Atividade Pedagógica Teatro de fantoches. Junho 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Atividade Pedagógica Teatro de fantoches. Junho 2013"

Transcrição

1 Atividade Pedagógica Teatro de fantoches Junho 2013

2 III D Teatro de fantoches A criança que ainda não sabe ler convencionalmente pode fazê-lo por meio da escuta da leitura do professor, ainda que não possa decifrar todas e cada uma das palavras. Ouvir um texto já é uma forma de leitura. (Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil, VOL. 3,p.141). A dramatização na escola tem como finalidade buscar a participação, o estímulo, convívio social, além do desenvolvimento cultural, da linguagem oral e corporal, intelectual e social. Na educação infantil é o período mais importante e propício para estimular a criatividade, espontaneidade, cognição, e afetividade. O ouvir e contar histórias permite que a criança construa a sua própria história, esta faz com que ela se desenvolva no meio em que vive, buscando sua autonomia e liberdade de fazer sua própria escolha. A contação também proporciona emoções por meio das ilustrações fazendo com que a criança pense e reflita sobre a história que lhe foi contada, o professor tem um papel fundamental para elevar a criatividade da criança criando meios para que ela possa construir a sua própria história. A Turma do Oceano ama ouvir histórias tanto dos livros como teatrinho de fantoches! E a proposta dessa vez, além de ouvir, era que participarem dessa contação. Proporcionamos os fantoches e com a ajuda das crianças recriamos um palco para que começasse a atividade. Uma atividade dinâmica desde o começo, pois era preciso escolher quem participaria da atividade, os mais desinibidos foram os primeiros a se oferecerem para testar a novidade. Depois os outros também se arriscaram. A participação de todas as crianças era fundamental, pois alem dos atores principais, era preciso os coadjuvantes e os expectadores. Neste momento tivemos conflitos e foi preciso aprender a lidar com as frustrações, tendo a oportunidade de trabalhar essas emoções com todo o grupo. Enquanto a professora fazia o papel de narradora, as crianças manuseavam os fantoches. Algumas até mesmo faziam uma voz mais grossa ou mais fina para dar vida aos seus personagens. Existiram momentos que algumas deles improvisaram.

3 A interação com as histórias despertou emoções como se a vivenciasse, estes sentimentos permitem que a imaginação exercite a capacidade de resolução de problemas, além disso, esta interação estimula o desenho, a música, o pensar, o brincar, o manuseio de livros, o escrever e a vontade de ouvir novamente. Essa atividade foi repetida varias vezes, sempre que escolhíamos outra história, eles solicitavam a mesma: Chapeuzinho vermelho, pois quem convive com crianças sabe o quanto elas gostam de escutar a mesma história, pelo prazer de reconhecê-la, de apreendê-la em seus detalhes, de cobrar a mesma sequência e de antecipar as emoções que teve da primeira vez. A repetição da história contada é sempre positiva, e a criança sempre observa algo novo após a contação. Em outra ocasião aceitaram escolher outra história: Os animais, pois o novo também surpreende. No final do teatro as crianças ficam satisfeitas com o desempenho e dividem as suas emoções na conversa com seus pares. Todos brincam juntos, dividem os fantoches. A criação é sempre maravilhosa, pois podem ter, por exemplo,duas chapeuzinhos, dois lobos ou até mesmo três mamães! Os mais tímidos e os mais desinibidos se juntam, colocam os fantoches e começam a reproduzir a história novamente. O teatro de fantoches é outra atividade que pode ser desenvolvida pelas crianças, reconstruindo o texto original à sua maneira. O professor lê a história, as crianças escutam e, frequentemente, depois de algumas leituras, já conseguem recontar a história, utilizando algumas expressões e palavras ouvidas na voz do professor. A criança que escuta muitas histórias vai construindo um novo saber, descobrindo o mundo da linguagem escrita. Equipe: Raquel e Iara

4

5

6

7

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS GERAIS Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS GERAIS Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e expressão, interessando-se por conhecer

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 UM DIA CHUVOSO NA ESCOLA Hoje amanheceu chovendo muito e o vento soprava forte. A nossa sala estava pronta e arrumada para receber as crianças, mas o mau tempo fez com que elas se

Leia mais

Maria Emanuela de Oliveira Cruz - Graduanda Pedagogia/UEPB. Camila Matos Viana - Graduanda Pedagogia/UEPB

Maria Emanuela de Oliveira Cruz - Graduanda Pedagogia/UEPB. Camila Matos Viana - Graduanda Pedagogia/UEPB BRINCANDO TAMBÉM SE APRENDE! CONTRIBUIÇÕES DAS MÚLTIPLAS FORMAS DE BRINCAR PARA O DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM ORAL E PARA A INTERAÇÃO SOCIAL DAS CRIANÇAS. Maria Emanuela de Oliveira Cruz - Graduanda Pedagogia/UEPB

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

A importância da leitura na fase infantil.

A importância da leitura na fase infantil. EDIÇÃO II VOLUME 3 01/04/2011 A importância da leitura na fase infantil. O desenvolvimento de interesses e hábitos permanentes de leitura é um processo constante, que principia no lar, aperfeiçoa-se sistematicamente

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

Bilhete 084/14. Bilhete 084/14 Santo André, 25 de novembro de 2014. Senhores Pais dos alunos da Educação Infantil.

Bilhete 084/14. Bilhete 084/14 Santo André, 25 de novembro de 2014. Senhores Pais dos alunos da Educação Infantil. Senhores Pais dos alunos da Educação Infantil. Senhores Pais dos alunos da Educação Infantil. Senhores Pais dos alunos do 1º ano. Senhores Pais dos alunos do 1º ano. Senhores Pais dos alunos da turma 1F8.

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS.

CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS. CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS. Elaine Cristina Rodrigues Gomes Vidal. Gruhbas Projetos Educacionais

Leia mais

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL EVELISE RAQUEL DE PONTES (UNESP). Resumo O ato de contar histórias para crianças da educação infantil é a possibilidade de sorrir, criar, é se envolver com

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA 1º PERÍODO

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA 1º PERÍODO 1º PERÍODO Prezados pais, Encaminhamos a Programação da 3ª Etapa de 2015, material que serve de apoio para o acompanhamento das habilidades que serão desenvolvidas. Lembramos que este planejamento é flexível

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS DO PROJETO E ATIVIDADES REALIZADA COM OS ALUNOS

INFORMAÇÕES GERAIS DO PROJETO E ATIVIDADES REALIZADA COM OS ALUNOS Educador (es): Natália Andreazzi Finelli Alunos: Adriana, Alexandre, Bárbara, Davi, Heitor, Isabella, Leonardo, Lucas, Marco, Maria B, Maria F, Maria G, Mariana, Nathália, Pedro, Rafaela, Thiago O, Thiago

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 DISCIPLINA: LINGUAGEM

Leia mais

Comunicação A INFLUÊNCIA DA CONTAÇÃO DA HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Comunicação A INFLUÊNCIA DA CONTAÇÃO DA HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL Comunicação A INFLUÊNCIA DA CONTAÇÃO DA HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL MENDONÇA, Magda Letícia Bezerra 1 Palavras-chave: Histórias, Educação infantil A presente apresentação refere-se a parte do trabalho

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014 Atividades Pedagógicas Agosto 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO II A GRUPO II B GRUPO II C GRUPO II

Leia mais

Palavras Soltas. Projeto Pedagógico 2014/2015. Equipa Educativa:

Palavras Soltas. Projeto Pedagógico 2014/2015. Equipa Educativa: Palavras Soltas Equipa Educativa: Ana Maria Lopes; Ana Paula Neves; Daniela Bonito; Sandra Silva; Tathiana Germano; Teresa Ouro Índice Palavras Soltas 2 14 pág. Introdução... 5 I. Justificativa/ Tema...

Leia mais

ISSN 2238-9113 PROJETO LUDICIDADE NA ESCOLA DA INFÂNCIA

ISSN 2238-9113 PROJETO LUDICIDADE NA ESCOLA DA INFÂNCIA 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 PROJETO LUDICIDADE NA ESCOLA DA INFÂNCIA ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

PROJETO ANIMAIS. 1. Tema: O mundo dos animais. Área de abrangência: 2. Duração: 01/06 a 30/06. 3. Apresentação do projeto:

PROJETO ANIMAIS. 1. Tema: O mundo dos animais. Área de abrangência: 2. Duração: 01/06 a 30/06. 3. Apresentação do projeto: PROJETO ANIMAIS 1. Tema: O mundo dos animais Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza e Sociedade (x) Matemática 2. Duração: 01/06

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Revelar curiosidade e desejo de saber; Explorar situações de descoberta e exploração do mundo físico; Compreender mundo exterior mais próximo e do

Leia mais

2.2 O PERFIL DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO INFANTIL

2.2 O PERFIL DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO INFANTIL 2.2 O PERFIL DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO INFANTIL Ao conceber as instituições de Educação Infantil como espaços onde ocorre o processo educativo, processo este pelo qual os homens apropriam-se do desenvolvimento

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Educação Infantil I Segmento I

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Educação Infantil I Segmento I Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2010 Educação Infantil I Segmento I Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Ano: Infantil I Segmento: I COMPETÊNCIAS HABILIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS - ALUNOS EIXOS TEMÁTICOS/CONTEÚDOS

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL Actividades de Enriquecimento Curricular Expressão Dramática/Teatro e Corporal

PLANIFICAÇÃO ANUAL Actividades de Enriquecimento Curricular Expressão Dramática/Teatro e Corporal PLANIFICAÇÃO ANUAL Actividades de Enriquecimento Curricular Expressão Dramática/Teatro e Corporal Ano de escolaridade: 1.º e 2.º Ano Ano lectivo: 2011/2012 Professor/a da Disciplina:... Agrupamento/Escola:.

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013 Atividades Pedagógicas Outubro 2013 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO IV A GRUPO IV B GRUPO IV C GRUPO IV

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Segundo o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil : Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidados, brincadeiras e aprendizagens

Leia mais

OFICINA DE POESIA, PROSA E MUSICALIZAÇÃOINFANTIL A MELODIA DA IMAGINAÇÃO

OFICINA DE POESIA, PROSA E MUSICALIZAÇÃOINFANTIL A MELODIA DA IMAGINAÇÃO OFICINA DE POESIA, PROSA E MUSICALIZAÇÃOINFANTIL ( para Secretarias de Educação e Escolas ) A MELODIA DA IMAGINAÇÃO ( CANTANDO E RECONTANDO A LITERATURA INFANTIL) OFICINEIRO: CARLOS HERACLITO MELLO NEVES

Leia mais

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades: OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL V - 2012 A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

Leia mais

O lugar da oralidade na escola

O lugar da oralidade na escola O lugar da oralidade na escola Disciplina: Língua Portuguesa Fund. I Selecionador: Denise Guilherme Viotto Categoria: Professor O lugar da oralidade na escola Atividades com a linguagem oral parecem estar

Leia mais

ESCUTA E PARTICIPAÇÃO DAS CRIANÇAS NA CONSTRUÇÃO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ESCUTA E PARTICIPAÇÃO DAS CRIANÇAS NA CONSTRUÇÃO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 ESCUTA E PARTICIPAÇÃO DAS CRIANÇAS NA CONSTRUÇÃO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Cinthia Votto Fernandes (UFRGS, Porto Alegre,RS) Loide Pereira Trois (UFRGS, Porto Alegre,RS) A intenção deste

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO DRAMÁTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO DRAMÁTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2014/2015 AEC ALE EXPRESSÃO DRAMÁTICA Planificação 1.º Ciclo do Ensino Básico ALE EXPRESSÃO DRAMÁTICA Proposta de Plano Anual 2014/2015 1. Introdução

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 II A Jogos As crianças da Turma dos Amigos, desde os primeiros dias de aula, têm incluídos em sua rotina as brincadeiras com jogos de encaixe. Vários jogos estão disponíveis

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL. DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL. DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE OBJETIVOS GERAIS Desenvolver o pensamento artístico, estético e crítico; Estimular a percepção visual

Leia mais

O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Simone Helen Drumond Ischkanian

O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Simone Helen Drumond Ischkanian O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL. O projeto - o lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprendizagem

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Projeto Conto de Fadas

Projeto Conto de Fadas Projeto Conto de Fadas 1. Título: Tudo ao contrário 2. Dados de identificação: Nome da Escola: Escola Municipal Santo Antônio Diretora: Ceriana Dall Mollin Tesch Coordenadora do Projeto: Mônica Sirtoli

Leia mais

HORA DO CONTO: NA EDUCAÇÃO INFANTIL... 1019

HORA DO CONTO: NA EDUCAÇÃO INFANTIL... 1019 HORA DO CONTO: NA EDUCAÇÃO INFANTIL... 1019 HORA DO CONTO: NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Evelise Raquel de Pontes Mariane Soares Sana Orientadora: Renata Junqueira de Souza. Instituição: Universidade Estadual

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Escrita. Programa de extensão. Socioeducação.

PALAVRAS-CHAVE: Escrita. Programa de extensão. Socioeducação. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas:

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas: EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil, enquanto segmento de ensino que propicia um maior contato formal da criança com o mundo que a cerca, deve favorecer a socialização da criança, permitir a interação

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL ALCIDES MUNHOZ ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

COLÉGIO ESTADUAL ALCIDES MUNHOZ ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO COLÉGIO ESTADUAL ALCIDES MUNHOZ ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua Marechal Floriano Peixoto, 61 Cep:84430-000 Fone/Fax:(42)34361327 e-mail: iuvalcidesmunhoz@seed.pr.gov.br Imbituva - Paraná Projeto de Leitura

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (5 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Conhecer diferentes termos espaciais (em pé, deitado, em cima, em baixo, à frente, atrás, dentro, fora ) Descrever itinerários diários (exemplos:

Leia mais

UMA EXPERIÊNCIA PSICOPEDAGÓGICA NA FACULDADE DE ENGENHARIA DA PUCRS

UMA EXPERIÊNCIA PSICOPEDAGÓGICA NA FACULDADE DE ENGENHARIA DA PUCRS UMA EXPERIÊNCIA PSICOPEDAGÓGICA NA FACULDADE DE ENGENHARIA DA PUCRS Jorge Ferreira da Silva Filho Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Viegas Ribas Pesquisador e Consultor Psicopedagógico

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2014 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV OBJETIVOS GERAIS Construção da autoimagem e do desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE. Zilma de Moraes Ramos de Oliveira

BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE. Zilma de Moraes Ramos de Oliveira BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE Zilma de Moraes Ramos de Oliveira HISTÓRICO Constituição brasileira LDB Plano Nacional de Educação CONSTITUIÇÃO

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III OBJETIVOS GERAIS Construção da auto-imagem e desenvolvimento da auto-estima; Reconhecimento e descoberta do

Leia mais

A FISICALIZAÇÃO NO SISTEMA DE JOGOS TEATRAIS

A FISICALIZAÇÃO NO SISTEMA DE JOGOS TEATRAIS A FISICALIZAÇÃO NO SISTEMA DE JOGOS TEATRAIS Joaquim Gama Universidade de Sorocaba UNISO quimgama@uol.com.br RESUMO: A fisicalização, no sistema de jogos teatrais, como possibilidade de tornar o imaginário

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III OBJETIVOS GERAIS Construção da autoimagem e desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do próprio

Leia mais

A Arte e as Crianças

A Arte e as Crianças A Arte e as Crianças A criança pequena consegue exteriorizar espontaneamente a sua personalidade e as suas experiências inter-individuais, graças aos diversos meios de expressão que estão à sua disposição.

Leia mais

A CONSTITUIÇÃO DO SER PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL PELO PIBID DE PEDAGOGIA

A CONSTITUIÇÃO DO SER PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL PELO PIBID DE PEDAGOGIA A CONSTITUIÇÃO DO SER PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL PELO PIBID DE PEDAGOGIA Resumo Gisele Brandelero Camargo 1 - UEPG Grupo de Trabalho - Didática: Teorias, Metodologias e Práticas Agência Financiadora:

Leia mais

EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL

EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL Acacia Silva Alcantara Graduanda/UEPB Danielly Muniz de Lima Graduanda/UEPB Glória Mª Leitão de Souza

Leia mais

Palavras-chave: Novas Tecnologias Educação Professor Prática Pedagógica

Palavras-chave: Novas Tecnologias Educação Professor Prática Pedagógica EDUCAÇÃO E PROFESSOR DIANTE DO USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS Resumo Marília Gerlane Guimarães da Silva graduanda UEPB mariliagerlany@hotmail.com Orientadora: Profª Ms. Eliane Brito de Lima- UEPB/PMCG eliabrito@ig.com.br

Leia mais

DESENVOLVENDO HABITOS DE ESTUDO

DESENVOLVENDO HABITOS DE ESTUDO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA IF-SC DESENVOLVENDO HABITOS DE ESTUDO Elaborado por: Psicóloga Katia Griesang Conteúdo da palestra Você estuda apenas para obter boas notas?! Voce acha que tem muitas

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM

EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM COMUNICAÇÃO FASE I FASE II ORALIDADE Transmitir recados simples. Formar frases com seqüência. Argumentar para resolver conflitos. Verbalizar suas necessidades e

Leia mais

PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO

PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO Na vida de uma criança, para além do entretenimento, o jogo

Leia mais

Projetos Pedagógicos. Agosto 2012

Projetos Pedagógicos. Agosto 2012 Projetos Pedagógicos Agosto 2012 AMIZADE Amigo a gente cuida, faz carinho, brinca, sorri e até chora junto, e percebemos o quanto precisamos um do outro. A amizade é muito valiosa para nós que construímos

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL IV - 2012 OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Os PCNs indicam como objetivos da Educação Infantil que os alunos sejam capazes de: Expressar, manifestar

Leia mais

A FORMAÇÃO DE LEITORES: O CASO DO GRUPO AIMIRI OS CONTADORES DE HISTÓRIAS

A FORMAÇÃO DE LEITORES: O CASO DO GRUPO AIMIRI OS CONTADORES DE HISTÓRIAS XIV Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação e Gestão da Informação - Região Sul - Florianópolis - 28 de abril a 01 de maio de 2012 A FORMAÇÃO DE LEITORES:

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL V OBJETIVOS GERAIS. Desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do próprio corpo; Desenvolvimento

Leia mais

Por que investir em um Ministério Infantil? Por que as crianças são importantes para o desenvolvimento da igreja?

Por que investir em um Ministério Infantil? Por que as crianças são importantes para o desenvolvimento da igreja? Por que investir em um Ministério Infantil? Por que as crianças são importantes para o desenvolvimento da igreja? Visão Visão é o retrato compartilhado do futuro que queremos criar. A Visão responde à

Leia mais

UMA RELEITURA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA BIBLIOTECA NO CONTEXTO ESCOLAR MARIA MAZARELO RODRIGUES DE LIMA

UMA RELEITURA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA BIBLIOTECA NO CONTEXTO ESCOLAR MARIA MAZARELO RODRIGUES DE LIMA 1 UMA RELEITURA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA BIBLIOTECA NO CONTEXTO ESCOLAR MARIA MAZARELO RODRIGUES DE LIMA INTRODUÇÃO Compreende-se que na promoção de ações de estímulo à leitura, a escola tem como instrumento

Leia mais

O PIBID NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PIBID NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL O PIBID NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL Diana Gonçalves Figueiredo¹ Resumo:O presente trabalho apresenta o subprojeto de Pedagogia no PIBID relatando a sua importância para o processo formativo dos alunos

Leia mais

Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas.

Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas. RELATÓRIO DE GRUPO MATERNAL A 2º SEMESTRE DE 2014 Professora: Jéssica Oliveira Professora auxiliar: Elizabeth Fontes Coordenação: Lucy Ramos Torres Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas.

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Centro de Artes Curso de Teatro-Licenciatura Monografia O JOGO DRAMÁTICO E O JOGO TEATRAL NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA Vanessa Martins da Silva Pelotas, 2011. VANESSA MARTINS

Leia mais

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II Músicas infantis. Danças, músicas e personagens folclóricos. Conhecer textos e melodias folclóricos; Entoar músicas do folclore brasileiro; Dançar músicas folclóricas; Imitar

Leia mais

A CRIANÇA VAI AO TEATRO: A UNEAL ATUANDO NA COMUNIDADE

A CRIANÇA VAI AO TEATRO: A UNEAL ATUANDO NA COMUNIDADE A CRIANÇA VAI AO TEATRO: A UNEAL ATUANDO NA COMUNIDADE Flaviane de Oliveira Pinto 1 (UNEAL) flaviane_pinto@hotmail.com Maria das Graças Correia Gomes 2 (UNEAL) gracac.gomes@hotmail.com RESUMO: O presente

Leia mais

FORMAÇÃO INICIAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA EM UM PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

FORMAÇÃO INICIAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA EM UM PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FORMAÇÃO INICIAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA EM UM PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Resumo Juliana Silva Cristina 1 - UFU Maria Clara Elias Polo 2 - UFU Grupo de Trabalho - Formação

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV OBJETIVOS GERAIS Construção da autoimagem e do desenvolvimento da autoestima; Reconhecimento e descoberta do

Leia mais

Uma experiência em ensinar e aprender linguagem escrita

Uma experiência em ensinar e aprender linguagem escrita Uma experiência em ensinar e aprender linguagem escrita 55 Ana Teberosky neste capítulo propomos uma experiência sobre linguagem escrita cujo enfoque é a interação entre os materiais, a atuação dos professores

Leia mais

Rio e Sagrado: um lugar de todos nós!

Rio e Sagrado: um lugar de todos nós! Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio Rua Tonelero, 56 Copacabana RJ site:www.redesagradorj.com.br / e-mail:cscm@redesagradorj.com.br Rio e Sagrado: um lugar de todos nós!.turma: 1º Período A Professora

Leia mais

Avaliação na Educação Infantil Legislação e Pesquisas

Avaliação na Educação Infantil Legislação e Pesquisas Avaliação na Educação Infantil Legislação e Pesquisas Maévi Anabel Nono UNESP Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas Departamento de Educação São José do Rio Preto Diversos pesquisadores têm

Leia mais

Entendendo os Espaços Discursivos na Educação Infantil: um relato de experiência.

Entendendo os Espaços Discursivos na Educação Infantil: um relato de experiência. Resumo Entendendo os Espaços Discursivos na Educação Infantil: um relato de experiência. Rosaura Ferreira da Silva de Freitas 1 Iguaracy Simões Loureiro Chirico 2 Este artigo aborda a prática de sala de

Leia mais

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013 Atividades Pedagógicas Outubro 2013 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. GRUPO III A GRUPO III B GRUPO III C GRUPO III D ATIVIDADES DE SALA

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011. Educação Infantil III

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011. Educação Infantil III Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2011 Educação Infantil III Área de conhecimento: Linguagem Série: Infantil III Educação Infantil Competências Habilidades a serem desenvolvidas Eixo/Conteúdos

Leia mais

Jardim de Infância Professor António José Ganhão

Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância nº2 ( Brejo ) Jardim de Infância do Centro Escolar de Samora Correia Agrupamento de Escolas de Samora Correia Direcção Executiva Conselho

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL II OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Avaliação e observação

Avaliação e observação Avaliação e observação Objetivo da Aula Identifi car o papel da avaliação no processo de ensino-aprendizagem. A avaliação é uma prática social, estamos sempre avaliando, fazendo escolhas. Avaliamos o que

Leia mais

ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA

ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA RAQUEL MONTEIRO DA SILVA FREITAS (UFPB). Resumo Essa comunicação objetiva apresentar dados relacionados ao plano

Leia mais

A coleção supera as expectativas a cada ano. E isso é só o começo.

A coleção supera as expectativas a cada ano. E isso é só o começo. porta aberta Nova edição Letramento e Alfabetização 1º ao 3º ano A coleção supera as expectativas a cada ano. E isso é só o começo. 25385COL38 Os 3 volumes iniciais são voltados para a aquisição do sistema

Leia mais

São DVD-ROMs com mais de 1 500 conteúdos digitais, entre aulas, jogos interativos e exercícios, sendo mais de 200 voltados para a Educação Infantil.

São DVD-ROMs com mais de 1 500 conteúdos digitais, entre aulas, jogos interativos e exercícios, sendo mais de 200 voltados para a Educação Infantil. Nível I O J. Piaget é o primeiro e único Sistema de Ensino do mercado que relaciona totalmente o material multimídia ao material gráfico em todos os segmentos. São DVD-ROMs com mais de 1 500 conteúdos

Leia mais

Língua Portuguesa. Expectativas de aprendizagem. Expressar oralmente seus desejos, sentimentos, idéias e pensamentos.

Língua Portuguesa. Expectativas de aprendizagem. Expressar oralmente seus desejos, sentimentos, idéias e pensamentos. Língua Portuguesa As crianças do 1º ano têm o direito de aprender e desenvolver competências em comunicação oral, em ler e escrever de acordo com suas hipóteses. Para isto é necessário que a escola de

Leia mais

Projeto: Teatro Infantil

Projeto: Teatro Infantil Cooperativa de Ensino e Cultura de Santa Rita Projeto: Teatro Infantil O teatro é a poesia que sai do livro e se faz humana. (Frederico Garcia Lorca) 1 Unidade Executora: Coordenação Pedagógica, Grupo

Leia mais

DANÇA NO CONTEXTO ESCOLAR: QUANDO A RELIGIOSIDADE ATRAVESSA A PRÁTICA.

DANÇA NO CONTEXTO ESCOLAR: QUANDO A RELIGIOSIDADE ATRAVESSA A PRÁTICA. DANÇA NO CONTEXTO ESCOLAR: QUANDO A RELIGIOSIDADE ATRAVESSA A PRÁTICA. Amanda Pathiely Serrânia Faria UFG/FEFD 1 Orientador e Coautor: Prof. Dr. Alexandre Ferreira UFG/FEFD 2 Graduanda do curso de Licenciatura

Leia mais

V ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS

V ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS 1. Por que você decidiu fazer esse curso? 57% para ampliar conhecimentos, aperfeiçoar o trabalho, ampliar horizontes, permanecer na área 26% pelo sonho de ser educadora, gostar e acreditar na educação,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO ATO DE LER PAULO FREIRE

A IMPORTÂNCIA DO ATO DE LER PAULO FREIRE Revista Científica FacMais A IMPORTÂNCIA DO ATO DE LER PAULO FREIRE Daniel Sotelo 1 Resenha da obra: FREIRE, Paulo. A Importância do Ato de Ler - em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez Editora

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá

Leia mais

Um Mundo Sem Fronteiras. A Nova Era Econômica

Um Mundo Sem Fronteiras. A Nova Era Econômica Um Mundo Sem Fronteiras A Nova Era Econômica Quais São as Principais Conseqüências Da Nova Era Econômica? A Nova Era Econômica A Concorrência É Muito Maior Atendimento De Coração A Nova Era Econômica

Leia mais

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 JESUS ESTÁ COMIGO QUANDO SOU DESAFIADO A CRESCER! OBJETIVO - Saber que sempre que são desafiados a crescer ou assumir responsabilidades, Jesus está com

Leia mais

PRÁTICAS ESCOLARES NORTEADAS POR PROJETOS DE TRABALHO QUE FOMENTAM A FORMAÇÃO DOCENTE

PRÁTICAS ESCOLARES NORTEADAS POR PROJETOS DE TRABALHO QUE FOMENTAM A FORMAÇÃO DOCENTE 165 PRÁTICAS ESCOLARES NORTEADAS POR PROJETOS DE TRABALHO QUE FOMENTAM A FORMAÇÃO DOCENTE Fausiene Pereira Resende Victor-UFU fausiene_ped_ufu@hotmail.com Vivian Moreira Batista-UFU vivisacra@gmail.com

Leia mais

4h diárias - 16 meses

4h diárias - 16 meses 4h diárias - 16 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM RECEPCIONISTA ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral: 4 -

Leia mais

O ATO DE ESTUDAR 1. (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.)

O ATO DE ESTUDAR 1. (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.) O ATO DE ESTUDAR 1 (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.) Paulo Freire, educador da atualidade, aponta a necessidade de se fazer uma prévia reflexão sobre o sentido do estudo. Segundo suas palavras:

Leia mais

Netiqueta Regras de convivência na Internet

Netiqueta Regras de convivência na Internet São alguns modelos de conduta que irão facilitar o relacionamento com os colegas e professor e contribuir para uma aprendizagem colaborativa e efetiva. O termo inglês NET (significa REDE ) e o termo ETIQUETA

Leia mais

Composição musical na educação infantil: uma experiência possível

Composição musical na educação infantil: uma experiência possível Composição musical na educação infantil: uma experiência possível Francine Kemmer Cernev francine@cernev.com.br Universidade Estadual de Londrina/ Colégio Nossa Senhora do Rosário, Cornélio Procópio/PR/

Leia mais

DESCOBRINDO A CONDIÇÃO HUMANA NA LUDOPOIESE: UM DESPERTAR PARA A CONSCIÊNCIA DA COMPLEXIDADE HUMANA

DESCOBRINDO A CONDIÇÃO HUMANA NA LUDOPOIESE: UM DESPERTAR PARA A CONSCIÊNCIA DA COMPLEXIDADE HUMANA DESCOBRINDO A CONDIÇÃO HUMANA NA LUDOPOIESE: UM DESPERTAR PARA A CONSCIÊNCIA DA COMPLEXIDADE HUMANA Áurea Emilia da Silva Pinto BACOR/PPGED/UFRN Resumo Esse trabalho foi elaborado a partir de uma roda

Leia mais

Projeto Pedagógico. Sala Sabichões

Projeto Pedagógico. Sala Sabichões Projeto Pedagógico Sala Sabichões Ano Letivo 2013-2014 2 Índice 1.Caraterização do Grupo... 3 2.Organização do Espaço e do Tempo... 3 3. Tema e fundamentação teórica do projeto da sala dos Sabichões: ler,

Leia mais

Boletim Especial Feira de Ideias

Boletim Especial Feira de Ideias Boletim Especial Feira de Ideias O mundo mágico do Harry Potter e do Externato... Sucesso: foi a 10ª edição da Feira de Ideias proporcionada pela Família Externato Aguaí. O evento teve recorde de visitação

Leia mais

Contação de Histórias PEF

Contação de Histórias PEF Contação de Histórias PEF Qual a importância da narração oral? -Exerce influência tanto sobre aspectos intelectuais quanto emocionais da criança. -Tem a capacidade de estimular a imaginação, a criatividade

Leia mais

VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA

VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA Gabriela Arcas de Oliveira¹; Joice Gomes de Souza²; Giana Amaral Yamin³. UEMS- CEP, 79804970- Dourados-MS, ¹Bolsista

Leia mais

Projeto Brinquedoteca CEI Formiguinhas

Projeto Brinquedoteca CEI Formiguinhas Projeto Brinquedoteca CEI Formiguinhas Aririú da Formiga - Palhoça - SC Julho de 2014 PROJETO: "BRINQUEDOTECA CEI FORMIGUINHAS" 1. Instituição: "Conselho Comunitário de Aririú da Formiga - CCAF" "Centro

Leia mais