Classes de Lipídeos. I. Ácidos Graxos: Estrutura

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Classes de Lipídeos. I. Ácidos Graxos: Estrutura"

Transcrição

1 Lipídeos Lipídeos (grego lipos, gordura) são moléculas apolares, solúveis em solventes orgânicos (metanol, clorofórmio, etc) e essencialmente insolúveis em água Lipídeos I. Classes de lipídeos II. Funções III. Transporte 1

2 Classes de Lipídeos I. Ácidos Graxos II. Glicerolipídeos III. Glicerofosfolipídeos IV. Esfingolipídeos V. Esteróides I. Ácidos Graxos: Estrutura São ácidos carboxílicos com cadeia carbônica longa (normalmente contendo número par de carbonos) 2

3 I. Ácidos Graxos: Nomenclatura Exemplo: O OH saturado C 18:0 O OH monoinsaturado C 18:1 9-9 O OH poliinsaturado C 18:2 9,12-6 O OH poliinsaturado C 18:3 9,12,15-3 II. Glicerolipídeos: Estrutura Triacilglicerídeos Diacilglicerídeos Monoacilglicerídeos 3

4 Triacilglicerídeos: Propriedades Óleos e gorduras O estado líquido ou sólido está relacionado ao ponto de fusão a temperatura ambiente Ácido Graxo Ponto de Fusão Saturado x Insaturado 4

5 Ácido Graxo Ponto de Fusão Cis x Trans Cis-9-octadecenoic acid (Oleic acid) Trans-9-octadecenoic acid (Elaidic acid) III. Glicerofosfolipídeos: Estrutura Substituinte 5

6 IV. Esfingolipídeos: Estrutura Fosfolipídeo Cerebrosídeos Glicolipídeos Gangliosídeos V. Esteróides Colesterol Esteres de Colesterol Cabeça Polar O Núcleo Esteroidal O 6

7 Classes de Lipídeos Consistent structure representation across classes I. Ácidos Fatty Graxos Acyls(FA) Glycerolipids (GL) II. Glicerolipídeos Glycerophospholipids (GP) III. Glicerofosfolipídeos Sphingolipids (SP) IV. Esfingolipídeos Sterol Lipids (ST) V. Esteróides Prenol Lipids (PR) VI. Lipídeos contendo unidades de isopreno E. Fahy 2010 Lipídeos I. Classes de lipídeos II. Funções Reserva Energética Precursor de mediadores químicos Componente de Membranas III. Transporte 7

8 Reserva Energética O O Ácidos graxos livres Precursor de diversos mediadores... Analgesicos/ Antiinflamatórios Mediadores Inflamatórios 16 8

9 Componente de membranas Membranas delimitam as células e formam compartimentos Figure 1-5 (Voet) Schematic diagram of an animal cell accompanied by electron micrographs of its organelles. Membranas são formadas por uma bicamada de fosfolipídeos 9

10 Membranas são formadas por uma bicamada de fosfolipídeos Fig. Membranas biológicas (fonte Lenhinger). Membrana de eritrócito corado com tetróxido de ósmio e visualizado sob microscopia eletrônica. Ácidos Graxos formam Micelas 10

11 Composição das Membranas A membrana é composta de lipídeos e proteínas 11

12 Lipídeos de membrana Fosfolipídeos Glicolipídeos Colesterol Proteínas de membrana Proteínas Integrais Proteínas Periféricas 12

13 Proteínas Integrais (a,b,c) e Periféricas (d,e) Composição de aa da região transmembrana 13

14 Fig Propriedades das Membranas Fluidez Permeabilidade 14

15 Fluidez das Membranas Difusão Transversal Difusão Lateral 15

16 Fatores que influenciam a fluidez das membranas Temperatura Composição de ácidos graxos Colesterol 31 Temperatura de Transição Líquido Gel sólido 16

17 Composição de Ácidos Graxos Quanto maior a proporção de ácidos graxos insaturados na membrana, maior é a fluidez da membrana. Colesterol 17

18 Permeabilidade das Membranas Fig

19 Lipídeos I. Classes de lipídeos II. Funções III. Transporte 19

20 Transporte de Lipídeos pela Circulação Sanguínea Lipídeos são transportados por lipoproteínas Monocamada de Fosfolipídeos Apolipoproteína Triacilglicerídeos Colesterol Ésteres de Colesterol 20

21 Lipoproteínas 4 tipos principais Classificação e composição das Lipoproteínas Quilomícrom é sintetizado no intestino e transporta os lipídeos da dieta VLDL é sintetizada no fígado e transporta os lipídeos do fígado para os tecidos extra-hepáticos LDL é formada a partir da VLDL e tranporta o colesterol para os tecidos HDL é tranporta o colesterol dos tecidos para o fígado 21

22 Gordura da dieta vesícula Ácido graxo é utilizado como combustível ou re-esterificado para armazenamento Miócito ou adipócito Ácido graxo entra na c élula 1. Sais bilares emusificam gorduras formando micelas Lipoproteína lipase, ativada por apoc-ii no capilar libera ácidos graxos e glicerol Lipases degradam triacilglicerois Ácidos graxos são absorvidos pela mucosa intestinal e convertido em triacilglicerois Quilomicrons são transportados pelos sistemas limfáticos e Sanguinos quilomicron Triacilglicerois, colesterol e apolipoproteínas São incorporados em quilomicrons 22

23 Quilomícrons Os TG da dieta são transportados na forma de quilomícrons. Quilomícrons Com a remoção de TG formam-se os quilomícrons remanescentes 23

24 Quilomícrons Os quilomícrons remanescentes são captados pelo fígado. VLDL TG e colesterol sintetizados no fígado, são empacotados juntamente com outros lipídeos e apoproteínas e liberados na corrente sanguínea na forma de VLDL. 24

25 VLDL IDL A remoçao dos TG converte a VLDL em remanescentes de VLDL ou IDL VLDL IDL Uma parte dos remanescentes de VLDL ou IDL são removidos da circulação pelo fígado. 25

26 VLDL IDL LDL A outra parte é convertido a LDL, uma partícula rica em ésteres de colesterol. VLDL IDL LDL Uma parte da LDL é captada pelo fígado 26

27 VLDL IDL LDL A outra parte da LDL distribui colesterol para os tecidos extra-hepáticos VLDL IDL LDL Resumindo... VLDL, IDL e LDL são partículas relacionadas que transportam Triacilglicerol (Ac. Graxos) e Colesterol do Fígado para os Tecidos Extrahepáticos. Sendo a LDL a principal responsável pela distribuição de colesterol. 27

28 HDL Precursores de HDL são sintetizados no fígado e no intestino delgado. HDL A HDL é responsável pelo transporte reverso do colesterol 28

29 HDL A HDL é captada pelos hepatócitos No Fígado o Colesterol é Excretado por meio de sua conversão a Sais Biliares. Nos organismos sadios os níveis de colesterol sanguíneo são mantidos pelo controle de sua Síntese, Excreção e Utilização (o orgão central nesse processo é o fígado) 29

30 Defeitos Genéticos que afetam a captação da LDL pelo fígado e/ou Condições que aumentam a síntese ou ingestão de Colesterol Aumento de LDL ( mau colesterol ) (a) Indivíduos Normais 30

31 Defeito na Captação de LDL pelo fígado LDL (b) Hipercolesterolemia Familiar Aumento de colesterol no fígado reprime a captação de LDL Repressão da síntese de receptores para LDL!! LDL (c) Dieta Prolongada Rica em Colesterol 31

32 LDL Consequências?? 32

33 LDL Aterosclerose Infarto do Miocárdio Acidente Vascular Cerebral Terapias -Redução de síntese de colesterol -Aumento da excreção na forma de sais biliares -Diminuição de sua absorção 33

34 Lipídeos I. Classes de lipídeos II. Funções III. Transporte GUIA PARA RELATÓRIO DE LABORATÓRIO CAPA : Nome do experimento, integrantes do grupo... INTRODUÇÃO: Deve conter os fundamentos bioquímicos da metodologia empregada (aspectos teóricos da aula prática encontrados na literatura). OBJETIVOS: Colocar o(s) objetivo(s) da aula prática de forma clara e concisa. MATERIAIS E MÉTODOS: Descrever os procedimentos executados em laboratório incluindo todos os reagentes, materiais e equipamentos utilizados. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Colocar todos os dados obtidos (utilizar tabelas, caso julgue necessário). Os gráficos serão aceitos em papel milimetrado ou no Excel. Comentar os resultados, discutir possíveis diferenças obtidas comparando com dados da literatura. CONCLUSÃO: Comentar quais as conclusões da aula prática. Ser claro e objetivo nas conclusões. Esclarecer se os objetivos propostos foram atingidos ou não. BIBLIOGRAFIA: Colocar todos os livros e artigos consultados. Resposta das questões complementares 34

6.2. Composição das Lipoproteínas 6.3 Metabolismo do quilomícra 6.4/ 6.5/ 6.6 Metabolismo das lipoproteínas de densidade alta, baixa e muito baixa

6.2. Composição das Lipoproteínas 6.3 Metabolismo do quilomícra 6.4/ 6.5/ 6.6 Metabolismo das lipoproteínas de densidade alta, baixa e muito baixa 6.2. Composição das Lipoproteínas 6.3 Metabolismo do quilomícra 6.4/ 6.5/ 6.6 Metabolismo das lipoproteínas de densidade alta, baixa e muito baixa Lipoproteínas: São associações entre Proteínas e Lipídios

Leia mais

Outros terpenos. q Cada grama de gordura è 9 kcal. q Fonte de ácidos graxos essenciais q Maior reserva energética

Outros terpenos. q Cada grama de gordura è 9 kcal. q Fonte de ácidos graxos essenciais q Maior reserva energética 23/02/17 DEFINIÇÃO Substâncias caracterizadas pela sua baixa solubilidade em água e alta solubilidade em solventes orgânicos (éter, álcool e clorofórmio). HIDROFÓBICAS (APOLARES) LIPÍDIOS LIPÍDIOS Ácidos

Leia mais

Digestão, absorção e transporte plasmático dos lipídeos -lipoproteínas- Bioquímica. Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes

Digestão, absorção e transporte plasmático dos lipídeos -lipoproteínas- Bioquímica. Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes Digestão, absorção e transporte plasmático dos lipídeos -lipoproteínas- Bioquímica Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes LIPÍDEOS DIGESTÃO, ABSORÇÃO, TRANSPORTE PLASMÁTICO DIGESTÃO DE TRIGLICERÍDEOS,

Leia mais

DIGESTÃO DOS LIPÍDIOS

DIGESTÃO DOS LIPÍDIOS DIGESTÃO DOS LIPÍDIOS - A maior parte das gorduras da dieta são predominantemente triacilglicerois 80% Função da bile: Sais biliares Quebra a gordura, aumentando a área total disponível à ação enzimática

Leia mais

UFABC Bacharelado em Ciência & Tecnologia

UFABC Bacharelado em Ciência & Tecnologia UFABC Bacharelado em Ciência & Tecnologia Lipídeos e Membranas Biológicas (BC0308) Prof Luciano Puzer http://professor.ufabc.edu.br/~luciano.puzer/ Ácidos Graxos Mais da metade dos ácidos graxos existem

Leia mais

Definição: Lipídios são substâncias solúveis em solventes apolares. Classes de Lipídios mais abundantes no ser vivo

Definição: Lipídios são substâncias solúveis em solventes apolares. Classes de Lipídios mais abundantes no ser vivo LIPÍDIOS Definição: Lipídios são substâncias solúveis em solventes apolares Classes de Lipídios mais abundantes no ser vivo Ácidos Graxos Triacilgliceróis Fosfolipídios Esteróides Possuem estruturas e

Leia mais

Classificação LIPÍDIOS

Classificação LIPÍDIOS LIPÍDIOS DEFINIÇÃO Substâncias caracterizadas pela sua baixa solubilidade em água e alta solubilidade em solventes orgânicos. Suas propriedades físicas refletem a natureza hidrofóbica das suas estruturas

Leia mais

Lipídios. Prof Karine P. Naidek Setembro/2016

Lipídios. Prof Karine P. Naidek Setembro/2016 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC BIOQUÍMICA BIO0001 Lipídios Prof Karine P. Naidek Setembro/2016 Lipídios Biomoléculas insolúveis em

Leia mais

Introdução à Bioquímica. Lipídeos. Dra. Fernanda Canduri Laboratório de Sistemas BioMoleculares. Departamento de Física.. UNESP. www.

