COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo"

Transcrição

1 COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo 2014/2015

2 Avaliar é um conceito que se utiliza com frequência na sociedade actual. Ao fazer-se uma avaliação queremos apreciar e estabelecer o valor de um objecto, um serviço, uma ação, quer seja na vida quotidiana ou em atos que impliquem grande responsabilidade. A avaliação na educação, ao longo dos tempos, tem tido grande importância para verificar a aprendizagem dos alunos. Pode dizer-se que durante muitos anos esta foi a sua única finalidade. O docente era, ao mesmo tempo, professor e juiz. As suas decisões, inevitavelmente, implicavam a comparação entre os alunos de um mesmo grupo ou de um grupo diferente. Esta avaliação chegou a ser uma ferramenta fundamental para o docente, mas também fundamental para o aluno. Neste portefólio pretende-se apresentar o conceito de avaliação específica inserida no nosso âmbito escolar.

3 1.º ANO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COTAÇÃO Áreas Curriculares Disciplinares LÍNGUA PORTUGUESA: Compreensão e expressão Oral: expressa-se com clareza; compreende mensagens orais; participa na comunicação; interpreta o conteúdo das mensagens; responde a questões e solicitações; reconta; utiliza vocabulário ativo. Leitura: capacidade para ler com autonomia, para localizar informação em material escrito, para apreender o significado global de um texto. Compreensão e expressão escrita: interpreta mensagens escritas; apresenta uma caligrafia adequada; domina as regras de ortografia; aplica noções gramaticais; organiza frases; produz textos (com sequência de ideias, correcção ortográfica, criatividade) CONHECIMENTOS MATEMÁTICA: Números e operações: lê e representa números; faz sequências de números, aplica técnicas de cálculo; domina técnicas de cálculo mental; resolve situações problemáticas. Grandezas e medidas: estabelece relações entre factos/ações/grandezas; estima e aplica valores de grandeza; faz medições com recurso a instrumentos. Forma e espaço: conhece e representa figuras geométricas e/ou sólidos geométricos; completa simetrias; faz representações geométricas no plano; utiliza instrumentos de desenho geométrico, estabelece relações entre objectos no espaço. 70% ESTUDO DO MEIO: À Descoberta de si mesmo À Descoberta dos outros e das instituições À descoberta do ambiente natural À Descoberta das inter-relações entre espaços: aplica conhecimentos; relaciona conhecimentos; utiliza técnicas simples de pesquisa; realiza experiências simples. EXPRESSÕES: Físico-Motora e Plástica: cumprimento de regras, interesse, destreza, criatividade, aplicação de técnicas; progressão/

4 evolução na aprendizagem. Áreas Curriculares Não Disciplinares EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA: compreensão, aplicação, interesse, cooperação; respeito pelos outros; espírito de solidariedade e partilha. - Assiduidade/ Pontualidade: de acordo com o Estatuto do aluno ATITUDES E VALORES - Responsabilidade: organização do trabalho, caderno diário, materiais, - Envolvimento nas tarefas de aprendizagem: empenho, atenção, concentração, motivação, participação, interesse, autonomia, métodos de trabalho, - Comportamento: adequação do comportamento aos diferentes contextos fora e dentro da sala de aula. 30% - Cooperação: trabalhos de grupo, de casa, de pesquisa, saber ouvir, dialogar/ partilhar. - Civismo: atitudes de respeito pela diversidade do outro; respeita a opinião dos outros, exprime e justifica a sua opinião.

5 AVALIAÇÃO CONHECIMENTOS ATITUDES E VALORES FRACO (0% -19%) - Revela muitas dificuldades na aquisição das competências essências, assim como, na sua aplicação. - Manifesta desinteresse e falta de empenho pelas actividades escolares; - Revela falta de respeito pelos outros e pelo meio envolvente. NÃO SATISFAZ (20%-49%) - Revela dificuldades na aquisição das competências essências, assim como, na sua aplicação. - Manifesta pouco interesse e empenho pelas actividades escolares; SATISFAZ (50%-69%) - Adquiriu a maioria das competências essenciais, mas, por vezes, ainda revela alguma insegurança na sua aplicação. - Participa, regularmente, nas tarefas propostas, revelando empenho e interesse. - Apresenta um comportamento regular. BOM (70%-89%) demonstrando um bom uso do saber e sua aplicação. - Manifesta grande interesse/empenho na vida escolar assim como na socialização adequada. MUITO BOM (90%-100%) demonstrando um elevado grau de autonomia em relação ao uso e aplicação do saber. - Participa sistematicamente nas tarefas propostas. - Revela muito interesse/empenho demonstrando sempre uma correcta socialização, espírito critico e de iniciativa.

6 2.º ANO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COTAÇÃO Áreas Curriculares Disciplinares LÍNGUA PORTUGUESA: Compreensão e expressão Oral: expressa-se com clareza e por iniciativa própria; compreende mensagens orais; participa na comunicação; conta histórias; interpreta o conteúdo das mensagens; responde a questões e solicitações; reconta; utiliza vocabulário ativo. Leitura: capacidade para ler com autonomia, para localizar informação em material escrito, para apreender o significado global de um texto. Compreensão e expressão escrita: interpreta mensagens escritas; apresenta uma caligrafia adequada; domina as regras de ortografia; aplica noções gramaticais; organiza frases; produz textos por iniciativa própria, identifica personagens e ações. CONHECIMENTOS MATEMÁTICA: Números e operações: lê e representa números; relaciona a dezena e a centena com a unidade; explora e usa regularidades e padrões na adição e na subtração; aplica técnicas de cálculo; domina técnicas de cálculo mental; resolve situações problemáticas. Grandezas e medidas: constrói instrumentos de medidas; faz estimativas e arredondamentos; faz medições utilizando o metro, o quilograma e o litro. Forma e espaço: compara sólidos geométricos e faz classificações simples; faz representações geométricas no geoplano; desenha e compara itinerários traçados entre dois pontos. 70% ESTUDO DO MEIO: À Descoberta de si mesmo À Descoberta dos outros e das instituições À descoberta do ambiente natural À Descoberta das inter-relações entre espaços: aplica e relaciona conhecimentos; utiliza técnicas de pesquisa e recolhe dados; realiza experiências simples. EXPRESSÕES: Físico-Motora e Plástica: cumprimento de regras, interesse, destreza, criatividade,

7 aplicação de técnicas; progressão/ evolução na aprendizagem. Áreas Curriculares Não Disciplinares EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA: compreensão, aplicação, interesse, cooperação; respeito pelos outros; espírito de solidariedade e partilha. - Assiduidade/ Pontualidade: de acordo com o Estatuto do aluno - Responsabilidade: organização do trabalho, caderno diário, materiais, ATITUDES E VALORES - Envolvimento nas tarefas de aprendizagem: empenho, atenção, concentração, motivação, participação, interesse, autonomia, métodos de trabalho, - Comportamento: adequação do comportamento aos diferentes contextos fora e dentro da sala de aula. - Cooperação: trabalhos de grupo, de casa, de pesquisa, saber ouvir, dialogar/ partilhar. 30% - Civismo: atitudes de respeito pela diversidade do outro; respeita a opinião dos outros, exprime e justifica a sua opinião.

8 AVALIAÇÃO CONHECIMENTOS ATITUDES E VALORES FRACO (0% -19%) - Revela muitas dificuldades na aquisição das competências essências, assim como, na sua aplicação. - Manifesta desinteresse e falta de empenho pelas actividades escolares; - Revela falta de respeito pelos outros e pelo meio envolvente. NÃO SATISFAZ (20%-49%) - Revela dificuldades na aquisição das competências essências, assim como, na sua aplicação. - Manifesta pouco interesse e empenho pelas actividades escolares; SATISFAZ (50%-69%) - Adquiriu a maioria das competências essenciais, mas, por vezes, ainda revela alguma insegurança na sua aplicação. - Participa, regularmente, nas tarefas propostas, revelando empenho e interesse. - Apresenta um comportamento regular. BOM (70%-89%) demonstrando um bom uso do saber e sua aplicação. - Manifesta grande interesse/empenho na vida escolar assim como na socialização adequada. MUITO BOM (90%-100%) demonstrando um elevado grau de autonomia em relação ao uso e aplicação do saber. - Participa sistematicamente nas tarefas propostas. - Revela muito interesse/empenho demonstrando sempre uma correcta socialização, espírito critico e de iniciativa.

9 3.º ANO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COTAÇÃO Áreas Curriculares Disciplinares CONHECIMENTOS LÍNGUA PORTUGUESA: Compreensão e expressão Oral: expressa-se por iniciativa própria em momentos privilegiados de comunicação; compreende e transmite mensagens orais; conta histórias; interpreta o conteúdo dos textos; responde a questões e solicitações; reconta; utiliza vocabulário ativo. Leitura: capacidade para ler com autonomia, para localizar informação em material escrito, para apreender o significado global de um texto. Compreensão e expressão escrita: interpreta mensagens escritas; apresenta uma caligrafia adequada; domina as regras de ortografia; aplica noções gramaticais; organiza frases; produz textos por individualmente ou em grupo, seleciona e organiza textos próprios. Funcionamento da língua: distingue diferentes tipos de textos (prosa, poesia, banda desenhada, ); distingue nomes próprios, comuns e colectivos; identifica adjectivos. MATEMÁTICA: Números e operações: lê e representa números; relaciona a dezena, centena, milhar, décima e centésima com a unidade; explora e usa regularidades e padrões na adição, na subtração e multiplicação; aplica técnicas de cálculo; domina técnicas de cálculo mental; resolve situações problemáticas, reconhece o múltiplo de um número natural. Grandezas e medidas: constrói instrumentos de medidas; faz estimativas e arredondamentos; faz medições utilizando o metro, o quilograma e o litro. Forma e espaço: constrói sólidos geométricos em material moldável e transforma-os; faz representações geométricas em diferentes posições no geoplano; faz uma composição através de um padrão dado. 70% ESTUDO DO MEIO: À Descoberta de si mesmo À Descoberta dos outros e das instituições À descoberta do ambiente natural À Descoberta das inter-relações entre espaços: identifica, aplica e relaciona

10 conceitos; utiliza técnicas de pesquisa, recolhe dados e organiza a informação; realiza experiências elaboradas. EXPRESSÕES: Físico-Motora e Plástica: cumprimento de regras, interesse, destreza, criatividade, aplicação de técnicas; progressão/ evolução na aprendizagem. Áreas Curriculares Não Disciplinares EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA: compreensão, aplicação, interesse, cooperação; respeito pelos outros; espírito de solidariedade e partilha. - Assiduidade/ Pontualidade: de acordo com o Estatuto do aluno - Responsabilidade: organização do trabalho, caderno diário, materiais, ATITUDES E VALORES - Envolvimento nas tarefas de aprendizagem: empenho, atenção, concentração, motivação, participação, interesse, autonomia, métodos de trabalho, - Comportamento: adequação do comportamento aos diferentes contextos fora e dentro da sala de aula. - Cooperação: trabalhos de grupo, de casa, de pesquisa, saber ouvir, dialogar/ partilhar. 30% - Civismo: atitudes de respeito pela diversidade do outro; respeita a opinião dos outros, exprime e justifica a sua opinião.

11 AVALIAÇÃO CONHECIMENTOS ATITUDES E VALORES FRACO (0% -19%) - Revela muitas dificuldades na aquisição das competências essências, assim como, na sua aplicação. - Manifesta desinteresse e falta de empenho pelas actividades escolares; - Revela falta de respeito pelos outros e pelo meio envolvente. NÃO SATISFAZ (20%-49%) - Revela dificuldades na aquisição das competências essências, assim como, na sua aplicação. - Manifesta pouco interesse e empenho pelas actividades escolares; SATISFAZ (50%-69%) - Adquiriu a maioria das competências essenciais, mas, por vezes, ainda revela alguma insegurança na sua aplicação. - Participa, regularmente, nas tarefas propostas, revelando empenho e interesse. - Apresenta um comportamento regular. BOM (70%-89%) demonstrando um bom uso do saber e sua aplicação. - Manifesta grande interesse/empenho na vida escolar assim como na socialização adequada. MUITO BOM (90%-100%) demonstrando um elevado grau de autonomia em relação ao uso e aplicação do saber. - Participa sistematicamente nas tarefas propostas. - Revela muito interesse/empenho demonstrando sempre uma correcta socialização, espírito critico e de iniciativa.

12 4.º ANO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COTAÇÃO Áreas Curriculares Disciplinares CONHECIMENTOS LÍNGUA PORTUGUESA: Compreensão e expressão Oral: expressa-se por iniciativa própria com progressiva autonomia e clareza; relata acontecimentos, vividos ou imaginados; interpreta o conteúdo dos textos; responde a questões e solicitações; reconta; utiliza vocabulário ativo. Leitura: capacidade para ler com autonomia, para localizar informação em material escrito, para apreender o significado global de um texto. Compreensão e expressão escrita: interpreta mensagens escritas; apresenta uma caligrafia adequada; domina as regras de ortografia; aplica noções gramaticais; organiza frases, produz textos e reescreve-os resumindo-os; desenvolve o gosto ela escrita por vontade própria. Funcionamento da língua: distingue diferentes tipos de textos (prosa, poesia, banda desenhada, ); distingue nomes próprios, comuns e colectivos; identifica adjectivos, distingue em frases os seus elementos constituintes, verifica a regra geral e as exceções mais frequentes do género e do número. MATEMÁTICA: Números e operações: lê e representa números; relaciona a dezena, centena, milhar, décima, centésima e milésima com a unidade; explora e usa regularidades e padrões na adição, na subtração, multiplicação e divisão; aplica técnicas de cálculo; domina técnicas de cálculo mental; resolve situações problemáticas, reconhece o múltiplo e o divisor de um número natural. Grandezas e medidas: constrói instrumentos de medidas; faz estimativas e arredondamentos; faz medições utilizando o metro, o quilograma e o litro. Forma e espaço: constrói sólidos geométricos em material moldável e transforma-os; faz representações geométricas em diferentes posições no geoplano ; desenha livremente com o compasso e a régua; reconhece ângulos em figuras geométricas e compara as suas amplitudes. 70% ESTUDO DO MEIO: À Descoberta de si mesmo À Descoberta dos

13 outros e das instituições À descoberta do ambiente natural À Descoberta das inter-relações entre espaços: identifica, aplica e relaciona conceitos; utiliza técnicas de pesquisa, recolhe dados, organiza a informação e produz textos e trabalhos escritos; realiza experiências complexas. EXPRESSÕES: Físico-Motora e Plástica: cumprimento de regras, interesse, destreza, criatividade, aplicação de técnicas; progressão/ evolução na aprendizagem. Áreas Curriculares Não Disciplinares EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA: compreensão, aplicação, interesse, cooperação; respeito pelos outros; espírito de solidariedade e partilha. - Assiduidade/ Pontualidade: de acordo com o Estatuto do aluno - Responsabilidade: organização do trabalho, caderno diário, materiais, ATITUDES E VALORES - Envolvimento nas tarefas de aprendizagem: empenho, atenção, concentração, motivação, participação, interesse, autonomia, métodos de trabalho, - Comportamento: adequação do comportamento aos diferentes contextos fora e dentro da sala de aula. - Cooperação: trabalhos de grupo, de casa, de pesquisa, saber ouvir, dialogar/ partilhar. 30% - Civismo: atitudes de respeito pela diversidade do outro; respeita a opinião dos outros, exprime e justifica a sua opinião.

14 AVALIAÇÃO CONHECIMENTOS ATITUDES E VALORES FRACO (0% -19%) - Revela muitas dificuldades na aquisição das competências essências, assim como, na sua aplicação. - Manifesta desinteresse e falta de empenho pelas actividades escolares; - Revela falta de respeito pelos outros e pelo meio envolvente. NÃO SATISFAZ (20%-49%) - Revela dificuldades na aquisição das competências essências, assim como, na sua aplicação. - Manifesta pouco interesse e empenho pelas actividades escolares; SATISFAZ (50%-69%) - Adquiriu a maioria das competências essenciais, mas, por vezes, ainda revela alguma insegurança na sua aplicação. - Participa, regularmente, nas tarefas propostas, revelando empenho e interesse. - Apresenta um comportamento regular. BOM (70%-89%) demonstrando um bom uso do saber e sua aplicação. - Manifesta grande interesse/empenho na vida escolar assim como na socialização adequada. MUITO BOM (90%-100%) demonstrando um elevado grau de autonomia em relação ao uso e aplicação do saber. - Participa sistematicamente nas tarefas propostas. - Revela muito interesse/empenho demonstrando sempre uma correcta socialização, espírito critico e de iniciativa.

Grupo de Educação Especial

Grupo de Educação Especial Grupo de Educação Especial Critérios Gerais de Avaliação 2015/2016 De acordo com o Despacho normativo n.º 24-A/2012, artigo 8.º (ponto 10): 10 A informação resultante da avaliação sumativa dos alunos do

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento de Línguas Grupos: 220; 300; 320; 330; 350 ESCOLA BÁSICA DO 2º CICLO DE PINHEL Critérios de Avaliação de Língua Portuguesa- 2º Ciclo O R A L I D A D E Componente Cognitiva

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Critérios de Avaliação 1.º Ciclo do Ensino Básico CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO Critérios de Avaliação, 1º Ciclo - Ano Letivo 2014-15 Página 1 de 10 1. Domínios de avaliação: AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS VALOR AVALIAÇÃO 1. Durante o período de aprendizagem o aluno deverá

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Centro Agrupamento de Escolas Figueira Mar Critérios de Avaliação 1º Ciclo Ano Letivo 14/ Terminologia a utilizar na classificação

Leia mais

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos Agrupamento de Escolas José Maria dos antos Critérios de Avaliação 4. º Ano Língua Portuguesa 2011/12 Capacidade de compreensão Interpreta Responde Reconta Questiona Revela dificuldades na interpretação.

Leia mais

Escola Básica e Secundária À Beira Douro. Planificação de Língua Portuguesa 5º ano. Ano lectivo 2010-2011

Escola Básica e Secundária À Beira Douro. Planificação de Língua Portuguesa 5º ano. Ano lectivo 2010-2011 Escola Básica e Secundária À Beira Douro Planificação de Língua Portuguesa 5º ano Ano lectivo 2010-2011 COMPETÊNCIAS NÍVEIS DE DESEMPENHO CONTEÚDOS SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM MATERIAIS / RECURSOS AVALIAÇÃO

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSO VOCACIONAL 3º CICLO AMGE - Auxiliar de Manutenção e Gestão de Espaços CRITÉRIOS DE Ano Lectivo 2014/15 Coordenador do Curso: José Pedro Moutinho Critérios de Avaliação (14-15) VOCACIONAL C AMGE -

Leia mais

Programa de Educação Bilingue - II Ciclo 3ª Classe CONTEÚDOS

Programa de Educação Bilingue - II Ciclo 3ª Classe CONTEÚDOS Programa de L1-3ª Classe Família Compreender mensagens e textos orais; Distinguir a pronúncia padrão da não Respeitar as diferentes formas de expressão dos seus companheiros; Expressar-se de forma clara

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Agrupamento de Escolas Serra da Gardunha - Fundão Ano Lectivo 2010/2011 Ensino Básico A avaliação escolar tem como finalidade essencial informar o aluno, o encarregado de educação e o próprio professor,

Leia mais

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES ESCOLA BÁSICA LUÍS DE STTAU MONTEIRO - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE LOURES AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES DOMÍNIOS / CRITÉRIOS 2º Ciclo DISCIPLINA COGNITIVO / OPERATIVO E INSTRUMENTAL CONHECIMENTOS

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR. Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR. Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação Área de Formação Pessoal e social Revelar autonomia na higiene e alimentação. Demonstrar controlo de emoções, reações e atitudes.

Leia mais

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação 1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação PORTUGUÊS Domínios em Domínios/Competências Fatores de ponderação Instrumentos de Domínio Cognitivo Compreensão oral 20% Registos e grelhas de observação

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Formação Musical - 2º Ciclo Contínua COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Leitura - Ler frases rítmicas em diferentes unidades de tempo e compassos; - Entoar afinadamente, melodias nos modos

Leia mais

Planificação Curricular Pré-escolar

Planificação Curricular Pré-escolar PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ciclo/ Área/ Disciplina: Pré-escolar Ano Letivo 2012/2013 Área de Formação pessoal e Social Esboço Curricular para a Educação de Infância (segundo as Orientações Curriculares

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016 Critérios de Avaliação da Educação Pré-Escolar Página 1 Introdução O princípio consensualmente partilhado de que a avaliação é um elemento integrante e regulador

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro- Medas

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro- Medas AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro- Medas Departamento de Línguas Estrangeiras - Inglês - 3º Ciclo - 7º Ano Planificação Anual 2010 / 2011 1º Período - Aulas

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico AGRUPAMENTO de ESCOLAS JOSÉ CARDOSO PIRES CÓDIGO 170719 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico PARÂMETROS GERAIS 1. MODALIDADES DA AVALIAÇÃO 1.1 Avaliação diagnóstica 1.2 Avaliação formativa 1.3 Avaliação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA E. B. 2,3 PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA E. B. 2,3 DE PORTO ALTO 2013-2014

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA E. B. 2,3 PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA E. B. 2,3 DE PORTO ALTO 2013-2014 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013-2014 D E P A R T A M E N TO DAS L Í N G U A S PORTUGUÊS 2º CICLO Português Saber Fazer 2º Ciclo Testes 50% Leitura 9% Oralidade: Compreensão 12% Expressão Trabalhos escritos

Leia mais

COMPETÊNCIAS. Reconhecer a importância das artes visuais como valor cultural indispensável ao desenvolvimento do ser humano.

COMPETÊNCIAS. Reconhecer a importância das artes visuais como valor cultural indispensável ao desenvolvimento do ser humano. COMPETÊNCIAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS Ao longo do ensino básico as competências que o aluno deve adquirir em Artes Visuais articulam-se em três eixos estruturantes fruição - contemplação, produção criação,

Leia mais

Mestrado em Ciências da Educação. Educação e formação de jovens e adultos pouco escolarizados PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA ESCRITA

Mestrado em Ciências da Educação. Educação e formação de jovens e adultos pouco escolarizados PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA ESCRITA Mestrado em Ciências da Educação Educação e formação de jovens e adultos pouco escolarizados PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA ESCRITA NOME DO PROJETO: Memórias com escrita TEMÁTICA: Experiências dos

Leia mais

Critérios de Avaliação Departamento de Línguas. 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Miraflores

Critérios de Avaliação Departamento de Línguas. 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Miraflores Critérios de Avaliação Departamento de Línguas 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Miraflores Aprovado em reunião de Conselho Pedagógico a 10 de Setembro de 2015 Cálculo da classificação interna a atribuir

Leia mais

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de Vale de Ovil Escola Básica e Secundária do Vale de Ovil Código 345702 CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é qualitativa e contínua com o objectivo de reconhecer

Leia mais

RELATÓRIO. Oficina de Formação

RELATÓRIO. Oficina de Formação RELATÓRIO Oficina de Formação Exploração e construção de situações de aprendizagem da matemática com programação em Scratch no pré escolar e no 1º ciclo do ensino básico Formadores: Miguel Figueiredo e

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR A N O L E T I V O 2 0 1 4 / 1 5

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR A N O L E T I V O 2 0 1 4 / 1 5 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR A N O L E T I V O 2 0 1 4 / 1 5 Introdução A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa em

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular/Ciclo: 1º Ciclo Disciplina: Expressões Artísticas e Físico-Motora Ano de escolaridade: 4º ano Ano letivo: 2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO ANO LETIVO 2014 / 2015 1 1. EXPLICITAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Conhecimentos e Capacidades O peso dos Conhecimentos e Capacidades na avaliação do aluno é de 80% que,

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIACÃO

CRITÉRIOS DE AVALIACÃO CRITÉRIOS DE AVALIACÃO Educação Visual 5º Ano Educação Visual 6º Ano Educação Tecnológica 5º Ano Educação Tecnológica 6º Ano ANO ESCOLAR 2015 / 2016 Ano letivo de 2015 / 2016 INTRODUÇÃO Sendo a avaliação

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 3º ANO (1º CICLO) PORTUGUÊS

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 3º ANO (1º CICLO) PORTUGUÊS CRTÉRO EPECÍCO DE AVALAÇÃO 3º ANO (1º CCLO) PORTUGUÊ DOMÍNO OJETVO DECRTORE DE DEEMPENHO MENÇÕE Oralidade 1. Escutar para aprender e construir conhecimentos 2. Produzir um discurso oral com correção 3.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR AGOSTINHO DA SILVA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO GRUPO DISCIPLINAR/CICLO: LÍNGUA PORTUGUESA/CEF 3º CICLO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR AGOSTINHO DA SILVA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO GRUPO DISCIPLINAR/CICLO: LÍNGUA PORTUGUESA/CEF 3º CICLO DOMÍNIO DOMÍNIO COGNITIVO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR AGOSTINHO DA SILVA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO GRUPO DISCIPLINAR/CICLO: LÍNGUA PORTUGUESA/CEF 3º CICLO DOMÍNIOS / INDICADORES DE DOMÍNIO INSTRUMENTOS

Leia mais

Tipologia Textual O conto. Competências a trabalhar associadas ao processo CO L CEL

Tipologia Textual O conto. Competências a trabalhar associadas ao processo CO L CEL Ministério da Educação Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora nº2 Novo Programa de Português do Ensino Básico Sequência Didáctica 5º ano Ano lectivo de 2010/2011 Tipologia Textual O conto Competências

Leia mais

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES ESCOLA BÁSICA LUÍS DE STTAU MONTEIRO - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE LOURES AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES DOMÍNIOS / CRITÉRIOS 3º Ciclo DISCIPLINA COGNITIVO / OPERATIVO E INSTRUMENTAL CONHECIMENTOS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS Conhecimentos e Competências Saber, Saber Fazer Atitudes e Comportamentos Saber Estar 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico Ano Letivo 2013/2014 Os professores dos grupos disciplinares de línguas estrangeiras

Leia mais

Projeto Clube de Inglês - PCA

Projeto Clube de Inglês - PCA Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Nazaré Projeto Clube de Inglês - PCA Ano letivo 2014-2015 Docente: Ana Neves Índice Págs. Introdução.. 3 Objetivos Gerais... 4 Objetivos Específicos... 5 Proposta

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio. Critérios de Avaliação Educação Musical 2º ciclo Ano letivo 20015 2016

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio. Critérios de Avaliação Educação Musical 2º ciclo Ano letivo 20015 2016 Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Critérios de Avaliação Educação Musical 2º ciclo Ano letivo 20015 2016 -Saber/saber fazer- Ponderação: 85% 5º Ano de escolaridade - Interpretação: Cantar,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO. Critérios de Avaliação. 1º Ano

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO. Critérios de Avaliação. 1º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO Critérios de Avaliação 1º Ano Disciplina: PORTUGUÊS Domínio Parâmetros de Avaliação Instrumentos de avaliação Ponderação Oralidade Assimilar e expressar

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FLÁVIO GONÇALVES PÓVOA DE VARZIM Critérios Específicos de Avaliação DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS ANO LETIVO 2014/15 Critérios de avaliação específicos da disciplina de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS. Planificação de Português

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS. Planificação de Português AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS Escola Básica 2/3 de Pedrouços Planificação de Português 7. 7ºano de escolaridade Ano letivo 2012/2013 Expressão oral Compreensão oral 1. o Período (+-64 aulas ) ))))))))646464+66666646

Leia mais

AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PRINCÍPIOS Caráter holístico e contextualizado do processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança; Coerência entre os processos de avaliação e os princípios subjacentes

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 2º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/ RECURSOS ORALIDADE

Leia mais

Escala de classificação. - Produção de textos - Nome do aluno(a) Comentário: Dificuldade. Comentário: Dificuldade. Comentário:

Escala de classificação. - Produção de textos - Nome do aluno(a) Comentário: Dificuldade. Comentário: Dificuldade. Comentário: Escala de classificação - Produção de textos - Nome do aluno(a) Ano Turma Data / / 1. Escreve de um modo legível? Dificuldade Comentário: 2. Organiza o texto com lógica? Dificuldade Comentário: 3. Faz

Leia mais

Agrupamento de Escolas Professor Noronha Feio

Agrupamento de Escolas Professor Noronha Feio Avaliação efectuada pelo Coordenador e Departamento de ducação special Grelha de Avaliação da Observação da Aula Avaliado: Avaliador: Disciplina/Área Data / / A Preparação e organização das actividades

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros 2º ciclo PCA - 6º ano Planificação Anual 2013-2014 MATEMÁTICA METAS CURRICULARES

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS Cód. 161007 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MEALHADA DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO CENTRO Ano lectivo 2010-2011 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS A avaliação das crianças e dos alunos (de diagnóstico,

Leia mais

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo. Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo. Critérios de Avaliação. Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo Critérios de Avaliação Ano Letivo 2015/16 Disciplina MATEMÁTICA 3.º Ano Números e Operações Números naturais Utilizar corretamente os numerais ordinais

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 34, Toledo PR Fone: 377-850 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA 5º Ano PROFESSORAS: JESSICA ALINE

Leia mais

PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade

PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade AGRUPAMENTO ESCOLAS LUÍS ANTÓNIO VERNEY 171396 PLANIFICAÇÃO CURRICULAR 1º CICLO - 1º ano de escolaridade INTRODUÇÃO Este documento tem como finalidade fixar as referências para o desenvolvimento curricular,

Leia mais

Critérios de Avaliação. 1º Ciclo

Critérios de Avaliação. 1º Ciclo Critérios de Avaliação 1º Ciclo 2015/2016 Critérios de Avaliação do 1º ciclo Os conhecimentos e capacidades a adquirir e a desenvolver pelos alunos de cada ciclo de ensino têm como referência os conteúdos

Leia mais

Avaliação da Aprendizagem

Avaliação da Aprendizagem Avaliação da Aprendizagem A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos adquiridos e capacidades desenvolvidas pelo aluno. A avaliação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 4 DE ÉVORA. Critérios específicos de avaliação História

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 4 DE ÉVORA. Critérios específicos de avaliação História Critérios específicos de avaliação História Ponto 1 : Informações gerais Os elementos de avaliação serão classificados de forma qualitativa, de acordo com a terminologia que a seguir se indica. A classificação

Leia mais

Planificação Anual Educação para a Cidadania

Planificação Anual Educação para a Cidadania Agrupamento de Escolas de Monforte Ano letivo - 2014-2015 Planificação Anual Educação para a Cidadania Departamento do 1º Ciclo Introdução Rua Professor Dr. Rosado Correia A escola ocupará sempre um papel

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016 DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual / Critérios de avaliação Disciplina: Matemática 2.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade/ tema) Subdomínio/Conteúdos Metas de Aprendizagem Estratégias/

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO. DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO. DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016 1º PERÍODO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016 Unidades/Conteúdos Tempos Oralidade -Escutar para

Leia mais

ANEXO III REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

ANEXO III REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ANEXO III REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO Artigo 1.º Âmbito 1 - O presente regulamento de avaliação de desempenho aplica-se a todos os docentes que se encontrem integrados na carreira. 2 - A avaliação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTIAGO DO CACÉM ESCOLA FREI ANDRÉ DA VEIGA DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE INGLÊS - 2º CICLO 5º ANO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTIAGO DO CACÉM ESCOLA FREI ANDRÉ DA VEIGA DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE INGLÊS - 2º CICLO 5º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTIAGO DO CACÉM ESCOLA FREI ANDRÉ DA VEIGA DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE INGLÊS - 2º CICLO 5º ANO Competências de comunicação Pesos Instrumentos Parâmetros

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Critérios de Avaliação de Português Ensino Secundário Cursos Científico-Humanísticos

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Critérios de Avaliação de Português Ensino Secundário Cursos Científico-Humanísticos AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE Escola Secundária da Portela Escola EB,3 Gaspar Correia Escola EB1 Catela Gomes Escola EB1/JI Quinta da Alegria Escola EB1/JI Portela Critérios de Avaliação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS INFANTE D. HENRIQUE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS INFANTE D. HENRIQUE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS INFANTE D. HENRIQUE 2015-2016 Índice Enquadramento 3 Referentes 4 Princípios orientadores 5 Intervenientes 5 Modalidades de 6 Atividades, Parâmetros e Descritores de 8 Conselho de

Leia mais

DESCRITORES. Executa as ações coletivas do ataque e da defesa. Realiza dentro da zona saudável os testes do fitnessgram

DESCRITORES. Executa as ações coletivas do ataque e da defesa. Realiza dentro da zona saudável os testes do fitnessgram Aquisição de conhecimentos e desenvolvimento de capacidades e competências de nível psicomotor Atividades físicas CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARCELINO MESQUITA DO CARTAXO

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 4ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 4ºANO . Interação discursiva Princípios de cortesia e cooperação Informação, explicação; pergunta. Compreensão e expressão Vocabulário: variedade e precisão Informação: essencial e acessória; implícita Facto

Leia mais

ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico Os conhecimentos e capacidades a adquirir e a desenvolver pelos alunos de cada nível e de cada ciclo de ensino têm como referência os programas

Leia mais

Pré-Escola 4 e 5 anos

Pré-Escola 4 e 5 anos PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC DIÁRIO DE CLASSE Educação Infantil Pré-Escola 4 e 5 anos DIÁRIO DE CLASSE ESCOLA: CRE: ATO DE CRIAÇÃO DIÁRIO OFICIAL / /

Leia mais

Oralidade. Departamento Curricular de Língua Materna e Humanidades Ano Letivo 2015 / 2016

Oralidade. Departamento Curricular de Língua Materna e Humanidades Ano Letivo 2015 / 2016 DOMÍNIOS Oralidade Metas curriculares 1. Escutar para aprender e construir conhecimentos. 2. Produzir um discurso oral com correção. 3. Produzir discursos com diferentes finalidades, tendo em conta a situação

Leia mais

Curso Profissional 11º ano. Módulo III Lugares e Transportes

Curso Profissional 11º ano. Módulo III Lugares e Transportes Curso Profissional 11º ano Módulo III Lugares e Transportes 1. Competências visadas (a desenvolver no aluno) Compreensão oral: - Compreender o suficiente para resolver necessidades concretas, desde que

Leia mais

COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER

COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS GRUPO DE DOCÊNCIA 330 INGLÊS E ALEMÃO 2008/2009 Na aprendizagem de uma língua é fundamental dar ênfase ao desenvolvimento equilibrado das capacidades Ouvir-Falar-Ler-Escrever e

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Critérios Gerais de Avaliação Agrupamento de Escolas de Sátão 2015-2016 Introdução A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos

Leia mais

CARTA DE DIREITOS E DEVERES DA COMUNIDADE ACADÉMICA DA U.PORTO

CARTA DE DIREITOS E DEVERES DA COMUNIDADE ACADÉMICA DA U.PORTO Regulamentos CARTA DE DIREITOS E DEVERES DA COMUNIDADE ACADÉMICA DA U.PORTO Secção Permanente do Senado de 16 de Novembro de 2005 Exposição de Motivos O desenvolvimento de um projecto de qualidade educativa

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar Departamento Educação Pré Escolar Ano letivo 2013/2014 A avaliação do processo permite reconhecer a pertinência e sentido

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo 2015/16

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo 2015/16 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo 2015/16 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º CICLO Quadro de síntese 3º Ciclo Domínios da Avaliação 0 Saber 70% Português 0 Saber Fazer 20% "0 Ser / Saber Ser" " O Saber 75% Inglês

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Rio Tinto AERT E. B. 2, 3 de Rio Tinto

Agrupamento de Escolas de Rio Tinto AERT E. B. 2, 3 de Rio Tinto Agrupamento de Escolas de Rio Tinto AERT E. B. 2, 3 de Rio Tinto CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE INGLÊS - 3º CICLO - 2015/2016 Os critérios de avaliação têm como documentos de referência o Programa de Inglês

Leia mais

CRITÉRIOS e INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Departamento das expressões - 3º ciclo - ano lectivo 2015-16. Domínios Parâmetros Instrumentos % Peso

CRITÉRIOS e INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Departamento das expressões - 3º ciclo - ano lectivo 2015-16. Domínios Parâmetros Instrumentos % Peso CRITÉRIOS e INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Departamento das expressões - 3º ciclo - ano lectivo 2015-16 Domínios Parâmetros Instrumentos % Peso Conhecimentos AQUISIÇÃO DE CONHECIMENTOS Percepção e Compreensão

Leia mais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais Prova de Exame Nacional de Matemática Aplicada às Ciências Sociais Prova 835 2011 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Para: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA ALUNOS COM PRÁTICA REGULAR DOMÍNIO COGNITIVO DOMÍNIO PSICOMOTOR ESCOLA BÁSICA 2 E 3 DE RIO TINTO ANO LETIVO 2015-2016

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA ALUNOS COM PRÁTICA REGULAR DOMÍNIO COGNITIVO DOMÍNIO PSICOMOTOR ESCOLA BÁSICA 2 E 3 DE RIO TINTO ANO LETIVO 2015-2016 Página1 ESCOLA BÁSICA 2 E 3 DE RIO TINTO ANO LETIVO 2015-2016 AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA FINALIDADES DA EDUCAÇÃO FÍSICA Na perspetiva da melhoria da qualidade de vida, da saúde e do bem-estar:

Leia mais

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA 11ª, 12ª e 13ª classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário Ficha Técnica TÍTULO: Programa de Metodologia do Ensino de Educação

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO (A PREENCHER PELA COMISSÃO DO PAA) Atividade Nº AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO Clube de adrez Professor Responsável Carlos Magalhães Ano letivo 2014/2015 Índice 1. Introdução 3 2. Objetivos

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALGARVE Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO METAS Domínios/ Conteúdos

Leia mais

Metodologias de intervenção:

Metodologias de intervenção: Metodologias de intervenção: Algumas estratégias de intervenção Na intervenção directa com as crianças tenta-se reflectir o clima institucional da Casa da Praia. A dinâmica do funcionamento em Equipa,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES ANO LETIVO 2015 / 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova (06) 2016 2º Ciclo do Ensino Básico O presente documento

Leia mais

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR (De acordo com a Circular nº. 4 /DGIDC/DSDC/2011) Disposições Gerais As principais orientações normativas relativas à avaliação na Educação Pré-Escolar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGISTO DE OBSERVAÇÃO / AVALIAÇÃO Nome Data de Nascimento / / Jardim de Infância de Educadora de Infância AVALIAÇÃO

Leia mais

Colégio de Lamego. Educação Musical. Critérios de Avaliação - 2º e 3º Ciclos. Rui S. Ribeiro

Colégio de Lamego. Educação Musical. Critérios de Avaliação - 2º e 3º Ciclos. Rui S. Ribeiro Colégio de Lamego Critérios de Avaliação - 2º e 3º Ciclos Rui S. Ribeiro 2014-2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A música «enriquece o ser humano pelo poder do som e do ritmo, pelas virtudes próprias da melodia

Leia mais

METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA

METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA Só é educativa a relação que faz crescera educando para uma maior autonomia (Aires Gameiro) Porque não lançar-se à tarefa de ajudar

Leia mais

Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão Vila Real Escola EB 2.3 Diogo Cão Direção Regional de Educação do Norte.

Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão Vila Real Escola EB 2.3 Diogo Cão Direção Regional de Educação do Norte. Relatório de Ação Ano Letivo 2011/2012 DESENVOLVIMENTO DA AÇÃO DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: (+) Aprendizagem RESPONSÁVEIS: MARIA LUÍSA PIPA LOCAL: ESCOLAS EB 2.3 DIOGO CÃO GRUPO DA AÇÃO: Apoio à Melhoria das Aprendizagens

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS - 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS - 8.º ANO DE PORTUGUÊS - 8.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No final do 8.º ano de escolaridade, o aluno deve ser capaz de: interpretar e produzir discursos/textos orais com diferentes graus de formalidade,

Leia mais

Ano letivo 2015/2016. Agrupamento de Escolas Dr. José Leite de Vasconcelos. Av. Dr. Francisco Sá Carneiro - 3610 134 Tarouca

Ano letivo 2015/2016. Agrupamento de Escolas Dr. José Leite de Vasconcelos. Av. Dr. Francisco Sá Carneiro - 3610 134 Tarouca Agrupamento de Escolas Dr. José Leite de Vasconcelos Av. Dr. Francisco Sá Carneiro - 3610 134 Tarouca Ano letivo 2015/2016 AEDJLV - Tarouca (Código 151944) Sede: Escola Básica e Secundária Dr. José Leite

Leia mais

PROGRAMAS DE METODOLOGIA DE ENSINO DO PORTUGUÊS

PROGRAMAS DE METODOLOGIA DE ENSINO DO PORTUGUÊS PROGRAMAS DE METODOLOGIA DE ENSINO DO PORTUGUÊS 11ª, 12ª e 13ª Classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário Disciplina de Português Ficha Técnica Título Programas de Metodologia de

Leia mais

I - CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

I - CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO I - CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Componentes a Avaliar 1. Domínio Psicomotor 2. Domínio Cognitivo 3. Domínio Sócio-Afetivo 1- REGIME GERAL DE FREQUÊNCIA Alíneas % % % Execução e aplicação dos

Leia mais

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA BÁRBARA Departamento Pré-Escolar/1º Ciclo 151 956 Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar Área

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO ANO LECTIVO 2008/2009 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1 Os critérios de avaliação definidos têm por base aquilo que cada professor deve valorizar nos seus alunos ao

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FLÁVIO GONÇALVES PÓVOA DE VARZIM Critérios Específicos de Avaliação DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS ANO LETIVO 2014/15 Rua José Régio 4490-648 Póvoa de Varzim CRITÉRIOS

Leia mais

Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA )

Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA ) Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA ) Preâmbulo O regulamento da Universidade Sénior de Almada (USALMA) foi aprovado pela Associação de Professores do Concelho de Almada (APCA) em reunião

Leia mais

PROVA ESCRITA. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015. Duração: 90 minutos (escrita) e 15 minutos (oral)

PROVA ESCRITA. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015. Duração: 90 minutos (escrita) e 15 minutos (oral) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015 Prova 06 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90 minutos (escrita)

Leia mais

Proposta para a construção de um Projecto Curricular de Turma*

Proposta para a construção de um Projecto Curricular de Turma* Proposta para a construção de um Projecto Curricular de Turma* Glória Macedo, PQND do 4º Grupo do 2º Ciclo do EB e Formadora do CFAE Calvet de Magalhães, Lisboa A Reorganização Curricular do Ensino Básico

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio Etec Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Área de conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias Componente

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE CONSERVATÓRIO REGIONAL DE GAIA Ano Letivo 2013 2014 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE Regulamento Artigo 1.º Âmbito 1. O presente Regulamento de Avaliação de Desempenho aplica-se a todos os docentes com

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA REGULAMENTO DOS PRÉMIOS DE MÉRITO Preâmbulo De acordo com o artigo 7.º da Lei nº 51/ 2012, de 5 de setembro, o aluno tem direito a: d) «ver reconhecidos e valorizados

Leia mais

Projeto Jornal Educativo Municipal

Projeto Jornal Educativo Municipal Estado de Goiás Prefeitura Municipal de Santa Bárbara de Goiás Secretaria Municipal da Educação Santa Bárbara de Goiás - GO Projeto Jornal Educativo Municipal Santa Bárbara de Goiás Janeiro/2013 Estado

Leia mais

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul. Critérios de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul. Critérios de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul Critérios de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico 1. Enquadramento legal da avaliação - Decreto-Lei 138/2012,

Leia mais

RESUMO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

RESUMO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano lectivo de 2014 / 2015 RESUMO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA - 2º e 3º Ciclo e Ensino Secundário Os docentes: Rui Francisco Óscar Pinto Teresa Manso Fiúza Julho / 2014 CRITÉRIOS

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro Ano letivo 2014/2015

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro Ano letivo 2014/2015 Português Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro Ano letivo 2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º ANO DE ESCOLARIDADE 3º Período ÁREAS ELEMENTOS A AVALIAR Lê com Relata acontecimentos; Retém informações

Leia mais