Teleconferência Resultado 2T /08/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013"

Transcrição

1 Teleconferência Resultado 2T /08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013

2 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias futuras sobre a BB Seguridade, suas coligadas e controladas. Embora essas referências e declarações reflitam o que os administradores acreditam, as mesmas envolvem imprecisões e riscos difíceis de se prever, podendo, dessa forma, haver consequências ou resultados diferentes daqueles aqui antecipados e discutidos. Estas expectativas são altamente dependentes das condições do mercado, do desempenho econômico geral do país, do setor e dos mercados internacionais. As informações apresentadas seguem o padrão contábil IFRS, exceto quando mencionado durante a apresentação. A BB Seguridade não se responsabiliza em atualizar qualquer estimativa contida nesta apresentação. BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

3 Destaques BB Seguridade atinge 25% de participação nos mercados em que atua, considerando prêmios de seguros e arrecadação de previdência e capitalização. Brasilprev respondeu por 53% da arrecadação líquida do mercado.¹ Arrecadação de previdência aberta cresceu 27% na comparação com o. A Companhia atingiu R$ 5,9 bilhões em arrecadação total. Brasilcap atinge 35% de participação no mercado em arrecadação de títulos de capitalização no. Arrecadação de títulos de capitalização cresceu 107% no comparativo com o. Prêmios emitidos de seguros crescem 30% em relação ao. Desempenho foi sustentado pelos negócios com prestamista, rural e danos. Seguros: índice combinado registra melhora no comparativo anual. O índice combinado das Companhias SH1 e SH2 melhorou de 91% para 89%. Receitas de corretagem crescem 29% e atingem R$ 447 milhões. Lucro líquido recorrente da BB Seguridade cresce 85% no comparativo anual e registra R$ 550 milhões. Retorno sobre o patrimônio líquido médio de 39%. Dados comparativos de mercado tem como fonte a SUSEP BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 ¹ Informação da consultoria Quantum Axis. 3

4 BB Seguridade Principais Indicadores Seguros, Previdência e Capitalização Distribuição Holding Linhas de negócio SH1 Vida 1 SH2 Elementares 2 Previdência Capitalização Corretora Posição de Mercado 10 1 o 3 1 o 8 1 o 1 o 1 o Receita () 5 (R$ milhões) ROAE Ajustado () 27,7% 13,2% 59,0% 63,9% 39,1% Lucro líquido ajustado () 6 (R$ milhões) 147,9 39,8 108,4 18,9 231,6 550,3 7 % no lucro ajustado da BB Seguridade 9 26,9% 7,2% 19,7% 3,4% 42,1% Fonte: Companhia e Susep 1. SH1 coompreende Vida, Prestamista, Habitacional e Rural / 2. SH2 compreende Auto, Danos e Outros (exceto para seguros Habitacional e Rural) / 3. 1a posição: Representa os seguros de vida da BB Seguridade / 4. 2a posição: Representa os produtos nos ramos elementares da BB Seguridade / 5. Prêmios emitidos para BB Mapfre SH1 e Mafre BB SH2; Rendas para Brasilcap; Contribuições para Brasilprev; Receitas operacionais para a BB Corretora / 6. Considera o lucro líquido atribuível a BB Seguridade / 7. O lucro líquido da BB Seguridade inclui R$ 3,7 mi relacionado a receitas/despesas de holding e impostos, os quais não estão explicitados acima / 8. Considera ranking em arrecadação com dados da SUSEP, JUN2013 / 9. Inclui os resultados das holdings BB Seguridade, BB Seguros e BB Cor. / 10. Posição de 1S13. BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

5 Resultado por Segmento Resultado de seguros, previdência e capitalização cresce em todas as Coligadas. Resultado financeiro impactado pela marcação a mercado. BB Mapfre SH1 (R$ milhões) Mapfre BB SH2 (R$ milhões) Resultado de Seguros Resultado Financeiro Lucro Líquido Ajustado Res. de Seguros: +19,1% Res. Financeiro: -22,1% LL Ajustado: +26,3% Resultado de Seguros Resultado Financeiro Lucro Líquido Ajustado Res. de Seguros: +274,7% Res. Financeiro: -48,5% LL Ajustado: +53,8% 202,7 156,2 73,2 241,5 197,2 57,0 79,6 51,8 102,5 54,7 27,4 28,1 Brasilprev (R$ milhões) Brasilcap (R$ milhões) Resultado de Previdência Resultado Financeiro Lucro Líquido Ajustado 116,0 106,8 87,7 Res. de Previdência: +56,7% Res. Financeiro: -19,3% LL Ajustado: +24,7% 167,3 144,6 70,8 Resultado de Capitalização Resultado Financeiro Lucro Líquido Ajustado 36,3 21,6 40,7 Res. de Capitalização: +145,0% Res. Financeiro: -109,0% LL Ajustado: -21,9% 52,9 28,3-3,7 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

6 Resultado BB Seguridade Resultado ajustado 31% maior mesmo em ambiente adverso para as receitas financeiras BB Seguridade Ajustado (R$ milhões) BB Seguridade Societário (R$ milhões) Lucro Líquido Ajustado Lucro Líquido Societário ROAE (%) LL Ajustado: +31,4% ROAE (%) LL Societário: +84,9% 34,3 39,1 39,1 418,9 550,3 23,6 297,6 550,3 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

7 Mercado Crescimento de participação no mercado em termos de receita nas principais linhas de negócio... Automóveis (Prêmios de Seguros) (R$ milhões) Pessoas (Prêmios de Seguros) (R$ milhões) Prêmios Market Share % BB Seguridade: +24,2 Mercado: +21,4 Prêmios Market Share % BB Seguridade: +31,2 Mercado: +24,0 14,8% 15,2% 20,6% 21,8% 887, , , ,5 Habitacionais (Prêmios de Seguros) (R$ milhoes) Rurais (Prêmios de Seguros) (R$ milhões) Prêmios Market Share % BB Seguridade: +107,4 Mercado: +23,9 Prêmios Market Share % BB Seguridade: +60,9 Mercado: +58,3 6,6% 77,8% 79,1% 4,0% 17,3 35,9 296,1 476,3 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Fonte: Base de Dados SUSEP: Jun/2013 7

8 Mercado... com previdência e capitalização apresentando o maior crescimento. BB Seguridade atingiu 25% de participação no mercado de seguridade. Previdência Aberta (Arrecadação) (R$ milhões) Capitalização (Arrecadação) (R$ milhões) Arrecadação Market Share % BB Seguridade: +26,1 Mercado: +8,7 Arrecadação Market Share % BB Seguridade: +102,4 Mercado: +37,5 25,9% 4.718,1 30,1% 5.949,3 23,7% 967,6 34,9% 1.958,4 Seguros, Previdência e Capitalização (R$ milhões) Prêmios + Arrecadação Market Share 21,6% 8.471,2 % BB Seguridade: +36,2 Mercado: +16,9 25,2% ,7 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 * Não contempla seguros de saúde Fonte: Base de Dados SUSEP: Jun/2013 8

9 Desempenho no segmento de Seguros O crescimento das receitas foi acompanhado por melhoria no índice combinado. R$ milhões BB Mapfre SH1 Mapfre BB SH2 SH1 + SH2 Índice de sinistralidade (*) 32,0% 34,0% 59,0% 55,6% 48,9% 47,1% Índice de comissionamento (**) 25,4% 24,8% 25,0% 20,2% 25,2% 22,0% Índice de despesas gerais e adm. (***) 14,2% 13,0% 18,6% 17,2% 16,9% 15,5% Índice combinado (****) 77,7% 79,4% 98,2% 94,3% 90,5% 88,5% Índice combinado ampliado (*****) 72,0% 75,7% 94,8% 92,9% 86,0% 86,0% * Índice de sinistralidade = Despesas com Sinistros / Prêmios Ganhos ** Índice de comissionamento = Despesas de Comercialização / Prêmios Ganhos *** Índice de despesas gerais e adm. = Despesas Gerais e Administrativas / Prêmios Ganhos **** Índice combinado = (Despesas Gerais e Administrativas + Despesas de Comercialização + Despesas com Sinistros + Receita com Emissão de Apólices + Resultado com Resseguro) / Prêmios Ganhos ***** Índice combinado ampliado = (Despesas Gerais e Administrativas + Despesas de Comercialização + Despesas com Sinistros + Receita com Emissão de Apólices + Resultado com Resseguro) / (Prêmios Ganhos + Resultado Financeiro) BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

10 BB Mapfre SH1 Principais Indicadores ROAE ajustado mostrou crescimento, resultado da forte expansão dos prêmios ganhos gerados pela empresa. Prêmios Ganhos (R$ milhões) Sinistralidade (%) 910,8 28,8% 1.173,4 32,0 +2,0 p.p. 34,0 Índice Combinado (%) ROAE Ajustado (%) 77,7 +1,7 p.p. 79,4 +7,2 p.p. 27,7 20,5 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

11 BB Mapfre SH1 Principais Indicadores O canal bancário sustenta o crescimento dos prêmios emitidos. Destaque para os ramos de prestamista e rural na composição dos prêmios emitidos. Prêmios Emitidos (R$ milhões) +44,7% 1.783, ,4 Composição de Prêmios x Habitacional Demais Habitacional Demais 1,4% Rural 3,3% 20,8% 2,0% Vida Rural 2,8% 23,8% 44,7% x 37,3% Vida 29,8% 34,2% Prestamista Prestamista Canais de Vendas Demais Canais 15,3% Demais Canais Canais de Vendas 11,4% 84,7% Canal Bancário 88,6% Canal Bancário BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

12 Mapfre BB SH2 Principais Indicadores ROAE apresentou aumento impactado pelo crescimento dos prêmios ganhos e melhoria do índice combinado. Prêmios Ganhos (R$ milhões) Sinistralidade (%) 1.516,6 +19,1% 1.806,3 59,0-3,4 p.p. 55,6 Índice Combinado (%) ROAE Ajustado (%) 98,2-3,9 p.p. 94,3 +4,5 p.p. 13,2 8,7 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

13 Mapfre BB SH2 Principais Indicadores Desempenho do ramo de danos sustenta o crescimento dos prêmios emitidos. Prêmios Emitidos (R$ milhões) +17,7% 1.828, ,0 Canais de Vendas Composição de Prêmios x Demais Affinity 14,4% 1,2% 27,3% 57,2% Danos Auto Demais Affinity Auto 1,1% 12,5% x 27,5% 58,9% Danos Canais de Vendas Canal Bancário 34,6% 34,9% Demais Canais 65,4% Canal Bancário Demais Canais 65,1% BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

14 Brasilprev Principais Indicadores Brasilprev atingiu 53% da captação líquida do mercado, o que vem sustentando o crescimento das reservas. Receita de Contribuições (R$ milhões) ROAE Ajustado (%) 4.652,0 +26,7% 5.895,0 58,8 +0,2 p.p. 59,0 Captação Líquida (R$ milhões) Provisões Técnicas (R$ bilhões) Captação Líquida Market Share 37,9% 53,0% 58,3 +29,1% 75, , ,1 jun-12 jun-13 Fonte: Consultoria Quantum Axis BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

15 Brasilcap Principais Indicadores Forte crescimento da receita de arrecadação, com aumento das reservas. Resultado financeiro menor e retenção de lucros limitou a expansão do ROAE. Receita de Arrecadação (R$ milhões) ROAE Ajustado (%) +106,8% 1.958,4 110,9-47,0 p.p. 946,8 63,9 Provisões Técnicas (R$ bilhões) +42,8% 7,9 5,5 jun-12 jun-13 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

16 BB Corretora Principais Indicadores Se beneficia da predominância do canal bancário nas vendas, registrando crescimento das receitas de comissões e da margem líquida. Receita de Comissões (R$ milhões) Composição da Corretagem x 347,0 +28,8% 446,8 Outras Receitas Brasilcap 5,3% 12,5% SH1 17,5% 45,6% x Outras Receitas Brasilcap 0,2% 20,1% 46,8% 16,1% SH1 Brasilprev 19,1% Brasilprev 16,8% SH2 SH2 Lucro Líquido Ajustado (R$ milhões) Rentabilidade (R$ milhões) 163,3 +41,8% 231,6 Receita de corretagem 347,0 446,8 Resultado operacional 239,7 337,9 Lucro líquido ajustado 163,3 231,6 Margem Líquida 47,1% 51,8% BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

17 Resultado Financeiro O resultado financeiro foi impactado pela variação da Taxa Selic e pela volatilidade no mercado de juros futuros 9,75 mar-12 8,50 jun-12 Taxa Selic (%) Estrutura de Taxas de Juros Futuros (%) 7,50 7,25 7,25 8,00 set-12 dez-12 mar-13 jun-13 11,02 10,67 1,63 p.p. 9,87 1,64 p.p. 28/06/2013 1,38 p.p. 28/03/ /09/ /12/2012 8,49 8,31 7,71 9,39 9,03 9,06 8,75 8,44 8,19 11,16 11,20 1,56 p.p. 1,46 p.p. 9,74 9,60 9,42 9,25 8,79 8,63 DI1F15 DI1F16 DI1F17 DI1F18 DI1F19 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

18 Resultado Financeiro Rentabilidade das aplicações A rentabilidade das aplicações financeiras em relação ao CDI foi impactada devido a variação da Taxa Selic e pela volatilidade no mercado de juros futuros. SH1 (%) SH2 (%) 114,3-31,8 p.p. 113,0-62,6 p.p. 82,5 50,4 *Variação calculada com base na cotação diária da taxa Selic e o rendimento diário aferido no volume das reservas totais da empresa. O volume é descontado de taxa de administração. *Variação calculada com base na cotação diária da taxa Selic e o rendimento diário aferido no volume das reservas totais da empresa. O volume é descontado de taxa de administração. Brasilprev (%) Brasilcap (%) 174,9-45,0 p.p. 129,9 132,4-35,5 p.p. 96,9 *Variação calculada com base na cotação mensal da taxa Selic e o rendimento mensal aferido no volume das reservas próprias da empresa. O volume é descontado da taxa de administração. BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de *Variação calculada com base na cotação diária da taxa Selic e o rendimento diário aferido no volume total das reservas da empresa. O volume não é descontado da taxa de administração.

19 Guidance Guidance reforça compromisso da companhia com as melhores práticas de Governança Corporativa. Indicador Estimativas 2013 RSPL Médio Ajustado 37% - 41% Prêmios Emitidos - BB Mapfre SH1 37% - 49% Prêmios Emitidos - Mapfre BB SH2 15% - 20% Arrecadação de Planos de Previdência 30% - 40% Arrecadação de Títulos de Capitalização 50% - 65% BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de

20 Contatos: Relações com Investidores SBS Quadra 1 Bloco A Ed. Sede I 4º andar Brasília (DF) Telefone: (61) Fax: (61) BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013

Apresentação Institucional Junho 2013

Apresentação Institucional Junho 2013 Apresentação Institucional Junho 2013 BB Seguridade Maior Companhia de Seguros, Previdência e Capitalização da América Latina Rápido Crescimento com Alta Rentabilidade Maior Corretora de Seguros da América

Leia mais

Apresentação Institucional Março 2013

Apresentação Institucional Março 2013 Apresentação Institucional Março 2013 BB Seguridade Maior Companhia de Seguros, Previdência e Capitalização da América Latina Rápido Crescimento com Alta Rentabilidade Maior Corretora de Seguros da América

Leia mais

Apresentação Institucional Setembro 2013

Apresentação Institucional Setembro 2013 Apresentação Institucional Setembro 2013 BB Seguridade Maior Companhia de Seguros, Previdência e Capitalização da América Latina* Rápido Crescimento com Alta Rentabilidade Maior Corretora de Seguros da

Leia mais

2T15. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A

2T15. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A 2T15 Análise do Desempenho BB Seguridade Participações S.A A P R E S E N T A Ç Ã O O relatório Análise do Desempenho apresenta a situação econômico-financeira da BB Seguridade Participações S.A. (BB Seguridade).

Leia mais

1T13. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A

1T13. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A 1T13 Análise do Desempenho BB Seguridade Participações S.A A BB Seguridade Participações S.A. ( Companhia ) encontra-se em período de silêncio, pois ainda não foi publicado o Anúncio de Encerramento da

Leia mais

Apresentação Institucional 2014

Apresentação Institucional 2014 Apresentação Institucional 2014 Visão Geral Histórico 2013 IPO BB Seguridade Participação acionária no IRB Brasil RE 2012 1981 Início da operação de seguros do BB 1987 Criação da BB Corretora 1992 Criação

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

4T14. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A

4T14. Análise do Desempenho. BB Seguridade Participações S.A 4T14 Análise do Desempenho BB Seguridade Participações S.A Este Relatório faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultado e estratégias

Leia mais

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35%

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35% MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS JAN A ABRIL 2011 Tomando por base os números divulgados hoje pela SUSEP através do sistema de informações SES (que tem como fonte os FIPS enviados pelas empresas) o mercado

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%.

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais Porto Seguro S.A. Porto Seguro S.A. Receitas Totais R$ m ilhões 2006 2005 Variação Receitas Totais 4.548,1 3.849,9 18,1% (R$ milhões) 4.548,1 3.849,9 2.384,6 2.758,5 3.232,4 2002 2003 2004 2005 2006 CAGR

Leia mais

Divulgação de Resultados 2T08

Divulgação de Resultados 2T08 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras

Leia mais

CASTIGLIONE (MLRV) MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011

CASTIGLIONE (MLRV) MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011 O Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência encerrou o período de jan a novembro de 2011 apresentando um Lucro Líquido não consolidado

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06 Porto Seguro S.A Conference Call 3T06 1 Ranking Brasileiro de Seguros Terceira maior Companhia 19,9% 14,9% 8,4% 7,6% 6,9% 5,4% 3,7% Bradesco Sul América Porto Seguro Unibanco Itaú Mapfre Tokio Marine Obs:

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO

CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Evolução do mercado de seguros brasileiro, passou de pouco mais de 1% de representação no PIB para 6% em 15 anos 2 CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas,

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 1T12

Reunião Pública dos Analistas 1T12 Reunião Pública dos Analistas Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados em 2011 Principais Realizações e

Leia mais

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08 1T11 Disclaimer Todas as informações financeiras aqui apresentadas são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, a JMalucelli Seguradora, a JMalucelli Seguradora

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO 2 PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR 3 4 PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Seguros Gerais 14 Milhões de Automóveis Segurados 7 Milhões

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Demonstrações Contábeis. Exercício 2015

Demonstrações Contábeis. Exercício 2015 Demonstrações Contábeis Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações Financeiras da BB Seguros Participações S.A. ( BB Seguros ), relativas ao exercício findo em 31 de dezembro

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 1T11

Reunião Pública de Analistas 1T11 Reunião Pública de Analistas 1T11 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 2 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 3 4 SEGUROS E RESSEGUROS:

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

4T12 RESULTADO TRIMESTRAL. Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. 27/FEV/13

4T12 RESULTADO TRIMESTRAL. Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. 27/FEV/13 Crescimento Forte e Consistente em Prêmios. Melhoria nos Resultados. R$10,6 bilhões em prêmios de seguros no ano, crescimento de 12,5%, incluindo crescimento de 8,3% no 17,8% de crescimento em prêmios

Leia mais

BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A - AGO 30.04.2014. Propostas da Administração e Demais Documentos para Informação aos Acionistas

BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A - AGO 30.04.2014. Propostas da Administração e Demais Documentos para Informação aos Acionistas BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A - AGO 30.04.2014 Propostas da Administração e Demais Documentos para Informação aos Acionistas Assembleia Geral Ordinária 1. Comentários da Administração (CVM 481, Art.

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

do 4º Trimestre de 2009

do 4º Trimestre de 2009 Divulgação dos Resultados Divulgação dos Resultados do 4º Trimestre de 2009 Destaques Operacionais O ano de 2009 foi marcado por investimentos em sistemas (plataforma proprietária de planos odontológicos),

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros

Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T12. 10 de agosto de 2012

Apresentação de Resultados 2T12. 10 de agosto de 2012 Apresentação de Resultados 2T12 10 de agosto de 2012 Aviso Legal Esta apresentação contém certas declarações futuras e informações relacionadas à Companhia que refletem as visões atuais e/ou expectativas

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento APIMEC BH 2014 Mercado Segurador e Drivers de Crescimento BRASIL: PRINCIPAIS INDICADORES Crescimento da renda real, inflação sob controle e mobilidade social PIB PER CAPITA & DESEMPREGO (US$ milhares/ano)

Leia mais

Div i u v lg l a g çã ç o o d os o s R e R s e u s lt l a t dos o s do o 3º Trimestre de 2009

Div i u v lg l a g çã ç o o d os o s R e R s e u s lt l a t dos o s do o 3º Trimestre de 2009 Divulgação dos Resultados do 3º Trimestre de 2009 Aviso Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação, relativas às perspectivas de negócio da Companhia, projeções e metas operacionais

Leia mais

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS Marco Antonio Rossi Presidente da Fenaprevi Presidente da Bradesco Seguros Agenda Mercado Segurador Nacional Os direitos dos Segurados e Participantes Legislação O Brasil

Leia mais

Apresentação Corporativa 2015

Apresentação Corporativa 2015 Apresentação Corporativa 2015 Agenda Visão Geral da Indústria de Seguros Evolução do Mercado Segurador Ambiente Competitivo Fatores Chave de Crescimento e Rentabilidade Quem Somos Nossos Negócios Estratégia

Leia mais

Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil. Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação

Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil. Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação Pauta da apresentação 1º Estrutura do Setor 2º Representação Institucional do Setor 3º Arrecadação Visão por

Leia mais

Release de Resultados do 2T13 e 1S13

Release de Resultados do 2T13 e 1S13 Release de Resultados do 2T13 e 1S13 Mensagem da Administração No segundo trimestre e primeiro semestre do ano alcançamos um satisfatório desempenho operacional que combinou crescimento de prêmios com

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T06 Porto Seguro 14 de Agosto de 2006

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T06 Porto Seguro 14 de Agosto de 2006 Operadora: Bom dia a todos. Sejam Bem Vindos à Teleconferência da S.A. para a discussão dos resultados referentes ao segundo trimestre de 2006. Estão presentes no evento os Srs. Casimiro Blanco Gómez,

Leia mais

MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011

MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011 MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011 1 MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO: O Mercado de títulos de capitalização vem mantendo crescimentos fortes e retornos robustos. Nesse período o volume de vendas atingiu

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS I BIMESTRE -2013 1 O segmento de Automóveis encerrou o mês de janeiro com um volume de produção de R$ 4,3 bilhões contra R$ 3,4 bilhões de 2012, um crescimento

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 2 3 SEGUROS E RESSEGUROS: UM

Leia mais

Resultados do 3T08 PSSA3

Resultados do 3T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Porto Seguro Fundação Mudança de controle Líder Segmento Auto no Brasil Grupos Seguradores Funcionários diretos Sucursais e escritórios no Brasil Principais cidades 2 Estrutura Societária

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012

RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012 RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012 1 ANÁLISE RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS: Essa análise está calcada nos números divulgados pela SUSEP referente ao período de jan a maio de 2012 através

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 3T11

Reunião Pública dos Analistas 3T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 3T11 Porto Seguro História e Posição A empresa se desenvolveu e atingiu posição de liderança em Auto e Residência, e conta com forte estrutura operacional e de distribuição

Leia mais

MATERIAL PUBLICITÁRIO Take One

MATERIAL PUBLICITÁRIO Take One BB Seguridade Participações S.A. Companhia de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 17.344.597/0001-94 Rua Setor Bancário Sul, Quadra 1, Bloco A, Lote 31, Edifício Sede I, 15º andar, sala 04 CEP 70073-900 Brasília,

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T11

Divulgação de Resultados 3T11 Divulgação de Resultados 3T11 15 de Novembro de 2011 Palestrantes Luis Eduardo Fischman Diretor Financeiro e de RI José Ricardo Brun Fausto Diretor Operacional 2 Disclaimer Esta apresentação não constitui

Leia mais

Release de Resultados do 1T15

Release de Resultados do 1T15 No primeiro trimestre de 2015 o lucro líquido foi 50% superior ao resultado do mesmo período do ano anterior, fruto de um melhor desempenho operacional e financeiro. As receitas totais e os prêmios de

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento Apimec Porto Alegre 2014 Mercado Segurador e Drivers de Crescimento BRASIL: PRINCIPAIS INDICADORES Crescimento da renda real, inflação sob controle e mobilidade social PIB PER CAPITA & DESEMPREGO (US$

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 Brasília, 26 de agosto de 2015 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6

Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6 Evolução do Patrimônio Líquido (R$ Milhões) 598,3 Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6 Participação no Mercado Prêmios de Resseguro Total do Grupo Riscos Financeiros (%) 38,6% 61,4% 104,3

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T05

Apresentação de Resultados 3T05 Apresentação de Resultados 3T05 Destaques Crescimento do Lucro Líquido foi de 316% no Terceiro Trimestre Crescimento da Receita no 3T05 A receita bruta foi maior em 71% (3T05x3T04) e 63% (9M05x9M04) Base

Leia mais

Agência Bradesco Praça Panamericana

Agência Bradesco Praça Panamericana Agência Bradesco Praça Panamericana Presença em todos os municípios brasileiros A B C D E 03 Crescimento Orgânico dos Canais de Distribuição 4.634 4.650 3.160 3.359 3.454 3.628 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

EXERCICIOS DE FIXAÇÃO CONTABILIDADE ATUARIAL - SEGUROS 2º Bimestre - 6º período Curso de Ciências Contábeis

EXERCICIOS DE FIXAÇÃO CONTABILIDADE ATUARIAL - SEGUROS 2º Bimestre - 6º período Curso de Ciências Contábeis 1. Autarquia, com personalidade jurídica de direito público, que dispõe de autonomia administrativa e financeira, que tem como atribuição fundamental fiscalizar o fiel cumprimento da legislação de seguros:

Leia mais

Neste contexto alcançamos um ROAE de 15,2% e continuamos otimistas com o potencial de crescimento dos mercados onde atuamos.

Neste contexto alcançamos um ROAE de 15,2% e continuamos otimistas com o potencial de crescimento dos mercados onde atuamos. Release de Resultados do 1T12 Mensagem da Administração Obtivemos no primeiro trimestre de 2012 um crescimento satisfatório em nossas receitas totais (12%), com destaque para o aumento dos prêmios do produto

Leia mais

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008 Resultados do 1T08 14 de maio de 2008 Destaques do Trimestre Desenvolvimento dos Negócios Início dos desembolsos das operações de FINAME e BNDES Automático Bim Promotora de Vendas fase piloto das operações

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS I BIMESTRE -2013 1 O segmento de Transportes Internacionais encerrou o mês de janeiro com um volume de produção de R$ 85 milhões contra R$ 84 milhões

Leia mais

Porto Seguro S.A. Março 2007

Porto Seguro S.A. Março 2007 Porto Seguro S.A. Março 2007 Porto Seguro em Resumo Porto Seguro em Resumo Fundação Ranking de Grupos Líder Segmento Auto no Brasil R$ bilhões Prêmios Auferidos em 2006 Funcionários diretos Sucursais e

Leia mais

Demonstrações Financeiras. BB Seguridade Participações S.A

Demonstrações Financeiras. BB Seguridade Participações S.A Demonstrações Financeiras BB Seguridade Participações S.A BB Seguridade S.A. Análise do Desempenho 2T13 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações de

Leia mais

13 Rentabilidade... 14 Qualidade da Carteira de Crédito... 15 Crédito Consignado... 16 Canais de Distribuição... 17

13 Rentabilidade... 14 Qualidade da Carteira de Crédito... 15 Crédito Consignado... 16 Canais de Distribuição... 17 Realização: Apoio: Sumário Perfil e trajetória... 3 Grupo JMalucelli..... 4 Contexto Setorial...... 5 Brasil em Foco... 6 Cenário de Crédito... 7 Segmentos de atuação... 12 Lucro Líquido... 13 Rentabilidade...

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09

Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09 Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09 Comentários 2T09 Evolução dos prêmios auferidos no 2T09 em relação ao 2T08; Evolução da frota segurada; Sinistralidade das carteiras de automóvel na Azul Seguros

Leia mais

Crescimento expressivo. Conjuntura econômica

Crescimento expressivo. Conjuntura econômica Resultados 2010 Resultados 2010 Crescimento expressivo A SulAmérica registrou lucro líquido de R$ 614 milhões, que corresponde a uma elevação de 48,5% em relação a 2009 Conjuntura econômica O ano de 2010

Leia mais

CARTA DE GESTÃO 2º Semestre de 2013

CARTA DE GESTÃO 2º Semestre de 2013 CARTA DE GESTÃO 2º Semestre de 2013 Nesta carta de gestão, iremos comentar a performance dos fundos da Oceana no ano de 2013 e, em seguida, apresentar o case de BB Seguridade, que trouxe importante contribuição

Leia mais

Press Release Novembro/07

Press Release Novembro/07 Press Release Novembro/07 Lucro Líquido de R$395,4 milhões ou R$ 5,14 por ação, de Janeiro a Novembro de 2007. São Paulo, 02 de janeiro de 2008 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL I BIMESTRE -2013 1 O segmento de RC Geral encerrou o I Bimestre com um volume de produção de R$ 130 milhões contra R$ 124 milhões de 2012, um crescimento nominal

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem-vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 1T10. Estão presentes no evento os senhores Fabio Luchetti, Vice-Presidente

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T15

Apresentação de Resultados 1T15 Apresentação de Resultados 1T15 1 Destaques do Período Início da operação comercial de quatro parques do LEN A-3 2011 Início da operação comercial: 04 de março de 2015 Os outros 5 parques serão conectados

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA QUEDA DA TAXA DE JUROS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS

A INFLUÊNCIA DA QUEDA DA TAXA DE JUROS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS A INFLUÊNCIA DA QUEDA DA TAXA DE JUROS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS 1 FATOS: O Brasil durante muito anos sofreu bastante com vários Planos Econômicos que buscavam estabilizar a Economia Nacional. Foram

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

A apresentação está disponível na aba: Informações Financeiras. A seleção dos Slides será controlada pelos senhores.

A apresentação está disponível na aba: Informações Financeiras. A seleção dos Slides será controlada pelos senhores. Mediadora: Bom dia a todos. Obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da BB Seguridade para a discussão dos resultados referentes ao 3º trimestre de 2014. Informamos que o evento está

Leia mais

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente a SUSEP alterou a estrutura de resultados não mais detalhando os

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 30

Leia mais

Rafael Frade, Bradesco:

Rafael Frade, Bradesco: Rafael Frade, Bradesco: Bom dia. Eu tenho duas perguntas, a primeira com relação aos prêmios complementares de seguro saúde individual. No 1T ficou bem claro que vocês reconheceram o valor de cerca de

Leia mais

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento Apimec Fortaleza 2014 Mercado Segurador e Drivers de Crescimento BRASIL: PRINCIPAIS INDICADORES Crescimento da renda real, inflação sob controle e mobilidade social PIB PER CAPITA & DESEMPREGO INFLAÇÃO

Leia mais

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir.

Agora gostaríamos de passar a palavra à Companhia. Por favor, podem prosseguir. Operadora: Bom dia a todos. Sejam bem-vindos à teleconferência da Porto Seguro S.A. para a discussão dos resultados referentes ao 1T09. Estão presentes no evento os Srs. Tadeu Mota, Diretor de Relações

Leia mais