Introdução à Bioquímica. Lipídeos. Dra. Fernanda Canduri Laboratório de Sistemas BioMoleculares. Departamento de Física.. UNESP. www. Introdução à Bioquímica Lipídeos Dra. Fernanda Canduri Laboratório de Sistemas BioMoleculares. Departamento de Física.. UNESP São José do Rio Preto - SP. Tópicos! Classificação dos lipídeos! Ácidos graxos!

Leia mais

Aula: 26 Temática: Estrutura dos lipídeos parte I

Aula: 26 Temática: Estrutura dos lipídeos parte I Aula: 26 Temática: Estrutura dos lipídeos parte I Os lipídeos são abundantes em animais e vegetais. Compreendem os óleos, as gorduras, as ceras, os lipídios compostos como os fosfolipídios e os esteróides

Leia mais

Lipídios. 1. Importância: 2. Lipídios de armazenamento: São as gorduras e óleos 25/11/2012. Aula 2 Estrutura de. Lipídios

Lipídios. 1. Importância: 2. Lipídios de armazenamento: São as gorduras e óleos 25/11/2012. Aula 2 Estrutura de. Lipídios Universidade Federal de Pelotas Disciplina de Bioquímica Lipídios Aula 2 Estrutura de Lipídios Os lipídios apesar de quimicamente diferentes entre si, exibem como característica definidora e comum a insolubilidade

Leia mais

Fontes e Requerimentos de Gordura. Importância dos Lipídeos como Constituintes da Dieta. Importância dos Lipídeos como Constituintes da Dieta

Fontes e Requerimentos de Gordura. Importância dos Lipídeos como Constituintes da Dieta. Importância dos Lipídeos como Constituintes da Dieta LÍPIDEOS E ÁCIDOS GRAXOS LUCIANO LIMA Mestrando em Nutrição Animal LIPÍDIOS TRIACILGLICERÓIS VITAMINAS A, D, E e K LIPÍDIOS ÁCIDOS GRAXOS GLICOLIPÍDIOS ESTERÓIS FOSFOLIPÍDIOS ESFINGOLIPÍDIOS Importância

Leia mais

LIPÍDIOS, ÁCIDOS GRAXOS E FOSFOLIPÍDEOS

LIPÍDIOS, ÁCIDOS GRAXOS E FOSFOLIPÍDEOS QFL0343 Reatividade de Compostos Orgânicos II e Biomoléculas LIPÍDIOS, ÁCIDOS GRAXOS E FOSFOLIPÍDEOS Nomes NºUSP Assinatura André Jun 9370705 Isabella Paulino Otvos 9010460 Rafael Bello Gonçalves 9328519

Leia mais

os lipídeos não são polímeros, isto é, não são repetições de uma unidade básica

os lipídeos não são polímeros, isto é, não são repetições de uma unidade básica LIPÍDEOS Conceito Grupo de compostos distribuídas em animais e vegetais que, ao contrário das outras classes de compostos orgânicos, não são caracterizadas por um grupo funcional comum, e sim pela sua

Leia mais

22/11/2012 CONCEITO. - São compostos orgânicos heterogêneos (átomos de carbono), de origem animal ou vegetal.

22/11/2012 CONCEITO. - São compostos orgânicos heterogêneos (átomos de carbono), de origem animal ou vegetal. CONCEITO - São compostos orgânicos heterogêneos (átomos de carbono), de origem animal ou vegetal. - Extraídos de células e tecidos por solventes orgânicos apolares (éter, clorofórmio, benzeno). - Hidrofóbicos.

Leia mais

β -oxidação ADIPÓCITOS

β -oxidação ADIPÓCITOS Metabolismo dos Lipídios INTRODUÇÃO CONCEITO Constituem a fração extrato etéreo das rações, por não serem solúveis em água, apenas em solventes orgânicos não polares (éter, clorofórmio, benzeno). Funções

Leia mais

25/08/2009. Saturado (Animal) HDL LDL. Saturada (semi sólida) Hidrogenação. Mesmo conteúdo calórico

25/08/2009. Saturado (Animal) HDL LDL. Saturada (semi sólida) Hidrogenação. Mesmo conteúdo calórico Conceitos Os Lipídios são substâncias muito abundantes em animais e vegetais. Lipidios Renato Marques Compreendem os óleos, as gorduras, as ceras, os Lipídios compostos (fosfolipídios, por exemplo) e finalmente

Leia mais

Dosagem de Colesterol em Massas. 1.Introdução

Dosagem de Colesterol em Massas. 1.Introdução Dosagem de Colesterol em Massas 1.Introdução Colesterol é um lipídeo encontrado nas células de todos os tecidos. Existe uma crença, inclusive entre os químicos, que plantas não contém colesterol. Este

Leia mais

QBQ Lipídeos e Membranas

QBQ Lipídeos e Membranas QBQ0313 2015 Lipídeos e Membranas Flavia Carla Meotti flaviam@iq.usp.br Funções dos Lipídeos estoque de energia emulsificantes membranas impermeabilidade comunicação celular cofatores de enzimas/vitaminas

Leia mais

Lípidos e proteínas como componentes das membranas biológicas

Lípidos e proteínas como componentes das membranas biológicas BIOQUÍMICA I 2010/2011 Ensino teórico - 1º ano Mestrado Integrado em Medicina 5ª Aula teórica Lípidos e proteínas como componentes das membranas biológicas 28/09/2010 Bibliografia Stryer, Biochemistry,

Leia mais

METABOLISMO DOS ÁCIDOS GORDOS

METABOLISMO DOS ÁCIDOS GORDOS METABOLISMO DOS ÁCIDOS GORDOS A IMPORTÂNCA DOS ÁCIDOS GORDOS Do ponto de vista quantitativo, os triacilgliceróis representam 10 % de peso de um animal normal. Estão localizados ao nível do tecido adiposo

Leia mais

Nutrientes. Leonardo Pozza dos Santos

Nutrientes. Leonardo Pozza dos Santos Nutrientes Leonardo Pozza dos Santos Itaqui, 2017 O que define um nutriente? - Qualquer elemento ou composto químico necessário para o metabolismo de um organismo vivo. - Eles compõem os alimentos e são

Leia mais

Prof. Thiago Kastell LIPÍDEOS. Substâncias biológicas insolúveis em água Também conhecida como gordura

Prof. Thiago Kastell LIPÍDEOS. Substâncias biológicas insolúveis em água Também conhecida como gordura Prof. Thiago Kastell LIPÍDEOS Substâncias biológicas insolúveis em água Também conhecida como gordura Funções: Precursores hormonais Armazenamento e fonte energética Componentes funcionais e estruturais

Leia mais

QUÍMICA MINERAL. Para continuarmos a aula, será necessária uma noção sobre reação de esterificação, ou seja, reação entre ácido e álcool.

QUÍMICA MINERAL. Para continuarmos a aula, será necessária uma noção sobre reação de esterificação, ou seja, reação entre ácido e álcool. QUÍMICA MINERAL Prof. Borges LIPÍDIOS É importante lembrarmos de alguns conceitos básicos antes de iniciarmos a aula de bioquímica. Todo hidrocarboneto é apolar e, portanto insolúvel em água e solúvel

Leia mais

Bioquímica: Componentes orgânicos e inorgânicos necessários à vida. Leandro Pereira Canuto

Bioquímica: Componentes orgânicos e inorgânicos necessários à vida. Leandro Pereira Canuto Bioquímica: orgânicos e inorgânicos necessários à vida Leandro Pereira Canuto Toda matéria viva: C H O N P S inorgânicos orgânicos Água Sais Minerais inorgânicos orgânicos Carboidratos Proteínas Lipídios

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia. Membrana Plasmática. Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves.

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia. Membrana Plasmática. Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves. Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia Membrana Plasmática Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves mackswendhell@gmail.com Membrana Plasmática (MP) A MP mantem constante o meio

Leia mais

Aula: 29 Temática: Metabolismo dos lipídeos parte I

Aula: 29 Temática: Metabolismo dos lipídeos parte I Aula: 29 Temática: Metabolismo dos lipídeos parte I Os lipídeos são armazenados em grandes quantidades como triglicerídeos neutros altamente insolúveis, tanto nos vegetais como nos animais. Eles podem

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Morfologia Biologia Celular BIOMEMBRANAS

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Morfologia Biologia Celular BIOMEMBRANAS Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Morfologia 207024 - Biologia Celular Aula 1: Biomembranas Professora Marlúcia Bastos Aires BIOMEMBRANAS Envolvem

Leia mais

Membrana Celular. Membrana Celular. Membrana Celular. Membrana Celular: Estrutura Química, Especializações e Transporte

Membrana Celular. Membrana Celular. Membrana Celular. Membrana Celular: Estrutura Química, Especializações e Transporte Membrana Celular Membrana Celular Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica Membrana celular -Membrana plasmática -Endomembranas Membrana plasmática: limite celular Sistema de

Leia mais

Metabolismo de lipídeos em ruminantes *

Metabolismo de lipídeos em ruminantes * Metabolismo de lipídeos em ruminantes * Introdução Devido as constantes exigências de produção dos ruminantes, se faz necessário maiores pesquisas dando enfoque ao manejo do animal. Hoje os animais não

Leia mais

Profa. Alessandra Barone.

Profa. Alessandra Barone. Profa. Alessandra Barone www.profbio.com.br Incluem as gorduras, ceras, óleos e compostos relacionados. Exercem como função biológica a estrutura da membrana celular, proteção, isolantes térmicos, reserva

Leia mais

Prof André Montillo

Prof André Montillo Prof André Montillo www.montillo.com.br Carboidratos Definição: São compostos orgânicos constituídos por carbono, hidrogênio e oxigênio. Alguns carboidratos apresentam nitrogênio, fósforo ou enxofre. Também

Leia mais

Bioquímica Celular (parte II) Lipídios Proteínas Vitaminas Ácidos Nucléicos

Bioquímica Celular (parte II) Lipídios Proteínas Vitaminas Ácidos Nucléicos Bioquímica Celular (parte II) Lipídios Proteínas Vitaminas Ácidos Nucléicos Lipídios Possuem função energética e estrutural. 2ª fonte de energia do organismo. Apresentam maior quantidade de energia que

Leia mais

LIPOPROTEÍNAS LIPOPROTEÍNAS SANGUÍNEAS COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS

LIPOPROTEÍNAS LIPOPROTEÍNAS SANGUÍNEAS COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS LIPOPROTEÍNAS LIPOPROTEÍNAS SANGUÍNEAS COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS LIPOPROTEÍNAS RELACIONADAS AO METABOLIS- MO DE TRIGICERÍDEOS E COLESTEROL SANGUÍNEO SISTEMAS LIPOPROTÉICOS - O termo lipoproteína é empregado

Leia mais

Todos tem uma grande importância para o organismo.

Todos tem uma grande importância para o organismo. A Química da Vida ÁGUA A água é um composto químico formado por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio. Sua fórmula química é H2O. A água pura não possui cheiro nem cor. Ela pode ser transformada em

Leia mais

Lípidos, Lipoproteínas, Apolipoproteínas e Outros Factores de Risco Cardiovascular

Lípidos, Lipoproteínas, Apolipoproteínas e Outros Factores de Risco Cardiovascular Lípidos, Lipoproteínas, Apolipoproteínas e Outros Factores de Risco Cardiovascular Carlos Alberto Pereira Vaz Técnico Superior de Laboratório carlosvaz@laboratoriopioledo.pt Os lípidos têm funções importantes

Leia mais

MEMBRANA PLASMÁTICA: CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES

MEMBRANA PLASMÁTICA: CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES MEMBRANA PLASMÁTICA: CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES (PLASMALEMA OU MEMBRANA CITOPLASMÁTICA OU MEMBRANA CELULAR) Estrutura A estrutura predominante da membrana plasmática é lipoproteica, ou seja, a maior parte

Leia mais

LIPÍDEOS ESTRUTURAS QUÍMICAS BIOQUÍMICA. Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes

LIPÍDEOS ESTRUTURAS QUÍMICAS BIOQUÍMICA. Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes LIPÍDES ESTRUTURAS QUÍMIAS BIQUÍMIA Profa. Dra. elene Fernandes Bernardes bjetivos: aracterizar as estruturas moleculares e as propriedades químicas de lipídeos Referências: Princípios de bioquímica Lehininger

Leia mais

Lipids E N V I R O. Hypertension. Obesity. Diabetes. Diet. Vascular disease Age E T I C. Smoking E N. Gender Family history T A L. Sedentary lifestyle

Lipids E N V I R O. Hypertension. Obesity. Diabetes. Diet. Vascular disease Age E T I C. Smoking E N. Gender Family history T A L. Sedentary lifestyle DISLIPIDÉMIAS Terapêutica Nutricional Fernando Santos Aterosclerose Uma doença multifactorial E N V I R O N M E N T A L Obesity Diet Smoking Sedentary lifestyle Lipids Hypertension Thrombotic factors Diabetes

Leia mais

Membranas Celulares. Membrana Celular. Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica

Membranas Celulares. Membrana Celular. Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica Membranas Celulares Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica Membrana celular -Membrana plasmática -Endomembranas Membrana Celular Membrana plasmática: limite celular Sistema

Leia mais

Conjunto muito heterogêneo de biomoléculas cuja característica distintiva, porém nao exclusiva em geral, é sua insolubilidade em água.

Conjunto muito heterogêneo de biomoléculas cuja característica distintiva, porém nao exclusiva em geral, é sua insolubilidade em água. LÍPIDEOS LIPIDEOS Conjunto muito heterogêneo de biomoléculas cuja característica distintiva, porém nao exclusiva em geral, é sua insolubilidade em água. São formados basicamente por C e H A diferença de

Leia mais

Cap. 3: Componentes orgânicos celulares As moléculas energéticas. Equipe de Biologia

Cap. 3: Componentes orgânicos celulares As moléculas energéticas. Equipe de Biologia Cap. 3: Componentes orgânicos celulares As moléculas energéticas Equipe de Biologia De que são formados os seres vivos? Substâncias orgânicas Carboidratos Lipídios Proteínas Vitaminas Ácidos nucleicos

Leia mais

Processo de obtenção de energia das células respiração celular

Processo de obtenção de energia das células respiração celular Processo de obtenção de energia das células respiração celular Lipídeos de armazenamento (Gorduras e óleos) Substâncias que originam ácidos graxos e usadas como moléculas que armazenam energia nos seres

Leia mais

Metabolismo e produção de calor

Metabolismo e produção de calor Fisiologia 5 Metabolismo e produção de calor Iniciando a conversa Apenas comer não é suficiente: o alimento precisa ser transformado (metabolizado) para ser aproveitado por nosso organismo. Açúcares (carboidratos),

Leia mais

Lipídeos. Carboidratos (Açúcares) Aminoácidos e Proteínas

Lipídeos. Carboidratos (Açúcares) Aminoácidos e Proteínas BIOQUÍMICA Lipídeos Carboidratos (Açúcares) Aminoácidos e Proteínas LIPÍDEOS São ÉSTERES derivados de ácidos graxos superiores. Ex1: São divididos em: Cerídeos Glicerídeos Fosfatídeos Esteroides CERÍDEOS

Leia mais

Lipídeos e ácidos graxos

Lipídeos e ácidos graxos Lipídeos e ácidos graxos Tópicos de Estudo Lipídeos Lipoproteínas Passos da -oxidação Regulação em estados absortivos, fome e exercício Lipídeos que contem ácidos graxos Ácidos graxos e triacilgliceróis

Leia mais

Membranas biológicas

Membranas biológicas Citologia e Histologia Membranas biológicas Composição e Estrutura Prof a Dr a. Iêda Guedes Membranas biológicas 1. Considerações gerais 2. Estrutura de membrana 3. Lipídeos de membrana 4. Proteínas de

Leia mais

Funções biológicas variadas

Funções biológicas variadas Funções biológicas variadas Armazenamento de energia e de carbono (gorduras e óleos) Estrutura das membranas biológicas - transporte (fosfolipídios, glicolipídeos e esteróis) Outras funções: Proteção desidratação

Leia mais

Figura 1: peridrociclopentanofenantreno

Figura 1: peridrociclopentanofenantreno COLESTEROL A n a L a u r a B u e n o Esteróides são álcoois de alto peso molecular. São compostos lipossolúveis muito importantes na fisiologia humana. Os esteróis possuem uma estrutura básica chamada

Leia mais

GORDURAS. Definição. Biomoléculas insolúveis em água, e solúveis em solventes orgânicos

GORDURAS. Definição. Biomoléculas insolúveis em água, e solúveis em solventes orgânicos GORDURAS Definição Biomoléculas insolúveis em água, e solúveis em solventes orgânicos Maioria dos lipídios é derivado ou possui na sua estrutura ÁCIDOS GRAXOS 1 Ácidos Graxos São ácidos orgânicos Maioria

Leia mais

MTAC Aula 6 BIOQUÍMICA DO SANGUE PARTE 1. GLICEMIA e LIPÍDIOS PLASMÁTICOS. 1) Mecanismos de regulação da glicemia: agentes hiper e hipoglicemiante

MTAC Aula 6 BIOQUÍMICA DO SANGUE PARTE 1. GLICEMIA e LIPÍDIOS PLASMÁTICOS. 1) Mecanismos de regulação da glicemia: agentes hiper e hipoglicemiante MTAC Aula 6 BIOQUÍMICA DO SANGUE PARTE 1 GLICEMIA e LIPÍDIOS PLASMÁTICOS GLICEMIA 1) Mecanismos de regulação da glicemia: agentes hiper e hipoglicemiante 2) Métodos para determinação da glicemia: Baseados

Leia mais

UNIP Profº Esp. Thomaz Marquez

UNIP Profº Esp. Thomaz Marquez UNIP - 2015 Profº Esp. Thomaz Marquez MASTIGAÇÃO INGESTÃO DEGLUTIÇÃO Digestão é o processo de transformar os alimentos em formas possíveis de serem absorvidas pelo organismo. O sistema digestório, que

Leia mais

COMPONENTES ORGÂNICOS: CARBOIDRATOS. Glicídios ou Açúcares

COMPONENTES ORGÂNICOS: CARBOIDRATOS. Glicídios ou Açúcares COMPONENTES ORGÂNICOS: CARBOIDRATOS Glicídios ou Açúcares COMPOSIÇÃO DOS CARBOIDRATOS Compostos constituídos principalmente de: Carbono, Hidrogênio Oxigênio Principal fonte de energia para os seres vivos.

Leia mais

METABOLISMO ENERGÉTICO integração e regulação alimentado jejum catabólitos urinários. Bioquímica. Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes

METABOLISMO ENERGÉTICO integração e regulação alimentado jejum catabólitos urinários. Bioquímica. Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes METABOLISMO ENERGÉTICO integração e regulação alimentado jejum catabólitos urinários Bioquímica Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes REFERÊNCIA: Bioquímica Ilustrada - Champe ESTÁGIOS DO CATABOLISMO

Leia mais

Água A água é uma substância química cujas moléculas são formadas por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio (H2O). É abundante no planeta Terra,

Água A água é uma substância química cujas moléculas são formadas por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio (H2O). É abundante no planeta Terra, A Química da Vida Água A água é uma substância química cujas moléculas são formadas por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio (H2O). É abundante no planeta Terra, onde cobre grande parte de sua superfície

Leia mais

BIOQUÍMICA. ácidos nucléicos, vitaminas. - Inorgânicos: água e sais minerais. - Orgânicos: lipídios, carboidratos, proteínas,

BIOQUÍMICA. ácidos nucléicos, vitaminas. - Inorgânicos: água e sais minerais. - Orgânicos: lipídios, carboidratos, proteínas, BIOQUÍMICA É a ciência que trata do estudo das substâncias (biocompostos ou biomoléculas) que fazem parte da estrutura e do metabolismo dos seres vivos. - Inorgânicos: água e sais minerais. - Orgânicos:

Leia mais

CARBOIDRATOS Classificação: De acordo com o número de moléculas em sua constituição temos: I- MONOSSACARÍDEOS ( CH 2 O) n n= varia de 3 a 7 Frutose Ga

CARBOIDRATOS Classificação: De acordo com o número de moléculas em sua constituição temos: I- MONOSSACARÍDEOS ( CH 2 O) n n= varia de 3 a 7 Frutose Ga CARBOIDRATOS Os carboidratos são as biomoléculas mais abundantes na natureza. Para muitos carboidratos, a fórmula geral é: [C(H2O)]n, daí o nome "carboidrato", ou "hidratos de carbono" -São moléculas que

Leia mais

VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ. Ácidos graxos trans e doenças cardiovasculares

VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ. Ácidos graxos trans e doenças cardiovasculares VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Ácidos graxos trans e doenças cardiovasculares Resumo: Washington Luiz Fernandes e-mail: washington.enfermagem@hotmail.com Roberta

Leia mais

1. Pelos seres heterotróficos. 2. Pelos seres autotróficos.

1. Pelos seres heterotróficos. 2. Pelos seres autotróficos. Unidade 1 Obtenção de matéria 1. Pelos seres heterotróficos. 2. Pelos seres autotróficos. O que são seres heterotróficos? Do grego, hetero = diferente, trophos = alimento. Seres vivos que utilizam substâncias

Leia mais

Bioquímica PROFESSOR GILDÃO

Bioquímica PROFESSOR GILDÃO Gildão e WBio Bioquímica PROFESSOR GILDÃO Dica 1: Ácidos graxos 1) Saturado: gordura; IUPAC: C10 : 0 2) Insaturado: óleo; IUPAC: C18 : 3-9,12,15 Ômega: ω 3 Ponto de Fusão: gordura > óleo Questão 01 Os

Leia mais

Metabolismoe Lipídios

Metabolismoe Lipídios Metabolismoe Lipídios O queé metabolismo? Algunsnúmerossobregenomas O genoma humano tem 3,3 x 10 9 pares de bases, codificando cerca de 20 mil genes. Cada três pares de bases formam um códon, que é a

Leia mais

BIOLOGIA MOLECULAR. Água, Sais Minerais, Glicídios e Lipídios. Biologia Frente A Laís Oya

BIOLOGIA MOLECULAR. Água, Sais Minerais, Glicídios e Lipídios. Biologia Frente A Laís Oya BIOLOGIA MOLECULAR Água, Sais Minerais, Glicídios e Lipídios Biologia Frente A Laís Oya E-mail: laisfernandabio@gmail.com Composição dos seres vivos: 99% da massa corporal dos seres vivos é composta por

Leia mais

30/05/2017. Metabolismo: soma de todas as transformações químicas que ocorrem em uma célula ou organismo por meio de reações catalisadas por enzimas

30/05/2017. Metabolismo: soma de todas as transformações químicas que ocorrem em uma célula ou organismo por meio de reações catalisadas por enzimas Metabolismo: soma de todas as transformações químicas que ocorrem em uma célula ou organismo por meio de reações catalisadas por enzimas Metabolismo energético: vias metabólicas de fornecimento de energia

Leia mais

Lipoproteínas plasmáticas

Lipoproteínas plasmáticas Lipoproteínas plasmáticas 1- No plasma sanguíneo, excetuando os ácidos gordos livres que viajam ligados à albumina, os lipídeos são transportados em estruturas micelares esféricas denominadas lipoproteínas.

Leia mais

Membranas Biológicas. Aula I

Membranas Biológicas. Aula I Membranas Biológicas Aula I As Membranas Biológicas características gerais: As membranas biológicas basicamente definem compartimentos Determinam a comunicação entre o lado interno com o lado externo

Leia mais

DETERMINAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO PLASMÁTICA DE TRIGLICÉRIDOS E COLESTEROL

DETERMINAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO PLASMÁTICA DE TRIGLICÉRIDOS E COLESTEROL DETERMINAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO PLASMÁTICA DE TRIGLICÉRIDOS E COLESTEROL Determinação da concentração plasmática de triglicéridos por um método enzimático O conteúdo em triglicéridos pode ser determinado

Leia mais

MEMBRANAS BIOLÓGICAS E TRANSPORTE

MEMBRANAS BIOLÓGICAS E TRANSPORTE MEMBRANAS BIOLÓGICAS E TRANSPORTE Funções das membranas celulares Definem limites externos das células Dividem compartimentos Regulam o trânsito das moléculas Manutenção do equilíbrio com o meio Participam

Leia mais

1. Explique por que o macarrão saiu da base e foi para o topo da nova pirâmide e a atividade física ficou na base da pirâmide nova.

1. Explique por que o macarrão saiu da base e foi para o topo da nova pirâmide e a atividade física ficou na base da pirâmide nova. 8º Biologia Leda Aval. Rec. Par. 20/08/12 1. Explique por que o macarrão saiu da base e foi para o topo da nova pirâmide e a atividade física ficou na base da pirâmide nova. A GORDURA DO BEM [...] Em quantidade

Leia mais

Prof. Willame Bezerra

Prof. Willame Bezerra 1. Os feromônios são compostos emitidos por animais para atrair outros da mesma espécie e sexo oposto. Um dos tipos de feromônios são os chamados atraentes sexuais de insetos, que facilitam sua reprodução.

Leia mais

Introdução à Bioquímica

Introdução à Bioquímica Introdução à Bioquímica Membranas Biológicas Dra. Fernanda Canduri Laboratório de Sistemas BioMoleculares. Departamento de Física.. UNESP São José do Rio Preto - SP. Conteúdo Proteínas de membrana Proteínas

Leia mais

fluxo sanguineo colesterol HDL colesterol LDL

fluxo sanguineo colesterol HDL colesterol LDL colesterol 1 2 3 fluxo sanguineo colesterol HDL colesterol LDL O que é o colesterol? O colesterol é uma gordura (designada por lípido ) que existe no sangue, em todas as células do corpo humano. É um componente

Leia mais

Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo

Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo Nutrientes e suas funções Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo NUTRIENTE Substância absorvida e utilizada pelo organismo para

Leia mais

Biomembranas. Profa. Ana Paula Ulian de Araújo IFSC, USP

Biomembranas. Profa. Ana Paula Ulian de Araújo IFSC, USP Biomembranas Profa. Ana Paula Ulian de Araújo IFSC, USP As biomembranas formam estruturas fechadas A estrutura da bicamada é similar para as biomembranas; Composição: lipídica e protéica; Delimitam a célula

Leia mais

Biossíntese de Lipídeos. Profa. Alana Cecília

Biossíntese de Lipídeos. Profa. Alana Cecília Biossíntese de Lipídeos Profa. Alana Cecília Biossíntese de Lipídeos Introdução Variedade de estruturas químicas: reserva de energia; componentes de membranas; vitaminas; detergentes (bile); transportadores

Leia mais

Trabalho realizado por: Ariana Gonçalves nº Ricardo Figueiredo nº

Trabalho realizado por: Ariana Gonçalves nº Ricardo Figueiredo nº Trabalho realizado por: Ariana Gonçalves nº. 57301 Ricardo Figueiredo nº. 57284 Composição: Lípidos (anfipáticos); Proteínas; Glícidos: Sob a forma de glicolípidos e glicoproteínas. (em proporções variáveis)

Leia mais

Compar'mentos celulares e membranas. Patricia Coltri

Compar'mentos celulares e membranas. Patricia Coltri Compar'mentos celulares e membranas Patricia Coltri coltri@usp.br Nesta aula: Compar'mentalização celular Papel das membranas na célula Composição Transporte Membranas: compar'mentos intracelulares Evolução

Leia mais

MEMBRANA PLASMÁTICA. Universidade Federal do Pampa Curso de Nutrição Biologia celular e molecular

MEMBRANA PLASMÁTICA. Universidade Federal do Pampa Curso de Nutrição Biologia celular e molecular Universidade Federal do Pampa Curso de Nutrição Biologia celular e molecular MEMBRANA PLASMÁTICA Profª Ms. Vanessa Retamoso Adaptado da Prof Drª Carla Sehn Membrana plasmática Modelo mosaico fluido Membranas

Leia mais

Membrana Celular (Membrana Plasmática)

Membrana Celular (Membrana Plasmática) Partes da Célula: Membrana Celular (Membrana Plasmática) Citoplasma - citosol - organelas (compartimentalização funcional) Núcleo A Membrana Plasmática: estrutura geral O Modelo do Mosaico Fluido A Membrana

Leia mais

BIOQUÍMICA - composição química das células

BIOQUÍMICA - composição química das células BIOQUÍMICA - composição química das células I) Substâncias inorgânicas: água e sais minerais II) Substâncias orgânicas: carboidratos, lipídios, proteínas, ácidos nucléicos,... Substâncias mais presentes

Leia mais

Química Orgânica. Sinopse das Funções Orgânicas Prof. Jackson Alves

Química Orgânica. Sinopse das Funções Orgânicas Prof. Jackson Alves Química rgânica Sinopse das Funções rgânicas Prof. Jackson Alves idrocarbonetos Grupo funcional: Carbono e idrogênio aletos rgânicos ou Derivados alogenados Grupo funcional: R X (X = F, Cl, Br ou I) Cl

Leia mais

CH 3 (CH 2 ) 14 COOH

CH 3 (CH 2 ) 14 COOH QUÍMICA SALA DE ESTUDS Data: 09/2015 Ensino Médio 2º ano classe: Prof. VALÉRIA Nome: nº ÁCIDS GRAXS Ácido palmítico CH 3 ( ) 14 CH Ácido hexadecanóico. Ác. olêico (C 18 :1) CH 3 ( ) 7 CH=CH( ) 7 CH Ácido

Leia mais

Prof André Montillo

Prof André Montillo Prof André Montillo www.montillo.com.br Definição: É a ciência que estuda os processos químicos que ocorrem nos organismos vivos. Trata da estrutura e função metabólica de componentes celulares como proteínas,

Leia mais

Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula.

Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula. Aula 01 Composição química de uma célula O que é uma célula? Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula. Toda célula possui a capacidade de crescer,

Leia mais

Perfil Lipídico. Prof. Fernando Ananias FUNÇÃO DOS LIPÍDIOS

Perfil Lipídico. Prof. Fernando Ananias FUNÇÃO DOS LIPÍDIOS Perfil Lipídico Prof. Fernando Ananias FUNÇÃO DOS LIPÍDIOS Maior reserva corporal de energia tecidos muscular e subcutâneo Proteção contra traumatismo: 4% Isolamento térmico Transportadores de vitaminas

Leia mais

LIPÍDEOS e MEMBRANAS

LIPÍDEOS e MEMBRANAS LIPÍDES e MEMBRANAS 1. Lehninger, Princípios de Bioquímica, apítulo 12, Problema 13. Fluidez e função da membrana. Uma hipótese central, na área da pesquisa de membranas, é que os lipídeos de membrana

Leia mais

DA ESTABILIDADE TÉRMICA DE ÓLEOS VEGETAIS

DA ESTABILIDADE TÉRMICA DE ÓLEOS VEGETAIS ESTUDO DA ESTABILIDADE TÉRMICA DE ÓLEOS VEGETAIS Cheila Gonçalves Mothé 1 Denise ZaldenandoCorreia 2 RESUMO Lipídeos são formados por ésteres de glicerol e ácidos graxos. Os ácidos graxos são ácidos carboxílicos

Leia mais

Lipídios simples (gorduras neutras)

Lipídios simples (gorduras neutras) Lipídios simples (gorduras neutras) Triglicerídios (TG) ou Triacilgliceróis (TAG) Conforme mencionado anteriormente, correspondem aproximadamente a 98% dos lipídios dietéticos. Também constituem a principal

Leia mais

Lipídeos e Membranas

Lipídeos e Membranas Lipídeos e Membranas Delimitação das células Células são delimitadas por membranas biológicas, que impedem o vazamento de moléculas geradas internamente ou que moléculas indesejadas se difundam para dentro.

Leia mais

Estudo de frações isoladas microssomos rugosos e lisos. Dra. Maria Izabel Gallão

Estudo de frações isoladas microssomos rugosos e lisos. Dra. Maria Izabel Gallão Estudo de frações isoladas microssomos rugosos e lisos. Retículo Endoplasmático Liso Retículo Endoplasmático Rugoso Retículo Endoplasmático Introdução É uma rede intercomunicante de vesículas achatadas,

Leia mais

CH 2 H H. β-galactose α-frutose β-ribose (gomas das plantas, parte pegajosa) (açúcar das frutas) (parte do RNA, ácído ribonucléico) H 4.

CH 2 H H. β-galactose α-frutose β-ribose (gomas das plantas, parte pegajosa) (açúcar das frutas) (parte do RNA, ácído ribonucléico) H 4. bs: A α-glicose e a β-glicose deferem entre si apenas pela posição do grupo do C abaixo ou acima do plano do anel respectivamente. Exemplos de Monossacarídeos: C C C C β-galactose α-frutose β-ribose (gomas

Leia mais

1- TURMA A. Biologia. a) proteínas. b) glicídios. c) lipídios. d) lipídios e glicídios. e) lipídios e proteínas.

1- TURMA A. Biologia. a) proteínas. b) glicídios. c) lipídios. d) lipídios e glicídios. e) lipídios e proteínas. Biologia Atividade de classe Gabarito 2 os anos Tatiana mar/12 1- TURMA A 1- (PUCCamp modificada) Os fenilcetonúricos têm falta de uma enzima responsável pelo metabolismo do aminoácido fenilalanina. Para

Leia mais

Fisiologia do Sistema Endócrino. Pâncreas Endócrino. Anatomia Microscópica. Anatomia Microscópica

Fisiologia do Sistema Endócrino. Pâncreas Endócrino. Anatomia Microscópica. Anatomia Microscópica Fisiologia do Sistema Endócrino Pâncreas Endócrino Prof. Dr. Leonardo Rigoldi Bonjardim Profa. Adjunto do Depto. De Fisiologia-CCBS-UFS Material disponível em: http://www.fisiologiaufs.xpg.com.br 2006

Leia mais

denominado carboxila.

denominado carboxila. O que são lipídios O termo lipídio designa alguns tipos de substância orgânica, como óleos, ceras e gorduras, cuja principal característica é a insolubilidade em água e a solubilidade em certos solventes

Leia mais

Todos os seres vivos são constituídos por células unidade estrutural.

Todos os seres vivos são constituídos por células unidade estrutural. Prof. Ana Rita Rainho Biomoléculas Todos os seres vivos são constituídos por células unidade estrutural. Para além da unidade estrutural também existe uma unidade bioquímica todos os seres vivos são constituídos

Leia mais

06/2008. Lipidemia. Metabolismo e Endocrinologia. Grupo 2 André Zamith, nº58556 Eduardo Bicacro, nº58615 Pedro Teixeira, nº58482

06/2008. Lipidemia. Metabolismo e Endocrinologia. Grupo 2 André Zamith, nº58556 Eduardo Bicacro, nº58615 Pedro Teixeira, nº58482 06/2008 Lipidemia Metabolismo e Endocrinologia Grupo 2 André Zamith, nº58556 Eduardo Bicacro, nº58615 Pedro Teixeira, nº58482 Lipidemia define-se como a concentração de lípidos no plasma sanguíneo. Neste

Leia mais

DIGESTÃO DE LIPÍDEOS EM RUMINANTES 1

DIGESTÃO DE LIPÍDEOS EM RUMINANTES 1 DIGESTÃO DE LIPÍDEOS EM RUMINANTES 1 Introdução O estudo da digestão dos lipídeos em ruminantes vem merecendo cada vez mais atenção em função de que a dieta dos ruminantes, que antes era apenas baseada

Leia mais

ÓLEOS E GORDURAS (LIPÍDEOS) - TRIGLICERÍDEOS

ÓLEOS E GORDURAS (LIPÍDEOS) - TRIGLICERÍDEOS Moléculas Orgânicas constituintes dos seres vivos (Biomoléculas Orgânicas) Gorduras ou Lipídeos (Triglicerídeos) Derivadas de ácidos graxos e podem se classificar em: Gorduras Saturadas Gorduras insaturadas

Leia mais

Profa. Alessandra Barone.

Profa. Alessandra Barone. Profa. Alessandra Barone www.profbio.com.br Quando é acionada a lipólise no organismo? ATP? Glicose? Glicólise? Glicogênese? Gliconeogênese? Via das pentoses? Lipídeo: reserva energética em forma de triacilglicerol

Leia mais

CÉLULAS QUAL CÉLULA É ANIMAL E QUAL É A VEGETAL?

CÉLULAS QUAL CÉLULA É ANIMAL E QUAL É A VEGETAL? CÉLULAS QUAL CÉLULA É ANIMAL E QUAL É A VEGETAL? CÉLULAS EUCARIÓTICAS E PROCARIÓTICAS Organismos constituídos por células procarióticas: Bactérias e cianobácterias. Organismos constituídos por células

Leia mais

FCAV/UNESP. ASSUNTO: Forças Intermoleculares. Prof a. Dr a. Luciana Maria Saran

FCAV/UNESP. ASSUNTO: Forças Intermoleculares. Prof a. Dr a. Luciana Maria Saran FCAV/UNESP ASSUNTO: Forças Intermoleculares Prof a. Dr a. Luciana Maria Saran 1 2 FLUXOGRAMA PARA RECONHECER OS PRINCIPAIS TIPOS DE FORÇAS INTERMOLECULARES 3 ENERGIA TÍPICA REQUERIDA PARA O ROMPIMENTO

Leia mais