= 0,333 = 0, = 0,4343 = 0, = 1,0222 = 1,02

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "= 0,333 = 0, = 0,4343 = 0, = 1,0222 = 1,02"

Transcrição

1 1 1.1 Conjuntos Numéricos Neste capítulo, serão apresentados conjuntos cujos elementos são números e, por isso, são denominados conjuntos numéricos Números Naturais (N) O conjunto dos números naturais é constituído por números inteiros positivos, inclusive o zero Números Inteiros (Z) N = {0,1,2,3, } Os números inteiros são formados por números naturais e seus opostos (negativos). Z = {, 3, 2, 1,0,1,2,3, } Números Racionais(Q) Números racionais são aqueles que podem ser escritos na forma razão(ou fração) de dois números inteiros. Eles se dividem em inteiros ou fracionários. Os números 1 3, 7 6, 4, 0, e -3 5 são alguns exemplos de números racionais. No caso dos números fracionários, é possível que tenham infinitas casas decimais, desde que a parte fracionária seja repetida indefinidamente. Exemplos: 1 3 = 0,333 = 0, = 0,4343 = 0, = 1,0222 = 1,02 Números com essa característica de repetição são denominados dízimas periódicas Números Irracionais (I) O conjunto dos números irracionais é formado por números que não podem ser escritos na forma de fração. Exemplos: 2 = 1, π = 3,14159 Números com essa característica são denominados dízimas nãoperiódicas Números Reais (R) É o conjunto que engloba os conjuntos já citados nessa apostila: N,Z,Q e I Valor absoluto ou módulo (R) O módulo, ou valor absoluto (representado matematicamente como x ) de um número real x é o valor numérico de x desconsiderando seu sinal. 1

2 Do mesmo modo, o módulo de -1 é 1: 1 = Operações Fundamentais Adição Adição é a operação que representa uma junção de quantidades, e para representá-la será utilizado o sinal + (mais). 5+4 = 9 Figura 1: Diagrama com os conjuntos numéricos estudados O valor do módulo está associado à ideia de distância de um ponto até sua origem (o zero), ou seja, a sua magnitude. Tomando como exemplo o número 1 e seu oposto -1. Percebe-se que a distância entre 1 e 0 é 1 unidade. E a distância entre -1 e 0 também é 1 unidade (ver figura 2). Os números 5 e 4 são chamados de parcelas e o número 9 é a soma. Importante: As operações de adição que envolvem números com casas decimais devem ser feitas com vírgula sobre vírgula. 1. Exemplos: Figura 2: Módulo Nessecaso, sedizqueomódulo(ouvalorabsoluto)de1é1: 1 = 1. (a) 2,3+4,6+7,9+3,5 = 18,3 (b) = 5 3 2

3 1.2.2 Subtração A subtração é a operação contrária a adição, e para representá-la será utilizado o sinal - (menos). 7 5 = 2 Na operação 7 5 = 2 o número 7 é chamado minuendo, o 5 é subtraendo e o número 2 é a diferença. Importante: As regras para subtração são iguais as de adição. Portanto, quando a operação envolve números com casas decimais, todo o procedimento também deve ser feito com vírgula sobre vírgula. 1. Exemplos: (a) +9+2 = +11 (b) 7 5 = 12 (c) +4+6 = +10 (d) 7 8 = 15 (e) 9 10 = 19 Segundo Caso: Quando os sinais são diferentes, deve-se subtrair os números mantendo o sinal do número de maior módulo. 2. Exemplos: (a) 10+5 = 5 (b) 1+3 = +2 (c) = +16 (d) = +20 (e) 21+5 = Adição e Subtração de números inteiros A adição e a subtração de números inteiros envolvem algumas regras básicas, essenciais para a obtenção do resultado correto. Para uma melhor fixação dessas regras e como utilizá-las, vamos demonstrar os cálculos seguidos da respectiva regra matemática. Primeiro Caso: se os sinais dos números são iguais, a operação deve ser feita adicionando os números e mantendo o sinal. Terceiro Caso: Quando na expressão houver a presença de parênteses, colchetes ou chaves deve-se resolver primeiro as operações que estão dentro deles. Deve-se eliminar primeiro os parênteses ( ), seguidos pelos colchetes [ ] e por último as chaves { }. O último passo é realizar o jogo de sinais para então efetuar as demais operações. 3

4 Importante: Nessa apostila utilizaremos o sinal para indicar a multiplicação = 20 ou 5 4 = 20 Figura 3: Jogo de sinais utilizado nas operações que envolvem parênteses, colchetes e chaves. Na multiplicação 5 4 = 20 os números 5 e 4 são chamados fatores e o 20 é denominado produto. 3. Exemplos: (a) (+81)+( 12) (+7) = +62 (b) { [(2+3) (7 8)+( 6 4)]} { [(5) ( 1)+( 10)]} { [5+1 10]} { [ 4]} = Multiplicação É a operação que determina a soma de parcelas iguais. Para indicar a multiplicação é possível utilizar o sinal x, ou *. Importante: Quando a multiplicação envolve números com casas decimais, soma-se a quantidade de casas após a vírgula. 1. Exemplos: 4

5 (a) = = 24 (b) 5,37 11,2 = 60,144 (c) = = 2 21 Atenção: Quando na expressão não houver sinal antes dos parênteses, colchetes ou chaves, deve-se assumir que é uma operação de multiplicação. 1. Exemplos: (a) 3(4+5) 7 3(9) (b) 4[6 : 3 2(4 5 15)]+3 4[6 : 3 2(20 15)] 4[2 2(5)] 4[2 10] 4[ 8] Divisão É a operação inversa da multiplicação, e está ligada ao ato de repartir em partes iguais. 100 : 4 = 25 Nessa operação, o número 100 é o dividendo, 4 é o divisor e 25 é o quociente. Uma fração é simplesmente uma divisão entre dois números. 1 2 = 1 : 2 = 0,5 Quando a divisão de um número inteiro por outro é exata, dizemos que o primeiro é múltiplo do segundo ou que um número é divisível pelo outro. Caso a divisão entre números inteiros não seja exata, irá sobrar um determinado valor denominado resto da divisão Casos Particulares da Multipicação e Divisão Multiplicação N 1 = N N 0 = 0 Divisão N/1 = N N/N = 1 0/N = 0 (N 0) N/0 Não existe! 5

6 1.2.7 Os sinais na multiplicação e divisão Sinais iguais sinal positivo Sinais diferentes sinal negativo Máximo Divisor Comum (m.d.c) O máximo divisor comum (m.d.c) a vários números é o maior número que os divide. 1. Exemplo: Calcular o m.d.c. (12, 18, 36) Figura 4: Comportamento dos sinais na multiplicação e divisão Decomposição de um número A decomposição de um número é feita com o objetivo de reescrevêlo por meio de uma multiplicação de números primos. Decompondo cada um dos números em fatores primos: 12 = = = A multiplicação das menores potências dos fatores em comum entre os números 12, 18 e 36 é o m.d.c. m.d.c.(12,18,36) = 2 3 = Mínimo Múltiplo Comum (m.m.c) Omínimomúltiplocomumentreumconjuntodenúmeroséomenor número divisível por todos eles. Para o cálculo do m.m.c. utiliza-se o processo de decomposição simultânea, como pode ser visto no exemplo a seguir: 1. Exemplo: Calcular o m.m.c. (12, 16, 45) Importante: Número primo é aquele divisível somente por ele mesmo e pelo número 1. 6

7 (j) 35 : 7 = (k) 26 : 5 = (l) 120 : 32 = (m) [ (6) ( 17)] = (n) [ (2+4) ( 4 13)] = (o) {2 [3 4 : 2 2(3 1)]}+1 = (p) 2,5+3{3,8 4 : 2 [3+5,1(3+2,3 8)] 1} = 2. Substitua o? pelos números adequados: Exercícios 1. Calcule o valor das expressões: (a) (24+3)+8+(2+6) = (b) = (c) 61+9+(4+1) = (d) 9,3+(4,25+1,7) = (e) (10,6+7,35)+2,2+1,3 = (f) (140+20)+(53 12) 63 = (g) (320,7 70,35)+17,3+11,3 = (h) = (i) = (a) 9+? = 11 (b) 7+? = 12 (c)?+10 = 19 (d) 26? = 1 (e)? 5 = 2 3. Cálcule o m.m.c e o m.d.c entre os seguintes números: (a) (4,3) (b) (3,5,8) (c) (60, 15, 20, 12) (d) (18, 20, 30) (e) (12, 18, 32) 4. A oferta abaixo estava em uma loja. Qual é a diferença entre os preços do plano à vista e do plano a prazo? PROMOÇÃO: R$ 703,00 à vista ou 5 prestações de R$ 259,00 7

8 1.3 Frações Fração é um número que exprime uma ou mais partes iguais em que foi dividida uma unidade ou um inteiro. frações são denominadas frações equivalentes. Para obtermos uma fração equivalente a outra, basta multiplicar ou dividir o numerador e o denominador pelo mesmo número (diferente de zero). Numa fração o numerador indica em quantas partes são tomadas do inteiro (partes coloridas), enquanto o denominador indica em quantas partes o inteiro foi dividido Frações Equivalentes Para efetuarmos operações com frações é mais cômodo deixar os números que representam a fração(numerador e denominador) primos entre si, isto é, simplificá-los até torná-los irredutíveis. Para fazer a simplificação (em algumas frações, isto não é possível), devemos, primeiramente, procurar um número que divida ao mesmo tempo o numerador e o denominador. Observe a figura: As frações 2 3, 2 3, e 8 12 representam o mesmo valor, porém seus termos são números diferentes. Por causa dessa característica, estas Frações Próprias Quando o numerador da fração é menor do que o denominador ela é denominada própria Frações Impróprias 5 6, 1 2, 3 5, 23 31, etc A fração é imprópria quando o numerador é maior que o denominador, sendo possível representá-la por um número misto. 1. Exemplos: 8

9 (a) 4 3 = = (b) 5 2 = = (c) 11 3 = = (d) 11 4 = = (e) = = (f) = = = 5 3 = Exemplo: (a) = (b) = 10+3 (c) = (d) = = 4 2 = 2 1 = 2 = = = = Multiplicação de frações A multiplicação entre frações tem como resultado uma outra fração, cujo numerador é o produto entre os numeradores das frações envolvidas. De forma semelhante o denominador da fração resultante é o produto dos denominadores dos fatores. Em algumas situações é possível simplificar o cálculo da multiplicação entre frações realizando a simplificação dos fatores: Adição e Subtração de Frações Se as frações possuírem o mesmo denominador, basta somar ou subtrair os numeradores e repetir o denominador comum entre as frações. Caso as frações não tenham o mesmo denominador, é preciso encontrar o mínimo múltiplo comum (mmc) entre os denominadores, para então encontrar as frações equivalentes Divisão de frações Para fazer a divisão entre frações deve-se fazer a multiplicação da primeira fração pelo inverso da segunda. 9

10 (e) 2 5 : 5 9 = Comparação de Frações Para comparar as frações devemos reduzi-las ao mesmo denominador e comparar os numeradores. A fração que tiver o maior numerador maior será a maior fração. (f) : 2 7 = 2. Você encheu o tanque do seu carro. Gastou 2/5 da gasolina para trabalhar e 1/5 para passear no final de semana. Quanto sobrou de gasolina no tanque? 1. Exemplo: Comparar 2 3 e 5 7 mmc(3,7) = = = Logo: < 15 21, e portanto 2 3 < Exercícios 1. Efetue as operações e simplifique o resultado quando possível. (a) = (b) = (c) = (d) = 10

CURSO PRF 2017 MATEMÁTICA

CURSO PRF 2017 MATEMÁTICA AULA 001 1 MATEMÁTICA PROFESSOR AULA 001 MATEMÁTICA DAVIDSON VICTOR 2 AULA 01 - CONJUNTOS NUMÉRICOS CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS É o primeiro e o mais básico de todos os conjuntos numéricos. Pertencem

Leia mais

Exemplos: -5+7=2; 12-5=7; -4-3=-7; -9+5=-4; -8+9=1; -4-2=-6; -6+10=4

Exemplos: -5+7=2; 12-5=7; -4-3=-7; -9+5=-4; -8+9=1; -4-2=-6; -6+10=4 0 - OPERAÇÕES NUMÉRICAS ) Adição algébrica de números inteiros envolve dois casos: os números têm sinais iguais: soma-se os números e conserva-se o sinal; os números têm sinais diferentes: subtrai-se o

Leia mais

MATEMÁTICA PROF. JOSÉ LUÍS FRAÇÕES

MATEMÁTICA PROF. JOSÉ LUÍS FRAÇÕES FRAÇÕES I- INTRODUÇÃO O símbolo a / b significa a : b, sendo a e b números naturais e b diferente de zero. Chamamos: a / b de fração; a de numerador; b de denominador. Se a é múltiplo de b, então a / b

Leia mais

MATEMÁTICA PROF. JOSÉ LUÍS NÚMEROS DECIMAIS

MATEMÁTICA PROF. JOSÉ LUÍS NÚMEROS DECIMAIS NÚMEROS DECIMAIS Em todo numero decimal: CONVENÇÃO BÁSICA DO SISTEMA DECIMAL a parte inteira é separada da parte decimal por uma vírgula; um algarismo situado a direita de outro tem um valor significativo

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Matemática Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Fundamentais de Matemática Sistema de Numeração decimal As quatro operações fundamentais Compreender problemas Números

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Matemática Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Fundamentais de Matemática Sistema de Numeração decimal As quatro operações fundamentais Compreender problemas Números

Leia mais

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos Unidade I MATEMÁTICA Prof. Celso Ribeiro Campos Números reais Três noções básicas são consideradas primitivas, isto é, são aceitas sem a necessidade de definição. São elas: a) Conjunto. b) Elemento. c)

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Matemática Trimestre: 1º Números Naturais: - Sistema de numeração - Adição e subtração - Multiplicação e divisão - Traduzir em palavras números representados por algarismos

Leia mais

Identificar e aplicar os critérios de divisibilidade por 2, 3, 4, 5,6, 8, 9 e 10.

Identificar e aplicar os critérios de divisibilidade por 2, 3, 4, 5,6, 8, 9 e 10. DISCIPLINA: MATEMÁTICA PROFESSORA: GIOVANA 6os. ANOS (161 e 162) Você deverá: ORIENTAÇÃO DE ESTUDO RECUPERAÇÃO 3º. TRIMESTRE 1. Estudar o resumo dos conteúdos que, neste material, estão dentro dos quadros.

Leia mais

ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE FRAÇÕES 1A

ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE FRAÇÕES 1A ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE FRAÇÕES A Exemplos: 9 7 9 9 7 7 9 0 0 0 0 0 0 Denominadores iguais: Na adição e subtração de duas ou mais frações que têm denominadores iguais, conservamos o denominador comum e somamos

Leia mais

MÓDULO III OPERAÇÕES COM DECIMAIS. 3 (três décimos) 3 da. 2 da área. 4. Transformação de número decimal em fração

MÓDULO III OPERAÇÕES COM DECIMAIS. 3 (três décimos) 3 da. 2 da área. 4. Transformação de número decimal em fração MÓDULO III OPERAÇÕES COM DECIMAIS. Frações decimais Denominam-se frações decimais aquelas, cujos denominadores são formados pelo número 0 ou suas potências, tais como: 00, 000, 0000, etc. Exemplos: a)

Leia mais

Conjuntos. Notações e Símbolos

Conjuntos. Notações e Símbolos Conjuntos A linguagem de conjuntos é interessante para designar uma coleção de objetos. Quando os estatísticos selecionam indivíduos de uma população eles usam a palavra amostra, frequentemente. Todas

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ. Profª: EDNALVA DOS SANTOS

SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ. Profª: EDNALVA DOS SANTOS SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ Profª: EDNALVA DOS SANTOS 1 Frações O que são? 2 Para representar os números fracionários foi criado um símbolo, que é a fração. Sendo a e b números naturais e b 0 (b diferente

Leia mais

MATEMÁTICA. ÍNDICE Conjuntos Numéricos... 2

MATEMÁTICA. ÍNDICE Conjuntos Numéricos... 2 MATEMÁTICA ÍNDICE Conjuntos Numéricos... 2 1 1 Matemática 2 Conjuntos Numéricos 00 Introdução Os conjuntos numéricos mostram a evolução do homem no decorrer do tempo mostrando que, de acordo com suas necessidades,

Leia mais

Matemática Básica Introdução / Operações matemáticas básicas

Matemática Básica Introdução / Operações matemáticas básicas Matemática Básica Introdução / Operações matemáticas básicas 0. Softwares que podem ser úteis no estudo da disciplina: Geogebra gratuito, possui versões para windows e linux disponível em http://www.geogebra.org

Leia mais

SISTEMA DECIMAL. No sistema decimal o símbolo 0 (zero) posicionado à direita implica em multiplicar a grandeza pela base, ou seja, por 10 (dez).

SISTEMA DECIMAL. No sistema decimal o símbolo 0 (zero) posicionado à direita implica em multiplicar a grandeza pela base, ou seja, por 10 (dez). SISTEMA DECIMAL 1. Classificação dos números decimais O sistema decimal é um sistema de numeração de posição que utiliza a base dez. Os dez algarismos indo-arábicos - 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 - servem para

Leia mais

Uma fração é algébrica se seu numerador e seu denominador forem expressões algébricas.

Uma fração é algébrica se seu numerador e seu denominador forem expressões algébricas. FRAÇÕES ALGÉBRICAS DEFINIÇÃO: Uma fração é algébrica se seu numerador e seu denominador forem epressões algébricas. a Como eemplos de tais frações podemos ter onde o numerador é a e o denominador é b 1

Leia mais

OPERAÇÕES COM FRAÇÕES. Neste caso, adicionamos ou subtraímos os numeradores e conservamos os mesmos denominadores.

OPERAÇÕES COM FRAÇÕES. Neste caso, adicionamos ou subtraímos os numeradores e conservamos os mesmos denominadores. ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO Há dois casos possíveis: º) Frações com denominadores iguais OPERAÇÕES COM FRAÇÕES Neste caso, adicionamos ou subtraímos os numeradores e conservamos os mesmos denominadores. Exemplos:

Leia mais

SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO

SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO Concurso Público 2016 Conteúdo - Operações com números reais. Mínimo múltiplo comum e Máximo divisor comum. - Razão e proporção. - Porcentagem. -

Leia mais

PROJETO KALI MATEMÁTICA B AULA 3 FRAÇÕES

PROJETO KALI MATEMÁTICA B AULA 3 FRAÇÕES PROJETO KALI - 20 MATEMÁTICA B AULA FRAÇÕES Uma ideia sobre as frações Frações são partes de um todo. Imagine que, em uma lanchonete, são vendidos pedaços de pizza. A pizza é cortada em seis pedaços, como

Leia mais

Dos inteiros aos reais

Dos inteiros aos reais Dos inteiros aos reais Ordenação de números inteiros relativos Para além dos números positivos, na vida real utilizam-se outros números para representar situações, tal como temperatura negativas, saldos

Leia mais

Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações

Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações 1. A Base de Nosso Sistema Numérico Se observarmos a história, nós veremos que os primeiros números usados pelos humanos

Leia mais

1º período ( 16 de Setembro a 17 de Dezembro) 38 blocos = 76 aulas

1º período ( 16 de Setembro a 17 de Dezembro) 38 blocos = 76 aulas ESCOLA E B 2,3/S MIGUEL LEITÃO DE ANDRADA - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDRÓGÃO GRANDE DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIAS 2015/2016 PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA 5 ºANO 1º Período 2º Período 3º

Leia mais

NÚMEROS RACIONAIS. FRAÇÕES. Ano letivo

NÚMEROS RACIONAIS. FRAÇÕES. Ano letivo NÚMEROS RACIONAIS. FRAÇÕES Ano letivo 203-4 Fração é um número que exprime uma ou mais partes, em que foi dividida a unidade. Numerador 2 Denominador Termos da fracção é o numerador, representa o número

Leia mais

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 3º Ano Metas / Objetivos Instrumentos de Domínios e

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 3º Ano Metas / Objetivos Instrumentos de Domínios e de Avaliação Números e Operações Números Sistema de decimal Adição e subtração Multiplicação Conhecer os numerais ordinais Contar até ao milhão Conhecer a romana Descodificar o sistema de decimal Adicionar

Leia mais

Geometria e Medida. Números e Operações. Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação. - Atenção.

Geometria e Medida. Números e Operações. Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação. - Atenção. Conselho de Docentes do 3º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação Geometria e Medida Localização e orientação no espaço Coordenadas

Leia mais

SISTEMA DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU COM DUAS VARIÁVEIS. Como se trata de dois números, representamos por duas letras diferentes x e y.

SISTEMA DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU COM DUAS VARIÁVEIS. Como se trata de dois números, representamos por duas letras diferentes x e y. SISTEMA DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU COM DUAS VARIÁVEIS Equação do 1º grau com duas variáveis Ex: A soma de dois números é 10. Quais são esses números? Como se trata de dois números, representamos por duas letras

Leia mais

Expressão Numérica, Geometria Espacial, Múltiplos, Divisores, MMC, MDC. Profª Gerlaine 6º Ano

Expressão Numérica, Geometria Espacial, Múltiplos, Divisores, MMC, MDC. Profª Gerlaine 6º Ano Expressão Numérica, Geometria Espacial, Múltiplos, Divisores, MMC, MDC. Profª Gerlaine 6º Ano EXPRESSÃO NUMÉRICA Um monstro ou uma bela senhora, a forma como vemos a Matemática é produto dos nossos esforços

Leia mais

Concurso Público 2017

Concurso Público 2017 Concurso Público 017 Conteúdo I Frações frações equivalentes, simplificação de frações, comparação de frações, números fracionários, operações com frações (adição, subtração, multiplicação, divisão e potenciação).

Leia mais

Concurso Público 2016

Concurso Público 2016 Concurso Público 2016 Conteúdo Operações no conjunto dos números Naturais; Operações no conjunto dos números Inteiros; Operações no conjunto dos números racionais; Operações no conjunto dos números reais;

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 7.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL Múltiplos e divisores. Critérios de divisibilidade. - Escrever múltiplos

Leia mais

Matéria: Matemática Assunto: Teoria dos Conjuntos Prof. Dudan

Matéria: Matemática Assunto: Teoria dos Conjuntos Prof. Dudan Matéria: Matemática Assunto: Teoria dos Conjuntos Prof. Dudan Matemática NÚMEROS PRIMOS Por definição, os números primos são números pertencentes ao conjunto dos números naturais não nulos, que possuem

Leia mais

Os números decimais. Centenas Dezenas Unidades, Décimos Centésimos Milésimos. 2 Centenas 4 dezenas 0 unidades, 7 décimos 5 centésimos 1 milésimo

Os números decimais. Centenas Dezenas Unidades, Décimos Centésimos Milésimos. 2 Centenas 4 dezenas 0 unidades, 7 décimos 5 centésimos 1 milésimo Os números decimais Leitura e escrita de números decimais A fração 6/10 pode ser escrita na forma 0,6, em que 10 é a parte inteira e 6 é a parte decimal. Aqui observamos que este número decimal é menor

Leia mais

MATEMÁTICA - 8.º Ano. Ana Soares ) Catarina Coimbra

MATEMÁTICA - 8.º Ano. Ana Soares ) Catarina Coimbra Salesianos de Mogofores - 2016/2017 MATEMÁTICA - 8.º Ano Ana Soares (ana.soares@mogofores.salesianos.pt ) Catarina Coimbra (catarina.coimbra@mogofores.salesianos.pt ) Rota de aprendizage m por Projetos

Leia mais

Planejamento Anual OBJETIVO GERAL

Planejamento Anual OBJETIVO GERAL Planejamento Anual Componente Curricular: Matemática Ano: 6º ano Ano Letivo: 2017 Professor(a): Eni OBJETIVO GERAL Desenvolver e aprimorar estruturas cognitivas de interpretação, análise, síntese, relação

Leia mais

Conjuntos e sua Representação

Conjuntos e sua Representação Conjuntos e sua Representação Professor: Nuno Rocha nuno.ahcor@gmail.com Conjuntos Um conjunto é o agrupamento de vários elementos que possuem características semelhantes. Exemplos de conjuntos: Países

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 MATEMÁTICA (2º ciclo)

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 MATEMÁTICA (2º ciclo) (2º ciclo) 5º ano Operações e Medida Tratamento de Dados Efetuar com números racionais não negativos. Resolver problemas de vários passos envolvendo com números racionais representados por frações, dízimas,

Leia mais

1.1. Conhecer e aplicar propriedades dos números primos Representar e comparar números positivos e negativos.

1.1. Conhecer e aplicar propriedades dos números primos Representar e comparar números positivos e negativos. Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros 3º Ciclo - 7º Ano Planificação Anual 2012-2013 Matemática METAS CURRICULARES

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE Números e Operações ANUAL 164 dias letivos Números naturais Relações numéricas 1. Conhecer os numerais ordinais 1. Utilizar corretamente os numerais ordinais até «centésimo». 2. Contar até um milhão 1.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 5.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL ANO LETIVO 2011/2012 Planificação Global 5º Ano 2011-2012 1/7 NÚMEROS

Leia mais

Divisibilidade Múltiplos de um número Critérios de divisibilidade 5367

Divisibilidade Múltiplos de um número Critérios de divisibilidade 5367 Divisibilidade Um número é divisível por outro quando sua divisão por esse número for exata. Por exemplo: 20 : 5 = 4 logo 20 é divisível por 5. Múltiplos de um número Um número tem um conjunto infinito

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Plano da Unidade

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Plano da Unidade Unidade de Ensino: OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS ABSOLUTOS (adição e subtracção). Tempo Previsto: 3 semanas O reconhecimento do conjunto dos racionais positivos, das diferentes formas de representação

Leia mais

Professor conteudista: Renato Zanini

Professor conteudista: Renato Zanini Matemática Professor conteudista: Renato Zanini Sumário Matemática Unidade I 1 OS NÚMEROS REAIS: REPRESENTAÇÕES E OPERAÇÕES... EXPRESSÕES LITERAIS E SUAS OPERAÇÕES...6 3 RESOLVENDO EQUAÇÕES...7 4 RESOLVENDO

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE Domínio/ NO4/ Números naturais NO4/ Números racionais não negativos AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE - 2016-2017 1. Contar 1. Reconhecer

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO PLANO DE TRABALHO ANUAL MATEMÁTICA* 3º Ano de escolaridade Domínios/Subdomínios Objetivos/Descritores de desempenho Meses GEOMERIA E MEDIDA

Leia mais

1.0. Conceitos Utilizar os critérios de divisibilidade por 2, 3, 5 e Utilizar o algoritmo da divisão de Euclides.

1.0. Conceitos Utilizar os critérios de divisibilidade por 2, 3, 5 e Utilizar o algoritmo da divisão de Euclides. Conteúdo Básico Comum (CBC) Matemática - do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Os tópicos obrigatórios são numerados em algarismos arábicos Os tópicos complementares são numerados em algarismos romanos

Leia mais

Objetivos Gerais Descritores Conteúdos. 1.Utilizar corretamente os números ordinais até "centésimo

Objetivos Gerais Descritores Conteúdos. 1.Utilizar corretamente os números ordinais até centésimo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 3.º ANO DE ESCOLARIDADE - 2016-2017 Domínio/ Números naturais Objetivos Gerais Descritores Conteúdos 1.Conhecer os números ordinais

Leia mais

Planejamento de Curso de Matemática para a 5º serie.

Planejamento de Curso de Matemática para a 5º serie. Planejamento de Curso de Matemática para a 5º serie. 1º O conteúdo trabalhado no ano será: Obs: Todos os conteúdos antes de serem iniciados devem ter o contexto histórico passado. 1º Modulo Conjuntos:

Leia mais

CONHECIMENTOS CAPACIDADES OBJETIVOS / METAS CURRICULARES

CONHECIMENTOS CAPACIDADES OBJETIVOS / METAS CURRICULARES Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD. 346 779 Critérios de Avaliação Perfil de Aprendizagens Específicas (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 julho de 2016) AGRU P A M E N T O DE No caso específico

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Representação e aritmética binária

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Representação e aritmética binária Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Representação e aritmética binária Prof. Renato Pimentel 1 Tipos de informação Representação por meio de sequências binárias: 8 bits (byte) Também

Leia mais

ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE ARCOS ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE ARCOS EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE ARCOS ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE ARCOS EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE ARCOS AULA ESCRITA EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE ARCOS EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO E0176 Calcule o seno de 345º. RESOLUÇÃO CONJUNTOS AULA ESCRITA EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO EXERCÍCIOS

Leia mais

Matemática Instrumental Prof.: Luiz Gonzaga Damasceno

Matemática Instrumental Prof.: Luiz Gonzaga Damasceno 1 Matemática Instrumental 2008.1 Aula 1 Introdução Hoje em dia temos a educação presencial, semi-presencial e educação a distância. A presencial é a dos cursos regulares, onde professores e alunos se encontram

Leia mais

- Plano Anual 4º Ano de Escolaridade -

- Plano Anual 4º Ano de Escolaridade - Números e Operações TEM A - Plano Anual 4º Ano de Escolaridade - Matemática Domínios de Referência Contar 1.Reconhecer que se poderia prosseguir a contagem indefinidamente introduzindo regras de construção

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 4.ºano

PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 4.ºano PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 4.ºano MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE Domínio/ Subdomínio Números Naturais Operações com números naturais Números racionais não negativos Metas a atingir Contar

Leia mais

EXERCICIOS COMPLEMENTARES OS CONJUNTOS NUMÉRICOS

EXERCICIOS COMPLEMENTARES OS CONJUNTOS NUMÉRICOS NOME: TURMA: SANTO ANDRÉ, DE DE EXERCICIOS COMPLEMENTARES OS CONJUNTOS NUMÉRICOS Conjunto dos números naturais -Representado pela letra N, este conjunto abrange todos os números inteiros positivos, incluindo

Leia mais

1º período. Conhecer os algarismos que compõem o SND (0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9). Diferenciar algarismos e números.

1º período. Conhecer os algarismos que compõem o SND (0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9). Diferenciar algarismos e números. 1º período Os números naturais: Sistema de Numeração Decimal. (SND). Pág.30 a 32. Um pouco de história: sistema de numeração dos romanos. Pág. 33 a 35 Os números naturais. Pág. 36 e 37 Sistema de Numeração

Leia mais

Números. Leitura e escrita de um número no sistema de numeração indo-arábico Os números naturais 24 Comparando números naturais 25

Números. Leitura e escrita de um número no sistema de numeração indo-arábico Os números naturais 24 Comparando números naturais 25 Sumário CAPÍTULO 1 Números 1. Os números registram o mundo em que vivemos 11 2. Sistemas de numeração 12 3. O sistema de numeração indo-arábico 16 Leitura e escrita de um número no sistema de numeração

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOSÉ I - VRSA MATEMÁTICA 6.º ANO 2014/15 Ficha A1 Números Naturais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOSÉ I - VRSA MATEMÁTICA 6.º ANO 2014/15 Ficha A1 Números Naturais AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOSÉ I - VRSA MATEMÁTICA 6.º ANO 014/15 Ficha A1 Números Naturais NOME N.º Turma Nas questões 1 a 5, assinale com x a opção correta sem apresentar qualquer justificação. 1. A

Leia mais

1ª Ana e Eduardo. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

1ª Ana e Eduardo. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Matemática 1ª Ana e Eduardo 8º Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Competência 1 Foco: Leitura Compreender e utilizar textos, selecionando dados, tirando conclusões, estabelecendo relações,

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Matemática 5º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Matemática 5º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Matemática 5º Ano OBJETIVOS ESPECÍFICOS TÓPICOS SUB-TÓPICOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período Compreender as propriedades das operações e usá-las no cálculo. Interpretar uma

Leia mais

araribá matemática Quadro de conteúdos e objetivos Quadro de conteúdos e objetivos Unidade 1 Números inteiros adição e subtração

araribá matemática Quadro de conteúdos e objetivos Quadro de conteúdos e objetivos Unidade 1 Números inteiros adição e subtração Unidade 1 Números inteiros adição e subtração 1. Números positivos e números negativos Reconhecer o uso de números negativos e positivos no dia a dia. 2. Conjunto dos números inteiros 3. Módulo ou valor

Leia mais

CAPÍTULO 1 MÚLTIPLOS E DIVISORES

CAPÍTULO 1 MÚLTIPLOS E DIVISORES 06 Matemática e Raciocínio Lógico Damares Pavione Capítulo Múltiplos e divisores CAPÍTULO MÚLTIPLOS E DIVISORES. NÚMERO PRIMO Um número será primo quando não for divisível por nenhum outro número além

Leia mais

Cálculo Diferencial e Integral Química Notas de Aula

Cálculo Diferencial e Integral Química Notas de Aula Cálculo Diferencial e Integral Química Notas de Aula João Roberto Gerônimo 1 1 Professor Associado do Departamento de Matemática da UEM. E-mail: jrgeronimo@uem.br. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO Esta notas de aula

Leia mais

MATEMÁTICA. Docente: Marina Mariano de Oliveira

MATEMÁTICA. Docente: Marina Mariano de Oliveira MATEMÁTICA Docente: Marina Mariano de Oliveira MATEMÁTICA Docente: Marina Mariano de Oliveira Bacharelado em Meteorologia (incompleto) Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade

Leia mais

CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS. No conjunto dos números naturais operações do tipo

CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS. No conjunto dos números naturais operações do tipo CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS No conjunto dos números naturais operações do tipo 9-5 = 4 é possível 5 5 = 0 é possível 5 7 =? não é possível e para tornar isso possível foi criado o conjunto dos números

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARQUÊS DE MARIALVA- Cantanhede DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO 4.º ANO DE ESCOLARIDADE PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA Domínios Subdomínios / Conteúdos programáticos METAS

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas Números Irracionais e Reais Oitavo Ano Prof. Ulisses Lima Parente 1 Os números irracionais Ao longo deste módulo, vimos que a representação

Leia mais

II.4 - Técnicas de Integração Integração de funções racionais:

II.4 - Técnicas de Integração Integração de funções racionais: Nesta aula, em complemento ao da aula anterior iremos resolver integrais de funções racionais utilizando expandindo estas funções em frações parciais. O uso deste procedimento é útil para resolução de

Leia mais

MAT Laboratório de Matemática I - Diurno Profa. Martha Salerno Monteiro

MAT Laboratório de Matemática I - Diurno Profa. Martha Salerno Monteiro MAT 1511 - Laboratório de Matemática I - Diurno - 2005 Profa. Martha Salerno Monteiro Representações decimais de números reais Um número real pode ser representado de várias maneiras, sendo a representação

Leia mais

Nivelamento de Matemática Centro Universitário Leonardo da Vinci. Organização Cristiane Bonatti. Reitor da UNIASSELVI Prof.

Nivelamento de Matemática Centro Universitário Leonardo da Vinci. Organização Cristiane Bonatti. Reitor da UNIASSELVI Prof. Rodovia BR 470, km 71, n 1.040, Bairro Benedito Caixa postal n 191 - CEP: 89.130-000. lndaial-sc Fone: (0xx47) 3281-9000/3281-9090 Home-page: www.uniasselvi.com.br Nivelamento de Matemática Centro Universitário

Leia mais

Introdução: Um pouco de História

Introdução: Um pouco de História Números Complexos Introdução: Um pouco de História Houve um momento na História da Matemática em que a necessidade de expressar a raiz de um número negativo se tornou fundamental. Em equações quadráticas

Leia mais

MATEMÁTICA 5º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER

MATEMÁTICA 5º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER CONTEÚDOS MATEMÁTICA 5º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER UNIDADE 1 1. Números, problemas e soluções Sistema de numeração - Uso e função dos números grandes; - Os milhões e os bilhões; - Classes e ordens;

Leia mais

Conceituar número primo. Verificar se um número dado é ou não primo. Obter o Máximo Divisor Comum (M.D.C.) de dois ou mais números usando o conjunto

Conceituar número primo. Verificar se um número dado é ou não primo. Obter o Máximo Divisor Comum (M.D.C.) de dois ou mais números usando o conjunto Conceituar número primo. Verificar se um número dado é ou não primo. Obter o Máximo Divisor Comum (M.D.C.) de dois ou mais números usando o conjunto dos divisores, a decomposição em fatores primos e as

Leia mais

Provão. Matemática 4 o ano

Provão. Matemática 4 o ano Provão Matemática 4 o ano 21 Com base em seus estudos sobre sistema de numeração decimal, marque a alternativa correta para escrevermos por extenso, os números: 1.423 94 195 a) Mil quatrocentos e vinte

Leia mais

Operações com números binários

Operações com números binários Operações com números binários Operações com sistemas de numeração Da mesma forma que se opera com os números decimais (somar, subtrair, multiplicar e dividir) é possível fazer essas mesmas operações com

Leia mais

SUBPROJETO DE MATEMÁTICA-2014 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

SUBPROJETO DE MATEMÁTICA-2014 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO SERIDÓ CERES DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E APLICADAS DCEA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO Á DOCÊNCIA (PIBID)

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017 1º Período Domínios Números e Operações Números naturais Numerais ordinais até centésimo;

Leia mais

Prof. Danillo Alves REVISÃO. Operações com números decimais. Retas, triângulo e quadriláteros. números decimais

Prof. Danillo Alves REVISÃO. Operações com números decimais. Retas, triângulo e quadriláteros. números decimais Prof. Danillo Alves REVISÃO Operações com números decimais Porcentagem Frações e Retas, triângulo e quadriláteros números decimais OPERAÇÕES COM NÚMEROS DECIMAIS Exemplos: Adicionando e Subtraindo números

Leia mais

Concurso Público Conteúdo

Concurso Público Conteúdo Concurso Público 2016 Conteúdo 1ª parte Números inteiros e racionais: operações (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação); expressões numéricas; múltiplos e divisores de números naturais;

Leia mais

MATEMÁTICA PARA CONCURSOS

MATEMÁTICA PARA CONCURSOS O REI DAS APOSTILAS www.oreidasapostilas.com.br MATEMÁTICA PARA CONCURSOS Sumário Números Naturais ------------------------------------------- 03 Conjuntos numéricos: racionais e reais -------------------

Leia mais

1.º Bimestre / Matemática. Descritores

1.º Bimestre / Matemática. Descritores 1.º Bimestre / 2017 Matemática Descritores 4º ANO Calcular o resultado de uma adição ou de uma subtração de números naturais. Estimar a medida de grandeza, utilizando unidades de medida convencionais ou

Leia mais

À Conquista das Aprendizagens: alguns exemplos de adequações

À Conquista das Aprendizagens: alguns exemplos de adequações À Conquista das Aprendizagens: alguns exemplos de adequações Nelson Santos XIII Ciclos de Sábados Beja, 9 de abril de 2016 O sucesso da educação inclusiva reside nas formas de gestão do currículo. Requer

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE TEMA I: INTERAGINDO COM OS NÚMEROS E FUNÇÕES N DESCRITOR

Leia mais

Conteúdos Ideias-Chave Objectivos específicos. múltiplo de outro número, este é divisor do primeiro.

Conteúdos Ideias-Chave Objectivos específicos. múltiplo de outro número, este é divisor do primeiro. Capítulo 1 Números Naturais Múltiplos e Divisores Se um número natural é múltiplo de outro número, este é divisor do primeiro. Números primos e números compostos Decomposição de um número em factores primos

Leia mais

Planificação Anual. Matemática Dinâmica 7º ano Luísa Faria; Luís Guerreiro Porto Editora. 1 Números inteiros. 10 Sequências e Regularidades

Planificação Anual. Matemática Dinâmica 7º ano Luísa Faria; Luís Guerreiro Porto Editora. 1 Números inteiros. 10 Sequências e Regularidades 3º Período 2º Período 1º Período AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CASTRO DAIRE Escola EBI de Mões Grupo de Recrutamento 500 MATEMÁTICA Ano lectivo 2012/2013 Planificação Anual Disciplina: Matemática Ano: 7º Carga

Leia mais

Sistemas de Numeração

Sistemas de Numeração Infra-Estrutura de Hardware Sistemas de Numeração Conversão entre bases Bit e byte ECC Prof. Edilberto Silva www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Sumário Conversão de bases Aritmética binária e hexadecimal

Leia mais

Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F.

Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F. Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F. Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1.

Leia mais

dividendo e reconhecer que.

dividendo e reconhecer que. Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros 3º Ciclo - 7º Ano Planificação Anual 2016-2017 - Matemática METAS CURRICULARES

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros 3º Ciclo - 7º Ano Planificação Anual 2015-2016 Matemática METAS CURRICULARES

Leia mais

1.1. Conhecer e aplicar propriedades dos números primos.

1.1. Conhecer e aplicar propriedades dos números primos. Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros 3º Ciclo - 7º Ano Planificação Anual 2014-2015 Matemática METAS CURRICULARES

Leia mais

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! MATEMÁTICA BÁSICA

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora!  MATEMÁTICA BÁSICA MATEMÁTICA BÁSICA CONJUNTOS Conjunto é um grupo de objeto e cada objeto que forma o conjunto é chamado elemento. Ex.: Conjunto de vogais do alfabeto Elementos: a, e, i, o, u Conjunto das cores da bandeira

Leia mais

Cronograma - 2º Bimestre / 2016

Cronograma - 2º Bimestre / 2016 Prof.: TIAGO LIMA Disciplina: MATEMÁTICA Série: 1º ano EM 25/04 e 28/04 02/05 e 04/05 09/05 e 12/05 23/05 e 26/05 30/05 e 02/06 06/06 e 09/06 13/06 e 16/06 20/06 e 23/06 27/06 e 30/06 04/07 e 07/07 Função

Leia mais

Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros

Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros Aula 1: Conjunto dos Números Inteiros 1 Introdução Observe que, no conjunto dos números naturais N = {0, 1, 2, 3, 4, 5,..., a operação de subtração nem sempre é possível. a) 5 3 = 2 (é possível: 2 N) b)

Leia mais

1º Ano Matemática Básica Estudo das Frações Página 1

1º Ano Matemática Básica Estudo das Frações Página 1 Frações Impróprias: É aquela em que o numerador é maior do que o denominador: exemplos:. Frações Aparentes: É aquela em que o numerador é múltiplo do denominador: exemplos:. Há aproximadamente 5000 anos,

Leia mais

2º Ano Matemática Básica Estudo das Frações Página 1

2º Ano Matemática Básica Estudo das Frações Página 1 Frações Impróprias: É aquela em que o numerador é maior do que o denominador: exemplos:. Frações Aparentes: É aquela em que o numerador é múltiplo do denominador: exemplos:. Há aproximadamente 5000 anos,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA Licenciatura em Matemática MAT1514 Matemática na Educação Básica 2º semestre 2014 TG1

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA Licenciatura em Matemática MAT1514 Matemática na Educação Básica 2º semestre 2014 TG1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA Licenciatura em Matemática MAT1514 Matemática na Educação Básica 2º semestre 2014 TG1 ATIVIDADES COM O SISTEMA BABILÔNIO DE BASE 60 A representação

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO / BOLSÃO CMS 2017 ENSINO FUNDAMENTAL 3º ANO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO / BOLSÃO CMS 2017 ENSINO FUNDAMENTAL 3º ANO 3º ANO Leitura e interpretação de Texto Escrita de frase de acordo com a figura Escrita dos nomes das figuras Separação de sílabas Sinais de pontuação Ortografia c / ç / l / u / s / ss / s com som de z

Leia mais

Programação anual. 6 º.a n o. Sistemas de numeração Sequência dos números naturais Ideias associadas às operações fundamentais Expressões numéricas

Programação anual. 6 º.a n o. Sistemas de numeração Sequência dos números naturais Ideias associadas às operações fundamentais Expressões numéricas Programação anual 6 º.a n o 1. Números naturais 2. Do espaço para o plano Sistemas de numeração Sequência dos números naturais Ideias associadas às operações fundamentais Expressões numéricas Formas geométricas

Leia mais