PROCEDIMENTO PARA VIAGENS E TREINAMENTO Data - 24/04/2015. Procedimento do Sistema Gestão da Qualidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCEDIMENTO PARA VIAGENS E TREINAMENTO Data - 24/04/2015. Procedimento do Sistema Gestão da Qualidade"

Transcrição

1 FL. 01 / 08 1 OBJETIVO Este documento tem como objetivo estabelecer critérios para a emissão de bilhete de passagem aérea, reserva de hotel e locação de veículos para Serviço e/ou Treinamento em âmbito do território nacional ou no exterior. 2 APLICAÇÃO Este documento é Corporativo e aplicável a todos as que utilizem dos serviços descritos no processo. 3 CONFIDELIDADE Usar sem restrição nas Empresas. 4 RESPONSABILIDADE / DISTRIBUIÇÃO É de responsabilidade da Gerência Financeira manter este procedimento atualizado e distribui-lo. 5 CONCEITUAÇÃO/REGRAS GERAIS Viagem a Serviço e/ou Treinamento - é todo o deslocamento de Dirigentes, Empregados e demais pessoas designadas pela Empresa, a serviço ou em treinamento, para fora da sua sede de trabalho, no âmbito do território nacional ou no exterior. Autorização de Viagem Formulário que deverá ser preenchido na Intranet (Formulários Corporativos) através do qual o solicitante ou viajante informará a data e local da viagem para que a Secretária da Reitoria possa realizar a emissão das passagens aéreas, fazer reserva de hotel e locação de veículo. Para outras despesas pertinentes ao objetivo da viagem, como lavanderia, somente será autorizado a partir do 3º (terceiro) dia de viagem. Secretária Reitoria responsável em intermediar junto as agências de viagens credenciadas a emissão do bilhete aéreo, reserva de hotel e locação de carro. Nota: Antes de solicitar os serviços da Secretária da Reitoria, analisar a possibilidade de uma videoconferência. 5.1 Procedimento do Solicitante O solicitante deverá encaminhar para contendo informações sobre a viagem de forma clara e objetiva. Formulários preenchidos de forma incompleta ou que gerem dúvidas não serão aceitos. Todas as solicitações correspondentes a passagem aérea, reserva de hotel e locação de veículo, terão que ser lançadas em formulários específicos, disponíveis na Intranet/Formulários Corporativos). Na narrativa da solicitação será necessário especificar: - o que está autorizado a faturar; - centro de custo;

2 FL. 02 / 08 - natureza orçamentária; - motivo da viagem; - todos os dados pessoais do passageiro (nome completo, RG, CPF, endereço, etc.) Todas as solicitações de reservas/emissão terão que ser lançadas no mesmo dia ou no máximo no dia seguinte. Quando houver bloqueio de verba e necessitar do aguardo de aprovação da Gerência/Diretoria, informar a Secretária da Reitoria. Os viajantes deverão observar a data e horário do embarque. A perda do voo deverá ser justificada imediatamente ao Gestor da Unidade. Caso fique demonstrado que a perda se deu em razão da negligência do funcionário, o valor correspondente a multas e/ou diferença de preço de passagem, será descontado diretamente do colaborador. O Gestor após ser informado sobre o incidente deverá enviar para a Diretoria solicitando autorização para emissão de uma nova passagem. A Secretária da Reitoria somente providenciará a emissão após autorização da Diretoria. As solicitações de viagens deverão ser programadas com maior antecedência possível, respeitando o prazo mínimo de 30 dias de antecedência a fim de conseguirmos melhores preços. Eventuais exceções deverão ser aprovadas pela Reitoria. As solicitações de Passagens Aéreas, reservas de hotéis e locação de veículos deverão ser efetuadas pela Secretária da Reitoria no horário comercial. 6 APROVAÇÃO VIAGENS INTERNACIONAIS A SERVIÇO OU TREINAMENTO. Reitoria VIAGENS NACIONAIS A SERVIÇO Newton Paiva Reitoria VIAGENS DE DIRETORES Reitoria 7 OPERACIONALIDADE A compra de passagens aéreas e reserva de hotéis deverão ser efetuadas exclusivamente por meio das agências de viagens conveniadas (no mínimo duas agências). As classes de voos são determinadas a partir da tabela abaixo: FUNCIONÁRIOS CLASSE VOOS NACIONAL INTERNACIONAL Presidente, Vice-presidente e Diretores. Econômica Acima de 8 mil km Gerentes. Econômica Econômica Demais Viajantes. Econômica Econômica As solicitações de passagens aéreas deverão ser feitas através de envio de para com as seguintes informações: Nome Completo do Viajante: (da mesma forma que está no RG) Data de Ida:

3 FL. 03 / 08 Data da volta: Cidade: Motivo da viagem: (detalhar o motivo) Centro de Custo / natureza orçamentária: Informar qual filial da Newton Paiva será faturada: A alteração de classe de voo (upgrade) somente será permitida em situações especiais e mediante prévia aprovação da Reitoria. Os bilhetes de passagem aéreas deverão ser obtidos em conformidade com as instruções abaixo: a) É regra que a Secretária da Reitoria consulte a(s) agência(s) autorizada(s), ou as Companhias aéreas: AZUL, TAM, GOL, Caso nenhum dos voos citados atenda devido ao horário ou falta de opções poderá escolher as CIA AVIANCA/ TRIP/ WEBJET. b) A Secretária da Reitoria encaminhará a as opções de voo nas datas solicitadas, o solicitante deverá analisar e selecionar o voo que atenda às suas necessidades, porém priorizando as opções com valores menores, com a escolha feita deverá reencaminhar a informação para o c) O solicitante deverá também, dentro da possibilidade, escolher a mesma Cia, visando gerar uma taxa única de cobrança (D.U ou FEE). d) A Secretária da Reitoria efetuará a reserva aérea e se observar outras opções de voos próximos ao que o solicitante escolheu com valores menores, enviará para conhecimento como sugestão, no qual o solicitante deverá verificar a possibilidade de alteração. Nota: As Passagens aéreas são intransferíveis depois de reservada/emitida. Todas as passagens são reservadas via sistema que a Agência disponibiliza para a empresa, nesse sistema é gerado um localizador com prazo de emissão, que será enviado ao solicitante para que se programe com o prazo e os valores a serem lançados via sistema TOTVS. Em hipótese alguma a Secretária da Reitoria estará autorizada a realizar emissões de Passagens aéreas, reservas de hotel ou locações de carro sem solicitações no sistema TOTVS ou aprovação via da Reitoria. Após a emissão todas as Cias têm um prazo estabelecido para solicitar o cancelamento, os valores de multas e acréscimos são diferentes para cada Cia e para cada bilhete emitido, diante disto, essa informação será dada no ato do cancelamento É de responsabilidade do Viajante se programar quanto ao seu horário de embarque para que não haja imprevistos, como por exemplo: chegar atrasado - isso acarretará multa de no show, e outros valores como remarcação para próximo voo. (Item 5.1). Horários de Check-in presencial: Voos nacionais: com 2 horas antes do voo marcado Voos internacionais: 3 horas antes do voo marcado

4 FL. 04 / 08 Prazo de reserva: TAM somente 12 horas do mesmo dia efetuada a reserva, ou seja, emissão no mesmo dia da reserva AZUL, GOL, AVIANCA/ TRIP/ WEBJET não geram reserva com prazo a partir da data, somente com 24 horas da data marcada CANCELAMENTO DA VIAGEM A informação deverá ser encaminhada a Secretária da Reitoria com no mínimo 05 horas de antecedência do horário do voo, devendo ser apresentado o motivo do cancelamento para que seja providenciado o reembolso do bilhete não utilizado, total ou parcialmente. 8 HOTEIS 8.1 RESERVAS DE HOTEL Solicitações de reserva de hotel deverão ser feitas através de envio de para contendo as seguintes informações: Nome completo do hospede: Entrada (check-in) / Saída (Check-out): Cidade: Motivo da viagem: (detalhar o motivo) Centro de Custo / natureza orçamentária: Informar em qual filial da Newton Paiva será faturada: Qual meio de condução: (carro/ moto ou caminhão, caso for caminhão enviar metragem). a) As reservas serão realizadas somente em hotéis conveniados e deverão ser feitas pelas pessoas autorizadas com o auxílio de agência de viagem, observando-se a categoria e preços oferecidos; b) Sob circunstâncias específicas e, desde que a diária do hotel não exceda a categoria autorizada, os funcionários poderão hospedar-se em hotéis de classe mais alta, mediante prévia autorização da Reitoria Newton Paiva; c) As agências de viagem deverão faturar as despesas de hotéis, inclusive de extras (quando Previamente autorizadas), diretamente contra a empresa requisitante; d) Ligações particulares somente poderão ser realizadas em casos extremos pelo menor tempo possível. Em caso de abuso, os valores serão descontados do funcionário. e) É proibido o consumo de alimentos de Frigobar. Caso haja serão descontadas dos funcionários. f) Despesas de Lavanderia somente serão autorizadas a partir do terceiro dia de hospedagem e com previsão de longa duração de estadia. g) Caso o solicitante possua o endereço especifico onde realizará o trabalho ou treinamento, deverá enviar a Secretária da Reitoria para facilitar a cotação. h) Hotéis também tem prazo de solicitação de cancelamento, no ato solicitar essa informação. i) Se o funcionário viajar com Carro ou Caminhão, deverá comunicar o horário previsto que o mesmo irá realizar o check-in para que a pessoa responsável comunique o hotel ou a agência, evitando transtornos. Também deverá informar o meio de transporte, pois nem todos os hotéis comportam estacionamento para caminhão de porte grande. j) A categoria de Hotel padrão autorizada pelo Grupo é de 3 á 4 estrelas, em caso de super lotação ou

5 FL. 05 / 08 evento na cidade, somente será liberada categoria acima de 4 estrelas com a autorização prévia da Reitoria. 9 LOCAÇÃO DE VEÍCULO As solicitações de reserva de locação de veículo deverão ser feitas através de envio de para com as seguintes informações: Nome completo do condutor: Informar se houver condutor adicional: Data da retirada: Data da devolução: Cidade: Motivo da viagem: (detalhar o motivo) Centro de Custo / natureza orçamentária: Informar em qual filial da Newton Paiva será faturada: Todos os veículos alugados deverão ser do tipo econômico. Elevação de tipo de veículo alugado poderá, sob certas circunstâncias, ser aprovada pelo gestor imediato. As locações de veículos deverão ser feitas pelo departamento de viagens diretamente com as agências de Viagens autorizadas, observando-se os preços oferecidos. Em caso de Multa de Transito o condutor assumirá a responsabilidade, identificando-se como tal. A Multa será descontada em folha de pagamento do condutor/infrator. Em toda a locação de veículo é realizado um check-list na entrega junto com o condutor, esse check-list mostra ao condutor que o carro está em perfeitas condições de rodagem. Na devolução do veículo é realizado outro chek-list, o condutor deverá entregar o veículo nas mesmas condições em que o mesmo foi retirado, com o tanque cheio e sem nenhuma avaria. Em caso de avarias algumas locadoras enviam diretamente à empresa ou à agência. Caso o dano ao veículo tenha sido ocasionado em razão de dolo ou culpa do colaborador, as despesas cobradas pela agencia serão de inteira responsabilidade do funcionário. 11 Viagens, Estadias de Convidados, Visitantes ou Candidatos a Emprego Manter o mesmo procedimento do item 7 e PRESTAÇÃO DE CONTAS Deverá ser feita via Formulário (Intranet/Formulários Corporativos) vide item 5.1 a Solicitação de Viagem e Treinamento, lançar com antecedência antes da emissão da NF, para não gerar demora na solicitação de verba NOTAS FISCAIS/ POSTERIORES É de obrigação de todos os solicitantes lançar todas as despesas via Sistema TOTVS das solicitações referentes a Passagem Aéreas e Terrestres.

