A JSL e sua Abertura de Capital Denys Marc Ferrez CFO Agosto de O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A JSL e sua Abertura de Capital Denys Marc Ferrez CFO Agosto de 2011. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil"

Transcrição

1 A JSL e sua Abertura de Capital Denys Marc Ferrez CFO Agosto de 2011 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil

2 Agenda A JSL A Abertura de Capital 2

3 JSL: Histórico e Momento Atual Abertura de Capital: Perpetuidade e Suporte ao Crescimento Início da Distribuição Urbana O Maior Portfólio de Serviços Logísticos do Brasil RR AP R$ 2,6 bilhões Ade faturamento nos últimos 4 trimestresa e crescimento médio de 27,3% nos últimos 10 anos Aquisições: Lubiani (2007) Grande ABC (2008) Concessões para Transporte de Passageiros 2009: Criação da CS Brasil AM PA Início dos Serviços Dedicados - Florestal e Automobilístico AC RO TO MT MS RS GO PR SC SP DF CE MA RN Maior compradora PB de veículos MG PI PE AL BA SE RJ ES A pesados do mercado brasileiro Posição relevantea na aquisição de pneus e A combustíveis Mais de 24Amil itens operacionaisa próprios Aluguel de Veículos e Fretamento Presença em todas as regiões do país:» 121 filiais em 15 estados» 12 lojas de seminovos» Mais de colaboradores 1956: Fundação - Transporte de Cargas Gerais Data Base: 30/06/2011 3

4 Portfólio Completo de Serviços 11% Transporte de Carga Geral *Base últimos 12 meses (1% restantes se refere a outras atividades) 4

5 Serviços Dedicados à cadeia de suprimentos Alto valor agregado com soluções integradas, flexíveis e customizadas 52% da Receita Bruta de Serviços* Expertise em diversos setores da economia Liderança absoluta de mercado O mais completo portfólio de serviços Soluções completas em logística Maior integração à cadeia de suprimentos/ distribuição dos clientes Inbound Logística Interna Outbound e Armazenagem Oportunidades de cross selling / entrada de novos clientes e setores (R$ milhões) Receita Bruta de Serviços Previsibilidade da receita: - Contratos de 3 a 8 anos - Garantia de volume mínimo - Reajustes anuais e multas por cancelamento - Mais de 70 clientes Alta fidelização: sólido histórico de renovação de contratos m 1S10 1S11 * Últimos 12 meses RMC Receita com os Mesmos Contratos 5

6 Serviços Dedicados: Cross-selling gerado a partir de Transporte de Passageiros Exemplo: Automobilístico 6

7 Serviços Dedicados: Desenvolvimento/implantação do projeto e execução das operações Exemplo: Papel e Celulose 1 Colheita e 3 Entrega de carregamento matéria-prima de madeira Aterro industrial Inbound 5 Expedição Outbound Transporte de resíduos 2 Transporte de madeira Locação de veículos Transporte de produtos acabados 4 Movimentação e gestão de estoques Logística Interna Dragagem 6 Movimentação de estoques e carregamento de navios e barcaças 7

8 Gestão e Terceirização de Frotas e Equipamentos Soluções que vão desde o dimensionamento da frota até a gestão completa do serviço 23% da Receita Bruta de Serviços* Aluguel de caminhões, veículos, máquinas e equipamentos Serviços diferenciados e com maior valor agregado: - Mão de obra - Manutenção - Atendimento 24 horas - Gestão da informação Penetração de mercado de terceirização de frota % da frota total Soluções logística 58,3% 46,9% 37,4% 5,4% 16,5% 24,5% Brasil Alemanha FrançaEspanha Reino Holanda Unido Receita Bruta de Serviços Fonte: DataMonitor, Unidas Garantia de disponibilização de veículos ao cliente Alta escala de aquisições (R$ milhões) Grande perspectiva de crescimento: - Baixa penetração no mercado brasileiro * Últimos 12 meses m 1S10 1S11 RMC Receita com os Mesmos Contratos 8

9 Gestão e Terceirização de Frotas com Serviços Exemplo: Laboratorial 2. Transporte de materiais biológicos para hospitais, clínicas e laboratórios 3. Coleta domiciliar de exames com carro e motorista 4. Locação de veículos para força de vendas 1. Transporte de materiais do almoxarifado para laboratórios 5. Transporte de equipamentos operacionais do cliente Rastreamento da frota via satélite 9

10 Transporte de Passageiros e de Cargas Gerais Transporte de Passageiros Transporte de Cargas Gerais 13% Diversificação estratégica correlacionada 11% Atendimento a clientes com alta variação no volume da Receita Bruta Transporte Coletivo Urbano: da Receita Bruta de Serviços* de Serviços* Receita recorrente e contratos de longo Modelo asset light: cerca de 90%e transportado por terceiros e agregados prazo - 4 contratos municipais Know how na contratação de terceiros e - 1 intermunicipal agregados Fretamento para Empresas: Porta de entrada para muitos clientes Porta de entrada para clientes Receita Bruta de Serviços Receita Bruta de Serviços (R$ milhões) (R$ milhões) m 1S10 1S m 1S10 1S11 RMC Receita com os Mesmos Contratos * Últimos 12 meses RMC Receita com os Mesmos Contratos 10

11 Forte Histórico de Crescimento e Liderança Absoluta no Setor Receita Líquida Total (R$ milhões) Crescimento primordialmente orgânico PIB do Brasil Baixa Penetração dos PSLs² Gastos com Logística % = R$ 2,9 tri 100% = R$ 576 bi PSL 6% Outros Logística Outros 80% 20% 94% m Fonte: Banco Mundial Fonte: Companhia Ranking por faturamento no setor rodoviário em 2009¹ Penetração dos PSLs² nos serviços logísticos 2ª 764 3ª 660 1º Parte do Portfólio JSL 4ª 639 5ª 373 ¹ Revistas Transporte Moderno e Transporte Rodoviário de Carga por faturamento 28% 21% 16% 16% 15% Movimentação e Gestão de Abastecimento Gestão de Serviços de armazenagem in transportes de linhas estoques Valor Agregado house produtivas em armazéns Fonte: ASLOG 2010 ² Prestador de Serviços Logísticos 11

