* * * FOLHA DE PAGAMENTO E ENCARGOS SOCIAIS * * * 1. PROVENTOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "* * * FOLHA DE PAGAMENTO E ENCARGOS SOCIAIS - 2011 * * * 1. PROVENTOS"

Transcrição

1 * * * FOLHA DE PAGAMENTO E ENCARGOS SOCIAIS * * * 1.1. APROPRIAÇÃO DE CADA ITEM 1. PROVENTOS Valor Bruto da Folha p/ item (c/ exceção Salário- Família e Maternidade). Idem Idem Soma dos itens * Liquidar no máximo 03 (três) itens por NL ADIANTAMENTO DE SALÁRIO-FAMÍLIA/MATERNIDADE - ESTATUTÁRIO/CELETISTA (Salário-Família) (Salário-Maternidade) (Auxílio-doença /acidente) (Salário-Família) ou (Salário-Maternidade) especificando qual PF a ser utilizado: PF SALÁRIO-FAMÍLIA INSS PF SALÁRIO-MATERNIDADE INSS PF SALÁRIO-FAMÍLIA MS-PREV PF SALÁRIO-MATERNIDADE MS-PREV PF AUXÍLIO DOENÇA MS-PREV PF AUXÍLIO DOENÇA INSS PF SALÁRIO-MATERNIDADE IMPCG PF SALÁRIO-FAMÍLIA IMPCG 2.1. APROPRIAÇÃO DO INSS PATRONAL APROPRIAÇÃO DA MS-PREV PATRONAL 2. ENCARGOS PATRONAIS Favorecido: CNPJ da AGEPREV MS-PREV Patronal Civil MS-PREV Patronal Militar Contribuição MS-PREV art. 117 Lei n (Rateio) Contribuição MS-PREV - art. 122 Lei n (20%) APROPRIAÇÃO DO FGTS APROPRIAÇÃO ASSISTÊNCIA SAÚDE PATRONAL (CASSEMS, UNIMED E UNISAÚDE) A prorrogação do Salário-Maternidade (Lei nº 3.855, de 30/03/2010) deverá ser empenhada na conta contábil (pessoal civil) e (pessoal militar). 1

2 2.5. APROPRIAÇÃO IMPCG-INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDENCIA CAMPO GRANDE APROPRIAÇÃO DAS CONSIGNAÇÕES 3. RETENÇÕES Valor das retenções Retenções (inscrição evento, CNPJ credor, classificação 21.1xx.xx.xx)... Idem Empenho da Folha Pgto. valor total das retenções Escolher o item de maior valor Obs: Retenção da MS-PREV Classificação: MS-PREV Serv. Civil MS-PREV Serv. Militar 3.2. TAXA DE CONSIGNAÇÃO Apropriação da Taxa de Consignação para FUNDESCOLA (CNPJ Consignatário) (CNPJ FUNDESCOLA) 3.3. INDENIZ. VALE-TRANSPORTE (COMETIDA POR SERVIDOR E DESCONTADA EM FOLHA) a) Quando for descontado do servidor: NE Vale-Transporte NE Vale-Transporte NE Folha b) Se o empenho do Vale-Transporte, não foi pago ou, pertencer ao exercício anterior, apropria-se como receita no Tesouro, usando os seguintes eventos: ( Favorecido Tesouro) NE Folha c) Indenização Ônibus Especial do exercício (quando for fonte 0100): Classificação: (Favorecido SAD) NE Folha Pagto. d) Regularização da Indenização Ônibus Especial do exercício, somente pela SAD:

3 e) Indenização Ônibus Especial do exercício anterior (quando for fonte 0100): Classificação: (Favorecido SAD) XXXXXX NE da Folha de Pagto 2. f) Indenização Ônibus Especial (quando for fonte 0240): * UTILIZAR O EVENTO (FAVORECIDA SAD) PARA O PAGAMENTO ANULAÇÃO DE DESPESA Rubricas 4. DESCONTOS 456 Desconto Artigo Faltas 461 Pagamento Indevido Tributável 463 Suspensão Transformada em Multa 542 Devolução Adiantamento de Uniforme 4.2. RECEITA/DESPESA - TRANSFERÊNCIA AO TESOURO Rubricas 440 Débito com Fazenda Pública Danos/Bens Patrimônio Moradia 538 Indenização Tesouro do Estado 572 MS-PREV Recursos a Utilizar 4.3. DESCONTO OCORRIDO EM FOLHA PAGTO. DA UG CUJA DESPESA OCORREU EM OUTRA a) Na Folha de Pagamento da UG que houve o desconto: (Favorecido - UG que pagou o desconto) (NE folha b) Na UG que houve o pagamento: (Baixar o passivo recebido) 535xxx (NE do credor da despesa) 525xxx Idem 515xxx Idem 5. ADIANTAMENTOS 5.1. LIQUIDAÇÃO DE ADIANTAMENTO (PESSOAL, FÉRIAS, 13º SALÁRIO, ETC) Baixa de empenho conforme o exercício correspondente. 3

4 5.2. BAIXA DE ADIANTAMENTO DE FÉRIAS/13º SALÁRIO - CELETISTA a) Quando for descontado na Folha: NE adiantamento NE adiantamento NE Folha Baixa no adiantamento b) Adiantamento de férias a ser recuperado no exercício seguinte: Baixa no adiantamento 5.3. RESCISÃO CONTRATUAL- CELETISTA a) Apropriação (Adiantamento) de Valores a Pagar antes da liquidação da Folha 3 NE Rescisão Valor Liquido da Rescisão a Pagar b) Quando for descontado na folha: NE Rescisão NE Rescisão NE Folha Baixa do adiantamento c) Rescisão CELETISTA a ser recuperada no exercício seguinte: Baixa do adiantamento 6.1. PAGAMENTO LÍQUIDO DA FOLHA 6. PAGAMENTOS NE Folha (Valor por item) Idem Idem * Pagar 03 (três) itens por PD PAGAMENTO DO SALÁRIO-FAMÍLIA/MATERNIDADE ESTATUTÁRIO/CELETISTA Os encargos serão liquidados junto a Folha de Pagamento. 4

5 7. COMPENSAÇÕES 7.1. COMPENSAÇÃO DO SALÁRIO-FAMÍLIA/SALÁRIO-MATERNIDADE CELETISTA * Com INSS Patronal Favorecido: INSS (Salário-Família) (Salário-Maternidade) (NE INSS) 7.2. COMPENSAÇÃO DO SALÁRIO-FAMÍLIA/MATERNIDADE/AUXILIO DOENÇA - ESTATUTÁRIO * Com MS-PREV Patronal Favorecido: UG AGEPREV NE MS-PREV Patronal Salário-Família Salário-Maternidade Auxílio-Doença 7.3. COMPENSAÇÃO DO SALÁRIO-FAMÍLIA/MATERNIDADE - IMPCG * Com IMPCG Patronal Favorecido: CNPJ DO IMPCG (Salário-Família) (Salário-Maternidade) (NE Instituto Municipal Previdência C. Gde) 8. PAGAMENTOS DE CONSIGNAÇÕES E ENCARGOS SOCIAIS 8.1. PAGAMENTO DE CONSIGNAÇÕES (inscrição do evento: CNPJ credor, classificação 21.1xx.xx.xx e fonte) Obs.: exceto para outra UG 8.2. PAGAMENTO DE CONSIGNAÇÕES PARA OUTRA UG a) IRRF (exceto 0100): PD: Favorecido: / Gestão: (Tesouro) (inscr. evento: PF classificação Servidor e Inativos e Pensionistas) (classificação ) b) IRRF (fonte 0100) NL: Favorecido: / Gestão: (Tesouro) (inscrição do evento: PF Classificação Servidor) c) MS-PREV Servidor: PD: Favorecido: / Gestão: (AGEPREV) Inscrição do evento: CNPJ AGEPREV 5

6 classificação: Servidor Civil Servidor Militar classificação: Servidor Civil 8.3. PAGAMENTO DOS ENCARGOS PATRONAIS a) MS-PREV Patronal - Pessoal Civil b) MS-PREV Patronal - Pessoal Militar Servidor Militar c) Contribuição MS-PREV - Art Lei nº de 22/12/05 (Rateio) d) Contribuição MS-PREV - Art Lei nº de 22/12/05 (20%) e) FGTS f) INSS g) IMPCG h) Assistência Saúde (CASSEMS, UNIMED E UNISAÚDE) OBSERVAÇÕES: Registros dos Adiantamentos Concedidos (Pessoal, férias, 13º salário, etc.) Registros das Baixas dos Adiantamentos Concedidos. * Conta contábil = 11.24X

MANUAL DE CONTABILIZAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO

MANUAL DE CONTABILIZAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO MANUAL DE CONTABILIZAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO Das Vantagens e Descontos do Servidor Abril/2015 1 SUMÁRIO 1. Introdução 1.1 Considerações Iniciais 1.2 Dos Relatórios da Folha de Pagamento emitidos pelo

Leia mais

Contabilidade Empresarial

Contabilidade Empresarial Contabilidade Empresarial Prof. Jackson Luis Oshiro joshiro@ibest.com.br Operações com Pessoal 1 Folha de Pagamento de Salários Conceito É o documento no qual são relacionados os nomes dos empregados com

Leia mais

ROTEIRO CONTÁBIL PARA REGISTRO DA DESPESA DAS CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS AO ALAGOAS PREVI

ROTEIRO CONTÁBIL PARA REGISTRO DA DESPESA DAS CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS AO ALAGOAS PREVI Secretaria de Estado da Fazenda Superintendência do Tesouro Estadual Diretoria Especial de Contabilidade ROTEIRO CONTÁBIL PARA REGISTRO DA DESPESA DAS CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS AO ALAGOAS PREVI Em

Leia mais

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 003/2015 (versão 0.0.1)

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 003/2015 (versão 0.0.1) PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 003/2015 (versão 0.0.1) FOLHA DE PAGAMENTO ÍNDICE 1 OBJETIVO... 1 2 CONCEITOS... 1 3 CLASSIFICAÇÃO NO PLANO DE CONTAS... 2 4 PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS... 3 4.1 EMPENHO... 3 4.1.1

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2013 Folha: 1 Consorcio Publico do Extremo Sul

Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2013 Folha: 1 Consorcio Publico do Extremo Sul Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2013 Folha: 1 1.0.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO 6.735,34 8.034,62 4.211,61 10.558,35 1.1.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 6.735,34 8.034,62

Leia mais

VI - Pelo valor da Contribuição FGTS incidente sobre a parcela do 13º salário pago na rescisão: D - PROVISÃO P/ 13º

VI - Pelo valor da Contribuição FGTS incidente sobre a parcela do 13º salário pago na rescisão: D - PROVISÃO P/ 13º V D - PROVISÃO PARA 13º SALÁRIO E ENCARGOS SOCIAIS (Passivo Circulante) C - SALÁRIOS E ORDENADOS A PAGAR VI - Pelo valor da Contribuição FGTS incidente sobre a parcela do 13º salário pago na rescisão:

Leia mais

112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS

112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS 112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS NÆo DB 121110501 EMPRESTIMOS CONCEDIDOS A RECEBER Sim

Leia mais

FOLHA DE PAGAMENTO. Novo Documento de Execução Orçamentária e Financeira da Folha de Pessoal - DOCUMENTO HÁBIL FL

FOLHA DE PAGAMENTO. Novo Documento de Execução Orçamentária e Financeira da Folha de Pessoal - DOCUMENTO HÁBIL FL FOLHA DE PAGAMENTO Novo Documento de Execução Orçamentária e Financeira da Folha de Pessoal - DOCUMENTO HÁBIL FL 1 Tela de Despesas Pontos Importantes Na Tela de Despesa, devem ser registrados todos os

Leia mais

expert PDF Trial PMEs: Contabilização da Folha de Pagamento Agosto 2014 O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

expert PDF Trial PMEs: Contabilização da Folha de Pagamento Agosto 2014 O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a). Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

Estado de Alagoas FUNPREV - Fundo de Previdência Social do Município de Mar Vermelho Balancete Orçamentário da Despesa Exercício : 07/2015

Estado de Alagoas FUNPREV - Fundo de Previdência Social do Município de Mar Vermelho Balancete Orçamentário da Despesa Exercício : 07/2015 Pág. 1 Balancete Orçamentário da Despesa Correção Código Descrição da Despesa Orçado Orçamento Exp./Ext. Suplementação Anulação Rec.Autorizado Empenhado Cancelado Saldo Órgão : 06 02.195.968/0001-46 0000

Leia mais

Assunto: Contabilização de Obrigações Tributárias Renegociadas

Assunto: Contabilização de Obrigações Tributárias Renegociadas NOTA TÉCNICA n. 007/2009/GECON Vitória, 03 de julho de 2009. Alterados os itens 1 e 6 em 19 de agosto de 2009. Assunto: Contabilização de Obrigações Tributárias Renegociadas Prezados (as) Senhores (as),

Leia mais

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE www.departamentopessoalonline.com - 3 -

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE www.departamentopessoalonline.com - 3 - ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL INTRODUÇÃO... 008 DISPOSIÇÕES GERAIS... 009 Conceito de empregador... 009 Conceito de empregado... 009 Direitos do empregado... 010 ASSÉDIO MORAL E SEXUAL NO TRABALHO...

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação ao arquivos publicados em 03/06/2014: Item alterado/incluído Motivo Regras de consolidação. b.8 Numeração errada. Regras de consistência, b Exclui-se as consignações do passivo financeiro

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação aos arquivos publicados em 10/11/2014: Item alterado/incluído Evento 1.9 Evento 2.20.8 Evento 2.72.13 Motivo Obs: Os créditos relativos à Dívida Ativa podem ser registrados somente

Leia mais

MANUAL CONTABILIDADE

MANUAL CONTABILIDADE MANUAL NOTA DE RESERVA MANUAL MANUAL ELABORAÇÃO DO PEDIDO DO DO ORÇAMENTO RH MANUAL - ORÇAMENTO MANUAL CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS 1 SUMÁRIO 1 EMPENHO PEDIDOS RH...3 1.1 PEDIDO

Leia mais

ROTEIRO DE CONTABILIZAÇÃO DOS ENCARGOS RELATIVO AO MS-PREV SERVIDOR E PATRONAL CLASSIFICAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS

ROTEIRO DE CONTABILIZAÇÃO DOS ENCARGOS RELATIVO AO MS-PREV SERVIDOR E PATRONAL CLASSIFICAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS ROTEIRO DE CONTABILIZAÇÃO DOS ENCARGOS RELATIVO AO MS-PREV SERVIDOR E PATRONAL CLASSIFICAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS MS-PREV PATRONAL CTA CONTÁBIL CIVIL 33.191.13.14 MILITAR 33.191.13.15 ART.

Leia mais

939.108,16 582.338,94 553.736,74 967.710,36 468.462,90 582.338,94 553.736,74 497.065,10 111000000000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA

939.108,16 582.338,94 553.736,74 967.710,36 468.462,90 582.338,94 553.736,74 497.065,10 111000000000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA s s 100000000000 ATIVO 939.108,16 582.338,94 553.736,74 967.710,36 110000000000 ATIVO CIRCULANTE 468.462,90 582.338,94 553.736,74 497.065,10 111000000000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 111100000000 CAIXA

Leia mais

ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público

ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE E AUDITORIA PÚBLICA - SICAP/CONTÁBIL ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público Portaria Conjunta STN/SOF nº 02/2012 Portaria STN nº 437/2012

Leia mais

Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório de Gestão Fiscal RGF

Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório de Gestão Fiscal RGF Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório de Gestão Fiscal RGF 3º Quadrimestre/2008 Centro Administrativo do Governo Rodovia SC 401 - km. 5, nº 4600 Saco Grande II - Florianópolis - SC

Leia mais

621.927,10 284.748,83 239.680,43 666.995,50 111115099000 F OUTRAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE LIQUIDEZ IMEDIATA

621.927,10 284.748,83 239.680,43 666.995,50 111115099000 F OUTRAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE LIQUIDEZ IMEDIATA Código BALANCETE ANALÍTICO CONTÁBIL SIMPLIFICADO BALANCETE - JANEIRO DE 2015 Saldo Inicial Débito Crédito Movimentação Débitos Créditos 111111901000 F BANCOS CONTA MOVIMENTO - DEMAIS CONTAS 621.927,10

Leia mais

12.109,00 12.109,00 384.684,77 384.684,77 30.080,00 30.080,00 211110101000 F SALÁRIOS, REMUNERAÇÕES E BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO

12.109,00 12.109,00 384.684,77 384.684,77 30.080,00 30.080,00 211110101000 F SALÁRIOS, REMUNERAÇÕES E BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO Código MUNICIPIO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM BALANCETE ANALÍTICO CONTÁBIL SIMPLIFICADO BALANCETE - Saldo Inicial Movimentação s s 111110200999 F BANCOS CONTA MOVIMENTO 443.573,70 313.822,66 257.740,04 499.656,32

Leia mais

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 001/2015 (versão 0.0.1)

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 001/2015 (versão 0.0.1) PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 001/2015 (versão 0.0.1) RESTOS A PAGAR PROCESSADOS E NÃO PROCESSADOS ÍNDICE 1 OBJETIVO... 1 2 CONCEITOS... 1 3 CLASSIFICAÇÃO NO PLANO DE CONTAS... 2 4 PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS...

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DO TESOURO ESTADUAL GERÊNCIA FINANCEIRA DO TESOURO ESTADUAL

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DO TESOURO ESTADUAL GERÊNCIA FINANCEIRA DO TESOURO ESTADUAL Orientação Técnica GEFTE/DITE nº 003/2015 Florianópolis, 14 de setembro de 2015. Assunto: Procedimentos para Pagamento de Tributos com Acréscimos Legais (Juros e Multa) A Diretoria do Tesouro Estadual,

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento

Instruções Folha de Pagamento Instruções Folha de Pagamento Rotina 20 Instruções DIRF Informações Iniciais Entrega da Declaração (Instrução Normativa RFB. 1.216 15/12/2011) o A DIRF deverá ser entregue até as 23h59min59s (horário de

Leia mais

Classificação das Contas

Classificação das Contas Código Descrição Totalizador 1.0.0.0.0.00.00 ATIVO S 1.1.0.0.0.00.00 ATIVO CIRCULANTE S 1.1.1.0.0.00.00 Disponível S 1.1.1.1.0.00.00 Disponível em Moeda Nacional S 1.1.1.1.1.00.00 Caixa N 1.1.1.1.2.00.00

Leia mais

Nota Técnica 039/2016

Nota Técnica 039/2016 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA CONTADORIA GERAL DO ESTADO SUPERINTENDÊNCIA DE NORMAS TÉCNICAS COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO DE NORMAS E ESTUDOS CONTÁBEIS - COPRON Nota Técnica

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DA INTEGRAÇÃO CONTABIL

CONFIGURAÇÃO DA INTEGRAÇÃO CONTABIL 1 / 13 Lançamento...: Provisão da Folha dos Empregados 368 Salários e Ordenados 337 Provisão Folha ref. 25 ADICIONAL NOTURNO (INFOR) 201 Responsabilidade Profissional 11 HORAS AFAST.C/DIR.INTEGR

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA BALANCETE MÊS DE JANEIRO/2015. Página 1

ESTADO DE RONDÔNIA BALANCETE MÊS DE JANEIRO/2015. Página 1 CAMARA MUNICIPAL DE Página 1 1 ATIVO 69.111,18 60.711,80 75.399,38 1.1 ATIVO CIRCULANTE 60.711,80 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 60.711,80 1.1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL 60.711,80

Leia mais

1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição

1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 129.967,90D 130.464,22D 1/8 1.1.1.1.1.01 ATIVO CIRCULANTE 54.320,75D 54.817,07D E EQUIVALENTES CAIXA MOEDA NACIONAL - CONSOLIDAÇÃO 51.666,68D 497.996,11

Leia mais

Rotina de Contabilização

Rotina de Contabilização Trata a presente rotina dos procedimentos quanto ao registro de Financiamento Concedido a Mutuários do Sistema Financeiro de Habitação SFH, em substituição a Rotina CNRC/SUNOT/CGE nº 009/2009. Considerando,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Abril / 2013. Pág. : 1.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Abril / 2013. Pág. : 1. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 1.267.635,99 199.024,16 243.515,58 1.223.144,57 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 407.941,54 177.708,38 222.564,32 363.085,60 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 119.056,37 76.325,59 56.861,51

Leia mais

Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente:

Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente: Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente: Assunto: Procedimentos contábeis, administrativos e patrimoniais para o fechamento das contas do exercício de 2011 e abertura das contas de 2012. Dentro

Leia mais

1.575,58 1.575,58 Descritivo da Despesa: VALE-TRANSPORTE

1.575,58 1.575,58 Descritivo da Despesa: VALE-TRANSPORTE ÓRGÃO: 21 - SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO 03/07/2015 21000167/2015 21000154/2015 3390396400 2227 1000000000 001407 - CONSORCIO CACHOEIRO INTEGRADO - CCI 077171 1.575,58 1.575,58 1.575,58 1.575,58 VALE-TRANSPORTE

Leia mais

1 - DOS FILTROS DOS DOCUMENTOS. As orientações abaixo ajudarão os usuários a preencher as tabelas I, II e III.

1 - DOS FILTROS DOS DOCUMENTOS. As orientações abaixo ajudarão os usuários a preencher as tabelas I, II e III. 1 - DOS FILTROS DOS DOCUMENTOS 1º Passo itens de filtro nas consultas de documento no fiplan As orientações abaixo ajudarão os usuários a preencher as tabelas I, II e III. Consulta de NOB - Contribuição

Leia mais

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1 Apostila de 13 Salário Capacitação e Treinamento 1 Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL MONÇÕES

PREFEITURA MUNICIPAL MONÇÕES Página: 1 de 5 : 2013 Movimentação do 211100000 PESSOAL A PAGAR 7.962.091,49 7.899.438,89 211110000 PESSOAL A PAGAR - CONSOLIDAÇÃO 7.962.091,49 7.899.438,89 211110100 PESSOAL A PAGAR DO EXERCICIO 7.899.438,89

Leia mais

Balancete Analítico. Saldo Mês Inicial

Balancete Analítico. Saldo Mês Inicial 100000000 - Ativo 40.014.044,69 1.247.288.939,72 645.839.588,07 641.463.396,34 D 110000000 - Ativo Circulante 15.145.606,97 309.093.371,32 315.398.093,96 8.840.884,33 D 111000000 - Disponivel 15.141.043,39

Leia mais

SUMÁRIO. 3.1) Creditados em conta única 3.2) Creditados em conta D 3.3) Creditados em conta C. 4.1) Creditado em conta D: 4.2) Creditado em conta C:

SUMÁRIO. 3.1) Creditados em conta única 3.2) Creditados em conta D 3.3) Creditados em conta C. 4.1) Creditado em conta D: 4.2) Creditado em conta C: SUMÁRIO 1) TRANSFERÊNCIAS ENTRE CONTAS 1.1) Transferência para CTU a) Oriundos de conta C b) Oriundos de conta D 1.2) Transferência de conta D para conta D a) Da mesma UG b) Para outra UG 1.3) Transferência

Leia mais

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa V Pagamento de fornecedores Retenção de IRF sobre serviços Retenção de IRF sobre salários Pró-labore Integralização de capital em dinheiro Integralização de capital em bens Depreciação ICMS sobre vendas

Leia mais

NOVO DOCUMENTO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DA FOLHA DE PESSOAL DOCUMENTO HÁBIL FL TELA DE COMPENSAÇÕES

NOVO DOCUMENTO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DA FOLHA DE PESSOAL DOCUMENTO HÁBIL FL TELA DE COMPENSAÇÕES NOVO DOCUMENTO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DA DOCUMENTO HÁBIL FL TELA DE COMPENSAÇÕES PONTOS IMPORTANTES - Nesta tela são efetuadas as compensações de créditos existentes com os respectivos descontos/encargos;

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS Abonos de qualquer natureza Evento Descrição INSS FGTS IRRF Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença

Leia mais

Capítulo III Informações Financeiras 93

Capítulo III Informações Financeiras 93 4.9 - MOVIMENTAÇÃO Informar a movimentação, com as datas de afastamento e retorno, no formato DD/MM/AAAA, bem como o código, conforme as situações discriminadas no quadro a seguir: Cód H I1 I2 I3 I4 J

Leia mais

Balancete. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06. Créditos. Conta. Página:1/24

Balancete. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06. Créditos. Conta. Página:1/24 Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06 Balancete Período: 01/05/2015 a 31/05/2015 Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 660.339,65D 383.449,46 379.045,53 664.743,58D

Leia mais

Empresa Munic. de Transporte Urbano Presidente Figueiredo

Empresa Munic. de Transporte Urbano Presidente Figueiredo 03698709/000109 Exercício: 2015 BALANCETEISOLADO EMPRESA MUNICIPAL DE TRANSPORTE URBANO EMTU (UG:5) Página 1 de 5 100000000 05 ATIVO 343.632,70 139.134,52 114.972,75 367.794,47 110000000 05 ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S/A - CEASA/CAMPINAS CNPJ: 44.608.776/0001-64

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S/A - CEASA/CAMPINAS CNPJ: 44.608.776/0001-64 1.... ATIVO 152.101.493,67 50.040.951,48 153.182.697,98 1.10... ATIVO CIRCULANTE 12.634.079,13 49.780.167,34 14.042.894,83 1.10.10.. DISPONIBILIDADES 10.621.727,62 40.765.261,82 12.080.213,47 1101001 BENS

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS BALANCETE DA DESPESA ANEXO TC-06 Janeiro/2011 Página 1 Dotação Saldo Inicial Empenhado no Mês Empenhado no Ano Suplementações Liquidado no Mês Liquidado no Ano Reduções Anulado no Mês Anulado no Ano Total

Leia mais

PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS

PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS Data de Emissão: 28 de agosto de 2012 Coordenador Geral de Contabilidade e Custos da União Francisco Wayne Moreira Coordenadora de Contabilidade da União Bárbara Verônica

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e,

Leia mais

Empenhado Até o Período. Saldo da Dotação 33909300000 - INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 0000009 1.000,00 28.403,01 28.403,01 28.403,01

Empenhado Até o Período. Saldo da Dotação 33909300000 - INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 0000009 1.000,00 28.403,01 28.403,01 28.403,01 BALANCETE ANALÍTICO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA Descrição Ficha Orçado Autorização Atualizado Saldo da Dotação Liquidação a Liquidar Pago Liquidado a Pagar a Pagar 120 - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - SEMUS

Leia mais

Tabela de incidência Tributária

Tabela de incidência Tributária Tabela de incidência Tributária INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e,

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Arts. 28, 9º, e, 6

Leia mais

Balancete Analítico Mensal

Balancete Analítico Mensal 100000000 - Ativo 13.357.436.418,61 1.515.908.091,77 662.742.498,81 14.210.602.011,57 D 110000000 - Ativo Circulante 1.592.277.592,82 279.431.658,15 240.420.625,49 1.631.288.625,48 D 111000000 - Disponivel

Leia mais

RELATÓRIO DA ASSESSORIA DE CONTABILIDADE ANALÍTICA 2009 Em conformidade com parágrafo I-e, art.19 do Decreto 3.148/80.

RELATÓRIO DA ASSESSORIA DE CONTABILIDADE ANALÍTICA 2009 Em conformidade com parágrafo I-e, art.19 do Decreto 3.148/80. RELATÓRIO DA ASSESSORIA DE CONTABILIDADE ANALÍTICA 2009 Em conformidade com parágrafo I-e, art.19 do Decreto 3.148/80. O exercício de 2009 foi marcado pelas grandes mudanças determinadas pelo Governo do

Leia mais

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras No ano de 2012 o Londrina Country Club atualizou o plano de contas de sua demonstração de resultado. O objetivo é atualizar a nomenclatura das contas permitindo

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências Evento Descrição INSS FGTS IRRF Abonos de qualquer natureza Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho -

Leia mais

Desconto Valor Desconto Valor Desconto Valor 100 Pensão Alimentícia 101 Adiantamento Salarial

Desconto Valor Desconto Valor Desconto Valor 100 Pensão Alimentícia 101 Adiantamento Salarial ANEXO I TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 01 CNPJ/CEI 02 Razão Social/Nome 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 04 Bairro 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE

Leia mais

Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº 4.

Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº 4. PREVIDENCIA SOCIAL DO MUN. DE CAMPINA GRANDE DO SUL ESTADO DO PARANÁ Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº

Leia mais

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL MACRO FUNÇÃO ATIVIDADE TAREFA Verificar Tabela de Bancos, Analisar

Leia mais

GPS Guia da Previdência Social

GPS Guia da Previdência Social GPS Guia da Previdência Social O preenchimento desta guia precisa de um conhecimento da legislação pois alguns campos dependem de cálculos a serem feitos e estes cálculos são em cima de valores encontrados

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - SP Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Julho / 2015. Pág. : 1.

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - SP Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Julho / 2015. Pág. : 1. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 6.962.923,94 955.075,63 999.851,97 6.918.147,60 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.575.224,25 286.194,78 341.306,07 2.520.112,96 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 998.084,67 206.815,23

Leia mais

Práticas trabalhistas

Práticas trabalhistas Resumo Neste capítulo, discorreremos sobre a prática da folha de pagamento da parte empregado, patrão e autônomos, algumas das principais leis trabalhistas brasileiras da parte do empregado e da parte

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA)

ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA) ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA) DITE Gerência Financeira do Tesouro Estadual GEFTE 1 GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA João Raimundo Colombo (Governador

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 006/2013

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 006/2013 Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 006/2013 Brasília-DF Janeiro/2013 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 006/2013 Processo CFC n.º 2013/000020

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL 012/2011 Elaborada em 28/12/2011 Este documento descreve os procedimentos que devem ser adotados para o fechamento

Leia mais

Balancete Analítico. Governo de Estado do Amazonas. Administração Financeira Integrada

Balancete Analítico. Governo de Estado do Amazonas. Administração Financeira Integrada 100000000 - Ativo 107.637.042,14 622.052.832,26 225.991.734,15 503.698.140,25 D 110000000 - Ativo Circulante 33.694.900,62 103.677.150,11 99.175.407,00 38.196.643,73 D 111000000 - Disponivel 33.690.337,04

Leia mais

1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição

1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 99.562,86D 118.646,81D 1/9 ATIVO CAIXA CONTA CIRCULANTE E ÚNICA EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL - CONSOLIDAÇÃO 97.962,86D 250.343,95 231.260,00

Leia mais

GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Brasília 14 de agosto de 2014 EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E EXECUÇÃO FINANCEIRA Ocorrem concomitantemente; e Estão intrinsecamente relacionadas uma à outra. A despesa não poderá

Leia mais

SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016

SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016 SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016 1. Alterações de caráter geral: Além das alterações pontuais, envolvendo a criação, inativação ou alteração de contas, foram realizadas

Leia mais

6 FOLHA DE PAGAMENTO E PROVISÕES

6 FOLHA DE PAGAMENTO E PROVISÕES 6 FOLHA DE PAGAMENTO E PROVISÕES Salários, salário família, INSS, IRRF, adiantamento de salário, vale transporte Sobre a remuneração (salários, horas extras, gratificações) do empregado incide INSS e IRRF.

Leia mais

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ALEGRE. Porto Alegre, novembro de 2010

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ALEGRE. Porto Alegre, novembro de 2010 DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE Porto Alegre, novembro de 2010 REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Os servidores públicos ocupantes de cargo

Leia mais

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015 2015 NOVEMBRO/2015 Sumário 1. O que é, porque é pago, quando é pago, quem tem direito?... Erro! Indicador não definido. 1.1 Conceito 1.2 Base de Calculos 1.3 Pagamento das Parcela 2. Calculos no Protheus...

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/8 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos operacionais na administração de recursos humanos; 1.2) Garantir maior segurança na admissão e exoneração de pessoal; 1.3) Manter atualizado

Leia mais

Arquivo atualizado em 22/10/2013.

Arquivo atualizado em 22/10/2013. Arquivo atualizado em 22/10/2013. 2 Sumário Tópico Página Transação CONSIT 3 Funções de cada aba no documento FL 9 Exemplo Prático 16 Empenho 18 INCDH 26 Dados Básicos 28 Principal com Orçamento 30 Dedução

Leia mais

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias 1 TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º - Gratificação Natalina A Gratificação de Natal, popularmente conhecida como, foi instituída pela Lei 4.090, de 13/07/1962, regulamentada pelo Decreto

Leia mais

MÓDULO V I - ROTINA PARA LIQUIDAÇÃO DE DESPESAS COM FORNECEDORES

MÓDULO V I - ROTINA PARA LIQUIDAÇÃO DE DESPESAS COM FORNECEDORES MÓDULO V I - ROTINA PARA LIQUIDAÇÃO DE DESPESAS COM FORNECEDORES EXEMPLO PRÁTICO: DESPESA BRUTA: 3.500,00 CONSIGNAÇÃO INSS: 385,00 (CONTA CONTÁBIL: 211110203) CONSIGNAÇÃO IRRF: 35,00 (CONTA CONTÁBIL: 211140400)

Leia mais

Instruções de Impressão

Instruções de Impressão Instruções de Impressão 1. O modelo deverá ser plano e impresso em papel A4, na cor branca, com 297 milímetros de altura e 210 milímetros de largura em papel com, ao menos, 75 gramas por metro quadrado.

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Informações Iniciais (Portaria Nº 7, de 3 Janeiro de 2012) o O prazo para a entrega da declaração da RAIS inicia-se no dia 17 de janeiro de 2012

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁ RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.2.3.1.1.03.02 (40966) MÓVEIS MÁQUINAS E E UTENSÍLIOS DE ESCRITÓRIO 339.159,49D 25.

1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.2.3.1.1.03.02 (40966) MÓVEIS MÁQUINAS E E UTENSÍLIOS DE ESCRITÓRIO 339.159,49D 25. 1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.217.589,73D 1.245.340,55D Atual1/8 ATIVO CIRCULANTE 588.962,97D 151.410,23D 194.301,54 188.047,63 166.550,72 160.296,81 616.713,79D 1.1.1.1.1.50.99

Leia mais

SALÁRIOS R$ 29.818,04 FÉRIAS R$ 3.493,40 INSS R$ 13.197,15 FGTS R$ 3.066,20

SALÁRIOS R$ 29.818,04 FÉRIAS R$ 3.493,40 INSS R$ 13.197,15 FGTS R$ 3.066,20 AGEPOL - ASSOCIAÇÃO GERAL DOS SERVIDORES DA POLICIA CIVIL DO DF CNPJ: 00.542.621/0001-05 DEMONSTRATIVO FINANCEIRO ABRIL/2015 SALDO INICIAL R$ 148.304,69 RECEITAS MENSALIDADES R$ 144.789,19 EMPRÉSTIMOS

Leia mais

CORE/SE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26

CORE/SE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26 Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 614.264,79D 336.216,98 106.634,21 843.847,56D 1.1 - ATIVO

Leia mais

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/12/2010 a 31/12/2010. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/12/2010 a 31/12/2010. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 1.0.0.00.00-7 CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 9.671.194,34 29.326.303,91 29.462.756,13 9.534.742,12 1.1.0.00.00-6 DISPONIBILIDADES 80.215,82 11.749.129,63 11.810.017,76 19.327,69 1.1.1.00.00-9 CAIXA

Leia mais

DIPR - CONHECENDO O NOVO DEMONSTRATIVO

DIPR - CONHECENDO O NOVO DEMONSTRATIVO DIPR - CONHECENDO O NOVO DEMONSTRATIVO O envio do DIPR será exigido a partir do 4º bimestre de 2013, cujo prazo se encerra em 30 de setembro. Esse novo demonstrativo será de suma importância, pois além

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos

Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos Orientações Estratégicas para a Contabilidade Aplicada ao Setor Público no Brasil Aspectos práticos da CASP e a importância da estruturação setorial PREMISSAS Orientações

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES - MG RUA CEL. ALFREDO SILVA JUNQUEIRA, 57 - CENTRO CNPJ: 17.955.535/0001-19 Telefone: 35 3691-1033

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES - MG RUA CEL. ALFREDO SILVA JUNQUEIRA, 57 - CENTRO CNPJ: 17.955.535/0001-19 Telefone: 35 3691-1033 Página: 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES - 2014 CAMARA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES - 2014 INSTITUTO DE PREVIDENCIA MUNICIPAL DE TRES CORACOES - IPRECOR - 2014 Descrição Arrecadada no Mês Arrecadada

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - TOCANTINS Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Outubro / 2011.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - TOCANTINS Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Outubro / 2011. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 3.477.809,03 185.388,61 237.702,70 3.425.494,94 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.188.821,44 147.909,73 203.063,05 1.133.668,12 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 627.195,05 84.815,09

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Dados complementares para composição dos custos referente à mãodeobra 1.742,57 Supervisor Administrativo (Protocolo e Diretoria 1 Salário 100,00% 1.742,57 2 Hora Extra 3 Adicional noturno 4 Adicionais

Leia mais

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE VI FOLHA DE PAGAMENTO DE PESSOAL

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE VI FOLHA DE PAGAMENTO DE PESSOAL ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE VI FOLHA DE PAGAMENTO DE PESSOAL Versão: 06.11.2014 MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA Guido Mantega SECRETÁRIO-EXECUTIVO Paulo Rogério Caffarelli SECRETÁRIO

Leia mais

Estado de Santa Catarina Tribunal de Contas de Santa Catarina EVENTOS c/c DÉBITO c/c CRÉDITO

Estado de Santa Catarina Tribunal de Contas de Santa Catarina EVENTOS c/c DÉBITO c/c CRÉDITO 001 Previsão orçamentária inicial da receita Estado de Santa Catarina 1 5.2.1.1.1.00.00 Previsão inicial da receita bruta 1 6.2.1.1.0.00.00 Receita a realizar 002 Previsão adicional da receita 1 5.2.1.2.1.XX.XX

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO BKR-Lopes, Machado Orientador Empresarial MATÉRIAS Salário-Maternidade Sistemática de Compensação e Atualização do Sistema SEFIP Versão

Leia mais

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO 01 CNPJ/CEI 02 Razão Social/Nome IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 04 Bairro 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE 09 CNPJ/CEI

Leia mais

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Gestão de Pessoal Contéudo Complementar Cálculo de Rescisão 1. Cálculo de Rescisão Para efetuar o cálculo de um recibo de rescisão é necessário seguir as orientações

Leia mais

Página 1 de 5. Mês: 02 / 2015. Prefeitura Municipal de Pouso Alegre Balanço Financeiro

Página 1 de 5. Mês: 02 / 2015. Prefeitura Municipal de Pouso Alegre Balanço Financeiro Página 1 de 5 RECEITA ORÇAMENTÁRIA 70.268.205,07 Receitas Correntes 66.490.565,93 Receita Tributária 5.172.651,23 Receitas de Contribuições 2.299.302,81 Receita Patrimonial 6.396.614,72 Receita de Serviços

Leia mais

1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO?

1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO? 1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO? Resposta: Segundo o Manual de Orientação sobre o Plano de Contas Único, deste Tribunal, o repasse

Leia mais

Gestão de Pessoas - Windows

Gestão de Pessoas - Windows P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - Windows Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone:

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As orientações constantes deste manual devem ser observadas pelas Unidades Gestoras para encerramento do exercício,

Leia mais