DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016"

Transcrição

1 DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual / Critérios de avaliação Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade/ tema) Subdomínio/Conteúdos Metas de Aprendizagem Estratégias/ Recursos Avaliação Tempo / Calendarização Ponderação Instrumentos Números e Operações (NO2) Números naturais Numerais ordinais até vigésimo; Números naturais até 1000; Contagens de 2 em 2, de 5 em 5, de 10 em 10 e de 100 em 100; Números pares e número ímpares; identificação através do algarismo das unidades. Sistema de numeração decimal Ordens decimais: unidades, dezenas e centenas; Valor posicional dos algarismos; Comparação e ordenação de números até Adição e Subtração Cálculo mental: somas de números de um algarismo, diferenças de números até 20, adições e subtrações de 10 e 100 a números de três algarismos; Adições cuja soma seja inferior a 1000; Subtrações de números até 1000; Problemas de um ou dois passos 1.1, , , a a Ler e representar números utilizando o MAB. Compor e decompor números. Estabelecer relações de grandeza entre os números utilizando a simbologia >, < e =. Utilizar números em situações envolvendo quantidades, ordenação, identificação e localização. Identificar o valor posicional de um algarismo num Usar modelos estruturados de contagem, como, por exemplo, o colar de contas, cartões com pontos, molduras de dez e ábacos horizontais. Representar um número através de diferentes expressões numéricas. Representar e registar números. Completar retas numéricas. Contar a partir de um número dado, de 2 em 2, 3 em 3, 5 em 5, 6 em 6, 10 em 10. Escrever a representação matemática de números em tabelas. Escrever a leitura dos números por extenso. Identificar números pares e ímpares. Investigar regularidades na obtenção de números pares e ímpares. Descobrir regularidades no quadro do 100 relacionadas com os números pares e ímpares. Ler e representar números ordinais Completar sequências (+10, 10 ). Aquisição de conhecimentos e desenvolviment o de capacidades 70% Participação 20% Comportament o / Atitudes 10% Fichas de avaliação Registos de trabalho individual (oral e escrito) Grelhas de registos 1º / 2º / 3º período 1 de 9

2 envolvendo situações de juntar, acrescentar, retirar, comparar ou completar. Multiplicação Sentido aditivo e combinatório; O símbolo e os termos «fator» e «produto»; Produto por 1 e por 0; Tabuadas do 2, 3, 4, 5, 6 e 10; Os termos «dobro», «triplo», «quádruplo» e «quíntuplo»; Problemas de um ou dois passos envolvendo situações multiplicativas nos sentidos aditivo e combinatório. Divisão inteira Divisão exata por métodos informais; Relação entre a divisão exata e a multiplicação: dividendo, divisor e quociente; O símbolo «:»; Os termos «metade», «terça parte», «quarta parte» e «quinta parte»; Problemas de um passo envolvendo situações de partilha equitativa e de agrupamento. Números racionais não negativos Frações 1/2, 1/3, 1/4, 1/5, 1/10, 1/100 e 1/1000 como medidas de comprimentos e de outras grandezas; Representação dos números naturais e das frações 1/2, 1/3, 1/4, 1/5 e 1/10numa reta 7.1, , , , , 9.3, a 11.3 Explorar estratégias de cálculo mental. Fazer estimativas de quantidades de objetos e comparar a estimativa com o número exato desses objetos. Formular conjeturas matemáticas. Explorar estratégias de cálculo mental. Fazer estimativas de cálculos e comparar a estimativas com os cálculos exatos. Fazer arredondamento de números à dezena e à centena mais próximas. Resolver problemas envolvendo números. Explorar estratégias de resolução de problemas. Explorar as propriedades da adição ligadas a situações problemáticas. Utilizar materiais estruturados para auxiliar os cálculos. Realizar adições utilizando a reta numérica. Realizar subtrações utilizando a reta numérica. Utilizar a representação expandida dos cálculos. Explorar diversas estratégias de cálculo (decomposição, arredondamento ). Exercitar o cálculo mental através de jogos/concursos de cálculo. Fazer estimativas de cálculos e comparar as estimativas com os cálculos exatos. Explorar as propriedades da subtração e a sua relação com a adição. Utilizar diversas estratégias de cálculo mental e escrito. Usar estratégias e registos informais, recorrendo a desenhos, esquemas ou a operações conhecidas para a resolução de problemas. Realizar projetos interdisciplinares envolvendo Refletir sobre as aprendizagens Explorar estratégias de resolução de problemas. Resolver problemas envolvendo as operações 2 de 9

3 numérica. Sequências e regularidades - Problemas envolvendo a determinação de termos de uma sequência dada a lei de formação e a determinação de uma lei de formação compatível com uma sequência parcialmente conhecida. 12.1, 12.2 estudadas. Ler e representar números utilizando o MAB. Compor e decompor números. Estabelecer relações de grandeza entre os números utilizando a simbologia >, < e =. Utilizar números em situações envolvendo quantidades, ordenação, identificação e localização. Identificar o valor posicional de um algarismo num Usar modelos estruturados de contagem, como, por exemplo, o colar de contas, cartões com pontos, molduras de dez e ábacos horizontais. Representar um número através de diferentes expressões numéricas. Representar e registar números até. Completar retas numéricas. Contar a partir de um número dado, de 2 em 2, 3 em 3, 5 em 5, 6 em 6, 10 em 10. Escrever a representação matemática de números em tabelas. Escrever a leitura dos números por extenso. Relacionar a multiplicação com a adição. Construir as tabuadas do 2, 3, 4, 5, 6 e 10, começando por estudar as tabuadas do 2, 5 e 10. Utilizar a tabuada de multiplicação do 2 e, através dos dobros, descobrir a do 4; fazer o mesmo para as tabuadas do 3 e do 6. Explorar as noções de dobro, triplo, quádruplo... e estabelecer relações numéricas, utilizando estes operadores. Propor aos alunos situações em que o modelo retangular seja o adequado para resolver a situação. Explorar diferentes estratégias de cálculo mental e escrito para a multiplicação. Descobrir e utilizar a regra da multiplicação de um número por 10, 20, 30, 100 Analisar cadeias de números e descobrir estratégias de cálculo. Utilizar a representação expandida do cálculo. 3 de 9

4 Exercitar o cálculo mental através de jogos/concursos de cálculo. Fazer estimativas de cálculos e comparar as estimativas com os cálculos exatos. Descobrir regularidades nas tabuadas. Resolver problemas envolvendo as operações estudadas. Realizar pesquisas e investigações envolvendo a relação da matemática com outras áreas do saber. Refletir sobre as aprendizagens. Descobrir a regra e continuar sequências de figuras e de números. Explorar regularidades numéricas no quadro do 100. Utilizar a calculadora para descobrir regularidades numéricas, envolvendo as operações estudadas. Experimentar situações que envolvam a divisão em partes iguais com resto zero e resto diferente de zero. Utilizar o sinal : na representação expandida do cálculo. Relacionar a divisão com as outras operações. Explorar estratégias de resolução de problemas. Resolver problemas envolvendo as operações estudadas. Realizar projetos interdisciplinares, envolvendo Ler e representar números utilizando o MAB. Compor e decompor números. Estabelecer relações de grandeza entre os números utilizando a simbologia >, < e =. Utilizar números em situações envolvendo quantidades, ordenação, identificação e localização. Identificar o valor posicional de um algarismo num 4 de 9

5 Usar modelos estruturados de contagem, como, por exemplo, o colar de contas, cartões com pontos, molduras de dez e ábacos horizontais. Representar um número através de diferentes expressões numéricas. Representar e registar números até Completar retas numéricas. Contar a partir de um número dado, de 2 em 2, 3 em 3, 5 em 5, 6 em 6, 10 em 10. Escrever a representação matemática de números em tabelas. Escrever a leitura dos números por extenso. Utilizar o quadro do 1000 para realizar contagens, por exemplo, de 5 em 5, de 10 em 10, de 20 em 20, de 100 em 100 Explorar intuitivamente situações de partilha equitativa e de divisão da unidade em partes iguais, envolvendo quantidades discretas e contínuas. Explorar situações do quotidiano que envolvam as noções de: metade, terça parte, quarta parte, quinta parte e décima parte. Representar as quantidades por palavras, desenhos, esquemas ou frações. Estabelecer a correspondência entre a representação fracionária e a representação icónica. Representar os operadores metade, terça parte, quarta parte, quinta parte e décima parte através de frações. Relacionar o dobro, o triplo, o quádruplo e o quíntuplo com a metade, a terça parte, a quarta parte e a quinta parte, respetivamente. Estabelecer relações numéricas, envolvendo os operadores estudados. 5 de 9

6 Grandezas e Medida (GM2) Localização e orientação no espaço Direções no espaço relativamente a um observador; Voltas inteiras, meias voltas, quartos de volta, viragens à direita e à esquerda; Itinerários em grelhas quadriculadas. Figuras geométricas Retas e semirretas; Polígonos e linhas poligonais; Parte interna e externa de linhas planas fechadas; Triângulos isósceles, equiláteros e escalenos; Quadriláteros (retângulo, quadrado e losango); Pentágonos e hexágonos; Sólidos geométricos - poliedros e não poliedros; pirâmides e cones; vértice, aresta e face; Atributos geométricos e não geométricos de um objeto; Construção de figuras com eixo de simetria. Medida Distância e Comprimento - Comparação de medidas de comprimento em dada unidade; - Subunidades de comprimento: um meio, um terço, um quarto, um quinto, um décimo, um centésimo e um milésimo da , , , Fazer representações no plano. Ler plantas e legendá-las. Desenhar plantas (sala de aula...). Traçar e descrever percursos. Relacionar objetos com sólidos geométricos. Observar modelos de sólidos geométricos, separando, por exemplo, os que têm todas as superfícies planas (poliedros) e os que têm superfícies curvas (não poliedros). Identificar e classificar sólidos geométricos. Solicitar o desenho de polígonos (triângulo, quadrado, retângulo, pentágono e hexágono) e círculos contornando superfícies planas de modelos de sólidos geométricos. Identificar linhas curvas e linhas retas. Identificar figuras geométricas (polígonos e não polígonos). Identificar quadriláteros. Representar no geoplano figuras geométricas de diferentes tamanhos e em diferentes posições e a sua reprodução em papel ponteado. Usar peças do tangram para a construção de figuras equivalentes e para a obtenção de figuras (triângulos e quadriláteros). Fazer composições e transformações de figuras utilizando ambientes dinâmicos de aprendizagem (AGD) no computador. Utilizar espelhos e miras na exploração de reflexões. Propor a construção, no plano, de figuras simétricas através de dobragens e recortes e utilizando papel quadriculado. Dar e pedir exemplos que evidenciem reflexões como simetrias axiais no meio natural e físico. Criar e explorar simetrias utilizando ambientes dinâmicos de aprendizagem (AGD) no computador. Resolução de problemas envolvendo a visualização e a compreensão de relações espaciais. Aplicar noções temporais em situações do quotidiano. Explorar calendários, assinalando datas e acontecimentos significativos. Identificar a duração de intervalos de tempo (ano, estação do ano, mês, semana, dia, hora). 6 de 9

7 unidade; - Unidades do sistema métrico; - Perímetro de um polígono. Área - Medidas de área em unidades não convencionais. Volume e capacidade - Sólidos equidecomponíveis em cubos de arestas iguais; - Medidas de volume em unidades não convencionais; - Ordenação de capacidades de recipientes; - Medidas de capacidades em unidades não convencionais; - O litro como unidade de medida de capacidade; - Comparação de volumes de objetos por imersão em líquido contido num recipiente. Massa - Comparação de massas em balanças de dois pratos; - Pesagens em unidades não convencionais; - O quilograma como unidade de medida de massa. Tempo - Instrumentos de medida do tempo; - A hora; - Relógios de ponteiros e a medida a Memorizar a sequência dos meses do ano e do número de dias de cada um. Analisar diferentes tipos de relógios (digital, analógico ). Identificar o ponteiro das horas e dos minutos. Ler horas, meias horas e quartos de horas. Observar rotinas e associá-las às horas do dia. Preencher tabelas com as atividades diárias e a respetiva duração. Comparar a duração de atividades. Ler, consultar e construir calendários e horários. Usar tabelas estruturadas em semanas ou meses para registar, por exemplo, o estado do tempo, as presenças e faltas dos alunos ou as suas tarefas na sala de aula e realizar sínteses desses registos. Fazer estimativas sobre a duração de diferentes atividades e compará-las com os colegas. Resolver problemas relacionados com as unidades de tempo. Realizar projetos interdisciplinares envolvendo Refletir sobre as aprendizagens. Utilizar réplicas de moedas e notas para manipulação e contagem. Explorar situações do quotidiano, incluindo aquelas em que surge naturalmente a representação decimal (por exemplo, folhetos com preços). Simular situações de compra e venda de produtos, utilizando réplicas de notas e moedas. Resolver problemas envolvendo o dinheiro. Realizar medições com os pés, as mãos, os braços e outras unidades de medida não convencionais e compará-las. Reconhecer a necessidade de uma unidade de medida- -padrão. Identificar o metro e o centímetro e comparar as duas unidades de medida. Observar os diferentes instrumentos de medida e reconhecer a sua aplicabilidade. 7 de 9

8 do tempo em horas, meias horas e quartos de hora; - Calendários e horários. Dinheiro - Contagens de dinheiro em euros e cêntimos envolvendo números até Problemas - Problemas de um ou dois passos envolvendo medidas de diferentes grandezas Fazer estimativas com medidas de comprimento. Fazer medições e registar comprimentos. Recolher informação sobre a altura dos colegas e comparar. Calcular o perímetro de polígonos em papel quadriculado. Desenhar figuras em papel quadriculado a partir do perímetro dado. Calcular o perímetro de figuras em centímetros. Utilizar diferentes unidades de medida não convencionais para medir áreas. Comparar a área de figuras por contagem da unidade de medida e por sobreposição. Desenhar figuras diferentes com a mesma área. Representar, no geoplano, figuras com a mesma área e perímetro diferente Resolver problemas envolvendo as medidas de comprimento, perímetro e área. Realizar projetos interdisciplinares envolvendo Refletir sobre as aprendizagens. Utilizar unidades de medida não convencionais para medir a massa de um corpo. Utilizar balanças para comparar massas de objetos. Reconhecer a necessidade de uma unidade de medida- -padrão. Identificar o quilograma e relacioná-lo com o meio quilograma e o quarto de quilograma. Realizar pesagens, utilizando balanças adequadas às situações. Utilizar uma balança de mostrador para realizar a pesagem de todos os alunos da turma e construir um gráfico com as respetivas pesagens. Fazer estimativas com medidas de massa. Utilizar unidades de medida não convencionais para medir a capacidade de um recipiente. Experimentar verter líquidos de uns recipientes para outros para comparar as respetivas capacidades. Reconhecer a necessidade de uma unidade de 8 de 9

9 medida padrão. Identificar o litro e relacioná-lo com o meio litro e o quarto de litro. Realizar medições de capacidades, utilizando recipientes adequados às situações. Fazer estimativas com medidas de capacidade. Resolver problemas envolvendo as medidas estudadas. Realizar projetos interdisciplinares envolvendo Refletir sobre as aprendizagens. Organização e Tratamento de Dados (OT2) Representação de conjuntos Reunião e interseção de conjuntos; Diagramas de Vem e Carroll. Representação de dados Tabelas de frequências absolutas, gráficos de pontos, de barras e pictogramas em diferentes escalas; Esquemas de contagem (tally charts) a a 3.3 Propor a recolha e organização de dados referentes ao quotidiano dos alunos (preferências, atividades ). Recolher dados de diversas formas: observação, questionário e análise de documentos, usando registos e contagens. Utilizar esquemas de contagens gráficas. Organizar dados em diagramas de Venn e de Carroll. Construir, ler e interpretar pictogramas. Usar papel quadriculado para construir gráficos de pontos. Realizar projetos interdisciplinares, envolvendo Refletir sobre as aprendizagens. Construir, ler e interpretar gráficos. Usar papel quadriculado para construir gráficos de pontos. Construir e interpretar gráficos de barras. Colocar questões a partir da leitura dos gráficos. Realizar projetos interdisciplinares, envolvendo Refletir sobre as aprendizagens. 9 de 9

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo. Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo. Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo Critérios de Avaliação Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Números e Operações Números naturais Utilizar corretamente os numerais ordinais

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3 DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES

PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3 DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 3 DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES Números naturais Conhecer os numerais ordinais Utilizar corretamente os numerais ordinais até centésimo. Contar até um milhão Estender as regras

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA (ao longo do ano)

PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA (ao longo do ano) PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA (ao longo do ano) DOMÍNIOS Subdomínios / Conteúdos programáticos Metas / Descritores de desempenho Números e operações Números naturais Números racionais não negativos Compreender

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2015/2016

Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 Plano Curricular de Matemática 3.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 1.º Período Conteúdos Programados Previstas Dadas Números e Operações Utilizar corretamente os numerais ordinais até vigésimo. Ler e representar

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular: 1º ciclo Ano de escolaridade: 3º ano Área Curricular: MATEMÁTICA Ano letivo:2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala de aula, da escola e da comunidade

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 34, Toledo PR Fone: 377-850 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA 5º Ano PROFESSORAS: JESSICA ALINE

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 2º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/ RECURSOS ORALIDADE

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 1º ano Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 1º ano Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 1º ano Ano Letivo 2015/2016 1º Trimestre Domínios Números e Operações Números naturais Contar até cinco Correspondências

Leia mais

Domínio Subdomínio Conteúdos Metas

Domínio Subdomínio Conteúdos Metas Escola Básica e Secundária da Graciosa Planificação Anual de Matemática de 1º ano Ano letivo 2014/2015 Períodos Domínio Subdomínio Conteúdos Metas Situar-se e situar objetos no espaço - Relações de posição

Leia mais

PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 5º ANO DISTRIBUIÇÃO ANUAL DAS UNIDADES TEMÁTICAS/ TEMPOS LETIVOS (AULAS DE 45 )

PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 5º ANO DISTRIBUIÇÃO ANUAL DAS UNIDADES TEMÁTICAS/ TEMPOS LETIVOS (AULAS DE 45 ) Uma Escola de Cidadania Uma Escola de Qualidade Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 5º ANO DISTRIBUIÇÃO ANUAL DAS UNIDADES TEMÁTICAS/ TEMPOS LETIVOS

Leia mais

Conselho de Docentes do 1.º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Ano letivo de 2015/2016

Conselho de Docentes do 1.º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Ano letivo de 2015/2016 Conselho de Docentes do 1.º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Ano letivo de 2015/2016 Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação Números e Operações Números naturais Contar

Leia mais

Planificação Anual. Professora: Manuela Mestre Disciplina: Português Ano: 2.º Turma: C Ano letivo: 2014/2015. Ao longo do ano interação discursiva

Planificação Anual. Professora: Manuela Mestre Disciplina: Português Ano: 2.º Turma: C Ano letivo: 2014/2015. Ao longo do ano interação discursiva Planificação Anual Professora: Manuela Mestre Disciplina: Português Ano: 2.º Turma: C Ano letivo: 2014/2015 Domínio Objetivos Descritores Atividades/Estratégias Avaliação Calendarização Oralidade - Respeitar

Leia mais

Plano Curricular Matemática

Plano Curricular Matemática 1.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 1.º Período 1.º Período Números e Operações Contar até 20; Efetuar contagens progressivas e regressivas até 20; Ler e representar números; Verificar que dois conjuntos têm

Leia mais

PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade

PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade AGRUPAMENTO ESCOLAS LUÍS ANTÓNIO VERNEY 171396 PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade INTRODUÇÃO Este documento tem como finalidade fixar as referências para o desenvolvimento curricular,

Leia mais

MATEMÁTICA - 5.º Ano

MATEMÁTICA - 5.º Ano Salesianos de Mogofores - 2015/2016 MATEMÁTICA - 5.º Ano Ana Soares ( amariasoares@gmail.com ) Catarina Coimbra ( catarinacoimbra@mail.ru ) Rota de aprendizage m por Projetos NÚMEROS NATURAIS Desenvolver

Leia mais

Padrões de Desempenho Estudantil

Padrões de Desempenho Estudantil Padrões de Desempenho Estudantil Abaixo do Básico Básico Adequado Avançado Os Padrões de Desempenho são categorias definidas a partir de cortes numéricos que agrupam os níveis da Escala de Proficiência,

Leia mais

Metas Curriculares Ensino Básico Matemática António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Maria Clementina Timóteo

Metas Curriculares Ensino Básico Matemática António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Maria Clementina Timóteo Metas Curriculares Ensino Básico Matemática António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Maria Clementina Timóteo Autores António Bivar Universidade Lusíada de Lisboa Carlos Grosso Escola Secundária

Leia mais

PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 6.º ANO 2015/2016

PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 6.º ANO 2015/2016 Uma Escola de Cidadania Uma Escola de Qualidade Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches PLANIFICAÇÃO POR UNIDADE TEMÁTICA MATEMÁTICA 6.º ANO 2015/2016 Tema 1: Números naturais. Potências de expoente

Leia mais

A calculadora e a aprendizagem da Matemática nos primeiros anos

A calculadora e a aprendizagem da Matemática nos primeiros anos Formação Contínua em Matemática para Professores dos 1º e 2º ciclos 2007-2008 A calculadora e a aprendizagem da Matemática nos primeiros anos I. Construir conceitos matemáticos Exploração de sequências

Leia mais

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 2º Ano Metas / Objetivos

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 2º Ano Metas / Objetivos de Avaliação Números e Operações Números Sistema de numeração decimal Adição e subtração Multiplicação Conhecer os numerais ordinais Contar até mil Reconhecer a paridade Descodificar o sistema de numeração

Leia mais

Metas Curriculares. Ensino Básico. Matemática. António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Maria Clementina Timóteo

Metas Curriculares. Ensino Básico. Matemática. António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Maria Clementina Timóteo Metas Curriculares Ensino Básico Matemática António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Maria Clementina Timóteo METAS CURRICULARES DO ENSINO BÁSICO - MATEMÁTICA O presente documento descreve o conjunto

Leia mais

Matemática - Séries Iniciais. Currículo Matemática. Currículos Instututo Alfa e Beto 69

Matemática - Séries Iniciais. Currículo Matemática. Currículos Instututo Alfa e Beto 69 Matemática - Séries Iniciais Currículo Matemática Currículos Instututo Alfa e Beto 69 Matemática - Séries Iniciais 1º ANO 2º ANO 3º ANO 4º ANO 5º ANO DOMÍNIO: NÚMEROS E OPERAÇÕES 1: SISTEMA DE NUMERAÇÃO

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DE MATEMÁTICA SÉRIES INICIAIS. Abril de 2011

MATRIZ CURRICULAR DE MATEMÁTICA SÉRIES INICIAIS. Abril de 2011 MATRIZ CURRICULAR DE MATEMÁTICA SÉRIES INICIAIS 2011 Abril de 2011 1 1º ANO 1º trimestre 2º trimestre Contagem. Notação e escrita numéricas. Organização do esquema corporal. Percepção do tempo. Sequência

Leia mais

Programa de Cursos 2011 / Matemática - Ensino Fundamental / 2º. ao 5º. ano

Programa de Cursos 2011 / Matemática - Ensino Fundamental / 2º. ao 5º. ano Sugestões de jogos Os jogos que apresentamos neste material envolvem diversos conceitos e procedimentos matemáticos, com variações nos níveis de complexidade e destinados a um ou mais grupos de ensino,

Leia mais

Escola Estadual Antônio Valadares Plano de Aula

Escola Estadual Antônio Valadares Plano de Aula Nome do Professor: DENISE DA SILVA VARGAS VENANCIO Ano Referência: 2014 Município: Terenos Unidade Escolar: EE ANTÔNIO VALADARES Etapa Ensino: Ensino Fundamental Ano/Fase/Modulo: 2º Ano Turno: Integral

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 5.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL ANO LETIVO 2012/2013 Planificação Global 5º Ano 2012-2013 1/7 NÚMEROS

Leia mais

Sumário. Volta às aulas. Vamos recordar?... 7 1. Grandezas e medidas: tempo e dinheiro... 59. Números... 10. Regiões planas e seus contornos...

