MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP. MRP Material Requirement Planning. MRP II Manufacturing Resources Planning

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP. MRP Material Requirement Planning. MRP II Manufacturing Resources Planning"

Transcrição

1 MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP MRP Material Requirement Planning MRP II Manufacturing Resources Planning ERP Enterprise Resource Planning 1

2 O MRP é um software que auxilia as empresas a planejar e a controlar suas necessidades de recursos O MRP é mais conhecido como o planejamento das necessidades de materiais ou planejamento dos recursos de manufatura O MRP tem sua origem nos anos 60 quando recebia o nome de Material Requirements Planning 3 ERP - Evolução histórica 60 Bill of Materials automatizada BOM Evolução dos computadores MRP - Material Requirements Planning MRPII - Manufacturing Resource Planning ERP - Enterprise Resource Planning MRP BOM MRPII MRP BOM Escopo ERP MRPII MRP BOM CORRÊA, Henrique L, GIANESI, Irineu G N, CAON Mauro; Planejamento e Controle da Produção, Atlas SP 2

3 Abrangência do MRP e do MRP II O QUE sistema de apoio às decisões de QUANTO QUANDO MRP MRP II Produzir e Comprar COMO (RECURSOS PRODUTIVOS) CORRÊA, Henrique L, GIANESI, Irineu G N, CAON Mauro; Planejamento e Controle da Produção, Atlas SP Planejamento Agregado Emprego - demissões, contratações, reconvocações, trabalho em horas extras, empregos em tempo parcial; Estoques; Utilidades; Modificações de instalações; Contratos de abastecimento de materiais; Focado numa família (grupo) de produtos ou categoria. 6 3

4 Planejamento Agregado PASSOS PARA O PLANEJAMENTO AGREGADO 1. Previsão de vendas para cada produto. 2. Totalização de todas as previsões de produto / serviços individuais numa demanda agregada. 3. Transformação da demanda agregada para cada período de tempo em trabalhadores, materiais, método, máquinas Desenvolvimento de esquemas de recursos alternativos para fornecimento. 5. Adequar o plano que satisfaça a demanda agregada. 7 Planejamento Agregado Emprego - demissões, contratações, reconvocações, trabalho em horas extras, empregos em tempo parcial; Estoques; Utilidades; Modificações de instalações; Contratos de abastecimento de materiais; Focado numa família (grupo) de produtos ou categoria. 8 4

5 BOL Bill of Material PROGRAMA MESTRE DE PRODUÇÃO (MPS Master Program Schedule) MPS contém uma declaração da quantidade e o momento em que os produtos finais devem ser produzidos. O MPS direciona toda operação em termos do que é montado, manufaturado e comprado. É a base do planejamento de mão-de-obra e equipamentos e determina o aprovisionamento de materiais e capital. 10 5

6 Programa Mestre de Produção MPS (exemplo) SEMANA Demanda Disponível (estoque) MPS de funcionamento do sistema MRP 6

7 BOL Bill of Material Árvore de montagem para o produto A A Q dade = 1 B Q dade = 4 C Q dade = 2 D Q dade = 2 E Q dade = 1 D Q dade = 3 F Q dade = 2 7

8 Lead-Time Tempo necessário para a fabricação de uma peça: A B C D E F 1 dia 2 dias 1 dia 3 dias 4 dias 1 dia Lead-Time A Q dade = 1 A = 1 dia B Q dade = 4 B = 2 dias C Q dade = 2 C = 1 dia D = 3 dias E = 4 dias D = 3 dias F = 1 dia D Q dade = 2 E Q dade = 1 D Q dade = 3 F Q dade = 2 8

9 Pedido do Cliente Vamos supor que o Cliente tenha colocado o seguinte pedido de compras: para o dia 10, ele pede peças do tipo A ; Porém, antes disso, ele pede para o dia 08 mais 20 peças do tipo B que será utilizada para reposição (conserto); pede também, para o dia 06, mais 5 peças do tipo D também para reposição. Peça A Lead-Time de 1 dia Pedido: peças no dia 10 DIA A REQUERIDO Lead-time de 1 dia 9

10 DIA A REQUERIDO A Q dade = 1 A = 1 dia B Q dade = 4 B = 2 dias C Q dade = 2 C = 1 dia D = 3 dias E = 4 dias D = 3 dias F = 1 dia D Q dade = 2 E Q dade = 1 D Q dade = 3 F Q dade = 2 DIA A REQUERIDO B DIA REQUERIDO C REQUERIDO Lead-time de B = 2 dias Lead-time de C = 1 dia 10

11 DIA A REQUERIDO B DIA REQUERIDO C REQUERIDO Lead-time de B = 2 dias Lead-time de C = 1 dia Pedido de peças sobressalentes: 20 peças B para o dia 08 A DIA REQUERIDO B REQUERIDO C REQUERIDO D REQUERIDO E REQUERIDO F REQUERIDO 11

12 PREVISÃO DE VENDAS E ENCOMENDAS PLANEJAMENTO AGREGADO DA PRODUÇÃO DISPONIBILIDADE DE RECURSOS LISTA DE MATERIAIS (BILL OF MATERIAL) PLANO MESTRE DE PRODUÇÃO (MPS) MRP REGISTRO DE ESTOQUE ORDENS DE COMPRA PLANOS DE MATERIAIS ORDENS DE PCP LINHAS DE PRODUÇÃO 23 Capacidades limite de capacidade?? t centros produtivos, roteiros, tem pos Capacidade CRP plano m estre de produção M RP plano detalhado de m ateriais e capacidade estruturas, parâm etros posição de estoques 12

13 Planejamento da Produção 1. Desenvolvimento de planos agregados de capacidade que normalmente envolvem de 6 a 18 meses; 2. Estabelecimento de sistema de planejamento da produção para orientação das organizações com o propósito de manterem as promessas de entrega aos clientes, o cumprimento das metas de estoque e a manutenção de baixos custos de produção; 3. A garantia de estoque de produtos acabados, suficiente para atingir os objetivos de baixos custos operacionais e velocidade de entrega de produtos/serviços ao cliente; 25 Planejamento da Produção 4. Programação da produção de produtos/serviços necessários para cumprir as promessas de entrega aos clientes e carga de trabalho das instalações de produção e MO, resultando em baixos custos de produção; 5. Planejamento da compra, armazenagem e embarque de materiais a fim de que os materiais certos estejam disponíveis na quantidade certa e na hora certa para suportar os programas de produção 13

14 Longo Prazo Bens Planejamento de Produção Planejamento de Capacidade Programa mestre de produção MRP - Material Requirement Plan Sistema Planejamento e Controle de Produção Planejamento Agregado c u r t o p r a z o Médio Prazo Serviços Programação Semanal Clientes Empregados Programação Diária c u r t o p r a z o S & O P e s t r a t é g ia s o r ç a m e n t o p la n o d e v e n d a s a g r e g a d o p la n o d e p r o d u ç ã o a g r e g a d o G sst tã ão o dd ee D eem aa nnd daa lis t a d e r e c u r s o s, t e m p o s R C C P M P S p o lí t ic a d e e s t o q u e s C o m a n d o c e n t r o s p r o d u t iv o s, r o t e ir o s, t e m p o s M o t o r C R P p l a n o m e s t r e d e p r o d u ç ã o M R P p l a n o d e t a l h a d o d e m a t e r ia i s e c a p a c i d a d e e s t r u t u r a s, p a r â m e t r o s p o s iç ã o d e e s t o q u e s C oo m ppr ra ass S F C R o d a s p r o g r a m a d e f o r n e c e d o r e s p r o g r a m a d e t a l h a d o d e p r o d u ç ã o 14

15 HIST ÓRICO PLANEJAMENTO Meses Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Dias no mês Plano Atual Novo Plano D iferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano D iferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano D iferença Ma r Abr Mai Jun Jul A go Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Estoque Vend as Pro dução Plano Atual Novo Plano Diferenç a Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano Diferenç a Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano Diferenç a 120 Plano Atual Novo Plano Diferenç a Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano Diferenç a 20 Diferença Acumulada HIST ÓRICO PLANEJAM ENT O Meses Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Dias no mês Plano Atual Novo Plano D iferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano D iferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano D iferença Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan F ev Mar Estoque Ve nda s Produção Plano Atual Novo Plano Diferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano Diferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano Diferença Plano Atual Novo Plano Diferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano Diferença Diferença Acumulada HIST ÓRICO PLANEJAM ENT O Meses Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Dias no mês Plano Atual Novo Plano D iferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano D iferença Diferença Acumulada Plano Atual Novo Plano D iferença Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan F ev Mar Estoque Ve nda s Produção P la n o A t u a l N o v o P la n o D if e r e n ç a D if e r e n ç a A c u m u la d a P la n o A t u a l N o v o P la n o D if e r e n ç a D if e r e n ç a A c u m u la d a P la n o A t u a l N o v o P la n o D if e r e n ç a P la n o A t u a l N o v o P la n o D if e r e n ç a D if e r e n ç a A c u m u la d a P la n o A t u a l N o v o P la n o D if e r e n ç a D if e r e n ç a A c u m u la d a Exemplo da planilha S&OP para produção H IS T Ó R I C O P L A N E J A M E N T O M e s e s J a n F e v M a r A b r M a i J u n J u l A g o S e t O u t N o v D e z J a n F e v M a r D i a s n o m ê s P l a n o d e V e n d a s P la n o A tu a l N o v o P la n o D if e r e n ç a D if e r e n ç a A c u m u la d a P l a n o d e P r o d u ç ã o P la n o A tu a l N o v o P la n o D if e r e n ç a D if e r e n ç a A c u m u la d a E s t o q u e A c a b a d o s P la n o A tu a l N o v o P la n o D if e r e n ç a Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Estoque Vendas Produção Exemplo de estrutura de planilhas para apoio à tomada de decisão no S&OP Plano de Vendas Plano de Produção Estoque Acabados Plano de Vendas Plano de Produção Estoque Acabados Plano de Vendas Plano de Produção Estoque Acabados Conjunto de planilhas com planos de todas as famílias CONSOLIDAÇÃO Meses Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Dias no mês Plano de Vendas Plano de Produção Estoque Acabados Carteira Faturamento Planilhas de Recursos Meses Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Dias no m ês Plano de Vendas Plano de Produção Estoque Acabados Carteira Faturamento Planilhas de Análise de Desempenho Econômico M e s e s A b r M a i J u n J u l A g o S e t O u t N o v D e z J a n F e v M a r D ia s n o m ê s P l a n o d e V e n d a s P l a n o d e P r o d u ç ã o E s t o q u e A c a b a d o s C a r t e ir a F a t u r a m e n t o Fluxo de Caixa 15

16 Processo mensal do S&OP Levantamento de de Dados Dados Planejamento de de Demanda Levantamentos de Dados de Produção, Estoques, Vendas, Carteira de Pedidos e Entregas por Família de Produtos Gestão das Previsões Planejamento de de Produção Restrições de Materiais e Capacidade Reunião Preliminar de de S&OP S&OP Recomendações dos Gerentes para a Reunião Executiva Reunião Executiva de de S&OP S&OP Plano de Vendas e Operações Desagregação para o MPS Módulos hoje disponíveis na maioria dos ERPs Módulos relacionados a Operações e Supply Chain Management Módulos relacionados à gestão financeira/contábil/fiscal Módulos relacionados à gestão de recursos humanos 16

17 Módulos relacionados a operações e supply chain management previsões/análise de vendas listas de materiais programação-mestre de produção/capacidade aproximada planejamento de materiais planejamento detalhado de capacidade compras controle de fabricação controle de estoque Módulos relacionados a operações e supply chain management engenharia distribuição física gerenciamento de transporte gerenciamento de projetos apoio à produção repetitiva apoio à gestão de produção em processos apoio à programação com capacidade finita de produção discreta configuração de produtos 17

18 Módulos relacionados à gestão financeira/contábil/fiscal contabilidade geral custos contas a pagar contas a receber faturamento recebimento fiscal contabilidade fiscal gestão de caixa Módulos relacionados à gestão financeira/contábil/fiscal gestão de ativos gestão de pedidos definição e gestão dos processos de negócio 18

19 Módulos relacionados à gestão de recursos humanos pessoal folha de pagamentos RH Estrutura dos sistemas ERP Contabilidade geral Custos Recursos Humanos Gestão de transportes Contas a pagar DRP RCCP CRP Contas a receber PUR Vendas/ previsão SOP MPS MRP SFC Recebimento fiscal Faturamento MRP II ERP Manutenção Workflow Gestão financeira Gestão de ativos Folha de pagamento 19

20 Limitações do Planejamento Limitações de custo: os produtos e serviços devem ser produzidos dentro de custos determinados. Limitações de capacidade: os produtos e serviços devem ser produzidos dentro dos limites de capacidade projetados para a operação. Limitações de tempo: os produtos e serviços devem ser produzidos dentro de um intervalo de tempo, no qual eles ainda têm valor para o consumidor. Limitações de Qualidade: os produtos e serviços devem ter conformidade aos dados limites de tolerância projetados para o produto e serviço Programação Empurrada OF6 OF5 OF2 OF1 OF7 OF8 Empurra OF3 OF4 APS Fornecedor APS Cliente 2 OF6 OF3 OF2 OF7 OF8 Empurra OF4 OF5 APS Fornecedor APS Cliente TUBINO, Dalvio Ferrari; Planejamento e Controle da Produção, Teoria e Prática, 20

21 1 Programação Puxada K1 K1 Puxa K2 K3 Retira Fornecedor Supermercado Cliente 2 K3 K1 K3 Puxa K2 Retira Fornecedor Supermercado Cliente TUBINO, Dalvio Ferrari; Planejamento e Controle da Produção, Teoria e Prática, FLUXO DO PROCESSO Processamento em lotes A B C 10 minutos 10 minutos 10 minutos Lead Time: 30 min p/ todo o pedido One-Piece Flow A B C Lead Time:? 21

ERP Entreprise Resource Planning. Fabiano Armellini

ERP Entreprise Resource Planning. Fabiano Armellini ERP Entreprise Resource Planning Fabiano Armellini Overview 1) Introdução 2) Histórico 2.1) MRP 2.2) MRP II 2.3) Do MRP II ao ERP 3) Módulos do ERP 3.1) Módulos de supply chain management 3.2) Módulos

Leia mais

MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais)

MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais) MRP MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais) Questões-chaves O Que é MRP? MRP quer dizer planejamento das necessidades de materiais, que são sistemas de demanda dependentes,

Leia mais

UMC/EPN 2013 - Sistemas de Informações Aula 02. Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios

UMC/EPN 2013 - Sistemas de Informações Aula 02. Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios Organização Sistemasde Informação Tecnologiada informação Gerenciamento Maio / 2013 31 Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística Sistemas de Informação Sistemas de informação ERP - CRM O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para

Leia mais

Sistemas de Administração e Gestão da Produção

Sistemas de Administração e Gestão da Produção Sistemas de Administração e Gestão da Produção Izabel Cristina Zattar izabelzattar@netvision.com.br www.grima.ufsc.br/izabel/index.html Os 3 Grandes Níveis do Planejamento Horizonte de detalhamento Diário/Semanal

Leia mais

5.4 Manufacturing Resources Planning

5.4 Manufacturing Resources Planning 5.4 Manufacturing Resources Planning 5.4 Manufacturing Resources Planning O Planejamento dos Recursos de Manufatura (Manufacturing Resourdes Panning, em inglês, ou MRP II) representa um esforço para expandir

Leia mais

MRP - MATERIAL REQUERIMENT PLANNING (PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE MATERIAS)

MRP - MATERIAL REQUERIMENT PLANNING (PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE MATERIAS) MRP - MATERIAL REQUERIMENT PLANNING (PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE MATERIAS) SILVA M. C. Melo. UFSe (2001) MRP e MRP II O objetivo do conteúdo dessas aulas é enfocar os sistemas MRP e MRPII no processo

Leia mais

Planejamento Mestre da Produção - MPS. Planejamento das necessidades de materiais - MRP OBJETIVO DA AULA SOPA DE LETRINHAS CONTEXTUALIZAÇÃO

Planejamento Mestre da Produção - MPS. Planejamento das necessidades de materiais - MRP OBJETIVO DA AULA SOPA DE LETRINHAS CONTEXTUALIZAÇÃO OBJETIVO DA AULA Planejamento Mestre da Produção - MPS Planejamento das necessidades de materiais - Compreender a importância do MPS e dentro do planejamento da produção 2 CONTEXTUALIZAÇÃO SOPA DE LETRINHAS

Leia mais

MRP / MRP II MRP / MRP II

MRP / MRP II MRP / MRP II MRP = Material Requirement Planning (planejamento das necessidades de materiais) Surgiu da necessidade de se planejar o atendimento da demanda dependente (que decorre da independente) Lista de material

Leia mais

12/02/2009. Planejamento e Controle da Produção. MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção

12/02/2009. Planejamento e Controle da Produção. MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de PCP É a função da administração que planeja, dirige e controla o suprimento de material e as atividades de processamento de

Leia mais

Planejamento, Programação e Controle da Produção

Planejamento, Programação e Controle da Produção Planejamento, Programação e Controle da Produção Aula 01 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO

PROGRAMA DE TREINAMENTO Jogo de Empresa POLITRON Tutorial para Uso da Planilha PROGRAMA DE TREINAMENTO EM MRP II Tutorial para o uso da Planilha do POLITRON Direitos Reservados - Reprodução Proibida Janeiro/2001 Versão Demonstrativa

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES. George Paulus Pereira Dias

GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES. George Paulus Pereira Dias GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES George Paulus Pereira Dias George Paulus Pereira Dias paulus@proage.com.br 1998: Consultor em projetos na área de logística e planejamento com a utilização de técnicas de

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini. E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini. E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ERP 2 ERP Planejamento dos Recursos da Empresa 3 CONCEITO DE

Leia mais

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7)

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) A ESTRATÉGIA DA MANUFATURA E O SISTEMA PPCP: A estratégia

Leia mais

De onde vieram e para onde vão os sistemas integrados de gestao ERP

De onde vieram e para onde vão os sistemas integrados de gestao ERP Artigo 02 De onde vieram e para onde vão os sistemas integrados de gestao ERP Este documento faz parte do material que compõe o livro: Planejamento, Programação e Controle da Produção MRP II / ERP: Conceitos,

Leia mais

Advanced Planning and Scheduling

Advanced Planning and Scheduling Advanced Planning and Scheduling Por Soraya Oliveira e Raquel Flexa A importância do planejamento Uma cadeia de suprimentos é composta por diversos elos conectados que realizam diferentes processos e atividades

Leia mais

Universidade Federal de Goiás UFG Campus Catalão CAC Departamento de Engenharia de Produção. Sistemas ERP. PCP 3 - Professor Muris Lage Junior

Universidade Federal de Goiás UFG Campus Catalão CAC Departamento de Engenharia de Produção. Sistemas ERP. PCP 3 - Professor Muris Lage Junior Sistemas ERP Introdução Sucesso para algumas empresas: acessar informações de forma rápida e confiável responder eficientemente ao mercado consumidor Conseguir não é tarefa simples Isso se deve ao fato

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

Planejamento Agregado Planejamento Agregado.

Planejamento Agregado Planejamento Agregado. ADM II é o processo de balanceamento da produção com a demanda. Visa compatibilizar os recursos produtivos da empresa com a demanda. Normalmente é projetado para horizontes de tempo de 6 a 12 meses. Planejamento

Leia mais

MS715 Planejamento, Programação e Controle da Produção

MS715 Planejamento, Programação e Controle da Produção DISCIPLINA: (considerando que Gestão de Materiais será tratada em outra disciplina - se não, sugere-se uma seção sobre o tema baseada no Capítulo 2 do livro de Corrêa, Gianesi e Caon, 2.001) PROFESSOR:

Leia mais

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015 Sistemas de Administração da Produção Segundo Giannesi & Correia (1993) A sobrevivência e o sucesso das organizações dependem da eficiência com a qual produz seus bens e serviços, sendo os custos determinante

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA

OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA Izabel C. Zattar, Carlos M. Sacchelli, M. Eng. Instituto Superior de Tecnologia

Leia mais

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos JOGO DA CERVEJA Experimento e 2: Abordagem gerencial hierárquica e centralizada Planejamento Integrado de todos os Estágios de Produção e Distribuição Motivação para um novo Experimento Atender à demanda

Leia mais

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi Marketing Prof. Angelo Polizzi Gestão de Produção Gestão de Produção Objetivos: Mostrar que produtos (bens e serviços) consumidos, são produzidos em uma ordem lógica, evitando a perda ou falta de insumos

Leia mais

MRP II. Planejamento e Controle da Produção 3 professor Muris Lage Junior

MRP II. Planejamento e Controle da Produção 3 professor Muris Lage Junior MRP II Introdução A lógica de cálculo das necessidades é conhecida há muito tempo Porém só pode ser utilizada na prática em situações mais complexas a partir dos anos 60 A partir de meados da década de

Leia mais

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos JOGO DA CERVEJA Experimento 3: Abordagem gerencial hierárquica e centralizada Planejamento Integrado e Nivelado de todos os Estágios de Produção e Distribuição JOGO DA CERVEJA Experimento e 3: Integrando

Leia mais

Código da Disciplina: ENEX01427. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015

Código da Disciplina: ENEX01427. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Sistemas de Informação Disciplina: SISTEMAS DE GESTÃO DE FINANÇAS E CUSTOS Etapa: 07 Carga horária: 68 Teóricas, 0 Práticas, 0 EaD Ementa:

Leia mais

Unidade II GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha

Unidade II GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha Unidade II GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA Prof. Léo Noronha Após a Segunda Guerra Mundial: Estados Unidos da América passaram por um longo período de crescimento. Responsáveis pela reconstrução de muitos

Leia mais

Sistemas Integrados ASI - II

Sistemas Integrados ASI - II Sistemas Integrados ASI - II SISTEMAS INTEGRADOS Uma organização de grande porte tem muitos tipos diferentes de Sistemas de Informação que apóiam diferentes funções, níveis organizacionais e processos

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

A CONSOLIDAÇÃO DOS TRÊS NÍVEIS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PRODUÇÃO

A CONSOLIDAÇÃO DOS TRÊS NÍVEIS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PRODUÇÃO A CONSOLIDAÇÃO DOS TRÊS NÍVEIS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PRODUÇÃO Marcos Donizete de Souza (G-UEM) Priscilla Borgonhoni (UEM) REFERÊNCIA SOUZA, M. D. e BORGONHONI, P. A consolidação dos três níveis

Leia mais

Avaliação da implantação de um sistema ERP para controle de processos

Avaliação da implantação de um sistema ERP para controle de processos Instituto de Educação Tecnológica Pós Graduação Gestão de Tecnologia da Informação Turma 24 16 de Outubro de 2014 Avaliação da implantação de um sistema ERP para controle de processos Felipe Rogério Neves

Leia mais

jul-09 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes

jul-09 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes 1 Referências Bibliográficas apoio jul-09 2 Referências Bibliográficas apoio jul-09 3 Virtual Empreendimentos Competências Chaves I) COMPETENCIA EMPRESARIAL = espírito empreendedor: ousadia, disposição

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

Planejamento da produção: Previsão de demanda para elaboração do plano de produção em indústria de sorvetes.

Planejamento da produção: Previsão de demanda para elaboração do plano de produção em indústria de sorvetes. Planejamento da produção: Previsão de demanda para elaboração do plano de produção em indústria de sorvetes. Tiago Esteves Terra de Sá (UFOP) tiagoeterra@hotmail.com Resumo: Este trabalho busca apresentar

Leia mais

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005 Modelo de integração de sistemas de gestão erp com a produção lexandre ugusto Massote (FEI) massote@fei.edu.br Guilherme Braga guiar De Maria (FEI) guibraga@terra.com.br Vanessa Takagochi (FEI) vanessa_takagochi@yahoo.com.br

Leia mais

Ferramentas de Gestão

Ferramentas de Gestão Curso de Especialização em Gestão Empresarial (MBA Executivo Turma 12) Disciplina: Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Dr. Álvaro José Periotto Ferramentas de Gestão Sis x Eficiência No sistema integrado

Leia mais

Prof. Me. Vítor Hugo Dias da Silva

Prof. Me. Vítor Hugo Dias da Silva Prof. Me. Vítor Hugo Dias da Silva Programação e Controle da Produção é um conjunto de funções inter-relacionadas que objetivam comandar o processo produtivo e coordená-lo com os demais setores administrativos

Leia mais

1. Introdução. 1.1. A história do ERP

1. Introdução. 1.1. A história do ERP 1. Introdução Podemos definir os sistemas ERP como sistemas de informação integrados na forma de um pacote de software que tem a finalidade de dar suporte à maioria das operações de uma organização. A

Leia mais

MRP MRP. Módulo 5 MRP e JIT. Demanda de produtos e serviços. Fornecimento de produtos e serviços

MRP MRP. Módulo 5 MRP e JIT. Demanda de produtos e serviços. Fornecimento de produtos e serviços Módulo 5 MRP e JIT Adm Prod II 1 MRP Fornecimento de produtos e serviços Recursos de produção MRP Decisão de quantidade e momento do fluxo de materiais em condições de demanda dependente Demanda de produtos

Leia mais

PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES?

PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES? PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES? Índice 1. O que é planejamento de...3 1.1. Resultados do planejamento de vendas e operações (PVO)...

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS Unidades 04 Sistemas de Análise Gestão de Estoques Gráficos de Estoques Custos de Estocagem Análise de Valor 1 SISTEMA DE ANÁLISE Fazer & Comprar As perguntas

Leia mais

Prof. Msc. Marco Aurélio

Prof. Msc. Marco Aurélio Curso: Administração Disciplina: Administração da Produção MRP MATERIAL REQUERIMENTS PLANNING Prof. Msc. Marco Aurélio Data: 05/03/2012 A históriado MRP começacom o episódiobíblicodaarcade Noé. DEUS DISSE

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS Unidades 04 Sistemas de Análise Gestão de Estoques Gráficos de Estoques Custos de Estocagem Análise de Valor SISTEMA DE ANÁLISE As perguntas que devem

Leia mais

Sumário. 1.3 Identificação dos principais autores em PCR, 15. 1.4 Questões, 15

Sumário. 1.3 Identificação dos principais autores em PCR, 15. 1.4 Questões, 15 Sumário Apresentação, xiii 1 Definições e Conceitos Fundamentais, l 1.1 Sistemas de produção: conceituação, evolução e algumas importantes classificações, l 1.2 O Planejamento e Controle da Produção (PCP),

Leia mais

Agora é possível interagir com os fornecedores e clientes

Agora é possível interagir com os fornecedores e clientes O que é ERP? ERP é a sigla de Enterprise Resourse Planning (Planejamento dos Recursos Empresariais). Trata-se de uma técnica moderna de gestão empresarial pela qual todas as informações de todas as áreas

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

Centro de Engenharia e Computação. Trabalho de Administração e Organização Empresarial

Centro de Engenharia e Computação. Trabalho de Administração e Organização Empresarial Centro de Engenharia e Computação Trabalho de Administração e Organização Empresarial Petrópolis 2012 Centro de Engenharia e Computação Trabalho de Administração e Organização Empresarial Gestão de Estoque

Leia mais

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO Universidade Federal do Rio Grande FURG Universidade Aberta do Brasil UAB Curso - Administração Administração da Produção I Prof.ª MSc. Luciane Schmitt Semana 7 PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO 1 PLANEJAMENTO

Leia mais

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DE UM SISTEMA ERP (ENTERPRISE RESOURCE PLANNING) EM UM RESTAURANTE EMPRESARIAL

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DE UM SISTEMA ERP (ENTERPRISE RESOURCE PLANNING) EM UM RESTAURANTE EMPRESARIAL ANÁLISE DA APLICAÇÃO DE UM SISTEMA ERP (ENTERPRISE RESOURCE PLANNING) EM UM RESTAURANTE EMPRESARIAL Hélio Batista da Silva Junior (1) ; Paulo Henrique Paulista (2) FEPI- Centro Universitário de Itajubá,

Leia mais

Sistema de Administração da Produção

Sistema de Administração da Produção Sistema de Administração da Produção (Extraído do livro Planejamento, Programação e Controle da Produção Enrique Correa e Irineu Gianesi e Mauro Caon Ed Atlas, 2001) 1. Definição São sistemas de Informação

Leia mais

O Uso de Sistemas ERP no Processo de Gestão de Demanda em Ambientes Make-to-Stock

