Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição"

Transcrição

1 Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso de suas despesas de saúde? Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 1

2 Dicas para solicitação de reembolso 1) O reembolso está limitado às coberturas previstas no Regulamento do plano de saúde em que o beneficiário está inscrito e em conformidade com o rol de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). 2) O requerimento de reembolso, assim como a retirada da documentação após o reembolso, deverão ser realizados pelo titular, seu representante legal, seu dependente maior de 18 anos ou parente de primeiro grau, devidamente identificado. Em casos de impossibilidade de membro do grupo familiar efetuar o requerimento, o requerente deverá apresentar autorização emitida pelo titular com firma reconhecida. 3) Os valores reembolsados obedecem às tabelas praticadas na rede credenciada, às normas internas que regem o assunto e aos protocolos clínicos estabelecidos. 4) A coparticipação prevista no Regulamento será descontada do valor a ser reembolsado. 5) O reembolso poderá ser solicitado em até 12 meses a partir da data de realização do serviço. 6) A Tabela de Referência do Agros está registrada, conforme orientações da ANS, no Cartório de Registro de Títulos e Documentos Civil das Pessoas Jurídicas, Viçosa - MG, protocolo Nº Também está disponível para consulta na sede do Agros. Condições para solicitação e documentos necessários Para solicitar o reembolso é preciso apresentar comprovantes originais de despesas (recibo e/ou nota fiscal), que devem conter: 2 1. No recibo nome completo do pagador do serviço e do paciente (mesmo que pagador e paciente sejam a mesma pessoa), o valor pago, a data e a descrição do serviço prestado; assinatura, nome por extenso e CPF do prestador de serviço, além do carimbo com o número do respectivo conselho de classe e endereço completo de atendimento (rua, número, bairro, cidade e CEP). 2. Na nota fiscal nome completo e CPF do pagador do serviço e do paciente (mesmo que o pagador e paciente sejam a mesma pessoa), o valor pago, a data e a descrição do serviço prestado; nome, endereço e os números de inscrição municipal e do CNPJ do estabelecimento emitente.

3 Fique atento 1) Caso o requerimento de reembolso seja encaminhado via correio, devem ser enviadas cópia da carteira do plano de saúde e solicitação de reembolso por escrito, assinada pelo titular ou seu representante legal. 2) Caso a nota fiscal discrimine procedimentos, taxas, materiais e medicamentos sem indicar quantidade e valor unitário, ela deve vir acompanhada de relatório detalhado (fatura) e identificar o prestador de serviço, com carimbo e assinatura. 3) A nota fiscal ou recibo deve ser emitido em nome de um dos beneficiários do plano, sendo um documento fiscal para cada paciente, e não poderá apresentar rasuras ou preenchimento com letras ou canetas diferentes. 4) Os serviços prestados devem estar descritos de forma a permitir sua correta identificação e conter a data de realização de cada procedimento. 5) O reembolso deve ser solicitado após a conclusão dos procedimentos. Não são aceitos recibos e notas fiscais de pagamento anterior a realização dos procedimentos. A exceção são os planos de tratamentos odontológicos, onde os procedimentos realizados podem ser reembolsados de maneira parcial durante o decorrer do tratamento, à medida que os procedimentos forem concluídos. Neste caso, o total dos recibos e notas fiscais deve ser coerente com a parcela do tratamento já realizado. 6) Todos os requerimentos de reembolso de procedimentos realizados (exames, cirurgias, tratamento odontológico, dentre outros) devem estar acompanhados do pedido do profissional solicitante. A comprovação de realização também pode ser feita por meio de laudo (informando profissional solicitante). No caso de consulta podem ser apresentados atestado, receita, relatório clínico 3

4 Como pedir reembolso de: Procedimentos realizados em sessão! Exemplo: Fisioterapia, psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, oxigenoterapia, quimioterapia, entre outros. 1) Recibo e/ou nota fiscal com todas as informações citadas no item Condições para solicitação e documentos necessários. 2) Data de cada sessão (sem rasuras ou emendas), informada pelo profissional que realizou o atendimento. 3) Pedido médico original em caso de fisioterapia, oxigenoterapia e quimioterapia. 4) Os pedidos médicos com indicação de sessões contínuas possuem validade de 6 meses. Internação 4 1) Nota fiscal com todas as informações citadas no item Condições para solicitação e documentos necessários. 2) Fatura do hospital, contendo descrição completa dos procedimentos. É necessário discriminar também medicamentos, diárias, taxas, gases, materiais e equipamentos, informando os valores cobrados individualmente. 3) Solicitação médica/odontológica da internação com sua indicação clínica, carimbada e assinada pelo profissional solicitante ou sumário de alta. 4) Para reembolso de OPMEs não protocolados para o procedimento e/ou sem indicação clínica para sua utilização, será avaliada a compatibilidade do material utilizado com o protocolo estabelecido para o procedimento. Será necessário apresentar: nota fiscal discriminando o material e o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), solicitação médica do procedimento com indicação do uso do material e cópia da folha de sala de cirurgia contendo seu registro. O valor a ser reembolsado será o estabelecido nos protocolos do Plano de Saúde.

5 Observações Para o reembolso de procedimentos realizados em regime de internação, toda documentação deve ser apresentada simultaneamente. O pagamento da equipe médica está condicionado à apresentação dos recibos ou notas fiscais de todos os honorários dos profissionais executantes (cirurgião, auxiliar e anestesista) e da conta hospitalar, não sendo possível o reembolso parcial. Devem ser discriminados individualmente o nome do profissional, o número do conselho de classe, sua participação na cirurgia e o valor cobrado por cada profissional. Quando não houver solicitação de reembolso de algum item inerente à conta, o beneficiário deverá declarar este fato por escrito. Caso o beneficiário realize a internação em estabelecimento credenciado pelo Agros e opte pelo pagamento dos honorários dos profissionais de forma particular (prestadores de serviço não credenciados), deverá solicitar ao convênio o Formulário de Reembolso de Internação. Este formulário deverá ser devidamente preenchido pelo profissional executante e entregue ao Agros. O reembolso está condicionado à apresentação da fatura de internação pelo hospital credenciado. Ressaltamos que o Agros disponibiliza rede credenciada para a execução de todos os procedimentos constantes no Rol de cobertura da ANS. A opção por utilização de profissionais não credenciados é de responsabilidade do beneficiário. Em caso de requerimento de reembolso de OPME em que a conta hospitalar será paga pelo Agros, fica o beneficiário obrigado a assinar o Termo de Responsabilidade no momento da autorização da cirurgia. 5

6 Tratamento odontológico 1) Recibo e/ou nota fiscal com todas as informações citadas no item Considerações para solicitação e documentos necessários. 2) Descrição pelo cirurgião dentista, sem rasuras ou emendas, dos procedimentos com as respectivas datas de realização e identificação do número do dente, face e região que o tratamento foi executado. Para auxiliar o dentista, o Agros disponibiliza, o Formulário de Reembolso Odontológico. 3) Relatório clínico do cirurgião dentista e/ou documentação complementar de procedimentos executados, para identificação da necessidade de realização dos mesmos. 1) Nota fiscal da empresa responsável pelo transporte com todas as informações citadas no item Considerações para solicitação e documentos necessários, especificando o tipo de ambulância utilizado e a quilometragem percorrida. 2) Pedido médico de remoção, especificando, o tipo de ambulância, profissionais da área da saúde necessários para acompanhamento, entidade hospitalar de origem e de destino. Observações: Ambulância - É reembolsável apenas o transporte terrestre em território nacional, de acordo com o Regulamento dos planos de saúde do Agros. 6 - Para auxiliar o médico solicitante da transferência, o Agros disponibiliza o formulário de Solicitação de Ambulância.

7 Importante»» As despesas com o tratamento de participante falecido são passíveis de reembolso, desde que o solicitante comprove que as mesmas são referentes ao atendimento do participante e que efetuou o pagamento das despesas.»» O reembolso será depositado na conta bancária informada no cadastro do titular do plano. Ao solicitar o reembolso, verifique se os dados bancários estão atualizados.»» O processamento do reembolso está sujeito à auditoria técnica e documental. O beneficiário é responsável pela veracidade das informações, estando sujeito às penalidades previstas na legislação.»» O prazo para pagamento do reembolso é de 30 dias a contar da solicitação, desde que a documentação entregue esteja completa. } O Rol de Cobertura de Procedimentos e Eventos em Saúde dos planos de saúde está disponível no menu superior do site da ANS -, no item Planos e Operadoras, subitem Espaço do Consumidor. Para conhecer a cobertura completa oferecida pelo seu plano de saúde acesse o regulamento dos planos no site do Agros Na página inicial, clique no item Planos de Saúde e em seguida Produtos. 7

8 Dúvidas? Para facilitar o pedido de reembolso, entre em contato com o Agros e tire suas dúvidas. Viçosa: Av. Purdue, s/n, campus da UFV. Atendimento presencial: de 8 a 12h e de 13h30min a 18h Atendimento telefônico: de 7 a 19h Telefone: (31) Florestal: Rua Joviano Alves Moreira, n 04, Centro. Atendimento presencial e telefônico: de 7 a 16h30min. Telefone: (31) Belo Horizonte: Rua Sergipe, nº 1087, Salas 1004 e 1005, 10º andar, Savassi. Atendimento presencial e telefônico: de 8 a 12h e de 13 a 17 h. Telefone: (31)

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso:

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso: Como solicitar reembolso: Você deve preencher o envelope para Solicitação de Reembolso (disponível em qualquer agência bancária do banco Bradesco), anexando os documentos necessários, e enviá-lo por malote

Leia mais

São Paulo, Janeiro de 2014

São Paulo, Janeiro de 2014 Comunicado - Reembolso Prezado Cliente, Com o objetivo de aprimorarmos nossas rotinas operacionais e visando preservar a agilidade nos pagamentos dos atendimentos ocorridas na Livre-Escolha, informamos

Leia mais

Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015

Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015 Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas Vigência Julho/2015 Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha. O beneficiário

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a Sabesprev ainda possibilita aos seus beneficiários o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha, quando o beneficiário

Leia mais

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO MANUAL DE REEMBOLSO 1 - O QUE É REEMBOLSO É a restituição ao beneficiário, das despesas médicas e hospitalares por ele custeadas em atendimento particular, ou seja, por prestador não credenciado à Medial

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA A modalidade Livre Escolha consiste no reembolso de despesas médicas e/ou hospitalares de procedimentos constantes da Tabela de Reembolso do PAS-SERPRO

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO Nº 56, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a assistência odontológica indireta aos beneficiários do Programa

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Com o objetivo de tornar o processo de autorização, faturamento e pagamento dos atendimentos odontológicos mais eficiente, recomendamos a leitura completa e minuciosa

Leia mais

www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3

www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3 SAÚDE PAS www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3 SAÚDE PAS A SUA REDE PREFERENCIAL! - MÉDICOS - LABORATÓRIOS - CLÍNICAS DE IMAGENS Nesta Rede, utilize apenas seu cartão do Saúde PAS (e documento de identificação)

Leia mais

FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2009

FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2009 INTRODUÇÃO FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA 1.1 - Recomenda-se a leitura deste manual antes de utilizar os recursos concedidos pelo FACS. O manual está disponível no site http://www.facsmt.com.br. 1.2

Leia mais

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual A Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT deverá ser preenchida pelo profissional ou entidade de saúde que mantém compromisso de credenciamento especial firmado com

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal. Manual de Prestadores. Hospitais

Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal. Manual de Prestadores. Hospitais Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal Manual de Prestadores Hospitais sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. ROTINA MENSAL... 3 3.1. Faturamento de contas... 3 3.2. Códigos de Tabelas TISS

Leia mais

REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso

REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso O envio da documentação pode ser por Correio - Carta Registrada ou Sedex para Caixa Postal 11.284 - CEP 05422-970 - São Paulo - SP - A/C SECOT.

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES UNIOESTE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DIVISÃO DE ACOMPANHAMENTO DE CONVÊNIOS INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

Leia mais

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE MANUAL DO USUÁRIO DO PLANO CELOS SAÚDE AGREGADOS Revisado em 04/05/2011 O objetivo deste manual é orientar os usuários sobre a correta utilização do. As informações e instruções aqui contidas devem ser

Leia mais

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Prefeitura Municipal de São Leopoldo Secretaria Municipal da Fazenda Coordenadoria Tributária Divisão de Tributos Mobiliários Seção

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS Padrão TISS Atendendo à exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir do dia 31 de Agosto do corrente ano, a Unimed Sobral se adequará ao padrão

Leia mais

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM.

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 APRESENTAÇÃO O UNAFISCO SAÚDE é o Plano

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça TABELA DE ODONTOLOGIA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA INSTRUÇÕES DE FATURAMENTO 1. Deverão ser faturados ao STJ somente os tratamentos concluídos. 2. Quando a(s) perícia(s) for(em) obrigatória(s) para

Leia mais

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 1 FAPERGS Edital 16/2013 Orientações Básicas Execução Financeira dos Recursos de Subvenção Econômica FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 2 1. Regras Básicas Vedado alteração do objeto do Termo de Subvenção

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7 Manual do Prestador Autogestão ANS - no 41.696-7 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Autogestão, informando as características

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Consultório e SADT 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar PLANO DE SAÚDE Tenha em mãos informações importantes Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 XML 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14 Registro

Leia mais

TABELA DE PREÇOS PME SAÚDE COM COPARTICIPAÇÃO TABELA DE PREÇOS PME SAÚDE SEM COPARTICIPAÇÃO. área de atuação d3. 2 a 29 VIDAS.

TABELA DE PREÇOS PME SAÚDE COM COPARTICIPAÇÃO TABELA DE PREÇOS PME SAÚDE SEM COPARTICIPAÇÃO. área de atuação d3. 2 a 29 VIDAS. TABELA DE PREÇOS PME SAÚDE SEM COPARTICIPAÇÃO TABELA DE PREÇOS PME SAÚDE COM COPARTICIPAÇÃO COM ODONTOLOGIA INCLUSA 1 COM ODONTOLOGIA INCLUSA 1 2 a 29 VIDAS D3 2 a 29 VIDAS D3 PROPOSTA MAX 250 MAX 300

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA Recife/2007 SUMÁRIO PAG I Objetivos... 02 II Orientações Gerais... 04 III Instruções para preenchimento da Guia de Consulta... 06 IV Anexos......

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A

MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A Página 1 de 12 MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A Prezado Beneficiário, Este é o Manual do Beneficiário da ELOSAÚDE. Nele você encontrará informações importantes para melhor usufruir dos benefícios oferecidos

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

FORMULÁRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROINFRA/IFCE -PRPI

FORMULÁRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROINFRA/IFCE -PRPI PRESTAÇÃO DE CONTAS FORMULÁRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROINFRA/IFCE -PRPI 1. A prestação de contas deve ser constituída dos seguintes documentos: a) Encaminhamento de Prestação de Contas Anexo I; b) Relação

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR Regulamento do Programa de Assistência Domiciliar aprovado pelo Conselho REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DOMILICIAR CAPITULO I DEFINIÇÕES GERAIS

Leia mais

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO

EDITAL DE CREDENCIAMENTO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE RORAIMA PROGRAMA DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 01/2008 Regido pela Lei nº 8.666/93.

Leia mais

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2010. PASA/CE 032/10 Assunto: Manual do Credenciado Médico do PASA/Vale Prezado(a) credenciado(a), O PASA, visando a melhoria constante do seu fluxo de processamento de

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE OPERADORA DE PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE CREMEGO 1) Cópia do Contrato Social e Alterações Contratuais, devidamente

Leia mais

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO. QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA DE PLANO DE SAÚDE... 3 2. CARACTERÍSTICAS DO PLANO... 3 2.. Objetivo... 3 2.2. Nome comercial

Leia mais

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO Regulamento do Fundo de Reserva Unimed/ADUFG Sindicato Aprovado em assembleia geral dos usuários do Convênio ADUFG SINDICATO/UNIMED realizada em 16 de novembro de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Terapias 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14 Registro

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Escola de Administração da UFBA Núcleo de Pós-Graduação em Administração

Universidade Federal da Bahia Escola de Administração da UFBA Núcleo de Pós-Graduação em Administração EDITAL DE SELEÇÃO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TERCEIROS DE PESSOA FÍSICA A Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão FAPEX, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, inscrita no CNPJ sob

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

EDITAL DE CONVÊNIO N. 1/2008

EDITAL DE CONVÊNIO N. 1/2008 EDITAL DE CONVÊNIO N. 1/2008 O PRESIDENTE do FUNDO COMPLEMENTAR DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - FAS, no uso de suas atribuições estatutárias, torna público que estará efetuando o convênio de profissionais (pessoa

Leia mais

Saiba mais sobre o Seguro Escoteiro

Saiba mais sobre o Seguro Escoteiro Definição do Seguro: Este seguro garante ao Beneficiário, o pagamento do capital segurado ou reembolso das despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas, exceto se o evento caracterizar-se como um

Leia mais

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA 1 PARCELAMENTO DE DÉBITO 1.1 No caso de titular da conta 1. Original e cópia do RG ou da Carteira de Habilitação;

Leia mais

PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE

PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE O PAS/SERPRO em Convênio de Reciprocidade com a CASSI foi criado de maneira a possibilitar o acesso de todos os empregados e seus

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 Dispõe sobre Instruções de Apresentação do Recurso Eletrônico de Glosas e revoga o 2º do art. 2º da Ordem de Serviço 09/2013 O Diretor de Saúde do Instituto de Previdência do

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA EDITAL Nº 01 / 2015 PARA ISENÇÃO DA QUOTA MENSAL ESCOLAR PARA ALUNOS CARENTES O Comandante e Diretor de Ensino

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE AGOSTO/2014 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Orientações Gerais... 4 2.1 Entrega de guias... 4 2.2 Numeração de guias... 4 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança...

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

TISS 3.02.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 VERSÃO 1.

TISS 3.02.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 VERSÃO 1. VERSÃO 1.0 CARTILHA TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 4. Rotina Operacional 5. Rotina Operacional Autorizações Contas

Leia mais

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio:

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio: Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica Corretor: Responsável: Tel. Contato: E-mail: Filial Resp.: Contato: Data de envio: Relação de documentos para regulação

Leia mais

ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO

ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO Rotinas para Atendimento do Usuário Este manual tem por objetivo facilitar a utilização do seu Plano de Saúde. A observância das instruções nele contidas facilita o

Leia mais

MANUAL DO REFERENCIADO TISS

MANUAL DO REFERENCIADO TISS MANUAL DO REFERENCIADO TISS Prezado Referenciado, As instruções contidas neste Manual têm como principal objetivo, servir como guia para que os agentes integrantes do processo de faturamento e conciliação

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

ANEXO I Documentos para apresentação de Impugnação e Recurso

ANEXO I Documentos para apresentação de Impugnação e Recurso ANEXO I Documentos para apresentação de Impugnação e Recurso 1. A apresentação do Formulário constante no Anexo III desta IN é documento indispensável e deve acompanhar cada impugnação ou recurso, nele

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) 0 Última Atualização: 16/05/07 9:30h SUMÁRIO I Introdução Página 2 II - Formulários/ Legendas Página 5 II.1 Guias Página 5 2.1.1

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Assim, esperamos agilizar o processo de pagamento, evitando cancelamentos, trocas ou atrasos no pagamento por falta do documento fiscal correto.

Assim, esperamos agilizar o processo de pagamento, evitando cancelamentos, trocas ou atrasos no pagamento por falta do documento fiscal correto. Prezado Credenciado, Visando dirimir dúvidas quanto ao preenchimento do documento fiscal Recibo de Pagamento a Autônomo - RPA emitido pelos credenciados Pessoas Físicas do Plano Complementar de Assistência

Leia mais

SAÚDE PAS MEDICINA & ODONTO Manual do Usuário

SAÚDE PAS MEDICINA & ODONTO Manual do Usuário 1. GARANTIAS E VANTAGENS O SAÚDE PAS Medicina & Odonto é um Plano de Saúde direcionado exclusivamente aos servidores públicos estaduais, que opera em regime de autogestão, sem fins lucrativos e sob a filosofia

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A REDE DE PRESTADORES

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A REDE DE PRESTADORES ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A REDE DE PRESTADORES Teresina/2009 SUMÁRIO PAG I Objetivo do manual... 03 II - Orientações Gerais... 04 III - Anexo I Procedimentos que necessitam de autorização prévia... 08 IV

Leia mais

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros 1.1. Glosas, negativas e demais mensagens Grupo Descrição da Elegibilidade 1001 Número da carteira inválido Elegibilidade 1002 Número do Cartão Nacional de Saúde inválido Elegibilidade 1003 A admissão

Leia mais

Relação de Documentos DMH-O - Despesa Médica Hospitalar e Odontológica

Relação de Documentos DMH-O - Despesa Médica Hospitalar e Odontológica Relação de Documentos Número da Ocorrência: Número da Apólice: do Segurado Titular: da Vítima: Segurado Titular Cônjuge Filho Relação de Documentos para Cobertura de Despesa Médica Hospitalar e Odontológica

Leia mais

PROGRAMA DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL - PLAN-ASSISTE EDITAL DE CREDENCIAMENTO

PROGRAMA DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL - PLAN-ASSISTE EDITAL DE CREDENCIAMENTO PROGRAMA DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL - PLAN-ASSISTE EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 01/2015 Regido pela Lei Nº 8.666/93. Objeto PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICA, MÉDICO- HOSPITALAR, PARAMÉDICA,

Leia mais

Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir:

Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir: São Paulo, de de 20. Ref.: Solicitação de Documentos Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir: Aviso de Sinistro: devidamente preenchido e assinado. Formulário de Declaração

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS PARA REQUERIMENTO DE AUXÍLIO MEDICAMENTO E DE REEMBOLSOS DE ACORDO COM A RESOLUÇÃO N 155/1999

INSTRUÇÕES GERAIS PARA REQUERIMENTO DE AUXÍLIO MEDICAMENTO E DE REEMBOLSOS DE ACORDO COM A RESOLUÇÃO N 155/1999 INSTRUÇÕES GERAIS PARA REQUERIMENTO DE AUXÍLIO MEDICAMENTO E DE REEMBOLSOS DE ACORDO COM A RESOLUÇÃO N 155/1999 AUXÍLIO MEDICAMENTO DE USO CRÔNICO Art. 20. O FASCAL assegurará auxílio aos associados regularmente

Leia mais

3.3. Aos interessados no credenciamento Pessoa Física:

3.3. Aos interessados no credenciamento Pessoa Física: EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 001/2014 CREDENCIAMENTO DE PROFISSIONAIS PESSOAS JURÍDICAS E FISICAS DA ÁREA MÉDICA, ODONTOLÓGICA E HOSPITALAR. CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE CENTRO OESTE DO PARANÁ

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto.

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Orientações para aquisição de Bens Móveis Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Lembrando que a análise do seu

Leia mais

Relação de Documentos DMH-O - Escolar - Despesa Médica Hospitalar e Odontológica

Relação de Documentos DMH-O - Escolar - Despesa Médica Hospitalar e Odontológica Relação de Documentos Número da Ocorrência: Número da Apólice: Nome da Vítima: Relação de Documentos para Cobertura de DMH-O Escolar - Despesa Médica Hospitalar e Odontológica Aviso de sinistro devidamente

Leia mais

Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir:

Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir: São Paulo, de de 20. Ref.: Solicitação de Documentos Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir: Aviso de Sinistro: devidamente preenchido e assinado. Formulário de Declaração

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL. Produto: Seguro Odontológico. 1 Descrição do Produto:

Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL. Produto: Seguro Odontológico. 1 Descrição do Produto: Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL Produto: Seguro Odontológico 1 Descrição do Produto: O Produto BRADESCO DENTAL é um seguro de despesas de assistência odontológica e atendimento em rede referenciada

Leia mais

ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS

ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS Em conformidade às competências do CAU/BR previstas na Lei nº 12.378/2010 e em seu Regimento Geral, são apoiados projetos que contribuem para

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO Í nicio Caro Credenciado, Seja bem vindo! Nós, da São Francisco Clínicas, estamos muito satisfeitos por tê-lo como parceiro. Pensando em auxiliá-lo nas tarefas diárias, criamos o

Leia mais

I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS

I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELO DETRAN NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS 1 VISTORIA 2. Certificado de Registro de Veículo - CRV e/ou Certificado de Registro de

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Junho/09 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Orientações Gerais 2.1 Entrega de guias 2.2 Numeração de guias 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança 3. Identificação do Beneficiário 3.1 Modelo do

Leia mais

Renovação - ProUni - para o 1º semestre de 2016 UNIFIEO - Centro Universitário FIEO

Renovação - ProUni - para o 1º semestre de 2016 UNIFIEO - Centro Universitário FIEO Renovação - ProUni - para o 1º semestre de 2016 UNIFIEO - Centro Universitário FIEO Renovação - ProUni - para o 1º semestre de 2016 UNIFIEO - Centro Universitário FIEO Renovação - ProUni - para o 1º semestre

Leia mais

Plano e Regulamento de Benefícios e Serviços

Plano e Regulamento de Benefícios e Serviços TITULO I DEFINIÇÕES GERAIS DOS BENEFICIOS E SERVIÇOS CAPITULO I DA FINALIDADE Art.1. Este plano tem por finalidade estabelecer os benefícios e serviços da ABEPOM, bem como regulamentar os critérios, limites

Leia mais

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02. Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 SUMÁRIO 1. Divulgação 3.02.00 - Unimed Taubaté/ANS...2 3.2.1. Guias

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

ESTADO DE ALAGOAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS ESTADO DE ALAGOAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 1 APRESENTAÇÃO As presentes instruções têm por finalidade estabelecer critérios

Leia mais

MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS

MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS Plano de Auto-Gestão em Saúde da CERON - PAGSC Porto Velho ago/2007 1 APRESENTAÇÃO A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar

Leia mais

Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268

Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268 Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268 1) O que é a Resolução Normativa - RN 259/268? A RN 259, alterada pela RN 268, com vigência a partir do

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA ESPECIALIZAÇÃO EM OFTALMOLOGIA - 2014 CURSO CREDENCIADO PELO CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA - CBO EDITAL

PROCESSO SELETIVO PARA ESPECIALIZAÇÃO EM OFTALMOLOGIA - 2014 CURSO CREDENCIADO PELO CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA - CBO EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ESPECIALIZAÇÃO EM OFTALMOLOGIA - 2014 CURSO CREDENCIADO PELO CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA - CBO EDITAL O Hospital de Olhos de Sergipe (HOS), no uso das atribuições legais,

Leia mais

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3 TISS Manual de Instruções Manual de Instruções Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 1. INTRODUÇÃO 2. ORIENTAÇÕES GERAIS 2.1 Entrega de guias SUMÁRIO......... 2.2 Numeração de guias Pacotes...

Leia mais