PROCEDIMENTO GERENCIAL PADRÃO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCEDIMENTO GERENCIAL PADRÃO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO"

Transcrição

1 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO

2 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 2/14 SUMÁRIO 1. RESUMO DO PROCESSO FLUXOGRAMA OBJETIVO APLICAÇÃO DOCUMENTO DE REFERÊNCIA GLOSSÁRIO DIRETRIZES RESPONSABILIDADES E AUTORIDADES DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES SOLICITE O CARTÃO CORPORATIVO APROVE O CARTÃO RECEBA O CARTÃO TIRE A FATURA A PARTIR DO DIA LANCE NO FLEX CONFIRA A PRESTAÇÃO DE CONTAS FAÇA O ACERTO DE CONTAS ATÉ O DIA 1º PROTOCOLE O ACERTO FAÇA VALE AUDITE OS LANÇAMENTOS CONTÁBEIS LIBERE PARA PAGAMENTO ATÉ DIA AUDITE AS PRESTAÇÕES DE CONTAS RELAÇÃO DE REGISTROS INDICADORES DE DESEMPENHO CONTROLE DE VERSÕES RELAÇÃO DOS ANEXOS...14

3 1. RESUMO DO PROCESSO CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 3/14 Nome do Processo Responsável pelo Processo Objetivo do Processo: Início do Processo Cartão Corporativo Especialista Contas a Pagar Conceder cartão corporativo para pagamento de despesa de alimentação, combustível e lavagem do veículo a serviço da Companhia Solicitação do Cartão Corporativo Etapas do Processo: Encerramento do Processo Insumos Atividades Resultados com nome, CPF, data de nascimento e limite sugerido Liquidação da fatura Cooper Definição de limites Solicitação de cartão Lançamento flex Protocolar a prestação de contas Pagamento das despesas de alimentação, combustível e lavagem de veículo com cartão corporativo Processos relacionados: Fornecedor (entradas) Departamento Pessoal Clientes (saídas) Contas a pagar e Departamento Pessoal Unidades Organizacionais Tecnologia Centro de Distribuição, Administração Central e Automação Sistema flex Risco e controle: Riscos do processo Insuficiência do limite Atraso na prestação de contas/ não prestação de contas Não pagamento da fatura Uso indevido do cartão Não ter/ rastreabilidade dos lançamentos por colaborador dados são lançados por departamento Principais controles dos processos Conferência total X acertos de contas individuais. Auditoria das prestações de contas por amostragem - em um ano auditar todos os colaboradores KPIs: Indicador chave de desempenho Auditar as prestações de contas Meta Nº titulares do cartão / 6 meses

4 TITULO DO DOCUMENTO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 4/14 2. FLUXOGRAMA

5 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 5/14 3. OBJETIVO Conceder cartão corporativo para pagamento de despesa de alimentação, combustível e lavagem do veículo a serviço da Companhia. 4. APLICAÇÃO Centro de Distribuição, Administração Central e Automação. 5. DOCUMENTO DE REFERÊNCIA FLX-PGP Cartão Corporativo 6. GLOSSÁRIO Cartão Corporativo Cartão destinado exclusivamente para pagamento de despesas em prol da Companhia. 7. DIRETRIZES Cartão destinado exclusivamente para pagamento de despesas com alimentação, combustível e lavagens de veículos podendo ser utilizado em viagens ou deslocamento entre unidades em prol da Companhia. A solicitação do cartão corporativo somente poderá ser realizada pelos gerentes. O limite concedido para o colaborador será acordado entre a gerência e a coordenação financeira. No ato da entrega do cartão o colaborador assinará o termo de responsabilidade. Dia 21 de cada mês o colaborador deverá imprimir sua fatura. O colaborador deverá lançar os valores no flex, e pegar a assinatura do seu gerente A Prestação de contas deverá ser entregue ao setor de Contas a Pagar (Administração Central) até o dia 1 de cada mês. Serão consideradas apenas as prestações de contas com fatura assinada e notas fiscais anexadas. As prestações ou notas fiscais que não forem entregues na administração central até o dia 1 serão descontadas em folha de pagamento. Haverá auditoria nas prestações de contas.

6 8. RESPONSABILIDADES E AUTORIDADES CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 6/14 Responsável Gerente do Colaborador Coordenadora Financeira Colaborador Contas a pagar (administração central) Responsabilidades e Autoridades no Processo Atividade Solicitar o cartão, conferir, assinar as faturas e resolver junto ao colaborador qualquer divergência encontrada na auditoria. Efetivar o pedido do cartão, aprovar o limite, entregar os cartões e colher as assinaturas nos termos. Tirar a fatura, lançar no sistema e prestar contas. Protocolar a prestação de contas, emitir vales quando necessário, autorizar a fatura geral para pagamento, efetuar auditoria nas prestações de contas. 9. DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES As atividades obedecem à seguinte ordem de execução: 1.1 SOLICITE O CARTÃO CORPORATIVO Executor: Gerente do colaborador O gerente solicitará o cartão corporativo apenas aos colaboradores da sua equipe que precisam viajar ou se deslocar entre unidades com frequência. O limite do cartão será acordado entre o gerente e a Coordenação Financeira. A solicitação do cartão será realizada via para a Elaine (Coordenadora Financeira) no endereço em qualquer data, com cópia para o colaborador contendo nome completo, CPF, data de nascimento e limite sugerido. 2.1 APROVE O CARTÃO Executor: Coordenadora Financeira Ao receber o de solicitação do cartão enviado pelos gerentes, a Coordenadora Financeira aprovará o pedido do cartão e o limite estipulado pelo gerente. Após a aprovação, enviará a solicitação do pedido para a Cooper Cred, incluindo o colaborador em nosso contrato corporativo.

7 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 7/14 A coordenadora financeira entregará os cartões aos colaboradores, e colherá as assinaturas nos termos de entrega do cartão e autorização dos descontos. 3.1 RECEBA O CARTÃO Executor: Colaborador Ao receber o cartão, o colaborador assinará um FIN-DEX-001_00 Termo de Entrega do Cartão, enviado pela Cooper Cred. Assinará também o FIN-FOR-001_00 Termo de Responsabilidade do Cartão tomando ciência e aceitando as normas estipuladas pela Companhia para utilização e prestação de contas do cartão. 3.2 TIRE A FATURA A PARTIR DO DIA 21 Executor: Colaborador A partir do dia 21 de cada mês, durante o expediente, cada colaborador deverá acessar o site da Cooper Cred para imprimir sua fatura. No site o colaborador deverá digitar o número do cartão corporativo e senha. A senha da internet é definida pelo colaborador e não é a mesma senha de utilização do cartão. No primeiro acesso, como o colaborador ainda não possui a senha da internet, deverá escolher a opção esqueci minha senha, assim será criada a senha do portal.

8 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 8/14 Passo a passo para tirar a fatura no portal: Acessar o site: Selecionar a opção: Portal de Usuário cartão Selecionar a opção: Cartão Selecionar a opção: extrato Multi Benefícios

9 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 9/14 Selecionar a opção: Descontos do último salário Escolher a opção Visualizar Para imprimir ou salvar, selecione a opção Exportar

10 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 10/14 Após o colaborador imprimir a fatura, deverá anexar a ela todas as notas fiscais que comprovam os gastos descriminados na fatura. 3.3 LANCE NO FLEX Executor: Colaborador Após a conferência entre a fatura e as notas fiscais, deverá realizar o lançamento da fatura no Flex. No lançamento é necessário separar o valor dos gastos de combustível, alimentação e lavagens e lançar cada valor em suas respectivas contas contábeis. Contas contábeis: (combustível), (alimentação) e (lavagens). O lançamento deve ser realizado na unidade e sub-conta a qual cada colaborador pertença. O valor total do lançamento no Flex tem que ser igual ao valor total da fatura. Após o lançamento efetuado, o colaborador deve apresentar a fatura para o gerente. 1.2 CONFIRA A PRESTAÇÃO DE CONTAS Executor: Gerente O gerente do colaborador deverá conferir os gastos realizados e em seguida assinar a fatura aprovando a prestação de contas. 3.4 FAÇA O ACERTO DE CONTAS ATÉ O DIA 1º Executor: Colaborador Todo dia 01 de cada mês a prestação de contas devidamente lançada e assinada, deverá ser entregue ao Contas a Pagar (administração central) sem atrasos. Se o dia 1 for fim de semana ou feriado, a entrega será no 1º dia útil subseqüente a essa data.

11 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 11/ PROTOCOLE O ACERTO Executor: Assistente Financeiro A entrega no setor de Contas a Pagar será protocolada. No ato da entrega da prestação de contas, será conferido o valor total das notas fiscais com o valor total da fatura. Caso a prestação de contas esteja OK o assistente executará a ação 4.3 de liberação de pagamento da fatura, em caso negativo fara a ação 4.2 de emissão de vale para desconto em folha de pagamento. 4.2 FAÇA VALE Executor: Assistente Financeiro Os colaboradores que não apresentarem todas as notas fiscais correspondentes aos gastos da fatura assinarão um vale referente ao valor faltante. Caso algum colaborador atrase a entrega da prestação de contas (até o dia 1º ou no dia útil subseqüente) assinará um vale no valor integral da fatura. Se o valor do vale ultrapassar 30% do salário, o mesmo será parcelado para os meses posteriores. Os vales emitidos não serão passíveis de reembolso. 5.1 AUDITE OS LANÇAMENTOS CONTÁBEIS Executor: Assistente Contábil Após a conferência, todos os extratos serão anexados na Nota fiscal mensal emitida pela empresa Cooper Cred e passada para a contabilidade auditar os lançamentos efetuados no Flex. A contabilidade efetuará a auditoria se os lançamentos estiverem corretos.

12 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 12/14 Caso haja algum lançamento errado, será devolvido ao colaborador para que seja lançada novamente a fatura no sistema Flex. 4.3 LIBERE PARA PAGAMENTO ATÉ DIA 04. Executor: Assistente Financeiro Depois de realizada a auditoria contábil, a pendência total (de todos os colaboradores) será devolvida ao assistente financeiro. O assistente financeiro vai liberar o pagamento até dia 04 de todo mês. 4.4 AUDITE AS PRESTAÇÕES DE CONTAS Executor: Assistente Financeiro O assistente financeiro realizará a auditoria dos colaboradores que portarem o cartão corporativo. Todos os colaboradores serão auditados no período de seis meses dentro desse período será escolhido um mês de forma aleatória - desta forma, todos serão auditados duas vezes por ano. Na auditoria serão conferidas todas as notas fiscais com os gastos apresentados na fatura, verificando se os gastos foram realizados com alimentação, combustível e lavagem de veículo. Caso for detectada alguma divergência nas prestações de contas, será repassado ao gerente que ficará responsável por resolver a questão com o colaborador. As auditorias serão controladas através do formulário de Auditoria de Cartão Corporativo Auditoria de Cartão Corporativo Colaborador Gastos Ref. ao mês Mês da Auditoria Considerações

13 Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 13/ RELAÇÃO DE REGISTROS Relação de registro Referência Título Portador do Arquivo FIN-DEX-001_00 Termo de Entrega do Cartão Departamento Pessoal FIN-FOR-001_00 Autorização de descontos Departamento Pessoal FIN-FOR-002_00 Auditoria de Cartão Corporativo Contas a pagar 11. INDICADORES DE DESEMPENHO Indicadores de desempenho Indicador Memória de cálculo Fonte de dados Apuração Meta Auditoria das prestações de contas Número de auditorias realizadas Fatura Cooper e prestação de contas Mensal Número de titulares do cartão / 6 meses 12. CONTROLE DE VERSÕES Controle de versões Nº Data P Descrição da alteração 00 22/05/2013 NA Emissão inicial

14 13. RELAÇÃO DOS ANEXOS CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 14/14 AUTORIZAÇÃO DE DESCONTOS Eu,, autorizo a empresa Companhia Sulamericana de Distribuição, a promover, conforme a necessidade, ou em rescisão de contrato de trabalho, descontos junto aos meus salários/proventos, provenientes de débitos que eu venha contrair no cartão corporativo, que só deverá ser usado para alimentação, abastecimento e lavagem do carro que está a serviço da empresa. Caso o valor do débito ultrapasse o percentual de 30% do salário bruto, autorizo o reparcelamento para os meses posteriores. Maringá, de de. CPF:

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo pág.: 1/4 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos referentes à utilização do cartão de crédito corporativo para pagamento das despesas de viagem e deslocamento dos empregados a serviço da COPASA

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS

ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS NÚMERO CIR.FIN.MAT.0001 Elaborada em: 08/08/2011 Atualizada em: - Quant. Páginas DEPARTAMENTO DE ORIGEM Departamento Finanças 5 1 Objetivo Este documento tem como objetivo

Leia mais

2.1 O Diretor Presidente é responsável pela aprovação dos processos de reembolso liberados para pagamento.

2.1 O Diretor Presidente é responsável pela aprovação dos processos de reembolso liberados para pagamento. PÁGINA: 1 de 6 1 1.0 OBJETIVO: Analisar e controlar as solicitações de reembolso dos bilhetes aéreos não utilizados quando de sua contratação e providenciar o reembolso devido ao cliente, desde que, observadas

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO GESTÃO DE VIAGENS 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS

UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS Fluxo do Processo de Prestação de Contas Workshop de Alinhamento Estratégico São Paulo Maio 2010 PROCESSO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PRESTAÇÃO DE CONTAS TÉCNICA FINANCEIRA Unidade

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso I - FINALIDADE: Informatizar o processo de solicitação e emissão de cheques avulsos, além de proporcionar maior segurança e sigilo das informações. II - ÂMBITO DE APLICAÇÃO: Este procedimento se aplica

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

Conhecendo os Processos de Cobrança

Conhecendo os Processos de Cobrança Conhecendo os Processos de Cobrança 03 Processos de Cobrança Entenda a Fatura Ferramentas de Suporte Consulta de Extratos 05 09 11 16 Consumo Consciente 02 Processos de Cobrança conheça os processos de

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: FATURAMENTO DE SERVIÇOS AÉREOS E TERRESTRES SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: FATURAMENTO DE SERVIÇOS AÉREOS E TERRESTRES SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO PÁGINA: 1 de 8 1.0 OBJETIVO: Encaminhar as faturas para os clientes, em relação aos serviços prestados pela organização, conforme documentos de viagem emitidos (aéreos e terrestres), solicitados pelos

Leia mais

REVISÕES C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO. Rev. TE Descrição Por Ver. Apr. Aut. Data. 0 C Emissão inicial. DD MAC MAC RPT 30/03/12

REVISÕES C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO. Rev. TE Descrição Por Ver. Apr. Aut. Data. 0 C Emissão inicial. DD MAC MAC RPT 30/03/12 1/8 REVISÕES TE: TIPO EMISSÃO A - PRELIMINAR B - PARA APROVAÇÃO C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO E - PARA CONSTRUÇÃO F - CONFORME COMPRADO G - CONFORME CONSTRUÍDO H - CANCELADO Rev. TE Descrição

Leia mais

Configuração Empresa/Filial

Configuração Empresa/Filial Configuração Empresa/Filial Para definir as configurações (Parâmetros) de cada empresa ou filial cadastrada no sistema, proceda da seguinte forma: Acesse o módulo Administrativo. Clique no menu Cadastros

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra estão disponíveis em Meus pedidos.

Leia mais

MANUAL. Cartão Pesquisa/Facepe. Atualizado em Junho/2015

MANUAL. Cartão Pesquisa/Facepe. Atualizado em Junho/2015 MANUAL Cartão Pesquisa/Facepe Atualizado em Junho/2015 Prezado Pesquisador, A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - FACEPE está adotando um novo meio para a utilização dos

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE APURAÇÃO DE FREQUÊNCIA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE APURAÇÃO DE FREQUÊNCIA 22/0/203. INTRODUÇÃO A Política de Apuração de Frequência tem por objetivo estabelecer as regras para falta e atraso, além de estabelecer controles relativos à apuração de informações de frequência de

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO

GABINETE DO MINISTRO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 265, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2001 O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o disposto no art. 8º do Decreto nº

Leia mais

Serviços de Comércio Exterior. Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior GECEX São Paulo III

Serviços de Comércio Exterior. Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior GECEX São Paulo III BANCO DO BRASIL Serviços de Comércio Exterior Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior GECEX São Paulo III Programação 1) Acesso ao Gerenciador Financeiro 2) Criação de Chave de Acesso 3) Autorização

Leia mais

Processo de Compras GENS

Processo de Compras GENS Processo de Compras GENS Manual do Colaborador Versão 2.0 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1 Objetivos... 3 1.1.1 Objetivo da definição do Processo de Compras... 3 1.1.2 Objetivo deste Manual... 3 2. PROCESSO

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

Guia para Comprovação de Investimentos

Guia para Comprovação de Investimentos Guia para Comprovação de Investimentos 1 2 4 5 Introdução Acompanhamento na Fase de Análise ETAPA 1 Comprovação Financeira ETAPA 2 Comprovação Física ETAPA Comprovação Jurídica ETAPA 4 Liberação Penalidades

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS

REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS O presente regulamento interno prescreve normas e procedimentos que devem ser rigorosamente respeitadas pelos funcionários que aceitarem trabalhar para a empresa,

Leia mais

O sistema possui 5 módulos para registros:

O sistema possui 5 módulos para registros: ÍNDICE 1 DESCRIÇÃO...4 2 ACESSO...6 3 DADOS CADASTRAIS...7 3.1 ATUALIZAR CADASTRO...7 3.2 TROCAR SENHA...8 4 GRUPO DE USUÁRIO...9 4.1 INCLUIR...9 4.2 ATUALIZAR...9 5 FUNCIONÁRIOS...10 5.1 INCLUIR...10

Leia mais

4. VEICULOS A DISPOSIÇÃO EXCLUSIVOS DAS AREAS (LOGISTICA/PCP/MANUTENÇÃO)

4. VEICULOS A DISPOSIÇÃO EXCLUSIVOS DAS AREAS (LOGISTICA/PCP/MANUTENÇÃO) 1 de 5 1. OBJETIVO Estabelecer a política e procedimento geral a serem seguidos por toda a companhia em relação a veículos pessoais,, carros fornecidos pela companhia e de despesas com quilometragem a

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO

INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO Orientações válidas apenas para faturamento de Notas fiscais de oficinas, decorrentes de Sinistros de Automóveis de clientes ou terceiros, de responsabilidade da

Leia mais

OPERAÇÃO LOGÍSTICA GRV SCB NAKATA

OPERAÇÃO LOGÍSTICA GRV SCB NAKATA 1. OBJETIVO Estabelecer procedimento padrão para todos os colaboradores da Irapuru que estão envolvidos na operação logística de recebimento, armazenagem e expedição do fornecedor DANA SCB e DANA NAKATA

Leia mais

Consignação Manual do Correspondente Consignação

Consignação Manual do Correspondente Consignação Manual do Correspondente Consignação Banestes S.A. - Banco do Estado do Espírito Santo GCONS - Gerência de Consignação SUMÁRIO 1. Conceito...3 2. Apresentação...3 3. Informações Gerais...3 3.1. Condições

Leia mais

GUIA DE BOLSO CARTÕES DE CRÉDITO CREDICARD CITI - CTA

GUIA DE BOLSO CARTÕES DE CRÉDITO CREDICARD CITI - CTA GUIA DE BOLSO CREDICARD CITI - CTA GUIA DE BOLSO CARTÃO CREDICARD CITI CORPORATE 1 GUIA DE BOLSO CARTÕES DE CRÉDITO CREDICARD CITI - CTA Índice 1. CARTÃO CREDICARD CITI CORPORATE TRAVEL ACCOUNT - CTA 03

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Movimentações... 4 Movimentações de Caixa... 4 Entradas... 6 Recebimento em Dinheiro... 8 Recebimento em Cheque... 8 Troco... 15 Saídas... 17 Movimentações de Banco... 22

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Manual do Processo de Faturamento

Manual do Processo de Faturamento Manual do Processo de Faturamento Apresentação MV Sumário Processo de Faturamento 6 Leia-me primeiro... 6 Faturamento de... Convênios e Particular 8 Faturamento de Convênios... 8 Protocolar Documentação...

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

Orientações Básicas Repom.

Orientações Básicas Repom. Orientações Básicas Repom. Considerações importantes: 1 A viagem deverá estar autorizada para depois solicitar o pagamento. 2 É obrigatório informar o campo NCM da mercadoria, que está em tabela>auxiliares>mercadoria.

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR

PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR São Paulo, 6 de dezembro de 2013 PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR Este procedimento visa estabelecer o processo, prazos e orientações aos funcionários do Instituto Ethos para recebimento de notas fiscais

Leia mais

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*)

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) Disciplina no âmbito do IFPR as Orientações acerca da Execução Orçamentária e Financeira, relativas à Concessão de Suprimentos

Leia mais

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações.

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Para dar início ao processo de transferência do contrato primeiramente é necessário preencher a

Leia mais

1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA

1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA 1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA 1º PASSO: Recebimento do e-mail de aprovação do projeto. 2º PASSO: Preenchimento e assinatura do Termo de Aceitação de Apoio Financeiro e do Cadastro de Portador, que

Leia mais

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos:

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos: Orientações para Solicitação e Prestação de Contas de Diárias de acordo com o Decreto nº 3328-R, de 17 de junho de 2013. DIÁRIAS Diárias são indenizações pagas antecipadamente para cobrir despesas com

Leia mais

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Private Label Híbrido, de uso doméstico

Leia mais

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: ADMINISTRATIVO MANUAL DE PROCESSOS SETOR: Nº DOC.: FOLHA:02/16 MATRIZ DE PROCESSOS E ATIVIDADES Missão: Organizar e controlar o sistema contábil/financeiro

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Fundo fixo. Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG.

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Fundo fixo. Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG. Pág. 1/5 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG. 2 Definições Para melhor entendimento desta norma, aplicam-se as seguintes definições: a) fundo fixo

Leia mais

Ato Executivo nº 2.950/2003 RAD-DGLOG-041 07 1 de 14

Ato Executivo nº 2.950/2003 RAD-DGLOG-041 07 1 de 14 Proposto por: Diretor da Divisão de Infraestrutura de Transportes (DITRA) Analisado por: Diretor do Departamento de Transportes (DETRA) Aprovado por: Diretor da Diretoria Geral de Logística (DGLOG) 1 OBJETIVO

Leia mais

NewOxxy. 1 passo Abrir o caixa. Esse é o sistema de uso exclusivo da nossa empresa. Cada loja terá seu usuário e sua senha. Selecionar o usuário

NewOxxy. 1 passo Abrir o caixa. Esse é o sistema de uso exclusivo da nossa empresa. Cada loja terá seu usuário e sua senha. Selecionar o usuário NewOxxy Esse é o sistema de uso exclusivo da nossa empresa. Cada loja terá seu usuário e sua senha. selecionar a loja Selecionar o usuário Digitar a senha 1 passo Abrir o caixa Selecionar o menu caixa

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Configurando o Módulo... 3 Contas... 3 Conta Caixa... 5 Aba Geral... 5 Aba Empresas... 8 Conta Banco... 9 Aba Geral... 9 Aba Conta Banco... 10 Aba Empresas... 12 Tipos de

Leia mais

Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 OBJETIVO: Esta política tem por objetivo estabelecer as diretrizes para as Prestações de Contas referentes às despesas ocorridas

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14 Leia-se:...Art. 1º DELEGAR COMPETÊNCIA e as responsabilidades decorrentes ao Superintendente Regional do DNIT nos estados de Goiás e Distrito Federal para Lavrar o Termo Aditivo de Prorrogação de prazo,

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para conferir processos de pagamento.

Estabelecer critérios e procedimentos para conferir processos de pagamento. CONFERIR PROCESSOS DE PAGAMENTO SEM RETENÇÃO DE TRIBUTOS Proposto por: Diretor da Divisão de Conferência e Liquidação da Despesa (DILID) Analisado por: Diretor do Departamento Financeiro (DEFIN) Aprovado

Leia mais

FACILITADORES DE NEGÓCIOS DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS. Gerência Regional de Apoio ao Comércio ExteriorGECEX São Paulo III

FACILITADORES DE NEGÓCIOS DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS. Gerência Regional de Apoio ao Comércio ExteriorGECEX São Paulo III FACILITADORES DE NEGÓCIOS DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS Gerência Regional de Apoio ao Comércio ExteriorGECEX São Paulo III 1 DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS Habilitando e concedendo acesso Envio de documentos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 Versão: 01 Data de aprovação: 7 de outubro de 2014. Ato de aprovação: Resolução n.º 112 /2014 Unidade

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão. Brasília, julho de 2015

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão. Brasília, julho de 2015 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Brasília, julho de 2015 ESTRATÉGIA CREDENCIAMENTO CPGF PASSAGEM AÉREA AGENCIAMENTO DE VIAGENS CREDENCIAMENTO

Leia mais

POLÍTICA DE VIAGENS. Andressa Lippi

POLÍTICA DE VIAGENS. Andressa Lippi POLÍTICA DE VIAGENS Andressa Lippi 03 de Março de 2016 POLÍTICA DE VIAGENS SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Autorizações... 3 3. Diretrizes da Política de Viagens... 3 4. Serviços de Agência de Viagens e utilização

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - CONSIGNADO SETOR PÚBLICO COMANDO DA AERONÁUTICA

ROTEIRO OPERACIONAL - CONSIGNADO SETOR PÚBLICO COMANDO DA AERONÁUTICA 1. OPERACIONALIZAÇÃO DAS CONTRATAÇÕES E SUPORTE Filial BV Financeira Matriz São Paulo - Fone: (11) 3252-7020 2. PÚBLICO ALVO CONFORME LEGISLAÇÃO Militares efetivos admitidos há no mínimo 06 meses, Aposentados

Leia mais

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car...

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car... ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... POS Ticket Car :... Funções... Mensagens... Terminal TEF: Ticket Car Novo... Funções... Mensagens... Transação de Venda Manual... Procedimento... Obter boleto...

Leia mais

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Manual de Utilização Financeiras Versão 1.2 Manual de utilização do software para os usuários do Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos, com

Leia mais

Responsabilidades/ Autoridades

Responsabilidades/ Autoridades 1/5 1. OBJETIVO Garantir o abastecimento dos materiais Consignados e OPME do Hospital. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO OPME - Órtese Prótese e Materiais Especiais; CAF - Central de Abastecimento Farmacêutico;

Leia mais

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador. Domésticos integra o empregador ao. www.paggadomesticos.com.

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador. Domésticos integra o empregador ao. www.paggadomesticos.com. Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador Domésticos integra o empregador ao A nova lei das domésticas Novembro/2015 é o mês da implantação definitiva da nova lei das domésticas.

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional;

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional; Código: MAP-DIFIN-001 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Contabilidade Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informações de Custos 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos

Leia mais

OPERAÇÃO LOGÍSTICA CL CLIENTES DIVERSOS

OPERAÇÃO LOGÍSTICA CL CLIENTES DIVERSOS 1. OBJETIVO Estabelecer procedimento padrão para todos os colaboradores da Irapuru que estão envolvidos na operação logística dos de recebimento, armazenagem e expedição. 2. REGRAS/CONSIDERAÇÕES GERAIS

Leia mais

FORNECEDOR. Oracle EBS Medição de Serviços. Gerência de Faturamento e Contas a Pagar

FORNECEDOR. Oracle EBS Medição de Serviços. Gerência de Faturamento e Contas a Pagar FORNECEDOR Oracle EBS Medição de Serviços Dez/2014 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. 1.1. Fluxograma... 4 2. ACESSO AO SISTEMA... 6 2.1. Informações Gerais... 6 2.2. Cadastros Básicos...

Leia mais

1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6.

1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6. 1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6. COMO FAZER UMA SOLICITAÇÃO DE VIAGEM?... 3 7. COMO FAZER A

Leia mais

eprocurement Chevron Chevron 2008 Services 2008 JDE

eprocurement Chevron Chevron 2008 Services 2008 JDE eprocurement Chevron Chevron 2008 Services 2008 JDE O que é eprocurement? eprocurement é um processo de compra e venda baseado na Web. Permite à Chevron e aos seus fornecedores realizar negócios com mais

Leia mais

Boletim Informativo Técnico BIT 004 08/2014

Boletim Informativo Técnico BIT 004 08/2014 PROCESSO DE CONTAGEM DE INVENTÁRIO FÍSICO Para um resultado satisfatório na execução da contagem do inventário físico é importante que os preparativos tenham início 30 dias antes da data programada para

Leia mais

Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015

Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015 Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015 1. APRESENTAÇÃO Nos termos do artigo 74 da Constituição Federal, artigo 59 da Lei Complementar nº. 59, artigos 63 a 66 da Lei Complementar nº. 33, de 28

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Manual de Procedimentos 1º TREINAMENTO DO ESCRITÓRIO REGIONAL DE APOIO À PESQUISA Faculdade de Ciências Farmacêuticas Setembro 2012 Faculdade de Ciências Farmacêuticas 1

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

Manual de Procedimentos do Sistema BPM

Manual de Procedimentos do Sistema BPM Manual de Procedimentos do Sistema BPM (Versão 02 - Setembro/2014) 1 ÍNDICE SISTEMA BPM - BUSINESS PROCESS MANAGEMENT... 3 INTRODUÇÃO... 3 ACESSO AO SISTEMA... 3 Caixa de Entrada... 3 Cadastro da Solicitação...

Leia mais

GUARDA DE DOCUMENTOS

GUARDA DE DOCUMENTOS GUARDA DE DOCUMENTOS Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física 1. VIDA FINANCEIRA 1.1 PAGAMENTO DE TRIBUTOS 1.1.1 Imposto de 5 anos, contados Renda de Pessoa a partir do Física (IRPF) e exercício

Leia mais

PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008

PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008 PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008 1/6 ÍNDICE 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 2. OBJETIVOS 3. ABRANGÊNCIA E VIGÊNCIA

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

Selecionar as propostas a serem processadas, selecionar o diretório em que o arquivo será salvo e clicar em Gerar arquivo.

Selecionar as propostas a serem processadas, selecionar o diretório em que o arquivo será salvo e clicar em Gerar arquivo. 1. Alfa Seguradora Pelo kit consegue efetuar a importação das propostas Na tela de cálculos clique no botão Enviar Na tela seguinte clique no botão Gerar Arq. De Texto Selecionar as propostas a serem processadas,

Leia mais

American Express @ Work Guia de Primeiros Passos

American Express @ Work Guia de Primeiros Passos American Express @ Work Guia de Primeiros Passos Utilize o American Express @ Work para gerenciar a Conta do Associado e da sua Empresa, realizar manutenções nas Contas, acessar Relatórios de forma rápida,

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE RESOLUÇÃO Nº 058/2012 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE O Conselho Municipal de Saúde,

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE CALDAS NOVAS - DEMAE Responsável:

Leia mais

Resolução Conjunta SF/PGE Nº 1 DE 28/02/2013 (Estadual - São Paulo)

Resolução Conjunta SF/PGE Nº 1 DE 28/02/2013 (Estadual - São Paulo) Resolução Conjunta SF/PGE Nº 1 DE 28/02/2013 (Estadual - São Paulo) Data D.O.: 01/03/2013 Disciplina os procedimentos administrativos necessários à liquidação de débitos fiscais do Imposto sobre Operações

Leia mais

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Fornecedor Atualizado em 16/07/2013 Pág.: 1/23 Introdução Este manual destina-se a orientar os fornecedores que irão registrar as vendas no site do Cartão BNDES,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

Sistema GDC (RDV) Gestão de Despesas Corporativas

Sistema GDC (RDV) Gestão de Despesas Corporativas Sistema GDC (RDV) Gestão de Despesas Corporativas * Relatório de Despesas e Viagens (RDV) * Cartões de Crédito/Débito Corporativos * Despesas Avulsas * Adiantamentos de Verba * Prestação de Contas 2014

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO GONDOLA

MANUAL DO USUÁRIO GONDOLA NOÇÕES GERAIS MANUAL DO USUÁRIO GONDOLA Para melhor compreender o ambiente de trabalho do sistema GONDOLA, é necessário que sejam apresentadas algumas noções gerais, antes de se aprofundar em cada módulo

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

Instruções Liquidação de Contrato de Arrendamento Mercantil

Instruções Liquidação de Contrato de Arrendamento Mercantil Instruções Liquidação de Contrato de Arrendamento Mercantil Preparamos para você o passo a passo sobre o processo de liquidação contratual. Veja quais ações você precisará tomar para obter a liberação

Leia mais

Política de Contas a Pagar

Política de Contas a Pagar T Política de Contas a Pagar 1 1. ABRANGÊNCIA 1.1 Todas as áreas administrativas da empresa responsáveis por aquisições/contratações de produtos e/ou serviços, conforme deliberação e aprovação dos sócios

Leia mais

ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO...

ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... Suprimentos e Pág. 1 de 6 Produto Não-Conforme SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 2 2 ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... 2 3 SIGLAS UTILIZADAS... 2 4 GLOSSÁRIO / CONCEITOS... 2 5 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA... 2 6

Leia mais

Soluções de Pagamento - Hotéis. Cartões Bradesco

Soluções de Pagamento - Hotéis. Cartões Bradesco Soluções de Pagamento - Hotéis Cartões Bradesco 1 Cartões Corporativos Cartão parametrizado para utilização somente em hotéis bandeira American Express Redução de gastos indevidos com hospedagem Simplicidade

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO E ADESÃO AO SISTEMA DE EMISSÃO E RESERVA DE BILHETE AÉREO

TERMO DE COMPROMISSO E ADESÃO AO SISTEMA DE EMISSÃO E RESERVA DE BILHETE AÉREO TERMO DE COMPROMISSO E ADESÃO AO SISTEMA DE EMISSÃO E RESERVA DE BILHETE AÉREO STEEL SERVIÇOS EM VIAGENS E TURISMO LTDA, estabelecida a Avenida Presidente Vargas no 2121 sala 906 9o andar em Ribeirão Preto

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens POIESIS ÍNDICE DO TERMO DE REFERÊNCIA TÉCNICA 1. OBJETIVO GERAL 2. JUSTIFICATIVA 3. DOS SERVIÇOS 4. DOS CRITÉRIOS DE JULGAMENTO 5. OBRIGAÇÕES

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ANÁLISE DE CRÉDITO E CADASTRO DE CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO.

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ANÁLISE DE CRÉDITO E CADASTRO DE CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO. DE S CORPORATIVOS. PÁGINA: 1 de 5 1 1.0 OBJETIVO: Analisar criticamente a situação de crédito e as condições comerciais a serem praticadas junto aos clientes, por meio das informações cadastrais, e permitir

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO...

1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO... ÍNDICE 1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO... 3 4.1. Integral ato da entrega... 3 4.2. Integral pós-recebimento... 3 4.3. Parcial pós-recebimento...

Leia mais

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03 2011 Versão 03 Web Empresas Agemed Saúde S/A. Esse documento tem como objetivo orientar as empresas contratantes do plano de saúde Agemed a utilizarem o ambiente Web para realização de movimentações cadastrais

Leia mais

Manual de Normas e Procedimentos Comercial.

Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Gerência Comercial. Referência: Versão: Revisado 1.1 Data: 21/07/2014 21de Julho de 2014 Sumário Definição da Área Comercial.... 3 Representação da área comercial....

Leia mais

COLETA DE PREÇOS nº 07/2013

COLETA DE PREÇOS nº 07/2013 COLETA DE PREÇOS nº 07/2013 1. PREÂMBULO 1.1. A ASSOCIAÇÃO MUSEU AFRO BRASIL, torna pública a realização de Seleção de Fornecedores na modalidade Coleta de Preços, pelo critério de menor preço, objetivando

Leia mais

Fechamento de Balanço Almoxarifado

Fechamento de Balanço Almoxarifado Fechamento de Balanço Almoxarifado 1ª Etapa: Realizar a emissão do relatório de Balancete de Materiais por Dotação através do Menu Relatórios / Prestação de Contas. Será aberta a seguinte tela: Informe

Leia mais

MANUAL DE ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA - ART (SP/MT/MS)

MANUAL DE ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA - ART (SP/MT/MS) MANUAL DE ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA - ART (SP/MT/MS) Sumário 1 - Procedimentos para obter 1ª ART Eletrônica... 2 2 Como obter o Termo de Responsabilidade Técnica... 3 3 - Encaminhar documentos

Leia mais

Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard

Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard 04 Acessando o Site Tricard Posição de Propostas Acões para sua Loja 09 13 30 Manuais de Treinamento 02 Introdução No Site Transacional Tricard, você

Leia mais

Prestação de contas de viagem

Prestação de contas de viagem - Digitar TRIP no campo Campo de comandos e pressionar a tecla Enter, será exibida a tela principal do gerenciador de viagens. 2 2 - Para iniciar a prestação de contas referente à viagem em aberto, clicar

Leia mais