Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas. Vigência Julho/2015"

Transcrição

1 Reembolso de Despesas Médicas e Não Médicas Perguntas e Respostas Vigência Julho/2015 Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha. O beneficiário poderá utilizar os serviços de profissionais ou instituições que não façam parte da rede credenciada, respeitando-se as regras de coberturas e a área de abrangência de cada Plano (Pleno, 279, Especial, Executivo, Executivo A, Padrão e Padrão A). O valor reembolsado é geralmente inferior ao pago em caráter particular. Por isso, recomenda-se a utilização da rede credenciada, que conta com profissionais de capacidade reconhecida e não há necessidade de pagamento direto ao médico. Mas, se sua opção for pelo reembolso, procure sempre informar-se com antecedência (prévia) sobre o valor máximo reembolsado. O Sistema de Reembolso, como é conhecido, tem regras e procedimentos que devem ser observados. Os valores a serem reembolsados não têm qualquer vínculo com os preços negociados pelo beneficiário diretamente com os médicos ou instituições médicas não pertencentes à rede credenciada. O valor de reembolso da livre escolha não será inferior ao praticado na rede credenciada. A Tabela de Reembolso da SABESPREV encontra-se disponível no espaço do atendimento ao beneficiário e em nosso site área restrita do portal. Abaixo, elencamos as principais dúvidas apresentadas sobre o assunto.

2 1. O que é a Tabela de Reembolso? A Sabesprev disponibiliza para consulta a sua Tabela de Reembolso, em cumprimento a Resolução Normativa da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS. Esta tabela se encontra registrada em cartório em cumprimento as determinações da Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS e será reajustada anualmente. 2. Como utilizá-la? O cálculo de reembolso de honorários médicos segue as regras praticadas com a rede de prestadores credenciados, e prevê o acréscimo de 100% quando o beneficiário pertencer a um plano com a acomodação individual (quarto/ apartamento); Para que o beneficiário possa realizar o seu próprio cálculo de reembolso é importante observar que o procedimento de cirurgia realizada em ambiente hospitalar com internação ou Day/clinic (Hospital dia), o valor informado na Tabela de Reembolso deverá ser multiplicado por dois (colunas 1,2 e 3); Esta condição é para os Planos Pleno, 279, Especial, Executivo e Executivo A; Para beneficiários do Plano Padrão e Padrão A, de acordo com a regra de utilização prevista em regulamento dos respectivos planos, o valor para cálculo de honorários médicos não deve ser multiplicado, é o apresentado na tabela; Se houver a utilização de médicos auxiliares, a tabela Indicará na coluna 3 a quantidade de profissionais permitidos. A regra para o cálculo dos auxiliares é: para o primeiro auxiliar calcular 30% do valor pago ao cirurgião principal, e para os demais auxiliares, se previsto em tabela, calcular 20% do valor do cirurgião principal; Procedimentos valorados por pacote não devem ser multiplicado, o reembolso será o valor apresentado na Tabela de Reembolso;

3 Se o pedido de cirurgia for mais complexo, com a realização de mais de um código, pedimos para que entre em contato com a Central de Atendimento SABESPREV, no telefone: A solicitação será analisada e o cálculo do reembolso será informado posteriormente. Lembre-se: Quanto mais informações você passar, mais próximo do real será a prévia. Relatórios médicos ou descrições detalhadas do procedimento são muito importantes. Para reembolso de exames e procedimentos realizados em ambulatório / consultório, o cálculo será o valor apresentado na tabela, para todos os Planos; A tabela está de acordo com os valores praticados com a rede credenciada e impressa por ordem alfabética; O reembolso é calculado sobre a tabela de valores-teto de reembolso ou o valor pago (o que for menor), e varia de acordo com a natureza do procedimento (consulta, exames ambulatoriais, cirurgias e despesas com internação); Procedimentos médicos, exames e fisioterapia: reembolso conforme tabela de Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos da Associação Médica Brasileira- CBHPM - 5ª edição. Consultas e terapias (psicoterapia, fonoterapia, terapia ocupacional, acupuntura, RPG e hidroterapia : reembolso conforme tabela própria da SABESPREV; Os procedimentos listados na Tabela de Reembolso estão codificados pelo código TUSS- Terminologia Unificada da Saúde Suplementar - e estão de acordo com o rol de coberturas da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS; A Tabela de Reembolso está apresentada em reais (R$); Nos planos em que estão previstos a cobrança de co-participação, esta também incidirá no cálculo de reembolso, o beneficiário deverá atentar para o regulamento e regras estabelecidas em seu plano;

4 Acesse a Tabela de Reembolso na área restrita do portal da Sabesprev no Menu Saúde/Reembolso. 3. Como solicitar o reembolso? Basta enviar o pedido de reembolso para a SABESPREV, que ele será analisado conforme as regras do seu plano. Há um Formulário específico disponível em nosso site, que também pode ser retirado nas áreas de Recursos Humanos da Sabesp e nos Pólos Descentralizados da SABESPREV. Para o BENEFICIÁRIO TITULAR, está disponível a opção do formulário na versão de preenchimento eletrônico que possui a visualização dos dados bancários cadastrados para a realização do depósito pela Sabesprev. Em caso de indicação de outra conta corrente para o crédito do reembolso, além de preencher os dados no próprio formulário, será necessário o envio dos dados bancários através de cópia do cartão bancário, ou cópia de cheque ou cabeçalho do extrato bancário, para que o setor de cadastro possa processar a solicitação de alteração. Esta opção está disponível somente para o preenchimento em formulário eletrônico, mas caso a sua opção for pelo envio através do Formulário em PDF, solicitamos consultar antecipadamente os dados bancários cadastrados no Plano de Saúde, antes do envio dos documentos, e caso seja necessário efetuar a alteração dos dados pelos canais de atendimento, enviar os documentos bancários mencionados. O Formulário de Reembolso para Não Titulares, deve ser preenchido somente para depósitos em conta do BENEFICIÁRIO agregado, designado ou dependente do TITULAR do Plano. O reembolso será realizado na conta corrente indicada em até 30 dias corridos a partir da chegada da documentação completa na SABESPREV. Não poderá ser efetuado reembolso em conta corrente de não participantes. Caso seja identificada tal situação, o depósito ocorrerá na conta do BENEFICIÁRIO TITULAR do Plano.

5 Acesse os formulários de Solicitação de Reembolso no portal da Sabesprev no Menu Saúde/Formulários em PDF ou na área restrita no Menu Saúde/Formulários Eletrônicos. Os documentos devem ser encaminhados para: SABESPREV - Espaço de atendimento ao Participante - Alameda Santos, o andar - CEP: ; Pólos Descentralizados da SABESPREV; Área de RH da Sabesp. 4. Como o valor do reembolso é pago? Caso o número da conta corrente não tenha sido descrito no formulário, os valores serão depositados na conta do titular do Plano, informada no cadastro da SABESPREV. a) O BENEFICIÁRIO deverá manter atualizados os dados de conta corrente cadastrada pelos canais de atendimento. Se houver documentos pendentes, o prazo será contado a partir da data de entrega da documentação completa na Sabesprev. A SABESPREV poderá proceder ao depósito relativo ao reembolso de despesas médicas em contas correntes de BENEFICIÁRIOS agregados, designados ou dependentes integrantes dos demais planos da SABESPREV. a) Para que isto ocorra o BENEFICIÁRIO deve preencher o Formulário de Reembolso para Não Titulares.

6 b) O depósito será efetivado em até 30 (trinta) dias a partir do recebimento da documentação completa e adequada pela SABESPREV. c) Não poderá ser efetuado reembolso em conta corrente de BENEFICIÁRIOS que não estejam cadastrados na SABESPREV. Não deixe de atualizar seus dados cadastrais. 5. Qual o prazo máximo para entrega da solicitação? O beneficiário terá até 12 (doze) meses, contados da data de ocorrência do evento, para solicitar o reembolso, sob pena de prescrição desse direito. IMPORTANTE: Observar que o prazo para sessões continuadas (como fonoaudiologia, psicologia, acupuntura, fisioterapia, terapia ocupacional, RPG, etc.) é calculado a partir do primeiro atendimento. 6. Existem restrições de cobertura? SIM, mas elas são diferenciadas dependendo do plano. Recomendamos consultar as regras específicas no seu Regulamento. 7. Atendimentos por reembolso são sujeitos a co-participação? SIM, e o valor correspondente é deduzido do total pago pela SABESPREV. Consulte as regras no Regulamento do seu plano. 8. Programas especiais podem ser reembolsados?

7 NÃO, salvo autorização expressa da SABESPREV obtida antecipadamente. Os programas especiais são os seguintes: curativos especializados, assistência domiciliar, oxigenoterapia contínua, aparelhos para oximetria, ventiladores mecânicos e fisioterapia e assemelhados. IMPORTANTE: As cirurgias refrativas, de obesidade, mamoplastia, dermolipectomia e procedimentos que, por Regulamento, estejam sujeitos a direcionamento são reembolsáveis mediante autorização prévia da SABESPREV, com valores prédefinidos pela SABESPREV. 9. Como são reembolsados atendimentos domiciliares? Nesse caso, a SABESPREV reembolsará apenas o valor correspondente ao atendimento ambulatorial, conforme Tabela de Reembolso. Se houver necessidade de atendimento diferenciado, comunique-se com a SABESPREV através da Central de Atendimento, pelo telefone: , para análise prévia do pedido. Não há remuneração diferenciada para reembolso de sessões domiciliares, salvo autorização expressa obtida previamente, após análise médica da SABESPREV. 10. Posso solicitar reembolso para atendimentos fora da área de abrangência? SIM, a SABESPREV possibilita o reembolso de despesas nos atendimentos de urgência/emergência, mesmo fora da área de abrangência, observados os critérios

8 estabelecidos no Regulamento do seu Plano e mediante relatório médico detalhado com justificativa. a) EMERGÊNCIA: como a constatação médica de condições de agravo à saúde que impliquem em risco iminente à vida ou sofrimento intenso, exigindo, portanto, o tratamento médico imediato. b) URGÊNCIA: a ocorrência imprevista de agravo à saúde com ou sem risco potencial à vida, cujo portador necessita de assistência médica imediata. Lembre-se que a cobertura contratual dos planos SABESPREV-SAÚDE é limitada ao Estado de São Paulo. 11. Onde estão descritos os limites máximos para reembolso? Fisioterapia = tabela própria da SABESPREV. Fonoaudiologia, Psicoterapia, RPG, Terapia Ocupacional, Nutricionista, Hidroterapia = tabela própria da SABESPREV. Honorários médicos e exames = tabela de Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos da Associação Médica Brasileira- CBHPM - 5ª edição; Consultas = tabela própria da SABESPREV. 12. Posso solicitar uma prévia do reembolso? SIM. Como o valor pago em caráter particular geralmente é superior ao valor reembolsado, é importante conhecer antecipadamente a tabela utilizada. A Sabesprev

9 também disponibilizará esta informação no espaço de atendimento ao beneficiário (tabela impressa). Dessa forma, você poderá programar-se melhor, uma vez que saberá quanto vai receber, antes mesmo de realizar o procedimento. Lembre-se: Quanto mais informações você passar, mais próximo do real será a prévia. Relatórios médicos ou descrições detalhadas do procedimento são muito importantes. 13. Como devo proceder para obter essa prévia? A SABESPREV disponibiliza a Tabela de Reembolso na forma impressa no atendimento ao beneficiário e através do site. Se o seu pedido for de procedimento cirúrgico complexo com a realização de mais de um código, você com o pedido médico entre em contato com a Central de Atendimento SABESPREV, no telefone: Sua solicitação será analisada e o cálculo do reembolso será transmitido posteriormente por um de nossos atendentes. 14. A prévia garante o valor de reembolso? NÃO. A prévia é um cálculo realizado com base no relatório analisado, antes do evento ocorrer. Somente será pago o procedimento que efetivamente for feito, dentro das condições de cobertura estabelecidas no Regulamento. A confirmação da realização dos eventos reembolsados está sujeita a auditoria.

