PROGRAMA DE FORMAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DE FORMAÇÃO"

Transcrição

1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO 1. Identificação do Curso Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Recursos Humanos 2. Destinatários Profissionais em exercício de funções na área de especialização do curso ou novos profissionais que pretendam a aquisição de competências na área. 3. Objectivos Gerais O curso de Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Recursos Humanos tem como objectivos gerais dotar os formandos de conhecimentos transversais necessários à gestão das pessoas, nas vertentes técnica e comportamental. Pretende-se desenvolver nos formandos as competências necessárias ao adequado exercício de funções na área da gestão de pessoas, bem como possibilitar a constituição de um espaço de reflexão e diálogo sobre as mais importantes temáticas da Gestão de Recursos Humanos. 4. Objectivos Específicos Em termos de competências específicas, pretende-se que no final do curso os formandos sejam capazes de: - Compreender os principais sistemas de gestão da organização, identificando e compreendendo as relações de interligação entre as diferentes áreas funcionais; - Identificar as variáveis comportamentais enquanto factores determinantes na gestão das pessoas; - Analisar a importância da função pessoal e as suas práticas de gestão ao serviço do desenvolvimento integrado da empresa; - Planear, conceber e gerir actividades formativas; - Compreender o enquadramento das práticas e normativos legais previstas no Código do Trabalho; - Conhecer e saber aplicar as novas metodologias e instrumentos da Gestão de Recursos Humanos com a finalidade de melhorar a eficácia dos desempenhos das pessoas e da organização; Página 1 de 7

2 - Desenvolver uma prática profissional baseada numa nova abordagem da Gestão Recursos Humanos, a da Gestão com as Pessoas, integrada nos objectivos estratégicos organizacionais, fortemente orientada para o negócio e para os resultados da organização; - Aplicar os conhecimentos mais actuais da gestão de recursos humanos na resolução de problemas e no equacionar de mudanças. 5. Estrutura programática Módulo 1: Estratégia de Empresa e Estratégia de Recursos Humanos Horas - Principais funções da gestão (recursos humanos; organização do trabalho; formação e Informação; produção; aprovisionamento; manutenção; qualidade; ambiente; prevenção de riscos profissionais; sistemas de informação e de comunicação) - Modelos e formas de organização do trabalho - Sistema de Gestão de Recursos Humanos NP Princípios e técnicas de planeamento - Indicadores do desempenho da empresa (ex: produtividade, competitividade, qualidade e custos de produção) - Estratégia de recursos humanos: Planeamento de recursos humanos Envolventes interna e externa Meio ambiente Estratégias de gestão de recursos humanos Módulo 2: Comportamento Humano nas Organizações Horas - Comportamento humano nas organizações - Definição da área e conceitos centrais na história do seu desenvolvimento - Pessoas e organizações; mudança organizacional; cultura organizacional - Comunicação - Comunicação interpessoal, grupal e organizacional - Processo de tomada de decisões - Comunicação eficaz - Atitudes da comunicação - Modelo da assertividade - Análise transaccional - Gestão de conflitos interpessoais - Equipas e liderança - Grupo versus equipa - Teambuilding e etapas do desenvolvimento dos grupos - Papéis na equipa Página 2 de 7

3 - Equipas de alto desempenho - Conceito e modelos de liderança - Liderança situacional - Funções do líder eficaz - Liderança e coaching - Gestão do stresse - Conceito e processos do stresse no trabalho - Stresse e saúde, rendimento, satisfação e qualidade de vida no trabalho - Stresse e coping - Gestão organizacional do stresse - Estratégias individuais de prevenção e gestão do stresse - Gestão das emoções - Conceito de inteligência emocional e a centralidade das emoções - As quatro competências da inteligência emocional - Auto- Conhecimento e Desenvolvimento Pessoal - O desenvolvimento humano e a formação do EU - A formação do auto-conceito e da auto-estima e a sua relação com o desempenho de tarefas - A importância da percepção e seus factores de influência Módulo 3: Direito do Trabalho Horas - Protecção da maternidade e da paternidade - Trabalho de menores - Trabalhador estrangeiro - Contrato a termo - Período experimental - Direitos, deveres e garantias das partes - Cessação do contrato - Prestação do trabalho - Duração do tempo de trabalho - Horário de trabalho - Trabalho a tempo parcial - Trabalho por turnos - Trabalho nocturno - Trabalho suplementar - Feriados, férias e faltas Página 3 de 7

4 Módulo 4: Políticas e Técnicas de Recursos Humanos Horas - Recrutamento, Selecção e Integração horas A importância do recrutamento e selecção das Pessoas A preparação do recrutamento Fontes e técnicas de recrutamento Pré-selecção de candidaturas Técnicas de avaliação e selecção de pessoal O processo e a entrevista de selecção A tomada de decisão - Descrição, Análise e Avaliação de Funções horas Principais conceitos A descrição, análise e avaliação de funções como ferramentas de gestão A descrição de funções A análise de funções Métodos de Análise, Qualificação e Descrição de Funções Recomendações práticas para a sua implementação Workshop 1: Empresas Convidadas Horas - Avaliação de Desempenho e Gestão de Competências horas Objectivos da Avaliação de Desempenho As partes Fontes e Etapas da Avaliação de Desempenho Escalas de Avaliação Critérios de sucesso da Avaliação de Desempenho Aplicabilidade da Avaliação de Desempenho - Gestão de Carreiras e Remunerações horas Objectivos e estratégias da gestão de carreiras Construção de sistemas de carreiras Métodos e técnicas de gestão de carreiras A retribuição As componentes da remuneração Determinação e cálculo da remuneração Objectivos da remuneração A remuneração variável A gestão de remunerações e a análise de indicadores como instrumentos estratégicos de gestão Página 4 de 7

5 - Gestão Administrativa e Processual horas Segurança Social: A Inscrição dos contribuintes; Declaração de remunerações; Base de incidência de contribuições; Regimes contributivos e respectivas taxas; Taxas contributivas de estímulo ao emprego; Trabalhadores independentes; Declaração da entidade empregadora; Subsídio de doença. Fiscalidade: Imposto sobre Rendimento das Pessoas Singulares: Categorias de rendimentos Imposto sobre o Valor Acrescentado: Incidências; Isenções; Valor tributável e taxas; Outras obrigações das pessoas singulares e de empresas. Imposto de Selo: Entrega ao estado; Selagem de contratos. - Novas Tendências de Gestão de Recursos Humanos: Outplacement e Head Hunting horas Os princípios de Outplacement O processo de Outplacement: etapas e ferramentas Benefícios para os candidatos de Outplacement Valor acrescentado para os sobreviventes Head Hunting A procura directa de talentos e a sua importância para a empresa Benefícios da selecção e avaliação dos candidatos, de acordo com as exigências do mercado e necessidades da empresa Metodologias a adoptar na identificação de competências técnicas e pessoais Módulo 5: Formação e Desenvolvimento Profissional Horas - Metodologias e técnicas de identificação de necessidades de formação, em função dos diversos públicos alvo - Metodologias e técnicas de concepção de programas de formação (definição de objectos e conteúdos pedagógicos, recursos e condições de execução da formação) Página 5 de 7

6 - Metodologias e técnicas de formação adequadas às estratégias definidas (ex.: técnicas de motivação, métodos pedagógicos, gestão dos tempos e dos meios necessários) - Técnicas de avaliação dos formandos - Metodologias e técnicas adequadas para a avaliação da qualidade e eficácia da formação Workshop 2: Empresas Convidadas Horas Nota: Esta estrutura programática poderá ser alvo de ajustamentos se considerado oportuno e justificado por parte da coordenação pedagógica do curso. 6. Duração ( - ) N.º Horas ( + ) Metodologias de formação Os temas serão introduzidos através de uma breve explanação teórica por parte do formador, com base nos métodos expositivo e interrogativo. Complementarmente, os assuntos serão trabalhados pelos formandos, através da realização de exercícios práticos e que percorrem os temas abordados em cada sessão de formação. O desenvolvimento de actividades de natureza mais prática, permitirão contribuir para potenciar e reforçar a capacidade de autonomia e de auto-aprendizagem/pesquisa dos formandos. 8. Modalidades e formas de organização da formação - Modalidade: formação contínua - Forma de organização: presencial 9. Equipa pedagógica Perfil do formador: Habilitações académicas: formação de base e/ou complementar na área temática Experiência pedagógica: experiência pedagógica anterior (preferencial) Experiência profissional: experiência profissional relevante na área (preferencial) Portador de Certificado de Aptidão Profissional de Formador Página 6 de 7

7 10. Metodologias de acompanhamento e avaliação O sistema de acompanhamento a prosseguir durante a acção de formação tem como objectivos verificar: A conformidade na execução e o cumprimento progressivo dos objectivos pedagógicos; As alterações provocadas no nível de conhecimento e aprendizagem dos formandos; O cumprimento da planificação e respectiva estrutura programática definida para o curso; A adequação das metodologias formativos às necessidades e expectativas dos formandos; A adequação dos equipamentos e recursos pedagógicos às condições de execução da formação; O cumprimento do cronograma estabelecido e a assiduidade dos formandos e formadores; A adesão, reacções e nível de satisfação das expectativas iniciais dos formandos e formador em relação à actividade formativa. No âmbito da avaliação, poderão ser consideradas as seguintes dimensões de análise: Avaliação de expectativas Avaliação de diagnóstico Avaliação da aprendizagem (quantitativa) com base na realização de trabalhos e/ou testes Avaliação contínua (qualitativa) Avaliação de desempenho do formador Avaliação da formação A classificação final é atribuída tendo por referência os resultados obtidos nos seguintes níveis de avaliação: Avaliação da aprendizagem (quantitativa) com uma ponderação de 60% para a classificação final Avaliação contínua (qualitativa) com uma ponderação de 40% para a classificação final 11. Recursos Audiovisuais e Pedagógicos Estarão disponíveis para utilização os seguintes recursos audiovisuais: Computador portátil Projector multimédia e tela Retroprojector Quadro branco, marcadores e apagador Televisor Leitor de vídeo e/ou DVD Na execução da acção de formação, será facultada aos formandos documentação de apoio com o desenvolvimento de todos os temas abordados durante a formação, de forma a permitir-lhes um acompanhamento mais rigoroso sobre os assuntos abordados, bem assim a sua consulta posterior. Página 7 de 7

FICHA DE CURSO DESIGNAÇÃO. DURAÇÃO 128 Horas + 3 horas de exame. ÁREA TEMÁTICA DA FORMAÇÃO 862 Segurança e Higiene no Trabalho

FICHA DE CURSO DESIGNAÇÃO. DURAÇÃO 128 Horas + 3 horas de exame. ÁREA TEMÁTICA DA FORMAÇÃO 862 Segurança e Higiene no Trabalho FICHA DE CURSO Neste documento poderá encontrar as principais informações sobre o curso pretendido, nomeadamente a duração, área temática, destinatários, objetivo geral e objetivos específicos, estrutura

Leia mais

Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Formação Pedagógica Inicial de Formadores Formação Pedagógica Inicial de Formadores MÓDULOS CARGA HORÁRIA Acolhimento 1 O formador face aos sistemas e contextos de formação 8 Factores e processos de aprendizagem 6 Comunicação e Animação de Grupos

Leia mais

Perto de si, mudamos consigo! www.wechange.pt

Perto de si, mudamos consigo! www.wechange.pt Hotel Alvalade LUANDA 16 a 27 de RH Os Ciclos de RH, consistem em planos de desenvolvimento de competências no domínio da gestão de Recursos Humanos, nomeadamente ao nível das áreas de Selecção, Formação

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS: Os formandos deverão saber identificar as atividades necessárias para gerir o evento.

OBJETIVOS GERAIS: Os formandos deverão saber identificar as atividades necessárias para gerir o evento. 1 GESTÃO DE EVENTOS REFERENCIAL DE FORMAÇÃO: 342030 - Técnico/a de Organização de Eventos NIVEL DE QUALIFICAÇÃO DO QNQ: 4 CÓDIGO: 0528 CARGA HORÁRIA: 50 Horas DESTINATÁRIOS: Profissionais ativos, empregados

Leia mais

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ)

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) INTEGRAÇÃO PROFISSIONAL DE TÉCNICOS SUPERIORES BACHARÉIS, LICENCIADOS E MESTRES CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) GUIA DE CURSO ÍNDICE 1 - Objectivo do curso 2 - Destinatários 3 - Pré-requisitos

Leia mais

Língua espanhola - documentação comercial (STAAE ZC/CEFOSAP)

Língua espanhola - documentação comercial (STAAE ZC/CEFOSAP) Língua espanhola - documentação comercial (STAAE ZC/CEFOSAP) Curso Co-Financiado Código UFCD 6232 População Alvo Nível: 3.Escolaridade mínima 9ºano, até 12º ano Duração: 50 horas Início: 2015-02-09 Fim:

Leia mais

Referencial do Curso de Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra- Incêndios (Extintores e SADI) 1. MÓDULOS:

Referencial do Curso de Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra- Incêndios (Extintores e SADI) 1. MÓDULOS: Referencial do Curso Técnico de Equipamento e Sistemas de Segurança Contra-Incêndios (Extintores e SADI) [2011] 1. MÓDULOS: Unidade 1 - Introdução e enquadramento da actividade de Técnico de Equipamento

Leia mais

WePeopleValueYourPeople

WePeopleValueYourPeople WePeopleValueYourPeople e info@peoplevalue.com.pt w www.peoplevalue.com.pt Actualizado em 2010Jan14 quem somos? Somos a consultora sua parceira focada nas Pessoas e na sua valorização. Através da especialização

Leia mais

No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição.

No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição. 1. OBJETIVOS GERAIS No final do curso os formandos deverão realizar a gestão de uma IPSS, promovendo a sustentabilidade da instituição. 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Descrever a orgânica das Instituições Sociais;

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013

FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013 FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Especialização em Gestão de Projectos Nível 1 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Este curso constitui

Leia mais

ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais. Competências chave para o Emprego

ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais. Competências chave para o Emprego ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais Competências chave para o Emprego Introdução Objectivos: Desenvolver um conjunto de atitudes e competências de carácter pessoal, social e profissional,

Leia mais

enquadramento objectivos

enquadramento objectivos enquadramento O curso tem uma estrutura holística, integradora e procura trabalhar as competências da gestão de recursos humanos numa perspectiva de marketing interno no âmbito de temas marcadamente actuais,

Leia mais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Curso de Formação 2011 Índice PROPOSTA FORMATIVA... 3 Introdução... 3 Objectivo geral... 3 Estrutura... 3 Metodologias... 3

Leia mais

CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014. www.navegantescf.pt

CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014. www.navegantescf.pt CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014 FORMAÇÃO Início Fim Duração Horário Inscrição Contabilidade e Fiscalidade 01-10-2014 29-10-2014 21h P.L/S 100 Sensibilização e Orientação para o Cliente 02-10-2014

Leia mais

Federação Nacional de Karate - Portugal. Fórum de Formadores 2013 Pedro M. Santos

Federação Nacional de Karate - Portugal. Fórum de Formadores 2013 Pedro M. Santos Federação Nacional de Karate - Portugal Fórum de Formadores 2013 Pedro M. Santos Índice Fórum de Formadores 2013 Introdução Diferentes influências e realidades Pessoal qualificado e Especializado em Serviços

Leia mais

Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Monitorização e Avaliação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE

Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Monitorização e Avaliação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE 3. Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete 65 66 3.1 Objectivos e Princípios Orientadores O sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete, adiante designado

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8

Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8 Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

Impactos na qualidade formativa

Impactos na qualidade formativa Impactos na qualidade formativa Da acreditação à certificação (principais alterações) Simplificação do regime Certificação sem prazo de validade Acompanhamento regular das entidades Pedidos de certificação

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO

FICHA TÉCNICA DO CURSO FICHA TÉCNICA DO CURSO AVALIAÇÃO DE BENS IMOBILIÁRIOS EDIÇÃO Nº01/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Avaliação de Bens Imobiliários. 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER No final da formação, os participantes deverão

Leia mais

Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, Rua Camilo Castelo Branco, N.º4, a cerca de 100 metros do Marquês de Pombal, Lisboa

Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, Rua Camilo Castelo Branco, N.º4, a cerca de 100 metros do Marquês de Pombal, Lisboa Programa de Formação Código - Designação Cuidadores A atitude perante o idoso Local Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, Rua Camilo Castelo Branco, N.º4, a cerca de 100 metros do Marquês de Pombal, Lisboa

Leia mais

POR ALENTEJO PROGRAMA OPERACIONAL DA REGIÃO DO ALENTEJO

POR ALENTEJO PROGRAMA OPERACIONAL DA REGIÃO DO ALENTEJO POR ALENTEJO PROGRAMA OPERACIONAL DA REGIÃO DO ALENTEJO ACÇÃO-TIPO: 2.3.1 ACÇÕES DE FORMAÇÃO NA ROTA DA QUALIFICAÇÃO VALORIZAÇÃO DE COMPETÊNCIAS NO SECTOR AGRO-ALIMENTAR E TURÍSTICO CURSO N..ºº 11 TTÉCNI

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

Recursos Humanos e Qualidade

Recursos Humanos e Qualidade K Recursos Humanos e Qualidade na Gestão das Organizações do 3.º Sector S. Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009 S. l Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009_Isaque Dias O que é que fazem as Organizações

Leia mais

Diagnóstico das Necessidades de Formação

Diagnóstico das Necessidades de Formação Diagnóstico das Necessidades de Formação A AciNet Sistemas e Tecnologias de Informação é uma empresa de tecnologias de informação nas actividades de representação e comercialização de equipamentos informáticos,

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO FOTOGRAFIA DIGITAL E PÓS-PRODUÇÃO DE IMAGEM EDIÇÃO Nº 01/2012

FICHA TÉCNICA DO CURSO FOTOGRAFIA DIGITAL E PÓS-PRODUÇÃO DE IMAGEM EDIÇÃO Nº 01/2012 FICHA TÉCNICA DO CURSO FOTOGRAFIA DIGITAL E PÓS-PRODUÇÃO DE IMAGEM EDIÇÃO Nº 01/2012 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Fotografia Digital e Pós-produção de imagem. 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER O "Curso de Fotografia

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Segurança e Higiene no Trabalho Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/7 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO

Leia mais

GESTÃO DE RESÍDUOS PREOCUPAÇÕES EM OBRA

GESTÃO DE RESÍDUOS PREOCUPAÇÕES EM OBRA GESTÃO DE RESÍDUOS PREOCUPAÇÕES EM OBRA Os resíduos de construção e demolição, quer devido à sua perigosidade, quer devido às quantidades produzidas, é considerado um fluxo de resíduos prioritário a nível

Leia mais

ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL

ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL COMUNICAÇÃO E IMAGEM COMO FACTORES COMPETITIVOS A sua empresa tem problemas ao nível da comunicação interna? Promover a Comunicação assertiva no relacionamento

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Mantenedora da Faculdade Cenecista de Campo Largo

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Mantenedora da Faculdade Cenecista de Campo Largo Ementas das Disciplinas 1. Teorias Administrativas e a Gestão Escolar - 30 horas Ementa: Gestão Educacional conceitos, funções e princípios básicos. A função administrativa da unidade escolar e do gestor.

Leia mais

e - Learning > Introdução ao e-learning para Formadores 70 > Diagnóstico de Necessidades de Formação 71 > Coordenação da Formação 72

e - Learning > Introdução ao e-learning para Formadores 70 > Diagnóstico de Necessidades de Formação 71 > Coordenação da Formação 72 e - Learning > Introdução ao e-learning para Formadores 70 > Diagnóstico de Necessidades de Formação 71 > Coordenação da Formação 72 > Avaliação na Formação 73 > Psicologia e Comportamento Criminoso 74

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 1-CEPE/UNICENTRO, DE 27 DE JANEIRO DE 2014. Aprova o Curso de Especialização em MBA em Gestão Estratégica de Negócios, modalidade regular, a ser ministrado no Campus de Irati, da UNICENTRO.

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3. Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.ª Edição 2014/2015 EDITAL A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de

Leia mais

Enquadramento 02. Justificação 02. Metodologia de implementação 02. Destinatários 02. Sessões formativas 03

Enquadramento 02. Justificação 02. Metodologia de implementação 02. Destinatários 02. Sessões formativas 03 criação de empresas em espaço rural guia metodológico para criação e apropriação 0 Enquadramento 02 Justificação 02 de implementação 02 Destinatários 02 Sessões formativas 03 Módulos 03 1 e instrumentos

Leia mais

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação LEARNING MENTOR Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219 Perfil do Learning Mentor Módulos da acção de formação 0. Pré-requisitos para um Learning Mentor 1. O papel e a função que um Learning Mentor

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt

www.highskills.pt geral@highskills.pt www.highskills.pt geral@highskills.pt Índice Designação do Curso... 2 Duração Total do Curso de Formação... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objetivo Geral... 2 Objetivos Específicos...

Leia mais

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NIP: Nº DO RELATÓRIO: DENOMINAÇÃO DA EMPRESA: EQUIPA AUDITORA (EA): DATA DA VISITA PRÉVIA: DATA DA AUDITORIA: AUDITORIA DE: CONCESSÃO SEGUIMENTO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO A FOTOGRAFIA (INTRODUÇÃO) E TÉCNICA FOTOGRÁFICA EDIÇÃO Nº 01/2013

FICHA TÉCNICA DO CURSO A FOTOGRAFIA (INTRODUÇÃO) E TÉCNICA FOTOGRÁFICA EDIÇÃO Nº 01/2013 FICHA TÉCNICA DO CURSO A FOTOGRAFIA (INTRODUÇÃO) E TÉCNICA FOTOGRÁFICA EDIÇÃO Nº 01/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO A fotografia (introdução) e Técnica Fotográfica. 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER - Reflectir

Leia mais

Empreendedorismo e Organização da Empresa. Público-Alvo

Empreendedorismo e Organização da Empresa. Público-Alvo Empreendedorismo e Organização da Empresa Público-Alvo Formandos que pretendam adquirir um conjunto de conhecimentos e competências na área empresarial, que lhes permita alargar a sua compreensão e posterior

Leia mais

ISO 9001:2015. Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos

ISO 9001:2015. Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos ISO 9001:2015 Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos W1 - CONHECER AS ALTERAÇÕES OBJECTIVOS Conhecer as principais alterações introduzidas na ISO 9001:2015 face à versão de 2008 Conhecer a estrutura

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO

REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO DE Área de Formação 862 Segurança e Higiene no Trabalho Formação Profissional Contínua/de Especialização ÍNDICE 1- ENQUADRAMENTO... 3 2- OBJECTIVO GERAL... 4 3- OBJECTIVOS

Leia mais

MBA Negócios Internacionais. Edital 1ª Edição 2013-2014

MBA Negócios Internacionais. Edital 1ª Edição 2013-2014 MBA Negócios Internacionais Edital 1ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 1 Enquadramento O MBA em Negócios Internacionais é um curso de pós-graduação desenvolvido pela Escola Superior de Ciências Empresariais

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objetivo Geral... 2 Objetivos Específicos...

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Hospitalidade e Gestão de Turismo

MINI-MBA de Especialização em Hospitalidade e Gestão de Turismo MINI-MBA de Especialização em Hospitalidade e Gestão de Turismo www.highskills.pt geral@highskills.pt Lisboa- Telefone: 00351 217 931 365 Luanda Telefone: 00244 94 112 60 90 Índice Duração Total... 2 Destinatários...

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Administração Educacional Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação Gestão Logística Edital 1ª Edição 2012 1 Enquadramento Tem vindo a ser reconhecida, por políticas governamentais

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO MINISTÉRIO Organismo/Serviço NIF Avaliador Cargo NIF FICHA DE AVALIAÇÃO PARA O PESSOAL DOS GRUPOS PROFISSIONAIS TÉCNICO SUPERIOR E TÉCNICO A preencher pelo avaliador Avaliado Unidade orgânica Carreira

Leia mais

ÍNDICE ENQUADRAMENTO... 3 1- CARACTERIZAÇÃO DO AGRUPAMENTO... 4

ÍNDICE ENQUADRAMENTO... 3 1- CARACTERIZAÇÃO DO AGRUPAMENTO... 4 ÍNDICE ENQUADRAMENTO... 3 1- CARACTERIZAÇÃO DO AGRUPAMENTO... 4 1.1- DOCENTES:... 4 1.2- NÃO DOCENTES:... 5 1.2.1- TÉCNICAS SUPERIORES EM EXERCÍCIO DE FUNÇÕES... 5 1.2.2- ASSISTENTES OPERACIONAIS EM EXERCÍCIO

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt Telf: Lisboa +351 217 931 365 Luanda: +244 94 112 60 90 Maputo: +258 82 019 0748

www.highskills.pt geral@highskills.pt Telf: Lisboa +351 217 931 365 Luanda: +244 94 112 60 90 Maputo: +258 82 019 0748 Índice Designação do Curso... 3 Apresentação do Curso... 3 Carga horária:... 4 Perfil de saída... 4 Pré-Requisitos... 4 Objetivos gerais... 4 Objetivos específicos... 4 Conteúdos Programáticos... 5 Metodologia...

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE DESENVOLVIMENTO HUMANO FORMAÇÃO DE LÍDER EMPREENDEDOR Propiciar aos participantes condições de vivenciarem um encontro com

Leia mais

REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR

REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 1. Introdução O Curso de Especialização em Administração Hospitalar (CEAH) da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Universidade

Leia mais

Docentes e Tutores EaD

Docentes e Tutores EaD Formação de Docentes e Tutores EaD ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria Índice Porquê esta Formação 3 Objetivos 4 Como vamos trabalhar 5 Conteúdo programático 6 Destinatários

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO F O R M A Ç Ã O A V A N Ç A D A CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FORMAÇÃO ESPECÍFICA PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ENGENHEIROS ENQUADRAMENTO O CEGE/ISEG é um centro de investigação e projectos do ISEG Instituto

Leia mais

a Universidade PROGRAMA DE Abril GESTÃO 2012 PARA EMPREENDEDORES DE ELEVADO POTENCIAL 2º edição Uma colaboração

a Universidade PROGRAMA DE Abril GESTÃO 2012 PARA EMPREENDEDORES DE ELEVADO POTENCIAL 2º edição Uma colaboração a Universidade PROGRAMA DE Abril GESTÃO 2012 PARA EMPREENDEDORES DE ELEVADO POTENCIAL 2º edição Uma colaboração 1 Agenda O que é a Universidade BES? Programa de Gestão para Empreendedores de Elevado Potencial

Leia mais

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014 MBA - Executivo Edital 2ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 Enquadramento e Objectivos O MBA Executivo é uma realização da Escola Superior de Ciências Empresariais, do Instituto Politécnico de Setúbal

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME NATUREZA DO PROGRAMA O Programa Formação-Acção PME consiste num itinerário de Formação e Consultoria Especializada (Formação-Acção Individualizada), inteiramente

Leia mais

Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança)

Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança) Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança) 1 - Apresentação Grau Académico: Mestre Duração do curso: : 2 anos lectivos/ 4 semestres Número de créditos, segundo o Sistema

Leia mais

Referencial do Curso De Introdução ao Coaching

Referencial do Curso De Introdução ao Coaching Referencial do Curso De Introdução ao Coaching [2010] 1. DATA DE INICIO: De acordo com o Plano de Formação. 2. DATA DE FIM: De acordo com o Plano de Formação. 3. MÓDULOS: Módulo 1 - O que é o Coaching;

Leia mais

Referencial técnico-pedagógico da intervenção

Referencial técnico-pedagógico da intervenção Referencial técnico-pedagógico da intervenção De seguida explicitamos os referenciais técnico-pedagógicos das fases do MOVE-PME que carecem de uma sistematização constituindo factores de diferenciação

Leia mais

FORMAÇÃO PROFISSIONAL COMO FATOR ESTRATÉGICO. Praia, 20 Outubro 2015. Organização da Apresentação. Formação Profissional como fator estratégico;

FORMAÇÃO PROFISSIONAL COMO FATOR ESTRATÉGICO. Praia, 20 Outubro 2015. Organização da Apresentação. Formação Profissional como fator estratégico; 1 Apresentação 2ª edição EXPO RH FORMAÇÃO PROFISSIONAL COMO FATOR ESTRATÉGICO Praia, 20 Outubro 2015 Vargas Melo Presidente do Conselho de Administração Organização da Apresentação Enquadramento; Formação

Leia mais

REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO NO HOSPITAL GERAL. Artigo 1º. Objecto

REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO NO HOSPITAL GERAL. Artigo 1º. Objecto REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO NO HOSPITAL GERAL Artigo 1º Objecto O presente regulamento tem por objecto definir a natureza, o conteúdo e os termos em que é desenvolvido o trabalho voluntário no Hospital

Leia mais

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A.

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. Empresa especializada na concepção, instalação e manutenção de equipamentos para a indústria hoteleira, restauração e similares. Primeira empresa do sector a nível

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL DE TÉCNICO DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO

CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL DE TÉCNICO DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL DE TÉCNICO DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO 1/19 Programa do curso Módulo Designação Duração (h) Componente Sócio-Cultural 1 Legislação, regulamentos e normas de segurança,

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO ARCHICAD 15 EDIÇÃO Nº 01/2013

FICHA TÉCNICA DO CURSO ARCHICAD 15 EDIÇÃO Nº 01/2013 FICHA TÉCNICA DO CURSO ARCHICAD 15 EDIÇÃO Nº 01/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Archicad 15. 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER No final da formação o formando deverá ser capaz de criar a simulação de um edifício

Leia mais

Projecto de Formação MINI MASTER EM GESTÃO PARA EXECUTIVOS

Projecto de Formação MINI MASTER EM GESTÃO PARA EXECUTIVOS Projecto de Formação MINI MASTER EM GESTÃO PARA EXECUTIVOS GRACIOSA Departamento de Formação Profissional CCAH 1º MÓDULO ORGANIZAÇÃO E ESTRATÉGICA DA EMPRESA Público-Alvo Profissionais que desempenhem

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO PARA 2012 CULTURAIS ATRAVÉS DE PATROCÍNIO, MECENATO E CROWDFUNDING 1. FINANCIAMENTO DE PROJETOS

PLANO DE FORMAÇÃO PARA 2012 CULTURAIS ATRAVÉS DE PATROCÍNIO, MECENATO E CROWDFUNDING 1. FINANCIAMENTO DE PROJETOS 1. FINANCIAMENTO DE PROJETOS CULTURAIS ATRAVÉS DE PATROCÍNIO, MECENATO E CROWDFUNDING Formador: Rui Matoso Duração total do curso: 18 horas Data da formação 10, 17 e 24 de Novembro Horário: das 10h00 às13h00

Leia mais

Programa de Capacitação

Programa de Capacitação Programa de Capacitação 1. Introdução As transformações dos processos de trabalho e a rapidez com que surgem novos conhecimentos e informações têm exigido uma capacitação permanente e continuada para propiciar

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação Intercultural Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de 2015

Leia mais

Banca, Seguros e Mercados Financeiros

Banca, Seguros e Mercados Financeiros Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Vasco da Gama Sines Tecnopolo Pós-Graduação Banca, Seguros e Mercados Financeiros Edital 2ª Edição 2011 1 Enquadramento A Escola Superior

Leia mais

SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CRITÉRIOS DE SELEÇÃO (PI 2.3 E 11.1)

SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CRITÉRIOS DE SELEÇÃO (PI 2.3 E 11.1) SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CRITÉRIOS DE SELEÇÃO (PI 2.3 E 11.1) CA 9.03.2015 Versão Definitiva Consulta escrita Maio.2015 Página 1 de 13 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTOS

Leia mais

Docentes e Tutores EaD

Docentes e Tutores EaD Formação de Docentes e Tutores EaD ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria Índice Porquê esta Formação 3 Objetivos 4 Como vamos trabalhar 5 Conteúdo programático 6 Destinatários

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Multimédia PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Projecto e Produção Multimédia Escolas Proponentes / Autores Direcção-Geral de Formação

Leia mais

ÁREA A DESENVOLVER. Formação Comercial Gratuita para Desempregados

ÁREA A DESENVOLVER. Formação Comercial Gratuita para Desempregados ÁREA A DESENVOLVER Formação Comercial Gratuita para Desempregados Índice 8. Sobre nós 7. Como pode apoiar-nos 6. Datas de realização e inscrição 5. Conteúdos Programáticos 4. Objectivos 3. O Workshop de

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE APROVISIONAMENTO E VENDA DE PEÇAS DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE APROVISIONAMENTO E VENDA DE PEÇAS DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS TÉCNICO(A) DE APROVISIONAMENTO E VENDA DE PEÇAS DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/7 ÁREA DE ACTIVIDADE - AUTOMÓVEL OBJECTIVO GLOBAL - Planear, organizar, acompanhar e efectuar

Leia mais

Instituto Superior da Maia ISMAI CET. Realização de Eventos Multimédia

Instituto Superior da Maia ISMAI CET. Realização de Eventos Multimédia Instituto Superior da Maia ISMAI CET Realização de Eventos Multimédia CoordenadorA Professora Doutora Célia Sousa Vieira cvieira@ismai.pt fundamentos e Objectivos A área de formação deste CET reside nos

Leia mais

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO DESIGNAÇÃO DO CURSO FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES DURAÇÃO DO CURSO 90 HORAS LOCAL E DATAS DE REALIZAÇÃO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO INSTALAÇÕES B-TRAINING, CONSULTING

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES 96 HORAS

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES 96 HORAS FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES 96 HORAS MÓDULOS HORAS FORMADOR 1 - FORMADOR: SISTEMA, CONTEXTOS E PERFIL 10H FRANCISCO SIMÕES 2 SIMULAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL 13H FILIPE FERNANDES 3 COMUNICAÇÃO

Leia mais

O NOVO REGIME JURÍDICO DO CONTRATO DE SEGURO. Concepção e Tutoria: Dr.ª Cátia Marisa Gaspar e Dr.ª Maria Manuela Ramalho

O NOVO REGIME JURÍDICO DO CONTRATO DE SEGURO. Concepção e Tutoria: Dr.ª Cátia Marisa Gaspar e Dr.ª Maria Manuela Ramalho O NOVO REGIME JURÍDICO DO CONTRATO DE SEGURO WORKSHOP I O CONTRATO DE SEGURO: PARTE GERAL 1ª Edição 1 de Fevereiro de 2010 Curso on line (formação a distância) CICLO DE CURSOS DE FORMAÇÃO CONTÍNUA Organizado

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S

PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S CÂMARA DO COMÉRCIO DE ANGRA DO HEROÍSMO E INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO Angra do Heroísmo 2010/2011 1 Objectivos Este curso de pós-graduação

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 42-CEPE/UNICENTRO, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012. Aprova o Curso de Especialização MBA em Gestão Estratégica de Organizações, modalidade regular, a ser ministrado no Campus Santa Cruz, da UNICENTRO.

Leia mais

Mini-MBA de Especialização em Auditoria Contabilística, Financeira e Fiscal

Mini-MBA de Especialização em Auditoria Contabilística, Financeira e Fiscal Mini-MBA de Especialização em Auditoria Contabilística, Financeira e Fiscal Índice Duração Total...2 Destinatários...2 Perfil de saída...2 Pré-Requisitos...2 Objetivo Geral...2 Objetivos Específicos...3

Leia mais

Direcção Regional de Educação do Centro Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim Escola EB 2.3/S Eng. Dionísio Augusto Cunha. Regulamento Da FCT

Direcção Regional de Educação do Centro Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim Escola EB 2.3/S Eng. Dionísio Augusto Cunha. Regulamento Da FCT Direcção Regional de Educação do Centro Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim Escola EB 2.3/S Eng. Dionísio Augusto Cunha Regulamento Da FCT (Formação Prática em Contexto de Trabalho) Cursos de Educação

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais. Relatório de Avaliação Final. Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info.

FICHA TÉCNICA. Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais. Relatório de Avaliação Final. Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info. FICHA TÉCNICA Título Organização Curso Relatório de Avaliação Final Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais Entidade Leader Consulting, 08 de Dezembro

Leia mais

MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA

MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA Pág.: 1/10 HISTÓRICO DO DOCUMENTO / EMISSÃO Data Ver. Objeto da Revisão Elab. / Verif. (Função / Nome / Assinatura(*)) C. Técnicocientífica/ S. Iglésias Aprovação (Função / Nome / Assinatura(*)) Diretora/

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA. Março de 2015 4ª Edição

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA. Março de 2015 4ª Edição REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA Março de 2015 4ª Edição Índice 1 O DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO... 3 1.1. POLÍTICA E ESTRATÉGIA... 3 1.2. ESTRUTURA... 3 2 CONDIÇÕES DE FUNCIONAMENTO DA

Leia mais

Curso Combate a Incêndios

Curso Combate a Incêndios Curso Combate a Incêndios Referencial do Curso Objectivos Objectivos Gerais Dotar os participantes de conhecimentos básicos sobre o combate a incêndios e colocar em prática os conteúdos teóricos abordados.

Leia mais

CFC - (ACESSO A CEF TIPO 5 TÉCNICO DE INFORMÁTICA) Planificação anual de Empreendedorismo e Organização da Empresa

CFC - (ACESSO A CEF TIPO 5 TÉCNICO DE INFORMÁTICA) Planificação anual de Empreendedorismo e Organização da Empresa CFC - (ACESSO A CEF TIPO 5 TÉCNICO DE INFORMÁTICA) Planificação anual de Empreendedorismo e Organização da Empresa Turma Única Professora: Maria do Carmo Aboim Madeira 1 - Estrutura e finalidades da disciplina

Leia mais

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Tem entre 30 e 45 anos? A sua experiência profissional é superior a 5 anos? Encontra-se numa situação de desemprego há pelo menos 6 meses? Está

Leia mais

COMISSÃO EXECUTIVA DA ESPECIALIZAÇÃO EM SEGURANÇA NO TRABALHO DA CONSTRUÇÃO PROCEDIMENTOS PARA ATRIBUIÇÃO DO TÍTULO DE ENGENHEIRO ESPECIALISTA EM

COMISSÃO EXECUTIVA DA ESPECIALIZAÇÃO EM SEGURANÇA NO TRABALHO DA CONSTRUÇÃO PROCEDIMENTOS PARA ATRIBUIÇÃO DO TÍTULO DE ENGENHEIRO ESPECIALISTA EM PROCEDIMENTOS PARA ATRIBUIÇÃO DO TÍTULO DE ENGENHEIRO ESPECIALISTA EM Procedimentos para a atribuição do título de Engenheiro Especialista em Segurança no Trabalho da Construção 1 Introdução...2 2 Definições...4

Leia mais

CONHEÇA-NOS MELHOR. 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados.

CONHEÇA-NOS MELHOR. 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados. CONHEÇA-NOS MELHOR 2015 ASIDE - Consultoria e Formação. Todos os direitos reservados. Saber Ser Saber Fazer Saber Saber Saber Partilhar Saber Comunicar 02 www.aside.pt Saber Ser Saber Ser Sobre Nós Com

Leia mais

OFERTA FORMATIVA CERTIFICADA

OFERTA FORMATIVA CERTIFICADA OFERTA FORMATIVA CERTIFICADA 2015 SABER A O SEGUNDO Ginásios da Educação Da Vinci Vila Franca de Xira Rua Sacadura Cabral nº39 VFX Tel. 263 270 492 Tlm. 915 702 691 915 709 204 geral@saberaosegundo.pt

Leia mais

Reforce o seu próprio PODER PESSOAL Introdução à Gestão do Stress e ao Treino do Controlo Emocional

Reforce o seu próprio PODER PESSOAL Introdução à Gestão do Stress e ao Treino do Controlo Emocional Não Tenho tempo para WORKSHOPS! Reforce o seu próprio PODER PESSOAL Introdução à Gestão do Stress e ao Treino do Controlo Emocional Reforce o seu próprio PODER PESSOAL Objectivos Reconhecer a faculdade

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO em GESTÃO DE PESSOAS

PÓS-GRADUAÇÃO em GESTÃO DE PESSOAS PÓS-GRADUAÇÃO em GESTÃO DE PESSOAS Duração 1 semestre Coordenação Prof. Doutora Carla Barros (cbarros@ufp.edu.pt) Prof. Doutora Cristina Pimentão (pimentao@ufp.edu.pt) Apresentação O sucesso das organizações

Leia mais

A importância do RH estratégico para as empresas familiares. Sheila Madrid Saad

A importância do RH estratégico para as empresas familiares. Sheila Madrid Saad A importância do RH estratégico para as empresas familiares Sheila Madrid Saad Anos 30... Pagadoria Registros e controles Enfoque jurídico FOCO NA MANUTENÇÃO DA LEGALIDADE Anos 50... Pagadoria Registros

Leia mais

Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição

Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição Parceria entre a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTSC) www.estescoimbra.pt e o CTCV www.ctcv.pt Nota Prévia

Leia mais

Marketing e Comunicação Interna

Marketing e Comunicação Interna Marketing e Comunicação Interna Mestrado em Gestão e Desenvolvimento de RH 2º Semestre Cristina Mouta 2 Conteúdo Programático 2. Marketing interno 2.1. Conceito 2.2. Teorias e ferramentas do Marketing

Leia mais