CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA"

Transcrição

1 CURSO SPED PIS COFINS CONTRIBUIÇOES MATÉRIA POR NEOMAR ANTONIO CÓRDOVA Como é do conhecimento dos alunos que participaram do roteiro de cursos do CRC/SC, sobre SPED CONTRIBUIÇÕES, alguma modificações foram feitas pela Receita Federal no SPED PIS COFINS, são elas: 1) - O prazo de elaboração do SPED para as empresas que estão no regime cumulativo (IR Lucro presumido) passou para janeiro de Portanto, o prazo de entrega do primeiro SPED será no décimo dia útil do mês de março de ) O contribuinte pode elaborar o SPED lucro presumido, usando a mesma memória de cálculo do DACON, conforme exemplo a seguir descrito, não sendo necessário a indicação dos participantes, dos itens de mercadorias e, tampouco das notas fiscais, ficando bem simples o seu preenchimento. 3) Lembramos que depois que for validado o SPED deve-se no programa validador criar cópia para envio. Tal criação depois de instalada no diretório não podendo ser removida. Portanto, orientamos que a criação da cópia para envio seja feita somente na máquina do cliente do escritório porque nele deverá permanecer. Assim, caso seja enviado da máquina do escritório não se consegue transferir para o computador ou servidor do cliente, onde, de acordo com a norma deve permanecer o arquivo pelo prazo de cinco anos.

2 EXEMPLO DE PREENCHIMENTO Segue SPED Preenchido para o lucro presumido. Na ficha acima, deve-se preencher todos os campos. Importante observar que caso queira usar a memória de

3 cálculo do DACON no critério de escrituração e apuração deve-se mencionar escrituração consolidada. Após preencher todos os espaços, deve-se clicar em salvar, e novamente clicar no programa em abrir e escolher a escrituração que deseja continuar a preencher. Note que estará indicado que a mesma está em edição conforme a seguir: Aberta a escrituração, deve-se clicar em todos os símbolos + do lado esquerdo da tela e preencher todos os registros que forem necessários, conforme a seguir:

4 A ficha contabilista deve ser preenchida conforme a seguir, lembrando que na tela do município pode-se escrever o nome que o programa indica ao lado os dados do numero do município no IBGE:

5 No registro plano de contas, deve-se indicar somente as contas que tem relação com pagamento de PIS e COFINS, conforme a seguir

6 A principal ficha a seguir preenchida é a do pagamento de PIS e COFINS. Este registro F550, deve-se ser preenchido tantos quanto forem as tributações da empresa. Faremos a seguir o preenchimento, primeiro com R$ ,00 de receita tributada no mercado interno e, logo após com alíquota zero. Para o preenchimento das mesmas deve-se usar a mesma memória de cálculo do DACON transportando os valores pelos totais daquele programa, não sendo necessário mais nenhuma informação. Importante que depois de cada ficha, deve-se clicar na tecla salvar na parte inferior da tela. Em relação as vendas com suspensão, alíquota zero, isenção e não incidência o programa pedirá no final para se preencher qual o tipo do produto vendido.

7

8 No registro F600 a seguir deve-se indicar a retenção que houver nas notas fiscais de serviços. Lembrando que a retenção deve ser indicada sempre no mês do pagamento. O programa faz a apuração automática da contribuição, porém a retenção tem que ser feita manualmente. Caso exista, depois de gerar a apuração deve-se abrir de volta a escrituração e, no registro m200 e m600 e incluir manualmente a retenção.

9 Para gerar a apuração, pode-se ver como a seguir: No registro M200 deve-se indicar a retenção, logos após o valor da contribuição. Quando salvar, o sistema automaticamente já baixa o valor da retenção da contribuição devida, conforme a seguir: Note que logo abaixo vem a tela de dedução da retenção. Não esqueça de preencher também para o COFINS no registro M600

10

11 Para o preenchimento dos Registros do bloco P, estes só irão abrir caso o contribuinte a abrir o registro informação do estabelecimento, clicar duas vezes sobre a tela e prencher o registro Conforme a seguir: Após isto feito os registros do bloco P irão abrir para preenchimento.

12 Caso o contribuinte tenha deixado de trazer a tributação alguma receita, por exemplo nota fiscal, deve preencher o registro a seguir, indicando a multa, juros incidente e data do recolhimento do imposto em atraso, conforme a seguir: Caso a empresa tenha ação judicial deve preencher o registro a seguir:

13 Caso tenha procedimento administrativo, preencher o seguinte registro: Dos registros de complemento do SPED deve-se preencher obrigatoriamente o de numero 1300, caso tenha havido retenções nas notas fiscais e o de 1900, conforme a seguir:

14 Devemos consolidar as notas fiscais, pelo código CST como a seguir. Como temos também vendas com alíquota zero devemos preencher outro registro, conforme a seguir:

15 Após preencher todos os registros, pode-se visualizar, na função relatório, a escrituração, conforme a seguir:

16 Por fim, deve-se validar a escrituração e, caso tenha algum registro que deixou de ser preenchido o mesmo irá avisar, conforme a seguir: Notem que ele está indicando que alguns registros não foram preenchidos. Deve-se clicar no ícone em azul e arrumar direto no validador a falha, conforme a seguir: No caso, faltou o preenchimento dos registros M410 e M810 de fácil preenchimento, somente mostrando qual o produto foi vendido com alíquota zero.

17

18 Após clique na tecla validar e veja o resultado, a seguir :

19 Após feche o arquivo e tecle na seguinte tela, a seguir:

20 Escolha o arquivo, coloque no diretório que deseja guardar, assine o arquivo de envie para a Receita. Lembramos que o arquivo deve ser salvo na máquina do cliente, servidor, ou mesmo se ele deixar um HD externo disponível no escritório, porque, caso a fiscalização visite a empresa ela vai querer olhar o arquivo no contribuinte e não no escritório. Os demais registros por serem específicos, para preenchimento deve-se baixar o GUIA PRÁTICO na página do SPED contribuições, no ícone dowload, na função dentro do guia editar localizar, digite o numero do registro e leia as instruções de prenchimento. Obrigado e bom trabalho a todos.

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe Manual de acesso e utilização do sistema Versão: 1.0.30 Maio/2011 SUMÁRIO 1. TELA INICIAL... 3 2. CADASTRO DO PRESTADOR... 4

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe

Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe Safeweb enota NFSe Sistema de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário - Versão 1.0.0 1. Sobre O enota NFSe é um sistema de emissão de Nota

Leia mais

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12 IMPORTAÇÃO DE NF-E (ENTRADA) SUMÁRIO Importação de Notas pelo Arquivo XML... 2 Parametrização dos Produtos... 4 Parametrização de Código de Situação Tributária (CST)... 5 CST de ICMS... 5 CST de IPI...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo:

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: Não gere toda a movimentação de uma vez. O ideal e aconselhável

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições

Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições Roteiro de Escrituração das Contribuições Sociais (Pessoa Jurídica

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - EXPORTAR E UNIFICAR ARQUIVOS GERADOS NA MATRIZ E SUAS FILIAIS ATUALIZADA EM: 02/06/2011 ÍNDICE 1. EXPORTAÇÃO... 1 2. UNIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS... 9 3.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5

MANUAL DO USUÁRIO. SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5 MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5 Atualizado em: 30/01/2010 Planeta Contábil 2009 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/25 CONSIDERAÇÕES: Este manual é destinado

Leia mais

MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS. Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância.

MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS. Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância. MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância. 1. Configuração Primeiramente para que os sistemas estejam aptos para a geração

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS ATUALIZADA EM: 20/01/2012 ÍNDICE 1. CONFIGURAÇÃO NATUREZAS DE OPERAÇÕES... 1 1.1. Naturezas de Operações (COMPRAS)... 4 1.2.

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

Manual. EFD Contribuições

Manual. EFD Contribuições Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens:

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: 1.1 Subtela Cod.Grupo Bebidas Frias. Teclando ctrl+enter neste campo o sistema abre

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br PARÂMETROS DE LANÇAMENTOS PARAMETRIZAÅÇO PARA O MÉDULO LANÅAMENTOS NO SISTEMA ARQUIVO > LANÅAMENTOS > PARÑMETROS E CONFIGURAÅÖES PREENCHIMENTO DAS GUIAS: 1. GUIA IMPOSTOS: a) Contas relacionadas à apuração

Leia mais

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos.

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. 1. No cadastro de empresas 1.1. Informar o regime de apuração dos impostos 1.1.1. LUCRO PRESUMIDO

Leia mais

O que é um inventário?

O que é um inventário? Com a chegada do fim de ano e os encerramentos fiscais e contábeis, as empresas fazem o processo de inventário do seu estoque. O que é um inventário? Inventário basicamente é uma lista de bens e materiais

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E SELECIONE A EMPRESA EMISSORA DA NFE CLIQUE EM INICIAR TELA DE AVISOS FAÇA A LEITURA DOS AVISOS E CLIQUE EM FECHAR EMISSÃO DA NOTA FISCAL

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

GUIA CONTROLE ESTOQUE

GUIA CONTROLE ESTOQUE GUIA CONTROLE ESTOQUE VERSAO 1.0 GUIA ESTOQUE - (33) 8819-4143 Pagina 1/9 GUIA RAPIDO PARA GERAR O ESTOQUE INDICE ANALÍTICO 1 - INTRODUÇÃO 2 PROCEDIMENTOS INICIAIS 2.1 Recebendo XML do Fornecedor 2.1.1

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e 130729 SUMÁRIO EMISSÃO DE NFS-E... 2 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA... 2 ACESSANDO O SISTEMA... 2 ACESSO AO SISTEMA... 3 SELEÇÃO DA EMPRESA... 4 CONFERÊNCIA DOS DADOS E EMISSÃO

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e Manual do Usuário Prestador Introdução Este manual tem como objetivo apresentar a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) que será utilizado pelos contribuintes

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL 1 INDICE Informações importantes sobre o SPED...... 03 Entrando no sistema...... 04 Configurando o acesso à base de dados Access ou MySQL... 04 Cadastros... 05

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

EXACTUS Software exactus.com.br

EXACTUS Software exactus.com.br Página 1 de Segue abaixo a relação das principais dúvidas referentes à Apuração do EFD- Contribuições Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta no TOP: I - APURAÇÃO DA EFD - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Leia mais

Manual para envio de XML e relatório do SAT para o escritório contábil.

Manual para envio de XML e relatório do SAT para o escritório contábil. Manual para envio de XML e relatório do SAT para o escritório contábil. Todo início de mês as empresas que tem SAT instalado devem enviar as informações de vendas para os Escritórios Contábeis para apuração

Leia mais

GESCON PHOENIX MANUAL DE LUCRATIVIDADE

GESCON PHOENIX MANUAL DE LUCRATIVIDADE GESCON PHOENIX MANUAL DE LUCRATIVIDADE ÍNDICE Conceito... 3 Quais os itens Considerados para a Apuração... 3 Formas de Cálculo de Lucratividade... 3 Parâmetro do Sistema... 4 Time Sheet... 4 Que Percentual

Leia mais

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO Nossos serviços de auditoria das Obrigações Eletrônicas utilizam ferramentas que permitem auditar os arquivos enviados

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Seleção de Filtros... 3 III. Cadastro...

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

MANUAL ISS DIGITAL Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215

MANUAL ISS DIGITAL Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215 Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215 1. INTRODUÇÃO Dispõe sobre o sistema eletrônico de gerenciamento de dados

Leia mais

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 1. INSTALAÇÃO DO GESTOR Confira abaixo as instruções de como instalar o sistema Gestor. Caso já tenha realizado esta instalação avance ao passo seguinte:

Leia mais

Bloco Contábil e Fiscal

Bloco Contábil e Fiscal Bloco Contábil e Fiscal EFD Contribuições Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo EFD Contribuições, que faz parte do Bloco Contábil e Fiscal. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E

ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Controller Gold possui, facilitando o seu processo de venda e compra. Criando

Leia mais

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014 Neste bip Como converter o arquivo CAGED para acerto... 1 Novo modo de alterar senha de operador... 2 Novo recurso no lançamento [+ planilha]... 2 13 parcela final e SEFIP... 3 Como converter o arquivo

Leia mais

GUIA RAPIDO PARA GERAR SINTEGRA

GUIA RAPIDO PARA GERAR SINTEGRA GUIA RAPIDO PARA GERAR SINTEGRA VERSAO 2.0 GUIA SINTEGRA - (33) 8819-4143 Pagina 1/14 GUIA RAPIDO PARA GERAR O SINTEGRA INDICE ANALÍTICO 1 - INTRODUÇÃO 2 PROCEDIMENTOS INICIAIS 2.1 Recebendo XML do Fornecedor

Leia mais

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA ESCRITÓRIO CONTÁBIL CAIRES

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA ESCRITÓRIO CONTÁBIL CAIRES MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA ESCRITÓRIO CONTÁBIL CAIRES Por: Douglas Adolpho Maicon F. Campos COMO BAIXAR EMISSOR DE NF-e (novo!). Acesse o site da Secretária do Governo do Estado de São Paulo (www.fazenda.sp.gov.br/nfe),

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. NF-e

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. NF-e MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e SELECIONE A EMPRESA EMISSORA DA NFE CLIQUE EM INICIAR TELA DE AVISOS FAÇA A LEITURA DOS AVISOS E CLIQUE EM FECHAR EMISSÃO DA NOTA FISCAL

Leia mais

Manual SPED Fiscal MANUAL SPED FISCAL

Manual SPED Fiscal MANUAL SPED FISCAL MANUAL SPED FISCAL Digisat Tecnologia Ltda Rua Marechal Deodoro, 772 Edifício Mirage 1º Andar Sala 5 e 6 Centro Concórdia/SC CEP: 89700-000 Fone/Fax: (49) 3441-1600 suporte@digisat.com.br www.digisat.com.br

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Instrução Normativa RFB nº 1.452, de 21 de fevereiro de 2014 Ato Declaratório Executivo nº 21, de

Leia mais

Manual do e-dimed 4.0

Manual do e-dimed 4.0 Manual do e-dimed 4.0 Instalação e Configuração - Módulo Cliente Após a instalação do e-dimed ser efetuada, clique no atalho criado no desktop do computador. Será exibida a janela abaixo: A instalação

Leia mais

Manual de utilização do Sistema. Plano Tiss

Manual de utilização do Sistema. Plano Tiss Manual de utilização do sistema de lançamento de guias Planotiss 1 Manual de utilização do Sistema Plano Tiss Plano Tiss Após a instalação do Sistema Planotiss, será criada um atalho na Área de trabalho,

Leia mais

M a n u a l E m i s s ã o d e N F e I

M a n u a l E m i s s ã o d e N F e I M a n u a l E m i s s ã o d e N F e I Sistema Nota Fiscal eletrônica Versão 1.1 29/02/2008 Para emitir uma Nota Fiscal eletrônica o usuário deverá acessar a tela inicial do sistema WebISS, digitar o usuário

Leia mais

Versão 3.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Controla Tudo. Manual do Controla Tudo

Versão 3.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Controla Tudo. Manual do Controla Tudo Versão 3.0 CARBON SYSTEM Manual do Software Controla Tudo Manual do Controla Tudo SOFTWARE PARA CONTROLE DE PONTO VIA IMPRESSÃO DIGITAL OU DÍGITOS Manual do Controla Tudo Versão 3.0 Carbon System Rua Coronel

Leia mais

INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades

INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades Vamos direto ao ponto! Monitoramento do FI$CO Modelo convencional Obrigações Acessórias Obrigações acessórias A participação do cliente no processo

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

MANUAL DE USO. Portal do Patrocinador. MANUAL DE USO Portal do Patrocinador 1

MANUAL DE USO. Portal do Patrocinador. MANUAL DE USO Portal do Patrocinador 1 MANUAL DE USO Portal do Patrocinador MANUAL DE USO Portal do Patrocinador 1 manual ma.nu.al adj (lat manuale) De fácil manuseio ou de simples execução. Relação de instruções para usar ou manusear um objeto.

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE Versão 1.0.5 Março/2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 6 2.

Leia mais

Versão 1.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Ponto Legal. Manual do PONTO LEGAL

Versão 1.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Ponto Legal. Manual do PONTO LEGAL Versão 1.0 CARBON SYSTEM Manual do Software Ponto Legal Manual do PONTO LEGAL S O F T W A R E P A R A E M I S S Ã O D O R E L A T Ó R I O E S P E L H O D E P O N T O Manual do Ponto Legal Versão 1.0 Carbon

Leia mais

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2 EFD PIS/COFINS SUMÁRIO O que é a EFD PIS/COFINS?...2 A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2 1. Procedimentos Iniciais...2 a) Classificando as Empresas... 3 b) Conferindo os Cadastros que Influenciam

Leia mais

Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa

Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa Manual do Sistema de ISS 1 Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa Na página inicial do sistema de ISSWEB são apresentados quatro menus: Início, Acesso ao Sistema, Credenciamento e Consultas.

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

Com Pedido de Compra Sem Pedido de Compra ou Entrada Manual Importando XML enviado do Fornecedor

Com Pedido de Compra Sem Pedido de Compra ou Entrada Manual Importando XML enviado do Fornecedor Movimentos - Entrada de Nota Fiscal Para realizar a entrada de nota fiscal no sistema, verifica-se primeiro as opções, existem vários meios para dar entrada em uma Nota Fiscal: Com Pedido de Compra é quando

Leia mais

Inventario de produtos

Inventario de produtos Inventario de produtos Parar o TAC. Gerar o inventario. Informações de erros na importação de produtos. Produtos sem código tributário associado. A posse de produtos no Thotau. Como corrigir as posses

Leia mais

PARAMETRIZACAO MODULO ESCRITA FISCAL

PARAMETRIZACAO MODULO ESCRITA FISCAL PARAMETRIZACAO MODULO ESCRITA FISCAL Primeiro passo: importar impostos, para isso proceda da seguinte maneira: entre na empresa EXEMPLO, no menu Arquivos clique em Impostos, logo após, do lado direito

Leia mais

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED?

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? SPED PIS/COFINS Teoria e Prática O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? E v e l i n e B a r r o s o Maracanaú - CE Março/2 0 1 2 1 2 Conceito O SPED é instrumento que unifica as atividades

Leia mais

GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0. Janeiro de 2012

GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0. Janeiro de 2012 GUIA PARA GERAÇÃO DO SPED PIS/COFINS LBCGAS STATION VERSÃO DESTE GUIA: 1.0 Janeiro de 2012 AS INFORMAÇÕES (LEIS, DECRETOS, PORTARIAS, LAYOUTS) AQUI CONTIDAS FORAM EXTRAÍDAS DE VÁRIAS FONTES E PODEM TER

Leia mais

NOTA FISCAL COMPLEMENTAR. Serão emitidas notas fiscais complementares nos casos abaixo:

NOTA FISCAL COMPLEMENTAR. Serão emitidas notas fiscais complementares nos casos abaixo: NOTA FISCAL COMPLEMENTAR Serão emitidas notas fiscais complementares nos casos abaixo: a) no reajustamento de preço em razão de contrato escrito ou de qualquer outra circunstância que implique aumento

Leia mais

Treinamento SAP. Grupo de Mercadorias. Contas a Pagar / Suprimentos / Tributos / RH / CCSAP Fevereiro 2010

Treinamento SAP. Grupo de Mercadorias. Contas a Pagar / Suprimentos / Tributos / RH / CCSAP Fevereiro 2010 Treinamento SAP Grupo de Mercadorias Contas a Pagar / Suprimentos / Tributos / RH / CCSAP Fevereiro 2010 Fluxo geral do sistema: Grupo de mercadorias Requisição feita pela origem Pedido criado por suprimentos

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa 1 TRIBUTADA. MANUAL PARA EMISSÃO. 2014. INTRODUÇÃO A Nota Fiscal Eletrônica Avulsa - NF-e avulsa implementada pela Secretaria de Estado da Fazenda do

Leia mais

Escrituração de Bancos

Escrituração de Bancos Escrituração de Bancos A Declaração Mensal de Serviços Prestados de Instituições Financeiras utilizando o sistema SIGISS, segue duas etapas distintas, sendo elas: 1) Importação do Plano de Contas 2) Importação

Leia mais

FAQ SPED. Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer?

FAQ SPED. Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer? FAQ SPED Questionamentos Pré Geração: Devido ao grande número de correções que terei que fazer em meu cadastro, não vou conseguir cumprir o prazo de entrega, o que posso fazer? Existe a possibilidade de

Leia mais

Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped.

Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped. ATIVIDADE IMOBILÁRIA Como configurar no sistema? Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped. Para iniciar as configurações,

Leia mais

Portal do Fornecedor ANGELONI. Manual do usuário. (versão 1.1)

Portal do Fornecedor ANGELONI. Manual do usuário. (versão 1.1) Portal do Fornecedor ANGELONI Manual do usuário (versão 1.1) 1. Objetivo Este manual explica como funciona o Portal do Fornecedor ANGELONI. Todos os procedimentos para visualizar pedidos, gerar e enviar

Leia mais

Palestrante: Marcio Massao Shimomoto Vice-Presidente Administrativo do SESCON-SP

Palestrante: Marcio Massao Shimomoto Vice-Presidente Administrativo do SESCON-SP Palestrante: Marcio Massao Shimomoto Vice-Presidente Administrativo do SESCON-SP PIS/COFINS ICMS/IPI Integração Racionalização Objetivos Agilidade do SPED Papel Digital Inversão de Papéis Contribuinte

Leia mais

OBS: Para auxílo na configuração de impostos e quais CFOPs(operações fiscais) usar, sempre consultar informações com o contador da empresa.

OBS: Para auxílo na configuração de impostos e quais CFOPs(operações fiscais) usar, sempre consultar informações com o contador da empresa. Como fazer uma NFe de Importação? A NFe de importação tem algumas particularidades. Resumidamente O fornecedor final precisa estar localizado em uma cidade do Exterior; Tem algumas diferenciações nos impostos

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Presumido Informações importantes A Escrituração Contábil Fiscal é uma nova obrigação acessória, cuja primeira entrega

Leia mais

APROVEITAMENTO DE SALDO CREDOR PIS/COFINS

APROVEITAMENTO DE SALDO CREDOR PIS/COFINS APROVEITAMENTO DE SALDO CREDOR PIS/COFINS [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE Tefefone: (16)37119000 email: recam@franca.sp.gov. Sumário 1. Endereço para acessar o sistema... 3 2. Tipos de acesso ao sistema... 3 3. Termo de acesso cadastrado

Leia mais

Apostila nº 18 Pedido de venda e Exportar para P. serviços Como criar um novo, incluir, excluir, em aberto, deleta, fecha e emite nota para os

Apostila nº 18 Pedido de venda e Exportar para P. serviços Como criar um novo, incluir, excluir, em aberto, deleta, fecha e emite nota para os Apostila nº 18 Pedido de venda e Exportar para P. serviços Como criar um novo, incluir, excluir, em aberto, deleta, fecha e emite nota para os pedidos e como exportar para P. Serviços Sumário Pedido...

Leia mais

Menu Notas Fiscais Entradas. Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros:

Menu Notas Fiscais Entradas. Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros: Menu Notas Fiscais Entradas (não é um manual) Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros: Loja desejada. Fornecedor desejado (com marcas homologadas). Filtro para ignorar

Leia mais

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital SPED - Sistema Público de Escrituração Digital SPED - Sistema Público de Escrituração Digital? 2 SPED - Sistema Público de Escrituração Digital Projeto do PAC 2007-2010 Instituído pelo Convênio ICMS 143/06.

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

ACESSANDO A PÁGINA DO CADASTRO DE DEPÓSITOS

ACESSANDO A PÁGINA DO CADASTRO DE DEPÓSITOS ACESSANDO A PÁGINA DO CADASTRO DE DEPÓSITOS Localize o processo no sistema. Na capa do processo em INFORMAÇÕES ADICIONAIS clique na opção DEPÓSITO JUDICIAL. 1. CADASTRANDO CONTAS JUDICIAIS 1.1- Na tela

Leia mais

Neste bip. Como lançar FUNRURAL no Rumo. Você sabia? edição 24 Agosto de 2012

Neste bip. Como lançar FUNRURAL no Rumo. Você sabia? edição 24 Agosto de 2012 Neste bip Como lançar FUNRURAL no Rumo... 1 Férias Proporcionais na Rescisão... 2 Direito de férias regime parcial... 2 Prorrogação da EFD Contribuições para Empresas do Lucro Presumido e Arbitrado...

Leia mais

Cadastros. Cadastro do Emitente

Cadastros. Cadastro do Emitente Página1 Cadastros O sistema dispõe de algumas vantagens interessantes e importantes no processo de emissão da NF-e, como é o caso dos cadastros. A principal funcionalidade é auxiliar o usuário no preenchimento

Leia mais

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix CARTILHA DA EFD-CONTRIBUIÇÕES PESSOAS JURÍDICAS DO LUCRO PRESUMIDO PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS Legislação e G5 Phoenix 1 CARTILHA DA EFD-CONTRIBUIÇÕES PESSOAS JURÍDICAS DO LUCRO PRESUMIDO PRINCIPAIS

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É?

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse

Leia mais

Help de NFSe. Credenciamento

Help de NFSe. Credenciamento Prestador 2 1 Help de NFSe Credenciamento Se for prestador do município, substituto ou empresas de outros municípios clique na opção credenciar Para acessar a tela de credenciamento do contador, clique

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

Nesta matéria vamos tratar dos prazos de prescrição para a guarda de documentos contábeis, declarações acessórias e dos tributos federais pagos.

Nesta matéria vamos tratar dos prazos de prescrição para a guarda de documentos contábeis, declarações acessórias e dos tributos federais pagos. GUARDA DE DOCUMENTOS E LIVROS Prazos de Prescrição 1. Introdução Com a chegada do novo ano, as empresas têm a necessidade de guardar os documentos fiscais de períodos anteriores e com eles vêm dúvidas

Leia mais

Versão 8.2C-03. Versão da Apostila de Novidades: 2

Versão 8.2C-03. Versão da Apostila de Novidades: 2 Versão 8.2C-03 Versão da Apostila de Novidades: 2 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido 1º Acesse o menu Controle, opção Parâmetros, clique na guia Impostos, e certifique-se de que estão incluídos os impostos do regime 4- Pis e 5 Cofins. Na guia Federal,

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA EMISSÃO DE GUIAS AVULSAS

INSTRUÇÕES PARA EMISSÃO DE GUIAS AVULSAS INSTRUÇÕES PARA EMISSÃO DE GUIAS AVULSAS O sistema de emissão de guias avulsas é destinado aos departamentos de pessoal ou recursos humanos dos empregadores rurais, muitas vezes escritórios de contabilidade.

Leia mais

Guia Site Empresarial

Guia Site Empresarial Guia Site Empresarial Índice 1 - Fazer Fatura... 2 1.1 - Fazer uma nova fatura por valores de crédito... 2 1.2 - Fazer fatura alterando limites dos cartões... 6 1.3 - Fazer fatura repetindo última solicitação

Leia mais