Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão"

Transcrição

1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1

2 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO GESTÃO DE VIAGENS 1ª Versão 2

3 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO SISTÊMICA DOS PROCESSOS E INTERFACES 3 - DIAGRAMA DE ESCOPO DO PROCESSO 4 - FLUXOGRAMA DO PROCESSO ATIVIDADES CRÍTICAS DO PROCESSO 4.2 RECOMENDAÇÕES GERAIS 5 - SUGESTÃO DE INDICADORES DO PROCESSO 6 - EQUIPE RESPONSÁVEL PELO PROCESSO NO DEPARTAMENTO NACIONAL 1ª Versão 3

4 1 INTRODUÇÃO O processo de Gestão de Viagens tem como função realizar a gestão e controle na emissão de passagens, reservas de hospedagem e pagamento de auxílios viagem para os empregados e terceirizados do Sistema Indústria. Este processo tem início na atividade receber solicitação de passagens, hospedagem e auxílio viagem e término na atividade encaminhar planilha consolidada para Gestão da Folha de Pagamento. Os indicadores propostos para sua medição são: gastos de viagens por colaboradores, saving de viagens, valor total gasto com viagem, percentual de pedidos recebidos fora do prazo, percentual de prestação de contas de viagens entregues. As saídas deste processo têm como destinos: os processos de Contas a Pagar e Contas a Receber, Gestão Contábil e Gestão da Folha de Pagamento e os solicitantes / terceiros. 1ª Versão 4

5 2 VISÃO SISTÊMICA DOS PROCESSOS E INTERFACES Auxílios viagens Solicitantes / Terceiros Prestação de Contas Planilha consolidada com informações e valores das diárias de viagem Gestão da Folha de Pagamento Solicitação de passagens, hospedagem e auxílios viagens Documentos de reservas de passagens e hospedagem Gestão de Viagens Documentos Fiscais de despesas de viagens Classificação / escrituração fiscal e contábil Solicitação de Auxílios viagens Contas a Pagar Arquivos de retorno e processamento de pagamento Demissão Pendências na prestação de contas de viagens Passagens, Hospedagens Prestação de Contas Ressarcimento Gestão Contábil Contas a Receber Documentos liquidados Arquivos de processamento de pagamentos (CNAB) Agências de viagens / Companhias aéreas Pagamento de despesas de viagens 1ª Versão / Hotéis 5

6 3 DIAGRAMA DE ESCOPO DO PROCESSO ORIGEM ENTRADA FUNÇÃO: Realizar a gestão e controle na emissão de passagens, reservas de hospedagem e pagamento de auxílios viagem para os empregados e terceirizados do Sistema Indústria PADRÕES, NORMAS, POLÍTICAS, DIRETRIZES, LEIS Política de Gestão de Viagens SAÍDA Documentos de reserva de Passagens Documentos de reserva de Hospedagem DESTINO Solicitante / Terceiros Solicitantes Agência de Viagens / Companhias áreas / Hotéis Solicitação de passagens, hospedagem e auxílio viagem Informações para emissão de passagens Informações/reservas sobre passagens e hospedagem INÍCIO Receber solicitação de passagens, hospedagem e auxílio viagem Gestão de Viagens FIM Encaminhar planilha consolidada para Gestão da Folha de pagamento Documentos Fiscais de despesas de viagens Reembolso Ressarcimento Prestação de Contas Classificação / Escrituração Fiscal e Contábil Gestão Contábil ÁREA RESPONSÁVEL Administrativo de Viagens Planilha consolidada com informações e valores de diárias Gestão da Folha de Pagamento 1ª Versão 6

7 4 FLUXOGRAMA DO PROCESSO Para melhor visualização do fluxograma, recomenda-se baixar esta página clicando no ícone abaixo. 1ª Versão 7

8 4 FLUXOGRAMA DO PROCESSO (CONTINUAÇÃO) Para melhor visualização do fluxograma, recomenda-se baixar esta página clicando no ícone abaixo. 1ª Versão 8

9 4.1 ATIVIDADES CRÍTICAS ATIVIDADE CRÍTICA 1 ANALISAR PRESTAÇÃO DE CONTAS DE VIAGENS Durante a análise da prestação de contas os seguintes itens devem ser verificados: Apresentação do bilhete da passagem utilizado ou outro documento que comprove o deslocamento e o período de viagem. Apresentação de notas fiscais que comprovem os consumos. Apresentação de bilhetes e/ou recibos que comprovem os deslocamentos feitos com táxi. Observações: Prestações de contas pendentes impossibilitaram novas solicitações de viagens. Despesas extras como frigobar, telefonemas, lavanderias e outros consumos não são de responsabilidade do Sistema Indústria. Despesas extraordinárias só poderão ser reembolsadas quando justificadas pelo titular da unidade e aprovadas por quem autorizou a viagem, mediante apresentação dos respectivos comprovantes. 1ª Versão 9

10 4.2 RECOMENDAÇÕES GERAIS Princípios gerais: Antes do planejamento da viagem deve ser estudada a possibilidade de utilização da infraestrutura de TI e telecomunicações (videoconferência, webconference, audioconferência), evitando os deslocamentos quando for verificada a possibilidade de utilização destes recursos. Recomenda-se que as compras das passagens aéreas e terrestres nacionais e internacionais sejam feitas através de agências de viagens licitadas. O solicitante deve prestar todas as informações necessárias para emissão dos bilhetes e hospedagem. As solicitações devem ser autorizadas conforme alçadas de aprovação. Ao receber as confirmações a respeito da viagem, o empregado deve conferir se as mesmas estão de acordo com o autorizado em tempo hábil para eventuais ajustes. 1ª Versão 10

11 5 SUGESTÃO DE INDICADORES DO PROCESSO FUNÇÃO DO PROCESSO: Realizar a gestão e controle na emissão de passagens, reservas de hospedagem e pagamento de auxílios viagem para os empregados e terceirizados do Sistema Indústria COMO VAMOS MEDIR SE O PROCESSO EXECUTA SUA FUNÇÃO? INDICADOR FÓRMULA DE CÁLCULO DIMENSÃO UNIDADE POLARIDADE PERIODICIDADE 1 Gastos de viagens por colaboradores (total gastos com viagens em R$ / Quantidade de colaboradores que viajaram) Custo R$ Menor, Melhor Mensal 2 Saving de viagens ( Valor das Tarifas Cheias) - ( Valor Gasto)/ ( Valor Tarifas Cheias) Qualidade % Maior, Melhor Mensal 1ª Versão 11

12 5 SUGESTÃO DE INDICADORES DO PROCESSO (CONTINUAÇÃO) INDICADOR FÓRMULA DE CÁLCULO DIMENSÃO UNIDADE POLARIDADE PERIODICIDADE 3 Valor total gasto com viagem Total de gastos com passagens e hospedagens (nacionais e internacionais) Custo R$ Menor, Melhor Mensal 4 Percentual de pedidos recebidos fora do prazo (Número de pedidos recebidos fora do prazo/ Número total de viagem recebidos no mês) X 100 Prazo % Menor, Melhor Mensal 5 Percentual de prestação de contas de viagens entregues (Número de prestação de contas de viagens entregues / Número de viagens realizadas) X 100 Qualidade % Maior, Melhor Mensal 1ª Versão 12

13 6 EQUIPE RESPONSÁVEL PELO PROCESSO NO DEPARTAMENTO NACIONAL Maurício Vasconcelos de Carvalho - Gerente Executivo da ADINF Helton Flávio de Camargos - Gerente de Apoio Administrativo e Patrimônio Telefone: (61) Em caso de dúvidas e sugestões: Jucélia Ferreira Rocha Analista Administrativo Telefone: (61) ª Versão 13

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE CONTAS A PAGAR 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE DEMISSÃO 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO SISTÊMICA

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO GESTÃO DE BENEFÍCIOS 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE CLASSIFICAÇÃO/ ESCRITURAÇÃO FISCAL CONTÁBIL E OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS

Leia mais

Versão Vigente a partir de Área gestora Primeira versão 1 1/12/2014 Administrativa 1/12/2014

Versão Vigente a partir de Área gestora Primeira versão 1 1/12/2014 Administrativa 1/12/2014 IDENTIFICAÇÃO Versão Vigente a partir de Área gestora Primeira versão 1 1/12/2014 Administrativa 1/12/2014 Data de efetivação do manual: / / Data da próxima revisão: / / Frequência de revisão: Anual REGISTRO

