1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08"

Transcrição

1 1T11

2 Disclaimer Todas as informações financeiras aqui apresentadas são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, a JMalucelli Seguradora, a JMalucelli Seguradora de Crédito, a JMalucelli Re., JMalucelli Agenciamento, a JMalucelli Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários e Paraná Administradora de Consórcio. As informações, exceto quando indicado de forma diferente, são expressas em moeda corrente nacional (em reais) e foram elaboradas com base nas práticas contábeis emanadas da legislação societária brasileira, associadas às normas e instruções do Conselho Monetário Nacional (CMN), do Banco Central do Brasil (BACEN ), da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) e do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), quando aplicável. As informações contidas neste material sobre eventos futuros estão expostas a riscos e incertezas e sujeitas a alterações, decorrentes, entre outros fatores: do comportamento do mercado, da situação econômica e política do Brasil e de modificações legislativas e regulamentares. As informações aqui apresentadas são inteiramente baseadas nas expectativas da Administração do Banco quanto ao seu desempenho futuro, não constituindo qualquer garantia de resultados. 2

3 Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 x 4T09 x R$ Principais 4T09 3T09 4T08 1T11 3T09 4T08 PDD ,3% ,3% Carteira (> 90 dias) ,5% ,1% Destaques Carteira (> 180 dias) ,7% ,9% Carteira Total* (a) ,8% ,1% Índice de cobertura da carteira (PDD / > 90 dias) 94,5% 93,0% 1,5 p.p. 91,7% 2,9 p.p. Índice de cobertura da carteira (PDD / > 180 dias) 150,9% 162,0% (11,1 p.p.) 169,2% (18,3 p.p.) PDD / Carteira Total 5,1% 4,6% 0,5 p.p. 3,9% 1,2 p.p. Créditos Baixados a Prejuízo (b) (33,9%) ,4% Nível de perda (b/a) 0,6% 1,0% (0,4 p.p.) 0,6% 0,0 p.p. * Inclui saldo da cessão com coobrigação. 3

4 Principais Números (Consolidado) Lucro Líquido: R$ 33,5 milhões no 1T11 50,0% x 1T10 Depósitos totais: R$ 1.485,2 milhões 37,2% x 1T10 Ativo total: R$ 3.188,5 milhões 8,8% x 1T10 Rentabilidade 1T11: ROAE de 16,9% ROAA de 4,4 % NIM de 11,8% Carteira de crédito: R$ 1.625,8 milhões 21,5% x 1T10 96,0% da carteira consolidada do Paraná Banco entre AA e C 4

5 Desempenho Financeiro ,9% 10,6% 11,8% 15,0% 10,0% ,0% (50.000) ( ) ( ) (41.098) (52.340) (60.246) 1T10 4T10 1T11 0,0% -5,0% -10,0% -15,0% -20,0% -25,0% Receita de Intermediação Financeira Margem Financeira Líquida (antes da PDD) - NIM Despesa da Intermediação Financeira R$ mil 1T10 4T10 1T11 1T11 x 1T10 1T11 x 4T10 Resultado da Intermediação Financeira ,8% (5,0%) 5

6 Lucro Líquido ajustado Lucro líquido ajustado % YoY 35,1% % QoQ 7,3% T10 4T10 1T11 Lucro Líquido Contábil Lucro Líquido Ajustado 1T11 4T10 1T10 Lucro Líquido Contábil Eventos Extraordinários (998) (3.430) (-) Efeitos fiscais de Ágio (998) (998) (998) (-) Alteração de provisões - (6.282) - (+) Adiantamentos de comissões (+) Arrasto de Provisão para Prejuízo (+) Prejuízo com TVM (FIDC II) (+) Provisão de PLR das seguradoras JMalucelli Lucro Líquido Ajustado

7 Indicadores de Performance Índice de eficiência % YoY (5,2 p.p.) % QoQ (0,9 p.p.) % YoY 0,7 p.p. ROAA -ajustado % QoQ 0,2 p.p. % YoY 3,7 p.p. ROAE - ajustado % QoQ 0,8 p.p. 50,4% 46,1% 45,2% 3,5% 4,0% 4,2% 12,7% 15,6% 16,4% 1T10 4T10 1T11 1T10 4T10 1T11 1T10 4T10 1T11 7

