UTL Faculdade de Motricidade Humana. Mestrado em Reabilitação Psicomotora. Estágio CERCI Lisboa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UTL Faculdade de Motricidade Humana. Mestrado em Reabilitação Psicomotora. Estágio CERCI Lisboa"

Transcrição

1 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 16/11/2011 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S.C. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmntl Ritul Os clints vm Aumntr -cumprir s A C.M. não foi. O ntrd s sntr no cis d tolrânci rgrs s S.C. fz ul com Socil piscin t qu lhs tmpos orns; o outro grupo. dê prmissão pr spr. -ntrr sm ntrr n águ. Cumprir rgrs. rcuss ou hsitçõs. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 8 min. Todos rlizrm vrticis ndr, ctivção grl ctivid sm os xrcícios sm Comportmnto corrr pois d puss; dificulds. dpttivo pulr. muscultur. -Molhr-s té Apns o L.V. s Trblhr os ombros. prsntv mlhorr bstnt

2 postur distrído não corrct ns concluí os slocçõs xrcícios. vrticis. Activid 1 Os clints colocm Dsnvolvr Esprgut Rforço vrbl -Rlizr 10 min. Er ncssário um sprgut no técnic Apoio físico ctivid sm um constnt Comportmnto mio ds prns slocção mínimo. puss; jud vrbl pr dpttivo fzr slocçõs vrticl Dmonstrção. -Rlizr os clints vrticis té o slocção imrsão totl squncilizrm outro ldo d horizontl com do corpo. os movimntos. piscin ndr, jud físic. A A.S. L.V rlizndo imrsão. Trblhr ncssitrm técnic jud físic pr imrsão. s quilibrrm. Activid 2 Os clints grrm Trblhr Esprgut Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. A A.E. consgui o sprgut com s btimnto Apoio físico ctivid sm rlizr Comportmnto dus mãos fzm prns puss; rptição dptivo slocção crwl. -Rlizr sozinh, ms horizontl com xtnsão com mis um btimnto complt ds sprgut( n prns. Qum prns; cintur). O L.V.

3 consguir rliz -Fzr não rlizou tmbém rspirção btimnto tivid. A F.C. prns rlizou o ltrndo xrcício com ritmdo; jud físic -consguir vrbl. rlizr rspirção. Activid 3 Os clints colocm Trblhr Esprgut Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. A A.E. consgui o sprgut trás btimnto Ajud físic ctivid sm fzr sozinh, Comportmnto ds costs, modo prns m mord. puss; ms com jud dpttivo qu pss por bixo stilo costs -Rlizr físic dos brços. É pdido xtnsão mtril(um qu os clints complt ds sprgut à pssm à posição prns; volt d cintur). cúbito dorsl -Fzr A F.C. pns rlizm btimnto btimnto consgui fzr prns um prns o xrcício com ldo d piscin pr ltrndo jud físic. o outro. ritmdo. Qundo s snti com mis mdo

4 prtv s mãos os brços d técnic. O L.V. não rlizou o xrcicio. Rlxção Um clint it-s Promovr Ilh Rforço vrbl. Consguir 4 min O xrcício m cim d ilh, rlxção Ajud físic prmncr corru bm, sm Comportmnto nqunto outro musculr o à mord m cúbito nnhum dpttivo pux clmmnt. vont no dorsl. incint. A FC mio quático. monstrou Rlxção lgum insgurnç. Comportmntl Síd d Os clints vm Aumntr Rforço vrbl Não corru piscin sir pls scds, tolrânci à Ajud físic nnhum ssim trão águ n cr. comportmnto mrgulhr pr rlvnt. pssr pist m pist té s scds. Qundo chgr o cis vrá sprr

5 qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário.

6 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 22/11/2011 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Comportmntl Socil Comportmnto dpttivo Nom xrcício Ritul ntrd Aqucimnto Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério xito durção Obsrvção Os clints vm s sntr no cis d piscin t qu lhs dê prmissão pr ntrr n águ. Dslocçõs vrticis ndr, corrr pois pulr. Primiro ndr normlmnt pois ndr costs. Aumntr -cumprir s rgrs Todos tolrânci s orns; cumprirm s tmpos -ntrr sm rgrs. spr. rcuss ou Cumprir rgrs. hsitçõs. Promovr Rforço vrbl. ctivção grl d Dmonstrção muscultur. Trblhr mlhorr postur -Rlizr 10 min. A F.C., A.E. o S. ctivid sm xcutrm bm puss; o xrcício sm -Molhr-s té prcisrm os ombros. muit orintção. A C.M. mostrou-

7 corrct ns s contnt por slocçõs str n águ, vrticis. ms comçou pdir contcto prmnnt com stgiári, rcusndo lrgr lh s mãos. O L.V. mostrous pouco concntrdo n trf. Er ncssário grrr lh mão puxr por l, pois ou não s mxi ou voltv pr trás. Activid 1 Os clints grrm Trblhr Prnch Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Est ctivid prnch com s btimnto Apoio físico ctivid sm foi dptd. Comportmnto dus mãos fzm prns puss; O S. rlizou o

8 dptivo slocção crwl. -Rlizr xtnsão xrcício sm horizontl com complt ds jud btimnto prns; mtriis. prns. Qum -Fzr btimnto A A.E., F.C o consguir rliz prns L.V. itrm-s tmbém rspirção ltrndo no colchão ritmdo; -consguir rlizr rlizrm btimnto rspirção. prns o três juntos. N vz d C.M. foi utilizd um ilh pr dr suport. A clint mostrous rsistnt m subir pr ilh rlizr btimnto prns. Activid 2 Os clints colocm Trblhr Esprgut Rforço vrbl -Rlizr imrsão Est ctivid

9 o sprgut à su imrsão. Ajud vrbl totl; foi dptd. Comportmnto frnt mrgulhm Trblhr Ajud físic -Rlizr Utilizou-s um Adpttivo por bixo l. slocção slocção colchão, on os Num sgundo bixo bixo águ. clints trim momntos, os águ. pssr por clints mrgulhm bixo m sltndo por cim imrsão pr do sprgut. pssr por cim trim subir pr cim do colchão sguid mrgulhr. Mior prt dos clints tv dificulds ns dus vrsõs do xrcício. Rlxção Os clints colocm Promovr Esprgut Rforço vrbl. - Flutur pns 10 min. A C.M. não o sprgut trás rlxção Ajud físic com jud consguiu Comportmnto ds costs corporl. mord. mtril. rlxr, tlvz

10 dpttivo flutum. Dsnvolvr cpcid flutução porqu já s ncontrv com frio por str constntmnt m busc contcto com stgiári técnic. Tntv constntmnt grrr colocr-s o colo. A F.C. pdiu pr sir por tr ir o wc, di não tr xcutdo o xrcício. A A.E. rlizou o xrcício com técnic rsponsávl.

11 Comportmntl Síd d Os clints vm Aumntr Rforço vrbl piscin sir pls scds, cpcid Ajud físic ssim trão imrsão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário.

12 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 07/12/2011 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Comportmntl Socil Comportmnto dpttivo Nom xrcício Ritul ntrd Aqucimnto Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério xito durção Obsrvção Os clints vm s sntr no cis d piscin t qu lhs dê prmissão pr ntrr n águ. Dslocçõs vrticis ndr, corrr pois pulr. Primiro ndr normlmnt pois ndr costs. Aumntr -cumprir s rgrs Todos tolrânci s orns; cumprirm s tmpos -ntrr sm rgrs. spr. rcuss ou Cumprir rgrs. hsitçõs. Promovr Rforço vrbl. ctivção grl d Dmonstrção muscultur. Trblhr mlhorr postur -Rlizr 10 min. Corru conform ctivid sm o plndo puss; -Molhr-s té os ombros.

13 corrct ns slocçõs vrticis. Activid 1 Os clints grrm Trblhr Prnch Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. O S. rlizou o prnch com s btimnto Apoio físico ctivid sm xrcício com Comportmnto dus mãos fzm prns puss; prnch, dptivo slocção crwl. -Rlizr xtnsão nqunto os horizontl com complt ds rstnts btimnto prns; lmntos do prns. Qum -Fzr btimnto grupo utilizrm consguir rliz prns um ilh. A A.E. tmbém rspirção ltrndo C.M. ritmdo; ncssitrm -consguir rlizr um impulso rspirção. inicil pr obtr slocção. Activid 2 Os clints colocm Trblhr Esprgut Rforço vrbl -Rlizr imrsão Corru conform o sprgut à su imrsão. Ajud físic totl; o plndo. Ms Comportmnto frnt mrgulhm Trblhr -Rlizr r ncssário Adpttivo por bixo l. slocção slocção rlmbrr qu Num sgundo bixo bixo águ. r prciso

14 Rlxção Comportmnto dpttivo Comportmntl Síd d piscin momntos, os clints mrgulhm sltndo por cim do sprgut. Os clints colocm o sprgut trás ds costs flutum. Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário. águ. colocr o sprgut novo à frnt. Promovr Esprgut rlxção corporl. Dsnvolvr cpcid flutução Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl. - Flutur pns 10 min. A C.M. F.C. Ajud físic com jud não consguirm mord. mtril. rlxr, tinhm lgum rcio str n posição. Rforço vrbl Corru sm Ajud físic qulqur problm.

