Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A"

Transcrição

1 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema em seguida para efetivar a atualização do banco de dados. Tal medida evita transtorno aos usuários durante o horário de expediente, visto que este processo pode ser demorado.) Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A 1. Incluído tratamento para o Diferencial de Alíquota, de estabelecimentos situados no Estado de São Paulo, conforme legislação vigente, disponível no site da Secretaria da Fazenda/SP. Para isso foram efetuadas as seguintes alterações: a) Em Lançamentos\ Notas de Entrada\ aba Bases, para estabelecimentos situados no Estado de São Paulo, será habilitado o quadro Diferencial de Alíquota. Como o cálculo dos valores possui regras distintas para empresas optantes e não optantes do Simples Nacional, serão habilitados campos diferentes de acordo com a opção da empresa. Os valores gerados neste quadro serão calculados, automaticamente, a partir do CFOP dos itens da nota, ao clicar no botão 'Calcular Bases'. Caso a nota não possua itens os valores deverão ser informados manualmente. Para as empresas NÃO optantes do Simples Nacional, neste quadro, serão exibidos os campos Total de Débitos, Total de Créditos e Valor Devido. Os valores serão calculados a partir dos itens que possuírem os CFOP 2406, 2407, 2551, 2552, 2556 e 2557 e gravados como: Total de Débito: será preenchido automaticamente com o resultado da multiplicação das bases de ICMS dos itens pela alíquota interna do Estado. Total de Créditos: preenchido automaticamente com a soma dos valores de ICMS lançados nos itens. Valor Devido: preenchido automaticamente com a diferença do total de débito menos o total de crédito. Se o resultado for negativo, os 03 (três) campos deste quadro serão preenchidos com zeros. O valor gerado neste campo será informado no campo Observação da nota fiscal como: Diferencial de Alíquota: R$ NNN,NN.'

2 Para as empresas OPTANTES do Simples Nacional será exibido apenas o campo Valor Devido e os valores de diferencial de alíquota serão calculados a partir dos itens da nota que possuírem os CFOP 2101, 2102, 2111, 2113, 2116, 2117, 2118, 2120, 2121, 2122, 2126, 2251, 2252, 2253, 2254, 2255, 2256, 2257, 2301, 2302, 2303, 2304, 2305, 2306, 2351, 2352, 2353, 2354, 2355, 2356, 2401, 2403, 2406, 2407, 2551, 2552, 2556, 2557, 2651, 2652 e Ao gravar o valor devido será efetuado o seguinte cálculo: Valor Devido: sobre o valor do item (+ IPI descontos) será aplicada a alíquota interna do Estado, este valor será armazenado temporariamente no sistema. Em seguida sobre o valor do item (+ IPI descontos) será aplicada a alíquota de 12%. O resultado do segundo valor menos o primeiro será gravado automaticamente no campo valor devido. Se for negativo, o campo será preenchido com zeros. b) Em Tributos\ Apuração Mensal, para empresas NÃO optantes de Simples Nacional, o total de débito e o total de crédito, informados nas notas de entrada do período da apuração, serão somados e informados, automaticamente, na rotina de Detalhamento do ICMS/IPI, para o tributo 0 - ICMS como: Total de Débito = Outros Débitos: Código detalhamento: 02 Código SPED: UF Código Sub Item: 207 Descrição: Inciso II do Art. 117 do RICMS Ao apurar o ICMS normal, este valor será considerado, automaticamente, como Outros Débitos. Total do Crédito= Outros Créditos Código detalhamento: 07 Código SPED: UF Código Sub Item: 718 Descrição: Inciso I do Art. 117 do RICMS Ao apurar o ICMS normal, este valor será considerado, automaticamente, como Outros Créditos. Para empresas OPTANTES do Simples Nacional, os valores gerados no campo Valor Devido, informados nas notas de entrada do período de apuração, serão somados e o total será gerado no novo tributo Simples Nacional Diferencial de Alíquota, o qual será recolhido por GARE com código de recolhimento específico e vencimento no dia 15 do mês subsequente. c) Adequadas as rotinas de contabilização on-line e por lote, para contabilizar o novo tributo Simples Nacional Diferencial de Alíquota, nas mesmas contas do ICMS normal e para contabilizar o Total de Débitos e o Total de Crédito do Diferencial de Alíquota, como Outros Débitos e Outros Créditos. Em ambos os casos a contabilização será efetuada pela rotina de Apuração Mensal. d) Em Utilitários\ Importação\ Lançamentos, incluídos os campos abaixo, no layout EBS de importação de notas de entrada para que sejam geradas as informações do Diferencial de Alíquota no arquivo. Para verificar o layout completo, acessar o Ajuda, da rotina de importação de lançamentos. Valor do Diferencial de Alíquota Crédito Valor do Diferencial de Alíquota Débito Adequado, também, para que ao importar o arquivo com estas informações, os valores do Diferencial de Alíquota sejam calculados, de acordo com as regras existentes na rotina de lançamentos de notas de entrada.

3 2. Criado tratamento para o cálculo da Antecipação Parcial de ICMS e do Diferencial de Alíquota, de estabelecimentos situados no Estado da Bahia, conforme disposto no Art. 352-A, do RICMS. Para gerar este cálculo foram efetuadas as seguintes alterações: a) Em Lançamentos\ Notas de Entrada\ aba Bases, para estabelecimentos situados no Estado da Bahia, será habilitado o quadro Antecipação Parcial/Diferencial de Alíquota. Os valores gerados neste quadro serão calculados, automaticamente, a partir do CFOP dos itens da nota, ao clicar no botão 'Calcular Bases'. Caso a nota não possua itens os valores deverão ser informados manualmente. Os valores, desde quadro, serão calculados a partir do CFOP dos itens e gravados nos campos 'Valor da Antecipação Parcial' e/ou 'Valor do Diferencial de Alíquota', conforme abaixo relacionado: Valor da Antecipação Parcial: neste campo será informado o valor correspondente aos CFOP 2.102, 2.113, 2.117, 2.118, 2.121, 2152, 2.403, Valor do Diferencial de Alíquota: neste campo será informado o valor correspondente aos CFOP 2.406, 2.407, 2.551, 2.552, e Para cada item da nota será verificado se o CFOP pertence a uma das listas acima, se sim, será verificado se a alíquota de ICMS do item é menor do que a alíquota interna do estado. Se for menor, será calculado o valor da antecipação ou do diferencial de alíquota da seguinte forma: Sobre a base de ICMS do item será aplicada a alíquota interna e do resultado obtido será diminuído o valor do ICMS destacado no item. Exemplo: Item informado na nota com CFOP 2102, alíquota interna de 17%, base de ICMS de R$ 1.000,00 e valor de ICMS de R$ 70,00. (1.000,00 * 17%) = 170,00 (170,00 70,00) = 100,00 (este valor será gerado no campo ICMS Antecipação Parcial, conforme a relação de CFOP acima). Na mesma nota poderá haver tanto ICMS de Antecipação de Valores quanto Diferencial de alíquota, dependendo do CFOP do item.

4 b) Em Tributos\ Apuração Mensal, ao gerar a apuração os valores de ICMS de Antecipação Parcial e do Diferencial de Alíquota, informados nas notas de entrada, serão somados e gravados automaticamente na rotina de Detalhamento de ICMS/IPI, para o tributo 0-ICMS como: Outros Créditos, código 76: ICMS Antecipação Parcial. Outros Débitos, código 75: Diferencial de Alíquota. Ainda no cálculo da apuração mensal, para o ICMS Antecipação Parcial será gerada a DAE com código de recolhimento específico 2175 e vencimento no dia 25 do mês subsequente à entrada da mercadoria no estabelecimento. O valor apurado no mês será compensado no cálculo do ICMS normal do mês subsequente, como Outros Créditos. Ao apurar o ICMS normal, o valor do Diferencial de Alíquota, informado na rotina de Detalhamento do ICMS/IPI será considerado automaticamente, como Outros Débitos. c) Em Módulos\ Geração de Arquivos\ DMA, adequada a geração do arquivo para: No registro Tipo 14: Apuração do Imposto, no campo Valor Débito do Imposto Outros Débitos, posição 29 a 40, gerar o valor lançado em detalhamento cuja natureza seja igual a 0, exceto o código de detalhamento 75. No registro Tipo 15: Apuração do Imposto, no campo Valor de Diferencial de Alíquota, posição 89 a 100, gerar o valor lançado em detalhamento cuja natureza seja igual a 0 e código de detalhamento igual a 75. d) Em Utilitários\ Importação\ Lançamentos, incluídos os campos abaixo, no layout EBS de importação de notas de entrada para que sejam geradas as informações de ICMS Antecipação Parcial e Diferencial de Alíquota no arquivo. Para verificar o layout completo, acessar o Ajuda, da rotina de importação de lançamentos. Valor do ICMS Antecipação Parcial Valor do Diferencial de Alíquota Adequado, também, para que ao importar o arquivo com estas informações, os valores do ICMS Antecipação Parcial e/ou do Diferencial de Alíquota sejam calculados, de acordo com as regras existentes na rotina de lançamentos de notas de entrada. e) Adequadas as rotinas de contabilização on-line e por lote, para contabilizar o valor do novo tributo 'ICMS Antecipação Parcial', nas mesmas contas do ICMS normal e o valor do Diferencial de Alíquota como Outros Débitos. Em ambos os casos a contabilização será efetuada pela rotina de Apuração Mensal. f) Em Relatórios\ Gerenciais, incluída a Relação de Notas Fiscais com Diferencial de Alíquota. Neste relatório serão relacionadas as notas fiscais de entrada, lançadas para estabelecimentos situados nos estados da Bahia e de São Paulo, que possuírem informações de ICMS Antecipação Parcial e/ou Diferencial de Alíquota. Será útil para conferência dos dados relacionados aos valores de ICMS de Antecipação Parcial e/ou Diferencial de Alíquota que serão utilizados para apuração do ICMS, identificando possíveis inconsistências ou erros.

5 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES PARA AMBOS ESTADOS: Será considerada como alíquota interna de ICMS, a alíquota informada no Cadastro do Produto. Se não houver esta informação no produto, será considerada a alíquota informada em Cadastros\ Genéricos\ Alíquotas de Tributação ICMS do registro cuja UF origem e UF destino sejam iguais ao Estado do estabelecimento. O cálculo será efetuado item a item e os valores serão somados ao serem gravados em seus respectivos campos. Os valores gerados automaticamente, pelo sistema, poderão ser alterados, pois alguns produtos possuem regras diferenciadas, como isenção, imunidade, redução de base, etc. 2. Em Relatórios\ Legais\ Livro Registro de Entradas, alterado para gerar corretamente a base de IPI, quando marcado para gerar dados a partir dos itens. Cordilheira Sistema Contábil 2.92A 1. Em Módulos\ Manutenção para DFC, criada a apuração dos valores e emissão do relatório pelo Método Indireto. Para atender a nova funcionalidade, foram efetuadas as seguintes alterações: Em Estrutura da DFC, botão Cadastro de Contas, criado o campo Tipo. Esta opção define a forma de apuração do valor de cada conta da estrutura da DFC. Este campo será habilitado somente se o método for Indireto. Para o Método Direto, o campo ficará desabilitado, com a opção padrão Contrapartida das contas equivalentes de caixa. Para o Método Indireto, pode-se definir entre os tipos: Saldo: nesta opção será considerado o saldo anterior e a movimentação do período conforme a natureza das contas. Saldo (Sinal invertido): nesta opção será considerado o saldo anterior e a movimentação do período conforme a natureza das contas, porém o resultado final será apresentado com o sinal invertido. Movimentação: nesta opção não considera saldo anterior e sim apenas a movimentação do período conforme a natureza das contas. Movimentação (Sinal invertido): nesta opção não considera saldo anterior e sim apenas a movimentação do período conforme a natureza das contas, porém o resultado final será apresentado com o sinal invertido. Lucro/Prejuízo do período: nesta opção, considera o resultado o período. Neste tipo, não será possível vincular contas do plano de contas, pois a apuração se dará pelas contas de resultado. Este tipo poderá ser vinculado apenas a uma conta da estrutura.

6 Os demais procedimentos da DFC não sofreram alteração. Após criada a estrutura e vinculadas as contas (do plano da empresa ou do plano referencial), deve-se efetuar a apuração dos valores. Para cada conta da estrutura o sistema apurará o valor conforme o tipo definido para a conta. É possível efetuar a manutenção dos valores, se necessário, e emitir do demonstrativo. Em Relatórios\ Contábeis\ DFC Demonstração dos Fluxos de Caixa Comparativo, também é possível emitir o demonstrativo de forma comparada. Em Estrutura para DFC, criadas estruturas padrão EBS para o método indireto. As estruturas 601 e 605 são baseadas no plano de contas da empresa, por isso, para utilizá-las é necessário efetuar o vínculo das contas. As estruturas 651 e 655 são baseadas no plano de contas referencial e nestas, o vínculo das contas já está pronto, precisando apenas efetuar o vínculo do plano referencial com o plano de contas da empresa. Em Relatórios\ Contábeis\ Balancete de Verificação, criada a opção Desconsiderar saldo anterior. Marcando a opção, não será considerado o saldo anterior das contas, ou seja, a coluna de saldo anterior será zerada, exibindo apenas a movimentação das contas no período (total de débitos, total de créditos e resultado). Esta opção será útil para conferir a DFC pelo método indireto, para contas cujo tipo esteja parametrizado como movimentação. 2. Em Relatórios\ Contábeis\ DRE - Demonstração do Resultado do Exercício, efetuadas adequações às novas exigências do IFRS, conforme abaixo: Em Cadastros, alterada a descrição da rotina Título das Contas para Títulos dos Grupos da DRE. Em Cadastros\ Títulos dos Grupos da DRE, alterada a descrição do grupo 14, de RESULTADO OPERACIONAL para RESULTADO ANTES DAS OPERAÇÕES FINANCEIRAS. Esta descrição pode ser alterada, caso seja necessário. As contas do plano, parametrizadas com o tipo para DRE DO1- Receitas Financeiras e DO2- Despesas Financeiras, passarão a ser listadas após este total. De acordo com o novo modelo de DRE, não há mais separação entre RECEITAS/DESPESAS OPERACIONAIS e RECEITAS/DESPESAS NÃO OPERACIONAIS. Entretanto, esses títulos continuam disponíveis na DRE do Cordilheira, e serão listados normalmente, dentro do grupo de DESPESAS OPERACIONAIS. Caso deseje mudar a forma de geração da DRE, pode-se: Em Cadastros\ Títulos dos Grupos da DRE, alterar a nomenclatura dos grupos de DRE abaixo: 15 - RECEITAS NÃO OPERACIONAIS 16 - DESPESAS NÃO OPERACIONAIS Ou, em Cadastros\ Plano de Contas, alterar o Tipo para DRE de: RN1 - Receitas não operacionais para DO4 - Outras receitas operacionais RN2 - Despesas não operacionais para DO4 - Outras despesas operacionais

7 Estas alterações serão válidas para todos os modelos de DRE emitidos pelo sistema. 3. Em Módulos, disponibilizada rotina para Manutenção da Demonstração do Resultado Abrangente DRA. Esta rotina está dividida em: Estrutura da DRA: a estrutura cadastrada nesta rotina será utilizada para emissão da DRA. O cadastro e vinculação das contas nesta rotina são similares ao cadastro da estrutura da DFC, quando gerada pelo método indireto. Nesta rotina será disponibilizada a estrutura 501, padrão do sistema, a qual poderá ser utilizada para a apuração e emissão da DRA. Caso a empresa necessite de uma estrutura específica, poderá selecionar a estrutura pré-cadastrada e utilizar o botão Duplicar Estrutura para criar uma nova estrutura e em seguida efetuar os ajustes necessários, acessando o botão Cadastro de Contas. Apuração de Valores: por esta rotina serão gerados, automaticamente, os valores para a emissão da DRA, de acordo com o tipo de cálculo informado nas contas vinculadas à estrutura da DRA. Manutenção de Valores: além de permitir alterar os valores gerados pela apuração da DRA, por esta rotina também será possível informar os valores diretamente na estrutura desejada, sem que seja necessário vincular as contas do plano à estrutura, nem apurar os valores, caso esses valores sejam extraídos de outra forma. Após efetuada a apuração e/ou a manutenção, a DRA poderá ser emitida em Módulos\ Manutenção da DRA\ Emissão da DRA ou em Relatórios\ Contábeis\ DRA - Demonstração do Resultado Abrangente. Em Relatórios\ Contábeis, disponibilizado, também, o relatório da DRA Demonstração do Resultado Abrangente Comparativo, onde será possível informar Mês/Ano distintos, para que os valores de ambos os períodos sejam gerados no mesmo relatório. Para obter informações detalhadas de cada rotina acessar o Ajuda do sistema. 4. Em Módulos, criadas rotinas para parametrização, apuração e emissão da DMPL Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. Para utilizar a rotina, é necessário efetuar os seguintes procedimentos: Em Módulos\ Manutenção da DMPL\ Tipos de Lançamento (Linhas), cadastrar as descrições que serão geradas nas linhas do demonstrativo. Em Módulos\ Manutenção da DMPL\ Estrutura da DMPL, criar a estrutura desejada, cadastrando os grupos (colunas) e vinculando às contas (do plano de contas da empresa ou do plano referencial do SPED). Todas as contas do grupo do PL devem estar vinculadas a um grupo da estrutura DMPL. Em Módulos\ Apuração de Valores, efetuar a apuração para a estrutura cadastrada e período desejado. Será apurado o saldo inicial dos grupos, a movimentação e o saldo final. Em Módulos\ Emissão da DMPL, emitir o relatório com os valores apurados.

8 Em Relatórios\ Contábeis, é possível também emitir a DMPL comparativa. Em Lançamentos\ On-line e Normal, criado campo para que no lançamento em conta do Patrimônio Líquido seja vinculado o Tipo para DMPL, ou seja, a linha que o valor será considerado no demonstrativo. Em Módulos\ transferência de Resultados, criado o campo Tipo para DMPL, para que no lançamento da conta de resultado seja vinculada a linha que o valor será considerado no demonstrativo. OBSERVAÇÃO: Todos os lançamentos em conta do PL, do período de apuração, devem estar com o Tipo para DMPL vinculados. Se houver algum lançamento sem esta informação, na apuração de valores será gerado um relatório de inconsistência. 5. Em Módulos\ Auditoria Financeira\ Pagamentos a Fornecedores e Recebimento de Clientes, alterado para que, após efetuar uma baixa integral ou uma baixa parcial, e voltar para a tela de pesquisa não mostre mais o título baixado e atualize o registro que teve a baixa parcial. 6. Em Módulos\ LALUR\ Lalur parte A e Lalur parte B, incluído campo "Data de Emissão". A data informada neste campo será impressa no cabeçalho do relatório.

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Efetuadas diversas alterações no Cordilheira Escrita Fiscal com o objetivo de tratar a apuração do ICMS-ST, emissão de GNRE e geração da GIA-ST, bem

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12 IMPORTAÇÃO DE NF-E (ENTRADA) SUMÁRIO Importação de Notas pelo Arquivo XML... 2 Parametrização dos Produtos... 4 Parametrização de Código de Situação Tributária (CST)... 5 CST de ICMS... 5 CST de IPI...

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Agendamento para Importação de Notas Fiscais

Agendamento para Importação de Notas Fiscais LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS CRH 2.82a Protocolo 87504 1) O reajuste salarial será calculado corretamente mesmo quando o

Leia mais

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Financeira...4 2.1.2.Formas de Registro do Pagamento e Recebimento

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

Demonstração dos Fluxos De Caixa. (DFC)

Demonstração dos Fluxos De Caixa. (DFC) Demonstração dos Fluxos De Caixa. (DFC) Índice 1. DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXAS - DFC... 1 1.1. Objetivo... 1 1.2. Obrigatoriedade e Período de Apuração... 1 1.3. Definições... 1 1.4. Método e Estrutura

Leia mais

MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA.

MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. MANUAL DECRETO 52.665/2008 - SP SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. Neste manual serão demonstradas as alterações efetuadas no Sistema E-Fiscal para atender ao decreto 52.665/2008 - SP. Foi inserida a opção Apuração

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS 1. Entendendo o Negócio: O Sistema Siagri Agribusiness já permitia a inclusão de notas fiscais de prestação de serviço com retenções de impostos, porém,

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.108A

Cordilheira Escrita Fiscal 2.108A LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 Cordilheira Recursos Humanos CRH 2.85A As rotinas de Retiradas de Pró-labore e Autônomos tiveram diversas alterações, com o objetivo

Leia mais

O que é um inventário?

O que é um inventário? Com a chegada do fim de ano e os encerramentos fiscais e contábeis, as empresas fazem o processo de inventário do seu estoque. O que é um inventário? Inventário basicamente é uma lista de bens e materiais

Leia mais

Índice 1.Integração Contábil...2 2.EBS Sistema Contábil...3 2.1. Parametrizando o Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Opções de integração...

Índice 1.Integração Contábil...2 2.EBS Sistema Contábil...3 2.1. Parametrizando o Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Opções de integração... Índice 1.Integração Contábil...2 2.EBS Sistema Contábil...3 2.1. Parametrizando o Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Opções de integração...3 2.1.2.Contabilização de Notas Fiscais...4 2.1.3.Agrupamento...4

Leia mais

Confira alguns dos possíveis impedimentos de validação do arquivo SPED

Confira alguns dos possíveis impedimentos de validação do arquivo SPED No validador SPED poderão ocorrer erros e/ou advertências ao importar o arquivo. As advertências não impedem a transmissão do arquivo, no entanto é importante analisar e corrigir as informações. Os erros

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE Criada a rotina de Plano de Assistência a Saúde. Esta rotina irá possibilitar gerar a DIRF com valores descontados

Leia mais

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076 Gestor Empresarial - Financeiro Release Versão 1.076 Maio/2013 Produto : AeroSoft Gestor Empresarial - Financeiro Versão : v1.076 Data Liberação : 21/04/2013 A seguir são apresentadas as novas funções

Leia mais

: 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14. Banco(s) de Dados

: 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14. Banco(s) de Dados Geração do Arquivo Digital da GIA-MS Produto : Totvs 12 Chamado : TQY767 Data da criação : 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Progress/Oracle/SQL Importante Desenvolvimento

Leia mais

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL Tutorial do Sistema WinThor Módulo Contábil Copyright - PC Informática Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer

Leia mais

Ressarcimento de ICMS-ST

Ressarcimento de ICMS-ST Ressarcimento de ICMS-ST Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Introdução... 3 Planilha de Ressarcimento... 4 Relacionar Nota Fiscal de Entrada...

Leia mais

Auditoria Financeira

Auditoria Financeira Auditoria Financeira Processo de Uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2 EFD PIS/COFINS SUMÁRIO O que é a EFD PIS/COFINS?...2 A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2 1. Procedimentos Iniciais...2 a) Classificando as Empresas... 3 b) Conferindo os Cadastros que Influenciam

Leia mais

: 06/01/2015 Data da revisão : 06/02/15 Banco(s) de Dados

: 06/01/2015 Data da revisão : 06/02/15 Banco(s) de Dados Produto : Data da criação SPED Fiscal Registro 1900 País(es) : Brasil Datasul, Módulo Layout Fiscal, MLF, EMS206B, TOTVS12 Chamado : TQRBOD/TQRBTU : 06/01/2015 Data da revisão : 06/02/15 Banco(s) de Dados

Leia mais

Tabela Comparativa de funcionalidades

Tabela Comparativa de funcionalidades Sage Sage Gestão Contábil A evolução A do do escritório Tabela Comparativa de funcionalidades Sage Folha de Pagamento A disponibilidade da funcionalidade dependerá da modalidade do pacote 1 Gerenciador

Leia mais

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295 SPED FISCAL O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) FISCAL é um módulo opcional que está habilitado para funcionar com a versão 7 do Oryon. A licença é habilitada pelo número de série do cliente.

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema Financeiro Opções Disponíveis a partir da versão 8.0.40 do Sistema Micropost

Manual de Utilização do Sistema Financeiro Opções Disponíveis a partir da versão 8.0.40 do Sistema Micropost O Novo Gerenciador Financeiro Micropost é acessado através do botão "Gerenciador Financeiro" na tela principal do sistema (como mostra a figura 1). Caso o botão esteja desabilitado deve-se entrar nas configurações

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Presumido Informações importantes A Escrituração Contábil Fiscal é uma nova obrigação acessória, cuja primeira entrega

Leia mais

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 Página 1 de 15 Maiores informações a respeito dos assuntos destacados abaixo devem ser obtidas no Manual do Comply v4.00 disponível no Portal de Produtos. Página 2 de 15 CADASTROS

Leia mais

ETEP TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 2012 PÓS MÉDIO

ETEP TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 2012 PÓS MÉDIO 2012 TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 PÓS MÉDIO 1 AULA 1 Verificação de Erros cometidos no Domínio Escrita Fiscal Para verificar o que já foi realizado no domínio escrita fiscal (e também

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

Integração Persona x Contábil

Integração Persona x Contábil Integração Persona x Contábil A integração contábil do Persona Gold pode ser efetuada de duas formas: Através do Persona Gold A integração é efetuada pelo desenvolvimento de lotes de lançamentos contábeis,

Leia mais

Data Cempro Informática Ltda. Integração WinLivros X ContabMilenium

Data Cempro Informática Ltda. Integração WinLivros X ContabMilenium Integração WinLivros X ContabMilenium Para configurar a integração entre os sistemas WinLivros e ContabMilenium devemos primeiramente verificar se a base de dados é integrada (se está no mesmo local) ou

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015 Neste bip Configuração para Contabilização Automática... 1 Vale Transporte... 2 Como Programar Reajuste Salarial... 3 Contabilização da Folha... 4 Configuração para Contabilização Automática O cadastro

Leia mais

AGENDAMENTO PARA IMPORTAÇÃO DE NOTAS FISCAIS 1. PARÂMETROS DO ESTABELECIMENTO... 2 2. CONFIGURAÇÃO DO AGENDADOR... 3

AGENDAMENTO PARA IMPORTAÇÃO DE NOTAS FISCAIS 1. PARÂMETROS DO ESTABELECIMENTO... 2 2. CONFIGURAÇÃO DO AGENDADOR... 3 AGENDAMENTO PARA IMPORTAÇÃO DE NOTAS FISCAIS SUMÁRIO 1. PARÂMETROS DO ESTABELECIMENTO... 2 2. CONFIGURAÇÃO DO AGENDADOR... 3 3. CONFIGURAÇÕES PARA IMPORTAÇÃO DE NOTAS PARA USUÁRIOS NET... 7 4. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil

Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil 1 Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil Na versão 7.0.2.102, as seguintes opções foram implementadas no sistema: Integração das Contas a Pagar/Receber com a Contabilidade; Integração das Notas

Leia mais

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI Esse manual tem por objetivo mostrar os campos que necessariamente devem estar preenchidos no AC Fiscal e os principais erros por conta da falta nas informações. A seguir,

Leia mais

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL 1 Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse dos

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É?

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse

Leia mais

1.1 - Campo 17 - Indicador de entidade sujeita a auditoria independente

1.1 - Campo 17 - Indicador de entidade sujeita a auditoria independente SPED Contábil Alterações do Layout 3.0 Produto : RM TOTVS Gestão Contábil 11.82 Processo : SPED Contábil Subprocesso : Data da publicação : 16/04/15 Este documento tem o objetivo de apresentar as alterações

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

Corrigir detalhamento das Contas Correntes.

Corrigir detalhamento das Contas Correntes. Corrigir detalhamento das Contas Correntes. A seguir, tem-se o Informativo AUDESP-SP, publicado no dia 24/09/2014, no site do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo 1 : VARIAÇÃO NA NATUREZA DO SALDO

Leia mais

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER A integração de dados do Controller com a contabilidade, seja com o sistema Contábil ou com qualquer outro sistema, é feita através de lotes. Os lançamentos seguem a estrutura

Leia mais

Neste bip. Arquivos XML. Você Sabia? edição 36 Agosto de 2013

Neste bip. Arquivos XML. Você Sabia? edição 36 Agosto de 2013 Neste bip Arquivos XML... 1 Quais Demonstrações Contábeis devo apresentar? 2 Contabilização da folha... 3 Atenção ao salário família... 4 Conferência das compensações de INSS... 4 Workshop online... 5

Leia mais

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont Atualizado em Maio/2008 Pág 1/36 Para integrar os dados do sistema Efiscal com o sistema Telecont, efetue os procedimentos abaixo: CADASTRO DE EMPRESAS ABA BÁSICO Acesse menu Arquivos Empresas Usuárias

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo:

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: Não gere toda a movimentação de uma vez. O ideal e aconselhável

Leia mais

NVSABRE - SISTEMA DE INFORMÁTICA LTDA

NVSABRE - SISTEMA DE INFORMÁTICA LTDA Goiânia, 01 de março de 2012 Aos clientes Sabre, Novos procedimentos após atualização do sistema para versão 2.1.289.13 Será disponibilizada versão 2.1.289.13, nossos colaboradores deveram realizar cadastro

Leia mais

Esclarecimentos. Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda

Esclarecimentos. Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda Esclarecimentos Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda Afim de sanar as dúvidas mais frequentes e possíveis diferenças de valores ou informações no relatório de Apuração de ICMS do sistema

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

CRÍTICAS DO VALIDADOR ON-LINE DA DIME E INCONSISTÊNCIAS GERADAS PELO SEU PROCESSAMENTO

CRÍTICAS DO VALIDADOR ON-LINE DA DIME E INCONSISTÊNCIAS GERADAS PELO SEU PROCESSAMENTO CRÍTICAS DO VALIDADOR ON-LINE DA DIME E INCONSISTÊNCIAS GERADAS PELO SEU PROCESSAMENTO Críticas do validador on-line: somente estão relacionadas aquelas que interagem com informações de outros quadros

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Objetivo O objetivo deste guia é fornecer um roteiro para a implantação módulo Fechamento de Caixa do sistema Bluesoft ERP. O que é o Fechamento de

Leia mais

1. FCONT CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO

1. FCONT CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO 1. FCONT CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO Conforme disciplina a Instrução Normativa RFB nº 949/09, O FCONT é uma escrituração, das contas patrimoniais e de resultado, em partidas dobradas, que considera

Leia mais

Módulos Extras/ Protocolos

Módulos Extras/ Protocolos Módulos Extras/ Protocolos Inclusão de Documentos de Entrada para Protocolar Nesta rotina podem ser digitados todos os documentos que entram no escritório, permitindo um maior controle de recebimentos/devoluções,

Leia mais

Manual Operacional Versão 2.2

Manual Operacional Versão 2.2 1 Manual Operacional Versão 2.2 2 SUMÁRIO 1) Assistente de configuração 4 2) Módulo Geral 9 2.1) Administradora 9 2.2) Empresa 9 2.3) Grupo de Empresa 12 2.4) Responsável 13 2.5) CEP 13 2.6) Configurações

Leia mais

Roteiro Básico de Utilização

Roteiro Básico de Utilização Neste roteiro apresentamos alguns passos iniciais para quem nunca utilizou o sistema ter uma noção básica de por onde começar a utilizar o Account. Cadastramento da Empresa base do Exercício O cadastro

Leia mais

Demonstração do Fluxo de Caixa - DFC Método Indireto

Demonstração do Fluxo de Caixa - DFC Método Indireto Demonstração do Fluxo de Caixa - DFC Método Indireto Para efetuar a parametrização da DFC, deverá clicar no menu Cadastro, e em seguida clicar na opção Demonstração do Fluxo de Caixa DFC e em seguida na

Leia mais

Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix

Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix A seguir iremos demonstrar o processo para uma perfeita geração da ECF (Escrituração Contábil e Fiscal). Fique atento as telas e

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

É necessário que a contabilidade de 2013 da empresa esteja com o período encerrado.

É necessário que a contabilidade de 2013 da empresa esteja com o período encerrado. Geração do SPED ECD e FCONT referente ao exercício de 2013. É necessário que a contabilidade de 2013 da empresa esteja com o período encerrado. Porém antes de encerrar o exercício, efetue os procedimentos

Leia mais

Consulta de Produtos - Completa

Consulta de Produtos - Completa PROD1010 Consulta de Produtos - Completa Este programa é utilizado para consultar informação dos produtos de estoque ( cmprodut ), estejam eles em estoque ou não. A partir do Código ou da Descrição do

Leia mais

Neste bip. Adiantamento Salarial. Você Sabia? Edição 60 Agosto de 2015. Reajuste de Adiantamento de Salário

Neste bip. Adiantamento Salarial. Você Sabia? Edição 60 Agosto de 2015. Reajuste de Adiantamento de Salário Neste bip Adiantamento e Reajuste de Adiantamento de Salário... Configurações de plano de saúde... 1 Erro de INVALID CONVERSION na geração do registro de saídas... Transferência de Funcionários... 3 Você

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa O que é o Fechamento de Caixa? O Fechamento de Caixa consiste, basicamente, em separar e conferir todos os recebimentos que há nos caixas. Essa tarefa

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br RELATÓRIOS DE LANÇAMENTOS ARQUIVOS > LANÅAMENTOS > RELATÇRIOS IMPRESSÉO DOS RELATÇRIOS DE LANÅAMENTOS DE ENTRADA/SAÑDA, TRIBUTOS E FOLHA DE PAGAMENTO. 1. BOTÖES PRINCIPAIS: a) SAIR DE RELATÓRIOS: Sai da

Leia mais

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO 1 PARÂMETROS 1.1 Aba Geral 1. No quadro Período, no campo: Observação: Após ser efetuado o cálculo de qualquer período, o campo Inicial, não poderá mais ser alterado. Inicial, informe

Leia mais

Manual do Módulo. MerchNotas

Manual do Módulo. MerchNotas Manual do Módulo MerchNotas Bento Gonçalves (RS), Agosto de 2010 Índice 1. Introdução... 4 2. Menu Entrada de Notas... 5 2.1. Entrada de Notas (F11)... 5 2.2. Entrada de Notas NFe (F12)... 8 2.3. Apuração

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

Adicionais. Grupo Acert - 1

Adicionais. Grupo Acert - 1 MÓDULOS Adicionais Grupo Acert - 1 ÍNDICE 1 - ESTOQUE 1.1- Balanço de Estoque 03 2 - FATURAMENTO/FINANCEIRO 2.1- Pagamento Eletrônico (Fornecedores) 2.2- Plug-in Cheque Custódia 06 07 3 - FISCAL e CONTÁBIL

Leia mais

SCPI 8.0. Guia Rápido. Parametrizando o Módulo CONTAS. Introdução. Informações da Entidade. Nesta Edição

SCPI 8.0. Guia Rápido. Parametrizando o Módulo CONTAS. Introdução. Informações da Entidade. Nesta Edição SCPI 8.0 Guia Rápido Parametrizando o Módulo CONTAS Introdução Nesta Edição 1 Informações da Entidade 2 Cadastro das Entidades 3 Cargos e Nomes 4 Parâmetros Gerais Antes de iniciar os trabalhos diários

Leia mais

1. Alterações no Menu de Acesso do Gerenciador de Sistemas

1. Alterações no Menu de Acesso do Gerenciador de Sistemas BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO CONTROLE DE PERMISSÕES DE ACESSO No Gerenciador de Sistemas, efetuadas alterações na forma de permissão de acesso às empresas, às rotinas dos módulos e acesso ao cadastro de

Leia mais

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

CONSIDERAÇÕES INICIAIS Página 1 de 11 Considerações Iniciais Previous Top Next CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1 - Procedimento de Backup - Segurança Recomendamos a Atualização do Sistema pelo Site da Sistematec, para utilizar a última

Leia mais

As diferenças apuradas entre as duas metodologias comporão ajuste específico a ser efetuado no Livro de Apuração do Lucro Real (LALUR).

As diferenças apuradas entre as duas metodologias comporão ajuste específico a ser efetuado no Livro de Apuração do Lucro Real (LALUR). 1 Geração do FCont Objetivo: Atender todas as empresas que fazem uso da entrega desta informação junto à Receita Federal do Brasil (RFB). Trata-se de empresas enquadradas no Lucro Real. Benefícios: Este

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização Segmentos industrialização 09/01/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 7 5. Informações Complementares...

Leia mais

CONTABILIDADE COM MÚLTIPLOS PLANOS DE CONTAS

CONTABILIDADE COM MÚLTIPLOS PLANOS DE CONTAS CONTABILIDADE COM MÚLTIPLOS PLANOS DE CONTAS As mudanças ocorridas com a publicação da lei 11.638/07 e alterações da lei 11.941/09 exigiram das empresas uma adequação em sua estrutura de balanços e demonstrações

Leia mais

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO Atualização: Novembro de 2012 Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação ABERTURA E ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO FIORILLI SOC CIVIL LTDA.-SOFTWARE SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação Atualização:

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Manual prático Pág. 2 - EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Pág. 8 - ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA Pág. 9 - VERIFICAR REGISTRO DE RPS Pág. 11 - TRANSMISSÃO

Leia mais

Versão 8.2C-03. Versão da Apostila de Novidades: 2

Versão 8.2C-03. Versão da Apostila de Novidades: 2 Versão 8.2C-03 Versão da Apostila de Novidades: 2 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18

Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18 Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18 Master Shop Versão 8.2015.12.18 As mudanças contidas nesta atualização de versão do Master Shop visam, principalmente, aos Lojistas que realizam Vendas Interestaduais

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

Agendador de Rotinas

Agendador de Rotinas Agendador de Rotinas Agendamento para Importação de Notas Fiscais É possível parametrizar o agendamento para importação de notas fiscais de entrada, saída e conhecimento de transporte, para todas as empresas

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32 NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA Controle Judicial Manual de Instruções Versão 8.32 1 Sumário 1 CONTROLE DE COBRANÇA JUDICIAL... 4 1.1 ARQUIVO... 4 1.1.1 Processos...4 1.1.1.1 Réus Principais do Processo...13

Leia mais

MANUAL INTEGRAÇÃO CONTABILIDADE - MATERIAIS E PATRIMÔNIO

MANUAL INTEGRAÇÃO CONTABILIDADE - MATERIAIS E PATRIMÔNIO MANUAL INTEGRAÇÃO CONTABILIDADE - MATERIAIS E PATRIMÔNIO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 TABELAS A SEREM PREENCHIDAS PARA A INTEGRAÇÃO DO PATRIMÔNIO. 4 2.1 CLASSIFICAÇÃO...4

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br.

SUPORTE TÉCNICO EBS. E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h30min às 18h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

Versão 8.2A-01. Versão Final da Apostila de Novidades

Versão 8.2A-01. Versão Final da Apostila de Novidades Versão 8.2A-01 Versão Final da Apostila de Novidades Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas

Leia mais