EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal Procedimentos Iniciais...2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2"

Transcrição

1 EFD PIS/COFINS SUMÁRIO O que é a EFD PIS/COFINS?...2 A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal Procedimentos Iniciais...2 a) Classificando as Empresas... 3 b) Conferindo os Cadastros que Influenciam na Geração do Arquivo Geração do Arquivo Rotinas Auxiliares...9 a) Relatório de Conferência dos Itens da Nota b) Alteração de Código de Município nos Emitentes/Destinatários c) Alteração de NCM nos Produtos d) Gera CST de PIS/COFINS nos Produtos e) Alteração de CST PIS/COFINS dos Lançamentos Tratamento das Particularidades de Cada Empresa... 15

2 O que é a EFD PIS/COFINS? A EFD-PIS/COFINS trata-se de um arquivo digital instituído no Sistema Público de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito privado na escrituração da Contribuição para o PIS/PASEP e da COFINS, nos regimes de apuração não-cumulativo e/ou cumulativo, com base no conjunto de documentos e operações representativos das receitas auferidas, bem como dos custos, despesas, encargos e aquisições geradores de créditos da não-cumulatividade. Os documentos e operações da escrituração representativos de receitas auferidas e de aquisições, custos, despesas e encargos incorridos, serão relacionadas no arquivo da EFD-PIS/COFINS em relação a cada estabelecimento da pessoa jurídica. A escrituração das contribuições sociais e dos créditos será efetuada de forma centralizada, pelo estabelecimento matriz da pessoa jurídica. O arquivo da EFD-PIS/COFINS deverá ser validado, assinado digitalmente e transmitido, via Internet, ao ambiente SPED, até o 5º (quinto) dia útil do 2º (segundo) mês subsequente a que se refira a escrituração, inclusive nos casos de extinção, incorporação, fusão e cisão total ou parcial. Conforme disciplina a Instrução Normativa RFB nº de 5 de julho de 2010, estão obrigadas a adotar a EFD- PIS/COFINS, conforme cronograma atualizado pela Instrução Normativa RFB nº de 19 de novembro de 2010: I. Em relação aos fatos geradores ocorridos a partir de 1º de abril de 2011, as pessoas jurídicas sujeitas a acompanhamento econômico-tributário diferenciado, nos termos da Portaria RFB nº 2.923, de 16 de dezembro de 2009, e sujeitas à tributação do Imposto sobre a Renda com base no Lucro Real; II. III. Em relação aos fatos geradores ocorridos a partir de 1º de julho de 2011, as demais pessoas jurídicas sujeitas à tributação do Imposto sobre a Renda com base no Lucro Real; Em relação aos fatos geradores ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2012, as demais pessoas jurídicas sujeitas à tributação do Imposto sobre a Renda com base no Lucro Presumido ou Arbitrado. Excepcionalmente, as pessoas jurídicas relacionadas nos itens I e II acima, poderão efetuar a transmissão das EFD-PIS/COFINS referente aos meses do ano-calendário de 2011, até o 5º (quinto) dia útil do mês de fevereiro de 2012 (art. 5º da Instrução Normativa RFB nº 1.161, de 5 de julho de 2011). Para facilitar a geração e entrega desta declaração, elaboramos este manual com informações detalhadas, e que estará sendo constantemente atualizado. Reserve um tempo para lê-lo atentamente e por inteiro, antes de iniciar os procedimentos. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal 1. Procedimentos Iniciais É notório que o SPED trouxe muitos desafios para as empresas. Dentre suas diversas etapas, a EFD PIS/COFINS é a mais complexa por exigir um maior detalhamento das operações. Convém destacar que esta declaração foi pensada de forma a ser gerada por um sistema de ERP, dado à grande quantidade de informações, normalmente disponíveis apenas nesse tipo de software. Assim, a sua geração por

3 um sistema de escrita fiscal implica necessariamente na complementação manual de informações que não fazem parte do escopo desse sistema. Para a geração e entrega da EFD PIS/COFINS de forma mais tranquila, é imprescindível a criação de uma rotina de procedimentos que estabeleça uma ordem de geração das declarações. Abaixo fornecemos algumas dicas que podem auxiliá-lo nesse processo: a) Classificando as Empresas Identifique quais empresas optantes pelo Lucro Real em seu escritório estão sujeitas a essa obrigação, e classifique-as de acordo com o grau de complexidade de suas operações. Vale ressaltar que essas empresas estão obrigadas a entrega da declaração desde a competência Julho/2011. Um possível escalonamento, da mais simples para a mais complexa seria: Regime cumulativo - Tributada exclusivamente por alíquota básica - Tributada por alíquota básica, diferenciada ou por unidade de medida Regime não cumulativo - Tributada exclusivamente por alíquota básica - Tributada por alíquota básica, diferenciada ou por unidade de medida Regime cumulativo e não cumulativo - Tributada exclusivamente por alíquota básica - Tributada por alíquota diferenciada ou por unidade de medida Empresas que possuam alguma particularidade, tais como: - Lançamentos de crédito de abertura de estoque - Lançamentos de crédito por aquisição de ativo ou por depreciação/amortização - Empresas do ramo de construção ou incorporação imobiliária - Que possua créditos vinculados à receitas comuns (tributadas, não tributadas e de exportação) Em cada um dos grupos de empresas acima, identifique aquelas cuja apuração seja efetuada somente com base nos lançamentos de notas fiscais de entrada e saída, ou seja, que não possuem lançamentos em bases ou valores extras tributáveis. Estes lançamentos exigirão tratamentos mais ou menos complexo, dependendo dos ajustes efetuados. Classificadas as empresas de acordo com os critérios acima (ou outros que lhe sejam mais convenientes), é importante checar se todos os cadastros que direta ou indiretamente influenciam na geração do arquivo estão corretamente informados. b) Conferindo os Cadastros que Influenciam na Geração do Arquivo Diversos cadastros e lançamentos efetuados no Cordilheira, conforme o tipo da empresa, são utilizados na geração desta declaração. Por isso, é necessário que estes dados estejam corretamente informados no sistema. Os dados utilizados para a EFD PIS/COFINS são: Cadastro de Estabelecimento Em Cadastros\Empresas.

4 Deste cadastro, o sistema utiliza os dados da empresa, considerando o estabelecimento matriz. É imprescindível que as alíquotas de tributação do PIS e COFINS estejam informadas nos parâmetros, ainda que eventualmente a apuração do tributo não seja efetuada pelo Cordilheira. Cadastro de Responsáveis Em Cadastros\ Responsáveis. Deste cadastro, o sistema busca os dados do contabilista, sendo imprescindível a informação do CPF de contato. Cadastro de Emitentes/Destinatários Em Cadastros\ Genéricos\ Emitentes/Destinatários. Gera o cadastro de todos os emitentes/destinatários vinculados a lançamentos, no período selecionado. Na EFD são denominados Participantes. Neste cadastro é imprescindível que estejam corretamente informados os códigos de município. Você pode utilizar a rotina especificamente criada para facilitar este processo, em Rotinas Auxiliares. Cadastro de Unidades de Medida Em Cadastros\ Produtos\ Unidades de Medida. Gera o cadastro das unidades de medida utilizadas na comercialização dos produtos, no período de geração do arquivo. Este cadastro somente será preenchido caso a unidade de compra e venda dos produtos seja diferente da unidade de medida de quantificação do estoque. Cadastro de Itens (Produtos) Em Cadastros\ Produtos\ Cadastro de Produtos. Administra o cadastro dos produtos utilizados nos lançamentos das notas fiscais, sendo imprescindível a informação do NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul), bem como os dados de PIS/COFINS tanto na entrada quanto na saída. Deste cadastro, algumas informações são utilizadas indiretamente para a geração do SPED. Elas permitem a geração automática de dados nos lançamentos/importações, bem como, permitem o ajuste de notas fiscais já lançadas, através das rotinas auxiliares. Para isso, devem ser preenchidos os códigos de CST de entrada e/ou saída e no caso de saída tributada com alíquota diferenciada ou por unidade de medida, deve ser informado o grupo e o tipo de produto. O tipo de produto também deve obrigatoriamente ser informado no caso de venda com utilização dos CST 04 a 09 (produto isento, com suspensão, tributado à alíquota zero ou com substituição tributária). Você pode utilizar a rotina especificamente criada para facilitar este processo, em Rotinas Auxiliares. Cadastro de Naturezas de Operação (CFOP) Em Cadastros\ Genéricos\ Natureza de Operação. Administra o cadastro dos CFOP s utilizados nos lançamentos das notas fiscais. Deste cadastro, algumas informações são utilizadas indiretamente para a geração do SPED. Elas permitem a geração automática de dados nos lançamentos/importações, bem como, permitem o ajuste de notas fiscais já lançadas, através das rotinas auxiliares. Para isso, devem ser preenchidos os dados do quadro Informações Referentes ao PIS/COFINS, com informações do tipo de operação; códigos de CST de entrada e/ou saída e alíquotas (especialmente nos CFOP de entrada, cujo crédito de PIS/COFINS obedece a alíquotas diferentes daquelas informadas nos parâmetros da empresa). Cadastro de Plano de Contas Em Cadastros\ Plano de Contas, do Cordilheira Sistema Contábil Gera o plano de contas da empresa.

5 Cadastro de Centro de Custos Em Cadastros\ Centro de Custo, do Cordilheira Sistema Contábil ou do Cordilheira Recursos Humanos. Gera os centros de custo da empresa. Cadastro de Bases Extras Tributáveis Em Cadastros\ Genéricos\ Bases Extras Tributáveis/Valores Extras Tributados. Neste cadastro deve ser preenchido o quadro Informações para SPED PIS/COFINS, sendo informados os códigos de CST e no caso de valor credor, a origem e a natureza do crédito. Estes dados serão gerados no arquivo, se houver o lançamento de bases/valores extras. Lançamento de nota de entrada Em Lançamentos. Serão consideradas as notas fiscais de entrada lançadas no período. Destes lançamentos, são essenciais os dados dos itens da nota fiscal. Nos itens, é imprescindível a correta informação dos CFOP s, CST s, valores e alíquotas. Como vimos alertando há bastante tempo, o PVA não aceita duplicidade de lançamentos, ou seja, não há como gerar duas notas modelo 01, com a mesma numeração no arquivo. Assim, caso haja essa situação, os lançamentos devem ser corrigidos, ou importados novamente sem a duplicidade. Este problema não ocorre com as notas fiscais eletrônicas (modelo 55), pois para na EFD PIS/COFINS os dados são gerados de forma agrupada. Porém, ressaltamos que para o SPED Fiscal mesmo para as notas fiscais eletrônicas não é permitida a duplicidade. Você pode utilizar a rotina especificamente criada para facilitar este processo, em Rotinas Auxiliares. Lançamento de nota de saída Em Lançamentos. Serão consideradas as notas fiscais de saída lançadas no período. Destes lançamentos, são essenciais os dados dos itens da nota fiscal. Nos itens, é imprescindível a correta informação dos CFOP s, CST s, valores e alíquotas. Como vimos alertando há bastante tempo, o PVA não aceita duplicidade de lançamentos, ou seja, não há como gerar duas notas modelo 01, com a mesma numeração no arquivo. Assim, caso haja essa situação, os lançamentos devem ser corrigidos, ou importados novamente sem a duplicidade. Este problema não ocorre com as notas fiscais eletrônicas (modelo 55), pois para na EFD PIS/COFINS os dados são gerados de forma agrupada. Porém, ressaltamos que para o SPED Fiscal mesmo para as notas fiscais eletrônicas não é permitida a duplicidade. Você pode utilizar a rotina especificamente criada para facilitar este processo, em Rotinas Auxiliares. Lançamento de conhecimento de frete Em Lançamentos. Serão considerados os conhecimentos de frete lançados no período. Lançamento de redução Z Em Lançamentos\ Cupom Fiscal\ Redução Z.

