A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS"

Transcrição

1 A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS

2 Entendendo o cenário atual As organizações continuam com os mesmos objetivos básicos: Prosperar em seus mercados de atuação Obter / manter solidez financeira Ganhar novos mercados Alguns fatos de nossa realidade atual: Há demandas crescentes nos mercados consumidores! Estes mercados estão globalizados! A concorrência está globalizada! Novo posicionamento! (agilidade) Estamos lidando com clientes que tem solidez financeira e operacional! Controles apurados! (custos, inventários, etc.) Estamos lidando com fornecedores e concorrentes com esta mesma situação! Flexibilidade! Políticas e práticas diferenciadas! Porém isso não é regra geral, pois continuamos tendo clientes, fornecedores e concorrentes que não tem solidez financeira e operacional! 2

3 Postura das organizações neste cenário Iniciar vários projetos de melhoria simultaneamente, nas mais diversas áreas: Logística de materiais: Automatização de registros de movimentação de materiais e de produções. Integração eletrônica com clientes e fornecedores (e-business). Automatização do processo de registro de vendas (e-commerce). Automatização das rotinas de planejamento. Logística de produção: Revisão de todos os processos, normalmente resultando em desenvolvimento/melhoria de ferramentais, equipamentos e em terceirizações, visando a redução de tempos e custos. Automatização das rotinas de programação. Logística de distribuição: Determinação de centros de distribuição externos ou até mesmo terceirização deste processo. Gestão: Desenvolver novos produtos num ritmo maior. Formalizar as rotinas de Budget, Forecast, Planos de Produção, etc. 3

4 A Organização orientada pela Demanda Precisamos ter foco em nossas aptidões exclusivas (core business)! Precisamos ofertar produtos e serviços alinhados às necessidades de nossos clientes! Precisamos ter planejamento de vendas e operações no curto, médio e longo prazo! Precisamos ter menores custos operacionais! Precisamos ter melhor gerenciamento de nossos processos logísticos! Precisamos ter excelente coordenação de tantos projetos de melhoria acontecendo simultaneamente, para não perdermos o foco em nossos objetivos! Precisamos de ferramentas adequadas para cada uma destas necessidades! 4

5 Principais componentes Organização orientada pela demanda. Planejamento de Vendas e Operações (S&OP) Organização Enxuta Teoria das Restrições O potencial de sobrevivência das organizações depende da capacidade de resposta ágil e eficiente!! Como tratar os sinais / tendências de demanda do mercado? Como sincronizar pessoas, dados e processos? Como disseminar a gestão de demanda na organização? Como tratar a cadeia de valor no processo produtivo? Como reduzir os custos operacionais? Como manter o foco nos objetivos da organização? Como extrair o máximo de nossas limitações? Como superar barreiras e paradigmas? O que mudar? Para o que mudar? Como promover a mudança? Qual é o envolvimento do Drummer APS? 5

6 Preparando o ambiente Ter políticas claras e bem definidas para a reposição de produtos acabados e comprados! (MTO / MTS) Distinguir as necessidades de planejamento de curto, médio e longo prazo! Ter controles sobre produção e estoques coerentes e confiáveis! Ter dados atualizados e confiáveis sobre o processo produtivo! 6

7 O que é S&OP (Sales and Operations Planning)? Alguns fatos: A medida que os processos de negócios vão se tornando mais complexos, a política de apagar incêndios deixa de ser um método de gerenciamento aceitável e tolerável. Na atual economia, o sucesso depende da eficiência na qual a organização atende demandas. Alguns mitos, que mostram desinformação sobre este assunto: S&OP é apenas uma reunião mensal!?!?!? S&OP trata as informações em um nível macro, sem considerar os detalhes da operação!?!?!? S&OP é apenas uma nova sigla para algo que sempre esteve em nosso diaa-dia, que é o Planejamento de Produção!?!?!? A definição: S&OP é uma metodologia de gestão com o objetivo de auxiliar a organização a manter o balanceamento entre demanda e oferta, através de análises continuas dos planos estratégicos e de negócios, interligando-os aos processos. Todas as atividades de S&OP são realizadas por equipes multidisciplinares. 7

8 Modelo de Planejamento de Recursos Planejamento Estratégico Planejamento dos Negócios Demanda Gerenciamento de Previsões e Demandas Plano de Vendas VOLUME Plano de Operações MIX Plano Mestre Programações Entregas a clientes Produção Entregas dos fornecedores Planejamento de Capacidade Oferta 8

9 Um resumo do processo de S&OP Ao final de um período Dados atualizados sobre demandas Apurar os resultados obtidos Revisão de tendências e previsões Planejamento da Demanda Identificar as limitações Planejamento da Manufatura Preparar pauta para decisões Reunião do Pré S&OP Nos primeiros dias do período seguinte Reunião do S&OP Executivo Decisões e Planos de Ação 9

