PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade"

Transcrição

1 AGRUPAMENTO ESCOLAS LUÍS ANTÓNIO VERNEY PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade INTRODUÇÃO Este documento tem como finalidade fixar as referências para o desenvolvimento curricular, no 1º ciclo, no Agrupamento de Escolas Luís António Verney. A sua elaboração resultou do aperfeiçoamento e da atualização de um trabalho colaborativo que tem vindo a ser desenvolvido ao longo dos anos. Novas referências, como o Novo Programa de Português e de Matemática do Ensino Básico, e novas realidades, como as metas curriculares, impõem-nos adequações e melhoramentos neste documento que, assim, propõe contribuir para práticas mais consentâneas, com o diagnóstico da situação da comunidade próxima e as recomendações curriculares mais recentes. Estas últimas encontram-se nos documentos oficiais de caráter pedagógico/ curricular, dos quais se enuncia: a Organização Curricular e Programas 1º Ciclo (DEB, 2004), os Novos Programas de Matemática e de Português do Ensino Básico (DGIDC, 2007 e 2009), Percursos de Aprendizagem e Metas de Aprendizagem do Ensino Básico (min-edu, 2012). As metas de aprendizagem pretendem ser indicações precisas sobre o desempenho dos alunos, a partir das competências e conhecimentos a adquirir ao longo do ano ou ciclo. Estão organizadas por metas intermédias e metas finais, num total de 221. Como apresenta-las todas tornaria este documento mais extenso, sugere-se a sua consulta em pois apresenta muitas hiperligações para exemplos estruturados de estratégias, percursos organizados de sequências de atividades/ tarefas e indicação de percursos. A preocupação contemplada neste documento, em contextualizar e articular saberes, para que façam sentido aos alunos, deverá ter lugar a forma personalizada e visível nos respetivos planos de trabalho das turmas. Áreas Horas 1º período 2º período 3º período Português horas/ sem.: Matemática horas/ sem.: Estudo do meio horas/ sem.: Expressões horas/ sem.:

2 AGRUPAMENTO ESCOLAS LUÍS ANTÓNIO VERNEY PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO PORTUGUÊS 1º ANO 1º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 8 Compreender discursos orais e cooperar em situação de interação Compreensão de discursos orais Adequação aos objetivas e aos participantes em situação de interação Exprimir oralmente ideias e conhecimentos Organização do discurso Fluência Decifrar e escrever palavras Consciência fonológica Responde a questões sobre o essencial das narrativas e exposições que ouve. Presta atenção ao que lhe dizem e faz perguntas sobre o que ouve. Ouve narrativas contadas ou lidas por outrem e expressa a sua opinião sobre o que ouve. Formula pedidos e dá ordens e informações, tendo em conta o objetivo. Usa algumas formas de saudação adequadas ao contexto escolar. O aluno narra histórias e situações vividas. Fala de forma audível ao narrar uma história ou situação vivida. Reconstrói palavras por combinação de sons da fala (fonemas). Segmenta foneticamente qualquer palavra. Conta os sons (fonemas) de cada sílaba das palavras. Identifica mudanças nas sílabas ou nas palavras por substituição, supressão ou adição de um som da fala (fonema). Identifica grupos consonânticos em posição inicial de palavra. Compreensão do oral Presta atenção ao que ouve de modo a tornar possível(1): -apropriar-se de padrões de entoação e ritmo(2); -memorizar e reproduzir sequências de sons; -apropriar-se de novos vocábulos; -cumprir instruções(4); -responde a questões acerca do que ouviu; -reter o essencial de um pequeno texto ouvido. Expressão oral Produzir discursos com diferentes finalidades e de acordo com intenções específicas: -formular pedidos; -formular perguntas; -formular avisos, recados, instruções; -partilhar ideias, sensações e sentimentos pessoais; -relatar, recontar, contar, descrever. Dizer poemas memorizados. Partilhar atividades de expressão orientada respeitando regras e papéis específicos(4): -ouvir os outros; -esperar a sua vez; -respeitar o tema. Conhecimento explícito da língua Plano fonológico Manipular os sons da língua e observar os efeitos produzidos(1): -segmentar e reconstruir a cadeia fónica; -discriminar os sons da fala; -articular corretamente os sons da língua; 2

3 Reconhecimento e escrita de palavras e letras Identifica a sílaba tónica. Identifica e escreve todas as letras maiúsculas e minúsculas do alfabeto. Faz a correspondência som/ grafema para todas as letras do alfabeto e todos os dígrafos. Soletra (as letras de) palavras dissílabas. Reconhece globalmente palavras frequentes. Usa a correspondência letra/ som para ler palavras desconhecidas. -produzir palavras por alteração, supressão e inserção de elementos. Comparar dados e descobrir regularidades(1): -estabelecer relações de semelhança e diferença entre sons; -identificar rimas; Explicitar regras e procedimentos: -identificar e classificar os sons da língua; -identificar ditongos; -identificar sílabas. Mobilizar o saber adquirido na compreensão e expressão oral e escrita(2). Conhecimento de convenções gráficas Conhecimento de convenções ortográficas Compreender e interpretar textos Identificação de ideias centrais e pormenores relevantes Mobilização e construção de conhecimentos e de ideias Identificação de palavras e de frases em contexto Produz uma caligrafia legível com diferentes instrumentos de escrita (e.g.: lápis, caneta). Copia palavras e frases em letra manuscrita. Transcreve de letra de imprensa para letra manuscrita. Escreve corretamente palavras frequentes. Escreve espontaneamente palavras polissílabas. Distingue palavras com grafia próxima, através da identificação dos sons das respetivas letras (e.g.: sal/mal; gola/cola). Prediz o conteúdo do texto através da leitura do título ou das imagens. Identifica palavras e frases que marcam o ritmo e intensificam o sentido da narrativa ou do poema. Lê autonomamente pequenas frases. Plano sintático Manipular palavras (ou grupos de palavras) em frases(1): -expandir, substituir, reduzir, segmentar e deslocar elementos. Plano da representação gráfica e ortográfica Manipular dados e observar os efeitos produzidos(1). Comparar dados e descobrir regularidades(1). Explicitar regras e procedimentos: -identificar os tipos de letra; -estabelecer correspondências entre som e letra(s); -identificar e aplicar a noção de fronteira da palavra; -explicitar regras de ortografia. Mobilizar o saber adquiridos na leitura e escrita de palavras, frases e textos(2). Leitura Saber manusear livros folheando-os corretamente. Distinguir texto e imagem. Reconhecer que a mesma letra pode ser representada através de diferentes formas gráficas. Ler, respeitando a direccionalidade da linguagem escrita (1). Reconhecer a representação gráfica da fronteira de palavra (3). Distinguir letra, frase, texto. Identificar as funções da leitura (para que serve ler) (4). Identificar os sons da palavra e estabelecer as correspondências som/letra; letra/som. Localizar palavras em diferentes contextos e diferentes suportes (5). Ler palavras através de (6): -reconhecimento global; -correspondência som/letra. Ler com progressiva autonomia palavras, frases para: - confrontar as previsões feitas com o conteúdo do texto; -relacionar a informação lida com conhecimentos exteriores ao texto; 3

4 -propor títulos para textos ou partes de textos (10). Elaborar e divulgar textos Seleciona palavras ou frases relacionadas com o tópico do texto. Escrita Perceber que a escrita é uma representação da língua oral. Respeitar a direccionalidade da escrita (1). Usar adequadamente os instrumentos de escrita. Utilizar a linha de base como suporte da escrita. Usar adequadamente maiúsculas e minúsculas. Assinalar a mudança de parágrafo. Aplicar regras dos sinais de pontuação. Escrever legivelmente e, em diferentes suportes, com correção (orto)gráfica e gerindo corretamente o espaço da página (2): -palavras e frases de acordo com um modelo; -palavras e frases sem modelo. MATEMÁTICA 1º ANO 1º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 7 Geometria e medida Geometria Identifica, interpreta e descreve relações espaciais. Sabe situar-se e exprime a sua posição no espaço, em relação aos outros e aos objetos, selecionando e utilizando vocabulário adequado (à esquerda, à direita, em cima, em baixo, atrás, à frente, entre, dentro, fora, antes, depois). Representa e compara diferentes itinerários ligando os mesmos dois pontos (extremos). Descreve a localização relativa de pessoas ou objetos no espaço, utilizando vocabulário apropriado. Interpreta e desenha plantas simples. Reconhece figuras no plano e sólidos geométricos, identificando propriedades que os caracterizam. Classifica, compara, transforma e descreve objetos justificando os critérios utilizados. Situar-se no espaço em relação aos outros e aos objetos, e relacionar objetos segundo a sua posição no espaço. Selecionar e utilizar pontos de referência, e descrever a localização relativa de pessoas ou objetos no espaço, utilizando vocabulário apropriado. Realizar, representar e comparar diferentes itinerários ligando os mesmos pontos (inicial e final) e utilizando pontos de referência. Comparar, transformar e descrever objetos, fazendo classificações e justificando os critérios utilizados. Capacidades transversais Resolução de problemas Compreende o problema. Identifica o objetivo e a informação relevante para a resolução de um dado problema; Identifica problemas com informação irrelevante, dados insuficientes ou sem solução. Identificar o objetivo e a informação relevante para a resolução de um dado problema. Conceber de pôr em prática estratégias de resolução de problemas, verificando a adequação dos resultados obtidos e dos processos utilizados. 4

