Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE"

Transcrição

1 MANUAL DO USUÁRIO DO PLANO CELOS SAÚDE AGREGADOS Revisado em 04/05/2011 O objetivo deste manual é orientar os usuários sobre a correta utilização do. As informações e instruções aqui contidas devem ser observadas com muita atenção, pois possibilitam o perfeito atendimento. O é regulamentado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS, na segmentação Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia, garantindo as coberturas do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS em vigor.

2

3 ÍNDICE 1. Conceitos básicos e termos técnicos utilizados nesse Manual Em qual segmentação é classificado o? Qual a área de abrangência do Plano? Quem pode ser beneficiário do Plano? Como fazer a inscrição no Plano? Quais são as carências do Plano? Quem pode receber o cartão de identificação do Plano? Qual a validade do cartão e como solicitar a emissão da 2ª via? Quais os valores da contribuição mensal? Existe algum limitador financeiro para inscrição? O que é coparticipação? Quando o Beneficiário Agregado perde o direito ao Plano? O que acontece em caso de não pagamento da contribuição mensal e da coparticipação? Quais são as coberturas do Plano? Como ser atendido pela rede de prestadores de serviço em saúde? Quais especialidades são cobertas pelo Plano? O que é e como utilizar a cobertura de consultas? Como utilizar a cobertura de exames médicos? O que são serviços médicos ambulatoriais? O que é a cobertura hospitalar? O que é a autorização prévia? Existe necessidade de autorização prévia para atendimentos de urgência e emergência? O que é o serviço de remoção de pacientes? Como utilizar o serviço de remoção de paciente? Há cobertura para Órtese, Prótese e Material Especial - OPME? O que fazer em casos de internação com data programada? Como funciona o reembolso de despesas?... 09

4 1. Conceitos básicos e termos técnicos utilizados nesse manual Para compreender melhor o manual e suas regras é preciso saber o significado de algumas palavras utilizadas. A Abrangência geográfica: área na qual se oferece a cobertura assistencial. Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS: órgão de regulação, normatização, controle e fiscalização das atividades que garantam a assistência suplementar à saúde. ANVISA: Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Autorização prévia: liberação de atendimento emitida pela CELOS. Atendimento ambulatorial: compreende os atendimentos realizados em consultório ou ambulatório, não incluindo internação hospitalar ou procedimentos para fins de diagnóstico ou terapia que demandem o apoio de estrutura hospitalar por período superior a 12 horas, ou serviços como recuperação pós-anestésica, UTI, CTI e similares. Atendimento eletivo: atendimentos médicos que podem ser programados, ou seja, que não são considerados de urgência ou de emergência. B Beneficiário: pessoa que pode aderir ao. C Carência: período no qual o Beneficiário não pode utilizar as coberturas do Plano. CBHPM: Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos. CID: Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde. Cobertura assistencial: procedimentos oferecidos para atenção à saúde. Coparticipação: valor pago pelo Beneficiário à CELOS na utilização de consulta, exame e internação para tratamento dos transtornos psiquiátricos, conforme definido no Regulamento do Plano. Contribuição mensal: valor estabelecido para custeio do plano de saúde, não incluído o valor devido a título de coparticipação. Companheiro(a): pessoa que vive em união estável com outrem. É considerada união estável a entidade familiar, configurada na convivência pública, contínua e duradoura com o objetivo de constituição de família, nos termos da Constituição Federal e do Código Civil Brasileiro. D Diretriz: critério estabelecido para a obrigatoriedade de cobertura de alguns procedimentos. E Emergência: evento que implica em risco imediato de morte ou de lesão irreparável para o paciente, caracterizado em declaração do médico assistente. H Hospital dia: atendimento hospitalar que não requeira pernoite em leito hospitalar, não correspondendo, portanto, a uma diária convencional. I IN ANS DIPRO 25/10: instrução normativa da ANS que atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a referência básica para cobertura assistencial mínima nos planos privados de assistência à saúde, contratados a partir de 1º de janeiro de 1999, e fixa as diretrizes de atenção à saúde. L Livre escolha: utilização de rede particular, para posterior reembolso, dos procedimentos de consulta, urgência e emergência, pelos valores da tabela vigente. 1

