Equação algébrica Equação polinomial ou algébrica é toda equação na forma anxn + an 1 xn 1 + an 2 xn a 2 x 2 + a 1 x + a 0, sendo x

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Equação algébrica Equação polinomial ou algébrica é toda equação na forma anxn + an 1 xn 1 + an 2 xn a 2 x 2 + a 1 x + a 0, sendo x"

Transcrição

1 EQUAÇÃO POLINOMIAL

2 Equação algébrica Equação polinomial ou algébrica é toda equação na forma a n x n + a n 1 x n 1 + a n 2 x n a 2 x 2 + a 1 x + a 0, sendo x C a incógnita e a n, a n 1,..., a 2, a 1, a 0 os coeficientes complexos (reais ou não), com a n 0, e n N*. Observe que a n x n + a n 1 x n 1 + a n 2 x n a 2 x 2 + a 1 x + + a 0, com a n 0, é um polinômio P(x) de grau n. A equação polinomial correspondente tem grau n.

3 Exemplos x 2 + 5x i = 0 é uma equação polinomial do 2 o grau cujos coeficientes são 1, 5 e (6 + i); 2x 5 + 3x 4 x 2 + x = 0 é uma equação de grau 5; kx 3 + 6x 8i = 0 é uma equação de grau 3 se k 0, e de grau 1 se k = 0.

4 Raiz de uma equação algébrica Um número complexo é raiz (ou zero) de uma equação algébrica P(x) = 0, de grau n, quando é raiz de P(x), ou seja: a n n + n a 1 n 1 + a n 2 n a a a 0 = 0 Exemplos a) Vamos verificar se 2 é raiz da equação 6x 4 + 7x 3 36x 2 7x + 6 = 0 Substituindo x por 2 na equação, temos: = = 0 (verdadeira). Logo, 2 é raiz da equação dada.

5 Exemplos b) Vamos mostrar que i é raiz da equação x 3 ( 1 + i)x 2 i x = 0, mas não é raiz da equação x 3 ( 1 i)x 2 i x = 0 Substituindo x por i na 1 a equação, temos: i 3 ( 1 + i)i 2 i i = 0 i 3 + i 2 i 3 i 2 = 0 (verdadeira) Substituindo x por i na 2 a equação, temos: i 3 ( 1 i)i 2 i i = 0 i 3 + i 2 + i 3 + i 2 = 0 2i 2 = 0 (falsa) Logo, i é raiz apenas da 1 a equação.

6 Conjunto solução O conjunto solução (S) ou conjunto verdade (V) de uma equação algébrica é o conjunto de todas as raízes dessa equação que pertencem ao conjunto universo considerado. Exemplo Vamos determinar o conjunto solução, em C, da equação x 2 ix + 2 = 0. Resolvendo a equação pela fórmula de Bhaskara, encontramos as raízes: x = 2i ou x = i Logo: S = {2i, i}

7 Teorema fundamental da Álgebra Toda equação algébrica P(x) = 0 de grau n, com n 1, admite pelo menos uma raiz complexa (real ou não).

8 Decomposição do polinômio P(x) = x Sabemos que i é raiz do polinômio P(x) = x 2 + 1, pois P(i) = 0. Como i é raiz de P(x), temos, pelo teorema de D Alembert, que P(x) é divisível por (x i). Portanto, P(x) pode ser escrito da seguinte forma: P(x) = Q(x)(x i)

9 Decomposição do polinômio P(x) = x Ao dividir P(x) por (x i), utilizando o método de Briot-Ruffini, temos: Logo: Q(x) = x + i A raiz do quociente Q(x) = x + i também é raiz de P(x). Portanto, podemos escrever P(x) na forma fatorada: P(x) = (x i)(x + i)

10 Decomposição do polinômio P(x) = 2x 3 6x 2 12x + 16 Vamos decompor o polinômio P(x) = 2x 3 6x 2 12x + 16, sabendo que 2 é uma de suas raízes. Se 2 é raiz de P(x), por D Alembert, temos: P(x) = Q(x)(x + 2) E, pelo método de Briot-Ruffini, temos: Q(x) = 2x² 10x + 8 As raízes do quociente Q(x) = 2x² 10x + 8 também são raízes de P(x).

11 Decomposição do polinômio P(x) = 2x 3 6x 2 12x + 16 Agora, vamos resolver a equação pela fórmula de Bhaskara: 2x 2 10x + 8 = 0 a = 2; b = 10; c = 8 = b 2 4 a c = ( 10) = = 36 x = x = 4 ou x = 1 Portanto, as raízes de Q(x) = 2x 2 10x + 8 são 1 e 4. Logo: Q(x) = 2(x 1)(x 4) Assim: P(x) = 2(x 1)(x 4)(x + 2)

12 Decomposição do polinômio P(x) = 2x 4 6x 3 2x 2 + 6x Sabendo que 1 é raiz do polinômio P(x) = 2x 4 6x 3 2x 2 + 6x, vamos decompor P(x) em um produto de uma constante por polinômios do 1 o grau. Como a 0 = 0, temos que 0 é raiz de P(x), portanto: P(x) = x(2x 3 6x 2 2x + 6) Agora, como 1 também é raiz de P(x), temos, pelo teorema de D Alembert, que P(x) = x(x 1)Q(x) e, pelo método de Briot-Ruffini, temos: Q(x) = 2x² 4x 6

13 Decomposição do polinômio P(x) = 2x 4 6x 3 2x 2 + 6x As raízes do quociente Q(x) = 2x² 4x 6 também são raízes de P(x). Resolvendo a equação do 2 o grau, por Bhaskara, obtemos as raízes 1 e 3. Portanto: Q(x) = 2(x 3)(x + 1) Como P(x) = x(x 1)Q(x), temos: P(x) = 2x(x 1)(x 3)(x + 1)

14 Teorema da decomposição Todo polinômio P(x) = a n x n + a n 1 x n a 2 x a 1 x + a 0 de grau n maior ou igual a 1, em C, pode ser fatorado da seguinte forma: P(x) = a n (x 1 ) (x 2 )... (x n 1 ) (x n ), sendo a n o coeficiente e 1, 2,..., n 1, n as raízes desse polinômio.

15 Teorema da decomposição Pelo teorema da decomposição, podemos concluir que: Toda equação algébrica de grau n (com n 1) admite, em C, exatamente n raízes complexas (reais ou não), não necessariamente distintas. Observações Se é uma raiz de P(x), então dizemos que (x ) é um fator do polinômio P(x). Expressar um polinômio P(x) na forma fatorada é apresentá-lo como produto de polinômios do 1 o grau e de uma constante (coeficiente dominante de P(x)).

16 Exercícios 1) Sabendo que 3i e 5 são duas raízes da equação a seguir, encontrar o seu conjunto solução, em C. x 4 (4 + 3i) x 3 + ( i) x 2 + ( i)x 30i = 0 Resolução Sendo 3i e 5 raízes da equação P(x) = 0, sabemos que o polinômio P(x) é divisível por (x 3i) e (x + 5). Aplicando o dispositivo de Briot-Ruffini, temos: Logo: P(x) = (x 2 + x 2)(x 3i)(x 5)

17 Resolução As raízes do quociente Q(x) = x 2 + x 2 também são raízes de P(x). Determinando as raízes de Q(x), encontramos 2 e 1, que são as outras duas raízes de P(x). Portanto: S = {3i, 5, 2, 1}

18 Multiplicidade de uma raiz Uma raiz de uma equação polinomial P(x) = 0 é uma raiz de multiplicidade m, com m natural não nulo, quando P(x) = (x ) m Q(x) e Q( ) 0. Fatorando o polinômio P(x) = x 2 2ix 1, obtemos: P(x) = (x i) (x i) = (x i) 2 Então, a equação do 2 o grau x 2 2ix 1 = 0 tem duas raízes iguais a i: x 2 2ix 1 (x i) (x i) = 0 x i = 0 x = i Portanto, i é uma raiz dupla ou de multiplicidade 2. As raízes que não se repetem são as raízes simples ou de multiplicidade 1.

19 Exemplos a) Vamos resolver a equação x x 4 6x 3 176x x = 0, em C, sendo 7 raiz dupla e 2 raiz de multiplicidade 1 (ou raiz simples) dessa equação. Como 7 é raiz dupla e 2 é raiz simples da equação P(x) = 0, o polinômio P(x) é divisível por (x + 7) 2 (x 2). Então, aplicando o dispositivo de Briot-Ruffini, obtemos um quociente Q(x) e uma equação de grau menor, de fácil resolução. Assim, temos x 2 2x 3 = 0, cujas raízes 1 e 3 também são raízes da equação P(x) = 0; portanto, o conjunto solução procurado é: S = { 7, 2, 1, 3}

20 Exemplos b) Dado que 1 é raiz tripla ou raiz de multiplicidade 3 do polinômio P(x) = x 4 + x 3 Ax 2 Bx C, vamos calcular os valores de A, B e C. Como 1 é raiz tripla da equação P(x) = 0, temos, pelo teorema de D Alembert, que o polinômio P(x) é divisível por (x + 1) 3. Então, aplicando o dispositivo de Briot-Ruffini, temos: Igualando a zero os restos encontrados, temos: Portanto: A = 3, B = 5, C = 2

21 Raízes complexas Se um número complexo z = a + bi, com b 0, é raiz de uma equação polinomial com coeficientes reais, então o conjugado Z = a bi também é raiz dessa equação. Se o número complexo z (não real) é raiz de multiplicidade m de uma equação de coeficientes reais, então o conjugado Z também é raiz de multiplicidade m da mesma equação.

22 Raízes complexas Exemplo Sabendo que 5 + 2i é uma das raízes da equação x 4 11x x 2 9x 58 = 0, vamos determinar, em C, as demais raízes dessa equação. Como a equação tem coeficientes reais e z = 5 + 2i é sua raiz, então Z = 5 2i também é raiz da equação. Com o dispositivo de Briot-Ruffini, obtemos uma equação de grau menor cujas raízes são as demais raízes da equação dada:

23 Exemplo (Continuação) Resolvendo a equação obtida, x 2 x 2 = 0, temos as outras raízes, 1 e 2. Assim, além de 5 + 2i, as outras três raízes da equação são 5 2i, 1 e 2. Observe que: as raízes complexas não reais de uma equação algébrica com coeficientes reais ocorrem sempre aos pares; toda equação algébrica de coeficientes reais e grau ímpar admite pelo menos uma raiz real.

24 Raízes racionais Se p q, com p e q inteiros primos entre si, é raiz racional da equação algébrica de grau n e coeficientes inteiros a n x n + a n 1 x n a 1 x + a 0 = 0, então p é divisor de a 0 e q é divisor de a n. Esse teorema não garante a existência de raiz racional, mas, se ela existir, indica uma forma de encontrá-la. Se nenhum dos possíveis valores encontrados é raiz da equação, então a equação não tem raízes reais.

25 Exemplo Vamos encontrar as raízes inteiras da equação: x 4 x 3 2x 2 + x + = 0 Observe que, nesse caso, a equação não tem coeficientes inteiros; no entanto, multiplicando os dois membros por 6, obtemos a equação 6x 4 7x 3 12x 2 + 3x + 2 = 0, de coeficientes inteiros e equivalente à equação dada e, portanto, com as mesmas raízes. Assim: a 0 = 2 e a n = 6

26 Exemplo Aplicando o teorema das raízes racionais, temos: possíveis valores de p: possíveis valores de q: D(2) = {±1, ±2} D(6) = {±1, ±2, ±3, ±6}, com p e q primos entre si: ±1, ±, ±, ±, ±2, ± Verificando os valores encontrados, temos 1 e 2 como raízes inteiras da equação. Em equações com coeficientes inteiros e a n = 1, se existirem raízes racionais, essas raízes serão inteiras e dividirão a 0.

27 Exercícios 2) Encontrar as raízes inteiras da equação x 3 4x x 100 = 0 e depois resolvê-la em C. Resolução Como a equação tem todos os coeficientes inteiros, aplicamos o teorema das raízes racionais. p {±1, ±2, ±4, ±5, ±10, ±20, ±25, ± 50, ± 100} (divisores de a 0 ) e q {± 1} (divisores de a n ) Logo: {± 1, ± 2, ± 4, ± 5, ± 10, ± 20, ± 25, ± 50, ±100} Utilizando o polinômio P(x) = x 3 4x x 100, verificamos se algum elemento desse conjunto é raiz da equação.

28 Obtemos: P(1) 0, P( 1) 0, P(2) 0, P( 2) 0 e P(4) = 0. Como P(4) = 0, sabemos que 4 é raiz da equação. Com essa raiz, podemos aplicar o dispositivo de Briot-Ruffini e encontrar uma equação de grau menor. Resolvendo a equação x = 0, temos as outras raízes: x = 0 x 2 = 25 x 2 = 25i 2 x = ±5i Logo, o conjunto solução da equação é: S = {4, 5i, 5i}

29 Relações de Girard Relações entre coeficientes e raízes de uma equação do 2 o grau. As raízes 1 e 2 da equação do 2 o grau ax 2 + bx + c = 0, com a 0, obedecem às seguintes condições: = 1 2 =

30 Exemplo Vamos calcular k, sabendo que 2 + i é raiz da equação: x 2 4x + k = 0 Pelo teorema das raízes complexas não reais de equações com coeficientes reais, sabemos que 2 i também é raiz. Então, aplicando as relações de Girard na equação, temos: 1 2 = (2 + i)(2 i) = k k = 4 2i + 2i i 2 = 4 ( 1) = 5 Portanto: k = 5

31 Relações de Girard Relações entre coeficientes e raízes de uma equação do 3 o grau As raízes 1, 2 e 3 da equação do 3 o grau ax 3 + bx 2 + cx + d = 0, com a 0, obedecem às seguintes condições: = = =

32 Exemplo Vamos encontrar uma equação algébrica que tenha zero como raiz simples e i como raiz dupla. A equação é do 3 o grau, já que tem 3 raízes. Então: ax 3 + bx 2 + cx + d = 0 (a 0). Como zero é raiz, o termo independente de x é zero, isto é, d = 0. Assim: 0 + i + i = b = 2ia 0 i + 0 i + i i = c = a Logo, temos a equação ax 3 2iax 2 ax = 0. Portanto, fazendo a = 1, temos a equação: x 3 2ix 2 x = 0

33 Relações de Girard Relações entre coeficientes e raízes de uma equação de grau n Considere a equação a n x n + a n 1 x n a 2 x a 1 x + a 0 = 0, com a n 0, cujas n raízes são 1, 2, 3,... n 1 e n. As relações de Girard para essa equação são: n = n 1 n = n 2 n 1 n = n 1 n =

34 Exemplo Vamos encontrar as quatro raízes da equação x 4 5x 3 + 8x 2 4x = 0 O termo independente é nulo, então zero é uma raiz. Observe que a soma dos coeficientes ( ) é zero. Assim, 1 também é raiz dessa equação. Pelas relações de Girard: = = 5 = = = 4 = 4 = 1 2 Resolvendo o sistema,obtemos 2 como raiz dupla. Portanto, as quatro raízes da equação são: 0, 1, 2 e 2.

35 Exercícios 3) Dada a equação 4x 3 10x 2 + 2x 40 = 0, de raízes 1, 2 e 3, calcular + +. Resolução As relações de Girard para a equação dada são: = = = = = = = = = 10

36 Observe que, na expressão, essas relações não aparecem. Então, vamos efetuar operações modificando-a até que possamos usar as relações anteriormente mencionadas. + + = = = = = = =

37 Exercícios 4) Sabendo que as raízes da equação 0,1x 3 + 3,5x x = 0 são distintas entre si e estão em PG, resolver essa equação em C. Resolução Seja q 0 a razão da PG formada pelas raízes. Então, podemos indicá-las por, e q. Multiplicando os dois membros da equação por 10, temos: x x x = 0. Então pelas relações de Girard, temos: q = d a = = = = ( 10) 3 = 10

38 Usando o dispositivo de Briot-Ruffini, temos: Obtemos, assim, a equação: x x = 0 x = 25±15 2 x = 5 ou x = 20 Note que 20, 10 e 5 estão em PG PG (q = 2). e que 5, 10, 20 também estão em Logo, a equação tem a seguinte solução: S = { 10, 5, 20}

Denominamos equação polinomial ou equação algébrica de grau n a toda equação da forma:

Denominamos equação polinomial ou equação algébrica de grau n a toda equação da forma: EQUAÇÕES POLINOMIAIS. EQUAÇÃO POLINOMIAL OU ALGÉBRICA Denominamos equação polinomial ou equação algébrica de grau n a toda equação da forma: p(x) = a n x n + a n x n +a n x n +... + a x + a 0 = 0 onde

Leia mais

EQUAÇÕES POLINOMIAIS

EQUAÇÕES POLINOMIAIS EQUAÇÕES POLINOMIAIS Prof. Patricia Caldana Denominamos equações polinomiais ou algébricas, as equações da forma: P(x)=0, onde P(x) é um polinômio de grau n > 0. As raízes da equação algébrica, são as

Leia mais

POLINÔMIOS 1. INTRODUÇÃO Uma função é dita polinomial quando ela é expressa da seguinte forma:

POLINÔMIOS 1. INTRODUÇÃO Uma função é dita polinomial quando ela é expressa da seguinte forma: POLINÔMIOS 1. INTRODUÇÃO Uma função é dita polinomial quando ela é expressa da seguinte forma: n P(x) a a x a x... a x, onde 0 1 n Atenção! o P(0) a 0 o P(1) a a a... a 0 1 n a 0,a 1,a,...,a n :coeficientes

Leia mais

Matemática E Extensivo V. 7

Matemática E Extensivo V. 7 Matemática E Etensivo V. 7 Eercícios ) B ) A P() = ³ + a² + b é divisivel por. Pelo teorema do resto, = é raiz de P(). P() = ³ + a. ² + b a + b = Da mesma maneira, P() é divisível por. Pelo teorema do

Leia mais

RREGUOJMatemática Régis Cortes. Matemática Régis Cor POLINÔMIOS PROPRIEDADES E RELAÇÕES DE GIRARD

RREGUOJMatemática Régis Cortes. Matemática Régis Cor POLINÔMIOS PROPRIEDADES E RELAÇÕES DE GIRARD POLINÔMIOS PROPRIEDADES E RELAÇÕES DE GIRARD 1 Propriedades importantes: P1 - Toda equação algébrica de grau n possui exatamente n raízes. Exemplo: a equação x 3 - x = 0 possui 3 raízes a saber: x = 0

Leia mais

Definição: Uma função de uma variável x é uma função polinomial complexa se pudermos escrevê-la na forma n

Definição: Uma função de uma variável x é uma função polinomial complexa se pudermos escrevê-la na forma n POLINÔMIO I 1. DEFINIÇÃO Polinômios de uma variável são expressões que podem ser escritas como soma finita de monômios do tipo : a t k k onde k, a podem ser números reais ou números complexos. Exemplos:

Leia mais

POLINÔMIOS. Nível Básico

POLINÔMIOS. Nível Básico POLINÔMIOS Nível Básico. (Eear 07) Considere P(x) x bx cx, tal que P() e P() 6. Assim, os valores de b e c são, respectivamente, a) e b) e c) e d) e. (Epcar (Afa) 05) Considere o polinômio a) x 0 não é

Leia mais

Álgebra. Polinômios.

Álgebra. Polinômios. Polinômios 1) Diga qual é o grau dos polinômios a seguir: a) p(x) = x³ + x - 1 b) p(x) = x c) p(x) = x 7 - x² + 1 d) p(x) = 4 ) Discuta o grau dos polinômios em função de k R: a) p(x) = (k + 1)x² + x +

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO ÁLGEBRA LINEAR

RACIOCÍNIO LÓGICO ÁLGEBRA LINEAR RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 11 ÁLGEBRA LINEAR I - POLINÔMIOS POLINÔMIOS E EQUAÇÕES ALGÉBRICAS 1 Definição Seja C o conjunto dos números complexos ( números da forma a + bi, onde a e b são números reais e i

Leia mais

... Onde usar os conhecimentos os sobre...

... Onde usar os conhecimentos os sobre... IX NÚMEROS COMPLEXOS E POLINÔMIOS Por que aprender sobre Números Complexos?... Ao estudar os Números Complexos percebemos que sua ligação à geometria nos dá uma perspectiva mais rica dos métodos geométricos

Leia mais

Polinômios. 02) Se. (x 1), então. f(x) (x 2) (x 1) 5ax 2b, com a e b reais, é divisível por a b 1. 04) As raízes da equação

Polinômios. 02) Se. (x 1), então. f(x) (x 2) (x 1) 5ax 2b, com a e b reais, é divisível por a b 1. 04) As raízes da equação Polinômios 1. (Ufsc 015) Em relação à(s) proposição(ões) abaixo, é CORRETO afirmar ue: 01) Se o gráfico abaixo representa a função polinomial f, definida em por f(x) ax bx cx d, com a, b e c coeficientes

Leia mais

Função polinomial. Pré-Cálculo. Função polinomial. Função polinomial: exemplos. Humberto José Bortolossi. Parte 6. Definição

Função polinomial. Pré-Cálculo. Função polinomial. Função polinomial: exemplos. Humberto José Bortolossi. Parte 6. Definição Pré-Cálculo Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Função polinomial Parte 6 Parte 6 Pré-Cálculo 1 Parte 6 Pré-Cálculo 2 Função polinomial Função polinomial:

Leia mais

Matemática E Extensivo V. 8

Matemática E Extensivo V. 8 Matemática E Extensivo V. 8 Resolva Aula 9 9.) D x + x 7x 6 = x = é raiz. Aula.) x + px + = Se + i é raiz, então i também é. 5 7 6 Soma = b a = p p = + i + i p = p = Q(x) = x + 5x + Resolvendo Q(x) =,

Leia mais

4 de outubro de MAT140 - Cálculo I - Método de integração: Frações Parciais

4 de outubro de MAT140 - Cálculo I - Método de integração: Frações Parciais MAT140 - Cálculo I - Método de integração: Frações Parciais 4 de outubro de 2015 Iremos agora desenvolver técnicas para resolver integrais de funções racionais, conhecido como método de integração por

Leia mais

Ficha de trabalho Decomposição e resolução de equações e inequações polinomiais

Ficha de trabalho Decomposição e resolução de equações e inequações polinomiais Ficha de trabalho Decomposição e resolução de equações e inequações polinomiais 1. Verifique, recorrendo ao algoritmo da divisão, que: 6 4 0x 54x + 3x + é divisível por x 1.. De um modo geral, que relação

Leia mais

POLINÕMIOS E EQUAÇÕES POLINOMIAIS 2016

POLINÕMIOS E EQUAÇÕES POLINOMIAIS 2016 POLINÕMIOS E EQUAÇÕES POLINOMIAIS 06. (Unicamp 06) Considere o polinômio cúbico p() a, onde a é um número real. a) No caso em que p() 0, determine os valores de para os quais a matriz A abaio não é invertível.

Leia mais

TEORIA 6: EQUAÇÕES E SISTEMAS DO 2º GRAU MATEMÁTICA BÁSICA

TEORIA 6: EQUAÇÕES E SISTEMAS DO 2º GRAU MATEMÁTICA BÁSICA TEORIA 6: EQUAÇÕES E SISTEMAS DO 2º GRAU MATEMÁTICA BÁSICA Nome: Turma: Data / / Prof: Walnice Brandão Machado Equações de 2º grau Definições Denomina-se equação do 2º grau na incógnita x, toda equação

Leia mais

Polinómios. Integração de Fracções Racionais

Polinómios. Integração de Fracções Racionais Polinómios. Integração de Fracções Racionais Escola Superior de Tecnologia e de Gestão, Instituto Politécnico de Bragança. Mário Abrantes 2016 1 / 17 Índice de Matérias 1. Polinómios Denição Factorização

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat - Polinômios

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat - Polinômios Exercícios de Aprofundamento 05 Mat - Polinômios. (Espcex (Aman) 05) O polinômio (x) x x deixa resto r(x). Sabendo disso, o valor numérico de r( ) é a) 0. b) 4. c) 0. d) 4. e) 0. 5 f(x) x x x, uando dividido

Leia mais

Técnicas de. Integração

Técnicas de. Integração Técnicas de Capítulo 7 Integração TÉCNICAS DE INTEGRAÇÃO 7.4 Integração de Funções Racionais por Frações Parciais Nessa seção, vamos aprender como integrar funções racionais reduzindo-as a uma soma de

Leia mais

3 + =. resp: A=5/4 e B=11/4

3 + =. resp: A=5/4 e B=11/4 ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI-UNITAU EXERCÍCIOS PARA ESTUDO DO EXAME FINAL - 3º ENSINO MÉDIO - PROF. CARLINHOS BONS ESTUDOS! ASSUNTO : POLINÔMIOS 1) Identifique as expressões abaixo que são

Leia mais

Matemática E Extensivo V. 6

Matemática E Extensivo V. 6 Etensivo V. 6 Eercícios ) a) P() é sempre igual à soma dos coeficientes de P(). b) P() é sempre igual ao termo independente de P(). c) P() é a raiz de P(), pois P() =. a) P() = ³ + 7. ² 7. P() = + 7 7

Leia mais

Alexandre Miranda Alves Anderson Tiago da Silva Edson José Teixeira. MAT146 - Cálculo I - Integração por Frações Parciais

Alexandre Miranda Alves Anderson Tiago da Silva Edson José Teixeira. MAT146 - Cálculo I - Integração por Frações Parciais MAT146 - Cálculo I - Integração por Frações Parciais Alexandre Miranda Alves Anderson Tiago da Silva Edson José Teixeira Iremos agora desenvolver um método para resolver integrais de funções racionais,

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Curitiba Gerência de Ensino e Pesquisa Departamento Acadêmico de Matemática

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Curitiba Gerência de Ensino e Pesquisa Departamento Acadêmico de Matemática Miistério da Educação Uiversidade Tecológica Federal do Paraá Campus Curitiba Gerêcia de Esio e Pesquisa Departameto Acadêmico de Matemática Dispositivo Prático de Briot-Ruffii: Poliômios O Dispositivo

Leia mais

Projeto Jovem Nota 10 Polinômios Lista A Professor Marco Costa

Projeto Jovem Nota 10 Polinômios Lista A Professor Marco Costa 1 Projeto Jovem Nota 10 1. (Ufv 2000) Sabendo-se que o número complexo z=1+i é raiz do polinômio p(x)=2x +2x +x+a,calcule o valor de a. 2. (Ita 2003) Sejam a, b, c e d constantes reais. Sabendo que a divisão

Leia mais

Material Teórico - Módulo Equações do Segundo Grau. Equações de Segundo Grau: outros resultados importantes. Nono Ano do Ensino Funcamental

Material Teórico - Módulo Equações do Segundo Grau. Equações de Segundo Grau: outros resultados importantes. Nono Ano do Ensino Funcamental Material Teórico - Módulo Equações do Segundo Grau Equações de Segundo Grau: outros resultados importantes Nono Ano do Ensino Funcamental Autor: Prof. Fabrício Siqueira Benevides Revisor: Prof. Antonio

Leia mais

Erivaldo. Polinômios

Erivaldo. Polinômios Erivaldo Polinômios Polinômio ou Função Polinomial Definição: P(x) = a o + a 1.x + a 2.x 2 + a 3.x 3 +... + a n.x n a o, a 1, a 2, a 3,..., a n : Números complexos Exemplos: 1) f(x) = x 2 + 3x 7 2) P(x)

Leia mais

O DNA das equações algébricas

O DNA das equações algébricas Reforço escolar M ate mática O DNA das equações algébricas Dinâmica 3 3º Série 4º Bimestre DISCIPLINA SÉRIE CAMPO CONCEITO Aluno Matemática 3ª do Ensino Médio Algébrico-Simbólico Polinômios e Equações

Leia mais

Equações de 2º grau. Denomina-se equação do 2º grau na incógnita x, toda equação da forma: IR e

Equações de 2º grau. Denomina-se equação do 2º grau na incógnita x, toda equação da forma: IR e Equações de 2º grau Definições Denomina-se equação do 2º grau na incógnita x, toda equação da forma: ax 2 + bx + c = 0; a, b, c IR e Exemplo: x 2-5x + 6 = 0 é um equação do 2º grau com a = 1, b = -5 e

Leia mais

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 02 Licenciatura em Matemática Osasco -2010

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 02 Licenciatura em Matemática Osasco -2010 Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 0 Licenciatura em Matemática Osasco -010 Equações Polinomiais do primeiro grau Significado do termo Equação : As equações do primeiro grau são aquelas que podem

Leia mais

PARTE I EQUAÇÕES DE UMA VARIÁVEL REAL

PARTE I EQUAÇÕES DE UMA VARIÁVEL REAL PARTE I EQUAÇÕES DE UMA VARIÁVEL REAL. Introdução Considere f uma função, não constante, de uma variável real ou complexa, a equação f(x) = 0 será denominada equação de uma incógnita. EXEMPLO e x + senx

Leia mais

Apostila de Matemática 16 Polinômios

Apostila de Matemática 16 Polinômios Apostila de Matemática 16 Polinômios 1.0 Definições Expressão polinomial ou polinômio Expressão que obedece a esta forma: a n, a n-1, a n-2, a 2, a 1, a 0 Números complexos chamados de coeficientes. n

Leia mais

a é sempre o coeficiente de x²; b é sempre o coeficiente de x, c é o coeficiente ou termo independente.

a é sempre o coeficiente de x²; b é sempre o coeficiente de x, c é o coeficiente ou termo independente. Definições Denomina-se equação do 2º grau na incógnita x, toda equação da forma: ax 2 + bx + c = 0; a, b, c Exemplo: x 2-5x + 6 = 0 é um equação do 2º grau com a = 1, b = -5 e c = 6. 6x 2 - x - 1 = 0 é

Leia mais

Matemática 1 INTRODUÇÃO 1 TEOREMA DAS RAÍZES COMPLEXAS 3 TEOREMA DAS RAÍZES RACIONAIS 2 TEOREMA DAS RAÍZES IRRACIONAIS. Exercício Resolvido 2

Matemática 1 INTRODUÇÃO 1 TEOREMA DAS RAÍZES COMPLEXAS 3 TEOREMA DAS RAÍZES RACIONAIS 2 TEOREMA DAS RAÍZES IRRACIONAIS. Exercício Resolvido 2 Matemática Frente II CAPÍTULO 22 EQUAÇÕES POLINOMIAIS 1 INTRODUÇÃO Nos capítulos anteriores, durante o estudo de polinômios, já estudamos alguns teoremas que nos ajudam a encontrar as raízes de polinômios.

Leia mais

Matemática E Extensivo V. 6

Matemática E Extensivo V. 6 Etensivo V. 6 Eercícios ) a) P() é sempre igual à soma dos coeficientes de P(). b) P() é sempre igual ao termo independente de P(). c) P() é a raiz de P(), pois P() =. ) D a) P() = ³ + 7. ² 7. P() = +

Leia mais

Polinômios (B) 4 (C) 2 (D) 1 3 (E). 2

Polinômios (B) 4 (C) 2 (D) 1 3 (E). 2 Polinômios. (ITA 2005) No desenvolvimento de (ax 2 2bx + c + ) 5 obtém-se um polinômio p(x) cujos coeficientes somam 32. Se 0 e são raízes de p(x), então a soma a + b + c é igual a (A) 2 (B) 4 (C) 2 (D)

Leia mais

Revisão de Pré-Cálculo

Revisão de Pré-Cálculo Revisão de Pré-Cálculo EQUAÇÕES E POLINÔMIOS Prof. Dr. José Ricardo de Rezende Zeni Departamento de Matemática, FEG, UNESP Lc. Ismael Soares Madureira Júnior Guaratinguetá, SP, Outubro, 2016 Direitos reservados.

Leia mais

2. (Ita 2002) Com base no gráfico da função polinomial y = f(x) esboçado a seguir, responda qual é o resto da divisão de f(x) por (x - 1/2) (x 1).

2. (Ita 2002) Com base no gráfico da função polinomial y = f(x) esboçado a seguir, responda qual é o resto da divisão de f(x) por (x - 1/2) (x 1). 1 Projeto Jovem Nota 10 Polinômios Lista B Professor Marco Costa 1. (Fuvest 2002) As raízes do polinômio p(x) = x - 3x + m, onde m é um número real, estão em progressão aritmética. Determine a) o valor

Leia mais

AULA 01 (A) 9. (B) 1. (C) 0. (D) 7. (E) 10. (E) Se k 5 então axterá ( ) grau 1. (D) d(3) 4. (E) d(4) 12.

AULA 01 (A) 9. (B) 1. (C) 0. (D) 7. (E) 10. (E) Se k 5 então axterá ( ) grau 1. (D) d(3) 4. (E) d(4) 12. AULA 01 Observe cada um dos polinômios a seguir: x p( x) x 9x 4x x x 7 3 (I) 7 6 5 3 x 3x (II) mx ( ) 5 4 3 (III) n( x) 8x 3x 10x 3 6 Se organizarmos estes polinômios em ordem crescente de grau teremos

Leia mais

Equação do Segundo Grau

Equação do Segundo Grau Equação do Segundo Grau Denomina-se equação do 2 grau, qualquer sentença matemática que possa ser reduzida à forma ax 2 + bx + c = 0, onde x é a incógnita e a, b e c são números reais, com a 0. a, b e

Leia mais

EQUAÇÃO DO 2º GRAU. Prof. Patricia Caldana

EQUAÇÃO DO 2º GRAU. Prof. Patricia Caldana EQUAÇÃO DO 2º GRAU Prof. Patricia Caldana Uma equação é uma expressão matemática que possui em sua composição incógnitas, coeficientes, expoentes e um sinal de igualdade. As equações são caracterizadas

Leia mais

Cálculo Numérico / Métodos Numéricos. Solução de equações polinomiais Briot-Ruffini-Horner

Cálculo Numérico / Métodos Numéricos. Solução de equações polinomiais Briot-Ruffini-Horner Cálculo Numérico / Métodos Numéricos Solução de equações polinomiais Briot-Ruffini-Horner Equações Polinomiais p = x + + a ( x) ao + a1 n x n Com a i R, i = 0,1,, n e a n 0 para garantir que o polinômio

Leia mais

Primeira Lista de Exercícios

Primeira Lista de Exercícios Primeira Lista de Exercícios disciplina: Introdução à Teoria dos Números (ITN) curso: Licenciatura em Matemática professores: Marnei L. Mandler, Viviane M. Beuter Primeiro semestre de 2012 1. Determine

Leia mais

(UCSAL) Sejam os números reais x e y tais que 12 - x + (4 + y)i = y + xi. O conjugado do número complexo z = x + yi é:

(UCSAL) Sejam os números reais x e y tais que 12 - x + (4 + y)i = y + xi. O conjugado do número complexo z = x + yi é: APOSTILAS (ENEM) VOLUME COMPLETO Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) 4 VOLUMES APOSTILAS IMPRESSAS E DIGITAIS Questão 1 (UCSAL) Sejam os números reais x e y tais que 12 - x + (4 + y)i = y + xi. O conjugado

Leia mais

8. Calcular, para que o polinômio ( ) ( ) ( ) seja: a) do 3 grau b) do 2 grau c) 1 grau

8. Calcular, para que o polinômio ( ) ( ) ( ) seja: a) do 3 grau b) do 2 grau c) 1 grau 8. Calcular, para que o polinômio ( ) ( ) ( ) seja: a) do 3 grau b) do 2 grau c) 1 grau 9. Quais das seguintes funções são polinomiais? Justifique. a) ( ) b) ( ) c) ( ) d) ( ) e) ( ) 10. Sendo ( ), calcule:

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba Professor Gilmar Bornatto

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba Professor Gilmar Bornatto Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba 1. Para fazer uma caixa sem tampa com um único pedaço de papelão, utilizou-se um retângulo de 16 cm de largura por 30 cm

Leia mais

ITA º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

ITA º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR ITA - 2006 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Seja E um ponto externo a uma circunferência. Os segmentos e interceptam essa circunferência nos pontos B e A, e, C

Leia mais

Nota: Turma: MA 327 Álgebra Linear. Terceira Prova. Boa Prova! Primeiro Semestre de T o t a l

