Estado de Santa Catarina Tribunal de Contas de Santa Catarina EVENTOS c/c DÉBITO c/c CRÉDITO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estado de Santa Catarina Tribunal de Contas de Santa Catarina EVENTOS c/c DÉBITO c/c CRÉDITO"

Transcrição

1 001 Previsão orçamentária inicial da receita Estado de Santa Catarina Previsão inicial da receita bruta Receita a realizar 002 Previsão adicional da receita XX.XX Previsão adicional da receita Receita a realizar 003 Reconhecimento do Crédito Tributário para o exercício X.XX.XX Créditos Tributários a Receber X.X.X.XX.XX Variação Patrimonial Aumentativa 004 Ajuste de Perdas de Crédito Tributário Variação patrimonial diminutiva com ajuste para perdas de outros créditos Perdas estimadas em créditos tributários a receber 005 Arrecadação da Receita Orçamentária provenientes de Créditos Tributários registrados * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa X.XX.XX Créditos Tributários a Receber 006 Arrecadação da Receita Orçamentária - REALIZAÇÃO/CAIXA * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * 4.X.X.X.X.XX.XX Variação Patrimonial Aumentativa 007 Fixação inicial da despesa Crédito inicial Crédito

2 008 Abertura de Crédito Suplementar (Todas as Fontes de Recursos para abertura de créditos suplementares, exceto anulação de dotação) Estado de Santa Catarina Crédito Adicional - Suplementar Crédito 009 Abertura de Crédito Suplementar - Anulação de Dotação Crédito Adicional - Suplementar Crédito Crédito *Cancelamento/remanejamento de Dotações 010 Abertura de Crédito Especial (Todas as Fontes de Recursos para abertura de créditos especiais, exceto anulação de dotação) XX Créditos Especiais Abertos Crédito 11 Abertura de Crédito Especial - Anulação de Dotação Créditos Especiais Abertos Crédito Crédito *Cancelamento/remanejamento de Dotações 12 Abertura de Crédito Especial - Reaberto Nos termos do art. 45 da Lei 4320/64 c/c 167, 2 da Constituição Federal Créditos Especiais Reabertos Crédito 13 Abertura de Crédito Extraordinário Créditos Extraordinários Abertos Crédito 14 Abertura de Crédito Extraordinário - Reaberto Nos termos do art. 45 da Lei 4320/64 c/c 167, 2 da Constituição Federal Créditos Especiais Reabertos Crédito

3 15 Bloqueio de dotação orçamentária Estado de Santa Catarina Crédito XX.XX Crédito In 16 Desbloqueio de dotação orçamentária XX.XX Crédito In Crédito 17 Registro de obrigações - Convênios Obrigações conveniadas e outros instrumentos congêneres A executar 18 Registro de obrigações - Contratos Obrigações contratuais A executar 19 Empenhamento da Despesa Orçamentária Crédito Crédito empenhado a liquidar 20 Anulação de Empenho Crédito empenhado a liquidar Crédito 21 Liquidação da Despesa Orçamentária - sem incorporação de ativo Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado liquidado a pagar * 3.X.X.X.X.XX.XX Variação Patrimonial Diminutiva * 2.1.X.X.X.XX.XX Passivo Circulante Comprometida por liquidação (se houver retenção) * 2.1.X.X.X.XX.XX Passivo Circulante XX Consignações Comprometida por liquidação Comprometida por consignações/retenções (se houver vinculação a convênio) A executar Executadas (se houver vinculação a contrato) A executar Executadas

4 22 Recebimento Provisório de Materiais/obras/serviços Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado em liquidação 1.X.X.X.X Ativo 2.1.X.X.X.XX.XX Passivo Circulante 23 Liquidação da Despesa Orçamentária - com incorporação de ativo (se houve recebimento provisório) Crédito empenhado em liquidação Crédito empenhado liquidado a pagar (se não houve recebimento provisório) Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado liquidado a pagar (se não houve recebimento provisório) * 1.X.X.X.X Ativo * 2.1.X.X.X.XX.XX Passivo Circulante Comprometida por liquidação (se houver retenção) * 2.1.X.X.X.XX.XX Passivo Circulante XX Consignações Comprometida por liquidação Comprometida por consignações/retenções (se houver vinculação a convênio) A executar Executadas (se houver vinculação a contrato) A executar Executadas 24 Baixa de Materiais do Almoxarifado X.X.XX.XX Uso de Material de Consumo X.X.XX.XX Estoques 25 Pagamento da Despesa Orçamentária (valor bruto do empenho) Crédito empenhado liquidado a pagar Crédito liquidado pago (valor líquido do empenho) * 2.1.X.X.X.XX.XX Passivo Circulante * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa (valor líquido do empenho) Comprometida por liquidação Disponibilidade por destinação de recursos 26 Pagamento de consignações Consignações * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Comprometida por consignações/retenções Disponibilidade por destinação de recursos

5 27 Recebimento de Garantias (exemplo: Caução) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Depósitos e Cauções Disponibilidade de recursos Comprometida por entradas compensatórias Caução Caução a executar 28 Devolução de Garantias (exemplo: Caução) Depósitos e Cauções * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Comprometida por entradas compensatórias Disponibilidade por destinação de recursos Caução a executar Caução executada 29 Recebimento Operação de Crédito - Curto Prazo (com Instituições Financeiras Internacionais) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * X.XX.XX Empréstimos Curto Prazo - Externo - Consolidação (Atributo P) (com Instituições Financeiras Nacionais Privadas) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * XX.XX Empréstimos Curto Prazo - Interno - Consolidação (Atributo P) (com Instituições Financeiras Federais) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * XX.XX Empréstimos Curto Prazo - Interno - Inter OFFS - União (Atributo P) (com Instituições Financeiras Estaduais) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * XX.XX Empréstimos Curto Prazo - Interno - Inter OFFS - Estado (Atributo P) Disponibilidade de recursos

6 30 Recebimento Operação de Crédito - Longo Prazo (com Instituições Financeiras Internacionais) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * X.XX.XX Empréstimos Longo Prazo - Externo - Consolidação (com Instituições Financeiras Nacionais Privadas) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * XX.XX Empréstimos Longo Prazo - Interno - Consolidação (com Instituições Financeiras Federais) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * XX.XX Empréstimos Longo Prazo - Interno - Inter OFFS - União (com Instituições Financeiras Estaduais) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * XX.XX Empréstimos Longo Prazo - Interno - Inter OFFS - Estado Disponibilidade de recursos 31 Atualização das Operações de Crédito (com Instituições Financeiras Nacionais) * X.XX.XX Juros e encargos da divida contratual interna X.XX.XX Juros e encargos a pagar de empréstimos e financiamentos a curto prazo - interno (P) (com Instituições Financeiras Internacionais) * X.XX.XX Juros e encargos da divida contratual Externa X.XX.XX Juros e encargos a pagar de empréstimos e financiamentos a curto prazo - externo (P) 32 Transferência de Longo Prazo para Curto Prazo referente Operações de Crédito X.X.XX.XX Empréstimos e Financiamentos a Longo Prazo * X.X.XX.XX Empréstimos e Financiamentos a Curto Prazo 33 Amortização e encargos de Empréstimos Recebidos 33.1 Empenhamento Crédito Crédito empenhado a liquidar 33.2 Liquidação Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado liquidado a pagar * X.X.XX.XX Empréstimos e Financiamentos a Curto Prazo (Atributo P) X.X.XX.XX Empréstimos e Financiamentos a Curto Prazo (atributo F) Comprometida por liquidação

7 33.3 Pagamento Crédito empenhado liquidado a pagar Crédito empenhado liquidado pago X.X.XX.XX Empréstimos e Financiamentos a Curto Prazo * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa (Atributo F) Comprometida por liquidação Disponibilidade por destinação de recursos 34 Recebimento de Alienação de Bens - com ganho * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa X.X.XX.XX Ativo Não Circulante - Imobilizado * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa X.XX.XX Ganhos com alienação de imobilizado 35 Recebimento de Alienação de Bens - com perda * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa X.X.XX.XX Ativo Não Circulante - Imobilizado X.XX.XX Perdas com alienação de imobilizado X.X.XX.XX Ativo Não Circulante - Imobilizado 36 Recebimento de Créditos (Exceto subgrupo Imobilizado) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * 1.2.X.X.X.XX.XX Ativo Não Circulante 37 Transferências Financeiras entre Órgãos/Unidades 37.1 No órgão repassador Transferencias concedidas para a execução orçamentária INTRA OFSS * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Disponibilidade por destinação de recursos

8 37.2 lançamentos no órgão/entidade recebedor * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Transferências recebidas para a execução orçamentária - INTRA OFSS 37.3 Devolução de Transferência Financeira Transferencias concedidas para a execução orçamentária INTRA OFSS (lançamentos no órgão que está devolvendo) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Disponibilidade por destinação de recursos 37.4 Devolução de Transferência Financeira * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Transferências recebidas para a execução orçamentária - INTRA OFSS (lançamentos no órgão que está recebendo) 38 Controle da inscrição em Dívida Ativa Controle da inscrição de créditos em divida ativa Créditos a inscrever em divida ativa 39 Inscrição em Dívida Ativa - Longo Prazo (tributária) XX Divida ativa tributaria X.XX.XX Créditos Tributários a Receber (não tributária) Divida ativa não tributaria - Clientes X.XX.XX Clientes Créditos a inscrever em divida ativa Créditos inscritos em divida ativa a receber 40 Inscrição em Dívida Ativa - Curto Prazo (tributária) X.XX.XX Divida ativa tributaria X.XX.XX Créditos Tributários a Receber (não tributária) X.XX.XX Divida ativa não tributaria - Clientes X.XX.XX Clientes Créditos a inscrever em divida ativa Créditos inscritos em divida ativa a receber 41 Transferência do Ajuste de Perdas de Créditos Vencidos para Ajuste de Perda de Créditos Incritos em Dívida Ativa - Longo Prazo (tributária) (-) Perdas estimadas em créditos tributários a receber XX (-) Ajuste de perdas de demais créditos e valores a longo prazo (não tributária) (-) Perdas estimadas em cliente XX (-) Ajuste de perdas de demais créditos e valores a longo prazo

9 42 Transferência do Ajuste de Perdas de Créditos Vencidos para Ajuste de Perda de Créditos Incritos em Dívida Ativa - Curto Prazo (tributária) (-) Perdas estimadas em créditos tributários a receber (-) Perdas estimadas em créditos de dívida ativa tributária (não tributária) (-) Perdas estimadas em cliente (-) Perdas estimadas em créditos de dívida ativa não tributária - clientes 43 Recebimento de Dívida Ativa - Curto Prazo (tributária) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa X.XX.XX Divida ativa tributaria (não tributária) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa X.XX.XX Divida ativa não tributaria - Clientes Créditos inscritos em divida ativa a receber Créditos inscritos em divida ativa recebidos 44 Recebimento de Dívida Ativa - Longo Prazo (tributária) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa XX Divida ativa tributaria (não tributária) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Divida ativa não tributaria - Clientes Créditos inscritos em divida ativa a receber Créditos inscritos em divida ativa recebidos 45 Cancelamento/Abatimento/Desconto/ Anistia/Perdão de Dívida Ativa - Curto Prazo X.XX.XX Variação patrimonial diminutiva com ajuste de X.XX.XX Divida ativa tributaria perdas de créditos X.XX.XX Variação patrimonial diminutiva com ajuste de X.XX.XX Divida ativa não tributaria - Clientes perdas de créditos Créditos inscritos em divida ativa a receber Baixa de créditos inscritos em divida ativa

10 46 Cancelamento/Abatimento/Desconto/ Anistia/Perdão de Dívida Ativa - Longo Prazo X.XX.XX Variação patrimonial diminutiva com ajuste de XX Divida ativa tributaria perdas de créditos X.XX.XX Variação patrimonial diminutiva com ajuste de Divida ativa não tributaria - Clientes perdas de créditos Créditos inscritos em divida ativa a receber Baixa de créditos inscritos em divida ativa 47 Depreciação/Amortização X.X.XX.XX Depreciação, Amortização e Exaustão X.XX.XX (-) Depreciação, Exaustão e Amortização Acumuladas 48 Reavaliação de Bens X.X.XX.XX Imobilizado X.XX.XX Reserva de reavaliação 49 Aplicação Financeira XX Aplicações Financeiras de Liquidez Imediata * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa 50 Rendimento de Aplicação Financeira XX Aplicações Financeiras de Liquidez Imediata Remuneração de Aplicações Financeiras - Consolidação 51 Resgate de Aplicação Financeira * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa XX Aplicações Financeiras de Liquidez Imediata 52 Provisão para perdas em Investimentos X.XX.XX Redução a valor recuperável de investimentos * X.XX.XX (-) Redução ao valor recuperável de investimentos

11 53 Reversão de provisão para perdas em investimentos Estado de Santa Catarina * X.XX.XX (-) Redução ao valor recuperável de investimentos X.X.XX.XX Reversão de provisões e ajustes de perdas 54 Inscrição de Restos a Pagar Processados RP processados - inscrição no exercício RP processados - inscrição no exercício 55 Inscrição de Restos a Pagar não Processados RP não processados - inscrição no exercício X.XX.XX RP não processados - inscrição no exercício 56 Encerramento/abertura - Restos a Pagar não Processados RP não processados inscritos RP não processados - inscrição no exercício X.XX.XX RP não processados - inscrição no exercício RP não processados a liquidar 57 Liquidação de Restos a Pagar não Processados concomitante à prestação de serviço vinculado a contrato X.XX.XX Serviços terceiros - PJ * X.XX.XX Fornecedores e contas a pagar nacionais a curto prazo RP não processados a liquidar RP não processados liquidados a pagar Comprometida por liquidação A executar Executadas 58 Pagamento de Restos a Pagar não Processados * X.XX.XX Fornecedores e contas a pagar nacionais a curto * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa prazo RP não processados liquidados a pagar RP não processados pagos Comprometida por liquidação Disponibilidade por destinação de recursos

12 59 Cancelamento de Restos a Pagar não processados (a liquidar) RP não processados a liquidar RP não processados cancelados (em liquidação) RP não processados em liquidação RP não processados cancelados (não processado liquidado) RP não processados liquidados a pagar RP não processados cancelados Comprometida por liquidação 60 Depósitos restituíveis e valores vinculados (F) Depósitos especiais * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Valores apreendidos por decisão judicial * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Conta especial - precatórios * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Disponibilidade por destinação de recursos - créditos 61 Precatório de Pessoal 61.1 Reconhecimento após decisão judicial (curto prazo) * 3.X.X.X.X.XX.XX Variação Patrimonial Diminutiva XX Precatórios de pessoal (P) (longo prazo) * 3.X.X.X.X.XX.XX Variação Patrimonial Diminutiva XX Precatórios de pessoal (P) 61.2 Empenho 61.3 Liquidação Crédito Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado em liquidação XX Precatórios de pessoal (P) XX Precatórios de pessoal (F) Crédito empenhado em liquidação Crédito empenhado liquidado a pagar Comprometida por liquidação

13 61.4 Pagamento Estado de Santa Catarina Crédito empenhado liquidado a pagar XX Crédito liquidado pago XX Precatórios de pessoal (F) * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Comprometida por liquidação Disponibilidade por destinação de recursos 62 Folha de Pagamento - Pessoal e Encargos 62.1 Empenho Crédito Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado em liquidação 62.2 Liquidação Crédito empenhado em liquidação Crédito empenhado liquidado a pagar (Pessoal) Remuneração a pessoal * X.XX.XX Pessoal a Pagar (Encargos) Encargos patronais * X.XX.XX Encargos sociais a pagar Comprometida por liquidação (Consignações da Folha de Pessoal) * X.XX.XX Pessoal a Pagar XX Consignações (consignações de Encargos. Exemplo: salário família) * X.XX.XX Encargos sociais a pagar Retenção relativa a salário família na contribuição patronal (pelo valor das consignações) Comprometida por liquidação Comprometida por consignações/retenções 62.3 Pagamento (valor bruto dos empenhos) Crédito empenhado liquidado a pagar XX Crédito liquidado pago (valor líquido dos empenhos de Pessoal) * X.XX.XX Pessoal a Pagar * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa (salário família) Retenção relativa a salário família na contribuição * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa patronal (valor líquido dos empenhos de Encargos) * X.XX.XX Encargos sociais a pagar * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa (consignações retidas na folha de pagamento) XX Consignações * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa (valor líquido do empenho de Pessoal e do empenho de encargos) Comprometida por liquidação Disponibilidade por destinação de recursos (valor das consignações pagas) Comprometida por consignações/retenções Disponibilidade por destinação de recursos

14 62.4 Registro da receita de contribuição patronal no RPPS (valor bruto da contribuição patronal ) (contribuição patronal (-) Salário família) X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa Contribuições Sociais - RPPS - intra OFSS (valor ref. Salário família pago antecipadamente) Créditos a receber por reembolso de salário família Contribuições Sociais - RPPS - intra OFSS pago Disponibilidade de Recursos Disponibilidade por destinação de recursos - créditos 62.5 Empenho do Salário Família no RPPS 62.6 Liquidação do Salário Família no RPPS 62.7 Pagamento do Salário Família no RPPS 62.8 Registro da receita ref. Consignações de IRRF e Indenizações e Restituições Crédito Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado a liquidar Crédito empenhado em liquidação Disponibilidade por destinação de recursos - créditos Crédito empenhado em liquidação Crédito empenhado liquidado a pagar XX Salário-Família X.XX.XX Benefícios Assistenciais a Pagar Comprometida por liquidação Crédito empenhado liquidado a pagar XX Crédito liquidado pago X.XX.XX Benefícios Assistenciais a Pagar Créditos a receber por reembolso de salário família pago Comprometida por liquidação Disponibilidade por destinação de recursos * X.X.XX.XX Caixa e Equivalentes de Caixa * 4.X.X.X.X.XX.XX Variação Patrimonial Aumentativa 62.9 Registro da baixa de resposabilidades ref. Multa de Trânsito VPD de baixa de créditos por Indenizações e Restituições Multas e juros a receber de servidores responsabilizados

15 63 Registro da inscrição em resposabilidades Estado de Santa Catarina ref. Multa de Trânsito Multas e juros a receber de servidores responsabilizados VPA decorrente do registro de créditos de responsáveis Observação: - : Sem conta corrente * : Conta corrente conforme conta analítica

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação ao arquivos publicados em 03/06/2014: Item alterado/incluído Motivo Regras de consolidação. b.8 Numeração errada. Regras de consistência, b Exclui-se as consignações do passivo financeiro

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação aos arquivos publicados em 10/11/2014: Item alterado/incluído Evento 1.9 Evento 2.20.8 Evento 2.72.13 Motivo Obs: Os créditos relativos à Dívida Ativa podem ser registrados somente

Leia mais

115610000000 ALMOXARIFADO - CONSOLIDAÇÃO 115810000000 OUTROS ESTOQUES - CONSOLIDAÇÃO

115610000000 ALMOXARIFADO - CONSOLIDAÇÃO 115810000000 OUTROS ESTOQUES - CONSOLIDAÇÃO 100000000000 ATIVO 329.083,39 911.970,67 872.747,07 368.306,99 110000000000 ATIVO CIRCULANTE 3.073,50 898.201,87 872.747,07 28.528,30 111000000000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 111100000000 CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE URUCARA

CÂMARA MUNICIPAL DE URUCARA JulhoPágina 1 de 6 100000000 02 ATIVO - 726.700,48 176.211,09 176.376,09 726.535,48 110000000 02 ATIVO CIRCULANTE - 20.757,34 176.211,09 176.376,09 20.592,34 111000000 02 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As orientações constantes deste manual devem ser observadas pelas Unidades Gestoras para encerramento do exercício,

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público 1. Ativo 2. Passivo 1.1. Ativo Circulante 2.1. Passivo Circulante Bancos/Caixa (F) Obrigações em circulação pessoal a pagar (F) Créditos a receber (P) Dívida Ativa Provisões a curto prazo 13º salário (P)

Leia mais

Procedimentos Contábeis Específicos do RPPS sob a. Otica do PCASP 2013. (Procedimentos baseados no MCASP, Parte III)

Procedimentos Contábeis Específicos do RPPS sob a. Otica do PCASP 2013. (Procedimentos baseados no MCASP, Parte III) Procedimentos Contábeis Específicos do RPPS sob a Otica do PCASP 2013 (Procedimentos baseados no MCASP, Parte III) Lourenço de Wallau Contribuição Patronal a) Empenho no ente patrocinador na natureza de

Leia mais

1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição

1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 129.967,90D 130.464,22D 1/8 1.1.1.1.1.01 ATIVO CIRCULANTE 54.320,75D 54.817,07D E EQUIVALENTES CAIXA MOEDA NACIONAL - CONSOLIDAÇÃO 51.666,68D 497.996,11

Leia mais

1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.2.3.1.1.03.02 (40966) MÓVEIS MÁQUINAS E E UTENSÍLIOS DE ESCRITÓRIO 339.159,49D 25.

1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.2.3.1.1.03.02 (40966) MÓVEIS MÁQUINAS E E UTENSÍLIOS DE ESCRITÓRIO 339.159,49D 25. 1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.217.589,73D 1.245.340,55D Atual1/8 ATIVO CIRCULANTE 588.962,97D 151.410,23D 194.301,54 188.047,63 166.550,72 160.296,81 616.713,79D 1.1.1.1.1.50.99

Leia mais

939.108,16 582.338,94 553.736,74 967.710,36 468.462,90 582.338,94 553.736,74 497.065,10 111000000000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA

939.108,16 582.338,94 553.736,74 967.710,36 468.462,90 582.338,94 553.736,74 497.065,10 111000000000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA s s 100000000000 ATIVO 939.108,16 582.338,94 553.736,74 967.710,36 110000000000 ATIVO CIRCULANTE 468.462,90 582.338,94 553.736,74 497.065,10 111000000000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 111100000000 CAIXA

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO: MÊS DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c = (a-b)

Leia mais

AUTARQUIA MUNICIPAL DE ESPORTES DE CACOAL - AM Estado de Rondônia. Balancete do Sistema Orçamentário no Período de março a março Anexo TC-01

AUTARQUIA MUNICIPAL DE ESPORTES DE CACOAL - AM Estado de Rondônia. Balancete do Sistema Orçamentário no Período de março a março Anexo TC-01 Balancete do Sistema Orçamentário no Período de março a março 1. 1.1. 1.1.1. 1.1.1.1. 1.1.1.1.1. 1.1.1.1.1.19. 1.1.1.1.1.19.02. 1.1.1.1.1.19.04. 1.1.3. 1.1.3.8. 1.1.3.8.1. 1.1.3.8.1.08. 1.1.3.8.1.09. 1.1.5.

Leia mais

10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo

10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo 10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo Plano de Contas Aplicado ao Setor Público CH: 1:20 h Conteúdo: 1. Aspectos gerais do Plano

Leia mais

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO CIRCULANTE Notas 6.637.617 7.393.842 Disponibilidades 1.048.777 742.707 Créditos a receber de clientes 4.1 1.832.535 2.646.556 Créditos a receber - outros

Leia mais

Empresa Munic. de Transporte Urbano Presidente Figueiredo

Empresa Munic. de Transporte Urbano Presidente Figueiredo 03698709/000109 Exercício: 2015 BALANCETEISOLADO EMPRESA MUNICIPAL DE TRANSPORTE URBANO EMTU (UG:5) Página 1 de 5 100000000 05 ATIVO 343.632,70 139.134,52 114.972,75 367.794,47 110000000 05 ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - AM Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Novembro / 2013.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - AM Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Novembro / 2013. BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 4.974.118,17 507.672,45 596.145,95 4.885.644,67 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 3.266.926,60 426.700,41 515.432,99 3.178.194,02 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - AM Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Outubro / 2013.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - AM Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Outubro / 2013. BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 5.074.992,69 549.154,73 650.029,25 4.974.118,17 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 3.364.071,87 442.443,82 539.589,09 3.266.926,60 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição

1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1 de Verificação - 2015 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 99.562,86D 118.646,81D 1/9 ATIVO CAIXA CONTA CIRCULANTE E ÚNICA EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL - CONSOLIDAÇÃO 97.962,86D 250.343,95 231.260,00

Leia mais

CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88

CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88 CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88 Balanço Financeiro Período: 01/01/2012 a 31/12/2012 INGRESSOS DISPÊNDIOS ESPECIFICAÇÃO Exercício Anterior

Leia mais

41210.29.13 - Contribuição Previdenciária para Amortização do Déficit Atuarial. Origem dos dados/descrição LINHA DA DCA

41210.29.13 - Contribuição Previdenciária para Amortização do Déficit Atuarial. Origem dos dados/descrição LINHA DA DCA ANEXO II VARIAÇÕES PATRIMONIAIS AUMENTATIVAS QDCC_Sistn A planilha abaixo ilustra a aplicação da metodologia simplificada descrita no item 10 da Nota Técnica nº 4/2015/CCONF/SUCON/STN/MFDF ao Plano de

Leia mais

BALANCETE ORÇAMENTÁRIO AGOSTO/2012 SALDO ATUALIZADA REALIZADAS DOTAÇÃO. (a) (b) (c )=(a-b) (d) ( e ) (f) (g) (h)=(d-e)

BALANCETE ORÇAMENTÁRIO AGOSTO/2012 SALDO ATUALIZADA REALIZADAS DOTAÇÃO. (a) (b) (c )=(a-b) (d) ( e ) (f) (g) (h)=(d-e) RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS PREVISÃO INICIAL BALANCETE ORÇAMENTÁRIO AGOSTO/2012 Diretoria da Área Orçamentária e Financeira SALDO PREVISÃO RECEITAS DOTAÇÃO DESPESAS DESPESAS DESPESAS SALDO ATUALIZADA REALIZADAS

Leia mais

Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS

Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS Contabilidade Pública & Plano de Contas RPPS Por Otoni Gonçalves Guimarães Natal- RN, 18 de junho de 2015 1 DESAFIO Equilíbrio Financeiro e Atuarial Pressuposto Básico Existência de recursos (ativos) suficientes

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES 1.0.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo 32.660.958,34-6.363.147,12 47.004.771,41 6.231.871,07 44.351.853,94 32.792.234,39-1.1.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo Circulante 9.721.402,71-6.363.147,12 45.984.575,48 6.231.871,07

Leia mais

Balancete De Verificacao Do Sistema Patrimonial Plano PCASP-MT Atributo: Todos Março / 2016

Balancete De Verificacao Do Sistema Patrimonial Plano PCASP-MT Atributo: Todos Março / 2016 Março / 2016 1 ATIVO 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 1.1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL 1.1.1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL - CONSOLIDACAO

Leia mais

ATIVO Notas 2009 2008

ATIVO Notas 2009 2008 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO Notas 2009 2008 CIRCULANTE Caixa e bancos 20.723 188.196 Contas a receber 4 903.098 806.697 Outras contas a receber 5 121.908 115.578 Estoques 11.805 7.673

Leia mais

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização: 28/02/2012 Novas Demonstrações Contábeis do Setor Público

Leia mais

CORE/SE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26

CORE/SE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26 Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 614.264,79D 336.216,98 106.634,21 843.847,56D 1.1 - ATIVO

Leia mais

1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO?

1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO? 1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO? Resposta: Segundo o Manual de Orientação sobre o Plano de Contas Único, deste Tribunal, o repasse

Leia mais

JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO Secretário de Estado de Fazenda CPF: 799.453.091-53

JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO Secretário de Estado de Fazenda CPF: 799.453.091-53 CONSOLIDADO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL RGF ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) DESPESA COM PESSOAL INSCRITAS EM LIQUIDADAS RESTOS A PAGAR

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA BALANCETE MÊS DE JANEIRO/2015. Página 1

ESTADO DE RONDÔNIA BALANCETE MÊS DE JANEIRO/2015. Página 1 CAMARA MUNICIPAL DE Página 1 1 ATIVO 69.111,18 60.711,80 75.399,38 1.1 ATIVO CIRCULANTE 60.711,80 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 60.711,80 1.1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL 60.711,80

Leia mais

PLANO DE CONTAS - GÁS NATURAL

PLANO DE CONTAS - GÁS NATURAL 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponibilidades 1.1.1.1 Caixa e Equivalentes de Caixa 1.1.1.1.01 Caixa 1.1.1.1.02 Depósitos Bancários em Moeda Nacional 1.1.1.1.03 Contas de Poupança 1.1.1.1.04 Numerários

Leia mais

Anexo 14 - BALANÇO PATRIMONIAL

Anexo 14 - BALANÇO PATRIMONIAL Página 1 de 3 CIRCULANTE 17.957.906,23 13.781.064,25 CIRCULANTE 2.918.670,71 3.459.718,41 Caixa e Equivalentes de Caixa 11.326.508,18 CRÉDITOS A CURTO PRAZO Clientes Crédito Tributário a Receber Dívida

Leia mais

AUTARQUIA MUNICIPAL DE ESPORTES DE CACOAL - AM Estado de Rondônia. Balancete do Sistema Orçamentário no Período de janeiro a janeiro Anexo TC-01

AUTARQUIA MUNICIPAL DE ESPORTES DE CACOAL - AM Estado de Rondônia. Balancete do Sistema Orçamentário no Período de janeiro a janeiro Anexo TC-01 Balancete do Sistema Orçamentário no Período de janeiro a janeiro 1. 1.1. 1.1.1. 1.1.1.1. 1.1.1.1.1. 1.1.1.1.1.19. 1.1.1.1.1.19.02. 1.1.1.1.1.19.04. 1.1.3. 1.1.3.8. 1.1.3.8.1. 1.1.3.8.1.08. 1.1.3.8.1.09.

Leia mais

CREFITO/MT Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56

CREFITO/MT Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56 Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 1.474.008,93D 717.680,43 804.036,65 1.387.652,71D 1.1 - ATIVO

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013

BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DO LIVRAMENTO SECRETARIA DA FAZENDA BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013 Receita Despesa ORÇAMENTÁRIA (1) ORÇAMENTÁRIA (5) Receitas Orçamentárias Despesas

Leia mais

A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência

A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência 1 Professor João Eudes Bezerra Filho ATIVO FINANCEIRO 305.000,00 PASSIVO FINANCEIRO 115.000,00 ATIVO FINANCEIRO

Leia mais

CRP/PA Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20

CRP/PA Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20 Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 723.347,50D 3.344.572,02 3.148.733,90 919.185,62D 1.1 - ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

10.936.971,00 3.2.4.3.1.00.00 - Benefícios Eventuais por Situações de Vulnerabilidade Temporária - Consolidação

10.936.971,00 3.2.4.3.1.00.00 - Benefícios Eventuais por Situações de Vulnerabilidade Temporária - Consolidação PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE FINANÇAS GERÊNCIA GERAL DA CONTABILIDADE DO MUNICÍPIO DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS - CONSOLIDADO - 2013 Demonstrativo das Variações Patrimoniais e Resultado

Leia mais

EXERCÍCIO. Elaboração dos Demonstrativos Contábeis

EXERCÍCIO. Elaboração dos Demonstrativos Contábeis EXERCÍCIO Elaboração dos Demonstrativos Contábeis Considerando a Lei Orçamentária Aprovada para a Prefeitura de Belo Jardim para o exercício de X1, e os fatos contábeis ocorridos, lance os valores nos

Leia mais

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea a) R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS (a) (Últimos 12 Meses) INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS

Leia mais

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603 Conta Descrição 0/06/0 //0 Ativo Total.0.76.05.68.0 Ativo Circulante 955.080 89.60.0.0 Caixa e Equivalentes de Caixa 5.8 7.9.0.0.0 Bens Numerários.0.0.0 Depósitos Bancários.69 6..0.0.0 Aplicações Financeiras.9.5.0.0

Leia mais

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO.

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO. Diário Oficial Ano: 2 Edição: 231 Páginas: 40 Atos Oficiais Decreto - Nº 0532/2014 Portaria - Nº 0054/2014 Contas Públicas Balanço Orçamentário - BALANÇO Índice do diário Atos Oficiais Decreto Nº 0532/2014

Leia mais

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS [Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Qname siconfi-dca-anexo1abhi : BalancoPatrimonialAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoLineItems siconfi-cor :

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2013 Folha: 1 Consorcio Publico do Extremo Sul

Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2013 Folha: 1 Consorcio Publico do Extremo Sul Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2013 Folha: 1 1.0.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO 6.735,34 8.034,62 4.211,61 10.558,35 1.1.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 6.735,34 8.034,62

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Adiantamento para futuro Capital Prejuízos aumento Explicativa n o social acumulados Subtotal de capital Total SALDO EM 01 DE DEZEMBRO DE 2010 255.719.100

Leia mais

Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 CONSORCIO - CISGA De 01.01.2015 a 30.04.2015

Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 CONSORCIO - CISGA De 01.01.2015 a 30.04.2015 Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 100000000000000 ATIVO 746.423,74 521.047,13 478.433,06 789.037,81 110000000000000 ATIVO CIRCULANTE 718.821,28 507.893,92 470.065,45 756.649,75

Leia mais

Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina BALANÇO PATRIMONIAL Em 31/12/2014 - Encerramento 9.817.136,65 40.159.587,34. Prazo 104.

Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina BALANÇO PATRIMONIAL Em 31/12/2014 - Encerramento 9.817.136,65 40.159.587,34. Prazo 104. ATIVO PASSIVO Ativo Circulante Caixa e Equivalentes de Caixa - Bancos Conta Movimento - Demais Contas Rede Bancária - Arrecadação Aplicações Financeiras de Liquidez Imediata - Intra OFSS Recursos Liberados

Leia mais

Prefeitura Municipal de São José da Lapa

Prefeitura Municipal de São José da Lapa Estado de Minas Gerais Demostração das Variações Patrimoniais - Anexo 15 - Lei 4.320/64 ENTIDADE: 000 - CONSOLIDADO lilian@sonner.com.br 30-03-2015 13:44:25 400000000 VARIAÇÃO PATRIMONIAL AUMENTATIVA 300000000

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E AUDITORIA PÚBLICA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E AUDITORIA PÚBLICA IESP INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DA PARAÍBA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E AUDITORIA PÚBLICA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E AUDITORIA PÚBLICA DISCIPLINA: CONTABILIDADE E CONTROLADORIA

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL. FASF - Faculdade Sagrada Família - Curso de Administração - Disciplina Contabilidade Geral - 3º periodo

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL. FASF - Faculdade Sagrada Família - Curso de Administração - Disciplina Contabilidade Geral - 3º periodo ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

Implantação do Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP. A experiência do Estado do Rio Grande do Sul.

Implantação do Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP. A experiência do Estado do Rio Grande do Sul. Implantação do Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP. A experiência do Estado do Rio Grande do Sul. Público Alvo: Servidores de Prefeituras do Estado do Rio Grande do Sul que atuam na área contábil.

Leia mais

ANEXO III 280.864,02 264.833,28 39.905,58 37.578,73 18.357,59 0,00 271.900,62 264.843,53 39.905,58 37.578,73 9.383,94 0,00

ANEXO III 280.864,02 264.833,28 39.905,58 37.578,73 18.357,59 0,00 271.900,62 264.843,53 39.905,58 37.578,73 9.383,94 0,00 100000000 ATIVO 110000000 ATIVO CIRCULANTE 111000000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 111100000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL 111110000 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL -

Leia mais

PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO 2013

PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO 2013 PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO 2013 Patrícia Dutra Auditora Pública Externa - Contadora A LRF instituiu a necessidade do Poder Executivo da União realizar, anualmente, a consolidação nacional

Leia mais

SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016

SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016 SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016 1. Alterações de caráter geral: Além das alterações pontuais, envolvendo a criação, inativação ou alteração de contas, foram realizadas

Leia mais

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil)

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 1.829 Fornecedores 58.422 Contas a Receber 238.880

Leia mais

Tabela de Fatos - DCA 2014

Tabela de Fatos - DCA 2014 Tabela de Fatos - DCA 2014 Element siconfi-cor:p1.0.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.1.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.2.00.00

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE PÚBLICA EXERCÍCIO DE 2014

DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE PÚBLICA EXERCÍCIO DE 2014 NOTAS EXPLICATIVAS 1. DIVULGAÇÃO DE POLÍTICAS CONTÁBEIS Políticas contábeis são os princípios, bases, convenções, regras e procedimentos específicos aplicados pela entidade na elaboração e na apresentação

Leia mais

TCE-TCE Auditoria Governamental

TCE-TCE Auditoria Governamental TCE-TCE Auditoria Governamental Pessoal, vou comentar as questões da prova. 61. Considere as informações extraídas do Balanço Orçamentário, referentes ao exercício financeiro de 2014, de uma entidade pública:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES

PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVES 1.0.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo 31.860.792,47-9.144.432,41 40.641.624,29 8.344.266,54 38.119.982,87 32.660.958,34-1.1.0.0.0.00.00.00.00.0000 Ativo Circulante 9.306.135,84-8.759.533,41 39.621.428,36 8.344.266,54

Leia mais

SANTA CATARINA 1.1.2.1.9.99.00.00.00.0847 (49280) F CAIXA ECONOMICA FEDERAL C/POUPANÇA 16.290,65D 81,45 0,00

SANTA CATARINA 1.1.2.1.9.99.00.00.00.0847 (49280) F CAIXA ECONOMICA FEDERAL C/POUPANÇA 16.290,65D 81,45 0,00 Saldo Atual Agosto 1/11 1 ATIVO CIRCULANTE 52.433.883,22D 8.025.234,70D 6.219.762,87 1.993.560,05 4.801.778,99 1.596.845,70 53.851.867,10D DISPONÍVEL EM MOEDA NACIONAL 4.671.088,56D 1.020.406,80 8.421.949,05D

Leia mais

CAMARA MUNICIPAL DE SOBRADINHO - Poder Legislativo RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL

CAMARA MUNICIPAL DE SOBRADINHO - Poder Legislativo RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL RGF - ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea 'a') CAMARA MUNICIPAL DE SOBRADINHO - Poder Legislativo DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL PERÍODO DE REFERÊNCIA: Janeiro/2014 a Dezembro/2014 DESPESA COM

Leia mais

Lançamentos Típicos de entidades do setor público

Lançamentos Típicos de entidades do setor público Lançamentos Típicos de entidades do setor público Efetue os lançamentos típicos a partir das informações captadas em cada caso típico do município de Sinopolandia do Norte. etermine inicialmente a Natureza

Leia mais

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL JANEIRO/2014 A DEZEMBRO/2014 RGF ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) DESPESAS COM PESSOAL DESPESAS EXECUTADAS (Últimos

Leia mais

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 96.744.139,42 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 24.681.244,01 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea a) R$ 1,00 DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS (a) DESPESAS EXECUTADAS (Último 1 MMoMo) INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS

Leia mais

Estado de Alagoas FUNPREV - Fundo de Previdência Social do Município de Mar Vermelho Balancete Orçamentário da Despesa Exercício : 07/2015

Estado de Alagoas FUNPREV - Fundo de Previdência Social do Município de Mar Vermelho Balancete Orçamentário da Despesa Exercício : 07/2015 Pág. 1 Balancete Orçamentário da Despesa Correção Código Descrição da Despesa Orçado Orçamento Exp./Ext. Suplementação Anulação Rec.Autorizado Empenhado Cancelado Saldo Órgão : 06 02.195.968/0001-46 0000

Leia mais

Balanço Patrimonial. Janeiro à Novembro de 2014 - Anexo 14, da Lei 4.320/64. Exercício Anterior

Balanço Patrimonial. Janeiro à Novembro de 2014 - Anexo 14, da Lei 4.320/64. Exercício Anterior Página 1 de 5 CIRCULANTE 3.458.065,56 1.875.217,00 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 2.816.152,90 1.000.561,87 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL 2.816.152,90 1.000.561,87 CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS

112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS 112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS NÆo DB 121110501 EMPRESTIMOS CONCEDIDOS A RECEBER Sim

Leia mais

Pessoal Inativo e Pensionistas 159.580.361,44 - 9.915.970,42 DESPESA TOTAL COM PESSOAL (IV) = (III a + III b)

Pessoal Inativo e Pensionistas 159.580.361,44 - 9.915.970,42 DESPESA TOTAL COM PESSOAL (IV) = (III a + III b) Prefeitura de São Luís (MA) Relatório de Gestão Fiscal Demonstrativo da Despesa de Pessoal Poder Executivo Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social Publicação: Diário Oficial do Município nº 21 Referência:

Leia mais

10. Balanço Patrimonial. 10.1 Plano de Contas

10. Balanço Patrimonial. 10.1 Plano de Contas 10. Balanço Patrimonial 10.1 Plano de Contas É um elemento sistematizado e metódico de todas as contas movimentadas por uma empresa. Cada empresa deverá ter seu próprio plano de contas de acordo com suas

Leia mais

CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF

CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Reconhecimento do crédito tributário Reconhecimento do direito pelo fato gerador D 1.1.2.2.x.xx.xx Créditos

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP Novas Demonstrações Contábeis do Setor Público DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SETOR PÚBLICO Englobam todos os fatos contábeis e atos que interessam

Leia mais

ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público

ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE E AUDITORIA PÚBLICA - SICAP/CONTÁBIL ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público Portaria Conjunta STN/SOF nº 02/2012 Portaria STN nº 437/2012

Leia mais

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza ATIVO Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza 1.0.0.0.0.00.00.00 ATIVO 1.1.0.0.0.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1.0.0.00.00.00 1.1.1.1.0.00.00.00 1.1.1.1.1.00.00.00 1.1.1.1.1.01.00.00 CAIXA

Leia mais

Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos

Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos Orientações Estratégicas para a Contabilidade Aplicada ao Setor Público no Brasil Aspectos práticos da CASP e a importância da estruturação setorial PREMISSAS Orientações

Leia mais

Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública

Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública Secretaria Municipal de Infra-Estrutura Contabilidade Geral do Município Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública Exercício 2008 JÂNIO WASHINGTON BARBOSA DA CUNHA SECRETÁRIO DE INFRA-ESTRUTURA

Leia mais

Análise Contábil do Relatório de

Análise Contábil do Relatório de Análise Contábil do Relatório de Controle Interno Gerência de Contabilidade Centralizada Diretoria de Contabilidade Geral Flávio van GEORGE Rocha Sir. Flávio van GEORGE Rocha Composição do Relatório: 1.

Leia mais

DR - Empresa de Distribuição e Recepção de TV Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de

DR - Empresa de Distribuição e Recepção de TV Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO R$ CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 Disponibilidades 1.222.288,96 946.849,34 Mensalidades a receber 4.704.565,74 4.433.742,86 Endosso para terceiros 1.094.384,84

Leia mais

Código Grau Título Legenda 1 Ativo. 1.1.1 Caixa e Equivalentes de Caixa (A)

Código Grau Título Legenda 1 Ativo. 1.1.1 Caixa e Equivalentes de Caixa (A) 6. PLANO DE CONTAS É apresentada abaixo a estrutura do Plano de Contas elaborada para o Manual de Contabilidade do Serviço Público de Exploração da Infraestrutura Rodoviária Federal. Legenda: (A) Rubrica

Leia mais

GARANTIAS DE VALORES VALOR % SOBRE A RCL Total das Garantias 0,00 0,00% Limite Definido por Resolução do Senado Federal 20.474.

GARANTIAS DE VALORES VALOR % SOBRE A RCL Total das Garantias 0,00 0,00% Limite Definido por Resolução do Senado Federal 20.474. - PODER EXECUTIVO DEMONSTRATIVO DOS LIMITES LRF, art. 48 - Anexo VII R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL VALOR % SOBRE A RCL Despesa Total com Pessoal - TDP 54.176.826,47 58,21% Limite Máximo (incisos I, II e

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA E DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PL. Professor: Flávio GEORGE Rocha

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA E DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PL. Professor: Flávio GEORGE Rocha DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA E DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PL Professor: Flávio GEORGE Rocha Novembro/2015 Graduação em Ciências Contábeis (2000) Especialista em Auditoria e Perícia Contábil Professor

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Fonte: Apresentação da Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT do Tesouro Nacional Última Atualização: 14/09/2009 1 Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor

Leia mais

O presente documento apresenta os resultados alcançados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Senac-DF, no exercício de 2014.

O presente documento apresenta os resultados alcançados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Senac-DF, no exercício de 2014. NOTAS EXPLICATIVAS O presente documento apresenta os resultados alcançados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Senac-DF, no exercício de 2014. Nota 1 Conteúdo Operacional Senac, criado pelo

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO : PCP 06/00076210 UNIDADE : Município de BALNEÁRIO CAMBORIÚ RESPONSÁVEL : Sr. RUBENS SPERNAU - Prefeito

Leia mais

PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS

PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS Data de Emissão: 28 de agosto de 2012 Coordenador Geral de Contabilidade e Custos da União Francisco Wayne Moreira Coordenadora de Contabilidade da União Bárbara Verônica

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL MONÇÕES

PREFEITURA MUNICIPAL MONÇÕES Página: 1 de 5 : 2013 Movimentação do 211100000 PESSOAL A PAGAR 7.962.091,49 7.899.438,89 211110000 PESSOAL A PAGAR - CONSOLIDAÇÃO 7.962.091,49 7.899.438,89 211110100 PESSOAL A PAGAR DO EXERCICIO 7.899.438,89

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.409/12. Aprova a ITG 2002 Entidade sem Finalidade de Lucros.

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.409/12. Aprova a ITG 2002 Entidade sem Finalidade de Lucros. RESOLUÇÃO CFC N.º 1.409/12 Aprova a ITG 2002 Entidade sem Finalidade de Lucros. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais e com fundamento no disposto na

Leia mais

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO PRAZO PASSIVO CIRCULANTE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS,

Leia mais

Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto - SAMAE

Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto - SAMAE Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto - SAMAE Página: 1 1 ATIVO 46.859.822,91 D 2.440.686,53 1.920.092,25 47.380.417,19 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.193.603,71 D 1.009.425,93 1.174.607,47 1.028.422,17

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 Apresentação Este volume compõe o Balanço Geral do Estado do exercício financeiro 2010. Nele são apresentados os anexos exigidos na LEI 4.320/64. LUIZ MARCOS DE LIMA SUPERINTENDENTE

Leia mais

2.1 Apresentação e elaboração das Demonstrações Contábeis

2.1 Apresentação e elaboração das Demonstrações Contábeis NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO 1. Contexto Operacional O Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso, criado pelo Decreto-Lei nº 9.295, publicado no Diário Oficial

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2015 (Em Reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2015 (Em Reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2015 (Em Reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, Autarquia Federal nos termos da

Leia mais

Jonilson Lima da Silva Diretor Administrativo CRC/DF 13305/00

Jonilson Lima da Silva Diretor Administrativo CRC/DF 13305/00 BALANÇO PATRIMONIAL - ATIVO ATIVO CIRCULANTE 38.455.315,35 29.551.124,31 Disponível 87.037,02 29.289,05 Realizável 38.037.154,40 29.516.935,26 Aplicações 23.329.701,27 15.413.999,65 Créditos de Operações

Leia mais

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas. Recurso Vinculado

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas. Recurso Vinculado Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de s Recurso Vinculado Aplicável aos Órgãos, Entidades e Consórcios Públicos Municipais regidos pela Lei Federal nº 4.320/64 e Empresas Estatais Dependentes

Leia mais

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Subsecretaria de Contabilidade Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicada à Federação Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Módulo 10 - Resultado Primário e Resultado Nominal

Leia mais

PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS E ATUARIAS NOS RPPS. Professor João Eudes Bezerra Filho

PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS E ATUARIAS NOS RPPS. Professor João Eudes Bezerra Filho PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS E ATUARIAS NOS RPPS Professor João Eudes Bezerra Filho DIAGNÓSTICO: CENÁRIO ATUAL DIMENSÃO CONTABILIDADE PATRIMONIAL ATIVO FINANCEIRO ATIVO FINANCEIRO Disponível Caixa (Tesouraria)

Leia mais

Estudo de Caso 1 Classificação de Software

Estudo de Caso 1 Classificação de Software ESTUDOS DE CASO Procedimentos Contábeis Orçamentários -PCO Estudo de Caso 1 Classificação de Software Tenho a seguinte duvida: - A portaria 448/2002, em seu anexo III, relaciona o item aquisição de softwares

Leia mais