Por. Monitor: Bruna Basile

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Por. Monitor: Bruna Basile"

Transcrição

1 Professor: Eduardo Valladares Monitor: Bruna Basile

2 Gêneros textuais: texto argumentativo e injuntivo 21 ago RESUMO Texto Argumentativo O texto argumentativo é aquele em que defendemos um ponto de vista com o objetivo de convencer, persuadir ou influenciar o leitor ou ouvinte. Esse convencimento é feito mediante a apresentação de razões, em face da evidência das provas com base em um raciocínio coerente e consistente. Para que o leitor seja convencido de uma ideia, ela deve ser feita por meio de evidências. Ela pode ser comprovada por meio de exemplos, ilustrações, dados estatísticos, argumentos de autoridade, entre outros. A evidência é o elemento mais importante da argumentação, pois toda argumentação consiste em uma declaração seguida da prova. Observe o texto abaixo: Até então, nunca tinha acreditado na afirmação sofrer é crescer. Afinal, atingir a maioridade sempre significou liberdade, ou seja, fazer tudo o que era proibido na adolescência. Ao pisar fora do território familiar, me deparei com as vantagens e as desvantagens de viver só. Tarefas domésticas como lavar a roupa, passar, fazer supermercado e cozinhar ganharam prioridade. Anos depois, quando fui estudar na Inglaterra, lembro da cena de um garoto de 17 anos, numa lavanderia, colocando duas enormes trouxas de roupa em três máquinas de lavar. Meias, toalhas e panos de prato dividiram a mesma água e o mesmo sabão em pó. O resultado foi catastrófico: peças esverdeadas e a certeza de que manter a roupa limpa, passada e sem manchas não é fácil. Em diversos países, sair de casa jovem é um rito de passagem natural para a vida adulta. Uma espécie de serviço militar obrigatório para deixar de lado a dependência doméstica e provar que é possível se virar sozinho. Nos Estados Unidos, alguns estudantes preferem morar em alojamentos universitários mesmo quando a casa dos pais está localizada na mesma cidade. Além de ser encarado como uma forma de aproveitar ainda mais os anos da universidade, há uma certa pressão familiar para que os filhos cortem logo o cordão umbilical com os pais. (...) No Brasil, as condições econômicas tornam o ato de sair de casa um privilégio. Mas é claro que essa não é a única razão para ver tantos jovens de classe média muitos deles com mais de 30 anos protegidos no ninho dos pais. Além das diferenças culturais, há uma certa mentalidade que não estimula a autonomia dos jovens no país. Talvez o traço mais visível dessa mentalidade seja a resistência que os jovens brasileiros em fast-foods, servir mesas em restaurantes e carregar malas em hotéis são vistas com menosprezo. Os pais também são culpados disso. Preferem ver os filhos fazendo nada sob suas asas a tê-los exercendo uma -los batalhando seu espaço no mercado de trabalho, ficam preocupados com o que as outras famílias vão pensar como se eles não fossem capazes de sustentar sua prole. É bem provável que esse comportamento típico da classe média brasileira seja uma herança da velha mentalidade da casa grande nas antigas fazendas, quando as famílias abastadas preparavam os seus filhos para se tornarem bacharéis e deixavam para os escravos todas as outras tarefas. Texto Injuntivo O texto injuntivo (ou instrucional) é aquele que explica sobre algo para o leitor para a realização de uma ação. Sua função é instruir para que ele seja capaz de realizar uma atividade. São exemplos desse tipo textual, os gêneros: receita médica, receita culinária, bula de remédio, manual de instruções, entre outros.

3 Além disso, uma das características do texto instrucional é a utilização de verbos no modo imperativo para Veja o exemplo abaixo:

4 1. EXERCÍCIOS DE AULA Nas peças publicitárias, vários recursos verbais e não verbais são usados com o objetivo de atingir o público-alvo, influenciando seu comportamento. Considerando as informações verbais e não verbais trazidas no texto a respeito da hepatite, verifica-se que a) o tom lúdico é empregado como recurso de consolidação do pacto de confiança entre médico e a população. b) a figura do profissional da saúde é legitimada, evocando-se o discurso autorizado como estratégia argumentativa. c) o uso de construções coloquiais e específicas da oralidade são recursos de argumentação que simulam o discurso do médico. d) a empresa anunciada deixa de se autopromover ao mostrar preocupação social e assumir a responsabilidade pelas informações. e) o discurso evidencia uma cena de ensinamento didático, projetado com subjetividade no trecho sobre as maneiras de prevenção.

