Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados."

Transcrição

1

2

3 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter patentes ou pedidos de patentes, marcas comerciais, direitos autorais ou outros de propriedade intelectual, relacionados aos assuntos tratados nesse documento. Além disso, o fornecimento desse documento não lhe concede licença sobre tais patentes, marcas comerciais, direitos autorais ou outros de propriedade intelectual; exceto nos termos expressamente estipulados em contrato de licença da Domínio Sistemas. É importante lembrar que as empresas, os nomes de pessoas e os dados aqui mencionados são fictícios; salvo indicação contrária Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

4 Índice Convenção de cursores, ícones e tipografia...6 Lista de Abreviaturas e Siglas Escrituração Fiscal Digital do PIS e COFINS Parâmetros Guia PIS/COFINS Guia Geral Guia Apuração Guia DACON Guia Informativos Acumuladores Guia Notas II Guia Notas Guia PIS/COFINS - Transporte Produtos Guia PIS/COFINS Guia Geral Guia Entradas Guia Saídas Guia SPED Lançamento de Notas Para Empresas de Serviços de Transportes Notas de Entrada Notas de Saída Para as Demais Empresas Lançamento de Ajustes para PIS e COFINS Guia Geral Guia Contabilidade Outros Créditos PIS/COFINS Saldo Inicial de Estoques Guia Geral Guia Contabilidade Imobilizados Guia Geral...35

5 Guia Contabilidade Patrimônio Parâmetros Guia Impostos Guia Contabilidade Cadastro de Bens Integração Patrimônio x Escrita Fiscal Crédito PIS/COFINS Apuração Importação de notas sem alterar leiaute Menu Utilitários Alterar produtos para cálculo de PIS e COFINS Cadastro Movimento nas Notas Apuração Contabilidade Menu Movimentos...54

6 Convenção de cursores, ícones e tipografia A fonte Arial é utilizada para se referir a títulos de janelas, guias e quadros, por exemplo: Dê duplo clique no ícone Domínio Contábil, para abrir a janela Conectando... A fonte Arial em Negrito é utilizada para definir ícones, menus e opções, onde você deverá clicar, por exemplo: Clique no menu Arquivo, opção Empregados. A fonte Arial em Itálico é utilizada para definir os nomes dos sistemas da Domínio, bem como as marcas registradas citadas nesse material, por exemplo: Pronto! Você pode começar a utilizar o módulo Escrita Fiscal do Domínio Contábil. A fonte Arial Sublinhado é utilizada para definir os nomes dos campos de cadastros e parâmetros dos sistemas da Domínio, por exemplo: Preencha todos os campos conforme solicitado. Procure não deixar nenhum campo em branco, mas principalmente, dê atenção para os seguintes campos: Cód. Mun. Federal, Natureza Jurídica e Regime Federal. A fonte Times New Roman em Itálico, junto com o ícone abaixo são utilizados em observações importantes, que estarão dispostas nesse material. Por exemplo: A opção Usuários do menu Controle somente estará disponível, se o usuário ativo for o Gerente. 6

7 Estes ícones você encontrará ao lado dos títulos de algumas rotinas, para que se possa identificar a periodicidade delas, ou seja, saber se a rotina é diária, semanal, mensal ou anual. Este ícone você encontrará ao lado dos títulos de alguns relatórios, livros, guias, etc., indicando que você poderá salvar esse item em um arquivo.psr (arquivo do visualizador de relatórios). Lembre-se que o visualizador de relatórios é distribuído gratuitamente pela Domínio. Este ícone você encontrará ao lado dos títulos de alguns relatórios, livros, guias, etc. Ele indica que você poderá enviar esse item por . Este ícone você encontrará ao lado dos títulos dos relatórios, livros, guias, etc. Ele indica que você poderá salvar esse item no formato Excel. Este ícone você encontrará ao lado dos títulos dos relatórios, livros, guias, etc. Ele indica que você poderá salvar esse item no formato PDF. Este ícone você encontrará nas explicações sobre alguns campos. Nesses campos, ao pressionar a tecla de função F2, você terá acesso à janela de consulta do cadastro desse campo, sem sair da janela em que você estiver trabalhando. Este ícone você encontrará nas explicações sobre alguns campos. Nesses campos, ao pressionar a tecla de função F2, você terá acesso à janela de consulta do cadastro desse campo, sem sair da janela em que você estiver trabalhando e ao pressionar a tecla da função F7, você terá acesso à janela de cadastro desse campo. 7

8 Lista de Abreviaturas e Siglas COFINS Contribuição para Financiamento da Seguridade Social; CST Código de situação tributária; DACON Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais; PASEP Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público PIS Programa de Integração Social; SPED Sistema Público de Escrituração Digital. 8

9 1. Escrituração Fiscal Digital do PIS e COFINS A partir desta versão do módulo Domínio Escrita Fiscal, o sistema está preparado para efetuar o cálculo dos impostos PIS e COFINS, conforme escrituração digital EFD PIS/ COFINS. Nesta versão, o sistema também foi preparado para calcular os impostos PIS/Substituição Tributária e COFINS/Substituição Tributária. Para isso, foram realizadas algumas alterações e implementações nos módulos Domínio Escrita Fiscal e Domínio Patrimônio, visando a geração do SPED PIS e COFINS. Veja as alterações e implementações nos módulos, a partir do próximo tópico Parâmetros Guia PIS/COFINS A guia PIS/COFINS somente estará habilitada se pelo menos um dos impostos 04 PIS, 05 COFINS, 17 PIS(não cumulativo), 19 COFINS(não cumulativa), 67 PIS - Substituição Tributária e/ou 68 COFINS - Substituição Tributária estiver informado na vigência. Nesta versão, a guia Não Cumulativos dos parâmetros da empresa foi renomeada para PIS/COFINS, esta guia será composta por três subguias: Geral, Apuração e DACON. Conforme figura a seguir: Guia Geral 9

10 Os campos Não calcular PIS com incidência cumulativa a partir de 12/2002 e Não calcular COFINS com incidência cumulativa a partir de 02/2004 foram retirados da guia Geral/ Federal/ Geral, e incluídos na guia PIS/COFINS/ Geral. 1. No quadro Enquadramento, no campo: Natureza jurídica, selecione a opção correspondente para indicar a natureza jurídica Guia Apuração Na guia Apuração, você deverá configurar a forma de apuração dos impostos PIS e COFINS existentes na empresa. Para isso proceda da seguinte maneira: Quando nos parâmetros os impostos 67 PIS/ST e 68 COFINS/ST estiverem informados, o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS deverá ser selecionado, caso contrário, o sistema não permitirá gravar e emitirá a seguinte mensagem: 10

11 Caso o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS esteja selecionado, o tipo do cálculo dos impostos 04 PIS, 05 COFINS, 17 PIS(não cumulativo) e 19 COFINS(não cumulativa) deverá estar como Calculado na vigência correspondente, caso contrário, o sistema emitirá a seguinte mensagem: Quando o regime federal da empresa for Lucro Presumido e a apuração for pelo regime de caixa, o sistema não permitirá selecionar o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS, e emitirá a seguinte mensagem: Somente será permitido selecionar o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS, se a empresa faz controle de estoque, caso contrário, o sistema emitirá a seguinte mensagem: 1. Selecione o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS, para que os valores calculados de PIS e COFINS possam ser gerados para o informativo EFD PIS/COFINS. Caso o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS esteja selecionado, a forma de apuração dos impostos PIS e COFINS também deverá estar definida, caso contrário, o sistema emitirá a seguinte mensagem: 11

12 Apuração com alíquota básica, para fazer a apuração dos impostos PIS e COFINS, com alíquota básica. Apuração com alíquotas diferenciadas, para fazer a apuração dos impostos PIS e COFINS com alíquotas diferenciadas. Apuração com alíquota por unidade de medida de produto, para fazer a apuração dos impostos PIS e COFINS com valor por unidade de medida de produto Guia DACON 1. No quadro Opções, selecione o campo: Separa créditos de importação, para que os créditos gerados por importação sejam separados dos outros tipos de crédito. 2. No quadro Custo, despesas e encargos comuns, selecione o campo: Com base na proporção dos custos diretamente apropriados, para indicar que será com base nos créditos pelo método de apropriação direta. Com base na proporção da receita bruta auferida, para indicar que será com base nos créditos pelo método de rateio proporcional, aplicando-se aos custos, despesas e encargos comuns a relação percentual existente entre a receita bruta sujeita à incidência não-cumulativa e a receita bruta total, auferidas em cada mês. 12

13 Guia Informativos A guia Informativos dos parâmetros da empresa, foi dividida em duas subguias: Estaduais e Federais. Na guia Federais, foi incluído um novo campo, conforme destaque na figura a seguir: O campo Gera o SPED PIS/COFINS, somente poderá ser selecionado se o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS, da guia Geral/ Federal/ PIS/COFINS/ Apuração dos parâmetros estiver selecionado, caso contrário, será emitida a seguinte mensagem: 1. Selecione o campo Gera o SPED PIS/COFINS, caso a empresa efetue escrituração fiscal digital do PIS e COFINS Acumuladores Guia Notas II A partir desta versão, quando nos parâmetros da empresa o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS e o campo Gera o informativo SPED PIS/COFINS estiverem selecionados, o campo Informar dados do 13

14 processo referenciado do quadro Documentos referenciados, da guia Notas II, do cadastro de acumuladores ficará habilitado independente se configurada as informações complementares. Ao selecionar o campo Informar dados do processo referenciado sem possuir informações complementares, ao gravar o sistema fará a verificação dos impostos, quando não existir os impostos de PIS e COFINS, será emitida a seguinte mensagem: Quando for selecionado o campo Operação de serviço de transporte não será possível informar os impostos cumulativos 04 PIS, 05 COFINS e Não cumulativos 17 PIS(não cumulativo) e 19 COFINS(não cumulativa) no mesmo acumulador. Caso contrário, será emitida a seguinte mensagem: Guia Notas Na guia Notas, foi incluído o campo Operação de serviço de transporte, para serem configurados os dados de PIS e COFINS para as notas de entradas e saídas referente a operação de serviço de transporte. O campo Operação de serviço de transporte somente estará habilitado quando nos parâmetros estiver selecionado o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS. 14

15 Após selecionar este campo será habilitada a guia PIS/COFINS Transporte Guia PIS/COFINS - Transporte A guia PIS/COFINS - Transporte somente estará habilitada quando o campo Operação de serviço de transporte da guia Notas estiver selecionado. As informações dessa guia serão utilizadas como padrão no lançamento das notas. 15

16 1. No quadro Notas de Entradas, no campo: Natureza do frete, selecione o código correspondente, indicando a natureza do frete. CST PIS/COFINS, selecione o código de situação tributária do PIS/COFINS para notas de entradas. Base do crédito, selecione o código correspondente, indicando a base do crédito. 2. No quadro Notas de Saídas, no campo: CST PIS/COFINS, selecione o código de situação tributária do PIS/COFINS para notas de saídas. Natureza da Receita, selecione o código correspondente, indicando natureza da receita Produtos Guia PIS/COFINS A guia PIS/COFINS, somente estará habilitada se o quadro Calcular PIS e COFINS conforme a escrituração digital EFD PIS/COFINS, da guia Geral/ Federal/ PIS/COFINS/ Apuração dos parâmetros estiver selecionado. Para os produtos já cadastrados em versões anteriores, na atualização do banco de dados para a versão 7.4B-01, será criada automaticamente uma vigência dos produtos conforme a data do cadastro. Nesta guia, você poderá criar novas vigências para o produto de acordo com o cálculo e configurar as subguias Geral, Entradas, Saídas e SPED para serem utilizadas no lançamento das notas e no cálculo. 16

17 1. Clique no botão Nova vigência, para informar uma nova vigência de produto. 2. Clique no botão Excluir vigência, caso queira excluir alguma vigência cadastrada indevidamente. 3. Clique no botão Consultar..., para consultar todas as vigências cadastradas. 4. No campo Vigência, a primeira vigência será criada automaticamente na competência do cadastro do produto. 5. No campo Descrição, na atualização do sistema será informado automaticamente a descrição Vigência inicial, caso esteja informando uma nova vigência, informe uma descrição para identificar essa nova vigência Guia Geral 1. No quadro Tipo de contribuição, selecione a opção correspondente indicando o tipo de contribuição para esse produto. Selecione o campo Não cumulativo, caso o produto seja tributado pelos impostos não cumulativos. Selecione o campo Cumulativo, caso o produto seja tributado pelos impostos cumulativos. 17

18 Selecione o campo Sem incidência, caso o produto não seja tributado pelos impostos PIS e COFINS. Selecione o campo Substituição Tributária, para produtos que esses impostos são antecipados por substituição tributária Guia Entradas Nesta guia, defina os dados para a digitação das notas de entrada e cálculo referente aos créditos dos impostos PIS e COFINS. 1. No campo CST, selecione o código de situação tributária. 2. No campo Vínculo do crédito, selecione vínculo do crédito. 3. No campo Base do crédito, selecione a base do crédito. O campo Aproveitar crédito proporcional somente a receita não cumulativa, somente estará habilitado quando nos parâmetros estiverem definidos os impostos 04 PIS e/ou 05 COFINS e 17 PIS(não cumulativo) e/ou 19 COFINS(não cumulativa). 4. Selecione o campo Aproveitar crédito proporcional somente a receita não cumulativa, para informar que o crédito a ser calculado está sujeito a incidência não- 18

19 cumulativa e cumulativa, com isso o mesmo será calculado proporcional a receita não cumulativa. O quadro Crédito por alíquota diferenciada, somente estará habilitado quando no campo Vínculo do crédito, for selecionada uma das opções 02-Credito vinculado à alíquota Diferenciada ou 05-Crédito vinculado a aquisição de embalagem. 5. Selecione o quadro Crédito por alíquota diferenciada, e no campo: Quando no campo Vínculo do crédito, for selecionada a opção 02, o sistema não permitirá gravar sem informar a alíquota e emitirá a seguinte mensagem: Alíquota do PIS, informe a alíquota diferenciada do PIS. Alíquota do COFINS, informe a alíquota diferenciada da COFINS. O quadro Crédito por unidade de medida, somente estará habilitado quando no campo Vínculo do crédito for selecionada uma das opções 03-Credito vinculado a alíquota por unidade de produto ou 05-Crédito vinculado a aquisição de embalagem. 6. Selecione o quadro Crédito por unidade de medida, e selecione o campo: Unidade tributada diferente da inventariada, quando a unidade tributada for diferente da inventariada. No campo Unidade tributável, informe a unidade tributável do produto. No campo Fator de conversão, informe o fator de conversão da unidade inventariada para unidade tributada. 19

20 Quando no campo Vínculo do crédito for selecionada uma das opções 03, o sistema não permitirá gravar sem informar o valor de PIS e COFINS e emitirá a seguinte mensagem: No campo Valor de PIS, informe o valor do imposto PIS. No campo Valor de COFINS, informe o valor do imposto COFINS Guia Saídas Nesta guia, defina os dados para a digitação das notas de saídas e cálculo dos débitos dos impostos PIS e COFINS. 1. No campo CST, selecione o código de situação tributária. O campo Natureza da receita, somente estará habilitado quando no campo CST, for selecionada opções com código diferente de 01, 02 e No campo Natureza da receita, selecione a natureza da receita. 20

21 Os campos Código de recolhimento PIS e Código de recolhimento COFINS, somente estarão habilitados quando no campo CST, for selecionada a opção 05 Operação Tributável por Substituição Tributária. Quando no cadastro dos impostos 67 PIS - ST, e 68 COFINS - ST, tiver um código de recolhimento cadastrado, este código será informado automaticamente no cadastro do produto. 3. No campo Código de recolhimento PIS, informe o código de recolhimento do PIS-ST 4. No campo Código de recolhimento COFINS, informe o código de recolhimento do COFINS-ST. O quadro Débito por alíquota diferenciada, somente estará habilitado quando no campo CST, for selecionada uma das opções 02-Operação Tributável com Alíquota Diferenciada ou 05-Operação Tributável por Substituição Tributária. 5. No quadro Débito por alíquota diferenciada, selecione o campo: Quando no campo CST, for selecionada uma das opções 02, o sistema não permitirá gravar sem informar a alíquota e emitirá a seguinte mensagem: Alíquota de PIS, informe alíquota diferenciada do PIS. Alíquota de COFINS, informe alíquota diferenciada da COFINS. O quadro Débito por unidade de medida, somente estará habilitado quando no campo CST for selecionada uma das opções 03-Operação Tributável com Alíquota Por Unidade de Medida do Produto ou 05-Operação Tributável por Substituição Tributária. 6. Selecione o quadro Débito por Unidade de Medida, e selecione o campo: Unidade tributada diferente da inventariada, quando a unidade tributada for diferente da inventariada. No campo Unidade tributável, informe a unidade tributável do produto. 21

22 No campo Fator de conversão, informe o fator de conversão correspondente. Quando no campo CST, for selecionada uma das opções 03, o sistema não permitirá gravar sem informar a alíquota e emitirá a seguinte mensagem: No campo Valor de PIS, informe o valor do imposto PIS. No campo Valor de COFINS, informe o valor do imposto COFINS Guia SPED A guia SPED, somente estará habilitada caso nas guias Entradas e Saídas os quadros Crédito por Unidade de Medida e/ou Débito por Unidade de Medida estiverem selecionados. Nesta guia, relacione o produto com as tabelas do informativo SPED PIS e COFINS. 1. No campo Tabela, selecione a tabela correspondente. 2. No campo Marca/Grupo, selecione a marca/grupo vinculados a tabela informada no campo anterior. 22

23 1.4. Lançamento de Notas Para Empresas de Serviços de Transportes Para empresas de serviços de Transportes, foi criado o quadro Informações para cálculo de PIS e COFINS na guia Complementar das notas de entrada e saída. Nesse quadro deverão ser informados os dados necessários para o cálculo do PIS e COFINS, pois no cálculo o sistema desconsidera a informação dos produtos, e passa a considerar as configurações do quadro Informações para cálculo de PIS e COFINS Notas de Entrada Veja a seguir a guia Complementar, da janela Notas de Entrada em versões anteriores 7.4B-01. Observe na figura abaixo, que a guia Complementar foi redefinida. Os quadros Energia Elétrica/Gás Canalizado e Dados da Importação, foram retirados da guia Complementar e incluído na nova guia Complementar III. Veja na figura abaixo os campos implementados na guia Complementar: 23

24 O campo Chave NFSe somente estará habilitado, para as notas fiscais lançadas com espécie/modelo Nota Fiscal Eletrônica, código 03. Chave NFSe, informe o número da chave de acesso ao sistema da nota fiscal de serviço eletrônica. O quadro Informações para o cálculo de PIS e COFINS, somente estará habilitado quando nos parâmetros estiver selecionado o campo Gerar o SPED PIS/ COFINS, e para os lançamentos que tenham no acumulador selecionado o campo Operação de serviço de transporte e informado um dos impostos 04 PIS, 05 COFINS, 17 PIS(não cumulativo), 19 COFINS(não cumulativa) e a espécie da nota vinculada ao modelo Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas(código 08), Conhecimento de Transporte de Cargas Avulso(código 8B), Conhecimento de Transporte Aquaviário de Cargas(código 09), Conhecimento Aéreo(código 10), Conhecimento de Transporte Ferroviário de Cargas(código 11), Conhecimento de Transporte Multimodal de Cargas(código 26), Nota Fiscal de Transporte Ferroviário de Carga(código 27) e/ou Conhecimento de Transporte Eletrônico CTe(código 57). Os campos do quadro Informações para o cálculo de PIS e COFINS, serão preenchidos conforme configuração no cadastro de acumuladores, impostos e dados da nota. 1. No quadro Informações para o cálculo de PIS e COFINS, no campo: CST PIS/COFINS, selecione o código de situação tributária. 24

25 Base do crédito, selecione o código correspondente, para indicar base do crédito Valor serviços/itens, será informado automaticamente o valor contábil da nota. Os campos Base de cálculo, Alíquota de PIS e Alíquota de COFINS somente estarão habilitados, quando no campo CST PIS/COFINS estiver selecionado os códigos de 70 a 75. Base de cálculo, será informada automaticamente a base de cálculo da nota, se necessário você poderá alterar. Alíquota de PIS, será informada automaticamente a alíquota do acumulador ou do cadastro do imposto, se necessário você poderá alterar. Alíquota de COFINS, será informada automaticamente a alíquota do acumulador ou do cadastro do imposto, se necessário você poderá alterar. O campo Natureza do frete somente estará habilitado para notas fiscais com espécie vinculada aos modelos 08 Conhecimento Transp. Rod. Carg, 8B Conhec. Transp Cargas Avulso, 09 Conhec. Transp. Aquav. Cargas, 10 Conhecimento Aéreo, 11 Conhec. Transp. Ferrov. Cargas e 26 Conhec. Transp Multimodal Carg. Natureza do frete, selecione o código correspondente indicando a natureza do frete. Os campos Nº do processo ou ato concessório e Origem somente estarão habilitados, quando informado para a natureza do frete os códigos 1,3,4 ou 5. Nº do processo ou ato concessório, informe o número do processo ou ato concessório. Origem, selecione o código correspondente indicando a origem do processo Notas de Saída Veja a seguir o quadro implementado na guia Complementar na janela Notas de Saída. 25

26 O quadro Informações para o cálculo de PIS e COFINS, somente estará habilitado quando nos parâmetros estiver selecionado o campo Gerar o SPED PIS/ COFINS, e para os lançamentos que tenham no acumulador selecionado o campo Operação de serviço de transporte e informado um dos impostos 04 PIS, 05 COFINS, 17 PIS(não cumulativo), 19 COFINS(não cumulativa) e a espécie da nota vinculada ao modelo Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas(código 08), Conhecimento de Transporte de Cargas Avulso(código 8B), Conhecimento de Transporte Aquaviário de Cargas(código 09), Conhecimento Aéreo(código 10), Conhecimento de Transporte Ferroviário de Cargas(código 11), Conhecimento de Transporte Multimodal de Cargas(código 26), Nota Fiscal de Transporte Ferroviário de Carga(código 27),Conhecimento de Transporte Eletrônico CT-e(código 57), Bilhete de Passagem Rodoviário(código 13), Bilhete de Passagem Aquaviário(código 14), Bilhete de Passagem e Nota de Bagagem(código 15), Bilhete de Passagem Ferroviário(código 16), Resumo de Movimento Diário(código 18) e/ou Bilhete de Passagem Emitido por ECF(código 2E). 1. No quadro Informações para o cálculo de PIS e COFINS, no campo: CST PIS/COFINS, selecione o código de situação tributária. O campo Natureza da receita somente estará habilitado quando no campos CST PIS/COFINS, estiver selecionado os códigos 06, 07, 08, 09, 49 e 99. Natureza da receita, selecione o código correspondente indicando a natureza da receita. 26

27 Valor serviços/itens, será informado automaticamente o valor contábil da nota, se necessário você poderá alterar. Os campos Base de cálculo, Alíquota de PIS e Alíquota de COFINS somente estarão habilitados, quando no campo CST PIS/COFINS estiver selecionado os códigos 06, 07, 08 ou 09. Base de cálculo, informe a base de cálculo. Alíquota de PIS, será informada automaticamente a alíquota do acumulador ou do cadastro do imposto, se necessário você poderá alterar. Alíquota de COFINS, será informada automaticamente a alíquota do acumulador ou do cadastro do imposto, se necessário você poderá alterar Para as Demais Empresas Para as demais empresas os dados necessários para o cálculo do PIS e COFINS deverão ser informados no movimento de produtos nas notas de entradas, saídas, serviços e reduções z. BÁSICA DIFERENCIADA UNIDADE DE MEDIDA CAMPOS PARA CÁLCULO DO COFINS Observe que foram criados campos específicos para o cálculo do PIS e COFINS, esses campos serão preenchidos automaticamente conforme configuração de cada produto. 27

28 Esses mesmos campos foram criados nas Notas de Saída, Serviço e Reduções Z. Quando o produto estiver configurado para calcular com alíquota básica, os campos de alíquotas serão preenchidos com as alíquotas informadas no cadastro do imposto, respectivamente, a apuração dos impostos PIS e COFINS será realizada com alíquota de 0,65% e 3,00% para incidência cumulativa, ou 1,65% e 7,60% no caso de incidência não cumulativa. Quando o produto estiver configurado para calcular com alíquota diferenciada, os campos de alíquotas serão preenchidos conforme alíquotas informadas no cadastro do produto. Quando o produto estiver configurado para calcular com alíquota por unidade de medida, os campos Qtde tributada, Valor unidade e Valor serão habilitados, e preenchidos conforme valores informados no cadastro do produto Lançamento de Ajustes para PIS e COFINS No menu Movimentos, submenu Outros, foi criada a opção Ajustes de PIS/COFINS. Nesta opção, você deverá efetuar lançamentos de ajustes dos impostos 04 PIS, 05 COFINS, 17 PIS(não cumulativo), 19 COFINS(não cumulativa). Clicando sobre esta opção será aberta a janela conforme figura a seguir: 28

29 Guia Geral 1. Clique no botão Novo, para fazer um novo lançamento de ajuste. 2. No campo Código, será informado automaticamente um código sequencial, caso seja necessário, você poderá alterar. 3. No campo Data, informe a data do ajuste. 4. No campo Data de referência, informe a data de referência do ajuste. 5. No campo Imposto, selecione o imposto correspondente. 6. No campo Operação, selecione a operação correspondente. A listagem de operações será conforme o imposto selecionado. 7. No campo Tipo de ajuste, informe se o ajuste será de acréscimo ou redução. O campo Origem do crédito, somente estará habilitado quando for selecionado o campo Separa créditos de importação, da guia Geral/ Federal/ PIS/COFINS/ DACON dos parâmetros. 8. No campo Origem do crédito, selecione a opção: Mercado interno, para informar que a origem do crédito é de mercado interno. Importação, para informar que a origem do crédito de importação O campo Tipo de crédito, somente estará habilitado quando for selecionada a operação Ajuste de Débito. 9. No campo Tipo de crédito, selecione o tipo de crédito. O campo Tipo de contribuição, somente estará habilitado quando for selecionada a operação Ajuste de Débito. 10.No campo Tipo de contribuição, selecione o tipo de contribuição do ajuste. 11.No campo Origem do ajuste, selecione a opção correspondente para indicar a origem do ajuste. O campo Origem da dedução, somente estará habilitado quando for selecionada a operação Outras deduções. 12.No campo Origem da dedução, selecione a opção correspondente para indicar a origem da dedução. 29

30 13.No campo Número do documento, informe o número do documento. 14.No campo Base de cálculo, informe a base de cálculo. 15.No campo Alíquota, será informada automaticamente a alíquota do imposto. Se necessário você poderá alterar. 16.No campo Valor, será informado automaticamente o resultado da base de cálculo x alíquota Guia Contabilidade 1. Clique no botão Incluir, para incluir um novo lançamento contábil. 2. Clique no botão Regerar, para regerar todos os lançamentos. 3. Clique no botão Rateio, para efetuar o rateio dos lançamentos conforme configurado no cadastro da conta. 4. Na coluna Debitar, informe o código da conta débito correspondente. O sistema busca o código da conta débito na guia Contabilidade do cadastro dos impostos PIS, PIS(não cumulativo), COFINS, COFINS(não cumulativa) conforme opção selecionada nos campos Operação e Tipo de ajuste da guia Geral. 5. Na coluna Descrição, será demonstrada a descrição da conta; 6. Na coluna Creditar, informe o código da conta crédito correspondente. O sistema busca o código da conta crédito na guia Contabilidade do cadastro dos impostos 30

31 PIS, PIS(não cumulativo), COFINS, COFINS(não cumulativa) conforme opção selecionada nos campos Operação e Tipo de ajuste da guia Geral. 7. Na coluna Descrição, será demonstrada a descrição da conta; 8. Na coluna Valor, informe o valor referente ao débito e ao crédito do PIS e COFINS; 9. Na coluna Histórico, informe o código do histórico correspondente. O sistema busca o código do histórico na guia Contabilidade do cadastro dos impostos PIS, PIS(não cumulativo), COFINS, COFINS(não cumulativa) conforme opção selecionada nos campos Operação e Tipo de ajuste da guia Geral. 10.Na coluna Descrição, será preenchida com a descrição do histórico, se necessário você poderá modificar essa descrição. 11.Clique no botão Excluir, para excluir algum lançamento. 12.Clique no botão Gravar, para gravar o lançamento de ajuste Outros Créditos PIS/COFINS Nesta versão em Movimentos/Outros, foi incluído o submenu Outros Créditos PIS/COFINS, neste foram incluídas duas opções: Saldo Inicial de Estoque e Imobilizados, a configuração dessas janelas serão informadas nos próximos tópicos Saldo Inicial de Estoques Nesta opção, você poderá informar o crédito do PIS e COFINS sobre os estoques. Para isso proceda da seguinte maneira: 1. Clique no menu Movimentos, submenu Outros, submenu Outros Créditos PIS/COFINS, opção Saldo Inicial de Estoques, para abrir a janela Saldo Inicial de Estoques, conforme a figura a seguir: 31

32 Guia Geral 1. Clique no botão Novo, para informar um novo crédito de PIS e COFINS sobre o estoque. 2. No campo Código, será informado um código sequencial, caso necessário, você poderá alterar. 3. No campo Data, informe a data do levantamento do estoque. 4. No campo Estoque com direito a crédito, informe o valor sobre o estoque com direito ao aproveitamento de crédito de PIS/COFINS. 5. No campo Estoque sem direito a crédito, informe o valor sobre o estoque sem direito ao aproveitamento de crédito PIS/COFINS. 6. No campo Valor total do estoque, será demonstrado automaticamente a soma dos valores informados nos campos Estoque com direito a crédito e Estoque sem direito a crédito. 7. No campo Origem do crédito, selecione a opção: Mercado interno, para informar que a origem do crédito é de mercado interno. Importação, para informar que a origem do crédito é de importação. 8. No campo Conta contábil do estoque, informe a conta contábil correspondente ao estoque. 9. No campo CST, selecione o código de situação tributária do PIS e COFINS. 10.No quadro PIS, no campo: 32

33 Alíquota, será informada automaticamente a alíquota do PIS, caso necessário você poderá alterar. Valor total do crédito, será calculado automaticamente pelo sistema, demonstrando o resultado do Estoque com direito a crédito do PIS x Alíquota do PIS. Quantidade de parcelas, informe a quantidade de parcelas que o crédito será aproveitado. Valor da parcela, será calculado automaticamente pelo sistema, demonstrando o resultado do Valor total do crédito do PIS / Quantidade de parcelas do PIS. Parcelas já aproveitadas, informe a quantidade de parcelas que já foram utilizadas em cálculos anteriores. 11.No quadro COFINS, no campo: Alíquota, será informada automaticamente a alíquota do COFINS, caso necessário você poderá alterar. Valor total do crédito, será calculado automaticamente pelo sistema, demonstrando o resultado do Estoque com direito a crédito da COFINS x Alíquota da COFINS. Quantidade de parcelas, informe a quantidade de parcelas que o crédito será aproveitado. Valor da parcela, será calculado automaticamente pelo sistema, demonstrando o resultado do valor total do crédito da COFINS / Quantidade de parcelas da COFINS. Parcelas já aproveitadas, informe a quantidade de parcelas que já foram utilizadas em cálculos anteriores. 12.No campo Observação, informe alguma observação referente ao lançamento Guia Contabilidade 33

34 1. Clique no botão Incluir, para incluir um novo lançamento contábil. 2. Clique no botão Regerar, para regerar todos os lançamentos. 3. Clique no botão Rateio, para efetuar o rateio dos lançamentos conforme configurado no cadastro da conta. 4. Na coluna Debitar, informe o código da conta débito correspondente. O sistema busca o código da conta contábil do campo Conta do quadro Imposto a compensar sobre abertura de estoque da guia Contabilidade do cadastro do imposto 17 para PIS e do imposto 19 para COFINS; 5. Na coluna Descrição, será demonstrada a descrição da conta; 6. Na coluna Creditar, informe o código da conta crédito correspondente. O sistema busca o código da conta contábil do campo Imposto Compras do quadro Imposto a recuperar da guia Contabilidade do cadastro do imposto 17 para PIS e do imposto 19 para COFINS; 7. Na coluna Descrição, será demonstrada a descrição da conta; 8. Na coluna Valor, informe o valor referente ao débito e ao crédito do PIS e COFINS; 9. Na coluna Histórico, informe o código do histórico correspondente. O sistema busca o código do histórico informado no campo Histórico do quadro Imposto a compensar sobre abertura de estoque da guia Contabilidade do cadastro do imposto 17 para PIS e do imposto 19 para COFINS; 34

35 10.Na coluna Descrição, será preenchida com a descrição do histórico, se necessário você poderá modificar essa descrição. 11.Clique no botão Excluir, para excluir algum lançamento. 12.Clique no botão Gravar, para gravar o crédito de PIS e COFINS sobre os estoques Imobilizados Os valores de crédito sobre imobilizado a serem aproveitados na apuração do PIS e COFINS, podem ser incluídos manualmente no módulo Domínio Escrita Fiscal, conforme versões anteriores. Para isso proceda da seguinte maneira: 1. Clique no menu Movimentos, submenu Outros, submenu Outros Créditos PIS/COFINS, opção Imobilizados, para abrir a janela Crédito Sobre Imobilizado, conforme a figura a seguir: Guia Geral 1. Caso não possua lançamento, entrará automaticamente no modo de inclusão, caso contrário, clique no botão Novo, para inserir um novo lançamento. 2. No campo Sequencial, será informado um código sequencial, caso necessário você poderá alterar. 35

36 3. No campo Data, informe a data do crédito do PIS e COFINS. 4. No campo Código do bem, será informado automaticamente, quando o lançamento for originado do módulo Domínio Patrimônio. 5. No campo Data de aquisição, informe a data de aquisição do bem. 6. No campo Descrição, informe a descrição do bem. 7. No campo Base do crédito, selecione a base do crédito. 8. No campo Espécie, selecione a opção correspondente a espécie do bem. 9. No campo Tipo de utilização, selecione a opção correspondente a utilização do bem. 10.No campo Origem do bem, selecione a opção correspondente para indicar a origem do bem. 11.No campo Período de cálculo, selecione o período correspondente em que poderá ser calculado o crédito relativo à aquisição do ativo imobilizado. 12.No campo CST PIS/COFINS, informe o código de situação tributária de PIS e COFINS. O campo Valor de aquisição, somente estará habilitado quando for selecionado no campo Base do crédito a opção 10 Crédito com base no valor de aquisição. 13.No campo Valor de aquisição, informe o valor de aquisição do bem. 14.No campo Base de cálculo, informe a base de cálculo de crédito mensal, quando for com base no valor da aquisição, será gerado o valor da aquisição dividido pela quantia de meses do campo Período de cálculo. 15.No campo Alíquota de PIS, informe a alíquota do imposto PIS. 16.No campo Crédito de PIS, será informado automaticamente pelo sistema o resultado da multiplicação dos campos Base de cálculo x Alíquota do PIS. Caso necessário, você poderá informar o valor de crédito do PIS manualmente. 17.No campo Crédito de COFINS, informe o valor de crédito do COFINS. 18.No campo Conta contábil do bem, informe a conta contábil do bem. 19.No campo Descrição complementar, complemente com a descrição necessária. 20.Selecione o campo Possui processo referenciado, para indicar a origem do processo, nos campos: Identificação, informe o número de identificação do processo. Origem, selecione o código indicador da origem do processo. 36

37 Guia Contabilidade 1. Clique no botão Incluir, para incluir um novo lançamento. 2. Clique no botão Regerar, para regerar todos os lançamentos. 3. Na coluna Debitar, informe o código da conta débito correspondente. O sistema busca o código da conta contábil do campo Conta do quadro Imposto a recuperar da guia Contabilidade do cadastro do imposto 17 para PIS e do imposto 19 para COFINS, para efetuar o lançamento; 4. Na coluna Descrição, será demonstrada a descrição correspondente a conta débito informada na coluna anterior; 5. Na coluna Creditar, informe o código da conta crédito correspondente. O sistema busca o código da conta contábil do quadro Imposto a compensar sobre bens do imobilizado Com base no valor de aquisição da guia Contabilidade do cadastro do imposto 17 para PIS e do imposto 19 para COFINS, quando no campo Tipo de crédito da guia Geral, estiver selecionado o código 10, caso esteja selecionado o código 9 ou 11, o sistema buscará a conta contábil do quadro Imposto a compensar sobre bens do imobilizado Com base nos encargos de depreciação, para efetuar o lançamento; 6. Na coluna Descrição, será informada a descrição correspondente a conta crédito informada na coluna anterior; 37

38 7. Na coluna Valor, informe o valor referente ao débito e ao crédito. O sistema busca o valor informado no campos Crédito PIS e Crédito COFINS, da guia Geral. 8. Na coluna Histórico, informe o código do histórico correspondente. O sistema busca o código do histórico informado no quadro Imposto a compensar sobre bens do imobilizado Com base no valor de aquisição da guia Contabilidade do cadastro do imposto 17 para PIS e do imposto 19 para COFINS, quando no campo Tipo de crédito da guia Geral, estiver selecionado o código 10, caso esteja selecionado o código 9 ou 11, o sistema buscará o código do histórico informado no quadro Imposto a compensar sobre bens do imobilizado Com base nos encargos de depreciação. 9. Na coluna Descrição, será preenchida com a descrição do histórico, essa descrição poderá ser modificada. Caso não seja informado um código, você poderá descrever o histórico desejado. 10.Clique no botão Excluir, para excluir algum lançamento. 11.Clique no botão Gravar, para gravar o crédito de PIS e COFINS sobre o imobilizado Patrimônio Parâmetros A partir desta versão as subguias da guia Impostos dos parâmetros, foram retiradas, as opções de configuração das mesmas foram redefinidas e divididas entre as guias Impostos e a nova guia Contabilidade. Veja a seguir como os campos foram divididos em cada guia: Guia Impostos Nesta opção, você poderá efetuar a configuração para o cálculo do crédito do PIS e do COFINS. 38

39 1. No quadro Crédito de ICMS, no campo: Calcular a partir de, informe o período inicial a partir do qual a empresa poderá se creditar do ICMS sobre os bens do ativo imobilizado; Indexador, selecione um dos indexadores disponíveis, para converter o crédito do ICMS dos bens adquiridos para o ativo permanente em índice; sendo que o sistema converte em moeda, na data da apropriação do crédito. Caso você não use esse indexador, selecione a opção NAO USAR; O campo Utilizar indexador a partir de somente estará habilitado, se você selecionar no campo Indexador, um dos indexadores disponíveis. Utilizar indexador a partir de, informe o período, no formato MM/AAAA, a partir do qual será utilizado o indexador; Calcular conforme Pro Rata Die, selecione esse campo para efetuar o cálculo do crédito de ICMS conforme Pro Rata Die. 2. No quadro PIS e COFINS, selecione o campo: Calcular crédito sobre depreciação, para que o aproveitamento do crédito PIS e COFINS seja sobre a depreciação. 39

40 Calcular crédito sobre valor de aquisição, para que o aproveitamento do crédito PIS e COFINS seja sobre o valor de aquisição Guia Contabilidade Nesta opção, você poderá efetuar a configuração das contas para o aproveitamento do crédito de PIS e COFINS sobre o valor da aquisição. Para isso, proceda da seguinte maneira: 1. No quadro Empresa na contabilidade, e no campo: O campo Nome somente estará habilitado, se a empresa ativa for filial. Nome, o sistema exibirá o nome da empresa filial ativa; 2. No quadro Imposto a recuperar sobre valor de aquisição, e no quadro: PIS, no campo: Imposto a recuperar, informe o código da conta do PIS a recuperar sobre valor da aquisição. Histórico, informe o histórico correspondente, do PIS a recuperar sobre valor de aquisição. 40

41 COFINS, no campo: Imposto a recuperar, informe o código da conta da COFINS a recuperar sobre valor da aquisição. Histórico, informe o histórico correspondente, da COFINS a recuperar sobre valor de aquisição. 3. No quadro Opção, selecione o campo: Gera lançamentos a partir de Contas x Centro de Custo, selecione esse campo se você deseja que o sistema gere lançamentos contábeis a partir da configuração de contas x centro de custo Cadastro de Bens A guia Crédito PIS/COFINS, do cadastro de bens foi redefinida, conforme figura a seguir: Os campos Calcular com base nos encargos de depreciação e Calcular com base no valor de aquisição, somente estarão habilitados se nos parâmetros da empresa, guia Impostos, estiver selecionado os campos correspondentes ao cálculo de crédito PIS/COFINS. 1. Selecione o campo Calcular com base nos encargos de depreciação, para que o bem cadastrado calcule os créditos para PIS e COFINS em relação à depreciação; 41

42 2. Selecione o campo Calcular com base no valor de aquisição, para que o bem cadastrado calcule os créditos para PIS e COFINS com base no valor da aquisição; O campo Período de Cálculo será habilitado quando o campo Com base no valor de aquisição estiver selecionado. 3. No campo Período de cálculo, selecione o período correspondente em que poderá ser calculado o crédito relativo à aquisição do ativo imobilizado. 4. No campo Origem do bem, selecione a opção correspondente para indicar a origem do bem cadastrado. 5. No campo Base do crédito, selecione a base do crédito correspondente ao PIS/COFINS. 6. No campo Espécie, selecione a opção correspondente a espécie do bem cadastrado. 7. No campo Tipo de utilização, selecione a opção correspondente a utilização que o bem cadastrado se destina. 8. No campo CST, informe o código da situação tributária. 9. No campo Alíquota PIS, informe a alíquota do imposto PIS. 10.No campo Crédito PIS, o sistema informará automaticamente o resultado da multiplicação do valor da aquisição x alíquota do PIS. 11.No campo Alíquota COFINS, informe a alíquota do imposto COFINS. 12.No campo Crédito COFINS, o sistema informará automaticamente o resultado da multiplicação do valor da aquisição x alíquota do COFINS. 13.No campo Descrição complementar, complemente com a descrição necessária. 14.Selecione o campo Possui processo referenciado, e no campo: Identificação, informe o número de identificação do processo. Origem, selecione o código indicador da origem do processo Integração Patrimônio x Escrita Fiscal Crédito PIS/COFINS Os valores de crédito sobre imobilizado a serem aproveitados na apuração do PIS e COFINS, também podem ser gerados pelo módulo Domínio Patrimônio, conforme versões anteriores, porém agora de forma mais detalhada, pois os créditos deverão ser informados por bem, cada bem deverá ser configurado conforme as opções necessárias para a realização do cálculo do crédito de PIS e COFINS. 42

43 No menu Processos, submenu Integração Escrita Fiscal, opção Créditos PIS/ COFINS, ao clicar no botão Gerar..., você poderá visualizar todos os bens que geram crédito de PIS e COFINS com base nos encargos de depreciação ou com base no valor de aquisição através da nova janela. Veja a seguir a janela Créditos PIS/COFINS em versões anteriores: Na nova janela de integração do módulo Domínio Patrimônio com o módulo Domínio Escrita Fiscal referente ao crédito de ativo imobilizado para o PIS e COFINS, os bens e os valores de créditos serão demonstrados através de colunas, conforme figura a seguir: 1. Nas colunas relacionadas ao Bem: Código, será demonstrado o código do bem. Descrição, será demonstrada a descrição do bem. CST, será demonstrado o código de situação tributária do PIS/COFINS informado no cadastro do bem. Data de aquisição, será demonstrada a data de aquisição do cadastro do bem. 43

44 Base cálculo, será demonstrado o valor da depreciação mensal, quando no bem estiver selecionado o campo Calcular com base nos encargos de depreciação, e quando estiver selecionado o campo Calcular com base no valor de aquisição, será demonstrado o valor contábil do bem, dividido pelo período de cálculo, informado na guia Crédito PIS/COFINS do cadastro do bem 2. Nas colunas relacionadas ao PIS: Alíquota, será demonstrada a alíquota do PIS informada no cadastro do bem. Valor, será demonstrado o valor de crédito do PIS. 3. Nas colunas relacionadas ao COFINS: Alíquota, será demonstrada a alíquota do COFINS informada no cadastro do bem. Valor, será demonstrado o valor de crédito do COFINS. 4. Na coluna Tipo, será demonstrado se o bem foi calculado com base nos encargos de depreciação ou no valor de aquisição. 5. Clique no botão Gravar, para gravar os lançamentos de créditos de PIS e COFINS, os mesmos poderão ser visualizados pelo módulo Domínio Escrita Fiscal Apuração Na janela de apuração dos impostos 4 PIS, 5 COFINS, 17 PIS(não cumulativo) e 19 COFINS(não cumulativa), os lançamentos de ajustes com operação Ajustes de crédito, Ajustes de débito e Outras deduções, e Tipo de ajuste Acréscimo e Redução, serão considerados nos campos conforme destacado na figura a seguir: 44

45 Considerações do valor: Operação Ajustes de débito e Tipo de ajuste Acréscimo, o valor do imposto será demonstrado na janela de apuração no campo Acréscimo nos débitos. Operação Ajustes de débito e Tipo de ajuste Redução, o valor do imposto será demonstrado na janela de apuração no campo Redução nos débitos. Operação Ajustes de crédito e Tipo de ajuste Acréscimo, o valor do imposto será demonstrado na janela de apuração no campo Acréscimo nos créditos. Operação Ajustes de crédito e Tipo de ajuste Redução, o valor do imposto será demonstrado na janela de apuração no campo Redução nos créditos. Na janela de apuração dos impostos 17 PIS(não cumulativo) e 19 COFINS(não cumulativa), foi criado um campo para que o valor dos créditos sobre estoque, seja demonstrado separadamente. Conforme campo destacado na figura a seguir: 45

46 No campo Crédito sobre Estoque, será demonstrado o valor das parcelas de crédito do PIS/COFINS informado em Movimentos/ Outros/ Outros Créditos PIS/COFINS/ Saldo Inicial de Estoque. Na janela de apuração dos impostos 17 PIS(não cumulativo) e 19 COFINS(não cumulativa), foi criado um campo para que o valor dos créditos de imobilizado, seja demonstrado separadamente. Conforme campo destacado na figura a seguir: 46

47 No campo Crédito S/ Ativo Imobilizado, será demonstrado o valor dos créditos do PIS/COFINS informado em Movimentos/ Outros/ Outros Créditos PIS/COFINS/ Imobilizado Importação de notas sem alterar leiaute Referente a importação de notas fiscais, foram disponibilizados os novos leiautes com as informações necessárias para o novo cálculo do PIS e COFINS, tanto nos movimentos de produto das notas como no próprio cadastro dos produtos. O sistema permitirá importar normalmente as notas e produtos com os leiautes antigos, porém sem as informações necessárias para o cálculo. No momento da apuração, será emitida a seguinte mensagem: Nesta situação, você poderá utilizar o utilitário para gerar as informações tanto no cadastro do produto quanto nos lançamentos das notas, pois sem essas informações não será possível realizar o apuração Menu Utilitários Nesta versão foi criado no sistema dois utilitários para para facilitar o preenchimento automático das informações necessárias no cadastro do produto e no movimento dos produtos nas notas para realizar o cálculo do PIS e COFINS Alterar produtos para cálculo de PIS e COFINS 47

48 Cadastro Através deste utilitário será possível incluir as informações necessárias no cadastro do produto para efetuar o cálculo do PIS e COFINS. Para isso proceda da seguinte maneira: 1. Clique no menu Utilitários, submenu Alterar produtos para cálculo de PIS e COFINS, opção Cadastro, para abrir a janela Alterar produtos para cálculo de PIS e COFINS, conforme a figura a seguir: 2. No quadro Filtro, selecione o campo: NCM, informe o código da Nomenclatura Comum do Mercosul, correspondente ao produto. Lançados em notas no período de, informe o período desejado no formato DD/MM/ AAAA. Tipo, para informar o tipo do produto. Data de cadastro, informe a data do cadastro do produto. Grupo, informe o código do grupo a que pertence este produto. 3. Clique no botão Listar, para que sejam listados somente os produtos que não possuem os dados necessários para cálculo de PIS e COFINS, de acordo com o filtro realizado. 48

49 4. No quadro Produtos sem dados necessários para cálculo do PIS e COFINS, serão demonstrados os produtos de acordo com o filtro realizado no quadro Filtro. Na coluna Código, será informado o código do produto. Na coluna Descrição, será informada a descrição do produto. Na coluna NCM, será informado o código da Nomenclatura Comum do Mercosul, correspondente ao produto. Na coluna Grupo, será informado o código do grupo que o produto pertence. Na coluna Descrição, será informada a descrição do grupo a que o produto pertence. Na coluna Unidade, será informada a unidade inventariada do produto. Você poderá selecionar e desmarcar cada produto clicando sobre os mesmos. E poderá utilizar os botões abaixo como auxílio: Clique no botão Todos, para selecionar todos os produtos listados; Clique no botão Nenhum, para que nenhum produto listado fique selecionado; Clique no botão Inverter, caso queira que a seleção seja invertida. Ex: Os produtos que estavam desmarcados ficarão selecionados. E os que estavam selecionados, ficarão desmarcados. O botão Alterar a vigência dos produtos selecionados, somente estará habilitado quando um produto estiver selecionado. Clique no botão Alterar a vigência dos produtos selecionados, para abrir a janela Alterar Vigência para Cálculo de PIS e COFINS conforme figura a seguir: 49

50 Nesta janela, você deverá incluir os dados dos produtos selecionados para efetuar o cálculo dos impostos PIS e COFINS. No campo Descrição, informe uma descrição para a vigência. As guias desta janela são as mesmas do cadastro de produtos, configure os dados para a digitação das notas e cálculo referente aos créditos e débitos dos impostos PIS e COFINS. Clique no botão Alterar, para alterar a última vigência do cadastro do produto Movimento nas Notas Nesta opção, você poderá alterar os dados de PIS e COFINS no movimento de produtos nas notas, para efetuar o cálculo de PIS e COFINS. 1. Clique no menu Utilitários, submenu Alterar Produtos para Cálculo de PIS e COFINS, opção Movimento nas Notas, para abrir a janela Alterar Dados de PIS e COFINS no Movimento de Produtos nas Notas, conforme a figura a seguir: 1. No quadro Filtro, no campo: Dados, selecione a opção: 50

51 Somente movimento de produtos sem dados de PIS e COFINS, para que sejam listados apenas os movimentos de produtos sem informações de PIS e COFINS; Todos, para que sejam listados todos os movimentos de produtos independente se possuem ou não dados referente ao PIS e COFINS. Competência, informe a competência desejada para listar os movimentos de produtos. Tipo de nota, selecione o tipo de nota correspondente. No quadro Filtro, a descrição do campo Cliente será alterada para Fornecedor quando no campo Tipo de nota for selecionada a opção Entradas e será desabilitado quando selecionada a opção Reduções Z. Selecione o campo Cliente/Fornecedor, para informar o cliente/fornecedor desejado. Selecione o campo Produto, para informar o produto desejado. Selecione o campo Espécie, para selecionar a espécie da nota em que o produto foi lançado. 2. Clique no botão Listar, para que sejam listados somente movimentos de produtos que não possuem os dados necessários para cálculo de PIS e COFINS, de acordo com o filtro realizado. 3. No quadro Movimento de Produtos, na coluna: Código, será informado o código do produto. Descrição, será informada a descrição do produto. NCM, será informado o código da Nomenclatura Comum do Mercosul, correspondente ao produto. Unidade, será informada a unidade inventariada do produto. CST, será informado o código da situação tributária do produto. Alíquota PIS, será informada a alíquota do PIS. Alíquota COFINS, será informada a alíquota da COFINS. Valor por unidade PIS, será informado o valor do PIS do cadastro do produto. Valor por unidade COFINS, será informado o valor da COFINS do cadastro do produto. Você poderá selecionar e desmarcar cada produto clicando sobre os mesmos. E poderá utilizar os botões abaixo como auxílio: 51

52 Clique no botão Todos, para selecionar todos os produtos listados; Clique no botão Nenhum, para que nenhum produto listado fique selecionado; Clique no botão Inverter, caso queira que a seleção seja invertida. Ex: Os produtos que estavam desmarcados ficarão selecionados. E os que estavam selecionados, ficarão desmarcados. Clique no botão Atualizar conforme o cadastro de produtos, para que sejam preenchidos todos os dados para cálculo do PIS e COFINS conforme já definido no cadastro do produto. ou Ao clicar no botão Gravar nas notas, quando faltar informação em algum produto se algum CST gerado no movimento não pode ser gerado devido a Espécie da nota, será emitida a seguinte mensagem: Clique no botão Sim, para atualizar somente os produtos que estão com as informações válidas. Clicando no botão OK, será emitida a seguinte mensagem: Clique no botão Sim, para visualizar o relatório. Clique no botão Não, para finalizar o processo. 4. Clique no botão Gravar nas notas, para que os dados sejam inseridos em todos os movimentos de produtos de todas as notas que os mesmos estejam lançados, respeitando a seleção realiza no grupo filtro. 52

53 Apuração Após incluir os dados necessários no cadastro do produto e na nota, será possível realizar a apuração dos impostos normalmente. 53

54 2. Contabilidade 2.1. Menu Movimentos Nesta versão, a estrutura do menu Movimentos foi alterada, a descrição da opção Lançamentos em Lote foi modificada para Lançamentos, e a descrição da opção Lançamentos Padrões em Lotes foi modificada para Lançamentos Padrões. A opção Lançamentos já existente em versões anteriores foi retirada deste menu e incluída no menu Utilitários, com a descrição alterada para Consulta Lançamentos Simples. A partir desta versão do módulo Domínio Contabilidade, será possível realizar lançamentos contábeis e consultar os lançamentos efetuados através da mesma janela, onde poderá ser lançado uma conta contábil à débito para uma conta à crédito, ou então, realizar vários débitos para vários créditos, através dessas opções o usuário terá maior facilidade para efetuar o controle dos lançamentos contábeis. Para isso, foi incluído no menu Movimentos a opção Consulta e Lançamentos. Para consultar e efetuar lançamentos contábeis, proceda da seguinte maneira: 1. Clique no menu Movimentos, opção Consulta e Lançamentos, para abrir a janela Consulta e Lançamentos, conforme a figura a seguir: 2. No quadro Filtros, no campo: 54

55 O campo Período inicial demonstrará por padrão a data inicial do fechamento, quando no fechamento estiver selecionado a opção Não permitir ou Avisar, caso não utilize fechamento irá trazer automaticamente o primeiro dia do mês atual. A partir do momento que for realizado um filtro informando uma data o sistema irá demonstrar no campo Período inicial a data do último filtro realizado. Período inicial, informe a data inicial para que seja efetuado o filtro dos lançamentos que estiver dentro deste período. No campo Final, será demonstrada automaticamente a data atual, quando essa não for menor que o período inicial, caso contrário, será demonstrada a mesma data do campo Período inicial. A partir do momento que for realizado um filtro informando uma data, no campo Final será informada automaticamente a data do último filtro realizado. Final, informe a data final para que seja efetuado o filtro dos lançamentos que estiver dentro deste período. Conta, informe uma conta para que seja efetuado o filtro dos lançamentos que contém a mesma informada. Valor, informe um valor para que seja efetuado o filtro dos lançamentos que contém o mesmo informado. Filial, informe o código da empresa para que seja efetuado o filtro dos lançamentos que contém o mesmo. Histórico, informe uma ou mais palavras para que seja efetuado o filtro dos lançamentos que contém a mesma em qualquer parte do histórico, podendo informá-las entre aspas duplas ( ), para que seja efetuado o filtro conforme informado no campo. Quando a descrição do botão Busca avançada..., estiver sublinhada e com um asterisco no final do nome Busca avançada, ou seja, estiver descrito Busca avançada*..., estará indicando que existe um filtro de lançamentos configurado. Clique no botão Busca avançada..., para fazer uma busca avançada dos lançamentos desejados, na janela Busca avançada de lançamentos. 55

56 No quadro Dados, selecione a opção: Lote, para filtrar os lançamentos que possuem os seus códigos dentro do intervalo dos números informados nos campos Inicial e Final. Apenas valor igual, para filtrar os lançamentos que possuem o valor igual ao informado no campo Valor. Apenas com usuário, para filtrar os lançamentos que foram realizados por um determinado usuário, conforme selecionado no campo Nome do usuário. Apenas com conta débito, para filtrar os lançamentos que possuem a conta informada a débito. Apenas com conta crédito, para filtrar os lançamentos que possuem a conta informada a crédito. Clique no botão OK, para gravar os filtros realizados nas opções. Clique no botão Fechar, para fechar a janela de busca avançada. Clique no botão Listar, para que no quadro Listagem, sejam listados os lançamentos efetuados anteriormente, conforme filtro realizado. 3. No quadro Listagem, na coluna: Lote, será demonstrado o número do lançamento. Data, será demonstrada a data em que foi realizado o lançamento. Histórico, será demonstrado o histórico do lançamento, se houver. Débito, será demonstrada a conta débito do lançamento. Crédito, será demonstrada a conta crédito do lançamento. Valor, será demonstrada o valor do lançamento. 56

57 4. No quadro Lançamentos, no campo: Lote, será preenchido automaticamente pelo sistema com um número sequencial. Data, informe a data correspondente ao lançamento, no formato DD/MM/AAAA. No campo ao lado será informado automaticamente o dia da semana referente a data informada, e quando o dia for feriado ou domingo a descrição será destacada em vermelho. Tipo, selecione a opção: Um débito para um crédito, para informar lançamentos de um débito para um crédito. Vários débitos para vários créditos, para informar lançamentos de vários débitos para vários créditos. O campo RTT, somente estará disponível caso nos parâmetros da empresa o campo Gera informativo FCONT esteja selecionado. RTT, selecione a opção correspondente para indicar se o lançamento contábil deve ser escriturado via FCONT: Não, para que o lançamento não seja escriturado; Normal (a ser expurgado), lançamentos que existem na escrituração societária e que devem, no FCONT, ser expurgados; Fiscal (a ser incluído), lançamentos que não existem na escrituração societária e que devem, no FCONT, ser incluídos. Usuário, será informado o nome do usuário. O campo Localizador, somente estará habilitado, quando nos parâmetros da empresa for selecionado campo Informar localizador na tela de lançamentos. Localizador, insira informações para facilitar a busca de lançamentos, lembrando que neste campo é permitido informações alfanuméricas. Total débito, será demonstrado automaticamente o total do(s) débito(s) realizado(s) no lançamento. Total crédito, será informado automaticamente o total do(s) crédito(s) realizado(s) no lançamento. 57

58 Diferença, será demonstrada automaticamente a diferença entre débitos e créditos realizados no lançamento. Origem, informe a origem do lançamento. Os campos Debitar e Creditar, serão habilitados conforme o tipo de lançamento selecionado. Na coluna Debitar, informe o código da conta débito correspondente. Na coluna Descrição, será demonstrada a descrição da conta débito referente ao código informado na coluna anterior. Na coluna Creditar, informe o código da conta crédito correspondente. Na coluna Descrição, será demonstrada a descrição da conta crédito referente ao código informado na coluna anterior. Na coluna Valor, informe o valor que será contabilizado. Na coluna Cód. Hist., informe o código do histórico correspondente. Na coluna Histórico, será informada a descrição do histórico referente ao código informado na coluna anterior, podendo ser alterado ou incluída manualmente. Na coluna Filial, será informado automaticamente a empresa na qual estão sendo efetuados os lançamentos, caso seja necessário, altere para a filial correspondente. Se no campo Tipo, estiver selecionada a opção Um débito para um crédito, o botão Incluir ficará desabilitado. Clique no botão Incluir, para incluir uma linha, e configurar o lançamento. Clique no botão Excluir, caso queira excluir a linha com a(s) conta(s), o valor e o histórico selecionado. As contas de contrapartida Débito e Crédito serão habilitadas conforme a opção selecionada no campo Tipo. Clique no botão Novo, para efetuar um novo lançamento. Clique no botão Novo a partir deste, para que seja gerado um novo lançamento com todas as informações do lançamento que está selecionado no quadro Listagem, inclusive as informações dos botões DFC, DMPL, Centro de custo e FCONT. Clique no botão Editar, para editar o lançamento selecionado. 58

59 Clique no botão Gravar, para gravar os lançamentos efetuados. 5. Quando configurado nos parâmetros que a empresa utiliza o demonstrativo D.F.C, ao clicar no botão Gravar o sistema emite a janela DFC: No campo Valor total caixa, será demonstrado o total das contas caixa ou equivalentes do lançamento. Clique no botão Incluir, para relacionar as contas de fluxo de caixa. Na coluna Descrição, selecione a descrição conforme o lançamento. Na coluna Valor, será informado o valor total caixa. Clique no botão Gravar, para gravar o fluxo de caixa. O botão DMPL será habilitado automaticamente quando pelo menos uma das contas que estiver sendo lançada estiver relacionada ao grupo DMPL. 6. Clique no botão DMPL, para abrir a janela Tipo de Lançamento DMPL, nessa janela será discriminado os valores para DMPL, conforme a estrutura DMPL. 59

60 O botão Centro Custo será habilitado automaticamente quando pelo menos uma das contas que estiver sendo lançada esteja com permissão de rateio por centro de custo. 7. Clique no botão Centro Custo, para abrir a janela Lançamentos de Centros de Custos, conforme a figura abaixo, nessa janela você poderá definir os valores de rateio para cada centro de custo. No quadro Lançamentos Contábeis Fiscais, será listado todos os lançamentos que tiverem suas contas configuradas para efetuar rateio de centro de custo. Nas guias Débito e Crédito, no campo: Conta contábil, o sistema irá demonstrar a conta do lançamento; Valor do lancto, o sistema irá demonstrar o valor do lançamento; 60

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

Versão 8.2C-03. Versão da Apostila de Novidades: 2

Versão 8.2C-03. Versão da Apostila de Novidades: 2 Versão 8.2C-03 Versão da Apostila de Novidades: 2 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

Versão 8.2C-01. Versão Final da Apostila de Novidades

Versão 8.2C-01. Versão Final da Apostila de Novidades Versão 8.2C-01 Versão Final da Apostila de Novidades Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

Versão 8.2A-01. Versão Final da Apostila de Novidades

Versão 8.2A-01. Versão Final da Apostila de Novidades Versão 8.2A-01 Versão Final da Apostila de Novidades Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas

Leia mais

Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped.

Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped. ATIVIDADE IMOBILÁRIA Como configurar no sistema? Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped. Para iniciar as configurações,

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

Versão 8.3A-03. Versão da Apostila de Novidades: 1

Versão 8.3A-03. Versão da Apostila de Novidades: 1 Versão 8.3A-03 Versão da Apostila de Novidades: 1 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

Versão 8.2C-07. Versão da Apostila de Novidades: 1

Versão 8.2C-07. Versão da Apostila de Novidades: 1 Versão 8.2C-07 Versão da Apostila de Novidades: 1 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO 1 PARÂMETROS 1.1 Aba Geral 1. No quadro Período, no campo: Observação: Após ser efetuado o cálculo de qualquer período, o campo Inicial, não poderá mais ser alterado. Inicial, informe

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido 1º Acesse o menu Controle, opção Parâmetros, clique na guia Impostos, e certifique-se de que estão incluídos os impostos do regime 4- Pis e 5 Cofins. Na guia Federal,

Leia mais

Versão 8.3A-04. Versão da Apostila de Novidades: 2

Versão 8.3A-04. Versão da Apostila de Novidades: 2 Versão 8.3A-04 Versão da Apostila de Novidades: 2 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

1998-2012 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2012 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Versão 8.2C-08. Domínio Atendimento

Versão 8.2C-08. Domínio Atendimento Versão 8.2C-08 Domínio Atendimento Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso,

Leia mais

Manual. EFD Contribuições

Manual. EFD Contribuições Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens:

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: 1.1 Subtela Cod.Grupo Bebidas Frias. Teclando ctrl+enter neste campo o sistema abre

Leia mais

SPED3100 Geração Registro Apuração PIS/COFINS

SPED3100 Geração Registro Apuração PIS/COFINS SPED3100 Geração Registro Apuração PIS/COFINS v04.35 Março/2011 Conforme processo ( SPED_DIV_PIS_COFINS ), o objetivo do programa é gerar/listar o registro de apuração do PIS/COFINS segundo o Manual de

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Seleção de Filtros... 3 III. Cadastro...

Leia mais

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Relatório de Conferência - EFD - Contribuições Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Chamado : TEHRSH Está disponível

Leia mais

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso Sistema Questor SPED PIS E COFINS SPED Sistema Público de Escrituração Digital EFD Escrituração Fiscal Digital Instrutor: - Jocenei Friedrich Apoio: - Sejam todos bem-vindos Objetivos do Curso Conhecer

Leia mais

Manual Operacional Versão 2.2

Manual Operacional Versão 2.2 1 Manual Operacional Versão 2.2 2 SUMÁRIO 1) Assistente de configuração 4 2) Módulo Geral 9 2.1) Administradora 9 2.2) Empresa 9 2.3) Grupo de Empresa 12 2.4) Responsável 13 2.5) CEP 13 2.6) Configurações

Leia mais

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por:

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por: Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295 SPED FISCAL O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) FISCAL é um módulo opcional que está habilitado para funcionar com a versão 7 do Oryon. A licença é habilitada pelo número de série do cliente.

Leia mais

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos.

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. 1. No cadastro de empresas 1.1. Informar o regime de apuração dos impostos 1.1.1. LUCRO PRESUMIDO

Leia mais

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2 EFD PIS/COFINS SUMÁRIO O que é a EFD PIS/COFINS?...2 A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2 1. Procedimentos Iniciais...2 a) Classificando as Empresas... 3 b) Conferindo os Cadastros que Influenciam

Leia mais

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER Inicialmente, o mais importante O objetivo deste material é apresentar como deve-se proceder em todas as fases, o cadastramento de uma Nota de Importação no Controller. Este material abordará os tópicos

Leia mais

A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema.

A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema. Página1 Configurações A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema. Como vimos o Plano de Contas dá a ideia inicial

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

O que é um inventário?

O que é um inventário? Com a chegada do fim de ano e os encerramentos fiscais e contábeis, as empresas fazem o processo de inventário do seu estoque. O que é um inventário? Inventário basicamente é uma lista de bens e materiais

Leia mais

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE CADASTROS 2 CADASTROS Tabela de Conteúdo Cadastro de Clientes 4 Cadastro de Produtos 5 1 Cadastro... de Produtos Básico 5 2 Cadastro... de Produtos Básico + Grade de Produtos 7 3 Cadastro... de Produtos

Leia mais

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS.

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Este roteiro tem o objetivo orientar os passos básicos dentro do sistema JB Cepil, para preparar o sistema e as informações para a correta geração do arquivo

Leia mais

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12 IMPORTAÇÃO DE NF-E (ENTRADA) SUMÁRIO Importação de Notas pelo Arquivo XML... 2 Parametrização dos Produtos... 4 Parametrização de Código de Situação Tributária (CST)... 5 CST de ICMS... 5 CST de IPI...

Leia mais

Manual Ciaf NFC-e Gratuito. Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17

Manual Ciaf NFC-e Gratuito. Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17 Manual Ciaf NFC-e Gratuito Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17 1 Cadastro de Clientes Nesta opção iremos armazenar no sistema

Leia mais

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 Página 1 de 15 Maiores informações a respeito dos assuntos destacados abaixo devem ser obtidas no Manual do Comply v4.00 disponível no Portal de Produtos. Página 2 de 15 CADASTROS

Leia mais

Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272).

Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272). Lista completa das atualizações JBCepil: Inovações: Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272). Disponibilizada no sistema nova

Leia mais

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13 Visão Empresa de Contabilidade Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - EXPORTAR E UNIFICAR ARQUIVOS GERADOS NA MATRIZ E SUAS FILIAIS ATUALIZADA EM: 02/06/2011 ÍNDICE 1. EXPORTAÇÃO... 1 2. UNIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS... 9 3.

Leia mais

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC)

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) EMPRESA: LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) NOME DO ARQUIVO Existem dois nomes possíveis: um para as notas de saída e outro para as notas de entrada. - Saídas : O nome do arquivo deve

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

Visão Cliente da Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13

Visão Cliente da Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13 Visão Cliente da Empresa de Contabilidade Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

<< Roteiro de Procedimentos >>

<< Roteiro de Procedimentos >> > As ferramentas apresentadas a seguir, permitirão aos usuários do sistema Avance Retguarda, a partir da versão 8.4, o lançamento e manutenção de todas as informações necessárias

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA.

MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. Neste manual serão demonstradas as alterações efetuadas no Sistema E-Fiscal para atender ao decreto 52.665/2008 - SP. Foi inserida a opção Apuração

Leia mais

CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA

CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA POR NEOMAR ANTONIO CÓRDOVA Como é do conhecimento dos alunos que participaram do roteiro de cursos do CRC/SC, sobre SPED CONTRIBUIÇÕES, alguma modificações foram

Leia mais

Manual de documento de arrecadação GNRE

Manual de documento de arrecadação GNRE Manual de documento de arrecadação GNRE Sumário 1. Códigos de receita ICMS... 3 1.1. Cadastro dos códigos de receita... 3 1.2. Consultando a tabela de códigos de receita ICMS... 4 2. Documento de arrecadação...

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Como cadastrar um produto usando o Futura Server

Como cadastrar um produto usando o Futura Server Cadastro do Produto Como cadastrar um produto usando o Futura Server Aqui temos dicas importantes para cadastrar seu produto antes de realizar as suas movimentações. Com o Futura Server aberto, acesse

Leia mais

Entrada de Notas. Manual desenvolvido para Célula Materiais Equipe Avanço Informática

Entrada de Notas. Manual desenvolvido para Célula Materiais Equipe Avanço Informática Entrada de Notas Manual desenvolvido para Célula Materiais Equipe Avanço Informática 1 Índice Parametrização... 2 Criando os Diretórios... 2 Parametrização que influenciam a Entrada da Nota Fiscal... 3

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP 1. Certificado Digital - Antes de mais nada você precisa possuir um certificado digital

Leia mais

DFC - DEMOSNTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA EMITIR DFC NO SISTEMA DOMÍNIO CONTÁBIL

DFC - DEMOSNTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA EMITIR DFC NO SISTEMA DOMÍNIO CONTÁBIL DFC - DEMOSNTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA A DFC tem como função demonstrar a variação do fluxo de caixa da empresa, evidenciando os valores das atividades operacionais, atividades de investimento, e atividades

Leia mais

Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática

Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática 1 A Rotina de lançamento de Notas Fiscais de Serviço foi alterada, agora os

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É?

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse

Leia mais

Roteiro de Cadastros - GESTOR

Roteiro de Cadastros - GESTOR Página1 INDICE 1. MODULO EMPRESA 1.1. CADASTRO DE USUARIO --------------------------------------------------------------------- 4 1.2. CADASTRO DA EMPRESA --------------------------------------------------------------------

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont Atualizado em Maio/2008 Pág 1/36 Para integrar os dados do sistema Efiscal com o sistema Telecont, efetue os procedimentos abaixo: CADASTRO DE EMPRESAS ABA BÁSICO Acesse menu Arquivos Empresas Usuárias

Leia mais

PARAMETRIZACAO MODULO ESCRITA FISCAL

PARAMETRIZACAO MODULO ESCRITA FISCAL PARAMETRIZACAO MODULO ESCRITA FISCAL Primeiro passo: importar impostos, para isso proceda da seguinte maneira: entre na empresa EXEMPLO, no menu Arquivos clique em Impostos, logo após, do lado direito

Leia mais

Manual de orientação Versão II APRESENTAÇÃO

Manual de orientação Versão II APRESENTAÇÃO Documento de Utilização de Benefício Fiscal APRESENTAÇÃO Prezado Contribuinte, Instituído pela Resolução SEFAZ nº 180 de 05 de dezembro de 2008, o DUB-ICMS (Documento de Utilização de Benefício) é uma

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL 1 INDICE Informações importantes sobre o SPED...... 03 Entrando no sistema...... 04 Configurando o acesso à base de dados Access ou MySQL... 04 Cadastros... 05

Leia mais

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

Lucro Presumido. Compensação da Cofins com a CSL

Lucro Presumido. Compensação da Cofins com a CSL Lucro Presumido Manifesto pelo Lucro Presumido: Esta opção é formalizada no decorrer do ano- calendário, se manifesta com o recolhimento no mês de abril, correspondente ao primeiro trimestre. A opção do

Leia mais

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Financeira...4 2.1.2.Formas de Registro do Pagamento e Recebimento

Leia mais

Novidades Group Shopping

Novidades Group Shopping Novidades Group Shopping 1. Geração do Arquivo Disponível na nova versão do Group Shopping uma tela que permite preencher as informações requeridas na geração do arquivo a ser enviado à Receita Federal

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Shop Control 8. Manual SPED CONTRIBUIÇÕES

Shop Control 8. Manual SPED CONTRIBUIÇÕES Shop Control 8 Manual SPED CONTRIBUIÇÕES IdealSoft Março / 2012 Informações Gerais - SPED Contribuições A EFD-Contribuições trata-se de um arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração

Leia mais

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014 Neste bip Como converter o arquivo CAGED para acerto... 1 Novo modo de alterar senha de operador... 2 Novo recurso no lançamento [+ planilha]... 2 13 parcela final e SEFIP... 3 Como converter o arquivo

Leia mais

Foram criadas três empresas padrões que podem ser importadas na criação de novas siglas no SIGER, sendo uma para cada forma de tributação.

Foram criadas três empresas padrões que podem ser importadas na criação de novas siglas no SIGER, sendo uma para cada forma de tributação. Foram implementadas no módulo de Contabilidade do ERP SIGER, a partir da versão 15.30a, melhorias que visam agilizar e facilitar principalmente o trabalho dos Escritórios Contábeis e também poderá ser

Leia mais

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo:

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: Não gere toda a movimentação de uma vez. O ideal e aconselhável

Leia mais

Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Hábil Empresarial PROFISSIONAL & Hábil Enterprise

Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Hábil Empresarial PROFISSIONAL & Hábil Enterprise Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Hábil Empresarial PROFISSIONAL & Hábil Enterprise Koinonia Software Ltda (0xx46) 3225-6234 Índice I Índice Cap. I Introdução 1 1 Orientações... Iniciais 1 Cap. II

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015 Neste bip Configuração para Contabilização Automática... 1 Vale Transporte... 2 Como Programar Reajuste Salarial... 3 Contabilização da Folha... 4 Configuração para Contabilização Automática O cadastro

Leia mais

SEF 2012. Guia para geração do Registro de Inventário. DAS/GPST - SEF 2012: Guia para a geração do Registro de Inventário 01/04/2014 Página 1

SEF 2012. Guia para geração do Registro de Inventário. DAS/GPST - SEF 2012: Guia para a geração do Registro de Inventário 01/04/2014 Página 1 SEF 2012 Guia para geração do Registro de Inventário DAS/GPST - SEF 2012: Guia para a geração do Registro de Inventário 01/04/2014 Página 1 SEF 2012 Guia para geração do Registro de Inventário Ao contrário

Leia mais

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SUMÁRIO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES... 3 1. Projeto Meta de Vendas... 3 1.1 Itens de Configuração Alterados... 3 2. Planejamento de Vendas... 3 2.1 Meta de Vendas...

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

Entrada de Produtos. Supermercados

Entrada de Produtos. Supermercados Entrada de Produtos Supermercados 1 Objetivo: Cadastrar a entrada dos produtos no sistema permite o controle do estoque e o controle financeiro. O objetivo do texto é explicar como cadastrar as notas fiscais

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Versão 6.04.00 Abril/2015 SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Passo a Passo: Cadastros, Configurações e Operações SPED Contribuições O SPED Contribuições é um arquivo digital instituído no Sistema Publico

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches -

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches - Curso de Capacitação ao Sistema CDV - GID Desmanches - Coordenadoria de Gestão de Desmanches Divisão de Desmanches Conteúdo Módulo 1 Como utilizar o Moodle... 4 Módulo 2 - Acessando o GID CDV... 4 Aula

Leia mais