6 FL. 06 / 08 É obrigatório lançar no dia seguinte ou no próximo dia, e se houver bloqueio de verba avisar o autorizador. NOTA1 - Quando a Secretária da Reitoria receber as notas fiscais e não houver lançamento da mesma no sistema, esta enviará comunicando o responsável para que lance a despesa no prazo máximo de 12 horas, obedecendo os procedimentos do departamento financeiro, após o comunicado, caso este não seja cumprido, o departamento autorizado devolverá a NF ao solicitante para que tome as devidas providências. Na falta de verba a autorizada irá comunicar via ao solicitante para que providencie a verba para lançar a diferença de uma prorrogação terrestre ou outros itens inclusos no faturamento (lavanderia/estacionamento). 13 COMPETÊNCIAS Da Presidência Aprovar as Diretrizes; Autorizar as viagens aéreas nacionais e internacionais a serviço e aprovar as respectivas prestações de Contas dos Diretores, Gerentes, Empregados e Prestadores de Serviços; Da Reitoria Aprovar as viagens aéreas em 1 nível, depois de inseridas no TOTVS; Da Secretária da Reitoria Firmar e gerenciar convênios com agências de viagens; Propor à Presidência, para fins de aprovação, as alterações referentes a esta diretriz e seus anexos, que se fizerem necessárias; Do Departamento Financeiro Efetuar os adiantamentos solicitados; Receber, conferir e dar providências necessárias às prestações de contas. 14 DISPOSIÇÕES GERAIS Para terceiros que prestam serviços à NEWTON PAIVA e às suas Empresas Controladas, a concessão de bilhetes de passagem e o reembolso das despesas com táxi, alimentação e hospedagem devem ocorrer de acordo com o estabelecido em contrato firmado entre a NEWTON PAIVA ou com as empresas controladas e o contratado ou mediante autorização da Reitoria da Newton Paiva, conforme for o caso. As referidas despesas, para fins de reembolso, devem ser comprovadas através de Notas Fiscais, recibos ou declaração emitida pelo viajante; As alterações de rota de viagem necessitam de prévia aprovação; Para as viagens autorizadas e sem adiantamento de numerário, o ressarcimento das despesas realizadas e comprovadas deverá ser solicitado pelo viajante, na ocasião do seu retorno, através de prestação de contas com a devida aprovação. 15 PENALIDADES O funcionário que vier a desrespeitar esse Procedimento sofrerá as sanções disciplinares previstas em lei, ou seja, advertência por escrito, suspensão por um, dois ou três dias e nas reincidências, possibilitará a empresa a aplicação de uma Justa Causa.

Versão Vigente a partir de Área gestora Primeira versão 1 1/12/2014 Administrativa 1/12/2014

Versão Vigente a partir de Área gestora Primeira versão 1 1/12/2014 Administrativa 1/12/2014 IDENTIFICAÇÃO Versão Vigente a partir de Área gestora Primeira versão 1 1/12/2014 Administrativa 1/12/2014 Data de efetivação do manual: / / Data da próxima revisão: / / Frequência de revisão: Anual REGISTRO

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

POLÍTICA DE VIAGEM PÁGINA: 1/10. Área a que se aplica: Comporte SBC e SP

POLÍTICA DE VIAGEM PÁGINA: 1/10. Área a que se aplica: Comporte SBC e SP POLÍTICA DE VIAGEM PÁGINA: 1/10 Área a que se aplica: Todas Executado por: Colaboradores que utilizam recursos de viagem Unidade: Comporte SBC e SP Autor: Elidia Ribeiro Secretária Executiva Criação 17/06/2011

Leia mais

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS 1 INTRODUÇÃO A ANEC Associação Nacional de Educação Católica do Brasil, através de sua estrutura organizacional e de seus colaboradores, tem avançado muito no cumprimento

Leia mais

Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 OBJETIVO: Esta política tem por objetivo estabelecer as diretrizes para as Prestações de Contas referentes às despesas ocorridas

Leia mais

POLÍTICA DE VIAGENS. Andressa Lippi

POLÍTICA DE VIAGENS. Andressa Lippi POLÍTICA DE VIAGENS Andressa Lippi 03 de Março de 2016 POLÍTICA DE VIAGENS SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Autorizações... 3 3. Diretrizes da Política de Viagens... 3 4. Serviços de Agência de Viagens e utilização

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS

NORMAS E PROCEDIMENTOS NORMAS E PROCEDIMENTOS 1. FINALIDADE Estabelecer as diretrizes e procedimentos a serem seguidos para reembolso de despesas, contratação de novos colaboradores e prestação de contas decorrentes de viagens

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE RESOLUÇÃO Nº 058/2012 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE O Conselho Municipal de Saúde,

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão. Brasília, julho de 2015

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão. Brasília, julho de 2015 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Brasília, julho de 2015 ESTRATÉGIA CREDENCIAMENTO CPGF PASSAGEM AÉREA AGENCIAMENTO DE VIAGENS CREDENCIAMENTO

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO GESTÃO DE VIAGENS 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

REVISÕES C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO. Rev. TE Descrição Por Ver. Apr. Aut. Data. 0 C Emissão inicial. DD MAC MAC RPT 30/03/12

REVISÕES C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO. Rev. TE Descrição Por Ver. Apr. Aut. Data. 0 C Emissão inicial. DD MAC MAC RPT 30/03/12 1/8 REVISÕES TE: TIPO EMISSÃO A - PRELIMINAR B - PARA APROVAÇÃO C - PARA CONHECIMENTO D - PARA COTAÇÃO E - PARA CONSTRUÇÃO F - CONFORME COMPRADO G - CONFORME CONSTRUÍDO H - CANCELADO Rev. TE Descrição

Leia mais

ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS

ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS ADIANTAMENTO E REEMBOLSO DE DESPESAS NÚMERO CIR.FIN.MAT.0001 Elaborada em: 08/08/2011 Atualizada em: - Quant. Páginas DEPARTAMENTO DE ORIGEM Departamento Finanças 5 1 Objetivo Este documento tem como objetivo

Leia mais

EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - LUXO 1157 277 685 159 - - STANDARD 1053 251 645 149 - - SUPER LUXO 1029 245 601 138 - -

EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - LUXO 1157 277 685 159 - - STANDARD 1053 251 645 149 - - SUPER LUXO 1029 245 601 138 - - HOSPEDAGEM HOTEL DISTÂNCIA DO EVENTO CATEGORIA INDIVIDUAL DUPLO TRIPLO PACOTE DIÁRIA PACOTE DIÁRIA PACOTE DIÁRIA PLAZA SÃO RAFAEL 16 km EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - SHERATON

Leia mais

NORMA OPERACIONAL PADRÃO Código: Versão V.1

NORMA OPERACIONAL PADRÃO Código: Versão V.1 27/07/2015 1 SUMÁRIO 1. Objetivo 1.1 Abrangência 2. Definições, terminologia e siglas 3. Norma Operacional Padrão Viagens 3.1 Adiantamento 3.2 Passagens Aéreas 3.3 Hospedagem 3.4 Veículos 3.5 Recibos 3.6

Leia mais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Procedimentos Departamento de Projetos Contratos e Convênios Pró-Reitoria de Administração Manual para Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Leia mais

ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183

ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183 ROTEIRO PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS CAPES-PROAP CONVÊNIO Nº 80.3875/2014 e-convênios nº 35183 1) Da legislação aplicável - Portaria CAPES nº 156 de 28 de Novembro de 2014 a. Decreto nº 7.692 de 02 de Março

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2552 Dispõe sobre o ressarcimento de diárias e transporte aos Senhores Funcionários, quando em viagem a serviço, reuniões, eventos e treinamentos dentro e fora do Estado, formalmente convocados

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SCUBA TRIP

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SCUBA TRIP CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SCUBA TRIP Passageiros: 1 2 3 4 5 6 Dados do Pacote Comprado: Destino com saída em / / e retorno em / /, através da Agência de Viagens, de acordo com a reserva previamente

Leia mais

Política de Viagens e Procedimentos

Política de Viagens e Procedimentos Política de Viagens e Procedimentos A Maxgen desenvolveu uma política de viagens e procedimentos para permitir que cada funcionário possa fazer uma contribuição substancial para a rentabilidade do seu

Leia mais

ANEXO - I PROJETO BÁSICO

ANEXO - I PROJETO BÁSICO ANEXO - I PROJETO BÁSICO 1. OBJETO: Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços relativos à emissão de passagens aéreas nacionais e internacionais compreendendo a reserva, emissão,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO Página 1 de 5 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO 1. CONTRATADA: L C DA SILVA AGÊNCIA DE VIAGENS ME Web Viagens, CNPJ/MF 11.692.987/0001-79, Av. Ipiranga, 104, 9 andar, Consolação, CEP 01046-010, São Paulo/SP,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014. Regulamenta o processo de solicitação, autorização, concessão e prestação de contas de diárias e passagens no âmbito da Fundação Universidade

Leia mais

POLÍTICA DE VIAGEM FSB

POLÍTICA DE VIAGEM FSB FSB ÍNDICE 1. ABRANGÊNCIA... 2 2. OBJETIVO... 2 3. DEFINIÇÕES GERAIS... 2 3.1. Solicitações de adiantamento, passagens aéreas e reservas de hotéis... 2 3.2. Aquisição, cancelamento e não utilização de

Leia mais

SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB -

SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB - Página 1 de 5 SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB - Atualizado em: 18/05/2015 Abaixo segue o passo a passo (dividido em 3 tópicos) para este tipo de solicitação. A partir da página 03

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DE VIAGENS, ESTADIA E ALIMENTAÇÃO - GRUPO EDUCACIONAL UNIS -

NORMATIZAÇÃO DE VIAGENS, ESTADIA E ALIMENTAÇÃO - GRUPO EDUCACIONAL UNIS - NORMATIZAÇÃO DE VIAGENS, ESTADIA E ALIMENTAÇÃO - GRUPO EDUCACIONAL UNIS - OBJETIVO 1ª Revisão em Agosto de 2011. Definir diretrizes gerais para viagens a serviço, dos colaboradores da FEPESMIG e de suas

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo pág.: 1/4 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos referentes à utilização do cartão de crédito corporativo para pagamento das despesas de viagem e deslocamento dos empregados a serviço da COPASA

Leia mais

3ROtWLFDGH9LDJHQV±06;,%5

3ROtWLFDGH9LDJHQV±06;,%5 3ROtWLFDGH9LDJHQV±06;,%5 Revisão: 04 Data: 05/12/05 Página 1 de 5 ÒOWLPD $OWHUDomR Alterado os itens: transporte aéreo, telefonemas e comprovantes. )LQDOLGDGH Estabelecer e manter procedimentos para orientar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO SOFIN CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO SOFIN CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS 1. Legislação CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS 1.1 A concessão de Diárias ou Hospedagem e Passagens pelo Setor de Educação da UFPR deverá observar o disposto

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE GOIÁS TERMO DE REFERÊNCIA

ESTADO DE GOIÁS DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE GOIÁS TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE FORNECIMENTO DE PASSAGENS AÉREAS, NACIONAIS E INTERNACIONAIS, TRASLADOS, RESERVAS, HOSPEDEGENS E ALIMENTAÇÃO EM HÓTEIS, PARA

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS Utilização de meios de transporte

NORMA DE PROCEDIMENTOS Utilização de meios de transporte pág.: 1/6 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos a serem adotados para a utilização dos meios de transporte na COPASA MG. 2 Referências Para aplicação desta norma, poderá ser necessário consultar:

Leia mais

1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Aprovado ' Elaborado por Jose Eduardo/BRA/VERITAS em 17/03/2015 Verificado por Fernando Cianci em 17/03/2015 Aprovado por Sandro de Luca/BRA/VERITAS em 17/03/2015 ÁREA DGL Tipo Procedimento Regional Número

Leia mais

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696 Aluno deverá: Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP 2014 Convênio 806696 1) Atender as condições previstas na Portaria 64 da CAPES e preencher o formulário de requisição de auxílio. 2) Informar

Leia mais

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO (este contrato deve ser impresso e preenchido de próprio punho e enviado para o endereço de contato em até 5 dias úteis após a confirmação da compra do

Leia mais

Política de Viagem Quatro Estações

Política de Viagem Quatro Estações 1 Gestão De Viagens Corporativas Construindo Uma Política De Viagens Mais Efetiva O documento em questão visa difundir informações, consolidar as práticas de mercado que nós consideramos importantes na

Leia mais

Manual do Colaborador. FAEL - Sociedade Técnica Educacional da Lapa S/A. Manual do Colaborador

Manual do Colaborador. FAEL - Sociedade Técnica Educacional da Lapa S/A. Manual do Colaborador Manual do Colaborador FAEL - Sociedade Técnica Educacional da Lapa S/A Manual do Colaborador Bem-vindo à Fael! Neste manual, pretendemos elucidar para você todas as informações necessárias para lhe ajudar

Leia mais

Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento. Relatórios Gerenciais

Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento. Relatórios Gerenciais Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento Relatórios Gerenciais Relatórios Gerenciais Conteúdo: 1. Relatórios cadastrais 2. Relatório Cias aéreas 3. Relatório Hotéis 4. Relatórios Geral 5. Relatórios Gestão

Leia mais

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 Belo Horizonte, agosto de 2011 Agenda Diretrizes da Alteração Organização da Norma Alterações Principais Outras Alterações O

Leia mais

Campus Catalão Prefeitura do CAC

Campus Catalão Prefeitura do CAC Campus Catalão Prefeitura do CAC ORIENTAÇÕES PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS Critérios para liberação de diárias e/ou passagens: Para liberação de diária ou passagem, deve-se dar entrada na Prefeitura

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ATENDIMENTO A CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: OPERACIONAL

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ATENDIMENTO A CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: OPERACIONAL PÁGINA: 1 de 6 1.0 OBJETIVO: Atender os clientes corporativos em suas solicitações de serviços de viagens a negócios, identificar suas necessidades, analisar criticamente as solicitações (seleção de fornecedores

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS TREND RENT A CAR LOCAÇÃO DE CARRO INTERNACIONAL

CONDIÇÕES GERAIS TREND RENT A CAR LOCAÇÃO DE CARRO INTERNACIONAL Prezado Agente de Viagens, Segue abaixo informações importantes sobre suas reservas, as quais deverão ser repassadas ao seu cliente, para que este fique ciente das condições gerais. A emissão da Reserva

Leia mais

Manual. Passo a Passo AR&B

Manual. Passo a Passo AR&B Manual Passo a Passo AR&B Prezado(a) Colaborador(a), O novo sistema de gestão de viagens tem como o principal objetivo garantir que a política de viagens seja aplicada, garantindo que os preços das passagens

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. JUSTIFICATIVA Tendo em vista a necessidade desta Administração transportar magistrados e servidores para outros Estados, com o intuito de realizar cursos de aperfeiçoamento,

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS

ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DIÁRIAS De acordo com a Resolução n. 31/2009-GP, que dispõe sobre a concessão e o valor das diárias a magistrados e servidores. Art.

Leia mais

Hospedagem e Turismo XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ARRITMIAS CARDÍACAS. 03 a 06 de dezembro de 2014. Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro / RJ

Hospedagem e Turismo XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ARRITMIAS CARDÍACAS. 03 a 06 de dezembro de 2014. Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro / RJ Hospedagem e Turismo XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ARRITMIAS CARDÍACAS 03 a 06 de dezembro de 2014 Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro / RJ Hospedagem Hotel Distância do evento (aproximada) Categoria do

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 ESTABELECE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE CONCESSÃO DE ADIANTAMENTO, PARA COMPENSAR FUTURAS DESPESAS COM HOSPEDAGEM, LOCOMOÇÃO URBANA E ALIMENTAÇÃO, DE ALUNOS, TÉCNICOS,

Leia mais

Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS

Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CORPORATIVA SUBSISTEMA NORMAS ORGANIZACIONAIS Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS Número:

Leia mais

EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 001/2015

EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 001/2015 DADOS DO CONVÊNIO: EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 001/2015 Órgão concedente: Título do projeto: Ministério do Esporte Proporcionar uma infraestrutura técnica adequada para preparação do atleta de tiro