5 2. A tirinha denota a postura assumida por seu produtor frente ao uso social da tecnologia para fins de interação e de informação. Tal posicionamento é expresso, de forma argumentativa, por meio de uma atitude a) crítica, expressa pelas ironias. b) resignada, expressa pelas enumerações. c) indignada, expressa pelos discursos diretos. d) agressiva, expressa pela contra-argumentação. e) alienada, expressa pela negação da realidade. 3. DIGA NÃO AO NÃO Quem disse que alguma coisa é impossível? Olhe ao redor. O mundo está cheio de coisas que, segundo os pessimistas, nunca teriam acontecido. E ainda assim, sim. Sim, Santos Dumont foi o primeiro homem a decolar a bordo de um avião, impulsionado por um motor aeronáutico. Sim, Visconde de Mauá, um dos maiores empreendedores do Brasil, inaugurou a primeira rodovia pavimentada do país. Sim, uma empresa brasileira também inovou no país. Abasteceu o primeiro voo comercial brasileiro. Foi a primeira empresa privada a produzir petróleo na Bacia de Campos. Desenvolveu um óleo combustível mais limpo, o OC Plus. O que é necessário para transformar o não em sim? Curiosidade. Mente aberta. Vontade de arriscar. E quando o problema parece insolúvel, quando o desafio é muito duro, dizer: vamos lá. Soluções de energia para um mundo real. (Jornal da ABI. Número 336, dez. De 2008 adaptado) Essa oposição, usada como um recurso argumentativo, tem a função de: a) minimizar a importância da invenção do avião por Santos Dumont. b) mencionar os feitos de grandes empreendedores da história do Brasil. c) ressaltar a importância do pessimismo para promover transformações. d) associar os empreendimentos da empresa petrolífera a feitos históricos. e) ironizar os empreendimentos rodoviários de Visconde de Mauá no Brasil.

6 4. Diante dos recursos argumentativos utilizados, depreende- se que o texto apresentado a) se dirige aos líderes comunitários para tomarem a iniciativa de combater a dengue. b) conclama toda a população a participar das estratégias de combate ao mosquito da dengue. c) se dirige aos prefeitos, conclamando-os a organizarem iniciativas de combate à dengue. d) tem como objetivo ensinar os procedimentos técnicos necessários para o combate ao mosquito da dengue. e) apela ao governo federal, para que dê apoio aos governos estaduais e municipais no combate ao mosquito da dengue. 5. Câncer 21/06 a 21/07 O eclipse em seu signo vai desencadear mudanças na sua autoestima e no seu modo de agir. O corpo indicará onde você falha se anda engolindo sapos, a área gástrica se ressentirá. O que ficou guardado virá à tona, poi precisará de energia para se recompor. Há preocupação com a família, e a comunicação entre os irmãos trava. Lembre-se: palavra preciosa é palavra dita na hora certa. Isso ajuda também na vida amorosa, que será testada. Melhor conter as expectativas e ter calma, avaliando as próprias carências de modo maduro. Sentirá vontade de olhar além das questões materiais sua confiança virá da intimidade com os assuntos da alma. Revista Cláudia. Nº 7, ano 48, jul O reconhecimento dos diferentes gêneros textuais, seu contexto de uso, sua função específica, seu objetivo comunicativo e seu formato mais comum relacionam-se aos conhecimentos construídos socioculturalmente. A análise dos elementos constitutivos desse texto demonstra que sua função é a) Vender um produto anunciado. b) Informar sobre astronomia. c) Ensinar os cuidados com a saúde.

7 d) Expor a opinião de leitores em um jornal. e) Aconselhar sobre amor, família, saúde, trabalho. 6. Todo texto apresenta uma intenção, da qual derivam as escolhas linguísticas que o compõem. O texto da campanha publicitária e o da charge apresentam, respectivamente, composição textual pautada por uma estratégia a) expositiva, porque informa determinado assunto de modo isento; e interativa, porque apresenta intercâmbio verbal entre dois personagens. b) descritiva, pois descreve ações necessárias ao combate à dengue; e narrativa, pois um dos personagens conta um fato, um acontecimento. c) injuntiva, uma vez que, por meio do cartaz, diz como se deve combater a dengue; e dialogal, porque estabelece uma interação oral. d) narrativa, visto que apresenta relato de ações a serem realizadas; e descritiva, pois um dos personagens descreve a ação realizada. e) persuasiva, com o propósito de convencer o interlocutor a combater a dengue; e dialogal, pois há a interação oral entre os personagens. EXERCÍCIOS DE CASA 1. O Brasil é sertanejo Que tipo de música simboliza o Brasil? Eis uma questão discutida há muito tempo, que desperta opiniões extremadas. Há fundamentalistas que desejam impor ao público um tipo de som nascido das raízes socioculturais do país. O samba. Outros, igualmente nacionalistas, desprezam tudo aquilo que não tem estilo. Sonham com o império da MPB de Chico Buarque e Caetano Veloso. Um terceiro grupo, formado por gente mais jovem, escuta e cultiva apenas a música internacional, em todas as vertentes. E mais ou menos ignora o resto.

8 A realidade dos hábitos musicais do brasileiro agora está claro, nada tem a ver com esses estereótipos. O gênero que encanta mais da metade do país é o sertanejo, seguido de longe pela MPB e pelo pagode. Outros gêneros em ascensão, sobretudo entre as classes C, D e E, são o funk e o religioso, em especial o gospel. Rock e música eletrônica são músicas de minoria. É o que demonstra uma pesquisa pioneira feita entre agosto de 2012 e agosto de 2013 pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). A pesquisa Tribos musicais - o comportamento dos ouvintes de rádio sob uma nova ótica faz um retrato do ouvinte brasileiro e traz algumas novidades. Para quem pensava que a MPB e o samba ainda resistiam como baluartes da nacionalidade, uma má notícia: os dois gêneros foram superados em popularidade. O Brasil moderno não tem mais o perfil sonoro dos anos 1970, que muitos gostariam que se eternizasse. A cara musical do país agora é outra. GIRON, L. A. Época, n. 805, out (fragmento). O texto objetiva convencer o leitor de que a configuração da preferência musical dos brasileiros não é mais a mesma da dos anos A estratégia de argumentação para comprovar essa posição baseia-se no(a) a) apresentação dos resultados de uma pesquisa que retrata o quadro atual da preferência popular relativa à música brasileira. b) caracterização das opiniões relativas a determinados gêneros, considerados os mais representativos da brasilidade, como meros estereótipos. c) uso de estrangeirismos, como rock, funk e gospel para compor um estilo próximo ao leitor, em sintonia com o ataque aos nacionalistas. d) ironia com relação ao apego a opiniões superadas, tomadas como expressão de conservadorismo e e) contraposição a impressões fundadas em elitismo e preconceito, com a alusão a artistas de renome para melhor demonstrar a consolidação da mudança do gosto musical popular. 2. Nós, brasileiros, estamos acostumados a ver juras de amor, feitas diante de Deus, serem quebradas por traição, interesses financeiros e sexuais. Casais se separam como inimigos, quando poderiam ser bons amigos, sem traumas. Bastante interessante a reportagem sobre separação. Mas acho que os advogados consultados, por sua competência, estão acostumados a tratar de grandes separações. Será que a maioria dos leitores da revista tem obras de arte que precisam ser fotografadas antes da separação? Não seria mais útil dar conselhos mais básicos? Não seria interessante mostrar que a separação amigável não interfere no modo de partilha dos bens? Que, seja qual for o tipo de separação, ela não vai prejudicar o direito à pensão dos filhos? Que acordo amigável deve ser assinado com atenção, pois é bastante complicado mudar suas cláusulas? Acho que essas são dicas que podem interessar ao leitor médio. Disponível em: Acesso em: 26 fev (adaptado). O texto foi publicado em uma revista de grande circulação na seção de carta do leitor. Nele, um dos leitores manifesta-se acerca de uma reportagem publicada na edição anterior. Ao fazer sua argumentação, o autor do texto a) faz uma síntese do que foi abordado na reportagem. b) discute problemas conjugais que conduzem à separação. c) aborda a importância dos advogados em processos de separação. d) oferece dicas para orientar as pessoas em processos de separação. e) rebate o enfoque dado ao tema pela reportagem, lançando novas ideias. 3. A gentileza é algo difícil de ser ensinado e vai muito além da palavra educação. Ela é difícil de ser encontrada, mas fácil de ser identificada, e acompanha pessoas generosas e desprendidas, que se interessam em contribuir para o bem do outro e da sociedade. É uma atitude desobrigada, que se manifesta das situações cotidianas e das maneiras mais prosaicas. SIMURRO, S. A. B. Ser gentil é ser saudável. Disponível em: Acesso em: 22 jun (adaptado). No texto, menciona-se que a gentileza extrapola as regras de boa educação. A argumentação construída a) apresenta fatos que estabelecem entre si relações de causa e de consequência. b) descreve condições para a ocorrência de atitudes educadas.

9 c) indica a finalidade pela qual a gentileza pode ser praticada. d) enumera fatos sucessivos em uma relação temporal. e) mostra oposição e acrescenta ideias. 4. COM NICIGA, PARAR DE FUMAR FICA MUITO MAIS FÁCIL. 1. Fumar aumenta o número de receptores do seu cérebro que se ativam com nicotina. 2. Se você interrompe o fornecimento de uma vez, eles enlouquecem e você sente os desagradáveis sintomas da falta do cigarro. 3. Com seus adesivos transdérmicos, Niciga libera nicotina terapêutica de forma controlada no seu organismo, facilitando o processo de parar de fumar e ajudando a sua força de vontade. Com Niciga, você tem o dobro de chances de parar de fumar. Para convencer o leitor, o anúncio emprega como recurso expressivo, principalmente, a) as rimas entre Niciga e nicotina. d) a utilização dos pronomes de segunda pessoa, que fazem um apelo direto ao leitor. e) a informação sobre as consequências do consumo do cigarro para amedrontar o leitor. 5. CELULAR ROUBADO? COMO BLOQUEAR O IMEI DE SEU APARELHO NA OPERADORA. (1) Seu celular foi roubado? Aprenda a fazer o bloqueio do IMEI do aparelho junto à operadora. Isso desestimula o roubo de smartphones, já que seu celular não se conectará mais a nenhuma operadora, tornando o crime inútil: na maioria dos casos, o ladrão rouba o aparelho para revendê-lo posteriormente. (2) Para descobrir o IMEI do seu aparelho, digite *#06# no telefone, como se você fosse efetuar uma ligação o código, com 15 dígitos, será imediatamente exibido na tela. Caso você não tenha mais acesso ao celular, procure o IMEI na embalagem do produto, que estará próximo a um código de barras. (3) Se você não tem mais o aparelho e nem a caixa, ainda há salvação para os usuários de Android. Acesse o Google Dashboard e expanda o menu Android. Uma lista de todos os aparelhos atrelados ao seu Google Play serão exibidos, acompanhados dos respectivos códigos IMEI. Então, para bloquear o IMEI de um celular por roubo ou furto, entre em contato com a sua operadora. Celular roubado? Como bloquear o IMEI de seu aparelho na operadora. Disponível em: < Acesso: 09 nov (Adaptado). A identificação dos mais diversos gêneros textuais perpassa a análise de sua função social, das sequências tipológicas que os compõem, de seu contexto, bem como de seu suporte de uso. A respeito da composição tipológica e das características TEXTO 1, é CORRETO afirmar que a) como se trata de um texto publicitário, sua principal função é impelir o cliente a comprar um smartphone pela modernidade que ele apresenta. b) possui traços de injunção, pois se pauta na explicação e no método para a realização de uma atividade, no caso, bloquear um smartphone roubado. c) pode ser classificado como dissertativo-argumentativo, uma vez que expõe a opinião do autor sobre as vantagens do sistema Android.

10 d) apresenta uma estrutura textual, estritamente, descritiva, o que se comprova pela sequenciação das atitudes que os usuários devem tomar. e) sua função principal é informar aos usuários de smartphones do perigo crescente de roubos de celulares. 6. Em agosto de 2005, a Revista Língua fez uma entrevista com Millôr Fernandes, o escritor escolhido para ser o homenageado da FLIP Eis, aqui, alguns trechos dessa entrevista. (1) Língua Fazer humor é levar a sério as palavras ou brincar com elas? Millôr Humor, você tem ou não tem. Pode ser do tipo mais profundo, mais popular, mas tem de ter. Você vai fazendo e, sem querer, a coisa sai engraçada. Dá para perceber quando a construção é forçada. Tenho uma capacidade muito natural de perceber bobagem e destruir a coisa. (2) Língua Com que língua você mais gosta de trabalhar? Millôr Não aprendi línguas até hoje (risos). Gosto de trabalhar com o português, embora inglês seja a que eu mais leio. Nunca tive temor de nada. Deve-se julgar as obras pelo que elas têm de qualidade, não por serem de fulano ou beltrano. Shakespeare fez muita besteira, mas tem três ou quatro obras perfeitas, e Macbeth é uma delas. (3) Língua Na sua opinião, quais vantagens o português possui em comparação a outras línguas que você conhece? Millôr A principal vantagem é a de ser a minha língua. Ninguém fala duas línguas. Essa ideia de um espião que fala múltiplas línguas não passa de mentira. Vai lá no meio do acessíveis a quem não é nativo. Toda pessoa tem habilidade só no seu idioma. Você pode aprender uma, dez, sei lá quantas expressões de outra língua, mas ainda existirão outras mil como é que se vai fazer? A língua portuguesa tem suas particularidades. Como outras também. Aprendi desde cedo a ter - (4) Língua Quais as normas mais loucas ou mais despropositadas da língua portuguesa? Millôr Toda pesquisa de linguagem é perigosa porque tem o caráter de induzir o sentido. Não tenho nenhum carinho especial por gramáticos. Na minha vida inteira sempre fui violento [no ataque às regras do idioma], porque a língua é a falada, a outra é apenas uma forma de você registrar a fala. Se todo mundo erra na crase é a regra da crase que está errada, como aliás está. Se você vai a Portugal, pode até encontrar uma reverberação que indica a crase. Não aqui. Aqui, no Brasil, a crase não existe. (5) Língua Mas a fala brasileira é mutante e díspar, cada região tem sua peculiaridade. Como romper regras da língua sem cair no vale-tudo? Millôr Se não houver norma, não há como transgredir. A língua tem variantes, mas temos de ensinar a escrever o padrão. Quem transgride tem nome ou peito, que o faça e arque com as consequências. Mas insisto que a escrita é apenas o registro da língua falada. De Machado de Assis pra cá, tudo mudou. A língua alemã fez reforma ortográfica há 50 anos, correta. Aqui, na minha geração, já foram três quando toda língua busca lembrar o árabe shaik, insistiram que o certo é aceitar ou não. Veja o caso da crase. A crase, na prática, não existe no português do Brasil. Já vi tábuas de mármore com crase errada. Se todo mundo erra, a crase é quem está errada. Se vamos atribuir crase Disponível em: Acesso em: 13/06/2014. Adaptado. O texto, uma entrevista, organiza-se de acordo com especificidades composicionais e linguísticas próprias do gênero. Levando isso em consideração, analise as proposições a seguir. I. A depender do entrevistado, uma entrevista pode apresentar marcas de informalidade, a exemplo do tratamento pronominal de que fazem uso os interlocutores do texto II. Uma entrevista costuma ser constituída por mais de um tipo textual, a exemplo das sequências argumentativas e narrativas que ajudam a compor o texto. III. Os eixos temáticos abordados na entrevista língua e humor conferem ao texto um caráter excessivamente informal.

11 IV. Marcas de oralidade no texto por exemplo, trecho de música (3o parágrafo) e palavras incisivas, deveriam ser evitadas, uma vez que se trata de um texto escrito. Estão CORRETAS, apenas: a) I e II. b) I e III. c) I, II e IV. d) II e IV. e) III e IV. 7. Sabão em barra caseiro Ingredientes: 1/2 kg de soda cáustica 1 litro de água; 3 litros de óleo de cozinha (usado e já saturado em frituras); 2 litros de álcool (de posto de gasolina). Preparo: Ferva 1 litro de água.simultaneamente, esquente bem 3 litros de óleo.coloque a soda cáustica na água fervendo, dentro de um balde de plástico e,imediatamente,retire o óleo do fogo e despeje por cima.em seguida coloque o álcool.mexa (com um pedaço de pau) durante 15 minutos.despeje numa caixa de papelão forrada com sacolas de plástico, vire as borda delas um pouco para cima. Observação: A altura do sabão, dentro da caixa de papelão é em torno de 5 a 6 cm. Dica:Fazendo o sabão na lua nova, ele ficará melhor Assinale a alternativa correta com base nas afirmações: I- A receita é um texto injuntivo/prescritivo pertencente ao gênero instruir. II- A receita de sabão apresenta o imperativo na 3ª pessoa do singular, mostrando menor formalidade. III - A receita de sabão é um texto injuntivo formal porque dá ordens precisas sobre a produção do sabão. IV- A receita apresentada não é um texto injuntivo/ prescritivo porque não contém verbos no imperativo. a) I e II estão corretas b) III e IV estão corretas c) I, II e III estão corretas d) todas estão corretas

12 QUESTÃO CONTEXTO A imagem acima faz parte de um manual de instruções de um ar condicionado. Esse gênero textual possui a função social de instruir o leitor sobre um determinado assunto. Observe o texto acima e diga quais elementos caracterizam a finalidade desse texto.

13 GABARITO Exercícios de aula 1. b 2. a 3. d 4. c 5. e 6. e Exercícios de casa 1. a 2. e 3. c 4. d 5. b 6. a 7. a Questão Contexto do texto e o passo-a-passo para a montagem do produto com a indicação das peças na imagem.