6 Serão considerados os valores referentes à venda com ECF lançados no período. Lançamentos de itens de cupom fiscal Em Lançamentos\ Cupom Fiscal\ Itens Vendidos (Geração do SPED PIS/COFINS). Serão considerados os itens vendidos no cupom fiscal, agrupados por código do Item, por CFOP, por CST PIS e por CST COFINS. Esses dados podem também ser importados de acordo com layout prédefinido pela EBS. Lançamento de Bases Extras Tributáveis Em Lançamentos\ Bases Extras Tributáveis. Serão gerados os lançamentos de bases extras tributáveis, com os dados preenchidos no cadastro da base extra. Conforme o tipo de lançamento. É também imprescindível a informação do código do cliente/fornecedor a que se refere o lançamento. Lançamento de Valores Extras Tributados Em Lançamentos\ Valores Extras Tributados. Serão gerados os lançamentos de valores extras tributados, com os dados preenchidos no cadastro do valor extra. Conforme o tipo de lançamento. É também imprescindível a informação do código do cliente/fornecedor a que se refere o lançamento. Cadastros de Bens Em Cadastros\ Bens. Os bens que estiverem marcados para Gerar crédito de PIS/COFINS, serão gerados no arquivo conforme os dados informados em seu cadastro. Também, conforme a natureza do bem, poderão ser gerados no arquivo os dados de depreciação e amortização, calculados no Cordilheira Controle Patrimonial. 2. Geração do Arquivo Após certificar-se de que os parâmetros do sistema, bem como os demais cadastrados estão adequadamente preenchidos, inicie a geração do arquivo pelas empresas mais simples. Com isso você irá se familiarizar com o processo no Cordilheira, bem como com o programa validador do SPED. É importante também efetuar a entrega de todos os períodos da mesma empresa (Julho/2011 até o último período fechado), antes de partir para a empresa seguinte. Escolha a empresa a ser gerada, e emita a memória de cálculo do PIS e COFINS daquela empresa. Isso possibilitará a conferência com os valores apurados pelo PVA. Lembre-se que a ocorrência de pequenas diferenças entre os valores é normal, uma vez que a apuração dos tributos pelo Cordilheira (assim como na DACON), é efetuada pelo total do faturamento do mês, ao passo que no PVA são apurados com base nos valores lançados individualmente, nos itens de nota fiscal de entradas/saídas. Certifique-se de que os itens das notas fiscais foram lançados com as informações corretas referentes ao PIS/COFINS (CST, base de cálculo, alíquota e valor). Caso não estejam, você pode fazer uso das rotinas auxiliares de geração do arquivo para complementar estes dados. Veja maiores detalhes sobre cada uma dessas rotinas auxiliares nos tópicos específicos. Processo básico de geração do arquivo: Gerar o arquivo pela rotina do Cordilheira;

7 Importar o arquivo para o PVA, clicando no botão (Importar escrituração), na barra de ferramentas do PVA. Será exibida uma mensagem de importação concluída: Clicar em Sim para efetuar a validação de conteúdo. Provavelmente será apresentada uma mensagem informando que há erros na validação: Desconsiderar essa mensagem e clicar no botão (Gerar apurações), na barra de ferramentas do PVA. Será apresentada uma mensagem, devendo esta ser confirmada. Após a geração das apurações, clicar no botão (Verificar pendências de escrituração), na barra de ferramentas do PVA; Identificar eventuais erros na validação, e efetuar as correções no Cordilheira, refazendo os procedimentos acima. Você pode também corrigir os erros diretamente no PVA:

8 Para visualizar os erros, é necessário marcar o check Erros e clicar em Exibir. Para corrigir o erro, dê duplo clique no campo correspondente ao erro. Será aberta a tela com os dados do registro para edição. Após editar o registro com erro, clicar na aba Relatório para que volte para a tela de erros: Validado corretamente o arquivo, assiná-lo digitalmente e efetuar a entrega da declaração.

9 Geração do Arquivo no Cordilheira: Para gerar o arquivo no Cordilheira Escrita Fiscal, acesse Módulos\ Geração de Arquivos\ SPED\ PIS/COFINS\ Geração do Arquivo. Preencha todos os campos obrigatórios e necessários e, ao clicar em OK, será gerado o arquivo referente ao mês/ano selecionado, no diretório indicado no campo Diretório Destino. Este arquivo gerado pelo Cordilheira deve ser importado no programa validador, conforme a última versão disponibilizada pela RFB. Se houver erros, estes deverão ser corrigidos no Cordilheira, gerando novo arquivo para validação. 3. Rotinas Auxiliares Na validação do arquivo, podem ocorrer erros cadastrais ou erros de lançamento (dados das notas ficais). Os erros devem preferencialmente ser corrigidos no Cordilheira, diretamente nos cadastros ou lançamentos referenciados no relatório de validação ou ainda, para alguns deles, é possível utilizar rotinas auxiliares disponíveis no sistema. As rotinas auxiliares estão disponíveis em Módulos\ Geração de Arquivos\ SPED\ PIS/COFINS\ Rotinas Auxiliares.

10 a) Relatório de Conferência dos Itens da Nota Neste relatório podem ser listadas as notas fiscais de Entrada e Saída, com detalhes dos tributos PIS, COFINS, ICMS e IPI. Listará as notas fiscais e os seus itens, mostrando a diferença entre o valor do tributo informado na aba bases e a soma do valor do tributo informado por item. Será útil para conferir o lançamento dos dados relacionados aos itens da nota fiscal que serão gerados na EFD SPED PIS/COFINS, identificando possíveis inconsistências ou erros. Na tela, informe o estabelecimento e o mês/ano desejado. Podem ainda ser utilizados os filtros: por período, por CFOP (nesta opção considera o CFOP principal e não dos itens) ou por CST. Podem ser listadas as notas de entrada ou de saída, detalhando conforme o tributo selecionado. A rotina possibilita ainda: Listar itens da nota: Com esta opção marcada, será listada a nota e abaixo todos os itens que compõe esta nota. Listar somente resumo por CST: Com esta opção marcada, será listado somente um totalizador por Código de Situação Tributária. Esta opção fica disponível somente para PIS e COFINS. Listar somente notas com diferença: Com esta opção marcada, serão listadas somente as notas fiscais que estejam com diferença entre o tributo informado na aba bases e a soma do tributo informado nos itens. Margem de erro: Opção habilitada se marcado para listar somente notas com diferença, podendo ser determinado um valor mínimo de diferença, que possa ser considerado significativo. Lembrando que diferenças podem ser normais, pois a forma de apuração do SPED poderá não bater com a forma de apuração do sistema. O sistema apura pelo total da nota e o SPED por item.

11 b) Alteração de Código de Município nos Emitentes/Destinatários Através dela é possível informar o código do município no cadastro dos emitentes/destinatários que não possuem esta informação. Na tela, selecione o período de lançamento das notas fiscais, cujos emitentes/destinatários deseja atualizar o código de município. Pode também, ser definido um intervalo de cadastros. Ao clicar em OK, o sistema atualizará os códigos de município através da informação dos campos "Cidade" e "UF" do cadastro dos emitentes/destinatários, desconsiderando os caracteres especiais (acentos, etc.). Estando este município já cadastrado no sistema, em Cadastros\ Genéricos\ Municípios, esta rotina apenas atualizará o cadastro do emitente/destinatário com este código de Município. Se o município ainda não estiver cadastrado no sistema, esta rotina fará o cadastro utilizando o código no SIAFI e após, informará este código de município no cadastro do emitente/destinatário. Se não for possível identificar o município através do campo Cidade (por não ter a informação, estar incompleta ou incorreta), será emitido um relatório relacionando os emitentes/destinatários e estes deverão ser atualizados manualmente. c) Alteração de NCM nos Produtos Através desta rotina é possível informar o código de NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) no cadastro dos produtos que não possuem esta informação. Informe o código do NCM que será atualizado no cadastro dos produtos e selecione o item, ou um intervalo de itens que deseja atualizar. Dentro do intervalo solicitado, serão atualizados somente os cadastros que estão sem esta informação.

12 d) Gera CST de PIS/COFINS nos Produtos Nesta rotina, poderá ser informado o CST de PIS e COFINS, tanto de entrada quanto de saída, no cadastro dos produtos, de forma automática, agrupando por código de NCM ou por intervalo de produtos. Na tela, informar um intervalo de NCM ou um intervalo de itens e informar o CST de Entrada e o CST de Saída. Ao clicar em OK, todos os produtos do filtro terão os campos de CST de PIS e COFINS atualizados. É possível alterar somente produtos que não possuem CST informado. Para isso, não marcar as opções "Regravar se já cadastrado". Se estas opções forem marcadas, mesmo para os produtos que já estejam com o CST de PIS/COFINS informado em seu cadastro, será efetuada a atualização conforme o CST definido na tela. Pode também, ser alterado somente o CST de entrada, ou somente de saída, bastando para isso deixar em branco o campo de CST que não se pretende alterar. OBSERVAÇÃO: Caso seja informado CST de saída referente a produtos tributados a alíquota diferenciada ou por unidade de medida, bem como de produtos com isenção, suspensão, sujeitos a substituição tributária ou alíquota zero, é necessário também informar o tipo de produto, diretamente em Cadastros\ Produtos, no quadro "Codificação do produto para o SPED PIS/COFINS", conforme tabela divulgada pela RFB. e) Alteração de CST PIS/COFINS dos Lançamentos O CST de PIS/COFINS de cada item da nota fiscal é essencial para a correta geração da EFD. Esses dados devem ser informados no momento do lançamento ou importação da nota fiscal. Caso isso não tenha sido corretamente efetuado, ou seja, se houver itens lançados nas notas fiscais, de entrada/saída sem estas informações, ou ainda, que estejam informados incorretamente, pode ser utilizada esta rotina para auxiliar na geração destes dados. Entretanto, não deve ser utilizada com muita frequência. A definição do CST de cada item será baseada no regime de tributação (cumulativo / não cumulativo), para as notas de entrada e, no CST informado no cadastro do Produto ou no cadastro da Natureza de Operação (CFOP). ATENÇÃO: Para que este processo seja executado com sucesso é necessário que no cadastro dos Produtos e/ou de CFOP, estejam corretamente preenchidos os códigos de situação tributária de PIS/COFINS. Funcionamento da Rotina: Ao clicar em pesquisar, primeiro o sistema verificará se há CFOP s lançados nos itens das notas, que não possuem o CST PIS/COFINS informado. Se houver, abrirá uma tela com estes CFOP s relacionados.

13 Na tela de Natureza de Operação sem informação de CST de PIS/COFINS, deve-se clicar sobre o CFOP e abrirá a tela de cadastro de Natureza de Operação/Variação. Neste cadastro deve ser definido o CST PIS/COFINS e deve ser definida a prioridade a ser considerada nos lançamentos, optando entre "CST cadastrado no produto" ou "CST cadastrado no CFOP/Variação". Com isso, se o item possuir o CST parametrizado em ambos os cadastros, a prioridade será conforme definido neste parâmetro.

14 Após completar o cadastro de todos os CFOP s relacionados, deve-se Pesquisar novamente e serão listadas as notas fiscais. Selecionar as notas desejadas e clicar em Gravar. Neste momento, os itens das notas fiscais terão o código CST PIS/COFINS atualizados conforme o CST definido no cadastro do CFOP ou do produto e as bases serão recalculadas conforme as regras abaixo: NOTAS FISCAIS DE ENTRADA: Se o regime for Cumulativo será gerado o CST 70 com todos os valores zerados, independente do cadastro de CFOP. Se o regime for Não Cumulativo e o CST informado no cadastro do produto ou no CFOP/Variação for 70 a 99, todos os valores serão zerados. Se o regime for Não Cumulativo e o CST informado no cadastro do produto ou no CFOP/Variação for 50 a 67, os valores serão gerados da seguinte forma: CST DESCRIÇÃO BASE / QTD BASE ALÍQUOTA VALOR Definido no cadastro do CFOP ou no cadastro do produto Com direito a crédito (BASE) Valor total do item (QTD BASE) zero % definido no cadastro do CFOP ou no cadastro do estabelecimento Base * alíquota NOTAS FISCAIS DE SAÍDA: CST DESCRIÇÃO BASE / QTD BASE ALÍQUOTA VALOR (BASE) Valor total do item % definido no cadastro Tributável alíquota 01 do CFOP ou no cadastro Base * alíquota básica (QTD BASE) zero do estabelecimento Tributável alíquota diferenciada Tributável alíquota por un. Medida (BASE) Valor total do item (QTD BASE) zero (QTD BASE) Quantidade informada no cadastro do Produto (BASE) zero % definido no cadastro do Produto Alíquota diferenciada contribuinte R$ definido no cadastro do Produto Alíquota un. medida contribuinte Base * alíquota Qtde Base * alíquota 04 Monofásica alíquota zero Zero Zero Zero 05 Tributável sub. Tributária Zero Zero Zero 06 Tributável alíquota zero Zero Zero Zero 07 Isenta Zero Zero Zero 08 Sem incidência Zero Zero Zero 09 Com suspensão Zero Zero Zero 49 Outras operações Zero Zero Zero

15 O sistema verifica se a nota fiscal possui informação de frete, seguro, despesas acessórias ou desconto global, rateando estes valores na base de cálculo do PIS/COFINS, refazendo o cálculo do valor dos tributos. 4. Tratamento das Particularidades de Cada Empresa As empresas que porventura tenham certas particularidades, como por exemplo, construtoras, incorporadoras e outras, cuja apuração do PIS/COFINS não é efetuada com base nos lançamentos de notas fiscais de entrada e saída, ou empresas que estejam simultaneamente sujeitas aos regimes de tributação cumulativo e não cumulativo, deverão efetuar procedimentos diferenciados, que serão tratados caso a caso por nossa equipe de suporte e desenvolvimento. Informamos também que a rotina de geração da EFD PIS/COFINS vem ainda recebendo inovações e ajustes, de modo a contemplar todas as situações possíveis. Caso tenha dúvida sobre alguma particularidade de sua empresa, entre em contato com nossa equipe de suporte para maiores informações.

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12 IMPORTAÇÃO DE NF-E (ENTRADA) SUMÁRIO Importação de Notas pelo Arquivo XML... 2 Parametrização dos Produtos... 4 Parametrização de Código de Situação Tributária (CST)... 5 CST de ICMS... 5 CST de IPI...

Leia mais

EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL

EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL 1. INTRODUÇÃO Este artigo tem por objetivo trazer considerações relevantes quanto a dados inerentes à Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep

Leia mais

Manual. EFD Contribuições

Manual. EFD Contribuições Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso Sistema Questor SPED PIS E COFINS SPED Sistema Público de Escrituração Digital EFD Escrituração Fiscal Digital Instrutor: - Jocenei Friedrich Apoio: - Sejam todos bem-vindos Objetivos do Curso Conhecer

Leia mais

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Prezado cliente, Para mantê-lo informado sobre as liberações e procedimentos referentes ao SPED PIS/COFINS, destacamos nesse comunicado os principais pontos que devem ser

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - EXPORTAR E UNIFICAR ARQUIVOS GERADOS NA MATRIZ E SUAS FILIAIS ATUALIZADA EM: 02/06/2011 ÍNDICE 1. EXPORTAÇÃO... 1 2. UNIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS... 9 3.

Leia mais

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido 1º Acesse o menu Controle, opção Parâmetros, clique na guia Impostos, e certifique-se de que estão incluídos os impostos do regime 4- Pis e 5 Cofins. Na guia Federal,

Leia mais

Confira alguns dos possíveis impedimentos de validação do arquivo SPED

Confira alguns dos possíveis impedimentos de validação do arquivo SPED No validador SPED poderão ocorrer erros e/ou advertências ao importar o arquivo. As advertências não impedem a transmissão do arquivo, no entanto é importante analisar e corrigir as informações. Os erros

Leia mais

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens:

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: 1.1 Subtela Cod.Grupo Bebidas Frias. Teclando ctrl+enter neste campo o sistema abre

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Presumido Informações importantes A Escrituração Contábil Fiscal é uma nova obrigação acessória, cuja primeira entrega

Leia mais

Bloco Contábil e Fiscal

Bloco Contábil e Fiscal Bloco Contábil e Fiscal EFD Contribuições Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo EFD Contribuições, que faz parte do Bloco Contábil e Fiscal. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo:

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: Não gere toda a movimentação de uma vez. O ideal e aconselhável

Leia mais

MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS. Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância.

MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS. Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância. MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância. 1. Configuração Primeiramente para que os sistemas estejam aptos para a geração

Leia mais

PIS/ COFINS. NOTÍCIAS DA SEMANA (14/02/11 a 18/02/11)

PIS/ COFINS. NOTÍCIAS DA SEMANA (14/02/11 a 18/02/11) PIS/ COFINS NOTÍCIAS DA SEMANA (14/02/11 a 18/02/11) I NOVAS SOLUÇÕES DE CONSULTAS.... 2 A) LOCADORAS DE VEÍCULOS PODEM SE CREDITAR DE 1/48 (UM QUARENTA O OITO AVOS) NO CÁLCULO DOS CRÉDITOS DE PIS/COFINS

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Versão 6.04.00 Abril/2015 SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Passo a Passo: Cadastros, Configurações e Operações SPED Contribuições O SPED Contribuições é um arquivo digital instituído no Sistema Publico

Leia mais

SPED PIS COFINS. Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática

SPED PIS COFINS. Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática SPED PIS COFINS Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática 1 Índice Dicas e Requisitos Avanço para uso Sped PIS/COFINS... 2 Parametrização... 3 Tabelas Configuração... 4 Configuração...

Leia mais

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos.

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. 1. No cadastro de empresas 1.1. Informar o regime de apuração dos impostos 1.1.1. LUCRO PRESUMIDO

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É?

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse

Leia mais

FAQ SPED. Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer?

FAQ SPED. Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer? FAQ SPED Questionamentos Pré Geração: Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer? Existe a possibilidade de

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por:

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por: Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER Inicialmente, o mais importante O objetivo deste material é apresentar como deve-se proceder em todas as fases, o cadastramento de uma Nota de Importação no Controller. Este material abordará os tópicos

Leia mais

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS.

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Este roteiro tem o objetivo orientar os passos básicos dentro do sistema JB Cepil, para preparar o sistema e as informações para a correta geração do arquivo

Leia mais

Projetos da Receita Federal

Projetos da Receita Federal Escrituração Fiscal Digital - EFD Projetos da Receita Federal A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL 1 INDICE Informações importantes sobre o SPED...... 03 Entrando no sistema...... 04 Configurando o acesso à base de dados Access ou MySQL... 04 Cadastros... 05

Leia mais

Agendamento para Importação de Notas Fiscais

Agendamento para Importação de Notas Fiscais LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED?

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? SPED PIS/COFINS Teoria e Prática O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? E v e l i n e B a r r o s o Maracanaú - CE Março/2 0 1 2 1 2 Conceito O SPED é instrumento que unifica as atividades

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.108A

Cordilheira Escrita Fiscal 2.108A LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

ANEXO IV A NOTA TÉCNICA:

ANEXO IV A NOTA TÉCNICA: Simples SPED ICMS/IPI (RPA) Deverão escriturar os registros C800, C850, C860 e C890 no SPED ICMS/IPI e os registros C860, C870, C880 e C890 na Escrituração Fiscal Digital (EFD) Contribuições. As empresas

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. São Paulo, agosto de 2011

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. São Paulo, agosto de 2011 Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS São Paulo, agosto de 2011 m28 Obrigações Tributárias: Emissão de Documento Fiscal Escrituração Contábil Obrigação Acessória Escrituração Fiscal Entrega de Declarações

Leia mais

PER/DCOMP, SINCO e SVA GUIA DE EXPORTAÇÃO E VALIDAÇÃO

PER/DCOMP, SINCO e SVA GUIA DE EXPORTAÇÃO E VALIDAÇÃO PER/DCOMP, SINCO e SVA GUIA DE EXPORTAÇÃO E VALIDAÇÃO O programa PER/DCOMP tem por finalidade permitir ao contribuinte o preenchimento, validação do conteúdo e gravação do Pedido de Restituição, Ressarcimento

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Manual Ciaf NFC-e Gratuito. Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17

Manual Ciaf NFC-e Gratuito. Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17 Manual Ciaf NFC-e Gratuito Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17 1 Cadastro de Clientes Nesta opção iremos armazenar no sistema

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS

EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS 1. Introdução 2. Obrigatoriedade e dispensa 3. Periodicidade e prazo de entrega (Alterações IN nº 1.305/2012 e ADE Cofis nº 65/2012) 4. Dispensa do Dacon 5. Forma

Leia mais

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 SPED Fiscal 2013 Conteúdo 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 2.0 Pré-requisitos para a elaboração do arquivo do SPED FISCAL... 3

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Í n d i c e Julho, 2010 Introdução... 2 1. Acerto dos cadastros de Clientes e de Produtos... 4 1.1. Cadastros Básicos - Cadastro de Clientes... 4 1.2. Cadastros Básicos Cadastro

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

EXACTUS Software exactus.com.br

EXACTUS Software exactus.com.br Página 1 de Segue abaixo a relação das principais dúvidas referentes à Apuração do EFD- Contribuições Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta no TOP: I - APURAÇÃO DA EFD - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

O Que é EFD Contribuições?

