3 rd Investors Day. Brasil Telecom Participações S.A. Brasília DF, 13 de março de 2007

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3 rd Investors Day. Brasil Telecom Participações S.A. Brasília DF, 13 de março de 2007"

Transcrição

1 3 rd Investors Day Brasil Telecom Participações S.A. Brasília DF, 13 de março de

2 Agenda Tópico Entrega de resultados O que fizemos em 2006 Governança - Transparência e credibilidade Direcionamento do negócio Principais forças da operação O futuro chegou Estratégia provedores Direção de crescimento Palestrante Ricardo Knoepfelmacher Charles Putz Fabio Moser Luiz Perrone Francisco Santiago Caio Túlio Costa Ricardo Knoepfelmacher - 1 -

3 Entrega de resultados Ricardo Knoepfelmacher 2

4 Objetivos traçados no último Investors Day Objetivos 2006 Receita Compensação da erosão de voz fixa com outros motores de crescimento Custos Interrupção da tendência de crescimento de custos e despesas operacionais EBITDA Integração das forças operacionais CAPEX Otimização do CAPEX regulatório Imposição de disciplina de caixa Banda larga 30% de crescimento nos acessos Móvel 3 milhões de clientes ao final de

5 Missão cumprida em 2006 Resultados Alcançados Receita cresceu 2,9% acima do valor de 2005 Investimentos caíram 27% abaixo do valor de 2005 Custos caíram 8,4% abaixo do valor de 2005 Dívida líquida diminuiu Caiu de R$1.955 milhões para R$1.312 milhões EBITDA aumentou 29% acima do valor de 2005 Operação móvel cresceu... Crescimento de 52,6% no ano Alcançou 3,4 milhões de acessos Margem EBITDA Aumentou 7,2 p.p. em relação a e ficou mais rentável ARPU cresceu SAC caiu Estoques caíram Lucro líquido recorde R$470 milhões, vs. um prejuízo de R$30 milhões em 2005 Banda larga cresceu Crescimento de 35% na receita de ADSL 1,3 milhão de acessos - 4 -

6 Resultados obtidos Variação Receita Bruta (R$ milhões) , ,3 +2,9% Custos e Despesas Op. (R$ milhões) 7.429, ,7-8,4% EBITDA (R$ milhões) 2.709, ,9 +29,0% Margem EBITDA 26,7% 33,9% +7,2 p.p. Lucro líquido (R$ milhões) -29,6 470,4 N.A. CAPEX (R$ bilhões) 1.978, ,1-26,6% Dívida líquida (R$ bilhões) 1.955, ,8-32,9% Acessos móveis (mil) 2.212, ,8 +52,6% Acessos banda larga (mil) 1.013, ,7 +30,0% - 5 -

7 O que fizemos em 2006 Charles Putz 6

8 Receita total cresceu Evolução da receita (R$ bilhões) Principais ações 14,7 15,1 Manutenção da política de venda agressiva e qualitativa de ADSL e up-selling da base conquistada Incentivo à aquisição de bundles em todos os mercados Fixa 12,0 11,4 Redução da participação de telefonia fixa sem queda da receita total Ampliação de ofertas verticais para mercado corporativo Ênfase às ofertas de produtos e serviços de Data Center Móvel Dados 0,7 1,9 80,7% 23,0% 1,3 2,4 Motores de crescimento Reformulação do portfolio de produtos da móvel pós pagos, com foco em cliente de alto valor e PMEs Lançamento de novos produtos e ofertas convergentes, tanto para aquisição quanto para fidelização - 7 -

9 Contemos a erosão de telefonia fixa Receita bruta de telefonia fixa (R$ milhões) Receita bruta trimestral de telefonia fixa (R$ milhões) ,7% 1,7% T05 1T06 2T06 3T06 4T06 Principais Ações Venda mais qualitativa de terminais fixos e ofertas de up-selling Implementação de Planos Alternativos e Plano de Franquias, tanto para o serviço local quanto LD - 8 -

10 Banda larga cresceu mil acessos banda larga em serviço - 82% de market share na Região II - Penetração de ADSL alcançou 15,9% das LES (1.475 localidades) Receita bruta de ADSL (R$ milhões) ARPU de R$ 71,4 no ADSL - Crescimento de 3,2% em relação ao 3T06 - Crescimento de 2,5% em relação ao 4T05 Receita bruta trimestral de ADSL (R$ milhões) ,0% 7% T05 1T06 2T06 3T06 4T06-9 -

11 Operação móvel cresceu mil acessos em serviço ao final do 4T06 Participação de Mercado alcançou 12,1% (vs. 8,7% no 4T05) 29,4% de acessos pós-pagos (vs. 31,3% no 4T05) ARPU = R$ 37,0 (vs. R$ 26,4 no 4T05) Maior ARPU do Brasil SAC = R$ 123,1 (vs. R$ 187,7 no 4T05) Já ultrapassamos o 3 o entrante em 5 dos Estados em que operamos Receita bruta de telefonia móvel (R$ milhões) Breakdown - Receita bruta (R$ milhões) 165,0% 23,5% 732 Serviços externos Venda de aparelhos Serviços inter-companhia T05 1T06 2T06 3T06 4T06 ARPU - Average Revenue Per User (Receita Média Mensal por Usuário) SAC Subscriber Acquisition Cost (Custo de Aquisição por Assinante)

12 Interrupção do crescimento de OPEX Evolução dos custos e despesas operacionais (R$ bilhões) Principais ações 4,6 5,5 7,4 6,8 Corte de despesas de pessoal Centralização dos centros de gerência de rede Renegociação de contratos Otimização de estrutura de call centers Redesenho do modelo de TI (operação e outsourcing) Corte das despesas de comunicação e marketing Redução do SAC na BrT Móvel Unificação das operações fixa e móvel em uma única estrutura de marketing e comercial

13 A qualidade melhorou Reclamações por 1000 acessos Fixa 0,8 Reclamações por 1000 acessos Móvel 1,0 0,7 0,6 0,5 0,4 A B 0,9 0,8 0,7 0,6 0,5 A BrT B C D 0,3 0,2 0,1 BrT 0,4 0,3 0,2 0,1 0,0 jan/06 fev/06 mar/06 abr/06 mai/06 jun/06 jul/06 ago/06 set/06 out/06 nov/06 dez/06 0,0 jan/06 fev/06 mar/06 abr/06 mai/06 jun/06 jul/06 ago/06 set/06 out/06 nov/06 dez/06 Fonte: Anatel

14 EBITDA cresceu e lucro líquido foi recorde Margem EBITDA Lucro líquido do exercício (R$ milhões) 41,7% 39,3% 33,9% ,7% Evolução EBITDA BrT Móvel 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06-40,3-47,9-20,3-33,8-147,8-157,9-126,2-167,1-18,1% -19,1% -5,7% -8,1% -72,1% -69,0% -112,3% -104,4% EBITDA (R$-milhões) 13 - Margem EBITDA

15 Investimentos caíram CAPEX total por ano (R$ milhões) Principais ações ,6% Revisão de escopo de projetos e postergação de outros investimentos não ligados ao crescimento da receita Reprogramação de investimentos relativos a obrigações regulatórias Renegociação de contratos de fornecimento de equipamentos Evolução CAPEX / Receita líquida (%) Criação de Comitê de avaliação de Investimentos e Compras 60% 50% 40% 30% 20% 14,1% 10% 0%

16 Dívida líquida diminuiu Endividamento total = R$ milhões Dívida Líquida/PL = 24,7% R$4.063 milhões de caixa e equivalentes 1 Comparação dívida líquida vs. caixa (R$ milhões) Principais ações Dívida total Melhoria no perfil da dívida R$ 1,1 bilhão em debêntures (Fitch: BrAA+) BNDES: linha de crédito de R$ 2,1 bilhões (liberados R$800 milhões no trimestre) Redução da dívida líquida Dívida líquida T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1 Inclui retenções contratuais e investimentos temporários

17 Governança - Transparência e credibilidade Fabio Moser 16

18 Objetivos da alteração no Estatuto Social Melhoria do processo decisório: Agregar à gestão as melhores práticas de governança do mercado Alinhado às tendências observadas em grandes grupos nacionais e internacionais Redução de riscos do processo decisório presidencialista Adoção de decisões compartilhadas com o conceito de diretoria colegiada Impacto e demandas no Estatuto: Ampliar o número de diretores estatutários, a fim de equalizar as responsabilidades Adequar o colegiado ao tamanho da Companhia Otimizar os controles de alçada da Diretoria Executiva Benefícios esperados: Aumentar a transparência e o contínuo ganho de credibilidade dagestão Enriquecer o processo de decisão Criação de uma matriz de limites de alçadas aprovada pelo CA Minimizar potenciais conflitos de interesse O processo decisório alinha-se ao modelo de gestão constituindo-se em boa prática de governança

19 Principais alterações Alteração de parte das competências do CA revisando alçadas Alteração da composição da Diretoria Executiva: Atualmente composta por um Presidente e três diretores titulados Passa a ser composta entre cinco a nove membros Os Diretores não têm designação específica e são eleitos pelo CA Definição da atuação da Diretoria como órgão de deliberação colegiada, ressalvadas as atribuições de cada integrante Definição das competências do Diretor Presidente Definição das competências da Diretoria Colegiada Estabelecimento de periodicidade das ReDir Priorização de decisões por consenso. Diretor Presidente com voto de qualidade

20 Adequação do estatuto à dinâmica do negócio Atualizar o Capital Social Oficializar a figura do Vice-presidente do Conselho de Administração Dar competência ao CA para criar comitês técnicos e de assessoramento Dar competência ao CA para escolher, destituir e decidir a remuneração dos Auditores Independentes indicados pelo CF Subordinar a Auditoria Interna da Companhia ao CA Alterar a freqüência das reuniões ordinárias do CA e CF de bimestral para mensal Permitir a participação de membros dos Conselhos Fiscal e de Administração em reunião através de conferência telefônica, vídeo conferência, etc Possibilitar que o CA autorize a Diretoria a deliberar sobre os dividendos e juros sobre capital próprio

21 Consolidação da credibilidade e agregação de valor Governança é uma das alavancas-chave para consolidar a credibilidade, a sustentabilidade empresarial e capturar valor

22 Direcionamento do negócio Luiz Perrone 21

23 Principais mutações do mercado A substituição do fixo pelo móvel é a principal mudança no mercado A explosão da internet aumentou a relevância do mundo IP A convergência de serviços eliminou fronteiras entre telecomunicações, radiodifusão e entretenimento, criando novas formas de competição Novo mercado, orientado por novos hábitos sociais viabilizado pelas tecnologias emergentes, exige tratamento sub-segmentado dos clientes Clientes darão preferência ao acesso com melhor conteúdo, qualidade adequada, interatividade e mobilidade, em tempo real

24 Criação de visão de longo prazo Importantes mudanças no modelo de negócio hoje utilizado pela indústria Iniciativa inédita na empresa desenvolvendo cenários com o objetivo de avaliar a evolução da indústria nos próximos dez anos e criar uma visão de longo prazo Análise de cenários alternativos e modelagens econômicas, considerando os principais vetores de mudanças: Novas tecnologias e serviços O mundo IP A convergência dos serviços A atual migração fixo-móvel

25 Evolução do mercado brasileiro de telecomunicações Cenários mostram grandes alterações nos fluxos de receitas das empresas 100% 80% 60% Dados Voz corporativo Acesso banda larga Voz móvel 40% 20% SVA VoIP Voz fixa 0%

26 Eixos da estratégia para 2007 Portfolio Voz fixa Limitar encolhimento com defesa via retenção / convergência e promover ataques segmentados Ofertas mais convergentes e apropriadas a cada segmento Banda larga Móvel Expandir com ofertas segmentadas, aprimorar a competitividade e melhorar a rentabilidade Expandir para ganhar escala e adequar ofertas para assegurar rentabilidade Provedores Explorar oportunidades de mercado, rentabilizar os clientes e tornar-se um provedor Web 2.0 Novos produtos & tecnologias Aquisições Trabalhar para viabilizar oferta Quadruple Play (voz fixa, móvel, dados e TV), WiMax e 3G Buscar oportunidades de crescimento inorgânico em telecomunicações e segmentos correlatos Regulatório Eficiência Operacional Atendimento ao Cliente Desonerar a concessão e adequar o arcabouço regulatório à convergência Alinhar dispêndio à capacidade de geração de valor para os - 25 negócios - Implementar tratamento cada vez mais sub-segmentado dos clientes

27 Principais forças da operação Francisco Santiago 26

28 Principais forças da operação Motores de Crescimento Intensificar expansão da operação móvel para obtenção de escala assegurando rentabilidade Expandir a operação de banda larga com ofertas segmentadas e aprimorar a competitividade do portifólio melhorando a rentabilidade Defesa do Negócio Minimizar a queda da operação de voz fixa via fidelização convergente e planos alternativos

29 Prontos para entregar Plataforma Produtos Relacionamento Plano

30 Principais desafios da operação Serviços O que o cliente vê! Rede A complexidade tende a ficar na rede!

31 Arquitetura para suporte aos novos serviços Camada de serviços MessagingPresence SMS SIP AS MMS IP CentrexConferênciancia OSA PARLAY OSS IMS I-CSCF S-CSCF BGCF BSS Camada de controle MRFC P-CSCF AGCF MGCF PGCF PDF PDF Camada de acesso e inter-operação MRFP GGSN Rede IP SBC AGW MGW PGF SGW Outras operadoras Acesso aos diversos serviços, independentemente do tipo de terminal utilizado UMTS RAN SGSN GSM/GPRS Acesso xdsl /LAN Acesso WiFi / WiMAX Acesso HFC Acesso TDM STFC SMP

32 Evolução do portfolio Novas Tecnologias viabilizam a oferta de Novos Serviços e Aplicações Convergentes ICT Cyber Data Center Full outsourcing Parceria de soluções Camadas da cadeia de valor Novas aplicações Terminais Novos serviços Novas tecnologias de acesso VídeoComunicação (Parceria Sky Direct TV, Mobile TV, VoD, Video Fone, etc.) Telefone Unico Telefonia IP IPTV Planos Franquia VPN F-M Dados Wimax GSM / Sip-WiFi FTTH Jogos On-Line Mobile Banking e Payment 3G Multiconferências Telefone Baixa Renda PABX Virtual Convergente ADSL2+ Internet Móvel WiFi Brasil Mail VoipFone IM Banda sob Demanda Metro-ethernet

33 Canais de relacionamento convergentes Oferecendo maior conveniência e facilidade para o Cliente Call Center Lojas BRT Consultores Corporativos Revendas Autorizadas Exclusivas Canais Alternativos Ex. Bancas Jornal Quiosques Shoppings Agente Empresarial Redes de Varejo Postos de Atendimento Internet

34 Operação móvel Manter o crescimento acelerado, aumentando o market share com rentabilidade Planta móvel (mil) Evolução do market share da BrT Móvel na Região II 30 a 35% 52,6% ,1% ,8% T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T

35 Operação banda larga Manter o crescimento aumentando a penetração com rentabilidade Acessos banda larga (mil) 30,0% 20 a 25% T05 1T06 2T06 3T06 4T

36 Operação de voz fixa Limitar o encolhimento de voz fixa Linhas ativas (mil) -3,0 a -3,5% -5,5% T05 1T06 2T06 3T06 4T06 4T07 Linhas ativas Variação -1,5% -1,7% -1,4% -1,0%

37 A convergência QUADRUPLE PLAY (móvel, fixo, dados e vídeo) assegura o crescimento 36

38 O futuro chegou Estratégia provedores Caio Túlio Costa 37

39 Retrospecto Outubro de 2006: Internet Group ultrapassou 1 milhão de assinantes banda larga Segundo provedor de banda larga no país Em 2006, o Internet Group foi o portal que mais cresceu em audiência (39,2%) Inventário de páginas 3 vezes menor do que UOL e 1,5 vezes menor do que Terra Hoje, disputa com o Terra o 2 o. lugar em audiência entre os portais nacionais Provedor de acesso gratuito a mais de 3 milhões de usuários de acesso discado, tem mais de 8 milhões de contas de e é o maior provedor de acesso do Brasil Em 2006 integrou-se, em uma única operação, os provedores e portais ig + ibest + BrTurbo para apostar no internauta enquanto protagonista dos websites e focar na diversificação de receitas

40 A escalada de audiência do ig Evolução da audiência dos principais portais em 2006 (milhões de visitantes únicos) % crescimento de jan06 a dez06 12 Microsoft Google 23% 33% UOL Terra ig Yahoo Globo.com 18% 20% 39% 24% 11% 4 jan/06 fev/06 mar/06 abr/06 mai/06 jun/06 jul/06 ago/06 set/06 out/06 nov/06 dez/06 Fonte: Ibope/NetRatings

41 Estratégia do negócio Foco no internauta como protagonista Web 1.0 Web 2.0 Indivíduos Empresa determina inovação Banco de dados Serviço assinatura Único canal de vendas Visão de produto Comunidades Cliente estabelece inovação Base de conhecimento Pacote de serviços Mix de canais de vendas Visão de solução A adoção do protagonismo está alinhada com a Web

42 Parceria com o Google O que é a parceria Fornecimento de plataforma de e PSP (homepage personalizada) Google será também a ferramenta de busca do Internet Group Google irá explorar o segmento de links patrocinados do grupo Novas ferramentas poderão ser incorporadas na parceria Exploração de ferramentas como Picasa (fotos) e Orkut (comunidade no celular) Pontos fortes da parceria Marca forte na internet Maior autoridade em links patrocinados Alta capacidade em P&D Expertise em ferramentas de colaboração Produtos e serviços premium Portfolio complementar ao da BrT Divisão de receita de busca Importante comunidade de usuários no Brasil (Orkut + YouTube) no estado da arte Marca fortalece a empresa em relação aos benchmarks Parceria acelera a execução da estratégia de posicionamento Estratégia multimídia similar, portfolio complementar e foco na aliança são os fatores críticos para ganhar market share

43 Valor da parceria Orkut SMS PSP Personal start page Picasa Novos produtos Novos produtos Powered by Google Powered by Google Powered by Google Powered by Google Busca Busca na web Busca local Links patrocinados Produtos core Powered by Google Enhanced by Google Enhanced by Google ig Banda Larga Marketing ig Banda Larga contém ferramentas Google Grande valor da parceria está no marketing relacionado à associação das marcas

44 O que esperar em 2007 Objetivos Fazer da unidade de internet o principal canal de geração de tráfego IP e de relacionamento com cliente Estabelecer de fato uma plataforma para serviços convergentes Aumentar linhas de receita além do acesso (conteúdo, SVAs, busca, publicidade) Assumir importante papel na cadeia de valor Como faremos Otimizar ferramentas de busca, links patrocinados e shopping Dispor de uma das melhores ferramentas de , superior à média do mercado Incrementar ferramentas participativas (Web 2.0) com Google e Second Life Incrementar SVAs , Música, Games Multiplicar inventário com implantação da estrutura de canais e de nova homepage (mais abrangente) Alinhar recursos para a inovação de produtos e de serviços de internet

45 O que esperar em 2007 Mudança de Rumo Modelo original baseado no acesso discado gratuito Investimento Foco no desenvolvimento em vez de resultados de curto prazo Otimização de plataformas antigas Inovações Investimento e foco em resultados que gerem inovação e valor Compreensão da nova realidade (web 2.0) Capacidade de saltos tecnológicos com a ajuda de parceiros globais

46 Direção de crescimento Ricardo Knoepfelmacher 45

47 Guidance consenso 2 de mercado Variação do consenso em relação a 2006 Guidance em relação ao consenso de mercado Receita líquida (R$ milhões) ,2% Levemente superior Opex 1 (R$ milhões) ,3% Em linha EBITDA (R$ milhões) ,9% Levemente superior Margem EBITDA (%) 33,9 35,5 1,6 p.p. Em linha CAPEX (R$ milhões) % Levemente superior 1 Exclui Depreciação e Amortização 2 Média das estimativas de mercado - Análises disponiblizadas para a Empresa, que continham projeções para 2007 (Unibanco, Santander, Brascan, Bear Stearns, CSFB, Deutsche, Fator, JP Morgan, Morgan Stanley, Itaú e UBS)

48 3 rd rd Investors Day Brasil Telecom Participações S.A. Este documento contém algumas previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões não constituem fatos ocorridos no passado e refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia. Os termos "antecipa", "acredita", "estima", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "projeta", "objetiva", bem como outros similares, visam identificar tais previsões que, evidentemente, envolvem riscos ou incertezas previstas ou não pela Companhia. Portanto, os resultados futuros das operações da Companhia podem divergir das atuais expectativas e o leitor não deve se basear exclusivamente nas posições aqui realizadas. Estas previsões emitem a opinião unicamente na data em que são feitas e a Companhia não se obriga a atualizá-las à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros. 47

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003 Brasil Telecom Café da Manhã com Investidores Unibanco Fevereiro 2003 1 Estratégia 2 Mercado Metas Metas Garantir a liderança na Região II, focando nos clientes de alto valor. Garantir a liderança na Região

Leia mais

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013 Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA Abril 2013 1T13 Estratégia RESIDENCIAL Convergência de serviços com crescimento de Banda Larga e TV Paga MOBILIDADE PESSOAL Crescimento do pós e rentabilização

Leia mais

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014.

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014. Resultados 4T13_ Fevereiro, 2014. Destaques do 4T13 e ano de 2013 DESTAQUES Móvel Fixo Operacional Sustentando o crescimento superior em adições de pós-pago resultando em uma maior adoção de dados e crescimento

Leia mais

1T10 RESULTADOS. Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom

1T10 RESULTADOS. Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom RESULTADOS 1T10 Uberlândia MG, Maio de 2010 A Algar Telecom, Empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados do 1º Trimestre de 2010 (1T10). As Informações

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015.

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015. Resultados _ Relações com Investidores Maio, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes,

Leia mais

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013.

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013. Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor Novembro de 2013. Continuamos evoluindo em nosso esforço de integração... Espaço TI Atenção ao Cliente Contratos Unificação e renegociação

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006 TIM Participações S.A. Resultados do 5 de Maio de 2006 1 Principais realizações Desempenho do Mercado Desempenho Financeiro 2 Status da Reestruturação Corporativa Principais realizações Melhorando a Estrutura

Leia mais

Resultados 3T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro, 2015. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A.

Resultados 3T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro, 2015. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Resultados _ Novembro, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom. Reunião Gerencial, 20/05/2008

Apresentação de resultados. Algar Telecom. Reunião Gerencial, 20/05/2008 Apresentação de resultados Algar Telecom 2008 Agenda Segmentos de negócios Concessão e Expansão Resultados de 2008 Agenda Segmentos de negócios Concessão e Expansão Resultados de 2008 Segmentos de negócios

Leia mais

Aniversário de 15 anos - Rodrigo Abreu. Destaque - Rodrigo Abreu. Operações - Lorenzo Lindner. Marketing - Roger Solé. Live TIM - Rogério Takayanagi

Aniversário de 15 anos - Rodrigo Abreu. Destaque - Rodrigo Abreu. Operações - Lorenzo Lindner. Marketing - Roger Solé. Live TIM - Rogério Takayanagi 1 Agenda Aniversário de 15 anos - Rodrigo Abreu Temas do 2º Trimestre : Destaque - Rodrigo Abreu Operações - Lorenzo Lindner Marketing - Roger Solé Live TIM - Rogério Takayanagi Financeiro - Claudio Zezza

Leia mais

Broadband & Internet 1a Apresentação Jun/03 2a Apresentação Dez/03

Broadband & Internet 1a Apresentação Jun/03 2a Apresentação Dez/03 Broadband & Internet 1a Apresentação Jun/03 2a Apresentação Dez/03 Mercado de Internet Nos próximos 5 anos...... o número de contas deverá crescer a uma taxa média anual de 9%... o mercado brasileiro deverá

Leia mais

Apresentação institucional CTBC 1T07

Apresentação institucional CTBC 1T07 Apresentação institucional CTBC 1T07 1 Visão geral Empresa integrada de telecomunicações - há mais de 53 anos no mercado de telecom - portfolio completo de serviços - forma de atuação regional (proximidade

Leia mais

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem crenças

Leia mais

2 nd Investor s Day. São Paulo, 19 de dezembro de 2005-0 -

2 nd Investor s Day. São Paulo, 19 de dezembro de 2005-0 - 2 nd Investor s Day São Paulo, 19 de dezembro de 2005-0 - AGENDA Introdução e estratégia da Brasil Telecom Operações Voz fixa IP (DSL e negócios de Internet) Dados Móvel Desafios regulatórios Tópico Eficiência

Leia mais

Brasil Telecom A Empresa Líder de Internet na América Latina

Brasil Telecom A Empresa Líder de Internet na América Latina Brasil Telecom A Empresa Líder de Internet na América Latina Agenda Aquisição do ig Resumo da transação e Fairness Opinion Aquisição do ig Conquistas em Internet A Brasil Telecom publicou ontem fato relevante

Leia mais

Tele Celular Sul. Apresentação dos Resultados do 1º Trimestre/2002

Tele Celular Sul. Apresentação dos Resultados do 1º Trimestre/2002 Tele Celular Sul Apresentação dos Resultados do 1º Trimestre/2002 8 de Maio, 2002 Agenda Estratégia Operacional Realizações no 1º Trimestre/2002 Estratégia Operacional Ações para 2002 Capacidade do CRM

Leia mais

10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009. Relações com Investidores

10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009. Relações com Investidores 10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009 Relações com Investidores AGENDA O Mercado de Telecomunicações no Brasil Perfil e Estratégia da Oi Resultados Operacionais e Financeiros Atuação no

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 2T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 2T10 Apresentação de resultados Algar Telecom 2T10 Destaques do 2T10 A Algar ficou com a 6 melhor colocação no setor de Telecomunicações e a 1ª no ranking de rentabilidade, conforme publicado pela Revista Exame

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 3T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 3T10 Apresentação de resultados Algar Telecom Destaques do Lucro Líquido consolidado de R$ 32,8 milhões, 49,5% maior que o do. Margem de 8,6% no, ante 6,2% no. Algar Telecom inicia oferta de varejo (voz, banda

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney

Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney Considerações Futuras Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa apresentação, relativas às perspectivas de negócios da Companhia, projeções

Leia mais

Divulgação de Resultado Consolidado

Divulgação de Resultado Consolidado Divulgação de Resultado Consolidado 4º Trimestre 2006 Não Auditado Brasília, 30 de janeiro de 2007 BRTO3: R$ 25,70 / 1.000 ações BRTO4: R$ 9,90 / 1.000 ações BTM: US$ 13,84 / ADR Valor de Mercado: R$ 9.497,0

Leia mais

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09.

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09. Fatores de Sucesso Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio Telefônica Vivo 27.09.2012 Conteúdo 01 Vivo: uma história de sucesso 02 Desempenho da

Leia mais

Resultados 2T11. Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011.

Resultados 2T11. Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011. Resultados 2T11 Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011. 0 Telefónica Servicios Audiovisuales S.A. / Telefónica España S.A. Título de la ponencia / Otros

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Brasília/DF Maio/2013 15 anos de LGT Em 1997, na corrida pelo usuário, a

Leia mais

RESULTADOS 2T15 RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015

RESULTADOS 2T15 RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015 RESULTADOS RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. São

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

Telecom Italia TIM Brasil Plano 2012 2014 Plano 2012 14

Telecom Italia TIM Brasil Plano 2012 2014 Plano 2012 14 Telecom Italia TIM Brasil Plano 2012 14 14 LUCA LUCIANI Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T12 2012. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T12 2012. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Relações com Investidores 4T12 2012 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Número de acessos à internet banda larga atinge 176 mil, um crescimento de 72,7% em relação ao 3T06.

Número de acessos à internet banda larga atinge 176 mil, um crescimento de 72,7% em relação ao 3T06. Resultados do 3T07 Uberlândia MG, novembro de 2007 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A., empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus

Leia mais

Novembro 2006. www.telemar.com.br/ri

Novembro 2006. www.telemar.com.br/ri Novembro 2006 www.telemar.com.br/ri Índice Visão Geral Telemar Mercado de Telecom no Brasil Telemar: Destaques Operacionais e Financeiros Anexos 2 Telemar: Visão Geral Empresa líder em serviços integrados

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T13. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T13. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 1T13 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Rio de Janeiro, 07 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Rio de Janeiro, 07 de maio de 2015 Centro de Gerência de Rede Oi Rio de Janeiro - Brasil RESULTADOS Rio de Janeiro, 07 de maio de 2015 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S.

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO As Oportunidades do Mercado de Telecom no Brasil Universalização dos Serviços Através do Móvel Crescimento

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011

TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011 TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011 1 Ressalvas Sobre Declarações Futuras Esta apresentação contém informações futuras. Tais informações não são fatos históricos, mas refletem as metas e expectativas

Leia mais

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013 Reunião Pública Anual 19 de dezembro de 2013 2 Aviso importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

Resultados 2T12 FLRY 3. Agosto / 2012

Resultados 2T12 FLRY 3. Agosto / 2012 Resultados 2T12 FLRY 3 Agosto / 2012 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2012 Aviso Legal Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos,

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014. São Paulo, 12 de fevereiro de 2015

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014. São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014 São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos

Leia mais

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 São Paulo, 07 de Novembro de 2005 - O Submarino S.A. (Bovespa: SUBA3), empresa líder dentre aquelas que operam exclusivamente no varejo eletrônico

Leia mais

Teleconferência. Resultados do 2 o Trimestre de 2007

Teleconferência. Resultados do 2 o Trimestre de 2007 Teleconferência Resultados do 2 o Trimestre de 2007 Aviso Legal Este documento contém declarações futuras, que podem ser identificadas por palavras como espera, pretende, planeja, acredita, procura, estima

Leia mais

Empresa do Grupo como foco soluções completas em gestão de ambientes de TI, desenvolvimento de software e inteligência de CRM,

Empresa do Grupo como foco soluções completas em gestão de ambientes de TI, desenvolvimento de software e inteligência de CRM, A todo! Portfólio Clientes Empresa do Grupo, tendo como foco soluções completas em gestão de ambientes de TI, desenvolvimento de software e inteligência de CRM, Uma das 10 maiores empresas de TI do Brasil

Leia mais

Número de operações: 93

Número de operações: 93 APIMEC Maio de 2010 PRESENÇA GEOGRÁFICA 2 Número de operações: 93 Principais cidades São Paulo Rio de Janeiro Belo Horizonte Recife Brasília Manaus Curitiba Florianópolis Porto Alegre Guarulhos Ponta Grossa

Leia mais

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002 Brasil Telecom Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg Dezembro de 2002 1 OSetor de Telecomunicações no Brasil 2 Empresas de Telefonia Fixa Região IV (Somente Longa Distância) Preço Mínimo: US$1.548

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006 7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa 21 e 22 de agosto de 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados

Leia mais

Agenda. Visão Geral de 2008. Resultados Financeiros e Operacionais

Agenda. Visão Geral de 2008. Resultados Financeiros e Operacionais Disclaimer Com objetivo de haver comparabilidade na análise de resultados, os comentários de desempenho apresentados não contemplam as modificações contábeis introduzidas pela lei n.º 11.638/07, analisando,

Leia mais

SPRINGS GLOBAL INVESTOR DAY 12 de novembro de 2014

SPRINGS GLOBAL INVESTOR DAY 12 de novembro de 2014 SPRINGS GLOBAL INVESTOR DAY 12 de novembro de 2014 1 DISCLAIMER Esta apresentação pode incluir declarações que representam expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

CTBC. Companhia de Telecomunicações do Brasil Central 1 a Emissão de Debêntures Junho de 2007

CTBC. Companhia de Telecomunicações do Brasil Central 1 a Emissão de Debêntures Junho de 2007 CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central 1 a Emissão de Debêntures Junho de 2007 Coordenador Líder Coordenador 1 Disclaimer Este material foi preparado exclusivamente como material de suporte

Leia mais

Histórico de sucesso. Crescimento consistente através de diversos ciclos econômicos... 7x Ebitda. Consolidação da liderança no mercado brasileiro

Histórico de sucesso. Crescimento consistente através de diversos ciclos econômicos... 7x Ebitda. Consolidação da liderança no mercado brasileiro Realização: Apoio: Nota importante Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2014 - Oi S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 4

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2014 - Oi S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 4 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

3T12 TRADING UPDATE 0

3T12 TRADING UPDATE 0 TRADING UPDATE Lisboa, 8 novembro 2012 0 Aviso importante O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais objetivos

Leia mais

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations Apresentação APIMEC Dezembro 2010 AGENDA 03. Mercado Brasileiro de Telecom 06. Oi: Perfil e Estratégia 13. Resultados Operacionais e Financeiros 19. Aliança com a Portugal Telecom Mercado Brasileiro de

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

Resultados 3T10. Novembro, 2010 FLRY3

Resultados 3T10. Novembro, 2010 FLRY3 Resultados 3T10 FLRY3 A marca mais valiosa no setor de saúde Brasileiro A 6ª marca mais valiosa entre as empresas de serviços A 25ª marca mais valiosa no Brasil Millward Brand / BrandAnalytics A Empresa

Leia mais

Brasília, 02 de abril de 2008.

Brasília, 02 de abril de 2008. Brasília, 02 de abril de 2008. Visão Geral e Estratégia Brasília, 02 de abril de 2008. 1 Principais Ações do Processo de Reestruturação (Contratação) (Implementação) 2 Projeto Fornecedor Único ANTES: DEPOIS:

Leia mais

Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40

Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40 Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40 Telefonica do Brasil S.A. mar.2015 AGENDA e principais mensagens 1. O negócio de telecomunicações é intensivo em capital e está pressionado pela expansão

Leia mais

4 Mercado setor de telecomunicações

4 Mercado setor de telecomunicações 4 Mercado setor de telecomunicações Nesta sessão é apresentada uma pequena visão geral do mercado de telecomunicações no Brasil, com dados históricos dos acontecimentos mais relevantes a este trabalho,

Leia mais

Reunião com Investidores e Analistas APIMEC-SP. Novembro, 2008

Reunião com Investidores e Analistas APIMEC-SP. Novembro, 2008 Reunião com Investidores e Analistas APIMEC-SP Novembro, 2008 2 Perfil Corporativo & Estratégia Perfil da Companhia Pioneirismo na Internet brasileira: Fundada em 1996; Liderança consistente em audiência;

Leia mais

Reunião Pública. Gilsomar Maia Diretor de Finanças Corporativas

Reunião Pública. Gilsomar Maia Diretor de Finanças Corporativas Reunião Pública Gilsomar Maia Diretor de Finanças Corporativas Receita Bruta (R$ Milhões) e Margem EBITDA (%) ¹ Visão Geral da Companhia - Trajetória História Fundação Fortalecimento DNA Liderança 1.557

Leia mais

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Com investimentos de mais de R$ 160 milhões, empresa amplia seu portfólio de serviços São Paulo, 20 de maio de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T12. 10 de agosto de 2012

Apresentação de Resultados 2T12. 10 de agosto de 2012 Apresentação de Resultados 2T12 10 de agosto de 2012 Aviso Legal Esta apresentação contém certas declarações futuras e informações relacionadas à Companhia que refletem as visões atuais e/ou expectativas

Leia mais

OI divulga os resultados do 1º trimestre de 2015

OI divulga os resultados do 1º trimestre de 2015 Comunicado Lisboa 7 de maio de 2015 OI divulga os resultados do 1º trimestre de 2015 A PT SGPS, S.A. informa sobre o facto relevante divulgado pela Oi, S.A. relativo à divulgação dos resultados do primeiro

Leia mais

RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex)

RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex) RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex) 17 de fevereiro de 2012 GRUPO PÃO DE AÇÚCAR - RESULTADOS 4T11 E 2011 Enéas Pestana, Presidente do Grupo Pão de Açúcar 2 Evolução operacional

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Disclaimer Nossas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam

Leia mais

RESULTADOS 4T14. Rio de Janeiro, 27 de março de 2015

RESULTADOS 4T14. Rio de Janeiro, 27 de março de 2015 RESULTADOS Rio de Janeiro, 27 de março de 2015 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. São

Leia mais

Reunião Apimec RIO 05 de Dezembro de 2013 s

Reunião Apimec RIO 05 de Dezembro de 2013 s Reunião Apimec RIO 05 de Dezembro de 2013 s 1 Provedora de soluções completas para automação comercial nas verticais de Varejo, Lojas, Restaurantes e Hotéis; R$ 400 milhões ROL; 22% EBITDA; 51.568.270

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T10

Apresentação de Resultados 3T10 Apresentação de Resultados 3T10 09 de Novembro de 2010 Agenda 1. Desempenho do Período 2. Evolução das Receitas e Custos Hardware Software Serviços 3. Despesas e Margens 4. Investimentos e Caixa 5. Estratégia

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 2T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 2T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 2T14 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL

RELATÓRIO TRIMESTRAL 2T15 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

APIMEC 2014 - RJ. 12 de Dezembro de 2014

APIMEC 2014 - RJ. 12 de Dezembro de 2014 1 APIMEC 2014 - RJ 12 de Dezembro de 2014 Quem somos? 2 Liderança no Brasil Governança Corporativa Solução Completa: hardware + software serviços Amplo Knowhow do varejo e soluções Fiscais Ampla Base de

Leia mais

Net Net Serviços de de Comunicação S.A Reunião Resultados Pública com 2005 Investidores 2T05

Net Net Serviços de de Comunicação S.A Reunião Resultados Pública com 2005 Investidores 2T05 Net Net Serviços de de Comunicação S.A Reunião Resultados Pública com 2005 Investidores 2T05 1 Considerações Futuras Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa apresentação, relativas às

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS RECEITA LÍQUIDA 300,1 361,1 20,3% EBITDA AJUSTADO 56,5 68,7 21,6% MARGEM EBITDA AJUSTADO 1 17,9% 18,4% 0,5 p.p. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Disclaimer Este comunicado contém considerações referentes às perspectivas do negócio e estimativas de resultados

Leia mais

Operadora: Indicadores econômico-financeiros

Operadora: Indicadores econômico-financeiros Número 02 São Paulo, 13 de agosto de 2013 Operadora: Indicadores econômico-financeiros RESUMO A GVT tem apresentado variações positivas significativas na quantidade de acessos nos últimos três anos, e

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 1T14 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico A parceria prevê capitalização da empresa brasileira em até R$ 12 bi, reduzindo alavancagem e ampliando capacidade de investimento,

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 1 DESTAQUES DO 2T09 2 Base de Clientes TV a Cabo: 3,5 milhões Base de Clientes Net Vírtua: 2,6 milhões Base de Clientes em Voz: 2,3 milhões ARPU: oportunidade

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T05

Apresentação de Resultados 3T05 Apresentação de Resultados 3T05 Destaques Crescimento do Lucro Líquido foi de 316% no Terceiro Trimestre Crescimento da Receita no 3T05 A receita bruta foi maior em 71% (3T05x3T04) e 63% (9M05x9M04) Base

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 4T14 2014 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Algar Telecom. Abril de 2013

Algar Telecom. Abril de 2013 Algar Telecom Abril de 2013 Algar Telecom Portfólio diversificado e complementar. Soluções em Telecom e Tecnologia de Processos de negócios Foco na qualidade de atendimento e relacionamento com seus clientes.

Leia mais

RESULTADOS: DESTAQUES

RESULTADOS: DESTAQUES RESULTADOS: DESTAQUES Performance Financeira Receita Líquida (R$ bi) 19,9 18,8 +6% EBITDA (Δ% A/A) 4,1% 1,8% +4% em 2013 4,2% 5,2% 1T 2T 3T 4T Lucro Líquido (R$ bi) 1,4 +4% 1,5 Receita de Dados +21,5%

Leia mais

(c) promover, realizar ou orientar a captação, em fontes internas e externas, de recursos a serem aplicados pela Companhia ou pela sua controlada;

(c) promover, realizar ou orientar a captação, em fontes internas e externas, de recursos a serem aplicados pela Companhia ou pela sua controlada; RELATORIO DA ADMINISTRAÇÃO SENHORES ACIONISTAS, Atendendo às disposições legais e estatutárias, a Administração da TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. sociedade anônima de capital aberto, submete à apreciação

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

TIM BRASIL MARIO CESAR ARAUJO

TIM BRASIL MARIO CESAR ARAUJO MARIO CESAR ARAUJO Agenda Destaques dos resultados de 2007 O contexto do mercado brasileiro Visão geral do plano 2008-10 Metas para 2008-10 1 Destaques 2007 TIM Brasil está posicionada como líder em valor

Leia mais

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 13 de Setembro de 2001 Princípios Contabilísticos Internacionais Síntese do 1º Semestre de 2001 Principais Acontecimentos do 1º Semestre Forte liderança

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 3T13. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 3T13. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 3T13 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Agenda. A Companhia. Nossa Operação. 3 Nossa Performance Financeira

Agenda. A Companhia. Nossa Operação. 3 Nossa Performance Financeira APIMEC RIO Resultados do 1T12 Diretoria Econômico-Financeira e de Relações com Investidores Aviso Esta apresentação pode conter considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012 Apresentação de Resultados 4T11 1º de Março de 2012 Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Operação em 4 países: Brasil, Colômbia, Argentina e Peru Líder na América Latina em serviços de relacionamento com consumidores

Leia mais