15 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 14/12/2011 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Comportmntl Socil Comportmnto dpttivo Nom xrcício Ritul ntrd Aqucimnto Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério xito durção Obsrvção Os clints vm s sntr no cis d piscin t qu lhs dê prmissão pr ntrr n águ. Dslocçõs vrticis ndr, corrr pois pulr. Primiro ndr normlmnt pois ndr costs. Activid 1 Os clints colocms prs frnt-- Aumntr tolrânci tmpos spr. Cumprir rgrs. Promovr ctivção grl d muscultur. Trblhr mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. Mlhorr técnic Rforço vrbl. Dmonstrção Rforço vrbl. Apoio físico -cumprir s rgrs s orns; -ntrr sm rcuss ou hsitçõs. -Rlizr ctivid sm puss; -Molhr-s té os ombros. -Rlizr imrsão totl. A sssão foi só com C.M. 10 min. Mostrou-s motivd, ms mntinh smpr procur constnt contcto físico. 10 min. Est xrcício foi rlizd com

16 Comportmnto dptivo Comportmnto Adpttivo Comportmnto dpttivo Activid 2 Comportmnto dpttivo Comportmntl Síd d piscin frnt. Dslocm-s o msmo tmpo os sltos pois três sltos fzm imrsão. Pssr por bixo ds bóis qu sprm s pists. Activid 3 Um clint sob pr cim d ilh, nqunto outro s coloc à frnt d ilh. O clint qu s situ m cim d ilh rliz btimnto prns, o outro lmnto jud slocção puxndo ilh. Rlxção Alguns clints itm-s n ilh os rstnts puxm clmmnt. Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. Trblhr imrsão. Trblhr btimnto prns crwl. Promovr rlxção corporl. m Aumntr cpcid imrsão Esprgut Ilh Ilh Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic Rforço vrbl. Ajud físic mord. Rforço vrbl Ajud físic -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso - Rlizr imrsão totl; -Rlizr impulsão -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão complt ds prns; -Fzr btimnto prns ltrndo ritmdo. - O clint qu s ncontr n ilh v mntr um posição pssiv. stgiári. A C.M. rlizou bm o xrcício 10 min Rlizou ctivid com bstnt jud físic. 10 min A C.M. não rlizou xtnsão totl dos mmbros infriors prv frquntmnt fzr btimnto prns. 5 min. Mostrou lgum rsistênci à posição cúbito dorsl. Corru normlmnt, ms ncssitou jud físic

17 pssr pist m pist té s scds. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário. pr mrgulhr.

18 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 04/01/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Comportmntl Socil Comportmnto dpttivo Nom xrcício Ritul ntrd Aqucimnto Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério xito durção Obsrvção Os clints vm s sntr no cis d piscin t qu lhs dê prmissão pr ntrr n águ. Dslocçõs vrticis ndr, corrr pois pulr. Primiro ndr normlmnt pois ndr Aumntr -cumprir s tolrânci rgrs s tmpos orns; spr. -ntrr sm Cumprir rgrs. rcuss ou hsitçõs. Promovr Rforço ctivção grl vrbl. d muscultur. Dmonstrção Trblhr mlhorr -Rlizr 10 min. A C.M. procurv ctivid sm constntmnt o puss; contcto com o -Molhr-s té técnico. O L.V. os ombros; -Rlizr rlizou o xrcício com muits prcs

19 costs. postur. ctivid com tnção. postur corrct. Activid 1 Os clints colocm Trblhr Esprgut Rforço vrbl - Rlizr imrsão A C.M. voclizou o sprgut no imrsão. Ajud vrbl totl; scontntmnto Comportmnto mio ds prns Ajud físic -Rlizr com ctivid, Adpttivo rlizm três pulos impulsão um vz qu o uso do pois rlizm sprgut provoc imrsão. grn squilíbrio. Activid 2 Os clints grrm Trblhr Esprgut Rforço vrbl um sprgut com btimnto Ajud vrbl Comportmnto s dus mãos prns Ajud físic dpttivo rlizm btimnto prns crwl, com rspirção. crwl. -Rlizr A A.E. ncssitou ctivid sm jud dicionl do puss; monitor. A C.M -Rlizr xtnsão rlizou o xrcício com um ilh. complt ds prns; -Fzr btimnto prns ltrndo ritmdo. Activid 3 Os clints colocm Trblhr Esprgut Rforço -Rlizr 10 min. A F.C. rlizou o

20 o sprgut trás btimnto vrbl. ctivid sm xrcício sm Comportmnto ds costs, prns m Ajud físic puss; monstrr tnt dpttivo modo qu pss stilo costs mord. -Rlizr rsistênci por bixo dos xtnsão insgurnç. brços. É pdido complt ds qu os clints prns; pssm à posição -Fzr btimnto cúbito dorsl prns rlizm ltrndo btimnto ritmdo. prns. Rlxção Alguns clints Promovr Ilh Rforço - O clint qu s 10 min. A C.M. rlizou outro itm-s n ilh rlxção vrbl. ncontr n ilh xrcício. Comportmnto os rstnts puxm corporl. Ajud físic v mntr um Aprovitndo qu dpttivo clmmnt. mord. posição pssiv. tmprtur d águ promovi rlxção musculr, C.M. fz xrcícios qu promovssm bdução dos mmbros infriors.

21 Comportmntl Síd d Os clints vm Aumntr Rforço vrbl Não ocorru nnhum piscin sir pls scds, cpcid Ajud físic comportmnto ssim trão imrsão rlvnt mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário.

22 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 11/01/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Comportmntl Socil Comportmnto dpttivo Nom xrcício Ritul ntrd Aqucimnto Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério xito durção Obsrvção Os clints vm s sntr no cis d piscin t qu lhs dê prmissão pr ntrr n águ. Dslocçõs vrticis ndr, corrr pois pulr. Primiro ndr normlmnt pois ndr costs. Aumntr -cumprir s rgrs tolrânci s orns; tmpos -ntrr sm spr. rcuss ou Cumprir rgrs. hsitçõs. Promovr Rforço vrbl. ctivção grl d Dmonstrção muscultur. Trblhr mlhorr postur -Rlizr 10 min. Corru ctivid sm normlmnt. puss; -Molhr-s té os ombros.

23 corrct ns slocçõs vrticis. Activid 1 Os clints grrm Trblhr Esprgut Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. A F.C. rlizou o sprgut com s btimnto Apoio físico ctivid sm ctivid Comportmnto dus mãos fzm prns crwl puss; corrctmnt, dptivo slocção -Rlizr xtnsão rlizndo horizontl com complt ds rspirção o btimnto prns; longo todo o prns. Qum -Fzr btimnto prcurso. consguir rliz prns A A.E. ncssit tmbém rspirção ltrndo um impulso ritmdo; inicil um -consguir rlizr sprgut xtr rspirção. n cintur pr consguir obtr slocção. A C.M. tv utilizr um ilh pr mior suport.

24 Mntv um crt flxão do tronco, ms rlizou btimnto durnt todo o prcurso. Activid 2 Um clint sob Promovr Ilh Rforço vrbl -Rlizr Todos os clints pr cim d ilh, citção d Ajud vrbl ctivid sm monstrrm Comportmnto nqunto outro s posição Ajud físic puss; dificuld m dpttivo coloc à frnt d cúbito dorsl -Rlizr xtnsão rlizr st ilh. O clint qu complt ds xrcício. A F.C. s situ m cim d prns; monstrou ilh rliz -Fzr btimnto insgurnç btimnto prns grrv prns, o outro ltrndo técnic ou lmnto jud ritmdo. stgiári com slocção puxndo forç xcssiv. ilh. A A.E. tinh dificuld m s slocr. A

25 C.M. rsistiu inicilmnt à posição. Rlxção Alguns clints Promovr Ilh Rforço vrbl. - O clint qu s 10 min. Corru itm-s n ilh rlxção Ajud físic ncontr n ilh normlmnt. Comportmnto os rstnts puxm corporl. mord. v mntr um dpttivo clmmnt. posição pssiv. Comportmntl Síd d Os clints vm Aumntr Rforço vrbl piscin sir pls scds, cpcid Ajud físic ssim trão imrsão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário.

26 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 18/01/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Todos os vrticis ctivção grl ctivid sm clints Comportmnt ndr, corrr d Dmonstrção puss; rlizrm o o dpttivo pois muscultur. -Molhr-s té xrcício sm pulr. Primiro Trblhr os ombros. dificulds.

27 ndr normlmnt pois ndr costs. mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. Comportmnt o dptivo Comportmnt o dpttivo Activid 1 Os clints colocm-s prs frnt-frnt. Dslocm-s o msmo tmpo os sltos pois três sltos fzm imrsão. Activid 2 Um clint sob pr cim d ilh, nqunto outro s coloc à frnt d ilh. O clint qu s situ m cim d ilh rliz Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. Trblhr btimnto prns crwl m Ilh Rforço vrbl. Apoio físico Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão complt ds prns; -Fzr btimnto prns 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt, com todos os clints tingirm o objctivo. A C.M. rlizou ctivid com F.C. pr não s fixr muito n stgiári. A A.E. monstrou ntusismo por consguir rlizr ctivid. O L.V. judou puxr ilh d A.E. A F.C. rlizou

28 btimnto prns, o outro lmnto jud slocção puxndo ilh. O msmo xrcício ms itdos costs n ilh. ltrndo ritmdo. bm ctivid. Tm-s mostrdo mis confint rlizr xrcícios m cúbito dorsl. A C.M. rlizou btimnto prns nqunto puxv ilh F.C.(com poio d técnic). Qundo foi su vz subir pr ilh, voclizou lgum sconforto ms cbou por rlizr ctivid. A su prstção foi mlhor n posição cúbito dorsl. O L.V. não

29 Comportmnt o dpttivo Rlxção Os clints itm-s m cúbito dorsl é colocdo um sprgut por bixo dos jolhos por trs ds costs Promovr rlxção corporl. Esprguts/Ilh Rforço vrbl. Ajud físic mord. - Tntr mntr um posição pssiv. rlizou ctivid por muito tmpo. Corrr normlmnt Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Corru normlmnt Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário

30 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 25/01/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Todos os vrticis ctivção grl ctivid sm clints Comportmnt ndr, corrr d Dmonstrção puss; rlizrm os o dpttivo pois muscultur. -Molhr-s té xrcícios sm pulr. Primiro Trblhr os ombros. dificulds.

31 ndr normlmnt pois ndr costs. mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. A C.M. comçou rcusr-s ndr o pr trás. Comportmnt o dptivo Comportmnt Activid 1 Os clints colocm-s prs frnt-frnt. Dslocm-s o msmo tmpo os sltos pois três sltos fzm imrsão. Activid 2 Um clint sob pr cim d ilh, nqunto outro s coloc Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. Trblhr btimnto prns crwl m Ilh Rforço vrbl. Apoio físico Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt, com todos os clints tingirm o objctivo. A A.E. mostrou lgum rsistênci m comçr ctivid. A C.M. rlizou ctivid com F.C. pr não s fixr muito n stgiári. A F.C. rlizou bm ctivid. Tm-s mostrdo mis

32 o dpttivo à frnt d ilh. O clint qu s situ m cim d ilh rliz btimnto prns, o outro lmnto jud slocção puxndo ilh. O msmo xrcício ms itdos costs n ilh. complt prns; -Fzr btimnto prns ltrndo ritmdo. ds confint rlizr xrcícios m cúbito dorsl. A C.M. rlizou btimnto prns nqunto puxv ilh F.C.(com poio d técnic). Qundo foi su vz subir pr ilh, voltou voclizr scontntm nto, ms cbou por rlizr ctivid. A su prstção foi mlhor n posição cúbito dorsl. O L.V. não rlizou ctivid por muito tmpo.

33 Comportmnt o dpttivo Rlxção Os clints itm-s m cúbito dorsl é colocdo um sprgut por bixo dos jolhos por trás ds costs Promovr rlxção corporl. Esprguts/Ilh Rforço vrbl. Ajud físic mord. - Tntr mntr um posição pssiv. Corru normlmnt Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Corru normlmnt. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário

34 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 01/02/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s A F.C. não foi. l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Todos os vrticis ctivção grl ctivid sm clints Comportmnt ndr, corrr d Dmonstrção puss; rlizrm os o dpttivo pois muscultur. -Molhr-s té xrcícios sm pulr. Primiro Trblhr os ombros. dificulds.

35 ndr normlmnt pois ndr costs. mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. Comportmnt o dptivo Comportmnt o dpttivo Activid 1 Os clints colocm-s prs frnt-frnt. Dslocm-s o msmo tmpo os sltos pois três sltos fzm imrsão. Activid 2 Os clints vm sgurr o sprgut à su frnt com os brços sticdos rlizr btimnto prns crwl. No próximo circuito os clints vm Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. Trblhr btimnto prns crwl m Esprgut Ilh Rforço vrbl. Apoio físico Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão complt ds prns; -Fzr btimnto prns ltrndo ritmdo. 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt, com todos os clints tingirm o objctivo. A C.M. rlizou btimnto prns nqunto puxv ilh d A.E. (com poio d técnic). Qundo foi su vz subir pr ilh, voltou voclizr

36 colocr o sprgut trs ds costs ( pssr por bixo ds xils) rlizr btimnto prns. O msmo xrcício utilizndo como poio físico s ilhs. scontntm nto. A su prstção foi mlhor n posição cúbito dorsl. O L.V. rlizou ctivid por pouco tmpo. Comportmnt o dpttivo Rlxção Os clints itm-s m cúbito dorsl m cim d ilh. Promovr rlxção corporl. Ilh Rforço vrbl. Ajud físic mord. - Tntr mntr um posição pssiv. Corru normlmnt. A C.M. rsistiu m mntr posição. Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Corru normlmnt.

37 Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário

38 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 08/02/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Todos os vrticis ctivção grl ctivid sm clints Comportmnt ndr, corrr d Dmonstrção puss; rlizrm os o dpttivo pois muscultur. -Molhr-s té xrcícios sm pulr. Primiro Trblhr os ombros. dificulds.

39 ndr normlmnt pois ndr costs. mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. Comportmnt o dptivo Comportmnt o dpttivo Activid 1 Os clints colocm-s prs frnt-frnt. Dslocm-s o msmo tmpo os sltos pois três sltos fzm imrsão. Activid 2 Os clints vm sgurr o sprgut à su frnt com os brços sticdos rlizr btimnto prns crwl. No próximo circuito os clints vm Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. Trblhr btimnto prns crwl m Esprgut Ilh Rforço vrbl. Apoio físico Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão complt ds prns; -Fzr btimnto prns ltrndo ritmdo. 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt, com todos os clints tingirm o objctivo. 10 min A C.M. rlizou btimnto prns nqunto mntinh um postur corrct. A F.C. A.E. rlizrm o xrcício prs, nqunto um rlizv

40 colocr o sprgut trs ds costs ( pssr por bixo ds xils) rlizr btimnto prns. O msmo xrcício utilizndo como poio físico s ilhs. btimnto prns outr puxv ilh pr fcilitr o slocmnto. O L.V. rlizou ctivid por pouco tmpo. Dpois lh tr sido ddo um bol guntou mis tmpo. Cognitivo Ativid 3 Os clints tirm rcos pr águ. Esprm qu submrjm sguid tm ir burcs os sus rcos o fundo d piscin Promovr controlo rspirtório o Arcos psos) (com Rforço vrbl -Imrgir rcuprr o rco. 10 min Todos os clints consguirm rlizr o xrcício corrctmnt. Apns C.M. prcisv jud físic. Comportmnt Rlxção Os clints itm-s m cúbito dorsl m cim d Promovr rlxção corporl. Ilh Rforço vrbl. Ajud físic -Tntr mntr um posição pssiv. 10 min Corru normlmnt.

41 o dpttivo ilh. mord. Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Corru normlmnt. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário

42 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 15/02/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Todos os vrticis ctivção grl ctivid sm clints Comportmnt ndr, corrr d Dmonstrção puss; rlizrm os o dpttivo pois muscultur. -Molhr-s té xrcícios sm pulr. Primiro Trblhr os ombros. dificulds.

43 ndr normlmnt pois ndr costs. mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. Comportmnt o dpttivo Comportmnt o dptivo Ativid 1 Os clints s técnics formm um rod. A rod v inicilmnt rodr pr dirit, pois d orm d stgiári mudr sntido ou rlizr imrsão. Activid 2 Os clints colocm-s prs frnt-frnt. Dslocm-s o msmo tmpo os sltos pois três sltos Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. m Rforço vrbl. Apoio físico -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso Todos os clints rlizrm o xrcício sm dificuld. 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt, com todos os clints tingirm o objctivo.

44 Comportmnt o dpttivo fzm imrsão. Activid 3 Os clints vm sgurr o sprgut à su frnt com os brços sticdos rlizr btimnto prns crwl. No próximo circuito os clints vm colocr o sprgut trs ds costs ( pssr por bixo ds xils) rlizr btimnto prns. Trblhr btimnto prns crwl Esprgut Ilh Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão complt ds prns; -Fzr btimnto prns ltrndo ritmdo. Dvido um incint n pist rsrvd às scols, sssão foi intrrompid. O msmo xrcício utilizndo como poio físico s ilhs.

45 Comportmnt o dpttivo Rlxção Os clints itm-s m cúbito dorsl m cim d ilh. Promovr rlxção corporl. Ilh Rforço vrbl. Ajud físic mord. - Tntr mntr um posição pssiv. Não rlizdo Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Não rlizdo Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário

46 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 22/02/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s A A.E. não foi. l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Todos os vrticis ctivção grl ctivid sm clints Comportmnt ndr d Dmonstrção puss; rlizrm os o dpttivo corrr muscultur. -Molhr-s té xrcícios sm

47 Trblhr os ombros. dificulds. mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. Comportmnt o dptivo Comportmnt o dpttivo Activid 1 Os clints colocm-s prs frnt-frnt. Dslocm-s o msmo tmpo os sltos pois três sltos fzm imrsão. Activid 2 Os clints vm sgurr o sprgut à su frnt com os brços sticdos rlizr btimnto prns crwl. No próximo circuito os Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. Trblhr btimnto prns crwl m Esprgut Ilh Rforço vrbl. Apoio físico Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão complt ds prns; -Rlizr xtnsão complt do tronco -Fzr 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt. O L.V. tv dificuld m mntr concntrção n trf. A C.M. tv um bom smpnho, rlizndo btimnto prns qundo pdido. Não consguiu rlizr xtnsão complt do tronco.

48 clints vm colocr o sprgut trs ds costs ( pssr por bixo ds xils) rlizr btimnto prns. Est xrcício po sr rlizdo com poio físico ds ilhs, cso o poio dos sprguts não for suficint. btimnto prns ltrndo ritmdo. O L.V. rlizou o xrcício n ilh foi usdo um bol pr cptr su tnção impdir qu scss d ilh. A F.C. xcutou os xrcícios corrctmnt com motivção. Comportmnt o dpttivo Rlxção Os clints flutum m cúbito dorsl com poio dos sprguts. Promovr rlxção corporl. Esprgut Rforço vrbl. Ajud físic mord. -Tntr mntr um posição pssiv. A C.M. o L.V. não consguirm rlxr. Com C.M. foi dptdo outro xrcício pr promovr bdução ds prns.

49 Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Corru normlmnt. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário

50 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 29/02/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Corru vrticis ctivção grl ctivid sm normlmnt. Comportmnt ndr d Dmonstrção puss; o dpttivo corrr muscultur. -Molhr-s té Trblhr os ombros.

51 mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. -Rlizr impulsão Comportmnt o dptivo Comportmnt o dpttivo Activid 1 Os clints colocm-s prs frnt-frnt. Dslocm-s o msmo tmpo os sltos pois três sltos fzm imrsão. Activid 2 Os clints vm sgurr o sprgut à su frnt com os brços sticdos rlizr btimnto prns crwl. No próximo circuito os clints vm Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. Trblhr btimnto prns crwl m Esprgut Ilh Rforço vrbl. Apoio físico Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão complt ds prns; -Rlizr xtnsão complt do tronco -Fzr btimnto 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt. A C.M. tv um bom smpnho. Não consguiu rlizr xtnsão complt do tronco. A F.C. A.E. xcutrm os xrcícios corrctmnt com

52 colocr o sprgut trs ds costs ( pssr por bixo ds xils) rlizr btimnto prns. prns ltrndo ritmdo. motivção. Est xrcício po sr rlizdo com poio físico ds ilhs, cso o poio dos sprguts não for suficint. Comportmnt o dpttivo Rlxção Os clints flutum m cúbito dorsl com poio dos sprguts. Promovr rlxção corporl. Esprgut Rforço vrbl. Ajud físic mord. -Tntr mntr um posição pssiv. A C.M. o L.V. não consguirm rlxr. Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Corru normlmnt.

53 pssr pist m pist té s scds. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário

54 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 14/03/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Corru vrticis ctivção grl ctivid sm normlmnt. Comportmnt ndr d Dmonstrção puss; o dpttivo corrr muscultur. -Molhr-s té Trblhr os ombros.

55 mlhorr postur corrct ns slocçõs vrticis. -Rlizr impulsão Comportmnt o dptivo Comportmnt o dpttivo Activid 1 Os clints s técnics formm um rod. A rod v inicilmnt rodr pr dirit, pois d orm d stgiári mudr sntido ou rlizr imrsão Activid 2 Os clints vm sgurr o sprgut à su frnt com os brços sticdos rlizr btimnto prns Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr quip sincroni. Trblhr btimnto prns crwl m Esprgut Ilh Rforço vrbl. Apoio físico Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr xtnsão complt ds prns; -Rlizr xtnsão 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt. A C.M. tv um bom smpnho. Não consguiu rlizr xtnsão complt do tronco. A F.C. A.E.

56 crwl. No próximo circuito os clints vm colocr o sprgut trs ds costs ( pssr por bixo ds xils) rlizr btimnto prns. complt tronco -Fzr btimnto prns ltrndo ritmdo. do xcutrm os xrcícios corrctmnt. O L.V. ncssitou jud físic constnt rforço vrbl pr o mntr m trf. Est xrcício po sr rlizdo com poio físico ds ilhs, cso o poio dos sprguts não for suficint. Comportmnt o dpttivo Rlxção Os clints flutum m cúbito dorsl com poio dos sprguts. Promovr rlxção corporl. Ilh Rforço vrbl. Ajud físic mord. -Tntr mntr um posição pssiv. A C.M. o L.V. não consguirm rlxr. O L.V. stv constntmnt sir d ilh

57 Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Corru normlmnt. Qundo chgr o cis vrá sprr qu o/ monitor() o vá buscr pr ir pr o blnário

58 UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 21/03/2012 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério durção Obsrvção xrcício xito Comportmnt Ritul Os clints Aumntr -cumprir s l ntrd vm s tolrânci rgrs s sntr no cis tmpos orns; Socil d piscin t spr. -ntrr sm qu lhs dê Cumprir rgrs. rcuss ou prmissão pr hsitçõs. ntrr n águ. Aqucimnto Dslocçõs Promovr Rforço vrbl. -Rlizr 10 min. Corru vrticis ctivção grl ctivid sm normlmnt. Comportmnt ndr d Dmonstrção puss; o dpttivo corrr muscultur. -Molhr-s té Trblhr os ombros.

59 mlhorr -Rlizr postur impulsão corrct ns slocçõs vrticis. Comportmnt o dptivo Comportmnt o dpttivo Activid 1 Os clints s técnics formm um rod. A rod v inicilmnt rodr pr dirit, pois d orm d stgiári mudr sntido ou rlizr imrsão Activid 2 Cd clint tm um rco qu vm tirr sprr qu submrjm. Dpois do rco str no fundo d piscin, os Mlhorr técnic imrsão rspirção. Trinr impulsão. Trblhr m quip sincroni. Promovr controlo rspirtório o Arcos psos) (com Rforço vrbl. Apoio físico Rforço vrbl Ajud vrbl Ajud físic -Rlizr imrsão totl. -Rlizção imrsão dos dois lmntos o msmo tmpo. -Dr sltos/impulso -Rlizr ctivid sm puss; -Rlizr imrsão 10 min. A ctivid snvolvu-s normlmnt. A C.M., A.E. L.V. ncssitrm jud físic pr compltr o xrcício

60 clints vm mrgulhr ir buscr o rco o fundo d piscin. Comportmnt o dpttivo Rlxção Os clints flutum m cúbito dorsl com poio dos sprguts. Promovr rlxção corporl. Esprgut Rforço vrbl. Ajud físic mord. -Tntr mntr um posição pssiv. A C.M. o L.V. não consguirm rlxr. Comportmnt l Síd piscin d Os clints vm sir pls scds, ssim trão mrgulhr pr pssr pist m pist té s scds. Aumntr cpcid imrsão Rforço vrbl Ajud físic Corru normlmnt.

= 1, independente do valor de x, logo seria uma função afim e não exponencial.

= 1, independente do valor de x, logo seria uma função afim e não exponencial. 6. Função Eponncil É todo função qu pod sr scrit n form: f: R R + = Em qu é um númro rl tl qu 0

Leia mais

Regras. Resumo do Jogo Resumo do Jogo. Conteúdo. Conteúdo. Objetivo FRENTE do Jogo

Regras. Resumo do Jogo Resumo do Jogo. Conteúdo. Conteúdo. Objetivo FRENTE do Jogo Resumo do Jogo Resumo do Jogo Regrs -Qundo for seu turno, você deve jogr um de sus crts no «ponto n linh do tempo» que estej correto. -Se você jogr crt corretmente, terá um crt menos à su frente. -Se você

Leia mais

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte Vi vijr pr? Situ-s com nosss dics roportos trns mtrôs Chgd m Avião: Aroporto Hthrow: Situdo crc 20 km ost um dos mis movim ntdos d Europ possui cinco trminis Dpois pssr pls formlids imigrção pgr su bggm

Leia mais

Borboletas da vida. Direção de Vagner de Almeida. Rio de Janeiro: Abia, 2004, 38 min.

Borboletas da vida. Direção de Vagner de Almeida. Rio de Janeiro: Abia, 2004, 38 min. Borbolts d vid. Dirção Vgnr Almid. Rio Jniro: Abi, 2004, 38 min. BASTA um di. Dirção Vgnr Almid. Rio Jniro: Abi, 2006, 55min. Brnic Bnto Univrsid Doutor m Brclon. Sociologi Autor pl Univrsid s livr A Rinvnção

Leia mais

Normalmente TI. padarias. Além. dormitórios. Assistência. Temos. Por. Nos. região. Nas

Normalmente TI. padarias. Além. dormitórios. Assistência. Temos. Por. Nos. região. Nas Aprsntçã Instlçõs ds A l A Nrmlmnt A Além sc Filipins. ds sgur mis lugr Cbu trnnd td, tmp sgurnç ficiis prsnç cm cnt rgiã diss, pdris. tips váris Strbucks Dnld's, Mc cm 24hrs ljs tmbém váris prt pr Tms

Leia mais

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação.

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação. PONTAP DE SAÍDA TCNICAS DE Pntpé bliz Est lnc cntc n iníci jg pós cd gl. Est Gnhs cntr p dis"d jg- bl qund cm dis st jgdrs cir list d cmp tu d quip: pntpé é dd REMATE ntr d círcul cntrl. Os jgdrs jg cm

Leia mais

Encontro na casa de Dona Altina

Encontro na casa de Dona Altina Ano 1 Lagdo, Domingo, 29 d junho d 2014 N o 2 Encontro na casa d Dona Altina Na última visita dos studants da UFMG não foi possívl fazr a runião sobr a água. Houv um ncontro com a Associação Quilombola,

Leia mais

Associação de Resistores e Resistência Equivalente

Associação de Resistores e Resistência Equivalente Associção d sistors sistêci Equivlt. Itrodução A ális projto d circuitos rqurm m muitos csos dtrmição d rsistêci quivlt prtir d dois trmiis quisqur do circuito. Além disso, pod-s um séri d csos práticos

Leia mais

Alteração da seqüência de execução de instruções

Alteração da seqüência de execução de instruções Iníci Busc d próxim Excut Prd Cicl busc Cicl xcuçã Prgrm Sqüênci instruçõs m mmóri Trdutr : Cmpilr X Intrprtr / Linkditr Cnvrt prgrm-fnt m prgrm bjt (lingugm máqui) Prgrm cmpil = mis rápi Prgrm Intrprt

Leia mais

Recordando produtos notáveis

Recordando produtos notáveis Recordndo produtos notáveis A UUL AL A Desde ul 3 estmos usndo letrs pr representr números desconhecidos. Hoje você sbe, por exemplo, que solução d equção 2x + 3 = 19 é x = 8, ou sej, o número 8 é o único

Leia mais

A atual relevância do ensino do inglês jurídico nos cursos de graduação em Direito

A atual relevância do ensino do inglês jurídico nos cursos de graduação em Direito A tul rlvânci nsino nos cursos grdução m Brv rflxão crc d ncssid s pssr lcionr o nos cursos grdução m sort mlhor prprr os futuros profissionis r pr o xrcício d dvocci mgistrtur promotori Cro migo litor:

