MATEMÁTICA FINANCEIRA Í N D I C E

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MATEMÁTICA FINANCEIRA Í N D I C E"

Transcrição

1 MATEMÁTICA FINANCEIRA Í N D I C E Introdução JUROS (J) Regimes de Capitalização JUROS SIMPLES Capital (C) ou Valor Presente (VP) Taxa (i) Cálculo do Juro Simples Exemplos JURO COMPOSTO Cálculo do Montante (M) ou Valor Futuro (FV) Calculadora Financeira HP-12C Exemplos TAXAS EQUIVALENTES Exemplos Fórmula para Cálculo de Taxas Equivalentes Exemplos Programa para Cálculo da Taxa Equivalente pela Calculadora Financeira HP-12C Exemplos Referência Bibliográfica Introdução Muitos de nós crescemos lendo as histórias do Tio Patinhas (criação de Walt Disney, desenhista norte-americano). Nelas, nos acostumamos a ver Tio Patinhas curtindo sua fortuna, guardada a sete chaves em seu cofre. No mundo real, no entanto, poucas pessoas estão dispostas a agir como Tio Patinhas. Longe disso, quem tem dinheiro disponível nem pensa em guardá-lo consigo. Procura alguma maneira de entregá-lo de Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 1

2 forma a obter mais dinheiro, seja na aquisição de bens, seja no mercado financeiro, ou, simplesmente, emprestando-o a terceiros. Tudo isso é feito a partir de um princípio básico: quem empresta dinheiro a alguém espera recebêlo, depois de certo tempo, acrescido de uma quantia adicional cobrada a título de aluguel do dinheiro. Juros ( J ) É a remuneração obtida a partir do capital de terceiros. Esta remuneração pode ocorrer a partir de dois pontos de vista: de quem paga: nesse caso, o juro pode ser chamado de despesa financeira, custo prejuízo, etc. de quem recebe: podemos entender como sendo rendimento, receita financeira, ganho, etc. Regimes de Capitalização É o processo de formação do juro. Os regimes de capitalização que normalmente são utilizados em Matemática Financeira são SIMPLES (linear) e COMPOSTO (exponencial). Juro Simples É o sistema de capitalização linear. O regime de juros será simples quando o percentual de juros incidir apenas sobre o valor do capital inicial, ou seja, sobre os juros gerados, a cada período, não incidirão novos juros. Capital ( C ) ou Valor Presente ( VP ) ou Present Value ( PV ) ou Principal ( P ) É qualquer valor expresso em dinheiro e disponível em uma determinada data. O capital que dá início a uma dada operação financeira é chamado capital inicial. Também conhecido como: Principal, Valor Atual, Investimento Inicial, Valor Presente ou Valor Aplicado. Em língua inglesa, usa-se Presente Value, indicado nas calculadoras financeiras (HP Hewlett Packard) pela tecla PV. Taxa ( i ) É o coeficiente obtido da relação dos juros (J) com o capital (C), que pode ser representado em forma percentual ou unitária. A termologia i vem do inglês interest, que significa juro. Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 2

3 A taxa de juro costuma apresentar-se, principalmente, de duas maneiras. Forma porcentual: representa o juro de 100 (cem) unidades do capital, no período tomado como unidade de tempo. São Exemplos: i = 30% am. (lê-se: 30 por cento ao mês) i = 0,5% ad. (lê-se: meio por cento ao dia) Forma unitária ou centesimal: representa o juro de 1 (uma) unidade do capital, no período tomado como unidade de tempo. São Exemplos: i = 0,30 am. Cálculo do Juro Simples i = 0,005 ad. O juro simples é diretamente proporcional ao capital inicial e ao tempo de aplicação, sendo a taxa de juro por período o fator de proporcionalidade: Temos: C capital inicial J juro simples n tempo de aplicação i taxa de juro unitária Fórmula: J = C.i.n Obs: Essa fórmula só pode ser aplicada se o prazo de aplicação n é expresso na mesma unidade de tempo a que se refere à taxa i considerada. Exemplos: 01) Tomou-se emprestada a importância de R$ 5.200,00, pelo prazo de 2 anos, à taxa de 25% ao ano. Qual será o valor do juro a ser pago? C = n = 2 anos i = 25% ou 0,25 a.a. J =? Utilizando a fórmula: J = C.i.n J = 5200 x 25% x 2 J = 5200 x 0,25 x 2 J = 2.600,00 Solução 2: Utilizando a calculadora HP-12C: f [REG] limpando registros anteriores 5200 ENTER entrando com o capital 25 % calculando 25% do capital 2 x multiplicando por 2 anos 2.600,00 resultado do juro a ser pago Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 3

4 02) Aplicou-se a importância de R$ 6.000,00, pelo prazo de 3 meses, à taxa de 1,8% ao mês. Qual o valor do juro a receber? C = n = 3 meses i = 1,8% ou 0,018 a.m. J =? Utilizando a fórmula: Solução 2: Utilizando a calculadora HP-12C: J = C.i.n f [REG] limpando registros anteriores J = 6000 x 1,8% x ENTER entrando com o capital J = 6000 x 0,018 x 3 1,8 % calculando 1,8% do capital 3 x multiplicando por 3 meses J = 324,00 324,00 resultado do juro a receber Juro Composto Juro composto é conhecido popularmente como juros sobre juros. Mas, na verdade, o correto é afirmar que os juros incidem em cada período financeiro, a partir do segundo, é calculado sobre o montante relativo ao período anterior. O regime de juros compostos é o mais comum no sistema financeiro e, portanto, o mais útil para cálculos de problemas do dia-a-dia. Os juros gerados a cada período são incorporados ao principal para o cálculo dos juros do período seguinte. Matematicamente, o cálculo a juros compostos é conhecido por cálculo exponencial de juros. Observe a demonstração a seguir do regime de capitalização composta para uma aplicação financeira de R$ 1.000,00 por um período de 3 meses a uma taxa de 10% ao mês. Regime de Capitalização Composta n Capital Aplicado Juros de cada período Valor acumulado (Montante) 1 R$ 1.000,00 R$ 1.000,00 x 10% = R$ 100,00 R$ 1.000,00 + R$ 100,00 = R$ 1.100,00 2 R$ 1.100,00 R$ 1.100,00 x 10% = R$ 110,00 R$ 1.100,00 + R$ 110,00 = R$ 1.210,00 3 R$ 1.210,00 R$ 1.210,00 x 10% = R$ 121,00 R$ 1.210,00 + R$ 121,00 = R$ 1.331,00 Diagrama de Fluxo de Caixa para o Regime de Capitalização Composta C x i = R$ 100,00 M 1 x i = R$ 110,00 M 2 x i = R$ 121,00 M = R$ 1.331,00 C = R$ 1.000,00 Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 4

5 Cálculo do Montante (M) ou Valor Futuro (FV) Essa tabela permite concluir que o montante no regime de juro composto é maior que no regime de juro simples (a partir do segundo período). Para encontrarmos o montante (M) ou valor futuro (FV) de uma operação comercial ou financeira, vamos considerar um capital (C) ou valor presente (PV), uma taxa (i) e calculemos o montante (M) ou valor futuro (FV) obtido a juros compostos, após (n) períodos de tempo. Valor futuro após período 1: o FV 1 = PV + PV x i = PV. (1 + i) Valor futuro após período 2: o FV 2 = FV 1 + FV 1 x i = PV.(1 + i).(1 + i) = PV.(1 + i) 2 Valor futuro após período 3: o FV 3 = FV 2 + FV 2 x i = FV 2.(1 + i) = PV.(1 + i) 2.(1 + i) = PV.(1 + i)3 Valor futuro após período n: Para um período n é possível perceber que: FV n = PV.(1 + i) n Assim teremos: FV = PV.(1 + i) n ou M = C.(1 + i) n Observação: Nas calculadoras financeiras é possível calcular diretamente uma das variáveis da fórmula FV = PV.(1 + i) n, para tanto é preciso que sejam conhecidas três das variáveis para que seja calculada a quarta variável. Calculadora Financeira HP-12C: Na calculadora HP-12C, temos as seguintes teclas para cálculo do Juro Composto: PV (do inglês Present Value) representa o capital FV (do inglês Future Value) representa o montante i (do inglês interest) representa taxa n representa o número de períodos Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 5

6 Exemplos: MATEMÁTICA FINANCEIRA 01) Calcular o montante de um capital de R$ 5.000,00, aplicado à taxa de 4% ao mês, durante 5 meses. M ou FV =? C ou PV = R$ 5.000,00 i = 4% ao mês n = 5 meses Utilizando a fórmula: FV = PV.(1 + i) n FV = (1 + 4%) 5 FV = (1 + 0,04) 5 FV = (1,04) 5 FV = (1, ) FV = R$ 6.083,26 Solução 2: Utilizando a calculadora HP-12C: f [REG] limpando registros anteriores 5000 CHS PV valor do capital (negativo) 4 i valor da taxa 5 n períodos FV calculando o montante 6.083,26 resultado do montante 02) Determinado capital gerou, após 6 meses, um montante de R$ 3.880,00. Sabendo que a taxa do juro composto é de 2% ao mês, determine o valor desse capital. C ou PV =? n = 6 meses M ou FV = R$ 3.880,00 i = 2% ao mês Utilizando a fórmula: FV = PV.(1 + i) n 3880 = PV.(1 + 2%) = PV.(1 + 0,02) = PV.(1,02) = PV.(1, ) , = PV PV = R$ 3.445,33 Solução 2: Utilizando a calculadora HP-12C: f [REG] limpando registros anteriores 3880 CHS FV valor do montante (negativo) 2 i valor da taxa 6 n períodos PV calculando o capital 3.445,33 resultado do capital Taxas Equivalentes São aquelas que, referindo-se a períodos de tempo diferentes, fazem com que um capital produza o mesmo montante (FV) num mesmo tempo. No sistema de capitalização composta, ao contrário do que acontece no sistema de capitalização simples, duas taxas equivalentes não são necessariamente proporcionais entre si. Daí a necessidade de obtermos uma relação que nos permita calcular a taxa equivalente, num certo período de tempo, a uma dada taxa de juro composto. Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 6

7 Sejam: i a = taxa anual de juro composto i m = taxa mensal de juro composto Então, se i a equivalente a i m, pela definição de taxas equivalentes, temos: M 1 = C.(1 + i a ) 1 M 2 = C.(1 + i m ) 12 M 1 = M 2 igualando os montantes; C.(1 + i a ) 1 = C.(1 + i m ) 12 cancelando os capitais; (1 + i a ) 1 = (1 + i m ) 12 i a equivalente a i m. Analogamente, podemos estabelecer as seguintes relações: (1 + i d ) 360 = (1 + i m ) 12 = (1 + i t ) 4 = (1 + i s ) 2 = (1 + i a ) 1 i d = taxa diária de juro composto i m = taxa mensal de juro composto i t = taxa trimestral de juro composto i s = taxa semestral de juro composto i a = taxa anual de juro composto Exemplos: 01) Encontrar a taxa anual de juro composto, equivalente a 10% as. i s = 10% ou 0,1 (1 + i a ) 1 = (1 + i s ) 2 (1 + i a ) 1 = (1 + 0,1) 2 (1 + i a ) 1 = (1 + 0,1) i a = (1,1) i a = 1,21 i a = 1,21 1 i a = 0,21 Resposta: 0,21 aa ou 21% aa. Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 7

8 02) Qual é a taxa trimestral equivalente a 30% ao ano? i a = 30% ou 0,3 (1 + i t ) 4 = (1 + i a ) 1 (1 + i t ) 4 = 1 + 0,3 (1 + i t ) 4 = 1,3 1 + i t = 1,3 1/4 inverte-se o expoente 4 do primeiro membro. i t = 1,3 0,25 1 i t = 0,06778 Resposta: 0,067 at ou 6,78% at. Fórmula para Cálculo de Taxas Equivalentes Vimos o cálculo de taxas equivalentes pelo método algébrico, agora mostraremos o cálculo através de uma fórmula pronta e também através de um programa que podemos introduzir na calculadora financeira HP-12C. QQ i (eq) = { ( 1 + i c ) QT 1 } x 100 Onde: i (eq) = Taxa Equivalente; i c = Taxa Conhecida; QQ = Quanto eu Quero; QT = Quanto eu Tenho. Exemplos: 01) Encontrar a taxa anual de juro composto, equivalente a 10% as. Resolução pela fórmula: i eq =? i c = 10% ou 0,1 QQ = 360 dias (período anual, transformado em dias) QT = 180 dias (período semestral, transformado em dias) Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 8

9 Substituindo: MATEMÁTICA FINANCEIRA 360 i (eq) = { ( 1 + 0,1 ) } x 100 substituindo os dados. i (eq) = { ( 1,1 ) 2 1 } x 100 i (eq) = { 1,21 1 } x 100 i (eq) = 21% ao ano cálculo da divisão do expoente cálculo da potência taxa anual solicitada Resolução pela calculadora financeira HP-12C: 1,1 ENTER entrando com a taxa conhecida dividida por 100 e somada com ENTER 180 y x dias pedidos e depois dias conhecidos x transformando em porcentagem 21% ao ano. 02) Qual é a taxa trimestral equivalente a 30% ao ano? Resolução pela fórmula: i eq =? i c = 30% ou 0,3 QQ = 90 dias (período trimestral, transformado em dias) QT = 360 dias (período anual, transformado em dias) Substituindo: 90 i (eq) = { ( 1 + 0,3 ) } x 100 substituindo os dados. i (eq) = { ( 1,3 ) 0,25 1 } x 100 i (eq) = { 1, } x 100 i (eq) = 6,78% ao trimestre cálculo da divisão do expoente cálculo da potência taxa trimestral solicitada Resolução pela calculadora financeira HP-12C: 1,3 ENTER entrando com a taxa conhecida dividida por 100 e somada com ENTER 360 y x dias pedidos e depois dias conhecidos x transformando em porcentagem 6,78% ao trimestre. Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 9

10 Programa para o cálculo da taxa equivalente pela HP-12C: O professor Carlos Shimoda, em seu livro de matemática financeira para usuários do Excel, 2ª edição, publicado pela editora Atlas/SP em 1998, p.48, apresenta um programa para calcular a taxa equivalente através da calculadora HP-12C. Siga os procedimentos abaixo para introduzir o programa na HP-12C: VISOR f P/R 00 - PRGM entra no modo de programação f PRGM 00 - PRGM limpeza de programas anteriores X><Y 01 - PRGM PRGM 10 X><Y 03 - PRGM PRGM PRGM PRGM PRGM PRGM PRGM 40 X><Y 10 - PRGM 34 Y X 11 - PRGM PRGM PRGM PRGM PRGM PRGM 0 x 17 - PRGM 20 f P/R 0,00 Sai do modo de programação. Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 10

11 Exemplos: Agora, após a programação, vamos testar usando os exemplos anteriores: 01) Encontrar a taxa anual de juro composto, equivalente a 10% as. 10 ENTER entrando com a taxa 180 ENTER entrando com o período conhecido 360 R/S entrando com o período para a taxa solicitada 21,00 ou 21% ao ano. 02) Qual é a taxa trimestral equivalente a 30% ao ano? 30 ENTER entrando com a taxa 360 ENTER entrando com o período conhecido 90 R/S entrando com o período para a taxa solicitada 6,78 ou 6,78% ao trimestre. Referência Bibliográfica: BRANCO, A.C.C., Matemática Financeira Aplicada: Método Algébrico, HP-12C, Microsoft Excel. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, GIMENEZ, C.M., Matemática Financeira com HP12C e Excel, São Paulo, PEARSON, SAMANEZ, C.P., Matemática Financeira, 4ª Edição, São Paulo, PEARSON, SCIPIONE, J.T., Matemática Financeira, São Paulo, PEARSON, VERAS, L.L., Matemática Financeira: Uso de Calculadoras Financeiras Aplicações ao Mercado Financeiro. 4. ed. São Paulo: Atlas, Prof.Ms.Carlos Henrique J.Costa 11

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA 1 UNIDADE VII Continuando... Juros Compostos! Taxas Equivalentes São aquelas que, referindo-se a períodos de tempo diferentes, fazem com que um capital produza o mesmo montante (M ou FV) num mesmo tempo.

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos de bens de consumo. Consiste em empregar procedimentos matemáticos para simplificar a

Leia mais

Os juros podem ser capitalizados segundo dois regimes: simples ou compostos.

Os juros podem ser capitalizados segundo dois regimes: simples ou compostos. 1/7 3. Modelos de capitalização simples 4. Modelos de capitalização composta Conceitos básicos A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA Conceitos básicos A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos de bens de consumo. Consiste em empregar procedimentos

Leia mais

INTRODUÇÃO À MATEMÁTICA FINANCEIRA

INTRODUÇÃO À MATEMÁTICA FINANCEIRA INTRODUÇÃO À MATEMÁTICA FINANCEIRA SISTEMA MONETÁRIO É o conjunto de moedas que circulam num país e cuja aceitação no pagamento de mercadorias, débitos ou serviços é obrigatória por lei. Ele é constituído

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL SOLUÇÕES COMPLETAS DE QUESTÕES E EXERCÍCIOS ADRIANO LEAL BRUNI E RUBENS FAMÁ 5ª EDIÇÃO ATLAS 2010 1 APRESENTAÇÃO Este texto apresenta as respostas da questões e

Leia mais

JUROS E TAXAS INTRODUÇÃO

JUROS E TAXAS INTRODUÇÃO JUROS E TAXAS MARCOS CARRARD CARRARD@GMAIL.COM INTRODUÇÃO A Matemática Financeira teve seu início exatamente quando o homem criou os conceitos de Capital, Juros, Taxas e Montante. Daí para frente, os cálculos

Leia mais

Juro é a remuneração do capital emprestado, podendo ser entendido, de forma simplificada, como sendo o aluguel pago pelo uso do dinheiro.

Juro é a remuneração do capital emprestado, podendo ser entendido, de forma simplificada, como sendo o aluguel pago pelo uso do dinheiro. Juros simples Juros simples Juro é a remuneração do capital emprestado podendo ser entendido de forma simplificada como sendo o aluguel pago pelo uso do dinheiro. Quem possui recursos pode utilizá-lo na

Leia mais

JUROS COMPOSTOS. Desta forma o cálculo dos juros compostos não será efetuado da mesma forma que foi feita para os juros simples.

JUROS COMPOSTOS. Desta forma o cálculo dos juros compostos não será efetuado da mesma forma que foi feita para os juros simples. UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE - FAC-CG CURSO: Graduação Tecnológica em Gestão Comercial Disciplina: Matemática Comercial e Financeira Prof: Rosemberg Trindade JUROS

Leia mais

Título : B2 Matemática Financeira. Conteúdo :

Título : B2 Matemática Financeira. Conteúdo : Título : B2 Matemática Financeira Conteúdo : A maioria das questões financeiras é construída por algumas fórmulas padrão e estratégias de negócio. Por exemplo, os investimentos tendem a crescer quando

Leia mais

Introdução à Matemática Financeira

Introdução à Matemática Financeira Introdução à Matemática Financeira Atividade 1 Por que estudar matemática financeira? A primeira coisa que você deve pensar ao responder esta pergunta é que a matemática financeira está presente em muitos

Leia mais

Prof. Luiz Felix. Unidade I

Prof. Luiz Felix. Unidade I Prof. Luiz Felix Unidade I MATEMÁTICA FINANCEIRA Matemática financeira A Matemática Financeira estuda o comportamento do dinheiro ao longo do tempo. Do ponto de vista matemático, um determinado valor a

Leia mais

i ano = 2 x i semestre = 4 x i trimestre = 6 x i bimestre = 12 x i mês = 360 x i dia

i ano = 2 x i semestre = 4 x i trimestre = 6 x i bimestre = 12 x i mês = 360 x i dia que se aplicado a uma taxa de juros de 60% ao ano, por um período de um ano. Podemos representá-las da seguinte forma: MATEMÁTICA FINANCEIRA BANRISUL PEDRÃO AULA 05/10 Taxas de juros Antes de iniciarmos

Leia mais

( C ou VP ) Capital ou Valor Presente é o valor aplicado através de alguma operação financeira.

( C ou VP ) Capital ou Valor Presente é o valor aplicado através de alguma operação financeira. Prof.: Luiz Gonzaga Damasceno 1 3. Capital. Montante. 3.1 Capital ou Valor Presente. Taxa. Prazo. Montante. ( C ou VP ) Capital ou Valor Presente é o valor aplicado através de alguma operação financeira.

Leia mais

JUROS SIMPLES. Onde: n é o número de períodos (number of periods) ou prazo em dias; i é o índice da taxa de juros (index) anual;

JUROS SIMPLES. Onde: n é o número de períodos (number of periods) ou prazo em dias; i é o índice da taxa de juros (index) anual; curso completo de CALCULADORA HP-12C - 3 JUROS SIMPLES Além dos registradores X (visor), Y, Z e W, discutidos no capítulo anterior, vimos também que a calculadora HP-12C apresenta os registradores financeiros,

Leia mais

GABARITO DOS EXERCÍCIOS

GABARITO DOS EXERCÍCIOS Bertolo 18/2/2006 MATEMÁTICA FINANCEIRA Gab_fin1 PAG.1 GABARITO DOS EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS (Juros Simples) 1.Calcule o montante de uma aplicação de R$ 50.000,00, à taxa de 2,5% ao mês, durante

Leia mais

Conceitos Básicos de Juros

Conceitos Básicos de Juros Conceitos Básicos de Juros Prof. Wanderson S. Paris, M.Eng. prof@cronosquality.com.br Porcentagem e cálculo de taxa (per + cento + agem) corresponde a uma fração de cem (cento) de qualquer coisa mensurável.

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Matemática Financeira Evanivaldo Castro Silva Júnior 1 Matemática Financeira 2. Regime de Juros Simples 2 Conceitos fundamentais em capitalização simples Regime de Juros onde os juros são calculados sempre

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA JUROS COMPOSTOS MF3 1 JUROS COMPOSTOS Capitalização composta é aquela em que a taxa de juros incide sobre o capital inicial, acrescido dos juros acumulados até o período anterior.

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA. Conceitos. Conceitos

GESTÃO FINANCEIRA. Conceitos. Conceitos GESTÃO FINANCEIRA Conceitos Capital (C ou PV) é o valor do dinheiro que você pode aplicar ou emprestar. Também chamado de Capital Inicial ou Principal, representado pela letra C ou PV (Valor Presente abreviação

Leia mais

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

CAIXA ECONOMICA FEDERAL JUROS SIMPLES Juros Simples comercial é uma modalidade de juro calculado em relação ao capital inicial, neste modelo de capitalização, os juros de todos os períodos serão sempre iguais, pois eles serão

Leia mais

Prof. Eugênio Carlos Stieler

Prof. Eugênio Carlos Stieler Tipos de Formação de Juros Os juros são formados através do processo denominado regime de capitalização, que pode ocorrer de modo simples ou composto, conforme apresentado a seguir: Juros Simples No regime

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA AULA 02. Prof. Mário Leitão

MATEMÁTICA FINANCEIRA AULA 02. Prof. Mário Leitão MATEMÁTICA FINANCEIRA AULA 02 Prof. Mário Leitão Conceitos. A matemática financeira é um ramo da matemática que estuda as variações do dinheiro ao longo de tempo. Dinheiro e tempo... Se seu amigo lhe pedisse

Leia mais

ECONOMIA. Profa. Juliane Ganem Email: juliane.matematica@gmail.com. Site: julianematematica.webnode.com

ECONOMIA. Profa. Juliane Ganem Email: juliane.matematica@gmail.com. Site: julianematematica.webnode.com ECONOMIA Profa. Juliane Ganem Email: juliane.matematica@gmail.com Site: julianematematica.webnode.com 1. Introdução: O valor do dinheiro no tempo 1.1 O valor do dinheiro no tempo A matemática financeira

Leia mais

- RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C

- RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C - RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C 1. Juros compostos, operação única PV 0 n ou 0 n PV 1.1. Quanto devo receber ao aplicar R$ 1.000,00 por 6 meses, à taxa de 5% ao mês? f CLEAR FIN 1.000 CHS PV -1.000,00 6

Leia mais

JUROS SIMPLES - CONCEITO O QUE SÃO JUROS?

JUROS SIMPLES - CONCEITO O QUE SÃO JUROS? Juros Simples JUROS SIMPLES - CONCEITO O QUE SÃO JUROS? Os juros são a remuneração pelo empréstimo do dinheiro. Representam a remuneração do capital empregado em alguma atividade produtiva. Pode ser caracterizado

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA Professor Fábio Maia. AULA 1 - Juros Simples. Formulário: Juros Simples: j = C.i.n e Montante: M = C. (1 + i.

MATEMÁTICA FINANCEIRA Professor Fábio Maia. AULA 1 - Juros Simples. Formulário: Juros Simples: j = C.i.n e Montante: M = C. (1 + i. MATEMÁTICA FINANCEIRA Professor Fábio Maia AULA 1 - Juros Simples Juros Simples é o processo financeiro onde apenas o principal rende juros, isto é, os juros são diretamente proporcionais ao capital empregado.

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA E ANÁLISE DE INVESTIMENTO AULA 02: CAPITALIZAÇÃO, DESCONTO E FLUXO DE CAIXA TÓPICO 01: CAPITALIZAÇÃO SIMPLES E COMPOSTA CAPITALIZAÇÃO SIMPLES CONCEITO Na capitalização simples, os

Leia mais

Disciplina de Matemática Financeira Curso Técnico em Finanças Profª Valéria Espíndola Lessa APOSTILA 1

Disciplina de Matemática Financeira Curso Técnico em Finanças Profª Valéria Espíndola Lessa APOSTILA 1 Disciplina de Matemática Financeira Curso Técnico em Finanças Profª Valéria Espíndola Lessa APOSTILA 1 Juros Simples Juros Compostos Desconto Simples Desconto Composto Erechim, 2014 INTRODUÇÃO A MATEMÁTICA

Leia mais

Valor do dinheiro no tempo

Valor do dinheiro no tempo Valor do dinheiro no tempo "Tempo é dinheiro - diz o mais vulgar ditado conhecido por qualquer idade ou pessoa. Coloque-o ao contrário e você obtém a mais preciosa verdade - dinheiro é tempo." (George

Leia mais

Existe uma diferença entre o montante (S) e a aplicação (P) que é denominada de remuneração, rendimento ou juros ganhos.

Existe uma diferença entre o montante (S) e a aplicação (P) que é denominada de remuneração, rendimento ou juros ganhos. Módulo 3 JUROS SIMPLES 1. Conceitos Iniciais 1.1. Juros Juro é a remuneração ou aluguel por um capital aplicado ou emprestado, o valor é obtido pela diferença entre dois pagamentos, um em cada tempo, de

Leia mais

Cálculo de Juros Simples e Composto no Excel - Parte 1

Cálculo de Juros Simples e Composto no Excel - Parte 1 Cálculo de Juros Simples e Composto no Excel - Parte 1 Grau de Dificuldade: 5 Olá turma... Nos próximos artigos, estarei exemplificando diversas maneiras para trabalhar com Juros Simples e Composto no

Leia mais

Elementos de Análise Financeira Juros Compostos Profa. Patricia Maria Bortolon

Elementos de Análise Financeira Juros Compostos Profa. Patricia Maria Bortolon Elementos de Análise Financeira Juros Compostos Juros Compostos Os juros formados em cada período são acrescidos ao capital formando o montante (capital mais juros) do período. Este montante passará a

Leia mais

Gestão Financeira. Cálculos Financeiros. Matemática Financeira. HP12C on line 18/9/2012. Prof.: Marcelo dos Santos

Gestão Financeira. Cálculos Financeiros. Matemática Financeira. HP12C on line 18/9/2012. Prof.: Marcelo dos Santos Gestão Financeira Prof.: Marcelo dos Santos Cálculos Financeiros Matemática Financeira http://fazaconta.com/calculadora-hp-12c-online.htm http://us.geocities.com/univix/hp_12c.htm com/univix/hp htm Fonte:

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA Matemática Financeira Professor: Roberto César MATEMÁTICA FINANCEIRA A Matemática Financeira, é o ramo da Matemática Aplicada que estuda o comportamento do dinheiro no tempo. Ela busca quantificar as transações

Leia mais

Elementos de Análise Financeira Juros Simples Profa. Patricia Maria Bortolon

Elementos de Análise Financeira Juros Simples Profa. Patricia Maria Bortolon Elementos de Análise Financeira Juros Simples Fórmulas de Juros Simples J C i n Onde: J = valor dos juros expresso em unidades monetárias C = capital. É o valor (em $) em determinado momento i = taxa de

Leia mais

Prof. Me. João Alexandre Thomaz

Prof. Me. João Alexandre Thomaz Prof. Me. João Alexandre Thomaz 1.1 A Calculadora HP 12C Linha financeira Ligar e desligar Função Amarela e Azul Acesso à memória Entrada 1.2 Ligando e desligando a calculadora Para ligar a sua calculadora

Leia mais

UNIDADE Capitalização composta

UNIDADE Capitalização composta UNIDADE 2 Capitalização composta Capitalização composta Curso de Graduação em Administração a Distância Objetivo Nesta Unidade, você vai ser levado a: calcular o montante, taxas equivalentes, nominal e

Leia mais

Calcular o montante de um capital de $1.000,00, aplicado à taxa de 4 % ao mês, durante 5 meses.

Calcular o montante de um capital de $1.000,00, aplicado à taxa de 4 % ao mês, durante 5 meses. JUROS COMPOSTOS Capitalização composta é aquela em que a taxa de juros incide sobre o capital inicial, acrescido dos juros acumulados até o período de montante anterior. Neste regime de capitalização a

Leia mais

MÓDULO VI. Mas que tal estudar o módulo VI contemplando uma vista dessas...

MÓDULO VI. Mas que tal estudar o módulo VI contemplando uma vista dessas... 1 MÓDULO VI Como podemos observar, já estamos no MÓDULO VI que traz temas sobre matemática financeira (porcentagem, juros simples e montante), bem como, alguma noção sobre juros compostos e inflação. Mas

Leia mais

JURO COMPOSTO. Juro composto é aquele que em cada período financeiro, a partir do segundo, é calculado sobre o montante relativo ao período anterior.

JURO COMPOSTO. Juro composto é aquele que em cada período financeiro, a partir do segundo, é calculado sobre o montante relativo ao período anterior. JURO COMPOSTO No regime de capitalização simples, o juro produzido por um capital é sempre o mesmo, qualquer que seja o período financeiro, pois ele é sempre calculado sobre o capital inicial, não importando

Leia mais

Não há capitalização dos juros no final de cada período. Só no final do prazo. (n)

Não há capitalização dos juros no final de cada período. Só no final do prazo. (n) Matemática Financeira Regimes de Capitalização a) Regime de.s. 12... n C. i Não há capitalização dos juros no final de cada período. Só no final do prazo. (n) b) Regime de.c. 1#2 #3#...# n, sendo: 1C.i

Leia mais

1 - Conceituação e importância do estudo da matemática financeira

1 - Conceituação e importância do estudo da matemática financeira 1 - Conceituação e importância do estudo da matemática financeira É o ramo da matemática que tem como objeto de estudo o comportamento do dinheiro ao longo do tempo. Avalia-se a maneira como este dinheiro

Leia mais

Matemática Régis Cortes. JURO composto

Matemática Régis Cortes. JURO composto JURO composto 1 O atual sistema financeiro utiliza o regime de juros compostos, pois ele oferece uma maior rentabilidade se comparado ao regime de juros simples, onde o valor dos rendimentos se torna fixo,

Leia mais

Lista de Exercícios 10 Matemática Financeira

Lista de Exercícios 10 Matemática Financeira Lista de Exercícios 10 Matemática Financeira Razão Chama-se de razão entre dois números racionais a e b, ao quociente entre eles. Indica-se a razão de a para b por a/b ou a:b. Exemplo: Na sala da 6ª B

Leia mais

Amilton Dalledone Filho Glower Lopes Kujew

Amilton Dalledone Filho Glower Lopes Kujew 1 Matemática Financeira Amilton Dalledone Filho Glower Lopes Kujew O mundo globalizado nos mostra cada vez mais a necessidade de informações e, para tanto, é necessário o conhecimento básico que possibilita

Leia mais

Para acharmos as taxas equivalentes utilizamos a fórmula abaixo: Te = ( n Ö 1+i) 1

Para acharmos as taxas equivalentes utilizamos a fórmula abaixo: Te = ( n Ö 1+i) 1 Para acharmos as taxas equivalentes utilizamos a fórmula abaixo: Te = ( n Ö 1+i) 1 Onde: Te = Taxa equivalente de determinado período n = número do período i = percentual de juros do período em que você

Leia mais

CALCULADORA HP 12C 1. OPERAÇÕES BÁSICAS. 1.1. LIGAR E DESLIGAR Pressione ON

CALCULADORA HP 12C 1. OPERAÇÕES BÁSICAS. 1.1. LIGAR E DESLIGAR Pressione ON CALCULADORA HP 12C 1. OPERAÇÕES BÁSICAS 1.1. LIGAR E DESLIGAR Pressione ON 1.2. NOTAÇÃO DECIMAL A máquina HP 12C possui duas formas de separar a parte fracionária da parte inteira de um número: utilizando

Leia mais

No cálculo de porcentagem com operações financeiras devemos tomar muito cuidado para verificar sobre quem foi calculada essa porcentagem.

No cálculo de porcentagem com operações financeiras devemos tomar muito cuidado para verificar sobre quem foi calculada essa porcentagem. 1º BLOCO... 2 I. Porcentagem... 2 Relacionando Custo, Venda, Lucro e Prejuízo... 2 Aumentos Sucessivos e Descontos Sucessivos... 3 II. Juros Simples... 3 III. Juros Compostos... 4 2º BLOCO... 6 I. Operadores...

Leia mais

CURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA COM AUXÍLIO DA CALCULADORA HP 12-C E DA PLANILHA ELETRÔNICA DO MICROSOF EXCEL

CURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA COM AUXÍLIO DA CALCULADORA HP 12-C E DA PLANILHA ELETRÔNICA DO MICROSOF EXCEL OPINE CONSULTORIA CURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA COM AUXÍLIO DA CALCULADORA HP 12-C E DA PLANILHA ELETRÔNICA DO MICROSOF EXCEL CALCULADORA HP 12C: Operações Financeiras Básicas A calculadora HP 12C é uma

Leia mais

Juros Compostos. Ao substituirmos cada uma das variáveis pelo seu respectivo valor teremos:

Juros Compostos. Ao substituirmos cada uma das variáveis pelo seu respectivo valor teremos: Introdução a Matemática Financeira Profº.: Ramon S. de Freitas Juros Compostos Juro composto é aquele que em cada período, a partir do segundo, é calculado sobre o montante relativo ao período anterior.

Leia mais

CÁLCULOS FINANCEIROS 1ª aula Parte 1

CÁLCULOS FINANCEIROS 1ª aula Parte 1 CÁLCULOS FINANCEIROS 1ª aula Parte 1 COMO INSTRUMENTO AUXILIAR EM NOSSOS CÁLCULOS, UTILIZAREMOS PREFERÊNCIALMENTE A CALCULADORA FINANCEIRA HP12-C INTRODUÇÃO A Matemática Financeira visa basicamente estudar

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATEMATICA FINANCEIRA JUROS SIMPLES

CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATEMATICA FINANCEIRA JUROS SIMPLES DEFINIÇÕES: CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATEMATICA FINANCEIRA JUROS SIMPLES Taxa de juros: o juro é determinado através de um coeficiente referido a um dado intervalo de tempo. Ele corresponde à remuneração da

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP-12C

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP-12C MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP-12C Prof. Msc. Osorio Moreira Couto Junior ÍNDICE 1. FUNÇÕES BÁSICAS DA HP-12C... 1.1 TECLA [ON]... 1.2 TECLA [. ]... 1.3 TESTES DE FUNCIONAMENTO... 1.3.1 TESTE Nº 1 (USANDO

Leia mais

Principais Conceitos CAPÍTULO 1

Principais Conceitos CAPÍTULO 1 Principais onceitos APÍTULO 1 Principais onceitos O estudo da Matemática Financeira pode ser resumido como sendo a análise do valor do dinheiro ao longo do tempo. Diariamente nos deparamos com situações

Leia mais

Matemática Régis Cortes JURO SIMPLES

Matemática Régis Cortes JURO SIMPLES JURO SIMPLES 1 Juros é o rendimento de uma aplicação financeira, valor referente ao atraso no pagamento de uma prestação ou a quantia paga pelo empréstimo de um capital. Atualmente, o sistema financeiro

Leia mais

NOTAS DE AULA. Introdução à Matemática Financeira. Prof. Dr. Silvio Alexandre de Araujo

NOTAS DE AULA. Introdução à Matemática Financeira. Prof. Dr. Silvio Alexandre de Araujo NOTAS DE AULA Introdução à Matemática Financeira Prof. Dr. Silvio Alexandre de Araujo 2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Juros simples 2. Juros compostos 3. Séries periódicas uniformes 4. Planos de amortização

Leia mais

Matemática Financeira Aula 1 26-04-2012

Matemática Financeira Aula 1 26-04-2012 Matemática Financeira Aula 1 26-04-2012 Prof. Procópio Bibliografia Básica VERAS, Lilia Ladeira. Matemática Financeira. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2007. SAMANEZ, Carlos Patrício. Matemática financeira: aplicações

Leia mais

DESCONTO SIMPLES Roteiro Roteiro Introdução Introdução Introdução N Valor Nominal Desconto D Valor Atual A d Taxa de Desconto 0 1 2 3 t Tempo de antecipação Fonte: PENIDO, Eduardo. Matemática Financeira

Leia mais

Microsoft Excel. Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO

Microsoft Excel. Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO Microsoft Excel Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO 1-) Funções financeiras no Excel... 2 1.1-) Função = VF( )... 2 1.2-) Função =VP( )... 3 1.3-) Função = PGTO ( )... 3 1.4-) Valor Presente Utilizando

Leia mais

Para o cálculo dos juros siga corretamente este roteiro:

Para o cálculo dos juros siga corretamente este roteiro: Juro Simples Juro: é a remuneração do capital emprestado, podendo ser entendido, de forma simplificada, como sendo o aluguel pago pelo uso do dinheiro. Capital: qualquer valor expresso em moeda e disponível

Leia mais

Matemática Financeira II

Matemática Financeira II Módulo 3 Unidade 28 Matemática Financeira II Para início de conversa... Notícias como essas são encontradas em jornais com bastante frequência atualmente. Essas situações de aumentos e outras como financiamentos

Leia mais

Introdução. Este arquivo compõe a coletânea Mega Cursos - www.megacursos.com.br -

Introdução. Este arquivo compõe a coletânea Mega Cursos - www.megacursos.com.br - Curso de Matemática financeira Introdução Este arquivo compõe a coletânea Mega Cursos - www.megacursos.com.br - AULA 1: Definições O que são juros? Por que variam tanto? Risco. Inflação - ilusão de remuneração.

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos de bens de consumo. Consiste em empregar procedimentos matemáticos

Leia mais

I. MATEMÁTICA FINANCEIRA - ANDRÉ ARRUDA TAXAS DE JUROS. Taxas Proporcionais

I. MATEMÁTICA FINANCEIRA - ANDRÉ ARRUDA TAXAS DE JUROS. Taxas Proporcionais 1º BLOCO...2 I. Matemática Financeira - André Arruda...2 2º BLOCO...6 I. Matemática - Daniel Lustosa...6 3º BLOCO... 10 I. Tabela de Acumulação de Capital... 10 I. MATEMÁTICA FINANCEIRA - ANDRÉ ARRUDA

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA. Prof. Ricardo Ferro Tavares. Prof. Ricardo Ferro Tavares Site: www.financetraining.com.br E-Mail rftavares@uol.com.

MATEMÁTICA FINANCEIRA. Prof. Ricardo Ferro Tavares. Prof. Ricardo Ferro Tavares Site: www.financetraining.com.br E-Mail rftavares@uol.com. MATEMÁTICA FINANCEIRA CONCEITOS MÁQUINA FUNDAMENTAIS FINANCEIRA HP12C Prof. Ricardo Ferro Tavares 1 SUMÁRIO 1. Máquina HP 12c. 2. Principais Teclas e Funções. 3. Cálculo do Montante ou Valor Futuro. 4.

Leia mais

MINICURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NO DIA A DIA

MINICURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NO DIA A DIA PORCENTAGEM MINICURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NO DIA A DIA Quando é dito que 40% das pessoas entrevistadas votaram no candidato A, esta sendo afirmado que, em média, de cada pessoas, 40 votaram no candidato

Leia mais

- CURSO DE CALCULADORA FINANCEIRA HP 12C -

- CURSO DE CALCULADORA FINANCEIRA HP 12C - - CURSO DE CALCULADORA FINANCEIRA HP 12C - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610).

Leia mais

Investimento. Uso de recursos visando obter benefícios futuros. 4 Abertura de uma filial. amento de um novo produto / serviço

Investimento. Uso de recursos visando obter benefícios futuros. 4 Abertura de uma filial. amento de um novo produto / serviço Investimento Uso de recursos visando obter benefícios futuros. 4 Abertura de uma filial 4 Lançamento amento de um novo produto / serviço 4 Compra de novos equipamentos 4 Construçã ção de uma nova fábricaf

Leia mais

Princípios de Finanças. Prof. José Roberto Frega, Dr. jose.frega@ufpr.br

Princípios de Finanças. Prof. José Roberto Frega, Dr. jose.frega@ufpr.br Princípios de Finanças Prof. José Roberto Frega, Dr. jose.frega@ufpr.br Material didático e acesso Site da disciplina http://frega.net Login: UFPRPRINCFIN 2 Prof. José Roberto Frega, Dr. Graduado em Engenharia

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA Princípios de Funcionamento da HP 12-C. Elaborado por : Profº Paulo Roberto Silva dos Santos

MATEMÁTICA FINANCEIRA Princípios de Funcionamento da HP 12-C. Elaborado por : Profº Paulo Roberto Silva dos Santos MATEMÁTICA FINANCEIRA Princípios de Funcionamento da HP 12-C Programa $ Pilha Operacional $ Testes preliminares $ Circuito interno, teclado e visor $ Conhecendo a HP 12 C $ Funções, casas, limpeza, memória

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA E ANÁLISE DE INVESTIMENTO AULA 02: CAPITALIZAÇÃO, DESCONTO E FLUXO DE CAIXA TÓPICO 03: FLUXO DE CAIXA (UNIFORME E IRREGULAR) FLUXO DE CAIXA Denomina-se fluxo de caixa, a sequência

Leia mais

MATEMATICA FINANCEIRA PARA ADMINISTRAÇÃO

MATEMATICA FINANCEIRA PARA ADMINISTRAÇÃO 1 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA I PROF: EDUARDO PICANÇO, D.Sc. MATEMATICA FINANCEIRA PARA ADMINISTRAÇÃO Autores: Eduardo Picanço Guilherme Guimaraes

Leia mais

A transformação e o custo do dinheiro ao longo do tempo *

A transformação e o custo do dinheiro ao longo do tempo * A transformação e o custo do dinheiro ao longo do tempo * Estamos acostumados à idéia de que o valor do dinheiro muda ao longo do tempo, pois em algum momento convivemos com algum tipo de inflação e/ou

Leia mais

Matemática Financeira Aplicada. www.adrianoparanaiba.com.br

Matemática Financeira Aplicada. www.adrianoparanaiba.com.br Matemática Financeira Aplicada www.adrianoparanaiba.com.br Conceitos Básicos - Juros Simples - Juros Composto Juros Simples: J = C x i x n M = C + J Juros Compostos M = C x (1 + i) n J = M C Exemplo: Aplicação

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO FLUXO DE CAIXA

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO FLUXO DE CAIXA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO FLUXO DE CAIXA O estudo da matemática financeira é desenvolvido, basicamente, através do seguinte raciocínio: ao longo do tempo existem entradas de dinheiro (receitas) e saídas

Leia mais

Capital = 100 Juros simples Juros compostos Nº de anos Montante simples Montante composto

Capital = 100 Juros simples Juros compostos Nº de anos Montante simples Montante composto Juros compostos Cada período, os juros são incorporados ao principal e passam, por sua vez, a render juros. Também conhecido como juros sobre juros. Vamos ilustrar a diferença entre os crescimentos de

Leia mais

captação de recursos empréstimos financiamento.

captação de recursos empréstimos financiamento. Instrumentos utilizados pelas instituições financeiras para captação de recursos (funding) que serão utilizados nas operações de empréstimos e financiamento. 1 O cliente entrega os recursos ao banco, sendo

Leia mais

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Curso de Economia 5º Período 8 AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Curso de Economia 5º Período 8 AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS 8 AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS Frequentemente, nas operações de médio e longo prazo, por razões metodológicas ou contábeis, as operações de empréstimos são analisadas período por período, no que diz respeito

Leia mais

Por juros entende-se toda e qualquer remuneração de um capital.

Por juros entende-se toda e qualquer remuneração de um capital. 2 Por juros entende-se toda e qualquer remuneração de um capital. Pode ser entendido também como o pagamento de um indivíduo pelo uso do capital de outro. O uso do capital pode ser realizado através de

Leia mais

Análise e Resolução da prova do ISS-Cuiabá Disciplina: Matemática Financeira Professor: Custódio Nascimento

Análise e Resolução da prova do ISS-Cuiabá Disciplina: Matemática Financeira Professor: Custódio Nascimento Disciplina: Professor: Custódio Nascimento 1- Análise da prova Análise e Resolução da prova do ISS-Cuiabá Neste artigo, farei a análise das questões de cobradas na prova do ISS-Cuiabá, pois é uma de minhas

Leia mais

Por juros entende-se toda e qualquer remuneração de um capital.

Por juros entende-se toda e qualquer remuneração de um capital. Por juros entende-se toda e qualquer remuneração de um capital. Pode ser entendido também como o pagamento de um indivíduo pelo uso do capital de outro. O uso do capital pode ser realizado através de um

Leia mais

Apostila de Matemática Financeira Parte 01

Apostila de Matemática Financeira Parte 01 Apostila de Matemática Financeira Parte 01 Autor: Guilherme Yoshida Facebook: facebook.com/guilhermeyoshida90 Google+: https://plus.google.com/108564693752650171653 Blog: Como Calcular Curta a Página do

Leia mais

Conceitos Financeiros

Conceitos Financeiros Conceitos Financeiros Capital: qualquer quantidade de dinheiro, que esteja disponível em certa data, para ser aplicado numa operação financeira; Juros: custo do capital durante determinado período de tempo;

Leia mais

Curso. Matemática Financeira com HP 12C

Curso. Matemática Financeira com HP 12C Seja Bem Vindo! Curso Matemática Financeira com HP 12C Carga horária: 25hs Dicas importantes Nunca se esqueça de que o objetivo central é aprender o conteúdo, e não apenas terminar o curso. Qualquer um

Leia mais

Geraldo Nunes Silva DCCE/IBILCE/Unesp

Geraldo Nunes Silva DCCE/IBILCE/Unesp Geraldo Nunes Silva DCCE/IBILCE/Unesp JUROS COMPOSTOS - FÓRMULAS PV i d FV i i i i i i 0 1 2 3 n - 1 n i: Taxa de rentabilidade de cada período (atua sobre PV); d: Taxa de desconto de cada período (atua

Leia mais

Métodos Quantitativos Aplicados a Gestão

Métodos Quantitativos Aplicados a Gestão Métodos Quantitativos Aplicados a Gestão Introdução a Matemática Financeira Responsável pelo Conteúdo: Prof. Carlos Henrique de Jesus Costa Prof. Douglas Mandaji Unidade Introdução a Matemática Financeira

Leia mais

GABARITO DOS EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS (Fator de Acumulação de Capital Pagamento Simples)

GABARITO DOS EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS (Fator de Acumulação de Capital Pagamento Simples) Bertolo MATEMÁTICA FINANCEIRA Gab_fin2 1 GABARITO DOS EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS (Fator de Acumulação de Capital Pagamento Simples) 1. Uma pessoa toma R$ 30.000,00 emprestados, a juros de 3% ao mês,

Leia mais

Conceitos e princípios básicos de Matemática Financeira aplicada à vida cotidiana do cidadão

Conceitos e princípios básicos de Matemática Financeira aplicada à vida cotidiana do cidadão Conceitos e princípios básicos de Matemática Financeira aplicada à vida cotidiana do cidadão Aula 6 Técnico em Saúde Bucal Matéria: Administração de Serviços em Saúde Bucal Dr. Flavio Pavanelli CROSP 71347

Leia mais

Soluções integrais. Há cinco degraus para se alcançar a sabedoria: calar, ouvir, lembrar, agir, estudar. Anônimo. Soluções do Capítulo 1

Soluções integrais. Há cinco degraus para se alcançar a sabedoria: calar, ouvir, lembrar, agir, estudar. Anônimo. Soluções do Capítulo 1 Soluções integrais Há cinco degraus para se alcançar a sabedoria: calar, ouvir, lembrar, agir, estudar. Anônimo Soluções do Capítulo 1 Basta somar os valores, lembrando que seta para baixo indica valor

Leia mais

Cálculo Financeiro Fixa nº2

Cálculo Financeiro Fixa nº2 Cálculo Financeiro Fixa nº2 2. Regimes de Capitalização 2.1. O Regime de Juro Simples 2.2. O Regime de Juro Composto 8 Considere um empréstimo de 300 000 Euros, pelo prazo de 4 anos, à taxa anual de juro

Leia mais

INTRODUÇÃO: JURO FATOR DE FORMAÇÃO DE JURO. VJ = VA x j. *Taxa de juro na forma unitária j=10% => j= 10/100 => j= 0,1

INTRODUÇÃO: JURO FATOR DE FORMAÇÃO DE JURO. VJ = VA x j. *Taxa de juro na forma unitária j=10% => j= 10/100 => j= 0,1 2 INTRODUÇÃO: O principal conceito que orientará todo o nosso raciocínio ao longo deste curso é o conceito do valor do dinheiro no tempo. Empréstimos ou investimentos realizados no presente terão seu valor

Leia mais

Organização da Aula. Avaliação de Investimentos. Aula 2. Contextualização. Instrumentalização. Proporcionalidade de taxas. Equivalência de taxas

Organização da Aula. Avaliação de Investimentos. Aula 2. Contextualização. Instrumentalização. Proporcionalidade de taxas. Equivalência de taxas Avaliação de Investimentos Aula 2 Profa. Claudia Abramczuk Organização da Aula Proporcionalidade de taxas Equivalência de taxas Comparação entre proporcionalidade e equivalência VP e VF Contextualização

Leia mais

FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA

FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA Administração Financeira Orçamentária I 1 INTRODUÇÃO FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA A matemática financeira tem como objetivo principal estudar o valor do dinheiro em função do tempo. Este conceito,

Leia mais

MA12 - Unidade 10 Matemática Financeira Semana 09/05 a 15/05

MA12 - Unidade 10 Matemática Financeira Semana 09/05 a 15/05 MA12 - Unidade 10 Matemática Financeira Semana 09/05 a 15/05 Uma das importantes aplicações de progressões geométricas é a Matemática Financeira. A operação básica da matemática nanceira é a operação de

Leia mais

Primeiro, vamos explicar o fundo teórico do assunto, depois praticamos nossos conhecimentos seguindo as instruções dum pequeno tutorial.

Primeiro, vamos explicar o fundo teórico do assunto, depois praticamos nossos conhecimentos seguindo as instruções dum pequeno tutorial. 45 Capítulo 4 Juros, Taxas e tudo isso Neste livro não quero enfatizar as aplicações do Excel aos negócios, mas uma breve introdução ao uso das funções financeiras é indispensável, assim como, num capítulo

Leia mais

C U R S O T É C N I C O E M S E G U R A N Ç A D O T R A B A L H O. matemática. Juros Compostos. Elizabete Alves de Freitas

C U R S O T É C N I C O E M S E G U R A N Ç A D O T R A B A L H O. matemática. Juros Compostos. Elizabete Alves de Freitas C U R S O T É C N I C O E M S E G U R A N Ç A D O T R A B A L H O 10 matemática Juros Compostos Elizabete Alves de Freitas Governo Federal Ministério da Educação Projeto Gráfico Secretaria de Educação

Leia mais

Capítulo 6 Série Uniforme Prestações Iguais

Capítulo 6 Série Uniforme Prestações Iguais Capítulo 6 Série Uniforme Prestações Iguais Juros Compostos Fórmulas - 1 RELAÇÃO ENTRE PMT E FV FV = PMT [ ( 1 + i ) n-1 + ( 1 + i ) n-2 + + ( 1 + i ) + 1 ] (A) Multiplicando por (1+i): FV = PMT [(1 +

Leia mais

DISCIPLINA: ECONOMIA DA ENGENHARIA I Professor JORGE JUNIOR E.MAIL: jjuniorsan@ceunes.ufes.br

DISCIPLINA: ECONOMIA DA ENGENHARIA I Professor JORGE JUNIOR E.MAIL: jjuniorsan@ceunes.ufes.br UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO DISCIPLINA: ECONOMIA DA ENGENHARIA I Professor JORGE JUNIOR E.MAIL: jjuniorsan@ceunes.ufes.br Apostila integralmente

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA PROF. DANIEL DE SOUZA INTRODUÇÃO:

MATEMÁTICA FINANCEIRA PROF. DANIEL DE SOUZA INTRODUÇÃO: 1 MATEMÁTICA FINANCEIRA PROF. DANIEL DE SOUZA INTRODUÇÃO: O PRINCIPAL CONCEITO QUE ORIENTARÁ TODO O NOSSO RACIOCÍNIO AO LONGO DESTE CURSO É O CONCEITO DO VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO. EMPRÉSTIMOS OU INVESTIMENTOS

Leia mais