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA VIAGENS E TREINAMENTO Data - 24/04/2015. Procedimento do Sistema Gestão da Qualidade

PROCEDIMENTO PARA VIAGENS E TREINAMENTO Data - 24/04/2015. Procedimento do Sistema Gestão da Qualidade FL. 01 / 08 1 OBJETIVO Este documento tem como objetivo estabelecer critérios para a emissão de bilhete de passagem aérea, reserva de hotel e locação de veículos para Serviço e/ou Treinamento em âmbito

Leia mais

NORMA OPERACIONAL PADRÃO Código: Versão V.1

NORMA OPERACIONAL PADRÃO Código: Versão V.1 27/07/2015 1 SUMÁRIO 1. Objetivo 1.1 Abrangência 2. Definições, terminologia e siglas 3. Norma Operacional Padrão Viagens 3.1 Adiantamento 3.2 Passagens Aéreas 3.3 Hospedagem 3.4 Veículos 3.5 Recibos 3.6

Leia mais

ANEXO - I PROJETO BÁSICO

ANEXO - I PROJETO BÁSICO ANEXO - I PROJETO BÁSICO 1. OBJETO: Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços relativos à emissão de passagens aéreas nacionais e internacionais compreendendo a reserva, emissão,

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE ADMISSÃO 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO SISTÊMICA

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE GESTÃO DE CONTRATOS 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão. Brasília, julho de 2015

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão. Brasília, julho de 2015 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Brasília, julho de 2015 ESTRATÉGIA CREDENCIAMENTO CPGF PASSAGEM AÉREA AGENCIAMENTO DE VIAGENS CREDENCIAMENTO

Leia mais

PROCEDIMENTO DE VIAGEM

PROCEDIMENTO DE VIAGEM PG.GAF.001 003 01/11/2015 1 de 16 CENTRO INTERNACIONAL DE ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOGÁS Novembro 2015 PG.GAF.001 003 01/11/2015 2 de 16 Sumário 1. OBJETIVO...3 2. DEFINIÇÕES E SIGLAS...3 3. FLUXO DO PROCESSO

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

PROCEDIMENTO DE VIAGENS

PROCEDIMENTO DE VIAGENS São Luís MA 2/ 8 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. REFERÊNCIA... 3 4. ABRANGÊNCIA... 3 5. DEFINIÇÃO... 3 5.1 Viagem... 3 5.2 Tipos de viagens... 3 5.3 Meios de transporte;... 4 5.4 Cargos...

Leia mais

REVISÕES C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO. Rev. TE Descrição Por Ver. Apr. Aut. Data. 0 C Emissão inicial. DD MAC MAC RPT 30/03/12

REVISÕES C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO. Rev. TE Descrição Por Ver. Apr. Aut. Data. 0 C Emissão inicial. DD MAC MAC RPT 30/03/12 1/8 REVISÕES TE: TIPO EMISSÃO A - PRELIMINAR B - PARA APROVAÇÃO C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO E - PARA CONSTRUÇÃO F - CONFORME COMPRADO G - CONFORME CONSTRUÍDO H - CANCELADO Rev. TE Descrição

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE ARRECADAÇÃO DIRETA 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696 Aluno deverá: Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP 2014 Convênio 806696 1) Atender as condições previstas na Portaria 64 da CAPES e preencher o formulário de requisição de auxílio. 2) Informar

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2

Leia mais

ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS

ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS NÚMERO CIR.FIN.MAT.0001 Elaborada em: 08/08/2011 Atualizada em: - Quant. Páginas DEPARTAMENTO DE ORIGEM Departamento Finanças 5 1 Objetivo Este documento tem como objetivo

Leia mais

Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte

Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte Local/Data: Brasília, 20 de setembro de 2013 GTI-003/2013 Fl. 1/7 Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte 1. INTRODUÇÃO: A presente Nota

Leia mais

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Execução Orçamentária Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informação de Custo 1 OBJETIVO Padroniza e orienta os

Leia mais

PROCEDIMENTO GERENCIAL PADRÃO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO

PROCEDIMENTO GERENCIAL PADRÃO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 2/14 SUMÁRIO 1. RESUMO DO PROCESSO... 3 2. FLUXOGRAMA... 4 3. OBJETIVO... 5 4. APLICAÇÃO...

Leia mais

Política de Viagem Quatro Estações

Política de Viagem Quatro Estações 1 Gestão De Viagens Corporativas Construindo Uma Política De Viagens Mais Efetiva O documento em questão visa difundir informações, consolidar as práticas de mercado que nós consideramos importantes na

Leia mais

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS 1 INTRODUÇÃO A ANEC Associação Nacional de Educação Católica do Brasil, através de sua estrutura organizacional e de seus colaboradores, tem avançado muito no cumprimento

Leia mais

DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO. Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD

DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO. Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD Loan: 7884 - BR TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: Contratação de

Leia mais

POLÍTICA DE VIAGEM FSB

POLÍTICA DE VIAGEM FSB FSB ÍNDICE 1. ABRANGÊNCIA... 2 2. OBJETIVO... 2 3. DEFINIÇÕES GERAIS... 2 3.1. Solicitações de adiantamento, passagens aéreas e reservas de hotéis... 2 3.2. Aquisição, cancelamento e não utilização de

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE ARRECADAÇÃO INDIRETA 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 -

Leia mais

3ROtWLFDGH9LDJHQV±06;,%5

3ROtWLFDGH9LDJHQV±06;,%5 3ROtWLFDGH9LDJHQV±06;,%5 Revisão: 04 Data: 05/12/05 Página 1 de 5 ÒOWLPD $OWHUDomR Alterado os itens: transporte aéreo, telefonemas e comprovantes. )LQDOLGDGH Estabelecer e manter procedimentos para orientar

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR

PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR São Paulo, 6 de dezembro de 2013 PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR Este procedimento visa estabelecer o processo, prazos e orientações aos funcionários do Instituto Ethos para recebimento de notas fiscais

Leia mais

Política de Viagens e Procedimentos

Política de Viagens e Procedimentos Política de Viagens e Procedimentos A Maxgen desenvolveu uma política de viagens e procedimentos para permitir que cada funcionário possa fazer uma contribuição substancial para a rentabilidade do seu

Leia mais

SIPAC. Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES

SIPAC. Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES SIPAC Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES Responsável pela análise, gerência e operações de alguns tipos de requisições: Diárias Hospedagem Passagem

Leia mais

ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183

ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183 ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183 1) Da legislação aplicável - Portaria CAPES nº 156 de 28 de Novembro de 2014 a. Decreto nº 7.692 de 02 de Março

Leia mais

Versão de outubro de 2015

Versão de outubro de 2015 Versão de outubro de 2015 Revisado em outubro de 2015 São emitidas passagens para os consultores realizarem atividades previstas em seu Termo de Referência, o qual deve prever realização de viagens como

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: FATURAMENTO DE SERVIÇOS AÉREOS E TERRESTRES SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: FATURAMENTO DE SERVIÇOS AÉREOS E TERRESTRES SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO PÁGINA: 1 de 8 1.0 OBJETIVO: Encaminhar as faturas para os clientes, em relação aos serviços prestados pela organização, conforme documentos de viagem emitidos (aéreos e terrestres), solicitados pelos

Leia mais

POLÍTICA DE VIAGEM PÁGINA: 1/10. Área a que se aplica: Comporte SBC e SP

POLÍTICA DE VIAGEM PÁGINA: 1/10. Área a que se aplica: Comporte SBC e SP POLÍTICA DE VIAGEM PÁGINA: 1/10 Área a que se aplica: Todas Executado por: Colaboradores que utilizam recursos de viagem Unidade: Comporte SBC e SP Autor: Elidia Ribeiro Secretária Executiva Criação 17/06/2011

Leia mais

Manual de Acesso Mobile

Manual de Acesso Mobile Manual de Acesso Mobile Sumário Introdução... 3 1. Cadastro de Dispositivo... 3 2. Aprovação Mobile... 4 3. Acompanhamento de Viagem... 8 4. Lançamento de Despesas Mobile... 10 5. Finalizando uma Despesa

Leia mais

CSP-Conlutas RJ Central Sindical e Popular do Rio de Janeiro

CSP-Conlutas RJ Central Sindical e Popular do Rio de Janeiro Regimento Interno da Secretaria Executiva Estadual da CSP-Conlutas RJ 1. Da composição e atribuições da Secretaria Executiva Estadual I. A Secretaria Executiva Estadual, nos termos do Estatuto, será composta

Leia mais

SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB -

SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB - Página 1 de 5 SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB - Atualizado em: 18/05/2015 Abaixo segue o passo a passo (dividido em 3 tópicos) para este tipo de solicitação. A partir da página 03

Leia mais

Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS

Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CORPORATIVA SUBSISTEMA NORMAS ORGANIZACIONAIS Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS Número:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens POIESIS ÍNDICE DO TERMO DE REFERÊNCIA TÉCNICA 1. OBJETIVO GERAL 2. JUSTIFICATIVA 3. DOS SERVIÇOS 4. DOS CRITÉRIOS DE JULGAMENTO 5. OBRIGAÇÕES

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 ESTABELECE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE CONCESSÃO DE ADIANTAMENTO, PARA COMPENSAR FUTURAS DESPESAS COM HOSPEDAGEM, LOCOMOÇÃO URBANA E ALIMENTAÇÃO, DE ALUNOS, TÉCNICOS,

Leia mais

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria:

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Gabinete da Procuradora Chefe PORTARIA Nº 979/2009 Disciplina, no âmbito da PR/SP, o procedimento de encaminhamento das solicitações de diárias. A PROCURADORA CHEFE DA PROCURADORIA

Leia mais

POLÍTICA DE VIAGENS. Andressa Lippi

POLÍTICA DE VIAGENS. Andressa Lippi POLÍTICA DE VIAGENS Andressa Lippi 03 de Março de 2016 POLÍTICA DE VIAGENS SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Autorizações... 3 3. Diretrizes da Política de Viagens... 3 4. Serviços de Agência de Viagens e utilização

Leia mais

SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP

SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP O Sistema de Concessão SCDP é um sistema informatizado, acessado via Internet, que integra as atividades de concessão, registro, acompanhamento, gestão

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE RESOLUÇÃO Nº 058/2012 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE O Conselho Municipal de Saúde,

Leia mais

American Express Conta EBTA

American Express Conta EBTA 1 OS CUSTOS BENEFICIE OS FUNCIONÁRIOS GERENCIE GLOBALMENTE MAXIMIZE OS CONTROLES REDUZA OS CUSTOS BENEFICIE OS FUNCIONÁRIOS GERENCIE GLOBALMENTE SOLUÇÕES REAIS PARA SEU NEGÓCIO 2 - Enhanced Business Travel

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS

NORMAS E PROCEDIMENTOS NORMAS E PROCEDIMENTOS 1. FINALIDADE Estabelecer as diretrizes e procedimentos a serem seguidos para reembolso de despesas, contratação de novos colaboradores e prestação de contas decorrentes de viagens

Leia mais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Procedimentos Departamento de Projetos Contratos e Convênios Pró-Reitoria de Administração Manual para Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Perfil: Solicitante de Passagem

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Perfil: Solicitante de Passagem Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP Perfil: Solicitante de Passagem Novembro - 2014 1 Sumário Introdução...3 Etapa de Reserva de Passagem...4 1 Reserva de Passagem...4

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS

ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DIÁRIAS De acordo com a Resolução n. 31/2009-GP, que dispõe sobre a concessão e o valor das diárias a magistrados e servidores. Art.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO PROPLAN Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 Belo Horizonte, agosto de 2011 Agenda Diretrizes da Alteração Organização da Norma Alterações Principais Outras Alterações O

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS PESQUISA DE CAMPO(REEMBOLSO DE DESPESAS, PASSAGENS AÉREAS E TX. DE INSCRIÇÃO) Introdução: O recurso PROAP/CAPES permite o

Leia mais

Despesas de Viagem. Estudo

Despesas de Viagem. Estudo Despesas de Viagem 2014 Estudo SOBRE O ESTUDO A Carreira Muller, empresa especializada em consultoria de gestão de pessoas, desenvolveu o estudo Despesas de Viagens com o objetivo de publicar valores e

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Prestação de Contas (ABRIL 2009)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Prestação de Contas (ABRIL 2009) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Prestação de Contas (ABRIL 2009) Índice 1. Prestação de Contas...3 1.1. Devolução de Valores...7 1.2. Ajustar PCDP...10 1. Prestação

Leia mais

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 O Reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, no uso das atribuições que lhe confere o Decreto do Ministério da Educação de 30 de julho de 2008,

Leia mais

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 054/2015 Termo de Referência 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa do ramo visando o agenciamento de viagem na prestação de serviços para cotação, reserva, emissão, cancelamento,

Leia mais

EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS

EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), por meio da Pró-Reitoria de Sustentabilidade e Integração Social (PROSIS) torna público o presente EDITAL

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. desenvolvimento das atividades do SEBRAE/RO.

TERMO DE REFERÊNCIA. desenvolvimento das atividades do SEBRAE/RO. Contratação de empresa especializada para desenvolver software de gestão de viagens, visando providenciar ferramenta de tecnologia capaz de gerenciar o fluxo de aquisição de passagens, e/ou locação de

Leia mais

Administração Central Unidade do Ensino Médio e Técnico Célula de Apoio Administrativo INFORMES GERAIS. Informes para participação em eventos na Cetec

Administração Central Unidade do Ensino Médio e Técnico Célula de Apoio Administrativo INFORMES GERAIS. Informes para participação em eventos na Cetec INFORMES GERAIS Informes para participação em eventos na Cetec Caro(a) Participante, Para participação em eventos (reuniões/capacitações) da Cetec algumas informações devem ser de ciência prévia em consideração

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008 (Módulo Prestação de Contas)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008 (Módulo Prestação de Contas) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008 (Módulo Prestação de Contas) Índice 1. Prestação de Contas Página 3 1.1. Prestação de Contas Página 3 1.2. Devolução

Leia mais

Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa.

Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa. Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa. Economizar é a prioridade e sabemos que é possível ter até 40% de economia se a empresa nunca teve nenhum tipo de controle

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO SOFIN CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO SOFIN CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS 1. Legislação CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS 1.1 A concessão de Diárias ou Hospedagem e Passagens pelo Setor de Educação da UFPR deverá observar o disposto

Leia mais

Como viajar mais, gastando menos. FogStock?Thinkstock. 52 KPMG Business Magazine

Como viajar mais, gastando menos. FogStock?Thinkstock. 52 KPMG Business Magazine Como viajar mais, gastando menos FogStock?Thinkstock 52 KPMG Business Magazine Boa gestão propicia redução de custos com viagens corporativas O controle de custos é tema recorrente nas organizações. O

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2552 Dispõe sobre o ressarcimento de diárias e transporte aos Senhores Funcionários, quando em viagem a serviço, reuniões, eventos e treinamentos dentro e fora do Estado, formalmente convocados

Leia mais

TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM. Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais.

TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM. Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais. TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais. G u i a do u s u á r i o TMS TRISTAR MANAGEMENT SYSTEM Guia do Usuário TRISTAR VIAGENS

Leia mais

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 Dispõe sobre concessão de diária aos Vereadores e servidores que menciona e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piranguinho aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DE VIAGENS, ESTADIA E ALIMENTAÇÃO - GRUPO EDUCACIONAL UNIS -

NORMATIZAÇÃO DE VIAGENS, ESTADIA E ALIMENTAÇÃO - GRUPO EDUCACIONAL UNIS - NORMATIZAÇÃO DE VIAGENS, ESTADIA E ALIMENTAÇÃO - GRUPO EDUCACIONAL UNIS - OBJETIVO 1ª Revisão em Agosto de 2011. Definir diretrizes gerais para viagens a serviço, dos colaboradores da FEPESMIG e de suas

Leia mais

1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Aprovado ' Elaborado por Jose Eduardo/BRA/VERITAS em 17/03/2015 Verificado por Fernando Cianci em 17/03/2015 Aprovado por Sandro de Luca/BRA/VERITAS em 17/03/2015 ÁREA DGL Tipo Procedimento Regional Número

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE CONTAS A PAGAR FORNECEDOR NACIONAL

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE CONTAS A PAGAR FORNECEDOR NACIONAL 0/05/203 PCP-0 Coord.. INTRODUÇÃO O Procedimento de Fornecedor Nacional tem por objetivo estabelecer as normas para o processo de pagamento a fornecedores nacionais e colaboradores através do sistema SAP,

Leia mais

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada;

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada; 1 PORTARIA MEC 403/2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 403, DE 23 DE ABRIL DE 2009 Dispõe sobre a solicitação, autorização, concessão e prestação de contas de diárias, passagens

Leia mais

Passagens Aéreas. Brasília, 10 de setembro de 2013

Passagens Aéreas. Brasília, 10 de setembro de 2013 Passagens Aéreas Brasília, 10 de setembro de 2013 Agenda Cenário atual Propostas Agenda Cenário atual Propostas Principais problemas identificados Falta de informação quanto a voos realizados, alterados

Leia mais

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos:

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos: Orientações para Solicitação e Prestação de Contas de Diárias de acordo com o Decreto nº 3328-R, de 17 de junho de 2013. DIÁRIAS Diárias são indenizações pagas antecipadamente para cobrir despesas com

Leia mais

Instruções para prestação de contas de auxílio

Instruções para prestação de contas de auxílio Instruções para prestação de contas de auxílio Modalidade: Apoio à Participação em Reunião Científica APQ 5 1 DÚVIDAS: Auditoria Interna da FAPERJ: Rua Erasmo Braga, 118-6º andar Centro - Rio de Janeiro

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2009 Dispõe sobre os procedimentos para realização de despesas com concessão de passagens e diárias

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades e Execução Financeira (AGOSTO 2010)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades e Execução Financeira (AGOSTO 2010) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades e Execução Financeira (AGOSTO 2010) Índice 1. Aprovação...03 1.1. Proponente / Autoridade Concedente...03 1.2. Autoridade

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA CONTROLE INTERNO 1/5 1) FINALIDADE: 1.1 - Disciplinar os procedimentos para a concessão de diárias e adiantamentos aos Servidores da Prefeitura Municipal de Cláudia - MT; 1.2 - Permitir um melhor controle sobre os gastos

Leia mais

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS Sumário 1. Introdução... 2 2. Início Portal Coordenador... 2 2.1. Novos Pedidos... 2 2.2. Pendências... 3 2.3. Menu... 4 2.4. Sair... 4 3. Saldo de Projetos... 5 4. Extrato

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br T E R M O DE R E F E R Ê N C I A Aquisição de Passagens Aéreas 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa

Leia mais

AUXILIO FINANCEIRO PARA PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES E DISCENTES EM EVENTOS CONVÊNIO PROAP/SICONV Nº 806138/2014 EDITAL Nº 08/2014 - PROPG

AUXILIO FINANCEIRO PARA PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES E DISCENTES EM EVENTOS CONVÊNIO PROAP/SICONV Nº 806138/2014 EDITAL Nº 08/2014 - PROPG AUXILIO FINANCEIRO PARA PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES E DISCENTES EM EVENTOS CONVÊNIO PROAP/SICONV Nº 806138/2014 EDITAL Nº 08/2014 - PROPG A Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PROPG), no âmbito de sua atuação

Leia mais

Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 OBJETIVO: Esta política tem por objetivo estabelecer as diretrizes para as Prestações de Contas referentes às despesas ocorridas

Leia mais

Atenção: Empréstimos ao projeto não constituem receitas, por favor mencione-os no saldo consolidado NOTA 5.

Atenção: Empréstimos ao projeto não constituem receitas, por favor mencione-os no saldo consolidado NOTA 5. GUIA para o Relatório de auditoria 1. Generalidades - Forma jurídica da entidade responsável do projeto (estatutos, personalidade jurídica, representantes legais etc.) NOTA 1. - Organização interna (organograma

Leia mais

Determinar os critérios e procedimentos relativos a viagens dos empregados, diretores, assessores e funcionários em disposição funcional na CELEPAR.

Determinar os critérios e procedimentos relativos a viagens dos empregados, diretores, assessores e funcionários em disposição funcional na CELEPAR. Páginas 1/17 1. OBJETIVO Determinar os critérios e procedimentos relativos a viagens dos empregados, diretores, assessores e funcionários em disposição funcional na CELEPAR. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO Todas

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE GOIÁS TERMO DE REFERÊNCIA

ESTADO DE GOIÁS DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE GOIÁS TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE FORNECIMENTO DE PASSAGENS AÉREAS, NACIONAIS E INTERNACIONAIS, TRASLADOS, RESERVAS, HOSPEDEGENS E ALIMENTAÇÃO EM HÓTEIS, PARA

Leia mais

Perguntas Frequentes. Atração de Jovens Talentos BJT

Perguntas Frequentes. Atração de Jovens Talentos BJT Perguntas Frequentes Atração de Jovens Talentos BJT Diretoria de Relações Internacionais Coordenação-Geral de Bolsas e Projetos CGBP Coordenação de Acompanhamento de Bolsistas no Exterior CBE Brasília,

Leia mais

MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI MURILO MENDES - EDIÇÃO 2010 Instruções para movimentação e prestação de contas de recursos recebidos Os responsáveis pelos projetos aprovados pela Lei Municipal de Incentivo

Leia mais

Instruções para prestação de contas de auxílio

Instruções para prestação de contas de auxílio Instruções para prestação de contas de auxílio Modalidade: Auxílio à Pesquisador Visitante APV 1 DÚVIDAS: Auditoria Interna da FAPERJ: Rua Erasmo Braga, 118-6º andar Centro - Rio de Janeiro Tels: 2333-1948/1957/1976/1992

Leia mais

MANUAL SOLICITAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE DIÁRIAS CERES

MANUAL SOLICITAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE DIÁRIAS CERES MANUAL SOLICITAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE DIÁRIAS CERES O servidor (efetivo, admitido em caráter temporário, convocado, cedido) que se deslocar temporariamente do município de Laguna a serviço ou para

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP FAQ Perguntas e Respostas Freqüentes Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 - Quais as exigências legais para cadastramento de uma solicitação de

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Representante Administrativo (AGOSTO 2010)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Representante Administrativo (AGOSTO 2010) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Representante Administrativo (AGOSTO 2010) Índice 1. Reserva Passagem...03 1.1. Remarcação de Bilhete...13 2 1. Reserva Passagem

Leia mais

Comitê Consultivo Governamental

Comitê Consultivo Governamental Comitê Consultivo Governamental Regras de auxílio viagem do GAC 23 de junho de 2015 Histórico O orçamento da ICANN determinou o auxílio viagem para 30 membros do GAC em cada encontro da ICANN. Esses membros

Leia mais

Art. 3º - Além do serviço de Agenciamento de Viagens, o instrumento convocatório poderá prever, justificadamente, outros serviços correlatos.

Art. 3º - Além do serviço de Agenciamento de Viagens, o instrumento convocatório poderá prever, justificadamente, outros serviços correlatos. Campinas, 12 de março de 2015. Of. 18.222 O.E. Sr. Edner Mabeline LNX TRAVEL VIAGENS E TURISMO EIRELE Assunto: Esclarecimentos Pregão Presencial NLP 003/2015 Prezados Senhores, Em resposta à solicitação

Leia mais

Tecnologia no Mundo das Viagens Corporativas

Tecnologia no Mundo das Viagens Corporativas Tecnologia no Mundo das Viagens Corporativas C o m i t ê d e T e c n o l o g i a e I n o v a ç ã o ALAGEV & ABRACORP Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas é uma associação

Leia mais

Coordenadoria Geral do Sistema de Infra-estrutura e Logística DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005

Coordenadoria Geral do Sistema de Infra-estrutura e Logística DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005 DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005 Consolida as normas sobre a concessão de diárias e passagens na Administração Municipal Direta e Indireta e dá outras providências. O PREFEITO DA CIDADE DO

Leia mais

DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS

DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS RESOLUÇÃO Nº 003/20130 03/2013 DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Ricardo Afonso Veloso, Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. JUSTIFICATIVA Tendo em vista a necessidade desta Administração transportar magistrados e servidores para outros Estados, com o intuito de realizar cursos de aperfeiçoamento,

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS

EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS Este edital dispõe sobre as normas para solicitação, concessão e utilização de auxílio financeiro para participação em eventos extracurriculares,

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre diretrizes e procedimentos para aquisição

Leia mais