8 Qualidade da Carteira de Crédito Evolução da Carteira de Crédito - Consolidada (R$ milhões) 1.800, , , , , , , , ,0 4,3% 4,0% 3,9% 1.000,0 3,3% 3,2% 800,0 2,7% 2,4% 2,4% 600,0 1,9% 1,9% 400,0 200,0 75,1 52,1 36,5 26,2 18,7-1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 7,0% 6,0% 5,0% 4,0% 3,0% 2,0% 1,0% 0,0% Saldo da cessão de crédito PDD/Carteira de crédito Operações de Crédito em balanço Nível H/Carteira de crédito O Paraná Banco não se utiliza de cessão de crédito como instrumento de funding. 8

9 Qualidade da Carteira de Crédito R$ 1T11 4T10 1T11 x 4T10 1T10 1T11 x 1T10 PDD* ,4% (13,8%) Carteira vencida (> 60 dias) (0,5%) (7,6%) Carteira vencida (> 90 dias) (2,0%) (9,3%) Carteira vencida (> 180 dias) ,2% (11,6%) Carteira Total* (a) ,2% ,4% Índice de cobertura da carteira (PDD / > 60 dias) 81,4% 80,6% 0,7 p.p. 87,3% -5,9 p.p. Índice de cobertura da carteira (PDD / > 90 dias) 101,6% 99,1% 2,5 p.p. 106,9% -5,4 p.p. Índice de cobertura da carteira (PDD / > 180 dias) 175,4% 185,7% -10,2 p.p. 180,0% -4,6 p.p. PDD / Carteira Total 3,2% 3,3% (0,1 p.p.) 4,3% (1,1 p.p.) Créditos Baixados a Prejuízo (b) ,4% (60,2%) Nível de perda (b/a) 0,49% 0,49% 0,0 p.p. 1,44% (0,9 p.p.) * Inclui saldo da cessão com coobrigação. 9

10 Desempenho - Consignado Crescimento da Carteira Consignado (R$ milhões) % QoQ 6,8% ,6 Evolução da originação de crédito consignado (R$ milhões) 340,4 325,1 277,9 % QoQ 8,7 % 302,1 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 Distribuição da Carteira de Crédito Consignado 4,9% 0,2% 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 Qualidade da Carteira de Crédito consignado 2,0% 1,5% Governos Estaduais Pref eituras AA - C 22,4% 44,9% INSS Entidades Federais D-G Outros H 27,6% 96,4% 10

11 Desempenho Middle Market 16,8 Crescimento da Carteira Middle Market (R$ milhões) 16,8 16,8 22,5 % YoY (1,2%) 20,3 161,0 177,0 189,4 189,6 155,4 1T10 2T10 3T10 4T10 4T11 Carteira de crédito Fiança Qualidade da Carteira de Middle Market Distribuição Setorial - Middle Market 0,8% 2,5% 0,1% AA - C D-G H 13,0% 67,5% Serviços Indústria 19,5% Comércio 96,6% 11

12 Distribuição CRÉDITO CONSIGNADO MIDDLE MARKET UNIDADES EM OPERAÇÃO UNIDADES EM OPERAÇÃO 1 UNIDADES EXCLUSIVAS LOJAS PRÓPRIAS 355 CORRESPONDENTES BANCÁRIOS ATIVOS PLATAFORMAS DE MIDDLE MARKET CURITIBA/PR SÃO PAULO/SP LONDRINA/PR FLORIANÓPOLIS/SC 12

13 Captação Fontes de Captação (R$ milhões) Distribuição dos depósitos 1.458,3 17,4% Investidores institucionais Partes relacionadas - 223,7 18,7 12,4% 13,0% 47,7% Pessoas físicas Pessoas jurídicas T10 2T10 3T10 4T10 1T11 9,5% Instituições f inanceiras FIDCs Cessão de Créditos MTN Depósitos Medium Term Notes - MTN Tranche (US$ mil) Data da operação Vencimento Coupon (a.a.) Hedge Dezembro/2009 Dezembro/2012 7,375% 100% do principal Agosto/2008 Agosto/2011 7,750% 100% do principal + juros 13

14 Estrutura de Capital Mutações do Patrimônio (R$ mil) 1T11 4T10 Saldo inicial Lucro líquido Juros sobre o capital próprio (6.175) (22.052) Ações em tesouraria - - Ajuste ao valor de mercado - TVM (313) (762) Saldo final Carteira / Patrimônio Líquido Evolução da Basiléia 1,66 1,80 1,86 1,88 1,90 36,0% 33,9% 33,2% 32,7% 32,8% 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 14

15 Governança Corporativa JCP no 1T11: R$ 6,2 milhões, equivalente a R$ 0,07 por ação e pay-out de 18,4%. 15

16 AGO de 2011 Conselho de Administração Conselho Fiscal 16

17 Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 x 4T09 x R$ 4T09 3T09 4T08 3T09 4T08 PDD Seguros 1T ,3% ,3% Carteira (> 90 dias) ,5% ,1% Carteira (> 180 dias) ,7% ,9% Carteira Total* (a) ,8% ,1% Índice de cobertura da carteira (PDD / > 90 dias) 94,5% 93,0% 1,5 p.p. 91,7% 2,9 p.p. Índice de cobertura da carteira (PDD / > 180 dias) 150,9% 162,0% (11,1 p.p.) 169,2% (18,3 p.p.) PDD / Carteira Total 5,1% 4,6% 0,5 p.p. 3,9% 1,2 p.p. Créditos Baixados a Prejuízo (b) (33,9%) ,4% Nível de perda (b/a) 0,6% 1,0% (0,4 p.p.) 0,6% 0,0 p.p. * Inclui saldo da cessão com coobrigação. 17

18 Grupo Segurador Lucro Líquido Seguradora: R$ 11,5 milhões no 1T11 ROAE de 32,9% 66,2% x 1T10 Lucro Líquido Resseguradora: R$ 4,9 milhões no 1T11 ROAE de 19,7% 69,9% x 1T10 Participação Setor de Seguros: 48,8% do LL 1T11 Market share : JM Seguradora: 34,1% (mar/11) JM Re: 28,7% (fer/11) Índice Combinado Seguradora: 65,1% 12,5 p.p. inferior x 1T10 Prêmios retidos JM Seguradora + JM Re: R$ 38,2 milhões 13,4% x 1T10 18

19 Investimentos Taxa de investimento Formação Bruta do Capital em % do PIB 18,4 20,4 21,6 23,0 24,1 13,0 12,6 13,5 13,2 13,4 14,5 15,5 12,6 3,4 2,7 2,6 2,7 3 2,9 3,6 4, * 2011* 2012* 2013* 2014* Público Privado Fonte: IBGE e Ministério da Fazenda (valores estimados) 19

20 Copa do Mundo 2014 Situação Atual do Volume de Investimentos (R$ Milhões) Dimensão P.A.S.E. P.E.E. P.E. Total Mobilidade Urbana Aeroportos Portos Energia Elétrica Saneamento Básico Rede Hoteleira Rede Hospitalar Segurança Estádios Total Total em quantidade de projetos *Dados dinâmicos e atualizados de acordo com a evolução dos projetos. Situação atual do volume de investimentos 19,2% 3,4% 77,3% P.A.S.E. P.E.E. P.E. P.E. = Projetos Existentes P.E.E. = Projetos em Execução P.A.S.E. = Projetos a Serem Executados Fonte: ABDIB 20

21 Mercado de seguro garantia *Estimativas da CNSeg Evolução do prêmio emitido (R$ milhares) Evolução do prêmio retido (R$ milhares) CAGR ( ) 15,9% CAGR ( ) 18,0% * 2012* 2013* * 2012* 2013* Evolução do prêmio ganho (R$ milhares) Evolução dos sinistros (R$ milhares) CAGR ( ) 34,5% CAGR ( ) 33,4% * 2012* 2013* Fonte: CNSeg Confederação Nacional de Seguros * 2012* 2013* 21

22 Market Share ,0% 42,3% Evolução do market share - prêmio direto (R$ mil) ,4% 43,0% 32,6% ,4% ,1% mar/11 JMalucelli Seguradora Mercado Market share por prêmios de resseguro - categoria de ricos financeiros 17,8% 25,1% 0,2% 28,1% 28,7% IRB BRASIL RESSEGUROS S/A MUNICH RE DO BRASIL RESSEGURADORA S.A. J. MALUCELLI RESSEGURADORA S.A. MAPFRE RE DO BRASIL CIA DE RESSEGURO AUSTRAL RESSEGURADORA S.A. JMalucelli Seguradora: liderança de mercado, operação rentável, baixa sinistralidade, agilidade na análise de crédito, seletividade de clientes e atratividade para resseguradores. JMalucelli Resseguradora: Mudança de classificação de ramos na SUSEP e movimento de adequação à circular 225, responsáveis pela mudança no cenário de market share dos prêmios de resseguro de riscos financeiros. Fonte: SUSEP 22

23 Desempenho Financeiro JMalucelli Seguradora 32,9% 35,0% JMalucelli Resseguradora 50,0% ,1% 27,7% 30,0% ,0% ,0% 40,0% 35,0% ,0% ,0% ,0% ,0% ,0% 0 13,5% 14,9% ,7% ,0% 25,0% 20,0% 15,0% 10,0% 5,0% 0,0% 1T10 4T10 1T11 1T10 4T10 1T11 Lucro Líquido (R$ mil) ROAE 23

24 Índice Combinado Evolução mês a mês do índice combinado e índice combinado ampliado* * Para o mercado inclui todos os produtos de seguro. Para JMalucelli Seguradora inclui seguro garantia e DPVAT. 93,0% 81,0% 68,0% 52,0% JM Seguradora Mercado Ampliado JM Seguradora Ampliado mercado Segundo dados da SISCORP (Sistema Corporativo), a JMalucelli Seguradora tem o 2º melhor índice combinado de todo mercado de seguros brasileiro em 2010 e Fonte: SUSEP 24

25 Desempenho Operacional (Seguros) Volume de Sinistros (R$ mil) Mar-2011 Mercado JMalucelli Seguradora A JM Seguradora possui uma área específica especializada em sinistros para mediar e regular todos os avisos recebidos dos clientes. O princípio é a defesa legal das partes envolvidas e total oportunidade para discussão das controvérsias em questão. Fonte: SUSEP 25

26 Política de Investimentos Carteira da aplicações financeiras (R$ milhões) 324,2 20,1 30,6 50,7 6,9% 460,4 Rentabilidade das Aplicações Financeiras Outros = R$ 32,4 2,6% 2,8% DPGE = R$ 259,5 69,9% 34,9 CDB = R$ 32,3 Títulos Públicos Renda Fixa Renda Variável Fundo Multimercado Fundo de investimentos 18,5% Total CDI 1T11 Aplicações JM Seguros Rentabilidade: receita financeira de R$ 12,8 milhões no 1T11. 26

27 Relações com Investidores Cristiano Malucelli Diretor de RI Tel: (41) Mauricio N. G. Fanganiello Gerente de RI Tel: (41) IR Website: Marianne C. Baggio Especialista em RI Tel: (41) Este material pode incluir estimativas e declarações futuras. Essas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam ou podem afetar os nossos negócios. Muitos fatores importantes podem afetar adversamente os resultados do Banco Paraná Banco tais como previstos em nossas estimativas e declarações futuras. Tais fatores incluem, entre outros, os seguintes: conjuntura econômica nacional e internacional, políticas fiscal, cambial e monetária, aumento da concorrência no setor de crédito consignado, habilidade do Banco Paraná Banco em obter funding para suas operações e alterações nas normas do Banco Central. As palavras acredita, pode, poderá, visa, estima, continua, antecipa, pretende, espera e outras palavras similares têm por objetivo identificar estimativas e projeções. As considerações sobre estimativas e declarações futuras incluem informações atinentes a resultados e projeções, estratégia, posição concorrência, ambiente do setor, oportunidades de crescimento, os efeitos de regulamentação futura e os efeitos da concorrência. Tais estimativas e projeções referem-se apenas à data em que foram expressas, sendo que não assumimos a obrigação de atualizar publicamente ou revisar quaisquer dessas estimativas em razão da ocorrência de nova informação, eventos futuros ou de quaisquer outros fatores. Em vista dos riscos e incertezas aqui descritos, as estimativas e declarações futuras constantes deste material podem não vir a se concretizar. Tendo em vista estas limitações, os acionistas e investidores não devem tomar quaisquer decisões com base nas estimativas, projeções e declarações futuras contidas neste material. 27

Teleconferência de Resultados 4T09

Teleconferência de Resultados 4T09 Teleconferência de Resultados 4T09 Índice Comentários de Mercado Pág. 3 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 10 Liquidez Pág. 4 Índice de Eficiência Pág. 14 Funding e Carteira de Crédito Pág. 5 Rentabilidade

Leia mais

13 Rentabilidade... 14 Qualidade da Carteira de Crédito... 15 Crédito Consignado... 16 Canais de Distribuição... 17

13 Rentabilidade... 14 Qualidade da Carteira de Crédito... 15 Crédito Consignado... 16 Canais de Distribuição... 17 Realização: Apoio: Sumário Perfil e trajetória... 3 Grupo JMalucelli..... 4 Contexto Setorial...... 5 Brasil em Foco... 6 Cenário de Crédito... 7 Segmentos de atuação... 12 Lucro Líquido... 13 Rentabilidade...

Leia mais

DESTAQUES DO 1T11 LUCRO LÍQUIDO RESULTADO COM SEGUROS OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Contatos de RI

DESTAQUES DO 1T11 LUCRO LÍQUIDO RESULTADO COM SEGUROS OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Contatos de RI Todas as informações financeiras apresentadas neste documento são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, JMalucelli Seguradora, JMalucelli Seguradora de Crédito,

Leia mais

A operação de seguros respondeu por 47,8% do resultado consolidado ajustado de 2011 e 51,2% do resultado ajustado do 4T11.

A operação de seguros respondeu por 47,8% do resultado consolidado ajustado de 2011 e 51,2% do resultado ajustado do 4T11. Todas as informações financeiras apresentadas neste documento são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, JMalucelli Seguradora, JMalucelli Seguros, JMalucelli

Leia mais

Sumário Banco Seguros

Sumário Banco Seguros Reunião APIMEC - SP Sumário Banco Grupo JMalucelli...3 História...4 Governança Corporativa...5 Mercado de Crédito Brasileiro...9 Produtos...11 Principais Números...12 Balanço Patrimonial...13 Lucro & Rentabilidade...14

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T10

Teleconferência Resultados 1T10 Teleconferência Resultados 1T10 18 de maio de 2010 Visão Geral da Administração Venda da estrutura de Varejo + Foco no segmento de crédito a Empresas Transferência das atividades de originação e crédito

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

PATACÃO DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

PATACÃO DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. 1. CONTEXTO OPERACIONAL A Patacão Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. ( Distribuidora ) tem como objetivo atuar no mercado de títulos e valores mobiliários em seu nome ou em nome de terceiros.

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014 Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo 13 de Maio de 2014 1 Visão geral do mercado brasileiro de crédito Crédito Total / PIB e crescimento anual do crédito Crédito / PIB - por tipo de instituição financeira

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX. Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009.

CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX. Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009. CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009. 1 DRE PRO-FORMA Com objetivo de haver comparabilidade na análise de resultados, os comentários de

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008 (Em milhares de reais) NOTA 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Seguradora está autorizada a operar em seguros do

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO PERFIL CORPORATIVO P Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro P Sólida estrutura de capital e administração conservadora P Atuação em operações: Ativas Passivas Crédito Imobiliário

Leia mais

SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES

SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES Ilmos. Srs. Diretores e Acionistas de BVA Seguros S/A Rio de Janeiro - RJ RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Examinamos as demonstrações financeiras individuais

Leia mais

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008 Resultados do 1T08 14 de maio de 2008 Destaques do Trimestre Desenvolvimento dos Negócios Início dos desembolsos das operações de FINAME e BNDES Automático Bim Promotora de Vendas fase piloto das operações

Leia mais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais Porto Seguro S.A. Porto Seguro S.A. Receitas Totais R$ m ilhões 2006 2005 Variação Receitas Totais 4.548,1 3.849,9 18,1% (R$ milhões) 4.548,1 3.849,9 2.384,6 2.758,5 3.232,4 2002 2003 2004 2005 2006 CAGR

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros.

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros. 3 trimestre de 2015 PERFIL CORPORATIVO Banco múltiplo privado com 21 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - PARANA BANCO S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - PARANA BANCO S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE ANEXO I DETALHAMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO APLICÁVEL À PROVA DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA GERAL 10º EXAME DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA 1. LEGISLAÇÃO E ÉTICA PROFISSIONAL. a) A LEGISLAÇÃO SOBRE A ÉTICA PROFISSIONAL

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 KPDS 82388 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Circular nº 3477. Total de Créditos Tributários Decorrentes de Diferenças Temporárias Líquidos de Obrigações Fiscais 111.94.02.01.

Circular nº 3477. Total de Créditos Tributários Decorrentes de Diferenças Temporárias Líquidos de Obrigações Fiscais 111.94.02.01. Detalhamento do patrimônio de referência (PR) : 100 110 111 111.01 111.02 111.03 111.04 111.05 111.06 111.07 111.08 111.90 111.90.01 111.91 111.91.01 111.91.02 111.91.03 111.91.04 111.91.05 111.91.06 111.91.07

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15 Relações com Investidores DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15 Apresentação: José Rubens de la Rosa CEO José Antonio Valiati CFO & Diretor de Relações com Investidores Thiago Deiro Gerente Financeiro & de

Leia mais

Apresentação Institucional 2012 APIMEC-SP

Apresentação Institucional 2012 APIMEC-SP Apresentação Institucional 2012 APIMEC-SP Agenda Visão Geral do Mercado Brasileiro de Crédito Descrições e Mercado de Capitais Resultados 2012 Peers Página 3 Página 7 Página 10 Página 32 Anexo Página 37

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

Release de Resultado 4T14

Release de Resultado 4T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 4T14 São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Divulgação de Resultados do 2T10. 4 de agosto de 2010

Divulgação de Resultados do 2T10. 4 de agosto de 2010 Divulgação de Resultados do 4 de agosto de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26 Prefácio 1 Exercício Social, 1 Exercícios, 2 2 Disposições Gerais, 3 2.1 Demonstrações financeiras exigidas, 3 2.2 Demonstrações financeiras comparativas, 4 2.3 Contas semelhantes e contas de pequenos,

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Informações Financeiras Consolidadas

Informações Financeiras Consolidadas Informações Financeiras Consolidadas 3º trimestre 2007 Dados Cadastrais Denominação Comercial: Banrisul S/A Natureza Jurídica: Banco Múltiplo Público Estadual. Sociedade de Economia Mista, sob forma de

Leia mais

Teleconferência 2T14. 18 de agosto de 2014

Teleconferência 2T14. 18 de agosto de 2014 Teleconferência 18 de agosto de 2014 1T14 x Estabilidade da Carteira de Créditos, próxima a R$ 10,5 bilhões; Nível de liquidez imediata mantido dentro de parâmetros confortáveis; Redução dos NPLs, tanto

Leia mais

Relatório. Gestão de Riscos. Conglomerado Cruzeiro do Sul

Relatório. Gestão de Riscos. Conglomerado Cruzeiro do Sul Relatório de Gestão de Riscos Conglomerado Cruzeiro do Sul Data-Base 31/12/2010 Superintendência de Riscos Índice 1. Introdução 3 2. Perímetro 3 3. Estrutura de Gestão de Riscos 3 3.1 Risco de Crédito

Leia mais

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras Índice Relatório

Leia mais

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32 INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32 BALANCETE PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 (valores expressos em milhares

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação 3T08 Apresentação de Resultados José Carlos Aguilera (Diretor Presidente e de RI) Eduardo de Come (Diretor Financeiro) Marcos Leite (Gerente de RI) Destaques do Período Contexto de crise no

Leia mais

Principais Destaques. por 27,2% do lucro líquido consolidado. Ativos totais: R$ 1,9 bilhão crescimento de 5,1%

Principais Destaques. por 27,2% do lucro líquido consolidado. Ativos totais: R$ 1,9 bilhão crescimento de 5,1% Disclaimer As Demonstrações Financeiras estão apresentadas de forma consolidada para o 4T08 e 2008 e pro-forma para o 4T07 e 2007, abrangendo demonstrações financeiras do Paraná Banco, suas controladas,

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS

AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS HSM EXPO MANAGEMENT 2014 4 de novembro de 2014 Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação CNseg Agenda Representação

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

ANEXO A. Informe Mensal

ANEXO A. Informe Mensal ANEXO A Informe Mensal Competência: MM/AAAA Administrador: Tipo de Condomínio: Fundo Exclusivo: Todos os Cotistas Vinculados por Interesse Único e Indissociável? Aberto/Fechado Sim/Não Sim/Não ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras Índice Relatório

Leia mais

APIMEC 3T10 Novembro de 2010

APIMEC 3T10 Novembro de 2010 APIMEC Novembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos ou incertezas

Leia mais

Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6

Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6 Evolução do Patrimônio Líquido (R$ Milhões) 598,3 Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6 Participação no Mercado Prêmios de Resseguro Total do Grupo Riscos Financeiros (%) 38,6% 61,4% 104,3

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 4º Trimestre, Aviso Importante: esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Disclaimer Nossas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam

Leia mais

Crescimento expressivo. Conjuntura econômica

Crescimento expressivo. Conjuntura econômica Resultados 2010 Resultados 2010 Crescimento expressivo A SulAmérica registrou lucro líquido de R$ 614 milhões, que corresponde a uma elevação de 48,5% em relação a 2009 Conjuntura econômica O ano de 2010

Leia mais

Política de Gerenciamento de Riscos Financeiros Endesa Brasil

Política de Gerenciamento de Riscos Financeiros Endesa Brasil Política de Gerenciamento de Riscos Financeiros Endesa Brasil Objeto Estabelecer uma política adequada de gerenciamento de riscos financeiros, de modo a resguardar as empresas do grupo Endesa Brasil de

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de 2008

Resultados 1º Trimestre de 2008 O BANCO CRUZEIRO DO SUL ANUNCIA SEUS DO 1T08 São Paulo, 12 de Maio de 2008 O Banco Cruzeiro do Sul (Bovespa - CZRS4), banco múltiplo privado operando principalmente no mercado de crédito pessoal com desconto

Leia mais

Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A.

Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A. Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A. 31 de dezembro de 2014 com o relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes

Leia mais

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO Teleconferência e Webcast de Resultados Sexta-feira, 5 de novembro de 2010 Horário: 12:00 p.m. (Brasil) 10:00 a.m. (US EDT) Telefone: +55 (11) 4688.6361 Código:

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Divulgação de Resultados 2T08

Divulgação de Resultados 2T08 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras

Leia mais

GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito

GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito Disciplinas (*) Modalidade H/A (**) Núcleo Contabilidade Contabilidade Financeira Presencial 24 Contabilidade dos Investimentos em Participações Societárias

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte:

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos: São condomínios, que reúnem aplicações de vários indivíduos para investimento

Leia mais

Curso Extensivo de Contabilidade Geral

Curso Extensivo de Contabilidade Geral Curso Extensivo de Contabilidade Geral Adelino Correia 4ª Edição Enfoque claro, didático e objetivo Atualizado de acordo com a Lei 11638/07 Inúmeros exercícios de concursos anteriores com gabarito Inclui

Leia mais

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42.

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42. Avenida Paulista, 2.100 - São Paulo - SP CNPJ 58.160.7890001-28 Se escolher navegar os mares do sistema bancário, construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar, com segurança, qualquer

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Raízen Combustíveis S.A.

Raízen Combustíveis S.A. Balanço patrimonial consolidado e condensado (Em milhares de reais, exceto quando indicado de outra forma) Ativo 30.06.2014 31.03.2014 Passivo 30.06.2014 31.03.2014 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

Press Release Novembro/07

Press Release Novembro/07 Press Release Novembro/07 Lucro Líquido de R$395,4 milhões ou R$ 5,14 por ação, de Janeiro a Novembro de 2007. São Paulo, 02 de janeiro de 2008 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil. Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação

Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil. Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação Pauta da apresentação 1º Estrutura do Setor 2º Representação Institucional do Setor 3º Arrecadação Visão por

Leia mais

ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO

ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO Relatório da Administração 3 Balanços Patrimoniais 3 Demonstração de Resultados 4 Demonstração das Mutações 5 Demonstração das Origens 5 Notas Explicativas 6 Diretoria

Leia mais

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013 Reunião Pública Anual 19 de dezembro de 2013 2 Aviso importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

.MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR

.MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR .MINISTÉRIO DA SAÚDE 1 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO - RDC Nº 65, DE 16 DE ABRIL DE 2001 (*) Dispõe sobre as sociedades seguradoras especializadas em saúde. A Diretoria Colegiada da Agência

Leia mais

Regulação de Fundos de Investimento

Regulação de Fundos de Investimento Regulação de Fundos de Investimento Reações à crise de 2008, novidades e desafios Francisco Santos Superintendente de Relações com Investidores Institucionais 6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento

Leia mais

F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de

F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro Demonstrações financeiras em 31 de março de 2004 e de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Sistema Financeiro Nacional 3. Sistema Financeiro Nacional 3.1 Conceito 3.2 Subsistema de Supervisão 3.3 Subsistema Operativo 6/7/2006 2 3.1 - Conceito de Sistema Financeiro Conjunto de instituições financeiras

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

EXERCICIOS DE FIXAÇÃO CONTABILIDADE ATUARIAL - SEGUROS 2º Bimestre - 6º período Curso de Ciências Contábeis

EXERCICIOS DE FIXAÇÃO CONTABILIDADE ATUARIAL - SEGUROS 2º Bimestre - 6º período Curso de Ciências Contábeis 1. Autarquia, com personalidade jurídica de direito público, que dispõe de autonomia administrativa e financeira, que tem como atribuição fundamental fiscalizar o fiel cumprimento da legislação de seguros:

Leia mais

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 MBK Securitizadora S.A. Demonstrações Financeiras

Leia mais

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%.

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

Procon, Fiscalizadores, Reguladores e a transparência na relação consumo.

Procon, Fiscalizadores, Reguladores e a transparência na relação consumo. Classificação das Sociedades - Existem 2 categorias : Conglomerados financeiros Concentram se em público-alvo, que são os clientes do próprio conglomerado, pertence a uma sociedade participativa liderada

Leia mais

Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012

Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 Demonstrações Financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de

Leia mais

ING. Demonstrações Financeiras

ING. Demonstrações Financeiras ING Demonstrações Financeiras 30/junho/2002 ÍNDICE ING BANK N.V. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS SEMESTRAIS DE 2002 E 2001... 3 ING CORRETORA DE CÂMBIO E TÍTULOS S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS SEMESTRAIS DE

Leia mais

Unidade III. Operadores. Demais instituições financeiras. Outros intermediários financeiros e administradores de recursos de terceiros

Unidade III. Operadores. Demais instituições financeiras. Outros intermediários financeiros e administradores de recursos de terceiros MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS Unidade III 6 O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL O sistema financeiro nacional é o conjunto de instituições e instrumentos financeiros que possibilita a transferência de recursos

Leia mais

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06 Porto Seguro S.A Conference Call 3T06 1 Ranking Brasileiro de Seguros Terceira maior Companhia 19,9% 14,9% 8,4% 7,6% 6,9% 5,4% 3,7% Bradesco Sul América Porto Seguro Unibanco Itaú Mapfre Tokio Marine Obs:

Leia mais

12º FÓRUM PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTOS 2016. The asset manager for a changing world

12º FÓRUM PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTOS 2016. The asset manager for a changing world 12º FÓRUM PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTOS 2016 The asset manager for a changing world INVESTIMENTOS ALTERNATIVOS LUIZ FIGUEIREDO HEAD - INVESTIMENTOS ALTERNATIVOS The asset manager for a changing world 1.

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Atualização Janeiro 2005

Atualização Janeiro 2005 Atualização Janeiro 2005 A Indústria Visão Geral da Indústria Prêmios Auferidos (R$) (1) 2.400.000.000 2.300.000.000 2.200.000.000 2.100.000.000 2.000.000.000 1.900.000.000 jan/04 fev/04 mar/04 abr/04

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Setembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Prof. Onivaldo Izidoro Pereira Finanças Corporativas Ambiente Econômico Em suas atividades uma empresa relacionase com: Clientes

Leia mais