Leia mais

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling Eu su iz, s iz Lirgi II (drn d prtirs) rdnçã: Ir. Miri T. King 1) Eu su iz, s iz (brr) & # #2 4. _ k.... k. 1 Eu su "Eu su iz, s iz!" ( "Lirgi II" Puus) iz, s _ iz, & # º #.. b... _ k _. Em cm Pi n cn

Leia mais

Transporte de solvente através de membranas: estado estacionário

Transporte de solvente através de membranas: estado estacionário Trnsporte de solvente trvés de membrns: estdo estcionário Estudos experimentis mostrm que o fluxo de solvente (águ) em respost pressão hidráulic, em um meio homogêneo e poroso, é nálogo o fluxo difusivo

Leia mais

CASA DE DAVI CD VOLTARÁ PARA REINAR 1. DEUS, TU ÉS MEU DEUS. E B C#m A DEUS, TU ÉS MEU DEUS E SENHOR DA TERRA

CASA DE DAVI CD VOLTARÁ PARA REINAR 1. DEUS, TU ÉS MEU DEUS. E B C#m A DEUS, TU ÉS MEU DEUS E SENHOR DA TERRA S VI VOLTRÁ PR RINR 1. US, TU ÉS MU US #m US, TU ÉS MU US SNHOR TRR ÉUS MR U T LOUVRI #m SM TI NÃO POSSO VIVR M HGO TI OM LGRI MOR NST NOV NÇÃO #m #m OH...OH...OH LVNTO MINH VOZ #m LVNTO MINHS MÃOS #m

Leia mais

Vamos analisar o seguinte circuito trifásico: Esta aula:! Sistemas Trifásicos equilibrados com Transformador ideal

Vamos analisar o seguinte circuito trifásico: Esta aula:! Sistemas Trifásicos equilibrados com Transformador ideal EA6 Circuits FEEC UNCAMP Aul 6 Est ul:! Sistms Trifásics quilibrds cm Trnsfrmdr idl Nst ul nlisrms um sistm trifásic quilibrd cm trnsfrmdr Cm sistm é quilibrd, pdms nlisr circuit trifásic trtnd pns d um

Leia mais

Física 1 Capítulo 3 2. Acelerado v aumenta com o tempo. Se progressivo ( v positivo ) a m positiva Se retrógrado ( v negativo ) a m negativa

Física 1 Capítulo 3 2. Acelerado v aumenta com o tempo. Se progressivo ( v positivo ) a m positiva Se retrógrado ( v negativo ) a m negativa Físic 1 - Cpítulo 3 Movimento Uniformemente Vrido (m.u.v.) Acelerção Esclr Médi v 1 v 2 Movimento Vrido: é o que tem vrições no vlor d velocidde. Uniddes de celerção: m/s 2 ; cm/s 2 ; km/h 2 1 2 Acelerção

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DA FICHA DE EQUILÍBRIO DE ÁCIDO-BASE - CÁLCULOS DE ph

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DA FICHA DE EQUILÍBRIO DE ÁCIDO-BASE - CÁLCULOS DE ph Rsolução d fich d Trblho Cálculos d ph PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DA FICHA DE EQUILÍBRIO DE ÁCIDO-BASE - CÁLCULOS DE ph 1. 1.1. Signific qu ist 97 g d H SO 4 m 0 g d solução. 1.. H O(l)? m m % m Ac sol. 1,84

Leia mais

IFC Câmpus Santa Rosa do Sul capacita 18 profissionais locais para elaboração do Cadastro Ambiental Rural CAR

IFC Câmpus Santa Rosa do Sul capacita 18 profissionais locais para elaboração do Cadastro Ambiental Rural CAR IFC Câmpus Snt Ros do Sul cpcit 18 profissionis locis pr lborção do Cstro Ambintl Rurl CAR No di 10 bril 2015, no Cntro Trinmnto Arrnguá (CETRAR), foi rlizdo um curso cpcitção profissionis rgião pr lborção

Leia mais

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte Curso grátis Inglês pr vigm Vi vijr pr? Situ-s com nosss dics roportos trns mtrôs Chgd m Avião: Aroporto Hthrow: Situdo crc 20 km ost um dos mis movim ntdos d Europ possui cinco trminis Dpois pssr pls

Leia mais

CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES

CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES Luiz Frncisco d Cruz Drtmnto d Mtmátic Uns/Buru CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES O lno, tmbém chmdo d R, ond R RR {(,)/, R}, ou sj, o roduto crtsino d R or R, é o conjunto d todos os rs ordndos (,), R El

Leia mais

COLÉGIO NAVAL 2016 (1º dia)

COLÉGIO NAVAL 2016 (1º dia) COLÉGIO NAVAL 016 (1º di) MATEMÁTICA PROVA AMARELA Nº 01 PROVA ROSA Nº 0 ( 5 40) 01) Sej S som dos vlores inteiros que stisfzem inequção 10 1 0. Sendo ssim, pode-se firmr que + ) S é um número divisíel

Leia mais

Projecções Cotadas. Luís Miguel Cotrim Mateus, Assistente (2006)

Projecções Cotadas. Luís Miguel Cotrim Mateus, Assistente (2006) 1 Projecções Cotds Luís Miguel Cotrim Mteus, Assistente (2006) 2 Nestes pontmentos não se fz o desenvolvimento exustivo de tods s mtéris, focndo-se pens lguns items. Pelo indicdo, estes pontmentos não

Leia mais

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14 Eu só qu u xdó Músic n scl: xcíci 14 Eu só qu u xdó Ptitus Mi, hni lt Aut: Dinguinhs stáci Rgiã: Pnbuc : 1973 Fix: 14 Anj: Edsn Jsé Alvs Músics: Edsn Jsé Alvs vilã Pvt clints, sx t Jsé Alvs Sbinh Zzinh

Leia mais

POLINÔMIOS. Definição: Um polinômio de grau n é uma função que pode ser escrita na forma. n em que cada a i é um número complexo (ou

POLINÔMIOS. Definição: Um polinômio de grau n é uma função que pode ser escrita na forma. n em que cada a i é um número complexo (ou POLINÔMIOS Definição: Um polinômio de gru n é um função que pode ser escrit n form P() n n i 0... n i em que cd i é um número compleo (ou i 0 rel) tl que n é um número nturl e n 0. Os números i são denomindos

Leia mais

Aprimorando os Conhecimentos de Mecânica Lista 7 Grandezas Cinemáticas I

Aprimorando os Conhecimentos de Mecânica Lista 7 Grandezas Cinemáticas I Aprimorndo os Conhecimentos de Mecânic List 7 Grndezs Cinemátics I 1. (PUCCAMP-98) Num birro, onde todos os qurteirões são qudrdos e s rus prlels distm 100m um d outr, um trnseunte fz o percurso de P Q

Leia mais

AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU

AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU ANEXO II Coficint d Condutibilidad Térmica In-Situ AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU AII.1. JUSTIFICAÇÃO O conhcimnto da rsistência térmica ral dos componnts da nvolvnt do difício

Leia mais

+ fotos e ilustrações técnicas de outras usinas

+ fotos e ilustrações técnicas de outras usinas Imgns problms mbintis no sul Snt Ctrin, corrnts s tivis minrção crvão, su lvgm su uso m usin trmlétric + fotos ilustrçõs técnics outrs usins Fotos fits por Oswl Svá ntr 1992 2001, durnt visits fits juntmnt

Leia mais

Desvio do comportamento ideal com aumento da concentração de soluto

Desvio do comportamento ideal com aumento da concentração de soluto Soluções reis: tividdes Nenhum solução rel é idel Desvio do comportmento idel com umento d concentrção de soluto O termo tividde ( J ) descreve o comportmento de um solução fstd d condição idel. Descreve

Leia mais

u t = L t N t L t Aplicação dos conceitos: Exemplo: Interpretando Rendimento Per Capita: Y = Pop {z} PIB per capita Y {z} Produtividade Trabalho

u t = L t N t L t Aplicação dos conceitos: Exemplo: Interpretando Rendimento Per Capita: Y = Pop {z} PIB per capita Y {z} Produtividade Trabalho 1 Aul 14 Ofrt Agrgd, Inflção Dsmprgo Populção, Tx d Prticipção, Populção Activ ( t ), Tx d Emprgo, Populção Emprgd (N t ), Tx d Dsmprgo (u t ) Populção Dsmprgd ( t N t ). Tx d Dsmprgo (u t ): u t t N t

Leia mais

II L ATA N. 19/XIV. Conselheiro Fernando da Costa Soares.

II L ATA N. 19/XIV. Conselheiro Fernando da Costa Soares. jf II L Comissão Ncionl Eliçõs ATA N. 19/XIV Tv lugr no di vint qutro jniro dois mil doz, sssão númro znov d Comissão Ncionl Eliçõs, n sl runiõs sit n Av. D. Crlos 1, n. 128 7. ndr, m Lisbo, sob prsidênci

Leia mais

Faculdade de saúde Pública. Universidade de São Paulo HEP-5705. Epidemiologia I. Estimando Risco e Associação

Faculdade de saúde Pública. Universidade de São Paulo HEP-5705. Epidemiologia I. Estimando Risco e Associação 1 Fuldde de súde Públi Universidde de São Pulo HEP-5705 Epidemiologi I Estimndo Riso e Assoição 1. De 2.872 indivíduos que reeberm rdioterpi n infâni em deorrêni de presentrem o timo umentdo, 24 desenvolverm

Leia mais

Colégio Marista Diocesano. Lista de Exercícios de Trigonometria 2 Ano Prof. Maluf

Colégio Marista Diocesano. Lista de Exercícios de Trigonometria 2 Ano Prof. Maluf Colégio Mrist Diocesno List de Exercícios de Trigonometri Ano Prof. Mluf 01 - (UEG GO) Um luno de mtemátic desenhou em um crtolin um plno crtesino e colocou sobre el um rod de biciclet de form que o centro

Leia mais

Material envolvendo estudo de matrizes e determinantes

Material envolvendo estudo de matrizes e determinantes E. E. E. M. ÁREA DE CONHECIMENTO DE MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS PROFESSORA ALEXANDRA MARIA º TRIMESTRE/ SÉRIE º ANO NOME: Nº TURMA: Mteril envolvendo estudo de mtrizes e determinntes INSTRUÇÕES:. Este

Leia mais

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM...

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM... C CORÇÃO NOIV - 1. O SNHOR É OM INTR: /C# C7+ /C# O SNHOR É OM C7+ SU MOR UR PR SMPR L É OM... Letra e Música: avi Silva C CORÇÃO NOIV - 2. SNTO É O TU NOM M TO TRR S OUVIRÁ UM NOVO SOM UM CNÇÃO MOR PRCORRRÁ

Leia mais

Característica de Regulação do Gerador de Corrente Contínua com Excitação em Derivação

Característica de Regulação do Gerador de Corrente Contínua com Excitação em Derivação Experiênci I Crcterístic de egulção do Gerdor de Corrente Contínu com Excitção em Derivção 1. Introdução Neste ensio máquin de corrente contínu ANEL trblhrá como gerdor utoexcitdo, não sendo mis necessári

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular Áre de formção 523. Eletrónic e Automção Curso de formção Técnico/ de Eletrónic, Automção e Comndo Nível de qulificção do QNQ 4 Componentes de Socioculturl Durção: 775 hors Científic Durção: 400 hors Plno

Leia mais

1 A ELE A GLÓRIA 2 AINDA QUE A FIGUEIRA 3 AO ERGUERMOS 4 ATRAI O MEU CORAÇÃO 5 DEUS É BOM 6 EM ESPÍRITO, EM VERDADE 7 EM TODO TEMPO 8 EU TE QUERO

1 A ELE A GLÓRIA 2 AINDA QUE A FIGUEIRA 3 AO ERGUERMOS 4 ATRAI O MEU CORAÇÃO 5 DEUS É BOM 6 EM ESPÍRITO, EM VERDADE 7 EM TODO TEMPO 8 EU TE QUERO 1 L GLÓRI 2 IND QU FIGUIR 3 O RGURMOS 4 TRI O MU CORÇÃO 5 DUS É OM 6 M SPÍRITO, M VRDD 7 M TODO TMPO 8 U T QURO 9 LOUV 10 LOUV TI 11 MIS QU UM MIGO 12 M DLITO M TI 13 ND LÉM DO SNGU 14 O LÃO D TRIO D JUDÁ

Leia mais

Semelhança e áreas 1,5

Semelhança e áreas 1,5 A UA UL LA Semelhnç e áres Introdução N Aul 17, estudmos o Teorem de Tles e semelhnç de triângulos. Nest ul, vmos tornr mis gerl o conceito de semelhnç e ver como se comportm s áres de figurs semelhntes.

Leia mais

Oportunidade de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV

Oportunidade de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV Oportunidde de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV Mio/2007 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FICHA BÁSICA SEGMENTO: Prestção de Serviço Conversão de motores utomotivos (GNV) DESCRIÇÃO: Oficin pr montgem de Kit

Leia mais

Código PE-ACSH-2. Título:

Código PE-ACSH-2. Título: CISI Ctro Itrção Srvços Iformtc rão Excução Atv Itr o CISI Cóo Emto por: Grêc o Stor 1. Objtvo cmpo plcção Est ocumto tm como fl fr o prão brtur chmos suport o CISI. A brtur chmos é rlz o sstm hlpsk, qu

Leia mais

1 Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT-UL) 2 Instituto Superior de Agronomia Universidade de Lisboa

1 Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT-UL) 2 Instituto Superior de Agronomia Universidade de Lisboa MODELOS ESPACIALMENTE EXPLÍCITOS DE ANÁLISE DE DINÂMICAS LOCAIS: O CASO DA VEGETAÇÃO NATURAL POTENCIAL NO APOIO AO PLANEAMENTO E ORDENAMENTO TERRITORIAL Frncsco Gutrrs1, Eusébo Rs1, Crlos Nto1 José Crlos

Leia mais

Relações em triângulos retângulos semelhantes

Relações em triângulos retângulos semelhantes Observe figur o ldo. Um escd com seis degrus está poid em num muro de m de ltur. distânci entre dois degrus vizinhos é 40 cm. Logo o comprimento d escd é 80 m. distânci d bse d escd () à bse do muro ()

Leia mais

WWW.escoladoeletrotecnico.com.br

WWW.escoladoeletrotecnico.com.br USOPE USO PEPAATÓIO PAA ONUSOS EM ELETOTÉNIA PE ELETIIDADE (Ligções SÉI E E PAALELA. EDE DELTA E ESTELA) AULA Prof.: Jen WWW.esoldoeletrotenio.om.r 0 de Setemro de 007 LIGAÇÕES SÉIES E PAALELAS USOPE.

Leia mais

Axel! Axel! Mas onde foi que se meteu o meu sobrinho?

Axel! Axel! Mas onde foi que se meteu o meu sobrinho? Hmburgo, domingo, 24 d mio d 1863... O profssor Lidnbrock s dirig prssdo à su pqun cs, situd no númro 19 d Königstrss. Já voltou, snhor Lidnbrock?!! Sim, Mrth, ms o jntr não prcis str pronto. não são nm

Leia mais

ORION 6. Segunda Porta USB. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

ORION 6. Segunda Porta USB. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. ORION 6 Sgun Port USB Hnry Equipmntos Eltrônios Sistms Lt. Ru Rio Piquiri, 400 - Jrim Wissópolis Cóigo Postl: 83.322-010 Pinhis - Prná - Brsil Fon: +55 41 3661-0100 INTRODUÇÃO: Pr orrto unionmnto, é nssário

Leia mais

CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA

CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA CONVERSÃO EETROMECÂNICA DE ENERGIA Ivn Cmrgo Rvisão 1 (mio d 007) Pr nális d um convrsor, é fundmntl o conhcimnto d forç ltromgnétic dsnvolvid plo convrsor. Existm divrss forms d cálculo dst forç (ou conjugdo),

Leia mais

Eletrotécnica TEXTO Nº 7

Eletrotécnica TEXTO Nº 7 Eletrotécnic TEXTO Nº 7 CIRCUITOS TRIFÁSICOS. CIRCUITOS TRIFÁSICOS EQUILIBRADOS E SIMÉTRICOS.. Introdução A quse totlidde d energi elétric no mundo é gerd e trnsmitid por meio de sistems elétricos trifásicos

Leia mais

Matemática Aplicada. A Mostre que a combinação dos movimentos N e S, em qualquer ordem, é nula, isto é,

Matemática Aplicada. A Mostre que a combinação dos movimentos N e S, em qualquer ordem, é nula, isto é, Mtemátic Aplicd Considere, no espço crtesino idimensionl, os movimentos unitários N, S, L e O definidos seguir, onde (, ) R é um ponto qulquer: N(, ) (, ) S(, ) (, ) L(, ) (, ) O(, ) (, ) Considere ind

Leia mais

Modelação de motores de corrente contínua

Modelação de motores de corrente contínua Controlo de Moviento Modelção de otores de corrente contínu Modelção de áquins CC Introdução Historicente, o otor CC foi utilizdo de odo universl no controlo de velocidde, té o desenvolviento, sustentdo,

Leia mais

1. VARIÁVEL ALEATÓRIA 2. DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADE

1. VARIÁVEL ALEATÓRIA 2. DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADE Vriáveis Aletóris 1. VARIÁVEL ALEATÓRIA Suponhmos um espço mostrl S e que cd ponto mostrl sej triuído um número. Fic, então, definid um função chmd vriável letóri 1, com vlores x i2. Assim, se o espço

Leia mais

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se . Logritmos Inicilmente vmos trtr dos ritmos, um ferrment crid pr uilir no desenvolvimento de cálculos e que o longo do tempo mostrou-se um modelo dequdo pr vários fenômenos ns ciêncis em gerl. Os ritmos

Leia mais

Teoria dos Grafos Aula 11

Teoria dos Grafos Aula 11 Tori dos Gros Aul Aul pssd Gros om psos Dijkstr Implmntção Fil d prioridds Hp Aul d hoj MST Algoritmos d Prim Kruskl Propridds d MST Dijkstr (o próprio) Projtndo um Rd $ $ $ $ $ Conjunto d lolidds (x.

Leia mais

CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA

CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA INSCRIÇÕES LIMITADAS INSCREVA-SE ATÉ ÁS 23:min DO DIA 19/09 OU ENQUANTO HOUVER INSCRIÇÕES NÃO DEIXE PARA ÚLTIMA HORA! Valor Público Gral (Corrida caminhada):

Leia mais

CAPÍTULO 06 ESTUDOS DE FILAS EM INTERSEÇÕES NÃO SEMAFORIZADAS

CAPÍTULO 06 ESTUDOS DE FILAS EM INTERSEÇÕES NÃO SEMAFORIZADAS APÍTULO 06 ESTUDOS DE FILAS EM INTERSEÇÕES NÃO SEMAFORIZADAS As filas m intrsçõs não smaforizadas ocorrm dvido aos movimntos não prioritários. O tmpo ncssário para ralização da manobra dpnd d inúmros fators,

Leia mais

UNITAU APOSTILA. SUCESSÃO, PA e PG PROF. CARLINHOS

UNITAU APOSTILA. SUCESSÃO, PA e PG PROF. CARLINHOS ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI UNITAU APOSTILA SUCESSÃO, PA e PG PROF. CARLINHOS NOME DO ALUNO: Nº TURMA: blog.portlpositivo.com.br/cpitcr 1 SUCESSÃO OU SEQUENCIA NUMÉRICA Sucessão ou seqüênci

Leia mais

Resolução A primeira frase pode ser equacionada como: QUESTÃO 3. Resolução QUESTÃO 2 QUESTÃO 4. Resolução

Resolução A primeira frase pode ser equacionada como: QUESTÃO 3. Resolução QUESTÃO 2 QUESTÃO 4. Resolução (9) - www.elitecmpins.com.br O ELITE RESOLVE MATEMÁTICA QUESTÃO Se Améli der R$, Lúci, então mbs ficrão com mesm qunti. Se Mri der um terço do que tem Lúci, então est ficrá com R$, mis do que Améli. Se

Leia mais

Internação WEB BR Distribuidora v20130701.docx. Manual de Internação

Internação WEB BR Distribuidora v20130701.docx. Manual de Internação Mnul de Internção ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 FATURAMENTO... 3 PROBLEMAS DE CADASTRO... 3 PENDÊNCIA DO ATENDIMENTO... 3 ACESSANDO O MEDLINK WEB... 4 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS... 5 CRIANDO

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA B DO ENSINO SECUNDÁRIO (CÓDIGO DA PROVA 735) 1ª FASE 23 DE JUNHO 2015 GRUPO I

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA B DO ENSINO SECUNDÁRIO (CÓDIGO DA PROVA 735) 1ª FASE 23 DE JUNHO 2015 GRUPO I Associção de Professores de Mtemátic Contctos: Ru Dr. João Couto, n.º 27-A 1500-236 Lisbo Tel.: +351 21 716 36 90 / 21 711 03 77 Fx: +351 21 716 64 24 http://www.pm.pt emil: gerl@pm.pt PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

Leia mais

TRIGONOMETRIA. A trigonometria é uma parte importante da Matemática. Começaremos lembrando as relações trigonométricas num triângulo retângulo.

TRIGONOMETRIA. A trigonometria é uma parte importante da Matemática. Começaremos lembrando as relações trigonométricas num triângulo retângulo. TRIGONOMETRIA A trigonometri é um prte importnte d Mtemátic. Começremos lembrndo s relções trigonométrics num triângulo retângulo. Num triângulo ABC, retângulo em A, indicremos por Bˆ e por Ĉ s medids

Leia mais

VETORES. Com as noções apresentadas, é possível, de maneira simplificada, conceituar-se o

VETORES. Com as noções apresentadas, é possível, de maneira simplificada, conceituar-se o VETORES INTRODUÇÃO No módulo nterior vimos que s grndezs físics podem ser esclres e vetoriis. Esclres são quels que ficm perfeitmente definids qundo expresss por um número e um significdo físico: mss (2

Leia mais

Equilíbrio do indivíduo-consumidor-trabalhador e oferta de trabalho

Equilíbrio do indivíduo-consumidor-trabalhador e oferta de trabalho Equilíbrio do indivíduo-consumidor-trblhdor e ofert de trblho 6 1 Exercício de plicção: Equilíbrio de um consumidor-trblhdor e nálise de estátic comprd Exercícios pr prátic do leitor Neste cpítulo, presentmos

Leia mais

A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA

A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA AUTORES: AMARAL, An Pul Mgno; NETO, Antônio d Luz Cost. E-MAIL: mgno_n@yhoo.com.br; ntonioluzneto@gmil.com INTRODUÇÃO Sendo um desfio ensinr químic pr

Leia mais

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2006 / 2007 PROVA DE MATEMÁTICA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2006 / 2007 PROVA DE MATEMÁTICA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO COLÉGIO MILITA DE BELO HOIZONTE CONCUSO DE ADMISSÃO 6 / 7 POVA DE MATEMÁTICA 1ª SÉIE DO ENSINO MÉDIO CONFEÊNCIA: Chefe d Sucomissão de Mtemátic Chefe d COC Dir Ens CPO / CMBH CONCUSO DE ADMISSÃO À 1ª SÉIE

Leia mais

Seu pé direito nas melhores faculdades

Seu pé direito nas melhores faculdades Seu pé direito ns melhores fculddes IBMEC 03/junho/007 ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA DISCUSIVA 01. O dministrdor de um boliche pretende umentr os gnhos com sus pists. Atulmente, cobr $ 6,00 por um hor

Leia mais

Dia 1 de Outubro Dia Nacional da Água

Dia 1 de Outubro Dia Nacional da Água Divisão de Plnemento Ambientl e Proteção Civil Di 1 de Outubro Di Ncionl d Águ entre 2 mil e 8 mil milhões de pessos té Águ 2050, num momento em que meç do Aquecimento Globl d Terr é um A águ é essencil

Leia mais

Apostila De Matemática GEOMETRIA: REVISÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL, PRISMAS E PIRÂMIDES

Apostila De Matemática GEOMETRIA: REVISÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL, PRISMAS E PIRÂMIDES posti De Mtemátic GEOMETRI: REVISÃO DO ENSINO FUNDMENTL, PRISMS E PIRÂMIDES posti de Mtemátic (por Sérgio Le Jr.) GEOMETRI 1. REVISÃO DO ENSINO FUNDMENTL 1. 1. Reções métrics de um triânguo retânguo. Pr

Leia mais

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE Lógica Matmática Computacional - Sistma d Ponto Flutuant SISTEM DE PONTO FLUTUNTE s máquinas utilizam a sguint normalização para rprsntação dos númros: 1d dn * B ± 0d L ond 0 di (B 1), para i = 1,,, n,

Leia mais

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos 2º/3º cicl s O Ã Ç T N E M I d pguns u m mu um p z pdms f ps O qu sudávl? blnç d i c n c id p Sá d p d n cm p, ic mbém é g á s n v ic. Dsc ís f m f civ b id v m u i d lóics. c s impânc s g õs sb ç n s

Leia mais

EQUAÇÃO DO 2 GRAU ( ) Matemática. a, b são os coeficientes respectivamente de e x ; c é o termo independente. Exemplo: x é uma equação do 2 grau = 9

EQUAÇÃO DO 2 GRAU ( ) Matemática. a, b são os coeficientes respectivamente de e x ; c é o termo independente. Exemplo: x é uma equação do 2 grau = 9 EQUAÇÃO DO GRAU DEFINIÇÃO Ddos, b, c R com 0, chmmos equção do gru tod equção que pode ser colocd n form + bx + c, onde :, b são os coeficientes respectivmente de e x ; c é o termo independente x x x é

Leia mais

Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU

Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU Cálculo Numérico Fculdde de Enenhri, Arquiteturs e Urnismo FEAU Pro. Dr. Serio Pillin IPD/ Físic e Astronomi V Ajuste de curvs pelo método dos mínimos qudrdos Ojetivos: O ojetivo dest ul é presentr o método

Leia mais

CPV O cursinho que mais aprova na GV

CPV O cursinho que mais aprova na GV O cursinho que mis prov n GV FGV Administrção 04/junho/006 MATEMÁTICA 0. Pulo comprou um utomóvel fle que pode ser bstecido com álcool ou com gsolin. O mnul d montdor inform que o consumo médio do veículo

Leia mais

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês Apns 5% ds Brsilirs sb flr Inglês D crd cm um lvntmnt fit pl British Cncil pns 5% d ppulçã sb fl r Dvs lbrr stms épcs pré-vnts sprtivs s lhs d mund td cmçm s vltr cd vz mis pr Brsil pr iss nã bst dminr

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Mnul de Operção e Instlção Clh Prshll MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Rev. B Novembro / 2008 S/A. Ru João Serrno, 250 Birro do Limão São Pulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular Áre de formção 523. Eletrónic e Automção Curso de formção Técnico/ de Eletrónic, Automção e Comndo Nível de qulificção do QNQ 4 Componentes de Socioculturl Durção: 775 hors Científic Durção: 400 hors Plno

Leia mais

Planificação de Ciências Naturais. 9.ºAno. Alterações climáticas

Planificação de Ciências Naturais. 9.ºAno. Alterações climáticas Planificação d Ciências Naturais 9.ºAno Altraçõs climáticas Inês Hnriqus Sandra Mnds Tma: Biosfra Aula n.º: 1 Duração: 90 minutos Introdução à unid Altraçõs climáticas. Biosfra, concito importância. Dgração

Leia mais

{ 2 3k > 0. Num triângulo, a medida de um lado é diminuída de 15% e a medida da altura relativa a esse lado é aumentada

{ 2 3k > 0. Num triângulo, a medida de um lado é diminuída de 15% e a medida da altura relativa a esse lado é aumentada MATEMÁTICA b Sbe-se que o qudrdo de um número nturl k é mior do que o seu triplo e que o quíntuplo desse número k é mior do que o seu qudrdo. Dess form, k k vle: ) 0 b) c) 6 d) 0 e) 8 k k k < 0 ou k >

Leia mais

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem PSI-2432: Projto Implmntação d Filtros Digitais Projto Proposto: Convrsor d taxas d amostragm Migul Arjona Ramírz 3 d novmbro d 2005 Est projto consist m implmntar no MATLAB um sistma para troca d taxa

Leia mais

Apoio à Decisão. Aula 3. Aula 3. Mônica Barros, D.Sc.

Apoio à Decisão. Aula 3. Aula 3. Mônica Barros, D.Sc. Aul Métodos Esttísticos sticos de Apoio à Decisão Aul Mônic Brros, D.Sc. Vriáveis Aletóris Contínus e Discrets Função de Probbilidde Função Densidde Função de Distribuição Momentos de um vriável letóri

Leia mais

3. Cálculo integral em IR 3.1. Integral Indefinido 3.1.1. Definição, Propriedades e Exemplos

3. Cálculo integral em IR 3.1. Integral Indefinido 3.1.1. Definição, Propriedades e Exemplos 3. Cálculo integrl em IR 3.. Integrl Indefinido 3... Definição, Proprieddes e Exemplos A noção de integrl indefinido prece ssocid à de derivd de um função como se pode verificr prtir d su definição: Definição

Leia mais

LEI n 45712002 De 29 de abril de 2002.

LEI n 45712002 De 29 de abril de 2002. PREFEITURA i1 UN ICLPL I)I (;ARRI Prç Mrchl Dodoro d Fonsc s/ny Cntro. CEP: 49.830-0()0 CGC 13 112669/0001-17 * Tlfon (0'x79)354 1240 1 E-Mil: LEI n 45712002 D 29 d bril d 2002. Autoriz o Podr Excutivo

Leia mais

Função Modular. x, se x < 0. x, se x 0

Função Modular. x, se x < 0. x, se x 0 Módulo de um Número Rel Ddo um número rel, o módulo de é definido por:, se 0 = `, se < 0 Observção: O módulo de um número rel nunc é negtivo. Eemplo : = Eemplo : 0 = ( 0) = 0 Eemplo : 0 = 0 Geometricmente,

Leia mais

Academia de Futebol forma novos talentos TEMOS OFERTA SUFICIENTE E DE QUALIDADE PARA OS MUNÍCIPES. ALA promove cursos

Academia de Futebol forma novos talentos TEMOS OFERTA SUFICIENTE E DE QUALIDADE PARA OS MUNÍCIPES. ALA promove cursos Dirctor: Pulo Pimnt Ano XXI Nº 241 ABRIL 2009 Prço 1.25 (IVA incluido) Lin Andrês Junt d Montlvr consguiu mntr quilibrio págin 6 António Morir Vrdor d Cultur d CM Amdor TEMOS OFERTA SUFICIENTE E DE QUALIDADE

Leia mais

Carta Convite para Seleção de Preceptores. Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria na Residência Médica

Carta Convite para Seleção de Preceptores. Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria na Residência Médica ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MÉDICA (ABEM) Av. Brsil, 4036 sls 1006/1008 21040-361 Rio de Jneiro-RJ Tel.: (21) 2260.6161 ou 2573.0431 Fx: (21) 2260.6662 e-mil: rozne@bem-educmed.org.br Home-pge: www.bem-educmed.org.br

Leia mais

Datas das próximas viagens da UFMG. Sondagem do solo em Lagedo e Riacho

Datas das próximas viagens da UFMG. Sondagem do solo em Lagedo e Riacho Ano 2 Lagdo, Domingo, 31 d maio d 2015 N o 12 Datas das próximas viagns da UFMG Data Casa 12 29 d maio a 31 d maio d 2015 Alcion/Paulo 13 26 d junho a 28 d junho d 2015 Gralda/Antônio 14 24 d julho a 26

Leia mais

Ana Carolina.doc - 1 -

Ana Carolina.doc - 1 - na arolina.doc Me Sento na Rua Tom: Intro:,, Me sento na rua em frente as horas omo a qualquer hora assim mesmo eu sou Sou de qualquer jeito nem tudo eu respeito Pra onde for o vento eu vou Pano de mesa

Leia mais

Matemática D Extensivo V. 6

Matemática D Extensivo V. 6 Mtemátic D Extensivo V. 6 Exercícios 0) ) cm Por definição temos que digonl D vle: D = D = cm. b) 6 cm² A áre d lterl é dd pel som ds áres dos qutro ldos que compõe: =. ² =. ( cm)² = 6 cm² c) 96 cm² O

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

Obrigado por escolher Besafe izi Kid i-size. Informação vital. Preparação para instalação SIP+

Obrigado por escolher Besafe izi Kid i-size. Informação vital. Preparação para instalação SIP+ 1 6 d c e Mnul de utilizção f h g i j k l m 7 8 10 2 3 9 c e d no sentido inverso o d mrch Altur 61-105 cm 4 5 11 12 Peso máximo 18 kg Idde 6m-4 UN regultion no. R129 i-size 8 9 Origdo por escolher Besfe

Leia mais

Professores Edu Vicente e Marcos José Colégio Pedro II Departamento de Matemática Potências e Radicais

Professores Edu Vicente e Marcos José Colégio Pedro II Departamento de Matemática Potências e Radicais POTÊNCIAS A potênci de epoente n ( n nturl mior que ) do número, representd por n, é o produto de n ftores iguis. n =...... ( n ftores) é chmdo de bse n é chmdo de epoente Eemplos =... = 8 =... = PROPRIEDADES

Leia mais

CPV conquista 70% das vagas do ibmec (junho/2007)

CPV conquista 70% das vagas do ibmec (junho/2007) conquist 70% ds vgs do ibmec (junho/007) IBME 08/Junho /008 NÁLISE QUNTITTIV E LÓGI DISURSIV 0. Num lv-rápido de crros trblhm três funcionários. tbel bio mostr qunto tempo cd um deles lev sozinho pr lvr

Leia mais

As melhores épocas do ano para viajar para a Europa Sex, 15 de Fevereiro de 2013 11:48 -

As melhores épocas do ano para viajar para a Europa Sex, 15 de Fevereiro de 2013 11:48 - Sx 15 d Fvriro d 2013 11:48 - As mlhors pocs do no pr vijr pr Europ Um bom cordo scolhr nts dpois do príodo stção ocupd do vrão porqu o tmpo n mior prt confortávl prç são bix Europ do sul ofrc tmbm um

Leia mais

Integrais. A integral indefinida de uma função f(t) é representada como. Por outro lado, a integral definida, representada como

Integrais. A integral indefinida de uma função f(t) é representada como. Por outro lado, a integral definida, representada como J. A. M. Flipp d Soz Igris (rsmo l) Igris A igrl idfiid d m fção f() é rprsd como f ( τ) Por oro ldo, igrl dfiid, rprsd como f ( τ), f ( τ) τ o f ( τ) dτ 3 d fz Som d Rim q clcl ár so crv m m irvlo m dfiido

Leia mais

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato oblíquo

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato oblíquo Rolmentos com um fileir de esfers de contto oblíquo Rolmentos com um fileir de esfers de contto oblíquo 232 Definições e ptidões 232 Séries 233 Vrintes 233 Tolerâncis e jogos 234 Elementos de cálculo 236

Leia mais

1 a Lista de Exercícios Carga Elétrica-Lei de Gauss

1 a Lista de Exercícios Carga Elétrica-Lei de Gauss 1 1 ist de Eercícios Crg Elétric-ei de Guss 1. Um crg de 3, 0µC está fstd 12, 0cm de um crg de 1, 5µC. Clcule o módulo d forç ue tu em cd crg. 2. ul deve ser distânci entre dus crgs pontuis 1 = 26, 0µC

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

1.14 Temas Diversos a Respeito dos Condutos Forçados

1.14 Temas Diversos a Respeito dos Condutos Forçados .4 Tems iersos Respeito dos Condutos Forçdos escrg ire Velocidde Máxim Aplicndo Bernoulli H P tm A g P tm B g V = 0 (níel de águ considerdo constnte) Tem-se ue: B g(h ) Exemplo : ul o olume diário ornecido

Leia mais

log5 log 5 x log 2x log x 2

log5 log 5 x log 2x log x 2 mta unção rítmic. Indiqu o vlor d:.. 6.. 7 49...5..6. 5 ln.7. 9.4. ln.8..9. 46.. 4 4 6 6 8 8. Dtrmin o vlor d... 4 8.. 8.. 8.4. 5.5..9. 5.6. 9.7.,8.8... 6 5 8 4 5..... Rsolv cd um ds quçõs:.... 5.. ln

Leia mais

ELETROPNEUMÁTICA E SEGURANÇA DAS MÁQUINAS NOVA DIRETIVA 2006/42/CE NORMAS NF EN/CEI 62061 - EN ISO 13849-1

ELETROPNEUMÁTICA E SEGURANÇA DAS MÁQUINAS NOVA DIRETIVA 2006/42/CE NORMAS NF EN/CEI 62061 - EN ISO 13849-1 ELETRONEUMÁTICA E SEGURANÇA DAS MÁQUINAS NOVA DIRETIVA 2006/42/CE NORMAS NF EN/CEI 62061 - EN ISO 13849-1 SEGURANÇA DAS MÁQUINAS rincípio d sgurnç ds máquins: Grntir sgurnç súd ds pssos xposts durnt instlção,

Leia mais

1) VAMOS CELEBRAR Autor:Piter di Laura/Maria Eduarda/Carlos Tocco. Intro: E A9 E/G# D9 A/C# E/B A/C# E/G# D9 A9 E A9 E TODOS REUNIDOS NA CASA DE DEUS

1) VAMOS CELEBRAR Autor:Piter di Laura/Maria Eduarda/Carlos Tocco. Intro: E A9 E/G# D9 A/C# E/B A/C# E/G# D9 A9 E A9 E TODOS REUNIDOS NA CASA DE DEUS 1) VAMOS CLBRAR Autor:Piter di Laura/Maria duarda/carlos Tocco Intro: /# D9 A/C# /B A/C# /# D9 TODOS RUNIDOS NA CASA D DUS COM CANTOS D ALRIA RAND LOUVOR VAMOS CLBRAR OS FITOS DO SNHOR SUA BONDAD QU NUNCA

Leia mais

Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra

Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra Serviços de Acção Socil d Universidde de Coimbr Serviço de Pessol e Recursos Humnos O que é o bono de fmíli pr crinçs e jovens? É um poio em dinheiro, pgo menslmente, pr judr s fmílis no sustento e n educção

Leia mais