Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul."

Transcrição

1 Título: MS - Como realizar o cálculo do ICMS sobre o estoque das mercadorias incluídas do regime de Substituição Tributária conforme Art. 2º do Decreto nº /2015? Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul. 1 PARÂMETROS EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Clique no botão [Nova Vigência]; 1.3 Na guia GERAL, opção IMPOSTOS, verifique se você possui os impostos 1 ICMS e 9 SUBTRI, caso não, inclua os mesmos; 1.4 Ainda na guia GERAL, opção ESTADUAL, clique em OPÇÕES, e selecione a opção [x] Substituição Tributária ;

2 1.5 - Na guia PERSONALIZA, opção OPÇÕES, clique em GERAL, e selecione a opção [x] Faz controle de estoque ;

3 1.6 - Clique no botão [Gravar] para concluir. 2 CONFIGURAÇÃO DO PRODUTO 2.1 Acesse o menu ARQUIVOS, PRODUTOS; 2.2 Verifique se já possui um produto cadastrado para a operação; 2.3 Caso não, clique no botão [Novo] e realize o cadastro; 2.4 Caso já tenha cadastrado, clique no botão [Nova vigência]; 2.5 Na guia IMPOSTOS, opção SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA, no campo: BASE DE CÁLCULO ST, selecione a base de cálculo correspondente ao produto que está sendo cadastrado; MARGEM DE VALOR ADIC. ST, informe o percentual da margem do valor adicional da substituição tributária; VALOR UNITÁRIO, informe o valor unitário da substituição tributária; OBS: Este campo somente estará habilitado, quando o campo BASE DE CÁLCULO ST estiver selecionada a opção Pauta(Valor) CÓDIGO DE RECOLHIMENTO, informe o código de recolhimento conforme necessidade; Para este exemplo, este campo não será preenchido. Pressione a tecla F2 para que o sistema entre em modo consulta.

4 2.6 Na guia SALDO FINAL preencha os campos conforme necessidade, informando a data anterior à data de levantamento do estoque (ver item 3.2.3);

5 2.7 Clique no botão [Gravar] para concluir. Caso tenha dúvidas sobre como cadastrar produtos, acesse a solução referente a Como realizar o cadastro de produtos : clique aqui 3 - LANÇAMENTO Acesse o menu MOVIMENTOS, opção ESTOQUE, opção LEVANTAMENTO DE ESTOQUE, clique em PRODUTOS INCLUÍDOS DO REGIME ST; Na guia GERAL, no campo: CÓDIGO, será informado automaticamente pelo sistema. Caso necessário, poderá ser alterado; DATA DE INÍCIO DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA, informe a data de início do cálculo para a substituição tributária; DATA DO LEVANTAMENTO DOS ESTOQUES, será gerada automaticamente a data anterior à informada no campo DATA DE INÍCIO DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA; TIPO DE SALDO, selecione a opção: SALDO DO MOVIMENTO, caso o saldo do estoque da substituição tributária seja por saldo do movimento; Este saldo será a quantidade dos produtos da coluna FÍSICO do menu RELATÓRIOS, opção ESTOQUE, opção MOVTO. INDIVIDUAL DO PRODUTO SALDO POR PRODUTO, caso o saldo do estoque da substituição tributária seja por saldo do produto; Neste saldo será demonstrado a QUANTIDADE FINAL do produto, no menu ARQUIVOS, opção PRODUTOS, opção SALDO FINAL. Para este exemplo, esta opção será utilizada QUANTIDADE DE PARCELAS, informe a quantidade de parcelas do produto; ÍNDICE DE CONTROLE DO PARCELAMENTO, selecione o índice correspondente; QUANTIDADE MÍNIMA DO ÍNDICE POR PARCELA, informe a quantidade mínima do índice por parcela desejado; OBS: Os itens e somente estarão habilitados, quando no campo QUANTIDADE DE PARCELAS possuir informado uma quantidade maior que 1. Para este exemplo, estes itens não serão demonstrados CÓDIGO DE RECOLHIMENTO, informe o código de recolhimento do estoque; VENCIMENTO INÍCIAL, informe a data do vencimento do produto; EMBASAMENTO LEGAL, informe o embasamento legal para o estoque de produtos incluídos da substituição tributária;

