Nº Versão/Data: Validade: /10/2014 OUTUBRO/2014 SA MOTOBOY MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO MOTOBOY

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nº Versão/Data: Validade: 1.0 01/10/2014 OUTUBRO/2014 SA. 04 - MOTOBOY MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO MOTOBOY"

Transcrição

1 1 de 10 msgq - MOTOBOY MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO MOTOBOY - MOTOBOY 1. OBJETIVO ABRANGÊNCIA DOCUMENTOS RELACIONADOS PROCEDIMENTOS DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA ABRANGÊNCIA SOLICITAÇÃO E APROVAÇÃO DO SERVIÇO EXE CUÇÃO DO SERVIÇO FINALIZAÇÃO DO SERVIÇO CONTROLE MENSAL DE SOLICITAÇÕES REGISTROS HISTÓRICO DO DOCUMENTO ANEXOS FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE MOTOBOY CONTROLE DE EXCEDENTES FLUXOGRAMA DO PROCESSO Elaboração Análise Crítica e Aprovação Distribuição VENILSON RODRIGUES VALMIR DANTAS ANTONIO CARLOS BORGES DIRETORIA EXECUTIVA BIBLIOTECA LINK E INTRANET 1

2 2 de OBJETIVO Este documento tem por finalidade estabelecer o procedimento para o controle das solicitações e serviços de motoboy pela FecomercioSP. 2. ABRANGÊNCIA Toda a estrutura da FecomercioSP. 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS Não aplicável 4. PROCEDIMENTOS 4.1 Definição do Serviço e sua Abrangência Entende-se por serviços de motoboys as entregas e retiradas de material solicitados internamente pelos colaboradores da FecomercioSP, contemplando o devido registro de entrada e saída. Vale destacar, que as solicitações para serviços particulares não estão contempladas neste procedimento. Sendo particular, cabe à Mensageria, acionar um motoboy exclusivo para este serviço e verificar junto ao solicitante a forma de pagamento para tal. 2

3 3 de Solicitação e Aprovação do Serviço Todos os serviços de motoboy são feitos perante a solicitação via intranet, cabe ao colaborador preencher o formulário fornecendo o máximo de informações quanto ao serviço que deseja: nome(s) do(s) destinatário(s) ou remetente(s), tipo(s) de documento(s), tipo(s) de serviço(s), caráter do(s) serviço(s) (particular ou não), endereço(s) completo(s) (rua, número, bairro e, se possível, ponto de referência), e informações adicionais que julgar necessárias, para que o serviço seja realizado com eficiência e sem atrasos. Nota 1: No caso de entrega de material cabe ao solicitante providenciar a devida preparação do material, por exemplo, envelopamento ou embalagem. Uma vez preenchido o formulário, a equipe de Mensageria recebe as informações e cabe à mesma verificar se as informações contidas no formulário são suficientes (como rua, CEP, Número, horário, data e nome da pessoa) ou não para a execução do serviço. Em caso negativo, cabe ao núcleo reprovar a solicitação, especificando no campo Observações, o motivo da reprovação. Cabe ao solicitante, por sua vez, refazer a solicitação. Nos casos de cancelamento do serviço por parte do solicitante, cabe ao mesmo informar a Mensageria para que seja feito o cancelamento da solicitação através da reprovação do mesmo, especificando o cancelamento no campo Observações Entrega de Material Nos casos de entrega, aprovado o serviço, cabe ao solicitante imprimir o protocolo de entrega (após o preenchimento o formulário, a ferramenta permite gerar automaticamente o protocolo) e disponibiliza-lo juntamente com o material em sua mesa ou na caixa de entrada e saída afixada no 5 andar. Caso o documento seja enviado sem protocolo, cabe à Mensageria verificar com o solicitante se não haverá necessidade do documento, caso o solicitante afirme que não há necessidade do envio de protocolo fica a cargo de sua própria responsabilidade qualquer eventual problema e comprovação da entrega. 3

4 4 de 10 Nota 2: Em casos de pacotes grandes o solicitante pode pedir a ajuda ao núcleo manuseio e apoio logístico. Recebido o material, cabe à Mensageria verificar se o envelope ou embalagem está em boas condições (exemplo: sem lacre, rasgado, etc). Em casos de pequenos reparos (passar cola, fita, etc) a própria Mensageria poderá realiza-los. Já nos casos que requerem interferência o solicitante, cabe a Mensageria devolver o material ao solicitante, informando-o para que seja providenciado o reparo. Uma vez feito, cabe ao solicitante informar a Mensageria para que seja retirado o material. A solicitação ficará em aberto até a entrega novamente do material. Caso a regularização não seja realizada em até 3 dias, cabe à Mensageria registrar a informação no campo Avaliação do formulário, e cancelar a solicitação através da reprovação do mesmo. Todos os documentos/materiais assim que retirados para efetuar o serviço, de entrega, ficam guardados no armário de entrada e saída de documentos Retirada de Material Nos casos de retirada de material basta que o solicitante preencha do formulário e a Mensageria aprove, para que o serviço seja realizado. 4.3 Execução do Serviço Uma vez aprovados os serviços, com os devidos documentos/materiais em mão, cabe à Mensageria direcioná-los aos motoboys para a realização do serviço. Nos casos de retirada, cabe à Mensageria imprimir o formulário de solicitação de entrega-los aos motoboys para as devidas retiradas. Para organização do roteiro dos motoboys, cabe à Mensageria alimentar as informações em planilha Excel para definição mais clara do roteiro. 4

5 5 de 10 Todo o material/documento que precise ser remetido ou retirado via motoboy deve ser entregue à Mensageria até às 10h (período da manhã) ou até às 15h (período da tarde) para ser entregue no mesmo dia. Após às 15h o material/documento só será enviado/retirado a partir das 10h00 horas do dia seguinte, por isso vale destacar a importância de uma programação prévia quanto às solicitações de serviços de motoboy. Em casos de urgência, cabe à Mensageria entrar em contato com o motoboy para que seja incluída a solicitação no seu roteiro sem comprometer as demais entregas, ou seja dependendo do casos, seja demandando um motoboy extra. Nota 3: A realização do serviço sempre respeitará a tempo mínimo de deslocamento do motoboy até o local de destino em hipótese alguma a equipe de Mensageria solicitará que o motoboy realize o percurso em tempo menor do que o previsto, mesmo a pedido do solicitante, pois há todo o respeito em relação a saúde e integridade física dos motoboys contratados. Caso o motoboy ao chegar ao endereço solicitado, seja informado que a empresa tenha mudado de endereço, o contato que foi destinado para a entrega/retirada do documento não trabalha mais no local ou não tiver alguém para receber/entregar o documento, este deverá retornar à FecomercioSP, para que a Mensageria finalize a solicitação, informando o motivo da não realização do serviço ao solicitante, através do formulário na intranet. Cabe ao solicitante rever os dados informados e caso queria deverá realizar uma nova solicitação já com as devidas adequações. Se o motivo da entrega ou retirada do documento não ocorrer por causas naturais, cabe à Mensageria informar ao solicitante (via telefone) o motivo da não realização do serviço e acordar um novo horário ou entrega/retirada para o dia seguinte. Nestes casos não é necessário refazer a solicitação via intranet. Os documentos que não forem entregues ficam são guardados em um armário etiquetado e identificado com cada tipo de serviço. 5

6 6 de 10 Nos casos em que o serviço é fora da região central de São Paulo, como por exemplo: São Caetano, Guarulhos etc, o procedimento é o mesmo, porém nestes casos cabe à Mensageria entrar em contato com a agência de motoboys e solicitar um motoboy esporádico. 4.4 Finalização do Serviço Ao concluírem os serviços solicitados, os motoboys devem entregar à Mensageria, ao final de cada período (manhã ou tarde), todos os protocolos devidamente assinados por seus destinatários e os itens retirados. Ao receber, cabe a Mensageria, colocar os itens (protocolos e materiais retirados) no armário etiquetado, segmentados por áreas. Feito isto, cabe à Mensageria, entregar os respectivos itens aos solicitantes e dar baixa (concluir) do serviço na intranet. Caso o solicitante não esteja na sua mesa ou em reunião no momento da entrega, e não tenha designado ninguém para receber, cabe à Mensageria retornar os documentos ao armário etiquetado para posteriormente realizar a entrega. 4.5 Controle Mensal de Solicitações Ao final de cada mês a agência de motoboys deve enviar à FecomercioSP, mais especificamente à Mensageria, a nota fiscal dos serviços solicitados ao longo do mês corrente. Para conferência das informações constantes na nota, cabe à Mensageria a geração de um controle dos excedentes (através de um formulário em word vide anexo 2) e de uma planilha com todos os serviços de motoboys solicitados pela FecomercioSP no mês, juntamente com os seus custos e, separados por área para posterior envio ao Financeiro, propiciando um maior controle dos custos gerados deste serviço. Feito isso, cabe à Mensageria elaborar o relatório e encaminhar juntamente com a nota fiscal a interface da administração para avalição e coleta de vista. Feita essa avaliação o relatório e nota segue para o Financeiro para análise das despesas e posterior liquidação. 6

7 7 de REGISTROS Identificação Armazenamento Proteção Recuperação Tempo de Retenção Cópia de Segurança Descarte Formulário de Solicitação de Motoboy INTRANET Acesso restrito através de permissão de acesso à rede Data, solicitante, nº da solicitação Permanente Sim Não Aplicável Controle de excedentes (Fomulário) Sec$ (\\srv-06) (Z:) Acesso Restrito através de permissão de acesso à rede Data Permanente Sim Não Aplicável Controle de Gastos de Motoboys e Esporádicos (Planilha) Sec$ (\\srv-06) (Z:) Acesso Restrito através de permissão de acesso à rede Data Permanente Sim Não Aplicável 6. HISTÓRICO DO DOCUMENTO Versão Data Comentários /10/2014 Edição Inicial 7

8 8 de ANEXOS 7.1 Formulário Solicitação de Motoboy 7.2Formulário de excedentes (esporádicos) 8

9 9 de Formulário Controle de Excedentes 9

10 MOTOBOY FINANCEIRO MENSAGERIA SOLICITANTE Gestor: 10 de Fluxograma do Processo P1 Motoboy FECOMERCIO SP SP1 Solicitação de Motoboy Início P1 T1 Preencher solicitação de motoboy via intranet T3 Adequar solicitação T4 Preparar material com protocolo, qdo for o caso Disponibilizar o material na mesa ou colocar na caixa de saida/entrada Aguardar a execução do serviço T15 Receber protocolo (qd for o caso), material e/ou documento referente ao serviço realizado Manhã: até 10:00hs Tarde: até 15:00hs Manhã: até 10:00hs Tarde: até 15:00hs T2 Analisar solicitação N Solicitação ok? S T5 Registrar solicitações em planilha Retirar material Material em boas condições? N Pequenos reparos? N T6 Devolver material Solicitar ajustes ao solicitante Solicitante N realizou adequações em até 3 dias? T7 Cancelar solicitação Informar solicitante S S S T9 T8 Separar solicitações (prioridade, itinerário, horário restrito etc) Adequadar T10 Demandar os serviços para os motoboys com as devidas informações, materiais e/ou documentos necessários T16 Receber NF e gerar planilha de todos os serviços de motoboy Elaborar Relatório Enviar para análise e visto da Interface Encaminhar para o Financeiro T14 Avisar solicitante sobre a execução do serviço Entregar documentos FIM T17 Analisar despesas Controlar custos por área Liquidar despesa T11 Analisar e separar os serviços junto com a Mensageria T12 Realizar serviços de acordo com os períodos e horários estabelecidos T13 Entregar à Mensageria o protocolo, material, documento etc do serviço realizado 10

Nº Versão/Data: Validade: 2.0 22/10/2014 OUTUBRO/2015 SA. 05 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO

Nº Versão/Data: Validade: 2.0 22/10/2014 OUTUBRO/2015 SA. 05 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO 1 de 10 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO EXPEDIÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA ABRANGÊNCIA...

Leia mais

FIN. 08 - ADIANTAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS

FIN. 08 - ADIANTAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS 1 de 12 msgq - ADIANTAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO CONTAS A PAGAR - ADIANTAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS...

Leia mais

SEC. 02 OFÍCIOS E TEXTOS

SEC. 02 OFÍCIOS E TEXTOS 1 de 23 OFÍCIOS E TEXTOS MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO OFÍCIOS E TEXTOS OFÍCIOS E TEXTOS 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO

Leia mais

Nº Versão/Data: Validade: 1.0 01/10/2014 OUTUBRO/2015 FIN. 07 - BORDERÔS MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO CONTAS A PAGAR

Nº Versão/Data: Validade: 1.0 01/10/2014 OUTUBRO/2015 FIN. 07 - BORDERÔS MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO CONTAS A PAGAR 1 de 7 msgq - BORDERÔS MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO CONTAS A PAGAR BORDERÔS 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA

Leia mais

SA. 02 GERENCIAMENTO DE CADASTRO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO GERENCIAMENTO DE CADASTRO

SA. 02 GERENCIAMENTO DE CADASTRO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO GERENCIAMENTO DE CADASTRO 1 de 17 GERENCIAMENTO DE CADASTRO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO GERENCIAMENTO DE CADASTRO GERENCIAMENTO DE CADASTRO 1 OBJETIVO... 2 2 ABRANGÊNCIA... 2 3 DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4 PROCEDIMENTOS...

Leia mais

msgq FIN. 06 - DISPONIBILIDADE BANCÁRIA

msgq FIN. 06 - DISPONIBILIDADE BANCÁRIA 1 de 5 msgq - DISPONIBILIDADE BANCÁRIA MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO CONTAS A PAGAR DISPONIBILIDADE BANCÁRIA 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS...

Leia mais

FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO ARRECADAÇÃO

FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO ARRECADAÇÃO 1 de 25 msgq FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO PROCESSO ARRECADAÇÃO FIN. 03 - ARRECADAÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1. DEFINIÇÃO DO

Leia mais

PES. 01 TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO

PES. 01 TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO 1 de 21 6 TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO MACROPROCESSO GESTÃO DE PESSOAS PROCESSO TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1 MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento Toledo PR Página 1 INDICE 1. O QUE É O SORE...3 2. COMO ACESSAR O SORE... 4 2.1. Obtendo um Usuário e Senha... 4 2.2. Acessando o SORE pelo

Leia mais

PROC. 02 CONTROLE DE DOCUMENTOS

PROC. 02 CONTROLE DE DOCUMENTOS 1 de 15 msgq CONTROLE DE DOCUMENTOS MACROPROCESSO GESTÃO DE PROCESSOS PROCESSO CONTROLE DE DOCUMENTOS CONTROLE DE DOCUMENTOS 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS...

Leia mais

Setor de Protocolo Administrativo do TJAM

Setor de Protocolo Administrativo do TJAM PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO 50 Setor de Protocolo Elaborado por: Adriano Ramos Gomes Setor de Protocolo

Leia mais

TI. 01 BACK UP MACROPROCESSO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCESSO BACK UP

TI. 01 BACK UP MACROPROCESSO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCESSO BACK UP 1 de 7 BACK UP MACROPROCESSO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCESSO BACK UP BACK UP 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 5. REGISTROS... 6 6. HISTÓRICO

Leia mais

PROC. 07 AUDITORIA INTERNA

PROC. 07 AUDITORIA INTERNA 1 de 12 AUDITORIA INTERNA MACROPROCESSO GESTÃO DE PROCESSOS PROCESSO AUDITORIA INTERNA AUDITORIA INTERNA 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 PLANEJAMENTO

Leia mais

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG 2015 Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Cliente Institucional e Atualizado em: 11 de setembro de 2015 Sumário 1. Conceito do software... 1 2. Abertura de

Leia mais

Versão do procedimento - 01. Estabelecer ações e definir critérios para aplicação de pesquisas internas na área de comunicação. 2.

Versão do procedimento - 01. Estabelecer ações e definir critérios para aplicação de pesquisas internas na área de comunicação. 2. Versão 01 - Página 1/6 PROCESSO: Pesquisa de comunicação interna PROCEDIMENTO: Pesquisa de comunicação interna ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Objetivo estratégico: 8 - Fortalecimento institucional Estratégia:

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

Procedimentos para Solicitação de Desenquadramento MEI (via Capa Marrom )

Procedimentos para Solicitação de Desenquadramento MEI (via Capa Marrom ) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO JUCESP SECRETARIA EXECUTIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - SETI Procedimentos

Leia mais

JUR. 01 ENQUADRAMENTO SINDICAL

JUR. 01 ENQUADRAMENTO SINDICAL 1 de 13 ENQUADRAMENTO SINDICAL MACROPROCESSO REPRESENTAÇÃO PROCESSO ENQUADRAMENTO SINDICAL ENQUADRAMENTO SINDICAL 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS...

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos O objetivo deste Manual é permitir a reunião de informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e segmentada

Leia mais

ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO...

ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... Suprimentos e Pág. 1 de 6 Produto Não-Conforme SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 2 2 ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... 2 3 SIGLAS UTILIZADAS... 2 4 GLOSSÁRIO / CONCEITOS... 2 5 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA... 2 6

Leia mais

PROC. 03 CONTROLE DE REGISTROS

PROC. 03 CONTROLE DE REGISTROS 1 de 6 CONTROLE DE REGISTROS MACROPROCESSO GESTÃO DE PROCESSOS PROCESSO CONTROLE DE REGISTROS CONTROLE DE REGISTROS 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS...

Leia mais

BOLSAS DE ESTUDO. A análise contempla dois aspectos:

BOLSAS DE ESTUDO. A análise contempla dois aspectos: BOLSAS DE ESTUDO O programa de bolsas de estudo é um benefício concedido por mera liberalidade do Instituto Sidarta e consiste em desconto no valor da anuidade do Colégio Sidarta. Nossa política é priorizar

Leia mais

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO 1/8 1. OBJETIVO Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO Programa de Controle Médico da Saúde Ocupacional; PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais; PCMAT

Leia mais

RPS Recibo Provisório de Serviços

RPS Recibo Provisório de Serviços RPS Recibo Provisório de Serviços DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais,

Leia mais

Manual de Processo Cobrança de despesas reembolsáveis pelos clientes

Manual de Processo Cobrança de despesas reembolsáveis pelos clientes T Manual de Processo Cobrança de despesas reembolsáveis pelos clientes Processos e Conformidade Novembro/2014 Rev.0 3/18/2015 1 SUMÁRIO 1 OBJETIVO...3 2 ABRANGÊNCIA...3 3 DESENHO...4 4 PASSO A PASSO...5

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PLANILHA DE HORAS 7.0

MANUAL DE INSTRUÇÕES PLANILHA DE HORAS 7.0 MANUAL DE INSTRUÇÕES PLANILHA DE HORAS 7.0 Funcionamento da Planilha de Horas Resumo das Etapas Preenchimentos Obrigatórios Abono Cliente Falta Férias Horas Extras Observações Importantes Envio da Planilha

Leia mais

GESTÃO DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO 1. OBJETIVO 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO 3. RESPONSABILIDADES / AUTORIDADES 4. DESCRIÇÃO DAS ETAPAS

GESTÃO DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO 1. OBJETIVO 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO 3. RESPONSABILIDADES / AUTORIDADES 4. DESCRIÇÃO DAS ETAPAS 1/6 1. OBJETIVO Sistematizar as rotinas de Treinamento e Desenvolvimento para o desenvolvimento profissional dos integrantes, permitindo a melhoria contínua na prestação dos serviços oferecidos pelo GSHB.

Leia mais

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 WORD Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 WORD Mala direta Cartas Modelo Mesclar Etiquetas de endereçamento Formulários Barra

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

ESTADO DE MATO GROSSO CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ INSTRUÇÃO NORMATIVA SGA Nº. 007/2011 DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS DE RECEBIMENTO, REGISTRO, TRAMITAÇÃO, CONTROLE E EXPEDIÇÃO DE DOCUMENTOS NA. Versão: 01 Aprovação: 13/06/2011 Ato de aprovação: 13/06/2011

Leia mais

1. Objetivos do curso 2. 2 Comunicação Interna (CI) 13 3 Ofício 18 4 DEFINIÇÕES GERAIS 23 5 CONCLUSÃO 27

1. Objetivos do curso 2. 2 Comunicação Interna (CI) 13 3 Ofício 18 4 DEFINIÇÕES GERAIS 23 5 CONCLUSÃO 27 1. Objetivos do curso 2 Introdução 2 Funções do Sistema: 2 Da Comunicação Interna: 3 o Enviadas: 3 o Recebidas: 3 o Com Cópia Pessoal: 3 Ofícios 4 o Enviados: 4 o Recebidas com Cópia: 5 Contatos Externos:

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra estão disponíveis em Meus pedidos.

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001 Versão 001 MOEBIUS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. PROCEDIMENTO PARA AUMENTO DA PERFORMANCE...4 3. ACESSO AO SISTEMA...5 4. PALAVRAS CHAVE...6 5. PAGINA INICIAL...7 6. STATUS DO

Leia mais

FAC. 01 MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA

FAC. 01 MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA 1 de 26 MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA MACROPROCESSO INFRAESTRUTURA PROCESSO MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4.

Leia mais

Nota Fiscal Avulsa para MEI

Nota Fiscal Avulsa para MEI Nota Fiscal Avulsa para MEI Orientação geral quanto ao aplicativo de emissão da Nota Fiscal Avulsa para os contribuintes inscritos no Cadastro de Contribuintes de ICMS do Estado do Pará Sumário Avisos...3

Leia mais

SGD - Sistema de Gestão de Documentos

SGD - Sistema de Gestão de Documentos Agosto/2012 SGD - Sistema de Gestão de Documentos Manual do Módulo Documentos Características Orientações de utilização do Módulo Documentos. Apresentação das funcionalidades. Telas explicativas e passo

Leia mais

CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO

CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO MANUAL DE SERVIDORES DE CORREGEDORIA Versão 1.2 1 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 4 USUÁRIOS... 5 1. ACESSO AO SISTEMA... 6 2. TELA DE LOGIN DO CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO:... 8 2.0

Leia mais

1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO...

1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO... ÍNDICE 1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO... 3 4.1. Integral ato da entrega... 3 4.2. Integral pós-recebimento... 3 4.3. Parcial pós-recebimento...

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA POSTAGEM DE CORRESPONDÊNCIAS E ENDEREÇAMENTO NO ÂMBITO DA UFG

ORIENTAÇÃO PARA POSTAGEM DE CORRESPONDÊNCIAS E ENDEREÇAMENTO NO ÂMBITO DA UFG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CENTRO DE INFORMAÇÃO, DOCUMENTAÇÃO E ARQUIVO ORIENTAÇÃO PARA POSTAGEM DE CORRESPONDÊNCIAS E ENDEREÇAMENTO NO

Leia mais

COM. 02 - PUBLICAÇÕES

COM. 02 - PUBLICAÇÕES 1 de 9 PUBLICAÇÕES MACROPROCESSO MARKETING E PROCESSO PUBLICAÇÕES - PUBLICAÇÕES 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA

Leia mais

Sistema de Controle de Solicitação de Desenvolvimento

Sistema de Controle de Solicitação de Desenvolvimento Sistema de Controle de Solicitação de Desenvolvimento Introdução O presente documento descreverá de forma objetiva as principais operações para abertura e consulta de uma solicitação ao Setor de Desenvolvimento

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Execução Orçamentária Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informação de Custo 1 OBJETIVO Padroniza e orienta os

Leia mais

Bem-vindo à. Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável.

Bem-vindo à. Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável. Bem-vindo à DHL EXPRESS Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável. Conheça as diversas vantagens de enviar com a DHL Express. Confira agora mesmo

Leia mais

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização WebEDI - Tumelero Manual de Utilização Pedidos de Compra Notas Fiscais Relação de Produtos 1. INTRODUÇÃO Esse documento descreve o novo processo de comunicação e troca de arquivos entre a TUMELERO e seus

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-201-R02

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-201-R02 MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-201-R02 ANÁLISE DE SOLICITAÇÕES DE HOTRAN 02/2014 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 Brasília, 28 de fevereiro de 2014. Aprovado, Fabio Faizi Rahnemay Rabbani 3 PÁGINA

Leia mais

Nº Versão/Data: Validade: 3.0 01/10/2014 OUTUBRO/2015 JUR. 02 - FILIAÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO FILIAÇÃO

Nº Versão/Data: Validade: 3.0 01/10/2014 OUTUBRO/2015 JUR. 02 - FILIAÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO FILIAÇÃO 1 de 16 FILIAÇÃO MACROPROCEO ADMINITRATIVO PROCEO FILIAÇÃO - FILIAÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTO RELACIONADO... 2 4. PROCEDIMENTO... 2 4.1. DEFINIÇÃO DO ERVIÇO E UA ABRANGÊNCIA...

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO Página 1 de 10 1. OBJETIVO Estabelecer as diretrizes básicas pertinentes a Guarda de Documentos de Terceiros. 2. APLICAÇÃO Este procedimento aplica-se aos processos da guarda de documentos de terceiros,

Leia mais

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso I - FINALIDADE: Informatizar o processo de solicitação e emissão de cheques avulsos, além de proporcionar maior segurança e sigilo das informações. II - ÂMBITO DE APLICAÇÃO: Este procedimento se aplica

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

MANUAL SISTEMA AJG/CJF

MANUAL SISTEMA AJG/CJF MANUAL DO SISTEMA AJG/CJF ÍNDICE 1. SEJA BEM VINDO AO AJG... 3 1.1 Seja Bem-Vindo!... 3 2. SOBRE A AJUDA... 4 2.1 Como navegar no ajuda on-line... 4 3. SOBRE O SISTEMA... 5 3.1 Sobre o sistema... 5 3.2

Leia mais

Definir os procedimentos para gestão dos bens e materiais do TJAC.

Definir os procedimentos para gestão dos bens e materiais do TJAC. Código: MAP-DILOG-004 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Bens e Materiais Aprovado por: Diretoria de Logística 1 OBJETIVO Definir os procedimentos para gestão dos bens e

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012 SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012 Prezados Senhores, Brasília, 28 de novembro de 2012. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD, no âmbito do Projeto BRA/04/044 - Implementação de

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

CONTROLE DE COPIA: PO-AM-TI-025 TELEFONIA MÓVEL 10/07/2015

CONTROLE DE COPIA: PO-AM-TI-025 TELEFONIA MÓVEL 10/07/2015 1/6 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para concessão de linhas telefônicas móveis, aparelhos e modens, ao pessoal, Técnico, Administrativo e Operacional das empresas do Grupo Santa Helena. Este procedimento

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

Benefício Plano Odontológico

Benefício Plano Odontológico ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 3.1. Planos do Benefício Odontológico... 2 3.1.1. Dental I... 2 3.1.2. Dental II... 2 3.1.3. Dental II Plus E (com porcelana)... 2

Leia mais

SUMÁRIO. Elaborado por: Revisado por: Aprovado por: Coordenação de Qualidade e Meio Ambiente. Gerência Suprimentos e Logística

SUMÁRIO. Elaborado por: Revisado por: Aprovado por: Coordenação de Qualidade e Meio Ambiente. Gerência Suprimentos e Logística Suprimentos e Logística Pág. 1 de 14 SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 2 2 ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... 2 3 SIGLAS UTILIZADAS... 2 4 GLOSSÁRIO / CONCEITOS... 2 5 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA... 3 6 CONTEÚDO...

Leia mais

Manual do Usuário do Cell Bridge GSM Tronco

Manual do Usuário do Cell Bridge GSM Tronco INTRODUÇÃO Parabéns! Você acaba de adquirir mais um produto com a qualidade e a tecnologia IDENTECH. O Cell Bridge é uma interface celular diferenciada. O Cell Bridge funciona como uma interface celular

Leia mais

MANUAL SISTEMA AJG/CJF

MANUAL SISTEMA AJG/CJF MANUAL DO SISTEMA AJG/CJF ÍNDICE 1. SEJA BEM VINDO AO AJG... 3 1.1 Seja Bem-Vindo!... 3 2. SOBRE A AJUDA... 4 2.1 Como navegar no ajuda on-line... 4 3. SOBRE O SISTEMA... 5 3.1 Sobre o sistema... 5 3.2

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO M3

MANUAL DO USUÁRIO DO M3 MANUAL DO USUÁRIO DO M3 1 CADASTROS 1.1 Clientes Abre uma tela de busca na qual o usuário poderá localizar o cadastro dos clientes da empresa. Preencha o campo de busca com o nome, ou parte do nome, e

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE - PROGESUS 2015

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE - PROGESUS 2015 EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE - PROGESUS 2015 TURMA 2015 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE PROGESUS CHAMADA PÚBLICA

Leia mais

PROCEDIMENTOS / DOCUMENTAÇÃO. Fazendo a diferença para sempre fazer melhor!

PROCEDIMENTOS / DOCUMENTAÇÃO. Fazendo a diferença para sempre fazer melhor! PROCEDIMENTOS / DOCUMENTAÇÃO Fazendo a diferença para sempre fazer melhor! Documentação Descarga Importação 1 Presença de carga Presença de carga automática para B/L master com destino final Itapoá no

Leia mais

EMISSÃO E PAGAMENTO DA DARE

EMISSÃO E PAGAMENTO DA DARE EMISSÃO E PAGAMENTO DA DARE A partir do dia 10/02/14, o Módulo Estadual de Licenciamento Integrado do Via Rápida Empresa passará por uma alteração na etapa de impressão dos relatórios (formulários) que

Leia mais

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE ABRIL, 2008 Atualizado em: 06/04/2008 17:24 1 Índice Acessando o sistema... 3 Efetuando login no sistema... 5 Página principal... 6 Criando a requisição... 7

Leia mais

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Fornecedor Atualizado em 16/07/2013 Pág.: 1/23 Introdução Este manual destina-se a orientar os fornecedores que irão registrar as vendas no site do Cartão BNDES,

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR MF - 01.007 MANUAL DE ENTREGAS

MANUAL DO FORNECEDOR MF - 01.007 MANUAL DE ENTREGAS VERSÃO: 7 PAG: 1 / 16 Esta Instrução tem por finalidade estabelecer o fluxo de operações para entrega de confecções previamente encabidadas, abrangendo a elaboração do Pedido de Compra, a retirada dos

Leia mais

O que é o Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado - CADFOR? Como posso emitir meu Certificado de Registro Cadastral CRC homologado?

O que é o Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado - CADFOR? Como posso emitir meu Certificado de Registro Cadastral CRC homologado? O que é o Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado - CADFOR? O Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado CADFOR é o registro cadastral de interessados em fornecer produtos, serviço e/ou obras para

Leia mais

PROCEDIMENTO GERENCIAL PADRÃO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO

PROCEDIMENTO GERENCIAL PADRÃO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 2/14 SUMÁRIO 1. RESUMO DO PROCESSO... 3 2. FLUXOGRAMA... 4 3. OBJETIVO... 5 4. APLICAÇÃO...

Leia mais

Manual de Operações Bolsa- Formação

Manual de Operações Bolsa- Formação Manual de Operações Bolsa- Formação Este manual destina-se aos usuários do Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica SISTEC, no que tange à gestão e operacionalização da Bolsa-Formação,

Leia mais

OBJETIVO 2 APLICAÇÃO 3 ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES 4 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 5 TERMINOLOGIA 6 DESCRIÇÃO DO PROCESSO DE CONTROLE DE REGISTROS

OBJETIVO 2 APLICAÇÃO 3 ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES 4 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 5 TERMINOLOGIA 6 DESCRIÇÃO DO PROCESSO DE CONTROLE DE REGISTROS Aprovado ' Elaborado por Daniel Trindade/BRA/VERITAS em 05/02/2013 Verificado por Cintia Kikuchi em 05/02/2013 Aprovado por Americo Venturini/BRA/VERITAS em 14/02/2013 ÁREA QHSE Tipo Procedimento Regional

Leia mais

OPERAÇÃO LOGÍSTICA GRV SCB NAKATA

OPERAÇÃO LOGÍSTICA GRV SCB NAKATA 1. OBJETIVO Estabelecer procedimento padrão para todos os colaboradores da Irapuru que estão envolvidos na operação logística de recebimento, armazenagem e expedição do fornecedor DANA SCB e DANA NAKATA

Leia mais

Manual Passo a Passo

Manual Passo a Passo Manual Passo a Passo 2014 Passa a passo Loja Virtual 2014 ACESSO SELEÇÃO DE RA CARRINHO DE COMPRAS VISUALIZAR LIVROS DO KIT FECHAR PEDIDO ENDEREÇO DE ENTREGA FECHAR PEDIDO CARTÃO DE CRÉDITO FECHAR PEDIDO

Leia mais

SISTEMA DE GARANTIAS PÚBLICAS MPME MANUAL DE USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRA,

SISTEMA DE GARANTIAS PÚBLICAS MPME MANUAL DE USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRA, MANUAL DE USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRA, EXCETO BANCO DO BRASIL 1. ACESSO AO SISTEMA DE GARANTIAS PÚBLICAS (SGP/MPME) O acesso ao Sistema de Garantias Públicas SGP/MPME é feito através do site da ABGF

Leia mais

CPP Comitê de Publicações Periódicas REVISTA VIVÊNCIA - ESG

CPP Comitê de Publicações Periódicas REVISTA VIVÊNCIA - ESG CPP Comitê de Publicações Periódicas REVISTA VIVÊNCIA - ESG REVISTA VIVÊNCIA A Revista Vivência é uma publicação periódica escrita por seus próprios consumidores. Essa característica é raramente encontrada

Leia mais

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Macaé, Outubro de 2010 SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Página 1 de 38 Controle de Revisões Data Comentário Responsável 01/10/2010 Revisão e correção de texto Marcos Lemos 01/10/2010 Correção

Leia mais

Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Instituto Ambiental do Paraná. Funções do Módulo Requerimento de Mudas Nativas

Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Instituto Ambiental do Paraná. Funções do Módulo Requerimento de Mudas Nativas Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos Instituto Ambiental do Paraná SGA Sistema de Gestão Ambiental Manual do Usuário Funções do Módulo Requerimento de Mudas Nativas Outubro 2014 Equipe: CELEPAR

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

MCI - MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA COLETA E ENVIO DE AMOSTRAS DE LEITE PARA ANÁLISE - INDÚSTRIAS

MCI - MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA COLETA E ENVIO DE AMOSTRAS DE LEITE PARA ANÁLISE - INDÚSTRIAS MCI - MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA COLETA E ENVIO DE AMOSTRAS DE LEITE PARA ANÁLISE - INDÚSTRIAS MCI - MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA COLETA E ENVIO DE AMOSTRAS DE LEITE PARA ANÁLISE - INDÚSTRIAS Elaborado por:

Leia mais

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Guia Rápido de Uso Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Acesso ao sistema...3 2 Entenda o Menu...4 3 Como enviar torpedos...6 3.1 Envio

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O RALLY

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O RALLY INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O RALLY 1)Documentos exigidos para o Rally e Pós Rally (tradicional e Silver): Passaporte com validade mínima até 6 meses após a data de entrada em território americano. Visto

Leia mais

Como solicitar um código de postagem LG Collect pelo site

Como solicitar um código de postagem LG Collect pelo site Como solicitar um código de postagem LG Collect pelo site Para solicitar um código de postagem para envio do seu produto para uma Assistência Técnica, realize os seguintes passos: Acesse WWW.LGE.COM.BR

Leia mais

EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL A Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós- Graduação (PROPESP) e a Fundação de Amparo e

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: RECEBER E ENCAMINHAR CORRESPONDÊNCIAS Serviço de Expediente e Arquivo (SEARQ) Analisado por: Departamento de Suporte Operacional (DESOP) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria Geral de

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para conferir processos de pagamento.

Estabelecer critérios e procedimentos para conferir processos de pagamento. CONFERIR PROCESSOS DE PAGAMENTO SEM RETENÇÃO DE TRIBUTOS Proposto por: Diretor da Divisão de Conferência e Liquidação da Despesa (DILID) Analisado por: Diretor do Departamento Financeiro (DEFIN) Aprovado

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Equipe da Divisão de Apoio Logístico (DILOG) Analisado por: Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) Aprovado por: Secretária Da Secretaria Geral de Ensino (SECGE) 1 OBJETIVO Gerenciar os

Leia mais

Como utilizar os serviços do portal Agênci@net

Como utilizar os serviços do portal Agênci@net Como utilizar os serviços do portal Agênci@net Clique nos serviços que deseja obter informações: Serviços disponíveis na área pública Solicitação de Inscrição no Cadastro do Distrito Federal Impressão

Leia mais

Boletim Informativo Técnico BIT 004 08/2014

Boletim Informativo Técnico BIT 004 08/2014 PROCESSO DE CONTAGEM DE INVENTÁRIO FÍSICO Para um resultado satisfatório na execução da contagem do inventário físico é importante que os preparativos tenham início 30 dias antes da data programada para

Leia mais

AQUI SEGUEM OS TÓPICOS TRATADOS NESSE GUIA, PARA QUE VOCÊ APRENDA A USAR O SISTEMA CLUBE TURISMO MOBILE.

AQUI SEGUEM OS TÓPICOS TRATADOS NESSE GUIA, PARA QUE VOCÊ APRENDA A USAR O SISTEMA CLUBE TURISMO MOBILE. GUIA RÁPIDO DE USO AQUI SEGUEM OS TÓPICOS TRATADOS NESSE GUIA, PARA QUE VOCÊ APRENDA A USAR O SISTEMA CLUBE TURISMO MOBILE. 1 Acesso ao sistema...3 2 Entenda o Menu...3 2.1 Contatos...3 2.2 Mensagens...4

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS & RECURSOS HUMANOS IPEA, 21 de MAIO de 2014 - EXTRA Nº 05 INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA

GESTÃO DE PESSOAS & RECURSOS HUMANOS IPEA, 21 de MAIO de 2014 - EXTRA Nº 05 INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA Boletim GESTÃO DE PESSOAS & RECURSOS HUMANOS IPEA, 21 de MAIO de 2014 - EXTRA Nº 05 INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA PORTARIA nº 078, DE 20 DE MAIO DE 2014. Institui a sala de pesquisa em dados

Leia mais

Processo de Compras GENS

Processo de Compras GENS Processo de Compras GENS Manual do Colaborador Versão 2.0 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1 Objetivos... 3 1.1.1 Objetivo da definição do Processo de Compras... 3 1.1.2 Objetivo deste Manual... 3 2. PROCESSO

Leia mais

ROTEIRO DE ENCERRAMENTO DE CONTAS CORRENTES

ROTEIRO DE ENCERRAMENTO DE CONTAS CORRENTES Como resultado de uma série de reuniões técnicas envolvendo representantes da Febraban, do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor e do Banco Central do Brasil, no sentido de aprimorar ainda mais os procedimentos

Leia mais

Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Manual de Navegação e Operação

Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Manual de Navegação e Operação Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Índice 1. Introdução... 4 2. Acessando a área exclusiva... 5 3. Trocando a senha... 6 4. Mensagens... 7 4.1. Conhecendo a tela principal... 7 4.2. Criando uma

Leia mais

Portal SERvirtual Concessão de Acesso

Portal SERvirtual Concessão de Acesso Portal SERvirtual Concessão de Acesso Paraíba abril de 2015. Estamos apresentando uma nova face da Secretaria de Estado da Receita, o Portal SERvirtual. Com um ambiente seguro e de fácil operação na rede

Leia mais

Consultório Online. Manual de Utilização do Módulo Operacional. índice. Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4

Consultório Online. Manual de Utilização do Módulo Operacional. índice. Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 índice Passo 1: Visão geral 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online? 3 Passo 3: Recursos disponíveis 4 Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 Pesquisa de histórico

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL PARTE I - INTRODUÇÃO I Requisitos do Sistema. Para utilização do Sistema de Informações Gerenciais SIG, deve-se ter os seguintes requisitos: Acesso a Internet: Discado ou Banda Larga. Navegador de Internet:

Leia mais