Reunião Pública de Analistas 1T11

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reunião Pública de Analistas 1T11"

Transcrição

1 Reunião Pública de Analistas 1T11

2 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais Itaú-Unibanco Agências 2

3 Estrutura Organizacional Controladores da Porto Seguro* Itaú Unibanco *Controlado por Jayme Garfinkel 57,0% 43,0% PSIUPAR 69,9% Porto Seguro S.A. Ações em circulação 30,1% Porto Seguro Proteção e Monitoramento CrediPorto Promotora de Serviços PortoServ Promotora de Serviços Portomed Porto Seguro Atendimento Porto Seguro Serviços Médicos Porto Serviços Porto Seguro Telecomunicações Porto Seguro Consórcio Portoseg Financiamentos Portopar DTVM Itaú Unibanco Seguro de Auto e Residência S.A. Azul Seguros Porto Seguro Cia de Seguros Porto Seguro Vida e Previdência Porto Seguro Saúde Porto Seguro Uruguai 7

4 Produtos Ampla gama Auto Saúde Vida Outros Seguros Previdência Consórcio Financiamento Proteção e Monitoramento Administração de Recursos Financeiros 4

5 Estratégia Combinação única O modelo de negócio da Porto Seguro é baseado em quatro pilares: Segmentação Produtos e serviços inovadores Estratégia Atendimento diferenciado para corretores e clientes Sofisticado modelo de seleção e precificação de risco. 5

6 Receitas Receita Total O crescimento da receita total no 1T11 foi de 12,4%, devido principalmente ao crescimento de prêmios de Automóveis da Porto, da Azul e do produto Saúde. Receitas (val ores em R$ mil hões) 1T11 1T10 Var.% Total de Prêmios Auferidos 2.010, ,6 11,9 Contribuições de Planos de Previdência 37,1 31,0 19,7 Receita de Prestação de Serviços Monitoramento 15,3 13,1 16,8 Receita de Prestação de Serviços - Consórcio 35,0 30,5 14,8 Receita de Operações de Crédito 44,9 39,2 14,5 Outras Receitas 26,5 16,8 57,7 Resultado Financeiro 206,9 187,5 10,3 Receita Total 2.376, ,7 12,4 Receita Total (em R$ milhões) 9.176, , , , , , , , , , T10 1T11 6

7 Resultado do Trimestre 1T11 Lucro Líquido Lucro Líquido (R$ milhões) IFRS c/business Combination 121,7 143,5 Lucro Líquido (R$ milhões) BR GAAP s/business Combination 130,9 152,7 1T10 1T11 1T10 1T11 7

8 Resultado do 1T11 ROAE Rentabilidade Sobre o Patrimônio (ROAE% - anualizado) IFRS com Business Combination 11,9 12,8 Rentabilidade Sobre o Patrimônio (ROAE% - anualizado) BR GAAP sem Business Combination 16,4 16,8 0,4 p.p. 1T10 1T11 1T10 1T11 8

9 Distribuição dos Prêmios Auferidos Porto Seguro 1T11 vs.1t10 1T11 1T10 4,8 6,7 7,5 3,7 9,7 67,6 5,0 6,0 7,4 3,7 8,8 69,1 Auto Saúde Vida Patrimonial DPVAT Outros Inclui VGBL e Uruguai. Fonte: Porto Seguro 9

10 Seguro Auto Expansão Geográfica: Oportunidade de Crescimento O Market Share permaneceu praticamente estável no trimestre, com um aumento de 0,1%. Participação de Mercado por Região Norte 2004: 9,6% 4T10: 20,9% 1T11: 21,0% Nordeste 2004: 10,0% 4T10: 20,7% 1T11: 19,3% Centro-oeste 2004: 6,0% 4T10: 17,4% 1T11: 17,7% Sul 2004 : 3,5% 4T10: 12,1% 1T11: 11,1% Fonte: SUSEP, a partir de 4T09 incluído a incorporação da Itaú, dados disponíveis de Jan e Fev/11 Sudeste 2004: 23,0% 4T10: 37,2% 1T11: 35,3% Brasil 2004 : 16,8 % 4T10: 27,0% 1T11: 27,1% 10

11 Mercado de Seguro Auto no Brasil Frota Segurada T11 Porto Azul Itaú 11

12 Seguro Auto Porto Seguro e Azul Seguros Porto Seguro Auto: Os prêmios auferidos cresceram 8,1 % no 1T11, devido ao aumento da frota de veículos segurados, parcialmente compensado pela redução do prêmio médio. A redução de 2,4 p.p. na sinistralidade do trimestre, decorre principalmente da queda de freqüência de roubo e furto no período. Porto Seguro Auto 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos ( R $ milhõ es) 778,9 720,7 8,1 Sinistralidade (%) - Var ( p.p.) 54,3 56,7 (2,4) Veículos Segurados ( mil) ,6 Azul Auto: O crescimento de 28,2% dos prêmios auferidos no 1T11 comparado ao 1T10, decorre principalmente do aumento de frota segurada, parcialmente compensado pela redução do prêmio médio. A sinistralidade aumentou em 6,0 p.p no trimestre, principalmente devido a forte chuvas no período nas regiões de SP, RJ e MG, e da falta de agravo de prêmio para os riscos decorridos. Azul Seguros Auto 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos ( R $ milhõ es) 258,2 201,4 28,2 Sinistralidade (%) - Var ( p.p.) 77,3 71,3 6,0 Veículos Segurados ( mil) ,5 12

13 Seguro Auto Itaú Auto e Residência Itaú Seguros Auto e Residência : Os prêmios auferidos cresceram 0,6 % no 1T11 devido ao aumento de preços ao longo do período. O aumento de 3,0 p.p. na semestralidade do trimestre, decorre principalmente do crescimento da freqüência de colisão de veículos no período. Itaú Seguros Auto 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos ( R $ milhõ es) 321,1 319,2 0,6 Sinistralidade (%) - Var ( p.p.) 70,3 67,3 3,0 Veículos Segurados ( mil) (1,7) 13

14 Seguro Auto Prêmios Auferidos e Sinistralidade Auto Consolidado A soma dos prêmios auferidos da Porto Seguro Auto, Azul Seguros Auto e Itaú totalizaram R$ 1,4 bilhão no 1T11, com aumento de 9,4 % em comparação com os R$ 1,2 bilhão registrados no 1T10. Prêmios Auferidos Total Auto (em R$ milhões) 1.241, , , , , , , , , ,9 1T10 1T Sinistralidade abaixo da média do mercado. 72,4% 72,7% 59,4% 59,4% 58,5% 68,9% 66,2% 66,2% 66,0% 66,8% 66,0% 63,3% 62,1% 62,7% 56,7% 50,8% 50,0% 52,3% T11 Fonte: Susep, dados disponíveis de Jan e Fev de 2011 Porto Seguro Cia /Azul / Itaú Mercado 14

15 Seguro Saúde Crescimento de 25,9% dos prêmios auferidos no 1T11 comparado ao 1T10, decorrentes principalmente do aumento da quantidade de vidas seguradas com prêmio médio maior. Aumento na sinistralidade de 3,5 p.p. no trimestre, decorrente principalmente do aumento nas freqüências de utilização no período. Seguro Saúde (total) 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhõ es) 196,6 156,2 25,9 Sinistralidade (%) - Var (p.p.) 69,7 66,2 3,5 Vidas Seguradas (mil) ,4 Prêmios Auferidos Total Saúde Corporativo (em R$ milhões) 648,4 662,4 715,1 241,50 317,70 401,40 461,7 516,

16 Seguros Patrimoniais Crescimento de 12,4 % de prêmios auferidos no 1T11 em relação ao 1T10, decorrente principalmente do aumento de 11,3 % nos prêmios da Porto Seguro e do crescimento de 13,8% nos prêmios do Itaú. A sinistralidade elevou em 2,2 p.p no trimestre, devido principalmente ao aumento de 0,7 p.p na sinistralidade da Porto, e do aumento de 0,6 p.p da Itaú. Empresarial 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhares) 48,0 43,1 11,4 Sinistralidade (%) - Var (p.p.) 54,7 51,7 3,0 Condomínio 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhares) 3,0 3,2 (6,3) Sinistralidade (%) - Var (p.p.) 72,8 80,5 (7,7) Residência Porto 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhares) 21,8 20,9 4,3 Sinistralidade (%) - Var (p.p.) 52,8 59,9 (7,1) Outros 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhares) 8,2 5,6 46,4 Sinistralidade (%) - Var (p.p.) 40,5 25,6 14,9 Total Patrimonial Porto 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhares) 81,0 72,8 11,3 Sinistralidade (%) - Var (p.p.) 53,9 53,2 0,7 Itaú Auto e Residência Residência 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhares) 69,4 61,0 13,8 Sinistralidade (%) - Var (p.p.) 30,6 30,0 0,6 Total Patrimonial com Itaú Auto e Residência 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhares) 150,4 133,8 12,4 Sinistralidade (%) - Var (p.p.) 43,6 41,4 2,2 16

17 Mercado Segurador Residência Expansão Geográfica: Oportunidade de Crescimento A participação de mercado teve uma redução em função de maior foco do mercado segurador neste produto. Participação de Mercado por Região Norte 2004 : 0,9 % 4T10 : 10,7% 1T11 : 10,3% Nordeste 2004 : 1,3% 4T10 : 9,9% 1T11: 10,2% Centro-oeste 2004 : 3,0% 4T10 : 21,5% Sul 1T11: 17,5% Sudeste 2004 : 3,0% 4T10: 13,2% 2004 : 6,6% 1T11: 11,4% 4T10 : 32,5% 1T11: 30,8% Fonte: SUSEP, a partir de 4T09 incluído a incorporação do Itau, dados disponíveis Jan/Fev 11 Brasil 2004 : 5,4% 4T10 : 26,2% 1T11 : 24,5% 17

18 Seguro de Pessoas Crescimento de 11,5% nos prêmios auferidos na comparação entre o 1T11 e o 1T10, devido ao aumento de 12,7 % de vidas seguradas e do aumento de contribuições no período. Aumento da sinistralidade de 0,4 p.p, é devido principalmente ao aumento de freqüência de sinistros no período. Seguro de Pessoas 1T11 1T10 Var. % Prêmios Auferidos (R $ milhõ es) 74,4 66,7 11,5 Sinistralidade (%) - Var ( p.p.) 31,6 31,2 0,4 Vidas Seguradas ( mil) 2707,0 2401,0 12,7 Prêmios Auferidos (em R$ milhões) 267,1 276,8 320,1 149,4 162,8 169,7 199,0 211,

19 Previdência As contribuições de Previdência aumentaram 19,7%, e os prêmios de VGBL cresceram 17,3% no trimestre, sendo que as reservas matemáticas atingiram aproximadamente R$ 1,6 bilhão; O total de participantes ativos dos planos de Previdência e VGBL alcançou 144 mil no trimestre. Previdência e VGBL (R$ milhões) 1T11 1T10 Var. % Contribuições de Previdência (R $ milhõ es) 37,1 31,0 19,7 Prêmios VGBL ( R $ milhõ es) 29,9 25,5 17,3 Reservas Matemáticas (R $ milhõ es) 1.568, ,8 22,6 Total de Participantes Ativos (mil) 144,2 134,5 7,2 Contribuições de Planos de Previdência (em R$ milhões) 125,1 115,4 92,30 96,50 101,5 105,0 101,3 138, Obs: A partir de 2007 as portabilidades não compõem mais o grupo de rendas de contribuições 19

20 Proteção e Monitoramento As receitas com prestação de serviços de monitoramento totalizaram R$ 15,3 milhões no 1T11, com um aumento de 16,8% em relação ao 1T10, decorrente principalmente ao aumento do preço médio do produto. Proteção e Monitoramento 1T11 1T10 Var. % Receita com Prestação de Serviços ( R $ milhõ es) 15,3 13,1 16,8 Clientes Ativos ( mil) 28,2 26,1 8,0 Receitas de prestação de serviços monitoramento (R$ milhões) 51,8 60,3 57,7 35,2 11,4 16,6 21,9 25,

21 Consórcio Crescimento de 14,8% das receitas no 1T11 comparado ao 1T10, decorrente principalmente do aumento de 11,6% no número de consorciados ativos, atingindo 63 mil. Consórcio 1T11 1T10 Var. % Receita com Prestação de Serviços (R $ milhõ es) 35,0 30,5 14,8 Consorciados Ativos (mil) 63,4 56,8 11,6 Receitas de prestação de serviços Consórcio (R$ milhões) 133,7 103,3 114,2 35,10 47,20 62,2 73,6 85,

22 Operações de Crédito Crescimento de 14,5 % nas receitas de operações de crédito registrado no 1T11, em relação ao 1T10, decorre principalmente do aumento de 30,0% na operação de cartões de crédito. Operações de Crédito (P o rto seg) 1T11 1T10 Var. % Receita com Prestação de Serviços ( R $ milhõ es) 44,9 39,2 14,5 Carteira de Operações de Crédito (R$ milhões) * 1.219,9 923,9 996,7 710,8 285,9 296,0 Cartão de Crédito Empréstimo e Financiamento Total da Carteira de Operações de Crédito 1T10 1T11 Obs: Dados referentes a carteira total de crédito. 22

23 Resultado das Aplicações Financeiras Rentabilidade No 1T11, a rentabilidade do total de aplicações financeiras atingiu 2,72% (103% do CDI) excluindo operações com previdência, a receita atinge 2,57% (97% do CDI). Evolução da Rentabilidade Anual (Total de Ativos, incluindo Previdência) Evolução da Rentabilidade - Trimestral % CDI % Rent. Nominal 23

24 Resultado das Aplicações Financeiras Ativos, Receitas e Resultados No 1T11 a carteira total atingiu R$ 7,9 bi, produzindo receita de aplicações de R$ 202 milhões, excluindo operações com previdência, a receita atinge R$ 152 milhões. Receitas Financeiras (em R$ milhões) Resultado das Aplicações Financeiras 1T11 (em R$ milhões) (42) = 160 Receitas Financeiras 50 Despesas Financeiras Previdência Previdência Demais Seguros Carteira de Aplicações (em R$ Bilhões) Receita de Receitas de Aplicações Aplicações Financeiras Financeiras (Incluindo 1T11 Total Ex-Previdência Receitas de Aplicações Financeiras (R$ milhões) Resultado acima do CDI (R$ milhões)

25 Resultado das Aplicações Financeiras Alocação e Risco No 1T11 a alocação manteve-se em linha com a estratégia, com leve destaque para o aumento da posição em ações e redução em prefixados o perfil de risco manteve-se estável, com stress por volta de 1,1% do PL Alocação¹ (ex-previdência) Utilização de Risco (ex-previdência) Exposição ao Risco (ex-previdência) VaR Dia (%PL) Stress Test (%PL)² TOTAL HOLDING 0,03% 1,12% Prefixados 0,03% 0,64% Renda Variável 0,02% 0,21% Indexados à Inflação 0,01% 0,01% Pós-fixados 0,00% 0,26% ¹ Inclui exposição em operações no mercado futuro ² Cenários estipulados pela BM&FBOVESPA. 25

26 Resultado das Aplicações Financeiras Valorização e Retorno ajustado ao Risco No 1T11, as estratégias de alocação ativa (prefixados + ações) não produziram valor acima do CDI mercados sem tendência clara, mas com volatilidade reduzida (0,35% ao ano) Valorização e Risco (ex-previdência) Excesso de Retorno Vs Risco - Índice de Sharpe (2) (ex-previdência) I.Sharpe (12 Meses) = -3,0 (1) Volatilidade no trimestre anualizada. (2) Índice de Sharpe Anualizado Mede o excesso de retorno por unidade de risco assumida em relação ao CDI. Calculado de forma ex-post. 26

27 Responsabilidade Social Principais programas em andamento: Grupo de Ação Social; Parceria Empresa Escola; Associação Crescer Sempre; Casa Campos Elíseos Melhor; Cidade Portinho Seguro; Apoio Cultural. 27

28 Responsabilidade Ambiental Principais programas em andamento: Programas de redução do consumo de água e luz; Coleta Seletiva de Lixo e Resíduos Automotivos - Reciclagem; Programa de neutralização de carbono; A Hora da Terra. 28

29 Contato Contato Relações com Investidores Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar Campos Elíseos São Paulo, SP Telefones: (11) (11) Correio eletrônico: 29

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 3T11

Reunião Pública dos Analistas 3T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 3T11 Porto Seguro História e Posição A empresa se desenvolveu e atingiu posição de liderança em Auto e Residência, e conta com forte estrutura operacional e de distribuição

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

Resultados do 3T08 PSSA3

Resultados do 3T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Porto Seguro Fundação Mudança de controle Líder Segmento Auto no Brasil Grupos Seguradores Funcionários diretos Sucursais e escritórios no Brasil Principais cidades 2 Estrutura Societária

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 1T12

Reunião Pública dos Analistas 1T12 Reunião Pública dos Analistas Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados em 2011 Principais Realizações e

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09

Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09 Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09 Comentários 2T09 Evolução dos prêmios auferidos no 2T09 em relação ao 2T08; Evolução da frota segurada; Sinistralidade das carteiras de automóvel na Azul Seguros

Leia mais

Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007

Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007 Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007 Porto Seguro 1º Semestre de 2007 Avanço de 13,5% na Receita Total*; Aumento de 12,0% no total de Prêmios Auferidos*; Melhora de 1,9

Leia mais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais Porto Seguro S.A. Porto Seguro S.A. Receitas Totais R$ m ilhões 2006 2005 Variação Receitas Totais 4.548,1 3.849,9 18,1% (R$ milhões) 4.548,1 3.849,9 2.384,6 2.758,5 3.232,4 2002 2003 2004 2005 2006 CAGR

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06 Porto Seguro S.A Conference Call 3T06 1 Ranking Brasileiro de Seguros Terceira maior Companhia 19,9% 14,9% 8,4% 7,6% 6,9% 5,4% 3,7% Bradesco Sul América Porto Seguro Unibanco Itaú Mapfre Tokio Marine Obs:

Leia mais

Porto Seguro S.A. Março 2007

Porto Seguro S.A. Março 2007 Porto Seguro S.A. Março 2007 Porto Seguro em Resumo Porto Seguro em Resumo Fundação Ranking de Grupos Líder Segmento Auto no Brasil R$ bilhões Prêmios Auferidos em 2006 Funcionários diretos Sucursais e

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Apresentação Corporativa 2015

Apresentação Corporativa 2015 Apresentação Corporativa 2015 Agenda Visão Geral da Indústria de Seguros Evolução do Mercado Segurador Ambiente Competitivo Fatores Chave de Crescimento e Rentabilidade Quem Somos Nossos Negócios Estratégia

Leia mais

Conferência Telefônica de Resultados do 1T08. 12 de maio de 2008

Conferência Telefônica de Resultados do 1T08. 12 de maio de 2008 Conferência Telefônica de Resultados do 12 de maio de 2008 Perspectivas para 2008 Aumento de de 38,7% 31,6% no no número de de empregos formais em em relação ao a primeiro dezembro trimestre de 2006; de

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A.

Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A. Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A. www.itauunibancori.com.br www.portoseguro.com.br/ri As Companhias A Porto Seguro S.A. continuará listada no Novo Mercado da BM&Fbovespa (PSSA3);

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Release de Resultados do 1T15

Release de Resultados do 1T15 No primeiro trimestre de 2015 o lucro líquido foi 50% superior ao resultado do mesmo período do ano anterior, fruto de um melhor desempenho operacional e financeiro. As receitas totais e os prêmios de

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Release de Resultados do 2T13 e 1S13

Release de Resultados do 2T13 e 1S13 Release de Resultados do 2T13 e 1S13 Mensagem da Administração No segundo trimestre e primeiro semestre do ano alcançamos um satisfatório desempenho operacional que combinou crescimento de prêmios com

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

Neste contexto alcançamos um ROAE de 15,2% e continuamos otimistas com o potencial de crescimento dos mercados onde atuamos.

Neste contexto alcançamos um ROAE de 15,2% e continuamos otimistas com o potencial de crescimento dos mercados onde atuamos. Release de Resultados do 1T12 Mensagem da Administração Obtivemos no primeiro trimestre de 2012 um crescimento satisfatório em nossas receitas totais (12%), com destaque para o aumento dos prêmios do produto

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem-vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 1T11. Estão presentes no evento os senhores Fabio Luchetti, Vice-Presidente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem-vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 1T09. Estão presentes no evento os Srs. Tadeu Mota, Diretor de Relações

Leia mais

Press Release Novembro/07

Press Release Novembro/07 Press Release Novembro/07 Lucro Líquido de R$395,4 milhões ou R$ 5,14 por ação, de Janeiro a Novembro de 2007. São Paulo, 02 de janeiro de 2008 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T06 Porto Seguro 14 de Agosto de 2006

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T06 Porto Seguro 14 de Agosto de 2006 Operadora: Bom dia a todos. Sejam Bem Vindos à Teleconferência da S.A. para a discussão dos resultados referentes ao segundo trimestre de 2006. Estão presentes no evento os Srs. Casimiro Blanco Gómez,

Leia mais

Porto Seguro S.A. Samy Hazan Relações Investidores. Outubro, 2011

Porto Seguro S.A. Samy Hazan Relações Investidores. Outubro, 2011 Porto Seguro S.A Samy Hazan Relações Investidores Outubro, 2011 Apresentação Porto Seguro 1945 Início das atividades 1972 Mudança de controle 1 1 Líder no seguro de Auto Líder no seguro de Residência 4

Leia mais

Divulgação de Resultados 2T08

Divulgação de Resultados 2T08 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras

Leia mais

Atualização Janeiro 2005

Atualização Janeiro 2005 Atualização Janeiro 2005 A Indústria Visão Geral da Indústria Prêmios Auferidos (R$) (1) 2.400.000.000 2.300.000.000 2.200.000.000 2.100.000.000 2.000.000.000 1.900.000.000 jan/04 fev/04 mar/04 abr/04

Leia mais

Crescimento das receitas totais no 2T12 e no 1S12 de 13%, em comparação com o mesmo período do ano anterior

Crescimento das receitas totais no 2T12 e no 1S12 de 13%, em comparação com o mesmo período do ano anterior Release de Resultados do 2T12 e 1S12 Mensagem da Administração No segundo trimestre de 2012 crescemos 13% nas receitas totais, principalmente impusionados pelo desempenho dos produtos Auto da marca Itaú

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem-vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 1T10. Estão presentes no evento os senhores Fabio Luchetti, Vice-Presidente

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35%

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35% MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS JAN A ABRIL 2011 Tomando por base os números divulgados hoje pela SUSEP através do sistema de informações SES (que tem como fonte os FIPS enviados pelas empresas) o mercado

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem-vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 4T10. Estão presentes no evento os senhores Fabio Luchetti, Vice-Presidente

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO 2 PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR 3 4 PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Seguros Gerais 14 Milhões de Automóveis Segurados 7 Milhões

Leia mais

CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO

CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Evolução do mercado de seguros brasileiro, passou de pouco mais de 1% de representação no PIB para 6% em 15 anos 2 CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR

Leia mais

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%.

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

CASTIGLIONE (MLRV) MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011

CASTIGLIONE (MLRV) MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011 O Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência encerrou o período de jan a novembro de 2011 apresentando um Lucro Líquido não consolidado

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem-vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 3T09. Estão presentes no evento os senhores, José Tadeu Mota, Diretor Financeiro

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem-vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 4T11. Estão presentes no evento os senhores Fabio Luchetti, Vice Presidente

Leia mais

Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros

Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam Bem-vindos à Teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 2T11. Estão presentes no evento os senhores Fabio Luchetti, Vice-Presidente

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Porto Seguro S.A. A história da Porto Seguro tem como marco inicial a comercialização de seguros por

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Porto Seguro S.A. A história da Porto Seguro tem como marco inicial a comercialização de seguros por COMPRA Código em Bolsa PSSA3 Setor de Atuação Seguros Categoria 1 Linha Cotação Atual R$ 22,5 Preço Alvo R$ 32,7 Potencial de Valorização 42,52% Preço / Lucro (11E) 13,28 Preço / Vendas (11E),76 Preço

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010.

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010. PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010 Eugênio Velasques 2020 2030 2040 2050 2010 Evolução da População 300 250 200 150 5 vezes

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

1T13. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A

1T13. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A 1T13 Análise do Desempenho BB Seguridade Participações S.A A BB Seguridade Participações S.A. ( Companhia ) encontra-se em período de silêncio, pois ainda não foi publicado o Anúncio de Encerramento da

Leia mais

2T15. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A

2T15. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A 2T15 Análise do Desempenho BB Seguridade Participações S.A A P R E S E N T A Ç Ã O O relatório Análise do Desempenho apresenta a situação econômico-financeira da BB Seguridade Participações S.A. (BB Seguridade).

Leia mais

Resultado 1T12. Resultados 2T12 / 1S12

Resultado 1T12. Resultados 2T12 / 1S12 Resultado 1T12 Resultados / 1S12 15 de agosto de 2012 Eventos Extraordinários Correção da Baixa de Inventário de Anos Anteriores (R$ 20,3 milhões) Destruição de Obsoletos (R$ 34,4 milhões) (+) (-) (-)

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

PORTO SEGURO S.A. Companhia Aberta. CVM nº 01665-9. CNPJ/MF nº 02.149.205/0001-69 NIRE 35.3.0015166.6 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

PORTO SEGURO S.A. Companhia Aberta. CVM nº 01665-9. CNPJ/MF nº 02.149.205/0001-69 NIRE 35.3.0015166.6 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PORTO SEGURO S.A. Companhia Aberta CVM nº 01665-9 CNPJ/MF nº 02.149.205/0001-69 NIRE 35.3.0015166.6 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DE 29 DE MARÇO DE 2016 ÍNDICE EDITAL

Leia mais

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos Financiamento de veículos Crédito Pessoa Física Principais Produtos 115 +11% Carteira de Crédito 124 +3% 127 Crédito ao Consumo Veículos R$ Bilhões Pessoa Física Crédito Consignado 1 32 Cartão de Crédito

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01665-9 PORTO SEGURO S.A. 02.149.205/0001-69 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01665-9 PORTO SEGURO S.A. 02.149.205/0001-69 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/12/26 Divulgação Externa Legislação Societária O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER

Leia mais

4T12 RESULTADO TRIMESTRAL. Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. 27/FEV/13

4T12 RESULTADO TRIMESTRAL. Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. 27/FEV/13 Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. R$10,6 bilhões em prêmios de seguros no ano, crescimento de 12,5%, incluindo crescimento de 8,3% no 17,8% de crescimento em prêmios

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 2 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 3 4 SEGUROS E RESSEGUROS:

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

DESTAQUES OPERACIONAIS E FINANCEIROS DO 3T05 E 9M05

DESTAQUES OPERACIONAIS E FINANCEIROS DO 3T05 E 9M05 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$74,5 milhões ou R$0,97 por ação no 3T05 e R$167,9 milhões ou R$2,18 por ação em 9M05 Crescimento de 12,1% dos Prêmios Auferidos na comparação trimestral e 19,3%

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 Brasília, 26 de agosto de 2015 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

Crescimento expressivo. Conjuntura econômica

Crescimento expressivo. Conjuntura econômica Resultados 2010 Resultados 2010 Crescimento expressivo A SulAmérica registrou lucro líquido de R$ 614 milhões, que corresponde a uma elevação de 48,5% em relação a 2009 Conjuntura econômica O ano de 2010

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 2T17 e 1S17. 03/08/2017 às 10:00h

Conferência Telefônica dos Resultados do 2T17 e 1S17. 03/08/2017 às 10:00h Conferência Telefônica dos Resultados do 2T17 e 1S17 03/08/2017 às 10:00h Disclaimer Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa teleconferência, relativas às perspectivas de negócios da Porto

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas,

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra ao Sr. Fábio Luchetti. Por favor, Sr. Fábio, pode prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra ao Sr. Fábio Luchetti. Por favor, Sr. Fábio, pode prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para discussões dos resultados referentes ao 2T08. Estão presentes no evento os senhores Fabio Luchetti, Vice-Presidente

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T09

Teleconferência de Resultados 4T09 Teleconferência de Resultados 4T09 Índice Comentários de Mercado Pág. 3 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 10 Liquidez Pág. 4 Índice de Eficiência Pág. 14 Funding e Carteira de Crédito Pág. 5 Rentabilidade

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS PREVIDENCIÁRIOS JANEIRO-2015

RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS PREVIDENCIÁRIOS JANEIRO-2015 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NOVO HAMBURGO RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS PREVIDENCIÁRIOS JANEIRO- ÍNDICE DEMOSTRATIVO DAS APLICAÇÕES DA

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Coordenador do Evento:

Coordenador do Evento: Coordenador do Evento: Bom dia a todos. É mais uma vez um prazer, uma satisfação para a APIMEC. Vou hoje atender a reunião da, com analistas e profissionais do mercado de capitais. Inclusive a empresa

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 2 3 SEGUROS E RESSEGUROS: UM

Leia mais

Div i u v lg l a g çã ç o o d os o s R e R s e u s lt l a t dos o s do o 3º Trimestre de 2009

Div i u v lg l a g çã ç o o d os o s R e R s e u s lt l a t dos o s do o 3º Trimestre de 2009 Divulgação dos Resultados do 3º Trimestre de 2009 Aviso Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação, relativas às perspectivas de negócio da Companhia, projeções e metas operacionais

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio Investimentos Alternativos 10 de Junho de 2.010 2ª. Conferência de Investimentos

Leia mais

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Apresentação à XP Corretora

Apresentação à XP Corretora Apresentação à XP Corretora Fonte: Bloomberg (gráfico GP em 27/Set/12) SÃO CARLOS EMPREENDIMENTOS ticker: SCAR3 (R$ 39,6/ação, +64% em 2012 e +83% em 12 meses) website: www.scsa.com.br 28/Set/12 YTD 2012

Leia mais

Agência Bradesco Praça Panamericana

Agência Bradesco Praça Panamericana Agência Bradesco Praça Panamericana Presença em todos os municípios brasileiros A B C D E 03 Crescimento Orgânico dos Canais de Distribuição 4.634 4.650 3.160 3.359 3.454 3.628 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 14 de maio de 2012 - A Unidas S.A. anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto quando indicado o contrário.

Leia mais

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

do 3º Trimestre de 2010

do 3º Trimestre de 2010 Divulgação dos Resultados do 3º Trimestre de 2010 1 Destaques do 3º trimestre Operacionais Suspensão da Direção Fiscal e Técnica no segmento de Odonto Fechamento de duas novas parcerias affinity: Itaucard

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais