DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ATENDIMENTO A CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: OPERACIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ATENDIMENTO A CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: OPERACIONAL"

Transcrição

1 PÁGINA: 1 de OBJETIVO: Atender os clientes corporativos em suas solicitações de serviços de viagens a negócios, identificar suas necessidades, analisar criticamente as solicitações (seleção de fornecedores capacitados) e demais controles requeridos nos processos, a fim de gerar satisfação e atender as necessidades dos mesmos conforme os critérios definidos pela TIVOLITUR. 2.0 REPONSABILIDADES: 2.1 O Diretor Operacional é responsável por definir as atividades de atendimento para um novo cliente, designado o consultor responsável para suporte e atendimento ao cliente, bem como analisar as medições e os resultados do processo. 2.2 O Supervisor Corporativo é responsável por dar o suporte necessário aos consultores quando necessário, assessorar a diretoria nas questões estratégicas do processo e ligadas ao cliente nos atendimentos efetuados. 2.3 Os Consultores de Viagens são responsáveis por identificar as necessidades dos clientes, analisarem criticamente as solicitações, encaminhar as cotações, monitorar o processo, lançar as vendas no sistema TIVOLITUR, conferir a documentação antes da entrega ao cliente e manter registros de forma controlada até a finalização dos processos IDENTIFICAÇÃO E RASTREABILIDADE: 3.1 Os processos são identificados, por meio de: DO CLIENTE (EMPRESA). DO PASSAGEIRO. NÚMERO DO PROCESSO (FILE). LOCALIZADORES DE RESERVA, INFORMADOS PELOS FORNECEDORES (PORTAIS, SITES, RESERVE E OUTROS) MEDIÇÃO DO PROCESSO: 4.1 Os processos são medidos trimestralmente quanto a sua eficácia, por meio dos seguintes critérios: QUANTIDADE DE VENDAS EFETIVADAS X VENDAS EFETIVADAS DO PERÍODO ANTERIOR.

2 PÁGINA: 2 de CRITÉRIOS (fluxograma do processo): 5.1 IDENTIFICAÇÃO DE CLIENTES Os clientes corporativos são identificados para atendimento mediante consulta quando necessário nos sistemas Tivolitur/Reserve, sendo que as solicitações ocorrem a partir dos contatos realizados por: , FONE (registrar a solicitação imediatamente após sua identificação, formalizando o processo com o retorno ao cliente da mesma), SISTEMA RESERVE No caso de novos clientes corporativos entrarem em contato diretamente com os consultores, encaminhar ao Departamento Comercial, a fim de que possam ser analisados criticamente, conforme a TIVOLI 12 Captação e Relacionamento com Clientes Corporativos, para posterior atendimento. Disponibiliza o sistema Reserva Fácil mediante senha para consulta caso seja interessante para o cliente;. 5.2 SOLICITAÇÕES DOS CLIENTES E COTAÇÕES As solicitações dos clientes são recebidas e analisadas conforme as suas necessidades, sendo elaborada a cotação, que devem incluir os seguintes requisitos de processo (QUANDO APLICÁVEIS): DO CLIENTE (EMPRESA), INFORMAÇÕES QUANTO À NECESSIDADE DE DOCUMENTOS DE VIAGEM INTERNACIONAL (QUANDO APLICÁVEL), SEGURO VIAGEM (INTERNACIONAL), OFERECER HOTEL/CARRO, TRECHOS/HORÁRIOS DE VÔO; TARIFAS E TAXAS DE CÂMBIO, PERIODO HOSPEDAGEM (QUANDO APLICÁVEL), OUTROS, conforme necessidades específicas e requisitos relevantes. (VER MONITORAMENTO DO PROCESSO).

3 PÁGINA: 3 de VERIFICAR RESERVA COM FORNECEDOR As cotações enviadas aos clientes são processados verificando-se a disponibilidade dos fornecedores selecionados no processo, conforme os requisitos definidos A reserva ocorre de acordo com os critérios definidos pelos fornecedores selecionados, realizadas por meio de acesso direto e ou envio de solicitação: SISTEMA SABRE: Para serviços internacionais de transporte aéreo, hospedagem, incluindo serviços nacionais ou internacionais de locação de veículo, conforme fornecedores credenciados pelo sistema. PORTAIS/SITES/FAX: Qualquer serviço nacional ou internacional disponível nesta modalidade. SISTEMA RESERVE: Reserva efetuada pelo solicitante diretamente e ou Consultor de Viagem, para os destinos selecionados. SISTEMA RESERVA FÁCIL: Reserva efetuada diretamente pelo Consultor de Viagem, para os destinos selecionados. HOTEL: As reservas são realizadas pelos fornecedores, As confirmações de reservas dos fornecedores de hotelaria ocorrem por meio de retorno pelos sistemas, e ou fax com o numero da reserva e ou com o carimbo e visto quando enviada por fax. (VER NOTA 01 E MONITORAMENTO DO PROCESSO). 5.4 ACEITE DO CLIENTE Os processos aprovados pelo cliente são realizados de acordo com a autorização por , ou conforme a política/acordo definido pelo cliente No caso do cliente efetuar a autorização por telefone, deverá ser registrado no o nome do autorizador e encaminhar ao mesmo, a fim de registrar a aprovação do cliente. (VER MONITORAMENTO DO PROCESSO). CONFIRMAR EMISSÃO NÃO 5.5 REVER Os processos são revisados buscando-se outras opções devidamente aprovadas pelo cliente, ou cancelados, caso não seja dado aceite pelo mesmo para nova reserva. SIM

4 PÁGINA: 4 de EMITIR DOCUMENTOS Os documentos são emitidos diretamente pelo consultor após a verificação do de autorização e ou da Requisição de Serviços, sendo observado ainda requisitos específicos dos clientes, conforme cadastro no sistema Stur, Reserve e ou Star (Sabre) Para as reservas confirmadas em hotéis, locadoras, gerar por meio do sistema Stur o voucher de Hotel/Carros Para a emissão dos bilhetes aéreos, devem ser emitidos a partir dos sistemas Portais das Cias Aéreas/ Sistema Reserva Fácil/Sistema Reserve Para a emissão de seguro viagem, utilizar o acesso através do site do fornecedor deste serviço. (VER NOTA 02 E MONITORAMENTO DO PROCESSO). 5.7 CONFERÊNCIA DO PROCESSO Os documentos emitidos são conferidos considerando-se os seguintes requisitos: SOBRE/ DO (S) PASSAGEIRO (S). DESTINO. PERÍODO DA VIAGEM. TARIFAS PRATICADAS. SERVIÇOS ADICIONAIS CONTRATADOS. TOUR CODE (quando aplicável). OUTROS, conforme aplicáveis no processo/contrato EVIDENCIA DA CONFERÊNCIA - E tickets e Vouchers - O consultor responsável pela liberação dos documentos evidencia por meio Doc Conferido de acordo com cada sistema utilizado: Portal GOL e Outras Cias Aéreas/Seguro Viagem Inserir o Termo Doc Conferido no corpo do de envio ao cliente. Portal TAM, GDS SABRE, Sistema Reserve e Sistema Reserva Fácil - Inserir o Termo Doc Conferido no campo de Observações da emissão, sendo inserida no momento da emissão. Vouchers de Hotéis/Locação- Inserir o Termo Doc Conferido no campo de Observações ou no corpo do No caso dos documentos de viagem serem conferidos por outro Consultor, este deverá inserir seu nome após o termos Doc Conferido Nome do Consultor. conforme os critérios definidos acima.

5 PÁGINA: 5 de 6 EMISSÃO OK? NÃO 5.8 REVER Os documentos emitidos e identificada NÃO CONFORMIDADE são corrigidos, devolvidos quando emitidos por fornecedores ou cancelados, conforme critério dos fornecedores envolvidos, a fim de evitar cobranças indevidas, sendo novamente conferidos até a obtenção de CONFORMIDADE, e registrado na Planilha de Controle de NC s. SIM 5.9 FINALIZAR PROCESSO A documentação emitida (bilhetes e ou voucher) em CONFORMIDADE é encaminhada conforme segue: Documentação emitido e encaminhado pelo Consultor Corporativo com o endereço dos destinatário no corpo do . SERVIÇO DE ENTREGA: Documentação emitida fisicamente, sendo que a evidencia da entrega ocorre pela assinatura no protocolo de entrega pelo cliente. SISTEMA RESERVE/ SISTEMA RESERVA FÁCIL: Documentação enviada diretamente pelo sistema com endereço do destinatário no corpo do e- mail o Consultor de Viagem lança no Sistema TIVOLITUR: Os documentos de viagens emitidos PÓS- VENDA Os processos encerrados são monitorados quanto à satisfação dos clientes corporativos atendidos, por meio das pesquisas de satisfação encaminhadas, conforme TIVOLI 11 PESQUISA DE SATISFAÇÃO (CLIENTES CORPORATIVO E LAZER).

6 PÁGINA: 6 de NOTAS E MONITORAMENTOS: NOTA 01: As solicitações de reserva com prazo para emissão são monitorados pelo consultor, de acordo com os sistemas utilizados, conforme segue: Sistema RESERVE e Sistema Reserva Fácil em que verifica as solicitações pendentes, Sistema GDS pela fila; Outlook. MONITORAMENTO DO PROCESSO: Os clientes são notificados por quanto às opções e os prazos de emissão, incluindo a informação de alteração da tarifa sem prévio aviso, conforme regras definidas pelos fornecedores envolvidos. NOTA 02: No Caso de emissões de Cias Aéreas fora dos sistemas previstos, deverá ser gerado no sistema Stur a O.P. - Ordem de Passagem, para autorizar a emissão junto às Cias Aéreas/GSA. A aprovação da OP ocorre somente pelos diretores da TIVOLITUR. 7.0 CONTROLE DE REGISTROS: IDENTIFICAÇÃO ARMAZEN. PROTEÇÃO RECUPER. TEMPO DISPOSIÇÃO SOLICITAÇÃO DOS CLIENTES / COTAÇÃO SOLICITAÇÃO AOS FORNECEDORES CONFIRMAÇÃO DOS FORNECEDORES DE ALTERAÇÕES DE SOLICITAÇÃO ACEITE DO CLIENTE E-TICKET ELETRÔNICO VOUCHER STUR PROTOCOLO DE ENTREGA PASTA ARMÁRIO RELATÓRIOS DE MEDIÇÃO DE PROCESSO SERVIDOR DATA * DELETAR LEGENDA: * = Manter os 02 últimos relatórios do período

DOCUMENTO OPERACIONAL. PROCESSO: ATENDIMENTO A CLIENTES EM VIAGENS PARTICULARES ou LAZER. SETOR RESPONSÁVEL: LAZER

DOCUMENTO OPERACIONAL. PROCESSO: ATENDIMENTO A CLIENTES EM VIAGENS PARTICULARES ou LAZER. SETOR RESPONSÁVEL: LAZER PÁGINA: 1 de 6 1.0 OBJETIVO: Atender aos clientes passageiros em suas solicitações de serviços de viagens particulares ou a lazer, identificar suas necessidades, analisar criticamente as solicitações (seleção

Leia mais

2.1 O Diretor Presidente é responsável pela aprovação dos processos de reembolso liberados para pagamento.

2.1 O Diretor Presidente é responsável pela aprovação dos processos de reembolso liberados para pagamento. PÁGINA: 1 de 6 1 1.0 OBJETIVO: Analisar e controlar as solicitações de reembolso dos bilhetes aéreos não utilizados quando de sua contratação e providenciar o reembolso devido ao cliente, desde que, observadas

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: FATURAMENTO DE SERVIÇOS AÉREOS E TERRESTRES SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: FATURAMENTO DE SERVIÇOS AÉREOS E TERRESTRES SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO PÁGINA: 1 de 8 1.0 OBJETIVO: Encaminhar as faturas para os clientes, em relação aos serviços prestados pela organização, conforme documentos de viagem emitidos (aéreos e terrestres), solicitados pelos

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS E EVENTOS SETOR RESPONSÁVEL: EVENTOS

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS E EVENTOS SETOR RESPONSÁVEL: EVENTOS SETOR RESPONSÁVEL: PÁGINA: 1 de 8 1.0 OBJETIVO: Identificar e analisar as solicitações de clientes na modalidade eventos, selecionar fornecedores que possam atender aos requisitos solicitados, efetuar

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ANÁLISE DE CRÉDITO E CADASTRO DE CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO.

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ANÁLISE DE CRÉDITO E CADASTRO DE CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO. DE S CORPORATIVOS. PÁGINA: 1 de 5 1 1.0 OBJETIVO: Analisar criticamente a situação de crédito e as condições comerciais a serem praticadas junto aos clientes, por meio das informações cadastrais, e permitir

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: CAPTAÇÃO E RELACIONAMENTO COM CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: COMERCIAL

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: CAPTAÇÃO E RELACIONAMENTO COM CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: COMERCIAL S CORPORATIVOS. PÁGINA: 1 de 8 1.0 - OBJETIVO: Identificar clientes potenciais e efetuar a captação destes clientes, realizando análise do perfil e requisitos de atendimento a fim de oferecer serviços

Leia mais

CLAUSULA 4.0 DA NORMA ISO 9001:2008 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

CLAUSULA 4.0 DA NORMA ISO 9001:2008 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PÁGINA: 1 de 20 CLAUSULA 4.0 DA NORMA ISO 91:28 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE 4.1 Requisitos gerais. A TIVOLITUR estabelece, documenta, implementa e mantêm seu sistema de gestão da qualidade, visando

Leia mais

Proposta de Valor. Confidential

Proposta de Valor. Confidential MySabre Plus Brasil Proposta de Valor O pacote de soluções MySabre Plus Brasil é uma solução multifacetada que integra conteúdo do GDS e não-gds, oferece um fluxo de trabalho mais eficiente e aumenta a

Leia mais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Procedimentos Departamento de Projetos Contratos e Convênios Pró-Reitoria de Administração Manual para Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Leia mais

Ação Corretiva ação tomada para garantir que a não-conformidade real ou reclamação de cliente procedente volte a se manifestar.

Ação Corretiva ação tomada para garantir que a não-conformidade real ou reclamação de cliente procedente volte a se manifestar. : CONTROLE DE AÇÕES CORRETIVAS E PÁGINA: 1 de 7 1.0 OBJETIVO: Eliminar as causas das não-conformidades reais ou potenciais, identificadas por meio dos seguintes processos: Pesquisas de satisfação dos clientes,

Leia mais

TREINAMENTO SISTEMA RESERVE. Hospedagem

TREINAMENTO SISTEMA RESERVE. Hospedagem TREINAMENTO SISTEMA RESERVE Hospedagem ACESSO AO SISTEMA RESERVE Acesso: Intranet: Área do Empregado >> Viagens >> Site da BK2: www.lcc-bk2.com; Digitar o Login de usuário do Reserve; 2 Digitar a senha

Leia mais

Sobre o Reserva Fácil

Sobre o Reserva Fácil Sobre o Reserva Fácil O Reserva Fácil é o portal criado para simplificar o dia a dia do agente de viagens e do cliente corporativo no trabalho de busca, reserva e emissão de passagens Com rapidez e segurança,

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão. Brasília, julho de 2015

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão. Brasília, julho de 2015 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Brasília, julho de 2015 ESTRATÉGIA CREDENCIAMENTO CPGF PASSAGEM AÉREA AGENCIAMENTO DE VIAGENS CREDENCIAMENTO

Leia mais

ProReserve Serviços de Internet Ltda.

ProReserve Serviços de Internet Ltda. [Digite texto] ProReserve Serviços de Internet Ltda. Av. Evandro Lins e Silva, 840-1911, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - 21 2178-2180 São Paulo / Rio de Janeiro / Campinas / Curitiba / Brasília / Fortaleza

Leia mais

Manual. Passo a Passo AR&B

Manual. Passo a Passo AR&B Manual Passo a Passo AR&B Prezado(a) Colaborador(a), O novo sistema de gestão de viagens tem como o principal objetivo garantir que a política de viagens seja aplicada, garantindo que os preços das passagens

Leia mais

TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM. Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais.

TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM. Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais. TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais. G u i a do u s u á r i o TMS TRISTAR MANAGEMENT SYSTEM Guia do Usuário TRISTAR VIAGENS

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS

UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS Fluxo do Processo de Prestação de Contas Workshop de Alinhamento Estratégico São Paulo Maio 2010 PROCESSO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PRESTAÇÃO DE CONTAS TÉCNICA FINANCEIRA Unidade

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL SOBRE NÓS Fundada em 2003, a Navega Viagens e Turismo atua no mercado de turismo comprometida com a qualidade de atendimento aos clientes e sua consequente satisfação. Nosso

Leia mais

SGQ Sistema de Gestão da Qualidade TIVOLITUR.

SGQ Sistema de Gestão da Qualidade TIVOLITUR. PÁGINA: 1 de 6 1.0 OBJETIVO: Controlar a documentação aplicável ao SGQ TIVOLITUR, a fim de garantir a padronização dos requisitos internos relacionados aos processos estratégicos, táticos e operacionais

Leia mais

Índice. Informações sobre conteúdo do site...04

Índice. Informações sobre conteúdo do site...04 Índice Informações sobre conteúdo do site...04 Como usar o site...05 Conhecendo o site... 06 Conectando ao site...10 Resumo de suas reservas...11 Iniciando a pesquisa...12 Como fazer reserva de hotel Definindo

Leia mais

GUIA PRÁTICO OPERACIONAL

GUIA PRÁTICO OPERACIONAL 2011 GUIA PRÁTICO OPERACIONAL Conteúdo APRESENTAÇÃO HOME Parte 1... 8 Parte 2... 9 Parte 3... 10 PESQUISAS Principais recursos de aéreo, hotel e carro AÉREO... 13 Apresentação... 13 Pesquisa Voos... 14

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades e Execução Financeira (AGOSTO 2010)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades e Execução Financeira (AGOSTO 2010) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades e Execução Financeira (AGOSTO 2010) Índice 1. Aprovação...03 1.1. Proponente / Autoridade Concedente...03 1.2. Autoridade

Leia mais

Manual Solicitante Dezembro de 2014. Treinamento e Implantação. Manual do usuário

Manual Solicitante Dezembro de 2014. Treinamento e Implantação. Manual do usuário Manual Solicitante Dezembro de 2014 Manual do usuário Manual Solicitante Dezembro de 2014 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o sistema... 3 2.1 Endereços de acesso:... 3 2.2 Primeiro Acesso:... 3

Leia mais

O mais rápido e completo Front-Office e Self-Booking para sua agência Corporativa

O mais rápido e completo Front-Office e Self-Booking para sua agência Corporativa O mais rápido e completo Front-Office e Self-Booking para sua agência Corporativa Sobre a WTS Atua há mais de 13 anos no segmento de Front Offices, exclusivamente no mercado de turismo. Produtos para Agências

Leia mais

1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6.

1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6. 1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6. COMO FAZER UMA SOLICITAÇÃO DE VIAGEM?... 3 7. COMO FAZER A

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO Página 1 de 5 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO 1. CONTRATADA: L C DA SILVA AGÊNCIA DE VIAGENS ME Web Viagens, CNPJ/MF 11.692.987/0001-79, Av. Ipiranga, 104, 9 andar, Consolação, CEP 01046-010, São Paulo/SP,

Leia mais

A solução completa para a gestão de viagens da sua empresa

A solução completa para a gestão de viagens da sua empresa A solução completa para a gestão de viagens da sua empresa Introdução O BESTWAYCORP é um sistema completo de Self Booking voltado para empresas. O sistema permite aos viajantes e assistentes criar suas

Leia mais

Travel Agent Service Fee TASF

Travel Agent Service Fee TASF Travel Agent Service Fee TASF O que vem a ser TASF Um mecanismo simples e eficiente para a cobrança de taxas de serviços por meio de cartão de crédito, possibilitando o controle dos recebíveis contra um

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens POIESIS ÍNDICE DO TERMO DE REFERÊNCIA TÉCNICA 1. OBJETIVO GERAL 2. JUSTIFICATIVA 3. DOS SERVIÇOS 4. DOS CRITÉRIOS DE JULGAMENTO 5. OBRIGAÇÕES

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA VIAGENS E TREINAMENTO Data - 24/04/2015. Procedimento do Sistema Gestão da Qualidade

PROCEDIMENTO PARA VIAGENS E TREINAMENTO Data - 24/04/2015. Procedimento do Sistema Gestão da Qualidade FL. 01 / 08 1 OBJETIVO Este documento tem como objetivo estabelecer critérios para a emissão de bilhete de passagem aérea, reserva de hotel e locação de veículos para Serviço e/ou Treinamento em âmbito

Leia mais

Sistema para gestão de viagens corporativas

Sistema para gestão de viagens corporativas Sistema para gestão de viagens corporativas Introdução O WTS Corporate: É um sistema de gestão de viagens que permite aos viajantes e assistentes criarem suas próprias reservas de voo, de hotel, solicitações

Leia mais

Trabalhando na Página Gráfica

Trabalhando na Página Gráfica Trabalhando na Página Gráfica A página gráfica é a principal área do Amadeus Selling Platform, pois é nela que a maioria dos comandos existentes no Sistema Central Amadeus podem ser acessados e enviados

Leia mais

Frontur Consolidação Portal / Manual versão 2.0

Frontur Consolidação Portal / Manual versão 2.0 Frontur Consolidação Portal / Manual versão 2.0 Manual Avançado Portal Agências Sumário 1 Portal Frontur Consolidação... 3 2 Reconhecendo o Portal... 03/04/2014 3 3 Navegando e utilizando o Portal... 5

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO E ADESÃO AO SISTEMA DE EMISSÃO E RESERVA DE BILHETE AÉREO

TERMO DE COMPROMISSO E ADESÃO AO SISTEMA DE EMISSÃO E RESERVA DE BILHETE AÉREO TERMO DE COMPROMISSO E ADESÃO AO SISTEMA DE EMISSÃO E RESERVA DE BILHETE AÉREO STEEL SERVIÇOS EM VIAGENS E TURISMO LTDA, estabelecida a Avenida Presidente Vargas no 2121 sala 906 9o andar em Ribeirão Preto

Leia mais

Versão de outubro de 2015

Versão de outubro de 2015 Versão de outubro de 2015 Revisado em outubro de 2015 São emitidas passagens para os consultores realizarem atividades previstas em seu Termo de Referência, o qual deve prever realização de viagens como

Leia mais

Guia de uso Reserva Fácil. Guia de uso Reserva Fácil

Guia de uso Reserva Fácil. Guia de uso Reserva Fácil Guia de uso Reserva Fácil Guia de uso Reserva Fácil Sobre o Reserva Fácil O Reserva Fácil simplifica o dia a dia do agente de viagens e do cliente corporativo no trabalho de busca, reserva e emissão de

Leia mais

EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - LUXO 1157 277 685 159 - - STANDARD 1053 251 645 149 - - SUPER LUXO 1029 245 601 138 - -

EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - LUXO 1157 277 685 159 - - STANDARD 1053 251 645 149 - - SUPER LUXO 1029 245 601 138 - - HOSPEDAGEM HOTEL DISTÂNCIA DO EVENTO CATEGORIA INDIVIDUAL DUPLO TRIPLO PACOTE DIÁRIA PACOTE DIÁRIA PACOTE DIÁRIA PLAZA SÃO RAFAEL 16 km EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - SHERATON

Leia mais

ATENDIMENTO CORPORATIVO LIVE TRAVEL TURISMO 2013

ATENDIMENTO CORPORATIVO LIVE TRAVEL TURISMO 2013 ATENDIMENTO CORPORATIVO LIVE TRAVEL TURISMO 2013 LIVETRAVEL Um iniciou a carreira como advogado, o outro em uma mesa de operações de um grande banco. Duas carreiras que pareciam não se cruzar. Uma grande

Leia mais

Francisco M.J.Leme da Silva

Francisco M.J.Leme da Silva Oportunidades e Desafios do Setor de Viagens Corporativas Breve perfil do palestrante Francisco M.J.Leme da Silva é diretor da Jet Stream Turismo - Agência de Viagens Corporativas, onde atua há quase 20

Leia mais

A verdadeira arte de viajar

A verdadeira arte de viajar A verdadeira arte de viajar A Ducato Turismo é uma agência especializada na prestação de serviços de gestão de viagens corporativas, com proposta e objetivo de personalização no atendimento diferenciado

Leia mais

CATEGORIA TOUR DE COMPRAS EM RIO BRANCO - URUGUAI 89 PREÇOS EM REAIS POR PESSOA, SEM REFEIÇÕES. GRUPO MÍNIMO DE 08 PESSOAS

CATEGORIA TOUR DE COMPRAS EM RIO BRANCO - URUGUAI 89 PREÇOS EM REAIS POR PESSOA, SEM REFEIÇÕES. GRUPO MÍNIMO DE 08 PESSOAS HOSPEDAGEM HOTEL Jacques Georges Tower Curi Palace Manta sob consulta DISTÂNCIA DO EVENTO Hotel Oficial 2.000 m 1,500 m 1.300 m CATEGORIA PREÇOS EM REAIS, POR PESSOA INDIVIDUAL DUPLO TRIPLO DIÁRIA DIÁRIA

Leia mais

SAN.F.IN.NF 52. Controle de Acesso aos Serviços Disponíveis ao Fornecedor no Portal da Sanasa na INTERNET.

SAN.F.IN.NF 52. Controle de Acesso aos Serviços Disponíveis ao Fornecedor no Portal da Sanasa na INTERNET. Data da 1 5 SUMÁRIO: 1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. CONCEITOS BÁSICOS 4. SENHA DE CONTROLE DE ACESSO 5. ASSINATURA ELETRÔNICA 6. GERAÇÃO DO REQUERIMENTO DE ACESSO AOS SERVIÇOS DISPONÍVEIS AO FORNECEDOR

Leia mais

Principais Dúvidas da Interface de Atendimento do SGV

Principais Dúvidas da Interface de Atendimento do SGV Criação: Sumário 1. Não localizei disponibilidade conforme o solicitado pelo cliente.... 2 2. Existe no SGV alguma funcionalidade para comunicação entre Solicitante e Cliente?... 2 3. A política de viagem

Leia mais

Para além destas, existem uma série de funcionalidades únicas do Panorama:

Para além destas, existem uma série de funcionalidades únicas do Panorama: Requisitos Windows 200 SP4/XP SP2 ou superior com IE 7 o MSXML 3.0 ou superior o Microsoft Scripting Host 5.5 ou superior o MDAC 2.8 SP1 Microsoft.NET Framework 2.0 (Service Pack 1 ou superior) Galileo

Leia mais

ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183

ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183 ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183 1) Da legislação aplicável - Portaria CAPES nº 156 de 28 de Novembro de 2014 a. Decreto nº 7.692 de 02 de Março

Leia mais

DOCUMENTO ESTRATÉGICO DE GESTÃO PROCESSO: ESTRUTURA ORGANIZACIONAL SETOR RESPONSÁVEL: DIRETORIA

DOCUMENTO ESTRATÉGICO DE GESTÃO PROCESSO: ESTRUTURA ORGANIZACIONAL SETOR RESPONSÁVEL: DIRETORIA PÁGINA: 1 de 21 PÁGINA: 2 de 21 DEPARTAMENTO: Tivolitur: Corporativo Reservar e emitir e reemitir bilhetes Aéreos. Reservar e emitir locação de carro e hospedagem. Consultoria de viagens corporativas.

Leia mais

Vendendo TAM (JJ) pelo Sistema Amadeus FAQ

Vendendo TAM (JJ) pelo Sistema Amadeus FAQ Vendendo TAM (JJ) pelo Sistema Amadeus FAQ 06 de Agosto de 2010 Treinamento e Documentação Amadeus Brasil 2 1) As tarifas da TAM exibidas no Sistema Amadeus serão as mesmas encontradas no portal E-TAM?

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS TREND RENT A CAR LOCAÇÃO DE CARRO INTERNACIONAL

CONDIÇÕES GERAIS TREND RENT A CAR LOCAÇÃO DE CARRO INTERNACIONAL Prezado Agente de Viagens, Segue abaixo informações importantes sobre suas reservas, as quais deverão ser repassadas ao seu cliente, para que este fique ciente das condições gerais. A emissão da Reserva

Leia mais

O mais rápido e completo Sistema de Gestão de Viagens

O mais rápido e completo Sistema de Gestão de Viagens O mais rápido e completo Sistema de Gestão de Viagens Introdução O CT Travel Corporate: É um sistema completo de Front Office que permite que viajantes e assistentes criem suas próprias reservas de vôo,

Leia mais

Manual Reservas On-Line FAQ WWW.SOLFERIAS.PT

Manual Reservas On-Line FAQ WWW.SOLFERIAS.PT Manual Reservas On-Line FAQ WWW.SOLFERIAS.PT Identificação de Informação Pacote Hotéis Serviços Reservas de pacotes turísticos Reserva de Hotéis Reserva de Serviços Destinos Lista de Destinos Utilizadores

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações TÓPICOS O QUE É A CENTRAL DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES AQUISIÇÃO DE PASSAGENS - PROCEDIMENTOS CREDENCIAMENTO CARTÃO DE PAGAMENTO

Leia mais

Sumário. 1. Programa Embarque Já 2. Manual de Acesso ao novo site 3. Processos de compras

Sumário. 1. Programa Embarque Já 2. Manual de Acesso ao novo site 3. Processos de compras Sumário 1. Programa Embarque Já 2. Manual de Acesso ao novo site 3. Processos de compras O que é o Programa Embarque Já É um Programa da TAM Viagens que oferece descontos em passagens aéreas TAM nacionais

Leia mais

POLÍTICA DE VIAGENS. Andressa Lippi

POLÍTICA DE VIAGENS. Andressa Lippi POLÍTICA DE VIAGENS Andressa Lippi 03 de Março de 2016 POLÍTICA DE VIAGENS SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Autorizações... 3 3. Diretrizes da Política de Viagens... 3 4. Serviços de Agência de Viagens e utilização

Leia mais

PACOTES CRUZEIROS. e Turismo www.faypassagens.com.br A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI!

PACOTES CRUZEIROS. e Turismo www.faypassagens.com.br A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI! CORPORATE FRETAMENTOS CRUZEIROS PACOTES A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI! QUEM SOMOS QUEM SOMOS A Fay Passagens é uma agência que atua há mais de 10 anos, o nosso principal objetivo é prestar atendimento personalizado

Leia mais

CONVÊNIO Nº 813039/2014 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

CONVÊNIO Nº 813039/2014 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA CONVÊNIO Nº 813039/2014 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROCESSO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 06/2015 (CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE AGÊNCIA DE TURISMO OU VIAGEM ) O Instituto Brasileiro de

Leia mais

INTRODUÇÃO... 2. Acessando o CUSTOM DESKTOP... 3. Efetuando uma reserva... 5. Inserindo o cartão de milhas... 7. Reservando Assentos...

INTRODUÇÃO... 2. Acessando o CUSTOM DESKTOP... 3. Efetuando uma reserva... 5. Inserindo o cartão de milhas... 7. Reservando Assentos... Sumário INTRODUÇÃO... 2 Acessando o CUSTOM DESKTOP... 3 Efetuando uma reserva... 5 Inserindo o cartão de milhas... 7 Reservando Assentos... 7 Emitindo o bilhete... 8 Cancelando o bilhete... 9 Cancelando

Leia mais

Sistema de gestão de viagens Corporativas

Sistema de gestão de viagens Corporativas Sistema de gestão de viagens Corporativas Introdução O Sistema Corporativo: É um sistema de gestão de viagens que permite aos viajantes e assistentes criarem suas próprias reservas de voo, de hotel, solicitações

Leia mais

ANEXO - I PROJETO BÁSICO

ANEXO - I PROJETO BÁSICO ANEXO - I PROJETO BÁSICO 1. OBJETO: Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços relativos à emissão de passagens aéreas nacionais e internacionais compreendendo a reserva, emissão,

Leia mais

SAN.A.IN.NA 35. Controle de Acesso aos Serviços Disponíveis ao Fornecedor no Portal da Sanasa na INTERNET 1. FINALIDADE

SAN.A.IN.NA 35. Controle de Acesso aos Serviços Disponíveis ao Fornecedor no Portal da Sanasa na INTERNET 1. FINALIDADE ISO 91 1 / 7 SUMÁRIO: 1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. CONCEITOS BÁSICOS 4. SENHA DE CONTROLE DE ACESSO 5. ASSINATURA ELETRÔNICA 6. NORMAS QUE DEVERÃO SER CONSULTADAS ANTES DE GERAR O REQUERIMENTO

Leia mais

PROCEDIMENTOS ITAKE PROCEDIMENTOS ITAKE TELECOM

PROCEDIMENTOS ITAKE PROCEDIMENTOS ITAKE TELECOM PROCEDIMENTOS ITAKE TELECOM 1 Conceito Geral Comercial ao pós vendas. Comercial Efetuado contato com cliente. Coletar dados. E fazer o estudo de caso para entender as necessidades do cliente. Verificar

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010) Índice 1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP...03 1.1.Viagem Nacional...06

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SCUBA TRIP

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SCUBA TRIP CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SCUBA TRIP Passageiros: 1 2 3 4 5 6 Dados do Pacote Comprado: Destino com saída em / / e retorno em / /, através da Agência de Viagens, de acordo com a reserva previamente

Leia mais

Viagens corporativas com a Flytour sempre trazem mais resultados e economia para sua empresa.

Viagens corporativas com a Flytour sempre trazem mais resultados e economia para sua empresa. Viagens corporativas com a Flytour sempre trazem mais resultados e economia para sua empresa. Você cuida dos negócios e a Flytour, das viagens. Quando uma empresa depende de um constante fluxo de executivos

Leia mais

FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO

FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO 1. PORQUE A SW1... 2 2. 10 MOTIVOS PARA CONTRATAR... 2 3. ESTUDO DE CASO... 3 4. SOLUÇÃO PROPOSTA... 3 5. CONDIÇÕES COMERCIAIS... 9 6.

Leia mais

Nº Versão/Data: Validade: 2.0 22/10/2014 OUTUBRO/2015 SA. 05 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO

Nº Versão/Data: Validade: 2.0 22/10/2014 OUTUBRO/2015 SA. 05 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO 1 de 10 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO EXPEDIÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA ABRANGÊNCIA...

Leia mais

Analisado por: Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

Analisado por: Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Diretor do Departamento de Ensino (DENSE) Analisado por: Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) Aprovado por: Secretária da Secretaria Geral de Ensino (SECGE) 1 OBJETIVO Padronizar

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Perfil: Solicitante de Passagem

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Perfil: Solicitante de Passagem Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP Perfil: Solicitante de Passagem Novembro - 2014 1 Sumário Introdução...3 Etapa de Reserva de Passagem...4 1 Reserva de Passagem...4

Leia mais

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Execução Orçamentária Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informação de Custo 1 OBJETIVO Padroniza e orienta os

Leia mais

Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo

Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo PICCHIONI VIAGENS E TURISMO LTDA, estabelecida à Avenida Bernardo Monteiro, 1539, em Belo Horizonte- MG- CEP: 30.150-281,

Leia mais

Não há documentação de referência para o processo.

Não há documentação de referência para o processo. Código: MAN-SADM-004 Versão: 00 Data de Aprovação: 24/05/2010 Elaborado por: Coordenadoria de Serviços Gerais Aprovado por: Secretaria Administrativa 1 Objetivo Estabelecer os critérios e os procedimentos

Leia mais

Contrato de Longo Prazo (LTA) para Agência de Viagens

Contrato de Longo Prazo (LTA) para Agência de Viagens Contrato de Longo Prazo (LTA) para Agência de Viagens Contratos de Longo Prazo (LTA) são tipos especiais de acordos firmados entre o PNUD e um fornecedor com o objetivo de garantir o fornecimento de um

Leia mais

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado Como acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Clicar no Link destacado e será exibida a tela de login do Guardião.

Leia mais

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS 1 INTRODUÇÃO A ANEC Associação Nacional de Educação Católica do Brasil, através de sua estrutura organizacional e de seus colaboradores, tem avançado muito no cumprimento

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS TREND RENTA A CAR LOCAÇÃO DE CARRO INTERNACIONAL

CONDIÇÕES GERAIS TREND RENTA A CAR LOCAÇÃO DE CARRO INTERNACIONAL Prezado Agente de Viagens, Segue abaixo informações importantes sobre suas reservas, as quais deverão ser repassadas ao seu cliente, para que este fique ciente das condições gerais. A emissão da Reserva

Leia mais

India Lac Investment Conclave

India Lac Investment Conclave Edição nº 1 India Lac Investment Conclave 06 Dias / 03 Noites Saída: 13 de Outubro de 2014. Visitando: Delhi Roteiro Aéreo e Terrestre Extensão Pré Lac Conclave: Agra, Jaipur DIFERENTES VISÕES, DIFERENTES

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA DIRETORIA DO CENTRO DE ESTUDOS DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA DIRETORIA DO CENTRO DE ESTUDOS DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA DIRETORIA DO CENTRO DE ESTUDOS DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO, 3 2 FUNCIONALIDADE ADMINISTRATIVA, 3 2 S ORGANIZACIONAIS DO CENTRO DE ESTUDOS, 3

Leia mais

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros O que é o SISAUT/FC? MANUAL DO USUÁRIO O SISAUT/FC é o sistema por meio do qual são feitos os requerimentos para as autorizações

Leia mais

2 - Quais as vantagens do Confidence Travel Card em relação ao Cheques de Viagem e o Cartão de Crédito?

2 - Quais as vantagens do Confidence Travel Card em relação ao Cheques de Viagem e o Cartão de Crédito? Perguntas frequentes Confidence Travel Card Sobre o Cartão Confidence Travel Card 1 - Eu posso adquirir e recarregar um Confidence Travel Card nas Bandeiras Visa e Mastercard? Para Compra: Na bandeira

Leia mais

Manual de Acesso Mobile

Manual de Acesso Mobile Manual de Acesso Mobile Sumário Introdução... 3 1. Cadastro de Dispositivo... 3 2. Aprovação Mobile... 4 3. Acompanhamento de Viagem... 8 4. Lançamento de Despesas Mobile... 10 5. Finalizando uma Despesa

Leia mais

e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor

e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor Destinada aos Fornecedores das empresas: Outubro/2010 Nova Estrutura de Telas O portal e-fornecedores conta com nova interface, que facilita a forma de

Leia mais

TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 MODALIDADE: CONVITE

TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 MODALIDADE: CONVITE TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 DATA DE ABERTURA: 22/01/2015 10H (HORÁRIO DE BRASÍLIA) SEDE DA CBVD: RUA AFONSO CELSO, 1221 CJ 36 VL. MARIANA CEP: 041.19-061 - SÃO PAULO/SP - BRASIL A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE ABRIL, 2008 Atualizado em: 06/04/2008 17:24 1 Índice Acessando o sistema... 3 Efetuando login no sistema... 5 Página principal... 6 Criando a requisição... 7

Leia mais

AUTO ATENDIMENTO MÓDULO HOTEL

AUTO ATENDIMENTO MÓDULO HOTEL AUTO ATENDIMENTO MÓDULO HOTEL Sumário Pág. Apresentação 3 Pagina inicial 4 Altere sua senha 4 Gerencie seus usuários 5 Usuário novo/perfil 6 Resumo do Ambiente 8 Reservas aguardando confirmação 9 Como

Leia mais

A associação ao Programa confirma a aceitação incondicional de todos os termos e condições do Programa.

A associação ao Programa confirma a aceitação incondicional de todos os termos e condições do Programa. TERMOS E CONDIÇÕES DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO "PRIVATE LINE" O "Programa Private Line" é um programa de relacionamento que visa incentivar os profissionais responsáveis por solicitação de hospedagem

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO GESTÃO DE VIAGENS 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

American Express Conta EBTA

American Express Conta EBTA 1 OS CUSTOS BENEFICIE OS FUNCIONÁRIOS GERENCIE GLOBALMENTE MAXIMIZE OS CONTROLES REDUZA OS CUSTOS BENEFICIE OS FUNCIONÁRIOS GERENCIE GLOBALMENTE SOLUÇÕES REAIS PARA SEU NEGÓCIO 2 - Enhanced Business Travel

Leia mais

Modelagem Estática. Modelagem Estática. INF318 - Análise Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural

Modelagem Estática. Modelagem Estática. INF318 - Análise Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural Modelagem Estática Grupo 3: Caio Gomes Geovane Godoi Leonardo Tamura Roberto Honda Rosana Fagundes Talita Malaquias Página 1 1. Índice 1. Índice... 2 2. Caso de Uso #04 Reservar pacote... 3 3. Caso de

Leia mais

Montevideo, 28 de outubro de 2011

Montevideo, 28 de outubro de 2011 Montevideo, 28 de outubro de 2011 A PLUNA, companhia aérea uruguaia, anuncia que, a partir do 1 de novembro de 2011, não terá mais acordo de distribuição com o Sabre. Dessa forma, o Sabre não poderá disponibilizar

Leia mais

Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento Implementando o Self-booking

Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento Implementando o Self-booking Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento Implementando o Self-booking Implementando o self-booking Conteúdo: 1. Diferentes usuários 2. Cadastro de funcionários da unidade funcional 3. Operando o self-booking:

Leia mais

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696 Aluno deverá: Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP 2014 Convênio 806696 1) Atender as condições previstas na Portaria 64 da CAPES e preencher o formulário de requisição de auxílio. 2) Informar

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009) Índice 1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP...3 1.1.Viagem Nacional...6 1.2.

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES INTRODUÇÃO É com grande satisfação que informamos que a GOL linhas Aéreas Inteligentes, a partir de 05/12/2006, disponibilizará o seu conteúdo de vôos para reservas e vendas no sistema

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE AGÊNCIAMENTO DE VIAGENS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE AGÊNCIAMENTO DE VIAGENS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE AGÊNCIAMENTO DE VIAGENS MODALIDADE: CONCORRÊNCIA ESPECIAL CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MAIS VANTAJOSO DATA LIMITE PARA ENTREGA DE ORÇAMENTO: 01/06/2016 1.

Leia mais

OPERADORA ON-LINE Manual de funcionamento do sistema para agente de viagens

OPERADORA ON-LINE Manual de funcionamento do sistema para agente de viagens OPERADORA ON-LINE Manual de funcionamento do sistema para agente de viagens v.1.0 RUA DR. LIRÁUCIO GOMES, 55 CAMBUÍ CAMPINAS SP Índice Como entrar no sistema...3 Tela inicial do sistema...3 Iniciando um

Leia mais

1.2. Presenteador: pessoa física ou jurídica que adquire o FLOT TRAVEL CARD mediante a compra direta de carga de valor.

1.2. Presenteador: pessoa física ou jurídica que adquire o FLOT TRAVEL CARD mediante a compra direta de carga de valor. REGULAMENTO DO FLOT TRAVEL CARD FLOT OPERADORA TURÍSTICA LTDA., o Presenteador e o Presenteado do FLOT TRAVEL CARD, a primeira, na qualidade de prestadora de serviços de turismo, o segundo e o terceiro,

Leia mais

Hospedagem e Turismo XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ARRITMIAS CARDÍACAS. 03 a 06 de dezembro de 2014. Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro / RJ

Hospedagem e Turismo XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ARRITMIAS CARDÍACAS. 03 a 06 de dezembro de 2014. Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro / RJ Hospedagem e Turismo XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ARRITMIAS CARDÍACAS 03 a 06 de dezembro de 2014 Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro / RJ Hospedagem Hotel Distância do evento (aproximada) Categoria do

Leia mais

GUIA INTERNACIONAL EUROPA 2008 Nº. 16 Versão 3 - Efetivo: 08JUL08 ÍNDICE. Parte 1 Regras Gerais ------------------------------------- pg.

GUIA INTERNACIONAL EUROPA 2008 Nº. 16 Versão 3 - Efetivo: 08JUL08 ÍNDICE. Parte 1 Regras Gerais ------------------------------------- pg. ANEXO DO ACORDO COMERCIAL PARA CONDIÇÃO DE OPERADORA Este anexo é parte integrante do Acordo Comercial para Condição de Operadora e não pode ser dissociado desse. O presente anexo tem início em 20 de Janeiro

Leia mais