Shop Control 8. Manual SPED CONTRIBUIÇÕES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Shop Control 8. Manual SPED CONTRIBUIÇÕES"

Transcrição

1 Shop Control 8 Manual SPED CONTRIBUIÇÕES IdealSoft Março / 2012

2 Informações Gerais - SPED Contribuições A EFD-Contribuições trata-se de um arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito privado na escrituração da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins, nos regimes de apuração não-cumulativo e/ou cumulativo, com base no conjunto de documentos e operações representativos das receitas auferidas, bem como dos custos, despesas, encargos e aquisições geradores de créditos da não-cumulatividade. Os documentos e operações da escrituração representativos de receitas auferidas e de aquisições, custos, despesas e encargos incorridos, serão relacionadas no arquivo da EFD-Contribuições em relação a cada estabelecimento da pessoa jurídica. A escrituração das contribuições sociais e dos créditos será efetuada de forma centralizada, pelo estabelecimento matriz da pessoa jurídica. O arquivo da EFD-Contribuições deverá ser validado, assinado digitalmente e transmitido, via Internet, ao ambiente Sped, até o 10º (décimo) dia útil do 2º (segundo) mês subsequente a que se refira a escrituração, inclusive nos casos extinção, incorporação, fusão e cisão total ou parcial. Conforme disciplina a Instrução Normativa RFB nº de 5 de julho de 2010, estão obrigadas a adotar a EFD-Contribuições, conforme cronograma atualizado pela Instrução Normativa RFB nº 1.218, de 2011: I. em relação aos fatos geradores ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2012, as pessoas jurídicas sujeitas à tributação do Imposto sobre a Renda com base no Lucro Real; II. em relação aos fatos geradores ocorridos a partir de 1º de julho de 2012, as demais pessoas jurídicas sujeitas à tributação do Imposto sobre a Renda com base no Lucro Presumido ou Arbitrado; III - em relação aos fatos geradores ocorridos a partir de 1º de julho de 2012, as pessoas jurídicas referidas nos 6º, 8º e 9º do art. 3º da Lei nº 9.718, de 27 de novembro de 1998, e na Lei nº 7.102, de 20 de junho de Para a geração, validação e transmissão da escrituração digital referente ao mês de janeiro de 2012, e meses posteriores, deverá a pessoa jurídica enquadrada no item I acima (PJ tributada do Imposto de Renda pelo Lucro Real), utilizar a versão 1.07 do PVA da EFD-Contribuições, ou as versões posteriores. No caso de atualizações de versões. A versão 2.00, própria para a escrituração das operações da pessoa jurídica tributada do Imposto de Renda com base no Lucro Presumido ou Arbitrado, será disponibilizada pela Receita Federal no mês de abril de A pessoa jurídica poderá retificar os arquivos originais da EFD-Contribuições, referentes aos períodos do ano-calendário de 2011, até o último dia útil do mês de junho do anocalendário de 2012, mediante a transmissão de arquivo retificador da escrituração substituída, nos termos do art. 8º da Instrução Normativa RFB nº de 5 de julho de Fonte:

3 Princípios Básicos A partir de sua base de dados, a pessoa jurídica deverá gerar um arquivo digital de acordo com leiaute estabelecido pela Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB, informando todos os documentos fiscais e demais operações com repercussão no campo de incidência das contribuições sociais e dos créditos da não-cumulatividade, referentes a cada período de apuração do PIS/Pasep e da Cofins. Este arquivo deverá ser submetido à importação e validação pelo Programa Validador e Assinador (PVA-PIS/COFINS) fornecido pelo Sped. Programa Validador Após gerado o arquivo do Módulo Sped Contribuições, este deverá ser validado através do programa disponível no site da Fazenda. O validador buscará por erros no arquivo digital e lhe permitirá, após análise do arquivo, enviá-lo para a Receita Federal. Download do validador: Importante Relação com o Shop 8 A correta configuração da Classe de Impostos e de todos os outros cadastros relacionados do Shop Control 8 será primordial para o pleno funcionamento do módulo SPED Contribuições. Essas informações são necessárias para que os arquivos sejam gerados corretamente. IIMPORTANTE: As movimentações que foram feitas antes desses cadastros, tomarão por padrão a presente CST configurada e lançarão as informações no Grid do SPED Contribuições conforme determinado por elas. Operações Entrada como Saídas que não possuam Modelo de Nota cadastrado não serão lançadas no grid do módulo. As movimentações que, por ventura, foram feitas através de operações sem esse cadastro (modelo em branco), buscarão o código inserido atualmente em suas respecitivas operações. Ps.: Movimentações feitas com Modelos inválidos não serão exibidas no grid e não poderão ser alteradas.

4 Apresentação do Layout O arquivo está organizado em Blocos que, por sua vez, estão distribuídos em Registros, contendo Campos de Informações. Estrutura dos Blocos: Registro de Abertura Registro de Dados Registro de Encerramento Todos os Blocos são obrigatórios pelo menos sua estrutura principal -, mesmo que sem registros de informações. O que definirá se um Bloco deve possuir dados ou não será seu Registro de Abertura. Blocos da EFD Contribuições BLOCO 0 Abertura, Identificação e Referências ( Refere-se ao Cadastro de Identificações ) BLOCO A Documentos Fiscais Serviços (ISS) (NF's Municipais) BLOCO C Documentos Fiscais I Mercadorias (ICMS/IPI) (Entradas, Saídas, Contas de Água, Luz e gás) BLOCO D Documentos Fiscais II Serviços (ICMS/IPI) (Frete, Contas de Telecomunicação) BLOCO F Demais Documentos e Operações Geradoras de Contribuição ou Créditos (Ativo Imobilizado, outros tipos de lançamentos) BLOCO M Apuração da Contribuição e dos Créditos de PIS/COFINS ( Totalizadores dos Blocos A, C, D, F e 1) BLOCO 1 Saldos de Créditos e de Retenções, Op. Extemporâneas e Outras Informações (Operações fora do mês da escrituração ou operações de retenção) BLOCO 9 Encerramento do Arquivo Digital (Contagem dos registros) BLOCO P Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (Gerado para empresas Sujeitas a Contribuição Previdenciária)

5 Apresentação da Tela Principal Funcionário, Filial e Data utilizados pelo módulo Informações adicionais referente Matriz Tela para cadastro das Filiais - pertencentes a essa Matriz Informações referentes ao Contador da Empresa Informações referentes a Contribuição Previdenciária Opção responsável em buscar os dados no Shop Control Blocos onde poderão ser visualizadas as informações de Pis/Cofins Bloco onde poderão ser visualizadas as informações de Contribuição Previdenciária Opção responsável por criar o arquivo que será enviado para a Receita Preencha o menu Cadastro adequadamente. Esses registros serão validados antes do envio do arquivo digital. Logo abaixo, descreveremos melhor as informações de cada uma das telas: Cadastros Dados da Matriz O módulo buscará as informações da empresa diretamente do Cadastro de Filiais do Shop, sendo essa tela utilizada para inserir os dados adicionais relacionados aos EFD Contribuições. Por definição da Lei, o arquivo deverá ser gerado de forma centralizada, ou seja, primeiramente cadastra-se a Matriz e em segundo lugar configura-se as Filiais correspondetens a ela. Dessa forma, o módulo gerará um arquivo único contendo todas as informações da empresa (Matriz e Filiais).

6 Cadastros Matriz Detalhes dos Campos Ind. Situação Especial: (Campo não obrigatório) Esse campo corresponde as seguintes situações descritas abaixo: 0 Abertura 1 Cisão 2 Fusão 3 Incorporação 4 Encerramento Caso seja necessário preenchê-lo, verifique com a Contabilidade qual situação corresponde a sua empresa e cadastre o código necessário. Ind. Tipo de Atividade: (Campo obrigatório) Esse campo refere-se a atividade preponderante de sua empresa. Veja abaixo: 0 Industrial ou equiparado a industrial; 1 Prestador de serviço; 2 Atividade de comércio; 3 Atividade financeira; 4 Atividade imobiliária; 9 Outros; Verifique com a Contabilidade qual situação corresponde a sua empresa e cadastre o código necessário. Ind. Natureza da PJ (Campo não obrigatório) Esse campo indicará a Natureza de sua empresa conforme códigos abaixo: 00 Sociedade empresária em geral; 01 Sociedade cooperativa; 02 Entidade sujeita ao PIS/Pasep exclusivamente com base na Folha de Salários; Caso seja necessário preenchê-lo, verifique com a Contabilidade qual situação corresponde a sua empresa e cadastre o código necessário. Cód. Incidência Tributária: (Campo obrigatório) Corresponde ao indicador de incidência tributária do período, conforme os códigos: 1 Incidência exclusivamente no regime não-cumulativo; 2 Incidência exclusivamente no regime cumulativo; 3 Incidência nos regimes não-cumulativo e cumulativo; Verifique com a Contabilidade qual situação corresponde a sua empresa e cadastre o código necessário.

