Controlo da Qualidade Aula 05

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Controlo da Qualidade Aula 05"

Transcrição

1 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da qualidade:. evolução do conceito. gestão pela qualidade total (tqm). introdução às normas iso norma iso 9001:2000

2 Evolução do conceito 2 gestão pela qualidade total garantia da qualidade controlo da qualidade Evoluçã ão inspecção

3 Inspecção 3 inspecção a 100% - escolha aceitação por amostragem acções correctivas identificação das causas das não conformidades

4 Controlo da qualidade 4 manual da qualidade auto-inspecção testes ao produto planeamento básico da qualidade uso de técnicas estatísticas básicas controlo documental

5 Garantia da qualidade 5 planeamento avançado da qualidade desenvolvimento de sistemas da qualidade envolvimento em operações ligadas à qualidade focalização na concepção custos da qualidade fmea, haccp controlo estatístico do processo

6 Gestão pela qualidade total 6 política da qualidade envolvimento dos fornecedores e clientes envolvimento em todas as operações gestão dos processos quantificação do desempenho trabalho de equipa envolvimento e desenvolvimento do pessoal

7 Detecção 7 ambiente pessoal equipamento material métodos informação sobre o desempenho acção nas saídas

8 Prevenção 8 design do produto e do processo ambiente pessoal equipamento material métodos acção sobre o processo informação sobre o desempenho acção nas saídas

9 Gestão pela qualidade total 9 Envolvimento de todos os que trabalham numa organização (e actividades associadas), num processo de cooperação que se concretiza no fornecimento de produtos e serviços que vão de encontro das necessidades e expectativas dos seus clientes. Dale e Cooper (1995)

10 Elementos chave 10 responsabilidade e liderança pelo director executivo mudança da cultura da empresa planeamento e organização educação e formação empenhamento reconhecimento avaliação

11 Princípios 11 cada indivíduo deve assumir a responsabilidade pela garantia da qualidade do processo em que está integrado todas as pessoas da organização devem sentir-se envolvidas no desenvolvimento dos processos que estão sob o seu controlo todas as pessoas na organização devem reconhecer que aqueles para quem desempenham uma tarefa são seus clientes e, como tal, devem sentir-se obrigadas a satisfazer as suas necessidades praticar o trabalho de equipa sob diversas formas as capacidades e meios de cada pessoa devem ser totalmente utilizados

12 Princípios 12 participação e desenvolvimento dos empregados na actividade de organização deve ser encorajada educação e formação são consideradas um investimento fornecedores e clientes são integrados no processo de qualidade d honestidade, sinceridade e diligência devem fazer parte do perfil da organização simplicidade nos processos, sistemas,,procedimentos e instruções de trabalho Dale aeee Cooper, 1985

13 Normas ISO ISO 9000 descreve eve os fundamentos de sistemas ste de gestão da qualidade e especifica a terminologia que lhes é aplicável ISO 9001:2000 especifica os requisitos de um sistema de gestão da qualidade a utilizar sempre que uma organização tem necessidade de demonstrar a sua capacidade para fornecer produtos que satisfaçam tanto os requisitos dos seus clientes como dos regulamentos aplicáveis e tenha em vista o aumento da satisfação do cliente divida em cinco secções: Sistema de gestão da qualidade, Responsabilidade da direcção, Gestão de recursos, Realização do produto, Medição, melhoria e análise

14 Normas ISO ISO 9004 fornece linhas de orientação que consideram tanto a eficiência como a eficácia de um sistema de gestão da qualidade o objectivo desta norma é a melhoria do desempenho da organização e da satisfação dos seus clientes e das outras partes interessadas ISO dá orientação para a execução de auditorias a sistema de gestão da qualidade e a sistemas de gestão ambiental

15 Princípios da gestão da qualidade 15 Com a definição dos oito Princípios da Gestão da Qualidade, formalizados pelo ISO/TC176 em 1998, o propósito foi claro: estabelecer uma base sólida para os novos referenciais normativos, facilitar a definição de objectivos da qualidade, potenciar a sua utilização como elementos fundamentais para a melhoria do desempenho das organizações e promover uma aproximação e alinhamento dos referenciais normativos com a maioria dos modelos de excelência e de qualidade total. Estes oito Princípios estão descritos na ISO 9000:2000 e são utilizados como base tanto dos requisitos da ISO 9001:2000, como para as orientações da ISO 9004:2000. A seguir descreveremos sumariamente os oito Princípios, mas maiores detalhes podem ser obtidos, gratuitamente t através do website da ISO (www.iso.org). APCER, Guia Interpretativo ISO 9001:2000 disponível em

16 Princípios da gestão da qualidade 16 Focalização no cliente Liderança Envolvimento das pessoas Abordagem por processos Abordagem da gestão como um sistema Melhoria contínua Abordagem à tomada de decisões baseada em factos Relações mutuamente benéficas com fornecedores

17 Focalização no cliente 17 As organização dependem dos seus clientes e, consequentemente, convém que compreendam as suas necessidades, actuais e futuras satisfaçam os seus requisitos se esforcem por exceder as suas expectativas O conceito de cliente deverá ser considerado numa perspectiva abrangente, contemplando não apenas os clientes directos ou os consumidores, mas também outras partes interessadas (ex. os colaboradores, os fornecedores, os accionistas, o Estado e a Sociedade, a comunidade envolvente, entre outros)

18 Liderança 18 os líderes estabelecem a finalidade e a orientação da organização. convém que criem e mantenham o ambiente interno que permita o pleno desenvolvimento das pessoas para se atingirem i os objectivos da organização

19 Envolvimento das pessoas 19 As pessoas, em todos os níveis, são a essência de uma organização. Convém que criem e mantenham o ambiente interno que permita o pleno envolvimento das pessoas para se atingirem os objectivos da organização A comunicação, a consciencialização e a formação das pessoas são factores fundamentais para que as mesmas se revejam no sistema de gestão da qualidade e compreendam qual o seu contributo, de forma a potenciar o seu comprometimento e envolvimento e proporcionar as competências necessárias para a realização das funções que lhes são atribuídas.

20 Abordagem por processos 20 um resultado desejado é atingido de forma mais eficiente quando as actividades e os recursos associados são geridos como um processo uma organização existe para transformar inputs (entradas) )(por exemplo materiais, i energia, informação, etc.) em outputs (saídas) (produtos, serviços) que são fornecidos aos seus clientes, e ao fazê-lo, acrescentam valor

21 Abordagem por processos 21 modelo de um sistema de gestão da qualidade baseado em processos APCER, Guia Interpretativo ISO 9001:200

22 Abordagem da gestão como um sistema 22 identificar, compreender e gerir os processos inter- relacionados como um sistema, contribui para que a organização atinja os seus objectivos com eficácia e eficiência o sistema é constituído por uma série de processos inter-relacionados. Estes processos devem ser controlados e geridos, mesmo se forem obtidos no exterior ou subcontratados a terceiros, incluindo as subsidiárias bidiái da própria organização, parcerias ou filiais...

23 Melhoria contínua 23 convém que a melhoria contínua do desempenho global de uma organização seja um objectivo permanente dessa organização a melhoria contínua não pode ser baseada apenas na resolução de problemas identificados, ifi d mas também deve contemplar as possibilidades de melhorar os resultados do sistema e a antecipação das expectativas de mercado cada vez maiores.

24 Abordagem à tomada de decisões 24 as decisões eficazes são baseadas na análise de dados e de informações entre outros aspectos mais operacionais i (como a definição de acções correctivas e preventivas, o estabelecimento bl de programas de auditorias, i a revisão pela gestão, a identificação de oportunidades de melhoria entre outros), o estabelecimento de estratégias, políticas e objectivos deve ser suportado na análise de dados d e informações relevantes, de origem interna ou externa à organização.

25 Relações com fornecedores 25 uma organização e os seus fornecedores são interdependentes e uma relação de benefício mútuo potencia a aptidão de ambas as partes para criar valor, orientado para o estabelecimento de relações de ganho ganho entre a organização e os seus fornecedores.

26 IS0 9000: Princípios essenciais dos sistemas de gestão da qualidade: 2.1 Razões para o estabelecimento de sistemas de gestão da qualidade 2.2 Requisitos dos sistemas de gestão da qualidade e requisitos dos produtos 2.3 Abordagem aos sistemas de gestão da qualidade 2.4 Abordagem por processos 2.5 Política da qualidade e objectivos da qualidade 2.6 O papel da gestão de topo no âmbito do sistema de gestão da qualidade 2.7 Documentação 2.8 Avaliação dos sistemas de gestão da qualidade 2.9 Melhoria contínua 2.10 Papel ldas técnicas estatísticas 2.11 Objectivos dos sistemas de gestão da qualidade e dos outros sistemas de gestão

27 2.2 Requisitos do sistema de gestão 27 A ISO 9001 estabelece os requisitos dos sistemas de gestão da qualidade são genéricos aplicáveis a organizações de qualquer ramo ou sector económico A ISO 9001 não estabelece requisitos para produtos!

28 2.3 Abordagem aos sistemas de gestão 28 determinação das necessidades e expectativas dos clientes e de outras partes interessadas estabelecimento da política da qualidade e dos objectivos da qualidade da organização definição dos processos e responsabilidades necessárias ái para atingir i os objectivos da qualidade d determinação e disponibilização dos recursos necessários para atingir os objectivos da qualidade

29 2.3 Abordagem aos sistemas de gestão 29 estabelecimento de métodos para medir a eficácia e eficiência de cada processo aplicação destas medidas para determinar a eficácia e eficiência de cada processo identificação dos meios de prevenção de não conformidades d e eliminação i das suas causas estabelecimento e aplicação de um processo para a melhoria contínua do sistema de gestão da qualidade

30 2.4 Abordagem por processos 30 Processo qualquer actividade, ou conjunto de actividades, que utiliza recursos para transformar entradas em saídas frequentemente, a saída de um processo é a entrada de outro processo Abordagem por processos identificação e gestão sistemática dos processos de uma organização e, em particular, das interacções entre eles

31 2.5 Política e objectivos da qualidade 31 o estabelecimento da política da qualidade e dos objectivos da qualidade proporciona à organização enfoque para a sua gestão determinam os resultados desejados e apoiam a organização na aplicação dos seus recursos para atingir esses resultados a política da qualidade: proporciona o enquadramento para estabelecer e rever os objectivos da qualidade.

32 2.5 Política e objectivos da qualidade 32 os objectivos da qualidade consistentes com a política da qualidade compromisso para com a melhoria contínua alcance deve ser mensurável. A concretização dos objectivos da qualidade pode ter um impacte positivo sobre a qualidade do produto sobre a eficácia operacional desempenho financeiro sobre a satisfação e confiança das partes interessadas.

33 2.7 Documentação 33 valor da documentação a documentação permite a comunicação das intenções e a consistência das acções. contribui i para: obter a conformidade com os requisitos do cliente e a melhoria da qualidade; proporcionar a formação adequada; assegurar a repetibilidade e a rastreabilidade; proporcionar evidências objectivas; avaliar a eficácia e a adequabilidade permanente do sistema de gestão da qualidade. produzir a documentação não deve constituir um fim em si mesmo, mas uma actividade id d de valor acrescentado.

34 2.9 Melhoria contínua 34 análise e avaliação da situação existente com a finalidade de identificar áreas de melhoria; estabelecimento de objectivos de melhoria; procura de soluções possíveis para atingir os objectivos; avaliação dessas soluções e selecção da mais adequada; implementação da solução seleccionada; medição, verificação, análise e avaliação dos resultados da implementação para determinar que os objectivos foram atingidos; formalização das mudanças.

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade:

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade: Evolução do conceito 2 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da :. evolução do conceito. gestão pela total (tqm). introdução às normas iso 9000. norma iso 9000:2000 gestão pela total garantia da controlo

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NIP: Nº DO RELATÓRIO: DENOMINAÇÃO DA EMPRESA: EQUIPA AUDITORA (EA): DATA DA VISITA PRÉVIA: DATA DA AUDITORIA: AUDITORIA DE: CONCESSÃO SEGUIMENTO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

Gestão por Processos ISO 9001: 2000

Gestão por Processos ISO 9001: 2000 Gestão por Processos 1 2 Existem três tipos de empresas: - as que fazem as coisas acontecer; - as que vêem as coisas acontecer; - as que não fazem ideia do que está a acontecer (Kotler) 3 Para o Sucesso

Leia mais

Material para os Discentes da Universidade da Madeira. NP EN ISO 9000, 9001 e 9004. Elaborado em 2005 por. Herlander Mata-Lima

Material para os Discentes da Universidade da Madeira. NP EN ISO 9000, 9001 e 9004. Elaborado em 2005 por. Herlander Mata-Lima Material para os Discentes da Universidade da Madeira NP EN ISO 9000, 9001 e 9004 Elaborado em 2005 por Herlander Mata-Lima 1 NORMAS ISO 9000 As normas ISO 9000 servem de base para as organizações, independentemente

Leia mais

A Distribuição Moderna no Sec. XXI 28 Março 2011. Certificação da Qualidade Aplicada ao Sistema de Gestão da Marca Própria

A Distribuição Moderna no Sec. XXI 28 Março 2011. Certificação da Qualidade Aplicada ao Sistema de Gestão da Marca Própria Certificação da Qualidade Aplicada ao Sistema de Gestão da Marca Própria PROGRAMA Qualidade Produto Marca Própria - Distribuição Princípios da Qualidade/ ISO 9001 Certificação/Processo de Certificação

Leia mais

A gestão da qualidade e a série ISO 9000

A gestão da qualidade e a série ISO 9000 A gestão da qualidade e a série ISO 9000 Seminário QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃ ÇÃO FLUP 3 Novembro 2005 3 Novembro 2005 Maria Beatriz Marques / APQ-DRN A gestão da qualidade e a série

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Objectivos do Curso. No final deste os alunos deverão: Identificar os principais objectivos associados à implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade (SGQ) Compreender

Leia mais

Benefícios da Certificação para a Administração Pública

Benefícios da Certificação para a Administração Pública Benefícios da Certificação para a Administração Pública Hélder Estradas, 7 de Maio de 2008 Agenda 1 - Resumo Histórico da Certificação em Portugal; 2 - Vantagens da Certificação; 3 - Processo de Certificação.

Leia mais

Escola de Condução Colinas do Cruzeiro

Escola de Condução Colinas do Cruzeiro Escola de Condução Colinas do Cruzeiro MANUAL DA QUALIDADE Índice 1. Índice 1. Índice 2 2. Promulgação do Manual da Qualidade 3 3. Apresentação da Empresa 4 3.1 Identificação da Empresa 4 3.2 Descrição

Leia mais

PREFÁCIO. Leça da Palmeira, Dezembro de 2003. Luís Fonseca Director Geral. 3 de 80

PREFÁCIO. Leça da Palmeira, Dezembro de 2003. Luís Fonseca Director Geral. 3 de 80 PREFÁCIO Como entidade líder de mercado na certificação de Sistemas de Gestão em Portugal e representante Portuguesa na rede IQNet, uma rede internacional de entidades certificadoras líder mundial da actividade,

Leia mais

Manual de Gestão da Qualidade

Manual de Gestão da Qualidade Manual de Gestão da Qualidade A Índice A Índice... 2 B Manual da Qualidade... 3 C A nossa Organização... 4 1 Identificação... 4 2 O que somos e o que fazemos... 4 3 Como nos organizamos internamente -

Leia mais

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A.

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. Empresa especializada na concepção, instalação e manutenção de equipamentos para a indústria hoteleira, restauração e similares. Primeira empresa do sector a nível

Leia mais

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados;

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados; VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos e electrónicos, oferecendo

Leia mais

Norma ISO 9000. Norma ISO 9001. Norma ISO 9004 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE REQUISITOS FUNDAMENTOS E VOCABULÁRIO

Norma ISO 9000. Norma ISO 9001. Norma ISO 9004 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE REQUISITOS FUNDAMENTOS E VOCABULÁRIO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALDADE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Norma ISO 9000 Norma ISO 9001 Norma ISO 9004 FUNDAMENTOS E VOCABULÁRIO REQUISITOS LINHAS DE ORIENTAÇÃO PARA MELHORIA DE DESEMPENHO 1. CAMPO

Leia mais

1 Conceitos da qualidade

1 Conceitos da qualidade 1 Conceitos da qualidade Introdução aos SGQ (norma ISO 9001:2008) Escola Superior de Saúde do Vale do Sousa ONG fundada em 1947 em Genebra Actualmente esta organização encontra se em 120 países. promover

Leia mais

Data de adopção. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor. Observações

Data de adopção. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor. Observações NP ISO 10001:2008 Gestão da qualidade. Satisfação do cliente. Linhas de orientação relativas aos códigos de conduta das organizações CT 80 2008 NP ISO 10002:2007 Gestão da qualidade. Satisfação dos clientes.

Leia mais

Seminário CNIS - APCER QUALIDADE - Pressuposto de Diferenciação. Sistemas de Gestão

Seminário CNIS - APCER QUALIDADE - Pressuposto de Diferenciação. Sistemas de Gestão Seminário CNIS - APCER QUALIDADE - Pressuposto de Diferenciação Sistemas de Gestão 27 de Outubro de 2007 Dora Gonçalo Directora de Certificação e de Auditores www.apcer.pt Agenda Desafios e Organizações

Leia mais

Bureau Veritas Certification. Responsabilidade Social, a Internacionalização e a Gestão do Risco

Bureau Veritas Certification. Responsabilidade Social, a Internacionalização e a Gestão do Risco Bureau Veritas Certification Responsabilidade Social, a Internacionalização e a Gestão do Risco Responsabilidade Social, a Internacionalização e a Gestão do Risco A introdução da gestão do risco na ISO

Leia mais

NUM LABORATÓRIO DE CITOMETRIA DE FLUXO. Maria João Acosta 2009

NUM LABORATÓRIO DE CITOMETRIA DE FLUXO. Maria João Acosta 2009 NUM LABORATÓRIO DE CITOMETRIA DE FLUXO Maria João Acosta 2009 O que é um SGQ? É uma estrutura organizacional, com políticas, recursos, processos e procedimentos definidos que visam alcançar um determinado

Leia mais

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A satisfação e o desempenho dos recursos humanos em qualquer organização estão directamente relacionados entre

Leia mais

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos

Leia mais

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA HOMOLOGAÇÃO: José Eduardo Carvalho 14-03- Pág. 2 de 5 A Tagusgás subscreve a Política AQS da Galp Energia. A Política AQS da Tagusgás foi definida tendo em consideração os Objectivos Estratégicos do Grupo

Leia mais

Procedimento de Gestão PG 01 Gestão do SGQ

Procedimento de Gestão PG 01 Gestão do SGQ Índice 1.0. Objectivo. 2 2.0. Campo de aplicação... 2 3.0. Referências e definições....... 2 4.0. Responsabilidades... 3 5.0. Procedimento... 4 5.1. Política da Qualidade 4 5.2. Processos de gestão do

Leia mais

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos. Gestão da Qualidade 2005

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos. Gestão da Qualidade 2005 ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos Gestão da Qualidade 2005 Estrutura da Norma 0. Introdução 1. Campo de Aplicação 2. Referência Normativa 3. Termos e Definições 4. Sistema de Gestão

Leia mais

NP EN ISO 9001:2008. 06 de Maio de 2008. Dulce Pacheco. Orador: Carla Pinto

NP EN ISO 9001:2008. 06 de Maio de 2008. Dulce Pacheco. Orador: Carla Pinto NP EN ISO 9001:2008 Principais alterações 06 de Maio de 2008 Dulce Pacheco Orador: Carla Pinto Local e Data: Coimbra, 30 Janeiro 2008 ISO 9001:2008 Principais alterações ç Motivações e processo de desenvolvimento

Leia mais

Tutorial norma ISO 9001

Tutorial norma ISO 9001 Tutorial norma ISO 9001 Docente: Prof. Dr. José Carlos Marques Discentes-Grupo 3: Luciane F. I. Ramos Fonseca Ana Paula C. Vieira Lúcia Melim Ana Paula Neves Funchal, Maio de 2009 1. CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE

Leia mais

Certificação das Entidades de Acção Social. Soluções e Desafios. rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro. Orador: www.apcer.pt.

Certificação das Entidades de Acção Social. Soluções e Desafios. rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro. Orador: www.apcer.pt. Certificação das Entidades de Acção Social Soluções e Desafios rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro www.apcer.pt AGENDA 0. Apresentação da actividade da APCER 1. Actuais exigências e necessidades

Leia mais

Qpoint Rumo à Excelência Empresarial

Qpoint Rumo à Excelência Empresarial 2 PRIMAVERA BSS Qpoint Rumo à Excelência Empresarial Numa era em que a competitividade entre as organizações é decisiva para o sucesso empresarial, a aposta na qualidade e na melhoria contínua da performance

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Ana Francisco Gestora de Cliente Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada Princípios da Qualidade

Leia mais

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004)

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) por Mónica Montenegro, Coordenadora da área de Recursos Humanos do MBA em Hotelaria e

Leia mais

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente.

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. OBJECTIVOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. A Gestão da Segurança foca o indivíduo, o colaborador; Tem como objectivo a sua protecção

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Helena Ferreira (helena.ferreira@apcer.pt) Gestora de Desenvolvimento da APCER I. APRESENTAÇÃO DA APCER www.apcer.pt 1. Quem Somos Início de actividade

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Carolina Nogueira Gestora de Cliente carolina.nogueira@apcer.pt Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação

Leia mais

SGQ 22/10/2010. Sistema de Gestão da Qualidade. Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para:

SGQ 22/10/2010. Sistema de Gestão da Qualidade. Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para: PARTE 2 Sistema de Gestão da Qualidade SGQ Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para: Possibilitar a melhoria de produtos/serviços Garantir a satisfação

Leia mais

Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação. 06 de Março de 2010 Hotel Fátima. Orador: Local e Data:

Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação. 06 de Março de 2010 Hotel Fátima. Orador: Local e Data: Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação 06 de Março de 2010 Hotel Fátima AGENDA I. Enquadramento da actividade da APCER II. III. Modelos de Avaliação da Qualidade das Respostas Sociais

Leia mais

Sistema de gestão para dirigir e controlar uma organização no que respeita à qualidade

Sistema de gestão para dirigir e controlar uma organização no que respeita à qualidade COMO ORGANIZAR O SGQ SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de gestão para dirigir e controlar uma organização no que respeita à qualidade A Gestão da Qualidade foca o produto / a realização do serviço;

Leia mais

Benefícios da Certificação no Sector do Turismo. Orador: Carla Pinto

Benefícios da Certificação no Sector do Turismo. Orador: Carla Pinto Benefícios da Certificação no Sector do Turismo I. Apresentação da APCER II. Serviços e Benefícios no Sector do Turismo III. Certificação no Sector do Turismo I. APRESENTAÇÃO DA APCER 1. Quem Somos Início

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Andreia Martins Gestora de Cliente andreia.martins@apcer.pt Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada

Leia mais

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos Gestão da Qualidade e Auditorias (Mestrado em Engenharia Alimentar) Gestão da Qualidade (Mestrado em Biocombustívies) ESAC/João Noronha Novembro

Leia mais

ISO 9001:2015. www.apcergroup.com. Rui Oliveira APCER

ISO 9001:2015. www.apcergroup.com. Rui Oliveira APCER ISO 9001:2015 Rui Oliveira APCER Agenda Enquadramento do Processo de Revisão Principais Mudanças Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada Princípios da Qualidade Próximos Passos Cronograma para

Leia mais

A CERTIFICAÇÃO E O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO

A CERTIFICAÇÃO E O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO A CERTIFICAÇÃO E O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO www.apcer.pt CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE (NP EN ISO 9001:2000) A norma ISO 9001:2000, incentiva as organizações a adoptarem o modelo da Abordagem

Leia mais

O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE?

O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE? 1 O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE? A globalização dos mercados torna cada vez mais evidente as questões da qualidade. De facto a maioria dos nossos parceiros económicos não admite a não qualidade.

Leia mais

Sistemas de Gestão da Qualidade

Sistemas de Gestão da Qualidade Sistemas de estão da Qualidade Transparências de apoio à disciplina de estão da Qualidade rupo de ontrolo e estão Normas de arantia da Qualidade Historicamente Imposição dos grandes compradores e detentores

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO ISO 9001:2000

MANUAL DO FORMANDO ISO 9001:2000 MANUAL DO FORMANDO ISO 9001:2000 Maio /04 1 2 Emissão : SERGA Serviços, Organização e Informática, Lda Rua da Estrela, nº 21 1200-668 Lisboa Tel. 21 3970970 Fax 21 3969224 Edição Maio de 2004 Colaboraram

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003 Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 1 SISTEMÁTICA DE AUDITORIA - 1 1 - Início da 4 - Execução da 2 - Condução da revisão dos documentos

Leia mais

Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso

Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso Pedro João 28 de Abril 2011 Fundação António Cupertino de Miranda Introdução ao Plano de Negócios Modelo de Negócio Análise Financeira Estrutura do Plano de

Leia mais

AEP/APCER FORMAÇÃO 2º SEMESTRE 2004

AEP/APCER FORMAÇÃO 2º SEMESTRE 2004 Ed. de Serviços da Exponor, 2º Av. Dr. António Macedo 4450 617 Leça da Palmeira t: 22 999 36 00 f: 22 999 36 01 e-mail: info@apcer.pt www.apcer.pt Formação Empresa 4450-617 Leça da Palmeira t: 22 998 1753

Leia mais

ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando?

ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando? ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando? A publicação prevista para Novembro de 2015 tem como propósito refletir as mudanças no ambiente em que a norma é usada e garantir que a mesma mantenha-se adequada

Leia mais

Referenciais da Qualidade

Referenciais da Qualidade 2008 Universidade da Madeira Grupo de Trabalho nº 4 Controlo da Qualidade Referenciais da Qualidade Raquel Sousa Vânia Joaquim Daniel Teixeira António Pedro Nunes 1 Índice 2 Introdução... 3 3 Referenciais

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE POSTOS DE TURISMO

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE POSTOS DE TURISMO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE POSTOS DE TURISMO 8 PRINCÍPIOS DA QUALIDADE Focalização no cliente Relações com fornecedores mutuamente benéficas Liderança Decisão baseada em factos Princípios da Qualidade

Leia mais

Matrizes de correspondência entre a ISO 9001:2008 e a ISO 9001:2015

Matrizes de correspondência entre a ISO 9001:2008 e a ISO 9001:2015 International Organization for Standardization BIBC II, Chemin de Blandonnet 8, CP 401, 1214 Vernier, Geneva, Switzerland Tel: +41 22 749 01 11, Web: www.iso.org Matrizes de correspondência entre a ISO

Leia mais

- Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 -

- Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 - Seu parceiro na certificação - Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 - DQS do Brasil 2002/06/12 Razões para a revisão (1) Razões formais: Protocolo da ISO (análise critica a cada 5 anos) ISO TC 176:

Leia mais

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 www.apcer.pt

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 www.apcer.pt O Papel das Auditorias na Gestão Empresarial Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 Auditoria Processo sistemático, independente e documentado, realizado com o propósito p de obter

Leia mais

A ISO 50001. Fórum SPQ Expo 27 de Setembro de 2013

A ISO 50001. Fórum SPQ Expo 27 de Setembro de 2013 Fórum SPQ Expo 27 de Setembro de 2013 Agenda Introdução aos Sistemas de Gestão de Energia Princípios da ISO 50001 Relação entre a ISO 50001 e outras normas como a ISO 14001 ou a ISO 9001 2 O problema económico

Leia mais

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 www.apcer.pt

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 www.apcer.pt O Papel das Auditorias na Gestão Empresarial Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 Auditoria Processo sistemático, independente e documentado, realizado com o propósito p de obter

Leia mais

ção o de Sistemas de Qualidade no Sector da Cartografia com base nas Normas ISO 9000:2000 Implementaçã

ção o de Sistemas de Qualidade no Sector da Cartografia com base nas Normas ISO 9000:2000 Implementaçã Implementaçã ção o de Sistemas de Qualidade no Sector da Cartografia com base nas Normas ISO 9000:2000 Carlos Antunes Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (http://correio.cc.fc.ul.pt pt/~ /~mcarlos)

Leia mais

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão A ISO 9001 em sua nova versão está quase pronta Histórico ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA As normas da série ISO 9000 foram emitidas pela primeira vez no

Leia mais

A Gestão, os Sistemas de Informação e a Informação nas Organizações

A Gestão, os Sistemas de Informação e a Informação nas Organizações Introdução: Os Sistemas de Informação (SI) enquanto assunto de gestão têm cerca de 30 anos de idade e a sua evolução ao longo destes últimos anos tem sido tão dramática como irregular. A importância dos

Leia mais

Como implementar um sistema de gestão da qualidade. Requisitos da segurança alimentar. Brandão Guerreiro

Como implementar um sistema de gestão da qualidade. Requisitos da segurança alimentar. Brandão Guerreiro Como implementar um sistema de gestão da qualidade. Requisitos da segurança alimentar Hotel Cinquentenário Fátima, 05 de Abril de 2008 Índice Abordagem por processos Requisitos da documentação Política

Leia mais

A gestão de operações encarrega-se do estudo dos mecanismos de decisão relativamente à função operações.

A gestão de operações encarrega-se do estudo dos mecanismos de decisão relativamente à função operações. GESTÃO DE OPERAÇÕES A gestão de operações encarrega-se do estudo dos mecanismos de decisão relativamente à função operações. Os Directores de Operações são os responsáveis pelo fornecimento de bens ou

Leia mais

TRANSIÇÃO DA ISO 9001:2000 PARA ISO 9001:2008 DOCUMENTO SUMÁRIO DE ALTERAÇÕES ALTERAÇÕES QUE PODEM AFECTAR O SISTEMA

TRANSIÇÃO DA ISO 9001:2000 PARA ISO 9001:2008 DOCUMENTO SUMÁRIO DE ALTERAÇÕES ALTERAÇÕES QUE PODEM AFECTAR O SISTEMA TRANSIÇÃO DA ISO 9001:2000 PARA ISO 9001:2008 DOCUMENTO SUMÁRIO DE ALTERAÇÕES A nova norma ISO 9001, na versão de 2008, não incorpora novos requisitos, mas apenas alterações para esclarecer os requisitos

Leia mais

Referencial técnico-pedagógico da intervenção

Referencial técnico-pedagógico da intervenção Referencial técnico-pedagógico da intervenção De seguida explicitamos os referenciais técnico-pedagógicos das fases do MOVE-PME que carecem de uma sistematização constituindo factores de diferenciação

Leia mais

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Na parte final da fase 1 do projecto Processo de Avaliação em Contextos Inclusivos foi discutido o conceito processo de avaliação inclusiva e prepararam-se

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão. Evento IDC PME 24.set.2008. Carlos Neves

Sistema Integrado de Gestão. Evento IDC PME 24.set.2008. Carlos Neves Sistema Integrado de Gestão Evento IDC PME 24.set.2008 Carlos Neves Agradecimentos Carlos Neves - 24.Set.08 2 Sumário 1. Oportunidades e desafios para as PME 2. Os projectos SI/TI e a Mudança 3. Perspectivas

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Uma Abordagem por Processos Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto A Evolução Histórica da Qualidade A Evolução Histórica da Qualidade ARTESANATO Qualidade

Leia mais

E q n u q a u dr d a r me m n e t n o S st s e t m e a m d e d e Ge G s e t s ã t o d a d Q u Q a u lida d de

E q n u q a u dr d a r me m n e t n o S st s e t m e a m d e d e Ge G s e t s ã t o d a d Q u Q a u lida d de Sistema de Gestão e de Garantia da Qualidade Agenda Enquadramento Sistema de Gestão da Qualidade Sistema de Garantia da Qualidade 2 Enquadramento Estatutos da ESHTE Prossecução de objectivos de qualificação

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA

RELATÓRIO DE AUDITORIA Entidade Auditada: BIBLIOTECA MUNICIPAL SANTA MARIA DA FEIRA Tipo de Auditoria: Auditoria Interna Data da Auditoria: 09.12.2014 Duração: 1 dia Locais Auditados: Av. Dr. Belchior Cardoso da Costa / 4520-606

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade Diretrizes para melhorias de desempenho

Sistemas de gestão da qualidade Diretrizes para melhorias de desempenho OUT/2000 PROJETO NBR ISO 9004:2000 ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Sistemas de gestão da qualidade Diretrizes para melhorias de desempenho Sede: Rio de Janeir o Av. Treze de Maio, 13 28º

Leia mais

POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E BEM ESTAR NO TRABALHO

POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E BEM ESTAR NO TRABALHO POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E BEM ESTAR NO TRABALHO Política da QUALIDADE A satisfação do cliente está na base das operações do Grupo Volvo. A Qualidade é um pré

Leia mais

CTCV. seminário. A Norma ISO 9001:2015 Nova estrutura e alterações previstas

CTCV. seminário. A Norma ISO 9001:2015 Nova estrutura e alterações previstas A Norma ISO 9001:2015 Nova estrutura e alterações previstas Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 23 10 2014 Marta Ferreira Sistemas de Gestão e Melhoria 21

Leia mais

Seminário CNIS - APCER QUALIDADE - Pressuposto de Diferenciação. Qualidade e Certificação

Seminário CNIS - APCER QUALIDADE - Pressuposto de Diferenciação. Qualidade e Certificação Seminário CNIS - APCER QUALIDADE - Pressuposto de Diferenciação Qualidade e Certificação 27 de Outubro de 2007 Gabriela Lopes Direcção de Certificação e de Auditores www.apcer.pt Agenda O que é a certificação?

Leia mais

Sistemas de Gestão Ambiental O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004

Sistemas de Gestão Ambiental O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004 QSP Informe Reservado Nº 41 Dezembro/2004 Sistemas de Gestão O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004 Material especialmente preparado para os Associados ao QSP. QSP Informe Reservado Nº 41 Dezembro/2004

Leia mais

SPI WORKSHOP AUDITORIAS A SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI 10.07.2012

SPI WORKSHOP AUDITORIAS A SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI 10.07.2012 SPI WORKSHOP AUDITORIAS A SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI 10.07.2012 FORMAÇÃO INSPECÇÃO ESTRATÉGIA Modelo do Workshop PORQUE COMO O QUE LP VISÃO NORMALIZAÇÃO CP ENSAIOS E TESTES CONSULTORIA ACREDITAÇÃO REQUISITOS

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

Estratégia Empresarial. Capítulo 4 Missão e Objectivos. João Pedro Couto

Estratégia Empresarial. Capítulo 4 Missão e Objectivos. João Pedro Couto Estratégia Empresarial Capítulo 4 Missão e Objectivos João Pedro Couto ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Pensamento Estratégico Análise do Meio Envolvente Análise da Empresa Análise Estratégica Missão, Objectivos

Leia mais

ESTRUTURA COMUM DE AVALIAÇÃO CAF 2006 DGAEP 2007

ESTRUTURA COMUM DE AVALIAÇÃO CAF 2006 DGAEP 2007 ESTRUTURA COMUM DE AVALIAÇÃO CAF 2006 DGAEP 2007 Conteúdo da apresentação Enquadramento da CAF Características gerais da CAF Estrutura da CAF Processo de aplicação da CAF (10 Passos) Enquadramento da CAF

Leia mais

Definir os requisitos da Norma NP EN ISO 9001. Como implementar sistemas da qualidade em empresas. Conhecer as vantagens da certificação.

Definir os requisitos da Norma NP EN ISO 9001. Como implementar sistemas da qualidade em empresas. Conhecer as vantagens da certificação. Objectivos Gerais Definir o que é a Qualidade; Determinar a evolução da qualidade. Definir os requisitos da Norma NP EN ISO 9001. Como implementar sistemas da qualidade em empresas. Conhecer as vantagens

Leia mais

O que é a Qualidade? Sumário. O que é a qualidade? Definições de Qualidade. Qualidade Definição Quantitativa. Qualidade - Definição Qualitativa

O que é a Qualidade? Sumário. O que é a qualidade? Definições de Qualidade. Qualidade Definição Quantitativa. Qualidade - Definição Qualitativa Sumário O que é a Qualidade? O que é a Qualidade? Gestão da Qualidade Engenharia Alimentar ESAC Definições de qualidade Porque é que a qualidade é importante? A evolução da qualidade A gestão pela qualidade

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO

INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE COIMBRA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO Elaborado por: Carla Latas nº 3501 Rui Soares nº 3508 Ana Lopes nº 3512 Coimbra, 02 de Junho de 2005.

Leia mais

Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão

Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão Como as pessoas tendem a imitar os seus líderes, estes devem-se empenhar e comprometer-se com o QSSA, para servirem

Leia mais

NBR ISO 9001/2000 NBR ISO 9004/2000

NBR ISO 9001/2000 NBR ISO 9004/2000 NBR ISO 9001/2000 NBR ISO 9004/2000 2 Prefácio 3 A ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas é o Fórum Nacional de Normatização. As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês

Leia mais

MODELOS DE EXCELÊNCIA. Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518

MODELOS DE EXCELÊNCIA. Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518 MODELOS DE EXCELÊNCIA Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518 Ana Luísa Lopes, nº3598n OBJECTIVOS Referir a importância de um sistema de gestão da qualidade; Definir as

Leia mais

Princípios Gerais de Negócio da Shell

Princípios Gerais de Negócio da Shell Princípios Gerais de Negócio da Shell Royal Dutch Shell plc Introdução Os Princípios Gerais de Negócio da Shell regem a forma como cada uma das empresas que constituem o Grupo Shell* deve conduzir as suas

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 1 A avaliação de desempenho é uma apreciação sistemática do desempenho dos trabalhadores nos respectivos cargos e áreas de actuação e do seu potencial de desenvolvimento (Chiavenato).

Leia mais

Recursos Humanos e Qualidade

Recursos Humanos e Qualidade K Recursos Humanos e Qualidade na Gestão das Organizações do 3.º Sector S. Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009 S. l Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009_Isaque Dias O que é que fazem as Organizações

Leia mais

Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I. Fev. 2008

Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I. Fev. 2008 Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I Fev. 2008 Medeiros genda 1. Áreas de negócio Martifer; 2. Martifer Energia Equipamentos para energia S.A.; 3. Certificações Obtidas 4. Porquê IDI? 5. Objectivo

Leia mais

O que é a Qualidade? O que é a Qualidade) Sumário. O que é a qualidade? Escola Superior Agrária de Coimbra

O que é a Qualidade? O que é a Qualidade) Sumário. O que é a qualidade? Escola Superior Agrária de Coimbra O que é a Qualidade? Gestão da Qualidade e Auditorias Mestrado em Engenharia Alimentar Gestão da Qualidade Mestrado em Biocombustíveis Escola Superior Agrária de Coimbra 1 Sumário O que é a Qualidade?

Leia mais

Certificar para Ganhar o Futuro. Orador: Carla Pinto

Certificar para Ganhar o Futuro. Orador: Carla Pinto Certificar para Ganhar o Futuro Agenda APCER Quem Somos? Porquê Certificar para Ganhar o Futuro? Região da Beira Baixa como Mercado com Potencial Acções Previstas Quem Somos Início de actividade em 1996;

Leia mais

Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Monitorização e Avaliação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE

Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Monitorização e Avaliação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE 3. Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete 65 66 3.1 Objectivos e Princípios Orientadores O sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete, adiante designado

Leia mais

CAPÍTULO 2 INTRODUÇÃO À GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES

CAPÍTULO 2 INTRODUÇÃO À GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES Processos de Gestão ADC/DEI/FCTUC/2000/01 CAP. 2 Introdução à Gestão das Organizações 1 CAPÍTULO 2 INTRODUÇÃO À GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES 2.1. Conceito de Gestão Vivemos numa sociedade de organizações (dos

Leia mais

1. Motivação para o sucesso (Ânsia de trabalhar bem ou de se avaliar por uma norma de excelência)

1. Motivação para o sucesso (Ânsia de trabalhar bem ou de se avaliar por uma norma de excelência) SEREI UM EMPREENDEDOR? Este questionário pretende estimular a sua reflexão sobre a sua chama empreendedora. A seguir encontrará algumas questões que poderão servir de parâmetro para a sua auto avaliação

Leia mais

A realidade empresarial e os desafios do sector gráfico. Da certificação à GQT

A realidade empresarial e os desafios do sector gráfico. Da certificação à GQT A realidade empresarial e os desafios do sector gráfico Da certificação à GQT APCER 03/06/2009 Isabel Monteiro IPT - Design e Tecnologia das Artes Gráficas DE q UALIDADE A Q UALIDADE Inspecção Controlo

Leia mais

AS AUDITORIAS INTERNAS

AS AUDITORIAS INTERNAS AS AUDITORIAS INTERNAS Objectivos Gerais Reconhecer o papel das auditorias internas Objectivos Específicos Reconhecer os diferentes tipos de Auditorias Identificar os intervenientes Auditor e Auditado

Leia mais

Índice. rota 4. Enquadramento e benefícios 6. Selecção de fornecedores 8. Monitorização do desempenho de fornecedores 11

Índice. rota 4. Enquadramento e benefícios 6. Selecção de fornecedores 8. Monitorização do desempenho de fornecedores 11 rota 4 FORNECEDORES Rota 4 Índice Enquadramento e benefícios 6 Percurso 1. Selecção de fornecedores 8 Percurso 2. Monitorização do desempenho de fornecedores 11 Percurso 3. Promoção do Desenvolvimento

Leia mais

A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER

A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER A Gestão da Inovação Proposta de Utilização do Guia de Boas Práticas de IDI e das ferramentas desenvolvidas no âmbito da iniciativa DSIE da COTEC para o desenvolvimento do sistema

Leia mais

ISO 9001. As três primeiras seções fornecem informações gerais sobre a norma, enquanto as cinco últimas centram-se na sua implementação.

ISO 9001. As três primeiras seções fornecem informações gerais sobre a norma, enquanto as cinco últimas centram-se na sua implementação. ISO 9001 A ISO 9001 é um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) standard que exige que uma dada organização satisfaça as suas próprias exigências e as dos seus clientes e reguladores. Baseia-se numa metodologia

Leia mais

CHECK-LIST - NP EN ISO 9001

CHECK-LIST - NP EN ISO 9001 4 Sistemas de gestão da qualidade 4.1 Requisitos gerais A organização deve estabelecer, documentar, implementar e manter um sistema de gestão da qualidade e melhorar continuamente a sua eficácia de acordo

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES OS MODELOS DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE / SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE.

QUALIFICAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES OS MODELOS DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE / SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE. QUALIFICAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES OS MODELOS DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE / SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE. Por: Cândido Pires Presidente da Direcção do Centro de Solidariedade de Braga, Licenciado em Engenharia,

Leia mais

10ª Semana da Responsabilidade Social. Certificação da Responsabilidade Social Geradora de confiança Base para negócios sustentáveis

10ª Semana da Responsabilidade Social. Certificação da Responsabilidade Social Geradora de confiança Base para negócios sustentáveis 10ª Semana da Responsabilidade Social Certificação da Responsabilidade Social Geradora de confiança Base para negócios sustentáveis Enquadramento geral No mundo de hoje todas as sociedades têm ambições

Leia mais