Planejamento Mestre da Produção - MPS. Planejamento das necessidades de materiais - MRP OBJETIVO DA AULA SOPA DE LETRINHAS CONTEXTUALIZAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Planejamento Mestre da Produção - MPS. Planejamento das necessidades de materiais - MRP OBJETIVO DA AULA SOPA DE LETRINHAS CONTEXTUALIZAÇÃO"

Transcrição

1 OBJETIVO DA AULA Planejamento Mestre da Produção - MPS Planejamento das necessidades de materiais - Compreender a importância do MPS e dentro do planejamento da produção 2 CONTEXTUALIZAÇÃO SOPA DE LETRINHAS 60 Bill of materials automatizada BOM Sales & Operations Planning Evolução dos computadores Material Requirements Planning II - Manufacturing Resource Planning ERP - Enterprise Resource Planning BOM II BOM Escopo ERP II BOM Rough Cut Capacity Plan Capacity Requirements Planning Purchasing RCCP CRP PUR S&OP MPS SFC II Shop Floor Control Master Plan Schedule Manufacturing Resource Planning Material Requirement Planning 3 4

2 S&OP estratégias QUE É PLANEJAMENTO-MESTRE? orçamento plano de vendas agregado plano de produção agregado Gestão de de Demanda lista de recursos, tempos Comando centros produtivos, roteiros, tempos Motor RCCP CRP CRP MPS plano mestre de produção plano detalhado de materiais e capacidade política de estoques estruturas, parâmetros posição de estoques Planejamento-mestre é um plano operacional, parte de um plano amplo e abrangente, que é o plano de vendas e operações e consequencia do planejamento agregado. Programa-mestre é uma declaração de quantidades que dirigem os sistemas de gestão detalhada de materiais e capacidade. Compras SFC Rodas programa de fornecedores programa detalhado de produção 5 6 DEMANDA Independente e dependente Independente - impossível de se calcular com exatidão; são utilizadas técnicas de previsão para se estimar o seu tamanho. Ex. Demanda de gasolina numa empresa de transportes Dependente - Pode ser calculada à partir de um evento, como o planejamento mestre da produção. Ex. Quantidades de pneus para se produzir o modelo T %# 90%# 80%# 70%# 60%# 50%# 40%# 30%# 20%# 10%# 0%# MODIFICAR O MPS?? Previsão# Pedido#Firme# 1# 2# 3# 4# 5# 6# 7 8

3 QUESTÕES-CHAVE A SEREM ANALISADAS PARA DECIDIR MODIFICAR O MPS ÁRVORE OU ESTRUTURA DO PRODUTO Lapiseira A demanda realmente mudou? Qual o impacto da mudança no plano de vendas e operações? Há capacidade suficiente para suportar a alteração? Há materiais suficientes para suportar a alteração? Quais são os riscos e custos envolvidos na mudança? Plástico Corpo externo Corante Fio de borracha Presilha Ponteira Tampa Capa da Interno 4x Grafite Mola Corpo do Suporte Capa s 9 10 EXPLOSÃO DAS NECESSIDADES BRUTAS EXPLOSÃO DAS NECESSIDADES BRUTAS 0 Lapiseira A representação em árvore auxilia a reponder duas questões críticas: Corpo externo Presilha Ponteira Tampa O que produzir? Quanto comprar? Capa da Interno 4x Grafite 4000 Plástico Corante Fio de borracha Mola Corpo do Suporte Capa s

4 Incluindo a consideração dos lead-times CÁLCULO DAS NECESSIDADES LÍQUIDAS REGISTRO BÁSICO DO MPS O MPS DIRIGE O Lapiseira P Planejamento agregado Pedidos em carteira Demanda Total Estoque projetado disponível Disponível para promessa Programa mestre de produção - MPS Informação enviada à produção - entrada do 15 16

5 ÁRVORE OU ESTRUTURA DO PRODUTO Plástico Corpo externo Corante Fio de borracha Lapiseira Presilha Ponteira Tampa Capa da Interno 4x Grafite Interno Estoque Projetado 380 Mola Corpo do Suporte Capa s Interno Estoque Projetado Interno Estoque Projetado

6 Interno Interno Interno Interno

7 ÁRVORE OU ESTRUTURA DO PRODUTO Interno Plástico Corpo externo Corante Fio de borracha Lapiseira Presilha Ponteira Tampa Capa da Interno 4x Grafite Mola Corpo do Suporte Capa s ( Interno) ( Interno) s - Lote = ; LT =1; ES = 200; Estoque Projetado s - Lote = ; LT =1; ES = 200; Estoque Projetado

8 ( Interno) ( Interno) s - Lote = ; LT =1; ES = 200; Estoque Projetado s - Lote = ; LT =1; ES = 200; Estoque Projetado ( Interno) ( Interno) s - Lote = ; LT =1; ES = 200; Estoque Projetado s - Lote = ; LT =1; ES = 200; Estoque Projetado

9 USO DOS SISTEMAS DE Material Requirement Planning Comprometimento da alta direção da empresa Treinamento intensivo e contínuo Gerenciamento adequado do processo de implementação "Você pode ter o Modelo T em qualquer cor, desde que seja preta." Henry Ford 33 DISCUSSÃO 34 EXERCÍCIO Automóvel Alguns autores, como o professor Laurence Wolsey*, argumentam que o é basicamente um método heurístico e que melhores planos de produção podem ser obtidos através de métodos mais refinados, como programação matemática. Ele também diz que o uso de heurísticas foram necessárias no passado devido à falta de recursos computacionais, e não o são mais hoje em dia. Direção Hidráulica - 30% Ar Condicionado Direção Hidráulica - 30% Ar Condicionado Air Bag Direção Hidráulica - 30% Ar Condicionado Air Bag MP3 Cinza - 10% Branco - 20% Verde - 10% Vermelho - 10% Preto - 30% Azul com bolinhas vermelhas - 0% Motor - LT 4 Semanas Opcionais - LT 3 Semanas Direção Hidráulica - 10% Carroceria - Cores - LT 2 Semanas 5x Azul - 20% 1.8 Flex - 20% Transmissão Pneus 1.4 Flex - 20% 1.0 Flex - 40% 1.0 Gas - 20% Direção ES Tipo 120 Múltiplo 120 Ar 30 Mínimo Flex 125 Múltiplo 30 Carrocerias -- Múltiplo de 40 Vidros 300 Mínimo de 450 Vidros * Professor, Université catholique de Louvain. Ph.D. (Matemática), Massachusetts Institute of Technology, (Automóvel)

MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais)

MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais) MRP MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais) Questões-chaves O Que é MRP? MRP quer dizer planejamento das necessidades de materiais, que são sistemas de demanda dependentes,

Leia mais

ERP Entreprise Resource Planning. Fabiano Armellini

ERP Entreprise Resource Planning. Fabiano Armellini ERP Entreprise Resource Planning Fabiano Armellini Overview 1) Introdução 2) Histórico 2.1) MRP 2.2) MRP II 2.3) Do MRP II ao ERP 3) Módulos do ERP 3.1) Módulos de supply chain management 3.2) Módulos

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES. George Paulus Pereira Dias

GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES. George Paulus Pereira Dias GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES George Paulus Pereira Dias Agenda 1. Apresentação MRP 2. Estudo de Caso 3. Apresentação da Planilha 4. Primeira rodada de tomada de decisões 5. Próximos passos MRP - Planejamento

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES. George Paulus Pereira Dias

GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES. George Paulus Pereira Dias GESTÃO DA PRODUÇÃO E ESTOQUES George Paulus Pereira Dias George Paulus Pereira Dias paulus@proage.com.br 1998: Consultor em projetos na área de logística e planejamento com a utilização de técnicas de

Leia mais

MRP Planejamento das Necessidades de Materiais

MRP Planejamento das Necessidades de Materiais MRP Planejamento das Necessidades de Materiais Conceito Planejamento das necessidades de materiais. Utiliza-se dos pedidos em previsões de pedidos que a carteira, assim como empresa acha que irá receber.

Leia mais

MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP. MRP Material Requirement Planning. MRP II Manufacturing Resources Planning

MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP. MRP Material Requirement Planning. MRP II Manufacturing Resources Planning MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP MRP Material Requirement Planning MRP II Manufacturing Resources Planning ERP Enterprise Resource Planning 1 O MRP é um software que auxilia

Leia mais

Cálculo de necessidades de materiais MRP

Cálculo de necessidades de materiais MRP Cálculo de necessidades de materiais MRP 77 MRP Conceitos, definições e Variáveis Plano Mestre de Produção MPS Estrutura do Produto EP Estoques Planejamento das necessidades de materiais MRP Emissão de

Leia mais

5.4 Manufacturing Resources Planning

5.4 Manufacturing Resources Planning 5.4 Manufacturing Resources Planning 5.4 Manufacturing Resources Planning O Planejamento dos Recursos de Manufatura (Manufacturing Resourdes Panning, em inglês, ou MRP II) representa um esforço para expandir

Leia mais

1. Introdução. 1.1. A história do ERP

1. Introdução. 1.1. A história do ERP 1. Introdução Podemos definir os sistemas ERP como sistemas de informação integrados na forma de um pacote de software que tem a finalidade de dar suporte à maioria das operações de uma organização. A

Leia mais

MRP - MATERIAL REQUERIMENT PLANNING (PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE MATERIAS)

MRP - MATERIAL REQUERIMENT PLANNING (PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE MATERIAS) MRP - MATERIAL REQUERIMENT PLANNING (PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE MATERIAS) SILVA M. C. Melo. UFSe (2001) MRP e MRP II O objetivo do conteúdo dessas aulas é enfocar os sistemas MRP e MRPII no processo

Leia mais

04/09/2013. Sistemas de Informação. Markoni Heringer. Módulo 7. ERP Sistemas Integrados de Gestão

04/09/2013. Sistemas de Informação. Markoni Heringer. Módulo 7. ERP Sistemas Integrados de Gestão Sistemas de Informação Markoni Heringer 2013 Módulo 7 ERP Sistemas Integrados de Gestão 1 Algumas considerações iniciais Estoque e Gerenciamento de Materiais O gerenciamento de estoques torna-se cada vez

Leia mais

Sistemas de produção MRP & MRP II

Sistemas de produção MRP & MRP II Anais de Trabalhos Premiados Sistemas de produção MRP & MRP II Christian Botelho Lopes (Mecatrônica Industrial FATEC - Garça/SP) Email: christian.bl@hotmail.com Renan Henrique da Silva (Mecatrônica Industrial

Leia mais

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos JOGO DA CERVEJA Experimento 3: Abordagem gerencial hierárquica e centralizada Planejamento Integrado e Nivelado de todos os Estágios de Produção e Distribuição JOGO DA CERVEJA Experimento e 3: Integrando

Leia mais

ENTERPRISE RESOURCE PLANNING (ERP)

ENTERPRISE RESOURCE PLANNING (ERP) ENTERPRISE RESOURCE PLANNING (ERP) Um sistema ERP Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa) é um pacote de software que tem por finalidade organizar, padronizar e integrar as

Leia mais

Fascículo 3 MRP e MRPII

Fascículo 3 MRP e MRPII Fascículo 3 MRP e MRPII Após a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos da América passaram por um longo período de crescimento, uma vez que tomaram a responsabilidade pela reconstrução de muitos países

Leia mais

MS715 Planejamento, Programação e Controle da Produção

MS715 Planejamento, Programação e Controle da Produção DISCIPLINA: (considerando que Gestão de Materiais será tratada em outra disciplina - se não, sugere-se uma seção sobre o tema baseada no Capítulo 2 do livro de Corrêa, Gianesi e Caon, 2.001) PROFESSOR:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM MBA GERÊNCIA DA PRODUÇÃO ROBERTO EDER BROLESE

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM MBA GERÊNCIA DA PRODUÇÃO ROBERTO EDER BROLESE UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM MBA GERÊNCIA DA PRODUÇÃO ROBERTO EDER BROLESE APRESENTAÇÃO DE UM MODELO DE PROGRAMAÇÃO, PLANEJAMENTO E CONTROLE

Leia mais

Conceitos Básicos de Gestão de Estoques

Conceitos Básicos de Gestão de Estoques Conceitos Básicos de Gestão de Estoques 45 Conceitos básicos de estoque Estoques: acúmulo de de recursos materiais em em um um sistema de de transformação Fase 1 estoque Fase 2 chuvas sazonais máquina

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

MRP COMO FERRAMENTA DE CONTROLE E PLANEJAMENTO

MRP COMO FERRAMENTA DE CONTROLE E PLANEJAMENTO MRP COMO FERRAMENTA DE CONTROLE E PLANEJAMENTO Augusto Cesar Giampietro, Unisalesiano de Lins, e-mail: guto.mkt@gmail.com Bruno Bodoia, Unisalesiano de Lins, e-mail: bruno.bodoia@bertin.com.br Carlos Silva,

Leia mais

Gestão de Estoques - Premissas. Pleno atendimento Máxima eficiência Menor custo Maior giro possível para o capital investido

Gestão de Estoques - Premissas. Pleno atendimento Máxima eficiência Menor custo Maior giro possível para o capital investido Gestão de Estoques - Premissas Pleno atendimento Máxima eficiência Menor custo Maior giro possível para o capital investido EQUILÍBRIO ENTRE ESTOQUE E CONSUMO Paulo Gadas JUNHO-14 1 Gestão de Estoques

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS Unidades 04 Sistemas de Análise Gestão de Estoques Gráficos de Estoques Custos de Estocagem Análise de Valor 1 SISTEMA DE ANÁLISE Fazer & Comprar As perguntas

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO

PROGRAMA DE TREINAMENTO Jogo de Empresa POLITRON Tutorial para Uso da Planilha PROGRAMA DE TREINAMENTO EM MRP II Tutorial para o uso da Planilha do POLITRON Direitos Reservados - Reprodução Proibida Janeiro/2001 Versão Demonstrativa

Leia mais

Programação)e)Organização)da) Produção)

Programação)e)Organização)da) Produção) Programação)e)Organização)da) Produção) Prof.)Fernando)Deschamps) fernando.deschamps@ufpr.br) Planejamento)e)Organização)da)Produção) PLANO&MESTRE&DE&PRODUÇÃO& (PMP)& Bibliografia)recomendada) TUBINO,)D.F.)

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS Unidades 04 Sistemas de Análise Gestão de Estoques Gráficos de Estoques Custos de Estocagem Análise de Valor SISTEMA DE ANÁLISE As perguntas que devem

Leia mais

De onde vieram e para onde vão os sistemas integrados de gestao ERP

De onde vieram e para onde vão os sistemas integrados de gestao ERP Artigo 02 De onde vieram e para onde vão os sistemas integrados de gestao ERP Este documento faz parte do material que compõe o livro: Planejamento, Programação e Controle da Produção MRP II / ERP: Conceitos,

Leia mais

MRP / MRP II MRP / MRP II

MRP / MRP II MRP / MRP II MRP = Material Requirement Planning (planejamento das necessidades de materiais) Surgiu da necessidade de se planejar o atendimento da demanda dependente (que decorre da independente) Lista de material

Leia mais

UMC/EPN 2013 - Sistemas de Informações Aula 02. Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios

UMC/EPN 2013 - Sistemas de Informações Aula 02. Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios Organização Sistemasde Informação Tecnologiada informação Gerenciamento Maio / 2013 31 Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva

Leia mais

Advanced Planning and Scheduling

Advanced Planning and Scheduling Advanced Planning and Scheduling Por Soraya Oliveira e Raquel Flexa A importância do planejamento Uma cadeia de suprimentos é composta por diversos elos conectados que realizam diferentes processos e atividades

Leia mais

12/02/2009. Planejamento e Controle da Produção. MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção

12/02/2009. Planejamento e Controle da Produção. MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de PCP É a função da administração que planeja, dirige e controla o suprimento de material e as atividades de processamento de

Leia mais

jul-09 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes

jul-09 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes 1 Referências Bibliográficas apoio jul-09 2 Referências Bibliográficas apoio jul-09 3 Virtual Empreendimentos Competências Chaves I) COMPETENCIA EMPRESARIAL = espírito empreendedor: ousadia, disposição

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística Sistemas de Informação Sistemas de informação ERP - CRM O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para

Leia mais

O Uso de Sistemas ERP no Processo de Gestão de Demanda em Ambientes Make-to-Stock

O Uso de Sistemas ERP no Processo de Gestão de Demanda em Ambientes Make-to-Stock O Uso de Sistemas ERP no Processo de Gestão de Demanda em Ambientes Make-to-Stock MsC. Rodrigo Cambiaghi Azevedo (EESC/USP) roazevedo@dc.com Profa. Dra. Daisy do Nascimento Rebelatto (EESC/USP) daisy@prod.eesc.usp.br

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

O SISTEMA LEGADO DE PRODUÇÃO DA FIAT AUTOMÓVEIS

O SISTEMA LEGADO DE PRODUÇÃO DA FIAT AUTOMÓVEIS ! "#$ " %'&)(*&)+,.- /10.2*&4365879&4/1:.+58;.2*=?5.@A2*3B;.- C)D 5.,.5FE)5.G.+ &4- (IHJ&?,.+ /?=)5.KA:.+5MLN&OHJ5F&4E)2*EOHJ&)(IHJ/)G.- D - ;./);.& O SISTEMA LEGADO DE PRODUÇÃO DA FIAT AUTOMÓVEIS

Leia mais

Prof. Me. Vítor Hugo Dias da Silva

Prof. Me. Vítor Hugo Dias da Silva Prof. Me. Vítor Hugo Dias da Silva Programação e Controle da Produção é um conjunto de funções inter-relacionadas que objetivam comandar o processo produtivo e coordená-lo com os demais setores administrativos

Leia mais

Sistemas de Administração e Gestão da Produção

Sistemas de Administração e Gestão da Produção Sistemas de Administração e Gestão da Produção Izabel Cristina Zattar izabelzattar@netvision.com.br www.grima.ufsc.br/izabel/index.html Os 3 Grandes Níveis do Planejamento Horizonte de detalhamento Diário/Semanal

Leia mais

N= D. LT_prod. (1+Seg) + D. LT_entr. (1+Seg)

N= D. LT_prod. (1+Seg) + D. LT_entr. (1+Seg) Os parametros para o cálculo são : Demanda diária (D) Qtde. de peças por KANBAN (Q) Lead time de produção (LT_Prod) Lead time de entrega (LT_entr) Segurança (margem) definida (Seg) Sendo: N= D. LT_prod.

Leia mais

Este capítulo objetiva apresentar alguns Sistemas Produtivos Industriais: Planejamento das Necessidades de Materiais (MRP); Planejamento dos

Este capítulo objetiva apresentar alguns Sistemas Produtivos Industriais: Planejamento das Necessidades de Materiais (MRP); Planejamento dos Capítulo 8 Sistemas Produtivos Industriais Este capítulo objetiva apresentar alguns Sistemas Produtivos Industriais: Planejamento das Necessidades de Materiais (MRP); Planejamento dos Recursos de Manufatura

Leia mais

Prof. Msc. Marco Aurélio

Prof. Msc. Marco Aurélio Curso: Administração Disciplina: Administração da Produção MRP MATERIAL REQUERIMENTS PLANNING Prof. Msc. Marco Aurélio Data: 05/03/2012 A históriado MRP começacom o episódiobíblicodaarcade Noé. DEUS DISSE

Leia mais

MRP - Material Requirement Planning

MRP - Material Requirement Planning MS715 - Planejamento e Controle da Produção Prof. Moretti MRP - Material Requirement Planning Planejamento das Necessidades de Materiais( do inglês, MRP = Material Requirement Planning) é uma técnica a

Leia mais

Cap. 11 Programando o suprimento. André Jun Nishizawa

Cap. 11 Programando o suprimento. André Jun Nishizawa Cap. 11 Programando o suprimento Planejando com o ERP Uma vez que a demanda foi prevista, precisamos descobrir a maneira mais lucrativa de satisfazêla; Vamos ver como utilizar ERP APS Modelos de simulação

Leia mais

Aumento da eficiência na programação do sistema de produção em moinho de trigo

Aumento da eficiência na programação do sistema de produção em moinho de trigo Aumento da eficiência na programação do sistema de produção em moinho de trigo Maico Jeferson de Oliveira (UTFPR) maico@agraria.com.br Kazuo Hatakeyama (UTFPR) hatakeyama@pg.cefetpr.br Luiz Alberto Pilatti

Leia mais

Curso: Administração Prof. Sandro da Silva Pinto Disciplina: Administração da Produção I Slides Lins, SP, agosto de 2015

Curso: Administração Prof. Sandro da Silva Pinto Disciplina: Administração da Produção I Slides Lins, SP, agosto de 2015 Curso: Administração Prof. Sandro da Silva Pinto Disciplina: Administração da Produção I Slides Lins, SP, agosto de 2015 Objetivos da Disciplina - Fornecer o conhecimento necessário sobre os modelos e

Leia mais

Unidade II GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha

Unidade II GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha Unidade II GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA Prof. Léo Noronha Após a Segunda Guerra Mundial: Estados Unidos da América passaram por um longo período de crescimento. Responsáveis pela reconstrução de muitos

Leia mais

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi Marketing Prof. Angelo Polizzi Gestão de Produção Gestão de Produção Objetivos: Mostrar que produtos (bens e serviços) consumidos, são produzidos em uma ordem lógica, evitando a perda ou falta de insumos

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA

OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA OTIMIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO E SEQUENCIAMENTO DA PRODUÇÃO EM UM TRATAMENTO TÉRMICO COM A UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE CAPACIDADE FINITA Izabel C. Zattar, Carlos M. Sacchelli, M. Eng. Instituto Superior de Tecnologia

Leia mais

Aula 06 PPCP ABERTURA

Aula 06 PPCP ABERTURA ABERTURA DISCIPLINA: PLANEJAMENTO, PROGRAMAÇÃO E CONTROLE DA PRODUÇÃO CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PERÍODO LETIVO: 1 SEM/2015 SÉRIE: 6ª e 7ª Série PROFESSOR: Ivan Godoi Aula 06 DISCIPLINA CONTATO: ivan_godoi@aedu.com

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA A LOGÍSTICA

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA A LOGÍSTICA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA A LOGÍSTICA A Tecnologia da Informação, também conhecida pela sigla TI, dedica-se ao gerenciamento, criação e sustentação da informação, utilizando-se de hardwares e softwares

Leia mais

Sumário. 1.3 Identificação dos principais autores em PCR, 15. 1.4 Questões, 15

Sumário. 1.3 Identificação dos principais autores em PCR, 15. 1.4 Questões, 15 Sumário Apresentação, xiii 1 Definições e Conceitos Fundamentais, l 1.1 Sistemas de produção: conceituação, evolução e algumas importantes classificações, l 1.2 O Planejamento e Controle da Produção (PCP),

Leia mais

Universidade Federal de Goiás UFG Campus Catalão CAC Departamento de Engenharia de Produção. Sistemas ERP. PCP 3 - Professor Muris Lage Junior

Universidade Federal de Goiás UFG Campus Catalão CAC Departamento de Engenharia de Produção. Sistemas ERP. PCP 3 - Professor Muris Lage Junior Sistemas ERP Introdução Sucesso para algumas empresas: acessar informações de forma rápida e confiável responder eficientemente ao mercado consumidor Conseguir não é tarefa simples Isso se deve ao fato

Leia mais

ANÁLISE DAS ATIVIDADES DE PCP EM UMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA DO CENTRO OESTE MINEIRO

ANÁLISE DAS ATIVIDADES DE PCP EM UMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA DO CENTRO OESTE MINEIRO 1 ANÁLISE DAS ATIVIDADES DE PCP EM UMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA DO CENTRO OESTE MINEIRO Thaís Teófilo Morais Bacharel em Engenharia de Produção pelo UNIFOR-MG E-mail: thaisteofilo_lp@hotmail.com Samuel de

Leia mais

Ferramentas de Gestão

Ferramentas de Gestão Curso de Especialização em Gestão Empresarial (MBA Executivo Turma 12) Disciplina: Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Dr. Álvaro José Periotto Ferramentas de Gestão Sis x Eficiência No sistema integrado

Leia mais

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005 Modelo de integração de sistemas de gestão erp com a produção lexandre ugusto Massote (FEI) massote@fei.edu.br Guilherme Braga guiar De Maria (FEI) guibraga@terra.com.br Vanessa Takagochi (FEI) vanessa_takagochi@yahoo.com.br

Leia mais

MRP II. Planejamento e Controle da Produção 3 professor Muris Lage Junior

MRP II. Planejamento e Controle da Produção 3 professor Muris Lage Junior MRP II Introdução A lógica de cálculo das necessidades é conhecida há muito tempo Porém só pode ser utilizada na prática em situações mais complexas a partir dos anos 60 A partir de meados da década de

Leia mais

LOGÍSTICA GLOBAL. Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP.

LOGÍSTICA GLOBAL. Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP. LOGÍSTICA GLOBAL Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP. EDI Intercâmbio Eletrônico de Dados Introdução O atual cenário econômico é marcado por: a) intensa competitividade, b) pela necessidade de rápida

Leia mais

MRP MRP. Módulo 5 MRP e JIT. Demanda de produtos e serviços. Fornecimento de produtos e serviços

MRP MRP. Módulo 5 MRP e JIT. Demanda de produtos e serviços. Fornecimento de produtos e serviços Módulo 5 MRP e JIT Adm Prod II 1 MRP Fornecimento de produtos e serviços Recursos de produção MRP Decisão de quantidade e momento do fluxo de materiais em condições de demanda dependente Demanda de produtos

Leia mais

Código da Disciplina: ENEX01427. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015

Código da Disciplina: ENEX01427. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Sistemas de Informação Disciplina: SISTEMAS DE GESTÃO DE FINANÇAS E CUSTOS Etapa: 07 Carga horária: 68 Teóricas, 0 Práticas, 0 EaD Ementa:

Leia mais

3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1)

3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1) 3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1) Neste ponto, são abordados os módulos de planeamento da produção do software BaaN. Este software dispõe dos seguintes três módulos complementares de planeamento: MPS

Leia mais

A introdução de ferramentas APS nos sistemas de Planejamento, Programação e Controle da Produção

A introdução de ferramentas APS nos sistemas de Planejamento, Programação e Controle da Produção A introdução de ferramentas APS nos sistemas de Planejamento, Programação e Controle da Produção Cristhiano Stefani Faé (UFRGS) fae@producao.ufrgs.br Alexandre Erhart (UFRGS) erhart@producao.ufrgs.br Resumo

Leia mais

Serviço Público Federal Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Pró-Reitoria de Ensino RESOLUÇÃO Nº 0022/2012

Serviço Público Federal Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Pró-Reitoria de Ensino RESOLUÇÃO Nº 0022/2012 Serviço Público Federal Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Pró-Reitoria de Ensino RESOLUÇÃO Nº 0022/2012 O Pró-Reitor de Ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini. E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini. E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br GESTÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ERP 2 ERP Planejamento dos Recursos da Empresa 3 CONCEITO DE

Leia mais

RENAULT LOGAN. nunca foi TãO fácil TeR UM GRAnde CARRO.

RENAULT LOGAN. nunca foi TãO fácil TeR UM GRAnde CARRO. RENAULT LOGAN RENAULT LOGAN. nunca foi TãO fácil TeR UM GRAnde CARRO. GARANTIA ANOS Único veículo da categoria com garantia total de 3 anos. MAIs EspAçO E MAIs vantagens para você. SUCESSO NO MUNDO TODO,

Leia mais

C O L É G I O I N T E G R A D O D I A D E M A Rua Washington Luiz, 566/574 Pq. 7 de Setembro Diadema SP CEP 09910-190 Fone: 4057 3003 e Fax: 4054 2929

C O L É G I O I N T E G R A D O D I A D E M A Rua Washington Luiz, 566/574 Pq. 7 de Setembro Diadema SP CEP 09910-190 Fone: 4057 3003 e Fax: 4054 2929 6º ANO 2015 01 agenda escolar a ser comprada na escola. Elaborada especialmente para o Integrado, seu uso é obrigatório. 01 caderno de capa dura espiral universitário de 10 matérias para as disciplinas

Leia mais

Introdução ao Sistema ERP

Introdução ao Sistema ERP Introdução ao Sistema ERP Parte 1- Introdução ao ERP - Benefícios básicos de um sistema ERP - Dificuldades de implantação - ERP e a realidade da pequena empresa brasileira Parte 2 Sistema Genesis-ERP da

Leia mais

O TRATAMENTO DA MANUFATURA NOS SISTEMAS ERP.

O TRATAMENTO DA MANUFATURA NOS SISTEMAS ERP. O TRATAMENTO DA MANUFATURA NOS SISTEMAS ERP. Prof Dr Paulino Graciano Francischini Departamento de Engenharia de Produção Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Av. Prof. Almeida Prado 128 São

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO Por: Fábio Rodrigo Silva de Souza Orientador Prof. Jorge Tadeu Vieira Lourenço Rio de

Leia mais

O ERP como um recurso na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos

O ERP como um recurso na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos 1 Roberto Cezar Datrino 1 O ERP como um recurso na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Recebido em: 10/10/2012 - Aprovado em: 15/11/2012 - Disponibilizado em: 26/12/2012 Resumo A proposta desse

Leia mais

GESTÃO DE MATERIAIS. Eng. Liane Freitas, MsC.

GESTÃO DE MATERIAIS. Eng. Liane Freitas, MsC. GESTÃO DE MATERIAIS Eng. Liane Freitas, MsC. O que será visto neste capítulo? 1 A natureza e a função dos estoques 2 Métodos de gestão dos estoques Método LEC Método ABC Método de revisão contínua e periódica

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Engenharia Licenciatura Engenharia e Gestão Industrial Unidade Curricular GESTÃO DA PRODUÇÃO Semestre: 5 Nº ECTS: 6, Regente João Paulo Oliveira Pinto Assistente

Leia mais

white paper Roadmap para o S&OP Colaborativo e Planejamento de produtos configurados Versão: 2.2 Outubro de 2013

white paper Roadmap para o S&OP Colaborativo e Planejamento de produtos configurados Versão: 2.2 Outubro de 2013 white paper Roadmap para o S&OP Colaborativo e Planejamento de produtos configurados Versão: 2.2 Outubro de 2013 Preparado por: Carlos E. Panitz, MSc. carlos.panitz@ve3.com.br 1 Sumário Colaboração interna

Leia mais

MRP e CRP MANUAL DE TREINAMENTO

MRP e CRP MANUAL DE TREINAMENTO MRP e CRP MANUAL DE TREINAMENTO 70-2811A MFG/PRO Versão eb Banco de dados: Demo Março de 2001 Este documento contém informações patenteadas protegidas por leis de direitos autorais. Nenhuma parte deste

Leia mais

Cap. III GESTÃO DE ESTOQUE

Cap. III GESTÃO DE ESTOQUE Cap. III GESTÃO DE ESTOQUE Nos anos 80 muitas empresas tiveram problemas estratégicos sérios por acharem que deveriam, a todo o custo, BAIXAR A ZERO seus estoques, seduzidas por uma leitura equivocada

Leia mais

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015 Sistemas de Administração da Produção Segundo Giannesi & Correia (1993) A sobrevivência e o sucesso das organizações dependem da eficiência com a qual produz seus bens e serviços, sendo os custos determinante

Leia mais

ERP Enterprise Resource Planning

ERP Enterprise Resource Planning ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Evolução dos SI s CRM OPERACIONAL TÁTICO OPERACIONAL ESTRATÉGICO TÁTICO ESTRATÉGICO OPERACIONAL TÁTICO ESTRATÉGICO SIT SIG SAE SAD ES EIS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERALDO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

UNIVERSIDADE FEDERALDO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UNIVERSIDADE FEDERALDO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS SISTEMAS AVANÇADOS DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO UMA APLICAÇÃO NA

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03) 1 ERP Sistema para gestão dos recursos administrativos-financeiros,

Leia mais

PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA ERP EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA

PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA ERP EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA ANDRE YUGO HIGASHINO PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA ERP EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA Trabalho de Formatura apresentado à Escola Politécnica da Universidade de São Paulo para obtenção do Diploma

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA MRP II EM UMA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO NOROESTE DO PARANÁ

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA MRP II EM UMA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO NOROESTE DO PARANÁ IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA MRP II EM UMA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO NOROESTE DO PARANÁ SYSTEM MRP II IMPLANTATION IN A FOOD INDUSTRY IN NORTHWEST OF PARANÁ Fernando Castro Vieira Filho 1 Gerusa de Oliveira

Leia mais

FUNDAMENTOS E ESTRATÉGIA DE IMPLANTAÇÃO PLM DE IMPLANTAÇÃO PLM

FUNDAMENTOS E ESTRATÉGIA DE IMPLANTAÇÃO PLM DE IMPLANTAÇÃO PLM Seminário Internacional PRODUCT LIFECYCLE MANAGEMENT FUNDAMENTOS E ESTRATÉGIA DE IMPLANTAÇÃO PLM Darli Rodrigues Vieira Seminário Internacional PRODUCT LIFECYCLE MANAGEMENT FUNDAMENTOS E ESTRATÉGIA DE

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI 19/04 Recursos e Tecnologias dos Sistemas de Informação Turma: 01º semestre

Leia mais

MÓVEIS E ESPELHOS EM MDF - LAVATÓRIOS

MÓVEIS E ESPELHOS EM MDF - LAVATÓRIOS MÓVEIS E ESPELHOS EM MDF - LAVATÓRIOS s móveis s e lavatórios móveis e s Marco Corôa simples prateleiras com pedra com pedra iluminação halogéneo iluminação halogéneo código medida preço código medida

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI FABIO MATHEUS CONTROLE DE CUSTOS IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA ERP EM UMA CONSTRUTORA

UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI FABIO MATHEUS CONTROLE DE CUSTOS IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA ERP EM UMA CONSTRUTORA UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI FABIO MATHEUS CONTROLE DE CUSTOS IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA ERP EM UMA CONSTRUTORA SÃO PAULO 2006 FABIO MATHEUS 2 CONTROLE DE CUSTOS IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA ERP EM UMA CONSTRUTORA

Leia mais

Valter Venturelli Controller Zen. www.otm.com.br

Valter Venturelli Controller Zen. www.otm.com.br Valter Venturelli Controller Zen Local: Brusque Santa Catarina Brasil Infraestrutura: 32.000 m² 1.100 empregados (jan.2012) Produção: 20,1 milhões de produtos e componentes (2011) Transformar metais em

Leia mais

PROJETO DE UM JOGO DE EMPRESAS PARA A GESTÃO INTEGRADA DA PRODUÇÃO

PROJETO DE UM JOGO DE EMPRESAS PARA A GESTÃO INTEGRADA DA PRODUÇÃO PROJETO DE UM JOGO DE EMPRESAS PARA A GESTÃO INTEGRADA DA PRODUÇÃO GUSTAVO LOPES OLIVARES UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE FLUMINENSE UENF CAMPOS DOS GOYTACAZES RJ MAIO 2003 ii PROJETO DE UM JOGO DE EMPRESAS

Leia mais

Gestão das Operações. Módulo 6 Gestão de stocks consumo dependente (MRP) 6-1

Gestão das Operações. Módulo 6 Gestão de stocks consumo dependente (MRP) 6-1 Gestão das Operações Módulo 6 Gestão de stocks consumo dependente (MRP) 6-1 Sumário 1. Requisitos do modelo de gestão de stocks de materiais com consumo dependente 2. O processo de planeamento da produção

Leia mais

ENTERPRISE RESOURCES PLANNING: EVOLUÇÃO, CONCEITOS E ESTRUTURA

ENTERPRISE RESOURCES PLANNING: EVOLUÇÃO, CONCEITOS E ESTRUTURA ENTERPRISE RESOURCES PLANNING: EVOLUÇÃO, CONCEITOS E ESTRUTURA Fernando Roquete Universidade de São Paulo-Escola de Engenharia de São Carlos-USP/EESC Ethel Cristina Chiari da Silva Universidade de Ribeirão

Leia mais

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP) Sorocaba 2011 PLANEJAMENTO 1

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP) Sorocaba 2011 PLANEJAMENTO 1 PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP) Sorocaba 2011 PLANEJAMENTO 1 Alunos: Alexandre Crepaldi Celso Tomazini Francine Lemes Márcio Bernardo Tábata Cristina Tiago Tezzotto Tied Humberto Oliveira Nakahara

Leia mais

Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica

Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica Entenda como o automóvel funciona passando por sua evolução, motor, injeção eletrônica, sistemas auxiliares, segurança, transmissão,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS RODRIGO OLIVEIRA PIERITZ

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS RODRIGO OLIVEIRA PIERITZ UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS RODRIGO OLIVEIRA PIERITZ APLICAÇÃO PRÁTICA DOS SISTEMAS APS: UM ESTUDO DE CASO

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

ANDRÉ CHICARELLI BALIEIRO JOANA RODRIGUES DA SILVEIRA PRISCILA GONÇALVES DE TOLEDO

ANDRÉ CHICARELLI BALIEIRO JOANA RODRIGUES DA SILVEIRA PRISCILA GONÇALVES DE TOLEDO FUNDAÇÃO DE ENSINO EURÍPIDES SOARES DA ROCHA CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA UNIVEM FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS ANDRÉ CHICARELLI BALIEIRO JOANA RODRIGUES DA SILVEIRA PRISCILA GONÇALVES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO METODOLOGIA PARA AVALIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE UMA CAMADA DE CONHECIMENTO BASEADA EM PROTOTIPAGEM EM EMPRESAS QUE

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS CLÉRISSON TANK

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS CLÉRISSON TANK UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS CLÉRISSON TANK INTEGRAÇÃO DO PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO E MATERIAIS COM ÊNFASE EM

Leia mais

NOVO RENAULT LOGAN. NUNCA FOI TÃO FÁCIL TER UM GRANDE CARRO.

NOVO RENAULT LOGAN. NUNCA FOI TÃO FÁCIL TER UM GRANDE CARRO. NOVO RENAULT LOGAN NOVO RENAULT LOGAN. NUNCA FOI TÃO FÁCIL TER UM GRANDE CARRO. GARANTIA ANOS Único veículo da categoria com garantia total de 3 anos. MAIS ESPAÇO e mais vantagens PARA VOCÊ. SUCESSO NO

Leia mais

COLÉGIO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS EDUCAR É SAGRADO. Avenida Vila Rica nº 587 - Bairro: Inconfidentes Contagem MG www.colegiosagradocoracao.

COLÉGIO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS EDUCAR É SAGRADO. Avenida Vila Rica nº 587 - Bairro: Inconfidentes Contagem MG www.colegiosagradocoracao. 1º ANO 08 CADERNOS GRANDES CAPA DURA, COM PAUTA (NUMERADO E MARGEADO 1/2/3) PARA AS DISCIPLINAS PORTUGUÊS, MATEMÁTICA, CIÊNCIAS, HISTÓRIA/GEOGRAFIA, GRUPOS ORTOGRÁFICOS, INGLÊS/CIDADANIA, PRODUÇÃO DE TEXTOS/BIBLIOTECA

Leia mais

XLVII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL

XLVII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE Debora Jaensch Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

Leia mais