Professor conteudista: Renato Zanini

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Professor conteudista: Renato Zanini"

Transcrição

1 Matemática Básica

2 Professor conteudista: Renato Zanini

3 Sumário Matemática Básica Unidade I 1 OS NÚMEROS REAIS: REPRESENTAÇÕES E OPERAÇÕES... EXPRESSÕES LITERAIS E SUAS OPERAÇÕES RESOLVENDO EQUAÇÕES RESOLVENDO INEQUAÇÕES...13 REGRA DE TRÊS SIMPLES: RELAÇÃO DIRETA E INVERSA ENTRE GRANDEZAS PORCENTAGEM: CONCEITOS FUNDAMENTAIS...19 Unidade II 7 FUNÇÕES MATEMÁTICAS E SUAS REPRESENTAÇÕES... 8 FUNÇÃO DO 1º GRAU... 9 FUNÇÃO DO º GRAU SISTEMA DE EQUAÇÕES (PONTO DE INTERSEÇÃO)...3

4

5 MATEMÁTICA BÁSICA Unidade I APRESENTAÇÃO Caro aluno, 1 0 Sua visitação por conteúdos matemáticos já estudados no Ensino Fundamental e Médio contemplará o objetivo geral da disciplina Matemática Básica que, por sua vez, deseja capacitá-lo na operação com formulações e modelos matemáticos, no desenvolvimento do raciocínio lógico, espírito de investigação e habilidade em solucionar problemas, além de fazê-lo se familiarizar com símbolos, métodos e técnicas matemáticas que ajudem a estimular, organizar o pensamento e, portanto, oferecer ferramentas necessárias para futuras aplicações da matemática nas diferentes áreas profissionais. O material apresentado a seguir está dividido em duas partes. Primeiramente, estudaremos os conjuntos numéricos, suas operações e a resolução de equações e inequações, além de algumas aplicações utilizando regra de três simples e números percentuais. Em seguida, na segunda parte, abordaremos o conceito de Função e suas representações. Os conteúdos estão apresentados de forma didática e por meio de exemplos. Sugere-se, como complemento de estudo, a utilização de outras bibliografias. Observação: durante as aulas (estudos e provas), se for necessário, utilize apenas uma simples calculadora para facilitar os cálculos. 1

6 Unidade I 1 OS NÚMEROS REAIS: REPRESENTAÇÕES E OPERAÇÕES Representações Os números que utilizamos diariamente em nossa vida são organizados por meio de conjuntos. Veja: conjunto dos números naturais: N = {0; 1; ; 3; 4;...}; conjunto dos números inteiros (Z): o conjunto dos números inteiros é formado por todos os elementos do conjunto dos números naturais (números inteiros positivos) e também por todos os números inteiros negativos: Z = {...; 4; 3; ; 1; 0; 1; ; 3; 4;...}; conjunto dos números racionais (Q): um número racional é representado por meio de uma fração. Por exemplo: 1 3 ; ; 3 ; ; ; 1 ; 1 ; 1 ; 3 ;. 9 1 Toda fração pode ser representada de outra maneira se dividirmos o seu numerador pelo seu denominador. Observe os exemplos abaixo: 1 = 1: = 0, 3 = 3: 4 = 0, = 3: = 1, = : 1= 1 8 = 8: 1 = = 1: 3 = 0, (dízima periódica) 7 = 7: 9 = 0, (dízima periódica) 9

7 MATEMÁTICA BÁSICA Portanto, podemos dizer que o conjunto dos números racionais (Q) é formado pelo conjunto dos números inteiros (que podem ser representados na forma de fração) e também por números não inteiros que, necessariamente, são representados por meio de frações e de números decimais; conjunto dos números irracionais (Ir): o conjunto dos números irracionais é formado por números que não se podem expressar como quocientes de dois números inteiros, ou seja, não se podem expressar por meio de fração. Por exemplo: se a raiz quadrada de um número natural não for inteira, é irracional. Logo, são irracionais, 3,, 7, 8, e outros. Tais números são representados por dízimas infinitas e não periódicas. Veja: 1 = 1, = 1, =, ; conjuntos dos números reais (R): reunindo o conjunto dos números irracionais (Ir) e o conjunto dos números racionais (Q), obtemos o conjunto dos números reais (R). A representação dos números reais na reta numérica: Reais Observação: vale lembrar que, entre dois números reais inteiros, existem infinitos outros números reais. Operações relembrando através de exemplos Multiplicação e Divisão em primeiro lugar: +. 7 = + 3 = 37 1 : 3 = = 3

8 Unidade I Distributiva: 3. (4 + 6) = = = 30. ( 6) =. +. ( 6) = 0 30 = 0 Os sinais: 7 4 = = = 3 ( 7). ( 4) = +8 ( 7). (+4) = 8 7. ( 4) = 8 ( 7) : ( 4) = +1,7 ( 7) : (+4) = 1,7 7 : ( 4) = 1,7 Potências: =. = 0. =. (.) =.0 = 00 ( ) = ( ). ( ) = 0 = (. ) = 0 3 =.. = 1 ( ) 3 = ( ). ( ). ( ) = / = 9 = 3 Frações e representações decimais: 7 + = = 7: 3 =, , = + = = : 4 = 1,

9 MATEMÁTICA BÁSICA (Obs.: a fração ½ é equivalente à fração /4) = = = 8: 1 = 0, , : = 6 3 = 6 = 1 (Obs.: multiplica-se a primeira fração pela inversa da segunda) As raízes: 8. = 16 = 4 8 : = 4 = 8 +,83 + 1,41 4,4 (Obs.: 8 + ) 8,83 1,41 1,4 (Obs.: 8 6) ( 8) = =. 3. 1,73 3,46 Subconjuntos de R Interpretando a simbologia: A = {x R x > 3} Quais são os elementos do conjunto A? Resp.: elementos x pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que x são elementos reais maiores que 3. B? B = {x R x } Quais são os elementos do conjunto Resp.: elementos x pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que x são elementos reais menores ou iguais a.

10 Unidade I C = {x R 8 < x < 3} Quais são os elementos do conjunto C? Resp.: elementos x pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que x são elementos reais maiores que 8 (pois -8 < x) e menores que 3 (pois x < 3), ou seja, elementos reais que estão entre os números 8 e 3. EXPRESSÕES LITERAIS E SUAS OPERAÇÕES Utilizamos as letras para representar ou traduzir, em linguagem matemática, as operações estudadas em aritmética. Tais representações são ferramentas muito úteis na resolução de problemas. Para relembrar: valor numérico de expressões literais: Considere: y = x + x Qual o valor de y quando x =? Resp.: y = () +.() = = 8 1 Considere: p = m3 4m + 3m + Qual o valor de p quando m = 3? Resp.: p = (3) 3 4.(3) + 3.(3) + = 7 4.(9) = = operações com expressões literais: x. x = x 0 x + x = x (b + 3c a) + (3a 4b c) = b + 3c a + 3a 4b c = b + c + a (6x + 1y) = 6x 1y 6

11 MATEMÁTICA BÁSICA ( x + 3y) = + x 3y (9x + 1y) (6x + 1y) = 9x + 1y 6x 1y = 3x + 3y (3c). ( 4c) = 1c.(3x + 4y) = 6x + 8y 3c. (4c c ) = 1c 6c 3 (x + 3y).(x 3y) = x 6xy + 1xy 9y = x + 9xy 9y (1x 3 ) : (3x) = 4x produtos notáveis: (a + b) = (a + b).(a + b) = a + ab + ab + b = a + ab + b (a b) = (a b).(a b) = a ab ab + b = a ab + b (a + b).(a b) = a ab + ab b = a b 3 RESOLVENDO EQUAÇÕES As equações são igualdades envolvendo expressões literais. Por meio da resolução de uma equação, pode-se encontrar um valor desconhecido. Veja: 1 Exemplo 1: y + 6 = (Vamos encontrar y ) y = 6 y = 4 0 y = y = 4 7

12 Unidade I Exemplo : x + 3 = x + 6 (Vamos encontrar x ) x = x x = x + 3 x x = x x + 3 3x = x = x = Exemplo 3: m + 3 = 4m + 6 (Vamos encontrar m ) m = 4m m = 4m + 3 m 4m = 4m 4m + 3 6m = m = m = = = 0, 6 8

13 MATEMÁTICA BÁSICA Exemplo 4: 14 = p + 3 (Vamos encontrar p ) 14 3 = p = p 11 = p,=p Exemplo :.(3t + ) = 4.(t 3) (Vamos encontrar t ) 6t + = 4t 1 6t + = 4t 1 6t = 4t 6t 4t = 4t 4t t = t = 1 t = 11 Exemplo 6: 4n + = 0 (Vamos encontrar n ) 4n + = 0 9

14 Unidade I 4n = 4 4 n = 4 n = = =, 4 Exemplo 7 (Equação do º grau): x 6x = (Vamos encontrar x ) x 6x + = + x 6x + = 0 a = 1 b = 6 c = + = b 4.a.c = ( 6) 4.(1).() = 36 0 = 16 b x = + a ( ) + ( ) x = ( ) ( ) x " = = + 4 = = 6 = 4 = = 1 Exemplo 8 (Equação do º grau): 1 x 9 = 0 (Vamos encontrar x ) a = 1 b = 0 c = 9

15 MATEMÁTICA BÁSICA = b 4.a.c = (0) 4.(1).( 9) = = 36 b x = + a 0 36 ( x = ) + ( 1) 0 36 ( x " = ) ( 1) = = = 3 = 0 6 = 6 = 3 Exemplo 9 (Equação do º grau): x + x = 0 (Vamos encontrar x ) a = b = 1 c = 0 = b 4.a.c = (1) 4.().(0) = 1 0 = 1 b x = + a ( x = ) + ( ) 1 1 = = = ( x " = ) ( ) 1 1 = 1 1 = =

16 Unidade I As equações são ferramentas auxiliares na resolução de vários problemas envolvendo a matemática e o cotidiano. Por exemplo: a) A soma de nossas idades atualmente é 4. Calcule-as, sabendo que sou 7 anos mais velho do que você. Resolução: Seja: x...minha idade atual e x 7...sua idade atual. x + (x 7) = 4 x + x 7 = 4 x 7 = 4 x = x = x = x = 6 1 Portanto, a minha idade atual é 6 anos e a sua idade atual é 6 7 = 19 anos. b) A relação entre o preço de venda e a quantidade vendida de um produto é dada pela equação: Q = 0 4p. Determinar a quantidade de produtos vendidos para p = R$ 1,00. Resolução: 0 Q = 0 4p 1

17 MATEMÁTICA BÁSICA Q = 0 4.(1) Q = 0 60 = 40 unidades do produto. c) A relação entre o preço de venda e a quantidade vendida de um produto é dada pela equação: Q = 0 4p. Determinar o preço p correspondente a 0 unidades de produtos vendidos. Q = 0 4p 0 = 0 4p 0 0 = 0 0 4p 0 = 4p 0 = 4p 4 4 R$ 1,0 = p. 4 RESOLVENDO INEQUAÇÕES 1 As inequações são desigualdades envolvendo expressões literais. Por meio da resolução de uma inequação, podem-se encontrar infinitos valores que satisfazem a uma determinada condição matemática. Os símbolos utilizados nas desigualdades são: > (maior), < (menor), (maior ou igual), (menor ou igual). Exemplo 1: y + 6 > 0 y > 6 y > 4 13

18 Unidade I y > 4 y > ou seja {y R y > } Solução desta inequação: elementos y pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que y são elementos reais maiores que. Exemplo : x + 3 < x + 6 x < x x < x + 3 x x < x x + 3 3x < x < 3 3 x < 1 ou seja {x R x < 1} Solução desta inequação: elementos x pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que x são elementos reais menores que 1. 1 Exemplo 3: m + 3 4m + 6 (Vamos encontrar m ) m m m 4m + 3 m 4m 4m 4m

19 MATEMÁTICA BÁSICA 6m +3 Atenção: é necessário tornar 6m um termo positivo. Por isso, neste caso, dividem-se os dois membros da inequação por 6. 6m > Então, troca-se o sinal por m 3 6 m 1 = 0, m 0, ou seja {m R m 0,} Solução desta inequação: elementos m pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que m são elementos reais menores ou iguais a 0,. Exemplo 4: 14 p p p 11 p, p ou p, Atenção: os sinais ou são invertidos sempre que os membros são trocados. 1 {p R p,} 1

20 Unidade I Solução desta inequação: elementos p pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que p são elementos reais maiores ou iguais a,. Exemplo : 4n + > 0 4n + > 0 4n > 4 n > 4 4 n > = =, n > n >, ou seja {n R n >,} Solução desta inequação: elementos n pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que n são elementos reais maiores que,. Dica importante: Vale observar que, por exemplo, a equação 14 = p + 3 pode ser escrita, também, como p + 3 = 14. Afinal, trata-se de uma igualdade. 1 Já nas desigualdades: Exemplo: a inequação 14 > p + 3 não pode ser escrita como p + 3 > 14, mas sim como p + 3 < 14. Pois, por exemplo, se 1 <, então > 1. 16

21 MATEMÁTICA BÁSICA As inequações, assim como as equações, também são ferramentas auxiliares na resolução de vários problemas envolvendo a matemática e o cotidiano. Por exemplo: a relação entre o preço de venda e a quantidade vendida de um produto é dada pela equação: Q = 90 p. Determinar os valores de p para os quais a quantidade vendida seja de, no mínimo, 40 unidades: Resolução: Q p p p 0 p 0 p 1 Resposta: para que a quantidade de produtos vendidos seja de, no mínimo, 40 unidades, os preços devem ser menores ou iguais a R$,00. 0 REGRA DE TRÊS SIMPLES: RELAÇÃO DIRETA E INVERSA ENTRE GRANDEZAS Exemplo 1 (situação de proporcionalidade direta) Uma empresa acredita que, diminuindo R$ 1,00 no preço de determinado produto, as vendas aumentam cerca de 0 unidades. Suponha que a relação entre o preço do produto e a quantidade vendida seja diretamente proporcional. Neste caso, 17

22 Unidade I uma redução de R$ 18,00 no preço do produto acarretará um aumento na quantidade vendida de: Resolução: R$ 1,00 de redução no preço do produto 0 unidades no aumento de vendas R$ 18,00 de redução no preço do produto? Espera-se que, neste caso, ao aumentarmos a redução no preço do produto, aumentem-se, também, as vendas do mesmo. Trata-se, portanto, de grandezas diretamente proporcionais. Veja: R$ 1,00 0 R$ 18,00 x 1. x = x = x = = 1 30 unidades no aumento de vendas 0 Resposta: quando aumentamos a redução do preço do produto de R$ 1,00 para R$ 18,00, obtemos um aumento nas vendas de 0 unidades para 30 unidades. Exemplo (situação de proporcionalidade inversa) Com 4 pedreiros trabalhando, um muro é construído em 1 dias. Em quantos dias 6 pedreiros construiriam o mesmo muro trabalhando no mesmo ritmo? 18

23 MATEMÁTICA BÁSICA Resolução: 4 pedreiros trabalhando 1 dias de construção 6 pedreiros trabalhando??? Espera-se que, neste caso, ao aumentarmos o número de trabalhadores, o tempo de serviço diminua x Atenção: para tanto, devemos manter uma razão e inverter a outra. Veja: 4 x x = x = x = = dias de serviço 6 Resposta: quando aumentamos o número de trabalhadores de 4 para 6, obtemos uma diminuição no tempo de trabalho de 1 para dias. 6 PORCENTAGEM: CONCEITOS FUNDAMENTAIS Exemplos: a) 1% de

24 Unidade I 0, = 600 b) Salário de R$.300,00 acrescido de 6% de aumento , = = R$.438,00 ou ,06 = R$.438,00 c) Preço de um produto, no valor de R$ 4,00, com desconto de % = 4 4, = R$ 490,0 ou 4. 0,90 = R$ 490,0 d) O salário de um empregado, em janeiro de 0, era de R$.00,00. Se o índice de aumento de salário, deste mesmo mês, em relação a dezembro de 009 foi de 13%, qual o salário real desse empregado em dezembro de 009? 1 x = salário do empregado 1,13. x = x = = R$. 1, , 0 e) A comissão recebida mensalmente por um vendedor é igual a % de seu salário-base. Em determinado mês, foram acrescidos R$ 10,00 à comissão do vendedor. Assim, o valor total da comissão passou a ser igual a % de seu salário-base. Determine, a partir dessas informações, o valor do salário-base do vendedor: 0

25 MATEMÁTICA BÁSICA x = salário-base do vendedor 0,. x + 10 = 0,. x ou seja, R$ 10,00 corresponde a 1% do salário do vendedor. Então, podemos utilizar uma regra de três simples para resolver o problema: 10 1% x 0% 1. x = x = x = = R$ 800,

Professor conteudista: Renato Zanini

Professor conteudista: Renato Zanini Matemática Professor conteudista: Renato Zanini Sumário Matemática Unidade I 1 OS NÚMEROS REAIS: REPRESENTAÇÕES E OPERAÇÕES... EXPRESSÕES LITERAIS E SUAS OPERAÇÕES...6 3 RESOLVENDO EQUAÇÕES...7 4 RESOLVENDO

Leia mais

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos

Unidade I MATEMÁTICA. Prof. Celso Ribeiro Campos Unidade I MATEMÁTICA Prof. Celso Ribeiro Campos Números reais Três noções básicas são consideradas primitivas, isto é, são aceitas sem a necessidade de definição. São elas: a) Conjunto. b) Elemento. c)

Leia mais

Conjuntos Numéricos Conjunto dos números naturais

Conjuntos Numéricos Conjunto dos números naturais Conjuntos Numéricos Conjunto dos números naturais É indicado por Subconjuntos de : N N e representado desta forma: N N 0,1,2,3,4,5,6,... - conjunto dos números naturais não nulos. P 0,2,4,6,8,... - conjunto

Leia mais

araribá matemática Quadro de conteúdos e objetivos Quadro de conteúdos e objetivos Unidade 1 Números inteiros adição e subtração

araribá matemática Quadro de conteúdos e objetivos Quadro de conteúdos e objetivos Unidade 1 Números inteiros adição e subtração Unidade 1 Números inteiros adição e subtração 1. Números positivos e números negativos Reconhecer o uso de números negativos e positivos no dia a dia. 2. Conjunto dos números inteiros 3. Módulo ou valor

Leia mais

CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS. Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos

CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS. Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos CONJUNTO DOS NÚMEROS REAIS NÚMEROS RACIONAIS Apostila do 8º ano Números Reais Apostila I Bimestre 8º anos Numero racional é todo o numero que pode ser escrito na forma a/b (com b diferente de zero) : a)

Leia mais

7. Subtração de números inteiros Adição algébrica de números inteiros 31 Expressões numéricas com adição algébrica 33

7. Subtração de números inteiros Adição algébrica de números inteiros 31 Expressões numéricas com adição algébrica 33 Sumário CAPÍTULO 1 Os números inteiros 1. A necessidade de outros números 11 2. Representação dos números inteiros na reta numérica 14 3. Valor absoluto ou módulo de um número inteiro 15 4. Números inteiros

Leia mais

CÁLCULO I. 1 Número Reais. Objetivos da Aula

CÁLCULO I. 1 Número Reais. Objetivos da Aula CÁLCULO I Prof. Edilson Neri Júnior Prof. André Almeida EMENTA: Conceitos introdutórios de limite, limites trigonométricos, funções contínuas, derivada e aplicações. Noções introdutórias sobre a integral

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente

Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas. Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente Material Teórico - Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas Números Irracionais e Reais Oitavo Ano Prof. Ulisses Lima Parente 1 Os números irracionais Ao longo deste módulo, vimos que a representação

Leia mais

Matemática PROFESSOR: Francisco Monteiro OBJETIVO GERAL

Matemática PROFESSOR: Francisco Monteiro OBJETIVO GERAL ANO DE ESCOLARIDADE: 8º ano (A e B matutino e A vespertino) DISCIPLINA: Matemática PROFESSOR: Francisco Monteiro OBJETIVO GERAL Resolver situações-problema, construindo estratégias e fazendo uso de diversas

Leia mais

Planejamento Anual. Componente Curricular: Matemática Ano: 7º ano Ano Letivo: Professor(s): Eni e Patrícia

Planejamento Anual. Componente Curricular: Matemática Ano: 7º ano Ano Letivo: Professor(s): Eni e Patrícia Planejamento Anual Componente Curricular: Matemática Ano: 7º ano Ano Letivo: 2016 Professor(s): Eni e Patrícia OBJETIVO GERAL Desenvolver e aprimorar estruturas cognitivas de interpretação, análise, síntese,

Leia mais

Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Fundamental

Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Fundamental Matemática EF Matriz de Referência da área de Matemática Ensino Fundamental C1 Utilizar o conhecimento numérico para operar e construir argumentos ao interpretar situações que envolvam informações quantitativas.

Leia mais

MATEMÁTICA - 8.º Ano. Ana Soares ) Catarina Coimbra

MATEMÁTICA - 8.º Ano. Ana Soares ) Catarina Coimbra Salesianos de Mogofores - 2016/2017 MATEMÁTICA - 8.º Ano Ana Soares (ana.soares@mogofores.salesianos.pt ) Catarina Coimbra (catarina.coimbra@mogofores.salesianos.pt ) Rota de aprendizage m por Projetos

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 MATEMÁTICA (2º ciclo)

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 MATEMÁTICA (2º ciclo) (2º ciclo) 5º ano Operações e Medida Tratamento de Dados Efetuar com números racionais não negativos. Resolver problemas de vários passos envolvendo com números racionais representados por frações, dízimas,

Leia mais

Chama-se conjunto dos números naturais símbolo N o conjunto formado pelos números. OBS: De um modo geral, se A é um conjunto numérico qualquer, tem-se

Chama-se conjunto dos números naturais símbolo N o conjunto formado pelos números. OBS: De um modo geral, se A é um conjunto numérico qualquer, tem-se UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos Prof.:

Leia mais

1ª Ana e Eduardo. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

1ª Ana e Eduardo. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Matemática 1ª Ana e Eduardo 8º Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Competência 1 Foco: Leitura Compreender e utilizar textos, selecionando dados, tirando conclusões, estabelecendo relações,

Leia mais

Podemos concluir que o surgimento do número fracionário veio da necessidade de representar quantidades menores que inteiros, por exemplo, 1 bolo é um

Podemos concluir que o surgimento do número fracionário veio da necessidade de representar quantidades menores que inteiros, por exemplo, 1 bolo é um FRAÇÕES Podemos concluir que o surgimento do número fracionário veio da necessidade de representar quantidades menores que inteiros, por exemplo, 1 bolo é um inteiro, mas se comermos um pedaço, qual seria

Leia mais

CURSO PRF 2017 MATEMÁTICA

CURSO PRF 2017 MATEMÁTICA AULA 001 1 MATEMÁTICA PROFESSOR AULA 001 MATEMÁTICA DAVIDSON VICTOR 2 AULA 01 - CONJUNTOS NUMÉRICOS CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS É o primeiro e o mais básico de todos os conjuntos numéricos. Pertencem

Leia mais

MATEMÁTICA APLICADA. Portanto, o preço do produto, nessa situação, varia entre 0 e R$ 5,00. 0 < P < R$ 5,00. Ao admitirmos P > 0, ocorre:

MATEMÁTICA APLICADA. Portanto, o preço do produto, nessa situação, varia entre 0 e R$ 5,00. 0 < P < R$ 5,00. Ao admitirmos P > 0, ocorre: MATEMÁTICA APLICADA Apresentação Caro aluno: A contextualização e a aplicação dos conteúdos matemáticos (já estudados) contemplarão o objetivo geral da disciplina Matemática Aplicada à Administração. Este

Leia mais

Cálculo Diferencial e Integral Química Notas de Aula

Cálculo Diferencial e Integral Química Notas de Aula Cálculo Diferencial e Integral Química Notas de Aula João Roberto Gerônimo 1 1 Professor Associado do Departamento de Matemática da UEM. E-mail: jrgeronimo@uem.br. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO Esta notas de aula

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 6.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL ANO LECTIVO 2011/2012 Compreender a noção de volume. VOLUMES Reconhecer

Leia mais

Calendarização da Componente Letiva

Calendarização da Componente Letiva Calendarização da Componente Letiva 2015/2016 7º Ano Matemática s 1º 2º 3º Número de aulas previstas (45 minutos) 61 50 48 Apresentação e Diagnóstico 2 Avaliação (preparação, fichas de avaliação e correção)

Leia mais

1.0. Conceitos Utilizar os critérios de divisibilidade por 2, 3, 5 e Utilizar o algoritmo da divisão de Euclides.

1.0. Conceitos Utilizar os critérios de divisibilidade por 2, 3, 5 e Utilizar o algoritmo da divisão de Euclides. Conteúdo Básico Comum (CBC) Matemática - do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Os tópicos obrigatórios são numerados em algarismos arábicos Os tópicos complementares são numerados em algarismos romanos

Leia mais

Conjuntos. Notações e Símbolos

Conjuntos. Notações e Símbolos Conjuntos A linguagem de conjuntos é interessante para designar uma coleção de objetos. Quando os estatísticos selecionam indivíduos de uma população eles usam a palavra amostra, frequentemente. Todas

Leia mais

Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2016/2017

Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANDRÉ SOARES (150952) Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2016/2017 8º Ano Matemática Períodos 1º Período 2º Período 3º Período Número de aulas previstas (45 minutos)

Leia mais

Matemática Conjuntos - Teoria

Matemática Conjuntos - Teoria Matemática Conjuntos - Teoria 1 - Conjunto: Conceito primitivo; não necessita, portanto, de definição. Exemplo: conjunto dos números pares positivos: P = {2,4,6,8,10,12,... }. Esta forma de representar

Leia mais

EXPRESSÕES NUMÉRICAS FRACIONÁRIAS

EXPRESSÕES NUMÉRICAS FRACIONÁRIAS EXPRESSÕES NUMÉRICAS FRACIONÁRIAS Introdução: REGRA DE SINAIS PARA ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO: Sinais iguais: Adicionamos os algarismos e mantemos o sinal. Sinais diferentes: Subtraímos os algarismos e aplicamos

Leia mais

Lista 1- Cálculo I Lic. - Resolução

Lista 1- Cálculo I Lic. - Resolução Lista 1- Cálculo I Lic. - Resolução Exercício 6: Uma molécula de açúcar comum (sacarose) pesa 5,7 10 - g e uma de água, 3 10-3 g. Qual das duas é mais pesada? Quantas vezes uma é mais pesada que a outra?

Leia mais

MATEMÁTICA 1 ARITMÉTICA Professor Matheus Secco

MATEMÁTICA 1 ARITMÉTICA Professor Matheus Secco MATEMÁTICA 1 ARITMÉTICA Professor Matheus Secco MÓDULO 3 Números Racionais e Operações com Frações 1.INTRODUÇÃO Quando dividimos um objeto em partes iguais, uma dessas partes ou a reunião de várias delas

Leia mais

PLANEJAMENTO Disciplina: Matemática Série: 7º Ano Ensino: Fundamental Prof.:

PLANEJAMENTO Disciplina: Matemática Série: 7º Ano Ensino: Fundamental Prof.: Disciplina: Matemática Série: 7º Ano Ensino: Fundamental Prof.: II ) Compreensão de fenômenos 1ª UNIDADE Números inteiros (Z) 1. Números positivos e números negativos 2. Representação geométrica 3. Relação

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (8º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS ANO LETIVO 2016/

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (8º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS ANO LETIVO 2016/ DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (8º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS ANO LETIVO 2016/2017... 1º Período Metas/ Objetivos Conceitos/ Conteúdos Aulas Previstas Geometria

Leia mais

Operações Fundamentais com Números

Operações Fundamentais com Números Capítulo 1 Operações Fundamentais com Números 1.1 QUATRO OPERAÇÕES Assim como na aritmética, quatro operações são fundamentais em álgebra: adição, subtração, multiplicação e divisão. Quando dois números

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã 0 3 º C I C L O

P L A N I F I C A Ç Ã 0 3 º C I C L O P L A N I F I C A Ç Ã 0 3 º C I C L O 2015-2016 DISCIPLINA / ANO: Matemática / 8º Ano MANUAL ADOTADO: MATEMÁTICA EM AÇÃO 8 (E.B. 2,3) / MATEMÁTICA DINÂMICA 8 (SEDE) GESTÃO DO TEMPO 1º PERÍODO Nº de tempos

Leia mais

Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos.

Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos. Conjuntos Numéricos Conjunto Definimos como conjunto uma coleção qualquer de elementos. Exemplos: Conjunto dos números naturais pares; Conjunto formado por meninas da 6ª série do ensino fundamental de

Leia mais

8.º Ano. Planificação Matemática 16/17. Escola Básica Integrada de Fragoso 8.º Ano

8.º Ano. Planificação Matemática 16/17. Escola Básica Integrada de Fragoso 8.º Ano 8.º Ano Planificação Matemática 16/17 Escola Básica Integrada de Fragoso 8.º Ano Geometria e medida Números e Operações Domínio Subdomínio Conteúdos Objetivos gerais / Metas Dízimas finitas e infinitas

Leia mais

PERFIL DO ALUNO APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS - 5.ºANO

PERFIL DO ALUNO APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS - 5.ºANO EB 2.3 DE SÃO JOÃO DO ESTORIL 2016/17 MATEMÁTICA PERFIL DO ALUNO PERFIL DO ALUNO APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS - 5.ºANO /DOMÍNIOS NUMEROS E OPERAÇÕES NO5 GEOMETRIA E MEDIDA GM5 ALG5 ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO

Leia mais

SISTEMA ANGLO DE ENSINO G A B A R I T O

SISTEMA ANGLO DE ENSINO G A B A R I T O Prova Anglo P-02 Tipo D8-08/200 G A B A R I T O 0. C 07. D 3. C 9. A 02. B 08. A 4. A 20. C 03. D 09. C 5. B 2. B 04. B 0. C 6. C 22. B 05. A. A 7. A 00 06. D 2. B 8. D DESCRITORES, RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS

Leia mais

Programação anual. 6 º.a n o. Sistemas de numeração Sequência dos números naturais Ideias associadas às operações fundamentais Expressões numéricas

Programação anual. 6 º.a n o. Sistemas de numeração Sequência dos números naturais Ideias associadas às operações fundamentais Expressões numéricas Programação anual 6 º.a n o 1. Números naturais 2. Do espaço para o plano Sistemas de numeração Sequência dos números naturais Ideias associadas às operações fundamentais Expressões numéricas Formas geométricas

Leia mais

Números irracionais. Dinâmica 3. 1ª Série 1º Bimestre DISCIPLINA SÉRIE CAMPO CONCEITO

Números irracionais. Dinâmica 3. 1ª Série 1º Bimestre DISCIPLINA SÉRIE CAMPO CONCEITO Reforço escolar M ate mática Números irracionais Dinâmica 3 1ª Série 1º Bimestre DISCIPLINA SÉRIE CAMPO CONCEITO Matemática 1ª do Ensino Médio Numérico Aritmético Números Irracionais Aluno Primeira Etapa

Leia mais

Números Racionais. MAT1514 MEB 2/2016 T42 Diurno Substituição da Profa. Martha Monteiro

Números Racionais. MAT1514 MEB 2/2016 T42 Diurno Substituição da Profa. Martha Monteiro Números Racionais MAT1514 MEB 2/2016 T42 Diurno Substituição da Profa. Martha Monteiro O que são números racionais? Alguma definição? Como surgiram? Relacionados a quais ideias ou situações? Representação

Leia mais

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais PLANO DE ESTUDO MATEMÁTICA 2015/2016 5º Ano de escolaridade

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais PLANO DE ESTUDO MATEMÁTICA 2015/2016 5º Ano de escolaridade Uma Escola de Cidadania Uma Escola de Qualidade Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches Departamento de Matemática e Ciências Experimentais PLANO DE ESTUDO MATEMÁTICA 05/06 5º Ano de escolaridade

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE TEMA I: INTERAGINDO COM OS NÚMEROS E FUNÇÕES N DESCRITOR

Leia mais

1 Conjunto dos números naturais N

1 Conjunto dos números naturais N Conjuntos numéricos Os primeiros números concebidos pela humanidade surgiram da necessidade de contar objetos. Porém, outras necessidades, práticas ou teóricas, provocaram a criação de outros tipos de

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Produtos Notáveis e Fatoração de Expressões Algébricas. Produtos Notáveis. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente

Material Teórico - Módulo de Produtos Notáveis e Fatoração de Expressões Algébricas. Produtos Notáveis. Oitavo Ano. Prof. Ulisses Lima Parente Material Teórico - Módulo de Produtos Notáveis e Fatoração de Epressões Algébricas Produtos Notáveis Oitavo Ano Prof. Ulisses Lima Parente Uma identidade algébrica é uma equação em que os dois membros

Leia mais

Geometria Analítica. Números Reais. Faremos, neste capítulo, uma rápida apresentação dos números reais e suas propriedades, mas no sentido

Geometria Analítica. Números Reais. Faremos, neste capítulo, uma rápida apresentação dos números reais e suas propriedades, mas no sentido Módulo 2 Geometria Analítica Números Reais Conjuntos Numéricos Números naturais O conjunto 1,2,3,... é denominado conjunto dos números naturais. Números inteiros O conjunto...,3,2,1,0,1, 2,3,... é denominado

Leia mais

TÓPICOS DE MATEMÁTICA II. O Curso está dividido em três unidades, temos que concluir todas.

TÓPICOS DE MATEMÁTICA II. O Curso está dividido em três unidades, temos que concluir todas. TÓPICOS DE MATEMÁTICA II Roosevelt Imperiano da Silva Palavras iniciais Caros alunos, vamos iniciar o curso da disciplina Tópicos de Matemática II. Neste curso estudaremos os conjuntos numéricos e suas

Leia mais

Conjuntos Numéricos. É o conjunto no qual se encontram os elementos de todos os conjuntos estudados.

Conjuntos Numéricos. É o conjunto no qual se encontram os elementos de todos os conjuntos estudados. Conjuntos Numéricos INTRODUÇÃO Conjuntos: São agrupamentos de elementos com algumas características comuns. Ex.: Conjunto de casas, conjunto de alunos, conjunto de números. Alguns termos: Pertinência Igualdade

Leia mais

REGRA DE TRÊS SIMPLES E COMPOSTA E PORCENTAGEM

REGRA DE TRÊS SIMPLES E COMPOSTA E PORCENTAGEM REGRA DE TRÊS SIMPLES E COMPOSTA E PORCENTAGEM 1 1. REGRA DE TRÊS SIMPLES E COMPOSTA E PORCENTAGEM Uma poderosa e simples ferramenta para resolução de problemas é a regra de três. A regra de três relaciona

Leia mais

a) 4x 10 = 0, onde x é a incógnita e 4 é 10 são os coeficientes. b) x + 3 = 4x + 8

a) 4x 10 = 0, onde x é a incógnita e 4 é 10 são os coeficientes. b) x + 3 = 4x + 8 Equação do 1º Grau Introdução Equação é uma sentença matemática aberta epressa por uma igualdade envolvendo epressões matemáticas. Uma equação é composta por incógnitas e coeficientes (esses são conhecidos).

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Produtos Notáveis e Fatoração de Expressões Algébricas. Produtos Notáveis. Oitavo Ano

Material Teórico - Módulo de Produtos Notáveis e Fatoração de Expressões Algébricas. Produtos Notáveis. Oitavo Ano Material Teórico - Módulo de Produtos Notáveis e Fatoração de Epressões Algébricas Produtos Notáveis Oitavo Ano Autor: Prof. Ulisses Lima Parente Revisor: Prof. Antonio Caminha M. Neto Uma identidade algébrica

Leia mais

Unidade I MATEMÁTICA APLICADA. Profa. Ana Carolina Bueno

Unidade I MATEMÁTICA APLICADA. Profa. Ana Carolina Bueno Unidade I MATEMÁTICA APLICADA Profa. Ana Carolina Bueno Números reais Fonte: http://infomaticando.blogspot.com.br/2012/12/numeros-irracionais.html Expressões algébricas São expressões matemáticas que apresentam

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 6.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL ANO LECTIVO 2012/2013 Compreender a noção de volume. VOLUMES Reconhecer

Leia mais

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº08

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº08 Nome: Ano: º Ano do E.M. Escola: Data: / / 1. Conceitos básicos 3º Ano do Ensino Médio Aula nº08 Assunto: Funções, Equações e Inequações do 1º grau Introdução: Representação de uma equação com 2 variáveis

Leia mais

EXERCICIOS COMPLEMENTARES OS CONJUNTOS NUMÉRICOS

EXERCICIOS COMPLEMENTARES OS CONJUNTOS NUMÉRICOS NOME: TURMA: SANTO ANDRÉ, DE DE EXERCICIOS COMPLEMENTARES OS CONJUNTOS NUMÉRICOS Conjunto dos números naturais -Representado pela letra N, este conjunto abrange todos os números inteiros positivos, incluindo

Leia mais

Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações

Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações Curso de Aritmética Capítulo 1: Conjuntos Numéricos, Operações Básicas e Fatorações 1. A Base de Nosso Sistema Numérico Se observarmos a história, nós veremos que os primeiros números usados pelos humanos

Leia mais

Prof. Luiz Felix. Unidade I MATEMÁTICA APLICADA

Prof. Luiz Felix. Unidade I MATEMÁTICA APLICADA Prof. Luiz Felix Unidade I MATEMÁTICA APLICADA Sistemas de numeração A vida do homem, há milhares de anos, era muito diferente da atual. Ele não tinha necessidade de contar, uma vez que não comprava, não

Leia mais

Planificação anual- 8.º ano 2014/2015

Planificação anual- 8.º ano 2014/2015 Agrupamento de Escolas de Moura Escola Básica nº 1 de Moura (EB23) Planificação anual- 8.º ano 2014/2015 12 blocos Tópico: Números Números e operações/ Álgebra Dízimas finitas e infinitas periódicas Caracterização

Leia mais

Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano

Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas Números Irracionais e Reais Oitavo Ano Números Irracionais e Reais 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. No quadro abaixo, determine quais números são irracionais.

Leia mais

PROGRAMA DE NIVELAMENTO 2011 MATEMÁTICA

PROGRAMA DE NIVELAMENTO 2011 MATEMÁTICA PROGRAMA DE NIVELAMENTO 0 MATEMÁTICA I - CONJUNTOS NUMÉRICOS Z {..., -, -, -, 0,,,,...} Não há números inteiros em fração ou decimais Q Racionais São os números que representam partes inteiras ou divisões,

Leia mais

Aula 1: Revisando o Conjunto dos Números Reais

Aula 1: Revisando o Conjunto dos Números Reais Aula 1: Revisando o Conjunto dos Números Reais Caro aluno, nesta aula iremos retomar um importante assunto, já estudado em anos anteriores: o conjunto dos números reais. Frequentemente, encontramo-nos

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 8º Ano - Matemática - 1º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 8º Ano - Matemática - 1º Bimestre A melhor maneira de nos prepararmos para o futuro é concentrar toda a imaginação e entusiasmo na execução perfeita do trabalho de hoje. Dale Carnegie 1. Conjuntos Numéricos 1) Pense e Responda: a) Qual

Leia mais

MÓDULO 2 POTÊNCIA. Capítulos do módulo:

MÓDULO 2 POTÊNCIA. Capítulos do módulo: MÓDULO 2 POTÊNCIA Sabendo que as potências tem grande importância no mundo da lógica matemática, nosso curso terá por objetivo demonstrar onde podemos utilizar esses conceitos no nosso cotidiano e vida

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET  RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05 RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 05 NÚMEROS NATURAIS O sistema aceito, universalmente, e utilizado é o sistema decimal, e o registro é o indo-arábico. A contagem que fazemos: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, e assim

Leia mais

Matemática Básica Relações / Funções

Matemática Básica Relações / Funções Matemática Básica Relações / Funções 04 1. Relações (a) Produto cartesiano Dados dois conjuntos A e B, não vazios, denomina-se produto cartesiano de A por B ao conjunto A B cujos elementos são todos os

Leia mais

DISCIPLINA: MATEMÁTICA BÁSICA PROF. ELIONARDO ROCHELLY TEC. ALIMENTOS TEC. SISTEMAS INTERNET MATUTINO/VESPERTINO

DISCIPLINA: MATEMÁTICA BÁSICA PROF. ELIONARDO ROCHELLY TEC. ALIMENTOS TEC. SISTEMAS INTERNET MATUTINO/VESPERTINO DISCIPLINA: MATEMÁTICA BÁSICA PROF. ELIONARDO ROCHELLY TEC. ALIMENTOS TEC. SISTEMAS INTERNET MATUTINO/VESPERTINO Conjuntos A noção de conjunto em Matemática é praticamente a mesma utilizada na linguagem

Leia mais

PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação

PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação PROFICIÊNCIA EM MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos, Potenciação e Radiciação Professor Alexandre M. M. P. Ferreira Sumário Definição dos conjuntos numéricos... 3 Operações com números relativos: adição, subtração,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 7. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.º ANO ANO LECTIVO 2009/2010 DOMÍNIO TEMÁTICO: NÚMEROS E CÁLCULO 1.º PERÍODO

Leia mais

Dos inteiros aos reais

Dos inteiros aos reais Dos inteiros aos reais Ordenação de números inteiros relativos Para além dos números positivos, na vida real utilizam-se outros números para representar situações, tal como temperatura negativas, saldos

Leia mais

Sumário. 1 CAPÍTULO 1 Revisão de álgebra

Sumário. 1 CAPÍTULO 1 Revisão de álgebra Sumário 1 CAPÍTULO 1 Revisão de álgebra 2 Conjuntos numéricos 2 Conjuntos 3 Igualdade de conjuntos 4 Subconjunto de um conjunto 4 Complemento de um conjunto 4 Conjunto vazio 4 Conjunto universo 5 Interseção

Leia mais

OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS, DECIMAIS, FRAÇÕES, MDC, MMC E DIVISORES.

OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS, DECIMAIS, FRAÇÕES, MDC, MMC E DIVISORES. OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS, DECIMAIS, FRAÇÕES, MDC, MMC E DIVISORES. 1) Calcule o valor das expressões: a) 19,6 + 3,04 + 0,076 = b) 17 + 4,32 + 0,006 = c) 4,85-2,3 = d) 9,9-8,76 = e) (0,378-0,06)

Leia mais

MATEMÁTICA PLANEJAMENTO 3º BIMESTRE º B - 11 Anos

MATEMÁTICA PLANEJAMENTO 3º BIMESTRE º B - 11 Anos PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO/ SEÇÃO DE ENSINO FORMAL Centro de Formação Pedagógica CENFOP MATEMÁTICA PLANEJAMENTO 3º

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 8º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL Planificação 8º ano 2014/2015 Página 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR.

Leia mais

Escola Básica de Ribeirão (Sede) ANO LETIVO 0/0 Ficha de Trabalho outubro 0 Nome: N.º: Turma: 9.º Ano Compilação de Exercícios de Exames Nacionais (EN) e de Testes Intermédios (TI) Tema: Números Reais

Leia mais

DISCIPLINA: MATEMÁTICA ANO: 8º ANO LETIVO 2012/2013 ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Atividades de diagnóstico. Atividades de revisão e recuperação.

DISCIPLINA: MATEMÁTICA ANO: 8º ANO LETIVO 2012/2013 ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Atividades de diagnóstico. Atividades de revisão e recuperação. Escola Secundária Dr. Solano de Abreu Abrantes ENSINO BÁSICO DISCIPLINA: MATEMÁTICA ANO: 8º ANO LETIVO 2012/2013 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS METAS DE APRENDIZAGEM ATIVIDADES ESTRATÉGIAS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

Leia mais

Pré-Cálculo. Camila Perraro Sehn Eduardo de Sá Bueno Nóbrega. FURG - Universidade Federal de Rio Grande

Pré-Cálculo. Camila Perraro Sehn Eduardo de Sá Bueno Nóbrega. FURG - Universidade Federal de Rio Grande Pré-Cálculo Camila Perraro Sehn Eduardo de Sá Bueno Nóbrega Projeto Pré-Cálculo Este projeto consiste na formulação de uma apostila contendo os principais assuntos trabalhados na disciplina de Matemática

Leia mais

1º período ( 16 de Setembro a 17 de Dezembro) 38 blocos = 76 aulas

1º período ( 16 de Setembro a 17 de Dezembro) 38 blocos = 76 aulas ESCOLA E B 2,3/S MIGUEL LEITÃO DE ANDRADA - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDRÓGÃO GRANDE DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIAS 2015/2016 PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA 5 ºANO 1º Período 2º Período 3º

Leia mais

Hewlett-Packard FUNÇÃO EXPONENCIAL. Aulas 01 e 06. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz

Hewlett-Packard FUNÇÃO EXPONENCIAL. Aulas 01 e 06. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Hewlett-Packard FUNÇÃO EXPONENCIAL Aulas 01 e 06 Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ano: 2015 Sumário Equação Exponencial 1 Equação Exponencial 1 Exemplo 1 1 Método da redução à base comum

Leia mais

Aula 05 - Erivaldo MATEMÁTICA BÁSICA

Aula 05 - Erivaldo MATEMÁTICA BÁSICA Aula 05 - Erivaldo MATEMÁTICA BÁSICA Principais produtos notáveis I- (a + b).(a b) = a 2 a.b + b.a b 2 I- (a + b).(a b) = a 2 b 2 O Produto de uma soma por uma diferença resulta no quadrado do primeiro

Leia mais

Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Matemática 2ª Rosemeire Meinicke /Gustavo Lopes 6º Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade COMPETÊNCIA 2 Foco: Os conjuntos numéricos Construir significados para os números naturais, inteiros,

Leia mais

1º trimestre - Matemática Data:20/04/2017. Sala de Estudo. Resposta: Resposta: números reais positivos, tais que. 1. (Ufjf-pism ) Sejam a, b, c

1º trimestre - Matemática Data:20/04/2017. Sala de Estudo. Resposta: Resposta: números reais positivos, tais que. 1. (Ufjf-pism ) Sejam a, b, c º trimestre - Matemática Data:0/04/07 Ensino Médio 3º ano classe: Profº. Maurício Sala de Estudo. e. (Ufjf-pism 07) Sejam a, b, c logb d 3. O valor da epressão a) b) c) 3 d) 4 e) 0 e d log números reais

Leia mais

Unidade II MATEMÁTICA APLICADA. Prof. Luiz Felix

Unidade II MATEMÁTICA APLICADA. Prof. Luiz Felix Unidade II MATEMÁTICA APLICADA Prof. Luiz Felix Equações do 1º grau Resolver uma equação do 1º grau significa achar valores que estejam em seus domínios e que satisfaçam à sentença do problema, ou seja,

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA - 5.º ANO PERFIL DO ALUNO

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA - 5.º ANO PERFIL DO ALUNO DE MATEMÁTICA - 5.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No domínio dos Números e Operações, o aluno deve ser capaz de conhecer e aplicar propriedades dos divisores e efetuar operações com números

Leia mais

MÓDULO III OPERAÇÕES COM DECIMAIS. 3 (três décimos) 3 da. 2 da área. 4. Transformação de número decimal em fração

MÓDULO III OPERAÇÕES COM DECIMAIS. 3 (três décimos) 3 da. 2 da área. 4. Transformação de número decimal em fração MÓDULO III OPERAÇÕES COM DECIMAIS. Frações decimais Denominam-se frações decimais aquelas, cujos denominadores são formados pelo número 0 ou suas potências, tais como: 00, 000, 0000, etc. Exemplos: a)

Leia mais

PLANIFICAÇÃO-2016/2017

PLANIFICAÇÃO-2016/2017 PLANIFICAÇÃO-2016/2017 ENSINO BÁSICO - PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA - 1ºPERÍODO 8º ANO DE ESCOLARIDADE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS UNIDADE 1 Conjunto dos números reais -Dízimas finitas e infinitas

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Plano da Unidade

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Plano da Unidade Unidade de Ensino: OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS ABSOLUTOS (adição e subtracção). Tempo Previsto: 3 semanas O reconhecimento do conjunto dos racionais positivos, das diferentes formas de representação

Leia mais

Equipe de Matemática MATEMÁTICA

Equipe de Matemática MATEMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 5R Ensino Médio Equipe de Matemática Data: MATEMÁTICA Conjunto dos números racionais O conjunto dos números racionais é uma ampliação do conjunto dos números inteiros.

Leia mais

Números e Operações (NO) Álgebra (ALG) DOMÍNIO SUBDOMÍNIO OBJETIVO GERAL/DESCRITORES RECURSOS. Conhecer e aplicar propriedades dos divisores

Números e Operações (NO) Álgebra (ALG) DOMÍNIO SUBDOMÍNIO OBJETIVO GERAL/DESCRITORES RECURSOS. Conhecer e aplicar propriedades dos divisores ESCOLA BÁSICA CRISTÓVÃO FALCÃO ANO LETIVO: 2016/2017 SERVIÇO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS DATA: Set 2016 ASSUNTO PLANIFICAÇÃO ANUAL 5º Ano RESPONSÁVEL: Grupo 230 DOMÍNIO SUBDOMÍNIO

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE Domínio/ NO4/ Números naturais NO4/ Números racionais não negativos AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE - 2016-2017 1. Contar 1. Reconhecer

Leia mais

PLANO DE ENSINO Disciplina: Matemática 8º ano Professor(a): Gracivane Pessoa

PLANO DE ENSINO Disciplina: Matemática 8º ano Professor(a): Gracivane Pessoa PLANO DE ENSINO 2016 Disciplina: Matemática 8º ano Professor(a): Gracivane Pessoa Competências e Habilidades Gerais da Disciplina Desenvolver a responsabilidade e o gosto pelo trabalho em equipe; Relacionar

Leia mais

PROJETO KALI MATEMÁTICA B AULA 3 FRAÇÕES

PROJETO KALI MATEMÁTICA B AULA 3 FRAÇÕES PROJETO KALI - 20 MATEMÁTICA B AULA FRAÇÕES Uma ideia sobre as frações Frações são partes de um todo. Imagine que, em uma lanchonete, são vendidos pedaços de pizza. A pizza é cortada em seis pedaços, como

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA PLANO INDIVIDUAL DE ESTUDO PARA ATENDIMENTO DA PROGRESSÃO PARCIAL ESTUDOS INDEPENDENTES- 1º

ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA PLANO INDIVIDUAL DE ESTUDO PARA ATENDIMENTO DA PROGRESSÃO PARCIAL ESTUDOS INDEPENDENTES- 1º ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA PLANO INDIVIDUAL DE ESTUDO PARA ATENDIMENTO DA PROGRESSÃO PARCIAL ESTUDOS INDEPENDENTES- 1º e º SEMESTRE RESOLUÇÃO SEE Nº.197, DE 6 DE OUTUBRO DE 01 ANO 01 PROFESSOR

Leia mais

Atividades de fixação 1 semestre / 8 ano

Atividades de fixação 1 semestre / 8 ano Querido (a) aluno (a), Atividades de fixação 1 semestre / 8 ano Os exercícios a seguir contemplarão alguns dos conteúdos abordados durante esse semestre. Faça com seriedade... 1-Expresse os números abaixo

Leia mais

AULA 01 CONJUNTOS NUMÉRICOS

AULA 01 CONJUNTOS NUMÉRICOS AULA 01 CONJUNTOS NUMÉRICOS Apostila M1 página: 34 Para trabalharmos com números, devemos primeiramente ter um conhecimento básico de quais são os conjuntos ("tipos") de números existentes atualmente.

Leia mais

INTRODUÇÃO À TEORIA DOS CONJUNTOS

INTRODUÇÃO À TEORIA DOS CONJUNTOS 1 INTRODUÇÃO À TEORIA DOS CONJUNTOS Gil da Costa Marques 1.1 Introdução 1.2 Conceitos básicos 1.3 Subconjuntos e intervalos 1.4 O conjunto dos números reais 1.4.1 A relação de ordem em 1.5 Intervalos 1.5.1

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Potenciação. Lucas Araújo - Engenharia de Produção

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Potenciação. Lucas Araújo - Engenharia de Produção CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.1 Potenciação Lucas Araújo - Engenharia de Produção Potenciação No século 3 a.c na Grécia antiga, Arquimedes resolveu calcular quantos grãos de areia

Leia mais

MATEMÁTICA 6º ANO A/B. Números e cálculo. Geometria

MATEMÁTICA 6º ANO A/B. Números e cálculo. Geometria 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS MATEMÁTICA 6º ANO A/B COMPETÊNCIAS GERAIS Cger1. Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e problemas do

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS Disciplina: MATEMÁTICA 5ºAno

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS Disciplina: MATEMÁTICA 5ºAno PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS Disciplina: MATEMÁTICA 5ºAno Ano Letivo 2012/2013 Conteúdos Nº médio de Aulas Previstas Atividades de diagnóstico e caraterização da turma. Números Naturais Adição. Propriedades.

Leia mais

Números. Leitura e escrita de um número no sistema de numeração indo-arábico Os números naturais 24 Comparando números naturais 25

Números. Leitura e escrita de um número no sistema de numeração indo-arábico Os números naturais 24 Comparando números naturais 25 Sumário CAPÍTULO 1 Números 1. Os números registram o mundo em que vivemos 11 2. Sistemas de numeração 12 3. O sistema de numeração indo-arábico 16 Leitura e escrita de um número no sistema de numeração

Leia mais

EXEMPLOS Resolva as equações em : 1) Temos uma equação completa onde a =3, b = -4 e c = 1. Se utilizarmos a fórmula famosa, teremos:

EXEMPLOS Resolva as equações em : 1) Temos uma equação completa onde a =3, b = -4 e c = 1. Se utilizarmos a fórmula famosa, teremos: EQUAÇÃO DE SEGUNDO GRAU INTRODUÇÃO Equação é uma igualdade onde há algum elemento desconhecido Como exemplo, podemos escrever Esta igualdade é uma equação já conhecida por você, pois é de primeiro grau

Leia mais

Produtos Notáveis. Vejamos alguns exemplos para diversos produtos notáveis que auxiliarão na formação de ideias para problemas futuros mais difíceis.

Produtos Notáveis. Vejamos alguns exemplos para diversos produtos notáveis que auxiliarão na formação de ideias para problemas futuros mais difíceis. Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Álgebra - Nível 2 Prof. Marcelo Mendes Aula Produtos Notáveis Vários problemas de Álgebra para alunos do Ensino Fundamental utilizam Produtos Notáveis, que são identidades

Leia mais

Curso de Matemática Aplicada.

Curso de Matemática Aplicada. Aula 1 p.1/25 Curso de Matemática Aplicada. Margarete Oliveira Domingues PGMET/INPE Sistema de números reais e complexos Aula 1 p.2/25 Aula 1 p.3/25 Conjuntos Conjunto, classe e coleção de objetos possuindo

Leia mais