Leia mais

A solução completa para a gestão de viagens da sua empresa

A solução completa para a gestão de viagens da sua empresa A solução completa para a gestão de viagens da sua empresa Introdução O BESTWAYCORP é um sistema completo de Self Booking voltado para empresas. O sistema permite aos viajantes e assistentes criar suas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens POIESIS ÍNDICE DO TERMO DE REFERÊNCIA TÉCNICA 1. OBJETIVO GERAL 2. JUSTIFICATIVA 3. DOS SERVIÇOS 4. DOS CRITÉRIOS DE JULGAMENTO 5. OBRIGAÇÕES

Leia mais

CONTRATO 035/2014 CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO

CONTRATO 035/2014 CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO CONTRATO 035/2014 A Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência (FATEC), inscrita no CNPJ n.º 89.252.431/0001-59, sediada na Cidade Universitária, em Santa Maria /RS, neste ato representada pelo Diretor Presidente,

Leia mais

OBJETIVO... 3 ALCANCE... 3 ÁREA GESTORA... 3 CONSIDERAÇÕES GERAIS...

OBJETIVO... 3 ALCANCE... 3 ÁREA GESTORA... 3 CONSIDERAÇÕES GERAIS... Código A-ADF-20 Versão 2 Emissão 15.04.2009 Atualização 07.06.2010 VIAGENS CORPORATIVAS ÍNDICE OBJETIVO... 3 ALCANCE... 3 ÁREA GESTORA... 3 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 3 1. Introdução... 3 2. Conceitos...

Leia mais

- Trecho Nacional: *Verificar tarifas com a Agência de Viagens de acordo com sua origem/destino.

- Trecho Nacional: *Verificar tarifas com a Agência de Viagens de acordo com sua origem/destino. Rio de Janeiro, 8 de outubro de 2014. Circular nº 37/2014 Ref.: Campeonato Sul-Americano Sub 13 e Sub 15 Senhor(a) Presidente, Seguem, abaixo, informações referentes à participação dos vice-campeões do

Leia mais

Versão de outubro de 2015

Versão de outubro de 2015 Versão de outubro de 2015 Revisado em outubro de 2015 São emitidas passagens para os consultores realizarem atividades previstas em seu Termo de Referência, o qual deve prever realização de viagens como

Leia mais

Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa.

Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa. Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa. Economizar é a prioridade e sabemos que é possível ter até 40% de economia se a empresa nunca teve nenhum tipo de controle

Leia mais

ProReserve Serviços de Internet Ltda.

ProReserve Serviços de Internet Ltda. [Digite texto] ProReserve Serviços de Internet Ltda. Av. Evandro Lins e Silva, 840-1911, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - 21 2178-2180 São Paulo / Rio de Janeiro / Campinas / Curitiba / Brasília / Fortaleza

Leia mais

1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6.

1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6. 1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 3. FORMAS DE ACESSO... 1 4. COMO ACESSAR O SISTEMA?... 1 5. ESQUECI MINHA SENHA, O QUE DEVO FAZER?... 2 6. COMO FAZER UMA SOLICITAÇÃO DE VIAGEM?... 3 7. COMO FAZER A

Leia mais

Regulamento da Promoção "Punta Cana All Inclusive" - Consórcio Iveco

Regulamento da Promoção Punta Cana All Inclusive - Consórcio Iveco Regulamento da Promoção "Punta Cana All Inclusive" - Consórcio Iveco A Promoção Punta Cana All Inclusive é uma ação realizada pelo Consórcio Iveco para os clientes que adquirirem, em todo território nacional,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, nº 17, em 27/1/2015. RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE

Leia mais

TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM. Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais.

TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM. Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais. TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais. G u i a do u s u á r i o TMS TRISTAR MANAGEMENT SYSTEM Guia do Usuário TRISTAR VIAGENS

Leia mais

CATEGORIA TOUR DE COMPRAS EM RIO BRANCO - URUGUAI 89 PREÇOS EM REAIS POR PESSOA, SEM REFEIÇÕES. GRUPO MÍNIMO DE 08 PESSOAS

CATEGORIA TOUR DE COMPRAS EM RIO BRANCO - URUGUAI 89 PREÇOS EM REAIS POR PESSOA, SEM REFEIÇÕES. GRUPO MÍNIMO DE 08 PESSOAS HOSPEDAGEM HOTEL Jacques Georges Tower Curi Palace Manta sob consulta DISTÂNCIA DO EVENTO Hotel Oficial 2.000 m 1,500 m 1.300 m CATEGORIA PREÇOS EM REAIS, POR PESSOA INDIVIDUAL DUPLO TRIPLO DIÁRIA DIÁRIA

Leia mais

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria:

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Gabinete da Procuradora Chefe PORTARIA Nº 979/2009 Disciplina, no âmbito da PR/SP, o procedimento de encaminhamento das solicitações de diárias. A PROCURADORA CHEFE DA PROCURADORIA

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre diretrizes e procedimentos para aquisição

Leia mais

Regulamento da Promoção 25 anos de Reinado. Prêmio: Uma viajem para o Nordeste Brasileiro

Regulamento da Promoção 25 anos de Reinado. Prêmio: Uma viajem para o Nordeste Brasileiro Regulamento da Promoção 25 anos de Reinado Prêmio: Uma viajem para o Nordeste Brasileiro 1. Antes de participar da presente Promoção, o cliente deverá ler todo o Regulamento atentamente, sendo que sua

Leia mais

Sistema para gestão de viagens corporativas

Sistema para gestão de viagens corporativas Sistema para gestão de viagens corporativas Introdução O WTS Corporate: É um sistema de gestão de viagens que permite aos viajantes e assistentes criarem suas próprias reservas de voo, de hotel, solicitações

Leia mais

Número : IA-PCI-011/01 Assunto : INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA. PASSAGENS AÉREAS Folha : 1 de 7

Número : IA-PCI-011/01 Assunto : INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA. PASSAGENS AÉREAS Folha : 1 de 7 PASSAGENS AÉREAS Folha : 1 de 7 Elaborado por: Daniel Ribeiro / Sérgio Miranda / Vinicius Santos Revisado por : Natureza da Modificação: Aprovado : Leandro L. Trindade Data emissão: 21/07/2014 Data Revisão:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br T E R M O DE R E F E R Ê N C I A Aquisição de Passagens Aéreas 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa

Leia mais

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual. PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.pdf INFORMAÇÕES GERAIS Duração do projeto O prazo de vigência do projeto

Leia mais

Manual Solicitante Dezembro de 2014. Treinamento e Implantação. Manual do usuário

Manual Solicitante Dezembro de 2014. Treinamento e Implantação. Manual do usuário Manual Solicitante Dezembro de 2014 Manual do usuário Manual Solicitante Dezembro de 2014 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o sistema... 3 2.1 Endereços de acesso:... 3 2.2 Primeiro Acesso:... 3

Leia mais

O mais rápido e completo Front-Office e Self-Booking para sua agência Corporativa

O mais rápido e completo Front-Office e Self-Booking para sua agência Corporativa O mais rápido e completo Front-Office e Self-Booking para sua agência Corporativa Sobre a WTS Atua há mais de 13 anos no segmento de Front Offices, exclusivamente no mercado de turismo. Produtos para Agências

Leia mais

VALORES ABAIXO EM US$ POR PESSOA

VALORES ABAIXO EM US$ POR PESSOA RANCHO SANTANA Rancho Santana, lugar rodeado da exuberante natureza, é um verdadeiro paraíso. Que oferece muito conforto a você, fazendo da sua viagem inesquecível. O rancho oferece casas espaçosas com

Leia mais

PROCEDIMENTO DE VIAGENS

PROCEDIMENTO DE VIAGENS São Luís MA 2/ 8 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. REFERÊNCIA... 3 4. ABRANGÊNCIA... 3 5. DEFINIÇÃO... 3 5.1 Viagem... 3 5.2 Tipos de viagens... 3 5.3 Meios de transporte;... 4 5.4 Cargos...

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO N.15964, DE 14 DE JUNHO DE 2011. DIÁRIO N 1754 PUBLICADO EM 15 DE JUNHO DE 2011. Dispõe sobre a Regulamentação da Concessão de Diárias, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA,

Leia mais

MANUAL FINANCEIRO DA EMBRAPA 1 VIAGEM NO PAÍS

MANUAL FINANCEIRO DA EMBRAPA 1 VIAGEM NO PAÍS MANUAL FINANCEIRO DA EMBRAPA 1 VIAGEM NO PAÍS SUMÁRIO 1. Objetivo 2. Campo de aplicação 3. Referências 4. Condições gerais 5. Rotina 6. Responsabilidades 7. Anexos A, C, E, G e I (normativos) 8. Anexos

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR

PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR São Paulo, 6 de dezembro de 2013 PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR Este procedimento visa estabelecer o processo, prazos e orientações aos funcionários do Instituto Ethos para recebimento de notas fiscais

Leia mais

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Execução Orçamentária Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informação de Custo 1 OBJETIVO Padroniza e orienta os

Leia mais

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção.

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção. Política de Reservas - Hotel Ponta do Morro 1. Do Tarifário 1.1.1. Nossas diárias possuem valores que variam de acordo com a época do ano, tipo de apartamento e quantidade de pessoas hospedadas. Variam

Leia mais

EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS

EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), por meio da Pró-Reitoria de Sustentabilidade e Integração Social (PROSIS) torna público o presente EDITAL

Leia mais

PROCEDIMENTO DE VIAGEM

PROCEDIMENTO DE VIAGEM PG.GAF.001 003 01/11/2015 1 de 16 CENTRO INTERNACIONAL DE ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOGÁS Novembro 2015 PG.GAF.001 003 01/11/2015 2 de 16 Sumário 1. OBJETIVO...3 2. DEFINIÇÕES E SIGLAS...3 3. FLUXO DO PROCESSO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO Secretaria de Administração TERMO DE REFERÊNCIA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO Secretaria de Administração TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA n OBJETO 1.1- Contratação de empresa especializada para FORNECIMENTO 0E PASSAGENS AÉREAS EM ÂMBITO NACIONAL E INTERNACIONAL PARA ESTE, mediante menor preço, apurado pelo menor valor

Leia mais

MANUAL FINANCEIRO TÍTULO: VIAGEM AO EXTERIOR 037.007.002.007

MANUAL FINANCEIRO TÍTULO: VIAGEM AO EXTERIOR 037.007.002.007 a MANUAL FINANCEIRO SUMÁRIO 1. Objetivo 2. Campo de aplicação 3. Referências 4. Condições gerais 5. Rotina 6. Responsabilidades 7. Anexos A, C e E (normativos) 8. Anexos B, D e F (informativos) 1. OBJETIVO

Leia mais

I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo.

I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo. I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo. II. ÁREA DE ABRANGÊNCIA Quando necessário efetuar transferências

Leia mais

Bradesco Cartões. Soluções Corporativas Bradesco Cartões

Bradesco Cartões. Soluções Corporativas Bradesco Cartões Soluções Corporativas Soluções na Compra de Passagens Soluções na Compra de Passagens Características Cartão de crédito virtual (não há emissão de plástico), exclusivo para passagens aéreas. Sem custo

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS TREND RENTA A CAR LOCAÇÃO DE CARRO INTERNACIONAL

CONDIÇÕES GERAIS TREND RENTA A CAR LOCAÇÃO DE CARRO INTERNACIONAL Prezado Agente de Viagens, Segue abaixo informações importantes sobre suas reservas, as quais deverão ser repassadas ao seu cliente, para que este fique ciente das condições gerais. A emissão da Reserva

Leia mais

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos:

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos: Orientações para Solicitação e Prestação de Contas de Diárias de acordo com o Decreto nº 3328-R, de 17 de junho de 2013. DIÁRIAS Diárias são indenizações pagas antecipadamente para cobrir despesas com

Leia mais

India Lac Investment Conclave

India Lac Investment Conclave Edição nº 1 India Lac Investment Conclave 06 Dias / 03 Noites Saída: 13 de Outubro de 2014. Visitando: Delhi Roteiro Aéreo e Terrestre Extensão Pré Lac Conclave: Agra, Jaipur DIFERENTES VISÕES, DIFERENTES

Leia mais

EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 002/2015

EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 002/2015 DADOS DO CONVÊNIO: EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 002/2015 Órgão concedente: Título do projeto: Ministério do Esporte Proporcionar uma infraestrutura técnica adequada para preparação do atleta de tiro

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2009 Dispõe sobre os procedimentos para realização de despesas com concessão de passagens e diárias

Leia mais

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 054/2015 Termo de Referência 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa do ramo visando o agenciamento de viagem na prestação de serviços para cotação, reserva, emissão, cancelamento,

Leia mais

- Hospedagem por 07 noites com café da manha no Hotel 787 Surf Camp em apartamento conforme escolhido abaixo;

- Hospedagem por 07 noites com café da manha no Hotel 787 Surf Camp em apartamento conforme escolhido abaixo; HOTEL 787 SURF CAMP O hotel oferece a você, quartos espaçosos com camas confortáveis, Ar-condicionado, ventilador de teto, agua quente no chuveiro, TV a cabo, DVD, e frigobar. Hotel 787 Surf Camp também

Leia mais

Art. 3º - Além do serviço de Agenciamento de Viagens, o instrumento convocatório poderá prever, justificadamente, outros serviços correlatos.

Art. 3º - Além do serviço de Agenciamento de Viagens, o instrumento convocatório poderá prever, justificadamente, outros serviços correlatos. Campinas, 12 de março de 2015. Of. 18.222 O.E. Sr. Edner Mabeline LNX TRAVEL VIAGENS E TURISMO EIRELE Assunto: Esclarecimentos Pregão Presencial NLP 003/2015 Prezados Senhores, Em resposta à solicitação

Leia mais

REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS

REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS Dispõe sobre a concessão de diárias e despesas pagas aos funcionários, colaboradores, consultores, prestadores de serviços e Diretores da Associação

Leia mais

HOTEL LA MAISON DU LIERRE La Maison du Lierre está localizado em Biarritz, a 300 m da praia e a 5 minutos de centros de convenções (Bellevue, Casino

HOTEL LA MAISON DU LIERRE La Maison du Lierre está localizado em Biarritz, a 300 m da praia e a 5 minutos de centros de convenções (Bellevue, Casino HOTEL LA MAISON DU LIERRE La Maison du Lierre está localizado em Biarritz, a 300 m da praia e a 5 minutos de centros de convenções (Bellevue, Casino e Gare du Midi). O hotel Maison du Lierre oferece diversos

Leia mais

Despesas de Viagem. Estudo

Despesas de Viagem. Estudo Despesas de Viagem 2014 Estudo SOBRE O ESTUDO A Carreira Muller, empresa especializada em consultoria de gestão de pessoas, desenvolveu o estudo Despesas de Viagens com o objetivo de publicar valores e

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO nse@jfes.jus.br

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO nse@jfes.jus.br T E R M O DE R E F E R Ê N C I A Aquisição de Passagens Aéreas 1. OBJETO Contratação de empresa especializada no fornecimento de passagens aéreas para a Seção Judiciária do Espírito Santo no exercício

Leia mais

ICANN COMUNIDADE AT-LARGE. Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números POLÍTICA SOBRE VIAGENS DA AT-LARGE

ICANN COMUNIDADE AT-LARGE. Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números POLÍTICA SOBRE VIAGENS DA AT-LARGE ICANN PT AL/2007/SD/4.Rev1 ORIGINAL: inglês DATA: 6 de junho de 2007 STATUS: FINAL Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números Série de documentos 2007 - Propostas para a equipe COMUNIDADE

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Perfil: Solicitante de Passagem

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Perfil: Solicitante de Passagem Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP Perfil: Solicitante de Passagem Novembro - 2014 1 Sumário Introdução...3 Etapa de Reserva de Passagem...4 1 Reserva de Passagem...4

Leia mais

Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte

Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte Local/Data: Brasília, 20 de setembro de 2013 GTI-003/2013 Fl. 1/7 Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte 1. INTRODUÇÃO: A presente Nota

Leia mais

Contrato de Viagens. Nome Completo do Viajante (s) Carteira de Identidade CPF

Contrato de Viagens. Nome Completo do Viajante (s) Carteira de Identidade CPF Contrato de Viagens Nome Completo do Viajante (s) Carteira de Identidade CPF ENDEREÇO (...),Nº(...) BAIRRO(...),CIDADE (...),TELEFONE: ( )... CEP (...),UF(...) OBSERVAÇÃO:...... 1. CONDIÇOES GERAIS A formulou

Leia mais

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 Dispõe sobre concessão de diária aos Vereadores e servidores que menciona e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piranguinho aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais