Definir metodologia para realizar o processo de cobrança de Prontuários Clínicos e Cirúrgicos.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Definir metodologia para realizar o processo de cobrança de Prontuários Clínicos e Cirúrgicos."

Transcrição

1 1/6 1. OBJETIVO Definir metodologia para realizar o processo de cobrança de Prontuários Clínicos e Cirúrgicos. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO GUIATISS- Guia de Troca de Informações em Saúde Suplementar; PM- Prescrição Médica; MAT/MED - MateriaiseMedicamentos; OS- Ordem de Serviço; SADT- Serviço de Apoio Diagnóstico e Tratamento; OPME- Órteses, Próteses e Materiais Especiais; NF- Nota Fiscal; CRPA- Centro de Recuperação Pós Anestésica; CMM- Controle de Materiais e Medicamentos. 3. RESPONSABILIDADES / AUTORIDADES Atividades Responsabilidades/Autoridades Conferir e montar Prontuário (guias TISS, Prescrições Médicas e Relatórios Assistente Administrativo diversos) Verificar e resolver pendências Assistente Administrativo Realizar a cobrança da conta Assistente Administrativo Enviar contas para ofaturamentoeauditoriauditoria Assistente Administrativo 4. DESCRIÇÃO DAS ETAPAS 4.1 CONFERÊNCIA E MONTAGEM DO PRONTUÁRIO PRONTUÁRIO CLÍNICO/CIRURGICO A assistente Administrativo do setor de Contas deve receber diariamente nos setores de origem Recepção da Emergência, e Pediatria, as guias. Descrição Cirúrgica, Boletim Anestésico, CRPA, CMM, Prescrição Médica, Boletim de Internação, Pedido Médico, Autorização, Laudo de Exames e Direito e Deveres para a montagem da conta. Confeccionar a montagem das contas que são separadas em conta que será encaminhada ao convênio e conta que ficará arquivada no prontuário do paciente.

2 2/6 4.2 VERIFICAÇÃO E RESOLUÇÃO DE PENDÊNCIAS Após a montagem das contas, as mesmas são verificadas afim de identificar se há pendências. Caso haja, é sinalizada no diligencia mento no, as mesmas devem ser resolvidas antes de ser encaminhada para o setor de Faturamentoe Auditoria AJUSTE FINAL DAS CONTAS CLÍNICO/CIRURGICO Com base no Relatório Médico verificar se a diária cobrada corresponde às diárias autorizadas. No caso de haver necessidade de prorrogação ou inclusão de procedimentos, solicitar aos convênios a autorização de tais itens. Diariamente o Setor de Contas realiza o contatocomconvêniosparaverificaçãodeautorizações e após estas estarem autorizadas, são enviadas para o Setor de Faturamento e Auditoria. NOTA 1: Caso ocorra a devolução de Prontuários com divergência por parte do Faturamento ou Auditoria, é feita a pronta verificação e sinalizada no diligencia mento no do motivo, encaminhamento para os setores responsáveis (Enfermagem,Setor desautorização e s, Médico ou Recepção (Emergência/Pediatria), afim de resolução e envio destas sem a pendência para o Faturamento e Auditoria. Depois da pendência resolvida, as contas são protocoladas e encaminhadas para o Faturamento e Auditoria em Salvador. NOTA2: No caso de haver necessidade de inclusão de Procedimentos, OPME e de prorrogação, solicitar aos convênios a autorização de tais itens, feito isso, é realizado diariamente o contato com convênios para verificação de autorizações, após isso as contas completas são enviadas ao Faturamento e Auditoria. 4.3 REALIZAR COBRANÇA DA CONTA INTERNAMENTO E CIRURGICO CONTAS INTERNAMENTO CLÍNICO E CIRURGICO Seguir o Manual do Modulo de ; Seguir o Manual do Módulo Centro Cirúrgico; A cobrança do honorário Médico só será efetuada, mediante identificação do código do procedimento, quantidade, assinatura eletrônica e CRM do Médico responsável. Os Exames Laboratoriais devem ser lançados conforme o Laudo dado pelo Bioquímico. As cobranças de fornecimento para acompanhante, saída de ambulância e diária complementar, deverão ser feitas mediante anexo dos Formulários respectivos.

3 3/6 4.4 ENVIO DE CONTAS PARA O FATURAMENTO E AUDITORIA Diariamente as contas são enviadas pelo Setor de Transporte para os Setores de Faturamento e Auditoria na Unidade de Salvador; Os setores responsáveis pelo envio, transporte e recebimento devem assinar os protocolos anexos aos documentos; O setor de Faturamento e Auditoria após recebimento, deve enviar os protocolos assinados para o setor de contas na unidade de Camaçari. 5. REGISTROS Identificação Armazenamento/ Recuperação Proteção Tipo Tempo de Retenção Descarte Cobranças do dia Glosas recebidas Glosas resolvidas Pendências do dia Pendências resolvidas do dia NC-001 Controle de Raio X para auditoria NC- Controle de pedidos de anatomo para auditoria 6. DOCUMENTOS EXTERNOS Não se Aplica 7. ANEXOS 7.1 Fluxogramas do processo: FL-HS-NC Pré faturamento - Contas /Centro Cirúrgico; FL-HS-NC-026 Conferência das contas do / Centro Cirúrgico.

4 4/6 8. HISTÓRICO DE REVISÕES Pg. Natureza da Revisão Data da Revisão Versão Responsáveis 04 Codificação dos registros e revisão dos fluxos 001 Fabiana Ramos

5 5/6 7.1Fluxogramas do processo: FL-HS-NC Pré faturamento - Contas /Centro Cirúrgico

6 6/6 FL-HS-NC Auditoria de contas - Contas internamento Centro Cirúrgico

AUDITORIA EM ENFERMAGEM. UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes

AUDITORIA EM ENFERMAGEM. UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes AUDITORIA EM ENFERMAGEM UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes Conceito AUDITORIA é uma avaliação sistemática e formal de

Leia mais

Manual Específico Unimed-Rio - TISS

Manual Específico Unimed-Rio - TISS UNIME D-RIO Manual Específico Unimed-Rio - TISS Área de Relacionamento com Hospitais Rio 2 PADRONIZAÇÃO DOS NOVOS FORMULÁRIOS QUE SERÃO UTILIZADOS PELOS PRESTADORES PARA ENVIO PARA A UNIMED-RIO. Estes documentos

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS)

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) 1 Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Paulo Andrade (Gerente TI) Coordenador TISS

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 Dispõe sobre Instruções de Apresentação do Recurso Eletrônico de Glosas e revoga o 2º do art. 2º da Ordem de Serviço 09/2013 O Diretor de Saúde do Instituto de Previdência do

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02 Tipos de Guias Guias Existentes Guia de Consulta; Guia SADT; Guia de Solicitação de Internação; Guia de Resumo de Internação; Guia de

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

Responsabilidades/ Autoridades

Responsabilidades/ Autoridades 1/5 1. OBJETIVO Garantir o abastecimento dos materiais Consignados e OPME do Hospital. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO OPME - Órtese Prótese e Materiais Especiais; CAF - Central de Abastecimento Farmacêutico;

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

Benchmarking Resultados de Auditoria SUS e Convênio no Setor de Faturamento da Santa Casa de Votuporanga

Benchmarking Resultados de Auditoria SUS e Convênio no Setor de Faturamento da Santa Casa de Votuporanga Benchmarking Resultados de Auditoria SUS e Convênio no Setor de Faturamento da Santa Casa de Votuporanga Daniella Vila Falchi Enfermeira, com especialização em Urgência e Emergência, em curso Auditoria

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS AUTORIZAÇÕES DE INTERNAÇÕES HOSPITALARES - AIH'S Este manual tem por objetivo capacitar os servidores das Unidades

Leia mais

Manual Ilustrado Cadastros do Faturamento

Manual Ilustrado Cadastros do Faturamento Abril - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 4 2. Introdução... 4 3. Cadastro de Planos de Convênios... 5 3.1 Cadastrando Planos de Convênios... 5 4. Cadastro de Empresa... 6 4.1 Cadastrando

Leia mais

Internação de urgência (Recepção Principal)

Internação de urgência (Recepção Principal) 1 de 8 RESULTADO ESPERADO: Proporcionar aos pacientes agilidade, segurança e comodidade durante o seu período de internação. 643 PROCESSOS RELACIONADOS: Apoio ao Cliente 1. Manual 1. Entregar o "Manual

Leia mais

Objetivo Principal. Objetivos Secundários

Objetivo Principal. Objetivos Secundários Objetivo Principal O Personal Med Hospitalar foi resultado de um longo esforço de O&M em hospitais de vários portes e regiões do Brasil. O sistema foi concebido a partir do detalhamento de 176 processos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 XML 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14 Registro

Leia mais

Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO.

Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO. PO-CL-AT- 1/6 1. OBJETIVO Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO: Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

Leia mais

Internação de urgência (Pronto Atendimento)

Internação de urgência (Pronto Atendimento) 1 de 8 RESULTADO ESPERADO: Proporcionar aos pacientes agilidade, segurança e comodidade durante o seu período de internação. 694 PROCESSOS RELACIONADOS: Apoio ao Cliente Assistência Cirúrgica Assistência

Leia mais

Estabelecer a sistemática para controle de acesso e proteção de dados do sistema SMART e INTRANET através de usuário e senha.

Estabelecer a sistemática para controle de acesso e proteção de dados do sistema SMART e INTRANET através de usuário e senha. 1/5 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para controle de acesso e proteção de dados do sistema SMART e INTRANET através de usuário e senha. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO Service Desk é um sistema desenvolvido

Leia mais

Manual do Processo de Faturamento

Manual do Processo de Faturamento Manual do Processo de Faturamento Apresentação MV Sumário Processo de Faturamento 6 Leia-me primeiro... 6 Faturamento de... Convênios e Particular 8 Faturamento de Convênios... 8 Protocolar Documentação...

Leia mais

As instruções referentes ao atendimento ao cliente são destinadas aos recepcionistas que se encontram nas unidades de coleta laboratorial.

As instruções referentes ao atendimento ao cliente são destinadas aos recepcionistas que se encontram nas unidades de coleta laboratorial. PO-LB-CO-2 1/5 1. OBJETIVO Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme guia de atendimento. 2. ABRANGÊNCIA As instruções referentes ao atendimento ao cliente são destinadas aos recepcionistas

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 311 Logo da Empresa GUIA DE CONSULTA 2- Nº Guia no Prestador

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0

Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0 Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0 Índice Título do documento 1. Introdução... 3 2. Objetivos... 3 3. Movimentações de Estoque... 3 4. Parâmetros...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Consultório e SADT 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14

Leia mais

Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias. Instruções gerais

Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias. Instruções gerais Manual de instruções para utilização e preenchimento das guias Instruções gerais Este manual tem como finalidade instruir todos os prestadores de serviço no preenchimento uniforme das guias do padrão TISS

Leia mais

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS CARTILHA TISS 3.01.00 2. Material TISS 3.01.00 3. Componentes da TISS 3.01.00 4. Rotina Operacional Central de Atendimento Autorização 5. Rotina Operacional Contas Médicas

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS FASCÍCULO DO BENEFICIÁRIO VERSÃO 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO 03 1. CONSULTA/ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA EM PRONTO ATENDIMENTO

Leia mais

Manual Ilustrado Repasse de Honorários Médicos

Manual Ilustrado Repasse de Honorários Médicos Junho - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Introdução... 3 3. Cadastros... 4 3.1. Cadastro de Desconto em Repasse... 4 3.2. Cadastro de Critério Geral de Repasse... 4 3.3. Cadastro de

Leia mais

REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso

REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso O envio da documentação pode ser por Correio - Carta Registrada ou Sedex para Caixa Postal 11.284 - CEP 05422-970 - São Paulo - SP - A/C SECOT.

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2010. PASA/CE 032/10 Assunto: Manual do Credenciado Médico do PASA/Vale Prezado(a) credenciado(a), O PASA, visando a melhoria constante do seu fluxo de processamento de

Leia mais

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1 Manual do Prestador Versão 1.0 Maio/2014 Manaus - Amazonas 1 SUMÁRIO Apresentação... 3 1. Identificação do beneficiário...3 2. Atendimento ao beneficiário... 4 2.1. Requisitos para o atendimento... 4 2.2.

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Brasília, Março de 2013 Versão 1.1 INSTRUÇÕES GERAIS Este MANUAL tem como objetivo orientar

Leia mais

Padronizar fluxo de entrada de enxoval limpo e procedimentos de controle e distribuição das roupas

Padronizar fluxo de entrada de enxoval limpo e procedimentos de controle e distribuição das roupas 1/6 1. OBJETIVO Padronizar fluxo de entrada de enxoval limpo e procedimentos de controle e distribuição das roupas utilizadas no Hospital Santa Helena, com qualidade, e de forma diferenciada, para atender

Leia mais

1 O que é a TISS 3.02.00?

1 O que é a TISS 3.02.00? 1 O que é a TISS 3.02.00? O Padrão TISS possui padrão obrigatório para trocas eletrônicas de dados de atenção à saúde dos beneficiários de planos, entre os agentes da Saúde Suplementar. Tem por finalidade

Leia mais

PORTAL SPA TISS. Manual do Credenciado. Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde.

PORTAL SPA TISS. Manual do Credenciado. Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde. PORTAL SPA TISS Manual do Credenciado Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde. Equipe de Treinamento de Desenvolvimento TIS SPA Saúde Sumário 1. Introdução... 3 2. Objetivo...

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

Divulgação Novo TISS 3.02.00

Divulgação Novo TISS 3.02.00 Manual TISS 3.0.00 Índice Tema Introdução Conteúdo e Estrutura Guia de Consulta Legenda Guia de Consulta Guia SP SADT Legenda Guia SP SADT Guia Solicitação de Internação Legenda Guia Solicitação de Internação

Leia mais

UNIMED-BH. Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico

UNIMED-BH. Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico UNIMED-BH Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico Versão TISS 3.00.01 Maio/2013 Índice Pág. Instruções gerais sobre o leiaute de faturamento UNIMED-BH padrão TISS 3 Instruções Técnicas

Leia mais

Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal. Manual de Prestadores. Hospitais

Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal. Manual de Prestadores. Hospitais Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal Manual de Prestadores Hospitais sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. ROTINA MENSAL... 3 3.1. Faturamento de contas... 3 3.2. Códigos de Tabelas TISS

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso:

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso: Como solicitar reembolso: Você deve preencher o envelope para Solicitação de Reembolso (disponível em qualquer agência bancária do banco Bradesco), anexando os documentos necessários, e enviá-lo por malote

Leia mais

NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES

NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES Conceitos CONSULTAS Atendimentos sem urgência por ordem de chegada. Não existe dentro do Pronto-Socorro e em nenhum local do hospital prévia marcação de

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Nutrição e dietética:

Nutrição e dietética: O sistema permite o cadastro de vários almoxarifados, e controla os estoques separadamente de cada um, bem como o cadastro de grupos de estocagem, visando o agrupamento dos insumos estocáveis, classificados

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

Carta de Versão. TOTVS Saúde Hospitalar. Informações relacionadas a versão 1.0.112.0

Carta de Versão. TOTVS Saúde Hospitalar. Informações relacionadas a versão 1.0.112.0 Carta de Versão TOTVS Saúde Hospitalar Informações relacionadas a versão 1.0.112.0 Caminho: GENSHOSPPR-13 SADT SADT > ATENDIMENTO > RESULTADO DE EXAMES Nova integração permite que resultados de exames

Leia mais

Internação eletiva (Recepção Principal)

Internação eletiva (Recepção Principal) 1 de 8 RESULTADO ESPERADO: Proporcionar aos pacientes agilidade, segurança e comodidade durante o seu período de internação. 644 PROCESSOS RELACIONADOS: Apoio ao Cliente Assistência Cirúrgica Assistência

Leia mais

TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01

TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01 TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01 Coordenadoras TISS: Elisandra Baldissera e Roseli Fistarol Colaboradores: Cesar Paz, Denise Bertoldo e Patrique Hedlund 1 Organização do evento Os slides estão disponíveis

Leia mais

Manual de Orientação TISS

Manual de Orientação TISS Manual de Orientação TISS Prezado Prestador, De forma a atender a Resolução Normativa 114 de 26/10/05 publicada pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar, a Marítima Saúde Seguros S/A está disponibilizando

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) 0 Última Atualização: 16/05/07 9:30h SUMÁRIO I Introdução Página 2 II - Formulários/ Legendas Página 5 II.1 Guias Página 5 2.1.1

Leia mais

MANUAL DO REFERENCIADO TISS

MANUAL DO REFERENCIADO TISS MANUAL DO REFERENCIADO TISS Prezado Referenciado, As instruções contidas neste Manual têm como principal objetivo, servir como guia para que os agentes integrantes do processo de faturamento e conciliação

Leia mais

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. novembro 2013

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. novembro 2013 PADRÃO TISS conteúdo & estrutura novembro 2013 Índice Parte I - Lista das mensagens padronizadas 5 Parte II - Mensagens entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores de serviços

Leia mais

Treinamento. Gerência Técnica Especializada consultoria@bolsin.net. Janis Kotke consultoria@bolsin.net

Treinamento. Gerência Técnica Especializada consultoria@bolsin.net. Janis Kotke consultoria@bolsin.net Apresentação: Janis Kotke O objetivo deste boletim informativo técnicos é esclarecer alguns detalhes da Resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar. Todo o conteúdo foi extraído da sua própria fonte

Leia mais

Manual do Prestador Versão TISS 3.02

Manual do Prestador Versão TISS 3.02 Manual do Prestador Versão TISS 3.02 Caro(a) Prestador(a) Serviços, É com muito prazer e satisfação que aproveitamos esta página para demonstrar nosso agradecimento em relação à confiança depositada por

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR WEB

MANUAL DO PRESTADOR WEB MANUAL DO PRESTADOR WEB Sumário 1. Guia de Consulta... 3 2. Guia de Procedimentos Ambulatoriais... 6 3. Guia de Solicitação de Internação... 8 4. Prorrogação de internação... 8 5. Confirmação de pedido

Leia mais

1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006

1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1002 NÚMERO DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 A ADMISSÃO DO BENEFICIÁRIO NO PRESTADOR OCORREU ANTES DA INCLUSÃO 1003 DO BENEFICIÁRIO

Leia mais

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. maio 2014

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. maio 2014 PADRÃO TISS conteúdo & estrutura maio 2014 Índice Parte I - Lista das mensagens padronizadas 5 Parte II - Mensagens entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores de serviços

Leia mais

1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1002 NÚMERO DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006

1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1002 NÚMERO DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1002 NÚMERO DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1003 A ADMISSÃO DO BENEFICIÁRIO NO PRESTADOR OCORREU ANTES DA INCLUSÃO DO BENEFICIÁRIO

Leia mais

IESUS. Anexo 1. Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS. Informe Epidemiológico do SUS 22

IESUS. Anexo 1. Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS. Informe Epidemiológico do SUS 22 IESUS Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS Anexo 1 Instrumentos do Sistema de Informação Hospitalar Laudo Médico para Emissão de AIH O Laudo Médico é o instrumento para solicitação

Leia mais

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS 2014 Tecnologia da Informação - TI Unimed Cascavel MANUAL HILUM 4.0 - FISIOTERAPIA A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro

Leia mais

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02. Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 SUMÁRIO 1. Divulgação 3.02.00 - Unimed Taubaté/ANS...2 3.2.1. Guias

Leia mais

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO 1/8 1. OBJETIVO Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO Programa de Controle Médico da Saúde Ocupacional; PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais; PCMAT

Leia mais

Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan

Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan 1 Iniciando o Webplan - Acesso pelo portal: www.faceb.com.br (menu de acesso PRESTADORES, localizado na parte superior direita da página inicial).

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA 1 de 8 Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 25/11/2012 1.00 Proposta inicial LCR, DSR,MGO 1 Objetivo Agilizar o processo de transferência seguro do paciente/cliente, para

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Parte V - Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Parte V - Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Parte V - Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Maio 2014 323 Registro ANS Número da referenciada 2 1 Registro

Leia mais

BENNER WEB MÓDULO PROCESSAMENTO DE CONTAS

BENNER WEB MÓDULO PROCESSAMENTO DE CONTAS BENNER WEB MÓDULO PROCESSAMENTO DE CONTAS 1 Módulo Processamento de Contas Na tela apresentada dos módulos do sistema selecionar o módulo Processamento de contas 1. PROCESSAMENTO DE GUIAS Inclusão de guias

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS Padrão TISS Atendendo à exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir do dia 31 de Agosto do corrente ano, a Unimed Sobral se adequará ao padrão

Leia mais

INSTRUÇÕES DE FATURAMENTO

INSTRUÇÕES DE FATURAMENTO INSTRUÇÕES DE FATURAMENTO 1. ENTREGA DAS FATURAS: 1.1. Datas de faturamento 1.1.1. Observar as datas especificadas pelo STJ para entrega das faturas (Cronograma de entrega de faturas). Quando essas datas

Leia mais

Projeto Saúde On-line

Projeto Saúde On-line Projeto Saúde On-line Sistemas de computadorizados de registro médico e tecnologia de informação em saúde. INTRODUÇÃO: Visando organizar o acesso aos serviços, agilizar processo, impactar na qualidade

Leia mais

Manual Ilustrado Gestão de Glosas

Manual Ilustrado Gestão de Glosas Março - 2014 Indíce Título do documento 1. Introdução... 3 2. Objetivos... 3 3. Fluxo do Processo... 4 4. Encerramento de Conta... 4 4.1 Realizando o Encerramento de uma Conta... 4 4.2 Liberando Conta

Leia mais

Manual de Orientação ao Prestador

Manual de Orientação ao Prestador Manual de Orientação ao Prestador ORIENTAÇÕES IMPORTANTES QUANTO AO PREENCHIMENTO DE GUIAS E AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS Com a intenção de melhorar a parceria entre o Plano Santa Casa Saúde, médicos,

Leia mais

ELABORADO: Ana Cristina Cunha

ELABORADO: Ana Cristina Cunha 1/7 1. OBJETIVO Estabelecer formulários para auxiliar na rastreabilidade dos insumos e reagentes utilizados, no registro de não conformidades e ação preventiva, no tempo de guarda dos registros pertencentes

Leia mais

Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado

Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado Após atualizar a versão em ambiente de teste, faça o checklist abaixo executando todas as rotinas listadas. Esta validação dos principais processos

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios

Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios A Empresa MEDWARE Sistemas Médicos Ltda A Medware Sistemas Médicos é uma empresa de desenvolvimento de sistemas voltada para a criação

Leia mais

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros 1.1. Glosas, negativas e demais mensagens Grupo Descrição da Elegibilidade 1001 Número da carteira inválido Elegibilidade 1002 Número do Cartão Nacional de Saúde inválido Elegibilidade 1003 A admissão

Leia mais

Padrão de Preenchimento de Guias - TISS. Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS

Padrão de Preenchimento de Guias - TISS. Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS Este manual foi desenvolvido com o intuito de auxiliar o usuário no preenchimento das guias de consulta, SADT, Internação, Honorário Individual conforme regras

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS. Agosto/2014

PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS. Agosto/2014 PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS Agosto/2014 PADRÃO DE TROCA DE INFORMAÇÕES NA SAÚDE SUPLEMENTAR Padrão TISS Histórico e Consulta Pública nº 43 Padrão TISS - Versão 3.0 3 Histórico RN 305 09/10/2012 - Termo

Leia mais

TABELA DE MENSAGENS GLOSAS

TABELA DE MENSAGENS GLOSAS TABELA DE MENSAGENS GLOSAS Grupo Elegibilida 1001 Número da carteira inválido Elegibilida 1002 Número do Cartão Nacional Saú inválido Elegibilida 1003 A admissão do Beneficiário no prestador ocorreu antes

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7 Manual do Prestador Autogestão ANS - no 41.696-7 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Autogestão, informando as características

Leia mais

Projetos desenvolvidos para o Hospital e Maternidade Municipal de Uberlândia e a o Hospital Escola de Uberlândia - UFU

Projetos desenvolvidos para o Hospital e Maternidade Municipal de Uberlândia e a o Hospital Escola de Uberlândia - UFU Projetos desenvolvidos para o Hospital e Maternidade Municipal de Uberlândia e a o Hospital Escola de Uberlândia - UFU AMBULATÓRIO Cadastro de paciente ( caso o paciente já tenha consultado no hospital

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO Í nicio Caro Credenciado, Seja bem vindo! Nós, da São Francisco Clínicas, estamos muito satisfeitos por tê-lo como parceiro. Pensando em auxiliá-lo nas tarefas diárias, criamos o

Leia mais

A Troca de Informações na Saúde Suplementar

A Troca de Informações na Saúde Suplementar 3.00.01 A Troca de Informações na Saúde Suplementar A TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as trocas eletrônicas de dados de atenção à saúde dos beneficiários de planos, entre os agentes

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para gerenciar a execução de perícia de DNA no Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ).

Estabelecer critérios e procedimentos para gerenciar a execução de perícia de DNA no Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ). Proposto por: Analisado por: Aprovado por: Chefe do Serviço de Perícias Genéticas (SEGEN) Diretor do Departamento de Instrução Processual (DEINP) Diretor da Diretoria-Geral de Apoio aos Órgãos Jurisdicionais

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE CONSIGNADOS COMPRAS/ RECEBIMENTO/ ARMAZENAGEM E DISTRIBUIÇÃO

SOLICITAÇÃO DE CONSIGNADOS COMPRAS/ RECEBIMENTO/ ARMAZENAGEM E DISTRIBUIÇÃO 1 de 8 Data de Emissão: Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 1.00 Processo MTQ, OAP, JBM 1 Objetivo Gestão de material de alto custo consignado, estabelecendo fluxo de solicitação,

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS. 11.8.x. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS. 11.8.x. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS 11.8.x março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros... 5 3.1 Cadastro de Convênio SUS... 5 3.2 Cadastro

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

São Paulo, Janeiro de 2014

São Paulo, Janeiro de 2014 Comunicado - Reembolso Prezado Cliente, Com o objetivo de aprimorarmos nossas rotinas operacionais e visando preservar a agilidade nos pagamentos dos atendimentos ocorridas na Livre-Escolha, informamos

Leia mais

Cobrança de Procedimentos por pacote e diárias compactadas

Cobrança de Procedimentos por pacote e diárias compactadas TEMA 4 DO PRÉ CONGRESSO CONBRASS 2012 Atualização na formatação de preços dos procedimentos por pacote e tabelas de diárias compactadas - Dra.Giuseppina Pellegrini "A vida não se abala com a nossa ignorância,

Leia mais

Nº Versão/Data: Validade: 2.0 22/10/2014 OUTUBRO/2015 SA. 05 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO

Nº Versão/Data: Validade: 2.0 22/10/2014 OUTUBRO/2015 SA. 05 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO 1 de 10 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO EXPEDIÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA ABRANGÊNCIA...

Leia mais

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS:

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS: 1. CADASTRO Para atuar no Hospital São Luiz, todo médico tem de estar regularmente cadastrado. No momento da efetivação, o médico deve ser apresentado por um membro do corpo clínico, munido da seguinte

Leia mais

Por que criar um padrão?

Por que criar um padrão? Tópicos Abordados Por que padronizar O que regulamenta Prazos Responsabilidades Entendendo a norma Webservices Mensagens TUSS Demonstração de uso de Webservices TISS Por que criar um padrão? Para colocar

Leia mais

Hospital Vivalle CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICA / HOSPITALAR

Hospital Vivalle CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICA / HOSPITALAR Hospital Vivalle Data: Hora: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICA / HOSPITALAR I CONTRATADO: Rede D'Or São Luiz S.A. Unidade Vivalle, empresa brasileira, com sede em São José dos Campos/SP,

Leia mais

ÍNDICE. 2.1. Funcionalidades... 5

ÍNDICE. 2.1. Funcionalidades... 5 ÍNDICE 1. PRIMEIRO ACESSO AO SITE... 3 2. MAPA DO SITE... 4 2.1. Funcionalidades... 5 3. ENVIO DE COBRANÇAS ELETRÔNICAS... 5 3.1. Solicitações... 7 3.1.1. Internação... 7 3.1.2. Prorrogação... 8 3.1.3.

Leia mais