Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores"

Transcrição

1 Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2008 (2T08). As demonstrações financeiras consolidadas da Companhia são elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, na lei das Sociedades por Ações, cujos valores monetários, exceto quando indicado o contrário, estão expressos em milhões de Reais. Destaques A receita líquida consolidada alcançou R$ 312, 7 milhões um aumento de 11,9% em relação ao 2T07. A receita bruta de internet banda larga atingiu R$ 39,6 milhões, um crescimento de 45,1% em relação ao 2T07. Número de acessos à internet banda larga aumentou 27% em doze meses. A receita bruta de comunicação multimídia apresentou um crescimento de 51,5% se comparada ao 2T07. O lucro líquido consolidado contabilizou R$ 9,5 milhões, 87,8% maior que o do 2T07. Telefonia celular apresenta, mais uma vez, o maior ARPU, de R$ 49,40, e o maior percentual de clientes pós-pagos do setor, de 32%. Número de posições de atendimento ocupadas do contact center atingiu 5.109, superando a capacidade própria instalada. CTBC é eleita a 2ª melhor empresa em telecomunicações na lista das 500 maiores da revista Isto é dinheiro e a 5ª melhor empresa para se trabalhar em TI & Telecom no Brasil (Great Place to Work ) Relações com Investidores Diretor: Marcos José Botelho Bicalho - Analista: Érika Marques Andrade Tel: (34) Website de RI: Endereço: Rua José Alves Garcia, Uberlândia MG. 01

2 Base total de clientes (mil) T T T08 Banda larga Celular Telefonia fixa DESEMPENHO OPERACIONAL Base total de clientes Ao final do 2T08 a base total de clientes da CTBC alcançou mil, um aumento de 3,2% em relação ao 1T08 e de 11,5% se comparada ao 2T07. Esse crescimento foi impulsionado, principalmente, pelo aumento das bases de acessos banda larga e celular, além do sucesso da Empresa em expandir sua base de telefonia fixa. Base telefonia fixa (mil) Telefonia Fixa T T08 pré-paga pós-paga T08 A telefonia fixa encerrou o 2T08 com 680 mil clientes, número 1,9% maior que no 1T08 e 4,4% superior ao do 2T07. Esse crescimento é decorrente, principalmente, da venda de planos convergentes e pré-pagos, produtos mais apropriados ao novo perfil dos clientes. A base de clientes pré-pagos, que representou 31,9% do total, apresentou crescimento de 3,6% no trimestre e de 12,4% no comparativo dos últimos 12 meses (junho de 2008/junho de 2007). Internet banda larga -Netsuper (ADSL eadsl II) Base de acessos banda larga (mil) T07 1T08 2T08 Ao final do 2T08, a base de acessos banda larga atingiu 205 mil, 4,2% maior que a do 1T08 e 27,0% superior à do 2T07. O contínuo crescimento deste serviço se deve à realização de diversas campanhas comerciais e à oferta de pacotes convergentes, em linha com o objetivo da Empresa de transformar toda a sua rede atual em uma rede sobre Protocolo de Internet - IP nos próximos anos. Ao final do 2T08, a CTBC era líder em penetração de banda larga dentre todas as concessionárias de telefonia fixa do setor, com 30% de acessos banda larga por linhas fixas em serviços. 02

3 Base telefonia celular (mil) Telefonia Celular Ao final do 2T08 a base de telefonia celular era de 406 mil, um aumento de 5,0% em relação ao 1T08 e de 17,5% ante o 2T07. O crescimento se deu tanto nos planos pré-pagos quanto nos pós-pagos sendo que os pré-pagos apresentaram evolução, nos respectivos períodos, de 7,1% e 22,7%. Com isto, a CTBC encerrou o trimestre com 32% dos seus clientes alocados em planos pós-pagos e um ARPU de R$ 49,40. 2T07 pós-paga 1T08 pré-paga 2T08 Contact Center Posições de atendimento ocupadas (unidades) Ao final do 2T08 a ACS, subsidiária integral da CTBC que operacionaliza o negócio de contact center, apresentava posições de atendimento ocupadas (PAs), número 7,7% maior que o do final do 1T08 e 41,0% superior ao do 2T07. Estes aumentos, que resultaram em uma ocupação acima da capacidade própria de PAs, são decorrentes tanto da expansão das operações dos clientes já existentes quanto da conquista de novos clientes, o que fez com que a receita bruta consolidada deste segmento de negócio passasse de R$ 33,8 milhões no 2T07 para R$ 52,2 milhões no 2T08. 2T07 1T08 2T08 Comunicação Multimídia Comunicação multimídia - receita bruta R$ milhões Com foco nos mercados empresariais e corporativos, esse segmento de negócios oferece serviços de redes multimídia, data center e Internet, principalmente na área de expansão da CTBC. No 2T08 esses serviços apresentaram importantes resultados e mostram grande potencial de crescimento futuro. 28,1 40,0 42,5 2T07 1T08 2T08 03

4 Tabela 1: Dados operacionais (mil) Telefonia fixa 2T07 1T08 2T08 Tri. 12 meses Linhas em serviço ,9% 4,4% Residencial ,2% -0,1% Não-residencial ,8% 9,4% Telefones públicos ,0% 0,0% Outros ,5% 181,5% Linhas em serviço ,9% 4,4% Pré-pago ,6% 12,4% Pós-pago ,1% 1,1% Base ADSL ,2% 27,0% Telefonia celular 2T07 1T08 2T08 Tri. 12 meses Total de clientes ,0% 17,5% Pré-pago ,1% 22,7% Pós-pago ,7% 7,7% Adições brutas ,6% 64,6% Pré-pago ,5% 78,1% Pós-pago ,9% 9,9% Adições líquidas (9) ,2% NA Pré-pago (10) ,6% NA Pós-pago ,7% 9,7% Cancelamentos ,0% -5,2% Pré-pago ,4% -7,8% Pós-pago ,1% 9,9% ARPU - R$ 54,8 53,2 49,4-7,0% -9,8% Tabela 2: Tráfego Tráfego 2T07 1T08 2T08 Tri. 12 meses Pulsos excedentes (milhões) 119,3 - - NA NA Minutos excedentes (milhões) 10,4 134,0 131,6-1,8% NA Minutos VC1 (milhões) 44,6 39,8 39,6-0,3% -11,2% Minutos Longa distância 80,2 78,4 86,7 10,6% 8,2% fixo-fixo (milhões de minutos) 74,7 73,2 76,9 5,0% 2,9% VC2 (milhões de minutos) 1,7 1,7 2,5 49,3% 47,5% VC3 (milhões de minutos) 3,5 3,2 7,0 119,9% 96,7% Minutos LDI (milhões) 0,2 0,3 0,3 8,3% 43,0% 04