5 Raciocínio matemático Comunicação matemática Justifica resultados matemáticos. Explica ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito; justifica resultados matemáticos obtidos. Interpreta informação matemática. Interpreta informação de ideias matemáticas representadas de diversas formas. Representa ideias matemáticas. Representa informação e ideias matemáticas de diversas formas, recorrendo a diversos tipos de representação (desenhos, palavras, símbolos, tabelas esquemas e gráficos). Exprime ideias matemáticas. Expressa ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulário próprios. Discute ideias matemáticas. Discute resultados, processos e ideias matemáticas. Explicar ideias e processos e justificar resultados matemáticos. Formular e estudar conjeturas relativas a situações matemáticas simples. Interpretar informação e ideias matemáticas representadas de diversas formas. Expressar ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulário próprios. Discutir resultados, processos e ideias matemáticos. Números e operações Números naturais Organização e tratamento de dados Compreende a noção de número natural. Usa números em contextos diversos e com diferentes significados: quantidade, ordenação, identificação e localização. Realiza contagens progressivas e regressivas, utilizando números. Compõe e decompõe números. Compara e ordena números. Compreende o sistema de numeração decimal e representa números naturais, utilizando diferentes representações para o mesmo número. Representa números naturais na reta numérica. Recolhe e organiza dados de natureza diversa (qualitativos e quantitativos discretos) utilizando diferentes representações. Classifica objetos segundo uma determinada característica. Lê, explora e interpreta informação em tabelas. Organiza dados de uma forma simples. Classificar e ordenar de acordo com um dado critério. Realizar contagens progressivas, representando os números envolvidos. Compreender a adição nos sentidos combinar e acrescentar. Classificar dados utilizando diagramas de Venn e de Carroll. 5

6 ESTUDO DO MEIO 1º ANO 1º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 5 Conhecimento do meio natural e social Compreensão histórica contextualizada Localização no espaço e no tempo Localização/compreensão espacial e temporal Revela conhecimento de si próprio ao nível da sua identificação e filiação, e relaciona graus de parentesco (direto e colaterais) até à terceira geração. Constrói mapas mentais de lugares reais ou fictícios, próximos ou distantes no tempo e no espaço. A sua identificação Conhecer o seu nome próprio, o apelido, o sexo, a idade, o endereço. Descrever lugares, atividades e momentos passados com amigos, com familiares, nos seus tempos livres Conhecimento do meio natural e social Comunicação do conhecimento sobre o meio natural e social Manifesta conhecimentos e sentimentos relacionados com vivências no seu meio próximo e distante, do presente e no passado através de expressões diversas (desenho, pintura, dramatização, cinema, outras). Selecionar jogos e brincadeiras, músicas, frutos, cores, animais Localização no espaço e no tempo Localização/compreensão espacial e temporal Dinamismo da interrelações natural- social Dinamismo de interrelações entre espaços. Desenha mapas mentais de espaços do seu quotidiano, utilizando símbolos na identificação de elementos de referência. Identifica espaços de vivência com diferentes funções, assinalando elementos que evidenciam relações entre eles (exemplo: casa, escola). Reconhecer os diferentes espaços da sua escola (salas de aula, cantina, recreio, outras dependências). Conhecer as funções desses espaços. Representar a sua escola (desenhos, pinturas ). Conhecer a sua turma (o número de alunos, horários, regras de funcionamento, funções dos vários elementos da turma). Participar na organização do trabalho da sala (planificação, avaliação, ). Participar na arrumação, arranjo e conservação da sala, do mobiliário e dos materiais. Participar na dinâmica do trabalho em grupo e nas responsabilidades da turma. Conhecer o funcionamento da sua escola: participar na elaboração de regras; conhecer direitos e deveres dos alunos, professores e pessoal auxiliar. Conhecimento do meio natural e social Reconhece a função de fontes documentais na identificação pessoal (registo de nascimento, cartão de cidadão, boletim de vacinas, fotografia pessoal) e na construção do conhecimento do passado pessoal Conhecer os membros da sua família: conhecer os nomes próprios, apelidos, sexo, idade. 6

7 Utilização de fontes de Informação. Compreensão histórica contextualizada fotografia pessoal) e na construção do conhecimento do passado pessoal e familiar. Revela conhecimentos de si próprio ao nível da sua identificação e filiação, e relaciona graus de parentesco (direto e colaterais) até à terceira geração. Utiliza, de forma integrada e transversal, conceitos essenciais para a compreensão dos conteúdos explorados: identificação; apelido; naturalidade; nacionalidade; família; parentesco; graus de parentesco; árvore genealógica; habitação; convivência social). Estabelecer relações de parentesco (pai, mãe, irmãos, avós). Representar a sua família (pinturas, desenhos, ). Conhecer outras pessoas com quem mantém relações próximas: Conhecer os nomes, idades, sexo de: amigos da escola e de fora da escola; vizinhos; o (a) professor(a); outros elementos da escola. PORTUGUÊS 1º ANO 2º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 8 Compreender discursos orais e cooperar em situação de interação Compreensão de discursos orais Adequação aos objetivas e aos participantes em situação de interação Responde a questões sobre o essencial das narrativas e exposições que ouve. Presta atenção ao que lhe dizem e faz perguntas sobre o que ouve. Ouve narrativas contadas ou lidas por outrem e expressa a sua opinião sobre o que ouve. Fala sobre as tarefas a realizar a pares ou em pequeno grupo e ouve as sugestões e preferências dos parceiros de grupo. Compreensão do oral Presta atenção ao que ouve de modo a tornar possível(1): -apropriar-se de padrões de entoação e ritmo(2); -memorizar e reproduzir sequências de sons; -apropriar-se de novos vocábulos; -cumprir instruções(4); -responde a questões acerca do que ouviu; -reter o essencial de um pequeno texto ouvido. Manifestar ideias, sensações e sentimentos pessoais, suscitados pelos discursos ouvidos (uma audição musical, uma peça de teatro, notícias, anúncios publicitários, histórias). Detetar algumas semelhanças e diferenças entre o texto oral (falado ou lido) e o texto escrito (6). Exprimir oralmente ideias e conhecimentos Organização do discurso Fluência Formula pedidos e dá ordens e informações, tendo em conta o objetivo. Usa algumas formas de saudação adequadas ao contexto escolar. Narra histórias e situações vividas. Fala de forma audível ao narrar uma história ou situação vivida. Expressão oral Articular corretamente palavras, incluindo as de estrutura silábica mais complexa (grupos consonânticos). Falar, com progressiva autonomia e clareza, sobre assuntos do seu interesse imediato. Produzir discursos com diferentes finalidades e de acordo com intenções específicas: -formular pedidos; -formular perguntas; -formular avisos, recados, instruções; -partilhar ideias, sensações e sentimentos pessoais; 7

8 -relatar, recontar, contar, descrever. Dizer poemas memorizados. Partilhar atividades de expressão orientada respeitando regras e papéis específicos(4): -ouvir os outros; -esperar a sua vez; -respeitar o tema. Decifrar e escrever palavras Consciência fonológica Reconhecimento e escrita de palavras e letras Reconstrói palavras por combinação de sons da fala (fonemas). Segmenta foneticamente qualquer palavra. Conta os sons (fonemas) de cada sílaba das palavras. Identifica mudanças nas sílabas ou nas palavras por substituição, supressão ou adição de um som da fala (fonema). Identifica grupos consonânticos em posição inicial de palavra. Identifica e escreve todas as letras maiúsculas e minúsculas do alfabeto. Faz a correspondência som/ grafema para todas as letras do alfabeto e todos os dígrafos. Soletra (as letras de) palavras dissilábicas. Reconhece globalmente palavras frequentes. Reconhece os grupos consonânticos mais frequentes do português. Usa a correspondência letra/ som para ler palavras desconhecidas. Usa o conhecimento das silabas para decifrar palavras desconhecidas Escreve palavras e frases. Conhecimento explícito da língua Plano fonológico Manipular os sons da língua e observar os efeitos produzidos(1): -segmentar e reconstruir a cadeia fónica; -discriminar os sons da fala; -articular corretamente os sons da língua; -produzir palavras por alteração, supressão e inserção de elementos. Comparar dados e descobrir regularidades(1): -estabelecer relações de semelhança e diferença entre sons; -identificar rimas; Explicitar regras e procedimentos: -identificar e classificar os sons da língua; -identificar ditongos; -identificar sílabas. Mobilizar o saber adquirido na compreensão e expressão oral e escrita(2). Plano morfológico Manipular palavras e constituintes de palavras e observar os efeitos produzidos (1): -formar femininos, masculinos; singulares e plurais. Plano sintático Manipular palavras (ou grupos de palavras) em frases(1): -expandir, substituir, reduzir, segmentar e deslocar elementos. Construir frases(1). Comparar dados e descobrir regularidades (1). Mobilizar o conhecimento adquirido na compreensão e expressão oral e escrita(2). Conhecimento de convenções gráficas Produz uma caligrafia legível com diferentes instrumentos de escrita (e.g.: lápis, caneta). Plano lexical e semântico Manipular palavras e frases (1). Comparar dados e descobrir regularidades (1). Plano discursivo e textual Comparar dados e descobrir regularidades (1). 8

