Divulgação de Resultados 2T08

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Divulgação de Resultados 2T08"

Transcrição

1 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras da Companhia, exceto onde indicado de outra forma, são apresentadas com base nas demonstrações financeiras e foram preparadas em Reais (R$), de acordo com instruções da CVM, incluindo a Instrução CVM 469/08. Lucro líquido cresce para R$206,8 milhões no 6M08 Destaques do período Lucro líquido cresce 8,3% e atinge R$206,8 milhões (aumento de 22,4% para R$172,7 milhões recorrentes). Rentabilidade do patrimônio alcança 20,1% (16,8% recorrentes). Receita de prêmios tem incremento de 4,9% e totaliza R$3,7 bilhões (incremento de 9,0% recorrentes). Seguro saúde cresce 1,1% (incremento de 8,5% recorrentes), saúde grupal cresce 12,8%, com destaque para o segmento de pequenas e médias empresas, que aumentou 26,7%. Seguros de automóveis crescem 17,5%, com participação de mercado, em 30 de maio, de 15,7% e 1,9 milhão de veículos segurados. Seguros de pessoas crescem 40,9% com destaque para VGBL que aumentou 54,5%. Índice de sinistralidade total é de 71,2% com redução de 0,2 p.p. em termos recorrentes. Seguro saúde encerra o período em 76,1% com redução de 2,4 p.p. em termos recorrentes. Seguros de automóveis registram índice de sinistralidade de 65,4%. Índice combinado atinge 98,0%, com queda de 3,8 p.p. em termos recorrentes. Resultado dos investimentos totaliza R$324,3 milhões, representando 115,6% do CDI. +9,0% +1,1p.p. -0,2p.p. +11,3% +8,3% +22,4% TELECONFERÊNCIAS Português Data: 18 de agosto de 2008 Horário: 10h00min (BR) 09h00min US EST Telefone: Código: SULAMÉRICA Inglês Data: 18 de agosto de 2008 Horário: 12h00min (BR) 11h00min US EST Telefone: Código: Webcast Acesse: 1

2 Eventos recentes 25 de abril de 2008 Alienação da participação na Telemar Participações S.A. A Companhia, através da sua controlada indireta Alutrens Participações S.A. ( Alutrens ), alienou para a Telemar Participações S.A. a totalidade das ações que detinha na empresa, representativas de 10% (dez por cento) do seu capital total, pelo preço de R$ mil (seiscentos e vinte e dois milhões, oitocentos e setenta e um mil reais), à vista. A operação contribuiu com R$34 milhões para o resultado líquido da Companhia. 29 de abril de 2008 Conclusão da OPA para fechamento de capital da Sul América Companhia Nacional de Seguros ( SALIC ). Em consonância com o seu objetivo de consolidar sua participação em subsidiária operacional, a Companhia, através da subsidiária SAEPAR Serviços e Participações S.A., concluiu com sucesso, em 29 de abril de 2008, o leilão para aquisição das ações em circulação da SALIC. No leilão foram adquiridas 88,6% das ações em circulação, representando 1,6% do total de ações. Na mesma data foram adquiridas mais ações ordinárias, totalizando ações ordinárias, pelo preço de R$1,02 por ação. Nos termos do edital, no período até 30 de junho de 2008, a SAEPAR adquiriu mais ações, totalizando um investimento nesta operação da ordem de R$42,8 milhões. Nesse período, a Companhia passou a deter uma participação total de 99,0% na SALIC, aumentando assim a parcela dos resultados das operações que passa a consolidar. 27 de maio de 2008 Parceria comercial com sociedades do grupo Votorantim. De forma a ampliar sua capacidade de distribuição, a SulAmérica celebrou parceria comercial para promoção do seguro SulAmérica Auto em toda a rede da BV Financeira e da BV Leasing, em caráter de exclusividade. O acordo é válido por cinco anos e permitirá que o seguro SulAmérica Auto seja comercializado, por meio da VCS corretora, na rede de pontos de venda da BV Financeira e da BV Leasing, formada por mais de 18 mil revendas de veículos onde as empresas têm representantes, em todo o país. 2

3 Operações de seguros Prêmios de seguros Seguro saúde 1.000, ,3-4,2% 971,2 3,1% 1.972, ,2 1,1% Seguro saúde ajustado 1.000,9 912,1 9,7% 971,2 3,1% 1.972, ,0 8,5% Seguro saúde grupal 645,2 563,8 14,4% 619,1 4,2% 1.264, ,4 12,8% Seguro saúde individual 355,7 480,5-26,0% 352,0 1,1% 707,7 829,7-14,7% Seguro saúde individual ajustado 355,7 348,3 2,1% 352,0 1,1% 707,7 697,5 1,5% Seguros de automóveis 598,8 505,2 18,5% 539,6 11,0% 1.138,4 969,2 17,5% Seguros de outros ramos elementares 135,5 166,8-18,8% 209,6-35,3% 345,1 428,3-19,4% Seguros de pessoas 116,7 80,2 45,6% 105,4 10,7% 222,1 157,7 40,9% Total 1.851, ,5 3,1% 1.825,8 1,4% 3.677, ,3 4,9% Total ajustado 1.851, ,3 11,3% 1.825,8 1,4% 3.677, ,1 9,0% Prêmios ganhos Seguro saúde 998, ,0-4,3% 972,9 2,6% 1.971, ,1 1,3% Seguro saúde ajustado 998,6 910,8 9,6% 972,9 2,6% 1.971, ,9 8,6% Seguro saúde grupal 643,9 562,7 14,4% 618,5 4,1% 1.262, ,1 13,0% Seguro saúde individual 354,7 480,4-26,2% 354,5 0,1% 709,1 830,0-14,6% Seguro saúde individual ajustado 354,7 348,2 1,9% 354,5 0,1% 709,1 697,8 1,6% Seguros de automóveis 528,1 499,9 5,6% 511,0 3,3% 1.039,0 997,4 4,2% Seguros de outros ramos elementares 87,6 97,4-10,0% 90,0-2,6% 177,6 209,1-15,0% Seguros de pessoas 85,2 68,0 25,3% 81,6 4,4% 166,9 131,1 27,3% Total 1.699, ,4-0,5% 1.655,5 2,7% 3.355, ,6 2,1% Total ajustado 1.699, ,2 7,8% 1.655,5 2,7% 3.355, ,4 6,4% Índice de sinistralidade 2T08 2T07 (p.p.) 1T08 (p.p.) 6M08 6M07 (p.p.) Seguro saúde 78,5% 68,5% 10,0 73,6% 5,0 76,1% 73,2% 2,9 Seguro saúde ajustado 78,5% 78,5% 0,1 73,6% 5,0 76,1% 78,5% -2,4 Seguro saúde grupal 74,9% 75,2% -0,3 69,7% 5,2 72,4% 75,0% -2,7 Seguro saúde individual 85,1% 60,6% 24,4 80,3% 4,8 82,7% 70,7% 12,0 Seguro saúde individual ajustado 85,1% 83,6% 1,4 80,3% 4,8 82,7% 84,1% -1,4 Seguros de automóveis 65,9% 64,2% 1,7 64,9% 1,0 65,4% 63,2% 2,2 Seguros de outros ramos elementares 61,4% 59,4% 2,0 65,1% -3,7 63,3% 58,1% 5,1 Seguros de pessoas 55,2% 47,8% 7,4 61,5% -6,3 58,3% 57,2% 1,1 Total 72,5% 65,9% 6,6 69,8% 2,7 71,2% 68,6% 2,7 Total ajustado 72,5% 71,4% 1,1 69,8% 2,7 71,2% 71,4% -0,2 3

4 Índice de despesas de comercialização 2T08 2T07 (p.p.) 1T08 (p.p.) 6M08 6M07 (p.p.) Seguro saúde 5,4% 4,2% 1,2 5,3% 0,1 5,3% 4,5% 0,9 Seguro saúde ajustado 5,4% 4,8% 0,6 5,3% 0,1 5,3% 4,8% 0,5 Seguro saúde grupal 7,8% 7,5% 0,4 7,8% 0,1 7,8% 7,5% 0,3 Seguro saúde individual 1,0% 0,4% 0,6 1,0% - 1,0% 0,5% 0,5 Seguro saúde individual ajustado 1,0% 0,5% 0,4 1,0% - 1,0% 0,5% 0,4 Seguros de automóveis 18,9% 20,3% -1,4 19,3% -0,4 19,1% 19,9% -0,8 Seguros de outros ramos elementares 20,3% 18,1% 2,2 18,3% 2,0 19,3% 17,0% 2,3 Seguros de pessoas 18,8% 19,2% 0,4 18,8% - 18,8% 18,3% 0,5 Total 11,0% 10,3% 0,7 11,0% - 11,0% 10,5% 0,5 Total ajustado 11,0% 11,2% -0,2 11,0% - 11,0% 11,0% - Índice de margem bruta 2T08 2T07 (p.p.) 1T08 (p.p.) 6M08 6M07 (p.p.) Seguro saúde 16,1% 27,3% -11,2 21,2% -5,1 18,6% 22,3% -3,7 Seguro saúde ajustado 16,1% 16,7% -0,6 21,2% -5,1 18,6% 16,7% 1,9 Seguro saúde grupal 17,3% 17,3% - 22,5% -5,3 19,8% 17,5% 2,4 Seguro saúde individual 14,0% 39,0% -25,0 18,7% -4,8 16,3% 28,9% -12,5 Seguro saúde individual ajustado 14,0% 15,8% -1,9 18,7% -4,8 16,3% 15,4% 1,0 Seguros de automóveis 15,3% 15,5% -0,2 15,8% -0,5 15,5% 16,9% -1,4 Seguros de outros ramos elementares 18,3% 22,5% -4,2 16,6% 1,7 17,4% 24,9% -7,4 Seguros de pessoas 26,0% 33,1% -7,1 19,7% 6,3 22,9% 24,5% -1,6 Total 16,4% 23,8% -7,3 19,2% -2,7 17,8% 20,9% -3,1 Total ajustado 16,4% 17,4% -1,0 19,2% -2,7 17,8% 17,6% 0,2 Saúde 53,6% Automóveis 31,0% Saúde 55,6% Automóveis 27,6% Pessoas 6,0% Outros ramos elementares 9,4% Pessoas 4,5% Outros ramos elementares 12,2% 4

5 Seguro saúde Prêmios de seguros Os prêmios de seguro saúde, que representam 53,6% do total, apresentaram acréscimo de 1,1% e alcançaram R$2,0 bilhões no 6M08. De fato, excluindo o efeito não recorrente dos prêmios referentes ao reajuste de 12,9% retroativo a julho de 2005, para apólices de seguro individual emitidas anteriormente a 1º de janeiro de 1999 (carteira pré-lei Nº 9.656/98), no Estado de São Paulo prêmios complementares de seguro saúde individual, os prêmios de seguro saúde apresentaram um crescimento de 8,5% no período. O seguro saúde grupal, 34,4% do total de prêmios de seguros e 64,1% dos prêmios de seguro saúde no 6M08, alcançou R$1,3 bilhão em prêmios de seguros, com aumento de 12,8%, com a carteira atingindo um total de membros segurados, o que representa um crescimento de 9,0% em relação ao 6M07. O destaque foi a expansão de 26,7% nos prêmios de seguro saúde para o segmento de pequenas e médias empresas (PME), que alcançou R$222,4 milhões no 6M08, em conseqüência do aumento de 15,9% na base de segurados, que encerrou o período com vidas. Além do aumento na quantidade de vidas seguradas, os prêmios foram impulsionados pelo reajuste anual das apólices. A Companhia encerrou o 6M08 com uma carteira de beneficiários de planos odontológicos, com crescimento de 5,6% no período. Os prêmios de seguro saúde individual, que representam 19,2% do total dos prêmios de seguros e 35,9% dos prêmios de seguro saúde, alcançaram R$707,7 milhões no 6M08, com queda de 14,7% no período. Novamente, excluindo o efeito dos prêmios complementares de seguro saúde individual, os prêmios de seguro de saúde individual apresentaram um crescimento de 1,5%. A carteira de segurados de saúde individual registrou uma queda de 13,4% em relação ao 6M07, alcançando um total de vidas, das quais 80,4% correspondiam à carteira de apólices emitidas antes da lei Nº 9.656/98. A Companhia não comercializa apólices de seguro saúde individual desde Índice de sinistralidade A sinistralidade total do seguro saúde aumentou 2,9 p.p. para 76,1% no 6M08 em relação ao 6M07, o que é explicado pelo efeito não recorrente dos prêmios complementares de seguro saúde individual no 2T07. Excluindo tal efeito, a sinistralidade de saúde apresentou uma melhora de 2,4 p.p. Em 2 de abril de 2008, entrou em vigor a Resolução Normativa 167/2008, a nova versão do rol de procedimentos e eventos em saúde, que amplia a cobertura mínima para os beneficiários de planos de saúde contratados após 1º de janeiro de A adoção deste novo rol acarretou em aumento nas reservas de seguro saúde da ordem de R$14 milhões, representando um incremento na sinistralidade de 0,7 p.p. no período. O impacto do novo rol de procedimentos deverá ser compensado em No seguro saúde grupal, a sinistralidade melhorou 2,7 p.p. em relação ao 6M07 e encerrou o período em 72,4%, com ganhos tanto na carteira de PME, quanto na modalidade grupal tradicional. No caso do seguro saúde individual, o aumento da sinistralidade foi de 12,0 p.p. para 82,7% em relação a 6M07. Este aumento é devido a, de um lado, o efeito não recorrente dos prêmios complementares de seguro saúde individual em 2007 e, de outro, o incremento nas reservas devido à adoção do novo rol de procedimentos. Excluindo este efeito não recorrente dos prêmios complementares de seguro saúde individual em 2007, a sinistralidade decresceu 1,4 p.p. no 6M08. Índice de despesas de comercialização O índice de despesas de comercialização do seguro saúde foi de 5,3% no 6M08, o que representa um aumento de 0,9 p.p. em relação ao 6M07. Este aumento é explicado pela decisão da Companhia de reduzir o prazo de diferimento das despesas de comercialização da carteira de saúde individual e de PME. Este fato resultou num incremento de 0,5 p.p. no índice de despesas de comercialização, que somado ao efeito não recorrente dos prêmios complementares de seguro saúde individual de 0,4 p.p., contribuiu para o aumento do índice no período. 5

6 Margem bruta O índice de margem bruta do seguro saúde foi de 18,6% no 6M08, o que representa uma redução de 3,7 p.p. Excluindo os prêmios complementares de seguro saúde individual, o índice apresenta uma melhora de 1,9 p.p. Para o seguro saúde grupal e para o seguro saúde individual, o índice de margem bruta foi 19,8% e 16,3%, respectivamente. +8,5% +9,7% Saúde Grupal 54,7% PME 8,0% ASO 16,9% Individual 20,4% +0,1p.p. -2,4p.p. -0,6p.p. +1,9p.p. 6

7 Seguros de automóveis Prêmios de Seguros Pelo terceiro trimestre consecutivo, os prêmios de seguros de automóveis apresentaram crescimento expressivo, encerrando o 6M08 com evolução de 17,5% em relação ao 6M07, totalizando R$1,1 bilhão, equivalentes a 31,0% do total de prêmios de seguros. Até maio de 2008, os prêmios do mercado aumentaram 10,0%, de acordo com dados da SUSEP. O aumento dos prêmios de seguros de automóveis é explicado pelo crescimento da frota segurada, que atingiu 1,9 milhão de veículos no 6M08, com acréscimo de 7,9% em relação ao 6M07, e pelo aumento de 8,9% do prêmio anual médio, para R$ Índice de sinistralidade A sinistralidade de seguros de automóveis apresentou um aumento de 2,2 p.p. para 65,4% no 6M08 em relação ao 6M07, acompanhando tendência do mercado no período. Esse aumento é explicado, principalmente, pela elevação dos sinistros retidos em decorrência de fatores climáticos nos primeiros meses do período, e ainda pelo fato dos prêmios ganhos no período não terem observado o mesmo comportamento dos sinistros retidos, em conseqüência das condições comerciais praticadas no mercado, sobretudo nos últimos meses de Índice de despesas de comercialização O índice de despesas de comercialização de seguros de automóveis apresentou melhora de 0,8 p.p. para 19,1% no 6M08 em relação ao 6M07. Margem bruta O índice de margem bruta de seguros de automóveis atingiu 15,5% no 6M08, com redução de 1,4 p.p. em relação ao 6M07, fato este justificado pelo aumento da sinistralidade que foi parcialmente compensada pela queda no índice de despesas de comercialização. De acordo com dados da SUSEP, o mercado apresentou, até maio de 2008, uma queda de 1,5 p.p. para 14,1%. +17,5% +18,5% +7,9% +1,7p.p. +2,2p.p. -0,2p.p. -1,4p.p. 7

8 Seguros de outros ramos elementares Prêmios de seguros Os prêmios do segmento de outros ramos elementares, que representam 9,4% do total de prêmios de seguros, apresentaram uma redução de 19,4% no 6M08 em relação ao 6M07 e alcançaram R$345,1 milhões. Essa queda decorreu principalmente da redução dos prêmios de seguro DPVAT, a qual, se desconsiderada, levaria os prêmios de outros ramos elementares a apresentarem um aumento de 2,0%. Índice de sinistralidade A sinistralidade de seguros de outros ramos elementares atingiu 63,3% no 6M08 o que representa um aumento de 5,1 p.p. em relação ao 6M07. Esse aumento é explicado pela elevação da sinistralidade dos ramos de transportes e incêndio, que em conjunto representam 45,9% dos prêmios ganhos do segmento. Índice de despesas de comercialização O índice de despesa de comercialização de seguros de outros ramos elementares apresentou um aumento de 2,3 p.p. para 19,3% no 6M08 em relação ao 6M07. Esse aumento é explicado principalmente pela menor participação do DPVAT. Margem bruta O índice de margem bruta apresentou uma queda de 7,4 p.p. para 17,4% no 6M08 em relação ao 6M07, devido ao aumento da sinistralidade e das despesas de comercialização. -19,4% -18,8% DPVAT 17,7% Aeronáutico 12,8% Transportes 18,7% RC Geral 7,0% Incêndio 21,0% Outros 22,8% +2,0p.p. +5,1p.p. -4,2p.p. -7,4p.p. 8

9 Seguros de pessoas Prêmios de seguros Os prêmios de seguros de pessoas, que representam 6,0% do total de prêmios de seguros, apresentaram um aumento de 40,9% no 6M08 em relação ao 6M07 e alcançaram R$222,1 milhões. Esse crescimento é explicado principalmente pela contratação de novas apólices de seguros de vida em grupo e de acidentes pessoais e também pelo aumento de 54,5% dos prêmios de VGBL no 6M08. A carteira de seguros de pessoas encerrou o 6M08 com mil segurados, com crescimento de 8.0%. Índice de sinistralidade A sinistralidade de seguros de pessoas apresentou aumento de 1,1 p.p. para 58,3% no 6M08. Índice de despesas de comercialização O índice de despesas de comercialização de seguros de pessoas apresentou um aumento de 0,5 p.p. para 18,8% no 6M08 em relação ao 6M07, explicado principalmente pelo crescimento da carteira. Margem bruta O índice de margem bruta apresentou queda de 1,6 p.p. para 22,9% no 6M08, em linha com o aumento da sinistralidade e das despesas de comercialização. +45,6% +40,9% ,0% ,9% ,4% ,4p.p. +1,1p.p. -7,1p.p. -1,6p.p. 9

10 Outras receitas e despesas operacionais de seguros Outras receitas e despesas operacionais de seguros (30,1) (89,6) -66,4% 24,0 n.a. (6,1) (103,9) -94,2% A redução das despesas de R$97,8 milhões no 6M08 é devida, principalmente, à movimentação da provisão para devedores duvidosos relativa aos prêmios complementares de seguro saúde individual, cujo efeito líquido foi de R$76,7 milhões, não recorrentes. Resultado das operações de previdência Resultado das operações de previdência 2,2 7,7-71,1% 5,9-62,4% 8,1 13,1-38,1% O resultado das operações de previdência registrou queda de R$5,0 milhões no 6M08. Esse resultado é explicado pelo reforço das reservas dos planos com garantia de índices gerais de preço. +14,1% -1,9% Resultado com operações de assistência à saúde Resultado com operações de assistência à saúde 7,9 7,5 6,2% 7,0 13,5% 14,9 13,6 9,7% O resultado com operações de assistência à saúde (planos administrados de pós-pagamento) aumentou R$1,3 milhão no 6M08, devido ao aumento da taxa média de administração por beneficiário observado no período. A carteira encerrou o período com 267 mil beneficiários. 10

11 Resultado das operações de gestão de ativos Resultado das operações de gestão de ativos 6,2 6,3-2,1% 6,3-2,8% 12,5 11,2 11,0% O resultado das operações de gestão de ativos cresceu R$1,2 milhão no 6M08, o que é principalmente explicado pelo aumento de 37,0% no volume dos ativos administrados, que alcançou R$11,7 bilhões no final do 6M08. No mesmo período, o mercado apresentou crescimento de 15,6%. +37,0% Institucional 87,4% Distribuição externa 9,3% +41,5% +31,1% Private 3,3% Fonte: ANBID Despesas administrativas Pessoal próprio (110,5) (113,5) -2,6% (114,3) -3,3% (224,9) (204,8) 9,8% Serviços de terceiros (43,3) (37,1) 16,9% (37,1) 16,8% (80,4) (72,7) 10,6% Localização e funcionamento (45,3) (44,2) 2,4% (41,5) 9,0% (86,8) (84,3) 3,1% Publicidade e Propaganda (16,9) (10,1) 68,4% (16,2) 4,2% (33,2) (18,4) 80,1% Despesas Administrativas Convênio DPVAT (1,0) (2,4) -56,5% (1,3) -18,3% (2,3) (6,0) -61,5% Outras Despesas Administrativas (12,2) (6,9) 76,3% (16,8) -27,3% (29,0) (13,9) 108,4% Total (229,3) (214,1) 7,1% (227,3) 0,9% (456,6) (400,1) 14,1% As despesas administrativas aumentaram 14,1% no 6M08 e encerraram o período correspondendo a 13,0% dos prêmios retidos. Esse incremento ocorreu principalmente em função de aumentos nas despesas com os prestadores de serviços devido ao maior volume de operações e de projetos em execução. Além disso, esse aumento também é explicado pelo incremento das despesas de publicidade e propaganda, em ações que visam o fortalecimento da marca da Companhia e pelo aumento das despesas com pessoal próprio, devido ao dissídio de 5,5% e por uma variação na provisão para participação nos resultados. Além disso, a Companhia aumentou provisões referentes a causas judiciais no valor de R$7,0 milhões no 2T ,1% -0,8p.p. +0,3p.p. +7,1% 11

12 Despesas com tributos Despesas com tributos (45,5) (67,3) -32,4% (44,3) 2,6% (89,9) (104,4) -13,9% As despesas com tributos diminuíram 13,9% no 6M08 em relação ao 6M07 e encerram o período representando 2,6% dos prêmios retidos. Essa queda de R$14,5 milhões é explicada por uma queda na despesa com PIS e COFINS em decorrência de decisão judicial favorável, compensada por aumentos em provisões de ISS e INSS. -13,9% -1,7p.p. -0,8p.p. -32,4% Índice combinado % 2T08 2T07 (p.p.) 1T08 (p.p.) 6M08 6M07 (p.p.) Índice combinado 100,5% 97,9% 2,7 95,3% 5,2 98,0% 97,7% 0,3 12

13 Resultado financeiro Resultado de investimentos 175,3 197,4-11,2% 149,0 17,6% 324,3 342,4-5,3% Resultado de empréstimos (10,3) (0,4) 2.349% (9,3) 10,3% (19,6) (11,0) 78,8% Variação no passivo da previdência (60,5) (40,4) 49,8% (41,3) 46,6% (101,8) (76,7) 32,7% CPMF (0,1) (11,5) -99,4% (1,4) -95,0% (1,5) (23,6) -93,7% Outros 10,7 39,9-73,3% 3,4 209,3% 14,1 54,2-74,0% Total 115,1 185,0-37,8% 100,5 14,5% 215,5 285,4-24,5% O resultado financeiro apresentou queda de R$69,8 milhões no 6M08. O total dos investimentos aumentou 30,3% e alcançou R$5,5 bilhões no 6M08, dos quais 98,1% eram representados por títulos de renda fixa (98,6% no final do 4T07). O resultado dos investimentos foi de R$324,3 milhões no 6M08, correspondendo a uma rentabilidade de 115,6% do CDI. A redução do resultado financeiro no 6M08 comparado ao 6M07 deve-se, principalmente, ao reconhecimento de resultados positivos pela venda de papéis indexados ao IPCA e ações feitas no período de 6M07. O índice de endividamento recuou 37,8 p.p. para 12,9% do patrimônio liquido no 6M08. Renda fixa públicos 66% Renda fixa privados 32% IPCA 21,9% IGPM 13,4% Pós-fixado 33,8% Outros 13,9% PGBL/VGBL 16,9% Incêndio 20,4% Renda variável 2% 13

14 Resultado não operacional Resultado não operacional 177,2 3, % - n.a. 177,2 (0,7) n.a. Efeito Telemar 177,8 - n.a. - n.a. 177,8 - n.a. Resultado não operacional ajustado (0,6) 3,0-120,6% - n.a. (0,6) (0,7) n.a. A variação de R$177,9 milhões observada no resultado não operacional no 6M08 é explicada pelo efeito da alienação da participação indireta detida pela Companhia na Telemar Participações S.A., ocorrida em 25 de abril de 2008, gerando um resultado líquido de R$34,0 milhões após a participação dos minoritários e impostos. Provisões para imposto de renda e contribuição social Provisão para IR/CSLL (88,2) (98,8) -10,8% (55,8) 58,0% (144,0) (162,5) -11,4% As despesas com imposto de renda e contribuição social apresentaram queda de R$18,5 milhões no 6M08, em função do maior aproveitamento de crédito fiscal, devido ao aumento do resultado da Companhia. Lucro líquido e retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) Lucro líquido 88,5 119,5-25,9% 118,3-25,2% 206,8 190,9 8,3% Efeito dos prêmios complementares de saúde - 49, ,8 - Resultado Telemar 34, ,2 - - Lucro líquido ajustado 54,4 69,7-22,0% 118,3-54,0% 172,7 141,1 22,4% ROAE 16,8% 44,9% -28,1p.p 23,5% -6,7p.p. 20,1% 37,1% -17,0p.p. ROAE ajustado 10,3% 26,2% -15,9.p. 23,5% -13,2p.p. 16,8% 27,4% -10,6p.p. Lucro líquido por ação (R$) 0,315 0,579-45,7% 0,421-25,2% 0,735 0,925-20,5% O lucro líquido atingiu R$206,8 milhões no 6M08, o que representa um aumento de 8,3% quando comparado ao mesmo período do ano anterior ou um aumento de 22,4% em termos recorrentes. A redução de 17,0 p.p. na rentabilidade do patrimônio líquido médio para 20,1% no 6M08 foi devido ao aumento de capital de R$775,0 milhões com o IPO em 05 de outubro de ,4% -10,6p.p. 14

15 Mercado de capitais Em 30 de junho de 2008 a cotação da unit da Companhia (BOVESPA: SULA11) era de R$ 29,10 e o seu valor de mercado era de R$2.728 milhões. A Companhia possui 37,4% de suas ações em circulação. IBOV SULA Cobertura de analistas Atualmente, quatro instituições fazem a cobertura da Companhia regularmente. Em 20 de junho de 2008, a Companhia contratou o Banco UBS Pactual S.A. para exercer a função de formador de mercado das units. Instituição UBS Pactual Santander Unibanco Ágora Contato Bruno Pereira +55 (21) Henrique Navarro +55 (11) Maria Laura Pessoa +55 (11) Aloísio Villeth Lemos +55 (21) Contato RI Arthur Farme d Amoed Neto Vice Presidente Corporativo e de Relações com Investidores Telefone: (21) Departamento de RI Carolina Coura Telefone: (21) Rua da Quitanda 86 8º andar Centro Rio de Janeiro, RJ - Brasil Website: Este material pode conter considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas de crescimento da Companhia. Estas são apenas projeções e, como tal, baseiam-se exclusivamente nas expectativas da administração da Companhia em relação ao futuro do negócio e seu contínuo acesso a capitais para financiar o seu plano de negócios. Tais considerações futuras dependem, substancialmente, de mudanças nas condições de mercado, regras governamentais, pressões da concorrência, do desempenho do setor e da economia brasileira, entre outros fatores, além dos riscos apresentados nos documentos de divulgação arquivados pela Companhia e estão, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio. 15

16 Anexo I - Sumário da demonstração de resultado Demonstração de resultados (R$ milhões) 6M07 6M08 % Prêmios de seguros 3.505, ,7 4,9% Prêmios cedidos em resseguros (162,4) (137,7) -15,2% Outros prêmios cedidos, líquidos (73,4) (31,9) -56,3% Prêmios retidos 3.269, ,1 7,3% Variação das provisões técnicas das operações de seguros 15,2 (153,1) n.a. Prêmios ganhos 3.284, ,0 2,1% Sinistros retidos e despesas com benefícios (2.251,8) (2.389,0) 6,1% Despesas de comercializações (345,2) (369,1) 6,9% Margem bruta 687,6 596,9-13,2% Outras receitas (despesas) operacionais seguros (103,9) (6,1) -94,2% Operações de previdência 13,1 8,1-38,1% Resultado com operações de assistência à saúde 13,6 14,9 9,7% Resultado da atividade financeira 11,2 12,5 11,0% Despesas administrativas (400,1) (456,6) 14,1% Despesas com tributos (104,4) (89,9) -13,9% Resultado financeiro 285,4 215,5-24,5% Resultado patrimonial (0,2) 7,9 n.a. Resultado não operacional (0,7) 177,2 n.a. Resultado antes dos impostos e participações 401,6 480,5 19,6% Imposto de renda e contribuição social (162,5) (144,0) -11,4% Participação nos lucros (15,2) (17,8) 17,2% Participação de acionistas não controladores (33,0) (111,9) 238,7% Lucro Líquido 190,9 206,8 8,3% 16

17 Anexo II Sumário do balanço patrimonial Ativo (R$ milhões) 12M07 6M08 % Ativo circulante 5.066, ,0 7,3% Disponibilidade e aplicações financeiras 3.441, ,5 10,4% Créditos das operações com seguros e resseguros 960, ,8 5,7% Despesas de comercialização diferidas 236,8 276,9 16,9% Outros ativos circulantes 428,9 347,9-18,9% Ativo realizável a longo prazo 3.702, ,7 8,3% Aplicações financeiras 1.624, ,1 9,3% Depósitos judiciais e fiscais 1.423, ,5 6,2% Despesas de comercialização diferidas 155,9 142,9-8,3% Outros ativos não circulantes 498,3 578,2 16,0% Ativo Permanente 328,4 208,0-36,7% Ativo total 9.097, ,7 6,1% Passivo (R$ milhões) 12M07 6M08 % Passivo circulante 3.669, ,8 2,0% Empréstimos e financiamentos 7,5 6,7-10,5% Outras obrigações a pagar 473,1 428,8-9,4% Débitos com operações de seguros, resseguros e previdência 281,4 269,5-4,2% Provisões técnicas de seguros e resseguros 2.512, ,2 4,6% Provisões técnicas de previdência 325,0 343,4 5,7% Outros passivos contingentes 69,7 65,2-6,5% Passivo exigível a longo prazo 3.191, ,5 10,6% Obrigações a pagar 877,6 918,3 4,6% Empréstimos e financiamentos 262,1 270,3 3,2% Outras contas a pagar 108,3 163,5 51,0% Provisões técnicas de seguros e resseguros 481,8 538,4 11,7% Provisões técnicas de previdência 1.044, ,5 14,3% Outros passivos contingentes 417,0 445,4 6,8% Resultado de exercícios futuros - 0,3 n.a. Participação dos acionistas não controladores 276,4 231,4-16,3% Patrimônio líquido 1.960, ,7 9,7% Passivo total 9.097, ,7 6,1% 17

18 Anexo III Glossário Índice de sinistralidade Sinistros retidos divididos pelos prêmios ganhos. Índice de despesas de comercialização - Despesas de comercialização de seguros divididas pelos prêmios ganhos. Índice de margem bruta Margem bruta dividida pelos prêmios ganhos. Índice de despesas administrativas - Despesas administrativas divididas pelos prêmios retidos. Índice de despesas com tributos - Despesas com tributos divididas pelos prêmios retidos. Índice de outras receitas (despesas) operacionais - Outras receitas (despesas) operacionais divididas pelos prêmios retidos. Índice de endividamento - Divisão dos empréstimos e financiamentos pelo patrimônio líquido. Retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) - Divisão do lucro líquido pelo patrimônio líquido médio do período. Indicador anualizado para períodos intermediários. Patrimônio líquido médio Média do patrimônio liquido no início e no fim do período. 18

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Press Release Novembro/07

Press Release Novembro/07 Press Release Novembro/07 Lucro Líquido de R$395,4 milhões ou R$ 5,14 por ação, de Janeiro a Novembro de 2007. São Paulo, 02 de janeiro de 2008 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Lucro líquido aumenta 65,6% para R$118,3 milhões no 1T08

Lucro líquido aumenta 65,6% para R$118,3 milhões no 1T08 Divulgação de Resultados 1 Lucro líquido aumenta 65,6% para R$118,3 milhões no Rio de Janeiro, 09 de maio de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do primeiro trimestre de

Leia mais

Crescimento expressivo. Conjuntura econômica

Crescimento expressivo. Conjuntura econômica Resultados 2010 Resultados 2010 Crescimento expressivo A SulAmérica registrou lucro líquido de R$ 614 milhões, que corresponde a uma elevação de 48,5% em relação a 2009 Conjuntura econômica O ano de 2010

Leia mais

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35%

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35% MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS JAN A ABRIL 2011 Tomando por base os números divulgados hoje pela SUSEP através do sistema de informações SES (que tem como fonte os FIPS enviados pelas empresas) o mercado

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

4T12 RESULTADO TRIMESTRAL. Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. 27/FEV/13

4T12 RESULTADO TRIMESTRAL. Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. 27/FEV/13 Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. R$10,6 bilhões em prêmios de seguros no ano, crescimento de 12,5%, incluindo crescimento de 8,3% no 17,8% de crescimento em prêmios

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 1T11

Reunião Pública de Analistas 1T11 Reunião Pública de Analistas 1T11 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais Porto Seguro S.A. Porto Seguro S.A. Receitas Totais R$ m ilhões 2006 2005 Variação Receitas Totais 4.548,1 3.849,9 18,1% (R$ milhões) 4.548,1 3.849,9 2.384,6 2.758,5 3.232,4 2002 2003 2004 2005 2006 CAGR

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06 Porto Seguro S.A Conference Call 3T06 1 Ranking Brasileiro de Seguros Terceira maior Companhia 19,9% 14,9% 8,4% 7,6% 6,9% 5,4% 3,7% Bradesco Sul América Porto Seguro Unibanco Itaú Mapfre Tokio Marine Obs:

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS RECEITA LÍQUIDA 300,1 361,1 20,3% EBITDA AJUSTADO 56,5 68,7 21,6% MARGEM EBITDA AJUSTADO 1 17,9% 18,4% 0,5 p.p. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 1T12

Reunião Pública dos Analistas 1T12 Reunião Pública dos Analistas Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados em 2011 Principais Realizações e

Leia mais

SUL AMÉRICA S.A. E CONTROLADAS

SUL AMÉRICA S.A. E CONTROLADAS SUL AMÉRICA S.A. E CONTROLADAS C.N.P.J. Nº 29.978.814/0001-87 RELATÓRIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Prezados Senhores Acionistas: Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações Contábeis da Sul América

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras 1 ATIVO 1.01 CIRCULANTE 1.01.01 DISPONÍVEL 1.01.01.01 Caixa 1.01.01.02 Valores em Trânsito 1.01.01.03 Bancos Conta Depósitos 1.01.01.04 Aplicações no Mercado Aberto 1.01.02 APLICAÇÕES 1.01.02.01 Títulos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 156.512.000,00 Resultados do RESULTADOS São Paulo, 14 de maio de 2010 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)]

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007

Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007 Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007 Porto Seguro 1º Semestre de 2007 Avanço de 13,5% na Receita Total*; Aumento de 12,0% no total de Prêmios Auferidos*; Melhora de 1,9

Leia mais

CASTIGLIONE (MLRV) MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011

CASTIGLIONE (MLRV) MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011 O Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência encerrou o período de jan a novembro de 2011 apresentando um Lucro Líquido não consolidado

Leia mais

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set DISCUSSÃO E ANÁLISE PELA ADMINISTRAÇÃO DO RESULTADO NÃO CONSOLIDADO DAS OPERACÕES: PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2001 COMPARATIVO AO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2000 (em milhões de reais, exceto

Leia mais

Conferência Telefônica de Resultados do 1T08. 12 de maio de 2008

Conferência Telefônica de Resultados do 1T08. 12 de maio de 2008 Conferência Telefônica de Resultados do 12 de maio de 2008 Perspectivas para 2008 Aumento de de 38,7% 31,6% no no número de de empregos formais em em relação ao a primeiro dezembro trimestre de 2006; de

Leia mais

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%.

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

SULAMÉRICA APIMEC SÃO PAULO. 29 de agosto de 2008

SULAMÉRICA APIMEC SÃO PAULO. 29 de agosto de 2008 SULAMÉRICA APIMEC SÃO PAULO 29 de agosto de 2008 Agenda Perspectivas 2008 Divulgação de resultados SulAmérica 2T08 Saúde Auto Outros ramos elementares Pessoas Previdência e Administração de Recursos Resultado

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Disclaimer Este comunicado contém considerações referentes às perspectivas do negócio e estimativas de resultados

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

Release de Resultados do 1T15

Release de Resultados do 1T15 No primeiro trimestre de 2015 o lucro líquido foi 50% superior ao resultado do mesmo período do ano anterior, fruto de um melhor desempenho operacional e financeiro. As receitas totais e os prêmios de

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 3T11

Reunião Pública dos Analistas 3T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 3T11 Porto Seguro História e Posição A empresa se desenvolveu e atingiu posição de liderança em Auto e Residência, e conta com forte estrutura operacional e de distribuição

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 Resultados 1º Trimestre 2015 13.05 Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 RECEITA LÍQUIDA ATINGE R$ 68,5 MILHÕES NO 1T15, CRESCIMENTO DE 7,1% EM RELAÇÃO AO 1T14. EBITDA CONSOLIDADO ATINGE R$ 7,8 MILHÕES, QUEDA

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Release de Resultados do 2T13 e 1S13

Release de Resultados do 2T13 e 1S13 Release de Resultados do 2T13 e 1S13 Mensagem da Administração No segundo trimestre e primeiro semestre do ano alcançamos um satisfatório desempenho operacional que combinou crescimento de prêmios com

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Press Release 2T15 12/08/2015

Press Release 2T15 12/08/2015 Press Release 2T15 12/08/2015 Sumário 1. Destaques do período... 4 2. Sumário de resultados... 5 3. Receita bruta... 6 3.1 Produtos de bancassurance... 6 3.1.1 Vida... 7 3.1.2 Habitacional... 7 3.1.3 Prestamista...

Leia mais

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 0 1. Visão Geral Setor de Ensino Superior no Brasil Visão Geral Estratégia Empresarial Destaques Financeiros

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14

RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14 RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14 Contate RI: Adolpho Lindenberg Filho Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Telefone: +55 (11) 3041-2700 ri@lindenberg.com.br www.grupoldi.com.br/relacao DIVULGAÇÃO

Leia mais

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO Teleconferência e Webcast de Resultados Sexta-feira, 5 de novembro de 2010 Horário: 12:00 p.m. (Brasil) 10:00 a.m. (US EDT) Telefone: +55 (11) 4688.6361 Código:

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 3T09

Teleconferência de Resultados do 3T09 Teleconferência de Resultados do 3T09 2 Destaques do trimestre O forte resultado do 3T09 demonstrou nossa confortável posição competitiva na indústria de proteínas e confirmou os resultados esperados de

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1 ATIVO 1 11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1113 BANCOS CONTA DEPÓSITOS 11131 BANCOS CONTA DEPÓSITOS - MOVIMENTO

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

1T13. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A

1T13. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A 1T13 Análise do Desempenho BB Seguridade Participações S.A A BB Seguridade Participações S.A. ( Companhia ) encontra-se em período de silêncio, pois ainda não foi publicado o Anúncio de Encerramento da

Leia mais

Neste contexto alcançamos um ROAE de 15,2% e continuamos otimistas com o potencial de crescimento dos mercados onde atuamos.

Neste contexto alcançamos um ROAE de 15,2% e continuamos otimistas com o potencial de crescimento dos mercados onde atuamos. Release de Resultados do 1T12 Mensagem da Administração Obtivemos no primeiro trimestre de 2012 um crescimento satisfatório em nossas receitas totais (12%), com destaque para o aumento dos prêmios do produto

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Porto Seguro S.A. A história da Porto Seguro tem como marco inicial a comercialização de seguros por

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Porto Seguro S.A. A história da Porto Seguro tem como marco inicial a comercialização de seguros por COMPRA Código em Bolsa PSSA3 Setor de Atuação Seguros Categoria 1 Linha Cotação Atual R$ 22,5 Preço Alvo R$ 32,7 Potencial de Valorização 42,52% Preço / Lucro (11E) 13,28 Preço / Vendas (11E),76 Preço

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S/A Versão : 1. Composição do Capital 1

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S/A Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 AVISO Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

do 4º Trimestre de 2009

do 4º Trimestre de 2009 Divulgação dos Resultados Divulgação dos Resultados do 4º Trimestre de 2009 Destaques Operacionais O ano de 2009 foi marcado por investimentos em sistemas (plataforma proprietária de planos odontológicos),

Leia mais

Crescimento das receitas totais no 2T12 e no 1S12 de 13%, em comparação com o mesmo período do ano anterior

Crescimento das receitas totais no 2T12 e no 1S12 de 13%, em comparação com o mesmo período do ano anterior Release de Resultados do 2T12 e 1S12 Mensagem da Administração No segundo trimestre de 2012 crescemos 13% nas receitas totais, principalmente impusionados pelo desempenho dos produtos Auto da marca Itaú

Leia mais

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Brito Amoedo Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Apresentação dos Resultados 3T06

Apresentação dos Resultados 3T06 Apresentação dos Resultados 3T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01665-9 PORTO SEGURO S.A. 02.149.205/0001-69 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01665-9 PORTO SEGURO S.A. 02.149.205/0001-69 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/12/26 Divulgação Externa Legislação Societária O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D

EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D (Em milhões de reais, exceto se indicado de outra forma) --------- Lucro do Período A Cemig Distribuição apresentou, no exercício de 2008, um lucro líquido de R$709

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T11

Teleconferência de Resultados 1T11 Teleconferência de Resultados 1T11 13 de Maio de 2011 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar

Leia mais

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões SUMÁRIO I PRODUÇÃO E CUSTOS COM SINISTROS 1. Análise global 2. Ramo Vida 3. Ramos Não Vida a. Acidentes de Trabalho b. Doença c. Incêndio e Outros

Leia mais

Relações com Investidores DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 3T13

Relações com Investidores DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 3T13 Brasil Insurance Anuncia Resultados do 3T13 Relações com Investidores Miguel Longo Junior Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brasilinsurance.com.br Teleconferência dos Resultados

Leia mais