Sumário. Volta às aulas. Vamos recordar?... 7 1. Grandezas e medidas: tempo e dinheiro... 59. Números... 10. Regiões planas e seus contornos... Sumário Volta às aulas. Vamos recordar?... Números... 0 Um pouco da história dos números... Como os números são usados?... 2 Números e estatística... 4 Números e possibilidades... 5 Números e probabilidade...

Leia mais

Metas Curriculares do Ensino Básico Matemática 1.º Ciclo. António Bivar Carlos Grosso Filipe Oliveira Maria Clementina Timóteo

Metas Curriculares do Ensino Básico Matemática 1.º Ciclo. António Bivar Carlos Grosso Filipe Oliveira Maria Clementina Timóteo Metas Curriculares do Ensino Básico Matemática 1.º Ciclo António Bivar Carlos Grosso Filipe Oliveira Maria Clementina Timóteo Números e Operações Contar até cem, mil,... Descodificar o sistema de numeração

Leia mais

1º Período De 16 setembro a 18 de dezembro

1º Período De 16 setembro a 18 de dezembro Domínio (Unidade/ tema) Geometria e Medida Subdomínio/ Conteúdos Localização e orientação no espaço Meta de aprendizagem geral -Situar-se e situar objetos no espaço Agrupamento de Escolas Anselmo de Andrade

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros 2º ciclo PCA - 6º ano Planificação Anual 2013-2014 MATEMÁTICA METAS CURRICULARES

Leia mais

Planejamento Anual. Componente Curricular: Matemática Ano: 6º ano Ano Letivo: 2015 OBJETIVO GERAL

Planejamento Anual. Componente Curricular: Matemática Ano: 6º ano Ano Letivo: 2015 OBJETIVO GERAL Planejamento Anual Componente Curricular: Matemática Ano: 6º ano Ano Letivo: 2015 Professor(s): Eni e Patrícia OBJETIVO GERAL Desenvolver e aprimorar estruturas cognitivas de interpretação, análise, síntese,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DO NOVO PROGRAMA DE MATEMÁTICA

PLANIFICAÇÃO ANUAL DO NOVO PROGRAMA DE MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL DO NOVO PROGRAMA DE MATEMÁTICA 5º ano 2012/2013 UNIDADE: Números e Operações 1 - NÚMEROS NATURAIS OBJECTIVOS GERAIS: - Compreender e ser capaz de usar propriedades dos números inteiros

Leia mais

EIXO/TEMA IV - TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Descritor 27 Ler informações e dados apresentados em tabelas.

EIXO/TEMA IV - TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Descritor 27 Ler informações e dados apresentados em tabelas. SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA O TRABALHO COM AS HABILIDADES E OS CONTEÚDOS DOS DESCRITORES DA MATRIZ SAEB E DAS EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DA MATRIZ CURRICULAR DO ESTADO DE GOIÁS CADERNO 5 Matemática

Leia mais

Planejamento Anual 2014 Matemática 1º período 3º ano - Ensino Fundamental I. Reconhecer a necessidade de contar no cotidiano.

Planejamento Anual 2014 Matemática 1º período 3º ano - Ensino Fundamental I. Reconhecer a necessidade de contar no cotidiano. COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Planejamento Anual 2014 Matemática

Leia mais

DEPARTAMENTO DE Grupo 1.ºCiclo. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2014/2015

DEPARTAMENTO DE Grupo 1.ºCiclo. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 110 - Grupo 1.ºCiclo Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática 2.º ano 2014/2015 Domínio (Unidade/ tema) Subdomínio/Conteúdos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA PLANIFICAÇÃO 3.º ANO 2013/2014

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA PLANIFICAÇÃO 3.º ANO 2013/2014 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRA PLANIFICAÇÃO 3.º ANO 2013/2014 setembro/outubro novembro dezembro - texto narrativo - texto poético Ordem alfabética Consulta de dicionário Família de palavras Verbo: tempo

Leia mais

C 1. 45 minutos. Prova de Aferição de Matemática. 1.º Ciclo do Ensino Básico 8 Páginas. Matemática/2012. PA Matemática/Cad.

C 1. 45 minutos. Prova de Aferição de Matemática. 1.º Ciclo do Ensino Básico 8 Páginas. Matemática/2012. PA Matemática/Cad. PROVA DE AFERIÇÃO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO Matemática/2012 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro A PREENCHER PELO ALUNO Rubrica do Professor Aplicador Nome completo A PREENCHER PELO AGRUPAMENTO

Leia mais

Resoluções Prova Anglo

Resoluções Prova Anglo Resoluções Prova Anglo F- TIPO D-6 Matemática (P-2) Ensino Fundamental 6º ano DESCRITORES, RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS A Prova Anglo é um dos instrumentos para avali ar o desempenho dos alunos do 6 o ano

Leia mais

MATEMÁTICA 7.º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL 2014 / 2015

MATEMÁTICA 7.º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL 2014 / 2015 GRUPO DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA MATEMÁTICA 7.º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL 2014 / 2015 (Em conformidade com o Programa de Matemática homologado em 17 de junho de 2013 e com as de Matemática homologadas em 3

Leia mais

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM CURRÍCULO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM ORALIDADE Formar frases com seqüência e sentido. Relacionar palavras que iniciam com vogais. Associar primeira letra/som em palavras iniciadas por vogal. Falar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EUGÉNIO DOS SANTOS. Conteúdos Curriculares 4ºano. 1º Período. Português Matemática Estudo do Meio

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EUGÉNIO DOS SANTOS. Conteúdos Curriculares 4ºano. 1º Período. Português Matemática Estudo do Meio AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EUGÉNIO DOS SANTOS Conteúdos Curriculares 4ºano 1º Período Português Matemática Estudo do Meio COMPREENSÃO ORAL E ESCRITA Comunicar progressivamente e com correção; Ler e interpretar

Leia mais

Planificação Anual Departamento 1.º Ciclo

Planificação Anual Departamento 1.º Ciclo Modelo Dep-01 Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia Planificação Anual Departamento 1.º Ciclo Ano 2.º Ano letivo 2013.2014 Disciplina Matemática Turmas: 2º ano Professores: todos os docentes do 2.º

Leia mais

CONTEÚDOS METAS / DESCRITORES RECURSOS

CONTEÚDOS METAS / DESCRITORES RECURSOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação Anual de Matemática 6º Ano Ano Letivo 2015/2016

Leia mais

Português. COMPREENSÃO DO ORAL Instruções, indicações Informação essencial e acessória Texto oral

Português. COMPREENSÃO DO ORAL Instruções, indicações Informação essencial e acessória Texto oral Conteúdos Programáticos 2º ano de escolaridade Português COMPREENSÃO DO ORAL Instruções, indicações Informação essencial e acessória Texto oral EXPRESSÃO ORAL Intencionalidade comunicativa Regras e papéis

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Portela e Moscavide

Agrupamento de Escolas de Portela e Moscavide Domínio: NÚMEROS E OPERAÇÕES (NO2) Números Naturais (Conhecer os numerais ordinais) 1.Utilizar corretamente os numerais ordinais até vigésimo. Números Naturais ( Contar até mil) 1.Estender as regars de

Leia mais

Planificação de Matemática -6ºAno

Planificação de Matemática -6ºAno DGEstE - Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Alentejo Agrupamento de Escolas de Moura código n.º 135471 Escola Básica nº 1 de Moura (EB23) código n.º 342294 Planificação

Leia mais

- Planificação Anual - 2º Ano -

- Planificação Anual - 2º Ano - - Planificação Anual - 2º Ano - Matemática Números e Operações (NO2) Números Naturais - Numerais ordinais até vigésimo; - Números naturais até 1000; - Contagens de 2 em 2, de 5 em 5, de 10 em 10 e de 100

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa Atual da Disciplina e Metas Curriculares 1º CICLO MATEMÁTICA 2º ANO TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

(A) 25 (B) 35 (C) 55 (D) 85

(A) 25 (B) 35 (C) 55 (D) 85 D9 Estabelecer relações entre o horário de inicio e termino e ou intervalo da duração de um evento ou acontecimento. D10 Num problema estabelecer trocas entre cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro,

Leia mais

1. Localizar pessoas ou objetos no espaço, com base em diferentes pontos de referência algumas indicações de posição;

1. Localizar pessoas ou objetos no espaço, com base em diferentes pontos de referência algumas indicações de posição; PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED DIVISÃO PEDAGÓGICA DE ENSINO 2010 MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO MATEMÁTICA 06 ANOS 07 ANOS 08 ANOS COMPETÊNCIAS

Leia mais

RELATÓRIO. Oficina de Formação

RELATÓRIO. Oficina de Formação RELATÓRIO Oficina de Formação Exploração e construção de situações de aprendizagem da matemática com programação em Scratch no pré escolar e no 1º ciclo do ensino básico Formadores: Miguel Figueiredo e

Leia mais

Caderno 2: 60 minutos. Tolerância: 20 minutos. (não é permitido o uso de calculadora)

Caderno 2: 60 minutos. Tolerância: 20 minutos. (não é permitido o uso de calculadora) Prova Final de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Prova 62/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura do Aluno CC

Leia mais

Programas Referenciais do 1º ciclo do Ensino Recorrente. Programa Referencial de MATEMÁTICA INTRODUÇÃO

Programas Referenciais do 1º ciclo do Ensino Recorrente. Programa Referencial de MATEMÁTICA INTRODUÇÃO Programa Referencial de MATEMÁTICA INTRODUÇÃO 1. Finalidades A Matemática intervém, em quase todas as actividades humanas do quotidiano, quer como instrumento para resolução de situações problemáticas,

Leia mais

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Matemática Período:

Leia mais

DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

DISCIPLINA DE MATEMÁTICA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA OBJETIVOS: 6 ano Levar os estudantes a reconhecerem, em situações cotidianas, as diferentes funções, os diferentes significados e as representações dos números, operações, medidas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 7.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL Planificação 7º ano 2012/2013 Página 1 DOMÍNIO TEMÁTICO: NÚMEROS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO. DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO. DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016 1º PERÍODO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016 Unidades/Conteúdos Tempos Oralidade -Escutar para

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE CONSELHO de DOCENTES 1.º CEB Planificação Anual Matemática- _ 2.º Ano /2017

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE CONSELHO de DOCENTES 1.º CEB Planificação Anual Matemática- _ 2.º Ano /2017 Números e Operações NO2 ANUAL 168 dias letivos Números naturais 1. Conhecer os numerais ordinais 1. Utilizar corretamente os numerais ordinais até «vigésimo». - Numerais ordinais até vigésimo; - Números

Leia mais

Num cilindro as bases são círculos. O perímetro do círculo é igual ao comprimento da circunferência que limita o círculo.

Num cilindro as bases são círculos. O perímetro do círculo é igual ao comprimento da circunferência que limita o círculo. 1. Círculos e cilindros 1.1. Planificação da superfície de um cilindro Num cilindro as bases são círculos. O perímetro do círculo é igual ao comprimento da circunferência que limita o círculo. A planificação

Leia mais

COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo

COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo 2014/2015 Avaliar é um conceito que se utiliza com frequência na sociedade actual. Ao fazer-se uma avaliação queremos apreciar

Leia mais

Planificação Anual. Professor: Antónia M. R. Correia Disciplina: Estudo do Meio Ano: 3.º Turma: F Ano letivo: 2014-2015

Planificação Anual. Professor: Antónia M. R. Correia Disciplina: Estudo do Meio Ano: 3.º Turma: F Ano letivo: 2014-2015 Planificação Anual Professor: Antónia M. R. Correia Disciplina: Estudo do Meio Ano: 3.º Turma: F Ano letivo: 2014-2015 Objetivos Conteúdos Atividades/Estratégias Avaliação Calendarização -Prestar atenção

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Sátão Matemática 2.º ano

Agrupamento de Escolas de Sátão Matemática 2.º ano Agrupamento de Escolas de Sátão Matemática 2.º ano DOMÍNIOS/ Subdomínios NÚMEROS E OPERAÇÕES Números naturais Sistema de numeração decimal Adição e Subtração CONTEÚDOS (Programa) Numerais ordinais até

Leia mais

Plano Geral de Trabalho da Disciplina de Matemática 2016/ º ANO Aulas previstas: 1º Período: 88 aulas 2º Período: 88 aulas 3º Período: 63 aulas

Plano Geral de Trabalho da Disciplina de Matemática 2016/ º ANO Aulas previstas: 1º Período: 88 aulas 2º Período: 88 aulas 3º Período: 63 aulas AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARQUÊS DE MARIALVA Plano Geral de Trabalho da Disciplina de Matemática 2016/ 2017 2º ANO Aulas previstas: 1º Período: 88 aulas 2º Período: 88 aulas 3º Período: 63 aulas Gestão dos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática2º ano Ano Letivo 2016/2017

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática2º ano Ano Letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática2º ano Ano Letivo 2016/2017 1º Período Domínios Números e Operações Números naturais Numerais ordinais até vigésimo;

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 1º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/RECURSOS MODALIDADES

Leia mais

ENSINO BÁSICO 2.º CICLO PROGRAMA DE MATEMÁTICA PLANO DE ORGANIZAÇÃO DO ENSINO - APRENDIZAGEM VOLUME II

ENSINO BÁSICO 2.º CICLO PROGRAMA DE MATEMÁTICA PLANO DE ORGANIZAÇÃO DO ENSINO - APRENDIZAGEM VOLUME II 1 ENSINO BÁSICO 2.º CICLO PROGRAMA DE MATEMÁTICA PLANO DE ORGANIZAÇÃO DO ENSINO - APRENDIZAGEM VOLUME II 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO PLANO DE ORGANIZAÇÃO E SEQUÊNCIA DO ENSINO-APRENDIZAGEM SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS

Leia mais

Resoluções Prova Anglo

Resoluções Prova Anglo Resoluções Prova Anglo TIPO F P-2 tipo D-5 Matemática (P-2) Ensino Fundamental 5º ano DESCRITORES, RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS A Prova Anglo é um dos instrumentos para avaliar o desempenho dos alunos do 5

Leia mais

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Matemática Período:

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO CAIEIRAS

PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO CAIEIRAS PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE 1-Estrutura do ensino de numeração decimal; agrupamento e contagens; valor posicional; operações básicas; operações inversas;

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS MATEMÁTICA_6º ANO_B. Ano Letivo: 2013/2014. 1. Introdução / Finalidades. Metas de aprendizagem

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS MATEMÁTICA_6º ANO_B. Ano Letivo: 2013/2014. 1. Introdução / Finalidades. Metas de aprendizagem DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS MATEMÁTICA_6º ANO_B Ano Letivo: 203/204. Introdução / Finalidades A disciplina de Matemática tem como finalidade desenvolver: A estruturação do pensamento A apreensão e

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO Matemática Aluno (a): 2º ano: Turma: Professora: Valor: 20 pontos Nota: Conteúdos Números - Comparação entre os números. Adição e subtração. Fatos

Leia mais

Matriz Curricular 1º Ciclo. Ano Letivo: 2013 / 2014 Ano de Escolaridade: 2.º Ano Matemática

Matriz Curricular 1º Ciclo. Ano Letivo: 2013 / 2014 Ano de Escolaridade: 2.º Ano Matemática NÚMEROS E OPERAÇÕES Ano Letivo: 2013 / 2014 Ano de Escolaridade: 2.º Ano Matemática Domínio de Referência Subdomínio Objetivos Descritores 1. Conhecer os numerais ordinais 1. Utilizar corretamente os numerais

Leia mais

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Matemática Nome: Observe o gráfico a seguir e responda às questões propostas.

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Matemática Nome: Observe o gráfico a seguir e responda às questões propostas. 5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Matemática Nome: Observe o gráfico a seguir e responda às questões propostas. 50 litros por dia* é a quantidade ideal de água potável para o bem-estar e

Leia mais

Operações com números racionais decimais

Operações com números racionais decimais Divisão 1º: Divisão exata Operações com números racionais decimais Considere a seguinte divisão: 1,4 : 0,05 Transformando em frações decimais, temos: Método prático 1º) Igualamos o números de casas decimais,

Leia mais

Organização e Tratamento de Dados

Organização e Tratamento de Dados Metas de Aprendizagem para a Educação Pré-escolar Números e Operações Geometria e Medida Organização e Tratamento de Dados Materiais estruturados/não estruturados São um meio facilitador de aprendizagem

Leia mais

Caderno 1: 30 minutos. Tolerância: 10 minutos. (é permitido o uso de calculadora)

Caderno 1: 30 minutos. Tolerância: 10 minutos. (é permitido o uso de calculadora) Prova Final de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Prova 62/1.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura do Aluno CC

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS PARA O TEXTO DAS DIRETRIZES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DO AMAPÁ MATEMÁTICA

CONTRIBUIÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS PARA O TEXTO DAS DIRETRIZES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DO AMAPÁ MATEMÁTICA CONTRIBUIÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS PARA O TEXTO DAS DIRETRIZES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DO AMAPÁ MATEMÁTICA 1. IDENTIDADE DO COMPONENTE CURRICULAR O domínio básico do significado simbólico

Leia mais

PROJETO : Jogando e aprendendo com a matemática

PROJETO : Jogando e aprendendo com a matemática Prefeitura Municipal de Rafael Jambeiro Secretaria de Educação PROJETO : Jogando e aprendendo com a matemática Área: Matemática Elaborado por : Cristiane M. Rios Coordenadora da SME 1.Apresentação Ensinar

Leia mais

Prova Final de Matemática. 3.º Ciclo do Ensino Básico. Prova 92/1.ª Chamada. Duração da Prova: 90 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Prova Final de Matemática. 3.º Ciclo do Ensino Básico. Prova 92/1.ª Chamada. Duração da Prova: 90 minutos. Tolerância: 30 minutos. PROVA FINAL DO 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO Matemática/Prova 92/1.ª Chamada/2012 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro A PREENCHER PELO ESTUDANTE Nome completo Documento de identificação CC n.º ou BI

Leia mais

Gabarito de Matemática do 7º ano do E.F.

Gabarito de Matemática do 7º ano do E.F. Gabarito de Matemática do 7º ano do E.F. Lista de Exercícios (L10) a Colocarei aqui algumas explicações e exemplos de exercícios para que você possa fazer todos com segurança e tranquilidade, no entanto,

Leia mais

CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA 6ºANO CONTEÚDOS-1º TRIMESTRE Números naturais; Diferença entre número e algarismos; Posição relativa do algarismo dentro do número; Leitura do número; Sucessor e antecessor;

Leia mais

Escola Básica Vasco da Gama de Sines

Escola Básica Vasco da Gama de Sines FICHA INFORMATIVA: PERÍMETRO DE UM POLÍGONO TEMA: PERÍMETROS E ÁREAS O perímetro de uma figura plana fechada é o comprimento da linha que limita a figura. É o comprimento da linha que limita o polígono

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA 6º ANO "... A minha contribuição

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar Departamento Educação Pré Escolar Ano letivo 2013/2014 A avaliação do processo permite reconhecer a pertinência e sentido

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE 1. NÚMEROS NATURAIS ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICOS (Aprovados em Conselho Pedagógico a 21 de Outubro de 2014) No caso específico da disciplina de Matemática,

Leia mais

MATEMÁTICA - 2º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos

MATEMÁTICA - 2º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos MATEMÁTICA - 2º ANO NÚMEROS E OPERAÇÕES Números naturais Noção de número natural Relações numéricas Sistema de numeração decimal Classificar e ordenar de acordo com um dado critério. Realizar contagens

Leia mais

Caderno 2: 60 minutos. Tolerância: 20 minutos. (não é permitido o uso de calculadora)

Caderno 2: 60 minutos. Tolerância: 20 minutos. (não é permitido o uso de calculadora) Prova Final de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Prova 62/1.ª Fase/2014 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura do Aluno CC

Leia mais

qwer tyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiop asdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfgh jklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc vbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmq

qwer tyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiop asdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfgh jklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc vbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmq qwer tyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiop asdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfgh jklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc Portefólio de Materiais vbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmq Escola Superior de Educação de Beja

Leia mais

REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011.

REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011. REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011. 2 Planejamento de aula abordando alguns conteúdos de Geometria. Sugestão para: Educação Infantil e 1º ano. Tema

Leia mais

Sequência de Tarefas

Sequência de Tarefas Escola Superior de Educação de Coimbra Sequência de Tarefas Tópico: Organização e tratamento de dados Objectivos: Recolher dados a partir da criatividade e organização mental do aluno; Classificar dados

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL

PLANIFICAÇÃO ANUAL PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015-2016 Agrupamento de Escolas Domingos Sequeira Área Disciplinar: Matemática Ano de Escolaridade: 2º Mês: setembro/outubro NÚMEROS E OPERAÇÕES Números até 200 GEOMETRIA Figuras no

Leia mais

quociente razão. mesma área a partes de um tablete de chocolate

quociente razão. mesma área a partes de um tablete de chocolate 1 As sequências de atividades Vamos relembrar, Como lemos os números racionais?, Como escrevemos os números racionais?, As partes das tiras de papel, Comparando e ordenando números racionais na forma decimal

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 2.º Ano - Ano Letivo 2015/2016

Plano Curricular de Matemática 2.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 Plano Curricular de Matemática 2.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 1.º Período Números e Operações Conteúdos Programados Aulas Previstas Aulas Dadas Números naturais Conhecer os numerais ordinais Utilizar corretamente

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Planificação Anual /Critérios de avaliação

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Planificação Anual /Critérios de avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática A 10º ano 2014/2015 Início Fim

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 2.ºano

PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 2.ºano PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 2.ºano Domínio/ Subdomínio Números Naturais Sistema de numeração decimal Adição e Subtração MATEMÁTICA 2.º ANO DE ESCOLARIDADE Metas a atingir Meses do Ano S O N D

Leia mais

TEXTO DE REVISÃO: Uso da calculadora científica e potências de 10.

TEXTO DE REVISÃO: Uso da calculadora científica e potências de 10. TEXTO DE REVISÃO: Uso da calculadora científica e potências de 10. Caro aluno (a): No livro texto (Halliday) cap.01 - Medidas alguns conceitos muito importantes são apresentados. Por exemplo, é muito importante

Leia mais

MATEMÁTICA Edwaldo Bianchini. Um supertalento para fazer livros mais um consagrado time de autores. Resultado: ensino com muito mais valor.

MATEMÁTICA Edwaldo Bianchini. Um supertalento para fazer livros mais um consagrado time de autores. Resultado: ensino com muito mais valor. Material de divulgação da Editora Moderna PNLD 2011 Um supertalento para fazer livros mais um consagrado time de autores. Resultado: ensino com muito mais valor. MATEMÁTICA Edwaldo Bianchini MATEMÁTICA

Leia mais

Tema/Tópico Propósito principal de ensino Objetivos gerais Números e operações Números naturais Números racionais não negativos Números inteiros

Tema/Tópico Propósito principal de ensino Objetivos gerais Números e operações Números naturais Números racionais não negativos Números inteiros Secretaria Regional da Educação e Formação Direção Regional da Educação e Formação Escola Básica 2 Gaspar Frutuoso Departamento de Matemática e Ciências Naturais Planificação a médio prazo da Área Curricular

Leia mais

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLAS do 1.ºCICLO: N.º1 de Abrantes, Alvega, Alvega/Concavada, Bemposta, Carvalhal, Mouriscas, Maria Lucília Moita, Pego e Rossio ao Sul do Tejo

Leia mais

Setor de Educação de Jovens e Adultos FUNDAÇÃO BRADESCO

Setor de Educação de Jovens e Adultos FUNDAÇÃO BRADESCO Setor de Educação de Jovens e Adultos FUNDAÇÃO BRADESCO Coletânea de Jogos e Materiais Manipuláveis SUMÁRIO 1 Apresentação 3 2 Contribuição dos jogos para o ensino da Matemática 4 3 Coletânea 5 3.1 Eixo:

Leia mais