5 DESEMPENHO ECONÔMICO - FINANCEIRO Receita Bruta Consolidada No 2T08 a receita bruta consolidada da CTBC atingiu R$ 411,2 milhões, 5,6% maior que a do 1T08 e 11,9% superior à do 2T07. Estes resultados são decorrentes da bem sucedida estratégia da Empresa em substituir as receitas de serviços tradicionais, em declínio em todo o setor, por receitas de novos serviços, além de expandir sua atuação para novas áreas geográficas. Prova disto é o crescimento da participação das receitas de banda larga e do segmento de comunicação multimídia (51,5% no comparativo junho sobre junho), segmento este que presta serviços principalmente na área de expansão da CTBC. Ressalta-se, ainda, o crescimento do negócio de contact Center, de 23,4% no comparativo trimestral e de 54,6% junho sobre junho, cuja estratégia é intensificar a prestação de serviços de valor agregado, podendo contribuir na cadeia de valor de seus clientes. 2TO8 Assim, a CTBC chega ao final do 2T08 como uma empresa diversificada de telecomunicações, podendo oferecer uma gama de serviços aos seus clientes das áreas de concessão e expansão, o que vem propiciando uma expansão de sua receita. Distribuição da receita bruta consolidada 2TO7 A seguir estão detalhadas as principais variações e análises por segmento de negócio. Ressalta-se que as receitas apresentam-se consolidadas e, portanto, já consideram as eliminações de receitas entre os segmentos. 05

6 Telefonia Fixa No 2T08 a receita bruta consolidada do segmento de telefonia fixa totalizou R$ 232,0 milhões, 0,5% maior que a do 1T08 e 0,7% superior à do 2T07. Estes resultados são decorrentes do crescimento das receitas de comunicação de dados e de tráfego originado por clientes da área de expansão da CTBC, os quais vêm compensando a queda das receitas de serviços tradicionais. Serviços locais No 2T08 as receitas de serviços locais contabilizaram R$ 83,0 milhões, 4,4% menores que as do 1T08. As principais causas desta queda foram um decréscimo de 4,8% nas receitas com assinatura, fruto do crescimento dos planos de franquia, em que o valor pago é todo revertido em utilização, e uma queda de 8,7% nas receitas de tráfego local. A queda nas receitas de tráfego é decorrente principalmente da intensificação do uso em horários de tarifas mais reduzidas. Comparadas às do 2T07 as receitas provenientes de serviços locais foram inferiores em 16,8% em razão de uma queda de 15,4% nas receitas com assinatura e de 34,2% nas receitas de tráfego local, o que ocorreu pelos mesmos motivos citados acima. O impacto na receita foi parcialmente compensado pelo reajuste tarifário ocorrido em julho de Longa distância No 2T08, as receitas de chamadas de longa distância totalizaram R$ 30,3 milhões, 5,4% menores que as do 1T08 em razão de menores receitas de chamadas fixo-móvel e do uso do CSP 12. Se comparadas às do 2T07 estas receitas foram inferiores em 17,3% pelos mesmos motivos citados. 06

7 Cartões (públicos e pré-pagos) As receitas de cartões públicos e pré-pagos totalizaram R$28,3 milhões no 2T08, 0,4% inferiores às do 1T08. Apesar do aumento de 5,7% nas receitas de cartões pré-pagos, a queda de 11,2% nas receitas de cartões públicos não permitiu desempenho positivo na comercialização de cartões. A queda nas receitas de cartões públicos se deve ao aumento da planta celular no país, em que os planos pré-pagos estão substituindo o uso de telefones públicos. Se comparadas às do 2T07 as receitas de cartões (públicos e pré-pagos) permaneceram estáveis pelos mesmos motivos citados. Evolução da receita bruta de telefonia fixa 77% 23% 2T07 70% 30% 1T08 67% 33% 2T08 Novas receitas Receitas tradicionais Remuneração pelo uso de rede - interconexão No 2T08 as receitas de interconexão totalizaram R$ 13,7 milhões, um aumento de 2,3% em relação ao 1T08. Se comparadas ao 2T07 estas receitas foram maiores em 11,0%, o que se deu em razão do crescimento do tráfego móvel-fixo no período. Receita de comunicação de dados No 2T08, as receitas de comunicação de dados totalizaram R$ 60,4 milhões, um aumento de 8,7% no trimestre. Em relação ao 2T07 as receitas foram maiores em 38,0%. Esses aumentos se devem, principalmente, aos produtos de acesso à internet banda larga (ADSL 1 e 2), cujas receitas apresentaram um crescimento de 12,2% em relação ao 1T08 e de 45,1% ante o 2T07. Este crescimento é resultado não apenas do aumento do número de clientes banda larga, que passou de 161 mil no 2T07 para 196 mil no 1T08 e 205 mil no 2T08, mas também da intensificação das vendas de planos de maior capacidade e, portanto, de maior ARPU. Tráfego expansão A receita de serviços de telefonia fixa prestados na área de expansão da CTBC alcançou R$ 14,1 milhões no 2T08, um crescimento de 10,5% no trimestre e de 95,4% em relação ao 2T07. Estes resultados mostram a assertividade da atuação da CTBC junto a pequenas e médias empresas fora de sua área de concessão, oferecendo soluções personalizadas e agilidade no atendimento. Esse movimento, juntamente com a crescente receita de serviços de comunicação de dados, vem propiciando uma mutação das receitas de telefonia fixa da CTBC, garantindo o seu crescimento. 07

8 Telefonia Celular No 2T08 a receita bruta consolidada do negócio telefonia celular totalizou R$ 64,1 milhões, um aumento de 7,5% ante o 1T08 e de 7,1% em relação ao 2T07. As principais razões dessas variações são analisadas a seguir. Assinatura As receitas com assinatura somaram R$ 10,1 milhões no 2T08, 14,1% maiores que as do 1T08. Se comparadas às do 2T07 estas receitas foram menores em 18,7%. Esta diminuição, a despeito do crescimento de 7,7% na base pós-paga no período, reflete o comportamento dos clientes na escolha de planos de franquia, em que o valor pago é todo convertido em consumo. Chamadas originadas (utilização) As receitas de utilização do serviço celular contabilizaram R$ 32,2 milhões no 2T08, 11,2% superiores às do 1T08 e 19,1% maiores que as do 2T07. Esses aumentos se devem ao crescimento da base de clientes, tanto pré-paga, quanto pós-paga, gerando um crescimento no tráfego. Remuneração pelo uso de rede móvel No 2T08 as receitas de remuneração pelo uso de rede totalizaram R$ 15,7 milhões, praticamente estáveis em relação ao 1T08 e ao 2T07. Aparelhos A receita com a venda de aparelhos totalizou R$ 4,1 milhões no 2T08, 1,1% inferior à do 1T08 e 14,5% maior que a do 2T07. Esse crescimento se deve ao aumento da base de clientes no período. 08

9 Contact Center No 2T08 a receita bruta consolidada do negócio contact center atingiu R$ 52,2 milhões, 23,4% maior que a do 1T08 devido a um aumento do número médio de posições de atendimento ocupadas, que passou de 4.873, no 1T08, para 5.259, no 2T08. Comparada à do 2T07, a receita foi superior em 54,6%, devido ao aumento de 53,2% no número médio de posições ocupadas. Estes crescimentos são decorrentes tanto da expansão de clientes já existentes quanto da conquista de novos clientes, com destaque para as receitas de SAC e Televendas. Comunicação Multimídia Composto pelos serviços de Redes multimídia, Internet e Data Center e com foco nas pequenas e médias empresas principalmente da área de expansão da CTBC, esse segmento de negócios vem apresentando importantes resultados. No 2T08 sua receita bruta consolidada atingiu R$ 42,5 milhões, ante R$ 40,0 milhões no 1T08 e R$ 28,1 milhões no 2T07, um crescimento de 6,4% no trimestre e de 51,5% em um ano. Merece destaque os serviços de redes multimídia, cuja receita atingiu R$ 31,7 milhões no 2T08, um aumento de 10,5% no trimestre e de 67,2% em doze meses. Estes são os resultados de um segmento com alto potencial de crescimento, cujos números são decorrentes do foco da empresa em sua área de expansão, oferecendo soluções customizadas e de qualidade, além de manter sempre um canal aberto de relacionamento com o cliente. Demais Negócios No 2T08 a receita bruta advinda dos demais negócios da CTBC foi de R$ 20,4 milhões, um crescimento de 24,1% em relação ao 1T08 devido a maiores receitas dos serviços de listas e guias telefônicos e engenharia de redes de telecomunicações. Se comparadas ao 2T07 as receitas foram maiores em 31,4%, com destaque para a Engeset, subsidiária integral da CTBC que operacionaliza os serviços de engenharia de redes e que vem conquistando novos clientes e expandindo sua operação. 09

10 Tabela 3: Receita operacional bruta consolidada R$ milhões 2T07 1T08 2T08 Tri. 12 meses RECEITA BRUTA 367,6 389,2 411,2 5,6% 11,9% Telefonia fixa 230,5 230,9 232,0 0,5% 0,7% Serviços locais 99,8 86,8 83,0-4,4% -16,8% Assinatura 49,5 44,0 41,9-4,8% -15,4% Tráfego local 19,0 13,7 12,5-8,7% -34,2% Fixo-Móvel (VC1) 27,6 25,9 25,4-2,1% -8,0% Outras Receitas 3,7 3,2 3,2-0,5% -12,1% Longa Distância 36,7 32,0 30,3-5,4% -17,3% Intra Setorial 6,8 6,2 5,7-8,5% -17,0% Inter Setorial 7,7 6,6 6,8 3,4% -11,4% Inter Regional 6,0 5,3 5,5 3,8% -8,2% Internacional 0,3 0,2 0,2-10,6% -34,6% Fixo-Móvel (VC2 e VC3) 7,5 7,7 6,6-14,0% -11,5% Outras Receitas CSP 12 8,3 5,9 5,4-8,7% -34,5% Cartões (públicos e pré-pagos) 28,3 28,4 28,3-0,4% 0,0% Interconexão 12,3 13,4 13,7 2,3% 11,0% Comunicação de Dados 43,8 55,6 60,4 8,7% 38,0% EILD 9,4 13,4 12,9-3,8% 37,0% Banda larga 27,3 35,3 39,6 12,2% 45,1% Outros Serviços de Dados 7,1 6,9 8,0 15,0% 12,0% Tráfego expansão 7,2 12,7 14,1 10,5% 95,4% Serviços Adicionais 2,4 2,0 2,2 11,6% -8,6% Outras ,0% Telefonia celular 59,8 59,6 64,1 7,5% 7,1% Serviços 56,3 55,5 60,0 8,2% 6,7% Assinatura 12,4 8,9 10,1 14,1% -18,7% Utilização 27,0 29,0 32,2 11,2% 19,1% Interconexão 15,6 15,7 15,7-0,2% 1,0% Serviços Adicionais 1,2 1,9 2,0 3,8% 59,1% Material de Revenda (aparelhos) 3,6 4,1 4,1-1,1% 14,5% Contact Center 33,8 42,3 52,2 23,4% 54,6% Contact Center 33,8 42,3 52,2 23,4% 54,6% Comunicação multimídia 28,1 40,0 42,5 6,4% 51,5% Redes Multimídia 19,0 28,7 31,7 10,5% 67,2% Internet 5,9 6,3 6,0-4,6% 0,6% Data Center 3,1 5,0 4,8-3,5% 53,1% Demais negócios 15,5 16,4 20,4 24,1% 31,4% Listas e guias telefônicos 6,3 3,9 6,4 65,8% 2,1% Engenharia de redes de telecomunicações 4,2 7,4 8,5 15,3% 101,4% TV por assinatura 5,0 5,2 5,4 5,4% 9,1% Impostos e Deduções (88,1) (93,0) (98,5) 5,9% 11,8% RECEITA LÍQUIDA 279,5 296,2 312,7 5,6% 11,9% 10

