SISTEMA BRENA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA BRENA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL"

Transcrição

1 SISTEMA BRENA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL VERSÃO 359 U N I P A C K NOTA FISCAL ELETRÔNICA CONTENDO ITENS COM CFOP S DISTINTOS RIO DE JANEIRO 25 DE JULHO DE 2013

2 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO MOTIVAÇÃO A SITUAÇÃO ATUAL A SITUAÇÃO IDEAL DESENVOLVIMENTO A INTELIGÊNCIA TABELA DE ASSOCIAÇÕES CFOP DO ITEM DO PEDIDO ASSOCIAÇÃO MANUAL VENDA a) CFOP DO PRODUTO b) CFOP NO GRID DE PRODUTOS c) CFOP DO ITEM DO PEDIDO EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS ELETRÔNICAS CONTROLE DE ACESSO À TELA DE ASSOCIAÇÃO MANUAL CONCLUSÃO

3 1- INTRODUÇÃO Este documento apresenta a implementação da capacidade do Sistema BRENA de incluir em uma mesma nota fiscal eletrônica (NFe) itens com diferentes CFOP s (Códigos Fiscais da Operação), atendendo a uma solicitação da empresa UNIPACK. 2- MOTIVAÇÃO A UNIPACK comercializa produtos que a legislação vigente exige que tenham CFOP s específicos e diferentes entre si, obrigando a constar em uma única nota fiscal itens de CFOP s distintos. 3- A SITUAÇÃO ATUAL Atualmente, no Sistema BRENA, o CFOP é uma característica ou atributo (parâmetro) do Tipo de Movimento (aba 6 itens 01 e 02). Desta forma, quando se começa uma venda, escolhe-se o Tipo de Movimento desejado (NFE, por exemplo), e todos os produtos constantes na nota fiscal gerada por esta venda terão o mesmo CFOP que está configurado no cadastro do Tipo de Movimento escolhido, como mostra a figura abaixo; Desta forma é impossível termos na mesma nota fiscal gerada pelo Tipo de Movimento NFE, produtos com CFOP s diferentes de Todos terão este mesmo CFOP

4 Para a UNIPACK atender à legislação, precisa manter um Tipo de Movimento para cada produto que tenha um CFOP diferenciado para venda. E precisará emitir uma nota fiscal para cada item, cada nota gerada por um Tipo de Movimento diferente, de forma os itens constantes de cada nota fiscal possam ter seu CFOP adequado e distinto. Se um cliente comprar 10 itens, sendo que neste conjunto haja produtos de 03 CFOP s distintos para a venda, será necessário emitir 03 notas fiscais distintas. E, pior, o usuário terá de atentar para que itens poderão sair na mesma nota, ou seja, conhecer antecipadamente o CFOP de cada item e cuidar para que sejam inclusos em notas fiscais independentes e com o Tipo de Movimento correto. Este quadro gera trabalho e possibilidade de erros. 4- A SITUAÇÃO IDEAL Deseja-se que o Sistema BRENA possa incluir em uma mesma nota fiscal, itens com CFOP s diferentes e sem que o usuário tenha que decidir que CFOP usar, tudo de forma automática. 5- DESENVOLVIMENTO O CFOP é uma característica da operação fiscal e não do produto. Por isto, no sistema Brena o CFOP está associado ao cadastro do Tipo de Movimento e não ao cadastro de Produto. Cada Tipo de Movimento representa uma operação fiscal distinta e, portanto, um CFOP específico, como 5102 para vendas dentro do Estado, 6102 para vendas para outras unidades da federação (UF s), 5910 para bonificações dentro da mesma UF que o emissor da nota fiscal, 6910 para Bonificações para outras UF s, 5911 caso o produto seja remetido como amostra grátis dentro da UF e 6911 para amostras grátis para outras UF s, e assim por diante. Logo, o mesmo produto, em uma nota fiscal de venda, dentro da mesma UF do emissor, receberá CFOP 5102, mas se for vendido para outra UF, terá CFOP Este mesmo produto se for bonificado, receberá CFOP 5910 dentro da mesma UF. E ainda, este mesmo produto receberá CFOP 5911 caso seja enviado como amostra grátis

5 Percebemos claramente que o CFOP não é, portanto, uma característica do produto, mas sim da operação fiscal a que se submete. Mas, alguns produtos, mesmo para a mesma operação, como uma venda para dentro da mesma UF, devem apresentar CFOP s distintos, como nos exemplos abaixo: Se a nota fiscal tiver, por exemplo, os seguintes produtos hipotéticos: a) Um produto (A) fabricado pela empresa. b) Um produto (B) revendido pela empresa. c) Um produto (C) revendido pela empresa e com cobrança de ICMS na condição de contribuinte substituto d) O mesmo produto (C) ser bonificado nesta mesma nota A nota fiscal deverá ser gerada com os seguintes CFOP s: ITEM PRODUTO CFOP 01 A B C C 5910 O Sistema deverá saber que o produto (A) terá o CFOP 5101 nas vendas dentro da UF, que o produto (B) terá CFOP 5102 e o (C) 5405, sem a necessidade do usuário ter de informar em cada venda. Analisando a questão, projetamos uma solução que crie uma inteligência de tratamento de CFOP relacionando-o ao produto e ao tipo de movimento. Para isto, teremos de alterar o sistema conforme abaixo: Criar uma tabela de associações Criar um campo de CFOP do item do pedido Criar uma tela de associação manual Alterar a tela de venda para permitir que o CFOP seja informado Criar uma inteligência de associação automática Alterar a emissão de notas fiscais para usar esta inteligência Criar o controle de acesso à tela de associação manual Iremos descrever no próximo tópico (6) como o Sistema Brena será capaz de atender a esta necessidade da UNIPACK e, certamente, de vários outros usuários. E, depois, iremos à descrição de cada uma das etapas acima para atingirmos nosso objetivo de permitir que o Sistema BRENA passe a emitir uma única nota fiscal contendo itens com CFOP s específicos e diferentes entre si

6 6- A INTELIGÊNCIA Descreveremos a seguir como o Sistema BRENA será capaz de saber qual o CFOP adequado a ser usado por cada produto e em cada operação fiscal sendo que já vimos que há uma enorme flexibilidade de opções. Primeiramente, iremos criar uma associação entre o Tipo de Movimento e o Produto. Assim, sabendo o Tipo de Movimento (operação fiscal) e o Produto, o Sistema saberá qual CFOP aplicar. A esta relação demos o nome de CFOPTPMOVPROD_CTP e conterá os seguintes atributos: Item Nome Informação Tipo Tamanho Chave 01 CTP_TPMOV Tipo de movimento A 10 Sim 02 CTP_PROD Código do produto A 20 Sim 03 CTP_CFOP Código CFOP A 04 Não No exemplo do item 05 que transcrevemos abaixo: ITEM PRODUTO CFOP 01 A B C C 5910 A relação CFOPTPMOVPROD_CTP ficará como segue: CTP_TPMOV CTP_PROD CTP_CFOP NFE A 5101 NFE B 5102 NFE C 5405 A situação (04) é especial e não será tratada como relacionamento mas como exceção e feita diretamente na tela de vendas, como veremos no item 6.3 deste documento. (Contempla o item 5d). Ocorre quando uma nota de venda possui alguns itens de bonificação. Assim, o BRENA saberá que toda vez que for gerada uma nota fiscal eletrônica (TPMOV=NFE) para o produto (A), deverá imprimir o CFOP Para a mesma nota, mesmo Tipo de Movimento (NFE), o produto (B) deverá ser impresso com o CFOP E neste mesmo documento, o produto (C) virá impresso com CFOP

7 No momento da venda, para cada produto que o usuário informar, o Sistema irá verificar se o mesmo está relacionado ao Tipo de Movimento que o usuário selecionou. Caso esteja, irá apresentar ao usuário o CFOP que deverá ser usado (impresso) na nota fiscal gerada por este movimento, e permitirá que seja alterado caso necessário. Se não existir um relacionamento entre o produto informado e o Tipo de Movimento da venda, o Sistema apresentará o CFOP do cadastro do Tipo de Movimento. E, da mesma forma, permitirá que seja alterado se necessário. Ao incluir o produto no grid de venda, o Sistema irá atualizar a tabela de relacionamentos incluindo um novo relacionamento ou alterando um já existente conforme a ação do usuário ou o histórico do produto. Será criada, ainda, uma tela para que o usuário possa criar associações entre Produto, Tipo de.movimento e CFOP, alterar associações ou desassociá-los. O subsistema BRENANFE também deverá ser alterado de forma a aplicar o CFOP gravado no item do pedido e não mais do tipo de movimento. Passaremos agora a descrever detalhadamente cada uma das alterações do Sistema

8 6.7- TABELA DE ASSOCIAÇÕES Para que seja possível armazenar os relacionamentos entre Tipos de Movimento, Produto e CFOP, o aplicativo Bárbara criará a tabela de relacionamento CFOPTPMOVPROD_CTP. Para isto, basta executar este aplicativo através de nossa home page, no endereço clicando em atualizações e em seguida no ícone do aplicativo Bárbara conforme ilustrado abaixo: O aplicativo Bárbara irá executar o seguinte comando na base de dados do sistema BRENA: CREATE TABLE CFOPTPMOVPROD_CTP ( CTP_TPMOV VARCHAR(10), CTP_PROD VARCHAR(20), CTP_CFOP VARCHAR(04) ) - 8 -

9 6.8- CFOP DO ITEM DO PEDIDO Em uma mesma nota poderemos ter além de itens com vários CFOP s distintos, mas também o mesmo item aparecendo com mais de um CFOP. Veja o exemplo do item 6 deste documento, eum que o produto (C) será vendido (CFOP 5405) na linha 03 e bonificado (CFOP 5910) na linha 04. a) Um produto (A) fabricado pela empresa. b) Um produto (B) revendido pela empresa. c) Um produto (C) revendido pela empresa e com cobrança de ICMS na condição de contribuinte substituto d) O mesmo produto (C) ser bonificado nesta mesma nota A nota fiscal deverá ser gerada com os seguintes CFOP s: ITEM PRODUTO CFOP 01 A B C C 5910 Portanto, para cada item de uma venda (movimento fiscal), o CFOP pode mudar inclusive para o mesmo produto dentro da mesma venda. Isto nos obrigou a criar uma forma de registrar o CFOP desejado em cada venda. Então criamos o campo IPED_CFOP na tabela de itens do pedido (ITENSPEDIDO_IPED). A exemplo do item 6.1, esta alteração também será realizada pelo aplicativo Bárbara que, neste caso, executará o seguinte comando: ALTER TABLE ITENSPEDIDO_IPED ADD IPED_CFOP VARCHAR(04) - 9 -

10 6.9- ASSOCIAÇÃO MANUAL Uma vez criada a tabela de relacionamento entre o Tipo de Movimento, o Produto e o CFOP a ser usado, criamos uma tela que permite ao usuário criar manualmente estas associações, alterar associações feitas manualmente ou de forma automática pelo sistema ou desfazer associações. A chamada a esta tela foi incluída no menu principal do Brena na seqüência: 4-Cadastros 4- Fiscais 12. Associar CFOP a Produto e Tipo de Movimento

11 A seguir, vejamos a nova tela criada e suas funcionalidades. Produto Código do Produto a ser associado ao Tipo de Movimento. Use [F1] para pesquisar. Tipo de Movimento Código do Tipo de Movimento a ser associado ao Produto. Use [F1] para pesquisar. CFOP Código do CFOP a ser impresso na Nota Fiscal Eletrônica quando o Produto constar nos itens da mesma e ela for gerada pelo Tipo de Movimento definido nesta tela. Botão Confirma Permite gravar o relacionamento definido aqui. Botão Exclui Desfaz este relacionamento. No exemplo acima, temos a seguinte regra de negócio estabelecida: Quando o produto 0032-(A)PORTA CANETAS, for vendido através do tipo de movimento NFE-NOTA FISCAL ELETRÔNICA (RJ), seu CFOP será obrigatoriamente, por padrão Não importando qual seja o relacionamento dos demais produtos constantes na Nota Fiscal gerada por NFE, se dentre estes itens estiver o 0032 (A) Porta Canetas, este sairá com o CFOP associado 5102 e os demais com seus próprios CFOPS associados

12 Ainda seguindo o exemplo citado no item 5 deste documento, vejamos como ficaria o relacionamento do produto COPO. Com a seguinte regra de negócio estabelecida: Quando o produto 2870-(B)COPO DESCARTÁVEL, for vendido através do tipo de movimento NFE-NOTA FISCAL ELETRÔNICA (RJ), seu CFOP será obrigatoriamente, por padrão, E, finalmente, para concluirmos nosso exemplo: Significando: Quando o produto (C)TALHERES for vendido através do tipo de movimento NFE-NOTA FISCAL ELETRÔNICA (RJ), seu CFOP será obrigatoriamente, por padrão,

13 6.10- VENDA A tela de venda recebeu algumas funcionalidades. a) CFOP DO PRODUTO Incluímos um campo CFOP na linha de digitação do produto como mostra a figura abaixo: Ao ser informado o Tipo de Movimento no início da tela de vendas, este campo é automaticamente preenchido com o CFOP de seu cadastro (aba 6, item 1). No exemplo, seria preenchido com o CFOP 5102 que está no cadastro do Tipo de Movimento NFE. Entretanto, ao informar um produto, o Sistema executará os seguintes passos: i) Procura se há relacionamento entre este Produto informado e este Tipo de Movimento do início da tela, na tabela de relacionamentos CFOPTPMOVPROD_CTP. ii) Se existir, substituirá o CFOP deste novo campo (que originalmente era o CFOP do Tipo de Movimento) pelo CFOP da tabela de relacionamento

14 iii) Se não existir, manterá o CFOP do Tipo de Movimento para este produto. iv) Em ambos os casos (ii) e (iii), o Sistema permitirá que o usuário altere o CFOP. b) CFOP NO GRID DE PRODUTOS v) Ao incluir este item no grid de produtos desta tela, a informação CFOP também será inclusa, pois foi criada mais uma coluna especificamente para este fim. vi) Caso o relacionamento ainda não exista, o Sistema agora irá criá-lo automaticamente, pois já temos o Tipo de Movimento, o Produto e o CFOP desejado. vii) Se o relacionamento já existir, o Sistema o manterá e não o substituirá pelo informado agora, pois pode se tratar de uma exceção. Para entendermos este subitem, imagine a situação exemplificada no item 5 que transcrevemos aqui:

15 Se a nota fiscal tiver, por exemplo, os seguintes produtos hipotéticos: a) Um produto (A) fabricado pela empresa. b) Um produto (B) revendido pela empresa. c) Um produto (C) revendido pela empresa e com cobrança de ICMS na condição de contribuinte substituto d) O mesmo produto (C) ser bonificado nesta mesma nota A nota fiscal deverá ser gerada com os seguintes CFOP s: ITEM PRODUTO CFOP 01 A B C C 5910 Observe que o CFOP padrão para o produto (C) no Tipo de Movimento NFE é sempre 5405, pois trata-se de revenda de um produto com cobrança de ICMS na condição de contribuinte substituto. Mas, deseja-se, nesta única nota fiscal, incluir uma unidade de bonificação deste produto, que irá, em caráter excepcional com o CFOP Mas o relacionamento NFE x (C) deve continuar sendo 5405 e não Por isto, existindo o relacionamento, o Sistema o manterá. Caso seja necessária uma substituição em definitivo, o usuário deverá usar a tela de associação manual descrita no item 6.3. c) CFOP DO ITEM DO PEDIDO viii) Ao gravar o pedido (venda), o Sistema irá gravar na linha do produto o CFOP informado nesta tela para este movimento. Desta forma o Brenanfe poderá emitir a nota com vários CFOP s como desejado

16 6.11- EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS ELETRÔNICAS O BRENANFE também recebeu alterações para implementar estas mudanças. Antes ele buscava o CFOP do Tipo de Movimento, o que fazia com que todos os itens impressos na Nota Fiscal obrigatoriamente possuíssem o mesmo CFOP. Agora busca o CFOP na linha do item do pedido gravado, permitindo que cada item tenha seu próprio CFOP e, que, um mesmo item apareça ora com um CFOP (5405) ora com outro (5910). O que culmina no atendimento da necessidade da empresa UNIPACK