Nota: Turma: MA 327 Álgebra Linear. Terceira Prova. Boa Prova! Primeiro Semestre de T o t a l Turma: Nota: MA 327 Álgebra Linear Primeiro Semestre de 26 Terceira Prova Nome: RA: Questões Pontos Questão 1 Questão 2 Questão 3 Questão 4 Questão 5 T o t a l Boa Prova! Questão 1. 2. Pontos) Seja U um

Leia mais

Módulo de Equações do Segundo Grau. Relações entre coeficientes e raízes. Nono Ano

Módulo de Equações do Segundo Grau. Relações entre coeficientes e raízes. Nono Ano Módulo de Equações do Segundo Grau Relações entre coeficientes e raízes. Nono Ano Relações entre Coeficientes e Raízes. Exercícios Introdutórios Exercício. Fazendo as operações de soma e de produto entre

Leia mais

PLANO DE AULA POLINÔMIOS

PLANO DE AULA POLINÔMIOS Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Campus avançado Sombrio Curso de Licenciatura em Matemática PLANO DE AULA POLINÔMIOS 1 Identificação

Leia mais

CRITÉRIO DE EISENSTEIN. Marília Martins Cabral Orientador: Igor Lima

CRITÉRIO DE EISENSTEIN. Marília Martins Cabral Orientador: Igor Lima CRITÉRIO DE EISENSTEIN 1 Marília Martins Cabral Orientador: Igor Lima NOTAÇÕES a b a divide b. a b a não divide b x n a variável x elevado a potência n. a n coeficiente de x n 2 INTRODUÇÃO: POLINÔMIOS

Leia mais

Visite : e) ) (UFC) O coeficiente de x 3) 5 é: a) 30 b) 50 c) 100 d) 120 e) 180

Visite :  e) ) (UFC) O coeficiente de x 3) 5 é: a) 30 b) 50 c) 100 d) 120 e) 180 ) (ITA) Se P(x) é um polinômio do 5º grau que satisfaz as condições = P() = P() = P(3) = P(4) = P(5) e P(6) = 0, então temos: a) P(0) = 4 b) P(0) = 3 c) P(0) = 9 d) P(0) = e) N.D.A. ) (UFC) Seja P(x) um

Leia mais

Matemática & Raciocínio Lógico

Matemática & Raciocínio Lógico Matemática & Raciocínio Lógico para concursos Prof. Me. Jamur Silveira www.professorjamur.com.br facebook: Professor Jamur EQUAÇÕES EQUAÇÕES DE 1º GRAU (COM UMA VARIÁVEL) Equação é toda sentença matemática

Leia mais

EQUAÇÕES BIQUADRADAS

EQUAÇÕES BIQUADRADAS EQUAÇÕES BIQUADRADAS Acredito que só pelo nome dar pra você ter uma idéia de como seja uma equação biquadrada, Se um time é campeão duas vezes, dizemos ele é bicampeão, se uma equação é do grau quando

Leia mais

1 INTRODUÇÃO 3 PRODUTO 2 SOMA 4 DIVISÃO. 2.1 Diferença de polinômios. 4.1 Divisão Euclidiana. Matemática Polinômios

1 INTRODUÇÃO 3 PRODUTO 2 SOMA 4 DIVISÃO. 2.1 Diferença de polinômios. 4.1 Divisão Euclidiana. Matemática Polinômios Matemática Polinômios CAPÍTULO 02 OPERAÇÕES COM POLINÔMIOS 1 INTRODUÇÃO Como com qualquer outra função, podemos fazer operações de adição, subtração, multiplicação e divisão com polinômios. A soma e a

Leia mais

Álgebra Linear - 2 a lista de exercícios Prof. - Juliana Coelho

Álgebra Linear - 2 a lista de exercícios Prof. - Juliana Coelho Álgebra Linear - 2 a lista de exercícios Prof. - Juliana Coelho 1 - Verifique que os conjuntos V abaixo com as operações dadas não são espaços vetoriais explicitando a falha em alguma das propriedades.

Leia mais

Matemática Régis Cortes EQUAÇÕES DE GRAUS

Matemática Régis Cortes EQUAÇÕES DE GRAUS EQUAÇÕES DE 1 0 E 2 0 GRAUS 1 EQUAÇÃO DO 1º GRAU As equações do primeiro grau são aquelas que podem ser representadas sob a forma ax+b=0,em que a e b são constantes reais, com a diferente de 0, e x é a

Leia mais

Funções Polinomiais: uma visão analítica

Funções Polinomiais: uma visão analítica Funções Polinomiais: uma visão analítica Uma das principais razões pelas quais estamos interessados em estudar o gráfico de uma função é determinar o número e a localização (pelo menos aproximada) de seus

Leia mais

BANCO DE EXERCÍCIOS - 24 HORAS

BANCO DE EXERCÍCIOS - 24 HORAS BANCO DE EXERCÍCIOS - HORAS 9º ANO ESPECIALIZADO/CURSO ESCOLAS TÉCNICAS E MILITARES FOLHA Nº GABARITO COMENTADO ) A função será y,5x +, onde y (preço a ser pago) está em função de x (número de quilômetros

Leia mais

Apontamentos de Matemática 6.º ano

Apontamentos de Matemática 6.º ano Aplicação da decomposição de números em fatores primos para determinar o máximo divisor comum Exemplo: Determinar m. d. c. (60,36) 60 = 3 5 e 36 = 3 Qual é o maior número pelo qual podemos dividir 60 e

Leia mais

1 INTRODUÇÃO 3 RELAÇÕES DE GIRARD 2 SOMAS DE GIRARD. Exercício Resolvido 1. Matemática Polinômios CAPÍTULO 04 RELAÇÕES DE GIRARD

1 INTRODUÇÃO 3 RELAÇÕES DE GIRARD 2 SOMAS DE GIRARD. Exercício Resolvido 1. Matemática Polinômios CAPÍTULO 04 RELAÇÕES DE GIRARD Matemática Polinômios CAPÍTULO 04 RELAÇÕES DE GIRARD 1 INTRODUÇÃO Aprendemos, até agora, a resolver equações do primeiro e do segundo grau. Nossa meta, agora, é encontrar maneiras de resolver equações

Leia mais

SUMÁRIO FUNÇÕES POLINOMIAIS

SUMÁRIO FUNÇÕES POLINOMIAIS Curso de Pré Cálculo Dif. Int. I Aula 05 Ministrante Profª. Drª. Luciana Schreiner de Oliveira Material elaborado pelo Programa de Pré-Cálculo da Unicamp http://www.ime.unicamp.br/~chico/ma091/page14.html

Leia mais

ASSUNTO:POLINÔMIOS. a) Do 3º grau resp: m ±6 b) Do 2º grau resp: m=6 c) do 1 º grau m=-6

ASSUNTO:POLINÔMIOS. a) Do 3º grau resp: m ±6 b) Do 2º grau resp: m=6 c) do 1 º grau m=-6 ASSUNTO:POLINÔMIOS 1) Identifique as expressões abaixo que são polinômios: a) 3x 3-5x 2 +x-4 b) 5x -4 -x -2 +x-9 c) x 4-16 d)x 2 3 +2x+6 e) x 2 4 resp: a, c,d 2) Dado o polinômio P(x)= 2x 3-5x 2 +x-3.

Leia mais

MÓDULO 17. Radiciações e Equações. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA

MÓDULO 17. Radiciações e Equações. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA. Mostre que MÓDULO 7 Radiciações e Equações 3 + 8 5 + 3 8 5 é múltiplo de 4. 2. a) Escreva A + B como uma soma de radicais simples. b) Escreva

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 7. Curso de Álgebra - Nível 3. Miscelânea sobre raízes de polinômios II

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 7. Curso de Álgebra - Nível 3. Miscelânea sobre raízes de polinômios II Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Álgebra - Nível 3 Prof. Cícero Thiago / Prof. Marcelo Aula 7 Miscelânea sobre raízes de polinômios II Definição : Seja P(x) = a n x n +a n x n +...+a x+a 0 um polinômio

Leia mais

Polinômios. 2) (ITA-1962) Se x³+px+q é divisível por x²+ax+b e x²+rx+s, demonstrar que:

Polinômios. 2) (ITA-1962) Se x³+px+q é divisível por x²+ax+b e x²+rx+s, demonstrar que: Material by: Caio Guimarães Polinômios A seguir, apresento uma lista de vários exercícios propostos (com gabarito) sobre polinômios. Os exercícios são para complementar a vídeo-aula a respeito de polinômios

Leia mais

EXEMPLOS Resolva as equações em : 1) Temos uma equação completa onde a =3, b = -4 e c = 1. Se utilizarmos a fórmula famosa, teremos:

EXEMPLOS Resolva as equações em : 1) Temos uma equação completa onde a =3, b = -4 e c = 1. Se utilizarmos a fórmula famosa, teremos: EQUAÇÃO DE SEGUNDO GRAU INTRODUÇÃO Equação é uma igualdade onde há algum elemento desconhecido Como exemplo, podemos escrever Esta igualdade é uma equação já conhecida por você, pois é de primeiro grau

Leia mais

Módulo de Equações do Segundo Grau. Equações do Segundo Grau: Resultados Básicos. Nono Ano

Módulo de Equações do Segundo Grau. Equações do Segundo Grau: Resultados Básicos. Nono Ano Módulo de Equações do Segundo Grau Equações do Segundo Grau: Resultados Básicos. Nono Ano Equações do o grau: Resultados Básicos. 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. A equação ax + bx + c = 0, com

Leia mais

DIVISÃO DE POLINÔMIOS

DIVISÃO DE POLINÔMIOS DIVISÃO DE POLINÔMIOS Prof. Patricia Caldana A divisão de polinômios estrutura-se em um algoritmo, podemos enuncia-lo como sendo: A divisão de um polinômio D(x) por um polinômio não nulo E(x), de modo

Leia mais

Resolução: P(i) = 2. (i) 4 (i) 3 3(i) 2 + (i) + 5 = 2 + i + 3 + i + 5 = 10 + 2i. Resolução: Resolução:

Resolução: P(i) = 2. (i) 4 (i) 3 3(i) 2 + (i) + 5 = 2 + i + 3 + i + 5 = 10 + 2i. Resolução: Resolução: EXERCÍCIOS 01. Calcule o valor numérico de P(x) = 2x 4 x 3 3x 2 + x + 5 para x = i. P(i) = 2. (i) 4 (i) 3 3(i) 2 + (i) + 5 = 2 + i + 3 + i + 5 = 10 + 2i 02. Dado o polinômio P(x) = x 3 + kx 2 2x + 5, determine

Leia mais

Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se

Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se efetuar a divisão. Essas regras são chamadas de critérios

Leia mais

Como é possível afirmar que a sala ficou com 5,5 m de comprimento após a ampliação?

Como é possível afirmar que a sala ficou com 5,5 m de comprimento após a ampliação? EQUAÇÕES DO º GRAU CONTEÚDOS Equações do º grau Processo resolutivo de uma equação Discriminante de uma equação AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS Iniciaremos agora o estudo das equações do º grau com uma incógnita.

Leia mais

Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F.

Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F. Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F. Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1.

Leia mais

FICHA DE TRABALHO N.º 4 MATEMÁTICA A - 10.º ANO POLINÓMIOS

FICHA DE TRABALHO N.º 4 MATEMÁTICA A - 10.º ANO POLINÓMIOS FICHA DE TRABALHO N.º 4 MATEMÁTICA A - 10.º ANO POLINÓMIOS Conhece a Matemática e dominarás o Mundo. Galileu Galilei GRUPO I ITENS DE ESCOLHA MÚLTIPLA 1. Na figura está representado um paralelepípedo ABCDEFGH.

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Mat Polinômios e Matrizes

Exercícios de Aprofundamento Mat Polinômios e Matrizes . (Unicamp 05) Considere a matriz A A e A é invertível, então a) a e b. b) a e b 0. c) a 0 e b 0. d) a 0 e b. a 0 A, b onde a e b são números reais. Se. (Espcex (Aman) 05) O polinômio q(x) x x deixa resto

Leia mais

O problema proposto possui alguma solução? Se sim, quantas e quais são elas?

O problema proposto possui alguma solução? Se sim, quantas e quais são elas? PROVA PARA OS ALUNOS DE 3º ANO DO ENSINO MÉDIO 1) Considere o seguinte problema: Vitor ganhou R$ 3,20 de seu pai em moedas de 5 centavos, 10 centavos e 25 centavos. Se recebeu um total de 50 moedas, quantas

Leia mais

Raízes quadrada e cúbica de um polinômio

Raízes quadrada e cúbica de um polinômio Raízes quadrada e cúbica de um polinômio Lenimar Nunes de Andrade UFPB - João Pessoa, PB 1 de abril de 2011 1 Raiz quadrada de um polinômio Consideremos p(x) e r(x) polinômios tais que (r(x)) 2 = p(x).

Leia mais

Um polinômio com coeficientes racionais é uma escrita formal

Um polinômio com coeficientes racionais é uma escrita formal Polinômios. Um polinômio com coeficientes racionais é uma escrita formal P (X) = a i X i = a 0 + a 1 X + a 2 X 2 +... + a n X n onde a i Q para todo i {0, 1,..., n}. Isso nos dá uma função f : N Q definida

Leia mais

Polinômios irredutíveis

Polinômios irredutíveis Polinômios irredutíveis Sérgio Tadao Martins 23 de janeiro de 2009 1 Introdução: polinômios em uma variável Um polinômio de grau n em uma variável x é uma expressão da forma p(x) = a 0 + a 1 x + a 2 x

Leia mais

TEMA 2 PROPRIEDADES DE ORDEM NO CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS

TEMA 2 PROPRIEDADES DE ORDEM NO CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS TEMA 2 PROPRIEDADES DE ORDEM NO CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS O conjunto dos números reais,, que possui as seguintes propriedades:, possui uma relação menor ou igual, denotada por O1: Propriedade Reflexiva:

Leia mais

Matemática E Extensivo V. 8

Matemática E Extensivo V. 8 Matemática E Etensivo V. 8 Eercícios ) 5 Sejam r, r e r 3 as raizes da equação 3 + 3 7 =. Logo r + r + r 3 = b a = ( ) = 5 ) Sejam r, r, r 3 e r as raizes da equação 3 5 3 + 8 = Logo r. r. r = c a = 3

Leia mais

Capítulo 1: Fração e Potenciação

Capítulo 1: Fração e Potenciação 1 Capítulo 1: Fração e Potenciação 1.1. Fração Fração é uma forma de expressar uma quantidade sobre o todo. De início, dividimos o todo em n partes iguais e, em seguida, reunimos um número m dessas partes.

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. ENQ Gabarito. a(x x 0) = b(y 0 y).

MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. ENQ Gabarito. a(x x 0) = b(y 0 y). MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL ENQ 016.1 Gabarito Questão 01 [ 1,00 ::: (a)=0,50; (b)=0,50 ] (a) Seja x 0, y 0 uma solução da equação diofantina ax + by = c, onde a, b são inteiros

Leia mais

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos Unidade I MATEMÁTICA Prof. Celso Ribeiro Campos Números reais Três noções básicas são consideradas primitivas, isto é, são aceitas sem a necessidade de definição. São elas: a) Conjunto. b) Elemento. c)

Leia mais

Objetivos. Compreender o Teorema Fundamental da Álgebra.

Objetivos. Compreender o Teorema Fundamental da Álgebra. MÓDULO 3 - AULA 6 Aula 6 Fatoração em R[x] Objetivos Compreender o Teorema Fundamental da Álgebra. Relacionar uma raiz β complexa não-real de um polinômio em R[x] com a sua divisibilidade por x 2 (β +

Leia mais

Fácil e Poderoso. Dinâmica 1. 3ª Série 4º Bimestre. DISCIPLINA Série CAMPO CONCEITO. Matemática 3ª do Ensino Médio Algébrico-Simbólico

Fácil e Poderoso. Dinâmica 1. 3ª Série 4º Bimestre. DISCIPLINA Série CAMPO CONCEITO. Matemática 3ª do Ensino Médio Algébrico-Simbólico Fácil e Reforço escolar M ate mática Poderoso Dinâmica 1 3ª Série 4º Bimestre DISCIPLINA Série CAMPO CONCEITO Professor Matemática 3ª do Ensino Médio Algébrico-Simbólico DINÂMICA Fácil e poderoso. Polinômios

Leia mais

Anéis quocientes k[x]/i

Anéis quocientes k[x]/i META: Determinar as possíveis estruturas definidas sobre o conjunto das classes residuais do quociente entre o anel de polinômios e seus ideais. OBJETIVOS: Ao final da aula o aluno deverá ser capaz de:

Leia mais

Matemática PROFESSOR: Francisco Monteiro OBJETIVO GERAL

Matemática PROFESSOR: Francisco Monteiro OBJETIVO GERAL ANO DE ESCOLARIDADE: 8º ano (A e B matutino e A vespertino) DISCIPLINA: Matemática PROFESSOR: Francisco Monteiro OBJETIVO GERAL Resolver situações-problema, construindo estratégias e fazendo uso de diversas

Leia mais

Conteúdo. 2 Polinômios Introdução Operações... 13

Conteúdo. 2 Polinômios Introdução Operações... 13 Conteúdo 1 Conjunto dos números complexos 1 1.1 Introdução.......................................... 1 1.2 Operações (na forma algébrica).............................. 2 1.3 Conjugado..........................................

Leia mais

Aula: Equações polinomiais

Aula: Equações polinomiais Aula: Equações polinomiais Turma 1 e 2 Data: 05/09/2012-12/09/2012 Tópicos Equações polinomiais. Teorema fundamental da álgebra. Raízes reais e complexas. Fatoração e multiplicação de raízes. Relações

Leia mais

CURSO DE MATEMÁTICA BÁSICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL CENTRO DE ENGENHARIA DA MOBILIDADE

CURSO DE MATEMÁTICA BÁSICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL CENTRO DE ENGENHARIA DA MOBILIDADE CURSO DE MATEMÁTICA BÁSICA Funções polinomiais Logaritmo Aula 03 Funções Polinomiais Introdução: Polinômio Para a sucessão de termos comcom, um polinômio de grau n possui a seguinte forma : Ex : Funções

Leia mais

Equações Diferenciais de Segunda Ordem. Copyright Cengage Learning. Todos os direitos reservados.

Equações Diferenciais de Segunda Ordem. Copyright Cengage Learning. Todos os direitos reservados. 17 Equações Diferenciais de Segunda Ordem Copyright Cengage Learning. Todos os direitos reservados. 17.2 Equações Lineares Não Homogêneas Copyright Cengage Learning. Todos os direitos reservados. Equações

Leia mais

Lista de exercícios: Polinômios e Equações Algébricas Problemas Gerais Prof ºFernandinho. Questões:

Lista de exercícios: Polinômios e Equações Algébricas Problemas Gerais Prof ºFernandinho. Questões: Lista de eercícios: Polinômios e Equações Algébricas Problemas Gerais Prof ºFernandinho Questões: 0.(GV) Num polinômio P() do terceiro grau, o coeficiente de P() = 0, calcule o valor de P( ). é. Sabendo-se

Leia mais

Teoremas e Propriedades Operatórias

Teoremas e Propriedades Operatórias Capítulo 10 Teoremas e Propriedades Operatórias Como vimos no capítulo anterior, mesmo que nossa habilidade no cálculo de ites seja bastante boa, utilizar diretamente a definição para calcular derivadas

Leia mais

Resumo: Nestas notas faremos um breve estudo sobre as principais propriedades. mínimos, gráficos e algumas aplicações simples.

Resumo: Nestas notas faremos um breve estudo sobre as principais propriedades. mínimos, gráficos e algumas aplicações simples. Universidade Estadual de Maringá - Departamento de Matemática Cálculo Diferencial e Integral: um KIT de Sobrevivência c Publicação Eletrônica do KIT http://www.dma.uem.br/kit Equação quadrática Prof. Doherty

Leia mais

8º ANO. Lista extra de exercícios

8º ANO. Lista extra de exercícios 8º ANO Lista extra de exercícios . Determine os valores de x que tornam as equações a seguir verdadeiras. a) (x + 4)(x ) = 0 b) (x + 6)(x ) = 0 c) (x + )(6x 9) = 0 d) 4x(x ) = 0 e) 7x(x ) = 0. Determine

Leia mais

Projeto Jovem Nota 10 Polinômios Lista C Professor Marco Costa

Projeto Jovem Nota 10 Polinômios Lista C Professor Marco Costa 1 1. (Fuvest 97) Suponha que o polinômio do 3 grau P(x) = x + x + mx + n, onde m e n são números reais, seja divisível por x - 1. a) Determine n em função de m. b) Determine m para que P(x) admita raiz

Leia mais

2004/2005 PROBLEMAS. (c) Se ainda restarem raízes complexas, reduza o polinómio e calcule essas raízes pela fórmula resolvente.

2004/2005 PROBLEMAS. (c) Se ainda restarem raízes complexas, reduza o polinómio e calcule essas raízes pela fórmula resolvente. Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Análise Numérica 2004/2005 Raízes de Polinómios PROBLEMAS 1 Considere o polinómio P (x) =x x +1. (a) Quantas raízes reais (positivas e negativas)

Leia mais

a) Falsa. Por exemplo, para n = 2, temos 3n = 3 2 = 6, ou seja, um número par.

a) Falsa. Por exemplo, para n = 2, temos 3n = 3 2 = 6, ou seja, um número par. Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 01 a) Falsa. Por exemplo, para n =, temos 3n = 3 = 6, ou seja, um número par. b) Verdadeira. Por exemplo, para n = 1, temos n = 1 =, ou seja, um

Leia mais

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 06 Licenciatura em Matemática Osasco ou x > 3

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 06 Licenciatura em Matemática Osasco ou x > 3 1. Inequações Uma inequação é uma expressão algébrica dada por uma desigualdade. Por exemplo: 3x 5 < 1 ou 2x+1 2 > 5x 7 3 ou x 1 2 + 2 > 3 Resolver a inequação significa encontrar os intervalos de números

Leia mais