6 Selecione a opção [x] Aproveitar saldo credor de ICMS do período, caso queira aproveitar o saldo credor deste imposto; OBS: Esta opção somente ficará habilitada, quando no período de apuração igual à data de levantamento do estoque, estiver apurado e possui saldo credor de ICMS para o período seguinte, demonstrado na tela de apuração do imposto 01 ICMS. Para este exemplo, estes itens não serão demonstrados. 3.3 Na guia PRODUTOS: No quadro FILTRO, selecione os filtros conforme desejar, a fim de localizar mais facilmente o produto; Clique no botão [Listar produtos]; ou No quadro PRODUTOS INCLUÍDOS NA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA, clique no botão [Listar Produtos], para que sejam listados os produtos que possuem saldo maior que zero na data de levantamento dos estoques, conforme filtro realizado, ou em [Incluir] para que os dados sejam incluídos manualmente; Para este exemplo, os dados serão preenchidos manualmente. OBS: Os produtos somente serão listados automaticamente, quando a data de cadastro do produto for menor ou igual à data informada no campo DATA DO LEVANTAMENTO DOS ESTOQUES No campo PRODUTO, pressione a tecla F2 para que o sistema entre em modo consulta e localize o produto desejado; Selecione o mesmo, ou informe seu código; O campo DESCRIÇÃO, será preenchido automaticamente pelo sistema;

7 Preencha os demais campos conforme desejar; Clique no botão [Gravar] para concluir. 3.4 O campo VALOR TOTAL DO ICMS SOBRE LEVANTAMENTO DO ESTOQUE, será preenchido automaticamente pelo sistema ao informar a alíquota conforme imagem; 3.5 No campo VALOR ORIGINAL DO ICMS ST A RECOLHER SOBRE O ESTOQUE, será informado o valor do campo VALOR TOTAL DO ICMS SOBRE LEVANTAMENTO DO ESTOQUE CRÉDITO FISCAL; No campo VALOR DA PARCELA, será informada o valor da primeira parcela calculada; 3.7 Na guia CONTABILIDADE, avalie se a mesma já foi preenchida. Caso não, clique no botão [Incluir] e preencha de acordo com sua necessidade; Clique no botão [Gravar] para concluir. 3.9 Realize a apuração do período; Observe que o crédito foi demonstrado no imposto Substituição Tributária, conforme definido na imagem do item 3.3.4;

8 4 RELATÓRIO DEMONSTRATIVO 4.1 Acesse o menu RELATÓRIOS, opção IMPOSTOS, clique em DEMONSTRATIVOS; 4.2 No quadro COMPETÊNCIA, informe o período em que deseja estar emitindo o relatório; 4.3 No quadro OPÇÕES, selecione as opções conforme necessidade; 4.4 No quadro SELEÇÃO DE IMPOSTOS, selecione o imposto 9 SUBTRI; 4.5 Clique no botão [OK] para emitir. 5 PAGAMENTO DE IMPOSTOS 5.1 Acesse o menu MOVIMENTOS, opção PAGAMENTOS DE IMPOSTOS, e realize o pagamentos do imposto conforme necessidade;

9 Caso tenha dúvidas sobre como realizar este pagamento, acesse a solução referente a Como realizar o pagamento de impostos : clique aqui 6 - RELATÓRIO ESTOQUE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 6.1 Acesse o menu RELATÓRIOS, opção ESTOQUE, clique em ESTOQUE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA; 6.2 No quadro EMITIR, selecione a opção conforme desejar; Para este exemplo será utilizada a opção [x] Por data de levantamento ; 6.3 No quadro OPÇÃO selecione [x] Destacar linhas, para que no relatório as linhas sejam destacadas; 6.4 Clique no botão [OK] para emitir. 7 SPED FISCAL No SPED Fiscal, também será gerado informações de inclusões de mercadorias no regime da substituição tributária. Para isso, proceder conforme segue: 7.1 Acesse o menu RELATÓRIOS, opção INFORMATIVOS, opção FEDERAIS, clique em SPED FISCAL; 7.2 Clique no botão [Inventário] e selecione a opção [x] Gerar inventário das mercadorias incluídas no regime da Sub. Tributária ; 7.3 Selecione as demais informações conforme necessidade; 7.4 Clique no botão [Gravar], e em seguida em [OK] para gerar o arquivo.

10 7.5 Os registros referentes ao estoque/ inventário a serem gerados serão o H005, H010 e o H020.

11 Caso tenha dúvidas sobre como configurar a empresa para gerar o SPED Fiscal, acesse a solução referente a Como configurar uma empresa para gerar o SPED Fiscal (Parâmetros) : clique aqui Caso tenha dúvidas sobre como gerar o bloco H para o SPED Fiscal, acesse a solução referente a Como gerar o Bloco H de inventário para o Sped fiscal : clique aqui

CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR. Parâmetros

CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR. Parâmetros CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR Parâmetros *O campo Limite para compensação de prejuízos anteriores, é utilizado pelas empresas que em um determinado período de apuração, obtiveram prejuízo, e sobre esse

Leia mais

DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO EMITIR UMA D.R.E NO SISTEMA DOMÍNIO CONTÁBIL

DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO EMITIR UMA D.R.E NO SISTEMA DOMÍNIO CONTÁBIL DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO O D.R.E é uma demonstração contábil que visa apresentar de forma resumida o resultado apurado em relação as operações da empresa em um determinado período. O

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 22 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa Bolsa Família Manual de Operação Conteúdo Sumário...