12 Excelente Reputação e Reconhecimento de Mercado Sólido relacionamento com clientes e diversificação da receita Relacionamentos com clientes no mercado brasileiro há mais de 50 anos Atualmente cerca de 250 clientes 50 maiores clientes representam cerca de 60% da receita bruta total nos últimos 12 meses Composição da Receita Bruta de Serviços por Setor ¹ ¹ Últimos 12 meses Energia Elétrica 1,8% Papel e Celulose Automobilístico Mineração e Siderurgia Elétrico e Bioenergia Outros 55 anos 9 serviços 16 anos 5 serviços 27 anos 1 serviço 2 anos 4 serviços 9 anos 1 serviço 33 anos 12 serviços 16 anos 2 serviços 27 anos 3 serviços 2 anos 1 serviço 17 anos 1 serviço 21 anos 1 serviço 15 anos 1 serviço 9 anos 5 serviços 2 anos 2 serviços 1 ano 2 serviços 8 anos 7 serviços 15 anos 1 serviço 5 anos 2 serviços 1 ano 1 serviço 4 anos 1 serviço 4 anos 7 serviços 15 anos 6 serviços 2 anos 1 serviço 1 ano 1 serviço 1 ano 3 serviços ² Alimentício: 2,0%; Bens de Capital: 4,0%; Laboratorial e Farmacêutico: 1,4%; Outros: 4,3% 12

13 Maximização do valor d e venda Entender para Ate n Forte poder de negociação Maior Portfólio de Serviços Modelo de Negócios da JSL Formação do preço: Segurança na geração - Preço de Aquisição do ativo Capex atrelado a contrato - Depreciação de caixa - Remuneração de Capital - Valor Residual do ativo ao final do contrato Ganhos de escala na aquisição - Custos Operacionais - Rateio Despesas Uso de linhas específicas: - Impostos - Margem esperada Caminhões Estrutura dos contratos: - BNDES Ônibus - Contratos de 2 a 10 anos FINAME Máquinas e equipamentos - Reajustes anuais de preços Volume mínimo garantido Precificação e Financiamento - Leasing - Veículos leves - Multa por cancelamento - Equipamentos importados - Ativos específicos: fechamento e aquisição dos Financeiro obrigatoriedade de compra em contrato ativos - Banco paga direto ao fornecedor caso de rescisão antecipada Retorno Esperado Rede de Seminovos Revenda do Diversificação de clientes e Prestação de - 12 lojas em 7 estados ativo ao final setores Serviços do contrato 4 3 Oportunidades de Cross Selling Melhoria do processo de compra e venda Menor depreciação Serviços Dedicados Gestão e Terceirização Cargas Gerais Transporte de Passageiros 13

14 Contribuição adicional dos Novos Contratos à Receita já existente Perfil Novos Contratos Receita Bruta de Serviços Contribuição Adicional Anual dos Novos Contratos de 2010 e 5M11 (Base 2010R R$ milhões) Fechados nos 5M11 R$ 1,130 bilhão 88% Cross Selling 79% Serviços Dedicados 20% Gestão e Terceirização Não contempla reajustes anuais e nem crescimento das atividades existentes Adicional versus 2011 Perspectiva de alto índice de renovação Acumulado M11 R$ 3,644 bilhões 78% Cross Selling 43% Serviços Dedicados 44% Gestão e Terceirização¹ Receita Serviços 2010R de Adicional versus 2010 Receita Bruta de Serviços em 2010 ¹ Contemplam contratos de aluguel de equipamentos contabilizados a valor presente no 3T10, à luz da CPC06 Receita Adicional dos Novos Contratos negociados em 2010 Receita Adicional dos Novos Contratos negociados em 2011 Estimativas acima não consideram reajustes anuais de preço e nem potencial crescimento dos contratos já existentes (RMC²) Expectativa de crescimento na ordem de 25% em sua receita no ano de 2011 versus 2010 ² Receita com os Mesmos Contratos. 14

15 Exemplo: Setor Mineração (Serviços Dedicados, Gestão e Terceirização e Transporte de Passageiros) Carregamento de minério Transporte de passageiros Locação e veículo com motorista a disposição do cliente Manutenção da estrada Transporte do minério Central de transportes Rastreamento via Satélite 24hs e Telemetria Gerenciamento de resíduos Descarga do minério Ativos Envolvidos: Leves 400 Ônibus 180 Máquinas 20 Caminhões 50 Funcionários:

16 Resultados Financeiros - 1S11 (R$ milhões) Receita Bruta Total EBITDA-Adicionado (EBITDA-A) (Serviços + Venda de Ativos) m 1S10 1S11 Serviços Venda de Ativos Receita Líquida Total ,9% ,8% 16,3% ,2% 14,9% ,1% m 1S10 1S11 EBITDA CUSTO CONTÁBIL ATIVO VENDIDO Margem EBITDA Lucro Líquido m 1S10 1S m 1S10 1S11 16

17 Parâmetros de Alavancagem Composição Dívida Líquida Endividamento (R$ milhões) Custo Médio Custo Médio 11,0% a.a. 10,7% a.a. Curto prazo Cronograma de Endividamento Longo prazo Base:30/06/2011 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 Dívida Líquida¹/ EBITDA-A² 2,2x 1,9x 1,9x 2,0x 2,0x Financiamentos Operacionais Dívida Corporativa Evolução da Proporção da Dívida Bruta de Curto Prazo x Longo Prazo Dívida Líquida¹/EBITDA² 3,0x 3,3x 3,2x 3,4x 3,4x EBITDA-A²/ Juros Líquidos² 4,1x 5,7x 5,8x 6,3x 6,3x EBITDA²/ Juros Líquidos² 2,9x 3,4x 3,5x 3,7x 3,6x Imobilizado³/ Dív. Líquida¹ 1,8x 1,7x 1,7x 1,6x 1,5x Caixa e aplicações¹/ Dívida Bruta CP¹ 1,1x 0,9x 1,3x 1,2x 1,3x ¹Final do período ²Últimos 12 meses ³Imobilizado + Recebível e Estoques venda a prazo (Venda de Ativos com Gestão/CPC 06) + Seminovos Longo Prazo Curto Prazo EBITDA-A ou EBITDA Adicionado - corresponde ao EBITDA acrescido do custo contábil residual da venda de ativos imobilizados, o qual não representa desembolso operacional de caixa, uma vez que se trata da mera representação contábil da baixa dos ativos no momento de sua alienação. Dessa forma, a Administração da Companhia acredita que o EBITDA-A é a medida prática mais adequada do que o EBITDA tradicional como aproximação da geração de caixa, de modo a aferir a capacidade da companhia de cumprir 17 com suas obrigações financeiras

18 Por Categoria Por Negócio Por Natureza Investimentos (R$ milhões) Evolução do Capex Composição do Capex Renovação Expansão T11R 1S11R 2011E Investimentos atrelados diretamente a projetos já contratados Segurança na futura geração de caixa Receita Bruta da Revenda de Ativos Serviços Dedicados Gestão e Terceirização Transporte de Passageiros Cargas Gerais Outros 230 Caminhões 50,8 139,9 Máquinas e Equipamentos Veículos Leves Ônibus Outros 1S10R 1S11R 2011E 2T11 12 Meses 18

19 Mercado de Capitais e Governança Corporativa Desempenho Acionário JSLG3 x Ibovespa (IPO até 30/06/2011) Composição do Free Float R$ 8,00 Valor de mercado = R$ 2,3bi R$ 11,50 +43,8% ,1% Free Float: 27,3% 3,1% 12,6% ÁSIA 33,6% EUA ,9% LOCAL EUROPA 30,8% OUTROS JSLG3 IBOV Data Base: 30/06/2011 Estrutura de Governança Reconhecimento do Mercado Novo Mercado 100% ações ON, sendo 27% de Free Float e 1,0% em Tesouraria 100%Tag along Conselho de Administração com 5 membros, sendo 2 independentes Comitê Financeiro e de Suprimentos IR Brazil Awards 2011 Top 5 entre 222 empresas small & mid caps: Grand Prix do melhor programa de RI Melhor website de RI Maior evolução em RI 19

20 Instituto Julio Simões Responsabilidade Socioambiental Números de 2010: Mais de pessoas beneficiadas direta e indiretamente Mais de 65 cidades atendidas pelos projetos Alguns projetos socioambientais com efetivo apoio e participação do Instituto Julio Simões: Pequenos Pela Vida Julio Cidadão Natal + Estância Renascer Na mão certa na Direção Conscientização dos motoristas ONG que treina colaboradores Escolha de uma Instituição para Asilo para pessoas de baixa Enfretamento da exploração Diminuição dos acidentes de para prevenção de acidentes para atuarem de forma receber donativos no Natal renda sexual infantil nas rodovias trânsito através da processo de nas rodovias brasileiras voluntária em asilos e hospitais brasileiras conscientização de crianças Projeto CEREIAS PAE Criança Ecológica Escola Feliz ProAC Reabilitar animais selvagens, Ajuda mensal à entidades de Projeto de teatro itinerante Adoção de salas de aula do Programa de incentivo à após a sua captura ilegal assistência a pessoas com com o objetivo de aumentar a Centro de Convivência cultura do Governo do Estado deficiência intelectual e múltipla. consciência ambiental dos jovens Integral Ignês Pettená de São Paulo 20

21 (MG), Divisa Alegre (MG), Umbaúba (SE) 21 Instituto Julio Simões Pela Vida Conscientização dos motoristas para prevenção de acidentes nas rodovias brasileiras Dicas orçamentárias para a família (cartilha orçamentária) Orientação: saúde e bem estar Aferições (carteira de saúde): pressão arterial acuidade visual IMC glicemia Distribuição de folhetos com orientações: médicas sobre sono de segurança nas estradas mapa com pontos de risco motoristas atendidos em dois trailers: BR 381 e BR 101 entre abril e agosto de 2011 Trailers a serem inaugurados em 2011: Aparecida (SP), Registro (SP), Cubatão (SP), Joinville (SC), Três Corações

22 Agenda A JSL A Abertura de Capital 22

23 Estruturação do IPO Apoio da Alta Administração Prospecto Reestruturação Societária Período de Silêncio Demonstrações Contábeis e Auditoria A Oferta 23

24 Cronograma do IPO Janeiro Fevereiro Março Abril man Semana 6 Semana 7 Semana 8 Semana 9 Semana 10 Semana 11 Semana 12 Semana 13 Semana 14 Semana 15 Semana 16 Semana 17 Semana 18 Semana 19 Semana 20 seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex seg ter qua qui sex sex ORGANIZAÇÃO Kick-off meeting Estruturação / Detalhes da Oferta Reunião / Conference Call de Coordenação DUE DILIGENCE Presentation Due Diligence Legal Business due-diligence / Management DOCUMENTAÇÃO DA OFERTA

25 Elaboração do Prospecto e demais documentos Nova versão do Prospecto - Português Disponibilização das DFs Protocolo do Prospecto na CVM Revisão pela CVM Cumprimento de Exigências 2º Protocolo na CVM PRICE RANGE Elaboração do modelo financeiro da Companhia Discussões sobre Business Plan Recebimento/discussão s/ Feedback Investor Education Definição do Price Range

26 MARKETING E ROADSHOW Research / Investor Education Apresentação aos analistas de research Atualização do modelo pelos analistas Discussão de valuation com analistas Black-out period

27 Investor education Sindicato de Varejo - Corretoras Apresentação às Corretoras Contratação das Corretoras Preparação e ensaio da apresentação de roadshow Sales Teach In Aviso ao Mercado/ Impressão Prospecto Preliminar

28 Republicação do Aviso ao Mercado Roadshow Precificação / Alocação Anúncio Início / Impressão Prospecto Definitivo First Trading Day

29 Liquidação e Fechamento 24

30 Adequação da Estrutura Societária Estrutura Anterior Estrutura Atual (Antiga Julio Simões Participações) (Antiga Julio Simões Participações) Original Avante Ponto Veículos Ltda. Veículos Ltda. Veículos Ltda. Corretora de Seguros Vintage Ltda. Mogi Passes Com. de Bilhetes Eletrônicos Ltda. Original Veículos Ltda. J.P. Tecnolimp S.A. Avante Veículos Ltda. Transportadora Grande ABC Ponto Veículos Ltda. Mogi Passes Com. de Bilhetes Eletrônicos Ltda. Riograndense Navegação Ltda. Riograndense Navegação Ltda. Corretora de Seguros Vintage Ltda. J.P. Tecnolimp S.A. Yolanda Logística Yolanda Logística São José Passes Com. de Bilhetes Eletrônicos Ltda. Transportadora Grande ABC Consórcio Unileste Consórcio Unileste São José Passes Com. de Bilhetes Eletrônicos Ltda. 25

31 Composição Acionária da Operação Antes do IPO Após o IPO Fernando Outros - Fernando Outros - Seta Antonio Família *Direito a Seta Antonio Família Participações voto Simões Simões Participações Simões Simões 25% 47% 64%* 28% 36%* 25% 47% 64%* 28% 36%* Fernando Antonio Simões Família Simões Fernando Antonio Simões Família Simões Ações em circulação 14% 74% 12% 13% 52% 9% 27% novas ações ações ações 26

32 Detalhes do IPO Listagem Bolsa de Valores: BM&FBOVESPA Segmento: Novo Mercado Direito a voto para todos os acionistas (100% ações ordinárias - ON) O mais alto nível de governança corporativa do mercado brasileiro 70% 20% 10% Destinação dos recursos Crescimento orgânico e ampliação da atuação Aquisições potenciais Otimização do perfil da dívida Coordenação e Captação Alocação das ações no IPO Bancos: Bradesco, Credit Suisse, BTG Pactual e BB Preço de colocação: R$ 8,00 Tipo de emissão: 100% primária Quantidade de ações: 59,7 milhões Captação bruta: R$ 477,9 milhões Captação líquida: R$ 462,9 milhões Quantidade de Investidores: Institucionais: 244 Pessoas físicas: 726 Europa 22% Brasil 14% Outros 1% Estados Unidos 31% Ásia 32% 27

33 Ações necessárias para a realização do IPO Contratação do Profissional de RI Kick off da Operação com a Equipe da Oferta Conscientização de todos os Diretores e Gerentes Conhecimento prévio em RI (regulamentação, análise e comunicação) Coordenação dos processos do IPO (due dilligence, prospecto, documentação) Estruturação do RI (site, políticas, processos) Disponibilidade e envolvimento integral do CEO, CFO e COO Definição clara dos interlocutores da companhia Definição clara da estratégia da companhia Levantamento dos pontos fortes e riscos Patrocínio operaçãoda Definição do RI como canal prioritário de comunicação da empresa com o mercado Estímulo para o bom fluxo de informações das áreas para o processo do IPO Alerta em relação ao Período de Silêncio 28

34 Elaboração do Prospecto e Formação de back up Foi necessário fechar controles com as áreas da empresa e desenvolver relatórios gerenciais com os principais dados e parâmetros do negócio Descrição da Companhia (Produtos, Fornecedores, Clientes, etc ) Análise do Mercado Estratégia Comentário do desempenho (retroativo a 3 anos + período corrente) Estrutura da Oferta Aspectos Societários Uma forte interação com as áreas e um bom processo de due diligence são fundamentais para que o processo permita uma avaliação justa da empresa por parte do investidor Os dados devem refletir totalmente a realidade e serem passíveis de comprovação => Processo de BACK UP 29

35 Outras atividades-chave do IPO Banco Coordenador e Bookrunner Seleção do bookrunner junto aos principais players do mercado, focando em 4 principais critérios: - Área de Research - Experiência em trading - Capacidade de Distribuição nacional e internacional - Suporte do Investment Banking Alinhamento das expectativas dos acionistas Preparar o valuation da empresa Apresentar as estratégias da emissão e convergir os interesses dos controladores Co-Managers e Sindicato Definição dos co-managers focando o research e a capacidade de distribuição Definição do Sindicato de varejo baseado na representatividade das corretoras Estruturar apresentação da empresa junto com o racional da oferta Road Show Definir estratégia junto com os bancos, investidores a serem visitados e coordenar as agendas para o road show 30

36 Durante o roadshow, a JSL realizou interações com investidores em todo o mundo EUA Europa e Oriente Médio Ásia Chicago (12/04) 1x1 meetings: 2 New York Conf. calls: - (08/04, 11/04 e 14/04) Group Lunch / 1x1 meetings: 13 Breakfast: - Conf. calls: - Group Lunch / Breakfast: 1 Boston (09/04) Los Angeles /San 1x1 meetings: 5 Francisco(13/04) Conf. calls: 1 1x1 meetings: 2 Group Lunch / Conf. calls: 3 Breakfast: 1 Group Lunch / Breakfast: 1 Londres (06/04 e 07/04) 1x1 meetings: 11 Conf. calls: 1 Group Lunch / Breakfast: 1 Abu Dhabi (04/04) 1x1 meetings: 2 Conf. calls: - Group Lunch / Breakfast: - Paris (08/04) 1x1 meetings: 2 Conf. calls: - Group Lunch / Breakfast: - Frankfurt (08/04) 1x1 meetings: 2 Conf. calls: - Group Lunch / Breakfast: - Cingapura (04/04) 1x1 meetings: 2 Conf. calls: - Group Lunch / Breakfast: 1 Rio de Janeiro (30/03) 1x1 meetings: 5 Conf. calls: - Group Lunch / Breakfast: 2 São Paulo (29/03, 31/03 e 01/04) 1x1 meetings: 19 Conf. calls: - Group Lunch / Breakfast: 1 Total: 78 interações em 13 dias úteis 31

37 Audito res Audito ria Estrutura de Governança Estrutura de Governança Auditores Externos Assembleia Geral (Voto dos Acionistas) Relacionamento Contabilidade Auditores Externos Comitê de Serviços Financeiros e de Suprimentos CEO e Diretoria Estatutária Conselho de Administração Con trat a Comitê de Auditoria (não instalado) Conselho Fiscal (não instalado) Atividades com Auditoria Externa: Planejamento / Calendário Controles internos / Ambiente de controles Coordenação com a auditoria interna Cuidados com atividades incompatíveis Colaboração na elaboração de benchmarks Atualizações normativas Due dilligences em terceiros Independentes Interna Prazo de divulgação 32

38 O que muda com a Abertura de Capital Companhia Fechada Companhia Aberta Principais Benefícios Apenas a família como acionista Menor visibilidade para o mercado de capitais e órgãos reguladores Reporte anual à CVM Controles internos / informações apenas para dentro Maior liberdade para falar com a imprensa sobre expectativas e projeções Vários investidores no mundo todo Maior pressão para entrega dos resultados esperados Reportes trimestrais à CVM e mercado Melhores controles segurança na divulgação Governança Corporativa: Regras adicionais Novo Mercado Períodos de Bloqueio e Silêncio Informações transparentes e equitativas Definição de porta-vozes: discurso alinhado à estratégia Não divulgação de projeções e informações privilegiadas Perpetuidade da empresa Maior profissionalização Melhores controles Internos Redução do custo de Capital Aprimoramento da imagem institucional Suporte ao crescimento Reforço na posição financeira e financiamento a projetos 33

39 O Papel da Área de RI RI é uma atividade estratégica destinada a estreitar o relacionamento entre a empresa e os seus investidores atuais, potenciais e demais agentes do mercado Empresa Mercado de Capitais Administradores Contabilidade Financeiro Coletar Disseminar Fiscal informações Analisar Gestão de Ativos de forma Jurídico Sintetizar Marketing RI transparente, Novos Negócios equitativa e Operações Uniformizar Planejamento acessível ao RH Validar mercado Acionistas Analistas Investidores Mídia Academia Entidades de classe RETRO- ALIMENTAÇÃO O RI é a voz da empresa para o mercado e a voz do mercado para a empresa 34

40 Instrumentos de RI Principais formas de comunicação: 1 de RI: 2 Site: 3 Release: 4 Apresentação: Pontos de atenção: Políticas de Divulgação e Negociação Período de Silêncio 35

41 Instrumentos de RI Principais 1 de 2 Site: 4 Apresentação: Pontos de Políticas Período 36

42 Instrumentos de RI Principais formas de comunicação: 1 de RI: 2 Site: 3 Release: 4 Apresentação: Pontos de atenção: Políticas de Divulgação e Negociação Período de Silêncio 37

43 Instrumentos de RI Principais formas de 1 de RI: 2 Site: Apresentação: Pontos de atenção: Políticas de Divulgação Período de Silêncio 38

44 Instrumentos de RI Principais formas de comunicação: 1 de RI: 2 Site: 3 Release: 4 Apresentação: Pontos de atenção: Políticas de Divulgação e Negociação Período de Silêncio 39

45 Instrumentos de RI Principais 1 2 Site: Pontos Período de Silêncio 40

46 Disclaimer Algumas das afirmações e considerações aqui contidas constituem informações adicionais não auditadas ou revisadas por auditoria e se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que podem ocasionar variações materiais entre os resultados, performance e eventos futuros. Os resultados reais, desempenho e eventos podem diferir significativamente daqueles expressos ou implicados por essas afirmações, como um resultado de diversos fatores, tais como condições gerais e econômicas no Brasil e outros países, níveis de taxa de juros, inflação e de câmbio, mudanças em leis e regulamentos e fatores competitivos gerais (em bases global, regional ou nacional). Dessa forma, a administração da Companhia não se responsabiliza pela conformidade e precisão das informações adicionais não auditadas ou revisadas por auditoria discutidas no presente relatório, as quais devem ser analisadas e interpretadas de forma independente pelos acionistas e agentes de mercado que deverão fazer suas próprias análises e conclusões sobre os resultados aqui divulgados. JSL S.A. Relações com Investidores Fone: (11)

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1S11. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1S11. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1S11 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil JSL: Histórico e Momento Atual Abertura de Capital: Perpetuidade e Suporte ao Crescimento Início da Distribuição Urbana

Leia mais

A JSL e sua Abertura de Capital Denys Marc Ferrez CFO Agosto de 2011. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil

A JSL e sua Abertura de Capital Denys Marc Ferrez CFO Agosto de 2011. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil A JSL e sua Abertura de Capital Denys Marc Ferrez CFO Agosto de 2011 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil Agenda A JSL A Abertura de Capital 2 JSL: Histórico e Momento Atual Abertura de Capital:

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1S11. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1S11. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1S11 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil JSL: Histórico e Momento Atual Abertura de Capital: Perpetuidade e Suporte ao Crescimento Início da Distribuição Urbana

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 9M11. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 9M11. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 9M11 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil JSL: Histórico e Momento Atual Abertura de Capital: Perpetuidade e Suporte ao Crescimento Início da Distribuição Urbana

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Janeiro de 2012. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Janeiro de 2012. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Janeiro de 2012 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil JSL: Histórico e Momento Atual Aquisição da Rodoviário Schio (2011) Abertura de Capital: Perpetuidade e Suporte

Leia mais

Apresentação Institucional 3T10

Apresentação Institucional 3T10 Apresentação Institucional 3T10 Agenda A Julio Simões Logística Resultados Financeiros 2 Histórico da Julio Simões 1950 1970 1980 1990 2000-2010 > 2010 Criação das bases da Companhia Diversificação dos

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Janeiro de 2012. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Janeiro de 2012. O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Janeiro de 2012 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil JSL: Histórico e Momento Atual Aquisição da Rodoviário Schio (2011) O Maior Portfólio de Serviços Logísticos

Leia mais

Missão. fortaleçam a segurança no transporte rodoviário e que qualifiquem o capital humano no setor logístico.

Missão. fortaleçam a segurança no transporte rodoviário e que qualifiquem o capital humano no setor logístico. O Instituto Julio Simões foi criado em 2006 com o objetivo de fortalecer o trabalho social que a JSL realizava junto às comunidades do entorno de suas operações. Seguindo a vocação de sua mantenedora de

Leia mais

Receita bruta de Serviços Logísticos recorde de R$ 3.659,8 (+19,0%) e EBITDA da JSL Consolidada de R$ 713,6 (+16,9%), cumprimento do guidance 2013

Receita bruta de Serviços Logísticos recorde de R$ 3.659,8 (+19,0%) e EBITDA da JSL Consolidada de R$ 713,6 (+16,9%), cumprimento do guidance 2013 Mogi das Cruzes, 25 de fevereiro de 2014 A JSL (BM&FBOVESPA: JSLG3 e ADR Nível 1: JSLGY), empresa com o mais amplo portfólio de serviços logísticos do Brasil e líder em seu segmento em termos de receita

Leia mais

O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil. Apresentação Institucional Maio de 2013

O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil. Apresentação Institucional Maio de 2013 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil Apresentação Institucional Maio de 2013 JSL: Transportadora que se transformou no maior portfólio de serviços logísticos com posicionamento único no Brasil

Leia mais

O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil. Aquisição da Rodoviário Schio Ltda. Apresentação a Investidores 22 de Novembro de 2011

O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil. Aquisição da Rodoviário Schio Ltda. Apresentação a Investidores 22 de Novembro de 2011 O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil Aquisição da Rodoviário Schio Ltda. Apresentação a Investidores 22 de Novembro de 2011 Agenda 1 Descrição e Estrutura da Transação 2 Racional da Aquisição

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

O MAIOR PORTFÓLIO DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS DO BRASIL. Apresentação Institucional Setembro de 2013

O MAIOR PORTFÓLIO DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS DO BRASIL. Apresentação Institucional Setembro de 2013 O MAIOR PORTFÓLIO DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS DO BRASIL Apresentação Institucional Setembro de 2013 2 JSL: Transportadora que se transformou no maior portfólio de serviços logísticos com posicionamento único

Leia mais

CSU CARDSYSTEM SA. investidorescsu@csu.com.br

CSU CARDSYSTEM SA. investidorescsu@csu.com.br CSU CARDSYSTEM SA investidorescsu@csu.com.br 2 Considerações Iniciais Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009 1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados 14 de Maio de 2009 Aviso Legal Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração

Leia mais

APIMEC 1T10. 27 de maio 2010

APIMEC 1T10. 27 de maio 2010 APIMEC 1T10 27 de maio 2010 Aviso Importante O material que segue é uma apresentação de informações gerais de Multiplus S.A. ( Multiplus" ou "Companhia") na data desta apresentação. Este material foi preparado

Leia mais

Jornada de Valor. Novembro de 2010

Jornada de Valor. Novembro de 2010 Jornada de Valor Novembro de 2010 Planejando o crescimento O valor da empresa em uma transação está diretamente relacionado à percepção de valor de investidores, à governança corporativa, transparência

Leia mais

Crescer agregando valor

Crescer agregando valor Crescer agregando valor Marcio Araujo de Lacerda Presidente do Conselho de Administração Maio de 2008 1/XX Orientações do Governo Mineiro Para Minas Gerais: Um Estado para Resultados Visão: Tornar Minas

Leia mais

mensagem da administração

mensagem da administração Alguns dos nossos principais destaques de 204: Receita Bruta consolidada recorde de R$ 6, bilhões, aumento de 6,0% comparado com 203; Crescimento de 3,8% na Receita Bruta de Serviços (JSL Logística + Movida),

Leia mais

Resultados do 1T09. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008

Resultados do 1T09. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008 Resultados do 1T09 Teleconferência de Resultados Lançamentos de 2008 Felice (Nova Lima-MG) Beach Park Wellness Resort (Aquiraz-CE) ViVer Zona Sul (Porto Alegre-RS) Viver São J. Pinhais (São J. Pinhais-PR)

Leia mais

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 AVISO Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

JSL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF Nº 52.548.435/0001-79 NIRE 35.300.362.683 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2011

JSL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF Nº 52.548.435/0001-79 NIRE 35.300.362.683 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2011 Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF Nº 52.548.435/0001-79 NIRE 35.300.362.683 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2011 DESTAQUES DE 2011 Receita bruta de R$ 2,7 bilhões, CRESCIMENTO de 19%, mantendo

Leia mais

Romi registra lucro líquido de R$ 83 milhões em 2006, o maior resultado de sua história

Romi registra lucro líquido de R$ 83 milhões em 2006, o maior resultado de sua história Resultados do 4 o Trimestre de 2006 Cotações (28/12/06) ROMI3 - R$ 158,00 ROMI4 - R$ 146,50 Valor de Mercado R$ 999,0 milhões Quantidade de Ações Ordinárias: 3.452.589 Preferenciais.: 3.092.882 Total:

Leia mais

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11)

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11) QUALICORP REGISTRA CRESCIMENTO DO TRIMESTRE NO NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS DE 18,5%, RECEITA LÍQUIDA DE 43,9%, EBITDA AJUSTADO DE 36,6% EM RELAÇÃO AO 2T10 1 São Paulo, 12 de agosto de 2011. A QUALICORP S.A.

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Resultados 3T10. Novembro, 2010 FLRY3

Resultados 3T10. Novembro, 2010 FLRY3 Resultados 3T10 FLRY3 A marca mais valiosa no setor de saúde Brasileiro A 6ª marca mais valiosa entre as empresas de serviços A 25ª marca mais valiosa no Brasil Millward Brand / BrandAnalytics A Empresa

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T07

Apresentação de Resultados 3T07 Apresentação de Resultados 3T07 Dezembro de 2007 2 Disclaimer Esse material foi preparado pela Tegma Gestão Logística S.A. ( Tegma" ou "Companhia") exclusivamente para as apresentações relacionadas à Oferta

Leia mais

APRESENTAÇÃO PARA INVESTIDORES 1T08

APRESENTAÇÃO PARA INVESTIDORES 1T08 APRESENTAÇÃO PARA INVESTIDORES 1T08 Agenda Visão Geral e Desempenho Consolidado Editora Saraiva Livraria Saraiva 2 Governança Corporativa Nível 2 de Governança Corporativa da Bovespa Primeira empresa no

Leia mais

Por que abrir o capital?

Por que abrir o capital? Por que abrir capital? Por que abrir o capital? Vantagens e desafios de abrir o capital Roberto Faldini Fortaleza - Agosto de 2015 - PERFIL ABRASCA Associação Brasileira de Companhias Abertas associação

Leia mais

4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados. 13 de Fevereiro de 2008

4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados. 13 de Fevereiro de 2008 4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados 13 de Fevereiro de 2008 Aviso Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração

Leia mais

Café da Manhã Credit Suisse. 23 de fevereiro de 2010

Café da Manhã Credit Suisse. 23 de fevereiro de 2010 Café da Manhã Credit Suisse 23 de fevereiro de 2010 Seção I Destaques do 3T09 2 Positivo Informática registra margem EBITDA de 10,2% no 3T09 Recorde histórico de volume e receita: 528,5 mil PCs e R$ 751,0

Leia mais

Reunião com Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais LOJAS RENNER S.A.

Reunião com Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais LOJAS RENNER S.A. Reunião com Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais LOJAS RENNER S.A. São Paulo, 8 de dezembro de 2005 1 Aviso Legal Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação,

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

Locamerica 20 anos. Você espera o melhor. A gente faz. Dezembro / 2013

Locamerica 20 anos. Você espera o melhor. A gente faz. Dezembro / 2013 Locamerica 20 anos Você espera o melhor. A gente faz. Dezembro / 2013 SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento Uma história de sucesso, crescimento e rentabilidade 2012

Leia mais

Diretrizes de Governança Corporativa

Diretrizes de Governança Corporativa Diretrizes de Governança Corporativa DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA Objetivo do documento: Apresentar, em linguagem simples e de forma concisa, o modelo de governança corporativa da

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

Resultados 2T12 FLRY 3. Agosto / 2012

Resultados 2T12 FLRY 3. Agosto / 2012 Resultados 2T12 FLRY 3 Agosto / 2012 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2012 Aviso Legal Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos,

Leia mais

Unopar. Dezembro 2011 KROT11

Unopar. Dezembro 2011 KROT11 Unopar Dezembro 2011 KROT11 Notas Importantes As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

Teleconferência. Resultados do 2 o Trimestre de 2007

Teleconferência. Resultados do 2 o Trimestre de 2007 Teleconferência Resultados do 2 o Trimestre de 2007 Aviso Legal Este documento contém declarações futuras, que podem ser identificadas por palavras como espera, pretende, planeja, acredita, procura, estima

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

Apresentação a Investidores. 4 de Dezembro de 2009

Apresentação a Investidores. 4 de Dezembro de 2009 Associação com Casa Bahia Apresentação a Investidores 4 de Dezembro de 2009 1 Considerações Iniciais Esta apresentação foi preparada para permitir uma melhor compreensão dos detalhes da operação pelo mercado.

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 19/02/2010 CETIP S.A BALCÃO ORGANIZADO DE ATIVOS E DERIVATIVOS A Companhia A CETIP S.A. - Balcão Organizado de Ativos e Derivativos ( Companhia ou CETIP ) opera o maior Mercado Organizado para Ativos de

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T12. 10 de agosto de 2012

Apresentação de Resultados 2T12. 10 de agosto de 2012 Apresentação de Resultados 2T12 10 de agosto de 2012 Aviso Legal Esta apresentação contém certas declarações futuras e informações relacionadas à Companhia que refletem as visões atuais e/ou expectativas

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

Auditoria Interna e Governança Corporativa

Auditoria Interna e Governança Corporativa Auditoria Interna e Governança Corporativa Clarissa Schüler Pereira da Silva Gerente de Auditoria Interna TUPY S.A. Programa Governança Corporativa Auditoria Interna Desafios para os profissionais de auditoria

Leia mais

PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14

PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14 Analista PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14 A Petrobras divulgou na última sexta-feira seus resultados referentes ao 4T09 e ao fechamento de 2009 que mostraram um desempenho um pouco mais

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2T14

EARNINGS RELEASE 2T14 Receita Bruta de R$ 241,8 milhões no e R$ 533,9 milhões no 1S14 Ebitda de R$ 21,2 milhões no e R$ 51,4 milhões no 1S14 São Paulo, 13 de agosto de 2014 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa

Leia mais

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 0 1. Visão Geral Setor de Ensino Superior no Brasil Visão Geral Estratégia Empresarial Destaques Financeiros

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011

MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011 MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011 1 MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO: O Mercado de títulos de capitalização vem mantendo crescimentos fortes e retornos robustos. Nesse período o volume de vendas atingiu

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T11

Divulgação de Resultados 3T11 Divulgação de Resultados 3T11 15 de Novembro de 2011 Palestrantes Luis Eduardo Fischman Diretor Financeiro e de RI José Ricardo Brun Fausto Diretor Operacional 2 Disclaimer Esta apresentação não constitui

Leia mais

Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais

Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais Resultados 2T14 e 1S14 Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais Belo Horizonte, 5 de agosto de 2014 - A Companhia

Leia mais

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 1T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A.

Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A. BRF RESULTADOS 2T14 Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A. As declarações contidas neste relatório relativas à perspectiva dos negócios da Empresa,

Leia mais

CEO Conference Março 2009

CEO Conference Março 2009 CEO Conference Março 2009 Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar variações materiais

Leia mais

Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013

Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013 R$ milhões R$ milhões R$ milhões R$ milhões Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013 As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto quando indicado o contrário e, a partir de 2011,

Leia mais

Resultados 1T15. 08 de maio de 2015

Resultados 1T15. 08 de maio de 2015 Resultados 1T15 08 de maio de 2015 2 Principais destaques do 1T15 Crescimento da receita líquida de 23%, sendo de 2 dígitos em todas unidades de negócio no comparativo ano vs. ano, favorecidas por 83%

Leia mais

RESULTADOS 3T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 4 de novembro de 2011

RESULTADOS 3T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 4 de novembro de 2011 RESULTADOS 3T11 Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades 4 de novembro de 2011 ELETRO GPA ALIMENTAR AGENDA RESULTADOS Supermercados Proximidade Atacarejo Postos e Drogarias Hipermercado Lojas Especializadas

Leia mais

Novo Mercado de Acesso no Brasil: Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2

Novo Mercado de Acesso no Brasil: Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2 Novo Mercado de Acesso no Brasil: Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2 MERCADO jun/15 E O AMBIENTE PARA IPOS NO BRASIL Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno X Público 1 HISTÓRICO DO MERCADO DE

Leia mais

AUMENTO DE 17,6% NO VOLUME FINANCEIRO, LUCRO LÍQUIDO DE R$689 MILHÕES E MARGEM EBITDA DE 53,5% NO 3T13

AUMENTO DE 17,6% NO VOLUME FINANCEIRO, LUCRO LÍQUIDO DE R$689 MILHÕES E MARGEM EBITDA DE 53,5% NO 3T13 AUMENTO DE 17,6% NO VOLUME FINANCEIRO, LUCRO LÍQUIDO DE R$689 MILHÕES E MARGEM EBITDA DE 53,5% NO 3T13 Barueri, 04 de Novembro de 2013 A Cielo S.A. (BM&FBOVESPA: CIEL3 / OTC: CIOXY) anuncia hoje seus resultados

Leia mais

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS SETEMBRO DE 2015 1 2 PRODUTOS PARTICIPAÇÃO NO PIB 2013 Outros Serviços 33,7% Administração, saúde e educação públicas

Leia mais

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%)

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%) 103 Contexto Operacional A seguir seguem os comentários sobre o desempenho da S.A. referentes ao exercício de 2014. Com intuito de proporcionar a visibilidade anual dos resultados, tais comentários são

Leia mais

Expomoney São Paulo. Setembro de 2012

Expomoney São Paulo. Setembro de 2012 Expomoney São Paulo Setembro de 2012 Contax Visão Geral Contact Center Brasil Resultados Financeiros Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Principais serviços: Atendimento, Cobrança, Televendas, Retenção, Trade

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008

Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Medial Saúde 12 th Annual Latin American Conference Acapulco Mexico 15 a 18 de janeiro de 2008 Disclaimer Este comunicado contém considerações referentes às perspectivas do negócio e estimativas de resultados

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012 Teleconferência de Resultados e 2012 28 de fevereiro de 2013 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 30

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Nota Importante Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

2T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

2T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 2T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012 Apresentação de Resultados 4T11 1º de Março de 2012 Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Operação em 4 países: Brasil, Colômbia, Argentina e Peru Líder na América Latina em serviços de relacionamento com consumidores

Leia mais

Laudo de Avaliação da Ferronorte. Data Base: Novembro de 2004

Laudo de Avaliação da Ferronorte. Data Base: Novembro de 2004 Laudo de Avaliação da Ferronorte Data Base: Novembro de 2004 Contexto Os administradores da Brasil Ferrovias nos solicitam a avaliação do preço das ações da Ferronorte a serem emitidas no aumento de capital

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

22 de novembro de 2007. Apresentação dos Resultados 4T07

22 de novembro de 2007. Apresentação dos Resultados 4T07 22 de novembro de 2007 Apresentação dos Resultados 4T07 Aviso Importante Declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas dos negócios da Companhia, projeções de resultados operacionais

Leia mais

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento APIMEC BH 2014 Mercado Segurador e Drivers de Crescimento BRASIL: PRINCIPAIS INDICADORES Crescimento da renda real, inflação sob controle e mobilidade social PIB PER CAPITA & DESEMPREGO (US$ milhares/ano)

Leia mais

São Carlos reporta aumento de 20% no lucro, vs. 3T10 Portfólio valoriza 26% em 12 meses e NAV atinge R$ 41/ação

São Carlos reporta aumento de 20% no lucro, vs. 3T10 Portfólio valoriza 26% em 12 meses e NAV atinge R$ 41/ação 1 / 15 São Carlos reporta aumento de 20% no lucro, vs. 3T10 Portfólio valoriza 26% em 12 meses e NAV atinge R$ 41/ação A São Carlos Empreendimentos e Participações SA anuncia hoje seus resultados do terceiro

Leia mais

APIMEC 2014 - RJ. 12 de Dezembro de 2014

APIMEC 2014 - RJ. 12 de Dezembro de 2014 1 APIMEC 2014 - RJ 12 de Dezembro de 2014 Quem somos? 2 Liderança no Brasil Governança Corporativa Solução Completa: hardware + software serviços Amplo Knowhow do varejo e soluções Fiscais Ampla Base de

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS RECEITA LÍQUIDA 300,1 361,1 20,3% EBITDA AJUSTADO 56,5 68,7 21,6% MARGEM EBITDA AJUSTADO 1 17,9% 18,4% 0,5 p.p. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO

Leia mais

Destaques Financeiros e Operacionais Consolidados

Destaques Financeiros e Operacionais Consolidados nte São Paulo, 7 de maio de 2010 A General Shopping Brasil S/A [BM&FBovespa: GSHP3], empresa com expressiva participação no mercado de shoppings centers do Brasil, anuncia hoje seus resultados do primeiro

Leia mais

Earnings Release 4T14

Earnings Release 4T14 Santo André, 05 de fevereiro de 2015: A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo da América Latina, informa aos seus acionistas e demais participantes

Leia mais

Relações com Investidores

Relações com Investidores Relações com Investidores Miguel Longo Junior Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 Bernardo Ferraz Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brasilinsurance.com.br Teleconferência

Leia mais

Práticas Corporativas

Práticas Corporativas Práticas Corporativas Nível 1 de Governança Corporativa Fontes: Estatuto Social Código de Conduta Relatório de Sustentabilidade Formulário de Referência Política de divulgação e negociação Atualizado em

Leia mais

REUNIÃO PÚBLICA APIMEC-NE FORTALEZA/CE. Vida e desenvolvimento em equilíbrio

REUNIÃO PÚBLICA APIMEC-NE FORTALEZA/CE. Vida e desenvolvimento em equilíbrio REUNIÃO PÚBLICA APIMEC-NE FORTALEZA/CE Vida e desenvolvimento em equilíbrio 03/04/2012 Vida e desenvolvimento em equilíbrio A Companhia Oportunidades Concessões Rodoviárias Logística Desempenho Financeiro

Leia mais

AGENDA. Unicasa Overview Resultados Históricos e do 3T12/ 9M12 Perspectivas

AGENDA. Unicasa Overview Resultados Históricos e do 3T12/ 9M12 Perspectivas APIMEC 2012 Aviso Legal As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas a perspectivas

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T12

Divulgação de Resultados 1T12 Divulgação de Resultados 1T12 17 de maio de 2012 Palestrantes Bruno Padilha Presidente do Conselho de Administração Tuca Ramos - Presidente Luis Eduardo Fischman Diretor Financeiro e de RI José Ricardo

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 Resultados 1T15 www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float,

Leia mais

Relatório de Resultados 2T 2015

Relatório de Resultados 2T 2015 MMX - Resultados Referentes ao 2º trimestre de 2015 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2015 A MMX Mineração e Metálicos S.A. ( Companhia ou MMX ) (Bovespa: MMXM3) anuncia seus resultados referentes ao 2º

Leia mais

QUEM SOMOS Brasil Brokers

QUEM SOMOS Brasil Brokers QUEM SOMOS Um dos maiores e mais completos grupos de venda de imóveis do país. Assim é a Brasil Brokers. Formado por 25 imobiliárias líderes em 12 estados, o grupo conta com mais de 14 mil corretores associados

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

RESULTADO DO 1º TRIMESTRE DE 2013

RESULTADO DO 1º TRIMESTRE DE 2013 RESULTADO DO 1º TRIMESTRE DE 2013 DASA divulga receita bruta de R$ 640,4 milhões e geração de caixa operacional de R$ 43,3 milhões no 1T13 Romeu Cortes Domingues Presidente do Conselho de Administração

Leia mais