17 6.12- CONTROLE DE ACESSO À TELA DE ASSOCIAÇÃO MANUAL Para evitar que qualquer usuário altere a relação entre Tipo de Movimento, Produto e CFOP, criamos na tela de Definição de Acessos o controle que habilita ou desabilita um usuário ao acesso a estas novas funções. Mais uma vez, quem cria este controle de acesso é o aplicativo Bárbara. Para ter acesso ás novas funcionalidades, acesse 7-Utilitários, 4-Definir Acessos e marque os itens desejados como segue: Caso não sejam habilitados estes acessos, ao tentar entrar na tela de Associação Manual, receberá a seguinte mensagem: As novas funções possuem os números de 860 a 864, inclusives

18 7- CONCLUSÃO Diante do exposto, o sistema Brena passa a atender totalmente à UNIPACK bem como a todos os demais usuários que necessitem emitir notas fiscais contendo itens com diferentes CFOP s. Desobriga a emissão de uma nota fiscal para cada CFOP, desde que na nota haja pelo menos um item de venda. Caso haja apenas itens bonificados, não poderá ser usado este novo recurso, tendo que ser gerada uma nota fiscal em 1-Comercial, 3-Estoque, 1-Entrada e Saída como antes. Veja tela referente: Assim, agradecemos à UNIPACK por nos proporcionar tal melhoria do Sistema Brena e por ter usado a versão antiga mesmo sem atendê-los de forma totalmente confortável enquanto desenvolvíamos estas mudanças. Responsável por este desenvolvimento: Wander Mendes Martins Analista de Sistemas Desenvolvedor

Manual - Emissão de nota fiscal

Manual - Emissão de nota fiscal Manual - Emissão de nota fiscal Transferência de ICMS entre Estabelecimentos. Emissão: 22/05/2010 Revisão: 27/05/2015 Revisado por: Juliana 1- Cadastrar texto da lei para sair na observação da NF. Como

Leia mais

Tutorial para emissão de NF-e

Tutorial para emissão de NF-e Tutorial para emissão de NF-e Conteúdo 1.Configuração do Módulo de NF-e... 2 1.1.Códigos Fiscais... 3 1.2.Contas Contábeis... 4 1.3.Conta corrente... 6 2.Emissão de NF-e... 8 2.1.Gerar NF-e... 9 2.2.NF-e

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

MANUAL SISTEMA NFS-e

MANUAL SISTEMA NFS-e MANUAL SISTEMA NFS-e SUMARIO Tela Inicial NFe 03 Efetuar Login 1º Acesso Caso não possua Usuário e/ou Senha 03 Efetuar Login 1º Acesso Possuindo o Usuário e Senha 04 Primeira Tela 05 Menu de Opções 05

Leia mais

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE?

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? O que é a Nota Fiscal Eletrônica? Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tem como intuito emitir e armazenar eletronicamente, para fins fiscais,

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo:

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: GUIA DE ORIENTAÇÃO 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: 1.1 - ACESSAR O SITE DA PREFEITURA: 1.2 - CLICAR NA OPÇÃO: SERVIÇOS >> NOTA FISCAAL ELETRÔNICA 1.3 - Aguarde carregar

Leia mais

Conteúdo 1.0 - GERACÃO DO ARQUIVO PARA EMISSÃO DA NF ELETRÔNICA... 2

Conteúdo 1.0 - GERACÃO DO ARQUIVO PARA EMISSÃO DA NF ELETRÔNICA... 2 Tutorial UltraPDV - GERAÇÃO DO ARQUIVO ELETRÔNICO DE NOTA FISCAL ULT-027-GERAÇÃO DO ARQUIVO ELETRÔNICO DE NOTA FISCAL Conteúdo 1.0 - GERACÃO DO ARQUIVO PARA EMISSÃO DA NF ELETRÔNICA.... 2 1.1 - GERAR UMA

Leia mais

Versão 8.2C-07. Versão da Apostila de Novidades: 1

Versão 8.2C-07. Versão da Apostila de Novidades: 1 Versão 8.2C-07 Versão da Apostila de Novidades: 1 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

Manual de uso do Borderô Credix

Manual de uso do Borderô Credix Manual de uso do Borderô Credix Após efetuar o download do aplicativo siga os passos para a instalação do sistema, ao final será criado um atalho na área de trabalho, como ilustra a figura 1. Figura 1

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Apresentação Este sistema faz parte do Portal NFS Digital e tem o intuito de ser utilizado por emissores de Nota Fiscal de Serviços

Leia mais

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER A integração de dados do Controller com a contabilidade, seja com o sistema Contábil ou com qualquer outro sistema, é feita através de lotes. Os lançamentos seguem a estrutura

Leia mais

TELA INICIAL: BOTÕES INICIAIS:

TELA INICIAL: BOTÕES INICIAIS: Sumário 1. Tela Inicial... 02 2. Venda [F1]... 03 a. Cliente [F2]... 03 b. Importar [F9]... 04 c. Produtos [F3]... 04 d. Fechamento [F4]... 05 e. Impressão, Ponto de Referência e Observações... 07 f. Consulta

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br PARÂMETROS DE LANÇAMENTOS PARAMETRIZAÅÇO PARA O MÉDULO LANÅAMENTOS NO SISTEMA ARQUIVO > LANÅAMENTOS > PARÑMETROS E CONFIGURAÅÖES PREENCHIMENTO DAS GUIAS: 1. GUIA IMPOSTOS: a) Contas relacionadas à apuração

Leia mais

AR PDV SOLUÇÕES AR CONSULTORIA EM INFORMÁTICA

AR PDV SOLUÇÕES AR CONSULTORIA EM INFORMÁTICA 1 Sumário: 1. AR PDV...02 2. Registro / Login...03 3. Configuração...03 4. Abertura de Caixa...03 5. Registro de Vendas...04 a. Passos para Emissão do Cupom Fiscal...05 b. Inserindo Produtos...06 c. Formas

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 4 FUNCIONALIDADE... 4 4.1 Registrar Nota de Entrada... 4 4.1.1 Manual (Entrada das informações manualmente)...

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Relatórios...3 Mix de Compra...3 Peças >> Relatórios >> Mix de Compra Peças...3 Mix de Vendas...4 Peças >> Relatórios >> Mix de Venda Peças...4 Tabela de Preços...6 Peças

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Versão 3.10 Sumário 1 Funções do Emissor... 3 1.1 Aba Inicial... 4 1.2 Aba Sistema... 5 1.2.1 Mensagem Sistema... 5 1.2.2 Extras... 6 1.2.3 Contingência... 6 1.2.4 Execução... 7 1.3

Leia mais

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier isupplier Revisão 01 Setembro 2011 Sumário 1 Acesso ao portal isupplier... 03 2 Home Funções da Tela Inicial... 05 3 Ordens de Compra Consultar Ordens de Compra... 07 4 Entregas Consultar Entregas... 13

Leia mais

Versão 2.0.9. Comissão Sobre Produtos... 2. Atualização Automática nas estações de Trabalho... 6

Versão 2.0.9. Comissão Sobre Produtos... 2. Atualização Automática nas estações de Trabalho... 6 FORMULÁRIO DE ATUALIZAÇÕES PARA PRÓXIMA VERSÃO Versão 2.0.9 Conteúdo Alterações realizadas no Software Comissão Sobre Produtos... 2 Atualização Automática nas estações de Trabalho... 6 Atualização de Valores

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa 1 TRIBUTADA. MANUAL PARA EMISSÃO. 2014. INTRODUÇÃO A Nota Fiscal Eletrônica Avulsa - NF-e avulsa implementada pela Secretaria de Estado da Fazenda do

Leia mais

Portal do Fornecedor ANGELONI. Manual do usuário. (versão 1.1)

Portal do Fornecedor ANGELONI. Manual do usuário. (versão 1.1) Portal do Fornecedor ANGELONI Manual do usuário (versão 1.1) 1. Objetivo Este manual explica como funciona o Portal do Fornecedor ANGELONI. Todos os procedimentos para visualizar pedidos, gerar e enviar

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque. 11.8x. março de 2015. Versão: 5.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque. 11.8x. março de 2015. Versão: 5.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque 11.8x março de 2015 Versão: 5.0 1 Sumário 1 Introdução... 3 2 Objetivos... 3 3 Movimentações de Estoque... 3 4 Parâmetros... 5 5 Cadastros...

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Í n d i c e Julho, 2010 Introdução... 2 1. Acerto dos cadastros de Clientes e de Produtos... 4 1.1. Cadastros Básicos - Cadastro de Clientes... 4 1.2. Cadastros Básicos Cadastro

Leia mais

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos Página 1 de 23 SUMÁRIO 1. Pré-requisitos do computador para instalação do sistema Faróis Vinco Pedidos... 2 2. Instalação do... 3 3. Executando o sistema pela primeira vez... 5 4. Menus do sistema... 6

Leia mais

CONTABILIDADE COM MÚLTIPLOS PLANOS DE CONTAS

CONTABILIDADE COM MÚLTIPLOS PLANOS DE CONTAS CONTABILIDADE COM MÚLTIPLOS PLANOS DE CONTAS As mudanças ocorridas com a publicação da lei 11.638/07 e alterações da lei 11.941/09 exigiram das empresas uma adequação em sua estrutura de balanços e demonstrações

Leia mais

Neo Solutions Manual do usuário Net Contábil. Índice

Neo Solutions Manual do usuário Net Contábil. Índice Manual Neo Fatura 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Configurando o software para importar dados de clientes... 3 3. Importando o cadastro de clientes... 4 4. Cadastro de Bancos... 5 5. Cadastro de Conta Correntes...

Leia mais

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Natureza 44 - RETORNO DE SAÍDA COM SUSPENSÃO Por causa do sigilo fiscal, foram hachurados os dados do contribuinte. Toda NFP-e emitida

Leia mais

NOTA FISCAL COMPLEMENTAR. Serão emitidas notas fiscais complementares nos casos abaixo:

NOTA FISCAL COMPLEMENTAR. Serão emitidas notas fiscais complementares nos casos abaixo: NOTA FISCAL COMPLEMENTAR Serão emitidas notas fiscais complementares nos casos abaixo: a) no reajustamento de preço em razão de contrato escrito ou de qualquer outra circunstância que implique aumento

Leia mais

Instalação - Primeiros Passos

Instalação - Primeiros Passos O CIAF Hotelaria, é um sistema que permite ao administrador, gerenciar completamente sua empresa que presta serviço de hospedagem como hotéis e pousadas por exemplo. Facilmente você poderá cadastrar suas

Leia mais

1. Entrar no site www.sefaz.rs.gov.br 2. Clicar em Login (canto superior direito)

1. Entrar no site www.sefaz.rs.gov.br 2. Clicar em Login (canto superior direito) 1. Entrar no site www.sefaz.rs.gov.br 2. Clicar em Login (canto superior direito) 3. Escolher a opção e-cac 4. Inserir seu CPF e Senha a. Salienta-se: senha incorreta 3 vezes bloqueia o usuário. 5. Clicar

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO (Sistema NFSE) Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br

GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO (Sistema NFSE) Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO () Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br Sumário Configurações iniciais... 3 Acessando o sistema... 3 Alterando a senha de acesso... 3 Cadastrando clientes... 4 Cadastrando

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

VVS Sistemas (21)3405-9500

VVS Sistemas (21)3405-9500 Índice Assunto Página Apresentação... 2 Funcionamento do Módulo... 3 Instalação do Módulo... 4 Configurações no C-Plus NF-e... 9 Acessando os arquivos... 11 Apresentação Apresentamos o módulo C-Plus NF-e

Leia mais

Passo a Passo dos Relatórios de Venda no Sigla Digital

Passo a Passo dos Relatórios de Venda no Sigla Digital Passo a Passo dos Relatórios de Venda no Sigla Digital Relatório de Vendas Página 1 de 7 Este é um dos principais módulos do Sigla Digital. Utilizado para gerar relatórios das vendas realizadas pelo Orçamento

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

Informativo de Versão 18.12

Informativo de Versão 18.12 Informativo de Versão 18.12 Índice ERP Posto... 2 Cadastro Contrato de Abastecimento (Chamado 21982)... 2 Resulth Business... 3 Entrada de Produtos (Chamado 24400)... 3 ERP Faturamento... 4 Consulta Preço

Leia mais

Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e

Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e INTRODUÇÃO: Este documento visa explicar, de forma detalhada e simplificada, a utilização do sistema de emissão de documentos fiscais (modelo

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

Manual Espelho de NF para Materiais

Manual Espelho de NF para Materiais Manual Espelho de NF para Materiais Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Vendas... 4 5 Acessando o Pedido... 5 5.1 Lista

Leia mais

Novidades da versão 2015.3.1.2.

Novidades da versão 2015.3.1.2. Novidades da versão 2015.3.1.2. Propostas 2 Produtos 2 Criação do campo CNAE serviço 3 Inclusão do código do fornecedor na busca 4 Outras listas de preço 5 Notas de entrada 6 Ao escriturar uma NF de terceiro

Leia mais

AGENDAMENTO PARA IMPORTAÇÃO DE NOTAS FISCAIS 1. PARÂMETROS DO ESTABELECIMENTO... 2 2. CONFIGURAÇÃO DO AGENDADOR... 3

AGENDAMENTO PARA IMPORTAÇÃO DE NOTAS FISCAIS 1. PARÂMETROS DO ESTABELECIMENTO... 2 2. CONFIGURAÇÃO DO AGENDADOR... 3 AGENDAMENTO PARA IMPORTAÇÃO DE NOTAS FISCAIS SUMÁRIO 1. PARÂMETROS DO ESTABELECIMENTO... 2 2. CONFIGURAÇÃO DO AGENDADOR... 3 3. CONFIGURAÇÕES PARA IMPORTAÇÃO DE NOTAS PARA USUÁRIOS NET... 7 4. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Agendador de Rotinas

Agendador de Rotinas Agendador de Rotinas Agendamento para Importação de Notas Fiscais É possível parametrizar o agendamento para importação de notas fiscais de entrada, saída e conhecimento de transporte, para todas as empresas

Leia mais

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Natureza 12 Retorno Simbólico-Parceria Pecuária Por causa do sigilo fiscal, foram hachurados os dados do contribuinte. Toda NFP-e

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais

MANUAL COM PASSO-A-PASSO PARA CADASTRO DE EMISSOR DE NF-E (on-line) Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais

MANUAL COM PASSO-A-PASSO PARA CADASTRO DE EMISSOR DE NF-E (on-line) Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais MANUAL COM PASSO-A-PASSO PARA CADASTRO DE EMISSOR DE NF-E (on-line) Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais 1 CADASTRO EMISSOR NF-e ONLINE Para as empresas que desejarem se credenciar ou forem

Leia mais

Estoque. Como controlar o estoque

Estoque. Como controlar o estoque Estoque Como controlar o estoque Por que é necessário controlar o estoque? Reduzir custos Se há excesso em estoque A empresa terá custos operacionais para manter o estoque, isto significa capital empatado

Leia mais

Nota Legal Rondoniense

Nota Legal Rondoniense Nota Legal Rondoniense Manual do Consumidor Versão 1.0 01/12/2011 Nota Legal Rondoniense Manual do Consumidor Versão 1.0 1 Índice Analítico 1. Considerações Gerais... 3 1.1. Definição... 3 1.2. Documentos

Leia mais

Manual sistema Laundry 4.0

Manual sistema Laundry 4.0 Manual sistema Laundry 4.0 Sistema para serviços de Lavanderia Comércios Empresa responsável Novacorp informática Fone (41) 3013-1006 E-mail marcio@novacorp.com.br WWW.novacorp.com.br Sumario 1 Este manual

Leia mais

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 SPED Fiscal 2013 Conteúdo 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 2.0 Pré-requisitos para a elaboração do arquivo do SPED FISCAL... 3

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA SISTEMA ISS WEB Sil Tecnologia LTDA Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA PRINCIPAL 6 4. ALTERAR SENHA 7 5. TOMADORES DE SERVIÇO 7 5.1 Lista de Declarações de Serviços

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e. Natureza 80 SAÍDA para FIM ESPECÍFICO de EXPORTAÇÃO (versão 07)

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e. Natureza 80 SAÍDA para FIM ESPECÍFICO de EXPORTAÇÃO (versão 07) Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Natureza 80 SAÍDA para FIM ESPECÍFICO de EXPORTAÇÃO (versão 07) Obs.: Por causa do sigilo fiscal, foram hachurados os dados do contribuinte.

Leia mais

Como Cadastrar Crédito ICMS Simples Nacional? - FS45

Como Cadastrar Crédito ICMS Simples Nacional? - FS45 Como Cadastrar Situação Tributária? - FS41 Caminho: Cadastros>Fiscal>Substituição Tributaria Referência: FS41 Versão: 2015.5.4 Como Funciona: A tela de Situação Tributária contém os códigos e as descrições

Leia mais

Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e

Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e Sumário: 1. Orientações Gerais:... 3 1.1 Cadastros Básicos:... 3 1.2 Conhecimento de Transporte Eletrônico CTe:... 3 1.3 Tela inicial:... 4 2. CT-e (Conhecimento

Leia mais

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Natureza 77 RETORNO DE SAÍDA PARA EXPORTAÇÃO (versão 07) Obs.: Por causa do sigilo fiscal, foram hachurados os dados do contribuinte.

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Configurando o Módulo... 3 Contas... 3 Conta Caixa... 5 Aba Geral... 5 Aba Empresas... 8 Conta Banco... 9 Aba Geral... 9 Aba Conta Banco... 10 Aba Empresas... 12 Tipos de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E SELECIONE A EMPRESA EMISSORA DA NFE CLIQUE EM INICIAR TELA DE AVISOS FAÇA A LEITURA DOS AVISOS E CLIQUE EM FECHAR EMISSÃO DA NOTA FISCAL

Leia mais

A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema.

A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema. Página1 Configurações A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema. Como vimos o Plano de Contas dá a ideia inicial

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

ERP-8115 Nota Fiscal Eletrônica v2.0 (XML) Erro "Elemento inválido" emitido pelo sistema na transmissão da Nota Fiscal Eletrônica.

ERP-8115 Nota Fiscal Eletrônica v2.0 (XML) Erro Elemento inválido emitido pelo sistema na transmissão da Nota Fiscal Eletrônica. Release 3.60 Resumo das alterações Faturamento ERP-6954 Em casos em que o usuário tentar efetivar um pedido de vendas onde um dos produtos encontra-se inativo, o sistema está efetivando normalmente. Para

Leia mais

Quando as pessoas trabalham em equipe concretizam tarefas inteiras num menor espaço de tempo e com menor esforço.

Quando as pessoas trabalham em equipe concretizam tarefas inteiras num menor espaço de tempo e com menor esforço. Quando as pessoas trabalham em equipe concretizam tarefas inteiras num menor espaço de tempo e com menor esforço. O sistema Megga Fransys trabalha em equipe com o revendedor permitindo a execução das rotinas

Leia mais

Max Fatura Sistema de Gestão

Max Fatura Sistema de Gestão Sumário 1 Tela Inicial... 2 2 Tela de Pesquisa... 3 3 Tela de Vendas... 4 5 Aproveitamento de Icms... 5 6 Salvar... 5 9 Para emissão da nota fiscal... 7 10 Impressão de relatórios... 7 11 Contas a Pagar

Leia mais

ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E

ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Controller Gold possui, facilitando o seu processo de venda e compra. Criando

Leia mais

ERP-12821 Aliquotas Medias de Impostos 1-Tratada a importação do novo campo Descrição do Arquivo fornecido pelo IBPT.

ERP-12821 Aliquotas Medias de Impostos 1-Tratada a importação do novo campo Descrição do Arquivo fornecido pelo IBPT. Release 3.76 Resumo das alterações Gerais Livros Fiscais ERP-12821 Aliquotas Medias de Impostos 1-Tratada a importação do novo campo Descrição do Arquivo fornecido pelo IBPT. ERP-12142 Registro de Entradas

Leia mais

Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Versão 1.0

Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Versão 1.0 Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Marcio Tomazelli Coordenador de Sistemas Gustavo Cezarino Programador Pleno Versão 1.0 Índice Índice...2 Índice de Figuras...2

Leia mais

Emissão do Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e

Emissão do Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e Emissão do Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e Sumário: 1. Orientações Gerais:... 3 1.1 Cadastros Básicos:... 3 1.2 Conhecimento de Transporte Eletrônico CTe:... 3 2. Tela inicial:... 4 3. CT-e

Leia mais

Manual Operacional RIGNER. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email]

Manual Operacional RIGNER. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] Komunik [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] RIGNER Manual Operacional Gensys Genius System Manual Komunik- Versão 1.0 E-mail: documentacao@geniusnt.com -Telefone:

Leia mais

Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP. PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk

Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP. PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk 1 Conteúdo Introdução:... 3 CAMINHO:... 4 Inclusão e inicio do PEDIDO DE VENDAS... 5 DETALHES

Leia mais

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e.

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. Conhecimento de Transporte Eletrônico OBJETIVO Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA 1 Índice DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais,

Leia mais

Notas de versão. Versão 3.16.1.0

Notas de versão. Versão 3.16.1.0 Notas de versão Sistema Gescor Versão 3.16.1.0 Lançamento Abril/2016 Interface - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 3 1. Nova interface e usabilidade do sistema.

Leia mais

PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA. # Manual Operacional # Relatório de Execução - Data Base: 30/09/2012

PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA. # Manual Operacional # Relatório de Execução - Data Base: 30/09/2012 PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA # Manual Operacional # Relatório de Execução - Data Base: 30/09/2012 Para informar os dados da Execução de sua(s) ação(ões), você deve seguir os seguintes passos: 1 Acesse

Leia mais

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal Avulsa Eletrônica NFA-e 60 - AVULSA - SAIDA INTERESTADUAL COM ISENÇÃO

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal Avulsa Eletrônica NFA-e 60 - AVULSA - SAIDA INTERESTADUAL COM ISENÇÃO Passo a passo para emissão de Nota Fiscal Avulsa Eletrônica NFA-e 60 - AVULSA - SAIDA INTERESTADUAL COM ISENÇÃO Por causa do sigilo fiscal, foram hachurados os dados do contribuinte. Toda NFA-e emitida

Leia mais

15 4 Operação Avançada do Sistema: Inclusão de Nota Fiscal e seus relacionamentos

15 4 Operação Avançada do Sistema: Inclusão de Nota Fiscal e seus relacionamentos 15 4 Operação Avançada do Sistema: Inclusão de Nota Fiscal e seus relacionamentos Agora vamos fazer algo mais complexo, que vai demonstrar várias das facilidades do sistema. Vamos Incluir uma Nota Fiscal

Leia mais

Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e. Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática

Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e. Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática 1 Esclarecimentos sobre Manifestação do Destinatário 1. O que é a Manifestação do Destinatário?

Leia mais

Manual de Frete. sobre. Compras. Reselase 1.1.0

Manual de Frete. sobre. Compras. Reselase 1.1.0 Manual de Frete sobre Compras Reselase 1.1.0 1 Indexe: 1- Tipos de Frete Pagina 03 2- Como funciona o frete sobre compras Pagina 04 3- Configurando a CFOP de frete sobre compras Pagina 05 4 Fazendo um

Leia mais

Versão 8.3A-04. Versão da Apostila de Novidades: 2

Versão 8.3A-04. Versão da Apostila de Novidades: 2 Versão 8.3A-04 Versão da Apostila de Novidades: 2 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados. Versão 1.0

Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados. Versão 1.0 Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados Versão 1.0 Sumário Central de Materiais Esterilizados 3 1 Manual... de Processos - Central de Materiais Esterilizados 4 Fluxos do... Processo

Leia mais

Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T. Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS

Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T. Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS Ministério da Saúde Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS Brasília, 28 de abril de 2009 Índice: Informações

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

MANUAL DEVOLUÇÃO INTEGRADA

MANUAL DEVOLUÇÃO INTEGRADA MANUAL DEVOLUÇÃO INTEGRADA Atualizado em Janeiro/2016 1 INTRODUÇÃO As devoluções de mercadorias ocorrem de DUAS formas: A) Caixa Aberta. Significa devolução de um ou mais itens de um determinado pedido.

Leia mais

TUTORIAL - SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA NA ENTRADA

TUTORIAL - SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA NA ENTRADA Apresentação Este tutorial descreve como devem ser lançadas as notas fiscais com Substituição Tributária na entrada, a fim de evitar inconsistências nos relatórios fiscais. Quando a nota fiscal de entrada

Leia mais

Com Pedido de Compra Sem Pedido de Compra ou Entrada Manual Importando XML enviado do Fornecedor

Com Pedido de Compra Sem Pedido de Compra ou Entrada Manual Importando XML enviado do Fornecedor Movimentos - Entrada de Nota Fiscal Para realizar a entrada de nota fiscal no sistema, verifica-se primeiro as opções, existem vários meios para dar entrada em uma Nota Fiscal: Com Pedido de Compra é quando

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos por Estado. Próximo >>

Fiscal Configurar Impostos por Estado. Próximo >> Fiscal Configurar Impostos por Estado Objetivo: Configurar a porcentagem de ICMS por Estado; Configurar a porcentagem de ICMS ST por Estado; Configurar a porcentagem de IPI por Estado. Configurar Impostos

Leia mais

Acesso a NFA-e para não contribuinte:

Acesso a NFA-e para não contribuinte: Acesso a NFA-e para não contribuinte: Através da pagina da Secretaria de Estado da Fazenda (www.sef.sc.gov.br) o contribuinte não credenciado no Sistema de Administração Tributária (S@T) poderá emitir

Leia mais

Acompanhamento e Execução de Projetos

Acompanhamento e Execução de Projetos Acompanhamento e Execução de Projetos Manual do Usuário Atualizado em: 28/11/2013 Página 1/24 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4. COMO ACESSAR O SISTEMA...

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

Versão 3.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Controla Tudo. Manual do Controla Tudo

Versão 3.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Controla Tudo. Manual do Controla Tudo Versão 3.0 CARBON SYSTEM Manual do Software Controla Tudo Manual do Controla Tudo SOFTWARE PARA CONTROLE DE PONTO VIA IMPRESSÃO DIGITAL OU DÍGITOS Manual do Controla Tudo Versão 3.0 Carbon System Rua Coronel

Leia mais

Manual de documento de arrecadação GNRE

Manual de documento de arrecadação GNRE Manual de documento de arrecadação GNRE Sumário 1. Códigos de receita ICMS... 3 1.1. Cadastro dos códigos de receita... 3 1.2. Consultando a tabela de códigos de receita ICMS... 4 2. Documento de arrecadação...

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO

MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO 1. INSTALAÇÃO: Antes de iniciar a instalação do pedido eletrônico, entre em contato com o suporte da distribuidora e solicite a criação do código de

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

1. Funcionalidades da opção SAC 1

1. Funcionalidades da opção SAC 1 PÓS VENDA 1. Funcionalidades da opção SAC 1 1.1 Avarias 2 1.1.1 Dano no produto em transporte 2 1.1.2 Defeito no produto 2 1.2 Devoluções 4 1.2.1 Devolução Desistência 4 1.2.2 Devolução Não fez o pedido

Leia mais