TRANSFERÊNCIAS DE BENS IMOBILIZADOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRANSFERÊNCIAS DE BENS IMOBILIZADOS"

Transcrição

1 TRANSFERÊNCIAS DE BENS IMOBILIZADOS Está disponível no Módulo Patrimônio do SIAGRI Agribusiness a transferência de bens imobilizados. Esta nova funcionalidade realiza a transferência de bens entre as empresas, controlando baixas, apurações CIAP e depreciações em cada uma delas, além de reverter as transferências. O objetivo desta funcionalidade é otimizar o trabalho de alguns clientes que realizam transferências de bens e permitir um maior controle do inventário patrimonial, depreciações e apurações CIAP. PAT102 MANUTENÇÃO DE IMOBILIZADO ACESSO AO CADASTRO DO BEM O acesso ao cadastro do bem imobilizado somente poderá ser realizado na empresa em que o bem estiver alocado atualmente. INCLUSÃO DOS CAMPOS LOJA NAS ABAS DEPRECIAÇÃO FISCAL E DEPRECIAÇÃO SOCIETÁRIA No cadastro de bens imobilizados (Pat102) foi adicionado o campo Loja nas abas Movimentação e Reavaliação, referentes à Depreciação Fiscal e Depreciação Societária. Neste campo será apresentada em qual empresa ocorreu a movimentação daquele período.

2 Pat102 Cadastro de Imobilizado Depreciação INCLUSÃO DOS CAMPOS LOJA, VALOR ACUMULADO E EVENTO DE MOVIMENTAÇÃO Na aba CIAP foram adicionados os campos: Loja apresenta em qual empresa ocorreu a apuração CIAP. Valor acumulado apresenta o valor acumulado passível de apropriação. Evento de movimentação apresenta o evento ocorrido no período, seja apropriação de crédito, transferência ou baixa. Evento baixa por transferência: quando ocorre a transferência entende-se que houve a baixa daquele bem na empresa origem. O sistema então apresentará o evento Baixa por transferência com o Valor acumulado zerado na empresa origem, visto que esta empresa não irá apropriar, a partir deste evento, crédito deste bem. Evento saldo por transferência: quando houver o recebimento da transferência pela empresa destino, o sistema apresentará o evento Saldo por transferência com o saldo acumulado passível de apropriação recebido pela empresa origem apresentado no campo Valor acumulado.

3 Pat102 Cadastro de Imobilizado Apuração CIAP INCLUSÃO DA ABA TRANSFERÊNCIA RESUMO Nesta aba serão apresentadas todas as transferências realizadas para o bem imobilizado, informando qual a empresa origem, empresa destino e a nota vinculada à transferência. EXCLUSÃO DE TRANSFERÊNCIA Nesta aba é permitido realizar a exclusão de uma transferência realizada, desde que: Não tenham ocorrido depreciações fiscais ou societárias após a transferência na empresa destino; Não tenha ocorrido apuração CIAP após a transferência na empresa destino;

4 Não tenha ocorrido o encerramento contábil após a transferência. Após a exclusão de uma transferência o bem é retornado para empresa de origem. Pat102 Cadastro de Imobilizado - Transferências PAT103 TIPO DE MOVIMENTAÇÃO ALTERAÇÃO DA DESCRIÇÃO Foi alterada a descrição Motivo da Baixa para Tipos de Movimentação para que haja um melhor entendimento da funcionalidade desta opção. EXCLUSÃO DE UM TIPO DE MOVIMENTAÇÃO CIAP Foi retirada a opção BA Baixa do Bem Fim do Período de Apropriação porque a mesma será definida automaticamente pela rotina de apropriação CIAP.

5 INCLUSÃO DO PARÂMETRO SOLICITA VINCULAÇÃO DE NOTA FISCAL EMITIDA PELA EMPRESA Este parâmetro foi incluído somente para o tratamento do tipo de movimento PE- Perecimento, extravio ou deterioração. Quando marcado, será obrigatória a informação da nota vinculada às baixas de bens. Pat103 Tipos de Movimentação PAT2012 BAIXA DE BENS INCLUSÃO DE CAMPOS Foram incluídos os campos Tipo de Movimento CIAP e os Dados da Nota (empresa, número e série). REGRAS 1. Se no cadastro do bem houver informações na aba CIAP, então o campo Tipo de Movimento CIAP deverá ser preenchido. 2. Caso seja informado no campo Tipo de Movimento o tipo OT Outras saídas do imobilizado, as informações da nota fiscal serão obrigatórias. 3. Caso seja informado no campo Tipo de Movimento o tipo PE Perecimento, extravio ou deterioração onde o parâmetro Solicita vinculação de nota fiscal

6 emitida pela empresa estiver marcado, o preenchimento dos dados da nota fiscal se torna obrigatório. 4. Caso seja informado no campo Tipo de Movimento o tipo AT- Transferência ou alienação, o sistema apresentará uma mensagem informando que existe uma rotina específica para se realizar transferência. 5. O sistema poderá carregar automaticamente os dados da nota fiscal se encontrar uma nota emitida/recebida com a mesma data da baixa e com o bem nos itens da nota. 6. Para informar manualmente os dados da nota fiscal deve-se atentar para que a data da nota seja a mesma data da baixa e que o bem esteja entre os itens da nota. Pat2012 Baixa

7 PAT2011 DEPRECIAÇÃO FISCAL E PAT2014 DEPRECIAÇÃO SOCIETÁRIA INCLUSÃO DE CAMPOS Foi incluído o campo Loja nas telas de Depreciação e Reavaliação Fiscal e Depreciação e Reavaliação Societária. REGRAS 1. Se não houver transferência para o bem, as movimentações de depreciação e reavaliação serão realizadas na empresa em que o bem foi adquirido, conforme comportamento já existente. 2. Se houver transferência para o bem, as movimentações de depreciação e reavaliação só poderão ser realizadas na empresa destino no mês subsequente à transferência. Enquanto isso será realizada na empresa origem. Sendo assim, essas movimentações não serão obrigatoriamente realizadas na empresa logada, mas sim na empresa onde o bem está alocado atualmente. Pat2011 Depreciação Fiscal

8 PAT 2015 TRANSFERÊNCIA REGRAS 1. Para se realizar a transferência de um bem, o mesmo deve pertencer à empresa logada. 2. A nota fiscal de transferência deve ter sido realizada na empresa origem. Esta nota deve utilizar um tipo de operação Entre Lojas. Pat2015 Transferência Primeira Tela

9 Pat2015 Transferência Segunda Tela 3. Somente poderá ser informado no campo Tipo de Movimento o tipo AT Transferência ou alienação. 4. O sistema poderá carregar automaticamente os dados da nota fiscal, se encontrar uma nota emitida com a mesma data da transferência e com o bem nos itens da nota. 5. A nota informada deverá ter a mesma data informada no campo Data de transferência. 6. Ao informar o número da nota o sistema irá preencher automaticamente os campos Empresa Origem, Departamento Origem, Usuário, Valor e Empresa Destino. 7. A empresa destino informada não pode ser igual à empresa origem. 8. No campo Departamento Destino deverá ser informado um departamento para onde o bem será alocado na empresa destino. 9. A transferência não poderá ser realizada se não houver nota de entrada do bem na empresa destino. Esta nota deve ser realizada utilizando como nota origem a nota fiscal de saída gerada na empresa origem. 10. A transferência não será realizada caso existam depreciações fiscais ou societárias no mês seguinte ao mês da transferência. 11. A transferência não será realizada caso exista apuração CIAP no mês seguinte ao mês da transferência. 12. Após a realização da transferência não será permitida a exclusão/cancelamento das notas fiscais vinculadas a ela. Esta regra se aplica a nota fiscal emitida na empresa origem e a nota fiscal de entrada na empresa destino. 13. Ao informar todos os dados da transferência o sistema apresentará uma tela de lançamentos contábeis da transferência que não serão obrigatórios, pois estes lançamentos serão realizados de acordo com a configuração de cada cliente.

10 Pat2015 Transferência última Tela PAT2013 APURAÇÃO CIAP REGRAS BENS SEM TRANSFERÊNCIA NO PERÍODO: O sistema terá o mesmo comportamento já existente. BENS COM TRANSFERÊNCIAS: 1. Comportamento na empresa origem O bem será apresentado para apuração CIAP na empresa origem até o mês da transferência. Nos meses seguintes até a última parcela da apuração CIAP cadastrada, o bem será apresentado sem valores a serem apurados. No mês seguinte à última parcela da apuração, o bem não será mais apresentado. Caso haja baixa antecipada na empresa destino, o sistema continuará demonstrando o bem na tela de apuração. Nos livros de apuração CIAP (Efis3051) modelo D, o sistema mostrará o evento correspondente ao tipo de movimento AT Alienação ou transferência. 2. Comportamento na empresa destino O bem será apresentado para apuração CIAP na empresa destino a partir do mês subsequente à transferência até a última parcela de apuração CIAP cadastrada ou até que ocorra uma nova transferência. No mês seguinte à última parcela da apuração, o bem não será mais apresentado. Caso haja baixa antecipada nesta empresa (destino), o bem continuará a ser apresentado na apuração CIAP sem valores a serem apurados até a última parcela de apuração cadastrada. Nos livros de apuração CIAP (Efis3051) modelo D, o

11 sistema mostrará o evento correspondente ao tipo de movimento informado na baixa. Após finalizar a apuração de todas as parcelas, caso não ocorra baixa antecipada, o sistema apresentará nos livros de apuração CIAP (Efis3051) modelo D o evento Baixa Fim do período de apropriação. Pat2013 Apuração CIAP Obs.: As regras acima levam em consideração que pode ocorrer várias transferências para um único bem. As nomenclaturas Empresa Origem e Empresa Destino utilizadas acima se referem à empresa em que o bem está alocado no momento da transferência. PAT301 IMOBILIZADO, PAT305 IMOBILIZADO NA BAIXA E PAT307 DEPRECIAÇÃO SOCIETÁRIA Estes relatórios passaram a apresentar a empresa em que ocorreu a depreciação de cada período, assim como é demonstrada na aba Depreciação existente no cadastro do imobilizado (pat102). Por padrão para ter acesso aos dados do bem, assim como é no cadastro do imobilizado, o relatório deverá ser gerado na empresa em que se encontra alocado atualmente.

12 Pat305 Relatório de Imobilizados EFIS3051 RA CIAP As informações apresentadas tanto no modelo C quanto no modelo D levam em consideração as mesmas regras da apuração CIAP (Pat2013). EFIS5052 SPED FISCAL ESCRITURAÇÃO FISCAL (EFD) O sistema terá o mesmo comportamento já existente. Não foi tratado sobre transferências de bens nesta funcionalidade. Departamento de testes

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira.

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira. Acordo Financeiro Produto : RM - Totvs Gestão Financeira 12.1.1 Processo : Acordo Financeiro Subprocesso : Template de Acordo Controle de Alçada Negociação Online Data da publicação : 29 / 10 / 2012 Os

Leia mais

Rateio por Despesas por Contas Contábeis

Rateio por Despesas por Contas Contábeis Rateio por Despesas por Contas Contábeis Introdução É possível efetuar configuração no sistema para que a contabilização das despesas seja rateada entre departamentos/centros de custo, de acordo com percentuais

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

SPED Contábil - Versão 3.1.9

SPED Contábil - Versão 3.1.9 SPED Contábil - Versão 3.1.9 A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo,

Leia mais

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens.

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. 2.Viagem Nacional 2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. Iremos iniciar nosso trabalho pela funcionalidade Solicitação. Essa funcionalidade traz os

Leia mais

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos)

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Manual do Usuário Versão 1.0 Fevereiro, 2014 Índice

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv

Portal dos Convênios - Siconv MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Análise, Aprovação de Proposta/Plano

Leia mais

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada.

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada. Página2 Cadastro de Categorias O cadastro de categoria é utilizado dentro do gestor para o controle financeiro da empresa, por ela é possível saber a origem e a aplicação dos recursos, como por exemplo,

Leia mais

e Autorizador Odontológico

e Autorizador Odontológico 1 CONTROLE DE DOCUMENTO Revisor Versão Data Publicação Diego Ortiz Costa 1.0 08/08/2010 Diego Ortiz Costa 1.1 09/06/2011 Diego Ortiz Costa 1.2 07/07/2011 2 Sumário CONTROLE DE DOCUMENTO... 2 1. Informações

Leia mais

SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e

SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e São Paulo, 9 de Janeiro de 2015. 1. Introdução Este manual tem como objetivo apresentar as especificações

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 22 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

DF-e Manager Manual de uso Manifestação do destinatário Setembro de 2015

DF-e Manager Manual de uso Manifestação do destinatário Setembro de 2015 DF-e Manager Manual de uso Manifestação do destinatário Setembro de 2015 Copyright 2015 Synchro Solução Fiscal Brasil 1 Conteúdo 1. Introdução... 3 2. A Manifestação do Destinatário no DF-e Manager...

Leia mais

Futura Server 1 Novo layout para impressão de Ordem de Produção.

Futura Server 1 Novo layout para impressão de Ordem de Produção. Futura Server 1 Novo layout para impressão de Ordem de Produção. A partir desta versão está disponível na tela de Estoque>Ordem de Produção, uma opção para impressão do modelo de Ordem de Produção, o qual

Leia mais

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Sumário Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Capítulo 2. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo XML 12 Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições

Leia mais

1. Empresa Modelo...7 2.1. Dados da Empresa modelo...7 2.2. Duplicação de dados da empresa modelo...8. 3. Parâmetros da Empresa...

1. Empresa Modelo...7 2.1. Dados da Empresa modelo...7 2.2. Duplicação de dados da empresa modelo...8. 3. Parâmetros da Empresa... 1 2 Índice 1. Controle de Exercício...5 1.1. Criação de novo exercício...5 1.2. Exclusão de Exercício...6 1.3. Encerramento do exercício...6 1.4. Abertura de exercício...7 1. Empresa Modelo...7 2.1. Dados

Leia mais

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 1 ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 Introdução O material abaixo foi elaborado para orientar de forma objetiva

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS DATASUS Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Manual do Usuário Módulo Laboratório Manual de Operação_Módulo Laboratório_Controle

Leia mais

TCI Sistemas Integrados

TCI Sistemas Integrados TCI Sistemas Integrados Manual Gera arquivo Prefeitura 1 Índice 1 - Cadastros obrigatórios para Gerar Arquivo para Prefeitura...3 2 Gerar Arquivo...8 3 Retorno Arquivo Prefeitura...19 2 1 Cadastros obrigatórios

Leia mais

epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS

epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS O PUCC permite que uma tabela com o nome dos Colaboradores e seus respectivos Departamentos e/ou Centros

Leia mais

Manual Mobuss Construção - Móvel

Manual Mobuss Construção - Móvel Manual Mobuss Construção - Móvel VISTORIA & ENTREGA - MÓVEL Versão 1.0 Data 22/04/2014 Mobuss Construção - Vistoria & Entrega Documento: v1.0 Blumenau SC 2 Histórico de Revisão Versão Data Descrição 1.0

Leia mais

Manual Candidato Edital Público. Manual de Utilização de Inscrição On-Line em Edital Público

Manual Candidato Edital Público. Manual de Utilização de Inscrição On-Line em Edital Público Manual de Utilização de Inscrição On-Line em Edital Público Última Atualização: 22/10/2013 1 Índice 1. Visão Geral...4 2. Incrição On-line em Edital Público...4 2.1 Visualizar cursos de Lato Sensu ou Stricto

Leia mais

Módulo: M_CONFIRMA_AGENDAMENTO - Confirmação dos Agendamentos

Módulo: M_CONFIRMA_AGENDAMENTO - Confirmação dos Agendamentos Page 1 of 16 145806 Módulo: M_CONFIRMA_AGENDAMENTO - Confirmação dos Agendamentos PDA 145806: Aumento do Campo "Telefone". SOLICITAÇÃO DO CLIENTE Aumentar o campo "Telefone" nas telas de agendamento, para

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS

MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO NO RECEITA/PR O preenchimento do formulário online disponível no Receita/PR é uma das opções para transmissão das informações

Leia mais

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA O Sistema Caça-Talentos tem o objetivo de aprimorar o negócio e fornecer um controle informatizado dos processos de captação dos alunos. Ele possui

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.2

Manual SAGe Versão 1.2 Manual SAGe Versão 1.2 Equipe de Pesquisadores do Projeto Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Criação da Equipe do Projeto (Proposta Inicial)... 3 2.1. Inclusão e configuração do Pesquisador Responsável (PR)...

Leia mais

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8 CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Manual do Usuário - Firma Inspetora SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O

Leia mais

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS - PRESTADOR... 3 1. CONSULTAR OU ALTERAR DADOS CADASTRAIS... 3 1.1. DADOS GERAIS... 3 1.2. ENDEREÇOS... 5 1.3. ESPECIALIDADES...

Leia mais

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0 Portal de Sistemas Integrados Manual do Usuário Versão: 1.0 Página: 1/33 Índice 1. Apresentação... 3 2. Descrição do Sistema... 3 3. Orientações Gerais ao Usuário...4 3.1. Senhas de Acesso... 4 4. Funcionalidades

Leia mais

Declaração de Serviços Tomados

Declaração de Serviços Tomados Declaração de Serviços Tomados O que é isto? O que isto faz? Por meio desta página, qualquer contribuinte pode realizar a declaração dos serviços tomados para gerar as guias de Retenção. Nesta página,

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006.

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006. ISS Eletrônico Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE Caro contribuinte. A transmissão de arquivos é uma facilidade fornecida pelo sistema de ISS Eletrônico

Leia mais

MANUAL DO PUBLICADOR

MANUAL DO PUBLICADOR MANUAL DO PUBLICADOR Brasília 2010/2013 1 SUMÁRIO 1 Introdução... 5 2 O Sistema... 5 2.1 Módulos do Sistema... 6 2.2 Perfis do Sistema... 6 2.2.1 Perfil Publicador... 7 3 Publicar Documentos - Publicador...

Leia mais

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT.

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Versão: 16/03/12 As instruções abaixo aplicam-se a todas as Operações de Transportes

Leia mais

ENCERRAMENTO DE SALDOS (ZERAMENTO) DAS CONTAS DE RESULTADO

ENCERRAMENTO DE SALDOS (ZERAMENTO) DAS CONTAS DE RESULTADO ENCERRAMENTO DE SALDOS (ZERAMENTO) DAS CONTAS DE RESULTADO As contas de resultado são contas de saldo periódico. Ao final de cada período contábil (apuração de resultado), seus saldos devem ser encerrados.

Leia mais

Informativo de Versão 19.10

Informativo de Versão 19.10 Informativo de Versão 19.10 Índice Compras... 2 Solicitação de Compras de Produtos (Chamado 28228)... 2 ERP Faturamento... 3 Máscara de Telefone (Chamado 28025)... 3 Digitação / Emissão NF-e de Exportação

Leia mais

Orientações básicas para submissão de projetos de pesquisa

Orientações básicas para submissão de projetos de pesquisa Orientações básicas para submissão de projetos de pesquisa Versão 1.2 Versão Autor Data Descrição 1.0 Equipe suporte 13/10/2011 Criação do Plataforma Brasil documento 1.1 Equipe suporte Plataforma Brasil

Leia mais

Boletim Técnico esocial

Boletim Técnico esocial esocial Datasul Materiais (Tomadores de Serviço) Produto : Datasul 11.5.10 - MRE -Recebimento Projeto : DMAT001/IRM2047 Data da criação : 05/03/2014 Data da revisão : 07/03/14 País(es) : Brasil Banco(s)

Leia mais

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo)

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Manual Cobrança Caixa Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Selecionar Cedente Para utilizar o sistema, selecione o Cedente (CADASTROS > SELECIONAR CEDENTE > ACESSAR).

Leia mais

Workshop Certificação Fase 7 - SINACOR

Workshop Certificação Fase 7 - SINACOR Workshop Certificação Fase 7 - SINACOR Setembro de 2013 A implantação da integração das clearings da BM&FBOVESPA e do novo sistema de risco CORE (Closeout Risk Evaluation) depende de prévia autorização

Leia mais

Unidade: Centro de Educação a Distância MANUAL DE PROCEDIMENTOS Nº: Manual de Instruçao - Autorizar Liberação de ValoresAutorizar Liberação de Valores

Unidade: Centro de Educação a Distância MANUAL DE PROCEDIMENTOS Nº: Manual de Instruçao - Autorizar Liberação de ValoresAutorizar Liberação de Valores 1/15 ESTA FOLHA ÍNDICE INDICA EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA NA EMISSÃO CITADA FL/R. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 FL/R. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 01 26 02 27 03 28 04 29 05 30 06 31 07 32 08 33

Leia mais

ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015

ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015 ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015 Versão 1.2 (26/08/2015) Prazo de entrega 2015-30/09/2015. Instrução Normativa RFB nº 1524, de 08 de dezembro de 2014) Art. 3º A ECF será transmitida anualmente ao

Leia mais

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica Manual do Usuário Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica SISTCADPJ Cadastro de Pessoa Jurídica Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 3. Cadastro da Pessoa Jurídica...

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA (ELABORAÇÃO E ENCAMINHAMENTO AO AUDESP)

ORIENTAÇÕES SOBRE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA (ELABORAÇÃO E ENCAMINHAMENTO AO AUDESP) ORIENTAÇÕES SOBRE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA (ELABORAÇÃO E ENCAMINHAMENTO AO AUDESP) A Conciliação Bancária se refere ao procedimento que visa comparar a movimentação financeira das contas correntes e sua escrituração

Leia mais

Copyright - IS Intelligent Software

Copyright - IS Intelligent Software O processo de compras do século passado... Sua empresa ainda compra assim... De posse de uma lista de compras, gerada ou não por um software de gestão empresarial, o comprador inicia o processo de cotação

Leia mais

Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem

Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem A conversão dos dados do TMS 4.01 para o SIGAGFE Gestão de Frete Embarcador utiliza uma conexão de dados ODBC. Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem 1. Configurar a base de dados

Leia mais

IS - INSTRUÇÃO DE SERVIÇO

IS - INSTRUÇÃO DE SERVIÇO INSTRUÇÃO DE SERVIÇO: Devolução de Mercadoria em Função dos Seguintes Motivos: Quebra de Peso; Diferenças de Preço; Troca de Nota por Erros Diversos; Falta de Mercadoria no Momento do Carregamento; Mercadoria

Leia mais

Guia operação site www.atu.com.br

Guia operação site www.atu.com.br Guia operação site www.atu.com.br OBS: as telas no site bem como no sistema de gestão poderão sofrer alguma alteração, com base nos exemplos ilustrativos deste manual. 1. Objetivo Este guia tem como objetivo

Leia mais

Portal Sempre UNESP MANUAL DO PORTAL SEMPRE UNESP

Portal Sempre UNESP MANUAL DO PORTAL SEMPRE UNESP Portal Sempre UNESP MANUAL DO PORTAL SEMPRE UNESP Sumário 1 - INTRODUÇÃO...3 2 - CADASTRO DO EGRESSO NO PORTAL SEMPRE UNESP...4 2.1 Cadastro de egressos recente, com dados migrados do SISGRAD...5 2.2 Cadastro

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Grupo de Banco de IBILCE UNESP GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Coordenação: Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio Controle do Documento Grupo de Banco de Título Nome do Arquivo

Leia mais

2. Procedimentos Gerais no Fiplan para o registro de bens... 4. 2.2. Importação em Andamento Material de Consumo... 4

2. Procedimentos Gerais no Fiplan para o registro de bens... 4. 2.2. Importação em Andamento Material de Consumo... 4 SUMÁRIO 1. Objetivo... 4 2. Procedimentos Gerais no Fiplan para o registro de bens... 4 2.1. Material de Consumo... 4 2.2. Importação em Andamento Material de Consumo... 4 2.3. Obras e Instalações... 5

Leia mais

Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa

Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa Produto : Microsiga Protheus Ativo Fixo versão 11 Requisito : 154.03 Data da publicação : 28/02/13 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Esta

Leia mais

COMO CRIAR UM PEDIDO DE COMPRAS

COMO CRIAR UM PEDIDO DE COMPRAS Esse guia considera que o catálogo já esteja atualizado, caso haja dúvidas de como atualizar o catálogo favor consultar o Guia de Atualização do Catálogo. Abra o programa e clique no botão Clique aqui

Leia mais

SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006

SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006 SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS ASSUNTO: LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006 1 DESCRIÇÃO As implementações realizadas na etapa de liberação de produtos do WMS tratam dos seguintes

Leia mais

Tutorial de Preenchimento de ARTs. Contrato com a CAIXA

Tutorial de Preenchimento de ARTs. Contrato com a CAIXA Pág. 1 1) Estrutura de Preenchimento das ARTs: A ART Principal deve conter as informações do contrato com a Caixa. As ARTs Múltiplas devem conter as ordens de serviço do mês e estarem vinculadas à ART

Leia mais

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte Página: 1 de 34 8. Contas a Pagar: O departamento ou a Gestão de Contas a Pagar de uma determinada empresa e/ou organização é responsável por fazer toda a gestão dos compromissos que são assumidos por

Leia mais

MELHORIAS GERA PACOTE 2

MELHORIAS GERA PACOTE 2 MELHORIAS GERA PACOTE 2 1. Pagamento e Retirada (Checkout) 1 1.1. Pagamento A Combinar na Retirada 1 1.2.Tela de Pagamento e Retirada (CheckOut) 5 1.3. Opções de Pesquisa 6 1.3.1Pesquisa por Revendedor

Leia mais

OBJETIVO: Cadastrar os dados da empresa que adquiriu o sistema. As empresas cadastradas no sistema, a partir desta tela, terão influência,

OBJETIVO: Cadastrar os dados da empresa que adquiriu o sistema. As empresas cadastradas no sistema, a partir desta tela, terão influência, Cadastro de Empresa OBJETIVO: Cadastrar os dados da empresa que adquiriu o sistema. As empresas cadastradas no sistema, a partir desta tela, terão influência, principalmente, no financeiro. Anexando uma

Leia mais

OBJETIVO REGULAMENTO. 1. Da Participação

OBJETIVO REGULAMENTO. 1. Da Participação OBJETIVO O Prêmio mantra Brasil Design de Interiores tem por objetivo oferecer aos participantes o reconhecimento aos seus trabalhos e destaque no mercado. Com esta iniciativa queremos divulgar a diversidade

Leia mais

CONTROLE FINANCEIRO - TAREFAS BENNER WEB MÓDULO CONTROLE FINANCEIRO

CONTROLE FINANCEIRO - TAREFAS BENNER WEB MÓDULO CONTROLE FINANCEIRO BENNER WEB MÓDULO CONTROLE FINANCEIRO 1 ÍNDICE 1. RELAÇÃO DE PAGAMENTO...03 1.1 Pagamento com Recurso da União - CREDENCIADOS...03 1.1.1 Geração de RP dos credenciados...03 1.1.2 Impressão da RP-Relação

Leia mais

1. Importações Cordilheira

1. Importações Cordilheira 1. Importações Cordilheira 1.1. Nf-e (Entrada) Esta rotina tem como objetivo importar as Notas Fiscais de Entrada correspondentes ao Estabelecimento, a partir de uma nota de saída de seu fornecedor. Selecione

Leia mais

Disponibilizada a rotina Vale Presente (LOJA830) no módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), assim como já é utilizada no módulo Front Loja (SIGAFRT).

Disponibilizada a rotina Vale Presente (LOJA830) no módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), assim como já é utilizada no módulo Front Loja (SIGAFRT). Vale Presente para Controle de Lojas Produto : Microsiga Protheus - Controle de Lojas - Versão 10 Chamado : TFDI16 Data da publicação : 12/07/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Esta melhoria

Leia mais

Manual Escrituração Fiscal Digital

Manual Escrituração Fiscal Digital Manual Escrituração Fiscal Digital 29/11/2013 Sumário 1 Introdução... 3 2 Funcionalidade... 3 3 Navegação no Sistema... 3 3.1 Inicialização... 3 4 Configurações Gerais... 6 4.1 Domínios... 6 4.2 Configuração

Leia mais

Manual Remessa Bancária

Manual Remessa Bancária Manual Remessa Bancária SUPERANDO DESAFIOS Identificação: 12.06a Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Aprovado em: Revisores: Nota de copyright Copyright 2012 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os

Leia mais

Inclusão de Validação Biométrica

Inclusão de Validação Biométrica Inclusão de Validação Biométrica Ambiente : Planos de Saúde Data da publicação : 12/11/08 Data da revisão : 12/11/08 Versões : Protheus 8.11 Países : Brasil Sistemas operacionais : Windows Bancos de dados

Leia mais

SISVAN WEB. Informações Gerais para Navegar no Acesso Restrito

SISVAN WEB. Informações Gerais para Navegar no Acesso Restrito SISVAN WEB Informações Gerais para Navegar no Acesso Restrito Este documento tem o objetivo de orientar a navegação pelo ambiente restrito do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SISVAN Web. Aqui

Leia mais

Solicitação de Autorização Intercâmbio

Solicitação de Autorização Intercâmbio Solicitação de Autorização Intercâmbio Passo a Passo - EQAT AGOSTO/2010 Por: Daniel Toledo 1 PARTE 1 PORTAL UNIMED... 4 1. ACESSO AO SITE... 4 2. SOLICITAÇÃO INTERCÂMBIO NACIONAL E ESTADUAL (EXCETO 0976

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS. Manual de integração do WebService para NFS-e

Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS. Manual de integração do WebService para NFS-e Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e São Paulo, 27 de Janeiro de 2014 1. Introdução Este manual tem como objetivo apresentar as especificações

Leia mais

INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS

INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS 1 MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA UREGIS - Entrando no Sistema: - Movimentação; - Movimentação

Leia mais

Nota Técnica 232/2015

Nota Técnica 232/2015 Nota Técnica 232/2015 Notas da Release 2015.09.02 Grupo/Conjunto: Desenvolvimento Web/Gestão de Pessoal Versão: 1.0 Autor: Hauana Andrade Negherbon Criado em: 16/09/2015 Público Alvo: Usuários e Consultores

Leia mais

TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL

TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL Cadastros 1) Cadastro > Empresa 2) Cadastro > Contador 3) Documentações > Sócios Plano de Contas 4) Cadastro > Plano de Contas > Plano de Contas Contábil

Leia mais

DEF. Índice: Cap. 01 DEF Peugeot. Cap. 02 DEF Volkswagen

DEF. Índice: Cap. 01 DEF Peugeot. Cap. 02 DEF Volkswagen DEF Índice: Cap. 01 DEF Peugeot Cap. 02 DEF Volkswagen Parametrização Peugeot O SISDIA preenche automaticamente a planilha do DEF Peugeot. Para isso é necessário efetuar o cadastro dos parâmetros, direcionando

Leia mais

Formulário de Controle de Frequência e Jornada de Trabalho

Formulário de Controle de Frequência e Jornada de Trabalho Formulário de Controle de Frequência e Jornada de Trabalho V1.9 Introdução O FCF é o meio pelo qual funcionários justificam eventuais anormalidades na marcação regular obrigatória do registro eletrônico

Leia mais

ERP-12498 Documento de Entrada Falha "Duplicate Key violates unique constraint" emitido pelo sistema na efetivação do Documento de Entrada.

ERP-12498 Documento de Entrada Falha Duplicate Key violates unique constraint emitido pelo sistema na efetivação do Documento de Entrada. Release 3.83.1 Resumo das alterações Gerais Estoque ERP-12498 Falha "Duplicate Key violates unique constraint" emitido pelo sistema na efetivação do Documento de Entrada. Em casos onde um realiza distribuição

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 17/01/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 02, DE 14 DE MARÇO DE

ORDEM DE SERVIÇO Nº 02, DE 14 DE MARÇO DE Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF ORDEM DE SERVIÇO Nº 02, DE 14 DE MARÇO DE 2016. Estabelece calendário de abertura, inventário trimestral, bloqueio e fechamento, referente

Leia mais

UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL PORTAL UNIMED AUTORIZAÇÃO Site: www.unimedlitoral.com.br/planodesaude A senha e login será sempre o CPF do Médico Desenvolvido por: Larissa

Leia mais

WEBDESK SURFLOG. http://webdesk.surflog.com.br MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0.1

WEBDESK SURFLOG. http://webdesk.surflog.com.br MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0.1 http://webdesk.surflog.com.br MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0.1 SUMÁRIO Introdução... 3 O Webdesk Surflog... 4 Acessando o Webdesk... 5 Funções do Webdesk... 7 Envio de avisos por e-mail pelo Webdesk... 8

Leia mais

CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR. Parâmetros

CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR. Parâmetros CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR Parâmetros *O campo Limite para compensação de prejuízos anteriores, é utilizado pelas empresas que em um determinado período de apuração, obtiveram prejuízo, e sobre esse

Leia mais

Módulo Odontologia. Sumário. Odontologia

Módulo Odontologia. Sumário. Odontologia Módulo Odontologia Sumário Odontologia Este módulo contêm as informações referentes como lançar os dados do atendimento odontológico dos pacientes, bem como a(s) receita(s) a ele fornecidas e o(s) exame(s)

Leia mais

MicroWork TOUCH CHECKLIST

MicroWork TOUCH CHECKLIST Considerações Gerais O possibilita a execução diferenciada do CheckList de serviços do Veículo, com mobilidade e segurança através da captura de fotos, integradas automaticamente para o sistema MicroWork

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa Bolsa Família Manual de Operação Conteúdo Sumário...

Leia mais

Objetivo do Portal da Gestão Escolar

Objetivo do Portal da Gestão Escolar Antes de Iniciar Ambiente de Produção: É o sistema que contem os dados reais e atuais, é nele que se trabalha no dia a dia. Neste ambiente deve-se evitar fazer testes e alterações de dados sem a certeza

Leia mais

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE PROJETO HAE - WEB www.cpscetec.com.br/hae *NÃO DEVERÃO ser lançados os projetos de Coordenação de Curso, Responsável por Laboratório, Coordenação de Projetos Responsável

Leia mais

Manual Recálculo de Custo Médio

Manual Recálculo de Custo Médio Manual Recálculo de Custo DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Aprovado em: Setembro de 2013. Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA WATIVO CONTROLE DO CIAP PARA O SPED FISCAL

MANUAL DO SISTEMA WATIVO CONTROLE DO CIAP PARA O SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA WATIVO CONTROLE DO CIAP PARA O SPED FISCAL SulProg Sistemas Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações necessárias de como integrar seu controle de ativo imobilizado com os

Leia mais

CCS Cadastro de Clientes do SFN. Roteiro de Testes. Versão 2.1.7

CCS Cadastro de Clientes do SFN. Roteiro de Testes. Versão 2.1.7 CCS Cadastro de Clientes do SFN Roteiro de Testes Versão 2.1.7 CCS - Cadastro de Clientes do SFN Data: 16/06/2005 Roteiro de Testes Versão: 2.1.7 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 17/01/2005

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente, Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente, Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Cadastramento de Proponente, Consórcio

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/07/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL LEGISLAÇÃO Diante da mais nova modernização das obrigações que o Brasil está passando, um dos mais importantes impostos do país não poderia ficar de fora. Com a publicação

Leia mais

Perguntas mais Freqüentes Módulo EMPENHO

Perguntas mais Freqüentes Módulo EMPENHO Perguntas mais Freqüentes Módulo EMPENHO 1) O que é o módulo Minuta de EMPENHO? 2) Como gerar Minuta de Empenho para processo de compra ou contratação de serviço lançado no SIASG? 03) Como gerar Empenho

Leia mais

1. Introdução... 3. 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3. 3. Entrada na Aplicação... 4. 3.1. Aplicação Não certificada...

1. Introdução... 3. 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3. 3. Entrada na Aplicação... 4. 3.1. Aplicação Não certificada... 1. Introdução... 3 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3 3. Entrada na Aplicação... 4 3.1. Aplicação Não certificada... 4 3.2. Aplicação Certificada... 5 3.3. Devoluções a Fornecedores e

Leia mais

8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros:

8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros: TRABALHO: REGISTROS 8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros: CLIENTES NOTAS ITENS_NOTAS PRODUTOS Cod_cliente Num_NF Num_NF Cod_produto Endereco Cod_cliente

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO REDE SCB REDE DOS SERVIÇOS DE CRÉDITO DO BRASIL LTDA. PROGRAMA "De Olho no Ponto"

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO REDE SCB REDE DOS SERVIÇOS DE CRÉDITO DO BRASIL LTDA. PROGRAMA De Olho no Ponto REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO REDE SCB REDE DOS SERVIÇOS DE CRÉDITO DO BRASIL LTDA. PROGRAMA "De Olho no Ponto" 1º. Registro nº. 1.372.079, de 21 de setembro de 2012 5º Oficial de Registro

Leia mais

Solicitação de Cadastramento de Instituição de Pesquisa ou Empresa (a partir da versão

Solicitação de Cadastramento de Instituição de Pesquisa ou Empresa (a partir da versão Manual SAGe v 2.2 Solicitação de Cadastramento de Instituição de Pesquisa ou Empresa (a partir da versão 12.10.04.03) Conteúdo Introdução... 2 Cadastro de Instituições Brasileiras... 2 Solicitando o cadastramento

Leia mais

COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES

COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES 1 SUMÁRIO 1 - CADASTRO INICIAL...03 2 ACESSO AO PREENCHIMENTO DAS INFORMAÇÕES...08 3 CADASTRO DAS INFORMAÇÕES DO AGENTE PÚBLICO E DOS DEPENDENTES...09 4 PREENCHIMENTO

Leia mais

COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES

COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES 1 SUMÁRIO 1 - CADASTRO INICIAL...03 2 ACESSO AO PREENCHIMENTO DAS INFORMAÇÕES...08 3 CADASTRO DAS INFORMAÇÕES DO AGENTE PÚBLICO E DOS DEPENDENTES...09 4 PREENCHIMENTO

Leia mais

MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR. Governo do Estado do Piauí

MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR. Governo do Estado do Piauí MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR Governo do Estado do Piauí 1 Conteúdo Introdução... 3 Sistema Eletrônico de Informação ao Cidadão (e-sic)... 4 Primeiro Acesso... 5 Cadastro...Erro! Indicador não definido.

Leia mais