Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido"

Transcrição

1 Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

2 Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas Cadastro de Participantes Cadastro de Itens Exportar/Importar cadastro de itens para Excel ou CSV Escrituração de Documentos Fiscais Cupom Fiscal (modelo 2D) CTE (modelo 57) ou CTRC (Modelo 8) Nota Fiscal de Serviço Demais documentos e operações Contribuição Previdenciária Contribuição Previdenciária Alguns registros básicos do SPED

3 Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro da Empresa Aba Geral Data de cadastro: identificar a data do cadastro da empresa no sistema para fins de validação (data que começou a utilizar a empresa no G5 Phoenix ou de abertura nos órgão competentes). Nome fantasia: verificar o nome fantasia, caso a empresa não tenha, repetir a informação do campo razão social. Cód. Município: verificar o código de município da empresa. Não havendo, teclar Ctrl + Enter no campo, localizar o município e selecionar o código correspondente. Inscrição Estadual: preencher somente com números, sem pontos. Caso a empresa não tenha inscrição estadual ou for isenta, deixar o campo em branco. Tipo IRPJ: empresas do lucro presumido definir com as opção 2 (Lucro Presumido) ou 3 (Lucro presumido EPP), sendo que a opção 3 deve ser utilizada somente para empresas exclusivamente prestadoras de serviços, exceto as que prestam serviços hospitalares e as sociedades civis de prestação de serviços de profissão legalmente regulamentada, cuja receita bruta anual não ultrapassar R$ ,00. Sempre preencher o regime de apuração 1 (Caixa) ou 2 (Competência), pois esta informação é obrigatória para a geração do arquivo da EFD contribuições. campo utilizado para várias obrigações acessórias, por isso é importante preenchê-lo. Não é gerado no EFD Contribuições. Telefone: a informação deste campo deve ter o seguinte formato: , sem caracteres especiais. Observações: Não utilize caracteres especiais no cadastro. Para fins de EFD Contribuições, os caracteres especiais não apresentam inconsistência, mas como o Cadastro da Empresa é utilizado por todos os sistemas da linha Phoenix, inclusive em rede (G5 Phoenix, Folha Phoenix etc.), outras declarações acessórias podem apresentar erros devido a esse aspecto. 2

4 Aba Escrita SPED: Este campo define quais as telas que o sistema irá apresentar para os usuários. Com a situação 1 Enquadrado são disponibilizadas as telas de itens, frete, informações complementares para o EFD ICMS/IPI e EFD Contribuições. As empresas tributadas pelo Lucro Real devem utilizar esta situação. As empresas tributadas pelo Lucro Presumido e que estejam obrigadas a transmitir os arquivos do EFD ICMS/IPI, EFD Contribuições com o Bloco P, ou tenham apuração com alíquotas diferenciadas ou por quantidade de base de cálculo e controle de retenções, também deverão utilizar esta situação. Com a situação 2 Não Enquadrado, o sistema irá apresentar as telas que já existiam no sistema antes do SPED. Sendo a empresa tributada pelo Lucro Presumido e obrigada a transmissão somente do arquivo do EFD Contribuições (sem o Bloco P), o sistema faz a 3

5 geração através dos lançamentos de notas de Saídas e de Serviços Prestados de forma consolidada (Registros do bloco F específicos para o Lucro Presumido). PIS e COFINS Não Cumulativo/Cumulativo: Regra geral, empresas do Lucro Presumido opção 0 (Não Enquadrado), empresas do Lucro Real opção 1 (Enquadrado). 2. Cadastro de participantes A maioria dos documentos fiscais lançados no sistema tem origem em importações principalmente da NF-e com arquivos XML, TXT e chave de acesso, ou dos próprios arquivos do SPED. Com isso o sistema grava no banco de dados todas as informações do cadastro de participantes. Estes dados podem ser importados através da ferramenta que existe no cadastro de participantes utilizando a tecla F10. Selecionando o campo CNPJ e informando o número, ao teclar F10, o sistema importa os dados da empresa participante do site da Receita Federal. Porém nesta ferramenta não é 4

6 possível completar o campo da Inscrição Estadual, pois essa informação não existe no cadastro do CNPJ da Receita Federal. Essas importações não sobrepões os cadastros, porém as informações que não constarem no cadastro são complementadas. Quando o participante for isento da Inscrição Estadual, preencher o campo com a palavra ISENTO. Alguns campos neste cadastro são obrigatórios para a validação do arquivo do EFD Contribuições como por exemplo o código do município e o código do País, então é importante que este cadastro esteja sempre completo. 5

7 6

8 3. Cadastro de Itens A importação dos arquivos da NF-e e do SPED gravam informações no banco de dados referente ao cadastro de itens. Porém, com relação a NF-e alguns campos ficam sem informações por não existirem nos arquivos. Então para a validação das informações de itens no EFD Contribuições deve-se verificar os seguintes campos no cadastro dos itens: - Unidade de Medida: identificar o código da unidade de medida e sua respectiva descrição. Este campo do cadastro de itens está vinculado ao Cadastro de Unidade de Medida do Menu Cadastro, onde as mesmas devem ser informadas corretamente com um código e uma descrição. Exemplo: UN = Unidade, L = Litro. - Tipo de item: campo obrigatório para o arquivo do EFD Contribuições. Não é preenchido através da importação da Nf-e. Exemplos: 00 Mercadoria para Revenda, 01 Matéria Prima - NCM: campo necessário para a geração do Bloco P pelo sistema. É importante estar preenchido principalmente pelas empresas industriais. - LC116/2003: este campo deve ser preenchido por empresas prestadoras de serviços. Não é obrigatório para a validação do EFD Contribuições mas é importante mantê-lo com informação. - Cod. Serv. do Bloco P: para as empresas prestadoras de serviços que estejam sujeitas a Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta, este campo deve ser preenchido para a geração do Bloco P. Para as demais empresas deixar este campo em branco. - Nat. REC.: para produtos monofásicos (CST 04), com substituição tributária (CST 05), sujeitos a alíquota zero (CST 06), isentos (CST 07), sem incidência das contribuições (CST 08) ou com suspensão (CST 09), este campo é obrigatório. As tabelas estão disponíveis no site do SPED da Receita Federal em Projetos / EFD Contribuições / Tabelas de Códigos, na opção Tabelas Utilizadas na apuração das Contribuições para o PIS/Pasep e da COFINS. 7

9 Item cadastrado 8

10 Serviço cadastrado 4. Exportar/Importar cadastro de itens para Excel ou CSV Para auxiliar no complemento das informações no cadastro de itens, o sistema fornece a opção de exportar/importar o cadastro em planilha de Excel ou CSV. Na parte superior da tela de cadastro de itens, existe o botão Exp. Cad. Item. Clicando neste botão, o sistema gera uma planilha em Excel ou CSV, onde é possível efetuar a complementação das informações do cadastro dos itens. Após todos os ajustes efetuados nesta planilha, a mesma pode ser importada no sistema através do menu Cadastro / Itens / Importação Cad. Item em excel, selecionando a opção Atualiza Cadastro de Itens, para que as novas informações sejam gravadas no banco de dados. Para itens novos, a opção Atualiza Cadastro de Itens não precisa estar selecionada. 9

11 10

12 11

13 5. Escrituração de documentos fiscais Para as empresas do Lucro Presumido, que estejam enquadradas no SPED, e que optem por gerar o arquivo de forma detalhada, deverão verificar algumas informações nos lançamentos dos documentos fiscais para não ocorrer erros no momento da validação do arquivo no PVA. 6. Nota Fiscal Eletrônica (modelo 55) Nota Fiscal (modelo 1) Para as notas modelo 55 (NF-e), a chave de acesso é obrigatória. Tipo de Frete na subtela Frete da tela de notas é obrigatório, para modelo 01 e 55. Para os modelos 1B (nota fical avulsa) e 4 (Nota Fiscal de Produtor) este campo também é obrigatório. As maior parte das informações dos documentos fiscais estão vinculadas aos cadastros de itens e participantes, por isso cadastros completos são importantes para minimizar a ocorrência de erros na validação do arquivo. 12

14 Os campos CST (código de situação tributária), base de cálculo, alíquota, imposto, e nos casos sem cálculo das contribuições, Isento/N.Tributado e Nat.Rec., da tela de lançamento de itens, são obrigatórios na escrituração de todos os documentos fiscais que gerem informações para o arquivo do EFD Contribuições. 13

15 7. Cupom Fiscal (modelo 2D) Estes documentos contém muitas informações, o que torna inviável a digitação das mesmas. O mais usual,é inserir os dados destes documentos no sistema através das importações disponibilizas, como a NFP (ECF c/mfd), SPED ou MIMPSPED (Layout específico da Contmatic Phoenix), caso a empresa tenha optado por enquadrar a empresa no SPED no cadastro. Para as empresas do Lucro Presumido desenquadradas podese utilizar inclusive a importação da NFP (ECF s/mfd). Ao importarmos os arquivos da Nota Fiscal Paulista no sistema, são gavados no banco de dados todos os cupons e seus respectivos itens. 14

16 - ECF c/ MFD para empresas com a opção SPED Enquadrada no menu cadastro/ empresas. - ECF s/ MFD para empresas com a opção SPED Não Enquadrada no menu cadastro/empresas. 15

17 16

18 O arquivo da NFP não contempla as informações em relação ao PIS e COFINS. 17

19 O G5 Phoenix disponibiliza a ferramenta Reorganizar Saldos dos Itens do menu Auxiliar, para inserir estas informações de forma automática. Com o cadastro de itens completo, (informações de CST, Nat. Rec. e alíquotas), acessando o menu Auxiliar/ Reorganizar Saldos do Itens, deve-se marcar as opções Calcular PIS/COFINS dos lançamentos sem informações e Trocar Lctos de PIS/COFINS com base no cadastro de itens. Além dessas opções selecionadas, temos vários campos onde podem ser filtrados somente os documentos que deverão sofrer essas alterações nos lançamentos de itens. Pode ser informado um número de documento, código de produto, espécie de documento, série de documento, entre outros, para que somente o que é necessário seja alterado. 18

20 19

21 8. CTE (modelo 57) ou CTRC (modelo 8) Para os serviços de transporte, os documentos mais usuais são o CTE e o CTRC. O sistema disponibiliza a importação do CTE através dos arquivos XML ou chave de acesso, SPED ou do MIMPSPED. O CTRC pode ser importado através dos arquivos do SPED ou do MIMPSPED. O campo CST da tela de notas para esses documentos é obrigatório para a geração do arquivo do EFD ICMS/IPI. 20

22 Para o EFD Contribuições, as informações do campo Tipo de frete e da subtela EFD PIS/COFINS são de preenchimento obrigatório, principalmente os campos CST, base de cálculo, alíquota, e conforme o caso, Nat. Rec. 21

23 22

24 9. Nota Fiscal de Serviço Para os documentos fiscais de serviço prestados e tomados tributados pelo ISS, os campos Número, Cod.Serv., Espécie e Série devem ter informações para habilitar as telas de itens e processo referenciado. As retenções de PIS, COFINS e CSLL devem ser lançadas na nota e no conta corrente, onde deve ser efetuada a baixa do documento. 23

25 Para selecionar o item da NFS, pressione Ctrl + Enter no campo Serviço. Preencher os dados do PIS e do COFINS referente ao CST, base de cálculo, alíquota e imposto. 24

26 10. Demais documentos e operações Para empresas tributadas pelo Lucro Presumido e enquadradas no SPED, esta tela deverá ser utilizada para lançamento de Receitas que não sejam provenientes de documento fiscal, como por exemplo os Alugueis, e que tenham informação de incidência de PIS e COFINS. Como não há créditos para essas empresas, as despesas não devem ser lançadas nesta tela. 25

27 26

28 As informações do item e participante nesta tela não são obrigatórias, porém havendo estes itens, devem ser informados. 11. Contribuição Previdenciária A contribuição previdenciária sobre a receita bruta foi instituída para determinados ramos da indústria, comércio varejista, prestação de serviço, transporte e construção civil. O sistema gera as informações relativas e esta contribuição no Bloco P do EFD Contribuições. O G5 Phoenix monta as informações do bloco P através dos dados que estão no cadastro dos itens, como o NCM para os produtos da indústria, o Código de Serviço para o bloco P para os itens de serviços prestados e pelo código de Comércio Varejista para os itens das empresas comerciais (este último está em desenvolvimento no momento da elaboração desta apostila). Para os serviços de transporte, caso ele seja prestado por notas tributadas pelo ISS, o sistema irá montar as informações do Bloco P pelo código que estiver cadastrado no campo Código de Serviço para o bloco P 27

29 do cadastro do item. Para os serviços deste ramo prestados através de notas tributadas pelo ICMS, existe o campo Cod.Serv. Bloco P na subtela Transporte da tela de notas. Estes dados são apresentados nas telas relativas a Contribuição Previdenciária, através do menu EFD Contribuições / Contribuições Previdenciárias. 28

30 Exemplos de lançamentos: 29

31 Indústria 30

32 31

33 Alguns códigos de atividade do Bloco P contemplam todos os NCMs de determinado capítulo ou grupo da TIPI, como por exemplo o código , que contempla todos os NCM o capítulo 61 da TIPI. 32

34 33

35 Serviço 34

36 O sistema irá compor as informações do Bloco P para serviços prestados através do Cód. Serv. Bloco P do cadastro de itens de serviços. Atenção: Este código deverá ser informado somente para os serviços sujeitos a apuração da Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta. Para os demais serviços este campo deverá ficar em branco. 35

37 36

38 Detalhes na Geração do Arquivo 37

39 As formas de apresentação dos arquivos do EFD Contribuições para as empresas tributadas pelo Lucro Presumido são as seguintes: Competência: Forma Detalhada neste caso são gerados os Blocos A, C, D e F (sem os registros específicos do Lucro Presumido), M e 1. Forma Consolidada neste caso são apresentados somente os Registros do Bloco F específicos para as empresas do Lucro Presumido regime de Competência (F550 e filhos, F560 e filhos), Bloco M e Registro Os campos na tela de geração do arquivo (menu Guias / Exportação EFD Contribuições) estarão habilitados dependendo das informações do cadastro da empresa. - Lucro Presumido Competência Enquadrada no SPED: estarão habilitados as formas de geração detalhada e consolidada. - Lucro Presumido Competência Desenquadrada do SPED: estará habilitada somente a forma de geração consolidada. Caixa: Forma consolidada neste caso são apresentados somente os Registros do Bloco F específicos para as empresas do Lucro Presumido Regime Caixa (F500 e filhos, F510 e filhos, F525), Bloco M e Registro Na tela de geração do arquivo (menu Guias / Exportação EFD Contribuições) estará habilitada somente a opção Caixa e Forma de geração consolidada, independente do enquadramento no SPED no Cadastro da Empresa. Para as empresas do Lucro Presumido cujas atividades estejam sujeitas a Contribuição Previdenciária, o sistema gera o Bloco P tanto na forma consolidada como na detalhada, pois este Bloco não tem vínculo com o PIS e COFINS. Regime Competência 38

40 Observar os detalhes no cadastro da empresa: 39

41 40

42 Regime Caixa 41

43 Observar os detalhes no cadastro da empresa: Observações Finais Matriz e Filiais são geradas no mesmo arquivo, pois as informações do EFD Contribuições de todos os estabelecimentos devem ser apresentadas num único arquivo. Os Registros Consolidados são opções para que as empresas do Lucro Presumido tenham formas mais simples de apresentar o arquivo. Para as empresas desenquadradas do SPED no cadastro, a geração do arquivo é efetuada pela tela de notas de saídas e de serviços prestados, e a tributação informada é a básica, com a CST 01 e alíquotas de 0,65% de PIS e 3% de COFINS. 42

44 12. Alguns registros básicos do SPED - Bloco 0 Dados Cadastrais Abertura do Arquivo Digital e Identificação da Pessoa Jurídica 0100 Dados do Contabilista 0140 Cadastros dos Estabelecimentos da Empresa 0150 Cadastros de participantes (clientes e fornecedores) 0190 Unidades de Medida 0200 Cadastros de itens 0400 Naturezas da operação (CFOP) - Bloco A Notas Fiscais de serviço não tributados pelo ICMS A100 Nota Fiscal de Serviço A170 Item da nota fiscal de serviço (o próprio serviço tomado ou prestado) - Bloco C Documentos Fiscais Tributados pelo ICMS (mercadorias) C100 NF modelo 1, NFe modelo 55 etc. C170 Item da nota fiscal C400 Impressora do cupom fiscal C405 Redução Z C460 Cupom Fiscal C470 Item do cupom fiscal C481 Totalização de valores do PIS C485 Totalização de valores do COFINS - Bloco D Documentos Fiscais Tributados pelo ICMS (serviços) D100 Contratação do serviço de transporte D200 Prestação de Serviço de Transporte 43

45 - Bloco F Demais documentos e operações F100 Demais documentos e operações (recibos, operações financeiras etc. Todos com incidência de PIS e COFINS). F500 Consolidação de valores de PIS e COFINS (Regime caixa) F525 Detalhamento da recepção de valores (Regime caixa) Baixa da conta corrente F550 Consolidação de valores de PIS e COFINS (Regime competência) F600 Retenções - Bloco M Apuração de PIS e COFINS M100 Crédito de PIS M105 Detalhamento do crédito de PIS M200 Débito de PIS M210 Detalhamento do débito de PIS M400 Receitas sem incidência de PIS M410 Detalhamento das Receitas sem incidência PIS M500 Crédito de COFINS M510 Detalhamento do crédito de COFINS M600 Débito do COFINS M610 Detalhamento do débito do COFINS M800 Receitas sem incidência de COFINS M810 Detalhamento das Receitas sem incidência COFINS 44

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens:

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: 1.1 Subtela Cod.Grupo Bebidas Frias. Teclando ctrl+enter neste campo o sistema abre

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido 1º Acesse o menu Controle, opção Parâmetros, clique na guia Impostos, e certifique-se de que estão incluídos os impostos do regime 4- Pis e 5 Cofins. Na guia Federal,

Leia mais

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

Confira alguns dos possíveis impedimentos de validação do arquivo SPED

Confira alguns dos possíveis impedimentos de validação do arquivo SPED No validador SPED poderão ocorrer erros e/ou advertências ao importar o arquivo. As advertências não impedem a transmissão do arquivo, no entanto é importante analisar e corrigir as informações. Os erros

Leia mais

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - EXPORTAR E UNIFICAR ARQUIVOS GERADOS NA MATRIZ E SUAS FILIAIS ATUALIZADA EM: 02/06/2011 ÍNDICE 1. EXPORTAÇÃO... 1 2. UNIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS... 9 3.

Leia mais

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2 EFD PIS/COFINS SUMÁRIO O que é a EFD PIS/COFINS?...2 A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2 1. Procedimentos Iniciais...2 a) Classificando as Empresas... 3 b) Conferindo os Cadastros que Influenciam

Leia mais

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC)

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) EMPRESA: LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) NOME DO ARQUIVO Existem dois nomes possíveis: um para as notas de saída e outro para as notas de entrada. - Saídas : O nome do arquivo deve

Leia mais

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED?

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? SPED PIS/COFINS Teoria e Prática O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? E v e l i n e B a r r o s o Maracanaú - CE Março/2 0 1 2 1 2 Conceito O SPED é instrumento que unifica as atividades

Leia mais

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos.

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. 1. No cadastro de empresas 1.1. Informar o regime de apuração dos impostos 1.1.1. LUCRO PRESUMIDO

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É?

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse

Leia mais

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12 IMPORTAÇÃO DE NF-E (ENTRADA) SUMÁRIO Importação de Notas pelo Arquivo XML... 2 Parametrização dos Produtos... 4 Parametrização de Código de Situação Tributária (CST)... 5 CST de ICMS... 5 CST de IPI...

Leia mais

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso Sistema Questor SPED PIS E COFINS SPED Sistema Público de Escrituração Digital EFD Escrituração Fiscal Digital Instrutor: - Jocenei Friedrich Apoio: - Sejam todos bem-vindos Objetivos do Curso Conhecer

Leia mais

Índice. Grupo IOB Folhamatic EBS > Sage Sistema Folhamatic Fiscal 2

Índice. Grupo IOB Folhamatic EBS > Sage Sistema Folhamatic Fiscal 2 Índice Central Folhamatic...06 Menu Arquivos...07 Cadastro de Empresas... 07 Aba Básico... 07 Aba Escrita Fiscal... 08 Responsável... 09 Responsável pela Contabilidade... 10 Saldos... 11 ICMS e IPI...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL 1 INDICE Informações importantes sobre o SPED...... 03 Entrando no sistema...... 04 Configurando o acesso à base de dados Access ou MySQL... 04 Cadastros... 05

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. São Paulo, agosto de 2011

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. São Paulo, agosto de 2011 Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS São Paulo, agosto de 2011 m28 Obrigações Tributárias: Emissão de Documento Fiscal Escrituração Contábil Obrigação Acessória Escrituração Fiscal Entrega de Declarações

Leia mais

INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades

INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades Vamos direto ao ponto! Monitoramento do FI$CO Modelo convencional Obrigações Acessórias Obrigações acessórias A participação do cliente no processo

Leia mais

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI Esse manual tem por objetivo mostrar os campos que necessariamente devem estar preenchidos no AC Fiscal e os principais erros por conta da falta nas informações. A seguir,

Leia mais

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Versão 6.04.00 Abril/2015 SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Passo a Passo: Cadastros, Configurações e Operações SPED Contribuições O SPED Contribuições é um arquivo digital instituído no Sistema Publico

Leia mais

Roteiro para usar Sped no JB Cepil

Roteiro para usar Sped no JB Cepil Roteiro para usar Sped no JB Cepil Este roteiro tem o objetivo orientar os passos básicos dentro do sistema JB Cepil, para preparar o sistema e as informações para a correta geração do arquivo magnético

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

REGIME LUCRO PRESUMIDO

REGIME LUCRO PRESUMIDO REGIME LUCRO PRESUMIDO [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Fiscal Autor: Equipe

Leia mais

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix CARTILHA DA EFD-CONTRIBUIÇÕES PESSOAS JURÍDICAS DO LUCRO PRESUMIDO PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix 1 CARTILHA DA EFD-CONTRIBUIÇÕES PESSOAS JURÍDICAS DO LUCRO PRESUMIDO PRINCIPAIS

Leia mais

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO Nossos serviços de auditoria das Obrigações Eletrônicas utilizam ferramentas que permitem auditar os arquivos enviados

Leia mais

EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS

EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS EFD-Contribuições Informações PIS/COFINS 1. Introdução 2. Obrigatoriedade e dispensa 3. Periodicidade e prazo de entrega (Alterações IN nº 1.305/2012 e ADE Cofis nº 65/2012) 4. Dispensa do Dacon 5. Forma

Leia mais

SPED PIS COFINS. Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática

SPED PIS COFINS. Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática SPED PIS COFINS Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática 1 Índice Dicas e Requisitos Avanço para uso Sped PIS/COFINS... 2 Parametrização... 3 Tabelas Configuração... 4 Configuração...

Leia mais

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo:

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: Não gere toda a movimentação de uma vez. O ideal e aconselhável

Leia mais

EXACTUS Software exactus.com.br

EXACTUS Software exactus.com.br Página 1 de Segue abaixo a relação das principais dúvidas referentes à Apuração do EFD- Contribuições Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta no TOP: I - APURAÇÃO DA EFD - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

Manual. EFD Contribuições

Manual. EFD Contribuições Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS.

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Este roteiro tem o objetivo orientar os passos básicos dentro do sistema JB Cepil, para preparar o sistema e as informações para a correta geração do arquivo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referências...

Leia mais

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Prezado cliente, Para mantê-lo informado sobre as liberações e procedimentos referentes ao SPED PIS/COFINS, destacamos nesse comunicado os principais pontos que devem ser

Leia mais

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED O que é ECF Escrituração Contábil Fiscal? Demonstra o cálculo do IRPJ e da CSLL Sucessora da DIPJ Faz parte do projeto SPED Instituída pela Instrução Normativa RFB 1.422/2013

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD 1 - Informações referentes à Escrituração Fiscal Digital EFD A Escrituração Fiscal Digital é um dos módulos do um sistema púbico

Leia mais

Geração do Sintegra VisualControl

Geração do Sintegra VisualControl HelpAndManual_unregistered_evaluation_copy Geração do VisualControl I Geração do - VisualControl Tabela de Conteúdo Parte I 1 1 Registro 10... 3 2 Registro 11... 4 3 Registro 50... 4 4 Registro 54... 7

Leia mais

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br Manual Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha www.atualy.com.br ESCLARECENDO DÚVIDAS SOBRE A NOTA FISCAL GAÚCHA 1- O que é a Nota Fiscal Gaúcha? Nota Fiscal Gaúcha é um programa que, por meio da distribuição

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

ANEXO IV A NOTA TÉCNICA:

ANEXO IV A NOTA TÉCNICA: Simples SPED ICMS/IPI (RPA) Deverão escriturar os registros C800, C850, C860 e C890 no SPED ICMS/IPI e os registros C860, C870, C880 e C890 na Escrituração Fiscal Digital (EFD) Contribuições. As empresas

Leia mais

Shop Control 8. Manual SPED CONTRIBUIÇÕES

Shop Control 8. Manual SPED CONTRIBUIÇÕES Shop Control 8 Manual SPED CONTRIBUIÇÕES IdealSoft Março / 2012 Informações Gerais - SPED Contribuições A EFD-Contribuições trata-se de um arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração

Leia mais

NOTA FISCAL PAULISTA PHOENIX

NOTA FISCAL PAULISTA PHOENIX NOTA FISCAL PAULISTA PHOENIX ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 INSTRUÇÕES INICIAIS... 3 CADASTROS... 4 CADASTRO DAS EMPRESAS... 4 CADASTRO DOS CLIENTES... 4 CADASTRO DE SOFTWARE HOUSE... 5 Histórico de Versão do

Leia mais

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE CADASTROS 2 CADASTROS Tabela de Conteúdo Cadastro de Clientes 4 Cadastro de Produtos 5 1 Cadastro... de Produtos Básico 5 2 Cadastro... de Produtos Básico + Grade de Produtos 7 3 Cadastro... de Produtos

Leia mais

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Relatório de Conferência - EFD - Contribuições Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Chamado : TEHRSH Está disponível

Leia mais

FAQ SPED. Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer?

FAQ SPED. Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer? FAQ SPED Questionamentos Pré Geração: Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer? Existe a possibilidade de

Leia mais

G5 PHOENIX INTEGRAÇÃO CONTÁBIL

G5 PHOENIX INTEGRAÇÃO CONTÁBIL G5 PHOENIX INTEGRAÇÃO CONTÁBIL G5 PHOENIX - COMO FAZER INTEGRAÇÃO DOS LANÇAMENTOS FISCAIS PARA A CONTABILIDADE 1º passo Através do menu Cadastro/ das Empresas, ficha Escrita, determinar se o plano de contas

Leia mais

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 SPED Fiscal 2013 Conteúdo 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 2.0 Pré-requisitos para a elaboração do arquivo do SPED FISCAL... 3

Leia mais

Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272).

Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272). Lista completa das atualizações JBCepil: Inovações: Digitação de Centros de Custo pela movimentação de produtos dos documentos fiscais (Pacotes: 3102,3103,3270,3271,3272). Disponibilizada no sistema nova

Leia mais

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER Inicialmente, o mais importante O objetivo deste material é apresentar como deve-se proceder em todas as fases, o cadastramento de uma Nota de Importação no Controller. Este material abordará os tópicos

Leia mais

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL 1 Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse dos

Leia mais

!!!!!!!!!! NF-e. Manual do Usuário

!!!!!!!!!! NF-e. Manual do Usuário NF-e Manual do Usuário ÍNDICE CADASTROS NECESSÁRIOS PARA EMISSÃO DE NFE... 3 CADASTRO DE PRODUTOS... 3 CFOP... 5 PERFIL TRIBUTÁRIO... 7 CADASTRO DE CLIENTES... 9 CADASTRO DE FORNECEDOR... 10 CADASTRO DE

Leia mais

Tesche & Vasconcelos - Ciaf. Emissão primeira NF-e pelo Ciaf-800

Tesche & Vasconcelos - Ciaf. Emissão primeira NF-e pelo Ciaf-800 Emissão primeira NF-e pelo Ciaf-800 Para emissão da primeira Nota Fiscal eletrônica pelo Ciaf-800 a mesma deve ser obrigatoriamente uma nota de teste. Para que possa efetuar esta emissão faça o seguinte

Leia mais

SSPlus (8.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 8.0

SSPlus (8.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 8.0 1 REA Relatório Explicativo de Alterações SSPlus (8.0) Autor : Alana Trindade Criado em 08/09/2015 Impresso Arquivo REA Relatório Explicativo de Alterações Versão 8.0.114 a 2 CONTEÚDO COMPRAS...5 81872

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI. Dulcineia L. D. Santos

Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI. Dulcineia L. D. Santos Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI Dulcineia L. D. Santos Sistema Público de Escrituração Digital SPED Decreto n. 6.022, de 22/01/2007. Objetivos do SPED: unificar as atividades de recepção, validação,

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições

Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições Roteiro de Escrituração das Contribuições Sociais (Pessoa Jurídica

Leia mais

Orientações de Preenchimento de Campos do Leiaute do CF-e-SAT

Orientações de Preenchimento de Campos do Leiaute do CF-e-SAT Orientações de Preenchimento de Campos do Leiaute do CF-e-SAT 12/02/2015 SEMPRE UTILIZAR A FORMATAÇÃO UTF-8 NA COMUNICAÇÃO DO DADO DE VENDA OU CANCELAMENTO COM O SAT 1) Preenchimento de campos de CST e

Leia mais

EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL

EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL 1. INTRODUÇÃO Este artigo tem por objetivo trazer considerações relevantes quanto a dados inerentes à Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital. Institui o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped)

Sistema Público de Escrituração Digital. Institui o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) Escrituração Fiscal Digital Evolução 2003 2004 2005 2006 2007 Decreto nº 6.022-22/01/07 Institui o (Sped) Objetivo: promover a atuação integrada dos fiscos, mediante a padronização e racionalização das

Leia mais

Softmatic Sistemas Integrados de Informática

Softmatic Sistemas Integrados de Informática Softmatic Sistemas Integrados de Informática Nota Fiscal Paulista Phoenix Rua Padre Estevão Pernet 215 Tatuapé Manual de Utilização ÍNDICE INTRODUÇÃO...3 INSTRUÇÕES INICIAIS...3 CADASTROS...4 CADASTRO

Leia mais

EFD. Contribuições Atualização. Abril 2013. Elaborado por: Antônio Sérgio de Oliveira

EFD. Contribuições Atualização. Abril 2013. Elaborado por: Antônio Sérgio de Oliveira Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

MANUAL RELATÓRIOS DE CONFERÊNCIAS DIÁRIAS

MANUAL RELATÓRIOS DE CONFERÊNCIAS DIÁRIAS MANUAL RELATÓRIOS DE CONFERÊNCIAS DIÁRIAS [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMATICA AVANÇO INFORMATICA Material Desenvolvido para a Célula

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE?

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? O que é a Nota Fiscal Eletrônica? Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tem como intuito emitir e armazenar eletronicamente, para fins fiscais,

Leia mais

Manual Operacional Versão 2.2

Manual Operacional Versão 2.2 1 Manual Operacional Versão 2.2 2 SUMÁRIO 1) Assistente de configuração 4 2) Módulo Geral 9 2.1) Administradora 9 2.2) Empresa 9 2.3) Grupo de Empresa 12 2.4) Responsável 13 2.5) CEP 13 2.6) Configurações

Leia mais

Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática

Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática 1 A Rotina de lançamento de Notas Fiscais de Serviço foi alterada, agora os

Leia mais

Sped Fiscal do Shop Control 8

Sped Fiscal do Shop Control 8 Sped Fiscal do Shop Control 8 O Sped Fiscal do Shop Control 8 gera o arquivo de Escrituração Fiscal Digital (EFD) que faz parte do projeto SPED. O layout deste arquivo encontra-se no site http://www.fazenda.gov.br/confaz/confaz/atos/atos_cotepe/2008/ac009_08.htm

Leia mais

EFD Contribuições (PIS/Cofins)

EFD Contribuições (PIS/Cofins) EFD Contribuições (PIS/Cofins) Principais Aspectos no Preenchimento e Implantação da Escrituração Fiscal Digital do PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre Receitas. Assunto: Escrituração

Leia mais

MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA.

MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. Neste manual serão demonstradas as alterações efetuadas no Sistema E-Fiscal para atender ao decreto 52.665/2008 - SP. Foi inserida a opção Apuração

Leia mais

Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD

Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD Sumário: 1. INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EFD 1. 1 APRESENTAÇÃO 1. 2 LEGISLAÇÃO 1. 3 DA APRESENTAÇÃO DO ARQUIVO DA EFD 1. 4

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.108A

Cordilheira Escrita Fiscal 2.108A LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por:

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por: Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS. Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância.

MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS. Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância. MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância. 1. Configuração Primeiramente para que os sistemas estejam aptos para a geração

Leia mais

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015 Neste bip Configuração para Contabilização Automática... 1 Vale Transporte... 2 Como Programar Reajuste Salarial... 3 Contabilização da Folha... 4 Configuração para Contabilização Automática O cadastro

Leia mais

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 Página 1 de 15 Maiores informações a respeito dos assuntos destacados abaixo devem ser obtidas no Manual do Comply v4.00 disponível no Portal de Produtos. Página 2 de 15 CADASTROS

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

Escrituração de CF-e-SAT

Escrituração de CF-e-SAT P á g i n a 1 Bem vindo ao Passo a Passo do Sistema de Gestão e Retaguarda do SAT-CF-e de SP para Escrituração de CF-e-SAT Atualizado em: 25/11/2014 Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais

Leia mais

1. Fluxo de documentação

1. Fluxo de documentação 1. Fluxo de documentação É de fundamental importância o envio de toda documentação financeira para atender as exigências impostas pelo fisco e evitar problemas futuros à empresa. Prazo de envio: É ideal

Leia mais

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295 SPED FISCAL O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) FISCAL é um módulo opcional que está habilitado para funcionar com a versão 7 do Oryon. A licença é habilitada pelo número de série do cliente.

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Presumido Informações importantes A Escrituração Contábil Fiscal é uma nova obrigação acessória, cuja primeira entrega

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO 1 PARÂMETROS 1.1 Aba Geral 1. No quadro Período, no campo: Observação: Após ser efetuado o cálculo de qualquer período, o campo Inicial, não poderá mais ser alterado. Inicial, informe

Leia mais

Como utilizar o cadastro de Tributos de Mercadorias (NCM) Sumário

Como utilizar o cadastro de Tributos de Mercadorias (NCM) Sumário Como utilizar o cadastro de Tributos de Mercadorias (NCM) Sumário Como utilizar o cadastro de Tributos de Mercadorias (NCM)... 1 O que é o cadastro de Tributos de Mercadorias?... 2 O que é Tributação Padrão?...

Leia mais

RELATÓRIO PIS E COFINS

RELATÓRIO PIS E COFINS RELATÓRIO PIS E COFINS [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de e-mail] MANUAL AVANÇO MANUAL INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Fiscal Autor:

Leia mais

SPED Fiscal. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática

SPED Fiscal. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática SPED Fiscal Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática 1 Índice Requisitos para o uso SPED Fiscal... 2 Mapeamento dos Cadastros e Operações... 2 Mapeamento da Infraestrutura... 2

Leia mais

OBS: Para auxílo na configuração de impostos e quais CFOPs(operações fiscais) usar, sempre consultar informações com o contador da empresa.

OBS: Para auxílo na configuração de impostos e quais CFOPs(operações fiscais) usar, sempre consultar informações com o contador da empresa. Como fazer uma NFe de Importação? A NFe de importação tem algumas particularidades. Resumidamente O fornecedor final precisa estar localizado em uma cidade do Exterior; Tem algumas diferenciações nos impostos

Leia mais

Como cadastrar um produto usando o Futura Server

Como cadastrar um produto usando o Futura Server Cadastro do Produto Como cadastrar um produto usando o Futura Server Aqui temos dicas importantes para cadastrar seu produto antes de realizar as suas movimentações. Com o Futura Server aberto, acesse

Leia mais

SPED Fiscal (EFD) - O que é? - Como gerar o arquivo utilizando o SisMoura.

SPED Fiscal (EFD) - O que é? - Como gerar o arquivo utilizando o SisMoura. SPED Fiscal (EFD) - O que é? - Como gerar o arquivo utilizando o SisMoura. O que é? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO WFISCAL

APOSTILA PARA O CURSO WFISCAL TREINAMENTO Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais