Planejamento Estratégico e de Marketing

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Planejamento Estratégico e de Marketing"

Transcrição

1 1 Planejamento Estratégico e de Marketing

2 Introdução Empreender significa determinar um caminho para perseguir, ou qualquer caminho servirá. Uma vez no caminho, o sucesso dáse pela combinação entre visão, paixão e disciplina na execução. Já o fracasso, pelo que a empresa negligenciou em observar. O gestor eficiente é aquele que executa no presente enquanto planeja o futuro da empresa. A estratégia é o caminho mais seguro para alcançar o resultado. Processos, procedimentos e cronograma são essenciais para a materialização das estratégias Este roteiro tem a pretensão de servir como facilitador na construção de um plano de negócios compreensível e realista 2

3 1. Analisar o ambiente template #1: análise PESTAL 2. Mapear as forças e fraquezas template #2: SWOT com análise de mercado 3. Elaborar e priorizar as estratégias template #3: fundamentos - visão, missão, valores template #4: objetivos template #5: opções estratégicas 4. Identificar fatores críticos de sucesso template #6: fatores críticos de sucesso 5. Mapear a concorrência template #7: concorrência 6. Definir posicionamento e alinhar produtos template #8: posicionamento template #9: mensagens por público alvo template #10: roadmap de produtos por mercado template #11: roadmap de inovações template #12: precificação/margem/bep/roi 7. Construir Mapa Estratégico template #13: balanced score card template #14: metas SMART template #15: mapa de macroprocessos e conformidades 8. Construir o plano vendas template #16: plano de vendas template #17 e #18: CRM e estratégias de marketing template #19: plano de comunicação 9. Construir o planejamento financeiro template #20 : DRE projetado por segmento 10. Arquitetar projetos estratégicos template #21: portfolio de projetos estratégicos template #22: executar projetos estratégicos 1.1 Agrupar fatos e tendências relevantes que afetam a dinâmica do segmento de mercado 1.2 Mapear respectivas mudanças, adaptações e intervenções relativas 1.3 Definir e documentar expectativas 2.1 Mapear as forças e fraquezas da empresa. 2.2 Identificar e quantificar mercados: a)total, b) disponível, c) segmentos, d) nichos 2.3 Identificar ameaças por: a) fornecedores b) clientes c) produtos d) concorrêntes 3.1 Identificar as contradições entre os ambientes da empresa e de mercado 3.2 Articular as opções estratégicas: a) agressivas, b) manutenção, c) ajuste, d) sobrevivência 3.3 Selecionar e priorizar as estratégias que serão executadas 4.1 Identificar a distância(gap) entre as expectativas dos clientes vs. as ofertas da empresa 4.2 Relacionar F.C.S. que afetam: a) o crescimento da empresa, b) a satisfação do cliente 5.1 Mapear conforme característica : a) Precificação, b) Valor, c) Marca e d) Aprisionamento 6.1 Para o posicionamento, a meta é conquistar singularidade através de : a) Compreender a confluência entre demandas e ofertas da empresa b) Relacionar impacto do posicionamento observando: b.1) influência no processo de decisão do cliente b.2) dificuldade da concorrência em acompanhar 6.2 Construir roadmap de produtos e serviços garantindo: a) inovação, b) rentabilidade 7.1 Elaborar o mapa estratégico com indicadores de performance 7.2 Compatibilizar skill da organização versus desafios estratégicos 7.3 Construir plano de remuneração conforme metas 7.4 Implementar cultura de qualidade reforçada por certificações. 8.1 Elaborar plano de vendas destacando metas por fontes de receita 8.2 Desenvolver canais de vendas : a) direta, b) via parceiros estratégicos, c) ecommerce 8.3 Definir estratégias de marketing integrada com vendas 8.4 Elaborar programas de marketing com foco em : a) construção de marca; b) geração de demanda, c) desenvolvimento de canais de vendas 9.1 Elaborar orçamento considerando. a) cash flow, b) capex, c) investimentos em projetos estratégicos 9.2 Definir estratégias de financiamento para crescimento considerando merges e aquisições 10.1 alinhar projetos estratégicos conforme objetivos e/ou estratégias 10.2 ratificar recursos humanos e financeiros para garantir sua execução 3

4 4 Cronograma de construção e implementação do planejamento estratégico

5 Visão Missão [ aumentar, reduzir, eliminar, prevenir ou melhorar] uma situação [condicional ou problema que deverá resolver] [promovendo, provendo ou através de] atividades ou programas específicos. Tagline Sucesso significa... 5

6 Valores TALENTO privilegiar o talento, promover a sinergia, compartilhar as melhores práticas e remunerar por meritocracia ORIENTAÇÃO PARA RESULTADOS objetivos, estratégias e métricas compreensíveis, realistas e comunicadas TRANSPARÊNCIA Gerir com governança que perpetua a empresa ORIENTAÇÃO AO CLIENTES compreender e satisfazer suas demandas com qualidade e previsibilidade INOVAÇÃO Transformar tendências e demandas em produtos e serviços inovadores e rentáveis DISCIPLINA Elaborar processos que garantam uma execução segura das estratégias RESPONSABILIDADE SÓCIO AMBIENTAL - promover programas e práticas relevantes 6

7 Objetivos 1. crescer faturamento capilaridade e rentabilidade via múltiplos canais de vendas 2. construir marca com fundamentos sólidos cumprir a promessa declarada no posicionamento 3. manter satisfação do cliente 4. criar um portfólio de produtos e serviços compreensível e flexível inovar e valorizar com consciência de custo 5. conquistar excelência operacional objetivos, estratégias, táticas e métricas bem definidas e comunicadas. 6. construir uma organização talentosa skill compatível com o desafio, remunerada por performance e meritocracia 7. ser relevante nas ações sócio ambiental 7

8 8 Análise Ambiente

9 Análise S.W.O.T. Indústria ferroviária cresceu 30% em

10 Análise S.W.O.T. diagnóstico TI aplicado ao negócio (1) Sistemas integrados ERP flexível e padronizado (2) Segurança (3) Mobilidade (4) Escalabilidade (5) Disponibilidade PAC 3, mil km de obras estão em andamento. Capital organizacional (1) Políticas publicadas e comunicadas (2) Processos mapeados, normatizados e documentados (3) Compartilhamento das melhores práticas (4) Auditoria de qualidade (5) Certificações (6) Clima organizacional Satisfação do cliente (1) Identificação dos fatores críticos de sucesso (2) Sistema de tracking periódico * no cliente e na operação (2) Plano de manutenção (3) Plano de ação corretiva Posicionamento (1) Singularidade identificada (2) Roadmap traçado (3) Demanda(s) identificadas e compatibilizadas Financeiro (1) Austeridade orçamentária (2) Gestão de Fluxo de Caixa (3) Estratégia de investimentos (4) Visão de EBTIDA (5) Governança formal Orientação Estratégica (1) Objetivos e Estratégias Compreensível, Cascateável, Mensurável, Realista, Cronogramada Inovação (1) Inteligência de mercado (2) Roadmap de novos produtos e serviços em conformidade com objetivos e estratégias (3) Parcerias estratégicas enabling Capital humano (1) Diretoria Senior compatível com as estratégias (2) Líderes e gestores compatíveis com os desafios (3) Funções, cargos e expectativas harmonizadas (4) Programas para atração e retenção de talentos (5) Remuneração por meritocracia (6) key player identificados (7) Programas de Capacitação e Mentoring (8) Plano de sucessão Reconhecimento da Marca (1) Público Alvo (2) Mensagens (3) Atributos (4) Elasticidade (5) Reconhecimento (6) Preferência Vendas & Marketing (1) Plano de vendas anual em conformidade com orçamento (2) Gestão de carteira (3) Gestão de pipeline (4) Programas para geração e manutenção de prospects 10

11 11 Análise Fatores Críticos Sucessos

12 12 Posicionamento

13 Opções Estratégicas AGRESSIVO [ forças vc. Oportunidades ] MANUTENÇÃO [ forças vs. Ameaças ] AJUSTE [ fraquezas vs. oportunidades ] SOBREVIVÊNCIA [ fraquezas vs. ameaças ] 13

14 Mapa Estratégico com metas e métricas Perspectivas : financeira, cliente, excelência operacional, organização & T.I. 14

15 15

16 BASE ORÇAMENTÁRIA PARA ANO FISCAL META DE EBITDA >10% RECEITAS RECORRENTES = retensão > 98% ou R$ 12MM NOVOS NEGÓCIOS = 30 novos clientes META DE MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO > 15% META DE DESPESAS < 5% META DE CUSTOS < 85% RECEITAS NOVAS = R$ 46.4 MM NOVOS SEGMENTOS = hospitais, escolas, sedes administrativas NOVOS MERCADOS = inaugurar operação na BAHIA e SÃO PAULO KPI = reconhecimento da marca > 85% SATISFAÇÃO DE CLIENTE KPI > 85% 1. INTELIGÊNCIA Analisar ambiente e traçar tendências. Qualificar e quantificar mercados total, disponível e respectivos segmentos e verticais KPI = organizar, gerenciar e priorizar roadmap de produtos e serviços 2. INOVAÇÃO - Desenvolver roadmap de produtos e serviços KPI = ratificar business plan ( pricing, BEP, TIR) para viabilizar margem de contribuição. 3. POSICIONAMENTO KPI = articular mensagens por público alvo, características técnicas e tecnológicas, aplicabilidade e diferenciais competitivos. 4. CAPACITAÇÃO KPI = Capacitar e instrumentalizar equipes de vendas, marketing e operações 6. NOVOS CLIENTES- conquistar novos clientes por segmento e/ou vertical 7. RETENÇÃO - Reter clientes existentes 8. MARKETSHARE - Aumentar participação de vendas em clientes existentes 9. NOVOS PRODUTOS - Promover vendas de novos produtos 10. EXPANSÃO - Conquistar novos mercados e/ou novas regiões 11. CANAIS DE VENDAS Desenvolver parcerias estratégicas para atuação em mercados específicos KPI GERAL = executar o plano de vendas conforme orçamento 12.GERAÇÃO DE DEMANDA - Criar programas de marketing para geração de demanda com foco em captação e qualificação de leads KPI #1 = implementar, manter e gerenciar metodologia de CRM KPI #2 = engajar leads conforme plano de vendas. 13. MARCA - Garantir consistência e coerência da Marca na propagação do posicionamento da empresa e respectivos produtos. KPI #1 = conduzir pesquisa de fatores críticos de sucesso, satisfação do cliente e reconhecimento da marca. KPI #2 = desenvolver e executar plano de construção de marca conforme posicionamento. 14. OPERAÇÃO Garantir níveis de serviços mapeando e executando processos e procedimentos em conformidade com exigência de cada característica de cliente KPI#1 implementar sistema de métricas documentando ocorrências sobre não conformidades. Manter nível de previsibilidade > 95% 15. GESTÃO ORÇAMENTÁRIA - Liderar, cascatear e gerenciar performance e indicadores do orçamento KPI - revisão e análise mensal do planejado versus realizado 16. FLUXO DE CAIXA KPI - garantir previsibilidade com zero frustração de fluxo de caixa KPI - implementar ERP + workflow com alçadas 17. AUDITORIA KPI relatório sem ressalvas 18. GOVERNAÇA CORPORATIVA KPI - implementação dos procedimentos 19. ESTRATÉGIA DE INVESIMENTOS KPI - definir estratégia de investimentos para a) fluxo de caixa, b) capex, c) expansão via M&A, d) projetos estratégicos 20. PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO E FISCAL KPI melhorar margem de contribuição e lucro liquido. *Eliminar risco CAPITAL HUMANO - construir uma organização talentosa KPI #1 - implementar estrutura de cargos, salários e carreira KPI #2 - implementar politica de avaliação 2atrelada a remuneração variável KPI #3 identificar e promover líderes e sucessores KPI #4 criar e promover ações sociais e ambientais relevantes 18. CAPITAL ORGANIZACIONAL garantir excelência operacional KPI #4 Implementar e manter sistema integrado de gestão de qualidade, segurança e saúde KPI #5 capacitar, promover e divulgar melhores práticas de gestão 19. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO criar infra de T.I. flexível, estável, padronizada, segura, escalável, móvel e disponível. KPI #1 contratar, integrar e manter sistemas : ERP, WORKFLOW, BI, CRM, MRO, SMS, BENEFÌCIOS KPI #2 garantir disponibilidade da infraestrutura de TI e TELECOM ( > 85% dos chamados resolvidos )

17 Execução das Estratégias - Metodologias e Templates (*) para cada área funcional: P&D, Vendas, Marketing, RH, Financeiro, Operações & Qualidade, TI 1. Determinar Roles & Responsibilities e key players 2. Análise da concorrência & benchmarks 3. Gestão de inovação - portfolio de produtos e serviços 4. Estratégias integradas de marca, marketing e vendas 5. Público alvo e mensagens 6. Plano de marketing e comunicação 7. Gestão de clientes com CRM 8. Plano de vendas e gestão de carteira de clientes 9. Sistema integrado de gestão - ISO 10. Gestão orçamentária e estratégias de investimentos 11. Infraestrutura de T.I. 17

18 Competências e Liderança FINANCEIRO, ACCOUNTING E CONTROLADORIA CONTROLE DE QUALIDADE VENDAS, CANAIS E ALIANÇAS COMPRAS LOGÍSTICA GERÊNCIA DE PRODUTOS E INOVAÇÃO RH 18

19 19 Análise Concorrência

20 Roadmap de produtos e serviços TIPOS DE SOLICITAÇÃO Tipo %* Elétrica 100,0 Hidráulica 92,3 Pintura 89,7 Automação 87,2 Elevadores 87,2 Ar condicionado 84,6 Layout / mudanças 76,9 Telefonia 71,8 Limpeza 69,2 Aluguel de equipamentos 66,7 Chaveiro 66,7 Coleta de resíduos 61,5 Jardinagem 61,5 Informática 53,8 Portaria 51,2 *Incluem-se respostas múltiplas. Fonte: elaboração própria, com base em dados obtidos nas entrevistas. *!!% $&! " % Expressiva parte dos processos sob responsabilidade dos profissionais de facilities está concentrada em atividades administrativas e de gestão, surgindo a necessidade de instrumentos de tecnologia da informação para alcançar a excelência operacional, seguindo o exemplo de outros departamentos da empresa, como Recursos Humanos, Contabilidade, Compras e Financeiro. Na Tabela 5 observa-se que a maioria dos entrevistados (pelo menos dois terços deles) tem sob sua responsabilidade atividades de coordenação e execução de serviços. TABELA 5 PROCESSOS DE RESPONSABILIDADE DOS PROFISSIONAIS DE FACILITIES Processo %* Controle de prazos e de recursos para execução 94,9 Acompanhamento de execução de serviços 92,3 Elaboração de planos de manutenção 87,1 Programação de execução de serviços 87,1 Recebimento de solicitações de serviço 82,1 Controle de garantia de equipamentos 79,5 Seleção de prestadores de serviço 76,9 Avaliação de satisfação dos clientes internos 76,9 Emissão de relatórios gerenciais 74,4 Cálculo de indicadores de desempenho e qualidade 66,7 *Incluem-se respostas múltiplas. Fonte: elaboração própria, com base em dados obtidos nas entrevistas. A Tabela 6 mostra que as atividades de apoio são desenvolvidas por parcela importante dos profissionais, mas não de maneira tão freqüente quanto os processos descritos anteriormente, evidenciando que ainda há espaço para que este setor cresça. 20

21 21 Roadmap de produtos e serviços

22 Estratégias integradas de marca, marketing, vendas e canais 1. Conquistar novos clientes 2. Reter clientes existentes e/ou base instalada 3. Aumentar participação nos clientes existentes 4. Conquistar novos mercados 5. Criar novos canais de vendas 6. Promover a marca com coerência e consistência 7. Garantir satisfação dos clientes 22

23 23 Construção de Marca Público Alvo e Mensagens

24 24 Programas de Marketing & Comunicação

25 25 Plano de Marketing

26 Gestão de clientes com CRM

27 27 Plano de Vendas

28 28 Plano para Canais de Vendas

29 29 Macro Processos conformidades

30 Planejamento Financeiro e Orçamentário 1. Projetar faturamento por cada canal de vendas 2. Projetar crescimento por marca e/ou família de produtos 3. Definir Ciclo Operacional 4. Calcular necessidade e exigência de fluxo de caixa 5. Analisar ponto de equilíbrio por marca e/ou família de produtos 6. Planejar e maximizar mix de marcas e/ou famílias de produtos conforme Margem de Contribuição 7. Calcular ROI Retorno sobre Investimento - por marca e/ou família de produtos 8. Ratificar orçamento compondo DRE - demonstrativo de resultados 9. Definir fontes de investimentos e priorizar projetos estratégicos 10. Definir objetivos e metas por área(s) funcional(is) e unidades de negócios 30

31 Planejamento Orçamentário RECEITA'BRUTA'DE'VENDAS!!!!! FONTES'DE'RECEITA' ''''''''''' 100, % '''''''''' 159, % '''''''''' 260, % 1.GOVERNO,,,,,,,,,,,,, 20, %,,,,,,,,,,,,, 30, %,,,,,,,,,,,, 45, % PAC$%$energia$sustentável$!!!!!!!!!!!!!!! 3, %!!!!!!!!!!!!!! 4, %!!!!!!!!!!!!!! 6, % PAC$%$energia$tradicional$!!!!!!!!!!!!! 12, %!!!!!!!!!!!! 18, %!!!!!!!!!!!! 27, % PETROBRAS$!!!!!!!!!!!!!!! 5, %!!!!!!!!!!!!!! 7, %!!!!!!!!!!!! 11, % 2.VENDA,VIA,PARCEIRO,,,,,,,,,,,,,, 30, %,,,,,,,,,,,, 55, %,,,,,,,,,, 102, % CONSTRUÇÃO$CIVIL$%$governo$!!!!!!!!!!!!! 10, %!!!!!!!!!!!! 15, %!!!!!!!!!!!! 22, % CONSTRUÇÃO$CIVIL$%$$privado$!!!!!!!!!!!!!!! 5, %!!!!!!!!!!!! 10, %!!!!!!!!!!!! 20, % CONSÓRCIOS$$$!!!!!!!!!!!!! 15, %!!!!!!!!!!!! 30, %!!!!!!!!!!!! 60, % 3.VENDA,DIRETA,,,,,,,,,,,,,, 40, %,,,,,,,,,,,,, 59, %,,,,,,,,,,,,, 90, %, CONCESSIONÁRIAS$%$energia$/$metroviária!!!!!!!!!!!!! 30, %!!!!!!!!!!!! 39, %!!!!!!!!!!!! 50, % INDÚSTRIA$%$$automobilistica!!!!!!!!!!!!!!! 5, %!!!!!!!!!!!! 10, %!!!!!!!!!!!! 20, % INDÚSTRIA$%$$usinas$&$siderurgia$!!!!!!!!!!!!!!! 5, %!!!!!!!!!!!! 10, %!!!!!!!!!!!! 20, % VENDAS,RECORRÊNTES,,,,,,,,,,,,,,, 10, %,,,,,,,,,,,, 15, %,,,,,,,,,,,, 22, % CONTRATOS$DE$MANUTENÇÃO$!!!!!!!!!!!!! 10, %!!!!!!!!!!!! 15, %!!!!!!!!!!!! 22, % DEDUÇÕES'DA'RECEITA'BRUTA ' ' ' ' '! ' ' ' (!0!)!Impostos!Incidentes!s/!Vendas!!!!!!!!!!!!! 10, %!!!!!!!!!!!! 15, %!!!!!!!!!!!! 26, % ('=')'RECEITA'LÍQUIDA'DE'VENDAS 90, % 143, % 234, % (!0!)!CUSTO!PROD!VENDIDOS!E!SERV!PRESTADOS 55, % 84, % 130, % ('=')'RESULTADO'BRUTO 35, % 58, % 104, % (!0!)!DESPESAS!OPERACIONAIS 20, % 31, % 52, % ('=')'RESULTADO'OPERACIONAL 15, % 27, % 52, % (!0!)Despesas!Financeiras! 5, % 6, % 7, % $mix$entre$novos$ativos$e$fluxo$de$caixa ('=')'RESULTADO'ANTES'DE'IMPOSTO'DE'RENDA 10, % 20, % 44, % 31

32 32 Ponto de Equilíbrio

33 33 Projetos Estratégicos

34 Projetos Estratégicos em conformidade com estratégias ratificadas Vendas META R$ Marketing Pesquisa & Desenvolvimento Qualidade Programa de Liderança Financeiro Tecnologia da Informação 34

35 35 Projetos Estratégicos Metas & Métricas

36 LÍDER : STAKEHOLDERS : RATIFICADOR : 36

37 Todos direitos reservados Consultoria de Marketing Ltda 37

Introdução. Este roteiro tem a pretensão de servir como facilitador na construção de um plano de negócios compreensível e realista

Introdução. Este roteiro tem a pretensão de servir como facilitador na construção de um plano de negócios compreensível e realista 1 Introdução Empreender significa determinar um caminho para perseguir, ou qualquer caminho servirá. Uma vez no caminho, o sucesso dáse pela combinação entre visão, paixão e disciplina na execução. Já

Leia mais

Gestão estratégica em processos de mudanças

Gestão estratégica em processos de mudanças Gestão estratégica em processos de mudanças REVISÃO DOS MACRO PONTOS DO PROJETO 1a. ETAPA: BASE PARA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO DE PERFORMANCE PROFISSIONAL, que compreenderá o processo de Análise

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

Traçando Cenários: Microambiente e Macroambiente. Prof. Marcopolo Marinho

Traçando Cenários: Microambiente e Macroambiente. Prof. Marcopolo Marinho Traçando Cenários: Microambiente e Macroambiente. Prof. Marcopolo Marinho A ORGANIZAÇÃO DA ESTRUTURA ESTRATÉGICA MISSÃO Impacto: 1. Organizacional 2. Ação de Mudança Nenhum Positivo Negativo OBJETIVOS

Leia mais

Gestão estratégica em finanças

Gestão estratégica em finanças Gestão estratégica em finanças Resulta Consultoria Empresarial Gestão de custos e maximização de resultados A nova realidade do mercado tem feito com que as empresas contratem serviços especializados pelo

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Agenda Apresentação Planejamento Estratégico Stratec Perguntas Agenda David Azevedo davidazevedo@hotmail.com (019) 99764-4664 Clientes dos Segmentos Eletrodomésticos Home Appliances

Leia mais

Introdução. Um caso real que acontece todos os dias no Brasil...

Introdução. Um caso real que acontece todos os dias no Brasil... I a n C u n h a Introdução Um caso real que acontece todos os dias no Brasil... I a n C u n h a Os Conceitos Básicos do Projeto Missão: Fomento a atividade empreendedora tornando

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente MÍDIA KIT 2014 Índice 03 A Empresa 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente A empresa Fundada em 2007, a empresa possui uma grade anual com diversos

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA.

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus valores e princípios,

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

Portfólio de Serviços

Portfólio de Serviços Portfólio de Serviços Consultoria de resultados MOTIVAÇÃO EM GERAR Somos uma consultoria de resultados! Entregamos muito mais que relatórios. Entregamos melhorias na gestão, proporcionando aumento dos

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

GESTÃO CORPORATIVA - DGE

GESTÃO CORPORATIVA - DGE GESTÃO CORPORATIVA Heleni de Mello Fonseca Diretoria de Gestão Empresarial - DGE Apresentador: Lauro Sérgio Vasconcelos David Belo Horizonte, 29 de maio de 2006 1 AGENDA Direcionamento Estratégico Iniciativas

Leia mais

www.pwc.com AMCHAM Visão integrada das áreas de Marketing e Finanças Abril de 2013

www.pwc.com AMCHAM Visão integrada das áreas de Marketing e Finanças Abril de 2013 www.pwc.com Visão integrada das áreas de Marketing e Finanças Agenda Introdução Como abordar o problema Discussões Conclusão PwC 2 Introdução PwC 3 Introdução Visões do Marketing Marketing tem que fazer

Leia mais

O Papel Fundamental do RH na Gestão da Empresa. Natura Alessandra da Costa Maio de 2011

O Papel Fundamental do RH na Gestão da Empresa. Natura Alessandra da Costa Maio de 2011 O Papel Fundamental do RH na Gestão da Empresa Natura Alessandra da Costa Maio de 2011 Agenda Contexto de Mercado Case Natura Perguntas Contexto Externo (1/3) Pesquisa Panorama Empresarial Brasil 2011,

Leia mais

Ângela F. Brodbeck. Ana Maria Rizzo Silva

Ângela F. Brodbeck. Ana Maria Rizzo Silva Alinhamento Estratégico entre TI e Negócio Alinhamento entre Ações Estratégicas, Processos e iniciativas de Tecnologia de Informação Novembro, 2013 Ângela F. Brodbeck Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO Plano de Ação Estratégico Estratégias empresariais Anexo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE Unidade de Capacitação Empresarial Estratégias

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

Planejamento Econômico-Financeiro

Planejamento Econômico-Financeiro Planejamento Econômico-Financeiro São Paulo, Junho de 2011 Esse documento é de autoria da E Cunha Consultoria. A reprodução deste documento é permitida desde que citadas as fontes e a autoria do estudo.

Leia mais

Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor. Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor. Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

Ementas e bibliografia básica das disciplinas

Ementas e bibliografia básica das disciplinas Ementas e bibliografia básica das disciplinas Gestão do Conhecimento e Inteligência Competitiva (10h) Conceitos gerais de gestão do conhecimento Conceitos gerais de inteligência competitiva Ferramentas

Leia mais

Gestão Estratégica da Informação

Gestão Estratégica da Informação Valorizando o Rio de Janeiro Gestão Estratégica da Informação Visão e Aplicações Palestrante: Prof.: Marcelo Almeida Magalhães "Many of us underestimated just how fast business process modeling would become

Leia mais

Internacionalização e Localização de Software AGENDA

Internacionalização e Localização de Software AGENDA Internacionalização e Localização de Software ExpoGestão - 2006 for International Software Business Ernani Ferrari AGENDA Planejando-se a Internacionalização Razões para internacionalizar Abordagens e

Leia mais

Governança de TI. Importância para as áreas de Auditoria e Compliance. Maio de 2011. IT Governance Discussion

Governança de TI. Importância para as áreas de Auditoria e Compliance. Maio de 2011. IT Governance Discussion Governança de TI Importância para as áreas de Auditoria e Compliance Maio de 2011 Page 1 É esperado de TI mais do que deixar o sistema no ar. Page 2 O que mudou o Papel de TI? Aumento de riscos e de expectativas

Leia mais

- Como utilizar essas medidas para analisar, melhorar e controlar o desempenho da cadeia de suprimentos?

- Como utilizar essas medidas para analisar, melhorar e controlar o desempenho da cadeia de suprimentos? Fascículo 5 A medição do desempenho na cadeia de suprimentos Com o surgimento das cadeias de suprimento (Supply Chain), a competição no mercado tende a ocorrer cada vez mais entre cadeias produtivas e

Leia mais

MAIS RENTABILIDADE, SEGURANÇA E AGILIDADE NA GESTÃO DE SEUS CONTRATOS, PROJETOS E SERVIÇOS.

MAIS RENTABILIDADE, SEGURANÇA E AGILIDADE NA GESTÃO DE SEUS CONTRATOS, PROJETOS E SERVIÇOS. MAIS RENTABILIDADE, SEGURANÇA E AGILIDADE NA GESTÃO DE SEUS CONTRATOS, PROJETOS E SERVIÇOS. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus

Leia mais

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Página 1 de 6 MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados: 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas

Leia mais

A medição do desempenho na cadeia de suprimentos JIT e compras

A medição do desempenho na cadeia de suprimentos JIT e compras A medição do desempenho na cadeia de suprimentos JIT e compras Medição do desempenho na cadeia de suprimentos Medição do desempenho Sob a perspectiva da gestão da produção, o desempenho pode ser definido

Leia mais

Gestão do Valor Tecnológico

Gestão do Valor Tecnológico Maison do Conhecimento Grupo ECC Gestão do Valor Tecnológico A Tecnologia Gerenciada como Ativo CONFIDENCIAL Sobre o Grupo ECC www.grupoecc.com.br O grupo é formado por empresas de consultoria, tecnologia,

Leia mais

BENEFÍCIOS COM A SMALL

BENEFÍCIOS COM A SMALL BENEFÍCIOS COM A SMALL 2012. Small Consultoria Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 530 Casa Verde, São Paulo S.P. Tel. 11 2869.9699 / 11 2638.5372 Todos os direitos reservados. A IDEIA Dentre os exemplos

Leia mais

Orçamentos e outras ferramentas

Orçamentos e outras ferramentas Finanças na Advocacia Orçamentos e outras ferramentas AXIS Consult Gestão Jurídica Luiz Machado ESG CORP 26º COMITÊ DE DEPARTAMENTOS JURÍDICOS E ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA MERCADO Atividade > Advocacia Mercantilismo

Leia mais

Unidade I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior

Unidade I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Unidade I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior A disciplina Nossa disciplina se divide em 4 unidades de aprendizagem: 1. Conceitos e contexto empresarial

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto BALANCED SCORECARD Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto Por que a Implementação da Estratégia torna-se cada vez mais importante? Você conhece a Estratégia de sua Empresa? Muitos líderes

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

PACOTE ÚNICO DE SERVIÇOS

PACOTE ÚNICO DE SERVIÇOS PACOTE ÚNICO DE SERVIÇOS 2012. Small Consultoria Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 530 Casa Verde, São Paulo S.P. Tel. 11 2869.9699 / 11 2638.5372 Todos os direitos reservados. A IDEIA Dentre as atividades

Leia mais

Governança de TI. NÃO É apenas siglas como ITIL ou COBIT ou SOX... NÃO É apenas implantação de melhores práticas em TI, especialmente em serviços

Governança de TI. NÃO É apenas siglas como ITIL ou COBIT ou SOX... NÃO É apenas implantação de melhores práticas em TI, especialmente em serviços Parte 1 Introdução Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR NÃO É apenas siglas como ITIL ou COBIT ou SOX... NÃO É apenas implantação de melhores práticas em TI, especialmente em serviços É, principalmente,..

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Jornada do CFO 2015 Transformação estratégica das empresas. Anselmo Bonservizzi, Sócio líder de Estratégia e Operações da Deloitte

Jornada do CFO 2015 Transformação estratégica das empresas. Anselmo Bonservizzi, Sócio líder de Estratégia e Operações da Deloitte Jornada do CFO 2015 Transformação estratégica das empresas Anselmo Bonservizzi, Sócio líder de Estratégia e Operações da Deloitte Desafios do atual momento econômico Os principais segmentos da economia

Leia mais

Treinamento do Sistema RH1000

Treinamento do Sistema RH1000 Treinamento do Sistema RH1000 = Conceitos de Gestão por Competências = Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial Atualizado em 21Ago2015 1 Tópicos abordados Principais processos 4 Vantagens 5 Avaliação de

Leia mais

Da ideia ao mercado Um caminho de percalços

Da ideia ao mercado Um caminho de percalços Da ideia ao mercado Um caminho de percalços CONTEXTO REGULATÓRIO % da ROL a ser investido em P&D Investimento Recolhimento SEGMENTO P&D Light FNDCT MME Light SESA 0,2% 0,2% 0,1% Light Energia 0,4% 0,4%

Leia mais

Qual o papel do RH nos processos de mudança de cultura organizacional

Qual o papel do RH nos processos de mudança de cultura organizacional 9115 Qual o papel do RH nos processos de mudança de cultura organizacional 20 de Outubro, 2011 2011 Accenture. Todos os direitos reservados. Accenture, seu logo e High performance. Delivered. são marcas

Leia mais

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras Visão e Missão da Petrobras Visão 2020 Ser uma das cinco maiores

Leia mais

Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro

Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro 1 Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro Atuamos junto a estes três grupos de empresas, ajudando-os a atender da melhor maneira às necessidades do consumidor 2 Atendemos às necessidades

Leia mais

Governança de TI. Focos: Altas doses de Negociação Educação dos dirigentes das áreas de negócios

Governança de TI. Focos: Altas doses de Negociação Educação dos dirigentes das áreas de negócios Governança de TI Parte 3 Modelo de Governança v2 Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR Modelo de Governança de TI Modelo adaptação para qualquer tipo de organização Componentes do modelo construídos/adaptados

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional

MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional Coordenação Acadêmica: Wankes da Silva Ribeiro Coordenação da Ênfase: Wankes Leandro Ribeiro JUSTIFICATIVA O MBA em Gestão Empresarial

Leia mais

INDICADORES, MÉTRICAS E RESULTADOS DE RH, NA PRÁTICA. Cleidimar Alvarenga. Agenda

INDICADORES, MÉTRICAS E RESULTADOS DE RH, NA PRÁTICA. Cleidimar Alvarenga. Agenda INDICADORES, MÉTRICAS E RESULTADOS DE RH, NA PRÁTICA Cleidimar Alvarenga Agenda Como desdobrar o planejamento estratégico em ações concretas de RH e em Indicadores Indicadores e Métricas para RH que contribuem

Leia mais

CAERN. Descrição de Perfis

CAERN. Descrição de Perfis Nível: Superior Reporte: Coordenador Sumário Participar do planejamento e desenvolvimento das políticas e práticas de Recursos Humanos da empresa. Desenvolver atividades técnicas de avaliação comportamental

Leia mais

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SISTEMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS Atendendo a solicitação do CNMP, o presente documento organiza os resultados

Leia mais

Escolha os melhores caminhos para sua empresa

Escolha os melhores caminhos para sua empresa Escolha os melhores caminhos para sua empresa O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM. Prof. Wilson Míccoli, MsC

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM. Prof. Wilson Míccoli, MsC IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM 1 Fase 1: Contextualização Fase 2: Revisão do Plano Estratégico da Organização Fase 3: Revisão do Portfólio de Produtos Fase 4: Definição da Visão e dos Objetivos do CRM Fase

Leia mais

Fundamentos de Modelo de Gestão Orientado para Resultados

Fundamentos de Modelo de Gestão Orientado para Resultados Árvores do Cerrado, muitas e únicas, assim como as organizações. Planejamento Estratégico Fundamentos de Modelo de Gestão Orientado para Resultados Prof. Gilmar Mendes 2011 O CONTEXTO da sociedade industrial

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Graduação em Administração Educação Presencial 2011 1 Trabalho de Conclusão de Curso - TCC O curso de Administração visa formar profissionais capacitados tanto para

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios de Incorporação e Construção Imobiliária

MBA em Gestão de Negócios de Incorporação e Construção Imobiliária REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Negócios de Incorporação e Construção Imobiliária Coordenação Acadêmica: Daniel Ferreira Falcão, MSc Pedro de Seixas Corrêa, MSc REFERÊNCIA PARA SUA CARREIRA.

Leia mais

PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos

PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos por Mario Trentim em http://blog.mundopm.com.br/2013/01/21/pmo-de-sucesso-precisa-terfoco/ Caro amigo leitor, que tal

Leia mais

Processo de Negociação. Quem somos. Nossos Serviços. Clientes e Parceiros

Processo de Negociação. Quem somos. Nossos Serviços. Clientes e Parceiros Quem somos Nossos Serviços Processo de Negociação Clientes e Parceiros O NOSSO NEGÓCIO É AJUDAR EMPRESAS A RESOLVEREM PROBLEMAS DE GESTÃO Consultoria empresarial a menor custo Aumento da qualidade e da

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação

MBA em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação MBA em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação 432 horas-aula OBJETIVO DO CURSO Proporcionar uma visão estratégica dos processos organizacionais e de como os diversos processos dentro das organizações

Leia mais

ale PÓS-GRADUAÇÃO EM LIDERANÇA E GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO

ale PÓS-GRADUAÇÃO EM LIDERANÇA E GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO ale PÓS-GRADUAÇÃO EM LIDERANÇA E GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Março 2016 1 Pós-Graduação em Liderança e Gestão Estratégica de Negócios Objetivos do Curso O Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial Coordenação Acadêmica FGV : Professora Denize Dutra CÓDIGO NO SIGA : VIANNA0/TMBAGE*1225-14 1. ECONOMIA EMPRESARIAL Fundamentos

Leia mais

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 WORKSHOPS CH DATA HORÁRIO INVESTIMENTO CONTEÚDO 1. Evolução e conceito de geomarketing. 2. Técnicas de geoprocessamento. Geomarketing : Tomada de Decisão no Varejo

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

Miguel de Paula. Gente, Gestão e Serviços

Miguel de Paula. Gente, Gestão e Serviços Miguel de Paula Gente, Gestão e Serviços Provendo Serviços e Talentos 2 Estrutura GENTE, GESTÃO E SERVIÇOS SERVIÇOS COMPARTILHADOS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO GENTE Serviços Acadêmicos Serviços Financeiros

Leia mais

Política de Gestão de Pessoas

Política de Gestão de Pessoas julho 2010 5 1. Política No Sistema Eletrobras, as pessoas são agentes e beneficiárias do fortalecimento organizacional, contribuindo para a competitividade, rentabilidade e sustentabilidade empresarial.

Leia mais

SOLUÇÕES NASSOFT ERP - GESTÃO EMPRESARIAL

SOLUÇÕES NASSOFT ERP - GESTÃO EMPRESARIAL SOLUÇÕES NASSOFT ERP - GESTÃO EMPRESARIAL NASSOFT ERP MANAGER Padronização em gestão Para ser líder de mercado é preciso estratégia Para ter estratégia é preciso inteligência Não há inteligência sem informação

Leia mais

MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400 Segunda

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Group Fundação: agosto / 1999 80 Colaboradores diretos 85 Colaboradores nas

Leia mais

Modelos de Gestão Estratégica

Modelos de Gestão Estratégica Aula 04 Modelos de Gestão Estratégica TI-011 Gerenciamento Estratégico Corporativo Prof a. Gabriela Barbarán MISSÃO E VISÃO Dirige Direciona ESTRATÉGIAS PROCESSOS Aperfeiçoa Utiliza e Mensura RECURSOS

Leia mais

A Sustentabilidade no HSL. Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social

A Sustentabilidade no HSL. Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social A Sustentabilidade no HSL Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social Sustentabilidade HSL Panorama Geral Desequilíbrio do processo econômico Fonte: New Scientist (18 October 2008, p 40). Legenda:

Leia mais

Prof. Marcopolo Marinho

Prof. Marcopolo Marinho Aula 05 Marketing Modelo E-C-D; Modelo de cinco forças de ameaças ambientais; Análise do Ambiente Externo; Ferramenta de mapeamento de processos e de planificação estratégica - 5w2h; O Plano Estratégico:

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

FILOSOFIA EMPRESARIAL

FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL MISSÃO SACIAR NATURALMENTE A SEDE DOS GAÚCHOS. Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL VISÃO QUEREMOS SER

Leia mais

Os Desafios de Gestão do Canal Indireto Como garantir a execução"

Os Desafios de Gestão do Canal Indireto Como garantir a execução Os Desafios de Gestão do Canal Indireto Como garantir a execução" 07.07.2014 Today s Agenda 9:30am - 9:45am Introdução & Objetivos 3 Today s Agenda 9:45am 10:00am Os desafios do GTM e do Canal Indireto

Leia mais

Remuneração de Sócios e Advogados. Lara Selem

Remuneração de Sócios e Advogados. Lara Selem Remuneração de Sócios e Advogados Lara Selem Lara Selem Advogada, Escritora e Consultora em Gestão de Serviços Jurídicos. Executive MBA pela B-W College (EUA), especialista em Gestão de Serviços Jurídicos

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

O futuro da área de finanças Uma visão a ser compartilhada. CFO Program

O futuro da área de finanças Uma visão a ser compartilhada. CFO Program O futuro da área de finanças Uma visão a ser compartilhada CFO Program O futuro da área de finanças Temos o orgulho de compartilhar com vocês nossa visão de como será a área de finanças no futuro. Esta

Leia mais

Mário Ibide STAB Out. 2012

Mário Ibide STAB Out. 2012 pessoas processos resultados Mário Ibide STAB Out. 2012 um consumo de país rico Motivado pelo crescimento da renda, o Brasil irá experimentar uma década de expansão do consumo. Fonte: Revista Exame - Ago.

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

Posicionamento Estratégico do Escritório de Processos. Gupo GOL SAOXN Gerência Geral de Análise de Processos

Posicionamento Estratégico do Escritório de Processos. Gupo GOL SAOXN Gerência Geral de Análise de Processos Posicionamento Estratégico do Escritório de Processos Gupo GOL SAOXN Gerência Geral de Análise de Processos GOL Um Breve Histórico GOL Linhas Aéreas Inteligentes De 2000 a 2002 Criada em 1 de agosto de

Leia mais

Desenvolvendo Pessoas para Servirem com Excelência. Instituto Crer & Ser. A excelência honra a Deus!

Desenvolvendo Pessoas para Servirem com Excelência. Instituto Crer & Ser. A excelência honra a Deus! Palestras, Treinamentos e Consultoria para Gestão Ministerial Desenvolvendo Pessoas para Servirem com Excelência Instituto Crer & Ser A excelência honra a Deus! Quem somos O Instituto Crer & Ser nasceu

Leia mais

um RH estratégico para hoje e para o futuro Construindo

um RH estratégico para hoje e para o futuro Construindo Construindo um RH estratégico para hoje e para o futuro ado o crescente foco executivo no capital humano, o RH tem uma oportunidade sem precedentes de se posicionar como um verdadeiro parceiro estratégico

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: 14/08/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

João Telles Corrêa Filho Março de 2010

João Telles Corrêa Filho Março de 2010 Administrar é medir. Esta frase dá bem a medida da importância de contarmos com bons indicadores. Mas, afinal, o que são e porque usar medidas de desempenho? Estas medidas, também chamadas de indicadores

Leia mais

MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS

MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS Branding Corporativo O que é Branding. O que é uma marca. História da Marcas. Naming. Arquitetura de Marcas. Tipos de Marcas. Brand Equity. Gestão de Marcas/Branding.

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Fundamentos

Gerenciamento de Projetos Fundamentos Gerenciamento de Fundamentos MBA EM GESTÃO DE PROJETOS - EMENTAS Definição de Projeto. Contexto e Evolução do Gerenciamento de. Areas de conhecimento e os processos de gerenciamento do PMI - PMBoK. Ciclo

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

Apresentação Corporativa. Novembro de 2010

Apresentação Corporativa. Novembro de 2010 Apresentação Corporativa Novembro de 2010 Estácio: Breve Histórico Crescimento orgânico Consolidação para liderança nacional IPO Companhia listada Turn around e preparação para o crescimento futuro # de

Leia mais

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Turmas de Agosto de 2014 Início das Aulas: 18/08/2014 Termino das Aulas: 31/08/2015 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

O valor das empresas e o consumo das empresas brasileiras

O valor das empresas e o consumo das empresas brasileiras Tópicos A queda dos preços dos produtos Concorrência e competitividade A Exploração do Mercado Brasileiro A chegada das empresas eficientes e seus impactos Valor agregado e diferencial O valor das empresas

Leia mais