10 Detalhando um pouco mais... Dados atualizados sobre demandas Atualização dos controles com dados provenientes do período recém-terminado, tais como: Vendas reais (quantidades e valores); Quantidades produzidas, refugadas, etc.; Posição dos inventários, considerando itens obsoletos e slow-movers; Níveis de atendimento atingidos; Etc. Geração de informações ao time de Vendas e Marketing, para uso na preparação das novas previsões e tendências, tais como: Famílias / Itens com crescimento em quantidade, organizados em faixas; Famílias / Itens com ganho crescente / decrescente, organizados em faixas; Número de Clientes Novos, Perdidos ; Análise de atrasos; Etc. Divulgação destas informações ao pessoal adequado. 10

11 Detalhando um pouco mais... Planejamento da Demanda O time Comercial analisa e elabora uma previsão de vendas para os próximos períodos, contemplando: Geração da tendência de vendas por família ou item (se possível por mercado, segmento e cliente), considerando os novos produtos e os atuais slow-movers; Projeção da demanda futura, em quantidades, valores e ganhos; Geração do plano de promoções, considerando os atuais produtos slow-movers e a introdução dos produtos novos; Elaboração do Plano de Demanda desejado. 11

12 Detalhando um pouco mais... Planejamento da Manufatura O principal objetivo nesta etapa é análise de Capacidades em geral a partir do Plano de Demanda desejado, portanto: Geração do plano de utilização dos recursos produtivos, considerandos os novos produtos; Análise dos impactos sobre os recursos restritivos; Análise e identificação das necessidades de modificações nos turnos de trabalho; Análise e identificação gargalos no abastecimento de materiais, considerando os novos materiais a serem comprados; Análise sobre terceirizações; Análise sobre o plano de manutenção industrial; Geração do Plano de Demanda Viável; Geração do Plano de Produção; Geração do Plano de Inventários; Geração do Plano de Suprimentos. 12

13 Detalhando um pouco mais... Reunião do Pré S&OP Os objetivos desta etapa são: Tomada de decisões necessárias que nos levem ao balanceamento da demanda e da oferta; Soluções de conflitos de modo que, onde for possível, possamos ter um único conjunto de recomendações a serem apresentadas na reunião de S&OP Executivo; Identificação das áreas onde o consenso ainda não pode ser obtido, e determinação de como estas situações serão apresentadas na reunião de S&OP Executivo; Elaboração de cenários para análise das ações alternativas para determinados problemas; solução de Geração de planilhas com resultados previstos (ganhos, lucros, despesas operacionais, investimentos, etc.); Definição da pauta para a reunião de S&OP Executivo. 13

14 Detalhando um pouco mais... Reunião do S&OP Executivo É o evento culminante do ciclo S&OP. Seus objetivos são: Efetuar follow-up dos planos de ação resultantes das reuniões anteriores; Analisar o Plano de Demanda desejado e viável; Tomar decisões para cada caso apresentado, aceitando as recomendações apresentadas pela equipe pré-s&op ou escolher um rumo diferente; Analisar e definir os ajustes propostos nos planos de produção; de inventários e de suprimentos; Relacionar as projeções financeiras apresentadas ao Plano de Negócios da Organização, promovendo os ajustes de forma adequada, onde houver divergências; Resolução dos conflitos, onde a equipe de pré-s&op não obteve consenso. Determinação dos novos planos de ação, estabelecendo prioridades e responsabilidades! 14

15 Revendo a preparação do ambiente Dados atualizados sobre demandas Planejamento da Demanda Planejamento da Manufatura Reunião do Pré S&OP MIX Reunião do S&OP Executivo 15

16 Utiliza a mesma base de dados do Drummer APS para obter os dados de fabricação. (itens, roteiros, estruturas) Apresentando o Drummer Mix Permite a criação de diversos cenários para simular os resultados! Possui a mesma forma de sincronizar seus dados com o ERP, principalmente informações sobre demandas. Permite criar produtos ainda não formalizados pela Engenharia, apenas para simulações de resultados. 16

17 Apresentando o Drummer Mix 17

18 Apresentando o Drummer Mix 18

19 Apresentando o Drummer Mix 19

20 Apresentando o Drummer Mix 20

21 Apresentando o Drummer Mix 21

22 Apresentando o Drummer Mix 22

23 Apresentando o Drummer Mix 23

24 Integrando Drummer Mix e APS 24

25 Integrando Drummer Mix e APS Pode ser necessário revisar políticas e parâmetros de alguns itens! 25

26 Integrando Drummer Mix e APS Pode ser necessário revisar os dados sobre os recursos, turnos ou equipes de MOD da Restrição! Pode ser necessário revisar as operações realizadas na Restrição sobre tempos, MOD, recursos válidos, ferramentais, etc. 26

27 Fim desta apresentação!! 27

CS&OP-P Certified S&OP Professional

CS&OP-P Certified S&OP Professional A achain é uma empresa especializada nas áreas de Supply Chain, Value Chain e Demand Chain Management, com atuação nas modalidades de serviços de treinamento e apoio administrativo. Missão achain: Proporcionar

Leia mais

Alguns dos nossos Clientes

Alguns dos nossos Clientes Alguns dos nossos Clientes Processo de S&OP Caminho para a Excelência em Negócios A Realidade dos Processos Administrativos Muitas empresas gerenciam diversos planos para cada departamento mas não existe

Leia mais

A certificação CS&OP-P

A certificação CS&OP-P A certificação CS&OP-P Em mercados competitivos o profissional que dominar o processo de S&OP possuirá grande diferencial estratégico e vantagem competitiva no ambiente de negócios. Neste cenário onde

Leia mais

Introdução ao S&OP - Sales and Operations Planning. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br

Introdução ao S&OP - Sales and Operations Planning. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Introdução ao S&OP - Sales and Operations Planning. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br 1. Introdução Sumário 2. Objetivos Específicos do S&OP 3. Descrição do Processo

Leia mais

Sales and Operations Planning uma maneira simples de obter ganhos com a integração interna

Sales and Operations Planning uma maneira simples de obter ganhos com a integração interna uma maneira simples de obter ganhos com a integração interna Rodrigo Arozo A quebra dos silos funcionais e a integração entre as diversas áreas das empresas, bem como a adoção de uma visão por processos,

Leia mais

SAP - Planejamento de Negócio Integrado. Integrated Business Planning (IBP) Maio 2015 Rudi Meyfarth, Business Development, SAP Extended Supply Chain

SAP - Planejamento de Negócio Integrado. Integrated Business Planning (IBP) Maio 2015 Rudi Meyfarth, Business Development, SAP Extended Supply Chain SAP - Planejamento de Negócio Integrado Integrated Business Planning (IBP) Maio 2015 Rudi Meyfarth, Business Development, SAP Extended Supply Chain Agenda Introdução SAP Extended Supply Chain SAP Integrated

Leia mais

jul-09 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes

jul-09 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes 1 Referências Bibliográficas apoio jul-09 2 Referências Bibliográficas apoio jul-09 3 Virtual Empreendimentos Competências Chaves I) COMPETENCIA EMPRESARIAL = espírito empreendedor: ousadia, disposição

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES?

PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES? PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES? Índice 1. O que é planejamento de...3 1.1. Resultados do planejamento de vendas e operações (PVO)...

Leia mais

Sistemas de Administração e Gestão da Produção

Sistemas de Administração e Gestão da Produção Sistemas de Administração e Gestão da Produção Izabel Cristina Zattar izabelzattar@netvision.com.br www.grima.ufsc.br/izabel/index.html Os 3 Grandes Níveis do Planejamento Horizonte de detalhamento Diário/Semanal

Leia mais

Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/

Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/ Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/ Muitas empresas se deparam com situações nas tarefas de previsões de vendas e tem como origem

Leia mais

PCP - Planejamento e Controle da Produção. Cap 2 PIVO / S&OP Planejamento Integrado de Vendas e Operações Sales and Opera.

PCP - Planejamento e Controle da Produção. Cap 2 PIVO / S&OP Planejamento Integrado de Vendas e Operações Sales and Opera. PCP - Planejamento e Controle da Produção Cap 2 PIVO / S&OP Planejamento Integrado de Vendas e Operações Sales and Opera.ons Planning Prof. Silene Seibel, Dra. silene@joinville.udesc.br PIVO = S&OP (Sales

Leia mais

Sales & Operations Planning

Sales & Operations Planning Sales & Operations Planning Permite o planejamento integrado de negócios e a transformação do gerenciamento JDA Software: Sales & Operations Planning para suportar decisões baseadas em informações e melhorar

Leia mais

Desafios para implementação de iniciativas de colaboração no processo de planejamento da demanda

Desafios para implementação de iniciativas de colaboração no processo de planejamento da demanda Desafios para implementação de iniciativas de colaboração no processo de planejamento da demanda Parte II Leonardo Julianeli Na primeira parte deste texto*, foram apresentados os principais motivadores

Leia mais

3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer

3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer 3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer Esse capítulo tem por objetivo apresentar os conceitos do sistema APO (Advanced Planner and Optimizer), o sistema APS da empresa alemã SAP. O sistema APO

Leia mais

Integração Previsões APS x S&OP Neogrid

Integração Previsões APS x S&OP Neogrid Agosto/2014 Sumário 1. Contexto de Negócio (Introdução)... 3 2. Sistemas Envolvidos... 3 3. Integração... 3 4. Escopo... 3 5. Pré-requisitos Instalação/Implantação/Utilização... 4 6. Controle de Versão...

Leia mais

Proposição de ações estratégicas para superação das barreiras e efetiva implantação do processo de planejamento integrado (S&OP)

Proposição de ações estratégicas para superação das barreiras e efetiva implantação do processo de planejamento integrado (S&OP) Proposição de ações estratégicas para superação das barreiras e efetiva implantação do processo de planejamento integrado (S&OP) Leandro de Freitas Matheus (Axia Consulting) leandro.matheus@axiaconsulting.com.br

Leia mais

SOLMIX Consultoria Empresarial - Fone: 011 99487 7751

SOLMIX Consultoria Empresarial - Fone: 011 99487 7751 Objetivos Nosso Objetivo é Colocar a disposição das empresas, toda nossa Experiência Profissional e metodologia moderna, dinâmica e participativa, para detectar as causas sintomáticas e seus efeitos. Realizar

Leia mais

Gestão de Estoques. Leader Magazine

Gestão de Estoques. Leader Magazine Gestão de Estoques Leader Magazine Maio 2005 Índice O Projeto Gestão de Estoques Resultados Índice O Projeto Gestão de Estoques Resultados Objetivos Implementar e Controlar todos os processos de Compra

Leia mais

Advanced Planning and Scheduling

Advanced Planning and Scheduling Advanced Planning and Scheduling Por Soraya Oliveira e Raquel Flexa A importância do planejamento Uma cadeia de suprimentos é composta por diversos elos conectados que realizam diferentes processos e atividades

Leia mais

Logística Empresarial. Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II. Aula 6. Conceitos Importantes.

Logística Empresarial. Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II. Aula 6. Conceitos Importantes. Logística Empresarial Aula 6 Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II Prof. Me. John Jackson Buettgen Contextualização Conceitos Importantes Fluxos logísticos É o movimento ou

Leia mais

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015 Sistemas de Administração da Produção Segundo Giannesi & Correia (1993) A sobrevivência e o sucesso das organizações dependem da eficiência com a qual produz seus bens e serviços, sendo os custos determinante

Leia mais

Planejamento Integrado da Cadeia de Cimento

Planejamento Integrado da Cadeia de Cimento 01 SISTEMA ANALÍTICO DE PLANEJAMENTO QUE PERMITE OTIMIZAR O ATENDIMENTO DAS DEMANDAS, A PRODUÇÃO DE CIMENTO E SUPRIMENTO DE INSUMOS, MAXIMIZANDO A MARGEM DE CONTRI- BUIÇÃO DA OPERAÇÃO O CILO É uma ferramenta

Leia mais

Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EVOLUÇÃO DA COMPETIÇÃO NOS NEGÓCIOS 1. Revolução industrial: Surgimento das primeiras organizações e como consequência, a competição pelo mercado de commodities. 2.

Leia mais

4. Planejamento de suprimento e gerenciamento da demanda e do suprimento na cadeia da GSK

4. Planejamento de suprimento e gerenciamento da demanda e do suprimento na cadeia da GSK 4. Planejamento de suprimento e gerenciamento da demanda e do suprimento na cadeia da GSK O presente capítulo tem como objetivo apresentar a forma com que o planejamento e gerenciamento do suprimento e

Leia mais

12/02/2009. Planejamento e Controle da Produção. MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção

12/02/2009. Planejamento e Controle da Produção. MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de PCP É a função da administração que planeja, dirige e controla o suprimento de material e as atividades de processamento de

Leia mais

TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid

TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid Recebimento de NF-e e CT-e Emissão de NF-e, CT-e, MDF-e e NFS-e Integração nativa com o seu ERP Exija a solução que é o melhor investimento para a gestão

Leia mais

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting Soluções personalizadas para acelerar o crescimento do seu negócio Estratégia Operacional Projeto e Otimização de Redes Processos de Integração Eficácia

Leia mais

Parceria de sucesso para sua empresa

Parceria de sucesso para sua empresa Parceria de sucesso para sua empresa A Empresa O Grupo Espaço Solução atua no mercado de assessoria e consultoria empresarial há 14 anos, sempre realizando trabalhos extremamente profissionais, pautados

Leia mais

Planejamento Agregado: na ótica do PCP e da Administração da Produção

Planejamento Agregado: na ótica do PCP e da Administração da Produção Planejamento Agregado: na ótica do PCP e da Administração da Produção Henrique Holowka 1 (EPA, DEP/FECILCAM) henrique_engprod@yahoo.com Isabela Korczovei Lemes 2 (EPA, DEP/FECILCAM) kl.isabela@hotmail.com

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA Tiago Augusto Cesarin 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais.

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio ASSISTENTE DE LOGÍSTICA II.1 Gestão de Recursos e Materiais Função: Operação da Cadeia de materiais 1. Contextualizar a importância da Administração de materiais

Leia mais

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi Marketing Prof. Angelo Polizzi Gestão de Produção Gestão de Produção Objetivos: Mostrar que produtos (bens e serviços) consumidos, são produzidos em uma ordem lógica, evitando a perda ou falta de insumos

Leia mais

O IMPACTO DO PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE ESTOQUE NO RESULTADO FINANCEIRO - ESTUDO DE CASO WHIRLPOOL S.A. - UNIDADE EMBRACO

O IMPACTO DO PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE ESTOQUE NO RESULTADO FINANCEIRO - ESTUDO DE CASO WHIRLPOOL S.A. - UNIDADE EMBRACO ! "#$ " %'&)(*&)+,.- /10.2*&4365879&4/1:.+58;.2*=?5.@A2*3B;.- C)D 5.,.5FE)5.G.+ &4- (IHJ&?,.+ /?=)5.KA:.+5MLN&OHJ5F&4E)2*EOHJ&)(IHJ/)G.- D - ;./);.& O IMPACTO DO PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE ESTOQUE

Leia mais

Eliminando os picos artificiais de vendas. Alexandre Cardoso

Eliminando os picos artificiais de vendas. Alexandre Cardoso Eliminando os picos artificiais de vendas Alexandre Cardoso Os mercados se comportam de maneiras erráticas e imprevisíveis, gerando sempre uma variação nos volumes e no mix de produção. As causas estão

Leia mais

Integração Cadastro de Necessidades MRP x S&OP Neogrid

Integração Cadastro de Necessidades MRP x S&OP Neogrid Integração Cadastro de Necessidades MRP x S&OP Neogrid Agosto/2014 Sumário Título do documento 1. Contexto de Negócio (Introdução)... 3 2. Sistemas Envolvidos... 3 3. Integração... 3 4. Escopo... 3 5.

Leia mais

Pós-Graduação Fórum Lean Vale do Paraíba A contribuição do Lean-TOC-VMI para a gestão eficaz da cadeia de suprimentos Prof. MSc. Artur Henrique Moellmann CIS-ERP / Grupo Everel 16maio2009 artur.moellmann@terra.com.br

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA PRODUÇÃO E SUPRIMENTOS ÁREA FISCAL

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP Módulo MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. COMERCIAL ADMINISTRATIVA FINANCEIRA PEDIDOS EXPORTAÇÃO CONTAS A RECEBER TELEMARKETING

Leia mais

Programa de Remuneração Variável 2015

Programa de Remuneração Variável 2015 Programa de Remuneração Variável 2015 APRESENTAÇÃO A Remuneração Variável é parte representativa nas práticas de gestão de pessoas. O modelo tradicional de pagamento através de salário fixo, tornou-se

Leia mais

Guia de Recursos e Funcionalidades

Guia de Recursos e Funcionalidades Guia de Recursos e Funcionalidades Sobre o Treasy O Treasy é uma solução completa para Planejamento e Controladoria, com o melhor custo x benefício do mercado. Confira alguns dos recursos disponíveis para

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA PRODUÇÃO E SUPRIMENTOS ÁREA FISCAL

Leia mais

O APS (ADVANCED PLANNING SYSTEMS) APLICADO AO ERP TECNICON: PRINCÍPIOS DE USABILIDADE

O APS (ADVANCED PLANNING SYSTEMS) APLICADO AO ERP TECNICON: PRINCÍPIOS DE USABILIDADE O APS (ADVANCED PLANNING SYSTEMS) APLICADO AO ERP TECNICON: PRINCÍPIOS DE USABILIDADE Robson Pache (FAHOR) rp000705@fahor.com.br Juliano Hammes (FAHOR) jh000697@fahor.com.br Vilmar Boeno Silva (FAHOR)

Leia mais

Para ser competitivo é fundamental reduzir continuamente o lead time de todos os processos da organização.

Para ser competitivo é fundamental reduzir continuamente o lead time de todos os processos da organização. Cap. II PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO No atual contexto da economia globalizada, a velha estratégia da produção em massa, derivada da economia de escala, já não é mais válida. Hoje as empresas devem possuir

Leia mais

OTIMIZAÇÃO AVÍCOLA. Mix ótimo de Venda Rendimento de Fábrica Otimização Remessa de Ração Otimização de Apanha

OTIMIZAÇÃO AVÍCOLA. Mix ótimo de Venda Rendimento de Fábrica Otimização Remessa de Ração Otimização de Apanha OTIMIZAÇÃO AVÍCOLA Mix ótimo de Venda Rendimento de Fábrica Otimização Remessa de Ração Otimização de Apanha VISÃO GERAL DA SOLUÇÃO Gestão do Desempenho Gerenciamento de indicadores BI Otimização Campo

Leia mais

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção O módulo APS é a mais nova ferramenta que irá auxiliar no gerenciamento da produção. O principal objetivo do APS é a determinação exata

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA

OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA Izabel C. Zattar, Carlos M. Sacchelli, M. Eng. Instituto Superior de Tecnologia

Leia mais

Gestão Moderna de Compras

Gestão Moderna de Compras Gestão Moderna de Compras Flavio Taioli Joinville SC Março de 2014 3026 4950 sustentare Breve recapitulação das atividades de Compras transacional: emissão da ordem de compra, acompanhamento da entrega

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA Marinalva R. Barboza Definição do conceito de logística e evolução Logística tem origem no idioma francês Logistique se define de forma militar sendo uma parte estratégica

Leia mais

Planejamento de Processo Engenharia de Produção. Prof. MSc. Renato Luis Garrido Monaro prof.renatomonaro@gmail.com 2S - 2013

Planejamento de Processo Engenharia de Produção. Prof. MSc. Renato Luis Garrido Monaro prof.renatomonaro@gmail.com 2S - 2013 Planejamento de Processo Engenharia de Produção Prof. MSc. Renato Luis Garrido Monaro prof.renatomonaro@gmail.com 2S - 2013 Resolução Lista de Exercícios Sistemas de Administração da Produção Cap. 1 Livro

Leia mais

Tipos de Sistema de Informação mais utilizados atualmente

Tipos de Sistema de Informação mais utilizados atualmente Tipos de Sistema de Informação mais utilizados atualmente FASES DA EVOLUÇÃO DOS SI E DO CONCEITO DE INFORMAÇÃO Período Conceito de informação 1950-1960 Mal necessário,necessidade burocrática. 1960-1970

Leia mais

Conceito de Plano de Negócios

Conceito de Plano de Negócios Conceito de Plano de Negócios O Plano de Negócio é um documento escrito e organizado que permite ao empreendedor analisar a viabilidade do seu projeto. 4 Conceito de Plano de Negócios Descreve o modelo

Leia mais

Planejamento da produção. FATEC Prof. Paulo Medeiros

Planejamento da produção. FATEC Prof. Paulo Medeiros Planejamento da produção FATEC Prof. Paulo Medeiros Planejamento da produção O sistema de produção requer a obtenção e utilização dos recursos produtivos que incluem: mão-de-obra, materiais, edifícios,

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística : Técnico em Logística Descrição do Perfil Profissional: Planejar, programar e controlar o fluxo de materiais e informações correlatas desde a origem dos insumos até o cliente final, abrangendo as atividades

Leia mais

Vendas na Empresa Lean

Vendas na Empresa Lean Vendas na Empresa Lean Autor: Alexandre Cardoso Publicado: 29/04/2011 Introdução Em uma empresa, a área de Vendas é de extrema importância para o sucesso do negócio. Aprimorar o seu desempenho tem sido

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Agenda Apresentação Planejamento Estratégico Stratec Perguntas Agenda David Azevedo davidazevedo@hotmail.com (019) 99764-4664 Clientes dos Segmentos Eletrodomésticos Home Appliances

Leia mais

Ortems. Agile Manufacturing Software ADV ANCE D PLANN ING AND DE TAI LED SCH EDUL ING - AP S

Ortems. Agile Manufacturing Software ADV ANCE D PLANN ING AND DE TAI LED SCH EDUL ING - AP S ADV ANCE D PLANN ING AND DE TAI LED SCH EDUL ING - AP S QUEM SOMOS Empresa criada no Brasil no ano de 1996 como joint-venture da SORMA SpA Itália, proprietária de um software ERP para indústrias. Realizou

Leia mais

Sistema de gestão ERP. Sistema de Gestão GESTÃO RASTREABILIDADE RESULTADO

Sistema de gestão ERP. Sistema de Gestão GESTÃO RASTREABILIDADE RESULTADO Sistema de gestão ERP GESTÃO RASTREABILIDADE RESULTADO MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA

Leia mais

PLANEJAMENTO DE COMPRAS COMO VANTAGEM COMPETITIVA PARA SEU E-COMMERCE

PLANEJAMENTO DE COMPRAS COMO VANTAGEM COMPETITIVA PARA SEU E-COMMERCE PLANEJAMENTO DE COMPRAS COMO VANTAGEM COMPETITIVA PARA SEU E-COMMERCE SAMUEL GONSALES MBA em Gestão de Negócios e PÓS em Sistemas Integrados de Gestão (ERP). Gerente de Produtos e-millennium. Professor

Leia mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE 20-21 Maio de 2013 Tivoli São Paulo Mofarrej São Paulo, Brasil ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE Fernando Cotrim Supply Chain Director, Rio 2016 Perguntas: Quais são os desafios de gerenciar o Supply

Leia mais

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles Faz

Leia mais

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA S&OP Planejamento integrado de vendas e operações

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA S&OP Planejamento integrado de vendas e operações 18 2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA S&OP Planejamento integrado de vendas e operações 2.1 CADEIA DE SUPRIMENTOS A definição de gerenciamento da cadeia de suprimentos adotada por Christopher (2007) é a seguinte:

Leia mais

Unidade IV LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza

Unidade IV LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza Unidade IV LOGÍSTICA INTEGRADA Profa. Marinalva R. Barboza Supply Chain Managment - SCM Conceito: Integração dos processos industriais e comerciais, partindo do consumidor final e indo até os fornecedores

Leia mais

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7)

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) A ESTRATÉGIA DA MANUFATURA E O SISTEMA PPCP: A estratégia

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócios deverá conter: 1. Resumo Executivo 2. O Produto/Serviço 3. O Mercado 4. Capacidade Empresarial 5. Estratégia de Negócio 6. Plano de marketing

Leia mais

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Página 1 de 6 MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados: 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas

Leia mais

MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP. MRP Material Requirement Planning. MRP II Manufacturing Resources Planning

MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP. MRP Material Requirement Planning. MRP II Manufacturing Resources Planning MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP MRP Material Requirement Planning MRP II Manufacturing Resources Planning ERP Enterprise Resource Planning 1 O MRP é um software que auxilia

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora à vencer as barreiras internacionais.

Leia mais

estratégias operações

estratégias operações MERCADO FERRAMENTA NECESSIDADE O que é LOGÍSTICA? estratégias Fator de Diferenciação Competitiva Fator de Tomada de Decisão operações Busca pela Excelência na Gestão O que buscamos? EXCELÊNCIA LOGÍSTICA

Leia mais

Unidade I GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA. Prof. Léo Noronha

Unidade I GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA. Prof. Léo Noronha Unidade I GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA Prof. Léo Noronha A administração de materiais A administração de materiais procura conciliar as necessidades de suprimentos com a otimização dos recursos financeiros

Leia mais

Gestão orçamentária na Construção Civil

Gestão orçamentária na Construção Civil Um retrato dos desafios, práticas e resultados do planejamento orçamentário Maio, 2014 Agenda Metodologia e amostra Desafios e cultura da organização na gestão orçamentária Processos e riscos do planejamento

Leia mais

Ementa e Cronograma Programático...

Ementa e Cronograma Programático... Prof. Fabrício Rogério Parrilla Ementa e Cronograma Programático... AULA 01 Estratégia de Operações e Planejamento Agregado AULA 02 Planejamento e Controle de Operações AULA 03 Gestão da Demanda e da Capacidade

Leia mais

Otimismo desenvolvedoras de softwares

Otimismo desenvolvedoras de softwares Otimismo nas nuvens Ambiente favorável alavanca negócios das empresas desenvolvedoras de softwares, que investem em soluções criativas de mobilidade e computação em nuvem para agilizar e agregar flexibilidade

Leia mais

Evolução da Disciplina. Logística Empresarial. Aula 1. O Papel dos Sistemas Logísticos. Contextualização. O Mundo Atual

Evolução da Disciplina. Logística Empresarial. Aula 1. O Papel dos Sistemas Logísticos. Contextualização. O Mundo Atual Logística Empresarial Evolução da Disciplina Aula 1 Aula 1 O papel da Logística empresarial Aula 2 A flexibilidade e a Resposta Rápida (RR) Operadores logísticos: conceitos e funções Aula 3 Prof. Me. John

Leia mais

Este trabalho visou a caracterização da utilização dos aplicativos APS pelas empresas.

Este trabalho visou a caracterização da utilização dos aplicativos APS pelas empresas. 6 Conclusão Este capítulo tem como objetivo a apresentação dos resultados diretos e indiretos deste trabalho. São apresentadas sugestões para futuras pesquisas sobre o tema aqui abordado. 6.1. Resultados

Leia mais

2. Logística. 2.1 Definição de Logística

2. Logística. 2.1 Definição de Logística 2. Logística 2.1 Definição de Logística Por muito tempo a Logística foi tratada de forma desagregada. Cada uma das funções logísticas era tratada independentemente e como áreas de apoio ao negócio. Segundo

Leia mais

Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office

Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office Gestão e-commerce São 3 cenários possíveis: 1º SIGNUS ERP Back-office integrado a sua loja virtual 2º SIGNUS B2B e-commerce on-line 3º SIGNUS B2C e-commerce on-line Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office Integração

Leia mais

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA Como tudo começou GIDEONI SILVA CONSULTOR BI & CRM Analista de Sistemas e Green Belt Six Sigma Experiência de 15 anos em projetos executados de Business

Leia mais

COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO

COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO CAFÉ DA MANHÃ 30/04/2014 AGENDA 1. Leroy Merlin Brasil: uma empresa em crescimento 2. A estruturação do Supply Chain Ø

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Engenharia de Produção 7ª Série Planejamento, Programação e Controle de Produção. A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem

Leia mais

Identificar cada um dos sistemas de e-business interfuncionais abaixo e dar exemplos de como eles podem fornecer significativo valor para uma

Identificar cada um dos sistemas de e-business interfuncionais abaixo e dar exemplos de como eles podem fornecer significativo valor para uma 1 Identificar cada um dos sistemas de e-business interfuncionais abaixo e dar exemplos de como eles podem fornecer significativo valor para uma empresa, seus clientes e parceiros de negócios: de recursos

Leia mais

COMO ELABORAR UM ORÇAMENTO CONTÍNUO (Moving Budget)

COMO ELABORAR UM ORÇAMENTO CONTÍNUO (Moving Budget) COMO ELABORAR UM ORÇAMENTO CONTÍNUO! O que é Orçamento Contínuo?! Qual a periodicidade normal para um Orçamento Contínuo?! Como podemos estruturá-lo?! O que é mais importante para um Orçamento Contínuo?!

Leia mais

Escolha os melhores caminhos para sua empresa

Escolha os melhores caminhos para sua empresa Escolha os melhores caminhos para sua empresa O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio

Leia mais

Unidade II GESTÃO DAS INFORMAÇÕES. Prof. Me. Léo Noronha

Unidade II GESTÃO DAS INFORMAÇÕES. Prof. Me. Léo Noronha Unidade II GESTÃO DAS INFORMAÇÕES ORGANIZACIONAIS Prof. Me. Léo Noronha Objetivos Informação estratégica Sistema de informações como fonte de vantagem competitiva (VC) Conceito de informação estratégica

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE - ADMINISTRAÇÃO QUESTÕES

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE - ADMINISTRAÇÃO QUESTÕES QUESTÕES 01) A Administração recebeu influência da Filosofia e diversos filósofos gregos contribuíram para a Teoria da Administração. A forma democrática de administrar os negócios públicos é discutida

Leia mais

MBA em Logística e Operações

MBA em Logística e Operações MBA em Logística e Operações Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições em Breve Turma 07 --> - *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas, em outras turmas que

Leia mais

Evolução dos sistemas ERP nas empresas

Evolução dos sistemas ERP nas empresas Evolução dos sistemas ERP nas empresas Aloísio André dos Santos (ITA) aloisio@mec.ita.br João Murta Alves (ITA) murta@mec.ita.br Resumo Os sistemas ERP são considerados uma evolução dos sistemas de administração

Leia mais

Sistemas de e-business. Objetivos do Capítulo

Sistemas de e-business. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar cada um dos sistemas de e-business interfuncionais abaixo e dar exemplos de como eles podem fornecer significativo valor para uma empresa, seus clientes e parceiros de

Leia mais

O Supply Chain Evoluiu?

O Supply Chain Evoluiu? O Supply Chain Evoluiu? Apresentação - 24º Simpósio de Supply Chain & Logística 0 A percepção de estagnação do Supply Chain influenciada pela volatilidade do ambiente econômico nos motivou a entender sua

Leia mais

Curso Superior de tecnologia em Logística

Curso Superior de tecnologia em Logística Curso Superior de tecnologia em Logística Prof. Rodolpho W. Ruiz Tema: Operações Logísticas Agenda da teleaula Globalização. Customer Order Fulfillment COF. Administração da Demanda. Fatores que facilitam

Leia mais

MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management

MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX:

Leia mais

Gerenciamento da produção

Gerenciamento da produção 74 Corte & Conformação de Metais Junho 2013 Gerenciamento da produção Como o correto balanceamento da carga de dobradeiras leva ao aumento da produtividade e redução dos custos (I) Pedro Paulo Lanetzki

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO

PROGRAMA DE TREINAMENTO Jogo de Empresa POLITRON Tutorial para Uso da Planilha PROGRAMA DE TREINAMENTO EM MRP II Tutorial para o uso da Planilha do POLITRON Direitos Reservados - Reprodução Proibida Janeiro/2001 Versão Demonstrativa

Leia mais