5 M Médico Assistente: médico responsável pela indicação da conduta médica a ser aplicada ao paciente. O OPME: Órtese, Prótese e Material Especial. P Pessoa Jurídica: sociedade empresarial e civil, associação, fundação, etc. Plano de Saúde: prestação continuada de serviço ou cobertura de custo assistencial pré ou pós-estabelecido, por prazo indeterminado. Garante, sem limite financeiro, assistência à saúde com atendimento por profissional ou serviço de saúde de livre escolha, integrante ou não de rede credenciada, contratada, via assistência médica, hospitalar e odontológica, a ser paga integral ou parcialmente pela CELOS ou mediante reembolso. R Rede prestadora de serviço: profissional e estabelecimento de saúde. Regulamento: contém as regras do plano de saúde. Reembolso: ressarcimento de despesa efetuada com serviço de saúde. Rol de procedimentos e eventos em saúde da ANS: cobertura assistencial obrigatória estabelecida pela ANS, para os planos regulamentados, ou posteriores à Lei nº 9.656/98. S Saúde suplementar: segmento privado de assistência à saúde. Segmentação Ambulatorial: cobertura de procedimento realizado em caráter eletivo, urgência e emergência: consulta médica, exame complementar, cirurgia ambulatorial, psicoterapia, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, terapia ocupacional, psiquiatria, hemodiálise, quimioterapia, radioterapia e hemodinâmica, realizada em consultório ou ambulatório, dentre outros. Segmentação Hospitalar com Obstetrícia: assegura cobertura de internação hospitalar e UTI, além de exames complementares, transfusão, quimioterapia, radioterapia, anestesia, taxa de sala na cirurgia, material utilizado durante internação, procedimentos relativos ao pré-natal, à assistência ao parto e ao recém-nascido. T TUSS: Terminologia Unificada da Saúde Suplementar. 2. Em qual segmentação é classificado o? O Plano é classificado na segmentação Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia, oferecendo cobertura aos atendimentos médicos em regime ambulatorial, inclusive exames, realizados em consultório ou ambulatório, além dos atendimentos prestados em regime de internação, para tratamento clínico, cirúrgico e procedimento obstétrico como pré-natal e parto. 3. Qual a área de abrangência do Plano? A área de abrangência do é Estadual. O Beneficiário Agregado será atendido no estado de Santa Catarina, pela Rede CELOS Saúde ou Rede Unimed. Poderá ainda ser atendido em âmbito nacional pela Rede Unimed, ou pelo sistema de livre escolha nas consultas, urgência e emergência, para posterior reembolso. 4. Quem pode ser beneficiário do Plano? Podem ser beneficiários do Plano (Art. 7º do Regulamento): 2

6 Companheiro(a): havendo união estável, na forma da lei Pai e mãe Sogro(a) Filho(a) Menor sob-guarda ou tutela do Titular, por determinação judicial Enteado(a) Irmão(ã) Neto(a) Sobrinho(a) Ex-cônjuge Nora Genro IMPORTANTE: Em caso de nascimento ou adoção de filho, providenciar imediatamente a inclusão no Plano conforme o Regulamento, pois o recém-nascido fica isento de carência, se incluído nos 30 dias posteriores ao nascimento ou adoção. 5. Como fazer a inscrição no Plano? O Titular e o Beneficiário Agregado preenchem o requerimento de inscrição e anexam os documentos específicos do tipo de beneficiário (Art. 7º do Regulamento): Requerimento assinado pelo Titular e Beneficiário Agregado Cópia da Carteira de Identidade e CPF do Beneficiário Agregado Comprovante da relação de parentesco do Beneficiário Agregado com o Titular do Plano CELOS Saúde Dados bancários do Beneficiário Agregado (caso opte por débito em sua conta) IMPORTANTE: Participantes na condição de vinculado (autopatrocinado/bpd) devem informar a remuneração atual no requerimento de inscrição, anexando comprovante de rendimento ou declaração registrada em cartório. 6. Quais são as carências do Plano? A carência corresponde ao período durante o qual o Beneficiário Agregado, mesmo inscrito no plano, não tem direito ao atendimento de determinadas coberturas (Art. 14 do Regulamento): 24 horas: Consultas, Urgência e Emergência 3 meses: Exames de diagnose e tratamentos médicos 6 meses: Internações e outros casos 10 meses: Parto IMPORTANTE: Ficam isentos de carências os dependentes do Plano CELOS Saúde que perdem a condição de beneficiário do Plano, e se inscrevem no Plano CELOS Saúde Agregados no prazo de 30 dias. 7. Quem pode receber o cartão de identificação do Plano? Somente o Titular pode receber o cartão de identificação do Plano. O Beneficiário Agregado somente receberá o cartão se for devidamente autorizado pelo Titular. 3

7 8. Qual a validade do cartão e como solicitar a emissão da 2ª via? O cartão terá validade de 2 anos. Para emissão de 2ª via, deve ser encaminhado a CELOS em requerimento específico disponível no autoatendimento do Portal da CELOS, devidamente assinado pelo Titular, com pagamento da taxa vigente. 9. Quais os valores da contribuição mensal? Os valores da contribuição estão previstos na tabela a seguir, que é baseada no Plano de Custeio. A tabela tem reajuste anual, de acordo com a variação do IPCA e/ou pela avaliação atuarial anual, com objetivo de manter o equilíbrio financeiro do Plano (Art. 41 a 50 do Regulamento). Faixas Etárias Contribuição Mensal (R$) 00 a 18 anos de idade 92,67 IMPORTANTE: Quando o Beneficiário 19 a 23 anos de idade 106,58 Agregado completar a idade prevista 24 a 28 anos de idade 120,47 na próxima faixa etária, a contribuição 29 a 33 anos de idade 166,81 mensal será alterada automaticamente. 34 a 38 anos de idade 185,34 39 a 43 anos de idade 203,87 44 a 48 anos de idade 231,68 49 a 53 anos de idade 342,88 54 a 58 anos de idade 417,02 59 anos de idade e acima 551,38 Vigência: 01/06/2011 a 31/05/ Existe algum limitador financeiro para inscrição? Sim. O líquido disponível do titular do Plano CELOS Saúde deve ser compatível com o valor das contribuições dos Beneficiários Agregados que se deseja inscrever. No momento da inscrição, o autoatendimento do Portal da CELOS fará a análise e informará a possibilidade ou não da inscrição. 11. O que é coparticipação? É a participação na despesa de utilização do Beneficiário Agregado que é cobrada pela CELOS, junto com a Contribuição Mensal. Os valores ou percentuais referentes à coparticipação são (Art. 31 do Regulamento): Consultas: 50% Exames: Básicos de Apoio Diagnóstico: 50% Especiais de Apoio Diagnóstico: 20% Procedimentos Ambulatoriais: Básicos: 20% Especiais: 20% do custo do procedimento, limitado a R$ 200,00 por procedimento IMPORTANTE: Não há coparticipação para procedimentos de quimioterapia, radioterapia, hemodiálise e procedimentos realizados em regime de internação hospitalar. 4