7 Ind. Apropriação de Crédito (Campo não obrigatório) Indicará o método de apropriação de créditos comuns, no caso de incidência no regine nãocumulativo 1 Método de apropriação direta; 2 Método de Rateio Proporcional (Receita Bruta); Caso seja necessário preenchê-lo, verifique com a Contabilidade qual situação corresponde a sua empresa e cadastre o código necessário. Cód. Tipo de Contribuição: (Campo não obrigatório) Refere-se ao tipo de contribuição apurada no período. Veja os códigos: 1 Apuração exclusivamente a Alíquota Básica; 2 Apuração a Alíquotas Específicas (Diferencias e/ou por Unidade de Medida) Caso seja necessário preenchê-lo, verifique com a Contabilidade qual situação corresponde a sua empresa e cadastre o código necessário. IMPORTANTE: Por impossibilidades técnicas, os cáclulos referente ao Método de Apropriação Direta não poderão ser gerados pelo sistema, sendo necessário que o usuário preencha-os diretamente no grid. Contribuição Previdenciária (Campo que define a geração do Bloco P) Essa opção deverá ser marcada para empresas que precisem gerar o Bloco P na escrituração do Sped Contribuições (Empresas sujeitas a Contribuição Previdenciária sobre Receita Bruta) Ao selecionar uma das opções dessa combo, o Bloco P torna-se obrigatório para envio no arquivo. Ind. de Escrituração (Campo não obrigatório) Indicador da apuração das contribuições e créditos, na escrituração das operações por NF-e e ECF, no período: 1 Apuração com base nos registros de consolidação das operações por NF-e (C180 e C190) e por ECF (C490); 2 Apuração com base no registro individualizado de NF-e (C100 e C170) e de ECF (C400) Caso seja necessário preenchê-lo, verifique com a Contabilidade qual situação corresponde a sua empresa e cadastre o código necessário.

8 Cadastros - Filiais Nessa tela deverão ser adicionadas as Filiais que pertencem a essa Matriz, observe: Conforme previsto na legislação, o SPED Contribuições deve gerar um arquivo único, contendo as informações da empresa principal ( Matriz ) e de suas filiais. Isso será feito através da tela acima. Estando a Matriz configurada no passo anterior, acesse o menu Filiais e defina quais delas estarão ligadas com essa Matriz. Informe o Código da Filiais, o tipo de Escrituração e clique no botão Adicionar Filial. O grid apresentará os dados da(s) Filial(is) inserida(s) e servirá para posterior consultas e referências. Imporante: O Arquivo será gerado somente a partir da Matriz. Dessa forma, o módulo não abrirá para as Filiais. Ps.: Lembre-se sempre de Gravar (F2) após qualquer alteração no cadastro, inclusive ao Adicionar / Remover uma ou mais Filiais.

9 Cadastros - Contabilista Tela destinada as informações do Contador, responsável pela empresa e a escrituração do Sped. Caso sua empresa trabalhe com o Módulo SPED Fiscal, os campos dessa tela serão preenchidos automaticamente com os mesmos dados já cadastrados no módulo. Essas informações serão enviadas no Bloco 0, fazendo parte da estrutura do arquivo. Dessa forma, qualquer dado incorreto poderá invalidá-lo no momento do envio. Em caso de dúvidas, entre em contato com o Contador.

10 Cadastros - Previdenciária Informações definidas para cada empresa ( Matriz / Filial ) referente a sua atividade econômica. As informações inseridas nessa tela serão utilizadas nos Blocos P100 e P110. O campo (Matriz/Filiais) retornará as empresas já cadastradas no móudlo, sendo necessário adicionar somente o Código da Incidência Tributária, Código da Atividade Econômica, Código do Detalhamento e a Alíquota. Essas informações estão presentes na Tabela Código de Atividades, Produtos e Serviços Sujeitos à Contribuição Sobre a Receita Bruta. Qualquer dúvida referente ao que preencher, entre em conato com a contabilidade responsável pela empresa. IMPORTANTE: Essa aba somente será habilitada caso o campo Contribuição Previdenciária, existente em Dados Matriz esteja definido como empresa sujeita a contribuição.

11 Registros Gerar Informações Responsável pela definição do mês de referência, período das informações e tipo de escrituração enviadas para todos os Blocos existentes no módulo. O SPED Contribuições guardará o histórico de registros anteriormente gerados e, por esse motivo, solicita como primeiro passo o mês de referência da apuração. Dessa forma, garantimos a possibilidade de consulta dos dados antigos, facilitando a conferência e comparação das informações. Após selecionada, as demais opções serão habilitadas. Veja abaixo:

12 Se faz necessário selecionar o período de apuração ( Data Inicial e Final ) para a busca dentro do Banco de Dados. Essa seleção obrigatoriamente pertencerá ao mês de referência, portanto, não será possível selecionar vários meses em um único arquivo. Definição de campos e botões: Buscar Dados do Shop (F2) Clicando nesse botão o módulo processará as informações para cada bloco específico, baseado nos valores encontrados no Shop Control 8. Recalcular Bloco M Clicando nesse botão, o módulo recalculará as informações do Bloco M para todas as alterações manuais feitas nos outros registros. Escrituração Especifique se o arquivo enviado será Original (Primeiro arquivo contendo as informações do mês de apuração ) ou Retificadora (Arquivo de retificação de dados anteriormente gerados). Considerar Utilize-o para selecionar o tipo de data utilizada na busca das ENTRADAS. Observação: Verifique sempre as informações apresentadas no rodapé da tela. Elas poderão facilitar o uso do módulo e indicarão possíveis campos que devem ser preenchidos/corrigidos.

13 Registros Apresentação da tela referente ao Blocos. As telas de Blocos e Registros são semelhantes, visto que um está inserido no outro. Portanto, para acessar um determinado registro, primeiramente deve-se verificar a qual Bloco pertence. O Período de Referência (topo da tela) encontra-se disponível em todas as telas, determinando a Data das informações apresentadas no Grid. Utilize essa ferramenta para alternar entre os mêses e consultar informações que já foram geradas, comparando-as quando necessário. O cabeçalho exibirá o Nome do Bloco acessado e o Menu Lateral será destacado em Negrito, alterando sua cor para azul. No campo Registro são exibidos somente os pertencentes ao Bloco Ativo, destacando seu Código no cabeçalho, ao lado do Nome do Bloco.

14 Em seguida, serão habilitados os botões Adicionar e Remover: Botão Adicionar Linha: Permite a inserção manual de informações no Registro selecionado. Ao pressioná-lo, surgirá um linha em branco apresentando somente a Ordem com os campos habilitados para preenchimento manual. Essa opção destina-se a alterações por conta do cliente e é responsabilidade do contador orientar quais as informações deverão ser inseridas em cada uma das colunas. Botão Remover Linha: Permite a remoção manual de informações no Registro selecionado. Ao pressioná-lo, a(s) linha(s) selecionada(s) será(ão) removida(s) do Grid e não será(ão) apresentada(s) no arquivo TXT final. Essa opção destina-se a alterações por conta do cliente e é responsabilidade do contador verificar quais as informações que podem/devem ser removidas. Botão Gravar: Permite gravar as alterações manuais efetuadas por Edição / Adição ou Remoção de dados. Antes de deixar o registro, lembre-se de pressioná-lo para que suas modificações fiquem registradas e sejam inseridas no arquivo TXT final.

15 Registros Gerar Arquivo Responsável pela geração do arquivo eletrônico EFD Contribuições. O SPED Contribuições guardará o histórico de registros anteriormente gerados e, por esse motivo, solicita o mês de referência da apuração. Lembre-se: Ao gerar o arquivo para determinado período, os dados que estavam no histórico serão gravados no Banco de Dados. Caso existam quaisquer outras informações anteriores, elas serão apagadas e substituídas pelas novas. Para gerar o arquivo faça: - Selecione o caminho onde o arquivo TXT será salvo. (utilize uma pasta de fácil acesso para localizar o arquivo posteriormente) - Clique no botão Gerar Arquivo para o Sped O Módulo processará as informações e criará no diretório de destino um arquivo com todos os dados conforme layout do EFD Contribuições.

16 Registros Descriminação referente a Estrutura dos Blocos. Conforme apresentado anteriormente, todos os Blocos estão organizados em Registros, distribuindo as informações conforme GUIA PRÁTICO DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL DA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP E DA COFINS EFD-PIS/COFINS Logo abaixo, segue a estrutura básica do arquivo, correspondendo cada Registro ao seu tipo de informação: Ao lado do nome dos registros existe o índice do Anexo que demonstra sua estrutura conforme o Layout. Estrutura do Bloco 0 - Abertura, Identificação e Referências Registros Bloco 0 - Registro 0000 Abertura do Arquivo Digital e Identificação da Pessoa Jurídica Mais informações: Anexo I Pg 1 Registro com as informações gerais sobre o Tipo de Empresa que está escriturando. Importante: Serão usadas as informações do cadastro da Filial para os dados da empresa na geração do Registro do Bloco 0. O cadastro dos indicadores, que não estão presentes na Filial do Shop, serão inseridos através da tela de Filial do SPED Contribuições. Esse registro é igual para todos os Blocos do SPED trata-se dos dados de cadastro - portanto não será exibido no Grid para manipulação. Registros Bloco 0 - Registro 0001 Mais informações: Anexo I Pg 1 Abertura do Bloco 0 Esse Registro informará somente a abertura do Bloco 0. Por esse motivo, não será exibido na Grid do Bloco. Registros Bloco 0 - Registro 0100 Mais informações: Anexo I Pg 1 Dados do Contabilista Contém as informações do Contabilista, preenchidos no cadastro do SPED Contribuições. Importante: O arquivo gerado somente poderá ser assinado pelo representante legal da empresa ou procurador, mediante e-cpf. O Contabilista não poderá assinar digitalmente o arquivo para envio. Registros Bloco 0 - Registro 0110 Mais informações: Anexo I Pg 1 Regimes de Apuração da Contribuição Social e de Apropriação de Crédito Contém as informações de indicadores preenchidas no cadastro Filial do SPED Contribuições. IMPORTANTE: Os campos desse registro alteram as contas do Bloco M. Dessa forma, garanta que os dados foram preenchidos corretamente no Cadastro da Filial do módulo.

17 Registros Bloco 0 - Registro 0111 Tabela de Receita Bruta Mensal para Fins de Rateio de Créditos Comuns Mais informações: Anexo I Pg 2 Observação: Somente existirão informações nesse Registro caso o campo (Índice de Apropriação de Créditos persente no cadastro de Filial do SPED) for igual a 2 (Rateio Proporcional). O Registro é composto de: Valor Mensal Receita Bruta Não-cumulativa (Tributada no Mercado Interno / Não Tributada no Mercado Interno / Exportação), Receita Bruta Cumulativa e Receita Bruta Total. Receita Bruta = Vendas de Produtos e Serviços, sem descontos e sem impostos. LEI Nº 9.715, DE 25 DE NOVEMBRO DE 1998 Art. 3o Para os efeitos do inciso I do artigo anterior considera-se faturamento a receita bruta, como definida pela legislação do imposto de renda, proveniente da venda de bens nas operações de conta própria, do preço dos serviços prestados e do resultado auferido nas operações de conta alheia. Parágrafo único. Na receita bruta não se incluem as vendas de bens e serviços canceladas, os descontos incondicionais concedidos, o Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI, e o imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias - ICMS, retido pelo vendedor dos bens ou prestador dos serviços na condição de substituto tributário. Registros Bloco 0 - Registro 0120 Mais informações: Anexo I Pg 2 Identificação de Períodos Dispensados da Escrituração Fiscal de Contribuições Esse registro deverá ser informado somente no mês de Dezembro do ano-calendário, e será feito manualmente pelo cliente, não sendo gerado pelo módulo. Registros Bloco 0 - Registro 0140 Mais informações: Anexo I Pg 2 Tabela de Cadastro de Estabelecimento Obrigatório para os estabelecimentos que tenham auferido receitas sujeitas ou não à contribuição social, ou realizado operações geradoras de crédito ou que tenham sofrido retenções. Registros Bloco 0 - Registro 0145 Mais informações: Anexo I Pg 2 Contribuição Previdenciária sobre Receita Bruta Registro identificador de obrigatoriedade de escrituração do Bloco P, composto por Código de Incidência Tributária, Valor da Receita Bruta e Informações Complementares do período escriturado. ATENÇÃO: Criado somente quando o campo Contribuição Previdenciária for informado. Registros Bloco 0 - Registro 0150 Mais informações: Anexo I Pg 2 Tabela de Cadastro de Participante Relacionar os participantes (fornecedores, clientes, transportadoras pessoa jurídica ou pessoa física) que tenham realizado operações nos Blocos A, C, D, F ou 1. Observação: Operações vinculadas a ECF não são obrigadas a informar CPF e CNPJ. Registros Bloco 0 - Registro 0190 Mais informações: Anexo I Pg 3 Tabela de Identificação das Unidades de Medida Informará o código correspondente à Unidade de Medida dos produtos utilizados no arquivo digital.

18 Registros Bloco 0 - Registro 0200 Mais informações: Anexo I Pg 3 Tabela de Identificação do Item (Produtos e Serviços) Informará as mercadorias, serviços, produtos ou quaisquer outros itens que foram movimentados nos Blocos A, C, D, F ou 1 Códigos referente a Identificação do Produto 00 Mercadoria para Revenda; 06 Produto Intermediário; 01 Matéria-Prima; 07 Material de Uso e Consumo; 02 Embalagem; 08 Ativo Imobilizado; 03 Produto em Processo; 09 Serviços; 04 Produto Acabado; 10 Outros insumos; 05 Subproduto; 99 Outras. Nessa tabela, as informações também serão vinculadas as seguintes classificações: - NCM; - Código EX Tipi; - Gênero; - Código Serviço; - ICMS em Operações Internas; Observação: É aceitável cadastro de itens com denominação genérica ( diversas entradas, diversas saídas, mercadorias para revenda, etc) SOMENTE se corresponderem às operações citadas no item do Manual da RFB, Ex: aquisição de materiais para uso e consumo que não gerem créditos. Registros Bloco 0 - Registro 0400 Mais informações: Anexo I Pg 3 Tabela de Identificação da Natureza da Operação/ Prestação Informará o código correspondente da Natureza da Operação / Prestação. Ex.: (500 para Saídas e 10 para Entradas) Registros Bloco 0 - Registro 0450 Mais informações: Anexo I Pg 3 Tabela de Informação Complementar do Documento Fiscal Informação complementar existente no documento fiscal (Quando existir observações nas notas, esses valores serão apresentado de forma concatenada (juntas) aqui, até 255 caracteres) Registros Bloco 0 - Registro 0500 Plano de Contas Contábeis Mais informações: Anexo I Pg 3 Deve ser informado registro 0500 apenas para as contas que venham a ser informadas em registro dos Blocos A, C, D e F. IMPORTANTE: SPED não preencherá automaticamente esse registro. Deve-se fazê-lo manualmente.

19 Registros Bloco 0 - Registro 0600 Mais informações: Anexo I Pg 3 Centro de Custos Serão vinculados as informações do Centro de Custo do Shop Control 8 quando informado o código de Centro de Custo nos lançamentos do SPED. Registros Bloco 0 - Registro 0990 Encerramento do Bloco 0 Registro referente a finalização das informações do Bloco 0, portanto, não será exibido no Grid.

20 Estrutura do Bloco A - Documentos Fiscais Serviços (ISS) No Bloco A são escrituradas todas prestações de serviços (receitas) sujeitas à incidência do ISS e somente as contratações de serviços sujeitas à incidência do ISS (custos e/ou despesas) geradoras de créditos. Tipos de Documentos pertencentes a esse Bloco: NF e NF-e de Serviços Municipais (Entradas/Saídas) Registros Bloco A - Registro A001 Abertura do Bloco A Esse Registro informará somente a abertura do Bloco A. Por esse motivo, não será exibido na Grid. Registros Bloco A - Registro A010 Mais informações: Anexo I Pg 4 Identificação do Estabelecimento Registro Obrigatório caso exista movimento no Registro A010. Informar número da Inscrição do CNPJ do estabelecimento. Registros Bloco A - Registro A100 Mais informações: Anexo I Pg 4 Documento - Nota Fiscal de Serviço Esse registro é composto por todas as informações presentes no corpo da Nota Fiscal. Nele será possível verificar o Número do Documento, Série, Sub Série, Chave da NF-e, Data, etc. Registros Bloco A - Registro A110 Mais informações: Anexo I Pg 4 Complemento do Documento - Informação Complementar da NF Informações complementares as Notas Fiscais serão enviados nesse registro. Registros Bloco A - Registro A111 Mais informações: Anexo I Pg 5 Processo Referenciado IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco A - Registro A170 Mais informações: Anexo I Pg 5 Itens do Documento Composto por todos os itens (Serviços) da NF/NF-e. Todos os Serviços presentes nesse registro deverão constar no Registro 0200

21 Registros Bloco A - Registro A990 Encerramento do Bloco A Registro referente a finalização das informações do Bloco A.

22 Estrutura do Bloco C - Documentos Fiscais Mercadorias (ICMS/IPI) No Bloco C são escriturados os Documentos Fiscais, de mercadorias sujeitas ao ICMS/IPI, referente a Entradas e Saídas, detalhando todas operações de vendas e as de aquisições com direito a crédito. Nesse bloco, constarão os seguintes documentos: - NF modelo 1; - NF-e; - NF consumidor; - Equipamentos ECF; - Outros tipos de NF de produtos; Registros Bloco C - Registro C001 Abertura do Bloco C Esse Registro informará somente a abertura do Bloco C. Por esse motivo, não será exibido na Grid. Registros Bloco C - Registro C010 Mais informações: Anexo I Pg 6 Identificação do Estabelecimento Registro com o CNPJ do Estabelecimento e Indicador de Escrituração IMPORTANTE: O indicador cadastrado na tela de Filial do Módulo influenciará os registros que são gerados neste bloco. Campo Ind. de Escrituração: Conforme preenchido este campo, os registros são gerados da seguinte maneira: 1 Apuração com base nos registros de consolidação das operações por: Somente NF-e (C180 / C181 / C185 / C188 e C190 / C191 / C195 / C198 / C199) e ECF (C490 / C491 / C495 / C499); 2 Apuração com base no registro individualizado por: NF e NF-e (C100 / C110 / C111 / C120 / C170) e ECF (C400 / C405 / C481 / C485 / C489). Registros Bloco C - Registro C100 Documento - Nota Fiscal Mais informações: Anexo I Pg 6 Este registro é utilizado para os seguintes tipos de documentos fiscais: Nota Fiscal Código 01 Nota Fiscal Avulsa Código 1b Nota Fiscal de Produtor Código 04 NF-e Código 55 Constam nesse registro tanto Entradas quanto Saídas

23 Registros Bloco C - Registro C110 Mais informações: Anexo I Pg 7 Informação Complementar da NF Apresentará informações complementares presentes na Nota Fiscal. Registros Bloco C - Registro C111 Mais informações: Anexo I Pg 7 Processo Referenciado referente ao Registro C100 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco C - Registro C120 Mais informações: Anexo I Pg 7 Complemento do Documento Operações de Importação Registro contendo as informações de Importação, tais como: Número do Documento, Valor do PIS/COFINS pago na importação, etc. Esse registro não será preenchido pelo módulo, visto divergências entre as legislações da NFe e do SPED Contribuições. Será necessário lançar as informações manualmente. Registros Bloco C - Registro C170 Mais informações: Anexo I Pg 7 Complemento do Documento Itens do Documento Neste registro constam as informações referentes aos Itens da Nota Fiscal (Produtos e Serviços): Código, Unidade, Valor, Descrição, etc. Observação: O Shop Control 8 não foi desenvolvido para trabalhar com Combustíveis, Bebidas Frias, Embalagens, etc. Portanto, o SPED Contribuições também não atenderá essa questão. Registros Bloco C - Registro C180 Mais informações: Anexo I Pg 8 Consolidação Notas Fiscais Eletrônicas (Código 55) Operações de Vendas Composto por informações que consolidarão as operações de vendas realizadas por item vendido (Registro 0200), mediante emissão de NF-e (Modelo 55), no período da escrituração. Esse registro trará a totalização de Itens iguais, vendidos com emissão de NF-e. Atenção: Os Impostos consolidados por item vendido serão totalizados nos registros filhos: - C181 para PIS - C185 para COFINS Sendo essas totalizações separadas por: CFOP e Alíquota dentro de cada Registro.

24 Registros Bloco C - Registro C181 Mais informações: Anexo I Pg 9 Detalhamento - PIS Registro com os Valores de PIS referente ao Registro C180 Registros Bloco C - Registro C185 Mais informações: Anexo I Pg 10 Detalhamento - COFINS Registro com os Valores de COFINS referente ao Registro C180 Registros Bloco C - Registro C188 Mais informações: Anexo I Pg 10 Processo Referenciado referente ao Registro C180 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco C - Registro C190 Mais informações: Anexo I Pg 10 - Consolidação Notas Fiscais Eletrônicas (Modelo 55) - Compras com Direito a Crédito e Devolução de Compras e Vendas Compostos pelos registros das operações de aquisições por NF-e (Modelo 55) por Item Adquirido (Produto/Serviço - Registro 0200), só para NF-e (Modelo 55) Esse registro trará a totalização de Itens iguais de Entradas com NF-e. Atenção: Os Impostos consolidados por item adquirido e/ou devolvidos serão totalizados nos registros filhos: - C191 para PIS - C195 para COFINS Sendo essas totalizações separadas por: Fornecedor (Registro 0150), CFOP e Alíquota dentro de cada Registro. Registros Bloco C - Registro C191 Mais informações: Anexo I Pg 11 Detalhamento PIS Registro com os Valores de PIS referente ao Registro C190 Registros Bloco C - Registro C195 Mais informações: Anexo I Pg 11 Detalhamento COFINS Registro com os Valores de COFINS referente ao Registro C190

25 Registros Bloco C - Registro C198 Mais informações: Anexo I Pg 11 Processo Referenciado referente ao Registro C190 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco C - Registro C380 Nota Fiscal de Venda a Consumidor (Código 02) - Consolidação Mais informações: Anexo I Pg 12 Registro C380 e filhos devem escriturar as notas fiscais de venda ao consumidor não emitidas por ECF, consolidando os valores dos documentos emitidos no período. Os impostos consolidados são totalizados nos registros filhos (C381 e C385), por Item, CST-PIS, CST-COFINS e Alíquota. Registros Bloco C - Registro C381 Mais informações: Anexo I Pg 12 Detalhamento - PIS Registro com os Valores de PIS referente ao Registro C380 Registros Bloco C - Registro C385 Mais informações: Anexo I Pg 12 Detalhamento - COFINS Registro com os Valores de COFINS referente ao Registro C380 Registros Bloco C - Registro C395 Mais informações: Anexo I Pg 13 Notas Fiscais a Consumidor (Códigos 02, 2D, 2E e 59) Aquisições/Entradas com Crédito Nesse registro pode-se escriturar individualmente eventuais aquisições com direito a crédito (aquisição de bens a serem utilizados como insumos por exemplo) cuja operação esteja documentada por nota fiscal de venda a consumidor. Como o Shop Control 8 não permite efetuar Entradas de Nota ao Consumidor, esse Registro e seu Filho (C396) estarão disponíveis somente para preenchimento manual Registros Bloco C - Registro C396 Mais informações: Anexo I Pg 13 Itens do Documento (Códigos 02, 2D, 2E e 59) Aquisições/Entradas com Crédito Devem ser informados os dados referentes aos itens das Notas Fiscais de vendas a consumidor relacionadas no Registro Pai (C395), necessárias para a apuração, por item do documento fiscal, dos créditos de PIS/Pasep e de Cofins. Registros Bloco C - Registro C400 Mais informações: Anexo I Pg 14 Equipamento ECF (Modelos 02 E 2D) Nesse registro serão relacionados operações de vendas com emissão de cupom fiscal vinculado ao registro individualizado (detalhado). A informação será utilizada quando o Ind. de Escrituração for configurado como 2 Apuração com base no registro individualizado

26 Registros Bloco C - Registro C405 Mais informações: Anexo I Pg 14 Redução Z (Modelos 02 E 2D) Relação de Reduções Z geradas pelo Equipamento ECF dentro do período selecionado. Registros Bloco C - Registro C481 Mais informações: Anexo I Pg 14 Resumo Diário de Documentos Emitidos por ECF PIS/PASEP (Modelos 02 E 2D) Consolidação dos valores de PIS relacionados ao Registro C400 Registros Bloco C - Registro C485 Mais informações: Anexo I Pg 15 Resumo Diário de Documentos Emitidos por ECF COFINS (Códigos 02 E 2D) Consolidação dos valores de COFINS relacionados ao Registro C400 Registros Bloco C - Registro C489 Mais informações: Anexo I Pg 15 Processo Referenciado referente ao Registro C400 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco C - Registro C490 Mais informações: Anexo I Pg 15 Consolidação de Documentos Emitidos por ECF (Modelos 02, 2D E 59) Nesse registro serão relacionados operações de vendas com emissão de cupom fiscal apresentado de forma consolidada, separando apenas por Data Inicial, Final e Modelo de Documento (Resumido). Composto por informações similares ao Registro C400, porém será utilizado quando o Ind. de Escrituração for configurado como 1 - Apuração com base nos registros de consolidação das operações. Os impostos consolidados serão totalizados nos registros (C391 e C395), por: Item, CST-PIS, CST-COFINS, CFOP e Alíquota. Registros Bloco C - Registro C491 Mais informações: Anexo I Pg 16 Detalhamento de Documentos Emitidos por ECF (Códigos 02, 2D e 59) Consolidação dos valores de PIS referente ao Registro C490

27 Registros Bloco C - Registro C495 Mais informações: Anexo I Pg 16 Detalhamento de Documentos Emitidos por ECF (Códigos 02, 2D e 59) Consolidação dos valores de COFINS referentes ao registro C490 Registros Bloco C - Registro C499 Processo Referenciado referente ao Registro C490 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco C - Registro C500 Mais informações: Anexo I Pg 17 Conta de Energia Elétrica (Modelo 06) Fornecimento d'água Canalizada (Modelo 29) Fornecimento de Gás (Modelo 28) Entrada/Aquisição Com Crédito Composto por operações referentes à aquisição de água canalizada, energia elétrica ou gás, que permita a apuração de créditos de PIS/PASEP e de COFINS. Os dados para esses tipos de Notas Fiscais deverão ser informado na tela de Conta Consumo existente no Shop Control 8. Os impostos consolidados serão totalizados, nos registros filhos (C501 e C505), organizados por Natureza da Base de Crédito, CST-COFINS e Alíquota. Registros Bloco C - Registro C501 Mais informações: Anexo I Pg 17 Complemento da Operação (Códigos 06, 28 e 29) PIS/PASEP Consolidação dos valores de PIS referentes ao registro C500 Registros Bloco C - Registro C505 Mais informações: Anexo I Pg 17 Complemento da Operação (Códigos 06, 28 e 29) COFINS Consolidação dos valores de COFINS referentes ao registro C500 Registros Bloco C - Registro C509 Mais informações: Anexo I Pg 18 Processo Referenciado referente ao Registro C500 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco C - Registro C990 Encerramento do Bloco 0 Registro referente a finalização das informações do Bloco C.

28 Estrutura do Bloco D - Documentos Fiscais II - Serviços (ICMS) No Bloco D serão escriturados os Documentos Fiscais de serviços sujeitos ao ICMS, referentes às prestações ou contratações de serviços de Comunicação, Transporte Interestadual ou Intermunicipal. No caso dos usuários do Shop Control 8, constarão somente as Entradas de Notas Fiscais quanto ao Serviço de Transporte. Nesse bloco, constarão os seguintes documentos: - Conhecimento de Transporte; - CT-e; - Notas Fiscais de Comunicação e Telecomunicação; Registros Bloco D - Registro D001 Abertura do Bloco D Esse Registro informará somente a abertura do Bloco D. Por esse motivo, não será exibido na Grid. Registros Bloco D - Registro D010 Mais informações: Anexo I Pg 19 Identificação do Estabelecimento Registro Obrigatório quando existam informações descritas no Bloco D, ou seja, a empresa somente precisará ser Identificada caso tenha prestado ou adquirido algum Serviço de Transporte ou Comunicação. Registros Bloco D - Registro D100 Mais informações: Anexo I Pg 19 Aquisição de Serviços de Transporte Registro com as Entradas de Conhecimento de Frete Neste registro serão informados os seguintes Tipos de Conhecimentos de Frete: - Nota fiscal de serviço de transporte (Modelo 07); - Conhecimentos de transporte rodoviário de cargas (Modelo 08); - Conhecimento de transporte de cargas avulso (Modelo 8B); - Aquaviário de cargas (Modelo 09); - Aéreo (Modelo 10); - Ferroviário de cargas (Modelo 11); - Multimodal de cargas (Modelo 26); - Nota fiscal de transporte ferroviário de carga (Modelo 27); - Conhecimento de transporte eletrônico CT- e (Modelo 57). Só devem ser relacionados neste registro as aquisições de serviços de transportes que confiram direito ao crédito do PIS/PASEP e da COFINS. IMPORTANTE: As notas de Frete registradas através da tela de Sintegra/Transportadora somente aparecerão no Registro D100 e seus respectivos filhos caso suas Saídas/Entradas possuam Nota Fiscal emitida/impressa.

29 Registros Bloco D - Registro D101 Complemento do Documento de Transporte PIS/PASEP Serão escrituradas neste registro as informações referentes à incidência, base de cálculo, alíquota e valor do crédito de PIS/Pasep, presentes nas operações de transporte contratadas. Serão lançados todos os fretes pagos, presentes nas Entradas e Saídas. Registros Bloco D - Registro D105 Mais informações: Anexo I Pg 20 Complemento do Documento de Transporte COFINS Serão escrituradas neste registro as informações referentes à incidência, base de cálculo, alíquota e valor do crédito de COFINS, presentes nas operações de transporte contratadas. Serão lançados todos os fretes pagos, presentes nas Entradas e Saídas. Registros Bloco D - Registro D111 Mais informações: Anexo I Pg 20 Processo Referenciado referente ao Registro D100 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco D - Registro D500 Mais informações: Anexo I Pg 20 Nota Fiscal de Serviço de Comunicação (Modelo 21) Nota Fiscal de Serviço de Telecomunicação (Modelo 22) Documentos de Aquisição com Direito a Crédito Registro informa as operações referentes à aquisição de água canalizada, energia elétrica ou gás, que permita a apuração de créditos de PIS/PASEP e de COFINS. Os dados para esses tipos de Notas Fiscais deverão ser informado na tela de Conta Consumo existente no Shop Control 8. Os impostos consolidados serão totalizados, nos registros filhos (D501 e D505), organizados por: Natureza da Base de Crédito, CST-PIS, CST- COFINS e Alíquota. Obs.: Quando existir um item em notas Modelo 21 ou 22, com Nat. Base de Crédito igual a Outras Operações com Direito a Crédito, o validador exigirá que o campo Descrição do Crédito dos Registro M105 e M505 sejam preenchidos. Como o módulo não gera esses Registros, será necessário lançá-los através do próprio validador. Registros Bloco D - Registro D501 Mais informações: Anexo I Pg 21 Complemento da Operação (Modelos 21 e 22) PIS/PASEP Consolidação dos valores de PIS relacionados ao Registro D500. Registros Bloco D - Registro D505 Mais informações: Anexo I Pg 21 Complemento da Operação (Modelos 21 e 22) COFINS Consolidação dos valores de COFINS relacionados ao Registro D500.

30 Registros Bloco D - Registro D509 Mais informações: Anexo I Pg 21 Processo Referenciado referente ao Registro D509 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco D - Registro D990 Encerramento do Bloco D Registro referente a finalização das informações do Bloco D.

31 Estrutura do Bloco F Demais Documentos e Operações No Bloco F serão informadas as demais operações não relacionadas nos Blocos A, C e D, referente às receitas e/ou as aquisições que gerem créditos. IMPORTANTE: Nenhum registro do Bloco F será preenchido pelo SPED Contribuições. Sendo assim, todos deverão ser preenchidos manualmente. Registros Bloco F - Registro F001 Abertura do Bloco F Esse Registro informará somente a abertura do Bloco F. Por esse motivo, não será exibido na Grid. Registros Bloco F - Registro F010 Mais informações: Anexo I Pg 22 Identificação do Estabelecimento Registro Obrigatório quando existam informações descritas no Bloco F, ou seja, a empresa somente precisará ser Identificada caso tenham Demais Operações que gerem créditos. Registros Bloco F - Registro F100 Mais informações: Anexo I Pg 22 Demais Documentos e Operações Geradoras De Contribuição e Créditos Composto por documentos que não entrem no Bloco A, C ou D, como por exemplo Receitas com Aluguéis, despesas com armazenagem, etc. Tipos de Operação possíveis: 0 Operação Representativa de Aquisição, Custos, Despesa ou Encargos, Sujeita à Incidência de Crédito de PIS/Pasep ou Cofins (CST 50 a 66); 1 Operação Representativa de Receita Auferida Sujeita ao Pagamento da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins (CST 01, 02, 03 ou 05); 2 Operação Representativa de Receita Auferida Não Sujeita ao Pagamento da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins (CST 04, 06, 07, 08, 09, 49 ou 99). Registros Bloco F - Registro F111 Mais informações: Anexo I Pg 22 Processo Referenciado referente ao Registro F100 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário.

32 Registros Bloco F - Registro F120 Mais informações: Anexo I Pg 23 Bens Incorporados ao Ativo Imobilizado Operações Geradoras de Créditos com Base nos Encargos de Depreciação/Amortização Registro com as informações de Ativo Imobilizado quando o tipo de crédito é baseado na depreciação/amortização do bem. As informações geradas neste registro referem-se aos bens incorporados ao Ativo Imobilizado ou às edificações e benfeitorias em imóveis próprios ou de terceiros que, em função de sua natureza, NCM, destinação ou data de aquisição, a legislação tributária permite o direito ao crédito de PIS/Pasep e de Cofins com base nos encargos de depreciação ou amortização incorridos no período da escrituração. Informações Importantes: Natureza da Base de Crédito: 09 - Crédito com Base nos Encargos de Depreciação; 11 - Crédito com Base nos Encargos de Amortização. Identificação dos Bens/Grupos de Bens do Imobilizado: 01 - Edificações e Benfeitorias em Imóveis Próprios; 02 - Edificações e Benfeitorias em Imóveis de Terceiros; 03 - Instalações; 04 - Máquinas; 05 - Equipamentos; 06 - Veículos; 99 - Outros Bens Incorporados ao Ativo Imobilizado. Indicador da origem do bem incorporado ao ativo imobilizado, gerador de crédito: 0 Aquisição no Mercado Interno; 1 Aquisição no Mercado Externo (Importação). Indicador da Utilização dos Bens Incorporados ao Ativo Imobilizado: 1 Produção de Bens Destinados a Venda; 2 Prestação de Serviços; 3 Locação a Terceiros; 9 Outros. Registros Bloco F - Registro F129 Mais informações: Anexo I Pg 23 Processo Referenciado referente ao Registro F120 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário.

33 Registros Bloco F - Registro F130 Mais informações: Anexo I Pg 24 Bens Incorporados ao Ativo Imobilizado Operações Geradoras de Créditos com Base no Valor de Aquisição/Contribuição Registro com as informações de Ativo Imobilizado quando o tipo de crédito é baseado no valor do bem. Informações Importantes: Identificação dos Bens/Grupos de Bens do Imobilizado: 01 - Edificações e Benfeitorias em Imóveis Próprios; 03 - Instalações; 04 - Máquinas; 05 - Equipamentos; 06 - Veículos; 99 - Outros Bens Incorporados ao Ativo Imobilizado. Indicador da origem do bem incorporado ao ativo imobilizado, gerador de crédito: 0 Aquisição no Mercado Interno; 1 Aquisição no Mercado Externo (Importação). Indicador da Utilização dos Bens Incorporados ao Ativo Imobilizado: 1 Produção de Bens Destinados a Venda; 2 Prestação de Serviços; 3 Locação a Terceiros; 9 Outros. Registros Bloco F - Registro F139 Mais informações: Anexo I Pg 25 Processo Referenciado referente ao Registro F130 IMPORTANTE: Todos os registros de Processo Referenciado devem ser lançados manualmente pelo usuário. Registros Bloco F - Registro F150 Mais informações: Anexo I Pg 25 Crédito Presumido Sobre Estoque De Abertura Registro deve escriturar o Crédito de PIS e COFINS sobre o Estoque Inicial de uma empresa. Registros Bloco F - Registro F600 Mais informações: Anexo I Pg 25 Contribuição Retida na Fonte Registro deve escriturar todas as Contribuições retidas na fonte. Normalmente quando uma empresa vende por exemplo para um Órgão Público, a NF é impressa com as alíquotas normais de PIS e COFINS, mas parte dessas alíquotas já são retidas pelo próprio emissor da NF (o imposto é pago no momento da emissão da Nota Fiscal).

34 Registros Bloco F - Registro F700 Mais informações: Anexo I Pg 26 Deduções Diversas Neste registro devem ser informadas as deduções diversas previstas na legislação tributária, inclusive os créditos que não sejam específicos do regime não-cumulativo, passiveis de dedução na determinação da contribuição social a recolher, nos registros M200 (PIS/Pasep) e M600 (Cofins). Registros Bloco F - Registro F800 Mais informações: Anexo I Pg 26 Créditos Decorrentes de Eventos de Incorporação, Fusão e Cisão Devem ser escriturados neste registro os créditos oriundos da versão de bens e direitos referidos no art. 3º das Leis nº /2002 e nº /2003, bem como os créditos referentes à importação referidos na Lei nº /2004, transferidos em decorrência de eventos de fusão, incorporação e cisão de pessoa jurídica domiciliada no País, relacionando-os por cada tipo, conforma EFD-PIS/Cofins. Estes créditos são vertidos para a pessoa jurídica sucessora sob as mesmas condições em que foram apurados na pessoa jurídica sucedida, passíveis de utilização para desconto da contribuição devida no período, se decorrentes de operações no mercado interno ou, ainda, de compensação e ressarcimento, se decorrentes de operações de exportação ou não tributadas no mercado interno. Registros Bloco F - Registro F990 Encerramento do Bloco F Registro referente a finalização das informações do Bloco F, portanto, não será exibido no Grid.

35 Estrutura do Bloco M Apuração Contribuição/Crédito do PIS/PASEP e COFINS No Bloco M serão apuradas as Contribuições e Créditos de forma detalhada sobre o PIS e COFINS no período informado. Esse bloco deverá ser recalculado através do botão Recalcular Bloco M caso haja alguma alteração de informação nos outros Blocos do módulo. IMPORTANTE: Siga até a página 1 do Anexo II para esclarecimento sobre esse Registro Registros Bloco M - Registro M001 Abertura do Bloco M Esse Registro informará somente a abertura do Bloco M. Por esse motivo, não será exibido na Grid. Registros Bloco M - Registro M100 Mais informações: Anexo I Pg 27 Crédito de PIS/PASEP Relativo ao Período Importante: Neste registro só devem ser escrituradas Entradas que geram créditos. Serão gerados um registro M100 especifico para cada Tipo de Crédito apurado: (Vinculados à Receita Tributada; Vinculados à Receita não Tributada e Vinculados à Exportação) - vide tabela de Tipos de Créditos - (Tabela 4.3.6) do Guia Prático EFD- Contribuições. Para o módulo, isso será subdividido através dos códigos referente aos tipos de créditos conforme CST e Alíquota. CST 50 é mapeado para o grupo 100 (crédito vinculado exclusivamente a receita tributada no mercado interno) CST 51 é mapeado para o grupo 200 (crédito vinculado exclusivamente a receita não tributada no mercado interno) CST 52 é mapeado para o grupo 300 (crédito vinculado exclusivamente a receita de exportação). CST 60 a 66 (referem-se a crédito presumido) o crédito será identificado com os códigos 106, 206 ou 306. CST 53 a 56 (referem-se a créditos vinculados a mais de um tipo de receita). Dessa forma, o CST 56 está relacionado a créditos aos 03 tipos de receitas (grupos 100, 200 e 300), conforme rateio proporcional da Receita Bruta (com base nos valores informados no registro 0111) ou com base no método da apropriação direta, e assim sucessivamente. Compare a relação acima com a Tabela disponível no endereço abaixo: Nesse registro, haverá também a informação se o desconto do crédito foi parcial ou total. Conforme validação, será feito da seguinte forma: No Registro M200 serão gerados os valores de débitos de PIS/COFINS referente ao período. Conforme os créditos são calculados no M100, o módulo deduzirá de forma Total esses valores, até que não existam mais débitos de PIS/COFINS. Qualquer valor de Crédito gerado no M100 após findados os débitos, serão lançados como Parcial e ficarão com valor 0.

36 Registros Bloco M - Registro M105 Mais informações: Anexo I Pg 27 Detalhamento da Base de Cálculo do Crédito Apurado no Período PIS/PASEP Neste registro será informada a composição da base de cálculo de cada tipo de crédito (M100), conforme as informações constantes nos documentos e operações com CST geradores de créditos, escriturados nos Blocos A, C, D e F. Os valores representativos de Bases de Cálculo escriturados nestes registros serão transferidos para o Registro M100. Para cada Registro M100 podem existir vários registros M105 separados por CST do PIS e Código da Base de Cálculo conforme Tabela Importante: Quando o Indicador de Apropriação de Crédito for igual a 2 (Rateio Proporcional), o registro M105 não terá os valores dos registros Escriturados nos Blocos A, C, D e F, mas existirá um rateio dos valores proporcionais vindos do Registro Registros Bloco M - Registro M110 Mais informações: Anexo I Pg 28 Ajustes do Crédito do PIS/PASEP Apurado Registro a ser preenchido caso seja necessário proceder com ajustes de créditos escriturados no período,decorrentes de ação judicial, de processo de consulta, da legislação tributária das contribuições sociais, de estorno ou de outras situações. Importante: Esse registro não será preenchido pelo SPED Contribuições. Caso haja necessidade de enviá-lo, será necessário informar os dados manualmente. Registros Bloco M - Registro M200 Mais informações: Anexo I Pg 28 Registro M200 Consolidação da Contribuição para o PIS/PASEP no Período Neste registro serão consolidadas as contribuições sociais apuradas no período da escrituração, nos regimes não-cumulativo e cumulativo, bem como procedido ao desconto dos créditos da não cumulatividade apurados no próprio período, dos créditos apurados em períodos anteriores, dos valores retidos na fonte e de outras deduções previstas em Lei, demonstrando em seu final os valores devidos a recolher. Sempre será gerado apenas 1 registro M200 por arquivo. Este registro faz as contas de todo o crédito apurado no M100 com as deduções que são apuradas no M210. Registros Bloco M - Registro M210 Mais informações: Anexo I Pg 29 Detalhamento da Contribuição para o PIS/PASEP do Período Será gerado um Registro M210 para cada situação geradora contribuição social, especificada na Tabela Código de Contribuição Social Apurada, recuperando os valores referentes às diversas bases de cálculo escriturados nos registros dos Blocos A, C, D e F. Neste registro serão escrituradas Saídas que possuem PIS/COFINS (CSTs 01, 02, 03 e 05 - este último desde que alíquota maior de zero)

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso Sistema Questor SPED PIS E COFINS SPED Sistema Público de Escrituração Digital EFD Escrituração Fiscal Digital Instrutor: - Jocenei Friedrich Apoio: - Sejam todos bem-vindos Objetivos do Curso Conhecer

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Relatório de Conferência - EFD - Contribuições Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Chamado : TEHRSH Está disponível

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL

EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL 1. INTRODUÇÃO Este artigo tem por objetivo trazer considerações relevantes quanto a dados inerentes à Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep

Leia mais

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens:

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: 1.1 Subtela Cod.Grupo Bebidas Frias. Teclando ctrl+enter neste campo o sistema abre

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. São Paulo, agosto de 2011

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. São Paulo, agosto de 2011 Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS São Paulo, agosto de 2011 m28 Obrigações Tributárias: Emissão de Documento Fiscal Escrituração Contábil Obrigação Acessória Escrituração Fiscal Entrega de Declarações

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - EXPORTAR E UNIFICAR ARQUIVOS GERADOS NA MATRIZ E SUAS FILIAIS ATUALIZADA EM: 02/06/2011 ÍNDICE 1. EXPORTAÇÃO... 1 2. UNIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS... 9 3.

Leia mais

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2 EFD PIS/COFINS SUMÁRIO O que é a EFD PIS/COFINS?...2 A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2 1. Procedimentos Iniciais...2 a) Classificando as Empresas... 3 b) Conferindo os Cadastros que Influenciam

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED?

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? SPED PIS/COFINS Teoria e Prática O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? E v e l i n e B a r r o s o Maracanaú - CE Março/2 0 1 2 1 2 Conceito O SPED é instrumento que unifica as atividades

Leia mais

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos.

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. 1. No cadastro de empresas 1.1. Informar o regime de apuração dos impostos 1.1.1. LUCRO PRESUMIDO

Leia mais

EFD Contribuições (PIS/Cofins)

EFD Contribuições (PIS/Cofins) EFD Contribuições (PIS/Cofins) Principais Aspectos no Preenchimento e Implantação da Escrituração Fiscal Digital do PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre Receitas. Assunto: Escrituração

Leia mais

EFD PIS / COFINS. Leiaute - ADE Cofis 31. 08 de julho de 2010. Leiaute - ADE Cofis 34. 28 de outubro de 2010

EFD PIS / COFINS. Leiaute - ADE Cofis 31. 08 de julho de 2010. Leiaute - ADE Cofis 34. 28 de outubro de 2010 EFD PIS / COFINS Leiaute - ADE Cofis 31 08 de julho de 2010 Leiaute - ADE Cofis 34 28 de outubro de 2010 Atualizado pelo ADE Cofis 37 21 de dezembro de 2010 ENTENDENDO A ESTRUTURA DO ARQUIVO 1 ENTENDENDO

Leia mais

Bloco Contábil e Fiscal

Bloco Contábil e Fiscal Bloco Contábil e Fiscal EFD Contribuições Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo EFD Contribuições, que faz parte do Bloco Contábil e Fiscal. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

Imunidade O PIS e a Cofins não incidem sobre as receitas decorrentes de exportação (CF, art. 149, 2º, I).

Imunidade O PIS e a Cofins não incidem sobre as receitas decorrentes de exportação (CF, art. 149, 2º, I). Comentários à nova legislação do P IS/ Cofins Ricardo J. Ferreira w w w.editoraferreira.com.br O PIS e a Cofins talvez tenham sido os tributos que mais sofreram modificações legislativas nos últimos 5

Leia mais

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido 1º Acesse o menu Controle, opção Parâmetros, clique na guia Impostos, e certifique-se de que estão incluídos os impostos do regime 4- Pis e 5 Cofins. Na guia Federal,

Leia mais

PIS/ COFINS. NOTÍCIAS DA SEMANA (14/02/11 a 18/02/11)

PIS/ COFINS. NOTÍCIAS DA SEMANA (14/02/11 a 18/02/11) PIS/ COFINS NOTÍCIAS DA SEMANA (14/02/11 a 18/02/11) I NOVAS SOLUÇÕES DE CONSULTAS.... 2 A) LOCADORAS DE VEÍCULOS PODEM SE CREDITAR DE 1/48 (UM QUARENTA O OITO AVOS) NO CÁLCULO DOS CRÉDITOS DE PIS/COFINS

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD 1 - Informações referentes à Escrituração Fiscal Digital EFD A Escrituração Fiscal Digital é um dos módulos do um sistema púbico

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Projetos da Receita Federal

Projetos da Receita Federal Escrituração Fiscal Digital - EFD Projetos da Receita Federal A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras

Leia mais

GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0. Janeiro de 2012

GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0. Janeiro de 2012 GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0 Janeiro de 2012 AS INFORMAÇÕES (LEIS, DECRETOS, PORTARIAS, LAYOUTS) AQUI CONTIDAS FORAM EXTRAÍDAS DE VÁRIAS FONTES E PODEM TER

Leia mais

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC)

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) EMPRESA: LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) NOME DO ARQUIVO Existem dois nomes possíveis: um para as notas de saída e outro para as notas de entrada. - Saídas : O nome do arquivo deve

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Í n d i c e Julho, 2010 Introdução... 2 1. Acerto dos cadastros de Clientes e de Produtos... 4 1.1. Cadastros Básicos - Cadastro de Clientes... 4 1.2. Cadastros Básicos Cadastro

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

EFD CONTRIBUIÇÕES. SISTEMA DE APURAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS PIS PASEP, COFINS E INSS LOGIX 10.02/11 Versão 4.3

EFD CONTRIBUIÇÕES. SISTEMA DE APURAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS PIS PASEP, COFINS E INSS LOGIX 10.02/11 Versão 4.3 EFD CONTRIBUIÇÕES SISTEMA DE APURAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS PIS PASEP, COFINS E INSS LOGIX 10.02/11 Versão 4.3 ÍNDICE 1. APURAÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO...4 1.1 OBJETIVOS...4 1.2 EFD CONTRIBUIÇÕES...4 1.3

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições

Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições Roteiro de Escrituração das Contribuições Sociais (Pessoa Jurídica

Leia mais

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital.

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA LANÇAMENTO DE UM DOCUMENTO FISCAL. 1. APRESENTAÇÃO. 2. PREPARAÇÃO PARA A GERAÇÃO DOS REGISTROS. 2.1. Classificação Física dos Documentos

Leia mais

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Prezado cliente, Para mantê-lo informado sobre as liberações e procedimentos referentes ao SPED PIS/COFINS, destacamos nesse comunicado os principais pontos que devem ser

Leia mais

Parâmetros. Instalação

Parâmetros. Instalação Gera Arquivo para a Receita (GeraArq 8) Este aplicativo permite gerar um arquivo para ser enviado à Receita Federal com os registros de nota/ cupons fiscais impressos pelos sistema. Instalação Para fazer

Leia mais

O Que é EFD Contribuições?

O Que é EFD Contribuições? EFD Contribuições Apresentação do Sistema Público de Escrituração Digital ProfªOlírica Cunha Capital Assessoria Empresarial 1 O Que é EFD Contribuições? É um arquivo digital instituído no Sistema Público

Leia mais

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix CARTILHA DA EFD-CONTRIBUIÇÕES PESSOAS JURÍDICAS DO LUCRO PRESUMIDO PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix 1 CARTILHA DA EFD-CONTRIBUIÇÕES PESSOAS JURÍDICAS DO LUCRO PRESUMIDO PRINCIPAIS

Leia mais

EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS

EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS 1. Introdução 2. Obrigatoriedade e dispensa 3. Periodicidade e prazo de entrega (Alterações IN nº 1.305/2012 e ADE Cofis nº 65/2012) 4. Dispensa do Dacon 5. Forma

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

SPED PIS COFINS. Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática

SPED PIS COFINS. Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática SPED PIS COFINS Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática 1 Índice Dicas e Requisitos Avanço para uso Sped PIS/COFINS... 2 Parametrização... 3 Tabelas Configuração... 4 Configuração...

Leia mais

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo:

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: Não gere toda a movimentação de uma vez. O ideal e aconselhável

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É?

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL 1 INDICE Informações importantes sobre o SPED...... 03 Entrando no sistema...... 04 Configurando o acesso à base de dados Access ou MySQL... 04 Cadastros... 05

Leia mais

Manual. EFD Contribuições

Manual. EFD Contribuições Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital SPED - Sistema Público de Escrituração Digital SPED - Sistema Público de Escrituração Digital? 2 SPED - Sistema Público de Escrituração Digital Projeto do PAC 2007-2010 Instituído pelo Convênio ICMS 143/06.

Leia mais

SAD Gestor ERP. Módulo Estoque. Cadastro de Produto Escrita Fiscal. Seja Bem Vindo!

SAD Gestor ERP. Módulo Estoque. Cadastro de Produto Escrita Fiscal. Seja Bem Vindo! SAD Gestor ERP Módulo Estoque Cadastro de Produto Escrita Fiscal Seja Bem Vindo! Introdução O planejamento tributário deve fazer parte do cotidiano da empresa. É uma decisão estratégica que pode determinar

Leia mais

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL 1 Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse dos

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital. Institui o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped)

Sistema Público de Escrituração Digital. Institui o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) Escrituração Fiscal Digital Evolução 2003 2004 2005 2006 2007 Decreto nº 6.022-22/01/07 Institui o (Sped) Objetivo: promover a atuação integrada dos fiscos, mediante a padronização e racionalização das

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE?

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? O que é a Nota Fiscal Eletrônica? Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tem como intuito emitir e armazenar eletronicamente, para fins fiscais,

Leia mais

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS.

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Este roteiro tem o objetivo orientar os passos básicos dentro do sistema JB Cepil, para preparar o sistema e as informações para a correta geração do arquivo

Leia mais

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED O que é ECF Escrituração Contábil Fiscal? Demonstra o cálculo do IRPJ e da CSLL Sucessora da DIPJ Faz parte do projeto SPED Instituída pela Instrução Normativa RFB 1.422/2013

Leia mais

EFD. Contribuições Atualização. Abril 2013. Elaborado por: Antônio Sérgio de Oliveira

EFD. Contribuições Atualização. Abril 2013. Elaborado por: Antônio Sérgio de Oliveira Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

PROPOSTA APRESENTATIVA PACOTE SPEDDLL SPED FISCAL

PROPOSTA APRESENTATIVA PACOTE SPEDDLL SPED FISCAL PROPOSTA APRESENTATIVA PACOTE SPEDDLL SPED FISCAL INTEGRAÇÃO EFD e EFD-Contribuições http://sped.asscomponentes.com.br 1. Conceito A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui

Leia mais

Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272).

Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272). Lista completa das atualizações JBCepil: Inovações: Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272). Disponibilizada no sistema nova

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI. Dulcineia L. D. Santos

Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI. Dulcineia L. D. Santos Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI Dulcineia L. D. Santos Sistema Público de Escrituração Digital SPED Decreto n. 6.022, de 22/01/2007. Objetivos do SPED: unificar as atividades de recepção, validação,

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital

Sistema Público de Escrituração Digital INTRODUÇÃO PIS/PASEP E COFINS SISTEMÁTICA DA NÃO-CUMULATIVIDADE AS DIFICULDADES Não é um regime pleno de não-cumulatividade, como o IPI e o ICMS. O legislador preferiu listar as operações geradoras de

Leia mais

ANEXO IV A NOTA TÉCNICA:

ANEXO IV A NOTA TÉCNICA: Simples SPED ICMS/IPI (RPA) Deverão escriturar os registros C800, C850, C860 e C890 no SPED ICMS/IPI e os registros C860, C870, C880 e C890 na Escrituração Fiscal Digital (EFD) Contribuições. As empresas

Leia mais

Créditos. a. das aquisições de bens para revenda efetuadas no mês;

Créditos. a. das aquisições de bens para revenda efetuadas no mês; Créditos Dos valores de Contribuição para o PIS/Pasep e Cofins apurados, a pessoa jurídica submetida à incidência não-cumulativa poderá descontar créditos, calculados mediante a aplicação das alíquotas

Leia mais

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 Página 1 de 15 Maiores informações a respeito dos assuntos destacados abaixo devem ser obtidas no Manual do Comply v4.00 disponível no Portal de Produtos. Página 2 de 15 CADASTROS

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e 130729 SUMÁRIO EMISSÃO DE NFS-E... 2 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA... 2 ACESSANDO O SISTEMA... 2 ACESSO AO SISTEMA... 3 SELEÇÃO DA EMPRESA... 4 CONFERÊNCIA DOS DADOS E EMISSÃO

Leia mais

67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal?

67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal? OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS 67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal? Nas operações de vendas a contribuinte, a Nota Fiscal, modelos 1 e 1-A ou a Nota Fiscal

Leia mais

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont Atualizado em Maio/2008 Pág 1/36 Para integrar os dados do sistema Efiscal com o sistema Telecont, efetue os procedimentos abaixo: CADASTRO DE EMPRESAS ABA BÁSICO Acesse menu Arquivos Empresas Usuárias

Leia mais

SPED3100 Geração Registro Apuração PIS/COFINS

SPED3100 Geração Registro Apuração PIS/COFINS SPED3100 Geração Registro Apuração PIS/COFINS v04.35 Março/2011 Conforme processo ( SPED_DIV_PIS_COFINS ), o objetivo do programa é gerar/listar o registro de apuração do PIS/COFINS segundo o Manual de

Leia mais

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO Nossos serviços de auditoria das Obrigações Eletrônicas utilizam ferramentas que permitem auditar os arquivos enviados

Leia mais

Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD

Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD Sumário: 1. INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EFD 1. 1 APRESENTAÇÃO 1. 2 LEGISLAÇÃO 1. 3 DA APRESENTAÇÃO DO ARQUIVO DA EFD 1. 4

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

SPED Fiscal Escrita Fiscal Digital - EFD

SPED Fiscal Escrita Fiscal Digital - EFD SPED Fiscal Escrita Fiscal Digital - EFD Luiz Antonio Baptista da Costa Leite Auditor Fiscal da Fazenda Estadual Coordenação dos Estudos Econômico-Fiscais - COEFI Coordenador dos projetos NF-e, CT-e, EFD

Leia mais

Confira alguns dos possíveis impedimentos de validação do arquivo SPED

Confira alguns dos possíveis impedimentos de validação do arquivo SPED No validador SPED poderão ocorrer erros e/ou advertências ao importar o arquivo. As advertências não impedem a transmissão do arquivo, no entanto é importante analisar e corrigir as informações. Os erros

Leia mais

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295 SPED FISCAL O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) FISCAL é um módulo opcional que está habilitado para funcionar com a versão 7 do Oryon. A licença é habilitada pelo número de série do cliente.

Leia mais

EFD PIS COFINS Teoria e Prática

EFD PIS COFINS Teoria e Prática EFD PIS COFINS Teoria e Prática É uma solução tecnológica que oficializa os arquivos digitais das escriturações fiscal e contábil dos sistemas empresariais dentro de um formato digital específico e padronizado.

Leia mais

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Versão 6.04.00 Abril/2015 SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Passo a Passo: Cadastros, Configurações e Operações SPED Contribuições O SPED Contribuições é um arquivo digital instituído no Sistema Publico

Leia mais

: 14/03/2014 Data da revisão : 07/04/14 Banco(s) de Dados

: 14/03/2014 Data da revisão : 07/04/14 Banco(s) de Dados Produto : Data da criação Sped Contribuições Bloco I Fase 02 País(es) : Brasil EMS2 / TOTVS 11, Configurador Layout Fiscal Chamado : THYYZX : 14/03/2014 Data da revisão : 07/04/14 Banco(s) de Dados : Progress

Leia mais

Roteiro para usar Sped no JB Cepil

Roteiro para usar Sped no JB Cepil Roteiro para usar Sped no JB Cepil Este roteiro tem o objetivo orientar os passos básicos dentro do sistema JB Cepil, para preparar o sistema e as informações para a correta geração do arquivo magnético

Leia mais

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12 IMPORTAÇÃO DE NF-E (ENTRADA) SUMÁRIO Importação de Notas pelo Arquivo XML... 2 Parametrização dos Produtos... 4 Parametrização de Código de Situação Tributária (CST)... 5 CST de ICMS... 5 CST de IPI...

Leia mais

Esclarecimentos. Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda

Esclarecimentos. Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda Esclarecimentos Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda Afim de sanar as dúvidas mais frequentes e possíveis diferenças de valores ou informações no relatório de Apuração de ICMS do sistema

Leia mais

EXACTUS Software exactus.com.br

EXACTUS Software exactus.com.br Página 1 de Segue abaixo a relação das principais dúvidas referentes à Apuração do EFD- Contribuições Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta no TOP: I - APURAÇÃO DA EFD - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referências...

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

SISTEMA DE ESCRITURAÇÃO FISCAL - SEF-PE

SISTEMA DE ESCRITURAÇÃO FISCAL - SEF-PE SISTEMA DE ESCRITURAÇÃO FISCAL - SEF-PE O arquivo digital do Sistema de Escrituração Fiscal (SEF) deve ser declarado pelos contribuintes inscritos no Cadastro de Contribuintes do Estado de Pernambuco CACEPE,

Leia mais

Geração do Sintegra VisualControl

Geração do Sintegra VisualControl HelpAndManual_unregistered_evaluation_copy Geração do VisualControl I Geração do - VisualControl Tabela de Conteúdo Parte I 1 1 Registro 10... 3 2 Registro 11... 4 3 Registro 50... 4 4 Registro 54... 7

Leia mais

http://www.itcnet.com.br/materias/printable.php

http://www.itcnet.com.br/materias/printable.php Página 1 de 5 1 de Setembro, 2011 Impresso por ANDERSON JACKSON TOASSI DEVOLUÇÃO DE MERCADORIAS COMPRADAS NAS OPERAÇÕES COMERCIAIS 1 - Introdução Nas relações comerciais as operações de devolução e retorno

Leia mais

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE CADASTROS 2 CADASTROS Tabela de Conteúdo Cadastro de Clientes 4 Cadastro de Produtos 5 1 Cadastro... de Produtos Básico 5 2 Cadastro... de Produtos Básico + Grade de Produtos 7 3 Cadastro... de Produtos

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

Confira também a legislação estadual do seu domicílio nos portais das Secretarias Estaduais de Fazenda.

Confira também a legislação estadual do seu domicílio nos portais das Secretarias Estaduais de Fazenda. Legislação pertinente ao SPED FISCAL em ordem anticronológica: Ato COTEPE/ICMS 17, de 15 de junho de 2011 - Altera o Ato COTEPE/ICMS 09/08, que dispõe sobre as especificações técnicas para a geração de

Leia mais

I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos

I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos fictícios. 1 Sistema Cumulativo Pessoa Jurídica tributada pelo

Leia mais

Orientações de Preenchimento de Campos do Leiaute do CF-e-SAT

Orientações de Preenchimento de Campos do Leiaute do CF-e-SAT Orientações de Preenchimento de Campos do Leiaute do CF-e-SAT 12/02/2015 SEMPRE UTILIZAR A FORMATAÇÃO UTF-8 NA COMUNICAÇÃO DO DADO DE VENDA OU CANCELAMENTO COM O SAT 1) Preenchimento de campos de CST e

Leia mais

SPED. EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR

SPED. EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR SPED EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA Contador, Administrador de Empresas, Pós Graduado em Gestão Pública, Técnico em Contabilidade,

Leia mais

Roteiro de geração do SPED

Roteiro de geração do SPED Roteiro de geração do SPED 1 Índice Introdução...3 Cadastro da Empresa...3 Histórico Padrão...4 Plano de Contas...4 Código de Aglutinação...5 Inserindo plano de contas de aglutinação de forma automática...5

Leia mais

O arquivo da EFD-Contribuições deverá ser validado, assinado digitalmente e transmitido, via Internet, ao ambiente Sped.

O arquivo da EFD-Contribuições deverá ser validado, assinado digitalmente e transmitido, via Internet, ao ambiente Sped. 001 O que é a EFD-Contribuições? A EFD-Contribuições é a Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da Contribuição

Leia mais

Incidência do PIS e da Cofins sobre água, refrigerante e cerveja

Incidência do PIS e da Cofins sobre água, refrigerante e cerveja Confira a incidência do PIS e da Cofins sobre água, refrigerante e cerveja Nesta Orientação examinamos a incidência do PIS/Pasep e da Cofins na comercialização por pessoas jurídicas industriais das bebidas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Proporcionalidade do Crédito de PIS e COFINS

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Proporcionalidade do Crédito de PIS e COFINS 02/04/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Proporcionalidade do Crédito... 3 3.2 Parecer Consultoria

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS ATUALIZADA EM: 20/01/2012 ÍNDICE 1. CONFIGURAÇÃO NATUREZAS DE OPERAÇÕES... 1 1.1. Naturezas de Operações (COMPRAS)... 4 1.2.

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e Manual do Usuário Prestador Introdução Este manual tem como objetivo apresentar a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) que será utilizado pelos contribuintes

Leia mais

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO 1 PARÂMETROS 1.1 Aba Geral 1. No quadro Período, no campo: Observação: Após ser efetuado o cálculo de qualquer período, o campo Inicial, não poderá mais ser alterado. Inicial, informe

Leia mais