10 15. Existe reembolso de consultas? SIM. Os planos do SABESPREV-SAÚDE dão cobertura para consultas em todas as especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina. Para consultar a lista, acesse o site Algumas especialidades não são reconhecidas, portanto não são passíveis de reembolso pela SABESPREV, como por exemplo: iridologia, fitoterapia, terapia floral, ortomolecular, etc. Lembramos que o BENEFICIÁRIO do Plano PADRÃO, PADRÃO A tem direito a reembolso nos casos de assistência médico-hospitalar de urgência e/ou emergência prestada por profissionais / estabelecimentos particulares em locais onde não existam recursos credenciados, respeitados os limites estabelecidos para o Plano e Regulamento. 16. Quais os documentos necessários para solicitar o reembolso? Para solicitar reembolso, o BENEFICIÁRIO deverá apresentar ou encaminhar à SABESPREV o formulário padrão preenchido, assinado e acompanhado dos seguintes documentos: 1. Solicitação de reembolso por intermédio de preenchimento de formulário próprio disponível no site da SABESPREV; 2. Nota Fiscal de Serviço (cópia) ou Recibo (cópia) com discriminação e valoração de cada serviço prestado e nome do profissional responsável pelo atendimento (assinatura e carimbo). Necessário constar obrigatoriamente o CPF do profissional ou CNPJ se for Pessoa Jurídica;

11 3. Relatório do médico assistente, declarando o nome do paciente, descrição do tratamento e respectiva justificativa dos procedimentos realizados, data do atendimento e, quando for o caso, período de permanência no hospital e data da alta hospitalar, descrição das complicações quando for o caso e relatório de alta; 4. Conta Hospitalar discriminando quantidade e tipo de materiais e medicamentos consumidos, com preço por unidade, juntamente com notas fiscais, faturas ou recibos do hospital; 5. Recibos individualizados de honorários dos médicos assistentes, auxiliares e outros, com os respectivos CRM s, discriminando funções e evento a que se referem; 6. Comprovantes relativos aos serviços de exames complementares de diagnóstico e terapias, serviços auxiliares, acompanhados do pedido do médico assistente e exame anátomo-patológico decorrente de procedimento cirúrgico não importando se em atendimento ambulatorial ou internação; 7. Terapias: necessário constar obrigatoriamente o CPF do profissional ou CNPJ da clínica; nome do profissional responsável pelo atendimento (assinatura e carimbo) e discriminação das datas de cada sessão ou atendimento. Observar que o prazo para sessões continuadas (como fonoaudiologia, psicologia, acupuntura, fisioterapia, terapia ocupacional, etc.) é calculado a partir do primeiro atendimento. 8. Refeição de acompanhante: necessária cópia da Declaração do médico ou Hospital contendo o nome da pessoa que acompanhou o paciente durante a internação, cópia da Nota fiscal ou recibo de pagamento, onde deve constar obrigatoriamente CNPJ do local e o tipo de alimentação (café/almoço ou jantar), e discriminação das datas de cada recibo ou Nota Fiscal; 9. Remoção terrestre por ambulância inter-hospitalar: os BENEFICIÁRIOS que se encontrarem fora da área de abrangência de cobertura do Plano, nas situações

12 onde necessitarem de remoção inter-hospitalar, por meio de ambulância, poderão solicitar o reembolso dentro do perímetro do Estado de São Paulo, área de abrangência do Plano, encaminhando: relatório do médico assistente, declarando o nome do paciente, descrição do tratamento e respectiva justificativa de remoção, local em que o BENEFICIÁRIO estava e para onde foi transferido (quilometragem), tipo de ambulância (simples ou UTI) utilizada. 10. As cirurgias refrativas, de obesidade, mamoplastia, dermolipectomia e procedimentos que, por Regulamento, estejam sujeitos a direcionamento são reembolsáveis mediante autorização prévia, com valores pré-definidos pela SABESPREV; 11. Sessões de acupuntura: são reembolsadas apenas se realizadas por profissional médico inscrito no CRM; 12. Psicoterapia/psicopedagogia: são reembolsadas apenas se realizadas por profissional inscrito no Conselho Regional de Psicologia (CRP), dentro dos limites de cobertura; 13. Nutricionista: são reembolsadas apenas se mediante comprovação do encaminhamento por profissional médico inscrito no CRM, atestando a necessidade, dentro dos limites de cobertura; 14. RPG/Hidroterapia: são reembolsadas apenas se mediante comprovação do encaminhamento por profissional médico inscrito no CRM, atestando a necessidade, dentro dos limites de cobertura; 15. Reembolso de transporte: deve ser encaminhado para a SABESPREV relatório do médico assistente declarando o nome do paciente, descrição do tratamento e respectiva justificativa de remoção (se o transporte for por ambulância), tipo de ambulância utilizada, simples ou UTI (se for o caso), local em que o BENEFICIÁRIO estava e para onde foi transportado. A quilometragem (se for o caso) ou cópia da passagem de ônibus com nome do BENEFICIÁRIO e/ou acompanhante (se for o caso);

