos variados Brincadeiras lúdicas AVALIAÇAO Realiza-se através da observação do desempenho na execução das atividades verificando a participação, interesse e aprendizagem, por meio de exercícios e atividades propostas, realizadas pelos alunos, no qual se verifica a assimilação e compreensão dos mesmos, por meio de registros contínuos sobre o desenvolvimento da criança na interação e execução das atividades propostas e no relacionamento com os colegas, onde o professor faça intervenções que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento de todas elas.

4 conhecendo gradativamente os limites e potencialidades do seu corpo

5 Linguagem Oral e Escrita Objetivo Geral: Estimular a expressão oral e diferentes situações, compreendendo a função social da linguagem, enquanto um sistema de representação e de comunicação. OBJETIVOS ESPECÍFICOS FORMAS DE COMUNICAÇÃO Entender comandos, atributos, significados, descrições e interpretações verbalizadas das ações executadas. Verbalizar sons, palavras e frases. Utilizar a oralidade para comunicar desejos, sentimentos, necessidades, preferências, opiniões e contar fatos. Participar de atividades diversas que estimule a vocalização Expressar e executar movimentos, gestos e palavras a fim de interagir socialmente. Perceber diversos sons a fim de desenvolver sua atenção Familiarizar-se com a escrita através do manuseio do material gráfico ACADEMICO FUNCIONAL Compreensão da linguagem oral Articulação de sons e palavras Consciência fonológica Exposição de ideias Relatos de experiências Ampliação do vocabulário Atenção auditiva Símbolos convencionais ACADEMICO FORMAL Linguagem oral: ouvir e falar Linguagem oral e escrita ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS Mediação do professor em todos os momentos Exploração verbal e gráfica Atividades lúdicas Exploração e manuseio de diversos materiais INSTRUMENTOS AVALIATIVOS Gravuras, livros historiados e revistas Fantoches Miniaturas Alfabeto móvel Rótulos e sucatas Musicas, cantos e CDs Brincadeiras de faz de conta AVALIAÇAO Realiza-se através da observação do desempenho na execução das atividades verificando a participação, interesse e aprendizagem, por meio de exercícios e atividades propostas, realizadas pelos alunos, no qual se verifica a assimilação e compreensão dos mesmos, por meio de registros contínuos sobre o desenvolvimento da criança na interação e execução das atividades propostas e no relacionamento com os colegas, onde o professor faça intervenções que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento de todas elas. Proporcionar atividades que envolva a construção do nome e palavras Proporcionar atividades de registros gráficos Registro do nome e outros pelo professor Tentativas de registros pelo aluno Manusear letras, fazendo tentativas Registro de idéias e significados Letras, nomes e palavras.

6 Proporcionar atividades envolvendo histórias onde se faz presente descrições de personagens, cenários e objetos para construção de nomes, palavras com ou sem modelos Registros gráficos ( rabiscos, desenhos, traçados..) Ouvir histórias e observar gravuras, reconhecendo objetos, figuras, cenários e personagens que os compõem Dramatizar fatos, ações e histórias contadas e vivenciadas Praticas de leitura Leitura compartilhada Dramatização, interpretação e mímica

7 Natureza e Sociedade Objetivo Geral: estabelecer relações sociais em diferentes contextos, percebendo as interferências e modificações que ocorrem entre os grupos, o ambiente, o espaço, a paisagem e o lugar no qual estão inseridos. OBJETIVOS ESPECÍFICOS GRUPOS SOCIAIS Reconhecer seu grupo familiar ( dados pessoais, componentes familiares e grau de parentesco) Proporcionar momentos com brincadeiras diversificadas para que ocorra a interação entre as crianças Ampliar as interações sociais, estabelecidas com outras crianças e adultos, contribuindo para o reconhecimento das diferenças entre as pessoas, valorizandoas e descobrindo suas próprias capacidades e limitações. FUNÇÕES Identificar objetos pessoais e do meio em que vive conhecendo suas características, propriedades e funções Utilizar com cuidado os objetos do cotidiano ACADEMICO FUNCIONAL Componentes da sua família ( pai, mãe, irmaos..) Grau de parentesco entre os mesmos Interagir com outras crianças Participar de brincadeiras variadas e coletivas Semelhanças e diferenças entre si Identificar os familiares e as pessoas de seu convívio Ambientar-se nos diferentes espaços da escola e interagir com a comunidade escolar Objetos de uso pessoal e coletivo ACADEMICO FORMAL Grupo familiar Grupo de amigos Brincadeiras Eu e o outro ( características) Organização dos grupos Pessoas do convívio Família Escola Espaço escolar Funcionários Pertences ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS Observação e manuseio de diferentes objetos e brinquedos Imitação, exploração e identificação. Mediação e exploração verbal INSTRUMENTOS AVALIATIVOS Brinquedos e objetos diversos Brincadeiras e passeios Miniaturas representativas Figuras AVALIAÇAO Realiza-se através da observação do desempenho na execução das atividades verificando a participação, interesse e aprendizagem, por meio de exercícios e atividades propostas, realizadas pelos alunos, no qual se verifica a assimilação e compreensão dos mesmos, por meio de registros contínuos sobre o desenvolvimento da criança na interação e execução das atividades propostas e no relacionamento com os colegas, onde o professor faça intervenções que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento de todas elas.

8 CONVIVIO SOCIAL Estabelecer relações sociais baseadas na participação e na interação do cotidiano escolar ESTRUTURA FÍSICA Explorar os diferentes ambientes do seu convívio, adaptando-se aos espaços da escola, a fim de desenvolver sua autonomia Reconhecer e identificar elementos da moradia e espaços públicos da comunidade MEIO AMBIENTE Reconhecer e identificar os elementos comuns, percebendo os diferentes tipos de seres vivos, relacionandoos com pessoas e tendo contato com pequenos animais e plantas Vivenciar as diferentes experiências no seu cotidiano ( banho, sono, brincadeiras) em diferentes espaços que permitem por meio dos sentidos perceber a presença dos elementos naturais: água, sol, ar e solo. Perceber os diferentes componentes do reino animal e vegetal, seus elementos e classificações Participação/ interação Cooperação/ solidariedade Respeito/ conflitos Medo/ confiança Escola ( diferentes espaços e funcionários) Casa ( diferentes tipos de casa e partes da mesma) Espaço de convivência ( lugares e suas paisagens) Contato com os elementos animados e inanimados da natureza, em suas diferentes composições e características Diferentes tipos de seres e sua identificação Percepção dos tipos de solo( terra, areia) Preservação e cuidados com o meio ambiente Identificação e nomeação dos animais Características Relações nos diferentes ambientes Escola e funcionários Casa ( partes da casa e tipos de casa) Comunidade ( regras, vizinhos e trânsito) Elementos do meio ambiente ( seres vivos e não vivos/ água, solo, clima e ar.) Elementos animados e inanimados

9 Perceber a importância das plantas para os seres vivos Perceber a importância dos alimentos para a vida e para as pessoas Perceber e identificar as variações climáticas Perceber as diversas situações climáticas e relaciona-las com sua temperatura ( frio/ calor) Perceber e reconhecer as diferentes temperaturas Perceber as diferenças entre dia/ noite/ claro/ escuro simples Contato com os diversos animais em miniatura Partes básicas das plantas Tipos de plantas e sua importância ( frutas, verduras e cereais) Levar o aluno a perceber os diferentes climas Perceber e manifestar relações de frio e calor Perceber as diferentes estações Apresentar capacidade para fazer comparações, através de vestuário, pertences e outros, fazendo correspondência associando-os Através de representações concretas fazer com que o aluno perceba o dia e a noite Plantas Vegetais ( alimentos) Fenômenos da natureza Sol( fonte de luz e calor) Sombra/vento Chuva/ seca Estações do ano ( primavera/ verão/ inverno/ outono) Temperatura( quente/ frio) Noções de astronomia Claro/escuro ( dia/ noite)

10 HABITOS SAUDAVEIS Desenvolver independência na alimentação e no vestuário Formar hábitos de auto cuidado MEIOS DE TRANSPORTE Perceber os diferentes meios de transporte e como são utilizados MEIOS DE COMUNICAÇÃO Perceber os diferentes meios de comunicação e suas funções Hábitos de alimentação saudável Vestuário adequado ao clima Através de situações praticas prevenção de acidentes domésticos Diferentes meios de transporte e suas utilidades Identificar os meios de locomoção Diferentes meios de comunicação e suas funções Identificar os meios de comunicação Saúde Alimentação Vestuário Locomoção ( ônibus, carro, moto, avião, bicicleta) Meios de comunicação (telefone, celular, livro,televisão, computador, revistas, bilhete, cartão)

11 Matemática Objetivo Geral: Explorar as noções matemáticas relativas a quantidade, ao espaço físico e a medida, utilizando a linguagem oral matemática em situações reais, objetivando formação de conceitos OBJETIVOS ESPECÍFICOS NOÇÕES BÁSICAS Promover a classificação e a seriação dos conceitos básicos matemáticos NOÇÕES DE QUANTIDADE Reconhecer em grupos de objetos e em situações cotidianas os conceitos de muito, pouco, mais, menos atribuindo-lhes significado Identificar e agrupar quantidades através de critérios pré estabelecidos ACADEMICO FUNCIONAL Classificar e seriar objetos segundo critérios estabelecidos como forma, cor, tamanho, modelo, semelhança ( iguais/ diferentes) Representação de quantidades de objetos seguindo critérios estabelecidos como: muito, pouco, mais, menos Registro através de desenhos ACADEMICO FORMAL Classificação Seriação Quantidade (mais/ menos/ mesma quantidade, muito/ pouco/ um/ nenhum/ alguns) ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS Observação de representações Exploração significativa Práticas mediadas pela professora Exploração verbal INSTRUMENTOS AVALIATIVOS Quebra cabeça Tampinhas, palitos e peças Números móveis Sucatas/ miniaturas Peças coloridas Figuras Jogos e brincadeiras AVALIAÇAO Através do desempenho nas atividades realizadas pelo aluno, verificando a participação, interesse e aprendizagem. NOÇÕES DE DIMENSÃO Explorar objetos de diferentes características e propriedades Estabelecer relações entre os conceitos: todo, parte, igual á algo/ diferente, tamanho/cor e forma. Manusear objetos iguais e de diferentes tamanhos e altura Agrupar objetos por característica Identificar pontos de referencia de objetos e ou em si ( ex: estou perto, ao lado, dentro...) Tamanho (grande/ pequeno, maior/menor, comprido/curto, alto/baixo, mesma altura, mesmo tamanho) Espessura (grosso/fino) Textura (áspero/liso) Altura (alto/baixo) Distancia (longe/perto)

12 NOÇÕES DE TEMPO Associar ações significativas na organização do tempo Relacionar a noção de tempo e seus ritmos biológicos, a fim de perceber a sequencia temporal em sua rotina diária NOÇÕES DE TEMPERATURA Identificar as variações de temperatura NOÇÕES DE CAPACIDADE Perceber em diversas situações os conceitos de cheio/vazio Compreenda a duração do tempo na rotina diária Relacione noções de tempo e seus ritmos biológicos Perceba as propriedades quentes e frias por meio de experimentações (alimentos sólidos/ líquidos) Encher e esvaziar recipientes com diversos materiais observando o que tem mais, o que tem menos, muito, pouco Tempo(manha/tarde/noite) Antes, agora, depois, cedo, tarde, lento, rápido, depressa, devagar. Temperatura ( quente/frio) Cheio/ vazio NÚMEROS Resolver situações matemáticas simples Contar oralmente na sequencia numérica com materiais concretos Fazer seriações e classificações Tentativa de registro através de desenho Relacionar números a pequenas quantidades Identificar registros numéricos Cantigas que envolve números Contagem oral de 0 10 Classificação Seriação Sequencia Registro numérico

13 NOÇÕES DE GEOMETRIA Reconhecer as variedades de atributos, bem como suas características que se diferem ou se assemelham Perceber e identificar as diversas cores através dos objetos utilizados em seu dia a dia ESPAÇO/ LOCALIZAÇÃO ESPACIAL Explorar e perceber o espaço por meio do seu corpo e dos sentidos interagindo com o meio Retirar entre vários objetos os iguais e os diferentes Reconheça, associe e identifique as formas geométricas (circulo, quadrado, retângulo, triangulo) Reconheça, associe e identifique as cores primarias e secundarias Identifique pontos de referencia para situar-se e deslocar-se no espaço ambiental Participa de jogos e brincadeiras utilizando seu corpo e ou objetos, que envolvam a noção de tempo e espaço (dentro/fora,andar/parar) Reconheça diferentes espaços em que convive Semelhanças e diferenças Formas geométricas Cores Limites Posição e localização espacial

14 Educação Física Objetivo Geral: Promover atividades diferenciadas que venham de encontro aos seus anseios infantis. Assim sendo através de atividades específicas onde as crianças iram se beneficiar da ludicidade presente nas atividades, na assimilação e internalização dos aspectos psicomotores trabalhados. OBJETIVOS ESPECÍFICOS MOVIMENTOS FUNDAMENTAIS Aprimorar suas capacidades motoras POSTURA E PERCEPÇÃO CORPORAL ESPACIAL E TEMPORAL Aprimorar os aspectos de noção de espaço, tempo e direção no ambiente em que se encontra e/ou em relação ao outro. ACADEMICO FUNCIONAL Melhorar sua desenvoltura nas atividades básicas Aprimorar suas capacidades de locomoção no espaço e tempo e suas percepções ACADEMICO FORMAL Atividades Psicomotoras sentar rolar, quadrupejar, sentar, levantar-se Imagem Corporal Esquema corporal ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS Através de atividades práticas recreativas e/ou lúdicas, utilizando variados tipos de objetos: Bolas, arcos, pneus etc. Atividades concretas, funcionais e manipulação de objetos, contribuindo para seu desenvolvimento intelectual. INSTRUMENTOS AVALIATIVOS Bolas, arcos, pneus e demais materiais alternativos. Músicas, e variados objetos de manipulação. Fitas, músicas, rádio, dvds, musicais e/ou outros materiais específicos para se trabalhar os variadas nuances da dança. AVALIAÇAO A avaliação se verifica de forma contínua, através da participação, da observação de desempenho, da análise e execução das atividades. Através de relatórios descritivos e bimestrais. EXPRESSIVIDADE, REPRODUÇÃO E CRIAÇÃO DE MOVIMENTOS Aprimorar sua expressão corporal e ampliar sua criatividade Incentivar sua capacidade de criação, aumentando suas possibilidades neurológicas Brincados cantados Dramatizações Expressão corporal Jogos diversos GINÁSTICA Fazer com que desenvolva suas habilidades motoras. Melhorar suas habilidades motoras Ginástica recreativa Ginástica geral Coordenação dinâmica geral

15 Artes/ Música Objetivo geral: Desenvolver a percepção auditiva, a produção e fruição de sons, sejam musicais ou não, utilizando a música como forma de desenvolvimento e expressão, interação social, auto-estima e autoconhecimento, integrando imaginação, percepção e raciocínio. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Fontes Sonoras - Perceber a diferença do som produzido pela natureza dos sons produzidos por instrumentos; - Compreender quando o som produzido é agudo, grave ou médio; - Desenvolver a percepção quanto ao som forte, fraco e suave; Elementos que compõem o som - Entender a duração do som, quando aparece um som longo, curto e os momentos de silêncio; ACADEMICO FUNCIONAL - Diferenciar os ruídos produzido pela chuva, vento, e ruídos produzidos por instrumentos; - Acostumar a audição a perceber as alterações no som quanto ao timbre; - Acostumar a audição a perceber as alterações no som quanto a intensidade; - Diferenciar quando o som é longo, quando o som é curto e os momentos sem som; ACADEMICO FORMAL - Sons naturais e sons culturais; - Timbre do som; - Intensidade do som; - Duração do Som; ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS - Ouvir músicas com melodias e ritmos variados; - Propiciar ao aluno o contado com os diferentes sons existentes na natureza e os sons produzidos pelo homem; - Incentivar movimentos corporais ao ouvir sons (como bater palmas, pés, balançar, etc.); - Manusear objetos e instrumentos que possuem sons diversos; INSTRUMENTOS AVALIATIVOS - Aparelho de som e televisão; - CDs e DVDs musicais; - Instrumentos musicais (violão, pandeiro, bumbo, chocalho, flauta, etc.); AVALIAÇAO - Individual e diária; - Observação da atenção, desempenho e criatividade do aluno; - Diferenciar quando existem muitos sons e poucos sons no - Acostumar a audição a perceber quando existem no ambiente poucos - Densidade do Som;

16 ambiente; - Discriminar os diferentes ritmos musicais existentes: marcha Generos Musicais - Desenvolver a aptidão para brincar e manusear instrumentos sonoros e instrumentos musicais; - Compreender a existência de diferentes gêneros musicais estabelecidos historicamente pela sociedade; - Desenvolver a comunicação e a fala, bem como a capacidade de cantar, dançar e se expressar através da musica; sons ou muitos sons; - Reconhecer e acompanhar um ritmo específico: marcha e valsa - Manusear e brincar com os instrumentos musicais oferecidos em sala; - Ouvindo diferentes musicas para diferenciar as que são usadas na igreja e as que são usadas para diversão em uma festa; - A musica tem relação com expressão e gestos, auxiliando no desenvolvimento integral da criança; - Ritmo musical: marcha e valsa -Instrumentos musicas: violão, pandeiro e chocalho; - Musica infantil e religiosa; - Canto, dança e expressão corporal;

17 Artes Objetivo Geral: Tem como finalidade a dança e a expressão corporal educação infantil permitir a criança evoluir em relação ao domínio de seu corpo, assim desenvolverá e aprimorarão suas possibilidades de movimentação, descobrindo novos espaços, formas, superação de suas limitações e condições para enfrentar novos desafios quanto aspectos motores, sociais, afetivos e cognitivos. Objetivo Especifico Ter conhecimento do corpo e das musicas infantis Aprender movimentos diferentes, sempre na forma de brincadeiras Currículo Acadêmico Funcional Desenvolvimento do corpo, ter noção espacial, coordenação motora, ritmo, fluência na dança, ter conhecimento do corpo suas partes e seus movimentos. Envolvimento com os brinquedos cantados, usar todo o corpo a fim de trabalhar sua expressão corporal e facial Currículo Acadêmico Formal Dança Criativa Expressão Corporal Estratégias Metodológicas Atividade prática musicas de diversos ritmos, buscando o encantamento das musicas infantis com suas coreografias próprias -Atividade pratica com a utilização dos jogos e brinquedos cantados Instrumentos Avaliativos Musicas infantis e DVDs Musicas, brinquedos cantados, cordas, arcos, bolas, fitas e balões Avaliação -A avaliação será realizada através da observação continua como o aluno participa e executa os movimentos, que será descrito nos relatórios

18

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Educação Infantil I Segmento I

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Educação Infantil I Segmento I Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2010 Educação Infantil I Segmento I Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Ano: Infantil I Segmento: I COMPETÊNCIAS HABILIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS - ALUNOS EIXOS TEMÁTICOS/CONTEÚDOS

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE

PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE PLANEJAMENTO 1º BIMESTRE DISCIPLINA CONTEÚDO HABILIDADES/COMPETÊNCIAS PORTUGUÊS - Construção da identidade social e do grupo; Linguagem oral Linguagem oral Desenvolver a coordenação visomotora, a criatividade

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades: OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL V - 2012 A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

Leia mais

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I SÉRIE: EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL

Leia mais

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos Prefeitura Municipal do Salvador Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 a 3 Anos COMPETÊNCIA CONTEÚDO

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL II OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300 CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLÉGIO CENECISTA PADRE MANOEL GOMEZ GONZALEZ Rua Oliveira Lima, 462 - Nonoai-RS Fone: (0xx54) 3362-1300 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO. 1. Dados de identificação PLANO

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Os PCNs indicam como objetivos da Educação Infantil que os alunos sejam capazes de: Expressar, manifestar

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150.

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150. COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150. PROJETO PRIMEIRAS SENSAÇÕES SÉRIE: Berçário A Berçário B PROFESSORAS:

Leia mais

PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO

PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO Na vida de uma criança, para além do entretenimento, o jogo

Leia mais

PLANEJAMENTO DO TRIMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL III

PLANEJAMENTO DO TRIMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL III 1ª ETAPA COMPONENTE CURRICULAR - BRINCAR Objetos e Significados na brincadeira Participar das brincadeiras exploradas. Utilizar os brinquedos de maneira cuidadosa. Participar de jogos com ou sem a intervenção

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 2 EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 2 EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 2 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezado(a) aluno(a): Novo ano, novas expectativas, novos desejos, novos anseios e um novo caminho

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 4

INFORMATIVO 2015 GRUPO 4 INFORMATIVO 2015 GRUPO 4 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

1 o Período Educação Infantil

1 o Período Educação Infantil 1 o Período Educação Infantil Eixo temático: O tema Imaginação visa a estimular as distintas áreas de desenvolvimento integral das crianças, bem como favorecer o crescimento de suas habilidades e competências.

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 3 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezado(a) aluno(a): Novo ano, novas expectativas, novos desejos, novos anseios e um novo caminho

Leia mais

MOVIMENTO E CORPOREIDADE MATERNAL II

MOVIMENTO E CORPOREIDADE MATERNAL II MOVIMENTO E CORPOREIDADE MATERNAL II Desenvolver reações físicas - rítmicas à música (palmas, marchas, etc); Representar, com movimentos corporais elementos e objetos do meio circundante; Deslocar com

Leia mais

CONTEÚDO ANUAL - EDUCAÇÃO INFANTIL

CONTEÚDO ANUAL - EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO ANUAL - EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Identificar símbolos do próprio nome e dos amigos; Expressar desejos, sentimentos, pensamentos, vontades e necessidades por meio das

Leia mais

Maternal 3 anos Educação Infantil

Maternal 3 anos Educação Infantil Maternal 3 anos Educação Infantil Eixo temático: Tema: Joca e suas aventuras As crianças, nesta fase, caracterizam-se pelo movimento e pela ação. Agem ativamente em seu entorno, acompanhando seus movimentos

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011. Educação Infantil III

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011. Educação Infantil III Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2011 Educação Infantil III Área de conhecimento: Linguagem Série: Infantil III Educação Infantil Competências Habilidades a serem desenvolvidas Eixo/Conteúdos

Leia mais

Conteúdo Programático INFANTIL I

Conteúdo Programático INFANTIL I Conteúdo Programático INFANTIL I Composição oral Identificação Cor: vermelha Forma: círculo Posições: Dentro e fora Natureza e Sociedade Carnaval Páscoa Dia do Índio Estação do Ano: Outono Experiências

Leia mais

O mundo da gente. Educação Infantil 1 (3 ou 4 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares

O mundo da gente. Educação Infantil 1 (3 ou 4 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares O mundo da gente Educação Infantil 1 (3 ou 4 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares Célia Cúnico Sandra Korso Kutzke 1 SUMÁRIO 1. Organização da coleção... 3 2.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGISTO DE OBSERVAÇÃO / AVALIAÇÃO Nome Data de Nascimento / / Jardim de Infância de Educadora de Infância AVALIAÇÃO

Leia mais

Sala: 3 meses aos 12 meses (Berçário 1 e 2) Educadora: Rita Gomes

Sala: 3 meses aos 12 meses (Berçário 1 e 2) Educadora: Rita Gomes Sala: 3 meses aos 12 meses (Berçário 1 e 2) Educadora: Rita Gomes SETEMBRO Adaptação A escola e o grupo Outono Observar o meio envolvente Adaptar-se ao espaço e ao grupo Explorar o meio envolvente Criar

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PROJETO PSICOMOTRICIDADE Educar é Brincar SÉRIE: Contraturno

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III OBJETIVOS GERAIS Construção da autoimagem e desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do próprio

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 34, Toledo PR Fone: 377-850 PLANEJAMENTO ANUAL DE MÚSICA SÉRIE: PRÉ I PROFESSOR: Carla Iappe

Leia mais

VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil

VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil NOSSA MISSÃO: Por meio da educação formar cidadãos felizes, independentes, éticos e solidários VALORES: Respeito, honestidade, boa moral

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Conhecer diferentes termos espaciais (em pé, deitado, em cima, em baixo, à frente, atrás, dentro, fora ) Descrever itinerários diários (exemplos:

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Revelar curiosidade e desejo de saber; Explorar situações de descoberta e exploração do mundo físico; Compreender mundo exterior mais próximo e do

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL APRONIANO MARTINS DE OLIVEIRA

CENTRO EDUCACIONAL APRONIANO MARTINS DE OLIVEIRA OBJETIVOS GERAIS: Rua Emílio Castelar, 32 Fone/Fax: (0 84) 3316-9509 / 3314-0076 Mossoró/RN PROPOSTAS CURRICULARES EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma independente,

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 5 EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S. Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 5 EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Nossa Senhora da Soledade C O N T E Ú D O S Eu vim para servir (cf.mc10,45) Grupo 5 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezado(a) aluno(a): Novo ano, novas expectativas, novos desejos, novos anseios e um novo caminho

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Expressar curiosidade e desejo de saber; Reconhecer aspetos do mundo exterior mais próximo; Perceber a utilidade de usar os materiais do seu quotidiano;

Leia mais

14. As áreas de conhecimento e o desenvolvimento da criança de até 6 anos

14. As áreas de conhecimento e o desenvolvimento da criança de até 6 anos 14. As áreas de conhecimento e o desenvolvimento da criança de até 6 anos Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil Volume III Âmbito de Conhecimento de Mundo Este volume do RCNEI orienta

Leia mais

CURRÍCULO UNIFICADO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA BERÇÁRIO e INICIAL 1º BIMESTRE - BERÇÁRIO e INICIAL

CURRÍCULO UNIFICADO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA BERÇÁRIO e INICIAL 1º BIMESTRE - BERÇÁRIO e INICIAL CUÍCULO UNFCDO P DUCÇÃO BÁC BÇÁO e NCL 1º BM - BÇÁO e NCL Á OND CHG CONÚDO / VDD MMÁC o estabelecimento de aproximações a algumas noções matemáticas presentes no cotidiano. equência numérica por meio da

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE. Zilma de Moraes Ramos de Oliveira

BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE. Zilma de Moraes Ramos de Oliveira BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE Zilma de Moraes Ramos de Oliveira HISTÓRICO Constituição brasileira LDB Plano Nacional de Educação CONSTITUIÇÃO

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA 1º PERÍODO

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA 1º PERÍODO 1º PERÍODO Prezados pais, Encaminhamos a Programação da 3ª Etapa de 2015, material que serve de apoio para o acompanhamento das habilidades que serão desenvolvidas. Lembramos que este planejamento é flexível

Leia mais

PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS

PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PROJETO MAGIA DAS HISTÓRIAS INFANTIS SÉRIE: Berçário A Berçário

Leia mais

COLÉGIO FRANCISCANO ESPÍRITO SANTO SERVIÇO DE SUPERVISÃO ESCOLAR PLANO DE ESTUDOS

COLÉGIO FRANCISCANO ESPÍRITO SANTO SERVIÇO DE SUPERVISÃO ESCOLAR PLANO DE ESTUDOS Nível: Maternal I Objetivo Geral: Proporcionar o desenvolvimento sócio-afetivo e cognitivo da criança de forma integrada, permeada pela vivência dos valores franciscanos e oportunizar o dinamismo, a curiosidade

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 34, Toledo PR Fone: 377-850 PLANEJAMENTO ANUAL MOVIMENTO SÉRIE: PRÉ I PROFESSOR: Carla Iappe

Leia mais

Projeto: Teatro Infantil

Projeto: Teatro Infantil Cooperativa de Ensino e Cultura de Santa Rita Projeto: Teatro Infantil O teatro é a poesia que sai do livro e se faz humana. (Frederico Garcia Lorca) 1 Unidade Executora: Coordenação Pedagógica, Grupo

Leia mais

Planejamento Anual. Creche I. Educação Infantil. Prof. Maria Dilza

Planejamento Anual. Creche I. Educação Infantil. Prof. Maria Dilza Planejamento Anual Creche I Educação Infantil Prof. Maria Dilza Características Marcantes das Crianças 2 Características marcantes das crianças nessa idade O desenvolvimento de uma criança não ocorre de

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL PLANO ANUAL DE ENSINO BERÇÁRIO E MATERNAL I (0 A 1 ANO E 11 MESES) JANEIRO. Matemática Natureza e sociedade Artes visuais Movimento

EDUCAÇÃO INFANTIL PLANO ANUAL DE ENSINO BERÇÁRIO E MATERNAL I (0 A 1 ANO E 11 MESES) JANEIRO. Matemática Natureza e sociedade Artes visuais Movimento EDUCAÇÃO INFANTIL PLANO ANUAL DE ENSINO BERÇÁRIO E MATERNAL I (0 A 1 ANO E 11 MESES) Linguagem oral e *Participar de várias situações de comunicação oral; Interagir e expressar desejos, necessidades e

Leia mais

EIXO: TEMPO, ESPAÇO E CIDADANIA Conhecer o próprio corpo por meio do uso de habilidades físicas, motoras e perceptivas.

EIXO: TEMPO, ESPAÇO E CIDADANIA Conhecer o próprio corpo por meio do uso de habilidades físicas, motoras e perceptivas. O que se aprende, como se aprende e onde se aprende O Currículo O trabalho na educação infantil da Nossa Infância é organizado por eixos que são orientados por faixa etária: BERÇÁRIO 1 Nos primeiros anos

Leia mais

CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL

CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL COLÉGIO NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO Amado seja por toda parte o Sagrado Coração de Jesus CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL Ensinar não é construir conhecimento, mas criar as possibilidades para

Leia mais

CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL

CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL COLÉGIO NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO Amado seja por toda parte o Sagrado Coração de Jesus CONTEÚDO ANUAL 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL Ensinar não é construir conhecimento, mas criar as possibilidades para

Leia mais

ATENDENTE DE CRECHE. 05 Matemática. 05 Conhecimentos Específicos. 30 Total de questões 40

ATENDENTE DE CRECHE. 05 Matemática. 05 Conhecimentos Específicos. 30 Total de questões 40 CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHEIRO PRETO - SC ATENDENTE DE CRECHE Nome do (a) Candidato (a) Número de Inscrição Este caderno de questões está assim constituído: DISCIPLINAS Nº

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA LÓGICA

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA LÓGICA LÍNGUA PORTUGUESA O OTIMISMO E A ESPERANÇA Hoje não há razões para otimismo. Hoje só é possível ter esperança. Esperança é o oposto do otimismo. Otimismo é quando, sendo primavera do lado de fora, nasce

Leia mais

Planejamento. Educação infantil Ciranda Nível 3. Unidade 1: Cirandando

Planejamento. Educação infantil Ciranda Nível 3. Unidade 1: Cirandando Linguagem oral e escrita Planejamento Educação infantil Ciranda Nível 3 Unidade 1: Cirandando Formas textuais Conhecer diferentes tipos de textos. Conhecer um texto instrucional e sua função social. Priorizar

Leia mais

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II Músicas infantis. Danças, músicas e personagens folclóricos. Conhecer textos e melodias folclóricos; Entoar músicas do folclore brasileiro; Dançar músicas folclóricas; Imitar

Leia mais

Planejamento Anual. Pré-Escola II. Educação Infantil Prof.ª: Carla

Planejamento Anual. Pré-Escola II. Educação Infantil Prof.ª: Carla Planejamento Anual Pré-Escola II Educação Infantil Prof.ª: Carla A criança de 5 anos O desenvolvimento de uma criança não ocorre de forma linear. As mudanças ocorrem de forma gradual, e estão relacionados

Leia mais

O mundo da gente. Educação Infantil 3 (5 ou 6 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares

O mundo da gente. Educação Infantil 3 (5 ou 6 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares O mundo da gente Educação Infantil 3 (5 ou 6 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares Célia Cúnico Beatriz Müller Maria do Rocio Torres Sônia Marangon Veima Vecchiatto

Leia mais

O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Simone Helen Drumond Ischkanian

O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Simone Helen Drumond Ischkanian O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL. O projeto - o lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprendizagem

Leia mais

Desenvolvimento cognitivo e motor na infância: necessidades de jogos e brincadeiras

Desenvolvimento cognitivo e motor na infância: necessidades de jogos e brincadeiras Desenvolvimento cognitivo e motor na infância: necessidades de jogos e brincadeiras XVIII Semana de Estudos Pedagógicos, FAFICA Prof. Marcelo Velloso Heeren Catanduva, 2012 Sistema Nervoso Neurônio Neurônio

Leia mais

Desenvolvimento Eixo movimento - crianças de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos

Desenvolvimento Eixo movimento - crianças de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos Desenvolvimento Eixo movimento - de 4 a 8 meses. Objetivos Dimensões Atividades Material Indicador. Reconhecimento progressivo de segmentos Papel laminado. Espelho de parede. e elementos do próprio Almofadas.

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 II A Jogos As crianças da Turma dos Amigos, desde os primeiros dias de aula, têm incluídos em sua rotina as brincadeiras com jogos de encaixe. Vários jogos estão disponíveis

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2º ANO DA EDUCAÇÃO INFANTIL COMPONENTE CURRICULAR LETRAMENTO HABILIDADES E COMPETÊNCIAS

PLANEJAMENTO ANUAL 2º ANO DA EDUCAÇÃO INFANTIL COMPONENTE CURRICULAR LETRAMENTO HABILIDADES E COMPETÊNCIAS COMPONENTE CURRICULAR LETRAMENTO LINGUAGEM ORAL Participar das interações cotidianas, em sala de aula, escutando com atenção e compreensão. Responder, com coerência, às questões propostas pelos educadores.

Leia mais

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 4 e 5 Anos

MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 4 e 5 Anos Prefeitura Municipal do Salvador Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP MARCOS DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL 4 e 5 Anos COMPETÊNCIA CONTEÚDO

Leia mais

Programação da 2ª Etapa 2º Período Educação Infantil

Programação da 2ª Etapa 2º Período Educação Infantil Programação da 2ª Etapa 2º Período Educação Infantil Prezados Pais: Este documento foi preparado com o objetivo de oferecer a vocês informações sobre o trabalho que será realizado com as crianças durante

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL

RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL Resumo MATUCHESKI, Franciele Luci PUCPR francielematucheski@yahoo.com.br Eixo Temático: Práticas e Estágios nas Licenciaturas

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PERIODO: JULHO E AGOSTO JUSTIFICATIVA: A educação Ambiental não deve ser tratada como algo distante do cotidiano dos alunos,

Leia mais

Coordenação Pedagógica Educação Infantil e 1º Ano Ensino Fundamental I Profª. Hevelyn Tatiane Silva Barcelos Campelo

Coordenação Pedagógica Educação Infantil e 1º Ano Ensino Fundamental I Profª. Hevelyn Tatiane Silva Barcelos Campelo 01 Direção: Profª Renata Teixeira Junqueira Freire Vice Direção Administrativa: Márcio Lóes Alcalá Coordenação Pedagógica Educação Infantil e 1º Ano Ensino Fundamental I Profª. Hevelyn Tatiane Silva Barcelos

Leia mais

Utilizar os números na contagem oral, organização da rotina e calendário; Desenvolver noções de tempo (antes, durante e depois);

Utilizar os números na contagem oral, organização da rotina e calendário; Desenvolver noções de tempo (antes, durante e depois); CRONOGRAMA 3ª ETAPA / 2009 - INFANTIL 2 Período: 28/09 a 09/10 Tema abordado: Dia Mundial da Paz e Cores Primárias e Secundárias. LNGUAGEM ORAL E ESCRITA Familiarizar-se aos poucos com a escrita por meio

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE BURITI SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED CADERNO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE BURITI SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED CADERNO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL 1 ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE BURITI SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED CADERNO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL 2 RAFAEL MESQUITA BRASIL Prefeito Municipal JOSÉ ROMILDO DE QUEIROZ ATAÍDE

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGISTO DE OBSERVAÇÃO / AVALIAÇÃO Nome Data de Nascimento / / Jardim de Infância de Educadora de Infância AVALIAÇÃO

Leia mais

Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio. Eu me remexo muito. E onde eu chego?

Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio. Eu me remexo muito. E onde eu chego? Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio Rua Tonelero, 56 Copacabana RJ site:www.redesagradorj.com.br / e-mail:cscm@redesagradorj.com.br Eu me remexo muito. E onde eu chego? Turma: Maternal II A Professora

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 324, Toledo PR Fone: 3277-850 PLANEJAMENTO ANUAL NATUREZA E SOCIEDADE SÉRIE: PRÉ I PROFESSOR:

Leia mais

Língua Portuguesa. Expectativas de aprendizagem. Expressar oralmente seus desejos, sentimentos, idéias e pensamentos.

Língua Portuguesa. Expectativas de aprendizagem. Expressar oralmente seus desejos, sentimentos, idéias e pensamentos. Língua Portuguesa As crianças do 1º ano têm o direito de aprender e desenvolver competências em comunicação oral, em ler e escrever de acordo com suas hipóteses. Para isto é necessário que a escola de

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 1

INFORMATIVO 2015 GRUPO 1 INFORMATIVO 2015 GRUPO 1 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V OBJETIVOS GERAIS. Desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do próprio corpo; Desenvolvimento

Leia mais

PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014

PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014 CENTRO EDUCACIONAL DA LAGOA PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014 PROJETO VENCER OU PERDER: O desafio da vida JULHO Dia 26/07 : Dia dos avós INVESTIGAÇÃO SOBRE ALGUNS FENÔMENOS DA NATUREZA: Início

Leia mais

O mundo da gente. Educação Infantil 2 (4 ou 5 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares

O mundo da gente. Educação Infantil 2 (4 ou 5 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares O mundo da gente Educação Infantil 2 (4 ou 5 anos) Organização da coleção, conteúdos e sugestões de atividades complementares Célia Cúnico Beatriz Müller Maria do Rocio Torres Sônia Marangon Veima Vecchiatto

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES Disciplina: Linguagem. Períodos: Infantil 4 1º, 2º, 3º. Conteúdo

DIRETRIZES CURRICULARES Disciplina: Linguagem. Períodos: Infantil 4 1º, 2º, 3º. Conteúdo Linguagem Letras do alfabeto Nome próprio, nome da escola, histórias Nome das profissões, histórias, músicas Histórias, nome das plantas Histórias em quadrinho, brincadeiras, nome dos brinquedos Nome dos

Leia mais

2 o Período Educação Infantil

2 o Período Educação Infantil 2 o Período Educação Infantil Eixo temático: Em época de tantas transformações, é preciso compreender a necessidade de mudarmos nossas atitudes como cidadãos. É com essa visão de tornar o mundo melhor

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE EIXO. çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE EIXO. çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçz xcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbn mqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL MATERNAL II COMPONENTE CURRICULAR BRINCAR HABILIDADES E COMPETÊNCIAS

PLANEJAMENTO ANUAL MATERNAL II COMPONENTE CURRICULAR BRINCAR HABILIDADES E COMPETÊNCIAS COMPONENTE CURRICULAR LETRAMENTO LINGUAGEM ORAL Ouvir com atenção. Compreender o sentido da mensagem que ouve. Elaborar e responder perguntas. Utilizar ao falar, um vocabulário variado e adequado ao contexto.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015-2016

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015-2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015-2016 Agrupamento de Escolas Domingos Sequeira Área Disciplinar: Estudo do Meio Ano de Escolaridade: 1.º Mês: setembro / outubro Compreensão Histórica Contextualizada Conhecer: nome(s),

Leia mais

Planejamento Anual. Pré-Escola I. Educação Infantil. Prof.ª Rosilene

Planejamento Anual. Pré-Escola I. Educação Infantil. Prof.ª Rosilene Planejamento Anual Pré-Escola I Educação Infantil Prof.ª Rosilene A CRIANÇA DE 4 ANOS O desenvolvimento de uma criança não ocorre de forma linear. As mudanças ocorrem de forma gradual e estão relacionadas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu

Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu PROPOSTA CURRICULAR DE EDUCAÇÃO FÍSICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL CONCEPÇÃO No decorrer do processo sócio-histórico, o homem se humaniza pelas relações sociais que estabelece por meio de sua

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 2014/2015 A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa. Na educação pré-escolar assume uma dimensão marcadamente formativa,

Leia mais

1º ANO. PROPOSTA PEDAGÓGICA DA SÉRIE Procedimentos pedagógicos das Áreas. Ensino Fundamental I Ano: 2012

1º ANO. PROPOSTA PEDAGÓGICA DA SÉRIE Procedimentos pedagógicos das Áreas. Ensino Fundamental I Ano: 2012 1º ANO PROPOSTA PEDAGÓGICA DA SÉRIE Procedimentos pedagógicos das Áreas Ensino Fundamental I Ano: 2012 Sumário Currículo por Competências. 03 Competências Pessoais e Sociais. 04 Competências Metodológicas.

Leia mais

A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo

A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL Maria Elany Nogueira da Silva Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo Este presente artigo pretende refletir idéias sobre o brincar na Educação Infantil,

Leia mais

A MÚSICA NA RODINHA: UM RECURSO DIDÁTICO DE SOCIALIZAÇÃO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Comunicação Relato de Experiência

A MÚSICA NA RODINHA: UM RECURSO DIDÁTICO DE SOCIALIZAÇÃO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Comunicação Relato de Experiência A MÚSICA NA RODINHA: UM RECURSO DIDÁTICO DE SOCIALIZAÇÃO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL Amanda Alves Vieira Paloma Felício Monteiro Maria Cristina Lemes de Souza Costa Luciene de Oliveira Dias amandinhaflautadoce@yahoo.com.br

Leia mais

Planejamento Anual. Creche II. Educação Infantil. Prof.ª Keline

Planejamento Anual. Creche II. Educação Infantil. Prof.ª Keline Planejamento Anual Creche II Educação Infantil Prof.ª Keline A criança de 3 anos O desenvolvimento de uma criança não ocorre de forma linear. As mudanças ocorrem de forma gradual e estão relacionadas a

Leia mais

Projeto Iniciação Musical no Jardim de Infância

Projeto Iniciação Musical no Jardim de Infância Projeto Iniciação Musical no Jardim de Infância ( ) o movimento, o cantar e o tocar se tornam um todo ( ) Com base na espontaneidade dos jogos musicais e corporais das crianças, que têm, na sua base razões

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA

PLANEJAMENTO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA SÉRIE: 6º ANO PROFESSORA:

Leia mais

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 (Resposta Social de Creche) DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS Setembro Integração/adaptação das Crianças Reunião de Pais 24/09/2014 Outono - Promover a integração

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Segundo o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil : Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidados, brincadeiras e aprendizagens

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS

PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS Ano letivo 2012/2013 PROJETO PEDAGÓGICO SALA DOS CURIOSOS INDICE 1- Caracterização do grupo 2- Tema do projeto pedagógico da sala dos Curiosos: A Brincar vamos descobrir

Leia mais

1º ANO. PROPOSTA PEDAGÓGICA DA SÉRIE Procedimentos pedagógicos das Áreas. Ensino Fundamental I Ano: 2015

1º ANO. PROPOSTA PEDAGÓGICA DA SÉRIE Procedimentos pedagógicos das Áreas. Ensino Fundamental I Ano: 2015 1º ANO PROPOSTA PEDAGÓGICA DA SÉRIE Procedimentos pedagógicos das Áreas Ensino Fundamental I Ano: 2015 Sumário Currículo por Competências. 04 Competências Pessoais e Sociais. 05 Competências Metodológicas.

Leia mais

A RELAÇÃO DA NATAÇÃO COM O CONTEÚDO CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL

A RELAÇÃO DA NATAÇÃO COM O CONTEÚDO CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 A RELAÇÃO DA NATAÇÃO COM O CONTEÚDO CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL Patrícia Ribeiro¹; Guilherme

Leia mais

Cantando pelo Mundo. II - Disciplinas envolvidas no projeto: Música, Língua Portuguesa, História e Geografia.

Cantando pelo Mundo. II - Disciplinas envolvidas no projeto: Música, Língua Portuguesa, História e Geografia. Cantando pelo Mundo I - Período do projeto: 2º Bimestre de 2015 II - Disciplinas envolvidas no projeto: Música, Língua Portuguesa, História e Geografia. III Problematização Intercâmbio musical e cultural

Leia mais

Área de Formação Pessoal e Social

Área de Formação Pessoal e Social Área de Formação Pessoal e Social Identidade/ Auto-estima Independência/ Autonomia Convivência democrática/ Cidadania Brincar com o outro (s); Ouvir os outros; Saber identificar-se a si e o outro; Esperar

Leia mais

Planejamento anual - Jardim I

Planejamento anual - Jardim I CENTRO EDUCACIONAL MUNDO DO SABER Professora: Luana Carolina Werlich Planejamento anual - Jardim I Grade curricular Linguagem oral e escrita(trabalhar o lado social da criança, estimular a fala e identificaras

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Agrupamento de Escolas Escultor António Fernandes de Sá 2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PRINCÍPIOS A avaliação na Educação Pré-escolar assenta nos seguintes princípios: Coerência

Leia mais

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN 978-85-99643-11-2

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN 978-85-99643-11-2 A IMPORTÃNCIA DA ESTIMULAÇÃO ESSENCIAL DO DEFICIENTE VISUAL E O PAPEL DA FAMÍLIA NESTE PROCESSO Autor: Bárbara Zanini 1 Co-autor: Letícia Dal Forno 2 Universidade Federal de Santa Maria RESUMO A maioria

Leia mais