O Que é EFD Contribuições? EFD Contribuições Apresentação do Sistema Público de Escrituração Digital ProfªOlírica Cunha Capital Assessoria Empresarial 1 O Que é EFD Contribuições? É um arquivo digital instituído no Sistema Público

Leia mais

Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix

Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix A seguir iremos demonstrar o processo para uma perfeita geração da ECF (Escrituração Contábil e Fiscal). Fique atento as telas e

Leia mais

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED O que é ECF Escrituração Contábil Fiscal? Demonstra o cálculo do IRPJ e da CSLL Sucessora da DIPJ Faz parte do projeto SPED Instituída pela Instrução Normativa RFB 1.422/2013

Leia mais

Shop Control 8. Manual SPED CONTRIBUIÇÕES

Shop Control 8. Manual SPED CONTRIBUIÇÕES Shop Control 8 Manual SPED CONTRIBUIÇÕES IdealSoft Março / 2012 Informações Gerais - SPED Contribuições A EFD-Contribuições trata-se de um arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital

Sistema Público de Escrituração Digital INTRODUÇÃO PIS/PASEP E COFINS SISTEMÁTICA DA NÃO-CUMULATIVIDADE AS DIFICULDADES Não é um regime pleno de não-cumulatividade, como o IPI e o ICMS. O legislador preferiu listar as operações geradoras de

Leia mais

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Relatório de Conferência - EFD - Contribuições Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Chamado : TEHRSH Está disponível

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Efetuadas diversas alterações no Cordilheira Escrita Fiscal com o objetivo de tratar a apuração do ICMS-ST, emissão de GNRE e geração da GIA-ST, bem

Leia mais

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL 1 Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse dos

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED

Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Como trabalhamos? no passado a pouco tempo Daqui para frente ECD Escrituração Contábil Digital IN RFB 787/07 O que é? : É a substituição

Leia mais

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 Página 1 de 15 Maiores informações a respeito dos assuntos destacados abaixo devem ser obtidas no Manual do Comply v4.00 disponível no Portal de Produtos. Página 2 de 15 CADASTROS

Leia mais

O que é um inventário?

O que é um inventário? Com a chegada do fim de ano e os encerramentos fiscais e contábeis, as empresas fazem o processo de inventário do seu estoque. O que é um inventário? Inventário basicamente é uma lista de bens e materiais

Leia mais

EFD. Contribuições Atualização. Abril 2013. Elaborado por: Antônio Sérgio de Oliveira

EFD. Contribuições Atualização. Abril 2013. Elaborado por: Antônio Sérgio de Oliveira Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

O arquivo da EFD-Contribuições deverá ser validado, assinado digitalmente e transmitido, via Internet, ao ambiente Sped.

O arquivo da EFD-Contribuições deverá ser validado, assinado digitalmente e transmitido, via Internet, ao ambiente Sped. 001 O que é a EFD-Contribuições? A EFD-Contribuições é a Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da Contribuição

Leia mais

www.audicgroup.com.br DR SPED

www.audicgroup.com.br DR SPED www.audicgroup.com.br DR SPED a EMPRESA A Audic Group no Brasil tem o compromisso com os seus clientes de buscar a satisfação por eles desejada, para tanto dedica-se na identificação dos problemas, na

Leia mais

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC)

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) EMPRESA: LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) NOME DO ARQUIVO Existem dois nomes possíveis: um para as notas de saída e outro para as notas de entrada. - Saídas : O nome do arquivo deve

Leia mais

Data Cempro Informática Ltda. Integração WinLivros X ContabMilenium

Data Cempro Informática Ltda. Integração WinLivros X ContabMilenium Integração WinLivros X ContabMilenium Para configurar a integração entre os sistemas WinLivros e ContabMilenium devemos primeiramente verificar se a base de dados é integrada (se está no mesmo local) ou

Leia mais

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Financeira...4 2.1.2.Formas de Registro do Pagamento e Recebimento

Leia mais

ANO XXII - 2011-4ª SEMANA DE ABRIL DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 17/2011 PIS/PASEP/COFINS IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA

ANO XXII - 2011-4ª SEMANA DE ABRIL DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 17/2011 PIS/PASEP/COFINS IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA ANO XXII - 2011-4ª SEMANA DE ABRIL DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 17/2011 PIS/PASEP/COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL DO PIS/PASEP E DA COFINS - EFD-PIS/COFINS - NORMAS GERAIS Introdução - Pessoas Jurídicas

Leia mais

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial Integração com Nota Fiscal Eletrônica

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial Integração com Nota Fiscal Eletrônica NeXT ERP Sistema de gestão empresarial Integração com Nota Fiscal Eletrônica Manual de Migração para NFe 2.0 Abril/2011 Página 1 de 10 Índice Migrando para o layout 2.0 da Nota Fiscal Eletrônica...3 Configurações

Leia mais

Iniciamos mais um mês corrente, com o fechamento das obrigações tributárias do mês anterior.

Iniciamos mais um mês corrente, com o fechamento das obrigações tributárias do mês anterior. Iniciamos mais um mês corrente, com o fechamento das obrigações tributárias do mês anterior. É chegada a hora de reunir essas informações e enviar as obrigações acessórias ao Fisco. Diante dos sufocos

Leia mais

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO Nossos serviços de auditoria das Obrigações Eletrônicas utilizam ferramentas que permitem auditar os arquivos enviados

Leia mais

Roteiro de geração do SPED

Roteiro de geração do SPED Roteiro de geração do SPED 1 Índice Introdução...3 Cadastro da Empresa...3 Histórico Padrão...4 Plano de Contas...4 Código de Aglutinação...5 Inserindo plano de contas de aglutinação de forma automática...5

Leia mais

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI Esse manual tem por objetivo mostrar os campos que necessariamente devem estar preenchidos no AC Fiscal e os principais erros por conta da falta nas informações. A seguir,

Leia mais

RELATÓRIO PIS E COFINS

RELATÓRIO PIS E COFINS RELATÓRIO PIS E COFINS [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de e-mail] MANUAL AVANÇO MANUAL INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Fiscal Autor:

Leia mais

Manual Escrituração Contábil Digital

Manual Escrituração Contábil Digital SPED Contábil Vínculo de Contas e Geração do Arquivo O SPED Sistema Público de Escrituração Digital é composto por três grandes subprojetos: Escrituração Contábil Digital, Escrituração Fiscal Digital e

Leia mais

Índice 1.Integração Contábil...2 2.EBS Sistema Contábil...3 2.1. Parametrizando o Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Opções de integração...

Índice 1.Integração Contábil...2 2.EBS Sistema Contábil...3 2.1. Parametrizando o Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Opções de integração... Índice 1.Integração Contábil...2 2.EBS Sistema Contábil...3 2.1. Parametrizando o Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Opções de integração...3 2.1.2.Contabilização de Notas Fiscais...4 2.1.3.Agrupamento...4

Leia mais

Entrada de Notas. Manual desenvolvido para Célula Materiais Equipe Avanço Informática

Entrada de Notas. Manual desenvolvido para Célula Materiais Equipe Avanço Informática Entrada de Notas Manual desenvolvido para Célula Materiais Equipe Avanço Informática 1 Índice Parametrização... 2 Criando os Diretórios... 2 Parametrização que influenciam a Entrada da Nota Fiscal... 3

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Real Informações importantes Este roteiro visa apresentar uma sugestão para a geração e entrega da ECF para as empresas

Leia mais

GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0. Janeiro de 2012

GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0. Janeiro de 2012 GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0 Janeiro de 2012 AS INFORMAÇÕES (LEIS, DECRETOS, PORTARIAS, LAYOUTS) AQUI CONTIDAS FORAM EXTRAÍDAS DE VÁRIAS FONTES E PODEM TER

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

Como cadastrar um produto usando o Futura Server

Como cadastrar um produto usando o Futura Server Cadastro do Produto Como cadastrar um produto usando o Futura Server Aqui temos dicas importantes para cadastrar seu produto antes de realizar as suas movimentações. Com o Futura Server aberto, acesse

Leia mais

Manual Operacional Versão 2.2

Manual Operacional Versão 2.2 1 Manual Operacional Versão 2.2 2 SUMÁRIO 1) Assistente de configuração 4 2) Módulo Geral 9 2.1) Administradora 9 2.2) Empresa 9 2.3) Grupo de Empresa 12 2.4) Responsável 13 2.5) CEP 13 2.6) Configurações

Leia mais

EFD Contribuições (PIS/Cofins)

EFD Contribuições (PIS/Cofins) EFD Contribuições (PIS/Cofins) Principais Aspectos no Preenchimento e Implantação da Escrituração Fiscal Digital do PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre Receitas. Assunto: Escrituração

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições

Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições Roteiro de Escrituração das Contribuições Sociais (Pessoa Jurídica

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295 SPED FISCAL O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) FISCAL é um módulo opcional que está habilitado para funcionar com a versão 7 do Oryon. A licença é habilitada pelo número de série do cliente.

Leia mais

: 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14. Banco(s) de Dados

: 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14. Banco(s) de Dados Geração do Arquivo Digital da GIA-MS Produto : Totvs 12 Chamado : TQY767 Data da criação : 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Progress/Oracle/SQL Importante Desenvolvimento

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

SPED. EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR

SPED. EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR SPED EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA Contador, Administrador de Empresas, Pós Graduado em Gestão Pública, Técnico em Contabilidade,

Leia mais

Novidades Group Shopping

Novidades Group Shopping Novidades Group Shopping 1. Geração do Arquivo Disponível na nova versão do Group Shopping uma tela que permite preencher as informações requeridas na geração do arquivo a ser enviado à Receita Federal

Leia mais

Escrituração de CF-e-SAT

Escrituração de CF-e-SAT P á g i n a 1 Bem vindo ao Passo a Passo do Sistema de Gestão e Retaguarda do SAT-CF-e de SP para Escrituração de CF-e-SAT Atualizado em: 25/11/2014 Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais

Leia mais

Parâmetros. Instalação

Parâmetros. Instalação Gera Arquivo para a Receita (GeraArq 8) Este aplicativo permite gerar um arquivo para ser enviado à Receita Federal com os registros de nota/ cupons fiscais impressos pelos sistema. Instalação Para fazer

Leia mais

CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA

CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA POR NEOMAR ANTONIO CÓRDOVA Como é do conhecimento dos alunos que participaram do roteiro de cursos do CRC/SC, sobre SPED CONTRIBUIÇÕES, alguma modificações foram

Leia mais