13 a) O reembolso de despesas com transporte é garantido exclusivamente para os BENEFICIÁRIOS que receberam aprovação prévia da SABESPREV devido à inexistência ou indisponibilidade de prestador na Região de Saúde do município de demanda ou nos municípios limítrofes; 16. Na solicitação de reembolso de atendimento e/ou transporte por indisponibilidade e/ou inexistência do prestador, deverá constar a identificação do número de protocolo obtido junto à Central de Atendimento ao Participante, no momento do registro da demanda. Poderá ser solicitado a critério da SABESPREV relatório médico complementar para justificativas, conforme análise técnica. Caso haja necessidade deste documento, a SABESPREV irá informar-lhe. 17. Existe reembolso para vacinas? NÃO. A partir de 01 de Julho de 2015 as vacinas não são passíveis de reembolso. 18. Existe reembolso para cirurgias, atendimentos em hospitais e outros itens que necessitem de autorização prévia nos termos do Regulamento? SIM, mas estão sujeitos a auditoria médica e análise documental. São nestes casos que podem apresentar-se as maiores divergências de valores, por isso é importante sempre solicitar uma prévia do reembolso. Os procedimentos cobrados serão comparados com os padrões e tabelas que a SABESPREV mantém com seus credenciados. Taxas hospitalares em excesso, materiais especiais que não forem previamente autorizados e outros itens indevidos NÃO terão cobertura para reembolso.

14 No caso de cirurgias, o recibo ou nota fiscal deve discriminar a posição que o médico ocupou no ato cirúrgico (cirurgião, primeiro-auxiliar, segundo - auxiliar, etc.). Conforme Regulamento, não há cobertura para instrumentadores cirúrgicos e auxiliares não médicos. No caso de conta hospitalar ou múltiplos procedimentos, deve ser informado o valor de cada um separadamente (inclusive materiais, medicamentos, diárias, taxas, etc.). 19. Quais os documentos necessários para solicitar reembolso de cirurgias, atendimentos em hospitais e outros itens que necessitem de autorização prévia nos termos do Regulamento? 1. Formulário específico preenchido (cópia Xerox); 2. Uma cópia Xerox da nota fiscal ou do recibo de pagamento, onde deve constar obrigatoriamente: 3. CPF do profissional ou CNPJ da clínica; 4. Nome do profissional responsável pelo atendimento (assinatura e carimbo); 5. No caso de cirurgias, a discriminação da posição ocupada pelos médicos (cirurgião, 1 o auxiliar, etc.) 6. Relatório do médico assistente, declarando o nome do paciente, descrição do tratamento e respectiva justificativa dos procedimentos realizados, data do atendimento e, quando for o caso, período de permanência no hospital e data da alta hospitalar, CID da doença básica, descrição das complicações quando for o caso e relatório de alta; 7. Conta Hospitalar discriminando quantidade e tipo de materiais e medicamentos consumidos, com preço por unidade, juntamente com notas fiscais, faturas ou recibos do hospital;

15 8. Recibos individualizados de honorários dos médicos assistentes, auxiliares e outros, com os respectivos CRM s, discriminando funções e evento a que se referem; 9. Comprovantes relativos aos serviços de exames complementares de diagnóstico e terapias, serviços auxiliares, acompanhados do pedido do médico assistente e exame anátomo patológico decorrente de procedimento cirúrgico não importando se em atendimento ambulatorial ou internação; 10. Laudo de antomo-patológico /biopsia caso seja realizado no ato cirúrgico; 11. Laudo de exames pré-cirurgicos. Poderá ser solicitado relatório médico complementar ou outros documentos para justificativa, conforme análise técnica. Caso haja necessidade, a SABESPREV irá informar-lhe. 21. Existe reembolso para alimentação de acompanhantes? SIM, Os Estatutos do Idoso e da Criança e do Adolescente trouxeram o direito à manutenção de um acompanhante nos casos de internações hospitalares de pessoas com mais de 60 ou menos de 18 anos, bem como aqueles portadores de necessidades especiais, conforme indicação do médico assistente, a qual pode ser fornecida pelo hospital ou reembolsada pela SABESPREV, dentro dos limites estabelecidos. Os acompanhantes podem solicitar café da manhã, almoço e jantar ao hospital, ou naqueles em que não houver esse serviço, o acompanhante pode solicitar alimentação em restaurantes, lanchonetes ou padarias e solicitar reembolso. Na UTI não é permitida a permanência do acompanhante, exceto mães que estão amamentando o bebê internado. Para elas, a refeição também é garantida. Consulte os valores de refeição na Tabela de Reembolso da SABESPREV.

16 22. Quais os documentos necessários para solicitar reembolso de alimentação de acompanhante? 1. Formulário específico preenchido (cópia Xerox); 2. Uma cópia Xerox da Declaração do médico ou Hospital contendo o nome da pessoa que acompanhou o paciente durante a internação; 3. Uma cópia Xerox da nota fiscal ou recibo de pagamento, onde deve constar obrigatoriamente CNPJ do local e o tipo de alimentação (café / almoço ou jantar) 4. Discriminação das datas de cada recibo ou Nota Fiscal. 23. Quais os documentos necessários para solicitar reembolso de remoção ambulância? Relatório do médico assistente, declarando o nome do paciente, descrição do tratamento e respectiva justificativa de remoção, local em que o beneficiário estava e para onde foi transferido (quilometragem), tipo de ambulância (simples ou UTI) utilizada. Os BENEFICIÁRIOS que se encontrarem fora da área de abrangência de cobertura do Plano, nas situações onde necessitarem de remoção inter-hospitalar, por meio de ambulância, poderão solicitar o reembolso dentro do perímetro do Estado de São Paulo, área de abrangência do Plano, encaminhando: relatório do médico assistente, declarando o nome do paciente, descrição do tratamento e respectiva justificativa de remoção, local em que o BENEFICIÁRIO estava e para onde foi transferido (quilometragem), tipo de ambulância (simples ou UTI) utilizada.

17 24. Em que situações eu posso solicitar o reembolso de atendimento ou transporte? A RN 259/268 define a obrigatoriedade do reembolso de atendimento nos casos em que a Sabesprev não disponibiliza recursos para o atendimento no município da demanda, nos Municípios Limítrofes ou na Região de Saúde, quando cabe também o reembolso de transporte, desde que o beneficiário tenha entrado em contato com a Central de Atendimento para registro do número de protocolo. 25. Sempre que eu precisar me deslocar para outro município poderei pedir à Sabesprev para reembolsar as despesas com o transporte? O reembolso cabe apenas para os casos em que existe recurso disponível na cidade de demanda, mas este não é credenciado pela Sabesprev e desde que o beneficiário tenha efetuado contato com a Central de Atendimento com registro de número de protocolo. Essa situação cabe para todos os planos de saúde da Sabesprev. ATENÇÃO: Algumas considerações devem ser observadas: 1. O setor de reembolso não efetua alteração de dados bancários, antes de encaminhar a sua solicitação pedimos verificar junto ao cadastro da SABESPREV a atualização de seus dados bancários. 2. Caberá à SABESPREV, ou a quem esta determinar, conferir a documentação, aprovar ou não o reembolso, segundo critérios técnicos internos e deste de seu Regulamento. 3. O valor do reembolso está limitado àqueles praticados pela Tabela adotada pelo SABESPREV-SAÚDE, para esta finalidade, de acordo com normas

18 complementares ora estabelecidas e será efetivado em até 30 (trinta) dias a partir do recebimento da documentação completa e adequada pela SABESPREV. 4. O ressarcimento se dará mediante depósito, no caso de titulares os valores serão depositados em conta corrente, disposta no cadastro da Sabesprev. Pedimos sempre verificar os dados bancários cadastrados na SABESPREV antes de encaminhar a sua solicitação de reembolso. 5. Se houver documentos pendentes, o prazo será contado a partir da data de entrega de toda a documentação. Caso o número da conta não tenha sido descrito no formulário, os valores serão depositados na conta corrente do titular do plano, disposta no cadastro da Sabesprev. Pedimos sempre verificar os dados bancários cadastrados na SABESPREV antes de encaminhar a sua solicitação de reembolso. 6. A Sabesprev poderá proceder ao depósito relativo ao reembolso de despesas médicas em contas correntes de beneficiários agregados, designados ou dependentes nos planos SABESPREV SAUDE. Para que isto ocorra o beneficiário deve preencher o formulário de reembolso para não titulares. Lembramos que o depósito será efetivado em até 30 (trinta) dias a partir do recebimento da documentação completa e adequada pela SABESPREV. Não poderá ser efetuado reembolso em conta corrente de beneficiários não cadastrados no SABESPREV. Caso não sejam identificados os dados bancários, o depósito ocorrerá na conta do titular do plano SABESPREV SAUDE. 7. Favor atentar ao preenchimento do formulário correto de solicitação. Reembolso para titulares serão creditados na conta disposta no cadastro da Sabesprev. Se a opção for à conta diferente da conta salário, favor preencher o formulário de não titulares. 8. Não há reembolso para assistência domiciliar ou programas especiais, salvo mediante autorização prévia e expressa da SABESPREV.

19 9. O documento original poderá ser requisitado pela SABESPREV, a qualquer momento, durante o período de validade fiscal (5 anos). 10. Atendimentos realizados por reembolso estão sujeitos a co-participação. O valor correspondente é deduzido do total pago pela SABESPREV, de acordo com as regras previstas em Regulamento. 11. Procedimentos sem cobertura contratual ou fora do rol de coberturas obrigatórias da Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS, não serão reembolsados. Solicitamos consultar a SABESPREV previamente. 12. O reembolso de despesas não médicas é garantido exclusivamente para os beneficiários que receberem aprovação prévia de atendimento ou de transporte devido à inexistência ou em casos de indisponibilidade de prestador na Região de Saúde, no município de demanda ou municípios limítrofes. 13. A garantia de transporte não será devida nem autorizada caso existam outro(s) recurso(s) na mesma Região de Saúde para realizar o atendimento, favor consultar o regulamento do seu plano. 14. Para procedimentos de reembolso pela RN 259/268, solicitamos consultar o regulamento do plano, perguntas e respostas específicas no portal e canais de atendimento da SABESPREV. 15. A SABESPREV não se responsabiliza por informações indevidas de valores reembolsados na declaração anual do IRPF dos beneficiários. A dedução (IRPF) deverá ser pela diferença entre o valor efetivamente pago ao serviço médico hospitalar e o reembolsado se houver. Outras dúvidas? Contate a nossa Central de Atendimento:

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a SABESPREV ainda possibilita aos seus BENEFICIÁRIOS o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha. O beneficiário

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a Sabesprev ainda possibilita aos seus beneficiários o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha, quando o beneficiário

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

São Paulo, Janeiro de 2014

São Paulo, Janeiro de 2014 Comunicado - Reembolso Prezado Cliente, Com o objetivo de aprimorarmos nossas rotinas operacionais e visando preservar a agilidade nos pagamentos dos atendimentos ocorridas na Livre-Escolha, informamos

Leia mais

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso:

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso: Como solicitar reembolso: Você deve preencher o envelope para Solicitação de Reembolso (disponível em qualquer agência bancária do banco Bradesco), anexando os documentos necessários, e enviá-lo por malote

Leia mais

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO MANUAL DE REEMBOLSO 1 - O QUE É REEMBOLSO É a restituição ao beneficiário, das despesas médicas e hospitalares por ele custeadas em atendimento particular, ou seja, por prestador não credenciado à Medial

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso

REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso REF.: Documentação Necessária Para Solicitação de Reembolso O envio da documentação pode ser por Correio - Carta Registrada ou Sedex para Caixa Postal 11.284 - CEP 05422-970 - São Paulo - SP - A/C SECOT.

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA A modalidade Livre Escolha consiste no reembolso de despesas médicas e/ou hospitalares de procedimentos constantes da Tabela de Reembolso do PAS-SERPRO

Leia mais

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar PLANO DE SAÚDE Tenha em mãos informações importantes Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268

Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268 Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268 1) O que é a Resolução Normativa - RN 259/268? A RN 259, alterada pela RN 268, com vigência a partir do

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS

Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2012 Aos Credenciados Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS Prezados(as)

Leia mais

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS FASCÍCULO DO BENEFICIÁRIO VERSÃO 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO 03 1. CONSULTA/ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA EM PRONTO ATENDIMENTO

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3

www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3 SAÚDE PAS www.saudepas.com.br ANS - n.º 40924-3 SAÚDE PAS A SUA REDE PREFERENCIAL! - MÉDICOS - LABORATÓRIOS - CLÍNICAS DE IMAGENS Nesta Rede, utilize apenas seu cartão do Saúde PAS (e documento de identificação)

Leia mais

Guia Prático de Utilização do Plano

Guia Prático de Utilização do Plano Guia Prático de Utilização do Plano Aqui você tem o que há de melhor para a sua saúde. O QUE É A UNIMED APRESENTAÇÃO Sua finalidade é prestar assistência médica e hospitalar de alto padrão, dentro do sistema

Leia mais

Manual Específico Unimed-Rio - TISS

Manual Específico Unimed-Rio - TISS UNIME D-RIO Manual Específico Unimed-Rio - TISS Área de Relacionamento com Hospitais Rio 2 PADRONIZAÇÃO DOS NOVOS FORMULÁRIOS QUE SERÃO UTILIZADOS PELOS PRESTADORES PARA ENVIO PARA A UNIMED-RIO. Estes documentos

Leia mais

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2010. PASA/CE 032/10 Assunto: Manual do Credenciado Médico do PASA/Vale Prezado(a) credenciado(a), O PASA, visando a melhoria constante do seu fluxo de processamento de

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7 Manual do Prestador Autogestão ANS - no 41.696-7 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Autogestão, informando as características

Leia mais

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual A Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT deverá ser preenchida pelo profissional ou entidade de saúde que mantém compromisso de credenciamento especial firmado com

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO Regulamento do Fundo de Reserva Unimed/ADUFG Sindicato Aprovado em assembleia geral dos usuários do Convênio ADUFG SINDICATO/UNIMED realizada em 16 de novembro de

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA Recife/2007 SUMÁRIO PAG I Objetivos... 02 II Orientações Gerais... 04 III Instruções para preenchimento da Guia de Consulta... 06 IV Anexos......

Leia mais

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE MANUAL DO USUÁRIO DO PLANO CELOS SAÚDE AGREGADOS Revisado em 04/05/2011 O objetivo deste manual é orientar os usuários sobre a correta utilização do. As informações e instruções aqui contidas devem ser

Leia mais

AUDITORIA EM ENFERMAGEM. UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes

AUDITORIA EM ENFERMAGEM. UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes AUDITORIA EM ENFERMAGEM UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes Conceito AUDITORIA é uma avaliação sistemática e formal de

Leia mais

Plano com Coparticipação

Plano com Coparticipação Plano com Coparticipação É uma tendência no mercado de planos de saúde a adoção do Plano Participativo, com o objetivo de garantir o uso racional do plano, minimizar eventuais desequilíbrios financeiros

Leia mais

Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS

Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2014 ERRATA Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS. Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1 Manual do Prestador Versão 1.0 Maio/2014 Manaus - Amazonas 1 SUMÁRIO Apresentação... 3 1. Identificação do beneficiário...3 2. Atendimento ao beneficiário... 4 2.1. Requisitos para o atendimento... 4 2.2.

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração;

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração; Manual do Plano de Saúde/PMF ADESÃO AO PLANO DE SAÚDE A adesão ao plano de saúde será facultativa, e observará a regulamentação estabelecida pela Secretaria Municipal de Administração. USUÁRIO TITULAR

Leia mais

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM.

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 APRESENTAÇÃO O UNAFISCO SAÚDE é o Plano

Leia mais

Manual de Instruções Maio 2007

Manual de Instruções Maio 2007 Manual de Instruções Maio 2007 SUMÁRIO 1. Introdução 03 2. Orientações Gerais 04 2.1 Entrega de guias 04 2.2 Numeração de guias 04 2.3 Pacotes Autorização e cobrança 04 3. Identificação do Beneficiário

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS Padrão TISS Atendendo à exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir do dia 31 de Agosto do corrente ano, a Unimed Sobral se adequará ao padrão

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

Manual do Prestador Versão TISS 3.02

Manual do Prestador Versão TISS 3.02 Manual do Prestador Versão TISS 3.02 Caro(a) Prestador(a) Serviços, É com muito prazer e satisfação que aproveitamos esta página para demonstrar nosso agradecimento em relação à confiança depositada por

Leia mais

Resposta Área Técnica: Sim. Desde que atendam aos pré-requisitos constantes no Edital.

Resposta Área Técnica: Sim. Desde que atendam aos pré-requisitos constantes no Edital. Advocacia-Geral da União Secretaria-Geral de Administração Superintendência de Administração no Distrito Federal Coordenação de Compras Licitações e Contratos Divisão de Compras e Licitações ESCLARECIMENTO

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Junho/09 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Orientações Gerais 2.1 Entrega de guias 2.2 Numeração de guias 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança 3. Identificação do Beneficiário 3.1 Modelo do

Leia mais

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS:

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS: 1. CADASTRO Para atuar no Hospital São Luiz, todo médico tem de estar regularmente cadastrado. No momento da efetivação, o médico deve ser apresentado por um membro do corpo clínico, munido da seguinte

Leia mais

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER?

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? FIQUE ATENTO! A operadora é obrigada a divulgar os planos de saúde que comercializa em sua página na internet. 1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? Individual ou Familiar

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Brasília, Março de 2013 Versão 1.1 INSTRUÇÕES GERAIS Este MANUAL tem como objetivo orientar

Leia mais

Divulgação Novo TISS 3.02.00

Divulgação Novo TISS 3.02.00 Manual TISS 3.0.00 Índice Tema Introdução Conteúdo e Estrutura Guia de Consulta Legenda Guia de Consulta Guia SP SADT Legenda Guia SP SADT Guia Solicitação de Internação Legenda Guia Solicitação de Internação

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC)

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC) 1 A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR 2 CONCEITOS 3 SAÚDE SUPLEMENTAR: atividade que envolve a operação de planos privados de assistência à saúde sob regulação do Poder

Leia mais

excelência NOME DO PROPONENTE

excelência NOME DO PROPONENTE excelência NOME DO PROPONENTE NOME DO PLANO ITEM 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Informe se é portador ou se já sofreu de alguma das situações descritas nesta Declaração de Saúde. DESCRIÇÃO hepatites, Escreva

Leia mais

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS 2014 Tecnologia da Informação - TI Unimed Cascavel MANUAL HILUM 4.0 - FISIOTERAPIA A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre a garantia de atendimento dos beneficiários de plano privado de assistência à saúde e altera a Instrução Normativa IN nº 23, de 1º de

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de TX DE IMPLANTAÇÃO: R$ 20,00 CONDIÇÕES: Crianças de 0 a 5 anos e adultos com mais de 58 anos, necessário avaliação médica ( marcado pela operadora ) DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: CPF, RG ou Certidão de nascimento

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 Dispõe sobre Instruções de Apresentação do Recurso Eletrônico de Glosas e revoga o 2º do art. 2º da Ordem de Serviço 09/2013 O Diretor de Saúde do Instituto de Previdência do

Leia mais

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3 TISS Manual de Instruções Manual de Instruções Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 1. INTRODUÇÃO 2. ORIENTAÇÕES GERAIS 2.1 Entrega de guias SUMÁRIO......... 2.2 Numeração de guias Pacotes...

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 311 Logo da Empresa GUIA DE CONSULTA 2- Nº Guia no Prestador

Leia mais

Por que criar um padrão?

Por que criar um padrão? Tópicos Abordados Por que padronizar O que regulamenta Prazos Responsabilidades Entendendo a norma Webservices Mensagens TUSS Demonstração de uso de Webservices TISS Por que criar um padrão? Para colocar

Leia mais

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR 1. DA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR: 1.1. A assistência domiciliar caracteriza-se pela prestação de serviços médicos e terapias adjuvantes na residência do paciente

Leia mais

PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE

PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE PROGRA M A DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PAS/SERPRO MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE O PAS/SERPRO em Convênio de Reciprocidade com a CASSI foi criado de maneira a possibilitar o acesso de todos os empregados e seus

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO Nº 56, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a assistência odontológica indireta aos beneficiários do Programa

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE APC EVENTO

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE APC EVENTO Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 XML 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14 Registro

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) 0 Última Atualização: 16/05/07 9:30h SUMÁRIO I Introdução Página 2 II - Formulários/ Legendas Página 5 II.1 Guias Página 5 2.1.1

Leia mais

MANUAL DO REFERENCIADO TISS

MANUAL DO REFERENCIADO TISS MANUAL DO REFERENCIADO TISS Prezado Referenciado, As instruções contidas neste Manual têm como principal objetivo, servir como guia para que os agentes integrantes do processo de faturamento e conciliação

Leia mais

FISCO. Saúde. Liberação. de Procedimentos. Seriados GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1

FISCO. Saúde. Liberação. de Procedimentos. Seriados GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1 FISCO Saúde ANS 41.766-1 Liberação de Procedimentos Seriados GUIA DE PROCEDIMENTOS Prezados Associados, Para facilitar a comunicação e dirimir as principais dúvidas sobre a utilização dos nossos serviços,

Leia mais

BÁSICO - COBERTURAS. Cobertura de refeição para acompanhante Internados menores de 18 anos e a partir de 60 anos PRÁTICO - COBERTURAS

BÁSICO - COBERTURAS. Cobertura de refeição para acompanhante Internados menores de 18 anos e a partir de 60 anos PRÁTICO - COBERTURAS Informações importantes dos seguros-saúde da Seguros Unimed Além das coberturas obrigatórias da Lei nº 9.656/98, os seguros contemplam coberturas e serviços diferenciados. Cobertura de refeição para acompanhante

Leia mais

Manual de Orientação TISS

Manual de Orientação TISS Manual de Orientação TISS Prezado Prestador, De forma a atender a Resolução Normativa 114 de 26/10/05 publicada pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar, a Marítima Saúde Seguros S/A está disponibilizando

Leia mais

SEGURADORA SUL AMÉRICA COMPANHIA DE SEGURO SAÚDE

SEGURADORA SUL AMÉRICA COMPANHIA DE SEGURO SAÚDE 006246 SEGURADORA SUL AMÉRICA COMPANHIA DE SEGURO SAÚDE ESTIPULANTE Valor da USR R$0,52965 Valor da USR R$0,52965 196,65 307,84 316,22 321,54 331,25 335,77 481,79 489,25 606,67 1.179,93 154,61 242,04 248,61

Leia mais

Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP. Versão 03/2013

Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP. Versão 03/2013 Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP Versão 03/2013 Apresentação Agora os associados ANFIP que já possuem o plano de saúde Unimed Vitória, podem completar suas rede credenciada de hospitais e ainda

Leia mais

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP 1. OBJETO: 1.1. A presente proposta tem por objeto disponibilizar seguros saúde da Sul América Seguros Saúde S.A., operadora registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal:

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal: TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: CEP: Telefone: Representante legal: RG: CPF: 1. Por este termo, o associado

Leia mais

OPERADORAS DE SAÚDE. Mariana Braga Shoji Barbosa Enfermagem UNIFESP mariana_shoji@yahoo.com.br

OPERADORAS DE SAÚDE. Mariana Braga Shoji Barbosa Enfermagem UNIFESP mariana_shoji@yahoo.com.br OPERADORAS DE SAÚDE Mariana Braga Shoji Barbosa Enfermagem UNIFESP mariana_shoji@yahoo.com.br O que são Operadoras de saúde? O que são Operadoras de saúde? Operadora é a pessoa jurídica que opera ( administra,

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 PLANO NÃO COMPLEMENTAR ALUNOS Manual válido para o período de 01/09/2013 a 30/09/2014 O presente manual não substitui as Condições Gerais,

Leia mais

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro;

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro; Prezado Beneficiário, Para melhor apoiá-lo neste momento, encaminhamos abaixo todos os formulários e documentos necessários, bem como a orientação de como realizar o envio desses documentos. Procedimentos

Leia mais

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio:

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio: Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica Corretor: Responsável: Tel. Contato: E-mail: Filial Resp.: Contato: Data de envio: Relação de documentos para regulação

Leia mais

Saiba mais sobre o Seguro Escoteiro

Saiba mais sobre o Seguro Escoteiro Definição do Seguro: Este seguro garante ao Beneficiário, o pagamento do capital segurado ou reembolso das despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas, exceto se o evento caracterizar-se como um

Leia mais

ANEXO II MANUAL DO CREDENCIADO

ANEXO II MANUAL DO CREDENCIADO ANEXO II MANUAL DO CREDENCIADO ESTE MANUAL TEM POR OBJETIVO FORNECER ORIENTAÇÃO GERAL AOS PROFISSIONAIS E INSTITUIÇÕES CREDENCIADAS DO SISTEMA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA SUPLETIVA DA CESAN. O FIEL CUMPRIMENTO

Leia mais

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE AGOSTO/2014 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Orientações Gerais... 4 2.1 Entrega de guias... 4 2.2 Numeração de guias... 4 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança...

Leia mais

Manual de Orientação ao Prestador

Manual de Orientação ao Prestador Manual de Orientação ao Prestador ORIENTAÇÕES IMPORTANTES QUANTO AO PREENCHIMENTO DE GUIAS E AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS Com a intenção de melhorar a parceria entre o Plano Santa Casa Saúde, médicos,

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 389, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2015 (Em vigor a partir de 01/01/2016) Dispõe sobre a transparência das informações no âmbito da saúde suplementar, estabelece a obrigatoriedade da

Leia mais

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros 1.1. Glosas, negativas e demais mensagens Grupo Descrição da Elegibilidade 1001 Número da carteira inválido Elegibilidade 1002 Número do Cartão Nacional de Saúde inválido Elegibilidade 1003 A admissão

Leia mais

REGULAMENTO DO FUNDO COMPLEMENTAR DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - FCAS

REGULAMENTO DO FUNDO COMPLEMENTAR DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - FCAS REGULAMENTO DO FUNDO COMPLEMENTAR DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - FCAS Versão aprovada na 2ª reunião do Conselho Deliberativo da Cemig Saúde em 22.10.2010. Em vigor a partir de 01.10.2010. Alterada na 10ª reunião

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC1 - Complementar

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC1 - Complementar Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC1 - Complementar Manual válido para o período de 01/10/2014 a 30/09/2015 O presente manual não substitui as Condições Gerais, Especiais

Leia mais

Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência

Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência Maio de 2011 1. Apresentação Apresentamos o Manual de Orientações Técnicas e Administrativas

Leia mais

Colaboradores da Oceanair e Avianca. Prezado Cliente, Parabéns!

Colaboradores da Oceanair e Avianca. Prezado Cliente, Parabéns! Colaboradores da Oceanair e Avianca Prezado Cliente, Parabéns! A sua empresa tem contrato com a Unimed Paulistana e isso quer dizer que você é um cliente UNIMED. Significa também que seu plano de saúde

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC1 - Complementar Manual válido para o período de 01/10/2014 a 30/09/2015 O presente manual não substitui as Condições Gerais, Especiais

Leia mais

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02. Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 SUMÁRIO 1. Divulgação 3.02.00 - Unimed Taubaté/ANS...2 3.2.1. Guias

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO PERGUNTAS E RESPOSTAS

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO PERGUNTAS E RESPOSTAS PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO PERGUNTAS E RESPOSTAS Para que todos os empregados possam ter suas dúvidas esclarecidas, os questionamentos recebidos pela Comissão Saúde serão respondidos

Leia mais

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS CARTILHA TISS 3.01.00 2. Material TISS 3.01.00 3. Componentes da TISS 3.01.00 4. Rotina Operacional Central de Atendimento Autorização 5. Rotina Operacional Contas Médicas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Consultório e SADT 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14

Leia mais