8 12. Quando o Beneficiário Agregado perde o direito ao Plano? O beneficiário será suspenso ou excluído das coberturas (Art. 53, 54 e 55 do Regulamento), pelos seguintes motivos: Não ter atendido às exigências para inscrição estabelecidas no Art. 7º do Regulamento, quando de uma reavaliação cadastral; Em caso de fraude; Devido à exclusão do Titular do Plano CELOS Saúde ou Plano Previdenciário da CELOS Por inadimplência do Beneficiário Agregado ou Titular em relação ao Plano, após 60 dias de atraso (Art. 40 do Regulamento). 13. O que acontece em caso de não pagamento da contribuição mensal e da coparticipação? No primeiro mês de atraso, sobre os valores não pagos, são cobrados juros de 1% ao mês, e multa de 2% incidente sobre o valor do débito atualizado. Após 60 dias, o Titular e o Beneficiário Agregado: São informados sobre os débitos; São notificados sobre o processo de desligamento; Caso o débito não seja quitado integralmente no prazo estipulado, a dívida será enviada para desconto na folha de pagamento do Titular, com a efetiva conclusão do processo de desligamento. 14. Quais são as coberturas do Plano? São as coberturas médicas, ambulatoriais e hospitalares constantes do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS, que estão detalhadas no Regulamento do Plano (Art. 8, 9 e 10), ou no site da ANS: 15. Como ser atendido pela rede de prestadores de serviço em saúde? O acesso aos serviços ocorre por meio de prestadores contratados pela Rede CELOS Saúde ou Rede Unimed. Para conhecer os prestadores de serviço credenciados e cooperados, consulte o Guia Médico (listagem), que está disponível nos sites e 16. Quais especialidades são cobertas pelo Plano? São cobertas todas as especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina, desde que contidas no Regulamento do Plano, além de fonoaudiologia, psicologia, nutrição, terapia ocupacional e fisioterapia, e ainda o Rol de Doenças Crônicas definidas no CID. 17. O que é e como utilizar a cobertura de consultas? Atendimento realizado em consultório ou clínica, por especialidade, reconhecida pelos Conselhos Profissionais, e destina-se ao esclarecimento e tratamento de moléstias em geral. Dispensa autorização e respeita a condição de cada especialidade. Toda consulta tem coparticipação de 50%, calculada sobre o valor da tabela vigente. As especialidades são: 5

9 Médica: Realizada por profissional especialista reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina. Pode ser utilizada a Rede CELOS Saúde ou a Rede Unimed, mediante apresentação do cartão de identificação do plano e documento de identidade. Não existe limite de consultas. É considerado retorno, sem custo, a consulta com o mesmo profissional, em complemento a consulta anterior, no prazo de 30 dias. Psiquiátrica: Realizada por profissional especialista, com atendimento limitado a 2 consultas mensais. Deve ser observado o disposto nas Diretrizes de Utilização estabelecidas pela ANS na IN DIPRO nº 25/10. Psicológica: Realizada por profissional especialista, com limite de 40 sessões anuais, não cumulativas (Art. 9º do Regulamento). Deve ser observado o disposto nas Diretrizes de Utilização estabelecidas pela ANS na IN DIPRO nº 25/10. Fonoaudiológica: Realizada por profissional especialista, decorrente de uma avaliação inicial para diagnóstico e definição do período de tratamento. São permitidas 6 sessões anuais, não cumulativas (Art. 9º do Regulamento). Deve ser observado o disposto nas Diretrizes de Utilização estabelecidas pela ANS na IN DIPRO nº 25/10. Acupuntura: Realizada por profissional especialista reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina. A guia médica deve apresentar o diagnóstico e o número de sessões necessárias. Nutricional: Realizada por profissional especialista (nutricionista), por recomendação e acompanhamento de profissional especialista reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina, que está acompanhando o paciente nesse tratamento. São permitidas até 12 sessões anuais, não cumulativas. Deve ser observado o disposto nas Diretrizes de Utilização estabelecidas pela ANS na IN DIPRO nº 25/ Como utilizar a cobertura de exames médicos? Os exames descritos no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS são cobertos conforme o Regulamento do Plano (Art. 9º), com a finalidade de diagnosticar doença ou avaliar as condições de saúde do Beneficiário Agregado. São classificados como: Os exames de menor complexidade não precisam de autorização, bastando se dirigir ao laboratório ou clínica da Rede CELOS Saúde ou Rede Unimed com a guia emitida pelo médico. Os exames de maior complexidade devem ser previamente autorizados. Alguns exames são avaliados pela Auditoria Técnica. Quando necessário, deve ser enviada a CELOS a guia de solicitação com justificativa, atendendo os critérios definidos nas diretrizes da ANS. A critério da Auditoria Médica da CELOS ou da Unimed podem ser solicitados exames complementares. IMPORTANTE: Conforme o tipo de exame é cobrado coparticipação de: 50% (menor complexidade) 20% (maior complexidade) 6

10 19. O que são serviços médicos ambulatoriais? São os procedimentos realizados em caráter eletivo ou de urgência e emergência, em consultório ou clínica, sem cobrança de diária. Alguns desses procedimentos necessitam de autorização prévia, tais como: angiografia, angioplastia, arteriografia, cateterismo cardíaco, eletroneuromiografia, litotripsia renal, quimioterapia, radioterapia, tratamento dermatológico, hemodiálise, cirurgia ambulatorial e fisioterapia. 20. O que é a cobertura hospitalar? É a cobertura para internação, inclusive obstetrícia, integralmente custeada pelo Plano e sem limites de dias, com exceção do tratamento de transtorno psiquiátrico, em que será cobrada coparticipação do Beneficiário Agregado após 30 dias de internação, nos termos estabelecidos no Regulamento do Plano. Essa cobertura também compreende os procedimentos relativos ao pré-natal e assistência ao parto, bem como as despesas relativas a um acompanhante indicado pela mulher durante o trabalho de parto, de acordo com o estabelecido no Regulamento do Plano. De acordo com Regulamento do Plano (Art. 10), esta cobertura compreende a internação cirúrgica e clínica, em hospital ou clínica médica, em apartamento individual com banheiro privativo e direito a acompanhante, exceto nos casos de UTI e similar. Essas coberturas podem ocorrer em caráter eletivo, urgência e emergência. IMPORTANTE: No caso de pacientes com menos de 18 e acima de 60 anos de idade, o acompanhante terá direito a todas as refeições, desde que solicitado pelo médico assistente. Nos demais casos, o acompanhante terá direito somente a pernoite e café da manhã. 21. O que é a autorização prévia? É um documento formal contendo a liberação para realização do procedimento solicitado. O pedido de autorização pode ser feito: Nas unidades de atendimento da Unimed; Nas unidades de atendimento de saúde da Rede CELOS Saúde; Via fax: (48) IMPORTANTE: A autorização tem validade de 30 dias, a partir de sua emissão (Art. 26 do Regulamento). 22. Existe necessidade de autorização prévia para atendimentos de urgência e emergência? Não. O atendimento de urgência e emergência não está sujeito à autorização prévia (Art. 19, 20 e 26 do Regulamento). IMPORTANTE: O Beneficiário Agregado, ou o responsável, terá prazo de 2 dias úteis, contados da data do atendimento, para então regularizar a documentação da autorização, sob pena da CELOS não se responsabilizar pelas despesas. 23. O que é o serviço de remoção de pacientes? É a remoção do paciente de uma unidade hospitalar para outra, decorrente de situação de urgência, emergência ou necessidade técnica, devidamente justificada em relatório médico. 7

11 O relatório médico exigido pela CELOS para remoção de paciente deve conter (Art. 21 do Regulamento): Justificativa médica; Nome do médico que vai receber o paciente; Nome da unidade hospitalar para onde será transferido; Descrição do quadro clínico do paciente; Orientação sobre a necessidade de equipamentos, medicamentos e profissionais a serem utilizados durante a remoção. IMPORTANTE: Não tem cobertura a remoção de paciente de unidade hospitalar para casa ou vice-versa. 24. Como utilizar o serviço de remoção de paciente? Somente com prévia autorização pela CELOS. Para autorizar a remoção é exigido relatório médico, que deve ser enviado para o ou para o fax (48) Outras informações podem ser obtidas pelos telefones: (48) ou (48) IMPORTANTE: Nos casos de urgência e emergência, a autorização deve ser solicitada até o 2º dia útil subsequente à remoção (Art. 21 do Regulamento). 25. Há cobertura para Órtese, Prótese e Material Especial - OPME? Sim, com limitações. É necessária a prévia e formal autorização da CELOS, que deve ser solicitada pelo menos 5 dias úteis antes da cirurgia eletiva. Em casos de emergência, a autorização deve ser solicitada no 1º dia útil após a cirurgia. Para autorização devem ser enviadas à CELOS solicitação e justificativa médica para avaliação da Auditoria Médica da CELOS (ou especializada). A análise para autorização da cobertura leva em conta: indicação médica, medicina baseada em evidências e a compatibilidade do material com o procedimento. IMPORTANTE: Somente haverá cobertura para Órtese, Prótese e Material Especial (OPME) registrados na ANVISA. 26. O que fazer em casos de internação com data programada? A internação programada, também chamada de eletiva, acontece quando o profissional e o paciente agendam previamente a data do evento. Nesse caso, deve ser solicitada autorização da CELOS, com antecedência mínima de 72 horas, para evitar transtornos (Art. 26 do Regulamento). O Beneficiário Agregado deve apresentar: Cartão válido de identificação do ; Documento de identidade; Guia de solicitação de internação devidamente preenchida e assinada pelo médico, contendo: 8

12 CID; Código e descrição do procedimento de acordo com a TUSS; Período de internação; Nome legível do médico; Número do CRM. IMPORTANTE: Caso a internação aconteça, por opção do profissional ou do paciente, na véspera do dia programado, tal acréscimo (diária) será cobrado integralmente do Titular/Beneficiário Agregado ou glosado, dependendo da responsabilidade definida. 27. Como funciona o reembolso de despesas? O reembolso é pago somente para os serviços em caráter de urgência, emergência e consultas, realizadas em consultório, ambulatório ou ambiente hospitalar (Art. 22 do Regulamento). O Beneficiário Agregado deve apresentar a documentação, no prazo máximo de 12 meses, contados da data do procedimento. O pagamento será efetuado, no prazo máximo de 30 dias, contados da apresentação do comprovante de pagamento, de acordo com os valores da tabela de referência praticada pela CELOS. O comprovante de pagamento deve ser apresentado em via original em papel timbrado, e conter: Data de emissão; Matrícula e nome do Titular; Identificação do paciente (Beneficiário Agregado); Carimbo com CPF (Pessoa Física) ou CNPJ (Pessoa Jurídica) do prestador de serviço; Número de registro do profissional no Conselho de sua especialidade (Pessoa Física); Discriminação do serviço prestado ao paciente (Beneficiário Agregado) e data das sessões (quando for o caso). Documentos complementares podem ser solicitados, sempre que necessário. Caso queira a devolução do comprovante original deve ser anexada fotocópia. IMPORTANTE: Do valor do reembolso são descontados o valor de coparticipação e eventuais débitos junto ao Plano. 9

13 Anotações:

14 Av. Hercílio Luz, 639 Ed. Alpha Centauri 7º andar CEP Florianópolis Santa Catarina Fax: (48) Atendimento ao Participante:

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar PLANO DE SAÚDE Tenha em mãos informações importantes Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora

Leia mais

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso:

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso: Como solicitar reembolso: Você deve preencher o envelope para Solicitação de Reembolso (disponível em qualquer agência bancária do banco Bradesco), anexando os documentos necessários, e enviá-lo por malote

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

Plano de Assistência Médica

Plano de Assistência Médica Sociedade Meridional de Educação (Some) União Sul Brasileira de Educação e Ensino (USBEE) Plano de Assistência Médica NORMA Atualizada em de 22/09/2015 Todo empregado das Mantenedoras Sociedade Meridional

Leia mais

São Paulo, Janeiro de 2014

São Paulo, Janeiro de 2014 Comunicado - Reembolso Prezado Cliente, Com o objetivo de aprimorarmos nossas rotinas operacionais e visando preservar a agilidade nos pagamentos dos atendimentos ocorridas na Livre-Escolha, informamos

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

Guia Prático de Utilização do Plano

Guia Prático de Utilização do Plano Guia Prático de Utilização do Plano Aqui você tem o que há de melhor para a sua saúde. O QUE É A UNIMED APRESENTAÇÃO Sua finalidade é prestar assistência médica e hospitalar de alto padrão, dentro do sistema

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM?

VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM? PLANO 6531 VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM? É com satisfação que lhe apresentamos o UNIPAR 100. Um plano de saúde participativo, regulamentado pela Lei 9656/98, que garante ao

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

Guia Plano de Saúde Agregados

Guia Plano de Saúde Agregados Guia Plano de Saúde Agregados Coberturas O plano de Saúde de Agregados, contratado pela Celos a Unimed Florianópolis, é regulamentado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar e possui segmentação Ambulatorial

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração;

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração; Manual do Plano de Saúde/PMF ADESÃO AO PLANO DE SAÚDE A adesão ao plano de saúde será facultativa, e observará a regulamentação estabelecida pela Secretaria Municipal de Administração. USUÁRIO TITULAR

Leia mais

COBERTURAS E CARÊNCIAS:

COBERTURAS E CARÊNCIAS: PLANO REGIONAL E LOCAL UNIVERSITARIO PESSOA FÍSICA Lei 9656/98 ANS Beneficiários que residem em Guaratinguetá, Aparecida, Cunha ou Potim Definições: Unimed: Cooperativa de Trabalho Médico, regida pela

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO MANUAL DE REEMBOLSO 1 - O QUE É REEMBOLSO É a restituição ao beneficiário, das despesas médicas e hospitalares por ele custeadas em atendimento particular, ou seja, por prestador não credenciado à Medial

Leia mais

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP 1. OBJETO: 1.1. A presente proposta tem por objeto disponibilizar seguros saúde da Sul América Seguros Saúde S.A., operadora registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde Operadora: Unimed Curitiba Sociedade Cooperativa de Médicos CNPJ: 75.055.772/0001-20 Nº de registro na ANS: 30470-1 Site: http://www.unimedcuritiba.com.br Tel:(41) 3019-2000 Exclusivo para liberações de

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber?

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber? PLANOS DE SAÚDE O que é preciso saber? Queridos amigos, Estamos muito felizes por concluir a nossa segunda cartilha sobre direitos atrelados à saúde. Este trabalho nasceu com o propósito de levar informações

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual A Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT deverá ser preenchida pelo profissional ou entidade de saúde que mantém compromisso de credenciamento especial firmado com

Leia mais

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde:

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde: ESTIPULANTE: VIVA ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS, inscrita no CNPJ nº 12.149.094/0001-44, com sede à Rua Dom Jaime Câmara, 66, salas 603 e 604, Centro, Florianópolis (SC), SUB-ESTIPULANTE: SINDICATO DOS

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE.

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE. MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE. Operadora: Unimed Campo Grande MS Cooperativa de Trabalho Médico. CNPJ: 03.315.918/0001-18 Nº de registro na ANS: 312851 Site: http://www.unimedcg.com.br

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF

Manual do Plano de Saúde/PMF Manual do Plano de Saúde/PMF INCLUSÃO DE TITULAR DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Cópia RG e CPF; Comprovante de residência em nome do titular (três meses de validade). Contra Cheque (três meses de validade). Ficha

Leia mais

MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A

MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A Página 1 de 12 MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A Prezado Beneficiário, Este é o Manual do Beneficiário da ELOSAÚDE. Nele você encontrará informações importantes para melhor usufruir dos benefícios oferecidos

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO Operadora: GreenLine Sistema de Saúde - LTDA CNPJ: 61.849.980/0001-96 Nº de Registro na ANS: 32.507-4 Site: http://www.greenlinesaude.com.br Tel: 0800-776 - 7676 Manual de Orientação

Leia mais

PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III

PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III Com esta mensagem, a Pró-Reitoria de Recursos Humanos da Universidade Federal de Minas Gerais

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA ANEXO I CARACTERÍSITCAS DO OBJETO Objeto: Contratação de operadora de plano de assistência médico-hospitalar, compreendendo os serviços clínicos e cirúrgicos, ambulatoriais, internação clínica, cirúrgica

Leia mais

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS FASCÍCULO DO BENEFICIÁRIO VERSÃO 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO 03 1. CONSULTA/ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA EM PRONTO ATENDIMENTO

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS Operadora: ELOSAÚDE - CNPJ: 11.593.821/0001-03 03 - N ANS: 41729-7 - Site: www.elosaude.com.br - Tel.: (48) 3298-5555 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL Preocupada com a qualidade do benefício mais nobre que uma empresa pode oferecer aos seus funcionários, a CULTURA INGLESA renovou com a AMIL a parceria que dura mais de 17 anos.

Leia mais

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br 1. PLANO UNIMAX COLETIVOS POR ADESÃO Características: Apresentam abrangência Nacional, com atendimentos e ampla utilização na rede Unimed, contando

Leia mais

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM.

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 APRESENTAÇÃO O UNAFISCO SAÚDE é o Plano

Leia mais

www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3

www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3 SAÚDE PAS www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3 SAÚDE PAS A SUA REDE PREFERENCIAL! - MÉDICOS - LABORATÓRIOS - CLÍNICAS DE IMAGENS Nesta Rede, utilize apenas seu cartão do Saúde PAS (e documento de identificação)

Leia mais

1) Quais são os planos de assistência à saúde disponibilizados pela CAAPI/UNIMED?

1) Quais são os planos de assistência à saúde disponibilizados pela CAAPI/UNIMED? PERGUNTAS FREQUENTES: 1) Quais são os planos de assistência à saúde disponibilizados pela CAAPI/UNIMED? Nacional Univida e Estadual Unimulti. Preços e faixas etárias você encontra em novas adesões. 1)

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde previstos na RN nº 211, de 11 de janeiro de 2010. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de

Leia mais

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO. QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA DE PLANO DE SAÚDE... 3 2. CARACTERÍSTICAS DO PLANO... 3 2.. Objetivo... 3 2.2. Nome comercial

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal:

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal: TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: CEP: Telefone: Representante legal: RG: CPF: 1. Por este termo, o associado

Leia mais

Manual de Orientação para contratação de Plano de Saúde

Manual de Orientação para contratação de Plano de Saúde Operadora: Allianz Saúde CNPJ: 04.439.627/0001-0 Nº de registro na ANS: 00051-5 Nº de registro do produto: conforme contratado pelo estipulante Site: www.allianz.com.br Telefone: 0800 7228148 Manual de

Leia mais

Guia Prático. do seu PLANO DE SAÚDE. Rio

Guia Prático. do seu PLANO DE SAÚDE. Rio Guia Prático do seu PLANO DE SAÚDE Rio Bem -vindo à ALIANÇA ADMINISTRADORA! Sumário Informações Importantes...3 Guia de Leitura Contratual...6 Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde...8

Leia mais

Rua Visconde de Inhaúma, 38-9º Andar, Sala 902 - Centro - Rio de Janeiro - RJ - 20091-007 Tel.: (21) 2216-6900.

Rua Visconde de Inhaúma, 38-9º Andar, Sala 902 - Centro - Rio de Janeiro - RJ - 20091-007 Tel.: (21) 2216-6900. ADITIVO CONTRATUAL AO CONTRATO CELEBRADO ENTRE SALUTAR SAÚDE SEGURADORA S.A, O SINDICATO DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO LIVRE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E AS EMPRESAS ASSOCIADAS À SINDELIVRERIO. 1 SALUTAR

Leia mais

Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268

Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268 Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268 1) O que é a Resolução Normativa - RN 259/268? A RN 259, alterada pela RN 268, com vigência a partir do

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a Sabesprev ainda possibilita aos seus beneficiários o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha, quando o beneficiário

Leia mais

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil:

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Unimed Brasil A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Presente em 83% território nacional; 375 cooperativas

Leia mais

PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015)

PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015) PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015) Institui, no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, o Programa

Leia mais

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS)

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) 1 Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Paulo Andrade (Gerente TI) Coordenador TISS

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO Edição: 25/02/14 Direito de migrar para plano individual ou familiar aproveitando carência do plano coletivo empresarial Os beneficiários

Leia mais

SAÚDE PAS MEDICINA & ODONTO Manual do Usuário

SAÚDE PAS MEDICINA & ODONTO Manual do Usuário 1. GARANTIAS E VANTAGENS O SAÚDE PAS Medicina & Odonto é um Plano de Saúde direcionado exclusivamente aos servidores públicos estaduais, que opera em regime de autogestão, sem fins lucrativos e sob a filosofia

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS Padrão TISS Atendendo à exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir do dia 31 de Agosto do corrente ano, a Unimed Sobral se adequará ao padrão

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA Recife/2007 SUMÁRIO PAG I Objetivos... 02 II Orientações Gerais... 04 III Instruções para preenchimento da Guia de Consulta... 06 IV Anexos......

Leia mais

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS Este aditivo é parte integrante do Seguro Saúde contratado pelo Estipulante abaixo indicado, bem como de suas Condições Gerais. Número

Leia mais

PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES

PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES Até 2004 - assistência aos servidores por profissionais de saúde da CMBH Após 2004 - assistência aos servidores através do convênio com a BEPREM Lei 10107/2011

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS JAN/10 TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS O presente aditamento é parte integrante do Contrato de Assistência Médica

Leia mais

Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015

Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015 Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas Vigência Julho/2015 Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS

Leia mais

R E S O L V E: Art. 2º Os beneficiários do Plano de Saúde classificam-se em titulares e dependentes.

R E S O L V E: Art. 2º Os beneficiários do Plano de Saúde classificam-se em titulares e dependentes. PORTARIA TRT Nº. 4.896, de 17 de novembro de 2005. Institui, no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, o Programa de Assistência Médica Hospitalar e Ambulatorial. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha. O beneficiário

Leia mais

Regulamentação do Contrato. Coberturas Contratuais

Regulamentação do Contrato. Coberturas Contratuais Regulamentação do Contrato Coberturas Contratuais Regulamentação do Contrato Planos Não Regulamentados: Planos antigos que foram contratados antes de 1999, com direitos contratuais restritos em relação

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Brasília, Março de 2013 Versão 1.1 INSTRUÇÕES GERAIS Este MANUAL tem como objetivo orientar

Leia mais

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de TX DE IMPLANTAÇÃO: R$ 20,00 CONDIÇÕES: Crianças de 0 a 5 anos e adultos com mais de 58 anos, necessário avaliação médica ( marcado pela operadora ) DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: CPF, RG ou Certidão de nascimento

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

UNIPART COPARTICIPATIVO TRANSPORTE AÉREO E ONDONTOLÓGICO - MODALIDADE ESTADUAL

UNIPART COPARTICIPATIVO TRANSPORTE AÉREO E ONDONTOLÓGICO - MODALIDADE ESTADUAL TERMO DE ADESÃO AO PLANO DE SAÚDE ATRAVÉS DO CONVÊNIO ASSOCIAÇÃO DOS SERVENTUÁRIOS DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS SERJUS/MG E UNIMED-BH COOPERATIVA DE TRABALHOS MÉDICOS Contratos: UNIPART COPARTICIPATIVO

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE SAÚDE (BAIXO RISCO) DA COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE SAÚDE (BAIXO RISCO) DA COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG REGULAMENTO DO PROGRAMA DE SAÚDE (BAIXO RISCO) DA COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO E DA GESTÃO DO PROGRAMA Art. 1º. A Companhia de Saneamento de Minas Gerais

Leia mais

Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal. Manual de Prestadores. Hospitais

Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal. Manual de Prestadores. Hospitais Plano de Saúde do Supremo Tribunal Federal Manual de Prestadores Hospitais sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. ROTINA MENSAL... 3 3.1. Faturamento de contas... 3 3.2. Códigos de Tabelas TISS

Leia mais

Divulgação Novo TISS 3.02.00

Divulgação Novo TISS 3.02.00 Manual TISS 3.0.00 Índice Tema Introdução Conteúdo e Estrutura Guia de Consulta Legenda Guia de Consulta Guia SP SADT Legenda Guia SP SADT Guia Solicitação de Internação Legenda Guia Solicitação de Internação

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N 019/2001

PORTARIA NORMATIVA N 019/2001 PORTARIA NORMATIVA N 019/2001 Dispõe Sobre a Hospitalização Psiquiátrica e dá Outras Providências O PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES DO ESTADO DE GOIÁS IPASGO, usando

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre a garantia de atendimento dos beneficiários de plano privado de assistência à saúde e altera a Instrução Normativa IN nº 23, de 1º de

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE: CONHEÇA SEUS DIREITOS CONTRA ABUSOS E ARMADILHAS

PLANOS DE SAÚDE: CONHEÇA SEUS DIREITOS CONTRA ABUSOS E ARMADILHAS PLANOS DE SAÚDE: CONHEÇA SEUS DIREITOS CONTRA ABUSOS E ARMADILHAS PLANOS DE SAÚDE: CONHEÇA SEUS DIREITOS CONTRA ABUSOS E ARMADILHAS Direito de todos e dever do Estado! Como determina a Constituição Federal

Leia mais

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR DO SERVIDOR AMPARO LEGAL Lei 8.112/90 (RJU) Art. 230 A assistência à saúde do servidor, ativo ou inativo, e de sua família compreende assistência médica, m hospitalar, odontológica,

Leia mais

ANEXO II MANUAL DO CREDENCIADO

ANEXO II MANUAL DO CREDENCIADO ANEXO II MANUAL DO CREDENCIADO ESTE MANUAL TEM POR OBJETIVO FORNECER ORIENTAÇÃO GERAL AOS PROFISSIONAIS E INSTITUIÇÕES CREDENCIADAS DO SISTEMA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA SUPLETIVA DA CESAN. O FIEL CUMPRIMENTO

Leia mais

Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde

Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde Atos Normativos ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar Resolução Normativa 186, de 14 de janeiro de 2009 - ANS Instrução Normativa

Leia mais

Hospital Vivalle CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICA / HOSPITALAR

Hospital Vivalle CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICA / HOSPITALAR Hospital Vivalle Data: Hora: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICA / HOSPITALAR I CONTRATADO: Rede D'Or São Luiz S.A. Unidade Vivalle, empresa brasileira, com sede em São José dos Campos/SP,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) I CONTRATANTE : Nome Operadora de Saúde Endereço: R...., nº... Bairro... - Cidade/ Capital

Leia mais

Dúvidas mais frequentes

Dúvidas mais frequentes Dúvidas mais frequentes Plano regulamentado e não regulamentado O que é a Lei 9656/98? A lei 9656/98 foi criada em junho de 1998 para proporcionar aos consumidores a cobertura assistencial definida pela

Leia mais

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS PLANOS DE SAÚDE ADMINISTRADOS PELA GEAP

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS PLANOS DE SAÚDE ADMINISTRADOS PELA GEAP Segmentação: Ambulatorial e Hospitalar com obstetrícia. Prevê procedimentos do rol de referência transplantes autólogos, de rim e de córnea. Nos tratamentos seriados estão cobertas as sessões de Psicoterapia

Leia mais

Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS

Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2014 ERRATA Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS. Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar

Leia mais

ANEXO I Pregão Presencial nº 010/2014 ESPECIFICAÇÕES PLANO COLETIVO EMPRESARIAL PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR

ANEXO I Pregão Presencial nº 010/2014 ESPECIFICAÇÕES PLANO COLETIVO EMPRESARIAL PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR ANEXO I Pregão Presencial nº 010/2014 ESPECIFICAÇÕES PLANO COLETIVO EMPRESARIAL PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR 1. DEVERÁ OFERECER AS SEGUINTES MODALIDADES: a) Plano com acomodação em ENFERMARIA

Leia mais

Proposta Contratual MUNICÍPIO E-MAIL. ( ) Contributária (% funcionário) ( ) Não Contributária (100% Empresa)

Proposta Contratual MUNICÍPIO E-MAIL. ( ) Contributária (% funcionário) ( ) Não Contributária (100% Empresa) PLANO COLETIVO EMPRESARIAL A PARTIR DE 3 BENEFICIÁRIOS RAZÃO SOCIAL DA EMPRESA CONTRATANTE Proposta Contratual RAMO DE ATIVIDADE ENDEREÇO COMPLETO CNPJ/ MF TELEFONE CELULAR NOME COMPLETO DO REPRESENTANTE

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO

ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO Rotinas para Atendimento do Usuário Este manual tem por objetivo facilitar a utilização do seu Plano de Saúde. A observância das instruções nele contidas facilita o

Leia mais

A nossa maior satisfação é vê-lo 100% satisfeito.

A nossa maior satisfação é vê-lo 100% satisfeito. Seja bem-vindo! Este é um momento muito especial. A sua chegada nos traz muita alegria, afinal, estamos prontos para oferecer melhor qualidade de vida e bem-estar a você e seus dependentes. O SAÚDE PAS

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC)

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC) 1 A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR 2 CONCEITOS 3 SAÚDE SUPLEMENTAR: atividade que envolve a operação de planos privados de assistência à saúde sob regulação do Poder

Leia mais

Manual do Usuário Plano de saúde UFSC/Unimed

Manual do Usuário Plano de saúde UFSC/Unimed Manual do Usuário Plano de saúde UFSC/Unimed 2 Buscando sempre melhor qualidade de vida aos servidores e seus dependentes a Universidade Federal de Santa Catarina contratou junto à Unimed Grande Florianópolis

Leia mais

Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL. Produto: Seguro Odontológico. 1 Descrição do Produto:

Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL. Produto: Seguro Odontológico. 1 Descrição do Produto: Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL Produto: Seguro Odontológico 1 Descrição do Produto: O Produto BRADESCO DENTAL é um seguro de despesas de assistência odontológica e atendimento em rede referenciada

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) 0 Última Atualização: 16/05/07 9:30h SUMÁRIO I Introdução Página 2 II - Formulários/ Legendas Página 5 II.1 Guias Página 5 2.1.1

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13 TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/1 ADERENTE: CNPJ: Endereço: CEP: Cidade: UF: Representante legal: CPF: RG: Endereço: CEP: Cidade: CLÁUSULA PRIMEIRA: A ADERENTE, doravante

Leia mais

Manual de Orientação TISS

Manual de Orientação TISS Manual de Orientação TISS Prezado Prestador, De forma a atender a Resolução Normativa 114 de 26/10/05 publicada pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar, a Marítima Saúde Seguros S/A está disponibilizando

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4. Pesquisar Beneficiário... 5. Elegibilidade Beneficiário... 6. Nova Guia Consulta Eletiva... 7. Nova Guia SP/SADT...

INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4. Pesquisar Beneficiário... 5. Elegibilidade Beneficiário... 6. Nova Guia Consulta Eletiva... 7. Nova Guia SP/SADT... INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4 Pesquisar Beneficiário... 5 Elegibilidade Beneficiário... 6 Nova Guia Consulta Eletiva... 7 Nova Guia SP/SADT... 10 Nova Guia Anexo de Radioterapia... 14 Nova Guia Anexo

Leia mais