9 Conhecimento de convenções ortográficas Copia palavras e frases em letra manuscrita. Transcreve de letra de imprensa para letra manuscrita. Escreve corretamente palavras frequentes. Escreve espontaneamente palavras polissilábicas. Distingue palavras com grafia próxima, através da identificação dos sons das respetivas letras (e.g.: sal/mal; gola/cola). Mobilizar o saber adquirido na compreensão e expressão oral e escrita (2). Plano da representação gráfica e ortográfica Manipular dados e observar os efeitos produzidos(1). Comparar dados e descobrir regularidades(1). Explicitar regras e procedimentos: -identificar os tipos de letras; -estabelecer correspondências entre som e letra(s); -identificar e aplicar a noção de fronteira da palavra; -identificar e aplicar os acentos gráficos e diacríticos; -explicitar regras de pontuação; -explicitar regras de ortografia. Mobilizar o saber adquiridos na leitura e escrita de palavras, frases e textos(2). Compreender e interpretar textos Identificação de ideias centrais e de pormenores relevantes Mobilização e construção de conhecimentos e de ideias Identificação do sentido de palavras e de frases em contexto Domínio da complexidade textual Elaborar e divulgar textos Lê em voz alta frases e pequenos textos. Identifica as personagens no texto narrativo. Prediz o conteúdo do texto através da leitura do título ou das imagens. Identifica as palavras e as frases que marcam o ritmo e intensificam o sentido da narrativa ou do poema. Lê autonomamente frases e pequenos textos. Seleciona palavras ou frases relacionadas com o tópico do texto. Preenche palavras ou frases num esquema pré-estabelecido. Leitura Saber manusear livros folheando-os corretamente. Distinguir texto e imagem. Reconhecer que a mesma letra pode ser representada através de diferentes formas gráficas. Ler, respeitando a direccionalidade da linguagem escrita (1). Relacionar os diferentes suportes de escrita com diferentes mensagens (2). Reconhecer a representação gráfica da fronteira de palavra (3). Distinguir letra, palavra, frase, texto. Identificar as funções da leitura (para que serve ler) (4). Identificar os sons da palavra e estabelecer as correspondências som/letra; letra/som. Localizar palavras em diferentes contextos e diferentes suportes (5). Ler palavras através de (6): -reconhecimento global; -correspondência som/letra. Ler com progressiva autonomia palavras, frases e pequenos textos para: -confrontar as previsões feitas com o conteúdo do texto. Escrita Perceber que a escrita é uma representação da língua oral. Respeitar a direccionalidade da escrita (1). Usar adequadamente os instrumentos de escrita. Utilizar a linha de base como suporte da escrita. Usar adequadamente maiúsculas e minúsculas. Escrever legivelmente, e em diferentes suportes, com correção (orto)gráfica e gerindo corretamente o espaço da página (2): 9

10 Planificação do texto Redação do texto Revisão do texto Difusão do texto Redige pequenos textos com suporte em materiais de apoio (listas de palavras, dicionários ilustrados). Identifica incorreções ortográficas e palavras em falta. Produz uma versão final do texto graficamente cuidada. Ilustra o texto com desenhos relativos ao tema. (orto)gráfica e gerindo corretamente o espaço da página (2): -palavras e frases de acordo com um modelo; -palavras e frases sem modelo; -pequenos textos ditados; Planificar pequenos textos em colaboração com o professor (3): -organizar a informação. Redigir textos: -de acordo com o plano previamente elaborado em colaboração com o professor; Rever os textos, com apoio do professor: -identificar erros (7); -acrescentar, apagar, substituir a informação; Cuidar da apresentação final dos textos (8). MATEMÁTICA 1º ANO 2º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 7 Números e operações Números racionais não negativos Números naturais Elabora sequências de números segundo uma dada lei de formação e investiga regularidades numéricas. Elabora sequências numéricas (repetitivas e crescentes) segundo uma dada lei de formação. Exemplos: Identifica regularidades em sequências como 2, 4, 6, 8, (números pares); 1, 4, 7, 10, 13, (começar com 1 e adicionar 3 sucessivamente). Compreende as operações com números naturais e racionais não negativos na representação decimal. Usa a adição nos sentidos combinar e acrescentar. Relaciona os factos básicos da adição com os da subtração. Usa a subtração nos sentidos retirar, comparar e completar. Compreende a noção de número natural. Usa números em contextos diversos e com diferentes significados: quantidade, ordenação, identificação e localização. Realiza contagens progressivas e regressivas, utilizando números. Compõe e decompõe números. Compara e ordena números. Identifica e dá exemplos de números pares e ímpares. Compreende o sistema de numeração decimal e representa números naturais, utilizando diferentes representações para o mesmo número. Compreender a subtração nos sentidos retirar, comparar e completar. Usar o sinal na representação horizontal do cálculo. Compreender e memorizar factos básicos da adição e relacioná-los com os da subtração. Adicionar e subtrair, utilizando a representação horizontal e recorrendo a estratégias de cálculo mental e escrito. Compor e decompor números. Identificar e dar exemplos de diferentes representações para o mesmo número. 10

11 número. Usa o sistema de numeração decimal, em contextos diversos. Identifica o valor posicional de um algarismo no sistema de numeração decimal. Geometria e medida Geometria Medida Organização e tratamento de dados Identifica, interpreta e descreve relações espaciais. Visualiza e descreve posições, direções e movimentos, utilizando vocabulário apropriado. Identifica, numa grelha quadriculada, pontos equidistantes de um dado ponto. Reconhece figuras no plano e sólidos geométricos, identificando propriedades que os caracterizam. Distingue interior, exterior e fronteira de um domínio limitado por uma linha poligonal fechada. Identifica superfícies planas e não planas, em objetos comuns e em modelos geométricos. Compara e descreve sólidos geométricos, identificando semelhanças e diferenças. Identifica polígonos e círculos nos sólidos geométricos, representa-os e classifica-os, justificando os critérios utilizados. Compreende a grandeza dinheiro. Identifica e relaciona as moedas e notas de euro. Realiza contagens de dinheiro e relaciona diferentes valores monetários. Representa valores monetários. Realiza estimativas de quantidades em dinheiro. Resolve problemas simples envolvendo contextos de dinheiro. Compreende as noções de tempo e de intervalo de tempo e compara a duração de acontecimentos. Estabelece relações entre factos e ações que envolvam noções temporais. Reconhece o caráter cíclico de certos fenómenos e atividades. Lê e interpreta calendários e horários. Resolve problemas envolvendo situações temporais. Resolve problemas simples envolvendo situações temporais. Recolhe e organiza dados de natureza diversa (qualitativos e quantitativos discretos) utilizando diferentes representações. Constrói e interpreta gráficos de barras. Ler, explorar e interpretar informação em tabelas. Reconhecer propriedades de figuras no plano e fazer classificações. Identificar poliedros e não poliedros. Identificar superfícies planas e não planas e modelos de sólidos geométricos. Identificar polígonos e círculos nos modelos de sólidos geométricos e representá-los. Reconhecer propriedades de figuras no plano e fazer classificações. Conhecer e relacionar as moedas e notas do euro e realizar contagens de dinheiro. Representar valores monetários. Ler, explorar e interpretar informação apresentada em tabelas. Recolher dados e registá-los através de esquemas de contagem gráfica (tally charts). Capacidades transversais Compreende o problema. Identificar o objetivo e a informação relevante para a resolução de um dado problema. 11

12 Resolução de problemas Identifica o objetivo e a informação relevante para a resolução de um dado problema; Identifica problemas com informação irrelevante, dados insuficientes ou sem solução. um dado problema. Conceber e pôr em prática estratégias de resolução de problemas, verificando a adequação dos resultados obtidos e dos processos utilizados. Raciocínio matemático Comunicação matemática Justifica resultados matemáticos. Explica ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito; justifica os resultados matemáticos obtidos. Interpreta informação matemática. Interpreta informação e ideias matemáticas representadas de diversas formas. Representa ideias matemáticas. Representa informação e ideias matemáticas de diversas formas, recorrendo a diversos tipos de representação (desenhos, palavras, símbolos, tabelas, esquemas e gráficos). Exprime ideias matemáticas. Expressa ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulário próprios. Discute ideias matemáticas. Discute resultados, processos e ideias matemáticas. Explicar ideias e processos e justificar resultados matemáticos. Formular e testar conjeturas relativas a situações matemáticas simples. Interpretar informação e ideias matemáticas representadas de diversas formas. Representar informação e ideias matemáticas de diversas formas. Expressar ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulário próprios. Discutir resultados, processos e ideias matemáticos. ESTUDO DO MEIO 1º ANO 2º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 5 Localização no espaço e no tempo Localização/compreensão espacial e temporal Localiza em plantas, maquetas, mapas, fotografias aéreas e imagens de satélite, em suporte de papel ou digital, espaços familiares e ligados ao seu passado próximo ou relacionados com a comunidade. Localiza elementos naturais e humanos da paisagem do local onde vive, utilizando a posição do observador como elemento de referência (ex. perto de/ longe de; em frente de/atrás de; à esquerda de/à direita de). Desenha mapas mentais de espaços do seu quotidiano, utilizando símbolos na identificação de elementos de referência. O aluno elabora itinerários, em plantas simplificadas do seu meio ou de outras localidades, assinalando elementos naturais e humanos. Reconhecer a sua casa: -reconhecer os diferentes espaços e as suas funções (salas, quartos, cozinha, ); -representar a sua casa (desenhas, pinturas, ); -localizar espaços em relação a um ponto de referência: perto de/longe de; em frente de/atrás de; dentro de/fora de; entre; ao lado de; à esquerda/à direita de ). Conhecer os seus itinerários: -descrever os seus itinerários diários (casa/escola, lojas, tempos livres ); -representar os seus itinerários (desenhos, pinturas ) 12

13 Reconhece a existência de mudanças e permanências nos percursos de vida, incluindo o dele, identificando as fases da vida como um processo de mudança (mudanças em si próprio e características que se mantêm e também parecenças/semelhanças com familiares). Conhecer o seu corpo: -identificar características familiares (parecenças com o pai e com a mãe, cor do cabelo, dos olhos, ); -reconhecer modificações do seu corpo (peso, altura, ); -reconhecer a sua identidade sexual; -reconhecer partes constituintes do seu corpo (cabeça, tronco e membros); -representar o seu corpo (desenhos, pinturas, modelagem, ). Comparar-se com os outros: -com colegas da escola (mais novo/mais velho, mais alto/mais baixo, louro/moreno ), com pais e irmãos. Dinamismo das interrelações natural-social Identifica algumas normas de higiene ao nível da alimentação (e.g.: importância da água potável, verificação do prazo de validade dos alimentos), do vestuário, dos espaços de uso coletivo (e.g.: habitação, escola, rua ). Reconhecer a saúde do seu corpo: -reconhecer e aplicar normas de higiene do corpo (lavar as mãos antes de comer, lavar os dentes, ); -conhecer normas de higiene alimentar (importância de uma alimentação variada, lavar bem os alimentos que se consomem crus, desvantagem do consumo excessivo de doces, refrigerantes ); -reconhecer a importância de posturas corretas, do exercício físico e do repouso para a saúde (estar bem sentado, brincar ao ar livre, deitar cedo, ); -conhecer e aplicar normas de vigilância da sua saúde (idas periódicas ao médico, boletim individual de saúde). Reconhecer a segurança do seu corpo: -conhecer e aplicar normas de prevenção rodoviária (caminhar pela esquerda nas estradas, atravessar nas passadeiras, respeitar os semáforos, ); Conhecer e aplicar normas de prevenção de acidentes domésticos: -cuidados a ter com objetos e produtos perigosos, cuidados a ter com a eletricidade, sinalização relativa à segurança. PORTUGUÊS 1º ANO 3º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 8 Compreender discursos orais e cooperar em situação de interação Compreensão de discursos orais Responde a questões sobre o essencial das narrativas e exposições que ouve. Presta atenção ao que lhe dizem e faz perguntas sobre o que ouve. O aluno ouve narrativas contadas ou lidas por outrem e expressa a sua opinião sobre o que ouve. Compreensão do oral Prestar atenção ao que ouve de modo a tornar possível (1): -apropriar-se de padrões de entoação e ritmo(2); 13

14 orais AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS ANTÓNIO VERNEY Adequação aos objetivas e aos participantes em situação de interação opinião sobre o que ouve. Fala sobre as tarefas a realizar a pares ou em pequeno grupo e ouve as sugestões e preferências dos parceiros de grupo. -memorizar e reproduzir sequências de sons; -apropriar-se de novos vocábulos; -cumprir instruções(4); -responder a questões acerca do que ouviu; -reter o essencial de um pequeno texto ouvido. Manifestar ideias, sensações e sentimentos pessoais, suscitados pelos discursos ouvidos (uma audição musical, uma peça de teatro, notícias, anúncios publicitários, histórias). Detetar algumas semelhanças e diferenças entre o texto oral (falado ou lido) e o texto escrito (6). Exprimir oralmente ideias e conhecimentos Organização do discurso Fluência Decifrar e escrever palavras Consciência fonológica Reconhecimento e escrita de palavras e letras Formula pedidos e dá ordens e informações, tendo em conta o objetivo. Usa algumas formas de saudação adequadas ao contexto escolar. O aluno narra histórias e situações vividas. Fala de forma audível ao narrar uma história ou uma situação vivida. Reconstrói palavras por combinação de sons da fala (fonemas). Segmenta foneticamente qualquer palavra. Conta os sons (fonemas) de cada sílaba das palavras. Identifica mudanças nas sílabas ou nas palavras por substituição, supressão ou adição de um som da fala (fonema). Identifica grupos consonânticos em posição inicial de palavra. Identifica a sílaba tónica. Identifica e escreve todas as letras maiúsculas e minúsculas do alfabeto. Faz a correspondência som/ grafema para todas as letras do alfabeto e todos os dígrafos. Soletra (as letras de) palavras dissilábicas. Expressão oral Articular corretamente palavras, incluindo as de estrutura silábica mais complexa (grupos consonânticos). Falar, com progressiva autonomia e clareza, sobre assuntos do seu interesse imediato. Produzir discursos com diferentes finalidades e de acordo com intenções específicas: -formular pedidos; -formular perguntas; -formular avisos, recados, instruções; -partilhar ideias, sensações e sentimentos pessoais; -relatar, recontar, contar, descrever. Dizer poemas memorizados. Adaptar o discurso às situações de comunicação e à natureza dos interlocutores (4). Participar em atividades de expressão orientada respeitando regras e papéis específicos (4): -ouvir os outros; -esperar a sua vez; -respeitar o tema. Conhecimento explícito da língua Plano fonológico Manipular os sons da língua e observar os efeitos produzidos(1): -segmentar e reconstruir a cadeia fónica; -discriminar os sons da fala; -articular corretamente os sons da língua; -produzir palavras por alteração, supressão e inserção de elementos. Comparar dados e descobrir regularidades(1): -estabelecer relações de semelhança e diferença entre sons; -identificar rimas; Explicitar regras e procedimentos: 14

15 Reconhece globalmente palavras frequentes. Reconhece os grupos consonânticos mais frequentes do português. Usa a correspondência letra/ som para ler palavras desconhecidas. Usa o conhecimento das silabas para decifrar palavras desconhecidas. Escreve palavras e frases. -identificar e classificar os sons da língua; -identificar ditongos; -identificar sílabas. Mobilizar o saber adquirido na compreensão e expressão oral e escrita(2). Plano morfológico Manipular palavras e constituintes de palavras e observar os efeitos produzidos (1): -formar femininos, masculinos; singulares e plurais. Plano sintático Manipular palavras (ou grupos de palavras) em frases (1): -expandir, substituir, reduzir, segmentar e deslocar elementos. Construir frases (1). Comparar dados e descobrir regularidades (1). Mobilizar o conhecimento adquirido na compreensão e expressão oral e escrita (2). Conhecimento de convenções gráficas Conhecimento de convenções ortográficas Compreender e interpretar textos Identificação de ideias centrais e de pormenores relevantes Produz uma caligrafia legível com diferentes instrumentos de escrita (e.g.: lápis, caneta). Copia palavras e frases em letra manuscrita. Transcreve de letra de imprensa para letra manuscrita. Escreve corretamente palavras frequentes. Escreve espontaneamente palavras polissilábicas. Distingue palavras com grafia próxima, através da identificação dos sons das respetivas letras (e.g.: sal/mal; gola/cola). Lê em voz alta frases e pequenos textos e localiza neles informação específica. Identifica as personagens no texto narrativo. Plano lexical e semântico Manipular palavras e frases (1). Comparar dados e descobrir regularidades (1). Plano discursivo e textual Comparar dados e descobrir regularidades (1). Mobilizar o saber adquirido na compreensão e expressão oral e escrita (2). Plano da representação gráfica e ortográfica Manipular dados e observar os efeitos produzidos (1). Comparar dados e descobrir regularidades (1). Explicitar regras e procedimentos: -identificar os tipos de letras; -estabelecer correspondências entre som e letra(s); -identificar e aplicar a noção de fronteira da palavra; -identificar e aplicar os acentos gráficos e diacríticos; -explicitar regras de pontuação; -explicitar regras de ortografia. Mobilizar o saber adquirido na leitura e escrita de palavras, frases e textos (2). Leitura Saber manusear livros folheando-os corretamente. Distinguir texto e imagem. Reconhecer que a mesma letra pode ser representada através de diferentes formas gráficas. 15

16 relevantes Mobilização e construção de conhecimentos e de ideias Identificação do sentido de palavras e de frases em contexto Domínio da complexidade textual Prediz o conteúdo do texto através da leitura do título ou das imagens. Identifica as palavras e as frases que marcam o ritmo e intensificam o sentido da narrativa ou do poema. Lê autonomamente frases e pequenos textos. diferentes formas gráficas. Ler, respeitando a direccionalidade da linguagem escrita (1). Relacionar os diferentes suportes de escrita com diferentes mensagens (2). Reconhecer a representação gráfica da fronteira de palavra (3). Distinguir letra, palavra, frase, texto. Identificar as funções da leitura (para que serve ler) (4). Identificar os sons da palavra e estabelecer as correspondências som/letra; letra/som. Localizar palavras em diferentes contextos e diferentes suportes (5). Ler palavras através de (6): -reconhecimento global; -correspondência som/letra; -antecipação ; chaves contextuais (leitura de palavras em contexto). Antecipar conteúdos (7). Mobilizar conhecimentos prévios (8). Ler com progressiva autonomia palavras, frases e pequenos textos para: -confrontar as previsões feitas com o conteúdo do texto; -propor títulos para textos ou pares de textos (10). Ler em voz alta para diferentes públicos. Elaborar e divulgar textos Planificação do texto Redação do texto Revisão do texto Seleciona palavras ou frases relacionadas com o tópico do texto. Preenche palavras ou frases num esquema pré-estabelecido. Parafraseia frases do texto. Redige pequenos textos com suporte em materiais de apoio (listas de palavras, dicionários ilustrados). Identifica falta de palavras ao reler o texto. Identifica incorreções ortográficas e palavras em falta. Escrita Perceber que a escrita é uma representação da língua oral. Respeitar a direccionalidade da escrita (1). Usar adequadamente os instrumentos de escrita. Utilizar a linha de base como suporte da escrita. Usar adequadamente maiúsculas e minúsculas. Assinalar a mudança de parágrafo. Aplicar regras dos sinais de pontuação. Escrever legivelmente, e em diferentes suportes, com correção (orto)gráfica e gerindo corretamente o espaço da página (2): -palavras e frases de acordo com um modelo; -palavras e frases sem modelo; -pequenos textos ditados; -legendas de imagens. Planificar pequenos textos em colaboração com o professor (3): -organizar a informação. Redigir textos: -de acordo com o plano previamente elaborado em colaboração com o professor; -respeitando as convenções gráficas e ortográficas e de pontuação; 16

17 Difusão do texto Reconhecer e produzir diferentes géneros e tipos de texto Conhecimento de técnicas e formatos de textos para narrar Conhecimento de técnicas e formatos de textos para const. e trans. saberes Produz uma versão final do texto graficamente cuidada. Ilustra o texto com desenhos relativos ao tema. Redige pequenas narrativas com o apoio de esquemas. Responde, por escrito, a questões sobre o essencial de informação lida. Completa frases sobre uma exposição ouvida ou lida. -evitando repetições. Utilizar materiais de apoio à produção de escrita (4). Rever os textos, com apoio do professor: -identificar erros (7); -acrescentar, apagar, substituir a informação; -reescrever o texto; -expandir o texto. Cuidar da apresentação final dos textos (8). MATEMÁTICA 1º ANO 3º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 7 Números e Operações Números racionais não negativos Elabora sequências de números segundo uma dada lei de formação e investiga regularidades numéricas. Investiga regularidade em sequências e em tabelas de números (e.g.: marca números de 5 em 5 numa tabela de números até 100, começando no 3 e identifica e descreve regularidade no algarismo das unidades ou no algarismo das dezenas). Resolve problemas que envolvam o raciocínio proporcional. Resolve problemas que envolvam o raciocínio proporcional, explicando ideias e processos e justificando os resultados matemáticos (e.g.: 1 bola-15 ; 2 bolas-30 ; 3 bolas-45 ; 4 bolas-60 ; 40 bolas-600 ). Compreende as operações com números naturais e racionais não negativos na representação decimal. Usa a adição nos sentidos combinar e acrescentar. Relaciona os fatos básicos da adição com os da subtração. Usa a subtração nos sentidos retirar, comparar e completar. Compreende e memoriza fatos básicos da adição utilizando números pelo menos até 100. Elaborar sequências de números segundo uma dada lei de formação e investigar regularidades em sequências e em tabelas. Compreender a subtração nos sentidos retirar, comparar e completar. Usar o sinal na representação horizontal do cálculo. Compreender e memorizar factos básicos da adição e relacioná-los com os da subtração. Adicionar e subtrair, utilizando a representação horizontal e recorrendo a estratégias de cálculo mental e escrito. Compor e decompor números. Identificar e dar exemplos de diferentes representações para o mesmo número. Compreender o valor posicional de um algarismo no sistema de numeração decimal. 17

18 Números naturais Compreende a noção de número natural. Usa números em contextos diversos e com diferentes significados: quantidade, ordenação, identificação e localização. Realiza contagens progressivas e regressivas, utilizando números. Compõe e decompõe números. Compara e ordena números. Compreende o sistema de numeração decimal e representa números naturais, utilizando diferentes representações para o mesmo número. Usa o sistema de numeração decimal, em contextos diversos. Identifica o valor posicional de um algarismo no sistema de numeração decimal. Geometria e medida Geometria Identifica e interpreta e descreve relações espaciais. Desenha figuras numa grelha quadriculada dadas as suas coordenadas. Descreve a posição das figuras desenhadas numa grelha quadriculada recorrendo à identificação de pontos através das suas coordenadas. Medida Reconhece figuras no plano e sólidos geométricos em contextos diversos, identificando propriedades que os caracterizam. Resolve problemas geométricos em contextos diversos. Realiza composições e decomposições de figuras geométricas e relaciona as diferentes figuras (e.g.: utilização do tangram). Resolve problemas envolvendo a visualização (e.g.: qual é a face do dado, oposta à face com seis pintas? E à face com uma pinta?) Compreende as noções de tempo e de intervalo de tempo e compara a duração de acontecimentos. Estabelece relações entre fatos e ações que envolvam noções temporais Reconhece o caráter cíclico de certos fenómenos e atividades Lê e representa medidas de tempo Lê e interpreta calendários e horários Compreende as grandezas de comprimento, área, massa, capacidade e volume. Compreende noções de comprimento. Estabelecer relações entre factos e ações que envolvam noções temporais e reconhecer o caráter cíclico de certos fenómenos e atividades. Compreender as noções de comprimento. Compreender o que é uma unidade de medida e o que é medir. Realizar medições utilizando unidades de medida não convencionais. 18

19 Organização e tratamento de dados Compreende o que é uma unidade de medida e o processo de medir. Realiza medições utilizando unidades de medição não convencionais (centímetro e metro). Compara e ordena comprimentos. Analisa e interpreta informação de natureza estatística organizada de diversas formas. Lê e interpreta informação apresentada em listas, tabelas de frequências absolutas, gráficos de pontos e pictogramas, respondendo a questões e formulando novas questões. Recolhe e organiza dados de natureza diversa (qualitativos e quantitativos discretos) utilizando diferentes representações. Classifica dados utilizando diagramas de Venn e Carroll. Formula questões, recolhe e organiza dados qualitativos e quantitativos discretos utilizando esquemas de contagem gráfica, tabelas de frequências absolutas, gráficos de pontos e pictogramas. Constrói e interpreta gráficos de barras. Leitura e interpretação de informação apresentada em tabelas e gráficos. Classificação de dados utilizando diagramas de Venn e de Carroll. Compreender as vantagens da organização de gráficos. Capacidades Transversais Resolução de problemas Raciocínio matemático Comunicação matemática Compreende o problema. Identifica o objetivo e a informação relevante para a resolução de um dado problema; Identifica problemas com informação irrelevante, dados insuficientes ou sem solução. Concebe estratégias de resolução de problemas. Concebe estratégias diversificadas de resolução de problemas como: a) resolve um problema análogo mas mais simples; b) explora casos particulares. Aplica estratégias de resolução de problemas e avalia a adequação dos resultados obtidos. Põe em prática estratégias de resolução de problemas; Utiliza estratégias do mesmo tipo em diferentes problemas e identifica estratégias diferentes na resolução do mesmo problema; Verifica a adequação dos resultados obtidos e dos processos utilizados. Justifica resultados matemáticos. Explica ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito; Justifica os resultados matemáticos obtidos. Interpreta informação matemática. Interpreta informação e ideias matemáticas representadas de diversas formas. Identificar o objetivo e a informação relevante para a resolução de um dado problema. Conceber e pôr em prática estratégias de resolução de problemas, verificando a adequação dos resultados obtidos e dos processos utilizados. Explicar ideias e processos e justificar resultados matemáticos. Formular e testar conjeturas relativas a situações matemáticas simples. Interpretar informação e ideias matemáticas representadas de diversas formas. Representar informação e ideias matemáticas representadas de diversas formas. Expressar ideias e informação matemáticas, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulário próprios. Discutir resultados, processos e ideias matemáticos. 19

20 Representa ideias matemáticas. Representa informação e ideias matemáticas representadas de diversas formas, recorrendo a diversos tipos de representação (desenhos, palavras, símbolos, tabelas, esquemas e gráficos). Exprime ideias matemáticas. Expressa ideias e processos matemáticos, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulários próprios; Discute ideias matemáticas: discute resultados, processos e ideias matemáticas. ESTUDO DO MEIO 1º ANO 3º período Domínios/ Subdomínios Metas de Aprendizagem Operacionalização Horas/ sem.: 5 Localização no espaço e no tempo Localização/ compreensão espacial e temporal Reconhece diferentes unidades de tempo do sistema convencional de medição: hora, dia, semana, mês, ano, estações do ano e utiliza o relógio e o calendário na medição do tempo Constrói diferentes linhas de tempo, quer circulares e/ou lineares (relacionadas com rotinas diárias, tempo cíclico e momentos do dia: manhã, tarde e noite; o dia a semana, as estações do ano) quer de tempo linear (relacionadas com datas e marcos importantes da sua vida aniversários, festas, cerimónias e da comunidade Natal, Páscoa e outras festas de outras culturas, dia da criança, dia da árvore, festas locais. Conhecer o seu passado: Descrever a sucessão de atos praticados ao longo do dia, da semana. Localizar no espaço e numa linha de tempo. Estabelecer relações de anterioridade, posterioridade e simultaneidade (antes de, depois de, ao mesmo tempo que). Reconhecer unidades de tempo (dias e semana). Nomear os dias da semana. Conhecimento do meio natural e social Compreensão histórica contextualizada Conhecimento dos lugares e das regiões Reconhece elementos do seu passado próximo pessoal, familiar e mais longínquo. Projeta ações num futuro próximo (o que vou fazer amanhã) ou longínquo (ex: quando for adulto). Refere os estados de tempo mais frequentes na região em que vive relatando as implicações no seu quotidiano. Descreve elementos naturais e humanos do lugar através da recolha de informação. Enunciar as perspetivas para o futuro próximo. Enunciar o que irá fazer amanhã, no fim de semana, nas férias que estão próximas. Exprimir aspirações. Enunciar projetos. Conhecer os aspetos físicos do meio local: O tempo que faz (registar de forma elementar e simbólica as condições atmosféricas diárias). A noite e o dia (compara a duração do dia e da noite ao longo do ano ). Reconhecer diferentes formas sob as quais a água se encontra na natureza (rios, ribeiros, poços ). 20

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016 DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual / Critérios de avaliação Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade/ tema) Subdomínio/Conteúdos Metas de Aprendizagem Estratégias/

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015-2016

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015-2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015-2016 Agrupamento de Escolas Domingos Sequeira Área Disciplinar: Estudo do Meio Ano de Escolaridade: 1.º Mês: setembro / outubro Compreensão Histórica Contextualizada Conhecer: nome(s),

Leia mais

Utilizar pontos de referência e descrever percursos.

Utilizar pontos de referência e descrever percursos. Conteúdos Curriculares do 1º Ano de escolaridade 1º PERÍODO - apropriar-se de padrões de entoação e ritmo; - memorizar e reproduzir sequências de sons; - apropriar-se de novos vocábulos; - associar palavras

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade / Tema) Subdomínio / Conteúdos

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 3º ANO (1º CICLO) PORTUGUÊS

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 3º ANO (1º CICLO) PORTUGUÊS CRTÉRO EPECÍCO DE AVALAÇÃO 3º ANO (1º CCLO) PORTUGUÊ DOMÍNO OJETVO DECRTORE DE DEEMPENHO MENÇÕE Oralidade 1. Escutar para aprender e construir conhecimentos 2. Produzir um discurso oral com correção 3.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALGARVE Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO METAS Domínios/ Conteúdos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 2º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/ RECURSOS ORALIDADE

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO. DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO. DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016 1º PERÍODO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016 Unidades/Conteúdos Tempos Oralidade -Escutar para

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 4ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 4ºANO . Interação discursiva Princípios de cortesia e cooperação Informação, explicação; pergunta. Compreensão e expressão Vocabulário: variedade e precisão Informação: essencial e acessória; implícita Facto

Leia mais

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação 1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação PORTUGUÊS Domínios em Domínios/Competências Fatores de ponderação Instrumentos de Domínio Cognitivo Compreensão oral 20% Registos e grelhas de observação

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Critérios Gerais de Avaliação Educação Pré-Escolar 2014/15 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa em cada nível de educação e

Leia mais

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM CURRÍCULO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM ORALIDADE Formar frases com seqüência e sentido. Relacionar palavras que iniciam com vogais. Associar primeira letra/som em palavras iniciadas por vogal. Falar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS. Planificação de Português

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS. Planificação de Português AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS Escola Básica 2/3 de Pedrouços Planificação de Português 7. 7ºano de escolaridade Ano letivo 2012/2013 Expressão oral Compreensão oral 1. o Período (+-64 aulas ) ))))))))646464+66666646

Leia mais

Metas Curriculares de Português

Metas Curriculares de Português Metas Curriculares de Português Ensino Básico 1.º Ciclo O domínio da ORALIDADE Helena C. Buescu, Maria Regina Rocha, Violante F. Magalhães Objetivos e Descritores de Desempenho Oralidade 1.º Ano Objetivos

Leia mais

1º PERÍODO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO

1º PERÍODO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO MATEMÁTICA PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO ANUAL DO 1.º ANO 2015 / 2016 1º PERÍODO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO Oralidade Leitura e Educação Literária Gramática Números e Operações -Entoação e ritmo -Texto

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016 DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual / Critérios de avaliação Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade/ tema) Subdomínio/Conteúdos Metas de Aprendizagem Estratégias/

Leia mais

EB1/JI DO FEIJÓ N.º 1 EB1/JI DE VALE FLORES

EB1/JI DO FEIJÓ N.º 1 EB1/JI DE VALE FLORES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA EB1/JI DO FEIJÓ N.º 1 EB1/JI DE VALE FLORES EDUCAÇÃO PRÉ - ESCOLAR Ano Letivo: 2012-2013 Plano Curricular Simplificado Áreas de Conteúdo FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL Domínio

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016 Critérios de Avaliação da Educação Pré-Escolar Página 1 Introdução O princípio consensualmente partilhado de que a avaliação é um elemento integrante e regulador

Leia mais

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA BÁRBARA Departamento Pré-Escolar/1º Ciclo 151 956 Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar Área

Leia mais

Grupo de Educação Especial

Grupo de Educação Especial Grupo de Educação Especial Critérios Gerais de Avaliação 2015/2016 De acordo com o Despacho normativo n.º 24-A/2012, artigo 8.º (ponto 10): 10 A informação resultante da avaliação sumativa dos alunos do

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 1º VOLUME ARTES VISUAIS O FAZER ARTÍSTICO Criação de desenhos, pinturas e colagens, com base em seu próprio repertório. Exploração das possibilidades oferecidas por diferentes

Leia mais

Domínios Descritores de Desempenho Meses

Domínios Descritores de Desempenho Meses AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO PLANO DE TRABALHO ANUAL PORTUGUÊS 1º Ano de escolaridade Domínios Descritores de Desempenho Meses S O N D J F M A M J Compreensão do Oral

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015. Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Departamento do Pré Escolar 1

Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015. Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Departamento do Pré Escolar 1 Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015 Departamento do Pré Escolar 1 Introdução O princípio consensualmente partilhado de que a avaliação é um elemento integrante e regulador da prática

Leia mais

MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 2º BIMESTRE 1º ANO

MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 2º BIMESTRE 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL Cruzeiro 3213-3838 Octogonal 3213-3737 www.ciman.com.br MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 2º BIMESTRE 1º ANO Formação Pessoal e Social Identidade e Autonomia Posturas de Estudante Conteúdos

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSO VOCACIONAL 3º CICLO AMGE - Auxiliar de Manutenção e Gestão de Espaços CRITÉRIOS DE Ano Lectivo 2014/15 Coordenador do Curso: José Pedro Moutinho Critérios de Avaliação (14-15) VOCACIONAL C AMGE -

Leia mais

Planificação Anual da Sala dos 5anos

Planificação Anual da Sala dos 5anos Nome do Aluno: Janine Colaço Reis Planificação Anual da Sala dos 5anos Calendarizaçã o (mês) Áreas de conteúdo/ Conteúdos Curriculares Competências Situações de aprendizagem/ Estratégias Recursos Humanos/

Leia mais

Compreensão/Expressão oral

Compreensão/Expressão oral ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL 3º C.E.B DISCIPLINA: Português ANO: 7º ANO : 2011/2012 SEQUÊNCIA 1 COMPETÊNCIAS/ Compreensão/Expressão oral Dispor-se a escutar. LEITURA

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 1º ano Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 1º ano Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 1º ano Ano Letivo 2015/2016 1º Trimestre Domínios Números e Operações Números naturais Contar até cinco Correspondências

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular/Ciclo: 1º Ciclo Disciplina: Expressões Artísticas e Físico-Motora Ano de escolaridade: 4º ano Ano letivo: 2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala

Leia mais

Pré-Escola 4 e 5 anos

Pré-Escola 4 e 5 anos PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC DIÁRIO DE CLASSE Educação Infantil Pré-Escola 4 e 5 anos DIÁRIO DE CLASSE ESCOLA: CRE: ATO DE CRIAÇÃO DIÁRIO OFICIAL / /

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar Departamento Educação Pré Escolar Ano letivo 2013/2014 A avaliação do processo permite reconhecer a pertinência e sentido

Leia mais

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de Vale de Ovil Escola Básica e Secundária do Vale de Ovil Código 345702 CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é qualitativa e contínua com o objectivo de reconhecer

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DO PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

PLANIFICAÇÃO DO PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO PLANIFICAÇÃO DO PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO DISCIPLINA: PORTUGUÊS ANO DE ESCOLARIDADE: 1º Ano ANO LETIVO: 2015/2016 COMPETÊNCIAS CHAVE: C1, C2, C3,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 1º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/RECURSOS MODALIDADES

Leia mais

Domínio Subdomínio Conteúdos Metas

Domínio Subdomínio Conteúdos Metas Escola Básica e Secundária da Graciosa Planificação Anual de Matemática de 1º ano Ano letivo 2014/2015 Períodos Domínio Subdomínio Conteúdos Metas Situar-se e situar objetos no espaço - Relações de posição

Leia mais

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo. Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo. Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo Critérios de Avaliação Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Números e Operações Números naturais Utilizar corretamente os numerais ordinais

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos do 1º ciclo do ensino básico 1º ano Ano letivo 2012 2013. 1º período. 2º período CONTEÚDOS PORTUGUÊS

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos do 1º ciclo do ensino básico 1º ano Ano letivo 2012 2013. 1º período. 2º período CONTEÚDOS PORTUGUÊS Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos do 1º ciclo do ensino básico 1º ano Ano letivo 2012 2013 PORTUGUÊS 1º período COMUNICAÇÃO ORAL. comunicar oralmente com autonomia e clareza. desenvolver a

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3 DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES

PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3 DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3 DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES Números naturais Conhecer os numerais ordinais Utilizar corretamente os numerais ordinais até centésimo. Contar até um milhão Estender as regras

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGISTO DE OBSERVAÇÃO / AVALIAÇÃO Nome Data de Nascimento / / Jardim de Infância de Educadora de Infância AVALIAÇÃO

Leia mais

Planificação Anual 1º Ciclo 3º ano

Planificação Anual 1º Ciclo 3º ano Planificação Anual 1º Ciclo ano Planificação do Período Língua Portuguesa Descritores de desempenho Compreensão do oral Prestar atenção ao que ouve de modo a tornar possível:, responder a questões sobre

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012) No caso específico da disciplina de PORTUGUÊS, do 3.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE

ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE Unidade II ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL Profa. Ana Lucia M. Gasbarro A formação pessoal e social da criança, áreas de conhecimento e desenvolvimento da criança Introdução A importância

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2011/2012

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2011/2012 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FRONTEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL 2011/2012 Professora: Antónia Correia Disciplina: Língua Portuguesa Turma: E (1.º Ano) Ano lectivo: 2011/12 Competências / Descritores de desempenho

Leia mais

RELATÓRIO. Oficina de Formação

RELATÓRIO. Oficina de Formação RELATÓRIO Oficina de Formação Exploração e construção de situações de aprendizagem da matemática com programação em Scratch no pré escolar e no 1º ciclo do ensino básico Formadores: Miguel Figueiredo e

Leia mais

Conselho de Docentes do 1.º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Ano letivo de 2015/2016

Conselho de Docentes do 1.º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Ano letivo de 2015/2016 Conselho de Docentes do 1.º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Ano letivo de 2015/2016 Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação Números e Operações Números naturais Contar

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIACÃO

CRITÉRIOS DE AVALIACÃO CRITÉRIOS DE AVALIACÃO Educação Visual 5º Ano Educação Visual 6º Ano Educação Tecnológica 5º Ano Educação Tecnológica 6º Ano ANO ESCOLAR 2015 / 2016 Ano letivo de 2015 / 2016 INTRODUÇÃO Sendo a avaliação

Leia mais

COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo

COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo 2014/2015 Avaliar é um conceito que se utiliza com frequência na sociedade actual. Ao fazer-se uma avaliação queremos apreciar

Leia mais

INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano LÍNGUA PORTUGUESA

INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano LÍNGUA PORTUGUESA INFORMATIVO 2015 II UNIDADE 3 ano Com o objetivo de promover avanços no desenvolvimento dos educandos, tendo em vista a aquisição de novos conhecimentos, habilidades e a formação de atitudes e valores

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Estudo do Meio 1º ano Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Estudo do Meio 1º ano Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Estudo do Meio 1º ano Ano Letivo 2015/2016 1º Trimestre DE SI MESMO A sua identificação Os seus gostos e preferências O seu

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2013-2014

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2013-2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL 2013-2014 Agrupamento de Escolas Domingos Sequeira Área Disciplinar: Português Ano de Escolaridade: 3º Mês: outubro Domínios de referência Objetivos/Descritores Conteúdos Oralidade 1

Leia mais

Tipologia Textual O conto. Competências a trabalhar associadas ao processo CO L CEL

Tipologia Textual O conto. Competências a trabalhar associadas ao processo CO L CEL Ministério da Educação Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora nº2 Novo Programa de Português do Ensino Básico Sequência Didáctica 5º ano Ano lectivo de 2010/2011 Tipologia Textual O conto Competências

Leia mais

Planificação Curricular Pré-escolar

Planificação Curricular Pré-escolar PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ciclo/ Área/ Disciplina: Pré-escolar Ano Letivo 2012/2013 Área de Formação pessoal e Social Esboço Curricular para a Educação de Infância (segundo as Orientações Curriculares

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade / Tema) Subdomínio

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR. critérios de avaliação 2015/2016

PRÉ-ESCOLAR. critérios de avaliação 2015/2016 PRÉ-ESCOLAR critérios de avaliação 2015/2016 Aprovado em Conselho Pedagógico a 1 de Setembro de 2015 Índice I. Introdução / Enquadramento Normativo. 2 II. Finalidades.. 3 III. Princípios. 4 IV. Processo

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL. PRÉ I Professoras Caroline e Ana Lucia Habilidades vivenciadas no 2º bimestre 2011

EDUCAÇÃO INFANTIL. PRÉ I Professoras Caroline e Ana Lucia Habilidades vivenciadas no 2º bimestre 2011 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezados Pais e/ou Responsáveis, Estamos vivenciando o segundo bimestre letivo e o processo de aprendizagem representa pra nós, motivo de alegria e conquistas diárias. Confiram as habilidades

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2014/2015

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Estudo do Meio 1.º ano 2014/2015 Domínio (Unidade / Tema) Subdomínio

Leia mais

CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO 1

CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO 1 . PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR Secretaria Municipal de Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP CONHECIMENTOS E CAPACIDADES ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 346 779 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 346 779 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO ( Aprovados em Conselho Pedagógico de21 de outubro de 2014 ) No caso específico da disciplina de Português, do 6.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ao nível

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FIGUEIRA MAR 2014/2015 Curso Vocacional - Planificação anual de Português Número total de aulas: 110

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FIGUEIRA MAR 2014/2015 Curso Vocacional - Planificação anual de Português Número total de aulas: 110 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FIGUEIRA MAR 2014/2015 Curso Vocacional - Planificação anual de Português Número total de aulas: 110 Módulo 1 Técnicas e modelos de 35 aulas Notícia Reportagem Entrevista Carta Requerimento

Leia mais

GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS

GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS GUIA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS TESTE 2 SEGUNDO SEMESTRE 2010 Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Presidência do Instituto Nacional

Leia mais

2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Agrupamento de Escolas Escultor António Fernandes de Sá 2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PRINCÍPIOS A avaliação na Educação Pré-escolar assenta nos seguintes princípios: Coerência

Leia mais

PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 5º ANO DISTRIBUIÇÃO ANUAL DAS UNIDADES TEMÁTICAS/ TEMPOS LETIVOS (AULAS DE 45 )

PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 5º ANO DISTRIBUIÇÃO ANUAL DAS UNIDADES TEMÁTICAS/ TEMPOS LETIVOS (AULAS DE 45 ) Uma Escola de Cidadania Uma Escola de Qualidade Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 5º ANO DISTRIBUIÇÃO ANUAL DAS UNIDADES TEMÁTICAS/ TEMPOS LETIVOS

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR. Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR. Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação Área de Formação Pessoal e social Revelar autonomia na higiene e alimentação. Demonstrar controlo de emoções, reações e atitudes.

Leia mais

Anexos I. Objetivos para a Educação Pré-Escolar

Anexos I. Objetivos para a Educação Pré-Escolar Anexos I Objetivos para a Educação Pré-Escolar Domínio da Matemática CONHECI MENTO DO MUNDO FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 3 ANOS 1.º PERÍODO Independência/Autonomia Saber o seu nome Conhecer e utilizar o seu

Leia mais

A APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA E A CONSOLIDAÇÃO DO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO. Ano 02 Unidade 03

A APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA E A CONSOLIDAÇÃO DO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO. Ano 02 Unidade 03 CONCURSO DA EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE CARGO: PROFESSOR 1 / 2015 A APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA E A CONSOLIDAÇÃO DO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO Ano 02 Unidade 03 ( F

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO

CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO CENTRO EDUCACIONAL IZA RIZZOTTI CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS - 2 PERÍODO Falar de educação é em primeiro lugar falar de ser humano. E falar de ser humano é pensar e sentir, deslocar-se de lugares e posições

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM

EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO DE LINGUAGEM COMUNICAÇÃO FASE I FASE II ORALIDADE Transmitir recados simples. Formar frases com seqüência. Argumentar para resolver conflitos. Verbalizar suas necessidades e

Leia mais

Plano de Estudo e de Desenvolvimento do Currículo

Plano de Estudo e de Desenvolvimento do Currículo DGEste - Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEONARDO COIMBRA FILHO, PORTO Código 152213 4.º ANO Ano Letivo 2014/2015 Aulas Previstas/Ano de Escolaridade Plano de Estudo e de Desenvolvimento

Leia mais

Oralidade. Departamento Curricular de Língua Materna e Humanidades Ano Letivo 2015 / 2016

Oralidade. Departamento Curricular de Língua Materna e Humanidades Ano Letivo 2015 / 2016 DOMÍNIOS Oralidade Metas curriculares 1. Escutar para aprender e construir conhecimentos. 2. Produzir um discurso oral com correção. 3. Produzir discursos com diferentes finalidades, tendo em conta a situação

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA (ao longo do ano)

PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA (ao longo do ano) PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA (ao longo do ano) DOMÍNIOS Subdomínios / Conteúdos programáticos Metas / Descritores de desempenho Números e operações Números naturais Números racionais não negativos Compreender

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL II OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

O programa Ler e Escrever: guia de planejamento e orientações didáticas para o professor alfabetizador 1a série. Aula de 9 de maio de 2012

O programa Ler e Escrever: guia de planejamento e orientações didáticas para o professor alfabetizador 1a série. Aula de 9 de maio de 2012 O programa Ler e Escrever: guia de planejamento e orientações didáticas para o professor alfabetizador 1a série Aula de 9 de maio de 2012 Apresentação Não é um programa inovador O momento não é de procurar

Leia mais

A apresentação de programas de Língua Portuguesa para o Ensino Básico implica que se explicitem os seus pressupostos.

A apresentação de programas de Língua Portuguesa para o Ensino Básico implica que se explicitem os seus pressupostos. BISC Year 1 Portuguese language program PRINCÍPIOS ORIENTADORES A apresentação de programas de Língua Portuguesa para o Ensino Básico implica que se explicitem os seus pressupostos. O conjunto dos objectivos

Leia mais

Uma Visão Geral do Currículo para os Pais Seu Filho na Primeira Série

Uma Visão Geral do Currículo para os Pais Seu Filho na Primeira Série Uma Visão Geral do Currículo para os Pais Seu Filho na Primeira Série Caros Pais e Guardiões: Seus filhos vêm para a escola trazendo com eles uma grande bagagem de conhecimento e uma carga de varias experiências

Leia mais

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES ESCOLA BÁSICA LUÍS DE STTAU MONTEIRO - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE LOURES AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES DOMÍNIOS / CRITÉRIOS 2º Ciclo DISCIPLINA COGNITIVO / OPERATIVO E INSTRUMENTAL CONHECIMENTOS

Leia mais

Plano Curricular Matemática

Plano Curricular Matemática 1.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 1.º Período 1.º Período Números e Operações Contar até 20; Efetuar contagens progressivas e regressivas até 20; Ler e representar números; Verificar que dois conjuntos têm

Leia mais

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Instituto Superior de Educação e Ciências/Universitas Prática de Ensino Supervisionada I (Educação Pré-Escolar) MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Identificação da Instituição:

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS: 1 ano Levar o estudante a realizar a escrita do próprio nome e outros nomes. Promover a escrita das letras do alfabeto. Utilizar a linguagem oral para conversar,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EUGÉNIO DOS SANTOS. Conteúdos Curriculares 4ºano. 1º Período. Português Matemática Estudo do Meio

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EUGÉNIO DOS SANTOS. Conteúdos Curriculares 4ºano. 1º Período. Português Matemática Estudo do Meio AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EUGÉNIO DOS SANTOS Conteúdos Curriculares 4ºano 1º Período Português Matemática Estudo do Meio COMPREENSÃO ORAL E ESCRITA Comunicar progressivamente e com correção; Ler e interpretar

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Português do Ensino Básico; Metas Curriculares de Português- 1º Ciclo 1º

Leia mais

PROJECTO PEDAGÓGICO SABICHÕES - 2011/2012 INDICE

PROJECTO PEDAGÓGICO SABICHÕES - 2011/2012 INDICE PROJECTO PEDAGÓGICO SABICHÕES - 2011/2012 INDICE 1. Caracterização do grupo 2. Organização do Espaço e do Tempo 3. Tema e fundamentação teórica do projecto o Mundo dos animais em vias de extinção da sala

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Critérios de Avaliação 1.º Ciclo do Ensino Básico CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO Critérios de Avaliação, 1º Ciclo - Ano Letivo 2014-15 Página 1 de 10 1. Domínios de avaliação: AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2011 INFANTIL IV EDUCAÇÃO INFANTIL Disciplina: NATUREZA e SOCIEDADE Ano: INFANTIL IV Educação Infantil Competências Habilidades a serem desenvolvidas Eixo/Conteúdos

Leia mais

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos.

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. METAS CURRICULARES 2º ANO Português Oralidade Respeitar regras da interação discursiva. Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. Produzir um discurso oral com correção. Produzir

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGISTO DE OBSERVAÇÃO / AVALIAÇÃO Nome Data de Nascimento / / Jardim de Infância de Educadora de Infância AVALIAÇÃO

Leia mais

Departamento das Educação Pré-escolar

Departamento das Educação Pré-escolar Departamento das Educação Pré-escolar A melhoria da qualidade das aprendizagens, a avaliação implica, no quadro da relação entre o jardim-de-infância, a família e a escola, uma construção partilhada que

Leia mais

Language descriptors in Portuguese Portuguese listening - Descritores para a Compreensão do Oral em História e Matemática

Language descriptors in Portuguese Portuguese listening - Descritores para a Compreensão do Oral em História e Matemática Language descriptors in Portuguese Portuguese listening - Descritores para a Compreensão do Oral em História e Matemática Compreender informação factual e explicações Compreender instruções e orientações

Leia mais

A LINGUAGEM ESCRITA COMO UMA DAS MÚLTIPLAS

A LINGUAGEM ESCRITA COMO UMA DAS MÚLTIPLAS A LINGUAGEM ESCRITA COMO UMA DAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS DA CRIANÇA Professor(a), no tema anterior, A criança de seis anos no ensino fundamental, falamos sobre quem são e como são essas crianças que ingressam

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Comunicação Visual CÂMPUS PALHOÇA BILÍNGUE MATRIZ CURRICULAR. Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h

Curso Técnico Integrado em Comunicação Visual CÂMPUS PALHOÇA BILÍNGUE MATRIZ CURRICULAR. Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Curso Técnico Integrado em Comunicação Visual CÂMPUS PALHOÇA BILÍNGUE MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Introdução à Comunicação Visual 40 horas Não tem Desenho I 40 horas Não

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2015/2016

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 1.º Período Conteúdos Programados Previstas Dadas Números e Operações Utilizar corretamente os numerais ordinais até vigésimo. Ler e representar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO. Critérios de Avaliação. 1º Ano

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO. Critérios de Avaliação. 1º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO Critérios de Avaliação 1º Ano Disciplina: PORTUGUÊS Domínio Parâmetros de Avaliação Instrumentos de avaliação Ponderação Oralidade Assimilar e expressar

Leia mais

Domínio da linguagem oral e abordagem à escrita

Domínio da linguagem oral e abordagem à escrita I n t e r v e n ç ã o E d u c a t i v a O acompanhamento musical do canto e da dança permite enriquecer e diversificar a expressão musical. Este acompanhamento pode ser realizado pelas crianças, pelo educador

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros 2º ciclo PCA - 6º ano Planificação Anual 2013-2014 MATEMÁTICA METAS CURRICULARES

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Centro Agrupamento de Escolas Figueira Mar Critérios de Avaliação 1º Ciclo Ano Letivo 14/ Terminologia a utilizar na classificação

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 2014/2015 A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa. Na educação pré-escolar assume uma dimensão marcadamente formativa,

Leia mais

ENSINO ESPECIAL PLANO PEDAGÓGICO

ENSINO ESPECIAL PLANO PEDAGÓGICO INTRODUÇÃO O nosso Projeto de classes de Ensino Especial com Educadoras, Professores e Técnicos especializados para crianças com NEES, é um projecto de integração dessas crianças no dia-a-dia da comunidade

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM:

METAS DE APRENDIZAGEM: ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLAS do 1.ºCICLO: N.º1 de Abrantes, Alvega, Alvega/Concavada, Bemposta, Carvalhal, Mouriscas, Maria Lucília Moita, Pego e Rossio ao Sul do Tejo

Leia mais

Turma: N. de alunos: Dia de aula: Hora: Sala:

Turma: N. de alunos: Dia de aula: Hora: Sala: 71 17.1. Distinguir os diversos tipos de resíduos. Manual Viva a Terra! 8, páginas 214, 215, 218, 226 e 227. Quais são os tipos de resíduos? Leitura, por um aluno, da informação contida no início da página

Leia mais