DESCRITORES. Executa as ações coletivas do ataque e da defesa. Realiza dentro da zona saudável os testes do fitnessgram

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESCRITORES. Executa as ações coletivas do ataque e da defesa. Realiza dentro da zona saudável os testes do fitnessgram"

Transcrição

1 Aquisição de conhecimentos e desenvolvimento de capacidades e competências de nível psicomotor Atividades físicas CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARCELINO MESQUITA DO CARTAXO Cursos Profissionais Módulos Práticos EDUCAÇÃO FÍSICA DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO PARÂMETROS DESCRITORES INSTRUMENTOS DE AVALIA- ÇÃO PONDERAÇÃO Desportos individuais Aplicar regras e regulamentos Utilizar e aplica os aspectos técnicos das diversas modalidades Conhece e aplica as regras das várias modalidades Executa as ações técnicas das várias modalidades Domina com oportunidade e correção a execução das ações/gestos técnicos básicos e ações técnicotáticas elementares das diferentes atividades físicas desportivas Desportos coletivos Aplicar regras e regulamentos Utilizar e aplicar os aspetos técnicos/táticos das diversas modalidades Conhece e aplica as regras das várias modalidades Adequa a sua atuação como jogador e como árbitro Conhece e persegue o objetivo do jogo Realiza com correção e oportunidade as ações técnicas/táticas das diversas modalidades Executa as ações coletivas do ataque e da defesa Fichas de autoavaliação 70% Aptidão Física (M16) Condição física Realiza dentro da zona saudável os testes do fitnessgram Apresenta e mantém um nível funcional das capacidades motoras na zona saudável da bateria de testes do fitnessgram Identifica os objetivos inerentes a uma boa condição física Bateria de testes

2 Aquisição de conhecimentos e desenvolvimento de capacidades e competências de nível cognitivo Conhecimento/Compreensão na resolução de problemas Comunicação Compreender vários problemas (situação de jogo, opções táticas, etc.) Conceber, aplicar e justificar o pensamento estratégico Conhecer os benefícios da atividade física Conhecer e interpretar os regulamentos específicos das diferentes modalidades Identificar as ações/gestos técnicos das diversas atividades físicas desportivas Identificar as ações técnico-táticas elementares das diversas atividades físicas desportivas Identifica o objetivo e a informação relevante para a resolução de um dado problema. Concebe e põe em prática estratégias de resolução de problemas, verificando a adequação dos resultados obtidos e dos processos utilizados. Conhece os benefícios da atividade física nas diversas vertentes psicomotoras. Explica ideias e processos e justifica resultados Formula e testa conjecturas relativas a situações do jogo. Revela conhecimento dos regulamentos das várias modalidades. Explica as diversas ações técnico-táticas Revela conhecimento dos gestos técnicos das diversas modalidades. Fichas de avaliação escrita ou oral Trabalho individual/ou de grupo Trabalhos de pesquisa Relatórios 10% Interpretação/Discussão Interpretar ideias e conceitos Discutir ideias e conceitos Interpreta informação e ideias representadas de diversas formas. Representa informação e ideias de diversas formas. Expressa ideias e processos, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulário próprios. Discute resultados, processos e ideias. Página 2 de 5

3 Atitudes e valores Comportamento disciplinar Responsabilidade (Assiduidade, Pontualidade, Compromissos assumidos e Espírito de entreajuda) 20% Página 3 de 5

4 Aquisição de conhecimentos e desenvolvimento de capacidades e competências de nível cognitivo CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARCELINO MESQUITA DO CARTAXO Cursos Profissionais Módulos Teóricos EDUCAÇÃO FÍSICA DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO PARÂMETROS DESCRITORES INSTRUMENTOS DE AVA- LIAÇÃO PONDERAÇÃO Conhecimento/Compreensão dos temas a abordar Compreensão da informação a adquirir e investigar; Conceção, aplicação e justificação da informação adquirida; Conhecimento dos benefícios da atividade física. Identifica o objectivo e a informação relevante para a compreensão dos temas a abordar; Elabora e sistematiza a informação adquirida, verificando a adequação dos resultados obtidos ao objecto estudado; Relaciona os conhecimentos adquiridos com os benefícios da atividade física nas diversas vertentes psicomotoras. Fichas de avaliação escrita ou oral Trabalho individual/ou de grupo Comunicação Conhecer e interpretar a informação adquirida sobre os temas a abordar; Identificar e relacionar a informação adquirida com a disciplina e os seus benefícios; Conhecer e dominar o uso do vocabulário inerente aos temas a abordar. Explica ideias e processos e justifica resultados; Formula e testa conjecturas relativas aos temas abordados; Revela e relaciona a informação adquirida com o conhecimento de carácter geral da disciplina; Explica a informação de forma clara e assertiva. Trabalhos de pesquisa Relatórios 80%

5 Interpretação/Discussão Interpretar ideias e conceitos Discutir ideias e conceitos Interpreta informação e ideias representadas de diversas formas. Representa informação e ideias de diversas formas. Expressa ideias e processos, oralmente e por escrito, utilizando linguagem e vocabulário próprios. Discute resultados, processos e ideias. Respeito/ Cumprimento de regras de conduta Autonomia, cooperação e iniciativa Respeito pelos colegas, professores e funcionários Cumprimento de regras estabelecidas Revelar espírito de iniciativa e curiosidade pelo saber fazer Empenhar-se na construção das aprendizagens Cooperar com os colegas e professores no desenvolvimento das várias atividades Cumpre as regras de funcionamento da aula Intervém oportunamente Coopera nos trabalhos desenvolvidos É autónomo na execução das tarefas Revela espírito de iniciativa na execução e organização das várias atividades Atitudes e Valores Comportamento disciplinar Responsabilidade (Assiduidade, Pontualidade, Compromissos assumidos e Espírito de entreajuda) Observação direta 20% Página 5 de 5

2º Ciclo do Ensino Básico 5º e 6º anos

2º Ciclo do Ensino Básico 5º e 6º anos 2º Ciclo do Ensino Básico 5º e 6º anos Modalidades individuais Domínio Psicomotor Situação de prova. Ou Modalidades coletivas Situação de jogo + exercício critério. 50 60 Empenho motor. Conhecimento das

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSO VOCACIONAL 3º CICLO AMGE - Auxiliar de Manutenção e Gestão de Espaços CRITÉRIOS DE Ano Lectivo 2014/15 Coordenador do Curso: José Pedro Moutinho Critérios de Avaliação (14-15) VOCACIONAL C AMGE -

Leia mais

Escola Secundária Dr. João Manuel da Costa Delgado CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO. Critérios de Avaliação da Disciplina de Educação Física

Escola Secundária Dr. João Manuel da Costa Delgado CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO. Critérios de Avaliação da Disciplina de Educação Física Escola Secundária Dr. João Manuel da Costa Delgado CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Critérios de Avaliação da Disciplina de Educação Física Os alunos são avaliados em todas as atividades desenvolvidas

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Critérios de Avaliação 1.º Ciclo do Ensino Básico CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO Critérios de Avaliação, 1º Ciclo - Ano Letivo 2014-15 Página 1 de 10 1. Domínios de avaliação: AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIACÃO

CRITÉRIOS DE AVALIACÃO CRITÉRIOS DE AVALIACÃO Educação Visual 5º Ano Educação Visual 6º Ano Educação Tecnológica 5º Ano Educação Tecnológica 6º Ano ANO ESCOLAR 2015 / 2016 Ano letivo de 2015 / 2016 INTRODUÇÃO Sendo a avaliação

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo 2015/16

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo 2015/16 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo 2015/16 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º CICLO Quadro de síntese 3º Ciclo Domínios da Avaliação 0 Saber 70% Português 0 Saber Fazer 20% "0 Ser / Saber Ser" " O Saber 75% Inglês

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico AGRUPAMENTO de ESCOLAS JOSÉ CARDOSO PIRES CÓDIGO 170719 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico PARÂMETROS GERAIS 1. MODALIDADES DA AVALIAÇÃO 1.1 Avaliação diagnóstica 1.2 Avaliação formativa 1.3 Avaliação

Leia mais

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES ESCOLA BÁSICA LUÍS DE STTAU MONTEIRO - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE LOURES AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES DOMÍNIOS / CRITÉRIOS 2º Ciclo DISCIPLINA COGNITIVO / OPERATIVO E INSTRUMENTAL CONHECIMENTOS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR AGOSTINHO DA SILVA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO GRUPO DISCIPLINAR/CICLO: LÍNGUA PORTUGUESA/CEF 3º CICLO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR AGOSTINHO DA SILVA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO GRUPO DISCIPLINAR/CICLO: LÍNGUA PORTUGUESA/CEF 3º CICLO DOMÍNIO DOMÍNIO COGNITIVO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR AGOSTINHO DA SILVA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO GRUPO DISCIPLINAR/CICLO: LÍNGUA PORTUGUESA/CEF 3º CICLO DOMÍNIOS / INDICADORES DE DOMÍNIO INSTRUMENTOS

Leia mais

I - CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

I - CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO I - CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Componentes a Avaliar 1. Domínio Psicomotor 2. Domínio Cognitivo 3. Domínio Sócio-Afetivo 1- REGIME GERAL DE FREQUÊNCIA Alíneas % % % Execução e aplicação dos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO D. MANUEL I BEJA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO D. MANUEL I BEJA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO FÍSICA 7º Ano actividades - mas apenas de algumas modalidades). EDUCAÇÃO FÍSICA 8º Ano actividades - mas apenas de algumas modalidades). EDUCAÇÃO FÍSICA 9º Ano actividades - mas apenas de algumas

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

EDUCAÇÃO FÍSICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de escolas de Santa Maria dos Olivais Escola Secundária António Damásio Escola Básica 2-3 dos Olivais GRUPO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - 620 EDUCAÇÃO FÍSICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3.º Ciclo e Ensino

Leia mais

Grupo de Educação Especial

Grupo de Educação Especial Grupo de Educação Especial Critérios Gerais de Avaliação 2015/2016 De acordo com o Despacho normativo n.º 24-A/2012, artigo 8.º (ponto 10): 10 A informação resultante da avaliação sumativa dos alunos do

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES Ano Letivo 2014 2015. DISCIPLINA : Educação Visual -2º ciclo

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES Ano Letivo 2014 2015. DISCIPLINA : Educação Visual -2º ciclo DISCIPLINA : Educação Visual -2º ciclo INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO % -Produzir trabalhos explorando temas, ideias e situações -Conhecer noções de volume, espaço e estrutura -Conhecer os principais meios

Leia mais

Escola Secundária António Damásio

Escola Secundária António Damásio Escola Secundária António Damásio Critérios de Avaliação 3º Ciclo e Secundário Ano Letivo 2011-2012 Grupo de Recrutamento 620 Educação Física INTRODUÇÃO A avaliação é um processo contínuo e sistemático

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO. Critérios de Avaliação. 1º Ano

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO. Critérios de Avaliação. 1º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO Critérios de Avaliação 1º Ano Disciplina: PORTUGUÊS Domínio Parâmetros de Avaliação Instrumentos de avaliação Ponderação Oralidade Assimilar e expressar

Leia mais

AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PRINCÍPIOS Caráter holístico e contextualizado do processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança; Coerência entre os processos de avaliação e os princípios subjacentes

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 4 DE ÉVORA. Critérios específicos de avaliação História

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 4 DE ÉVORA. Critérios específicos de avaliação História Critérios específicos de avaliação História Ponto 1 : Informações gerais Os elementos de avaliação serão classificados de forma qualitativa, de acordo com a terminologia que a seguir se indica. A classificação

Leia mais

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ALUNOS Grupo de Recrutamento de Biologia e Geologia

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ALUNOS Grupo de Recrutamento de Biologia e Geologia Departamento de Matemática e Ciências Experimentais CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ALUNOS Grupo de Recrutamento de Biologia e Geologia CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ALUNOS- 3ºCICLO - DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR A N O L E T I V O 2 0 1 4 / 1 5

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR A N O L E T I V O 2 0 1 4 / 1 5 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRANDELA DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR A N O L E T I V O 2 0 1 4 / 1 5 Introdução A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa em

Leia mais

DGEstE - Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares DSRAl - Direção de Serviços da Região Algarve AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ENGº DUARTE PACHECO

DGEstE - Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares DSRAl - Direção de Serviços da Região Algarve AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ENGº DUARTE PACHECO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação incide sobre as aprendizagens e competências definidas no currículo nacional para as diversas áreas e disciplinas de cada ciclo, expressas no projecto curricular de escola

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MÉRTOLA ESCOLA EB 2,3/ES S. SEBASTIÃO DE MÉRTOLA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO FÍSICA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MÉRTOLA ESCOLA EB 2,3/ES S. SEBASTIÃO DE MÉRTOLA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO FÍSICA 2º Ciclo do Ensino Básico Exercícios práticos 50% fitnessgram * Sabe aplicar os s às situações práticas ou oralidade actividades (5%) * Interesse, participação e empenho Higiene pessoal (5%) * Higiene

Leia mais

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ALUNOS Grupo de Recrutamento de Biologia-Geologia

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ALUNOS Grupo de Recrutamento de Biologia-Geologia Departamento de Matemática e Ciências Experimentais CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ALUNOS Grupo de Recrutamento de Biologia-Geologia CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ALUNOS- 3ºCICLO - DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Substrutura de EDUCAÇÃO FÍSICA- 2ºciclo Desempenho Motor: desempenho técnico-tático evidenciado nas Unidades Didáticas selecionadas para cada período, progressão na aprendizagem; autonomia; estratégia

Leia mais

ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2013/2014 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico Os conhecimentos e capacidades a adquirir e a desenvolver pelos alunos de cada nível e de cada ciclo de ensino têm como referência os programas

Leia mais

CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO DOS ALUNOS. 1 - Currículo Nacional do Ensino Básico Competências Essenciais de Educação Física

CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO DOS ALUNOS. 1 - Currículo Nacional do Ensino Básico Competências Essenciais de Educação Física CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO DOS ALUNOS Os Critérios de Avaliação de Educação Física têm como base de referência os seguintes documentos: 1. Decreto-Lei nº 139 de 5 de julho de 2012 2. Currículo Nacional

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Agrupamento de Escolas Serra da Gardunha - Fundão Ano Lectivo 2010/2011 Ensino Básico A avaliação escolar tem como finalidade essencial informar o aluno, o encarregado de educação e o próprio professor,

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL 2015/16. (Pré-escolar ao 12º ano de escolaridade)

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL 2015/16. (Pré-escolar ao 12º ano de escolaridade) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL 2015/16 (Pré-escolar ao 12º ano de escolaridade) Os alunos com Necessidades Educativas Especiais, de caráter permanente, a beneficiar de Medidas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA E. B. 2,3 PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA E. B. 2,3 DE PORTO ALTO 2013-2014

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA E. B. 2,3 PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA E. B. 2,3 DE PORTO ALTO 2013-2014 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013-2014 D E P A R T A M E N TO DAS L Í N G U A S PORTUGUÊS 2º CICLO Português Saber Fazer 2º Ciclo Testes 50% Leitura 9% Oralidade: Compreensão 12% Expressão Trabalhos escritos

Leia mais

Áreas Específicas CEF Secundário 3º Ciclo e Cursos Profissionais. Atividades Físicas e Desportivas 50% 60% 50% Conhecimentos 10% 20% 20%

Áreas Específicas CEF Secundário 3º Ciclo e Cursos Profissionais. Atividades Físicas e Desportivas 50% 60% 50% Conhecimentos 10% 20% 20% Critérios de Avaliação Educação Física e 1. Ponderação da Avaliação A avaliação em Educação Física é composta por três Áreas Especificas. Áreas Específicas CEF e Cursos Profissionais Atividades Físicas

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2014/2015. Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos do Estreito de Câmara de Lobos

DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2014/2015. Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos do Estreito de Câmara de Lobos Escola Básica dos 2º e s do Estreito de Câmara de Lobos N.º do Código do Estabelecimento de Ensino 3102-202 N.º de Telefone: 291945614/15 Fax: 291947271 Grupos Disciplinares Áreas Curriculares Disciplinares

Leia mais

Critérios de Avaliação. Departamento Educação Pré-Escolar

Critérios de Avaliação. Departamento Educação Pré-Escolar Critérios de Avaliação Departamento Educação Pré-Escolar 2015/2016 Critérios de Avaliação As principais diretrizes normativas referentes à avaliação na Educação Pré-Escolar estão consagradas no Despacho

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALANDROAL Ano letivo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento Curricular de Matemática e Ciências Experimentais Área /Disciplina de Ciências Experimentais 2º e 3º Ciclo Indicadores/Parâmetros

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Critérios de Avaliação Avaliação na Educação Pré-Escolar Princípios Orientadores De acordo com as recomendações da DGIDC, a avaliação é um elemento integrante e regulador

Leia mais

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES

AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES ESCOLA BÁSICA LUÍS DE STTAU MONTEIRO - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE LOURES AVALIAÇÃO NAS DISCIPLINAS CURRICULARES DOMÍNIOS / CRITÉRIOS 3º Ciclo DISCIPLINA COGNITIVO / OPERATIVO E INSTRUMENTAL CONHECIMENTOS

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS Cód. 161007 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MEALHADA DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO CENTRO Ano lectivo 2010-2011 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS A avaliação das crianças e dos alunos (de diagnóstico,

Leia mais

DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS. 1.º Período: ATIVIDADES DESPORTIVAS

DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS. 1.º Período: ATIVIDADES DESPORTIVAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA 5.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO Metas Intermédias Atividades Desportivas O aluno cumpre o nível introdutório de quatro matérias diferentes: Um nível introdutório na categoria

Leia mais

Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior Cód. 152900 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO

Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior Cód. 152900 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2015/2016 Sendo a avaliação um «processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar

Leia mais

Critérios de Avaliação de Educação Física. Agrupamento de Escola de Caneças

Critérios de Avaliação de Educação Física. Agrupamento de Escola de Caneças Critérios de Avaliação de Educação Física Agrupamento de Escola de Caneças 2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO A avaliação dos alunos do 2º ciclo do ensino básico na disciplina de

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação. Grupo Disciplinar de Educação Física 2014/2015

Critérios de Avaliação Educação. Grupo Disciplinar de Educação Física 2014/2015 Critérios de Avaliação Educação Física Cursos Regulares Grupo Disciplinar de Educação Física 2014/2015 1. Introdução Na procura da qualidade, torna-se evidente o papel essencial desempenhado pelas estruturas

Leia mais

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA BÁRBARA Departamento Pré-Escolar/1º Ciclo 151 956 Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar Área

Leia mais

Português 2º ciclo Ano letivo 2013/ 2014. Critérios de avaliação 1.º 2.º e 3.º Períodos

Português 2º ciclo Ano letivo 2013/ 2014. Critérios de avaliação 1.º 2.º e 3.º Períodos Domínio das atitudes e valores Domínio Cognitivo Português 2º ciclo Ano letivo 2013/ 2014 Docente: Graça Silva Turma: 6.º A Critérios de avaliação 1.º 2.º e 3.º Períodos Domínios de Avaliação Instrumentos

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento de Línguas Grupos: 220; 300; 320; 330; 350 ESCOLA BÁSICA DO 2º CICLO DE PINHEL Critérios de Avaliação de Língua Portuguesa- 2º Ciclo O R A L I D A D E Componente Cognitiva

Leia mais

Colégio de Lamego. Educação Musical. Critérios de Avaliação - 2º e 3º Ciclos. Rui S. Ribeiro

Colégio de Lamego. Educação Musical. Critérios de Avaliação - 2º e 3º Ciclos. Rui S. Ribeiro Colégio de Lamego Critérios de Avaliação - 2º e 3º Ciclos Rui S. Ribeiro 2014-2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A música «enriquece o ser humano pelo poder do som e do ritmo, pelas virtudes próprias da melodia

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação Física

Critérios de Avaliação Educação Física M. E. - GEPE Critérios de Avaliação Educação Física Grupo Disciplinar de Educação Física 2015/2016 1. Introdução Na procura da qualidade, torna-se evidente o papel essencial desempenhado pelas estruturas

Leia mais

DEPARTAMENTO DO 1.º CICLO/PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. 1.º Ciclo do Ensino Básico

DEPARTAMENTO DO 1.º CICLO/PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. 1.º Ciclo do Ensino Básico DEPARTAMENTO DO 1.º CICLO/PRÉ-ESCOLAR Ano letivo 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º Ciclo do Ensino Básico CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º Ciclo do Ensino Básico ANO LETIVO 2015/2016 Constituem objeto de

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2015/2016. Disciplinas: Português Ano Letivo 2015/2016

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2015/2016. Disciplinas: Português Ano Letivo 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS Disciplinas: Português Ano Letivo 2015/2016 Portfólios Produção de textos Fazer Relatórios CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO FÍSICA 2º e 3º Ciclos

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO FÍSICA 2º e 3º Ciclos EDUCAÇÃO FÍSICA 2º e 3º Ciclos A avaliação dos alunos nas aulas de Educação Física terá de respeitar os seguintes 1. AQUISIÇÃO DE COMPETÊNCIAS DO DOMÍNIO PSICO-MOTOR...60% a. Comportamentos motores adquiridos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS DE GIL VICENTE. CURSOS PROFISSIONAIS Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho (Proposta de trabalho)

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS DE GIL VICENTE. CURSOS PROFISSIONAIS Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho (Proposta de trabalho) ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS DE GIL VICENTE CURSOS PROFISSIONAIS Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho (Proposta de trabalho) Âmbito e Definição Artigo 1º 1. O presente documento regula

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FLÁVIO GONÇALVES PÓVOA DE VARZIM Critérios Específicos de Avaliação DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS ANO LETIVO 2014/15 Rua José Régio 4490-648 Póvoa de Varzim CRITÉRIOS

Leia mais

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR (De acordo com a Circular nº. 4 /DGIDC/DSDC/2011) Disposições Gerais As principais orientações normativas relativas à avaliação na Educação Pré-Escolar

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 2 DE BEJA Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Grupo 550 Informática Ano Lectivo 2015/16 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é uma componente essencial do processo

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º CICLO ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DO ENTRONCAMENTO (401640) Ano Letivo 2011-2012 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º CICLO Índice Introdução... 3 Língua Portuguesa... 3 Inglês I... 3 Francês II... 3 Espanhol... 3 Matemática...

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR. Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR. Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Áreas Critérios de avaliação Instrumentos de avaliação Área de Formação Pessoal e social Revelar autonomia na higiene e alimentação. Demonstrar controlo de emoções, reações e atitudes.

Leia mais

Serra do Saber. Noções básicas de infância

Serra do Saber. Noções básicas de infância Noções básicas de infância Fundamentação Os espaços frequentados por crianças abrangem, cada vez mais profissionais de diferentes áreas. Esta mudança implica maior rigor e um melhor conhecimento de tudo

Leia mais

Unidade didática de Futebol Objetivos gerais do Futebol

Unidade didática de Futebol Objetivos gerais do Futebol 102 Recursos do Professor Unidade didática de Futebol Objetivos gerais do Futebol Cooperar com os companheiros para o alcance do objetivo do Futebol, desempenhando com oportunidade e correção as ações

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO CURSO PROFISSIONAL DE ANIMADOR SOCIOCULTURAL 2015/2016 Aprovados em Conselho Pedagógico de 14 de outubro de 2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO CURSO PROFISSIONAL DE ANIMADOR SOCIOCULTURAL

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Educação Física

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Educação Física Prova 311 2015 Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Educação Física 12º Ano de Escolaridade Despacho normativo n.º 6-A/2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO FÍSICA

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO FÍSICA EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Casal do Cano 2630 Arruda dos Vinhos Tel. 263977390 Fax: 263977391 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ÁREA A - MOTOR ÁREA B COND. FÍSICA DA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA ÁREA C - COGNITIVO

Leia mais

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação 1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação PORTUGUÊS Domínios em Domínios/Competências Fatores de ponderação Instrumentos de Domínio Cognitivo Compreensão oral 20% Registos e grelhas de observação

Leia mais

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola Secundária de São Pedro do Sul DEPARTAMENTO CURRICULAR DE EXPRESSÕES

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul Escola Secundária de São Pedro do Sul DEPARTAMENTO CURRICULAR DE EXPRESSÕES CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS DO ENSINO BÁSICO DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 7º e 8º Ano Os alunos serão avaliados, de acordo com três domínios (socioafetivo, cognitivo e motor). Atitudes e comportamentos

Leia mais

CURSOS PROFISSIONAIS Ficha de Planificação Modular

CURSOS PROFISSIONAIS Ficha de Planificação Modular CURSOS PROFISSIONAIS Ficha de Planificação Modular Ano Lectivo: 2015-2016 Curso: Técnico de Gestão Ano: 11º Turma: Q Disciplina: Educação Física Módulo nº: 7 Data de início: 28/09/2011 TEMA do MÓDULO:

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE CONSERVATÓRIO REGIONAL DE GAIA Ano Letivo 2013 2014 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE Regulamento Artigo 1.º Âmbito 1. O presente Regulamento de Avaliação de Desempenho aplica-se a todos os docentes com

Leia mais

RESUMO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

RESUMO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano lectivo de 2014 / 2015 RESUMO DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA - 2º e 3º Ciclo e Ensino Secundário Os docentes: Rui Francisco Óscar Pinto Teresa Manso Fiúza Julho / 2014 CRITÉRIOS

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Centro Agrupamento de Escolas Figueira Mar Critérios de Avaliação 1º Ciclo Ano Letivo 14/ Terminologia a utilizar na classificação

Leia mais

As informações sobre o exame apresentadas neste documento não dispensam a consulta do Programa da disciplina.

As informações sobre o exame apresentadas neste documento não dispensam a consulta do Programa da disciplina. Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física Informação - Prova Data: 16-05-2014 Prova 311/2014 Ensino Secundário Cursos Científico-Humanísticos Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho As informações

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular/Ciclo: 1º Ciclo Disciplina: Expressões Artísticas e Físico-Motora Ano de escolaridade: 4º ano Ano letivo: 2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio. Critérios de Avaliação Educação Musical 2º ciclo Ano letivo 20015 2016

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio. Critérios de Avaliação Educação Musical 2º ciclo Ano letivo 20015 2016 Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Critérios de Avaliação Educação Musical 2º ciclo Ano letivo 20015 2016 -Saber/saber fazer- Ponderação: 85% 5º Ano de escolaridade - Interpretação: Cantar,

Leia mais

Escola Evaristo Nogueira

Escola Evaristo Nogueira Escola Evaristo Nogueira Grupo Disciplinar de Educação Física Ano Lectivo 2014 / 2015 Critérios de Avaliação Os critérios de avaliação constituem referenciais dos professores que lecionam as disciplinas

Leia mais

Ficha de estágio Dados do Estagiário Estagiário RG Data nascimento / / Endereço Bairro Telefone Cel E-Mail CURSO. Razão Social CNPJ Endereço

Ficha de estágio Dados do Estagiário Estagiário RG Data nascimento / / Endereço Bairro Telefone Cel E-Mail CURSO. Razão Social CNPJ Endereço Ficha de estágio Dados do Estagiário Estagiário RG Data nascimento / / Endereço Bairro Telefone Cel E-Mail ser preenchidos os CURSO Empresa que concluiu o Estágio. Neste campo deverão dados pessoais do

Leia mais

7. AVALIAÇÃO. 5º ao 9ºano Áreas Parâmetros % Aptidão Física 10% Conhecimentos

7. AVALIAÇÃO. 5º ao 9ºano Áreas Parâmetros % Aptidão Física 10% Conhecimentos 7. AVALIAÇÃO A avaliação incide sobre as aprendizagens e competências definidas no currículo nacional para as diversas áreas e disciplinas de cada ciclo, expressas no projecto curricular de escola e no

Leia mais

Critérios de Avaliação Departamento de Línguas. 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Miraflores

Critérios de Avaliação Departamento de Línguas. 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Miraflores Critérios de Avaliação Departamento de Línguas 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Miraflores Aprovado em reunião de Conselho Pedagógico a 10 de Setembro de 2015 Cálculo da classificação interna a atribuir

Leia mais

2014 / 2015. Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro

2014 / 2015. Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro 2014 / 2015 O projecto Metas de Aprendizagem insere-se na Estratégia Global de Desenvolvimento do Currículo Nacional que visa assegurar uma educação de qualidade e melhores resultados escolares nos diferentes

Leia mais

PROJETO DO DESPORTO ESCOLAR

PROJETO DO DESPORTO ESCOLAR COORDENADOR: Vanda Teixeira 1. FUNDAMENTAÇÃO/ CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICAÇÃO a) O Desporto Escolar constitui uma das vertentes de atuação do Ministério da Educação e Ciência com maior transversalidade

Leia mais

de conteúdos Timbre Alteração tímbrica Realce tímbrico Expressividade Dinâmica Legato e staccato Densidade sonora Altura Intervalos Melódicos e

de conteúdos Timbre Alteração tímbrica Realce tímbrico Expressividade Dinâmica Legato e staccato Densidade sonora Altura Intervalos Melódicos e Planificação 2014/2015 6º ano Educação Musical Núcleos organizadores Interpretação e Comunicação Metas de aprendizagem O aluno decide sobre a aplicação de elementos de dinâmica e agógica na interpretação

Leia mais

COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER

COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS GRUPO DE DOCÊNCIA 330 INGLÊS E ALEMÃO 2008/2009 Na aprendizagem de uma língua é fundamental dar ênfase ao desenvolvimento equilibrado das capacidades Ouvir-Falar-Ler-Escrever e

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Domínio Cognitivo - 60% Domínio Sócio afectivo- 40% Oralidade (Compreensão do Oral e Expressão Oral) - 5%

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Domínio Cognitivo - 60% Domínio Sócio afectivo- 40% Oralidade (Compreensão do Oral e Expressão Oral) - 5% Domínio Cognitivo - Domínio Sócio afectivo- Componente geral Português Oralidade (Compreensão do Oral e Expressão Oral) - 5% Testes de (30%) Gramática - 5% Leitura e Escrita - 20% Organização do material

Leia mais

COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo

COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo COLÉGIO DE LAMEGO (70%-89%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Do 1º Ciclo 2014/2015 Avaliar é um conceito que se utiliza com frequência na sociedade actual. Ao fazer-se uma avaliação queremos apreciar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS INFANTE D. HENRIQUE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS INFANTE D. HENRIQUE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS INFANTE D. HENRIQUE 2015-2016 Índice Enquadramento 3 Referentes 4 Princípios orientadores 5 Intervenientes 5 Modalidades de 6 Atividades, Parâmetros e Descritores de 8 Conselho de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS ANTÓNIO VERNEY PLANIFICAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS ANTÓNIO VERNEY PLANIFICAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO PLANIFICAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO: 34101. PRÁTICAS TÉCNICO-COMERCIAIS UNIDADE DE FORMAÇÃO: TÉCNICAS DE ATENDIMENTO TURMA: CEF1 Ano Letivo 01/013 Professora Maria Joaquina Gonçalves

Leia mais

ANEXO III REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

ANEXO III REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ANEXO III REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO Artigo 1.º Âmbito 1 - O presente regulamento de avaliação de desempenho aplica-se a todos os docentes que se encontrem integrados na carreira. 2 - A avaliação

Leia mais

Departamento de Matemática e Informática. Grupo de Recrutamento 550 - Informática. Critérios de Avaliação

Departamento de Matemática e Informática. Grupo de Recrutamento 550 - Informática. Critérios de Avaliação Grupo de Recrutamento 550 - Informática Critérios de Avaliação Ano Lectivo 2014/2015 Os critérios de avaliação definidos para as disciplinas de Tecnologias de Informação e Comunicação do 3º ciclo do Ensino

Leia mais

Departamento das Educação Pré-escolar

Departamento das Educação Pré-escolar Departamento das Educação Pré-escolar A melhoria da qualidade das aprendizagens, a avaliação implica, no quadro da relação entre o jardim-de-infância, a família e a escola, uma construção partilhada que

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO CURSOS CIENTIFICO-HUMANÍSTICOS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO CURSOS CIENTIFICO-HUMANÍSTICOS ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DO ENTRONCAMENTO (401640) Ano Letivo 2011-2012 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO CURSOS CIENTIFICO-HUMANÍSTICOS E CURSO TECNOLÓGICO Índice Introdução... 3 Português...

Leia mais

AERT EB 2/3 DE RIO TINTO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS DE CARATER PERMANENTE

AERT EB 2/3 DE RIO TINTO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS DE CARATER PERMANENTE AERT EB 2/3 DE RIO TINTO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS DE CARATER PERMANENTE (de acordo com o Decreto Lei n.º 3/2008 de 7 de Janeiro) AVALIAÇÂO Como uma

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS VALOR AVALIAÇÃO 1. Durante o período de aprendizagem o aluno deverá

Leia mais

Conservatório Regional de Palmela Sociedade Filarmónica Humanitária

Conservatório Regional de Palmela Sociedade Filarmónica Humanitária Conservatório Regional de Palmela Sociedade Filarmónica Humanitária Percussão - 2º Ciclo 1. Domínio Performativo e Cognitivo (80%) Critérios de Avaliação 2014/2015 - Conhecimento - Conhecer a composição,

Leia mais

Estruturação dos Conteúdos Unidade Didáctica de Basquetebol. Aula Objectivo Específico Conteúdos Estratégias

Estruturação dos Conteúdos Unidade Didáctica de Basquetebol. Aula Objectivo Específico Conteúdos Estratégias Estruturação dos Conteúdos Unidade Didáctica de Basquetebol Aula Objectivo Específico Conteúdos Estratégias 1 Posição Básica Ofensiva; Passe (Peito e Picado) /recepção; Drible de Avaliar a prestação motora

Leia mais

Versão 1.00. Referenciais de FORMAÇÃO. Voleibol. Grau

Versão 1.00. Referenciais de FORMAÇÃO. Voleibol. Grau Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO Voleibol Grau I Versão 1.00 Referenciais de FORMAÇÃO Voleibol Grau I Edição: Conteúdos: Data: Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. Federação Portuguesa

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Escola Secundária de Cantanhede 2013-2014 Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva Critérios de Avaliação 1 Critérios de Avaliação ESC 2013-2014 LÍNGUAS 300 CURSO Profissionais DISCIPLINA

Leia mais

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de Vale de Ovil Escola Básica e Secundária do Vale de Ovil Código 345702 CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é qualitativa e contínua com o objectivo de reconhecer

Leia mais

GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA)

GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA) GRUPO DE RECRUTAMENTO 620 (ED. FÍSICA) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO (10º, 11º e 12º anos) ENSINO SECUNDÁRIO ATITUDES E VALORES Assiduidade e Pontualidade 3% Fichas de registo de observação Responsabilidade e

Leia mais

PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes

PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes república de angola ministério da educação PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário FASE DE EXPERIMENTAÇÃO Ficha Técnica Título Programa de

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA ALUNOS COM PRÁTICA REGULAR DOMÍNIO COGNITIVO DOMÍNIO PSICOMOTOR ESCOLA BÁSICA 2 E 3 DE RIO TINTO ANO LETIVO 2015-2016

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA ALUNOS COM PRÁTICA REGULAR DOMÍNIO COGNITIVO DOMÍNIO PSICOMOTOR ESCOLA BÁSICA 2 E 3 DE RIO TINTO ANO LETIVO 2015-2016 Página1 ESCOLA BÁSICA 2 E 3 DE RIO TINTO ANO LETIVO 2015-2016 AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA FINALIDADES DA EDUCAÇÃO FÍSICA Na perspetiva da melhoria da qualidade de vida, da saúde e do bem-estar:

Leia mais

Escola E.B. 2/3 dos Olivais

Escola E.B. 2/3 dos Olivais Escola E.B. 2/3 dos Olivais Esta planificação foi concebida como um instrumento necessário. Os objectivos da Educação Física no ensino básico bem como os princípios de organização das actividades nas aulas,

Leia mais

ENSINO ESPECIAL PLANO PEDAGÓGICO

ENSINO ESPECIAL PLANO PEDAGÓGICO INTRODUÇÃO O nosso Projeto de classes de Ensino Especial com Educadoras, Professores e Técnicos especializados para crianças com NEES, é um projecto de integração dessas crianças no dia-a-dia da comunidade

Leia mais

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Ano letivo 2012/2013. Critérios de Avaliação do 1º CEB

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Ano letivo 2012/2013. Critérios de Avaliação do 1º CEB Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Ano letivo 2012/2013 Critérios de Avaliação do 1º CEB 1- Introdução Tal como o disposto no nº 1 do art. 23º do Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho, a avaliação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GIL VICENTE ESCOLA GIL VICENTE EDUCAÇÃO FÍSICA PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GIL VICENTE ESCOLA GIL VICENTE EDUCAÇÃO FÍSICA PLANO ANUAL DE ATIVIDADES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GIL VICENTE ESCOLA GIL VICENTE EDUCAÇÃO FÍSICA PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2011 / 2012 AO LONGO DE TODO O ANO LETIVO Atividades de sensibilização da comunidade r para a

Leia mais

Planificação Curricular Pré-escolar

Planificação Curricular Pré-escolar PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ciclo/ Área/ Disciplina: Pré-escolar Ano Letivo 2012/2013 Área de Formação pessoal e Social Esboço Curricular para a Educação de Infância (segundo as Orientações Curriculares

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS Conhecimentos e Competências Saber, Saber Fazer Atitudes e Comportamentos Saber Estar 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico Ano Letivo 2013/2014 Os professores dos grupos disciplinares de línguas estrangeiras

Leia mais