O Uso de Sistemas ERP no Processo de Gestão de Demanda em Ambientes Make-to-Stock O Uso de Sistemas ERP no Processo de Gestão de Demanda em Ambientes Make-to-Stock MsC. Rodrigo Cambiaghi Azevedo (EESC/USP) roazevedo@dc.com Profa. Dra. Daisy do Nascimento Rebelatto (EESC/USP) daisy@prod.eesc.usp.br

Leia mais

Automação Industrial Profº Túlio de Almeida

Automação Industrial Profº Túlio de Almeida 3. SISTEMAS DE GESTÃO INTEGRADOS E A AUTOMAÇÃO 3.1. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA (SGI) Pode ser definido como sendo a integração dos sistemas de gestão: da Qualidade com o Meio Ambiente, da Qualidade com

Leia mais

Aumento da eficiência na programação do sistema de produção em moinho de trigo

Aumento da eficiência na programação do sistema de produção em moinho de trigo Aumento da eficiência na programação do sistema de produção em moinho de trigo Maico Jeferson de Oliveira (UTFPR) maico@agraria.com.br Kazuo Hatakeyama (UTFPR) hatakeyama@pg.cefetpr.br Luiz Alberto Pilatti

Leia mais

Adaptando o sistema ERP ao crescimento organizacional: um estudo de caso propondo as soluções para a mudança

Adaptando o sistema ERP ao crescimento organizacional: um estudo de caso propondo as soluções para a mudança Adaptando o sistema ERP ao crescimento organizacional: um estudo de caso propondo as soluções para a mudança Lindomar Subtil de Oliveira (CEFET-PR) admlinsoli@yahoo.com.br Kazuo Hatakeyama (CEFET-PR) khatakeyama@uol.com.br

Leia mais

O APS (ADVANCED PLANNING SYSTEMS) APLICADO AO ERP TECNICON: PRINCÍPIOS DE USABILIDADE

O APS (ADVANCED PLANNING SYSTEMS) APLICADO AO ERP TECNICON: PRINCÍPIOS DE USABILIDADE O APS (ADVANCED PLANNING SYSTEMS) APLICADO AO ERP TECNICON: PRINCÍPIOS DE USABILIDADE Robson Pache (FAHOR) rp000705@fahor.com.br Juliano Hammes (FAHOR) jh000697@fahor.com.br Vilmar Boeno Silva (FAHOR)

Leia mais

SEJAM BEM VINDOS!!!! 1

SEJAM BEM VINDOS!!!! 1 SEJAM BEM VINDOS!!!! 1 SEJAM BEM VINDOS AO QUARTO SEMESTRE!!! 2 Regras de ouro: Desligue o celular; Evitem ausentar-se da sala Evitem conversas paralelas (sem propósito com o assunto da aula); Dediquem-se

Leia mais

Responda as questões. (Passe as respostas para o gabarito. Total de pontos no caso de

Responda as questões. (Passe as respostas para o gabarito. Total de pontos no caso de Campus Marquês - SP Atividades para NP2 Curso: Semestre: Turma: Disciplina: Tec. Aplicada a Segurança Professor: Fragoso Aluno (a): RA: GABARITO - 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Responda

Leia mais

Planejamento das Necessidades de Materiais

Planejamento das Necessidades de Materiais Planejamento das Necessidades de Materiais MRP MATERIALS REQUEREMENTS PLANNING Disciplina: GRM 12 Gestão de Sistemas de Produção FEMEC/UFU 1 MRP MATERIALS REQUEREMENTS PLANNING O MRP é uma técnica que

Leia mais

Sistemas de produção MRP & MRP II

Sistemas de produção MRP & MRP II Anais de Trabalhos Premiados Sistemas de produção MRP & MRP II Christian Botelho Lopes (Mecatrônica Industrial FATEC - Garça/SP) Email: christian.bl@hotmail.com Renan Henrique da Silva (Mecatrônica Industrial

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

SOLMIX Consultoria Empresarial - Fone: 011 99487 7751

SOLMIX Consultoria Empresarial - Fone: 011 99487 7751 Objetivos Nosso Objetivo é Colocar a disposição das empresas, toda nossa Experiência Profissional e metodologia moderna, dinâmica e participativa, para detectar as causas sintomáticas e seus efeitos. Realizar

Leia mais

O SISTEMA LEGADO DE PRODUÇÃO DA FIAT AUTOMÓVEIS

O SISTEMA LEGADO DE PRODUÇÃO DA FIAT AUTOMÓVEIS ! "#$ " %'&)(*&)+,.- /10.2*&4365879&4/1:.+58;.2*=?5.@A2*3B;.- C)D 5.,.5FE)5.G.+ &4- (IHJ&?,.+ /?=)5.KA:.+5MLN&OHJ5F&4E)2*EOHJ&)(IHJ/)G.- D - ;./);.& O SISTEMA LEGADO DE PRODUÇÃO DA FIAT AUTOMÓVEIS

Leia mais

04/09/2013. Sistemas de Informação. Markoni Heringer. Módulo 7. ERP Sistemas Integrados de Gestão

04/09/2013. Sistemas de Informação. Markoni Heringer. Módulo 7. ERP Sistemas Integrados de Gestão Sistemas de Informação Markoni Heringer 2013 Módulo 7 ERP Sistemas Integrados de Gestão 1 Algumas considerações iniciais Estoque e Gerenciamento de Materiais O gerenciamento de estoques torna-se cada vez

Leia mais

LOGÍSTICA GLOBAL. Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP.

LOGÍSTICA GLOBAL. Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP. LOGÍSTICA GLOBAL Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP. EDI Intercâmbio Eletrônico de Dados Introdução O atual cenário econômico é marcado por: a) intensa competitividade, b) pela necessidade de rápida

Leia mais

MRP x JIT/Lean? MRP x JIT? Prof. João C. E. Ferreira - UFSC

MRP x JIT/Lean? MRP x JIT? Prof. João C. E. Ferreira - UFSC MRP: Movido pelo MPS Lead-time fixo Elevado uso do computador, para calcular quantas peças, e em qual momento tais peças devem ser fabricadas. Peças são fabricadas em resposta a instruções centralizadas,

Leia mais

N= D. LT_prod. (1+Seg) + D. LT_entr. (1+Seg)

N= D. LT_prod. (1+Seg) + D. LT_entr. (1+Seg) Os parametros para o cálculo são : Demanda diária (D) Qtde. de peças por KANBAN (Q) Lead time de produção (LT_Prod) Lead time de entrega (LT_entr) Segurança (margem) definida (Seg) Sendo: N= D. LT_prod.

Leia mais

Para ser competitivo é fundamental reduzir continuamente o lead time de todos os processos da organização.

Para ser competitivo é fundamental reduzir continuamente o lead time de todos os processos da organização. Cap. II PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO No atual contexto da economia globalizada, a velha estratégia da produção em massa, derivada da economia de escala, já não é mais válida. Hoje as empresas devem possuir

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA MRP II EM UMA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO NOROESTE DO PARANÁ

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA MRP II EM UMA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO NOROESTE DO PARANÁ IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA MRP II EM UMA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO NOROESTE DO PARANÁ SYSTEM MRP II IMPLANTATION IN A FOOD INDUSTRY IN NORTHWEST OF PARANÁ Fernando Castro Vieira Filho 1 Gerusa de Oliveira

Leia mais

Soluções de Tecnologia da Informação

Soluções de Tecnologia da Informação Soluções de Tecnologia da Informação Software Corporativo ERP ProdelExpress Diante da nossa ampla experiência como fornecedor de tecnologia, a PRODEL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO oferece aos seus clientes

Leia mais

ANÁLISE DAS ATIVIDADES DE PCP EM UMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA DO CENTRO OESTE MINEIRO

ANÁLISE DAS ATIVIDADES DE PCP EM UMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA DO CENTRO OESTE MINEIRO 1 ANÁLISE DAS ATIVIDADES DE PCP EM UMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA DO CENTRO OESTE MINEIRO Thaís Teófilo Morais Bacharel em Engenharia de Produção pelo UNIFOR-MG E-mail: thaisteofilo_lp@hotmail.com Samuel de

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS RODRIGO OLIVEIRA PIERITZ

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS RODRIGO OLIVEIRA PIERITZ UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS RODRIGO OLIVEIRA PIERITZ APLICAÇÃO PRÁTICA DOS SISTEMAS APS: UM ESTUDO DE CASO

Leia mais

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção O módulo APS é a mais nova ferramenta que irá auxiliar no gerenciamento da produção. O principal objetivo do APS é a determinação exata

Leia mais

MRP / MRP II / ERP (capítulos 11 e 12)

MRP / MRP II / ERP (capítulos 11 e 12) MRP / MRP II / ERP (capítulos 11 e 12) As siglas MRP, MRP II e ERP são bastante difundidas e significam: MRP Materials Requirements Planning Planejamento das Necessidades de Materiais; MRP II Resource

Leia mais

ENTERPRISE RESOURCE PLANNING (ERP)

ENTERPRISE RESOURCE PLANNING (ERP) ENTERPRISE RESOURCE PLANNING (ERP) Um sistema ERP Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa) é um pacote de software que tem por finalidade organizar, padronizar e integrar as

Leia mais

Introdução ao Sistema ERP

Introdução ao Sistema ERP Introdução ao Sistema ERP Parte 1- Introdução ao ERP - Benefícios básicos de um sistema ERP - Dificuldades de implantação - ERP e a realidade da pequena empresa brasileira Parte 2 Sistema Genesis-ERP da

Leia mais

SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING

SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCEES PLANNING O ERP (Planejamento de Recursos Empresariais) consiste num sistema interfuncional que tem por missão integrar e automatizar

Leia mais

A introdução de ferramentas APS nos sistemas de Planejamento, Programação e Controle da Produção

A introdução de ferramentas APS nos sistemas de Planejamento, Programação e Controle da Produção A introdução de ferramentas APS nos sistemas de Planejamento, Programação e Controle da Produção Cristhiano Stefani Faé (UFRGS) fae@producao.ufrgs.br Alexandre Erhart (UFRGS) erhart@producao.ufrgs.br Resumo

Leia mais

Gestão das Operações. Módulo 6 Gestão de stocks consumo dependente (MRP) 6-1

Gestão das Operações. Módulo 6 Gestão de stocks consumo dependente (MRP) 6-1 Gestão das Operações Módulo 6 Gestão de stocks consumo dependente (MRP) 6-1 Sumário 1. Requisitos do modelo de gestão de stocks de materiais com consumo dependente 2. O processo de planeamento da produção

Leia mais

O ERP como um recurso na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos

O ERP como um recurso na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos 1 Roberto Cezar Datrino 1 O ERP como um recurso na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Recebido em: 10/10/2012 - Aprovado em: 15/11/2012 - Disponibilizado em: 26/12/2012 Resumo A proposta desse

Leia mais

LUÍSA LEMOS VILAÇA ANÁLISE DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO EM INDÚSTRIA QUÍMICA

LUÍSA LEMOS VILAÇA ANÁLISE DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO EM INDÚSTRIA QUÍMICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE FLUMINENSE DARCY RIBEIRO UENF CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA CCT LABORATÓRIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO LEPROD LUÍSA LEMOS VILAÇA ANÁLISE DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO

Leia mais

ERP Enterprise Resource Planning

ERP Enterprise Resource Planning ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de Recursos da Empresa Sistema Integrado de Gestão Corporativa Prof. Francisco José Lopes Rodovalho 1 Um breve histórico sobre o surgimento do software ERP

Leia mais

A BUSCA PELA OTIMIZAÇÃO EM PROCESSOS PRODUTIVOS, ATRAVÉS DE TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO.

A BUSCA PELA OTIMIZAÇÃO EM PROCESSOS PRODUTIVOS, ATRAVÉS DE TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO. 1 A BUSCA PELA OTIMIZAÇÃO EM PROCESSOS PRODUTIVOS, ATRAVÉS DE TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO. Aline Carla Herrero Alves Elizabete Alves dos Santos Francisco Cesar Vendrame Jovira Maria Sarraceni Máris

Leia mais

Sistema de Informações da Produção Utilizando o Método Kanban

Sistema de Informações da Produção Utilizando o Método Kanban Ciências da Computação FURB Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Sistema de Informações da Produção Utilizando o Método Kanban Alzir Wagner Orientador: Wilson Pedro Carli Fevereiro de 2008 Roteiro de apresentação

Leia mais

Planejamento e Controle da Produção

Planejamento e Controle da Produção MBA em Gestão de Logística Planejamento e Controle da Produção Prof. Lourenço Quem é quem? 1 Engenheiro Elétrico, 1983 UNITAU Especialização em Engenharia Financeira, 1995 UFMG Mestre em Administração,

Leia mais

Planejamento e Controle da Produção Cap. 0

Planejamento e Controle da Produção Cap. 0 Planejamento e Controle da Produção Cap. 0 Prof. Silene Seibel, Dra. silene@joinville.udesc.br sileneudesc@gmail.com Sistemas Produtivos O sistema de produção define de que maneira devemos organizar a

Leia mais

Uma Abordagem para Modelagem de Processos através de um ERP

Uma Abordagem para Modelagem de Processos através de um ERP Uma Abordagem para Modelagem de Processos através de um ERP Alberto Kenji Ogura (Universidade Estadual Paulista) al_ogura@yahoo.com.br Fernando Augusto Silva Marins (Universidade Estadual Paulista) fmarins@feg.unesp.br

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI 19/04 Recursos e Tecnologias dos Sistemas de Informação Turma: 01º semestre

Leia mais

O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES

O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES André Luís da Silva Pinheiro * Resumo: Este trabalho discutirá o impacto da implantação de um sistema do tipo ERP em uma empresa. Apresentaremos uma breve introdução de

Leia mais

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP) Sorocaba 2011 PLANEJAMENTO 1

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP) Sorocaba 2011 PLANEJAMENTO 1 PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP) Sorocaba 2011 PLANEJAMENTO 1 Alunos: Alexandre Crepaldi Celso Tomazini Francine Lemes Márcio Bernardo Tábata Cristina Tiago Tezzotto Tied Humberto Oliveira Nakahara

Leia mais

Lean Office O fluxo de informação enxuto

Lean Office O fluxo de informação enxuto Lean Office O fluxo de informação enxuto Antonio Rentes Visão Ampla do Lean Thinking Identificação e eliminação sistemática e sustentável de desperdícios na cadeia produtiva Desperdício: Qualquer atividade

Leia mais

Sistemas de programação com capacidade finita no Brasil

Sistemas de programação com capacidade finita no Brasil Artigo 09 Sistemas de programação com capacidade finita no Brasil Este documento faz parte do material que compõe o livro: Planejamento, Programação e Controle da Produção MRP II / ERP: Conceitos, Uso

Leia mais

Just in Time Massagista JIT?

Just in Time Massagista JIT? Just Just in Time Time Massagista JIT? Planejamento e Controle Just-in-Time Fornecimento de produtos e serviços Recursos de produção Just-in-Time Entrega de produtos e serviços apenas quando são necessários

Leia mais

O TRATAMENTO DA MANUFATURA NOS SISTEMAS ERP.

O TRATAMENTO DA MANUFATURA NOS SISTEMAS ERP. O TRATAMENTO DA MANUFATURA NOS SISTEMAS ERP. Prof Dr Paulino Graciano Francischini Departamento de Engenharia de Produção Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Av. Prof. Almeida Prado 128 São

Leia mais

Fascículo 3 MRP e MRPII

Fascículo 3 MRP e MRPII Fascículo 3 MRP e MRPII Após a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos da América passaram por um longo período de crescimento, uma vez que tomaram a responsabilidade pela reconstrução de muitos países

Leia mais

IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA SISTEMAS DE ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO

IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA SISTEMAS DE ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA SISTEMAS DE ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO Eduardo Dias Ferreira Belo Horizonte Agosto 2006 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 4 1.1 Objetivo... 4 1.1.1 Objetivo Geral... 4 1.1.2

Leia mais

Softwares de Cadeia de Suprimentos Capítulo 6. André Jun Nishizawa

Softwares de Cadeia de Suprimentos Capítulo 6. André Jun Nishizawa Softwares de Cadeia de Suprimentos Capítulo 6 Introdução Há 50 anos, as cadeias eram gerenciadas por lápis, papel e calculadora. Hoje existem softwares. Esta parte da aula fará um tour pelos tipos de softwares

Leia mais

INTEGRAÇÃO DA MANUFATURA ATRAVÉS DAS TECNOLOGIAS CIM E ERP: O CASO DAS OFICINAS DE MANUTENÇÃO DA ARCELORMITTAL TUBARÃO

INTEGRAÇÃO DA MANUFATURA ATRAVÉS DAS TECNOLOGIAS CIM E ERP: O CASO DAS OFICINAS DE MANUTENÇÃO DA ARCELORMITTAL TUBARÃO INTEGRAÇÃO DA MANUFATURA ATRAVÉS DAS TECNOLOGIAS CIM E ERP: O CASO DAS OFICINAS DE MANUTENÇÃO DA ARCELORMITTAL TUBARÃO CRISTIANA GONÇALVES BORGES (UFPB//PPGEP) cristiana.borges@arcelor.com.br Joeli Cuzzuol

Leia mais