ATENDIMENTO PESSOAL E TELEFÓNICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATENDIMENTO PESSOAL E TELEFÓNICO"

Transcrição

1 ÁREA COMERCIAL

2 ATENDIMENTO PESSOAL E TELEFÓNICO Como entusiasmar clientes pela forma de atender? Desenvolver competências técnicas e relacionais que potenciem a angariação e satisfação de clientes. Atendimento e valorização da Imagem da Organização: - Expectativas e Necessidades do Cliente, - Fases de atendimento, - Perfil de clientes; Comunicação no Atendimento: - Importância da Comunicação não Verbal, - Barreiras à Comunicação, - Comunicação Positiva; Momento Chave da relação de atendimento presencial; Regras de Ouro no atendimento telefónico; Resolução de problemas; Todos os profissionais que exercem funções de atendimento ao público.

3 VENDAS COM ALTO DESEMPENHO A equipa comercial da sua empresa sabe vender com impacto? Compreender e aplicar o processo de venda como um processo de valor e alto desempenho. A venda começa na atitude; Critérios de venda consultiva; Alta influência sobre o cliente; Postura mental de alto desempenho; Princípios de credibilidade; Plano de acção de um processo de venda baseado em valor: - Investigar, - Manter contacto, - Procurar informações, - Adequar, - Convencer, - Terminar; A importância da gestão do tempo no sucesso da venda; Profissionais que actuam na área comercial.

4 PREPARAÇÃO E CONDUÇÃO DE REUNIÕES Sabe obter o máximo de proveito das reuniões comerciais? Desenvolver competências para liderara reuniões com êxito. As reuniões como ferramenta de gestão: - Tipologia e Funções das reuniões, - Factores de contingência das reuniões, - Comportamentos de liderança nas reuniões; Organização das reuniões: Onde, Como e Porquê: - Preparação: Convocatória e Objectivos, - Condução: Comunicação e Gestão do tempo, - Avaliação: Melhorias a implementar; Todos os profissionais que pretendam obter sucesso nas suas reuniões comerciais.

5 ESTRATÉGIAS E TÁCTICAS DE NEGOCIAÇÃO Sabe negociar ou tem dificuldades em fechar negócio? Preparar, conduzir e fechar processos de negociação mediante a construção de laços de confiança (ganhar-ganhar). Competências do Negociador; Preparação da Negociação com a definição de estratégias; Construção do clima para o sucesso da negociação; Técnicas de Negociação; Finalização da Negociação; Equipas Comerciais, Gestores e todos os interessados em aperfeiçoar as suas estratégias de negociação.

6 GESTÃO DE RECLAMAÇÕES Perde clientes devido às dificuldades no relacionamento com clientes difíceis? Reforçar capacidades relacionais de forma a gerir situações difíceis e valorizar a imagem da organização. A importância da recolha de informação junto de clientes Comportamentos eficazes na relação com clientes difíceis Estratégias no tratamento de reclamações Resolução de Problemas e fidelização do cliente Optimização das respostas escritas Profissionais com funções de atendimento ao público.

7 FIDELIZAÇÃO E SATISFAÇÃO DE CLIENTES Sabe garantir a fidelização dos seus clientes? Reforçar competências relacionais que potenciem a satisfação do cliente e a sua consequente fidelização. Comportamento e Valor do Cliente Marketing ao serviço da fidelização de clientes Gestão da Satisfação do Cliente - Necessidades e Expectativas do Cliente - Determinantes da (In)Satisfação - Consequências da (In)Satisfação - Avaliação da Satisfação do Cliente Gestão da Fidelização do Cliente - Sistemas de fidelização do Cliente - Recuperação de Clientes Perdidos Importância da Gestão de Reclamações na fidelização do Cliente - Prevenção e Reparação do erro - Assertividade na situação de reclamação Profissionais que lidam directamente com o cliente.

8 MARKETING PESSOAL Utiliza estratégias de marketing para o sucesso pessoal e profissional? Promover o uso de estratégias de marketing empresarial e adaptá-las ao desenvolvimento pessoal. Marketing ao serviço doa eficácia pessoal e profissional Gestão do tempo e estabelecimento de prioridades Análise SWOT Estratégia de Comunicação Plano de Marketing Todos os profissionais no activo ou em transição que pretendam desenvolver-se pessoalmente.

Liderança e Gestão de Equipas

Liderança e Gestão de Equipas Liderança e Gestão de Equipas Procura-se que esta acção seja: prática, que forneça aos participantes soluções facilmente aplicáveis no quotidiano e permitam pilotar com eficácia e optimizar o funcionamento

Leia mais

ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL

ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL COMUNICAÇÃO E IMAGEM COMO FACTORES COMPETITIVOS A sua empresa tem problemas ao nível da comunicação interna? Promover a Comunicação assertiva no relacionamento

Leia mais

Cegoc Moçambique O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE. cegoc.co.mz

Cegoc Moçambique O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE. cegoc.co.mz Cegoc Moçambique Formação e Consultoria em Capital Humano O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE cegoc.co.mz O maior grupo europeu de formação profissional agora em Moçambique

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

CURSO LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAS

CURSO LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAS CURSO LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris Academy

Leia mais

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A.

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. Empresa especializada na concepção, instalação e manutenção de equipamentos para a indústria hoteleira, restauração e similares. Primeira empresa do sector a nível

Leia mais

COMPORTAMENTAL, LIDERANÇA e RECURSOS HUMANOS. Comportamental, Liderança e Recursos Humanos

COMPORTAMENTAL, LIDERANÇA e RECURSOS HUMANOS. Comportamental, Liderança e Recursos Humanos Comportamental, Liderança e Recursos Humanos LIDERANÇA DURAÇÃO 21 horas ENQUADRAMENTO O grande desafio do século XXI consiste em conseguir desenvolver o potencial humano como forma de capacitar as organizações

Leia mais

A GESTÃO DAS VENDAS COMO UMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA

A GESTÃO DAS VENDAS COMO UMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA A GESTÃO DAS VENDAS COMO UMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA DE QUE FORMA OS GESTORES DE VENDAS ADICIONAM VALOR À SUA ORGANIZAÇÃO? Desenvolver Gestores de Vendas eficazes tem sido uma das grandes preocupações

Leia mais

Com todo o prazer vimos pelo presente apresentar a oferta formativa da Formação.

Com todo o prazer vimos pelo presente apresentar a oferta formativa da Formação. Caro Parceiro, Com todo o prazer vimos pelo presente apresentar a oferta formativa da Formação. Prisma, Instituto de O presente catálogo de formação tem como o objectivo principal fornecer-lhe as informações

Leia mais

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente Inteligência Emocional A importância de ser emocionalmente inteligente Dulce Sabino, 2008 Conceito: Inteligência Emocional Capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos

Leia mais

Mónica Montenegro António Jorge Costa

Mónica Montenegro António Jorge Costa Mónica Montenegro António Jorge Costa INTRODUÇÃO... 4 REFERÊNCIAS... 5 1. ENQUADRAMENTO... 8 1.1 O sector do comércio em Portugal... 8 2. QUALIDADE, COMPETITIVIDADE E MELHORES PRÁTICAS NO COMÉRCIO... 15

Leia mais

IDERANÇA E GESTÃO. Desenvolver competências que permitam acompanhar, motivar, desenvolver e avaliar equipas de trabalho

IDERANÇA E GESTÃO. Desenvolver competências que permitam acompanhar, motivar, desenvolver e avaliar equipas de trabalho L DE PESSOAS IDERANÇA E GESTÃO Desenvolver competências que permitam acompanhar, motivar, desenvolver e avaliar equipas de trabalho Coordenadores e Chefias Intermédias Adquirir técnicas de Liderança, de

Leia mais

CONSULTORIA POSITIVA

CONSULTORIA POSITIVA O consultor é uma pessoa que, pela sua habilidade, postura e posição, tem o poder de influenciar as pessoas, grupos e organizações, mas não tem o poder directo para produzir mudanças ou programas de implementação.

Leia mais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais conteúdos: Programa de formação avançada centrado nas competências e necessidades dos profissionais. PÁGINA 2 Cinco motivos para prefirir a INOVE RH como o seu parceiro, numa ligação baseada na igualdade

Leia mais

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de Pessoas) na Gestão Empresarial Marketing Interno Licenciatura de Comunicação Empresarial 3º Ano Docente: Dr. Jorge Remondes / Discente: Ana Teresa Cardoso

Leia mais

Áreas de formação. Administrativa Técnicas de secretariado Preparação e condução de reuniões Protocolo empresarial

Áreas de formação. Administrativa Técnicas de secretariado Preparação e condução de reuniões Protocolo empresarial Áreas de formação Desenvolvimento pessoal Liderança e gestão de equipas Motivação Gestão de conflitos Resolução de problemas e tomada de decisão Coaching organizacional Gestão de tempo e do stress Comunicação

Leia mais

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA HOMOLOGAÇÃO: José Eduardo Carvalho 14-03- Pág. 2 de 5 A Tagusgás subscreve a Política AQS da Galp Energia. A Política AQS da Tagusgás foi definida tendo em consideração os Objectivos Estratégicos do Grupo

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

Anexo VI (A que se refere o artigo 2.º) LISTA DE COMPETÊNCIAS DIRIGENTES INTERMÉDIOS

Anexo VI (A que se refere o artigo 2.º) LISTA DE COMPETÊNCIAS DIRIGENTES INTERMÉDIOS Anexo VI (A que se refere o artigo 2.º) LISTA DE COMPETÊNCIAS DIRIGENTES INTERMÉDIOS N.º ORIENTAÇÃO PARA RESULTADOS: Capacidade para se focalizar na concretização dos objectivos do serviço e garantir que

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt

www.highskills.pt geral@highskills.pt Processos e relações para um Desempenho de Excelência Especial Secretárias Objetivos Gerais Este curso tem como objetivo dotar os participantes de competências, técnicas e instrumentos que lhes permitam

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 RESUMO

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 RESUMO RESUMO METODOLOGIAS DO MARKETING DIGITAL As marcas e empresas precisam de ser ENCONTRADAS COMPREENDIDAS MEMORÁVEIS METODOLOGIAS DO MARKETING DIGITAL Ciclo de acções dos projectos de PESQUISA OBJECTIVOS

Leia mais

Código de Ética e de Conduta

Código de Ética e de Conduta visa dar a conhecer de forma inequívoca aos colaboradores, clientes, entidades públicas, fornecedores e, de uma forma geral, a toda a comunidade os valores preconizados, vividos e exigidos pela empresa,

Leia mais

COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA

COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA CURSO PARA A Liderança e Gestão Implemente e Aplique COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA A Liderança é conseguir olhar mais alto e mais longe, para que a actuação das pessoas alcance o seu potencial

Leia mais

Relatório de Avaliação. Curso: Liderança para Chefias Intermédias e Jovens Quadros

Relatório de Avaliação. Curso: Liderança para Chefias Intermédias e Jovens Quadros Relatório de Avaliação Curso: Liderança para Chefias Intermédias e Jovens Quadros Praia, 01 de Novembro de 2010 Índice 1. ENQUADRAMENTO 2. OBJECTIVOS DO DOCUMENTO PARTE I - ENQUADRAMENTO DO CURSO E METODOLOGIA

Leia mais

Calendário de Formação Inter-Empresas

Calendário de Formação Inter-Empresas Calendário de Formação Inter-Empresas 1º Semestre 2011 PROFESSIONAL SELLING SKILLS DEMINAR (SEMINÁRIO DE DEMONSTRAÇÃO GRATUITO) Enquadramento Resultados O perfil do Cliente tem vindo a mudar e em consequência

Leia mais

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados;

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados; VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos e electrónicos, oferecendo

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO CATÁLOGO DE FORMAÇÃO . RECRUTAMENTO. OUTPLACEMENT. FORMAÇÃO. CONSULTORIA. ASSESSMENT ÍNDICE 05. Quem somos e Onde Estamos? 06. Formação e Desenvolvimento Pessoal 06. Metodologia 07. Áreas de Formação 07.

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO 1. Identificação do Curso Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Recursos Humanos 2. Destinatários Profissionais em exercício de funções na área de especialização do curso ou novos

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora.

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora. CURRICULUM VITAE Nome: Nuno Miguel de Campos Matos Vaz Neto Morada: Rua João de Oliveira Miguens, 5-5º C Código Postal e Localidade: 1350-187 Lisboa Nacionalidade: Portuguesa Telefone: +351917765911 E-mail:

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MARKETING. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Marketing Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MARKETING. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Marketing Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MARKETING PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Marketing Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA DE ACTIVIDADE - COMÉRCIO OBJECTIVO GLOBAL - Colaborar na definição

Leia mais

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos

Leia mais

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação LEARNING MENTOR Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219 Perfil do Learning Mentor Módulos da acção de formação 0. Pré-requisitos para um Learning Mentor 1. O papel e a função que um Learning Mentor

Leia mais

Gestão de Projectos. Área de Management/ Comportamental

Gestão de Projectos. Área de Management/ Comportamental Gestão de Projectos Área de / Comportamental INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Tel. (+351) 21 314 34 50 Fax. (+351) 21 314 34 49 e-mail. cursos@globalestrategias.pt Web. www.globalestrategias.pt 63 Project Fundamentals

Leia mais

Consultoria de Gestão Sistemas Integrados de Gestão Contabilidade e Fiscalidade Recursos Humanos Marketing e Comunicação Consultoria Financeira JOPAC SOLUÇÕES GLOBAIS de GESTÃO jopac.pt «A mudança é a

Leia mais

MBA Executivo Liderança e Desenvolvimento de Pessoas

MBA Executivo Liderança e Desenvolvimento de Pessoas MBA Executivo Liderança e Desenvolvimento de Pessoas Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Liderança e Desenvolvimento de Pessoas proporciona ao participante o conhecimento sobre liderança, motivação

Leia mais

FORMAÇÃO: PNL APLICADA À NEGOCIAÇÃO

FORMAÇÃO: PNL APLICADA À NEGOCIAÇÃO FORMAÇÃO: PNL APLICADA À NEGOCIAÇÃO Formadora: Dra. Cristina Campelo 1ª Edição: 29 e 30 de Abril 2ª Edição: 27 e 28 de Maio Local: Gescar Formação Rua Dr. David Mourão Ferreira, nº 9, Apartado 80, 3100

Leia mais

Departamento comercial e Marketing

Departamento comercial e Marketing Departamento comercial e Marketing Tânia Carneiro Nº20 12ºS Departamento Comercial Noção e objectivos da função comercial O departamento de vendas é considerado por muitos como mais importante da empresa,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1 APRESENTAÇÃO www.get-pt.com 1 -2- CULTURA GET -1- A nossa Visão Acreditamos que o elemento crítico para a obtenção de resultados superiores são as Pessoas. A nossa Missão A nossa missão é ajudar a melhorar

Leia mais

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1.

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1. rota 3 CLIENTES Rota 3 Índice Enquadramento e benefícios 6 Percurso 1. Comunicação Ética 8 Percurso 2. Ética nos Negócios 11 Percurso 3. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13 responsabilidade

Leia mais

Em Entrevistas Profissionais

Em Entrevistas Profissionais Em Entrevistas Profissionais Amplie a sua performance na valorização das suas competências 2011 Paula Gonçalves [paula.goncalves@amrconsult.com] 1 Gestão de Comunicação e Relações Públicas As Entrevistas

Leia mais

Riscos do Outsourcing

Riscos do Outsourcing Riscos do Outsourcing RISCOS FINANCEIROS Custos associados (processo de negociação) Custos não esperados RISCOS TECNOLÓGICOS Qualidade do serviço (degradação/má qualidade) Concorrência entre fornecedores

Leia mais

TREINO DE APTIDÕES SOCIAIS

TREINO DE APTIDÕES SOCIAIS APTIDÕES SOCIAIS TREINO DE APTIDÕES SOCIAIS Objectivo: aumentar as competências do sujeito para lidar com situações sociais e diminuir a sua ansiedade ou desconforto nestas Teorias acerca da etiologia

Leia mais

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 www.apcer.pt

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 www.apcer.pt O Papel das Auditorias na Gestão Empresarial Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 Auditoria Processo sistemático, independente e documentado, realizado com o propósito p de obter

Leia mais

Sejam bem vindos! Convenção de Vendas Nilko. Facilitador: Adriano Lunardon adriano@univeb.com.br

Sejam bem vindos! Convenção de Vendas Nilko. Facilitador: Adriano Lunardon adriano@univeb.com.br Sejam bem vindos! Convenção de Vendas Nilko 2012 Facilitador: Adriano Lunardon adriano@univeb.com.br Adriano Lunardon Empresário, Diretor Fundador da UniveB Escola Superior de Vendas do Brasil Diretor

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE APROVISIONAMENTO E VENDA DE PEÇAS DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE APROVISIONAMENTO E VENDA DE PEÇAS DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS TÉCNICO(A) DE APROVISIONAMENTO E VENDA DE PEÇAS DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/7 ÁREA DE ACTIVIDADE - AUTOMÓVEL OBJECTIVO GLOBAL - Planear, organizar, acompanhar e efectuar

Leia mais

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 www.apcer.pt

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 www.apcer.pt O Papel das Auditorias na Gestão Empresarial Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 Auditoria Processo sistemático, independente e documentado, realizado com o propósito p de obter

Leia mais

Aspectos a Abordar. Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt. Porquê Comunicar? Estratégia de Comunicação

Aspectos a Abordar. Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt. Porquê Comunicar? Estratégia de Comunicação Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt Conferência Gestão e Comunicação na Área dos Resíduos Estoril, 22 de Setembro de 2009 1 Aspectos a Abordar Porquê Comunicar?

Leia mais

Gestão por Processos ISO 9001: 2000

Gestão por Processos ISO 9001: 2000 Gestão por Processos 1 2 Existem três tipos de empresas: - as que fazem as coisas acontecer; - as que vêem as coisas acontecer; - as que não fazem ideia do que está a acontecer (Kotler) 3 Para o Sucesso

Leia mais

Gurus da Qualidade. Gestão da Qualidade. Licenciatura em Eng. Alimentar ESAC 2006/2007

Gurus da Qualidade. Gestão da Qualidade. Licenciatura em Eng. Alimentar ESAC 2006/2007 Gurus da Qualidade Gestão da Qualidade Licenciatura em Eng. Alimentar ESAC 2006/2007 Walter Shewhart 1891-1967 Cartas de controlo Causas normais e causas especiais de variação Controlo estatístico do processo

Leia mais

CONHEÇA-NOS MELHOR. 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados.

CONHEÇA-NOS MELHOR. 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados. CONHEÇA-NOS MELHOR 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados. Saber Ser Saber Fazer Saber Saber Saber Partilhar Saber Comunicar 02 www.aside.pt Saber Ser Saber Ser Sobre Nós Com

Leia mais

Apresentação a Empresas. (Sociedade registada na CMVM com o nº 340)

Apresentação a Empresas. (Sociedade registada na CMVM com o nº 340) Apresentação a Empresas (Sociedade registada na CMVM com o nº 340) AGENDA I. Equipa de Gestão II. Empresas e os desafios actuais III. Serviços especializados IV. Contactos 2 I. Equipa de Gestão Resumo

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 COMMERCIAL & MARKETING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

Atividades / Funções Operacionais

Atividades / Funções Operacionais Letra Organ C Designação Diretor-Geral Adjunto; CEO Assistant Missão Gestão da Política de Sustentabilidade da Empresa em coordenação com a Direção Geral nos ramos mais significativos da sua atividade:

Leia mais

A excelência é o nosso objectivo. E o seu?

A excelência é o nosso objectivo. E o seu? A excelência é o nosso objectivo. E o seu? Quem somos A experiência ao serviço do seu negócio A actuar no mercado desde 1977, a Petrochem Produtos Químicos de Portugal especializou-se no fabrico de soluções

Leia mais

LISTA DE COMPETÊNCIAS TÉCNICO SUPERIOR E TÉCNICO

LISTA DE COMPETÊNCIAS TÉCNICO SUPERIOR E TÉCNICO LISTA DE COMPETÊNCIAS TÉCNICO SUPERIOR E TÉCNICO N.º ORIENTAÇÃO PARA RESULTADOS: Capacidade para concretizar eficiência os objectivos do serviço e as tarefas e que lhe são solicitadas. com eficácia e 1

Leia mais

PROGRAMA STEP BY STEP

PROGRAMA STEP BY STEP PROGRAMA STEP BY STEP A Nossa Dica para um Processo de Internacionalização com Sucesso Antes de decidir exportar ou internacionalizar conheça primeiro o mercado. Todos sabemos que hoje o desígnio nacional

Leia mais

Portfolio de cursos TSP2

Portfolio de cursos TSP2 2013 Portfolio de cursos TSP2 J. Purcino TSP2 Treinamentos e Sistemas de Performance 01/07/2013 Como encantar e fidelizar clientes Visa mostrar aos participantes a importância do conhecimento do cliente,

Leia mais

ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO

ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO PLANO DE NEGÓCIO ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO Fernando F. Martins Empreendorismo no Vale do Sousa AderSousa Introdução A apresentação do nosso Plano desenvolve se em em duas partes distintas:

Leia mais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais Módulo 2 As Empresas e as Redes Sociais Introdução Eco sistemas de negócio Aplicações de negócio Construir uma empresa Tácticas/ Estratégias Segmentação Gestão - Profissionais Custo Gestão de tempo ROI

Leia mais

Referencial técnico-pedagógico da intervenção

Referencial técnico-pedagógico da intervenção Referencial técnico-pedagógico da intervenção De seguida explicitamos os referenciais técnico-pedagógicos das fases do MOVE-PME que carecem de uma sistematização constituindo factores de diferenciação

Leia mais

4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL

4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL 4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL 4.1- TIPOS DE ESTRATÉGIA DE MARKETING 4.2- PLANEAMENTO ESTRATÉGICO PARA O MARKETING 4.3- ESTRUTURA CONCEPTUAL PARA ESTRATÉGIA DE MARKETING 4.4- MODELOS COMO INSTRUMENTOS

Leia mais

Advisory(Assessoria de Gestão)

Advisory(Assessoria de Gestão) Advisory(Assessoria de Gestão) Explorar a floresta aproveitando a incerteza, sem se perder entre as árvores As empresas que estão claramente focadas na criação de valor demonstram que sabem o que fazem,

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

Satisfaça os seus Patrocinadores

Satisfaça os seus Patrocinadores Satisfaça os seus Patrocinadores Orador: Dr. José António Cardoso Director-Geral da Desejo Sem Limites Sinopse Cada vez mais existe a necessidade do promotor adaptar as suas propostas às realidades do

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Organização de Eventos Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/7 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDAS

Leia mais

Capítulo Descrição Página

Capítulo Descrição Página MANUAL DA QUALIIDADE ÍNDICE Capítulo Descrição Página 1 Apresentação da ILC Instrumentos de Laboratório e Científicos, Lda Dados sobre a ILC, sua história, sua organização e modo de funcionamento 2 Política

Leia mais

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade:

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade: Evolução do conceito 2 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da :. evolução do conceito. gestão pela total (tqm). introdução às normas iso 9000. norma iso 9000:2000 gestão pela total garantia da controlo

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME NATUREZA DO PROGRAMA O Programa Formação-Acção PME consiste num itinerário de Formação e Consultoria Especializada (Formação-Acção Individualizada), inteiramente

Leia mais

Estratégia para os Sistemas e Tecnologias de Informação

Estratégia para os Sistemas e Tecnologias de Informação Estratégia para os Sistemas e Tecnologias de Informação A transcrição ou reprodução deste documento não é permitida sem a prévia autorização escrita do IGIF PRINCIPAIS MENSAGENS O IGIF, na vertente SI,

Leia mais

GESTÃO LOGÍSTICA 05. O Papel da Logística na Organização Empresarial e na Economia. Padrões de SaC. Amílcar Arantes 1

GESTÃO LOGÍSTICA 05. O Papel da Logística na Organização Empresarial e na Economia. Padrões de SaC. Amílcar Arantes 1 GESTÃO LOGÍSTICA 2004-05 05 Capítulo - 2 Índice 1. Introdução 2. Definição de 3. 4. Desenvolvimento e Documentação de Padrões de SaC 5. Barreiras a uma Estratégia efectiva de SaC 6. Melhorar o Desempenho

Leia mais

Marketing e Comunicação Interna

Marketing e Comunicação Interna Marketing e Comunicação Interna Mestrado em Gestão e Desenvolvimento de RH 2º Semestre Cristina Mouta 2 Conteúdo Programático 2. Marketing interno 2.1. Conceito 2.2. Teorias e ferramentas do Marketing

Leia mais

Código de Conduta de Promotores OREY FINANCIAL INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, S.A.

Código de Conduta de Promotores OREY FINANCIAL INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, S.A. Código de Conduta de Promotores OREY FINANCIAL INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, S.A. Novembro de 2011 CÓDIGO DE CONDUTA DE PROMOTORES O objectivo deste documento é o de fixar um código de conduta e um

Leia mais

Bureau Veritas Certification. Responsabilidade Social, a Internacionalização e a Gestão do Risco

Bureau Veritas Certification. Responsabilidade Social, a Internacionalização e a Gestão do Risco Bureau Veritas Certification Responsabilidade Social, a Internacionalização e a Gestão do Risco Responsabilidade Social, a Internacionalização e a Gestão do Risco A introdução da gestão do risco na ISO

Leia mais

Espírito Santo Private Banking aumenta eficiência na gestão de clientes com Dynamics CRM

Espírito Santo Private Banking aumenta eficiência na gestão de clientes com Dynamics CRM Microsoft Dynamics CRM Customer Solution Case Study Espírito Santo Private Banking Espírito Santo Private Banking aumenta eficiência na gestão de clientes com Dynamics CRM Sumário País Portugal Sector

Leia mais

ASSISTIR AS PME NAS ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO

ASSISTIR AS PME NAS ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO ASSISTIR AS PME NAS ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO O papel da Assistência Empresarial do IAPMEI António Cebola Sines, 11 de Dezembro de 2009 MISSÃO DO IAPMEI Promover a inovação e executar políticas de estímulo

Leia mais

Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão

Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão Dr. Pedro Filipe ENAD. 31 de Agosto de 2015 AGENDA Contextualização Plano de Trabalho PSGSS Status Gestão Integrada

Leia mais

CONQUISTAR E MANTER CLIENTES

CONQUISTAR E MANTER CLIENTES 1 CONQUISTAR E MANTER CLIENTES Historicamente, o marketing se concentrou na atração de novos clientes. O pessoal de vendas era mais recompensado por achar um novo cliente do que por prestar muita atenção

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE Planificação anual de Comunicação e Relações Interpessoais - 10.º ano

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE Planificação anual de Comunicação e Relações Interpessoais - 10.º ano Planificação anual de Comunicação e Relações Interpessoais - 10.º ano Turma: 10.º I Professor: Ana Paula Calhegas 1 - Estrutura e Finalidades da disciplina A disciplina de Comunicação e Relações Interpessoais

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS: O papel do Gestor de RH

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS: O papel do Gestor de RH ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS: O papel do Gestor de RH A importância de se implantar programas para aperfeiçoamento de gestores Ana Clara Jorge Carolina Marques de Rezende Isabela Amantéa M. Lima Marcelle

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO NOVAS LIDERANÇAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO NOVAS LIDERANÇAS Apresentação Atenta aos movimentos do mercado e ao cenário competitivo vivenciado pelas empresas e profissionais, a ADVB/RS atua na área de educação corporativa e oferece conhecimentos alinhado às principais

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL ATENDIMENTO AO PÚBLICO MEDIA TRAINING COMUNICAÇÃO EFETIVA PARA LÍDERES

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL ATENDIMENTO AO PÚBLICO MEDIA TRAINING COMUNICAÇÃO EFETIVA PARA LÍDERES COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL ATENDIMENTO AO PÚBLICO MEDIA TRAINING COMUNICAÇÃO EFETIVA PARA LÍDERES COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL A COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL é ferramenta indispensável para o sucesso das organizações.

Leia mais

1. Objectivos do Observatório da Inclusão Financeira

1. Objectivos do Observatório da Inclusão Financeira Inclusão Financeira Inclusão Financeira Ao longo da última década, Angola tem dado importantes passos na construção dos pilares que hoje sustentam o caminho do desenvolvimento económico, melhoria das

Leia mais

Agente. Análise SWOT. Auditoria de marketing. Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização. Cash-and-carry Central de compras

Agente. Análise SWOT. Auditoria de marketing. Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização. Cash-and-carry Central de compras Termo Agente Análise SWOT Auditoria de marketing Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização Cash-and-carry Central de compras Ciclo de vida do produto/serviço Contexto de marketing

Leia mais

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia Gestão em Farmácia Marketing 3 Manuel João Oliveira Análise Externa Análise do Cliente Segmentação, comportamento do cliente, necessidades não-correspondidas Análise dos Concorrentes Grupos estratégicos,

Leia mais

Benefícios da Certificação no Sector do Turismo. Orador: Carla Pinto

Benefícios da Certificação no Sector do Turismo. Orador: Carla Pinto Benefícios da Certificação no Sector do Turismo I. Apresentação da APCER II. Serviços e Benefícios no Sector do Turismo III. Certificação no Sector do Turismo I. APRESENTAÇÃO DA APCER 1. Quem Somos Início

Leia mais

A DK& ASSOCIADOS SOBRE NÓS VALORES ÁREAS DE ACTUAÇÃO A QUEM SE DESTINA CURSOS CERTIFICADOS FORMADORES PARCEIROS

A DK& ASSOCIADOS SOBRE NÓS VALORES ÁREAS DE ACTUAÇÃO A QUEM SE DESTINA CURSOS CERTIFICADOS FORMADORES PARCEIROS A DK& ASSOCIADOS SOBRE NÓS VISÃO VALORES MISSÃO ÁREAS DE ACTUAÇÃO A QUEM SE DESTINA CURSOS CERTIFICADOS FORMADORES PARCEIROS DK & Associados - Sobre nós A DK & Associados, é uma marca que atua no mercado

Leia mais

CCSQ. Relatório para o Gestor Funções de Contacto com o Cliente. Nome Sample Candidate. Data 23 Setembro 2013. www.ceb.shl.com

CCSQ. Relatório para o Gestor Funções de Contacto com o Cliente. Nome Sample Candidate. Data 23 Setembro 2013. www.ceb.shl.com CCSQ Relatório para o Gestor Funções de Contacto com o Cliente Nome Sample Candidate Data 23 Setembro 2013 www.ceb.shl.com INTRODUÇÃO Este Relatório para o Gestor ajuda a compreender a adequação potencial

Leia mais

Cegoc Moçambique. Formação e Consultoria em Capital Humano O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE

Cegoc Moçambique. Formação e Consultoria em Capital Humano O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE Cegoc Moçambique Formação e Consultoria em Capital Humano O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE I M P U L S I O N A R O S U C E S S O * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Leia mais

Enquadramento 02. Justificação 02. Metodologia de implementação 02. Destinatários 02. Sessões formativas 03

Enquadramento 02. Justificação 02. Metodologia de implementação 02. Destinatários 02. Sessões formativas 03 criação de empresas em espaço rural guia metodológico para criação e apropriação 0 Enquadramento 02 Justificação 02 de implementação 02 Destinatários 02 Sessões formativas 03 Módulos 03 1 e instrumentos

Leia mais

MODELOS DE EXCELÊNCIA. Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518

MODELOS DE EXCELÊNCIA. Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518 MODELOS DE EXCELÊNCIA Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518 Ana Luísa Lopes, nº3598n OBJECTIVOS Referir a importância de um sistema de gestão da qualidade; Definir as

Leia mais

Moçambique. Agenda EVENTOS 2013 NEW!! INSCREVA-SE EM. Também in Company. inscrip@iirportugal.com. VISITE www.iirportugal.com

Moçambique. Agenda EVENTOS 2013 NEW!! INSCREVA-SE EM. Também in Company. inscrip@iirportugal.com. VISITE www.iirportugal.com Moçambique Agenda EVENTOS 2013 NEW!! Também in Company INSCREVA-SE EM inscrip@iirportugal.com VISITE www.iirportugal.com INOVAÇÃO Estimado cliente, Temos o prazer de lhe apresentar em exclusiva o novo

Leia mais

INSTITUTO DE SEGUROS DE PORTUGAL A SUPERVISÃO DAS ENTIDADES GESTORAS DOS SISTEMAS COMPLEMENTARES DE REFORMA

INSTITUTO DE SEGUROS DE PORTUGAL A SUPERVISÃO DAS ENTIDADES GESTORAS DOS SISTEMAS COMPLEMENTARES DE REFORMA INSTITUTO DE SEGUROS DE PORTUGAL A SUPERVISÃO DAS ENTIDADES GESTORAS DOS SISTEMAS COMPLEMENTARES DE REFORMA 1 A regulação e a supervisão prudencial são um dos pilares essenciais para a criação de um clima

Leia mais

PROJECTO CRIAR EMPRESA

PROJECTO CRIAR EMPRESA PROJECTO CRIAR EMPRESA Análise SWOT Pedro Vaz Paulo 1. PROJECTO CRIAR EMPRESA 1. Projecto Definição 1. Âmbito do negócio 2. Inovação 3. Concorrência 4. Análise SWOT 5. ( ) 2. ANÁLISE SWOT Definição A Análise

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Agências de Viagens e Transportes Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 ÁREA DE ACTIVIDADE

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS ASSOCIADOS DA ASFAC ASSOCIAÇÃO DE INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO ESPECIALIZADO. Preâmbulo

CÓDIGO DE CONDUTA DOS ASSOCIADOS DA ASFAC ASSOCIAÇÃO DE INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO ESPECIALIZADO. Preâmbulo CÓDIGO DE CONDUTA DOS ASSOCIADOS DA ASFAC ASSOCIAÇÃO DE INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO ESPECIALIZADO Preâmbulo O mercado financeiro, e em especial o mercado especializado no crédito ao consumo, exige por parte

Leia mais

Relatório de Avaliação. Curso: Liderança e Desenvolvimento Gerencial

Relatório de Avaliação. Curso: Liderança e Desenvolvimento Gerencial Relatório de Avaliação Curso: Liderança e Desenvolvimento Gerencial Praia, 16 de Dezembro de 2010 Índice 1. ENQUADRAMENTO 2. OBJECTIVOS DO DOCUMENTO PARTE I - ENQUADRAMENTO DO CURSO E METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO

Leia mais

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ)

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) INTEGRAÇÃO PROFISSIONAL DE TÉCNICOS SUPERIORES BACHARÉIS, LICENCIADOS E MESTRES CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) GUIA DE CURSO ÍNDICE 1 - Objectivo do curso 2 - Destinatários 3 - Pré-requisitos

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EXCELÊNCIA EM VENDAS CURSOS ABERTOS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EXCELÊNCIA EM VENDAS CURSOS ABERTOS EXCELÊNCIA EM VENDAS CURSOS ABERTOS EXCELÊNCIA EM VENDAS Atenta aos movimentos do mercado e ao cenário competitivo vivenciado pelas empresas e profissionais, a ADVB/RS atua na área de educação corporativa

Leia mais