11 Custos edespesas Consolidados Os custos e despesas operacionais (excluindo amortização, depreciação e leasing) totalizaram R$ 233,4 milhões no 2T08, um aumento de 10,6% em relação ao 1T08 e de 16,5% em relação ao 2T07. As principais causas das variações são analisadas a seguir. Os custos e despesas com pessoal foram de R$ 84,3 milhões no 2T08, um crescimento de 12,8% em relação ao 1T08. Este crescimento foi decorrente, principalmente, de um aumento de R$ 2,2 milhões nos custos de pessoal do contact center e de um ajuste de provisão para o pagamento do prêmio por resultados aos associados da Empresa, o que ocorreu em função da superação das metas de resultados estabelecidas para o ano de Em relação ao 2T07 estes custos e despesas foram 33,4% maiores em razão, sobretudo, de um aumento de R$ 11,7 milhões nos custos de pessoal do contact center e do ajuste de provisão mencionado anteriormente. Os custos e despesas com serviços de terceiros (excluindo propaganda e marketing e PDD) foram de R$ 51,8 milhões no 2T08, um aumento de 11,2% em relação ao 1T08 e de 6,1% se comparados aos do 2T07. Este crescimento é decorrente, principalmente, de: (i) maiores gastos para acompanhar as obrigações fiscais e regulatórias da Empresa; (ii) implantação do Centro de Excelência de Atendimento de clientes CTBC, reafirmando o foco da Empresa no relacionamento com seus clientes e (iii) implantação de um sistema de acompanhamento de resultados por diretoria regional, o que irá aprimorar a gestão econômica-financeira da Empresa, propiciando decisões ainda mais ágeis em suas diferentes áreas de atuação. Os custos de interconexão totalizaram R$ 55,2 milhões no 2T08, 6% e 10,2% maiores que os do 1T08 e 2T07 respectivamente. O aumento nos custos foi compatível com o aumento da receita de utilização dos serviços da telefonia celular, da telefonia fixa na área de concessão e dos clientes de telefonia fixa da área de expansão da CTBC. 11

12 As despesas com propaganda e marketing contabilizaram de R$ 10,2 milhões no 2T08, ante R$ 5,4 milhões no 1T08 e R$ 5,6 milhões no 2T07. As maiores despesas do trimestre são conseqüência do gasto não-recorrente de R$ 4,8 milhões para o lançamento da telefonia móvel de terceira geração - 3G, ocorrido no dia 10 de abril. O CTBC 3G significa não apenas maiores possibilidades de serviços pelo celular, tais como tráfego de dados e vídeo chamadas (ligações que permitem o uso da imagem e som) mas, principalmente, a utilização da banda larga móvel, com o acesso à internet em alta velocidade por meio de computadores portáteis. O CTBC 3G está em linha com o programa CTBC i.você, que prevê a migração de todas as redes da empresa para uma rede sobre protocolo IP nos próximos anos. As despesas para a provisão de devedores duvidosos (PDD) encerrou o trimestre em R$ 5,3 milhões, 17,8% menores que as do 1T08 e 28,3% inferiores às do 2T07. Essas quedas demonstram a eficiente gestão da empresa nos processos de cobrança, resultando em uma relação da PDD com a receita bruta de 1,3% no 2T08. 12

13 Tabela 4: Custos e despesas operacionais consolidados R$ milhões 2T07 1T08 2T08 Tri. 12 meses RECEITA LÍQUIDA 279,5 296,2 312,7 5,6% 11,9% CUSTOS DOS SERVIÇOS E MERCADORIAS (172,1) (187,9) (194,8) 3,7% 13,2% Serviços (169,4) (184,6) (192,0) 4,0% 13,4% Pessoal (39,1) (49,9) (54,1) 8,4% 38,5% Materiais (6,3) (5,8) (7,2) 24,6% 14,4% Serviços de terceiros (24,8) (24,9) (25,5) 2,4% 2,9% Interconexão (50,1) (52,1) (55,2) 6,0% 10,2% Meios de Conexão - EILD (4,4) (6,4) (5,0) -21,7% 14,5% Outros (10,0) (9,8) (10,0) 1,5% -0,9% Depreciação e amortização (29,0) (28,5) (29,0) 1,8% 0,1% Leasing (5,8) (7,2) (6,1) -16,0% 5,3% Venda de mercadorias (aparelhos e acessórios) (2,7) (3,3) (2,8) -16,1% 3,0% LUCRO BRUTO 10,4 108,2 117,8 8,9% 9,7% DESPESAS COMERCIAIS (39,9) (36,3) (45,5) 25,3% 14,3% Pessoal (14,0) (13,2) (16,0) 20,7% 13,8% Materiais (0,4) (0,3) (0,4) 29,1% 21,7% Serviços de terceiros (9,3) (7,7) (10,2) 31,7% 9,3% Propaganda e Marketing (5,6) (5,4) (10,2) 91,1% 82,1% PDD (7,4) (6,5) (5,3) -17,8% -28,3% Outros (2,3) (2,3) (2,7) 17,2% 16,5% Depreciação e amortização (0,4) (0,5) (0,4) -34,3% -15,8% Leasing (0,4) (0,4) (0,4) -5,8% -5,7% DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS (31,0) (31,5) (36,7) 16,7% 18,3% Pessoal (10,1) (11,6) (14,2) 22,5% 40,6% Materiais (0,2) (0,1) (0,1) 23,6% -26,8% Serviços de terceiros (14,7) (14,0) (16,1) 15,5% 9,4% Outros (1,6) (1,1) (1,1) 1,0% -31,3% Depreciação e amortização (3,6) (3,7) (4,2) 15,3% 16,4% Leasing (0,7) (1,0) (0,9) -11,0% 23,7% OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS 0,6 (3,3) (1,6) -50,8% -377,8% Amortização de ágio (1,5) (1,6) (1,6) 0,0% 9,3% Outras 2,0 (1,7) (0,0) -97,8% -101,9% EBIT 37,1 37,1 33,9-8,6% -8,5% R$ milhões 2T07 1T08 2T08 Tri. 12 meses CUSTOS E DESPESAS OPERACIONAIS (240.3) (252,4) (274,3) 8,7% 14,2% Pessoal (63,2) (74,8) (84,3) 12,8% 33,4% Materiais (6,8) (6,2) (7,8) 24,8% 13,6% Serviços de terceiros (48,8) (46,6) (51,8) 11,2% 6,1% Interconexão (50,1) (52,1) (55,2) 6,0% 10,2% Meios de Conexão - EILD (4,4) (6,4) (5,0) -21,7% 14,5% Propaganda e Marketing (5,6) (5,4) (10,2) 91,1% 82,1% PDD (7,4) (6,5) (5,3) -17,8% -28,3% Outros (14,0) (13,2) (13,8) 4,2% -1,6% Depreciação e amortização (33,1) (32,7) (33,6) 2,7% 1,7% Leasing (6,9) (8,6) (7,3) -15,0% 6,7% 13

14 EBITDA O EBITDA consolidado da CTBC no 2T08 foi de R$ 76,5 milhões, ante R$ 80,1 milhões no 1T08 e R$ 78,5 milhões no 2T07. O menor EBITDA é resultado, principalmente, dos gastos não-recorrentes com publicidade e propaganda, no valor de R$ 4,8 milhões, em razão das campanhas para o lançamento da tecnologia 3G, como já mencionado. Retirando este gasto pontual, o EBITDA recorrente do trimestre é de R$ 81,3 milhões, um crescimento de 1,5% no trimestre e de 3,5% em relação ao 2T07. Despesas Financeiras Líquidas No 2T08 as despesas financeiras líquidas totalizaram R$ 26,1 milhões, praticamente estáveis em relação ao 1T08 (-0,4%). Se comparadas ao 2T07 essas despesas foram inferiores em 13,6%. As principais razões para essa queda foram: (i) encargos sobre contingências menores em R$ 2,0 milhões em razão da constante avaliação e adesão da administração da Empresa às anistias promovidas pelos estados brasileiros; (ii) o fim da incidência da CPMF, cujo valor havia sido de R$ 1,6 milhão no 2T07 e (iii) a 1ª emissão pública de debêntures da CTBC, ocorrida em julho de 2007, que alongou o prazo de vencimento da dívida e reduziu seu custo financeiro. Receitas (Despesas) Não Operacionais No 2T08 as receitas (despesas) não operacionais contabilizaram R$ 3,4 milhões em razão, sobretudo, do ganho de capital, no valor de R$ 2,8 milhões, obtido com a venda de um terreno da controladora. Resultado do Período O lucro líquido consolidado da CTBC no 2T08 foi de R$ 9,5 milhões, um crescimento de 8,3% em relação ao 1T08. Se comparado ao 2T07 o resultado líquido foi 87,8% superior. Este crescimento é decorrente tanto da maior geração de caixa da Empresa quanto da queda nas despesas financeiras e do efeito pontual não operacional citado acima. Com isto, a margem líquida foi de 3,0%, no 2T08, ante 2,9% no 1T08 e 1,8% no mesmo período do ano anterior. 14

15 Tabela 5: Demonstração de resultado consolidado R$ milhões 2T07 1T08 2T08 Tri. 12 meses RECEITA BRUTA 367,6 389,2 411,2 5,6% 11.9% Telefonia fixa 230,5 230,9 232,0 0,5% 0,7% Telefonia celular 59,8 59,6 64,1 7,5% 7,1% Contact center 33,8 42,3 52,2 23,4% 54,6% Comunicação Multimídia 28,1 40,0 42,5 6,4% 51,5% Demais negócios 15,5 16,4 20,4 24,1% 31,4% Impostos e deduções (88,1) (93,0) (98,5) 5,9% 11,8% RECEITA LÍQUIDA 279,5 296,2 312,7 5,6% 11,9% CUSTOS E DESPESAS OPERACIONAIS (203,1) (214,4) (236,1) 10,2% 16,3% Pessoal (63,2) (74,8) (84,3) 12,8% 33,4% Materiais (6,8) (6,2) (7,8) 24,8% 13,6% Serviços de terceiros (48,8) (46,6) (51,8) 11,2% 6,1% Interconexão (50,1) (52,1) (55,2) 6,0% 10,2% Meios de Conexão - EILD (4,4) (6,4) (5,0) -21,7% 14,5% Propaganda e Marketing (5,6) (5,4) (10,2) 91,1% 82,1% PDD (7,4) (6,5) (5,3) -17,8% -28,3% Outros (14,0) (13,2) (13,8) 4,2% -1,6% Custo das Mercadorias Vendidas (2,7) (3,3) (2,8) -16,1% 3,0% OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS 0,6 (3,3) (1,6) -50,8% NA EBITDA 78,5 80,1 76,5-4,5% -2,6% Margem % Depreciações e amortizações (33,1) (32,7) (33,6) 2,7% 1,7% Amortizações de ágio (1,5) (1,6) (1,6) 0,0% 9,3% Leasing (6,9) (8,6) (7,3) -15,0% 6,7% EBIT 37,1 37,1 33,9-8,6% -8,5% Financeiras, líquidas (30,0) (26,1) (26,0) -0,4% -13,6% Equivalência patrimonial Receitas (despesas) não operacionais, líquidas 0,0 (0,1) 3,4 NA NA LUCRO ANTES DOS IMPOSTOS 7,1 11,0 11,4 3,8% 60,6% Imposto de renda e contribuição social (2,1) (2,8) (2,4) -12,3% 16,6% LUCRO ANTES DE PARTICIPAÇÕES 5,0 8,2 9,0 9,3% 78,9% Participação dos acionistas minoritários 0,0 0,5 0,5-6,6% NA LUCRO LÍQUIDO 5,0 8,7 9,5 8,3% 87,8% 15

16 Endividamento 2T08 Aging da dívida R$ milhões % Em 1 ano 94,2 16,2% De 1 a 2 anos 101,5 17,5% De 2 a 3 anos 95,1 16,4% De 3 a 4 anos 104,9 18,0% Após 4 anos 185,7 31,9% Total 581,3 100,0% Caixa 57,1 Dívida líquida 524,2 2T07 Aging da dívida R$ milhões % Em 1 ano 184,1 33,0% De 1 a 2 anos 152,1 27,3% De 2 a 3 anos 119,3 21,4% De 3 a 4 anos 80,9 14,5% Após 4 anos 21,7 3,9% Total 558,2 100,0% Caixa 36,9 Dívida líquida 521,2 Em , a CTBC apresentava um endividamento bruto de R$ 581,3 milhões, ante R$ 558,2 milhões em Apesar do aumento da dívida bruta, houve uma considerável melhora em seu perfil, com um aumento do seu prazo médio de vencimento e uma queda do seu custo médio. O adequado perfil de endividamento da CTBC é resultado de dois fatores principais, quais sejam: (i) a captação de R$ 250 milhões, em 2 de julho de 2007, por meio da 1ª emissão pública de debêntures da Empresa. As debêntures, emitidas integralmente em moeda nacional, têm um prazo de vigência de sete anos, contados da data de emissão, com vencimento em 2 de julho de 2014 e são remuneradas a uma taxa de CDI + 0,85% ao ano e (ii) o permanente trabalho da Empresa na busca de uma melhor eficiência na gestão do seu endividamento, renegociando todos os seus contratos bancários de forma a alongar o seu perfil e a reduzir seu custo financeiro. Com isto, a CTBC encerrou o 2T08 com uma dívida líquida consolidada de R$ 524,2 milhões, ante R$ 521,2 milhões, mesmo com a realização do volume de investimentos mencionado no item a seguir. O aumento de R$ 3 milhões na dívida líquida é decorrente do pagamento de 10% do valor de aquisição da licença da tecnologia celular de terceira geração, o 3G. 16

17 Investimentos No 2T08 foram investidos R$ 89,1 milhões, contra R$ 40 milhões no 1T08. Os principais destinos dos investimentos foram o projeto CTBC i.você, de migração de todas as redes da Empresa para redes NGN, e a aquisição da licença da tecnologia celular de terceira geração, o 3G. 17

18 ATENDIMENTO À INSTRUÇÃO CVM 381 A Companhia declara que, durante o exercício de março a junho de 2008, nossos auditores independentes não prestaram quaisquer outros serviços que não fossem relacionados à auditoria externa. As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas a perspectivas de crescimento da CTBC são meramente projeções e, como tais, são baseadas exclusivamente nas expectativas da Companhia sobre o futuro dos negócios. Essas expectativas dependem, substancialmente, de mudanças nas condições de mercado, do desempenho da economia brasileira, do setor e dos mercados internacionais e, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Os resultados futuros das operações da Companhia podem divergir das atuais expectativas e o leitor não deve se basear exclusivamente nas posições aqui realizadas. Estas previsões emitem a opinião unicamente na data em que são feitas e a CTBC não se obriga a atualizá-las à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros. 18

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

1T10 RESULTADOS. Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom

1T10 RESULTADOS. Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom RESULTADOS 1T10 Uberlândia MG, Maio de 2010 A Algar Telecom, Empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados do 1º Trimestre de 2010 (1T10). As Informações

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0%

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0% Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26 de abril de 2006 Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT;BOVESPA:EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Algar Telecom. Abril de 2013

Algar Telecom. Abril de 2013 Algar Telecom Abril de 2013 Algar Telecom Portfólio diversificado e complementar. Soluções em Telecom e Tecnologia de Processos de negócios Foco na qualidade de atendimento e relacionamento com seus clientes.

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3)

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) Análise Setorial Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) A Sabesp divulgou ontem (09/05/2013, após o encerramento do mercado, seus números referentes ao primeiro trimestre de 2013. O

Leia mais

PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 3T15

PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 3T15 PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 3T15 No 3T15, lançamentos consolidados atingem R$606,8 milhões, com vendas brutas de R$682,0 milhões. As vendas líquidas encerraram o 3T15 em R$492,8 milhões, alcançando

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

Apresentação institucional CTBC 1T07

Apresentação institucional CTBC 1T07 Apresentação institucional CTBC 1T07 1 Visão geral Empresa integrada de telecomunicações - há mais de 53 anos no mercado de telecom - portfolio completo de serviços - forma de atuação regional (proximidade

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Bom dia, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Inpar para discussão dos resultados referentes

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES A Receita dos Serviços de Locação da Ouro Verde registrou novamente crescimento significativo, de 25,0% na comparação com o 1S13. A receita líquida total, incluindo

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 1 DESTAQUES DO 2T09 2 Base de Clientes TV a Cabo: 3,5 milhões Base de Clientes Net Vírtua: 2,6 milhões Base de Clientes em Voz: 2,3 milhões ARPU: oportunidade

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom. Reunião Gerencial, 20/05/2008

Apresentação de resultados. Algar Telecom. Reunião Gerencial, 20/05/2008 Apresentação de resultados Algar Telecom 2008 Agenda Segmentos de negócios Concessão e Expansão Resultados de 2008 Agenda Segmentos de negócios Concessão e Expansão Resultados de 2008 Segmentos de negócios

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 4T14 2014 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

Banco ABC Brasil Relações com Investidores Transcrição da Teleconferência de Resultados do 1T13 03 de maio de 2013

Banco ABC Brasil Relações com Investidores Transcrição da Teleconferência de Resultados do 1T13 03 de maio de 2013 Banco ABC Brasil Relações com Investidores Transcrição da Teleconferência de Resultados do 1T13 03 de maio de 2013 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2013 Bom dia a todos e obrigado por participarem

Leia mais

Transcrição Teleconferência Resultados 3T07 Trisul 14 de Novembro de 2007

Transcrição Teleconferência Resultados 3T07 Trisul 14 de Novembro de 2007 Boa tarde, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência dos resultados referentes ao 3T07 da. Hoje nós temos a presença do Sr. Jorge Cury Neto, Diretor Presidente, Sr. Marco Antonio Cattini

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 1T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 1T10 Apresentação de resultados Algar Telecom Destaques do Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom Algar Tecnologia, subsidiária integral da Algar Telecom que

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015 Resultados do 3º trimestre de 2015 São Paulo, 13 de novembro de 2015 A Administração da Empresa de Distribuição de Energia do Vale Paranapanema ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do terceiro

Leia mais

REGULAMENTO OFERTAS LIGADO EXCLUSIVO PARA A CIDADE UBERLÂNDIA

REGULAMENTO OFERTAS LIGADO EXCLUSIVO PARA A CIDADE UBERLÂNDIA REGULAMENTO OFERTAS LIGADO EXCLUSIVO PARA A CIDADE UBERLÂNDIA 1. OBJETIVO: o presente regulamento tem por objetivo estabelecer a relação entre as empresas Companhia de Telecomunicações do Brasil Central,

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 A Itautec S.A., companhia brasileira de capital aberto atuante no setor de tecnologia em soluções de automação bancária, automação

Leia mais

31 de Março 2010 Divulgação dos Resultados Pro Forma do ano de 2009

31 de Março 2010 Divulgação dos Resultados Pro Forma do ano de 2009 31 de Março 2010 Divulgação dos Resultados Pro Forma do ano de 2009 CRIAÇÃO DA MULTIPLUS S.A. Ao longo do segundo semestre de 2009 a TAM S.A. concluiu a montagem de sua subsidiária, a Multiplus S.A., que

Leia mais

RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre de 2011. RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre 2011

RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre de 2011. RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre 2011 3º Trimestre 2011 Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro instrumento financeiro, nem esta apresentação ou

Leia mais

5. Empresa em Estudo Oi

5. Empresa em Estudo Oi 80 5. Empresa em Estudo Oi Este capítulo retrata a Oi, primeira empresa a oferecer a tecnologia GSM no Brasil, a sua origem, os serviços oferecidos, o lançamento e a escolha da marca. 5.1. A Empresa Holding

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO Olá, pessoal! Hoje trago uma aula sobre a Demonstração do Valor Adicionado DVA, que foi recentemente tornada obrigatória para as companhias abertas pela Lei 11.638/07, que incluiu o inciso V ao art. 176

Leia mais

Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009

Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 GVT (Holding) S.A. Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 Curitiba, 22 de Abril de 2009 Curitiba, 22 de abril de 2009: A GVT (Holding) S.A. (Bovespa: GVTT3, Reuters: GVTT3.SA e Bloomberg GVTT3:BZ),

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T12 Contax (CTAX4 BZ) 26 de fevereiro de 2013. Tales Freire, Bradesco:

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T12 Contax (CTAX4 BZ) 26 de fevereiro de 2013. Tales Freire, Bradesco: Tales Freire, Bradesco: Bom dia a todos. Eu sei que a Companhia é bastante criteriosa para definir algum tipo de despesa como não recorrente, mas observando o resultado, vimos que outras despesas operacionais

Leia mais

Resultados do 4T09 e 2009

Resultados do 4T09 e 2009 18 /03/2010 Resultados do 4T09 e 2009 Eduardo Alcalay Presidente Destaques do Ano MAIOR RENTABILIDADE Crescimento de EBITDA num cenário econômico desafiador Ganho de rentabilidade: crescimento de 21% no

Leia mais

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations Apresentação APIMEC Dezembro 2010 AGENDA 03. Mercado Brasileiro de Telecom 06. Oi: Perfil e Estratégia 13. Resultados Operacionais e Financeiros 19. Aliança com a Portugal Telecom Mercado Brasileiro de

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008 Apresentação de Resultados 1T08 19 de Maio de 2008 Agenda A Companhia Resultados Operacionais Resultados Financeiros 2 Operação Virtual Canal Lojas A Companhia Globex S.A. Globex Utilidades S.A.: operadora

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

DESTAQUES. TCP R$ milhões 3T03 TCO. 3T02 próforma

DESTAQUES. TCP R$ milhões 3T03 TCO. 3T02 próforma VIVO, O MAIOR GRUPO EMPRESARIAL DE TELEFONIA MÓVEL DA AMÉRICA DO SUL DIVULGA OS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2003 DA TELESP CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES:

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

APIMEC SP Maio 2006 1

APIMEC SP Maio 2006 1 APIMEC SP Maio 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES A BDO International é uma rede mundial

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões.

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões. Desempenho Operacional e Financeiro Consolidado As informações contidas neste comunicado são apresentadas em Reais e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem

Leia mais

PLANO DE AÇÃO PARA MELHORIA DA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO DE TELEVISÃO POR ASSINATURA.

PLANO DE AÇÃO PARA MELHORIA DA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO DE TELEVISÃO POR ASSINATURA. PLANO DE AÇÃO PARA MELHORIA DA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO DE TELEVISÃO POR ASSINATURA. CTBC CELULAR S/A IMAGE TELECOM TV VÍDEO CABO LTDA Sobre a Algar Telecom Diferenciada pelo atendimento eficaz e uso de tecnologias

Leia mais

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 1) Conjuntura Econômica Em função dos impactos da crise econômica financeira mundial, inciada no setor imobiliário

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 2T08 Trisul (TRIS3 BZ) 15 de agosto de 2008

Transcrição da Teleconferência Resultados do 2T08 Trisul (TRIS3 BZ) 15 de agosto de 2008 Operadora: Bom dia, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência de resultados do 2T08 da Trisul. Hoje nós temos a presença do Sr. Jorge Cury Neto, Diretor-Presidente, Sr. Marco Antônio Mattar,

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Destaques do Trimestre 2 Lançamento recente do Net Fone.com, produto que combina os serviços de telefonia, acesso rápido à internet e melhoria de imagem,

Leia mais

TÓPICO ESPECIAL DE CONTABILIDADE: IR DIFERIDO

TÓPICO ESPECIAL DE CONTABILIDADE: IR DIFERIDO TÓPICO ESPECIAL DE CONTABILIDADE: IR DIFERIDO! O que é diferimento?! Casos que permitem a postergação do imposto.! Diferimento da despesa do I.R.! Mudança da Alíquota ou da Legislação. Autores: Francisco

Leia mais

COMENTÁRIO DOS DIRETORES. Brasil Telecom S.A. Data base: 31 de Dezembro de 2010

COMENTÁRIO DOS DIRETORES. Brasil Telecom S.A. Data base: 31 de Dezembro de 2010 COMENTÁRIO DOS DIRETORES Brasil Telecom Data base: 31 de Dezembro de 2010 1 10.1. Comentários dos diretores sobre: 10. COMENTÁRIOS DOS DIRETORES a) condições financeiras e patrimoniais gerais A Diretoria

Leia mais

INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital

INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital 5 INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital 1.1 Processo de decisão de orçamento de capital A decisão de investimento de longo prazo é a decisão financeira mais

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 03 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

IFRS TESTE DE RECUPERABILIDADE CPC 01 / IAS 36

IFRS TESTE DE RECUPERABILIDADE CPC 01 / IAS 36 IFRS TESTE DE RECUPERABILIDADE CPC 01 / IAS 36 1 Visão geral O CPC 01 é a norma que trata do impairment de ativos ou, em outras palavras, da redução ao valor recuperável de ativos. Impairment ocorre quando

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p. Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa):

Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p. Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa): Pesquisa Industrial Anual Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa): Aluguéis e arrendamentos Despesas com

Leia mais

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Senhor acionista e demais interessados: Apresentamos o Relatório da Administração e as informações

Leia mais

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 2014 (R$) 949.176.907,56

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 2014 (R$) 949.176.907,56 ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 1. Informar o lucro líquido do exercício. 949.176.907,56 2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos,

Leia mais

O QUE É ATIVO INTANGÍVEL?

O QUE É ATIVO INTANGÍVEL? O QUE É ATIVO INTANGÍVEL?! Quais as características do Ativo Intangível?! O problema da mensuração dos Ativos Intangíveis.! O problema da duração dos Ativos Intangíveis. Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2014 e 2013

Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis MAA/MFD/YTV 2547/15 Demonstrações contábeis Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis Balanços patrimoniais

Leia mais

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7%

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% Mogi Guaçu (SP), 11 de agosto de 2014 - A MAHLE Metal Leve S.A. (BM&FBOVESPA: LEVE3), Companhia líder na fabricação e comercialização de

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T14 em português TOTVS (TOTS3 BZ) 31 de julho de 2014

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T14 em português TOTVS (TOTS3 BZ) 31 de julho de 2014 Operadora: Bom dia. Sejam bem-vindos à teleconferência da TOTVS referente aos resultados do 2T14. Estão presentes os senhores Alexandre Mafra, Vice-Presidente Executivo e Financeiro e Vice-Presidente de

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA «21. O sistema de intermediação financeira é formado por agentes tomadores e doadores de capital. As transferências de recursos entre esses agentes são

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

Brasil Telecom Participações S.A.

Brasil Telecom Participações S.A. BRTP3: R$21,00 / 1.000 ações BRTP4: R$17,80 / 1.000 ações BRP: US$31,35 / ADR Valor de Mercado: R$6.838 milhões Fechamento de 01 de novembro de 2004 Brasil Telecom Participações S.A. Divulgação de Resultado

Leia mais

Número de acessos à internet banda larga atinge 176 mil, um crescimento de 72,7% em relação ao 3T06.

Número de acessos à internet banda larga atinge 176 mil, um crescimento de 72,7% em relação ao 3T06. Resultados do 3T07 Uberlândia MG, novembro de 2007 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A., empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012 Teleconferência de Resultados e 2012 28 de fevereiro de 2013 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 06. Operações de Arrendamento Mercantil

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 06. Operações de Arrendamento Mercantil COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 06 Operações de Arrendamento Mercantil Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 17 (IASB) PRONUNCIAMENTO Índice Item OBJETIVO

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 Resultados Janeiro Março / 2011 ÍNDICE MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 DIVIDENDOS E

Leia mais

Relatório Anual. Exercício 2010. 1ª Emissão de Debêntures Simples

Relatório Anual. Exercício 2010. 1ª Emissão de Debêntures Simples Relatório Anual Exercício 2010 1ª Emissão de Debêntures Simples Í NDICE CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA... 3 CARACTERÍSTICAS DAS DEBÊNTURES... 3 DESTINAÇÃO DE RECURSOS... 5 ASSEMBLÉIAS DE DEBENTURISTAS... 6

Leia mais

CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX. Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009.

CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX. Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009. CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009. 1 DRE PRO-FORMA Com objetivo de haver comparabilidade na análise de resultados, os comentários de

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

CSU CardSystem - 2010

CSU CardSystem - 2010 CSU CardSystem - 2010 Considerações Iniciais Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários

Leia mais

SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS

SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 CONTEÚDO

Leia mais

http://www.portaldecontabilidade.com.br/guia/clientes/comercial/imobi... ATIVO IMOBILIZADO

http://www.portaldecontabilidade.com.br/guia/clientes/comercial/imobi... ATIVO IMOBILIZADO 1 de 6 31/01/2015 14:40 ATIVO IMOBILIZADO O Ativo Imobilizado é formado pelo conjunto de bens e direitos necessários à manutenção das atividades da empresa, caracterizados por apresentar-se na forma tangível

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD PRESS RELEASE Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD Segunda-feira, 3/5/2004 Divulgação dos Resultados do 1 º trimestre 2004 O Banco Bradesco apresentou Lucro Líquido de R$ 608,7 milhões no 1 º

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 15 Rendimentos a distribuir 412 366 Aplicações financeiras de renda fixa 28 8

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14

Apresentação de Resultados 3T14 Apresentação de Resultados 3T14 Destaques do Período Início da operação comercial dos parques do LER 2009 Maior complexo de energia eólica da América Latina: 14 parques, 184 aerogeradores, 294,4 MW de

Leia mais

Operadora: Alexandre Dias:

Operadora: Alexandre Dias: Operadora: Boa tarde, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência de resultados do 3T da Anhanguera Educacional. Hoje nós temos a presença do Sr. Alexandre Dias, CEO da Companhia, Sr. Ricardo

Leia mais

APIMEC-SP 31 de Julho de 2012

APIMEC-SP 31 de Julho de 2012 APIMEC-SP 31 de Julho de 2012 AVISO LEGAL A Companhia faz declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa Administração

Leia mais

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de e relatório de revisão dos auditores independentes Relatório de revisão dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Aos Administradores

Leia mais

Apresentação de Resultados do 4T13

Apresentação de Resultados do 4T13 Apresentação de Resultados do 4T13 Geraldo Bom dia a todos. Em nome da M DIAS BRANCO, gostaria de agradecer a presença dos senhores em nossa teleconferência para discussão dos resultados da Companhia no

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Política monetária e senhoriagem: depósitos compulsórios na economia brasileira recente

Política monetária e senhoriagem: depósitos compulsórios na economia brasileira recente Política monetária e senhoriagem: depósitos compulsórios na economia brasileira recente Roberto Meurer * RESUMO - Neste artigo se analisa a utilização dos depósitos compulsórios sobre depósitos à vista

Leia mais

Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva

Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva 13 Fev 2015 17h00 Fitch Ratings - Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2015: A Fitch Ratings afirmou, hoje, o Rating Nacional de Longo Prazo

Leia mais

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014 POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14 11 de novembro de 2014 Seção I Destaques 3T14 Positivo Informática registra lucro líquido de R$ 13,5 milhões no 3T14 Retomada dos volumes no varejo e aceleração no

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 3T09 1

Teleconferência de Resultados do 3T09 1 Teleconferência de Resultados do 3T09 1 AGENDA Constantino Olivera Junior - Fundador e Presidente 1 Leonardo Pereira Vice Presidente Executivo 2 Sessão de Perguntas e Respostas 3 Aqui Todo Mundo Pode Voar

Leia mais

ASPECTOS AVANÇADOS NA ANÁLISE

ASPECTOS AVANÇADOS NA ANÁLISE ASPECTOS AVANÇADOS NA ANÁLISE! O que é Necessidade de Capital de Giro (NCG)! Como se determina a NCG! Reclassificação das contas do Ativo e Passivo Circulante! Causas das variações da NCG Autores: Francisco

Leia mais

BTG Pactual XIII CEO Conference

BTG Pactual XIII CEO Conference BTG Pactual XIII CEO Conference Fevereiro 2012 Agenda Visão Geral Magazine Luiza Principais Eventos em 2011 Expectativas para 2012 2 Visão Geral Magazine Luiza Liderança de Mercado Uma das maiores redes

Leia mais

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 80 Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Parecer dos Auditores Independentes 81 Aos Acionistas da Inepar Telecomunicações S.A Curitiba - PR 1. Examinamos

Leia mais