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS

BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS Realizar a entrada de notas fiscais é importante para manter o estoque da loja atualizado. Acesso o menu Movimento>Entrada de notas fiscais e selecione

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada.

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada. Página2 Cadastro de Categorias O cadastro de categoria é utilizado dentro do gestor para o controle financeiro da empresa, por ela é possível saber a origem e a aplicação dos recursos, como por exemplo,

Leia mais

Versão 8.3A-06. Versão Final da Apostila de Novidades

Versão 8.3A-06. Versão Final da Apostila de Novidades Versão 8.3A-06 Versão Final da Apostila de Novidades Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas

Leia mais

INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS

INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS 1 MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA UREGIS - Entrando no Sistema: - Movimentação; - Movimentação

Leia mais

Agendando um Horário

Agendando um Horário Agendando um Horário Ao acessar a Agenda, escolha primeiramente o médico. Por padrão abrirá a agenda do Médico vinculado ao cadastro do usuário com os horários do dia. Para agendar um horário clique duas

Leia mais

Manual Mobuss Construção - Móvel

Manual Mobuss Construção - Móvel Manual Mobuss Construção - Móvel VISTORIA & ENTREGA - MÓVEL Versão 1.0 Data 22/04/2014 Mobuss Construção - Vistoria & Entrega Documento: v1.0 Blumenau SC 2 Histórico de Revisão Versão Data Descrição 1.0

Leia mais

Carta Frete & Cheque Troco. Posto Moura. Definição do que é carta frete e cheque troco. Configurações e modo de funcionamento no sistema.

Carta Frete & Cheque Troco. Posto Moura. Definição do que é carta frete e cheque troco. Configurações e modo de funcionamento no sistema. Carta Frete & Cheque Troco Posto Moura Definição do que é carta frete e cheque troco. Configurações e modo de funcionamento no sistema. 02/08/2013 Objetivo O que é carta frete? A carta frete é um documento

Leia mais

ULT-014-ENTRADA NO ESTOQUE POR DIGITAÇÃO / CODIGO DE BARRAS

ULT-014-ENTRADA NO ESTOQUE POR DIGITAÇÃO / CODIGO DE BARRAS ULT-014-ENTRADA NO ESTOQUE POR DIGITAÇÃO / CODIGO DE BARRAS Esta modalidade de entrada deve ser efetuada quando você não fez um PEDIDO DE COMPRA o qual está em PRODUTOS, COMPRAS, CONSULTA PEDIDOS. Se o

Leia mais

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS - PRESTADOR... 3 1. CONSULTAR OU ALTERAR DADOS CADASTRAIS... 3 1.1. DADOS GERAIS... 3 1.2. ENDEREÇOS... 5 1.3. ESPECIALIDADES...

Leia mais

Rateio por Despesas por Contas Contábeis

Rateio por Despesas por Contas Contábeis Rateio por Despesas por Contas Contábeis Introdução É possível efetuar configuração no sistema para que a contabilização das despesas seja rateada entre departamentos/centros de custo, de acordo com percentuais

Leia mais

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo)

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Manual Cobrança Caixa Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Selecionar Cedente Para utilizar o sistema, selecione o Cedente (CADASTROS > SELECIONAR CEDENTE > ACESSAR).

Leia mais

1. Empresa Modelo...7 2.1. Dados da Empresa modelo...7 2.2. Duplicação de dados da empresa modelo...8. 3. Parâmetros da Empresa...

1. Empresa Modelo...7 2.1. Dados da Empresa modelo...7 2.2. Duplicação de dados da empresa modelo...8. 3. Parâmetros da Empresa... 1 2 Índice 1. Controle de Exercício...5 1.1. Criação de novo exercício...5 1.2. Exclusão de Exercício...6 1.3. Encerramento do exercício...6 1.4. Abertura de exercício...7 1. Empresa Modelo...7 2.1. Dados

Leia mais

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens.

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. 2.Viagem Nacional 2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. Iremos iniciar nosso trabalho pela funcionalidade Solicitação. Essa funcionalidade traz os

Leia mais

Portal nddcargo 4.2.6.0 Manual de Utilização Contratante Visão Usuário Financeiro

Portal nddcargo 4.2.6.0 Manual de Utilização Contratante Visão Usuário Financeiro Portal nddcargo 4.2.6.0 Manual de Utilização Contratante Visão Usuário Financeiro Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 16/04/2014 1 Deiviane F. R. de Souza Criação do documento. 2 1. Introdução...

Leia mais

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica Manual do Usuário Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica SISTCADPJ Cadastro de Pessoa Jurídica Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 3. Cadastro da Pessoa Jurídica...

Leia mais

Declaração de Serviços Tomados

Declaração de Serviços Tomados Declaração de Serviços Tomados O que é isto? O que isto faz? Por meio desta página, qualquer contribuinte pode realizar a declaração dos serviços tomados para gerar as guias de Retenção. Nesta página,

Leia mais

RAIS RELAÇÃO ANUAL DE INFORMAÇÕES SOCIAIS

RAIS RELAÇÃO ANUAL DE INFORMAÇÕES SOCIAIS RAIS RELAÇÃO ANUAL DE INFORMAÇÕES SOCIAIS O que é? A RAIS é um instrumento de coleta de dados utilizado pela gestão governamental do setor do trabalho, Instituída pelo Decreto nº 76.900, de 23/12/75, a

Leia mais

Módulo Odontologia. Sumário. Odontologia

Módulo Odontologia. Sumário. Odontologia Módulo Odontologia Sumário Odontologia Este módulo contêm as informações referentes como lançar os dados do atendimento odontológico dos pacientes, bem como a(s) receita(s) a ele fornecidas e o(s) exame(s)

Leia mais

CEST. Alterdata Software

CEST. Alterdata Software CEST Alterdata Software O que é CEST? Através do Convênio ICMS 92/2015 foi criado a obrigatoriedade de informar, na nota fiscal, o Código Especificador da Substituição Tributária CEST, que identifica a

Leia mais

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira.

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira. Acordo Financeiro Produto : RM - Totvs Gestão Financeira 12.1.1 Processo : Acordo Financeiro Subprocesso : Template de Acordo Controle de Alçada Negociação Online Data da publicação : 29 / 10 / 2012 Os

Leia mais

Guia operação site www.atu.com.br

Guia operação site www.atu.com.br Guia operação site www.atu.com.br OBS: as telas no site bem como no sistema de gestão poderão sofrer alguma alteração, com base nos exemplos ilustrativos deste manual. 1. Objetivo Este guia tem como objetivo

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/07/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL Para efetuar a parametrização da DMPL, deverá clicar no menu Cadastro, e em seguida clicar na opção Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Grupo de Banco de IBILCE UNESP GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Coordenação: Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio Controle do Documento Grupo de Banco de Título Nome do Arquivo

Leia mais

CERTIDAO SIMPLIFICADA EXISTÊNCIA DE EMPRESA

CERTIDAO SIMPLIFICADA EXISTÊNCIA DE EMPRESA CERTIDAO SIMPLIFICADA EXISTÊNCIA DE EMPRESA Ao escolher o Tipo de Certidão Simplificada, será exibida uma lista com o tipo da simplificada a ser escolhida. A tabela de preços vale para ambas opções. Selecione

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 30 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

SPED Contábil - Versão 3.1.9

SPED Contábil - Versão 3.1.9 SPED Contábil - Versão 3.1.9 A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo,

Leia mais

1. Importações Cordilheira

1. Importações Cordilheira 1. Importações Cordilheira 1.1. Nf-e (Entrada) Esta rotina tem como objetivo importar as Notas Fiscais de Entrada correspondentes ao Estabelecimento, a partir de uma nota de saída de seu fornecedor. Selecione

Leia mais

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos)

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Manual do Usuário Versão 1.0 Fevereiro, 2014 Índice

Leia mais

Na tela acima clique em CONSULTA DE PEDIDOS e o sistema mostrará a tela:

Na tela acima clique em CONSULTA DE PEDIDOS e o sistema mostrará a tela: Tutorial UltraPDV ULT-019-COMO CONSULTAR PEDIDO-ENTRADA NO ESTOQUE Entre no ULTRAADM, digite a senha e quando aparecer a tela abaixo clique em PRODUTOS e aparecerá a tela: Na tela acima clique em COMPRAS

Leia mais

COMO CRIAR UM PEDIDO DE COMPRAS

COMO CRIAR UM PEDIDO DE COMPRAS Esse guia considera que o catálogo já esteja atualizado, caso haja dúvidas de como atualizar o catálogo favor consultar o Guia de Atualização do Catálogo. Abra o programa e clique no botão Clique aqui

Leia mais

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL COMO ACESSAR O APLICATIVO SAFE DOC CAPTURE Acesse o aplicativo SAFE-DOC CAPTURE clicando no ícone na sua área de trabalho: SAFE-DOC Capture Digite o endereço do portal que é

Leia mais

1 Criação do Manual 15/07/2011 Edilson J. Martins. 2 Revisão do Manual 01/10/2012 Raruana Freitas

1 Criação do Manual 15/07/2011 Edilson J. Martins. 2 Revisão do Manual 01/10/2012 Raruana Freitas 0ESTOQUE Versão Observação Data Modificação Responsável 1 Criação do Manual 15/07/2011 Edilson J. Martins 2 Revisão do Manual 01/10/2012 Raruana Freitas Página 1 ÍNDICE 1 Estoque... 3 2 Aferições... 3

Leia mais

SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL. Instrução Relatórios de Auditoria Estoque/Pagar/Receber x Contabilidade

SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL. Instrução Relatórios de Auditoria Estoque/Pagar/Receber x Contabilidade Página 1 de 7 1 Objetivo Orientar os usuários do sistema Consultor s na emissão de relatórios a fim de apurar diferenças entre o estoque/pagar/receber com a contabilidade. 2 AUDITORIA ESTOQUE X CONTABILIDADE

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 17/01/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv

Portal dos Convênios - Siconv MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Análise, Aprovação de Proposta/Plano

Leia mais

e Autorizador Odontológico

e Autorizador Odontológico 1 CONTROLE DE DOCUMENTO Revisor Versão Data Publicação Diego Ortiz Costa 1.0 08/08/2010 Diego Ortiz Costa 1.1 09/06/2011 Diego Ortiz Costa 1.2 07/07/2011 2 Sumário CONTROLE DE DOCUMENTO... 2 1. Informações

Leia mais

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA O Sistema Caça-Talentos tem o objetivo de aprimorar o negócio e fornecer um controle informatizado dos processos de captação dos alunos. Ele possui

Leia mais

Como Cadastrar Mesas? FGS09

Como Cadastrar Mesas? FGS09 Como Cadastrar Mesas? FGS09 Sistema: Gourmet Server Caminho: Cadastros>Restaurante>Mesa Referência: FGS09 Versão: 2016.03.14 Como funciona: A tela de Mesa é utilizada para cadastrar as mesas disponíveis

Leia mais

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas ,QVWDODomR 5HTXLVLWRV0tQLPRV Para a instalação do software 0RQLWXV, é necessário: - Processador 333 MHz ou superior (700 MHz Recomendado); - 128 MB ou mais de Memória RAM; - 150 MB de espaço disponível

Leia mais

Disponibilizada a rotina Vale Presente (LOJA830) no módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), assim como já é utilizada no módulo Front Loja (SIGAFRT).

Disponibilizada a rotina Vale Presente (LOJA830) no módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), assim como já é utilizada no módulo Front Loja (SIGAFRT). Vale Presente para Controle de Lojas Produto : Microsiga Protheus - Controle de Lojas - Versão 10 Chamado : TFDI16 Data da publicação : 12/07/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Esta melhoria

Leia mais

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido 1º Acesse o menu Controle, opção Parâmetros, clique na guia Impostos, e certifique-se de que estão incluídos os impostos do regime 4- Pis e 5 Cofins. Na guia Federal,

Leia mais

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Dúvidas ou Sugestões: netconta@polimed.com.br Índice Como entrar no sistema NetConta 1?... 3 1. TRABALHANDO COM UMA REMESSA... 3 1.1.Como criar uma nova remessa?...

Leia mais

MANUAL DO PUBLICADOR

MANUAL DO PUBLICADOR MANUAL DO PUBLICADOR Brasília 2010/2013 1 SUMÁRIO 1 Introdução... 5 2 O Sistema... 5 2.1 Módulos do Sistema... 6 2.2 Perfis do Sistema... 6 2.2.1 Perfil Publicador... 7 3 Publicar Documentos - Publicador...

Leia mais

MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL

MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL Página1 ÍNDICE 1. Integração de Movimentos (Folha, Férias, Adiantamento de Folha, Adiantamento de 13º, 13º Salário e Rescisão) Passo 1.1... pág. 3 Passo

Leia mais

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0 Portal de Sistemas Integrados Manual do Usuário Versão: 1.0 Página: 1/33 Índice 1. Apresentação... 3 2. Descrição do Sistema... 3 3. Orientações Gerais ao Usuário...4 3.1. Senhas de Acesso... 4 4. Funcionalidades

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

Nota Técnica 232/2015

Nota Técnica 232/2015 Nota Técnica 232/2015 Notas da Release 2015.09.02 Grupo/Conjunto: Desenvolvimento Web/Gestão de Pessoal Versão: 1.0 Autor: Hauana Andrade Negherbon Criado em: 16/09/2015 Público Alvo: Usuários e Consultores

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO LINEAR-HCS / MONI SOFTWARE Baseado em: Moni Software v10.1.19 Conversor Serial-IP v1.100b Guarita IP va.

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO LINEAR-HCS / MONI SOFTWARE Baseado em: Moni Software v10.1.19 Conversor Serial-IP v1.100b Guarita IP va. GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO LINEAR-HCS / MONI SOFTWARE Baseado em: Moni Software v10.1.19 Conversor Serial-IP v1.100b Guarita IP va.110a SÃO CAETANO DO SUL 2015 1. CONVERSOR SERIAL-IP / GUARITA IP 1.1

Leia mais

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep. Navegação Guiada. Situação do Aluno 2015

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep. Navegação Guiada. Situação do Aluno 2015 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep Navegação Guiada Situação do Aluno 2015 Brasília Fevereiro 2016 1 SUMÁRIO ACESSO À SITUAÇÃO DO ALUNO 3 AUTENTICAÇÃO 4 AUTENTICAR

Leia mais

Processo: LOGISTICA. Acesso. Motivação

Processo: LOGISTICA. Acesso. Motivação Pendências 23011 Versão 2006 Release 78 Autor Francisca Cruz Processo: LOGISTICA Nome do Processo: Distribuição Automática de Estoque por Família de Cores Acesso Logística Distribuição Distribuição Automática

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.2

Manual SAGe Versão 1.2 Manual SAGe Versão 1.2 Equipe de Pesquisadores do Projeto Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Criação da Equipe do Projeto (Proposta Inicial)... 3 2.1. Inclusão e configuração do Pesquisador Responsável (PR)...

Leia mais

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo.

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo. Preenchimento da SEFIP para gerar a GFIP e imprimir as guias do INSS e FGTS Você, Microempreendedor Individual que possui empregado, precisa preencher a SEFIP, gerar a GFIP e pagar a guia do FGTS até o

Leia mais

Futura Server 1 Novo layout para impressão de Ordem de Produção.

Futura Server 1 Novo layout para impressão de Ordem de Produção. Futura Server 1 Novo layout para impressão de Ordem de Produção. A partir desta versão está disponível na tela de Estoque>Ordem de Produção, uma opção para impressão do modelo de Ordem de Produção, o qual

Leia mais

Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa

Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa Classificação de Ativo Orçamento e Provisão de Despesa Produto : Microsiga Protheus Ativo Fixo versão 11 Requisito : 154.03 Data da publicação : 28/02/13 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Esta

Leia mais

PEME Web. Versão 1.0

PEME Web. Versão 1.0 PEME Web Versão 1.0 fl. 2 de 12 Histórico de Revisões Data Versão Descrição 26/01/2015 1.0 Elaboração do documento. Autor José Navasconi Junior fl. 3 de 12 Índice Analítico 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1 FINALIDADE......

Leia mais

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS DEPARTAMENTO DE RENDAS MOBILIÁRIAS SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO EMPRESAS Curitiba 2008 2 1 - CONCEITO O Sistema ISS Curitiba

Leia mais

Manual Escrituração Fiscal Digital

Manual Escrituração Fiscal Digital Manual Escrituração Fiscal Digital 29/11/2013 Sumário 1 Introdução... 3 2 Funcionalidade... 3 3 Navegação no Sistema... 3 3.1 Inicialização... 3 4 Configurações Gerais... 6 4.1 Domínios... 6 4.2 Configuração

Leia mais

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido Manual de Instalação do Gold Pedido 1 Visão Geral Programa completo para enviar pedidos e ficha cadastral de clientes pela internet sem usar fax e interurbano. Reduz a conta telefônica e tempo. Importa

Leia mais

Informativo de Versão 19.10

Informativo de Versão 19.10 Informativo de Versão 19.10 Índice Compras... 2 Solicitação de Compras de Produtos (Chamado 28228)... 2 ERP Faturamento... 3 Máscara de Telefone (Chamado 28025)... 3 Digitação / Emissão NF-e de Exportação

Leia mais

SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006

SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006 SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS ASSUNTO: LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006 1 DESCRIÇÃO As implementações realizadas na etapa de liberação de produtos do WMS tratam dos seguintes

Leia mais

1 Dados Cadastrais... 3. 1.1.1 Cadastro de Produto Acabado... 3. 1.1.2 Cadastro de Matéria Prima... 4. 1.1.3 Níveis de Estoque... 5. 2 Processos...

1 Dados Cadastrais... 3. 1.1.1 Cadastro de Produto Acabado... 3. 1.1.2 Cadastro de Matéria Prima... 4. 1.1.3 Níveis de Estoque... 5. 2 Processos... Conteúdo 1 Dados Cadastrais... 3 1.1.1 Cadastro de Produto Acabado... 3 1.1.2 Cadastro de Matéria Prima... 4 1.1.3 Níveis de Estoque... 5 2 Processos... 10 2.1 Inventário de Estoques... 10 2.2 Entradas...

Leia mais

Table of Contents. mymix 7. Index 0

Table of Contents. mymix 7. Index 0 Table of Contents mymix 7 1 11 - mymix... 7 1147 - Manutenção... de inventário rotativo 7 Como Gerenciar... Manutenção de Inventário Rotativo 7 Montar Inventário... Rotativo/Geral 8 Montar Inventário...

Leia mais

TUTORIAL PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DO MYMIX MOBILE

TUTORIAL PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DO MYMIX MOBILE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Configurar computador para o IIS... 3 3. Configurar o serviço do IIS (Servidor Web)... 5 4. Instalar mymix Mobile no Coletor... 7 5. Configurar

Leia mais

TCI Sistemas Integrados

TCI Sistemas Integrados TCI Sistemas Integrados Manual Gera arquivo Prefeitura 1 Índice 1 - Cadastros obrigatórios para Gerar Arquivo para Prefeitura...3 2 Gerar Arquivo...8 3 Retorno Arquivo Prefeitura...19 2 1 Cadastros obrigatórios

Leia mais

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE)

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página

Leia mais

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE)

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página

Leia mais

Soluções Inovadoras. FlyFlex. Fly Solution

Soluções Inovadoras. FlyFlex. Fly Solution Soluções Inovadoras FlyFlex Versão 1.00 Fly Solution O Software FlyFlex 1.00 FlyFlex é um software desenvolvido pela empresa Fly Solution para atender a necessidade de gestão de negócios de pequenas e

Leia mais

Processo: Logística. Acesso. Motivação. Parâmetros. Nome do Processo: Integração com Axado

Processo: Logística. Acesso. Motivação. Parâmetros. Nome do Processo: Integração com Axado Desenvolvimento BM-1372 Integração com AXADO - Plataforma de gestão de frete Versão 5 Release 29 Autor Jaciara Silva Processo: Logística Nome do Processo: Integração com Axado Acesso Logística\Estoque\Cadastros\Transportadoras

Leia mais

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8 CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Manual do Usuário - Firma Inspetora SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba Departamento de Tecnologia da Informação

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba Departamento de Tecnologia da Informação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba Departamento de Tecnologia da Informação MANUAL SUAP (MÓDULO ALMOXARIFADO) Manual de utilização do módulo Almoxarifado do Sistema Unificado

Leia mais

Modulo 04 PREÇOS CGAINFORMÁTICA. Retwin

Modulo 04 PREÇOS CGAINFORMÁTICA. Retwin Modulo 04 0 CGAINFORMÁTICA Retwin PREÇOS Sumário Preços 2 3.1 Configuração Geral... 3 3.2 Manutenção de Preços... 3 3.2.1 Alteração de Preços... 4 3.2.2 Encerramento de Promoção... 5 3.3 Relatórios...

Leia mais

Informações para a utilização do PLI 5.0

Informações para a utilização do PLI 5.0 Informações para a utilização do PLI 5.0 1. Importação de Dados do PLI 3.0 2. Atualização da base 3. Atualização da linha de Produtos 4. Importação de Dados do PEXPAM 5. Informações sobre a mudança na

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO CADASTRO AMBIENTAL RURAL DE MATO GROSSO DO SUL

SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO CADASTRO AMBIENTAL RURAL DE MATO GROSSO DO SUL SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO CADASTRO AMBIENTAL RURAL DE MATO GROSSO DO SUL 2. Links Uteis Site do IMASUL http://www.imasul.ms.gov.br/ Acessar

Leia mais

SGT- Sistema Gerencial de Transporte Apresentação Resumida. Menus do Sistema

SGT- Sistema Gerencial de Transporte Apresentação Resumida. Menus do Sistema SGT- Sistema Gerencial de Transporte Apresentação Resumida. Menus do Sistema - Veículos/Transportador/Motoristas (Com opção de cadastrar Transportadores/Veículos/Motoristas agregados). (Todas as telas

Leia mais

TUTORIAL CONTROLE DE VALES

TUTORIAL CONTROLE DE VALES Últimas alterações Abaixo, descrição da criação e das últimas alterações efetuadas no documento especificando, a data, a versão e o comentário da alteração realizada. Data Versão Comentário 28/12/2012

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO. POP Procedimento Operacional Padrão ATIVIDADE POP N VERSÃO Nº FOLHA N EMISSÃO DE GUIAS DE IMPOSTOS 001 00 1 / 16

SISTEMA DE GESTÃO. POP Procedimento Operacional Padrão ATIVIDADE POP N VERSÃO Nº FOLHA N EMISSÃO DE GUIAS DE IMPOSTOS 001 00 1 / 16 SISTEMA DE GESTÃO EMISSÃO DE GUIAS DE IMPOSTOS 001 00 1 / 16 1. OBJETIVO Orientar os funcionários do Setor Financeiro quanto à emissão de guias de impostos. 2. APLICAÇÃO Setor Financeiro 3. REFERÊNCIAS

Leia mais

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 1 ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 Introdução O material abaixo foi elaborado para orientar de forma objetiva

Leia mais

Para obter informações relativas ao preenchimento da aba Dados do Processo, o usuário deve consultar o Manual de Utilização do sistema PJe-Calc.

Para obter informações relativas ao preenchimento da aba Dados do Processo, o usuário deve consultar o Manual de Utilização do sistema PJe-Calc. 1 de 31 04/04/2016 10:24 PJe-Calc-Tutorial De PJE-Manual Índice 1 Introdução 2 Exemplo 1 2.1 Resolução do Exemplo 1 3 Exemplo 2 3.1 Resolução do Exemplo 2 4 Exemplo 3 4.1 Resolução do Exemplo 3 5 Exemplo

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.05

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.05 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.05 Considerações Gerais...1 Configurações...2 Configurando Tipo de Ordem de Serviço...3 Inserindo um Controle de Recall / Campanha...4 Chassis em Recall / Campanha...6 Aviso

Leia mais

Guia de Capacitação Liberador de Rotinas Automáticas

Guia de Capacitação Liberador de Rotinas Automáticas Guia de Capacitação Liberador de Rotinas Automáticas Versão 01 Setembro 2014 MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN MÓDULO: GESTÃO LIBERADOR DE ROTINAS AUTOMÁTICAS COLABORADORES DO MATERIAL: GENIVIEVE

Leia mais

Adicional na alíquota do ICMS destinado ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná - FECOP Versão 1.0

Adicional na alíquota do ICMS destinado ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná - FECOP Versão 1.0 Perguntas & Respostas Adicional na alíquota do ICMS destinado ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná - FECOP Versão 1.0 1. Qual a legislação aplicável ao adicional na alíquota do ICMS destinado

Leia mais

Treinamento Hospital

Treinamento Hospital Treinamento Hospital O que é o Projeto SGU? É o projeto de implantação do sistema de gestão de planos de saúde - SGU (Sistema de Gestão Unimed) que irá substituir o Top Saúde. O Módulo SGU-Card é um sistema

Leia mais

OBJETIVO: Cadastrar os dados da empresa que adquiriu o sistema. As empresas cadastradas no sistema, a partir desta tela, terão influência,

OBJETIVO: Cadastrar os dados da empresa que adquiriu o sistema. As empresas cadastradas no sistema, a partir desta tela, terão influência, Cadastro de Empresa OBJETIVO: Cadastrar os dados da empresa que adquiriu o sistema. As empresas cadastradas no sistema, a partir desta tela, terão influência, principalmente, no financeiro. Anexando uma

Leia mais

e-nota NFS-e (Nota Fiscal de Serviço eletrônica)

e-nota NFS-e (Nota Fiscal de Serviço eletrônica) Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Sistema e-nota Safeweb Este manual (versão completa) apresenta informações do Sistema Safeweb e-nota NFS-e. O que é preciso para acessar

Leia mais

Boletim de Administração Pública Municipal

Boletim de Administração Pública Municipal Atualização: Junho 2005 Página: 3 SIAWeb Introdução: O SiaWeb é composto de três módulos Imobiliário, Mobiliário e Água e Esgoto. O uso do sistema pela Internet facilita e agiliza a troca de informações

Leia mais

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006.

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006. ISS Eletrônico Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE Caro contribuinte. A transmissão de arquivos é uma facilidade fornecida pelo sistema de ISS Eletrônico

Leia mais

Configurar conta corrente para cada Forma de Pagamento

Configurar conta corrente para cada Forma de Pagamento Configurar conta corrente para cada Forma de Pagamento Primeiro de tudo cadastrar uma conta corrente para a conta. Entre no módulo Financeiro > conta corrente > cadastro de conta corrente. Atenção: É necessário

Leia mais

GERAÇÃO DE CURVAS DE NÍVEL

GERAÇÃO DE CURVAS DE NÍVEL GUIA PRÁTICO DataGeosis Versão 2.3 GERAÇÃO DE CURVAS DE NÍVEL Paulo Augusto Ferreira Borges Engenheiro Agrimensor Treinamento e Suporte Técnico 1. INTRODUÇÃO O DataGeosis permite o cálculo das curvas de

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais